Page 15

BRASÍLIA, QUARTA-FEIRA, 2 DE DEZEMBRO DE 2015 www.metrojornal.com.br

{CULTURA}

Te cuida, padre Marcelo! Lançamento. Se antes o diabo era considerado o pai do rock, o papa Francisco decide assumir a paternidade e coloca nas lojas seu primeiro disco, com mensagens da Igreja Católica mescladas a elementos do som progressivo Este senhor de 78 anos não para de surpreender o mundo. Carismático, pop, com boas intenções de abertura da Igreja Católica, argentino e agora roqueiro. É isso aí. O papa Francisco acaba de lançar um disco em que o rock é referência, ‘Wake Up!’. Na verdade está mais para rock progressivo, com sons contemplativos e passagens instrumentais que lembram o gênero. A abertura, ‘Annuntio vobis gadium mangum’ utiliza um trecho de um discurso de Francisco em italiano e algumas das partes musicais poderiam muito bem estar de pano de fundo de cenas da ‘Game of Thrones’. Curioso também como os arranjos de cada música se aproximam com diferentes estilos musicais do mundo. ‘Salve Regina’ tem um estilo de música árabe, enquanto ‘Laudato Sie’ passa por uma cumbia bem pop, dançante, cantada em espanhol. É preciso deixar uma coi-

sa bem clara: o papa Francisco não foi a estúdio e começou a cantar. Sua voz aparece nas faixas através de discursos pelo mundo, em diferentes línguas. A partir disso, letras cheias de mensagens da Igreja Católica são cantadas por outras vozes. O primeiro single, “Wake Up! Go! Go! Forward!, essa sim um rock progressivo, com solos de guitarras, sopros e cordas, produzida a partir de um sermão em inglês que o papa deu na Coreia do Sul. A referência ao estilo não é à toa, já que Tony Pagliuca, fundador da banda progressiva Le Orme nos anos 1970, compôs a maioria das músicas do disco. Para fechar, uma mensagem/canção em português, ‘Fazei o que ele vos disser’. Não, não espere um samba ou bossa nova. A canção está muito mais para uma versão católica de Enya. METRO Ouça “Wake Up! Go! Go! Forward!” no metrojornal.com.br

“WAKE UP!” PAPA FRANCISCO SAN PAOLO R$ 30

Pop é pouco para o Papa Francisco | ALEX WONG/GETTY IMAGES

15|

Lei. Limite de até 40% para meia-entrada entra em vigor Entrou em vigor ontem a Lei Geral da Meia-Entrada, que possibilita aos produtores culturais limitar a disponibilidade de ingressos promocionais a 40% dos disponíveis para venda, por apresentação. Em Brasília, os organizadores apontam que, em média, 90% dos ingressos eram vendidos nessa modalidade. O desconto deve ser dado em eventos artísticos, culturais, esportivos ou de lazer para idosos, pessoas com deficiência (e acompanhantes), estudantes e jovens com até 15 anos têm direito ao benefício, assim como jovens entre 15 e 29 anos de baixa renda. Os locais de venda também são obrigados a informar o público em tempo real sobre a quantidade de ingressos disponíveis para meia-entrada – caso essa demanda não seja cumprida, os compradores poderão exigir a compra de meia. Cada público terá que apresentar uma documentação específica. METRO

20151202_br_brasilia  
20151202_br_brasilia  
Advertisement