Page 5

BELO HORIZONTE, SEGUNDA-FEIRA, 15 DE DEZEMBRO DE 2014 www.readmetro.com

{BRASIL}

Empreiteiros recorrem, mas continuam presos Presos. Advogados tentam revogações de prisão e habeas corpus mas maioria deve permanecer detida no Natal Quase todos os 12 investigados na 7ª fase da Operação Lava Jato que continuam detidos pela PF (Polícia Federal), em Curitiba, completaram ontem um mês encarcerados. As defesas têm tentado obter liberdade desde a Justiça Federal no Paraná e o TRF4 (Tribunal Regional Federal da 4ª Região), até as instâncias superiores, no STJ (Superior Tribunal de Justiça) e no STF (Supremo Tribunal Federal). Até agora, porém, o ex-diretor de Serviços da Petrobras, Renato Duque, foi o único solto por força dos advogados, que precisaram ir até o Supremo para obter parecer favorável do Ministro Teori Zavascki. Só na última sexta, o STF rejeitou de uma só vez pedi-

6 pedidos de revogação de prisão ou habeas corpus estão em aberto na Justiça Federal e no TRF-4.

Duque foi o único solto por ordem do STF até o momento | RODRIGO FÉLIX LEAL / METRO

dos de habeas corpus de 11 presos, sendo 10 empreiteiros e o lobista Fernando Soares – “Fernando Baiano”. Entre os que continuam presos, há casos mais complicados do que outros. A defesa do vice-presidente da Camargo Corrêa, Eduardo Leite,

espera soltá-lo o quanto antes devido à saúde frágil do executivo, que sofre de problemas cardíacos. “Estamos preocupados que ele sofra um agravamento”, diz Marlus Oliveira, que defende Leite. Neste momento, corre um pedido de soltura por ele

na Justiça Federal e outro no TRF4. Ambos devem ser apreciados antes do recesso do judiciário, no dia 20. O vice-presidente da Mendes Júnior, Sérgio Cunha Mendes, o Diretor da Galvão Engenharia, Erton Fonseca, os executivos João Auler e Dalton Avancini, da Camargo Corrêa, além de Fernando “Baiano”, também esperam as decisões do TRF4 ainda essa semana. Visitas

Exceto pelo vice-presidente da Engevix, Gerson Almada, que teve denúncia do MPF acatada pela Justiça na última sexta, nenhum dos presos é oficialmente réu até o momento. Por isso, eles não terão direito a benefícios como indulto de Natal, que os permitiria passar a data festiva fora da prisão. Os familiares, quase todos de São Paulo, Rio ou Brasília, continuam autorizados a visitação às quartas-feiras. Algumas famílias, conforme apurou o Metro Jornal, optaram por não visitar os parentes na prisão devido à exposição midiática. RAFAEL NEVES METRO CURITIBA

|05|◊◊

Tentativas em vão Advogados dos presos já tiveram pedidos de soltura negados em todas as instâncias da justiça. Veja quantos pedidos foram indeferidos: J iça Fede a Paraná - 4 pedidos Três empreiteiros (Engevix, Mendes Júnior e Galvão Engenharia) já tiveram pedidos negados. Um (Camargo Corrêa) está em aberto. TRF Regiã pedidos Apenas a defesa da OAS fez três tentativas, todas rejeitadas. Cinco pedidos ainda esperam apreciação, mas o MPF já se manifestou contrário às solturas STJ edid A OAS, mais uma vez, foi a que mais teve recursos indeferidos, para quatro executivos. STF edid Só na última sexta-feira foram 11 negativas do Supremo

20141215_br_metrobh  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you