Page 3

PORTO ALEGRE, SEGUNDA-FEIRA, 25 DE AGOSTO DE 2014 www.readmetro.com

|03|â—Šâ—Š

{FOCO}

Estudo de expansĂŁo da Trensurb fica para o final do ano

TRAJETO

Sapiranga

ConďŹ ra a linha existente e o que falta para chegar a Sapiranga

Novo Hamburgo

Campo Bom

NOVO HAMBURGO FENAC IN D U S T R IA L

SĂŁo Leopoldo

 O  IN O S

RI

Mais trilhos. Estatal planeja estender linha atÊ o centro de Sapiranga, que estå a cerca de 18 quilômetros da estação Novo Hamburgo. Ainda não hå garantia de recursos para obra

SĂƒO LEOPOLDO

Trajeto da expansĂŁo e localização das estaçþes ainda nĂŁo foram deďŹ nidos.

U N IS IN O S

Previsto inicialmente para maio deste ano e depois prorrogado atÊ o fim de agosto, a entrega do estudo que prevê a expansão da Trensurb atÊ a cidade de Sapiranga foi novamente transferido: para o último trimestre de 2014. O levantamento apresentarå alternativas de trajeto, localização das estaçþes e tambÊm a tecnologia ideal a ser utilizada. Os trabalhos de pesquisa de campo e de demanda se iniciaram em novembro passado. Mas, segundo a Trensurb, como os meses de dezembro, janeiro e fevereiro registram menos movimento de passageiros, devido às fÊrias, a conclusão do levantamento teve de ser prorrogada. AtÊ o momento jå foram elaborados os relatórios de

PrĂłxima expansĂŁo deve ser atĂŠ Sapiranga | GABRIELA DI BELLA/ARQUIVO/METRO

caracterização da årea, que consiste na avaliação do transporte coletivo atual da região, bem como o levantamento de dados socioeconômicos da população e os håbitos de deslocamento. Para os relatórios de demanda foram realizadas pesquisas nos veículos de transporte coleti-

vo e individual que circulam pela regiĂŁo e em cruzamentos das principais vias. Outro ponto foi uma avaliação ambiental para o novo trajeto. “Existem alternativas de traçados. Por exemplo, um que atende Ă Feevale, outro que passa prĂłximo ao bairro Canudos. TambĂŠm estĂĄ sen-

do analisado o veículo ideal, se serå a continuação do trensurb, pode ser tambÊm um aeromóvel e outra opção Ê fazer um VLT (veículo leve sobre trilhos)�, explica o superintendente de Desenvolvimento e Expansão da Trensurb, Ernani Fagundes. Segundo ele, o trajeto Ê estimado em 18 km, da atual última estação atÊ o centro de Sapiranga. A ideia Ê apresentar os relatórios à comunidade em uma audiência pública ainda este ano. O estudo estå sendo realizado pela Oficina Consultores Associados, sob um investimento de R$ 1,49 milhão do MinistÊrio das Cidades. O valor para a expansão deverå constar no estudo, mas ainda não hå garantias financeiras para o avanço. METRO POA

Sapucaia do Sul

S A P U C A IA

LUI ASTEUR

Esteio

As últimas três estaçþes do sistema (Industrial, Fenac e Novo Hamburgo) entraram em funcionamento em janeiro deste ano.

E S T E IO PETROBRAS S Ăƒ O L U Ă?S / U L B R A

Canoas

M AT H IA S V E L H O

Atualmente são 22 estaçþes, de Porto Alegre a Novo Hamburgo, implantadas em intervalos mÊdios de 2,1 km.

Cachoeirinha

C ANOAS/L A SALLE

GravataĂ­

F Ă T IM A N IT E R Ă“ I/ U N IR IT T E R A N C H IE TA AEROPORTO F A R R A P O S / IPA SĂƒO PEDRO R O D O V IĂ R IA MERCADO

Porto Alegre

Alvorada

 

LIN XISTENTE E X PA N S Ăƒ O

AeromĂłvel da PUCRS pode ter obras em 2015

VeĂ­culo, que estĂĄ armazenado em SĂŁo Leopoldo, transportarĂĄ 150 passageiros por viagem | PUCRS/DIVULGAĂ‡ĂƒO

O TRAÇADO Veículo ligarå o Salão de Atos ao Parque Esportivo

1

Hospital SĂŁo Lucas

2

Complexo Esportivo da PUC

3

rua ProfÂş Cristiano Fischer

4

av. Ipiranga

1

2 Parque Esportivo

SalĂŁo de Atos

4 3

As obras de implantação do aeromĂłvel na PUCRS, que interligarĂĄ os dois lados da avenida Ipiranga, devem ter inĂ­cio no ano que vem. A primeira parte do investimento de R$ 5,5 milhĂľes jĂĄ foi liberada pela Finep (Financiadora de Estudos e Projetos), do MinistĂŠrio da CiĂŞncia, Tecnologia e Inovação. Com isso, os projetos para a instalação da via jĂĄ estĂŁo em desenvolvimento. A linha-laboratĂłrio percorrerĂĄ cerca de 500m em 1min 20seg, aproximadamente, ligando uma estação junto ao SalĂŁo de Atos ao Parque Esportivo, do outro lado da avenida. O veĂ­culo terĂĄ capacidade para 150 passageiros por viagem. Ele foi construĂ­do na primeira parte do processo, iniciada em 2007, e estĂĄ armazenado na sede da empresa Aeromovel do Brasil, em SĂŁo Leopoldo. “A ideia dessa linha experimental ĂŠ fazer a otimização dos sistemas de controle, eficiĂŞncia energĂŠtica, melhoria do veĂ­culo e tambĂŠm a utilização de novos materiaisâ€?, ex-

Saiba mais T a e O tr a ç a d li g a r å o s d o i s l a d I p ir a n g a , d o S a l ã Atos a o P arq u e E

Metro abordou a retomada do projeto em 10/4/2012 | REPRODUĂ‡ĂƒO

plica o diretor da Faculdade de Engenharia da PUCRS, Carlos Alexandre dos Santos. O tempo para a conclusĂŁo dos projetos, obras e o inĂ­cio da operação do aeromĂłvel ĂŠ estimado em trĂŞs anos. “O aeromĂłvel funcionarĂĄ como um elevador horizontal, agilizando o movimento entre os dois lados do campusâ€?, explica Edgar Bortolini, coordenador institucional do projeto, na revista Mundo PUCRS. Atualmente o campus se une apenas pela passarela sobre a avenida Ipiranga. O projeto ĂŠ uma parceria entre PUCRS, UFRGS, Finep e a empresa Aeromovel do Brasil. METRO POA

o o o s

p r e v is t o s d a d e p o r ti v o .

Te Os 5 0 0 m d o p e r c u r s o d e v e m s e r f e it o s e m 1 min 2 0 s e g. Ca acidade O v e í c u l o c o m p o rt a r å 1 5 0 p e s s o a s. I e i e O c u st o s e r å d e R $ 5 , 5 m il h þ e s . Pa A c o n cl u s ã o d o p r oje t o e a s o b r a s d e v e m d u r a r tr ê s a n o s. Hi ia I n v e n t a d o p e l o g a ú c h o O s k a r C o e st e r n o s a n o s 1 9 7 0, o a e r o m ó v el c o m e ç o u a g a n h ar u m a li n h a - p il o t o e m 1 9 8 2 , j u n t o a o G a s ô m e tr o, m a s a o b r a foiin t e rr o m pid a. N o a n o p a s s a d o, a t e c n olo gia s a i u d o p a p e l n a li n h a e n tr e o a e r o p o rt o e a e st a ç ã o d o tr e n s u r b .

Profile for metro brazil

20140825_br_portoalegre  

20140825_br_portoalegre  

Advertisement