Page 1

ANDRÉ PORTO/METRO

Drink preparado no bar do Bee. W Hostel

SÃO PAULO

24 de maio 2014

Edição número 40, ano 1

ESQUENTA

PRA COPA Repletos de gringos, os bares dos hostels estão de portas abertas para a curtição de quem quiser chegar PÁG. 06 METROMOTOR

RECICLE A INFORMAÇÃO: PASSE ESTE JORNAL PARA OUTRO LEITOR

Aceita um café?

BRAPLUS_2014-05-24_1.indd 1

Saiba explorar o melhor do sabor e do aroma de cada xícara PÁG. 08

New March busca espaço

Nissan briga por fatias de mercado da Honda e da Toyota PÁG. 12

5/23/14 6:01 PM


BRAPLUS_2014-05-24_2,3.indd 2

5/23/14 4:25 PM


BRAPLUS_2014-05-24_2,3.indd 3

5/23/14 4:25 PM


|04|

SÃO PAULO, SÁBADO, 24 DE MAIO DE 2014 www.metrojornal.com.br

ROTEIRO

Para curtir o fim de semana

Agenda. Programação variada contempla família, crianças e amantes da boa gastronomia

COMIDA

FESTIVAL

MaiFest. O Brooklin recebe hoje e amanhã mais uma edição do MaiFest. O festival, que celebra o início da primavera alemã no Brasil, tem como tema a celebração da diversidade cultural e reúne mais de 200 atrações, entre elas o regente e músico Rainer Neher, maestro da Orquestra Stadtkapelle, da Alemanha. 15ª MaiFest. Ruas Joaquim Nabuco, Barão do Triunfo, Princesa Isabel e Bernardino de Campos. Das 10h às 22h. Hoje e amanhã. Grátis.

INFANTIL

Festival celebra o início da primavera alemã

Tapas vegetariano no Banana Verde

Degustação. Os restaurantes Banana Verde, Che Bárbaro, Jacaré Grill, Tanger e a sorveteria Bacio di Latte se reúnem hoje para promover o Movida Madaleña. O evento gastronômico permite que os participantes experimentem de uma só vez diferentes pratos. Os tíquetes estão disponíveis nos próprios restaurantes. Movida Madaleña. Todos os restaurantes ficam à rua Harmonia, Vila Madalena. Banana Verde (Tel.: 3814-4828); Che Bárbaro (2691 - 7628); Jacaré Grill (3816-0400); Tanger (3037-7223) e Bacio di Latte (3034-4664). Hoje, das 12h à 0h. R$ 60 (tíquete único)

Peppa é tema de contação de histórias

Contação de histórias. A livraria Casa de Livros, especializada no público infanto juvenil, abre as portas hoje para a contadora de história Marina Bastos. O espetáculo conta a história da porquinha Peppa de maneira que promete divertir as crianças. Livraria Casa de Livros. Rua Capitão Otávio Machado, Chácara Santo Antônio. Tel.: 5181 9135. Hoje , às 12h40. Grátis.

SHOW

Samba. O projeto Nivea Viva o Samba leva ao palco do parque da Juventude, amanhã, os artistas Martinho da Vila, Alcione, Diogo Nogueira e Roberta Sá. Os cantores mostrarão seus maiores sucessos. Livre para o público. Parque da Juventude. Avenida Zaki Narchi, 1309. Santana. Tel.: 2251-2706. Amanhã, 16h30. Grátis.

Alcione é uma das atrações do evento

EXPOSIÇÃO Circo de Pulgas, da Cia K, está na programação

CIRCO

Família. O Sesc São Paulo reúne até o dia 1 de junho oito companhias internacionais e 15 nacionais para promover o espetáculo Circos – Festival Internacional Sesc de Circos. As apresentações ocorrem em espaços públicos e nas unidades Belenzinho, Bom Retiro, Campo Limpo, Carmo, Consolação, Ipiranga, Interlagos, Itaquera, Pinheiros, Pompeia, Santana, Vila Mariana e Santo André. Sesc São Paulo. www.sescsp.org.br/ circos. Algumas atrações são gratuitas, outras custam até R$ 25.

REDAÇÃO - 011/3528-8522 leitor.sp@metrojornal.com.br COMERCIAL: 011/3528-8549

BRAPLUS_2014-05-24_4.indd 4

O jornal Metro circula em 23 países e tem alcance diário superior a 20 milhões de leitores. No Brasil, é uma joint venture do Grupo Bandeirantes de Comunicação e da Metro Internacional. “A tiragem e distribuição desta edição é de 100.000 exemplares.” O jornal Metro é impresso na Plural Editora e Gráfica Ltda. Editado e distribuído por Metro Jornal S/A. Endereço: Avenida Rebouças, 1585, Pinheiros, CEP 05401-909, São Paulo, Brasil. Tel.: 3528-8500

Circulos dos mais variados tamanhos marcam a obra da artista

EXPEDIENTE Metro Brasil. Presidente: Cláudio Costa Bianchini (MTB: 70.145). Editor Chefe: Luiz Rivoiro. (MTB: 21.162). Diretor Comercial e Marketing: Carlos Eduardo Scappini. Diretora Financeira: Sara Velloso. Diretor de Tecnologia e Operações: Luiz Mendes Junior. Gerente Executivo: Ricardo Adamo. Editor-Executivo de Arte: Vitor Iwasso. Coordenador de Redação: Irineu Masiero.

Pop art. Foi inaugurada no Instituto Tomie Ohtake, na última quinta-feira, 22, a mostra “Obsessão Infinita”, da artista japonesa Yayoi Kusama. Responsável por influenciar nomes como o de Andy Warhol, Yayoi foi uma das pioneiras na criação da pop art, mas demorou muito para ser reconhecida. Instituto Tomie Ohtake. Rua dos Coropés, 88, Pinheiros. Tel.: 2245-1900. De terça a domingo, das 11h às 20h. Até 27/07. Grátis.

Metro Plus. Editora Executiva: Lara De Novelli. Editora: Patrícia Guimarães. Repórter: Wanise Martinez. Editor de Arte: Daniel Lopes. Gerentes Comerciais: Tânia Biagio e Elizabeth Silva.

5/23/14 5:28 PM


BRAPLUS_2014-05-24_5.indd 5

5/23/14 4:26 PM


|06|

SÃO PAULO, SÁBADO, 24 DE MAIO DE 2014 www.metrojornal.com.br

POR AÍ

ANDRÉ PORTO/ METRO

MAIS QUE UM DRINK Bar do Bee. W Hostel oferece diferentes bebidas

A popularidade de bares em hostels cresce em São Paulo. Conheça novos lugares para curtir na Copa

FOTOS: DIVULGAÇÃO

Q

Lugar é ideal para apreciadores de cerveja

FIAMBRERIA BAR Praticamente dentro do Vila Madalena Hostel, o Fiambreria Bar tem como principais clientes os hóspedes do albergue. Mas o bar é aberto ao público e tem uma seleção especial de mais de 40 rótulos de cervejas artesanais brasileiras. É um lugar simples, mas muito aconchegante, que serve diversos petiscos e quitutes caseiros. Rua Francisco Leitão, 686, Pinheiros. Tel: 3034-4104. Bar: Seg. a Sáb.: das 17h às 23h (aberto ao público)

GOL BACKPACKERS A uma quadra da avenida Paulista, o hostel Gol Backpackers é decorado com camisas, cachecóis e bandeiras de diversos times de futebol e é uma boa escolha para o amante do esporte. O bar do albergue é frequentado principalmente por jovens de 20 a 30 anos e conta com uma carta de cervejas nacionais especiais, caipirinha, drinks e petiscos. O hostel recomenda fazer reserva antecipada para ir ao bar. Rua São Carlos do Pinhal, 461, Bela Vista. Tel. 2528-2564. Bar: Seg. a Sex.: 17h às 23h (aberto ao público).

BRAPLUS_2014-05-24_6.indd 6

uem está acostumado a colocar a mochila nas costas e sair pelo mundo sabe que, além de opção barata de hospedagem, os hostels são ideais para quem gosta de badalação. Se você nunca viveu essa experiência, pode aproveitar a presença dos gringos que, com a Copa do Mundo, já estão chegando por aqui para conhecer um pouco mais desse ambiente. Segundo a Associação de Hostels de São Paulo, atualmente a cidade tem 70 hostels e vários deles organizam festas e disponibilizam seus bares para quem não é

hóspede poder aproveitar. Com acesso separado da entrada do albergue, o bar do Bee. W Hostel atrai muitos paulistanos e estrangeiros. “Aqui é possível participar de um intercâmbio cultural com pessoas de diversas partes do mundo”, diz o gerente do bar, Gustavo Schneider. Com a chegada da Copa, o lugar já prepara eventos especiais. “Já estamos fechando com delegações. Nesses dias fechamos com 15 franceses”, conta Schneider. Se você gostou da ideia, veja algumas opções de bares em hostels. METRO

BEE. W HOSTEL Perto da avenida Paulista, o Bee. W Hostel tem um bar com acesso separado da entrada ao albergue. Comandado pelo chef Gustavo Rondon, oferece diversas bebidas como os “chupitos”, diferentes tipos de drinks servidos em copinhos de shot. Há também bebidas servidas em jarra, ideais para compartilhar com os amigos, como caipirinha e sangria. Rua Haddock Lobo, 167, Cerqueira César. Tel. 4328-6222. Bar: Ter. a Sáb.: 17h à 1h. (aberto ao público).

Telstar tem happy hour toda sexta

Ô DE CASA No meio da Vila Madalena, o bar do Ô de Casa fica no quintal do albergue e serve sucos naturais, açaís, sanduíches e claro, cervejas, das tradicionais e as artesanais, e caipirinhas. O hostel organiza diversas festas abertas ao público, que acontecem ao longo do ano. R. Inácio Pereira da Rocha, 385, Pinheiros. Tel. 3063-5216. Bar: Ter. a Dom.: das 16h30 às 23h (aberto ao público).

TELSTAR

Açaís e sucos naturais são famosos na casa

A apenas 200 metros da estação de metrô Vila Mariana, o Telstar oferece todas as sextas, a MOFO, happy hour oficial do Telstar. As portas são abertas para o público conhecer o espaço, frequentar o bar à beira da piscina e interagir com os hóspedes. Além das MOFOs, aos finais de semana são organizadas festas, pool parties e eventos culturais. A casa já abrigou exposições fotográficas, quadrinhos, apresentações musicais, grafite, etc. Apesar do happy hour oficial acontecer às sextas, qualquer pessoa pode frequentar o bar nos demais dias. Rua Cap. Cavalcanti, 177, Vila Mariana. Tel. 2389-6383. Bar: Seg. a Dom.: das 16h às 22h (aberto ao público).

5/23/14 5:32 PM


BRAPLUS_2014-05-24_7.indd 7

5/23/14 6:30 PM


Coado sim, senhor Um dos métodos mais populares, o café coado é o preferido de 93% dos consumidores de café no Brasil. Seu preparo é simples: basta colocar o pó em um filtro de pano ou papel e ali é feita a infusão com água. A extração dura cerca de 4 minutos, e a bebida costuma ficar clara, quase sem resíduos de pó. E a água? Independentemente do preparo escolhido, a água representa uma grande porcentagem da composição do café na xícara. Na maioria dos casos, essa porcentagem gira em torno de 80%. Sendo assim, por melhor que o café seja, se a água for cheia de resíduos e sabores desagradáveis, não haverá mágica, a bebida ficará ruim. O ideal é sempre utilizar água filtrada (mesmo que depois seja fervida) ou água mineral com baixo índice de cálcio (o excesso desse mineral faz a água passar muito lentamente e deixa a bebida amarga). Outra regra é a de que a água não deve ser fervida para o preparo do café, pois tem de tocar o pó a uma temperatura em torno de 90°C. Sim, essa é a temperatura ideal mesmo. Mas em um país como o Brasil em que o grau de fervura muda em cada lugar por causa das diferentes altitudes, como saber a que temperatura a água vai ferver? A dica é deixar a água ferver e deixá-la descansar por um minuto. Assim, chegará à temperatura adequada para a filtragem do café.

SÃO PAULO, SÁBADO, 24 DE MAIO DE 2014 www.metrojornal.com.br

5o tons

|08|

BEBIDA

DE CAFÉ No Dia Nacional do Café, descubras as muitas variedades da nossa bebida de todo dia e dicas para fazer uma xícara perfeita em casa

É

difícil de acreditar, mas é verdade: mais da metade dos consumidores de café no Brasil consome praticamente o mesmo tipo de bebida há décadas e provavelmente há gerações. Não é preciso ir muito longe. Pergunte à sua família e aos seus amigos que café bebem e há quantos anos. A marca líder de mercado está no topo há 30 anos o que já é um indício forte dessa grande fidelidade.

Ideal é que a água seja filtrada ou mineral

O dado é interessante e pode até ter um componente afetivo forte – quem não tem lembranças da mãe preparando o café na cozinha de casa – mas é também alarmante como o brasileiro tem um paladar monótono quando se trata de café. Para dar uma aquecida nessa relação, reunimos aqui algumas informações que mostram o quanto o café é versátil e rico em possibilidades de sabor e aroma. METRO

GIULIANA BASTOS ESPECIAL PARA O METRO

Os diferentes tipos de café e como escolher Uma classificação por qualidade interessante para se orientar é a da Abic. A Associação Brasileira da Indústria do Café costuma estampar a calssificação na embalagem.

Os tradicionais

Os superiores

Gourmets ou premium

Os especiais

Mesclam café arábica com robusta (no máximo 30%) e podem ter até 20% de defeitos PVA (pretos, verdes e ardidos). Exemplos: Pilão, Café Caboclo, Bom Jesus e Café do Ponto.

Possuem valor agregado alto e apresentam no mínimo 85% de cafés arábicas e no máximo 10% de defeitos PVA. Exemplo: Melitta Regiões Brasileiras.

São os mais raros e excelentes, com características únicas e valor superior. Em sua composição, só podem ter grãos arábicas e não podem apresentar defeitos PVA. Exemplo: Café Fazenda Pessegueiro, Café do Mercado, Ghini, Toledo Gourmet e 3corações Gourmet.

No geral, são 100% feitos com grãos arábica, têm origem controlada, têm sabor marcante e bom equilíbrio entre doçura, amargor e acidez, ganhando notas acima de 80 pontos. Exemplos: Coffee Lab, Octavio Café, Café Martins, illycaffè, Orfeu e Suplicy Cafés Especiais.

BRAPLUS_2014-05-24_8.indd 8

LETÍCIA MOREIRA/FOLHAPRESS

SAIBA MAIS www.metrojornal.com.br

5/23/14 5:40 PM


BRAPLUS_2014-05-24_9.indd 9

5/23/14 4:27 PM


+

|10|

SÃO PAULO, SÁBADO, 24 DE MAIO DE 2014 www.metrojornal.com.br

LANÇAMENTO

Agilidade do modelo facilita manobras

MOTOR

Jimny 2015

só traz mudanças no 4Sport Off-road. Modelo passa a ser o único da categoria com engate frontal, mas ficou cerca de R$ 2 mil mais caro

Mais

Resistência Com construção de carroceria sobre chassi heavy dutty, o modelo se torna bastante resistente

Fabricado no Brasil pela Suzuki há pouco menos de dois anos, o Jimny 4Sport acaba de ganhar uma atualização. A versão é a única da família – que conta com o Jimny 4ALL, Jimny 4SUN e Jimny 4WORK – a receber mudanças na linha 2015. Entre as modificações estão a presença obrigatória de air bag duplo e ABS, além de side step (apoio de pé lateral integrado na carroceria) e novos para-choques dianteiro e traseiro que foram projetados de maneira modular, com fixação externa, para facilitar a manutenção do SUV. A mudança mais eficaz, no entanto, está na presença de um engate dianteiro (o modelo é o único na categoria a oferecer essa opção), o que facilita manobras com carretas e jet skis, por exemplo. Por baixo do capô, o 4x4 traz o mesmo motor 1.3l, movido a gasolina, 16V e 85 cavalos. Falando de um modelo desses os números parecem realmente baixos, mas é preciso destacar a leveza do veículo (apenas 1.060 kg) para entender como o jipinho é capaz de praticamente subir paredes. Bravura nos terrenos mais difíceis Os aventureiros dispostos a pagar os atuais R$ 64.990 pelo modelo poderão contar com um carro, além

BRAPLUS_2014-05-24_10.indd 10

de caro, resistente. As dimensões compactas do veículo combinadas a um raio de giro de 4,9 metros e a uma altura de 22 cm livre do solo fazem dele bastante capaz em terrenos cheios de armadilhas. Após um teste na pista off-road montada no autódromo Velo Cittá, em Mogi-Guaçu, interior de São Paulo, a conclusão é de que o modelo está preparado para enfrentar pedras, lama e, sobretudo, subidas e descidas extremamente íngremes. Isso tudo graças ao sistema de tração presente no painel central que permite diferentes combinações de marchas nas três opções de uso (2WD – com tração nas traseiras; 4WD – com tração nas quatro rodas; e 4WD-L – reduzida). METRO

Principais mudanças estão no exterior

FOTOS: DIVULGAÇÃO

Prova de resistência Simultaneamente ao lançamento do modelo 2015 do Jimny 4Sport, a Suzuki comemora o fim do desafio “100 mil km em 100 dias.” Ao final das 1.450 horas

de pilotagem por Estados como Mato Grosso do Sul, Espírito Santo e São Paulo, a marca compilou os resultados da experiência que avaliou o desempenho de dois Jimnys

Peças são modulares e de fixação externa

4SPORT em trechos urbanos, condições off-road e rodovias. Entre as principais medições estiveram molas, amortecedores, sistemas de freio e integridade da carroceria, que foi marcada para avaliar possíveis desalinhamentos. Com apenas algumas ocorrências no percurso, é possível dizer que os modelos concluíram os objetivos de maneira bem satisfatória, já que ao dirigir os veículos do desafio é quase imperceptível a diferença se comparado a um modelo 0km METRO

420

é o ângulo de inclinação lateral máxima do veículo

5/23/14 6:06 PM


BRAPLUS_2014-05-24_11.indd 11

5/23/14 4:28 PM


12 Que a disputa entre os veículos compactos está cada vez mais acirrada, não é novidade. Porém, a competitividade anda tão em alta que a Nissan apresentou seu reformulado New March para, além de competir no segmento, fazer frente às rivais japonesas Toyota e Honda no Brasil. Para atingir esses objetivos, o hatch, que agora é fabricado em Resende (RJ), conta com uma nova identidade visual, com preços que variam entre R$ 32.990 e R$ 42.990. A mudança se justifica. Atualmente, a Nissan tem uma fatia de 1,88% do mercado, mas a empresa espera, até 2016, atingir 5%, algo que seria suficiente para liderar a disputa entre as compatriotas – atualmente, Toyota e Honda têm 4,73% e 3,77% do mercado, respectivamente. “O New March reflete a nova fase da Nissan no Brasil: uma fabricante rumo à liderança entre as marcas japonesas no país”, destaca François Dossa, presidente da montadora. Mas, para que o objetivo se torne realidade, o New March precisa vingar. E, ao menos por ora, parece que o novo veículo tem força para isso. A aparência do hatch foi projetada para ter um ar mais jovial, com acabamentos internos e externos mais atrativos. Neste quesito, vale ressaltar um painel mais requintado, e acabamento, incluindo bancos e forrações, com materiais de melhor qualidade. No lado externo, o veículo apresenta faróis, grade frontal, para-choque e entrada de ar redesenhados. Disponível em seis cores, o New March tem dois tipos de motor divididos em seis versões (Conforto, S e SV, no 1.0, e S, SV e SL, no 1.6), e de série todos os modelos trazem airbag duplo frontal, cintos de segurança dianteiros com pré-tensionadores, direção elétrica progressiva, freios ABS com distribuição de frenagem (EBD) e assistência de frenagem (BAS). A versão mais cara e luxuosa, a SL, conta com itens como ar-condicionado digital e central multimídia com GPS.

SÃO PAULO, SÁBADO, 24 DE MAIO DE 2014 www.metrojornal.com.br

LANÇAMENTO

Mercado. Nissan apresenta New March como carro-chefe na acirrada disputa com as concorrentes japonesas Toyota e Honda

FOTOS: DIVULGAÇÃO

Preço inicial é de R$ 32.990

Concorrência nipo-brasileira Painel central tem detalhes que imitam aço escovado

METRO

New March pode ser encontrado em seis cores

Com motor 1.6, carro chega de 0 a 100km/h em 9,88 segundos

3 mil

unidades mensais do veículo é o que espera vender a Nissan até o segundo semestre

BRAPLUS_2014-05-24_12.indd 12

5/23/14 6:20 PM

20140524_br_metroplus  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you