Page 1

O Jornal Metro é impresso em papel certificado FSC, com garantia de manejo florestal responsável, pela Gráfica Moura Ltda.

O VIAJANTE DO TEMPO MUTANTES DO PRESENTE VÃO AO PASSADO PARA SALVAR O FUTURO

PÁG. 12

BRASÍLIA Quinta-feira, 22 de maio de 2014 Edição nº 507, ano 3 MÍN: 17°C MÁX: 26°C

www.readmetro.com | leitor.bsb@metrojornal.com.br | www.facebook.com/metrojornal | @jornal_metrobsb

Supremo derruba barreiras para o MP agir nas eleições Sem autorização prévia. Os ministros decidiram ontem que procuradores e promotores poderão fazer investigacões sem ter que pedir antes a um juiz eleitoral. O TSE havia criado a norma em dezembro. Por 9 votos a 2, o STF avaliou que a regra estimularia a impunidade PÁG. 03

Na surdina, medida alivia seguradoras A Medida Provisória nº 633, aprovada sem alarde na Câmara, faz despencar indenizações a mutuários do sistema de habitação PÁG. 04, CLÁUDIO HUMBERTO

Depois de sete anos, o ala Alex deixa o UniCeub

RECICLE A INFORMAÇÃO: PASSE ESTE JORNAL PARA OUTRO LEITOR

Ídolo do basquete em Brasília, ganhador de três títulos do NBB, o jogador agora vai para o Bauru PÁG. 15

João Filgueiras Lima, 82

MIRANDO ALTO Cruzeiro vence o Sport em casa e assume liderança do Brasileirão Marcelo Moreno, vestido com o uniforme em homenagem à Seleção Brasileira, comemora segundo gol |

ANGELO PETTINATI/METRO BH

PÁG. 14

Um dos mais importantes arquitetos do país, ele lutava contra um câncer PÁG. 14


|02|

1 FOCO

BRASÍLIA, QUINTA-FEIRA, 22 DE MAIO DE 2014 www.readmetro.com

{BRASIL}

Baixa adesão compromete greve da polícia Protesto. Agentes param atividades em 8 Estados e no DF. Movimento pequeno comprometeu pauta por avanços na segurança pública

Supersalários

Benefício suspenso O ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Marco Aurélio Mello suspendeu ontem a liminar que permitia o pagamento de salários acima do teto do serviço público aos servidores do Senado. Com a decisão, haverá corte nos vencimentos de 800 servidores da ativa e aposentados. Um total de 496 funcionários foram chamados a apresentar justificativa, mas 65 não apresentaram defesa.

Sob ameaça do governo de punir grevistas, a paralisação dos agentes das polícias civis ontem foi tímida. A greve de 24 horas atingiu delegacias do Espírito Santo, de Minas Gerais, do Pará, da Paraíba, do Rio de Janeiro, de Rondônia, de Santa Catarina, de São Paulo e do Distrito Federal. A mobilização foi organizada para alertar o governo para uma política de valorização da segurança pública, para exigir reajustes salariais para a categoria e para denunciar a falta de treinamento adequado aos policiais que atuarão na Copa do Mundo. Preventivamente, a AGU (Advocacia Geral da União) alertou que a Constituição proíbe greves dos agentes de segurança pública e ameaçou cobrar os prejuízos dos profissionais que aderiram à paralisação. “As reivindicações podem ser feitas de outras formas, mas não via uso do

“Entendemos que toda atividade policial associada à segurança não tem autorização legal ou constitucional em movimentos grevistas.” LUÍS INÁCIO ADAMS, ADVOGADO-GERAL DA UNIÃO

instrumento da greve”, declarou o ministro da AGU, Luís Inácio Adams. Pelo país No Rio de Janeiro, apenas 30% do efetivo dos 12 mil policiais compareceu nas cerca de 200 delegacias do Estado. A passeata contou com aproximadamente mil manifestantes. A categoria recebeu a promessa de reajuste salarial em encontro marcado para hoje com o governador Luiz Fer-

nando Pezão (PMDB). Em Brasília, os manifestantes fecharam por algum minutos a Esplanada dos Ministérios. Um grupo preparou uma pauta de reivindicações a ser entregue ao ministro da Justiça, José Eduardo Cardoso, que não estava no ministério e não recebeu o documento. Em São Paulo, apenas cidades do interior, como Assis, Sorocaba, Bauru e Lins, foram prejudicadas. Nesses locais, só foi possivel fazer boletins de ocorrência de crimes graves. Em Belo Horizonte, caixões e pneus foram queimados pelos manifestantes no centro da cidade. Houve ainda passeatas em Porto Velho (RO), Florianópolis (SC), Recife (PE), João Pessoa (PB), Belém (PA) e Vitória (ES). Os sindicatos dos policiais ainda discutem novas paralisações durante a Copa do Mundo.

Imagens

1 2 3 Em Brasília. 600 policiais fizeram marcha na Esplanada dos Ministérios

1

Os manifestantes prepararam um documento pedindo melhoria na segurança pública para entregar ao governo.

Em Belo Horizonte. Protesto na praça 7 teve pneus queimados

2

Grevistas também enxugaram barras de gelo em alusão à atual situação da segurança pública.

No Rio de Janeiro. Mil policiais protestaram na cidade da Polícia

3

Uma comitiva de 21 agentes será recebida hoje pelo governador do Estado, Luiz Fernando Pezão.

METRO BRASÍLIA

Rodoviários devem voltar ao trabalho

10 terminais foram bloqueados | VINICIUS PEREIRA/FOLHAPRESS FALE COM A REDAÇÃO leitor.bsb@metrojornal.com.br 061/3966-4607 COMERCIAL: 061/3966-4615

O jornal Metro circula em 24 países e tem alcance diário superior a 20 milhões de leitores. No Brasil, é uma joint venture do Grupo Bandeirantes de Comunicação e da Metro Internacional. É publicado e distribuído gratuitamente de segunda a sexta em São Paulo, Brasília, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Curitiba, Porto Alegre, ABC, Santos, Campinas e Grande Vitória, somando 510 mil exemplares diários.

1 . ANDRESSA ANHOLETE/METRO BRASÍLIA 2 . FLÁVIO TAVARES/HOJE EM DIA/FOLHA PRESS 3 ANTÔNIO DRUMOND/FOTOARENA.

Após mais um dia de caos no trânsito e passageiros fazendo filas até para táxis, motoristas e cobradores de ônibus de São Paulo resolveram, na noite de ontem, voltar ao trabalho à 0h de hoje. A decisão ocorreu após reunião, no TRT (Tribunal Regional do Trabalho), entre representantes da diretoria do sindicato dos trabalhadores, do grupo dissidente -- responsável pela paralisação -- e da entidade que representa os empresários do setor.

Caso o sindicato da categoria não eleve o aumento inicial (10%), a categoria promete fazer novas paralisações. “Se não houver colaboração, vamos parar a cidade novamente”, afirma o grevista Paulo Martins Santos. Durante o dia de paralisação, o paulistano viveu novamente o transtorno no trânsito e a falta de ônibus. Os poucos coletivos em circulação estavam lotadom e houve vários congestionamentos. METRO

Mensalão. Marcos Valério irá para presídio em Minas Gerais Condenado a 37 anos de prisão, Marcos Valério recebeu autorização do STF (Supremo Tribunal Federal) para cumprir pena no presídio Nelson Hungria, em Belo Horizonte. O operador do mensalão está preso desde novembro no presídio da Papuda e alegou que, por causa da distância, a família tinha dificuldade de fazer visitas. METRO BRASÍLIA

EXPEDIENTE Metro Brasil. Presidente: Cláudio Costa Bianchini (MTB: 70.145) Editor Chefe: Luiz Rivoiro (MTB 21.162). Diretor Comercial e Marketing: Carlos Eduardo Scappini Diretora Financeira: Sara Velloso. Diretor de Tecnologia e Operações: Luiz Mendes Junior Gerente Executivo: Ricardo Adamo Coordenador de Redação: Irineu Masiero. Editor-Executivo de Arte: Vitor Iwasso Metro Brasília. Diretor-editor: Cláudio Humberto. Editor-Executivo: Lourenço Flores (MTB: 8075) Diagramação: Natalia Xavier. Gerente Executivo: Vandler Paiva Grupo Bandeirantes de Comunicação Brasília. Diretor Geral: Flávio Lara Resende

Editado e distribuído por Metro Jornal S/A. Endereço: SBS Quadra.02 - Bloco "Q" - Ed. João Carlos Saad - 15º andar, CEP 70070-120, Brasília, DF, Tel.: 061/3966-4615. O jornal Metro é impresso na Gráfica Moura.

Filiado ao


BRASÍLIA, QUINTA-FEIRA, 22 DE MAIO DE 2014 www.readmetro.com

{BRASIL}

MP pode investigar crimes eleitorais

|03|◊◊

MT. Governador e prefeito tentaram ocultar caixa 2

Liminar. STF derruba resolução do Tribunal Superior Eleitoral que obrigava os procuradores a pedir autorização prévia de um juiz antes de abrir um inquérito ou fazer diligências O Ministério Público voltará a ter poderes de investigar livremente fraudes em campanhas eleitorais. Por 9 a 2, os ministros do STF (Supremo Tribunal Federal) derrubaram uma resolução do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), que determinava que um inquérito somente poderia ser instaurado mediante pedido a um juiz eleitoral, salvo em casos de flagrante. A decisão é liminar (provisória). A ação foi apresentada pela PGR (Procuradoria Geral da República), que acusava restrições à atividade dos procuradores e afirmava que proibição poderia estimular a impunidade. “Condicionar as investigações a uma autorização do juiz instituiria uma modalidade de controle judicial inexistente na Constituição Federal. A independência do Ministério Público ficaria significativamente esvaziada”, avaliou o ministro Roberto Barroso, relator do caso. Votos vencidos Autor da resolução, aprovada em dezembro do ano passado - e que anulava a prática que vigorou nas eleições de

Procuradores e juízes poderão receber acima do teto salarial

Barroso foi acompanhado pela maioria | GERVÁSIO BAPTISTA/STF

“Quanto maior o número de legitimados para apuração, mais ferramentas o Estado disporá para obtenção de informações sobre eventuais práticas delitivas.” MINISTRO JOAQUIM BARBOSA, PRESIDENTE DO SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL

2010 -, o presidente da TSE, ministro Dias Toffoli, afirmou que a decisão sem o aval da Justiça Eleitoral afeta a transparências das investigações e concede poderes indevidos ao Ministério Público. “O poder de polícia é exclusivo do juiz eleitoral. Os de-

mais órgãos são auxiliares”, afirmou Toffoli. O ministro Gilmar Mendes também votou contra o fim do limite à atuação do MP. MARCELO FREITAS METRO BRASÍLIA

Integrantes do Ministério Público Federal e da magistratura poderão ganhar gratificação por tempo de serviço. A PEC (Proposta de Emenda Constitucional) foi aprovada ontem na CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) do Senado. Pela proposta, será pago um benefício extra de 5% a cada cinco anos de carreira, até o limite de 35%. A gratificação atingirá em torno de 20 mil juízes e procuradores e poderá ser extendida a aposentados e pensionistas. O vencimento mensal poderá superar o teto do serviço público de R$ 29,4 mil. A PEC ainda será votada na Câmara e no Senado. METRO

R$ 400 milhões por ano será o impacto somente nos cofres da União com as gratificações, que terão efeito cascata nos Estados.

Silval Barbosa e Mauro Mendes são citados no inquérito | DIVULGAÇÃO/GOV- MT E TCE-MT

A investigação da operação Ararath, que apura crimes financeiros e lavagem de dinheiro no Mato Grosso, aponta o envolvimento do governador do Estado, Silval Barbosa (PMDB), e do prefeito de Cuiabá, Mauro Mendes (PSB), além do ex-governador e senador licenciado Blairo Maggi (PR-MT). Os políticos teriam se beneficiado de empréstimos fraudulentos junto ao Bic Banco para fazer caixa 2 das campanhas eleitorais nas eleições de 2010 e 2012. Segundo a denúncia da PGR (Procuradoria Geral da República), Barbosa -- preso por porte de arma ilegal e solto após pagar fiança de R$ 100 mil -- teria recebido R$ 4,1 milhões para a campanha, enquanto o prefeito recebeu depósito no valor de R$ 3,7 milhões, que seriam usados para despesas com combustíveis. Os esquema era antigo e funcionou entre 2005 e 2013. Pornografia

Abuso contra crianças e adolescentes passa a ser punido com maior rigor A exploração sexual de menores passa a ser enquadrada como crime hediondo. A presidente Dilma Rousseff sancionou ontem a lei contra abuso de menores e adolescentes. A mudança no Código Penal pune com rigor a prática, mesmo em casos nos quais o ato sexual não é consumado. Os proprietários ou gerentes de locais onde o crime ocorra também estão sujeito às penas. A cerimônia reservada contou com a participação da apresentadora Xuxa Meneguel e do cantor Sérgio Reis, além dos criadores do aplicativo de denúncias “Proteja Brasil”, lançado pelo Unicef (Fundo das Nações Unidas para a Infância). “Agora é inafiançável, não é? Agora realmente

O que diz a lei Veja as mudanças no Código Penal com a sanção do Projeto de Lei 7220 de 2014. Ti ificaçã Será considerado crime hediondo submeter, induzir, atrair ou praticar qualquer outra forma de exploração sexual contra menores de 18 anos e pessoas vulneráveis.

de 8 a 30 anos. Be ef ci e i O condenado pelo crime não pode pagar fiança nem receber anistia, graça ou indulto.

Pe a O período de prisão será

C i e da e a O criminoso deverá cumprir 2/5 do total da pena aplicada em regime fechado. O período passará a 3/5 do total da sentença em caso de reincidência.

não tem mais conversa. Fez, vai ter de pagar, e por muito tempo”, declarou Xuxa. A exploração sexual entra em um rol que inclui crimes

como roubo seguido de morte, estupro e sequestro. A diferença é que a lei amplia o período do criminoso em regime fechado para 2/5 da pe-

na e não 1/6, o que é aplicado aos demais crimes. “Esta nova lei pode inibir crimes de violência sexual”, atestou a ministra da secretaria dos Direitos Humanos, Ideli Salvatti. Estrangeiros Preocupado com a vinda de estrangeiros para a Copa interessados exclusivamente no turismo sexual, o governo tomará providências. O Ministério da Justiça divulgará ainda esta semana uma portaria prevendo a deportação de pessoas vindas do exterior flagradas praticando o crime. Com apoio de órgãos de segurança internacionais foi elaborada uma lista de suspeitos que deverão ser monitorados. METRO BRASÍLIA

“O que seria capaz de transformar o chefe do Ministério Público em um verdadeiro ‘Censor Geral da República’.” NOTA DA ADPF CONTRA O SIGILO DA OPERAÇÃO IMPOSTO POR RODRIGO JANOT

Blairo Então governador do Estado, em 2009, Blairo Maggi teria se beneficiado, segundo a investigação, de R$ 4 milhões, em troca da indicação de Sérgio Ricardo para uma vaga de conselheiro do Tribunal de Contas do Estado. O senador se colocou à disposição para prestar esclarecimentos. As denúncias partiram de duas testemunhas, que aceitaram contribuir com a investigação se beneficiando de redução de pena se forem condenados. O inquérito está sob sigilo e tem, ao todo, 59 pessoas investigadas. METRO BRASÍLIA Lei da palmada PEDRO LADEIRA/FOLHAPRESS

PF prende cinco pessoas A Operação Proteja Brasil da PF (Polícia Federal) prendeu ontem cinco pessoas acusadas de divulgar pornografia infantil e aliciar menores por meio de redes sociais para conseguir mais imagens. Os 200 agentes cumpriram 40 mandados de busca e apreensão em 14 Estados e apreenderam computadores com vídeos e fotos pornográficos de crianças e adolescentes. As prisões ocorreram em Goiânia, Minas Gerais, Paraná e Rio Grande do Sul (duas). Somente este ano, a PF abriu 1.441 inquéritos de combate à pornografia infantil. Ao todo, pelo menos 100 pessoas foram presas. METRO BRASÍLIA

Apresentadora ironiza críticas de deputado

Xuxa é criticada na Câmara A apresentadora Xuxa Meneghel foi ontem à Câmara apoiar projeto que adverte os pais que baterem nos filhos. Durante a discussão da chamada lei da palmada, o deputado Pastor Eurico (PSB-PE) afirmou que Xuxa cometeu agressão contra as crianças ao participar do filme ‘Amor, estranho amor’, com conteúdo sexual. Ela reagiu com ironia. O deputado foi retirado da comissão. A lei ainda precisa ser aprovada pelo Senado. METROBRASÍLIA


|04|

PolĂ­tica

BRASĂ?LIA, QUINTA-FEIRA, 22 DE MAIO DE 2014 www.rea o.o

{BRASIL}

C

 A U  TĂƒ

WWW.CU U T .C

O 

GOLPE: SEGURADORAS EMPLACAM MP BILIONà RIA Numa operação subterrânea, sigilosa, que envolveu o MinistÊrio da Fazenda, a Casa Civil da Presidência da República, lobistas e as cúpulas do Senado e da Câmara, poderosas empresas seguradoras conseguiram fazer aprovar a medida provisória nº 633, que as dispensa do pagamento de mais de R$ 17 bilhþes em indenizaçþes a mutuårios do Sistema Financeiro de Habitação (SFH), determinadas pela Justiça.

ESTà NO CONTRATO Mutuårios recorrem à Justiça para fazer valer o seguro da casa própria (20% do imóvel) para falhas de construção. A conta Ê de R$ 17 bilhþes.

JOGADA ENGENHOSA A MP 633 inclui a Caixa no rolo, por isso açþes serão deslocadas para a Justiça Federal, criando nova chance de reverter as condenaçþes.

APROVAĂ‡ĂƒO PRECIOSA

 TE A

RR E

GANÂNCIA AIR A TAM deve ter bronca de Maceió, um dos mais procurados destinos turísticos do país: bilhete de ida, de Brasília para a capital de Alagoas, nesta sexta, custa R$ 2.295 – quase o mesmo valor que a própria TAM cobra por passagem para Miami, nos EUA. E ninguÊm Ê preso na empresa.

COMAM BRIOCHES EstĂĄ garantido atĂŠ dezembro o lanche da torcida da Copa no Planalto, com R$ 54,9 mil para dez mil tipos de pĂŁes, 200 pĂŁes ĂĄrabes, 100 pacotes de petit fours, trĂŞs mil minisalgados e, claro, 8 mil brioches.

“

v � DEPUTA O ALENCAR (PSOL-RJ) SOBRE AS MARACUTAIAS PENDURADAS NA MP 633

GOD SAVE A antes famosa e desordeira torcida inglesa serĂĄ vigiada por um time de policiais (“bobbiesâ€?) em todas as partidas, com policiais brasileiros, que ficarĂŁo de olho nĂŁo sĂł em brigas, mas em açþes de larĂĄpios locais.

LĂ VEM ELE

Com a aprovação da MP 633, a Sul AmÊrica Seguros farå sua dívida junto aos mutuårios do SFH cair de R$ 7 bilhþes para cerca de R$ 1 bi.

MP DA MOITA Para não chamar atenção da mídia e nem dos próprios parlamentares, a MP 633 não foi divulgada entre as que estavam na pauta de votação.

SETE VEZES MENOR, MARANHĂƒO RECEBE MAIS VERBA QUE SP JĂŠ %&et #'( %- D$ | SÉRGIO LIMA/FOLHAPRESS

JĂĄ circulam em BrasĂ­lia adesivos da candidatura de JosĂŠ Roberto Arruda (PR) ao governo do DF. Mostra a frase “Ah, que saudadeâ€?, com a letra “Aâ€?, claro, customizado com sua marca, com um ramo de arruda.

SEM OPORTUNISMO Re e M !"M#$ | MARCELO CAMARGO/FOLHAPRESS

O Maranhão abriga os três municípios com a pior renda per capita do Brasil, segundo o �ndice de Desenvolvimento Humano das Naçþes Unidas. Governado pela família Sarney durante 19 dos últimos 40 anos, o estado recebeu atÊ abril R$ 1,62 bilhão, sendo o 4º maior receptor de verbas federais em 2014. No mesmo período, São Paulo, que tem 7 vezes a população do Maranhão, recebeu R$ 1,56 bilhão.

AOS AMIGOS O Rio de Janeiro, governado por aliados do PMDB, ĂŠ o campeĂŁo em recursos federais em 2014: R$ 2,96 bilhĂľes.

OS TOP 3 Bahia (R$ 2,3 bilhĂľes) e Minas Gerais (R$ 1,9 bilhĂŁo) completam o “top 3â€? dos Estados que mais recebem verbas do governo Dilma, em 2014.

OS RENEGADOS Mato Grosso do Sul (R$ 372 milhĂľes) e Santa Catarina (R$ 485 milhĂľes) sĂŁo os que menos recebem recursos federais, este ano.

A chantagem disfarçada de greve geral que os sindicatos das polícias civil e federal tentaram ontem foi um fracasso. A adesão à paralisação foi zero ou contou só com os oportunistas em pelo menos seis Estados e no DF.

P O D E R SEM PUDOR PR ESIDENTE LĂ?NGUA SOLTA

BB DE QUEM? Funcionårios e diplomatas estão revoltados: o Banco do Brasil substituiu uma agência do consulado em Madrid por duas måquinas, onde cada operação custa 2 euros.

FALTOU O ‘GATONET’ A Anatel divulgou que jĂĄ sĂŁo 18,5 milhĂľes os clientes de TV por assinatura, sendo 11,5 milhĂľes via satĂŠlite e 7 milhĂľes a cabo. Faltaram os nĂşmeros do “gatonetâ€?, produto da omissĂŁo da agĂŞncia.

QUEM PRECISA DOS EUA? Se Vladimir Putin jå desdenhava das sançþes econômicas impostas por Barack Obama à Russia, ele deve estar dando gargalhadas agora que o país fechou acordo de fornecimento de gås à China por 30 anos.

UM SĂ BIO Os paulistanos seguiram Ă risca a advertĂŞncia de Lula: sem Ă´nibus e talvez depois sem metrĂ´, vĂŁo todos a pĂŠ para casa, Ă  falta de jegue.

O presidente Eurico Gaspar Dutra era um homem de poucas palavras e raramente se dirigia a auxiliares senĂŁo para falar o essencial. Certa vez seu ajudante de ordens, excitado, comentou com o chefe de gabinete: - O senhor nĂŁo vai acreditar! O presidente falou pe-

los cotovelos. No carro, me disse atĂŠ “bom diaâ€?. - NĂŁĂŁĂŁooo!... – o funcionĂĄrio custava a acreditar - E isso nĂŁo ĂŠ tudo! O presidente ainda comentou que estava muito calor. IncrĂŠdulo, o chefe de gabinete completou: - Nossa! EntĂŁo foi um discurso!


BRASÍLIA, QUINTA-FEIRA, 22 DE MAIO DE 2014 www.readmetro.com

{BRASÍLIA}

|05|◊◊

O legado de Lelé Filgueiras Obituário. Morreu ontem, aos 82 anos, o arquiteto parceiro de Lúcio Costa e Oscar Niemeyer. Suas obras estão espalhadas por Brasília O arquiteto João Filgueiras Lima, o Lelé, 82, morreu no início da tarde de ontem, vítima de complicações de um câncer de próstata. Ele estava internado, em Salvador, no Hospital Sarah Kubitschek -- que ele mesmo projetou. A criação dos prédios da rede Sarah, incluindo os do DF, é considerada uma de suas obras-primas. O corpo de Lelé será trazido para Brasília hoje, para ser enterrado na ala de pioneiros do Campo da Esperança. Lelé chegou à cidade em 1957, para trabalhar na construção da 108 Sul. Ele foi reconhecido como um dos maiores arquitetos da história do Brasil. “Lelé deixa um legado inestimável para a arquitetura. Não acho que voltaremos a ter alguém tão comprometido socialmente como ele”, diz o professor de arquitetura Francisco Leitão. Lelé também foi professor das primeiras turmas de arquitetura da UnB, deixando de herança aos alunos a

“O Lelé é o arquiteto que eu gostaria de ter sido.” LUCIO COSTA, UM DOS CRIADORES DE BRASÍLIA, EM SUA AUTOBIOGRAFIA

“Lelé foi um dos primeiros a colocar a arquitetura para servir às pessoas que mais precisavam delas.” JOSÉ CARLOS COUTINHO, PROFESSOR DA UNB

dos culturalmente neste momento”, afirmou. Hospital Sarah no Lago Norte | ANDRESSA ANHOLETE/METRO BRASÍLIA

dedicação com que se envolvia na criação de edifícios públicos e projetos sociais. Lelé desenvolveu experiências para permitir o barateamento das obras, colocando a arquitetura a serviço da sociedade. Projetou passarelas em Brasília, urbanizou favelas na

Bahia e criou uma fábrica de pré-moldados para construir escolas rurais em Goiás. Pela dimensão de sua obra, ele havia sido escolhido como homenageado da Bienal de Arquitetura de Veneza, que começa no mês que vem. “É uma grande perda. Lelé

Última obra em Brasília, o beijódromo da UnB | ANDRESSA ANHOLETE/METRO BRASÍLIA

trouxe inovações para o Brasil. Foi o primeiro arquiteto, por exemplo, a fazer uma experiência com concreto pré-moldado, na construção da Colina da UnB”, afirma o professor de arquitetura da UnB José Carlos Coutinho. O presidente do Conselho

de Arquitetura e Urbanismo do Brasil, Haroldo Pinheiro, também lamentou a morte de Lelé, de quem foi aluno. “Por falta de uma cultura arquitetônica maior, o país talvez não tenha conhecimento exato dos méritos dele, do quanto ficamos empobreci-

Obras em Brasília Lelé deixou várias obras em todo o DF. A primeira que encabeçou foi o HRT (Hospital Regional de Taguatinga), em 1963. Ele criou também residências particulares e passarelas em várias cidades. As suas obras mais reconhecidas, porém, estão na UnB. A mais recente é o Beijódromo, de 2009. METRO BRASÍLIA


|06|

BRASÍLIA, QUINTA-FEIRA, 22 DE MAIO DE 2014 www.readmetro.com

{BRASÍLIA}

Após tragédia. Motoristas desrespeitam bloqueio e DER instala cercado

Operação plena do BRT começa em até 30 dias Expresso DF Sul. Sistema de transporte que liga Gama e Santa Maria ao Plano Piloto com faixas exclusivas na maior parte do trajeto está em testes desde o início do mês passado

Operários começam a instalar barreira; meio-fio não bastou | ANDRESSA ANHOLETE/METRO

Por segurança, o DER (Departamento de Estradas de Rodagem) fechou, no último sábado, o retorno na pista entre Águas Claras e o Park Way onde um grave acidente tirou a vida da jornalista Alessandra Oliveira, 33, e de sua filha, Júlia, de 1 ano e 8 meses, no último dia das mães. A tragédia, porém, não assustou motoristas que transitam no local e, preferindo não rodar mais 100 metros até o próximo balão, estavam fazendo a mano-

bra de retorno no local, passando por cima do meio-fio recém-construído. Agora, para coibir de vez a prática, o DER iniciou ontem a instalação de uma barreira metálica no local, impossibilitando a passagem de veículos. Mãe e filha morreram após o carro em que estavam ser atingido pela caminhonete dirigida em alta velocidade por um motorista que, segundo a polícia, estava bêbado. METRO BRASÍLIA

Os ônibus articulados do Expresso DF, que fazem o trajeto entre as cidades mais ao sul do DF e o Plano Piloto em vias exclusivas, devem começar a operar comercialmente e em período integral em até 30 dias, segundo o diretor técnico do DFTrans (autarquia que controla o transporte público), Lúcio Lima. O sistema está em fase de testes desde 2 de abril, transportando, em média, 1.200 passageiros por dia -de graça -- entre o Gama e a Rodoviária do Plano Piloto, das 11h às 14h. “Também estamos fazendo testes, sem passageiros, nos horários de pico da manhã e da tarde; o que foi fundamental para fazer os ajustes necessários”, explica Lima.

PUBLICIDADE

Sinalização não inibe invasão da faixa | ANDRESSA ANHOLETE/METRO BRASÍLIA

Faixas exclusivas Um dos grandes desafios encontrados nesse período de testes foi a insistência dos motoristas em invadir as faixas exclusivas do BRT, que ficam à esquerda da Epia. Os ônibus do BRT pesam Crime passional

Mulher ateia fogo na cabeça do marido Uma mulher de 39 anos foi presa ontem pela Polícia Civil no Núcleo Bandeirante após confessar ter posto fogo no esposo. O homem, que estava sob o efeito de drogas, teve a cabeça queimada e foi atendido no Hran. Ele está com quadro clínico estável. Os dois brigaram por ele haver sumido com o dinheiro do aluguel. Nenhum dos dois tinha passagem para polícia. METRO BRASÍLIA Menos acidentes

Entrada de São Sebastião ganhará área de escape Em três meses, a curva da entrada de São Sebastião ganhará uma área de escape, com sinalização xadrez e paredes de brita, semelhante às de autódromos. A medida deve evitar os acidentes no local, muito comuns na região. O último, envolvendo um caminhão e um ônibus, matou quatro pessoas, em março. METRO BRASÍLIA

aproximadamente três toneladas e precisam de um espaço maior para frear do que veículos convencionais, o que torna as invasões de faixa um perigo. Para coibir a prática, o DER (Departamento de Estradas de Rodagem) está pin-

tando avisos na pista em intervalos curtos e instalando placas. “A sinalização é importante, mas, antes da operação comercial, será necessário começar a multar os invasores”, explica Lima. A passagem do BRT vai custar R$ 3 e o sistema terá integração tarifária com os outros modais de transporte do DF. A promessa é de que os veículos façam o percurso de 31 km em 40 minutos. O desafio para chegar ao número é o engarrafamento no Eixão, onde não há faixas exclusivas para os ônibus, que têm limite de velocidade de 60 km/h. RAPHAEL VELEDA METRO BRASÍLIA

Mais rapidez. DF ganha lei que simplifica a licitação de obras e serviços

Contratação de obras ganhará agilidade, diz GDF | ANDRESSA ANHOLETE/METRO BRASÍLIA

O Distrito Federal vai começar a usar uma versão adaptada da lei federal de licitações (Lei 8.666/93) que, segundo o GDF, vai acelerar o processo de contratação de obras e serviços. A alteração, possibilitada por uma lei distrital sancionada ontem, inverte fases do procedimento licitatório. Agora, apenas a empresa que apresentar a proposta vencedora terá que passar pela fase de habilitação, na qual tem que comprovar regularidade fiscal e capacidade técnica de prestar o serviço contratado pelo Estado. A lei federal de licitações

exige essa habilitação de todas as empresas participantes do processo. Segundo a Casa Civil do DF, a novidade trará grande ganho de tempo sem prejudicar a transparência do processo. A pasta cita como exemplo o DNIT (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes), que usa um sistema parecido e teria diminuído o tempo dos processos licitatórios de, em média, 300 para 80 dias. Segundo o GDF, a nova legislação é baseada em leis parecidas já em vigor em estados como Bahia, Paraná, São Paulo e Sergipe. METRO BRASÍLIA


BRASÍLIA, QUINTA-FEIRA, 22 DE MAIO DE 2014 www.readmetro.com

Decisão do STJ favorece poupadores Correção da poupança. Corte diz que juros devem ser contados a partir da citação na ação coletiva contra perdas provocadas por planos econômicos. STF analisará ressarcimento O STJ (Superior Tribunal de Justiça) decidiu em favor dos poupadores no caso sobre perdas geradas por planos econômicos das décadas de 1980 e 1990 no rendimento da poupança. Em um julgamento apertado, desempatado pelo presidente Felix Fischer, a Corte Especial do STJ decidiu que os juros de mora devem ser contados a partir da citação da ação coletiva, e não depois, a partir da execução individual da condenação. Por esse entendimento, os juros devem ser pagos desde a década de 1990. Cabe agora recurso dos bancos ao próprio STJ e ao STF (Supremo Tribunal Federal). O STJ julgou ontem dois recursos, um do Banco do

R$ 341 bi é o valor estimado pelo Banco Central do prejuízo com as ações que pedem o ressarcimento das perdas com dos planos econômicos de 1980 e 1990 Brasil e um do HSBC, para discutir o momento da incidência de juros em ações coletivas ganhas pelo Idec (Instituto Nacional de Defesa do Consumidor). A decisão de ontem favorece os poupadores que pedem o ressarcimento das perdas da caderneta de poupança com os planos econômicos Bresser, Verão, Collor 1 e Collor 2. Em julgamento marcado para a próxima quar-

|07|◊◊

{ECONOMIA}

ta-feira, o Supremo Tribunal Federal analisará se os poupadores têm direito a ressarcimento. Quase 400 mil processos sobre planos econômicos estão com a tramitação suspensa em diversos tribunais, desde 2010, à espera de uma decisão do Supremo. Perdas bilionárias Com a decisão de ontem do STJ, segundo o Banco Central, os valores devidos pelas instituições financeiras em casos similares chegariam a R$ 341 bilhões. O BC argumentou que, se os magistrados decidissem que os juros de mora só devem ser calculados a partir da execução, esse rombo poderia cair

consideravelmente. Para o Idec, que ingressou a ação coletiva no STF e defende que os juros devem ser cobrados desde o início, o impacto no sistema financeiro de um eventual ressarcimento será de aproximadamente R$ 8 bilhões. Segundo a entidade a decisão terá impacto, além da correção da diferença dos planos econômicos, nos reajustes de planos de saúde e outras questões, como patrimônio público e até meio ambiente. O INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) também poderá ser afetado pelo entendimento do tribunal em ações nas quais é cobrado por pagamentos de benefícios. METRO

ALÍVIO

0.9

0,75

Variação mensal do IPCA-15, em %

0.6

0,73 0,67 0,7

0,78

0,57 0,48

0,46

0,58

0,38 0,27

0.3

0,16 0,07 0.0

MAI JUN JUL AGO SET OUT NOV DEZ JAN FEV MAR ABR MAI 2013

2014

FONTE: IBGE

Custo de vida. Prévia da inflação desacelera em maio A prévia da inflação oficial reduziu o ritmo de alta de 0,78% para 0,58% entre abril e maio. A desaceleração do IPCA-15 foi favorecida pelos preços de alimentos e de tarifas aéreas, segundo o IBGE. Após a seca que afetou lavouras no início do ano, o grupo alimentação e bebidas registrou alta de 0,88%, ante variação positiva de 1,84% no mês anterior. Também teve destaque o grupo transportes, com deflação de 0,33%, com uma queda de 21,26% nas tarifas aéreas.

A inflação continua, no entanto, pressionada pelos serviços e preços de administrados. O avanço de 3,76% das tarifas de energia elétrica representou o maior impacto positivo em maio. O ministro da Fazenda, Guido Mantega, garantiu que a inflação continuará em trajetória descendente nos próximos meses. “Em maio e junho, o etanol já está entrando no mercado com uma safra boa, o que também vai baixar o preço do combustível.” METRO


|08|

Nigéria. Mais 27 mortos em dois novos ataques Dois novos ataques terroristas atribuídos a militantes islâmicos mataram ao menos 27 pessoas na Nigéria ontem. As investidas de homens armados foram feitas contra moradores de Alagarno e Shawa, vilas remotas no nordeste nigeriano. Os ataques ocorrem um dia depois da morte de 118 pessoas em um ataque duplo contra Jos, cidade na região central da Nigéria. Apesar de não terem sido assumidos oficialmente por nenhuma organização, especialistas acreditam que os últimos ataques tenham o envolvimento do grupo islâmico extremista nigeriano Boko Haram.

BRASÍLIA, QUINTA-FEIRA, 22 DE MAIO DE 2014 www.readmetro.com

{MUNDO}

Buscas Os EUA disseram ontem que cerca de 80 militares foram alocados no Chade, país ao nordeste da Nigéria, para ajudar nos esforços internacionais pelas buscas das mais de 200 meninas sequestradas em abril pelo grupo. Em uma carta direcionada a líderes do Congresso, o presidente Barack Obama disse que as equipes vão auxiliar “nas operações de inteligência, vigilância e em missões de reconhecimento aéreo sobre o norte da Nigéria”. O Boko Haram ameaçou “vender como escravas” as crianças raptadas em Borno, nordeste do país. METRO

Pequim comprará gás russo por 30 anos Histórico. Acordo, estimado em US$ 400 bilhões, prevê o fornecimento de 38 bilhões de metros cúbicos de gás por ano à China. Negociações levaram cerca de uma década Moscou e Pequim assinaram ontem, depois de dez anos de diálogo, um acordo histórico de fornecimento de gás natural durante a visita do presidente russo, Vladimir Putin, à China. Apesar de o valor de venda do gás -- uma das causas da longa negociação -- não ter sido divulgado, estima-se que oscile na casa de US$ 400 bilhões. Putin e o presidente chinês, Xi Jinping, assinaram o contrato conjuntamente em Xangai. O negócio assegura à China, maior consumidor de energia do mundo, uma nova e importante fonte de energia. Em virtude do acordo, a Gazprom, russa, fornecerá 38 bilhões de metros cúbicos de gás natural anualmente entre 2018 e 2048. Também abre um novo mercado para a Rússia, no momento em que a Europa busca alternativas para reduzir sua dependência de gás russo e melhorar sua posição de barganha com Moscou depois que o controle da Crimeia foi tomado da Ucrânia. “Este é um evento histórico para o setor de gás da Rússia e da União Soviéti-

Putin e Xi assinaram o acordo em Xangai | ALEXEI DRUZHININ/KREMLIN/REUTERS

ca”, disse Putin. “Este é o maior contrato na história do setor de gás da antiga URSS”, completou. Ele também disse que os chineses são “negociadores difíceis” e disse que o acordo foi concluído na madrugada. “Quero salientar que um árduo trabalho foi feito entre os especialistas.”

No ano passado, a China consumiu cerca de 170 bilhões de metros cúbicos de gás natural, procedente, sobretudo, da Ásia Central. “Conseguimos alcançar termos não apenas aceitáveis, mas satisfatórios para ambos os lados”, disse o líder russo, que se definiu “contente pelo com-

promisso alcançado”. Estimativas da indústria indicavam que o preço acordado pode ter ficado entre US$ 350 e US$ 360 por mil metros cúbicos de gás natural. A média paga pela Europa Ocidental flutuava entre US$ 380 e US$ 400, dizem especialistas. METRO

Egito condena Mubarak a 3 anos

Presos por ‘Happy’ no Irã Seis iranianos foram presos ontem depois de aparecer em um vídeo dançando ao som da música ‘Happy’, do compositor Pharrell Williams. Os seis foram liberados, mas um grupo de direitos humanos disse que o diretor seguia preso | REPRODUÇÃO

Mubarak ouviu a decisão do juiz de dentro de uma jaula | REUTERS

Uma corte egípcia condenou ontem o ex-presidente Hosni Mubarak, deposto em 2011, a três anos de prisão, após ser acusado por desvio de dinheiro público. “A corte ordenou que Mubarak seja enviado à prisão por três anos”, disse o juiz Osama Shaheen. “Em vez de respeitar a Constituição e as leis, ele deu a si mesmo e aos filhos a liberdade de usar recursos públicos como quisessem,

sem supervisão e sem respeito”, acrescentou. O ex-presidente, que governou o país por três décadas, ouviu a decisão em uma jaula, ao lado dos dois filhos, que foram condenados a quatro anos de prisão cada, também por corrupção. Eles ainda foram multados em US$ 3 milhões (R$ 6,6 milhões) e deverão devolver aos cofres públicos cerca de US$ 17 milhões (R$ 37 milhões).

Não ficou claro, entretanto, se os 23 meses de prisão que Mubarak já serviu serão descontados da sentença. Eleição O ex-chefe de inteligência de Mubarak, Abdel Fattah al-Sisi, é o favorito na eleição presidencial egípcia da semana que vem. Integrantes da Irmandade Muçulmana, deposta em julho, foram condenados a penas mais severas. METRO


BRASÍLIA, QUINTA-FEIRA, 22 DE MAIO DE 2014 www.readmetro.com

{LANÇAMENTO}

|09|◊◊

Leveza do modelo facilita manobras

+ MOTOR

Off-road. Modelo passa a ser o único da categoria com engate frontal, mas ficou cerca de R$ 2 mil mais caro

Jimny 2015

só traz mudanças no 4Sport FOTOS: DIVULGAÇÃO

Fabricado no Brasil pela Suzuki há pouco menos de dois anos, o Jimny 4Sport acaba de ganhar uma atualização. A versão é a única da família – que conta com o Jimny 4ALL, Jimny 4SUN e Jimny 4WORK – a receber mudanças na linha 2015. Entre as modificações estão a presença obrigatória de air bag duplo e ABS, além de side step (apoio de pé lateral integrado na carroceria) e novos para-choques dianteiro e traseiro, que foram projetados de maneira modular, com fixação externa, para facilitar a manutenção do SUV. A mudança mais eficaz, no entanto, está na presença de um engate dianteiro (o modelo é o único na categoria a ofe-

recer essa opção), o que facilita manobras com carretas e jet skis, por exemplo. Ainda por fora, novos desenhos de frisos laterais e flares ajudam a completar o design. Por baixo do capô, o 4x4 traz o mesmo motor 1.3l, movido a gasolina, 16V e 85 cavalos. Falando de um modelo desses os números parecem realmente baixos, mas é preciso destacar a leveza do veículo (apenas 1.060 kg) para entender como o jipinho é capaz de praticamente subir paredes. Bravura Os aventureiros dispostos a pagar os atuais R$ 64.990 pelo modelo poderão contar com um carro, além de caro, resistente.

As dimensões compactas do veículo combinadas a um raio de giro de 4,9 metros e a uma altura de 22 cm livre do solo fazem dele bastante capaz em terrenos cheios de armadilhas. Após um teste na pista off-road montada no autódromo Velo Cittá, em Mogi-Guaçu, interior de São Paulo, a conclusão é de que o modelo está preparado para enfrentar pedras, lama e, sobretudo, subidas e descidas extremamente íngremes. Isso tudo graças ao sistema de tração presente no painel central que permite diferentes combinações de marchas nas três opções de uso (2WD – com tração nas traseiras; 4WD – com tração nas quatro rodas; e 4WD-L – reduzida). METRO

Prova de resistência Simultaneamente ao lançamento do modelo 2015 do Jimny 4Sport, a Suzuki comemora o fim do desafio “100 mil km em 100 dias.”

Ao final das 1.450 horas de pilotagem por Estados como Mato Grosso do Sul, Espírito Santo e São Paulo, a marca compilou os resultados da experiência que avaliou o desempenho de dois Jimnys 4Sport em trechos urbanos,

Peças são modulares e de fixação extena

condições off-road e rodovias. Entre as principais medições estiveram molas, amortecedores, sistemas de freio e integridade da carroceria, que foi marcada para avaliar possíveis desalinhamentos. Com apenas algumas ocorrências ao longo do percurso, é possível dizer que os modelos concluíram os objetivos de maneira bem satisfatória, já que ao dirigir os veículos do desafio é quase imperceptível a diferença se comparado a um modelo zero quilômetro. METRO

Mais

Resistência Com construção de carroceria sobre chassi heavy dutty, o modelo se torna bastante resistente


|10|

BRASÍLIA, QUINTA-FEIRA, 22 DE MAIO DE 2014 www.readmetro.com

{DUAS RODAS}

Super Ténéré 1200

recheada de novidades Nacional. Agora fabricada no Brasil, a nova versão da big-trail da Yamaha chega com uma redução de R$ 12 mil no preço As motos de menor cilindrada são, de longe, as mais vendidas do mercado nacional. Pouco a pouco, porém, as montadoras vão ampliando seus leques e as motocicletas de alta cilindrada vão aumentando sua fatia no segmento. Para seguir nesta caminhada, a Yamaha apresenta a remodelada Super Ténéré XTZ 1200Z com atrativos relevantes. A big-trail da Yamaha chama mais a atenção por aquilo que sempre está no topo das exigências dos consumidores: o preço. E neste aspecto a montadora não deixou a desejar, já que reduziu em R$ 12 mil o valor de venda da nova motoci-

cleta. Antes importada ao custo de R$ 68 mil, agora, a Super Ténéré é fabricada no Brasil e sai ao consumidor por R$ 55.990 em sua versão Standard (a versão Deluxe custa R$ 61.990). Considerada uma moto aventureira e potente, com força e tecnologia para superar qualquer tipo de terreno, a Super Ténéré também preza pela segurança e pelo conforto ao piloto. Em sua nova versão, apresenta mudanças de peso – até mesmo no escapamento, que está 100 g mais leve –, suspensão elétrica controlada no guidão, piloto automático, novo painel de LCD com indicador de marcha e de suspensão, além de aquecedor de manopla. No quesito conforto,

chamam a atenção novidades como assento e para-brisa com regulagem de altura, cavaletes lateral e central e posição do guidão 10 mm mais próxima do motociclista. Com um propulsor bicilíndrico de 1.200 cc, que gera 112 cv a 7.250 rpm e torque máximo de 11,9 kgfm, a Super Ténéré traz de série freios ABS, instalação para bagageiro, computador de bordo (com informações sobre o consumo médio e instantâneo de combustível, temperatura do líquido refrigerante e de entrada de ar, entre outras coisas) e controle de tração com dois níveis e dois modos de condução – esportivo e conforto. METRO


BRASÍLIA, QUINTA-FEIRA, 22 DE MAIO DE 2014 www.readmetro.com

Limpeza. Salvo raras exceções mecânicas, os motores dos veículos não foram feitos para serem lavados e a prática deste serviço pode causar diversos problemas

{SERVIÇO}

|11|◊◊

Água pode corroer componentes elétricos do motor

Não jogue água aqui! FOTOS: DIVULGAÇÃO

Não há quem não goste de andar em um carro com um interior impecavelmente limpo e um lataria brilhante. No entanto, ao levantar o capô do carro, deixe a água bem longe, afinal a lavagem de motor é desaconselhada por especialistas, mecânicos e, até mesmo, por proprietários de lava-rápidos que executam este serviço, salvo raras exceções. Isso, entretanto, não quer dizer que o motor do carro precisa ficar sujo. Existem métodos que substituem o uso de água no motor e, principalmente, reduzem os riscos aos veículos. Muita gente acredita – ou é traída pela falta de conhecimento – que jogar água no motor não faz mal nenhum. Ledo engano. Por mais que pareça clichê, o boletim técnico da Cesvi (Centro de Experimentação e Segurança Viária) traduz bem a situação: “Lavar o motor do carro é mais ou menos como se uma pessoa, ao tomar banho, queira lavar também o coração e os pulmões”. Pode parecer exagero, mas não é. Afinal, os carros atuais são verdadeiros conglomerados de peças elétricas, que podem ser afetadas com uma simples gota de água. Para se ter uma ideia, além do motor, o capô de um veículo guarda sensores, atuadores e módulo da injeção eletrônica, central elétrica, radiador, cabos de vela, bobinas de ignição, entre outros componentes. E aí é que mora o perigo. “Eu sempre digo que não recomendo a lavagem de motor, pois todas essas peças podem ser

Lavagens de motor são feitas a seco e a vapor

“O motor é feito para trabalhar daquela maneira e, muitas vezes, a sujeira serve como forma de proteção.” MARCELO ALVES, PROFESSOR E ENGENHEIRO DA POLI-USP

afetadas pelo excesso de umidade, as conexões podem sofrer corrosões e causar uma diminuição de desempenho e até problemas mais graves”, explica Felipe Novaes, proprietário da oficina Sirius Automotive. Ainda que nem todo lava-rápido ofereça este tipo de serviço, os que oferecem devem alertar sempre os motoristas sobre os perigos. “Realmente o motor de um carro não foi feito para ser lavado em qualquer local e de qualquer forma. Se há a necessidade de levar o motor para um reparo mecânico, geralmente vazamento de óleo, é ideal que se tome precauções a fim de cobrir componentes eletrônicos e focar a limpeza somente onde há maior concentração de óleo”, ressalta Daniel Martins, proprietário do lava-rápido Akio Wash, que realiza o serviço, majoritariamente, com pano úmido, pincel e jatos de ar.

As únicas exceções, aliás, estão enquadradas em solicitações mecânicas. “Se for solicitado pelo mecânico, geralmente é por questões de vazamento de óleo. Assim, é necessário limpar o excesso para que o mecânico verifique de onde provem o vazamento”, explica Martins. Se for um caso muito grave, contudo, há ainda centros especializados em lavagens a seco e a vapor, além das concessionárias. Portanto, os motoristas precisam saber que, exceto nos casos mecânicos, a sujeira criada naturalmente no motor de um carro não é ruim. Pelo contrário. “Durante o projeto do motor, os engenheiros já pensam neste assunto. O motor é feito para trabalhar naquela maneira e, muitas vezes, a sujeira serve até como forma de proteção”, finaliza Marcelo Alves, professor e engenheiro da Escola Politécnica da USP. METRO


|12|

2

BRASÍLIA, QUINTA-FEIRA, 22 DE MAIO DE 2014 www.readmetro.com

{CULTURA}

Estreia hoje. ‘X-Men: Dias de um Futuro Esquecido’ mostra uma bem-sucedida mistura de duas partes da franquia: a liderada por Wolverine e a que traz os primeiros mutantes

Wolverine (Hugh Jackman) volta a 1973 no novo longa

CULTURA

Novo ‘X-Men’ viaja no tempo (e acerta) Documentário

Um xodó Um retrato de Dominguinhos (foto) chega hoje ao Espaço Itaú de Cinema, em sessões às 20h e 21h40. A direção é de Mariana Aydar, Eduardo Nazarian e Joaquim Castro.

DIVULGAÇÃO

Quando o diretor Bryan Singer anunciou o projeto de “X-Men: Dias de um Futuro Esquecido”, houve um alvoroço entre os fãs dos filmes dos mutantes criados pela Marvel Comics. A decisão se deu por conta de uma decisão arriscada. A ideia era misturar atores dos dois braços da franquia cinematográfica: o que varou os anos 2000 – imortalizando Hugh Jackman como Wol-

verine – e o iniciado em 2011 com “X-Men: Primeira Classe” – mostrando a origem dos primeiros mutantes, ainda nos anos 1960, com novos atores. O que poderia ser uma bagunça se transformou em um filme de ação com argumento consistente e bom ritmo, capaz de delinar o timing certo de cada personagem na cena. O mote para unir os dois elencos é uma

trama de viagem no tempo. Na produção, que estreia hoje, Charles Xavier (Patrick Stewart) e Magneto (Ian McKellen) enviam Wolverine de volta ao ano de 1973 para impedir que Mística (Jennifer Lawrence) se torne objeto de estudo das pesquisas científicas de Bolívar Trask (Peter Dinklage), responsáveis pela criação de armas que estão causando o extermínio dos

mutantes nos dias atuais. Para isso, Wolverine precisará convencer um deprimido Professor Xavier (agora na pele de James McAvoy) a retomar seus poderes e se aliar mais uma vez a Magneto (vivido em sua versão jovem por Michael Fassbender). AMANDA QUEIRÓS METRO SÃO PAULO

De graça. Cine Brasília exibe sete filmes da Dinamarca Sete produções dinamarquesas, filmadas entre 2009 e 2011, serão exibidas no Cine Brasília (106/107 Sul) de hoje ao dia 31, na mostra “Visões do Novo Cinema Dinamarquês”. São dramas, comédias, aventuras e documentários que vêm se destacando em festivais e mostrando que a cena cinematográfica do país vai muito além do Dogma 95. Três sessões desta quinta-feira serão dedicadas à mostra. Às 15h, será apresentado o documentário “O Embaixador”, de Mads Brügger; às 17h, será a vez do drama ”A Fuga”, de Katherine Windeld; e às 21h, de “Juan”, drama musical dirigido por Kasper Holten. Completam a programação, nos dias seguintes, “Aplauso”, de Martin Pieter Zandvliet; “O Guerreiro Silencioso”, de Nicolas Winding Refn; “Uma Família”, de Pernille Fischer Christensen; e “Fraternidade”, de Nicolo Donato. A entrada é franca.

Dois atos. ‘Autópsia’ reúne Artes cênicas. Estudantes da cinco textos de Plínio Marcos no Teatro Dulcina UnB encenam ‘Abensonhar’

Cinco peças de Plínio Marcos foram adaptadas para o espetáculo “Autópsia”, que entra em cartaz hoje no Teatro Dulcina de Moraes e ali segue até o dia 31, em duas sessões de quinta a sábado, uma às 19h e a outra às 21h. A montagem é uma homenagem ao dramaturgo santista, morto há 15 anos. No primeiro ato, às 19h, serão apresentados trechos dos textos “Navalha na Carne”, “Querô: Uma Reportagem Maldita” e “Quando as Máquinas Param”. No segundo, às 21h, “Dois Perdidos numa Noite Suja” e “Abajur Lilás”. Dez atores sobem ao palco, em cenas com forte teor de violência, que tratam de relações de poder, desejos e opressão. A cenografia, erguida a partir do lixo, completa o clima sugerido pela dramaturgia de Plínio Marcos. O espetáculo, segundo o diretor Jonathan Andrade, é “intenso”. Por isso, a decisão de dividi-lo em dois. É possível assistir a uma parte num dia e a segunda em outro -ou as duas numa mesma noite. Cada sessão dura cerca de uma hora e tem bilheteria separada. METRO BRASÍLIA

Pedro Ribeiro é um dos 10 atores em cena | THIAGO SABINO/DIVULGAÇÃO

Autópsia Teatro Dulcina de Moraes (SDS, Conic). De hoje a 31 de maio, de quinta a sábado, às 19h e às 21h. R$ 10 (inteira). 18 anos.

Livre adaptação de nove contos do moçambicano Mia Couto, “Abensonhar” é o espetáculo que alunos da Universidade de Brasília apresentam no Sesc Garagem (913 Sul) hoje e amanhã, às 20h30, e sábado e domingo, às 18h e às 20h30. A entrada é franca. A montagem é resultado de um ano e meio de trabalho de 14 alunos do Departamento de Artes Cênicas da UnB e marca a conclusão do curso de graduação. Os contos que serviram de base para a criação da dramaturgia foram retirados dos livros “Estórias Abensonhadas”e “O Fia das Missangas”. Mia Couto, quando esteve em Brasília para a Bienal Brasil do Livro e da Leitura, em abril, assistiu a um trecho e aprovou o trabalho do coletivo. A peça gira em torno do cego Estrelinho, que tem como guia o amigo Gigito Efraim e suas “miraginações”. Provocado pelas histórias de Gigito, Estrelinho vê desabrochar um universo fantástico ao redor deles. METRO BRASÍLIA


BRASÍLIA, QUINTA-FEIRA, 22 DE MAIO DE 2014 www.readmetro.com

{VARIEDADES} Os invasores

Leitor fala

Na ponta do lápis

Insegurança muda trajeto Trabalho na 610 Sul, às margens da L2, mas meus ônibus só passam no Eixo. Como muitas vezes tenho de chegar bem cedo ao trabalho, antes das 6h, acabo tendo que descer na ponta da L2 Sul, já que, descendo no Eixo, corro muito mais risco de ser assaltada ao atravessar as passagens subterrâneas. Melhor gastar mais a sola do sapato do que me roubarem ele.

MARCOS SILVESTRE MARCOS.SILVESTRE@METROJORNAL.COM.BR

A CONTA D’ÁGUA: TARIFA MÍNIMA GERA POLÊMICA

Cruzadas

NEIDE DA SILVA - VALPARAÍSO (GO)

Chuvarada de mensagens! Nossa coluna da semana passada, trazendo 10 dicas práticas para economizar água, suscitou a manifestação de um grande número de leitores. Todas as mensagens foram lidas, e algumas serão citadas nesta e na próxima semana. Uma questão um tanto polêmica levantada por vários daqueles que nos escreveram é a cobrança da tarifa mínima na conta d’água.

Rodoviária em obras Infelizmente, não posso evitar de pegar ônibus na rodoviária do Plano, mas se o lugar já era ruim quando estava abandonado, pior agora, em obras. Não se acha mais nenhum banheiro aberto. JULIANO ROCHA - GAMA (DF)

Mínimo do mínimo. A Maria Luiza Monteiro nos disse que gostou das sugestões passadas, mas acredita que algo deveria ser feito para estimular as pessoas já econômicas a economizarem ainda mais. A extinção da tarifa mínima de água, por exemplo. Ela não se conforma que alguém que gasta 4 m³ de água no mês tenha de pagar o mesmo valor de quem gasta 10 m³. “Se pagássemos precisamente aquilo que consumimos, com certeza o cidadão faria questão de economizar”, protesta ela. E faz todo sentido.

Metro Pergunta

Você acha que os Siga o Metro horários restritos de no Twitter: visitação aos palácios @jornal_metrobsb de Brasília acabam dificultando o acesso do público?

No condomínio. O José Domingos Del Ciello nos escreveu que achou nosso compêndio de dicas da semana passada “muito claro, útil e oportuno.” E surgiu-lhe uma dúvida: “O meu condominio tem a água individualizada, não pela Sabesp, mas internamente. Resolveram estabelecer uma taxa mínima de consumo, um piso de R$ 33 por condômino quando não se atinge o mínimo de consumo de 10 m³ (1.000 litros). A Sabesp realmente determina o mínimo a ser pago, ou o condominio está enganado?”

@HlioSampaio1

Eu nunca consegui visitar nenhum deles. Acho que poderiam criar ao menos um circuito de livre acesso ao público. @AraGuim

É chato, mas temos que pensar na insegurança que seria “liberar geral.”

Casa vaga. O Benedito Gambetta Filho nos relatou que tem uma casa desocupada, para ser alugada, e o consumo de água é bem menor que 10 m³. Mas paga o mesmo que se consumisse 10 m³. Ele reclamou e recebeu a explicação de que a Sanasa tem um custo fixo que deve ser coberto pelos consumidores. Mesmo se esforçando para economizar, ele tem pago todo mês R$ 89,00 pelo consumo médio de 3 m³. O Benedito está inconformado: em março registrou o consumo 0 m³ (zero), mas a conta não diminuiu!

Metro web Para falar com a redação:

leitor.bsb@metrojornal.com.br Participe também no Facebook:

www.facebook.com/metrojornal

A (triste) explicação. As empresas de água cobram mesmo um valor mínimo do consumidor que tem sua residência ligada à rede de abastecimento (geralmente o piso fica em 10 ou 15 m³). Pois é a própria Constituição Federal que assegura a cobrança de taxa mínima pela mera disponibilização do serviço! Assim, resta-nos ainda a (importante) motivação ecológica para economizar. Então, semana que vem traremos mais dicas, inclusive com sugestões de leitores. Ainda dá tempo de enviar a sua contribuição!

Sudoku

Economista com MBA em Finanças (USP), orientador de famílias e educador em empresas, é colunista da BANDNEWS FM e fundador da SOBREDinheiro. Diretor do site www.oplanodavirada.com.br, da EKNOWMIX Consultores Integrados e da TECHIS SA.

Horóscopo

|13|◊◊

Está escrito nas estrelas

www.estrelaguia.com.br

Período para refletir sobre sacrifícios desnecessários que faz por outras pessoas e valorizar dedicação maior a si mesmo.

Reflita sobre sentimentos que não tenham feito bem diante de certas relações. Saber perdoar e esclarecer será fundamental.

Esqueça más lembranças que façam perder tempo e impeçam de aproveitar momentos especiais com familiares, amigos e na vida afetiva.

Aproveite o dia para retomar contato com pessoas especiais, sejam parentes ou amigos que há tempos não mantém vínculo.

Procure valorizar a ponderação para não se exceder em críticas e não agir de forma impulsiva com as pessoas que mais gosta.

A comunicação será trunfo para resolver problemas e esclarecer mal entendidos. Evite acumular o que precisa dizer.

Este é um momento propício para repensar projetos de longo prazo que envolvam familiares e finanças. Dê mais tempo ao lazer.

Momento para observar e ponderar antes de decidir sobre algo importante ligado a relacionamentos. Faça valer seu senso de justiça.

Cuide para não exagerar nas finanças em função de diversões ou interesses supérfluos. Valorize mais as coisas que você tem.

Aperfeiçoar conhecimentos e trocar informações ajudará em projetos profissionais. Tende a lidar com ajustes burocráticos.

Este é um momento positivo para quem trabalha com eventos e para divulgar projetos autônomos. Ambientes sociais serão mais frequentes.

Aproveite este momento para exercitar sua criatividade, bem como hobbies artísticos que sirvam como terapia para suas emoções.

Soluções


|14|

3

BRASÍLIA, QUINTA-FEIRA, 22 DE MAIO DE 2014 www.readmetro.com

{ESPORTE}

Cruzeiro vence no Mineirão

ESPORTE

Brasileirão 6ª rodada ONTEM

Walter comemorou “rolando” no gramado

Moreno já o artilheiro do Cruzeiro no Brasileirão | ANGELO PETTINATI/METRO BH

Contratado

Ricardo Gareca O Palmeiras acertou ontem a contratação de Ricardo Gareca como novo técnico. O argentino assinou contrato até junho de 2015.

O Cruzeiro comprovou que não se deixou abalar pela eliminação na Libertadores e segue firme em busca do título nacional. Depois de ver o Sport dominar as ações na etapa inicial, ontem, no Mineirão, a Raposa utilizou bem a já conhecida força na bola aérea, garantiu a quarta vitória em seis jogos e ultrapassou o Internacional, que liderava o campeonato. Jogando diante de pouco mais de 13 mil pagantes, o time celeste quase abriu o placar aos quatro minutos, com Marcelo Moreno. Logo após, no entanto, viu o Leão tomar a iniciativa, dominar a posse de bola e criar mais chan-

2 0

ces. Aos 31 minutos, Leonardo chegou a balançar a rede de Fábio, mas o lance foi invalidado por falta de ataque. A Raposa voltou mais ligada do intervalo e abriu o placar já no início, com Ricardo Goulart, em cruzamento de Dagoberto. O Sport seguiu buscando o gol -- no jogo que era o 500º do goleiro Magrão -mas acabou dando espaço para o golpe final. Depois de muito insistir e até acertar a trave, Moreno foi premiado com um cruzamento perfeito de Willian para completar o placar e mostrar que segue firme na luta pela titularidade no ataque. METRO BH

Fábio; Mayke, Léo, Bruno Rodrigo e Egídio; Henrique, William Farias, Éverton Ribeiro (Willian ) e Ricardo Goulart (Souza ); Marcelo Moreno e Dagoberto (Luan ). Técnico: Marcelo Oliveira.

CRUZEIRO

Magrão; Patric, Ferron, Durval e Renê; Rithely, Rodrigo Mancha, Augusto (Mike ) e Renan Oliveira (Felipe Azevedo ); Neto Baiano e Leonardo (Ailton ). Técnico: Eduardo Baptista.

SPORT

G Ricardo Goulart, aos 5 minutos, e Marcelo Moreno, aos 32 minutos da etapa complementar. L ca estádio Mineirão, em Belo Horizonte.

| ARMANDO PAIVA / FOTOARENA

Flu goleia o São Paulo por 5 a 2 no Maracanã Com a ausência de Fred, Walter agarrou a chance para mostrar por que é um jogador diferenciado. Ele foi autor de dois gols na goleada do Fluminense sobre o São Paulo, ontem, por 5 a 2. Rafael Sobis, Wagner e Lucão (contra) completaram o placar. Alexandre Pato e Rogério Ceni (de pênalti) fizeram para o tricolor

Campeonato Brasileiro. Com gols no segundo tempo, Raposa garante vitória contra o Sport por 2 a 0 e assume liderança

1

X

1

X

2

X

1

X

5

X

1

X

2

X

1

FLAMENGO

paulista. O São Paulo até começou bem, aproveitando o zagueiro “artilheiro” Antônio Carlos, que sofreu um pênalti logo no começo do jogo. Mas o Fluminense não tardou a colocar pressão no Maracanã. Perdido em campo, só restou ao São Paulo assistir ao baile. METRO

Grêmio vira sobre o Fogão e assume vice-liderança O nome de Maxi Rodríguez traz consigo sonho e decepção para os torcedores gremistas. Quando ele decide, todos enxergam a solução para os problemas de criação do time. Quando muito se espera dele, por outro lado, ele pouco entrega. A noite de ontem no Alfredo Jaconi foi daquelas em que o uruguaio deu esperanças para quem foi ao estádio. Flamengo

O Grêmio começou perdendo para o Botafogo, com gol de Zeballos. Empatou com Rodriguinho. Com um lindo chute com o lado do pé, Rodríguez fez o gol da vitória. O placar final ficou em 2 a 1. Com o resultado, o tricolor assume a vice-liderança com a mesma pontuação do líder Cruzeiro -- que leva vantagem no saldo de gols. METRO Internacional

CORITIBA

CRUZEIRO

CRICIÚMA

1

INTERNACIONAL

0

SPORT

0

CHAPECOENSE

FLUMINENSE

2

SÃO PAULO

CORINTHIANS

GRÊMIO

BAHIA

1

ATLÉTICO-PR

1

BOTAFOGO

HOJE 19h30

X PALMEIRAS

FIGUEIRENSE 19h30

X GOIÁS

SANTOS 21h

X VITÓRIA

ATLÉTICO-MG

CLASSIFICAÇÃO SÉRIE A P V GP SG 1º CRUZEIRO

13 4 12 4

2º GRÊMIO

13 4 7 3

3º FLUMINENSE

12 4 12 7

4º INTERNACIONAL 12 3 8 3

Empate em 1 a 1 com o Bahia acentua crise A situação do Flamengo continua dramática no Brasileirão. O rubro-negro até conseguiu sair na frente ontem, contra o Bahia, com gol de Paulinho. Mas deixou o rival baiano empatar com belo gol de falta de Talisca. METRO

Desfalcado, time empata com o Coxa fora de casa Desfalcado de sete jogadores, o Internacional ficou no 1 a 1 com o Coritiba, ontem, fora de casa. Além de perder a liderança, caiu para o quarto lugar da tabela. Welligton Paulista abriu o placar, mas Alex empatou, de pênalti, para o Coxa. METRO

9 3 7 1

7º SÃO PAULO

9 2 11 2

8º CORINTHIANS

9 2 5 2

9º BAHIA

8 2 6 2

10º ATLÉTICO-MG

7 2 5 0

11º SPORT

7 2 5 -1

12º CRICIÚMA

7 2 3 -6

13º SANTOS

6 1 4 3

14º ATLÉTICO-PR

6 1 8 -1

15º VITÓRIA

5 1 5 -1

16º FLAMENGO

5 1 5 -4

17º BOTAFOGO

4 1 9 -1 4 0 5 -2

19º FIGUEIRENSE

3 1 1 -7

Em casa, Tigre vence o Chapecoense

20º CHAPECOENSE

2 0 3 -4

Em casa, o Criciúma venceu o Chapecoense, lanterna do Brasileirão, por 1 a 0. O resultado deixou o time fora da zona de rebaixamento, na 12ª posição. METRO

4 gols

Criciúma

Depois de inaugurar o Itaquerão com derrota para o Figueirense, o Corinthians só empatou com o Atlético-PR por 1 a 1. Jadson abriu o placar, mas Douglas Coutinho empatou. METRO

10 3 4 2

18º CORITIBA

Corinthians

Timão completa terceira rodada sem vitória

5º GOIÁS 6º PALMEIRAS

Classificados para a Libertadores Rebaixados para a Série B

tem o artilheiro do Campeonato Brasileiro: o atacante Marcelo Moreno, do Cruzeiro. André, do Atlético-MG, vem em 2º, com 3


BRASÍLIA, QUINTA-FEIRA, 22 DE MAIO DE 2014 www.readmetro.com

{ESPORTE}

Momento de partir Basquete. Depois de sete temporadas no UniCeub, ala Alex Garcia decide rescindir o contrato com a equipe. Ele defenderá o Bauru na próxima temporada. Jogador é o quarto a deixar o time após a eliminação no NBB A torcida do UniCeub não poderá mais contar com os tocos e as enterradas espetaculares de Alex Garcia. Depois de sete temporadas, 211 jogos e três títulos do NBB (Novo Basquete Brasil), o ala decidiu pedir para sair da equipe, na qual tinha contrato por mais um ano. Na próxima temporada, ele defenderá o Bauru. Por meio da assessoria do Brasília, Alex explicou que a decisão de deixar a capital foi tomada pensando na família, que vive no interior paulista. “O que mais pesou para eu pedir para sair da equipe foi a minha família. Todos eles moram no interior de São Paulo, a maioria em Ribeirão Preto, e a distância estava atrapalhando. Ficar longe da família por tanto tempo é complicado”, afirmou. Alex ainda fez questão de deixar seu futuro em aberto. “Não posso dizer que nunca mais volto. É impossível fazer uma afirmação des-

sas, mas esta é a minha decisão no momento. Estou indo embora, mas estou deixando portas abertas. Estou triste, claro. Fiquei sete temporadas em Brasília e a cidade me acolheu como se eu fosse daqui. Tenho um carinho enorme pela cidade e pelos torcedores, que sempre me trataram muito bem.” Tricampeão do NBB, o Brasília caiu nas quartas de final nas duas últimas temporadas. Reformulação Além de Alex, o UniCeub também perdeu o técnico Sergio Hernández, o pivô Marcus Goree e o armador Martin Osimani. Até o momento, apenas Guilherme Giovannoni confirmou sua permanência na equipe. A situação de Nezinho e Arthur continua indefinida. Como reforço, o time estuda a contratação do pivô Cipolini, que estava no Uberlândia. METRO BRASÍLIA

|15|◊◊

Copa do Mundo

Itaquerão terá Timão e Botafogo como 2º jogo A Fifa modificou o segundo jogo oficial no Itaquerão, que seria em 29 de maio, às 16h, entre Corinthians e Cruzeiro. Agora, o novo jogo será entre Corinthians e Botafogo, em 1ª de junho, no mesmo horário. METRO Mais Copa

Mané Garrincha passa ao controle da Fifa hoje

Alex escolheu sair do UniCeub para ficar junto da família | ANDRESSA ANHOLETE/METRO BRASÍLIA

Os estádios da Copa do Mundo já começaram a ser assumidos pela Fifa. A partir de hoje, a entidade passa a controlar o Mané Garrincha, que será palco de sete jogos no mundial. A arena só volta a ser comandada pelo GDF em 18 de julho. O primeiro jogo pela Copa será entre Suíça e Equador, em 15 de junho. METRO


20140522_br_brasilia