Page 1

CIRCO NO FERIADÃO

O Jornal Metro é impresso em papel certificado FSC, com garantia de manejo florestal responsável, pela gráfica Belo Horizonte Gráfica e Editora.

PARÓDIA

BRASILEIRA ESTREIA HOJE NOS CINEMAS PÁG. 14

TRADIÇÕES

DA SEMANA SANTA GANHAM AS RUAS DO INTERIOR PÁG. 04

MÁGICA, PALHAÇADAS E MÚSICA EM ATRAÇÕES SÓ PARA A GAROTADA PÁG. 15

BELO HORIZONTE Quinta-feira, 17 de abril de 2014 Edição nº 629, ano 3 MÍN: 19°C MÁX: 27°C sunny

snow

rain

partly

cloudy

sleet

thunder

part sunny/

thunder

showers sunny showers www.readmetro.com | leitor.bh@metrojornal.com.br | www.facebook.com/metrojornal | @jornal_metrobh

windy

Senado aprova fim de doações de empresas hazy

showers

Eleições. Projeto que proíbe contribuição financeira de pessoas jurídicas em campanhas políticas no país recebe sinal verde de senadores. Entretanto, se aprovada também na Câmara, proibição só será colocada em prática em 2016 devido à proximidade do pleito de 2014 PÁG. 08

Capital não terá feriado nos dias de jogo do Brasil Servidores públicos do governo de MG e BH terão ponto facultativo. Já o comércio poderá funcionar PÁG. 03

Ex-dirigente da Petrobras nega intenção de fraude

RECICLE A INFORMAÇÃO: PASSE ESTE JORNAL PARA OUTRO LEITOR

Nestor Cerveró apresentou ao conselho da estatal um resumo falho sobre a compra da refinaria de Pasadena PÁG. 06

NO APAGAR DA LUZ

Cruzeiro joga mal, mas consegue empate no último lance do difícil jogo contra o Cerro Porteño PÁG. 20 Samudio salvou o Cruzeiro ao fazer o gol celeste nos segundos finais do jogo no Mineirão | EMMANUEL PINHEIRO/METRO BH

Marcio Lacerda fala sobre Copa, obras e desafios na cidade Prefeito de Belo Horizonte conversou com a reportagem do Metro sobre política e assuntos da capital PÁG. 02


1 FOCO

Mensalão do DEM

Justiça aceita denúncia A 7ª Vara Criminal de Brasília aceitou a denúncia contra os exgovernadores José Roberto Arruda e Paulo Octávio e outros 17 acusados de participação nos crimes apontados pela operação Caixa de Pandora. Os réus são acusados de corrupção ativa e passiva, lavagem de dinheiro e formação de quadrilha.

|02|

EMMANUEL PINHEIRO/METRO BH

O senhor era ou não pré-candidato a governador? Nunca fui, nunca pretendi ser. O que houve foi uma movimentação dos partidos, na reta final, em função da nossa boa posição nas pesquisas. Muito do que foi pensado para a Copa não foi realizado. Qual a sua avaliação? Temos de comum acordo com o Estado, desde 2009, um plano estratégico contemplando vários setores. São mais de 50 projetos. E esse trabalho avançou com a adesão do governo federal. A questão do estádio está muito bem resolvida, a questão da mobilidade também posso te assegurar que sim, e temos uma dificuldade, digamos, intransponível, que é o atraso nas obras do aeroporto. Mas isso não é propriamente um gargalo, porque o aeroporto estará operacional. O senhor está preocupado com a realização do evento? Não. Apesar daquelas manifestações todas, inesperadas, os jogos aconteceram [na Copa das Confederações]. Hoje nós estamos em um outro contexto. Não temos aquele clima. Será uma bela festa, e a área de segurança, nos três níveis de governo, está tomando as precauções contra as manifestações violentas que inclusive a opinião pública e os manifestantes bem intencionados não aceitam. Nós temos uma situação crônica acerca das inundações. O que será feito? Desde 2009, já investimos mais de R$ 1 bilhão. Em 2008, esse não foi um assunto discutido na campanha eleitoral. Não era prioridade, não era um problema da cidade naquela altura. E apesar

Análise política Em razão dos feriados de Páscoa e Tiradentes, o Metro Jornal não será publicado amanhã e segunda-feira, voltando a circular normalmente na terçafeira, dia 22.

CARLOS LINDENBERG LINDENBERG@BAND.COM.BR

Cotações Dólar + 0,17% (R$ 2,24) Bovespa + 1,48% (51.201 pts) Euro + 0,48% (R$ 3,08) Selic (11% a.a.)

Salário mínimo (R$ 724)

BELO HORIZONTE, QUINTA-FEIRA, 17 DE ABRIL DE 2014 www.readmetro.com

{FOCO}

Carlos Lindenberg é colunista do jornal Metro e comentarista da TV Band Minas. Escreve neste espaço às quintas-feiras.

do muito bom para um serviço que está começando. Tem uma série de ajustes a serem feitos, mas é um serviço que veio para ficar e terá certamente grande aceitação. E o projeto do metrô? Esse é um trauma. O ex-presidente Lula me deu uma carona uma vez até o aeroporto e eu disse “Presidente, esse é um trauma em BH, e é preciso que se trabalhe para resolver”. Mas eu penso que estamos em um momento bom. Os projetos de ampliação ficam prontos agora em maio, e vamos ver se a equação financeira montada resolve o problema, se vai ser possível fazer a PPP ou se vai precisar de mais recurso. Espero que o processo eleitoral não venha atrasar mais do que já atrasou.

MARCIO LACERDA Em entrevista exclusiva, prefeito fala sobre Copa, obras de mobilidade e o reajuste das passagens de ônibus

‘NÃO POSSO SER POPULISTA’ disso, a gente conseguiu investir. Eu mesmo, anos atrás, tive que me abrigar em cima de um balcão de empresa aérea porque fui surpreendido por uma inundação no Aeroporto da Pampulha. Temos agora o aumento da tarifa de ônibus. Essa história não está mal resolvida? A prefeitura já tinha um contrato de concessão da gestão anterior. Era a tarifa mais alta do Brasil, junto com São Pau-

lo. Nesses quatro anos, nós corrigimos a tarifa e tivemos ajuste abaixo da inflação, passando a ser a décima segunda entre as capitais. Nós fizemos essa auditoria antes das manifestações de junho, e ela ficou pronta agora, mostrando que precisávamos fazer essa correção para R$ 2,85. Um deles [promotores do Ministério Público] não concordou e entrou com uma liminar. As empresas estão com dificuldade e trabalhando no

PALANQUE ELEITORAL O depoimento de Graça Foster no Senado esclareceu dois pontos, pelo menos: 1) A compra da refinaria de Pasadena, nos EUA, não foi um bom negócio para a Petrobras; 2) Não foi um bom negócio “aos olhos de hoje”, acrescentou. Talvez por isso é que o senador Aécio Neves tenha dito que o depoimento da presidente da Petrobras não trouxe nada de novo – aos olhos e aos ouvidos do senador mineiro, certamente. O depoimento, na verdade, é amplo, vasto, como convém a uma executiva do porte de Graça Foster e como é de interesse do Senado. Ela explicou, por exemplo, que o Conselho de Administração da empresa não era composto, à época da compra, apenas por Dilma Rousseff. Entre os conselheiros estava, por exemplo, o empresário Jorge Gerdau. E a proposta de compra de Pasadena foi aprovada por todos. Graça Foster foi além: hoje, com um novo cenário nas relações do comércio de óleo

vermelho. Eu, como prefeito, tenho que defender o que é justo. Não posso ser populista. O aumento virá de alguma forma, porque não há condições. A prefeitura já tirou o ISS e já tirou uma taxa de fiscalização, o que dá uma perda para o município de quase R$ 50 milhões ao ano. Está satisfeito com o BRT? Uma pesquisa que fizemos entre os usuários deu 88% de aprovação. Isso é um resulta-

O que falta? Vontade política, dinheiro... Nós já tínhamos levado a nossa proposta para Brasília, e ela finalmente foi anunciada pela presidente Dilma em setembro de 2011 aqui em Belo Horizonte. Então, foram negociações demoradas. O governo federal fala que falta projeto, a oposição fala que falta disposição do governo federal... Nós vamos ter a hora da verdade agora em maio. Teremos os projetos prontos e apresentado ao governo federal. Então agora será uma questão financeira e política. Qual é o grande desafio do momento para o prefeito? O maior desafio, por ser o mais evidente, que efetivamente incomoda as pessoas no dia-a-dia, é o da mobilidade. Os projetos vão avançar muito mais. METRO BH

refinado, certamente que a Petrobras não compraria Pasadena, cujos prejuízos ultrapassam a casa dos US$ 600 milhões. Morreu o assunto? Não. Pelo contrário. Apegada à expressão de que houve um mau negócio, a oposição insiste em instalar a CPI com foco apenas na compra de Pasadena e coisas correlatas. E recorre ao STF para fazer valer o direito da minoria de requerer e instalar a CPI. E por que isso? Porque a situação, diante do que considera oportunismo eleitoreiro da oposição, fez aprovar um outro requerimento para a criação de uma CPI que pudesse investigar não apenas a Petrobras, mas também negócios supostamente escusos feitos por empresas e governos da oposição em SP, Minas e Pernambuco. E com isso a ideia inicial da CPI, de resto desnecessária já que Pasadena está sendo investigada pela PF, Ministério Público, TCU e AGU, entre outros, se transformou de fato num palanque eleitoral em que se digladiam num vale-tudo sem tamanho. E na vala comum colocam uma empresa do porte da Petrobras. A concorrência internacional agradece.

FALE COM A REDAÇÃO

EXPEDIENTE

COMERCIAL: 031/3508.5720

Metro Brasil. Presidente: Cláudio Costa Bianchini (MTB: 70.145) Editor Chefe: Luiz Rivoiro (MTB 21.162). Diretor Comercial e Marketing: Carlos Eduardo Scappini Diretora Financeira: Sara Velloso. Diretor de Tecnologia e Operações: Luiz Mendes Junior Gerente Executivo: Ricardo Adamo. Coordenador de Redação: Irineu Masiero. Editor-Executivo de Arte: Vitor Iwasso

leitor.bh@metrojornal.com.br 031/3508.5719

O jornal Metro circula em 24 países e tem alcance diário superior a 20 milhões de leitores. No Brasil, é uma joint venture do Grupo Bandeirantes de Comunicação e da Metro Internacional. É publicado e distribuído gratuitamente de segunda a sexta em São Paulo, Brasília, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Curitiba, Porto Alegre, ABC, Santos, Campinas e Grande Vitória, somando 510 mil exemplares diários.

Metro Belo Horizonte. Gerente executivo: Cássio Mota. Editor-Executivo: Juvercy Júnior (MTB: 12.331) Editor de Arte: Cláudio Machado Grupo Bandeirantes de Comunicação Minas Diretor Geral: José Saad Duailibi. Diretor de Jornalismo: Júlio Prado

Editado e distribuído por Metro Jornal S/A. Endereço: avenida Raja Gabáglia, 2221, São Bento, CEP 30350-453, Belo Horizonte, MG. Tel.: 031/3508.5720. O jornal Metro é impresso na Belo Horizonte Gráfica e Editora. A tiragem e distribuição desta edição são auditadas pela BDO. 40.000 exemplares


BELO HORIZONTE, QUINTA-FEIRA, 17 DE ABRIL DE 2014 www.readmetro.com

#NãoVaiTerFeriado

Copa do Mundo. Prefeitura anuncia que o funcionalismo público não terá folga durante os jogos da competição Belo Horizonte não terá feriado durante a Copa do Mundo. Haverá, no entanto, uma liberação facultativa algumas horas antes do início dos jogos da Seleção Brasileira. A decisão foi anunciada ontem pela administração municipal, mas também vale para o Estado. A oficialização deve ocorrer na próxima semana, em publicação no diário oficial. A suspensão do feriado em terras belo-horizontinas e mineiras durante a competição internacional visa aproveitar o turismo. “Entendo que a Copa é um grande momento para o comércio gerar suas receitas. Não seria justo nem para o comércio, nem para as pessoas na cidade não ter esses serviços à disposição”, afirmou o secretário de Estado de Turismo e Esportes, Tiago Lacerda. O funcionamento do comércio, aliás, já havia sido garantido pela própria prefeitura e pela Câmara de Di-

R$ 76 mi é o prejuízo estimado pela Câmara de Dirigentes Lojistas em um dia de comécio fechado em Belo Horizonte.

rigentes Lojistas em anúncio feito na última semana. Mobilidade preocupa O funcionalismo público, no entanto, poderá ser liberado 3h antes do início dos jogos da Seleção Brasileira realizados fora da capital. Se BH receber o Brasil em dia útil – o que pode ocorrer somente no caso de uma semifinal –, os trabalhadores poderão ser liberados 5h antes do começo da partida. Segundo Lacerda, a medida pretende aliviar o trânsito e não comprometer a mobilidade na cidade especialmente se o Brasil jogar na capital mineira. METRO BH

{FOCO}

|03|◊◊

Falta local

Duelo de MC’s recebe sinal verde da PBH Prefeitura de Belo Horizonte autorizou o tradicional Duelo de MCs sem o pagamento de taxas para emissão de alvará. Os duelos eram realizados no Viaduto Santa Tereza nas noites de sexta-feira e aos domingos, mas a estrutura está em obras. O novo local do evento ainda será definido. METRO BH Ponto de ônibus

Abrigos serão revitalizados

Se BH sediar jogo do Brasil, funcionalismo público será liberado 5h antes da partida | EMMANUEL PINHEIRO/METRO BH

Os abrigos dos pontos de ônibus da área central e principais avenidas de Belo Horizonte vão ficar mais confortáveis. A BHTrans promete implantar novos 1,3 mil estruturas. Os antigos abrigos sem condições adequadas serão substituídos. METRO BH


|04|

BELO HORIZONTE, QUINTA-FEIRA, 17 DE ABRIL DE 2014 www.readmetro.com

{FOCO}

A Semana Santa desperta as mais belas tradições religiosas reafirmando a fé do povo mineiro. Pelas cidades históricas, procissões, vigílias e rituais centenários movimentam as comunidades. Uma união que resulta em emoção, vista na confecção artesanal dos famosos tapetes de serragem ou nas encenações das passagens que narram episódios bíblicos da Sexta-feira da Paixão ao Domingo de Páscoa. Confira as principais manifestações culturais do período.

1 5 METRO BH

EUGENIO MORAES/HOJE EM DIA/FUTURA PRESS

MARCELO PRATES/HOJE EM DIA/FUTURA PRESS

Sabará

Ouro Preto

A tradicional confecção de tapetes, normalmente feitos com serragem, borra de café, raspa de couro e cal branco, que são espalhados pelas ruas, será novamente a marca da Semana Santa de Ouro Preto considerada uma das mais famosas do país. A prática nasceu em 1733 em comemoração à reinauguração da matriz do Pilar, e atrai até hoje, além de devotos ouropretanos, turistas de todo Estado

A Procissão do Enterro é uma das atrações pelas quais os fiéis católicos podem optar para celebrar a semana santa. O cortejo encerra o período de festividades na cidade na noite do domingo de Páscoa.

destinos para curtir a Semana Santa

4

Caeté

São João del-Rei

3

2

A Serra da Pìedade, famosa por atrair grande número de devotos em datas religiosas, será palco para a tradicional celebração da Missa na Igreja Nova das Romarias, no domingo de Páscoa. O local receberá eventos de culto à paixão, morte e ressurreição de Jesus Cristo durante todo feriado. A expectativa é de superar o público de 300 devotos que passaram pelo localnas comemorações de 2013.

Além dos rituais religiosos, o destaque da comemoração é o teatro bíblico, que cultua as imagens dos profetas de Aleijadinho na Basílica de Bom Jesus de Matosinhos. As ruas da cidade são decoradas para receberem as procissões e a queima de Judas.

Um dos momentos mais emocionantes da agenda de celebrações da cidade é o Descendimento da Cruz, realizado na Sexta-Feira Santa, na escadaria da Igreja de Nossa Senhora das Mercês.

COLETA

EMMANUEL PINHEIRO/METRO BH

CEMITERIOS

ALEX DE JESUS/O TEMPO/FUTURA PRESS

COLETA AQUÁRIOS

ABRE E FECHA

BANCOS BANCOSCEMITERIOS CICLOFAIXAAQUÁRIOS PARQUES COLETA BANCOS

COLETA

BANCOS

5

Congonhas

CEMITERIOS

AQUÁRIOS

SECOM/DIVULGAÇÃO

CICLOFAIXA POUPATEMPO

LIMPEZA

PARQUES

PO

SAÚDE

CEMITERIOS AQUÁRIOS COMÉRCIO CORREIOS Os bancos de BH CICLOFAIXA funcionam Na Sexta-feira da CEMITERIOS Paixão não As UPAs, o Hospital RODÍZIO Municipal COMÉRCIO CORREIOS COLETA AQUÁRIOS BANCOS PARQUES POUPATEMPO SAÚDE RODÍZIO normalmente hoje. Entre haverá serviços de limpeza Odilon Behrens, Central de amanhã e segunda-feira, não haverá atendimento nas agências bancárias, segundo Federação Brasileira de Bancos.

urbana. No domingo e na segunda haverá plantões de varrição nas áreas central e hospitalar e na Savassi.

Internação, Samu e Serviço de Urgência Psiquiátrica funcionam por 24 horas durante todo feriado.

CICLOFAIXACEMITERIOS PARQUES AQUÁRIOS POUPATEMPO COLETA BANCOS EDUCAÇÃO CICLOFAIXA ESPORTES PARQUESSUPERMERCADOS POUPATEMPO COMÉRCIO CORREIOS ESPORTES EDUCAÇÃO SUPERMERCADOS SAÚDETREM RODÍZIO CULTURA

PARQUES

TRANSPORTE

Os espaçosCICLOFAIXA do Circuito Cultural O Parque Municipal abre até As linhas circulam normalmente COMÉRCIO CORREIOS BANCOS PARQUES POUPATEMPO SHOPPINGS MERCADOS ÔNIBUS SAÚDE RODÍZIO CORREIOS SHOPPINGS PraçaMERCADOS da Liberdade irão segunda-feira, dasCOMÉRCIO 6h às 18h. TREM O TRANSPORTE hoje eRODÍZIO sábado. Amanhã, no SAÚDE TR ÔNIBUS ESPORTES EDUCAÇÃO SUPERMERCADOS funcionar com horários Zoológico também funciona domingo e na segunda-feira, os diferenciados. Confira no circuitoculturalliberdade.com.br.

normalmente até segunda-feira. Na terça, os parques fecham.

ônibus funcionam com quadro de domingos e feriados.

TREM ESPORTESCOMÉRCIO EDUCAÇÃOCORREIOS SAÚDE RODÍZIO SHOPPINGSESPORTES TRANSPORTE MERCADOS SUPERMERCADOS ÔNIBUS EDUCAÇÃO SUPERMERCADOS

TREM


|06|

‘Não tive intenção de enganar ninguém’

Política

CLÁUDIO HUMBERTO CLAUDIO.HUMBERTO @METROJORNAL.COM.BR

INFRAERO FAZ LICITAÇÃO ‘CAMARADA’ DE PUBLICIDADE. A Infraero realizou li-

“NÃO HOUVE ENVOLVIMENTO DO PRESIDENTE LULA NESTE ASSUNTO.”

citação de R$ 163 mil/mês para concessão de 989 “totens” - que são lixeiras de coleta seletiva e pontos de publicidade - em dez aeroportos do país, por dez anos. Empresas do setor de mídia vão questionar o contrato na Justiça, pois além da duração excessiva, a coleta de lixo seria um disfarce para justificar o valor muito menor que o praticado no mercado e até pela própria Infraero em outros contratos.

PECHINCHA. No aeroporto de Congonhas, pontos publicitários digitais custam entre R$ 30 mil e R$ 200 mil. Neste pregão, cada um saiu por R$ 300. TEM ESPAÇO? A intenção

da Infraero foi licitar pelo menos 156 “totens” com lixeira e monitor só para o Aeroporto de Congonhas. Cada um terá 2,5 metros.

POR TRÁS DO LIXO. Indagada, a Infraero insiste: a licitação dos pontos publicitários/lixeiras é para “implementar a coleta seletiva de lixo” e não fazer publicidade.

OPERADOR DA COMPRA DA REFINARIA NOS EUA, NESTOR CERVERÓ, TENTANDO LIVRAR O EX-CHEFE

de férias e foi à Argentina para lançar seu novo livro, em que elogia suas próprias trapalhadas quando ministro das Relações Exteriores. Só não elogiou o professor Marco Aurélio Garcia, que desde 2003 é o verdadeiro chanceler brasileiro para os países da América do Sul. O livro é intitulado “Breves narrativas diplomáticas”. Mais uma megalonaniquice.

A DIFERENÇA. A Infraero realiza hoje outro pregão de pontos de publicidade em Congonhas a R$ 59 mil cada; 200 vezes mais caros que as “lixeiras”. AMORIM ELOGIA EM LIVRO AS PRÓPRIAS TRAPALHADAS.

Marco Aurélio Garcia

O ministro Celso Amorim (Defesa) tirou alguns dias

| DIVULGAÇÃO

PODER SEM PUDOR

História de pescador Candidato a governador de São Paulo, Ademar de Barros viajava em campanha para governador, em 1962, quando se aproximou da cidade de Porto Ferreira. Na estrada, viu um grupo de pescadores na beira do rio. Como tinha tempo, deu uma paradinha e puxou conversa: - Bom dia, senhores! Como está a pescaria hoje? - Não está muito bom, doutor Ademar, só conse-

BELO HORIZONTE, QUINTA-FEIRA, 17 DE ABRIL DE 2014 www.readmetro.com

{BRASIL}

guimos peixes pequenos. Ele se empolgou e decidiu matar as saudades de pescaria. Pediu um caniço e, em poucos minutos, fisgou um bagre enorme. Seus assessores comemoraram a técnica e a perspicácia do chefe. Um dos pescadores desabafou, desolado com a própria sorte e incomodado com a bajulação dos assessores de Ademar: - O doutor tem puxa-saco até debaixo d’água...

COM ANA PAULA LEITÃO E TERESA BARROS WWW.CLAUDIOHUMBERTO.COM.BR

Crise na Petrobras. Em audiência na Câmara, ex-diretor da área internacional defende compra da refinaria de Pasadena e diz que decisão foi tomada pelo conselho da empresa Em audiência que durou cerca de cinco horas ontem, na Câmara dos Deputados, o ex-diretor da área internacional da Petrobras Nestor Cerveró disse que não teve intenção de enganar ninguém ao apresentar um relatório que não continha cláusulas importantes para a compra da refinaria de Pasadena, no Texas (EUA). Cerveró afirmou ainda que a decisão da compra foi tomada em consenso por todos os membros do conselho. Anteontem, a presidente da Petrobras, Graça Foster, afirmou aos deputados que Pasadena deu prejuízo de US$ 530 milhões e que a aquisição “não foi um bom negócio”. Em 2006, a Petrobras

comprou 50% da refinaria de Pasadena por US$ 360 milhões. Um ano antes, a belga Astra Oil havia pago US$ 42,5 milhões pela refinaria inteira. Na época da compra, a presidente Dilma Rousseff presidia o Conselho de Administração da Petrobras e deu o aval para o negócio. Cerveró foi acusado por ela de omitir em seu relatório cláusulas desfavoráveis à Petrobras. Uma delas estabelecia que, em caso de desacordo entre os sócios, uma parte comprasse a outra. Outra garantia a Astra Oil rentabilidade mínima de 6,9% ao ano. Segundo o ex-diretor, as cláusulas omitidas no resumo não eram importantes. METRO

Nestor Cerveró, ex-diretor da área internacional

Com greve da PM, Exército reforça segurança na Bahia A presidente Dilma Rousseff assinou ontem o decreto de GLO (Garantia da Lei e da Ordem), autorizando a ação das Forças Armadas na segurança pública no Estado da Bahia. Na tarde de ontem, uma aeronave da Força Nacional pousou em Salvador para o desembarque dos 2,5 mil militares do Exército que já começaram a patrulhar as ruas de Salvador. A medida foi tomada, já que a Polícia Militar da BA decretou anteontem,entrar em greve por tempo indeterminado

após rejeitar a proposta de reestruturação de carreira apresentada pelo governo. A paralisação da PM alterou a rotina em algumas cidades da Bahia como a capital, Salvador. Ruas ficaram desertas, ônibus foram retirados de circulação, aulas foram suspensas, lojas foram saqueadas e os bancos sofreram arrombamentos. Entre 5h de anteontem e 5h de ontem, a SSP (Secretaria de Segurança Pública) registrou quatro homicídios e o roubo de 10 veículos na região metro-

Supermercado foi saqueado em Salvador

| LÚCIO TÁVORA/AG. A TARDE/FUTURA PRESS

politana de Salvador. Ilegalidade Ontem o TJ (Tribunal de Justiça) da Bahia declarou ilegalidade da greve. De acordo com a decisão, os policiais militares devem retornar ao trabalho imediatamente. Caso contrário, será aplicada uma multa diária de R$ 50 mil. O ministro da Justiça José Eduardo Cardozo criticou a greve, afirmando que a ação é inconstitucional. Em nota, a PM informou que 202 policiais estão trabalhando. METRO

| ANTÔNIO CRUZ/AGÊNCIA BRASIL

Copa. Dilma diz que governo não pactuará com violência Dilma Rousseff afirmou ontem que o governo assumirá a responsabilidade para garantir a segurança dos torcedores durante a Copa do Mundo. “Não há a menor hipótese do governo federal pactuar com qualquer tipo de violência. Não deixaremos em hipótese alguma a Copa ser contaminada, esse é um momento importante para o país”, discursou durante a reunião do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social, no Planalto. Dilma prometeu o uso da Polícia Federal, Forças Armadas e a Polícia Rodoviária Federal em operações para prevenir, coibir e pôr fim às manifestações violentas. A presidente defendeu o uso de dinheiro público no evento citando que a mobilidade urbana, comunicações novos aeroportos são benefícios permanentes para a população. Dilma clamou aos brasileiros para tratar com hospitalidade os turistas estrangeiros e serem 200 milhões de técnicos. “A Copa do Mundo é o futebol voltando pra a casa”, afirmou. METRO BRASÍLIA


|08|

Caso Bernardo. Morte teria sido motivada por dinheiro O corpo de Bernardo Boldrini, 11 anos, foi sepultado na manhã de ontem em Santa Maria, no Rio Grande do Sul. Durante o enterro, o advogado da avó materna de Bernardo disse que o motivo por trás do assassinato do menino pode estar ligado a uma disputa de dinheiro. Havia uma movimentação processual, aberta em fevereiro, da venda de um imóvel, que o menino receberia parte do valor. Ele ainda afirmou que há uma relação entre a morte do menino e a de sua mãe, encontrada morta há quatro anos. Segundo ele, a mãe de Bernardo, Odilaine Uglione, foi encontrada morta no consultório de Leandro, pai do garoto, três dias antes de assinar a separação. Na partilha dos bens, Odilaine receberia R$ 1,5 milhão e pensão de R$ 8 mil por mês. A avó de Bernardo, pedirá a reabertura da investigação da morte de sua filha. METRO POA

BELO HORIZONTE, QUINTA-FEIRA, 17 DE ABRIL DE 2014 www.readmetro.com

{BRASIL}

Doações de empresas são reprovadas pelo Senado Moralidade. Projeto proíbe contribuição financeira de pessoas jurídicas para as campanhas eleitorais ou partidos políticos As doações em dinheiro feitas por empresas para campanhas eleitorais ou partidos deverão ser proibidas. A CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) do Senado aprovou ontem um projeto proibindo qualquer tipo de contribuição financeira a políticos repassadas por pessoas jurídicas. “Na medida em que uma regra de financiamento permite doações na proporção da propriedade de cada eleitor, o poder econômico tende a colonizar o poder político e desaparece a possibilidade de contraponto entre um e outro”, afirmou o relator, senador Roberto Requião (PMDB-PR). O texto aprovado, porém, não incluiu a proibição de

doações para pessoas consideradas ‘fichas sujas’, sugerida pela autora do projeto, senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM). “Considero essa regra aceitável no caso das pessoas físicas, cujas diferenças de rendimento não são, normalmente, tão grandes quanto as diferenças no faturamento das empresas”, justificou Requião. A proposta ainda precisa ser aprovada pela Câmara e só deverá entrar em vigor nas próximas eleições, em 2016. No pleito de outubro valerá a regra atual, que permite a doação de até doar até 2% do faturamento bruto obtido no ano anterior ao da eleição. Para as pessoas físicas, o limite é de até 10% da renda bruta.

Há duas semanas, a maioria dos ministros do STF (Supremo Tribunal Federal) votou a favor de uma decisão semelhante, de proibir a doação de pessoas jurídicas. A votação foi adiada após pedido de vista do ministro Gilmar Mendes e não tem prazo para ser retomada. METRO BRASÍLIA

“As doações das empresas dão legitimidade à influência do poder econômico no processo eleitoral e, por consequência, no resultado das eleições.” ROBERTO REQUIÃO, SENADOR PMDB-PR

Grupo Bandeirantes e Rdio se tornam parceiros Considerado um dos principais serviços de streaming do mundo, o Rdio anunciou na tarde de ontem uma parceria com o Grupo Bandeirantes. O serviço conta com três tipos de assinatura mensal: R$ 8,99 para acesso via web; R$ 14,90 pelo plano ilimitado (com acesso web e streaming ilimitado em dispositivos móveis); e R$ 26,90 o plano família ilimitado (que inclui duas assinaturas ilimitadas). Vice-presidente de Parcerias Internacionais do Rdio, Scott Bagby acredita que em três anos a maioria das pessoas usará esse tipo de serviço. Para ele, o diferencial do Rdio em relação a serviços gratuitos de música na internet está na qualidade da oferta. “Você tem que tornar a experiência algo simples e agradável para que as pessoas estejam dispostas a pagar”, disse. Para o vice-presidente de Negócios por Assinatura do Grupo Bandeirantes, Antonino Ruggiero, a parceria surgiu como consequência do interesse da empresa por serviços de rádio. “A distribuição de música está sempre mudando, e vimos

Antonino Ruggiero, do Grupo Band, e Scott Bagby, do Rdio | ANDRÉ PORTO/METRO

uma grande oportunidade de inovar.” Ruggiero comentou as mudanças que surgirão da parceria. “Vamos ser sócios em toda a parte de comuni-

cação, com uma plataforma que achamos ser tecnologicamente a mais inovadora do mercado e agregar todo o nosso poder de comunicação”. METRO


BELO HORIZONTE, QUINTA-FEIRA, 17 DE ABRIL DE 2014 www.readmetro.com

{MUNDO}

Naufrágio de balsa mata 6 na Coreia do Sul Tragédia. Ao menos 280 pessoas continuavam desaparecidas ontem. Embarcação tombou e emborcou com estudantes a bordo Ao menos seis pessoas morreram e mais de 280 seguiam desaparecidas ontem depois que uma balsa tombou e emborcou na costa sudoeste da península coreana. Um grupo de 325 adolescentes de Ansan, cidade a 35 quilômetros da capital sul-coreana, Seul, fazia uma excursão escolar a Jeju, ilha turística do país localizada cerca de 100 quilômetros ao sul da península. Ao todo, 462 pessoas estavam a bordo e mais de 175 já haviam sido resgatadas ontem em uma operação da Guarda Costeira que envolveu dezenas de barcos, helicópteros e mergulhadores. As buscas foram interrompidas devido ao mau tempo e à forte maré no lo-

cal à noite (horário local), mas foram retomadas de manhã. Park Ji-Yeong, uma mulher de 27 anos que integrava a tripulação, foi retirada já morta da balsa. Segundo autoridades, a segunda vítima, uma estudante, morreu após ser socorrida. A identidade das outras quatro vítimas confirmadas não havia sido revelada. Mar calmo A balsa Sewol navegava em condições calmas de mar e clima quando tombou. Ainda não está claro o que levou a embarcação a adernar fortemente para um lado antes de virar e afundar menos de uma hora depois. “Estava tudo bem. Aí o barco fez ‘bum’, e houve um

barulho de carga caindo”, relatou Cha Eun-ok, que na hora do acidente tirava fotos no convés. “O anúncio a bordo dizia para as pessoas ficarem paradas. Quem fez isso ficou preso.” Um oficial de um navio envolvido nas buscas disse que a área em que o naufrágio ocorreu estava livre de recifes ou rochas. Segundo ele, a causa do acidente deve estar relacionada a algum tipo de mau funcionamento da balsa, construída em 1994 no Japão. A capacidade da embarcação era de 900 pessoas. De acordo com a imprensa local, uma garota de seis anos tinha sido resgatada ontem à noite, mas não havia ainda notícias sobre os pais dela. METRO E AGÊNCIAS

Equipes durante as buscas em balsa, que inclinou antes de afundar | REUTERS

|09|◊◊

MH370. Buscas são suspensas por problema em submarino As buscas pelos destroços do Boeing 777-200ER da Malaysia Airlines desaparecido desde 8 de março foram encurtadas mais uma vez ontem em função de um problema técnico no submarino teleguiado dos EUA que varre o leito do Oceano Índico. O equipamento precisou voltar à superfície sem ter encontrado nada. O Bluefin-21 começou a ser usado na segunda-feira, mas voltou à superfície sem nenhuma informação relevante depois de atingir sua profundidade máxima, de 4,5 mil metros. Militares dos EUA estimam que o Bluefuin-21 deverá levar até 2 meses para vasculhar uma área de 600 quilômetros quadrados em busca do avião. As buscas aéreas e marítimas por destroços flutuantes continuaram ontem, mas, segundo autoridades da Austrália envolvidas na operação, devem ser suspensas em breve. METRO


|10|

{ECONOMIA}

Tombini diz que inflação deve recuar nos próximos meses O presidente do Banco Central, Alexandre Tombini, disse ontem que a inflação deve recuar nos próximos meses. Tombini destacou que o choque de preços de alimentos em março é temporário e o BC vem trabalhando para que o problema se circunscreva ao setor. Em março, os alimentos ti-

veram uma inflação de 1,92% e representaram mais da metade da inflação oficial, o IPCA, que ficou em 0,92%. Tombini lembrou que a taxa básica de juros, a Selic, vem sendo elevada desde abril do ano passado, para conter a inflação. Atualmente, a Selic está em 11% ao ano. Ele reafirmou que essas ele-

vações têm efeitos defasados e cumulativos. “Uma parte relevante dessa política ainda não tocou a inflação”, disse. O presidente do BC apresentou ontem uma palestra sobre as perspectivas para a economia brasileira em 2014, no Palácio do Planalto, para o Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social. METRO

BELO HORIZONTE, QUINTA-FEIRA, 17 DE ABRIL DE 2014 www.readmetro.com

Economia do Brasil tem forte desaceleração Nível de atividade. Índice do BC aponta crescimento de 0,24% em fevereiro, bem inferior à variação de 2,35% no mês anterior A economia brasileira cresceu pelo segundo mês seguido, mas em ritmo bem menor. Sinalizando que a atividade deve ter um ano difícil, o IBC-Br (Índice de Atividade Econômica do Banco Central) avançou 0,24% em fevereiro sobre o mês anterior, informou ontem o BC. Em janeiro, o indicador havia registrado uma expansão mensal de 2,35%. Na comparação com fevereiro de 2013, o IBC-Br avançou 1,63% e acumula em 12 meses alta de 2,41%, ainda segundo dados dessazonalizados. A avaliação geral dos agentes econômicos é de que a economia brasileira vai desacelerar neste ano. Pesquisa do BC realizada com analistas de mercado mostra, por exemplo, que a expectativa dos economistas é de expansão do PIB de 1,65% em 2014. No ano passado, a atividade cresceu 2,3%. Em fevereiro, a produção

industrial brasileira havia avançado 0,4%, no segundo mês seguido positivo, enquanto as vendas no varejo também tiveram resultados positivos nos dois primeiros meses do ano. O cenário de atividade mais fraca neste ano vem junto com o da inflação ainda elevada, que levou o BC a aumentar a taxa básica de juros a 11% ao ano atualmente, afetando ainda mais o consumo via encarecimento do crédito. O mercado financeiro espera que o BC aumente os juros até 11,25% ao ano. A estimativa dos economistas para a inflação este ano está em 6,47%, patamar bem próximo ao teto da meta do governo de 6,5%. O IBC-Br é uma forma de avaliar a evolução da atividade econômica brasileira. O índice incorpora informações sobre o nível de atividade dos três setores da economia: indústria, comércio e serviços e agropecuária. METRO COM AGÊNCIAS

Bolsa. Bancos superam Petrobras no Ibovespa As ações de Itaú Unibanco e Bradesco ampliaram mais seu peso no Ibovespa de acordo com a segunda prévia da composição do índice. Ambos superam a participação da Petrobras. A prévia é a segunda indicação da BM&FBovespa sobre a composição da nova carteira teórica do índice, que vai vigorar de 5 de maio a 29 de agosto. A última prévia será divulgada em 2 de maio. Na segunda prévia, a ação do Itaú Unibanco ampliou seu peso para 9,524%, contra 9,41% na primeira prévia, e o papel preferen-

cial do Bradesco ampliou a participação para 7,593%, frente 7,246%. Desta maneira, o Bradesco superou o peso da ação preferencial da Petrobras, que caiu para 7,126%, contra 7,288%. O Itaú Unibanco já havia ultrapassado a petroleira na prévia anterior. A ação preferencial da Vale aparece com a quarta maior participação na segunda prévia, de 6,036%. Na carteira teórica válida para o quadrimestre atual, os maiores pesos eram de Petrobras, Vale e Itaú Unibanco, respectivamente. METRO

Ranking • Itaú Unibanco. 9,52%

• Petrobras. 7,126%

• Bradesco. 7,593%

• Vale. 6,036%


+

|12|

BELO HORIZONTE, QUINTA-FEIRA, 17 DE ABRIL DE 2014 www.readmetro.com

LANÇAMENTO

Todo o projeto foi orientado para o aumento do prazer ao dirigir, da segurança e do conforto FREDERICO FRITTOLI, GERENTE DE PRODUTO

MOTOR

Terceira geração do Fit ganhou novo design

Mais

Garantia

Quem optar por uma das versões do novo Fit sai das lojas com um veículo que carrega três anos de garantia, sem limite de quilometragem.

Hora da mudança Competitividade. Para seguir em alta no mercado, Honda apresenta terceira geração do Fit com novidades que vão além do design

FOTOS: DIVULGAÇÃO

Consolidado no mercado nacional, o Honda Fit chega à sua terceira geração prometendo aumentar ainda mais sua fatia de vendas daqui por diante – do lançamento, em 2003, até agora, mais de 500 mil unidades do modelo já foram comercializadas no Brasil. Com mudanças significativas em relação à última versão, o veículo ganhou um design mais esportivo e estará à venda já no fim deste mês. Com um volume de vendas que o colocou na 25ª posição no ranking dos mais vendidos do país em 2013 (40.639 unidades comercializadas), o Fit precisava de mudanças para não parar no tempo. E a Honda percebeu isso a tempo de se manter em alta no mercado, trazendo ao Brasil a versão que já era vendida no Japão desde o ano passado. A principal mudança está na parte mecânica, afinal, o novo Fit aposenta o motor 1.4 e passa a ter um propulsor 1.5 flex. Capaz de gerar 116 cv a 6.000 rpm e torque de 15,3 kgfm a 4.800 rpm com etanol, o motor atualizado foi desenvolvido para obter mais autonomia e economia. O câmbio foi outro item reformulado para oferecer menos gastos aos motoristas. De acordo com a montadora, o veículo continuará com cinco marchas no câmbio manual, mas não

R$ 49,9 mil

Marca garante que espaço no porta-malas foi ampliado

é o preço de partida do Fit 2015, proposto para a versão DX MT. Além dessa, outras três versões serão apresentadas.

existirá mais a variabilidade para o modelo automático. Sendo assim, a aposta da vez é o CVT (Continuously Variable Transmission), que é capaz de melhorar a tração em baixas velocidades e proporcionar uma resposta mais rápida que engloba aceleração linear e economia de combustível. E a lista de novidades não para por aí, já que se estende pela nova dirigibilidade do Fit, que ficou mais suave e ágil por conta dos aprimoramentos no sistema de direção e suspensão, pelo maior espaço interno e pelo design mais esportivo, agora, com uma imponente grade frontal. Entre tantas novidades, vale ressaltar a preocupação da Honda com a segurança do Fit, que terá freios a disco nas quatro rodas (exceto na versão DX) e dois airbags. Com três anos de garantia, o novo Fit estará à venda em quatro versões (DX, LX, EX e EXL), em sete cores e com preços que variam entre R$ 49.990 e R$ 65.990. METRO

Motor i-VTec FlexOne de 1,5 litro

Sistema multimídia com tela de LCD 5

Design traz nova linguagem visual com nova grade frontal


BELO HORIZONTE, QUINTA-FEIRA, 17 DE ABRIL DE 2014 www.readmetro.com

Lexus

GS300h

Híbrido

{LANÇAMENTO}

Sonho. Lançamento ainda não chegou ao Brasil, mas é uma ótima opção para quem quer um sedã com personalidade Ainda há a controvérsia se os veículos híbridos são, na verdade, mais ecológicos, e, por consequência, mais limpos do que os a diesel. Em qualquer situação, para a maioria das pessoas, a ideia de ser dona de um carro híbrido é algo fora da realidade. Muitos europeus têm se recusado a pagar bem mais por um carro que tem o mesmo consumo de combustível de um modelo baratinho a diesel. Mas, o último modelo da Lexus GS300h pode mudar muito essa realidade. É um híbrido de luxo com economia tão alta quanto os 4.7l/100km podem proporcionar e com emissões de CO2 mais baixas (109g/km), sendo que seu preço é o mesmo comparado a modelos a diesel. O que significa que este é um carro atrativo para motoristas que querem pagar menos tributos. O último GS300h foi projetado para alcançar o modelo sedã à diesel no ponto certo. METRO INTERNACIONAL

|13|◊◊

POR DENTRO E FORA EXTERIOR

O exterior é bonito e elegante como qualquer outro sedã do mercado. A versão F-Sport tem uma grelha com estilo mais agressivo e bordas mais nítidas.

INTERIOR

A cabine coloca muitos carros alemães no bolso. O estilo horizontal do cockpit é simples, elegante e a qualidade dos materiais incomparável.

PERFONANCE

O GS300h é capaz de acelerar até 100km/h em 9.2 segundos e, em alta velocidade, até 192 km/h. Confortável e capaz de oferecer boa dirigibilidade, a suspensão amortece os pulos e deixa o carro mais silencioso, confortável e suntuoso, como seu preço.

MELHOR CARACTERÍSTICA

A adição do sistema de áudio Mark Levinson é opcional e embeleza o painel e faz esse parecer um super carro: uma ótimo combinação de tecnologia e luxo.

PIOR CARACTERÍSTICA

O GS300h tem CVT (variação de transmissão contínua) que irrita motoristas mais exigentes. Ao acelerar fundo, aparece um barulho desconectado entre o motor e o regulador de pressão, resultando em um som de fundo incômodo vindo do motor.

Painel central é amplo, em couro


2 CULTURA

Concerto

Anna Malikova

A pianista nascida no Uzbequistão participa do concerto que a Filarmônica de Minas faz hoje, às 20h30, no Palácio das Artes (av. Afonso Pena, 1.537 – Centro). De R$ 18 a R$ 70.

|14|

BELO HORIZONTE, QUINTA-FEIRA, 17 DE ABRIL DE 2014 www.readmetro.com

{CULTURA}

‘Copa de Elite’ tira sarro das produções nacionais Estreia. Longa estrelado pelo humorista Marcos Veras parodia sucessos recentes das bilheterias brasileiras Gênero comum do cinema hollywoodiano, a paródia se mantinha até agora como território virgem na produção de longas nacionais. “Copa de Elite”, que estreia hoje, rompe justamente essa fronteira. O diferencial é que, dessa vez, são os blockbusters da retomada do cinema nacional que viram alvo de piada nas mãos do diretor e coroteirista Vitor Brandt. Ao menos sete produções são citadas, sendo “Tropa de Elite” (2007) a referência mais presente. “A paródia sempre traz uma carga de imitação, mas existe valor nisso. Tenho muito apreço pelo gênero e alguns desses filmes são excelentes, como ‘Top Secret’”, afirma o diretor, que tratou de não se escorar simples-

mente no sucesso alheio. “A gente se preocupou para que o filme não só tivesse uma história, mas um visual coerente. Nosso câmera trabalhou em ‘Tropa’, ele foi aquela pessoa [no set] pensando em fugir do visual televisivo.” A história é conduzida por Jorge Capitão (Marcos Veras), um policial do Bope que cai em desgraça após salvar o artilheiro da seleção argentina. Quando descobre um plano para matar o papa durante o Mundial, ele se alia à dona de um sex shop para livrá-lo do mal e voltar à corporação. Segundo a produtora Mayra Lucas, a equipe teve que pedir autorização para brincar com os filmes dos colegas. Um deles não permitiu. Ainda assim, ela celebra o fato de

Bruno de Luca ter aceitado se autodepreciar na telona em prol do bom humor. Veras, que contracena com a própria mulher, Julia Rabello, além de Rafinha Bastos e Alexandre Frota, diz ter se espelhado na narração de Wagner Moura em “Tropa” para fazer a sua própria. “Não acredito que haja comparação, a proposta não é essa”, afirma. Brandt não descarta uma continuação ambientada nas Olimpíadas de 2016, mas avisa: “Não tem mais filme para parodiar e, se tomarmos só as comédias como referência, haveria o risco de repetirmos a piada. Teria que ser uma história independente”. METRO Veja o trailer das estreias da semana no site do Metro Jornal www.metrojornal.com.br

O casal Julia Rabello e Marcos Veras, do coletivo Porta dos Fundos | DIVULGAÇÃO

Comédia. Livro de ex-Casseta ganha adaptação para cinema “O que me instigou a fazer esse filme é que, de uns tempos para cá, tenho feito mãe de tudo que é jeito, mas mãe que se transforma em traficante nunca me passou pela cabeça”, afirma a atriz Lilia Cabral sobre seu papel em “Julio Sumiu”, que estreia hoje. O longa é uma adaptação do livro homônimo do ex-Casseta Beto Silva e narra a história da celeuma instalada em uma família classe C quando a mãe pensa que um dos fi-

lhos foi sequestrado pelo chefe do tráfico da favela vizinha ao do prédio onde mora. “O grande barato dessa história é a transformação pela qual passa essa família diante de algo”, explica o diretor Roberto Berliner. Beto Silva diferencia o livro e o filme de seu trabalho como Casseta. “Esses personagens não são caricaturais. É um tipo de humor diferente, com história. A graça está nas situações”, diz ele. METRO

Hoje estreia também:

‘O Filho de Deus’ [EUA, 2014], de Christopher Spencer. Com Diogo Morgado, Greg Hicks e Darwin Swan. Baseado na minissérie épica “A Bíblia”, exibida pela Record, o longa traz sequências inéditas e edição especial, com trilha do premiado Hans Zimmer, para contar a história de Jesus Cristo. Pertinente para uma Semana Santa, não?

O Metro indica

Show

Manitu. A banda de reggae relembra o repertório de treze anos de carreira num show que contará com a música eletrônica do DJ Fernando Fabbri. No Na Mata Café (r. Marília de Dirceu, 56 – Lourdes). Hoje, às 22h. De R$ 25 (fem.) a R$ 35 (masc.).

Rock

Brutal Death Fest. O festival traz o rock pesado das bandas Inferia (Finlândia), In Torment (RS), Vomepotro (SP), Colt 45 (MG) e Mortifer Rage (MG). Na Matriz Casa Cultural

(r. Guajajaras, 1.353 – Centro). Amanhã, às 21h30. Ingressos de R$ 20 (antecipado) a R$ 30.

Funk no feriado

“Baile Funk de Segunda”. O sucesso da festa é tamanho que essa será a terceira edição do ano. Surfando no sucesso “Beijinho no Ombro”, o line up traz Valeska Poukabunda e DJs. Haverá um concurso de coreografias para quem quer fazer bonito no baile. No Mercado das Borboletas (av. Olegário Maciel, 742 – Centro). Nesta segunda-feira, às 21h. A partir de R$ 20.

Samba

“Samba Made in Brazil”. O novo projeto musical reunirá grandes personalidades do samba local. Na estreia, Copo Lagoinha, Gustavo Maguá e Aline Calixto. No Alambique (av. Raja Gabáglia, 3.200 – Santa Lúcia). Neste domingo, às 15h. A partir de R$ 25.

Homenagem

“Clara Negra”. Show da Burlantins para celebrar o legado de Clara Nunes. No Oi Futuro (av. Afonso Pena, 4.001 – Mangabeiras). Neste sábado, às 21h. Gratuito.


BELO HORIZONTE, QUINTA-FEIRA, 17 DE ABRIL DE 2014 www.readmetro.com

{CULTURA}

|15|◊◊

Feriadão com circo e mágica Duo Pianix é atração de sábado: uma trupe musical de palhaços | DIVULGAÇÃO

Infantil. Museu dos Brinquedos prepara fim de semana especial com palhaços e malabares. Peças animam ainda parque e teatro da capital Sem programa para divertir a meninada no feriadão prolongado de Semana Santa e Tiradentes? O Museu dos Brinquedos “monta” sua tenda com três espetáculos neste fim de semana. A maratona começa amanhã com uma apresentação de mágica e stand-up comedy. No sábado, o Duo Pianix traz seu pocket show que promove uma viagem pelo universo circense com malabarismos e trapalhadas. A programação especial dá

uma parada no domingo e retorna no feriado de segunda-feira com um palhaço malabarista e um robô inteligente e sagaz cheio de surpresas. O Teatro Bradesco também promove atividade especial para a garotada no domingo, com o musical “Os Saltimbancos”, famosa adaptação de Chico Buarque. Já o Parque das Mangabeiras sedia quatro apresentações gratuitas de teatro com enredos para toda a família. METRO BH

‘Mais Alto que a Lua’ será levado sábado ao Mangabeiras | GUTO MUNIZ/DIVULGAÇÃO

Programe-se Confira as opções: • Duo Pianix. Sábado, às 16h, no Museu dos Brinquedos (av. Afonso Pena, 2.564 – Funcionários). Na sexta-feira, haverá espetáculo de mágica e, na segunda-feira, de palhaço. Entrada a R$ 10. • “Os Saltimbancos”. Domingo, às 16h, no Teatro Bradesco (r. da Bahia, 2.244 – Lourdes). Ingressos de R$ 10 (meia) a R$ 20 (inteira). • Teatro no Parque das Mangabeiras. No sábado, “Mais Alto que a Lua”. E, no domingo, “Bang Bang à Pastelana”. Sempre em dois horários: 11h e 15h. Gratuito.

Sucesso no dial mineiro

Nativa FM está entre as mais ouvidas de BH

dia 41 mil ouvintes/minuto, de segunda a sexta-feira. Os dados são da última sondagem sobre a audiência das emissoras de rádio da Grande BH, divulgada nesta semana pelo IBOPE. Por mês, Com uma audiência cada a Nativa já alcança mais de dia maior, a Nativa 103,9 FM está entre as cinco emis- 800 mil ouvintes. Entre as soras de rádio mais ouvidas sete rádios musicais mais pelos mineiros. Os números ouvidas na cidade, a Nativa é a que mais captou oucomprovam: são em mé-

vintes nos últimos seis meses. O sucesso é resultado de uma soma de apostas que inclui programação criteriosa e de alta qualidade, distribuição de prêmios aos ouvintes com promoções bem atrativas, realização de shows exclusivos para aproximar artistas e fãs e participação ativa nas redes sociais. METRO BH


|16|

BELO HORIZONTE, QUINTA-FEIRA, 17 DE ABRIL DE 2014 www.readmetro.com

{VARIEDADES} Os invasores

Na ponta do lápis

Leitor fala

Anelka esnobou o Brasil? Sou cruzeirense mas acho que esse Anelka é um idiota ao dizer que não quer terminar sua carreira no Brasil!

MARCOS SILVESTRE

MATHEUS FREITAS, VIA TWITTER

MARCOS.SILVESTRE@METROJORNAL.COM.BR

VOCÊ TRABALHA PARA QUÊ? EU TRABALHO PARA VIAJAR!

Salário mínimo vai para R$ 780 O aumento do mínimo deve ser piada. Lá vamos nós cair no ciclo inflacionário!

Cruzadas

Sonhos. A afirmação no título desta coluna não é minha, mas da querida amiga Tati Vasconcelos que, passeando pela Colômbia, postou algo mais ou menos assim como legenda para uma maravilhosa foto. Eu e minha família, na condição de legítimos fanáticos por viagens, concordamos! E, como planejador financeiro, compreendo bem o que minha amiga propõe: a gente trabalha na vida para concretizar sonhos!

A explicação da Petrobras colou? Em explicação à Câmara, Graça Foster reconheceu o prejuízo de US$ 530 milhões [na Petrobras]. Mas temos dinheiro para pagar este prejuízo pois já tínhamos enchido o cofre sem fundos do governo com R$ 500 bilhões [em impostos]. E a saúde, a educação, segurança, etc, estão muito boas.

Sabedoria. “Cuide dos luxos, e as necessidades cuidarão de si mesmas.” A sábia frase é de Frank Lloyd Wright, o maior arquiteto norte-americano de todos os tempos. Mr. Wright jamais recomendou a ostentação, o excesso, o supérfluo, até porque sua obra ressaltou a nobreza calcada na natureza, no simples, no elementar. Ele propunha cuidar primeiro de coisas especiais, tudo que dá cor e sabor à vida.

ELIMAR MACHADO – BELO HORIZONTE/MG

Metro Pergunta

Rodoviária de BH convive com infiltrações e falta de acessibilidade. Você passa por lá? Aprova ou reprova?

Luva! Transposta para nossa vida financeira, a orientação fica perfeita. Ao receber seu salário, separe primeiro o dinheiro daqueles planos de investimentos que o levarão a realizar grandes sonhos de compra e consumo, projetos verdadeiramente especiais para sua qualidade de vida. Daí, com o que “sobrar”, dê conta de pagar suas contas, suas compras e dívidas. No início você vai se apertar, é verdade, mas logo encontrará formas criativas de viver uma vida digna com as “sobras”, sempre motivado a cada dia pelo fato de que está juntando para aquilo que realmente interessa. Tal como... viajar, por exemplo! Poupandooo! Vamos imaginar alguém com um salário de R$ 2.500,00. Caso a pessoa esteja disposta a poupar e aplicar 10% ou R$ 250,00 deste salário todos os meses, com a meta específica de juntar para viajar (sem ter de apelar para dívidas!), poderá acumular cerca de R$ 3.100,00 em um ano. Isto já paga uma viagem bacaninha de uma semana, para um casal, para quase qualquer destino deste nosso lindo Brasilzão (na baixa temporada). Ou então dá para bancar uma viagem econômica para uma família.

Siga o Metro no Twitter: @jornal_metrobh

@jbfantini

Eu já andei na rampa rolante da rodoviária quando ela funcionava. @TiagoMG13

O prefeito disse que no local da rodoviária será a nova prefeitura, com isso, já terá que reformar e readaptar. @rodrigotrica

Sudoku

Tenho 39 anos e nunca vi as esteiras rolantes da rodoviária funcionando. @welbert_antonio

A rodoviária está caindo aos pedaços! Ninguém se preocupa em arrumá-la. @BiluDaMassa

A rodoviária precisa sim de reformas pontuais, como nas rampas de acesso ao 2º andar, nas plataformas e nas portarias.

Esticaaando a poupança. Se o esforço poupador for mantido por dois anos e meio, a poupança irá para R$ 8.300,00 (US$ 3.500,00), suficientes para uma viagem legal ao exterior. Sendo ainda mais paciente, esperando cinco anos para colher a grana, terá R$ 20 mil! Isto dá para uma família conhecer os EUA numa viagem supereconômica, ou um casal passar duas semanas com folga nos parques dos States, ou ainda uma pessoa fazer uma bela viagem de um mês por vários países da Europa! Hum?!

@EleMARCIANO

Cadê a rodoviária nova? Infiltrações são o de menos.

Metro web Para falar com a redação:

Economista com MBA em Finanças (USP), orientador de famílias e educador em empresas, é colunista da BANDNEWS FM e fundador da SOBREDinheiro. Diretor do site www.oplanodavirada.com.br, da EKNOWMIX Consultores Integrados e da TECHIS SA.

Horóscopo

JULIANO VENTURA, VIA TWITTER

leitor.bh@metrojornal.com.br Participe também no Facebook:

www.facebook.com/metrojornal

www.estrelaguia.com.br

Está escrito nas estrelas

Evite correr riscos em negociações financeiras. Valorize pesquisas antes de tratar temas materiais e seja estratégico no trabalho.

Assuntos domésticos tendem a tomar sua dedicação com mais intensidade. Um novo momento tende a marcar suas relações em família.

Um bom aspecto entre Vênus e Júpiter – que rege Sagitário – aponta oportunidades para bons momentos sociais e contatos com amizades.

A Lua acontece em seu signo oposto, Escorpião. Influência para definir sociedades em negócios e temas da vida conjugal.

Cuide para que seu senso crítico não faça ficar mais ranzinza nas relações. Observe mais e seja paciente com as diferenças.

Os amigos e as situações em grupo são propensas a marcar este momento da semana. Retome contatos com pessoas especiais.

Propensões para mais cuidado com o corpo ou atividades que possam revigorá-lo e amenizar o stress de desgastes recentes.

Vênus – que rege seu signo – forma bom aspecto com Júpiter, um momento especial para expandir negócios ou concluir algo pendente.

Tendências a se empenhar com mais intensidade em objetivos a longo prazo. Evite que as obrigações do dia a dia não afastem de diversões.

Situações sociais serão mais frequentes e positivas. Bom momento para quem tem filhos esclarecer assuntos especiais.

A Lua segue em seu signo, influência positiva para a sequência de projetos e mais exposição das emoções nas relações.

Bom momento para contatos à distância, planos para viagens e interesse que mudem um pouco a rotina dos últimos dias.


3 ESPORTE

|18|

BELO HORIZONTE, QUINTA-FEIRA, 17 DE ABRIL DE 2014 www.readmetro.com

{ESPORTE}

Tínhamos um documento assinado, e fomos informados depois que ele adiaria a chegada outra vez. Devido a essa conduta, ele é carta fora do baralho. Não respeita ninguém, não é nada profissional.

‘História fantástica’. Em novo capítulo, atacante ironiza e Kalil diz que vai à Fifa A fracassada contratação de Nicolas Anelka virou novela. Ou melhor: uma história em quadrinhos, inspirada nas épicas batalhas entre super-heróis e grandes vilões. Agora, resta saber quem é quem. Ontem, o atleta e o presidente do Atlético se pronunciaram publicamente pela primeira vez. Pela internet, o francês alegou que jamais aceitou a proposta ou assinou qualquer contrato. O vídeo, diz ele, foi gravado no dia 8, ou seja, antes de o dire-

tor de futebol Eduardo Maluf ter revelado o que chamou de “quebra de contrato”. Após a repercussão, Alexandre Kalil mostrou irritação e disse que vai acionar a Fifa contra o atleta. “Ele vai ter que provar que é fantasia, vai pagar o nosso prejuízo. Como chutamos a bunda dele e mandamos plantar batatas, ele inventou isso”.

É uma história fantástica que chega a mim. De qualquer maneira, não estou a par. Jamais aceitei a oferta. Portanto, não sei como posso ter assinado contrato. Para mim, é uma história extraordinária!

Todo mundo sabe como trato minhas coisas. Está bom, não deu certo, não deu. Agora, fantasia? Então, o irmão dele é um vigarista, porque veio aqui e tratou inclusive de comissão.

CRISTIANO MARTINS METRO BELO HORIZONTE

Repercussão pelo mundo

ROBSON LIMA Em entrevista ao Grupo Bandeirantes, agente que intermediou negociação confirmou versão do Atlético

Le Figaro

‘MAU CARÁTER’ Copa do Rei

Real campeão

Com direito a golaço de Gareth Bale, o Real Madrid venceu o Barcelona por 2 a 1, ontem, e sagrou-se campeão da Copa do Rei. O título madrilenho, de quebra, aumenta a crise no principal rival.

Afinal, a negociação estava ou não fechada? A gente já está nesse meio há um tempo e jamais cometeria uma irresponsabilidade tamanha de trazer o nome de um atleta dessa dimensão para um clube dessa dimensão sem que fosse real. Houve o contrato? Com relação ao documento que ele diz não ter assinado, o Atlético está de posse de uma carta de acordo e dos passaportes dele, que ele mandou, um vencido e um novo. Não só dele, como dos dois empresários e do irmão, que esteve comigo em BH. O que ele alega? Ninguém entendeu, porque foi tudo tratado, o Atlético emitiu a proposta ofi-

Jornal ressaltou o tom irônico do vídeo publicado pelo atacante

cial, chegamos a um acordo. Estou estarrecido. Fomos ao clube com o irmão dele, filmamos, mostramos tudo, e o tempo todo ele dizia que estava de acordo e queria vestir a camisa do Atlético. Até o irmão dele está sem palavras, depois de ele mesmo [Anelka] ter assinado e mandado passaporte, confirmado data de viagem. Foi extremamente irresponsável, mau caráter, uma atitude covarde. Qual foi a conduta da diretoria do Atlético? Quando ele falou que adiaria a chegada pela terceira vez, avisei o Maluf e aí ele deu por encerrado. Eu também teria feito a mesma coisa, pela irresponsabilidade dele. O Kalil divulgou porque estava tudo assinado. METRO BH

France Football

Revista destacou ‘estranheza’ das datas do anúncio e da gravação

Clube revela documentos Após as declarações de Kalil, o Atlético divulgou e-mails trocados com os agentes e os passaportes de Anelka, além de uma suposta carta de próprio punho do jogador e um précontrato assinado pelos empresários Cristian Casini e Robson Lima. Mais tarde, Casini se disse “enganado” pelo irmão de Anelka, que não é encontrado desde o dia 14. | REPRODUÇÃO

Le Parisien

Diário lembrou que jornalista do Metro Paris já havia informado que o atacante não viria jogar no Brasil


BELO HORIZONTE, QUINTA-FEIRA, 17 DE ABRIL DE 2014 www.readmetro.com

1ª RODADA DO CAMPEONATO BRASILEIRO

SÁBADO

x x x x x x x x x x

LIBERTADORES

18h30

Maracanã

FLUMINENSE

FIGUEIRENSE

Beira-Rio

INTERNACIONAL

VITÓRIA

21h

Arena Condá

CHAPECOENSE

16h

Parque do Sabiá

ATLÉTICO-PR

GRÊMIO

Morumbi

8

votos

8

FLAMENGO

GOIÁS

Heriberto Hülse

CRICIÚMA

PALMEIRAS

votos

“Manteve a base campeã do ano passado, está entrosado e tem um treinador , que ajuda o time a manter o foco, sem estrelismo” PATRÍCIA TRINDADE, METRO RIO

D’Alessandro

4

ARTILHEIRO

Barcos

votos

4 4

Vitória votos

“Comandou as últimas conquistas do Inter e veste a camisa como se fosse torcedor. O temperamento é tão explosivo quanto o talento”

votos

DECEPÇÃO

18h30

SPORT

7

SURPRESA

CRUZEIRO

Mané Garrincha

Cruzeiro

votos

Vila Belmiro

SANTOS

levar?

CRAQUE

votos

BOTAFOGO

Fonte Nova

BAHIA

CAMPEÃO

Palpites. A equipe do Metro Jornal faz suas apostas para o Campeonato Brasileiro deste ano. Você concorda?

10

CORINTHIANS

Orlando Scarpelli

SÃO PAULO

votos

Quem vai

|19|◊◊

CORITIBA

DOMINGO

ATLÉTICO-MG

14

{ESPORTE}

Pato

4

votos

“Ney Franco é bom técnico e segue com um time competitivo em mãos. A exemplo do que fez no ano passado, a equipe baiana deve dar bastante trabalho”

“Finalmente entrosado no time, Barcos poderá usar seu oportunismo para marcar muitos gols”

WILSON DELL’ISOLA, METRO SÃO PAULO

TERCIO DAVID, METROJORNAL.COM.BR

“A ida de Alexandre Pato para o São Paulo não será suficiente para o seu futebol reaparecer” VALTER JUNIOR, METRO PORTO ALEGRE

REBAIXADOS

ANDRÉ VIEIRA, METRO ABC

12 10 9 8 votos

votos

votos

votos

Quem votou André Vieira (Repórter – Metro ABC); Cadu Proieti (Repórter – Metro Santos); Carolina Garcia (Repórter – metrojornal.com.br); Fabiane Guimarães (Repórter – Metro Brasília); Fabio Saraiva (Editor – metrojornal.com.br); Fernando Christo (Assistente de fotografia – Metro São Paulo); Juvercy Junior (Editor-executivo – Metro Belo Horizonte); Marcelo Camargo (Editor-executivo – Metro ABC e Metro Santos); Matheus Adami (Repórter - Metro São Paulo); Patrícia Trindade (Editora – Metro Rio de Janeiro); Tercio David (Repórter – metrojornal.com.br); Thiago Machado (Repórter – Metro Curitiba); Tiago Prudente (Metro Campinas); Valter Junior (Repórter – Metro Porto Alegre); Wilson Dell’Isola (Editor – Metro São Paulo).


|20|

BELO HORIZONTE, QUINTA-FEIRA, 17 DE ABRIL DE 2014 www.readmetro.com

{ESPORTE}

11 CRUZEIRO Fábio, Ceará (Mayke ), Dedé, Bruno Rodrigo e Samudio; Henrique e Lucas Silva; Everton R. Elber (Borges ); Willian e Júlio Baptista (Marlone ) Técnico: Marcelo Oliveira.

Na última bola

C. PORTEÑO Roberto Fernández, Bonet, Cardozo, Ortiz e Alonso ; Corujo, Oviedo, Julio dos Santos e Oscar Romero (Candia ); Ángel Romero (Beltran ) e Daniel Güiza (Riveros ). Técnico: Arce

Gols. Angel Romero, aos 31 minutos do primeiro tempo. Samudio, aos 48 minutos do segundo tempo.

“Jogo muito difícil, conseguimos fazer o gol no último lance do jogo, mas o time se entregou muito. Não é fácil jogar contra um time que coloca 11 jogadores atrás da linha da bola”.

Libertadores. Cruzeiro não mostra seu melhor futebol, mas consegue empatar em 1 a 1

Samudio foi o salvador da noite ao fazer o gol aos 48 minutos da etapa complementar | EMMANUEL PINHEIRO/METRO BH

JÚLIO BAPTISTA, MEIA DO CRUZEIRO

O cansaço pesou ontem e por pouco não complicou a vida do Cruzeiro na Libertadores. Ao encarar sua sétima decisão seguida, a equipe estrelada mostrou estar desgastada fisicamente e teve muito trabalho para arrancar um empate em 1 a 1 com o Cerro Porteño, no Mineirão. O gol salvador só saiu aos 48 minutos do segundo tempo, tento que recola o time na briga por uma vaga nas quartas da competição internacional. A partida começou como todo cruzeirense esperava. Jogando com todos re-

cuados, o Cerro foi bastante pressionado pela Raposa nos primeiros 30 minutos de jogo, postura que só se alterou com o castigo. Aos 31 minutos, após escanteio duvidoso, Angel Romero aproveitou chute cruzado na área e escorou na saída de Fábio. Com a vantagem, os paraguaios se fecharam ainda mais. Já na etapa complementar, necessitando de buscar o gol, o Cruzeiro ditou o ritmo do jogo, conseguindo até 80% de posse de bola, mas sem objetividade. E quando tudo encaminha-

va para terminar com a derrota em casa - alguns torcedores pediam raça e outros vaiavam - o Cruzeiro conseguiu o prêmio que tanto buscou no jogo: o gol. No último lance do jogo, escanteio e bate e rebate na área. A bola sobrou para Samudio, que de perna direita empatou a partida. Para se classificar, o time estrelado terá que fazer gol fora de casa, já que empate em 0 a 0 classifica o Cerro Porteño. JUVERCY JUNIOR METRO BELO HORIZONTE

América apresenta ‘novo’ CT e uniforme Ontem foi um dia especial para o Coelho. O clube apresentou as reformas feitas no CT Lanna Drumond - o time agora tem um campo com medidas oficiais - e seu novo uniforme. Obina foi a estrela e desfilou com a camisa que será usada na disputa do Brasileirão B. | AMÉRICA/DIVULGAÇÃO


BELO HORIZONTE - QUINTA-FEIRA, 17 DE ABRIL DE 2014


20140417_br_metrobh  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you