Issuu on Google+

A ÚLTIMA TEMPORADA PERSONAGENS DA SÉRIE ‘MAD MEN’ SE PREPARAM PARA A DESPEDIDA PÁG. 14

SÃO PAULO sunny

Segunda-feira, 14 de abril de 2014 partly snow nº 1772, rain ano 7 Edição

sunny

cloudy

sleet

thunder

part sunny/ showers

thunder showers

windy

MÍN: 16°C MÁX: 18°C hazy

showers

www.metrojornal.com.br | leitor.sp@metrojornal.com.br | www.facebook.com/metrojornal | @jornal_metro

Táxi em corredor de ônibus vai levar multa Trânsito. Depois de um mês de prazo para adaptação, autuações começam a ser aplicadas hoje. Além dos marronzinhos da CET, 660 agentes da SPTrans participarão da fiscalização. Veto vale das 6h às 9h e entre 17h e 20h. Multa é de R$ 127,69 PÁG. 03

ITUANO É GRANDE

Time do interior bate Santos nos pênaltis e é campeão Paulista PÁG. 15

Incêndio no Chile deixa 11 mortos Chamas de até 20 metros destruíram 500 casas. Cerca de 5 mil ficaram feridos, segundo governo PÁG. 12

Com falta de água, cresce procura por caminhão-pipa

RECICLE A INFORMAÇÃO: PASSE ESTE JORNAL PARA OUTRO LEITOR

Condomínios fazem até rateio entre moradores para garantir o abastecimento PÁG. 04

Turma do Pânico estreia coluna semanal PÁG. 16 Jogadores erguem a taça e comemoram título ganho em cima do Peixe no Pacaembu | LUIS MOURA/FOLHAPRESS

BRASP_2014-04-14_1.indd 1

4/13/14 8:42 PM


1 FOCO

|02|

Idoso é espancado e morto em assalto Violência. Polícia prendeu quatro jovens acusados de assassinar José Maciel Fragoso, de 72 anos. Criminosos invadiram a chácara onde ele morava em Itapecerica da Serra Um homem, de 72 anos, foi morto a pauladas na noite de anteontem após criminosos assaltarem sua chácara na estrada Mário Alesina, em Itapecerica da Serra, na Grande São Paulo. A polícia prendeu quatro jovens suspeitos de participar do crime. De acordo com a Secretaria de Segurança Pública, dois deles invadiram a casa por volta das 20h. Eles levaram dinheiro, cartões de crédito, garrafas de vinho e depois fugiram com o carro da vítima. A ação foi registrada por câmeras de segurança que ficavam do lado de fora da chácara. Os vizinhos ouviram gritos e acionaram a GCM (Guarda Civil Metropolitana). José Maciel Fragoso foi encontrado caído com um ferimento na cabeça. Ele chegou a ser levado

Olhar cidadão Eleições 2014

Chapa confirmada A coligação PSB/Rede realiza evento hoje, em Brasília, para confirmar a chapa para as eleições. O ex-governador de Pernambuco Eduardo Campos será o candidato a presidente e a exsenadora Marina Silva vai discursar como candidata a vice.

Cotações Dólar + 0,77% (R$ 2,22) Bovespa + 1,45% (51.867 pts) Euro + 0,36% (R$ 3,07) Selic (11% a.a.)

Salário mínimo (R$ 724)

BRASP_2014-04-14_2.indd 2

SÃO PAULO, SEGUNDA-FEIRA, 14 DE ABRIL DE 2014 www.metrojornal.com.br

{FOCO}

JOSÉ LUIZ DATENA JOSE.DATENA @METROJORNAL.COM.BR

Chácara onde idoso foi assassinado | HÉLIO TORCHI/FOLHAPRESS

para o pronto-socorro de Jacira, mas não resistiu. PMs (Policiais Militares) encontraram dois dos criminosos dirigindo o carro da vítima na região.

Dentro do veículo, a polícia encontrou R$ 65, um cartão bancário e outro de transporte no nome da vítima e oito garrafas de vinho. Bruno Esquesaso, de 19

DISPARADA Nessa semana que passou, mais um possível caso de erro médico numa unidade municipal de saúde. Um cidadão de 74 anos, com histórico de doença cardíaca, procura um médico com fortes dores de estômago, quase à altura do peito. Como rotineiramente acontece nesses verdadeiros atendimentos automáticos de saúde, tipo caixa rápido, o homem é mal examinado, segundo sua própria esposa, com quem viveu a vida inteira e que pediu entre lágrimas um atendimento adequado. Pelo contrário, a receita tradicional: Buscopan para tirar a dor, um remedinho para estômago e a tradicional frase “vai pra casa que você melhora”. O homem de quase 80 anos, com sua mulher desesperada e as dores no peito, até que tentou procurar um hospital para fazer, no mínimo, um eletrocardiograma. Não deu tempo, morreu do coração. Há algumas semanas, em outra unidade parecida, a mãe levou o seu bebê doente e o conselho foi o mesmo: volta para casa que não é nada sério. A criança também morreu. A mãe voltou ao local e, numa crise de desespero após ser chamada de louca, ameaçou quebrar tudo. Foi levada para uma delegacia e indiciada por tumulto. O delegado nem pensou em ouvir o médico envolvido no caso. Não tem jeito. O nosso sistema público de saúde está falido, matando mais do que salvando vidas. Faltam remédios para aliviar a dor de pacientes terminais ou melhorar

FALE COM A REDAÇÃO

leitor.sp@metrojornal.com.br 011/3528-8522 COMERCIAL: 011/3528-8549

O jornal Metro circula em 24 países e tem alcance diário superior a 20 milhões de leitores. No Brasil, é uma joint venture do Grupo Bandeirantes de Comunicação e da Metro Internacional. É publicado e distribuído gratuitamente de segunda a sexta em São Paulo, Brasília, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Curitiba, Porto Alegre, ABC, Santos, Campinas e Grande Vitória, somando 510 mil exemplares diários.

anos, e Robson Lopes Martins, de 18, chegaram a dizer que eram netos de Fragoso e que haviam pegado o carro para ir a uma festa, mas confessaram o roubo logo em seguida. Os dois também deram a localização dos outros jovens envolvidos no crime. Leonardo Waterkenper Silva, de 18 anos, e Michael Miranda Neves, de 20, foram encontrados com outras três pessoas que não participaram da ação. Os quatro foram presos em flagrante e indiciados sob suspeita de latrocínio. Silva afirmou à polícia que ele e Esquesaso invadiram a casa enquanto os outros dois esperaram em um carro. Também disse que foi Esquesaso quem espancou Fragoso. Ainda não se sabe se o idoso reagiu ao assalto. METRO

Brasilândia. Irmão de Negra Li é achado morto O irmão da cantora Negra Li foi encontrado morto na noite de anteontem em um campo de futebol na Brasilândia, zona norte de São Paulo. Negra Li, que interpreta Maria Madalena no musical “Jesus Cristo Superstar”, cancelou sua apresentação na tarde de ontem por conta do ocorrido. Gilson Francisco de Carvalho, 41 anos, foi encontrado por uma mulher que passava pelo local e ouviu gritos de socorro. De acordo com polícia, a vítima foi morta com dois tiros na cabeça, mas não foram encontradas capsulas de armas e a testemunha disse não ter ouvido disparos. Ao longo do dia, foi realizada uma festa no local. A investigação será feita pelo DHPP (Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa). Ainda não há informações sobre o motivo do crime e ninguém foi preso. Pelo Facebook, a cantora agradeceu as mensagens de apoio que recebeu dos fãs e disse estar de luto. METRO

a saúde de quem tem doenças crônicas como a diabetes, por exemplo. O que até afasta o cidadão brasileiro de procurar esses hospitais, onde o remédio (ou a falta dele) pode ser pior do que a doença, onde o atendimento é péssimo e gente é tratada como bicho. Já nem falo mais do descaramento da possível roubalheira que houve com a famigerada cobrança CPMF e nem me pergunto onde foi parar aquele dinheiro todo. A verdade é que, mesmo em ano de eleição, as nossas autoridades em nível federal, estadual e municipal estão pouco se lixando para a saúde do povo. Enfiam cada vez mais dinheiro a fundo perdido em estádios da Copa e obras olímpicas. Cada vez há mais notícias de desmandos, desvios de verbas públicas que nunca chegam, principalmente, a um setor vital como o da saúde. Como é possível acreditar nessa desmoralizada classe de políticos, na qual nem os bons que sobraram podem fazer alguma coisa porque são minoria e quando tentam chegam até a ser ameaçados? Circo tem de sobra, no Brasil. O que está faltando é vergonha na cara, pão e remédio. A história prova que quando o povo se sente desamparado o resultado é revolta geral contra as instituições que, repito, como sempre são a fronteira final para a paz e o desenvolvimento do país. Mas instituições se mantêm com honradez, honestidade e respeito pelo povo, que são coisas raras nos dias de hoje. Cuidado, porque povo insatisfeito é como boi em disparada, e aí salve-se quem puder.

EXPEDIENTE Metro Brasil. Presidente: Cláudio Costa Bianchini (MTB: 70.145) Editor Chefe: Luiz Rivoiro (MTB: 21.162). Diretor Comercial e Marketing: Carlos Eduardo Scappini Diretora Financeira: Sara Velloso. Diretor de Tecnologia e Operações: Luiz Mendes Junior Gerente Executivo: Ricardo Adamo Coordenador de Redação: Irineu Masiero. Editor-Executivo de Arte: Vitor Iwasso

Filiado ao

Metro São Paulo. Editores-Executivos: Ariel Kostman e Lara De Novelli (MTB: 31.369) Editor de Arte: Tiago Galvão. Gerentes Comerciais: Tânia Biagio e Elizabeth Silva

Editado e distribuído por Metro Jornal S/A. Endereço: Avenida Rebouças, 1585, Pinheiros, CEP 05401-909, São Paulo, SP, Brasil. Tel.: 3528-8500. O jornal Metro é impresso na Plural Editora e Gráfica Ltda.

4/13/14 9:09 PM


SÃO PAULO, SEGUNDA-FEIRA, 14 DE ABRIL DE 2014 www.metrojornal.com.br

{FOCO}

|03|◊◊

Multas para taxistas em corredores começam hoje

Transporte. Valor é de R$ 127,69. Veto vale das 6h às 9h e entre 17h e 20h. Agentes da SPTrans, marronzinhos e radares farão a fiscalização Taxistas que trafegarem pelos corredores de ônibus, à esquerda, em horário de pico, serão multados a partir de hoje. O valor da autuação é de R$ 127,69, com acréscimo de cinco pontos na carteira. A proibição vale das 6h às 9h e entre 17h e 20h. Nos demais horários, a circulação fica liberada. A fiscalização será feita pelos 660 agentes da SPTrans, empresa que administra o transporte público da cidade, pelos 1,8 mil marronzinhos da CET (Companhia de Engenharia de Tráfego) e por radares. O veto atende pedido do Ministério Público que, em dezembro, exigiu da prefeitura a elaboração de um estudo avaliando o impacto dos táxis na circulação dos ônibus nos corredores. O re-

324,4 km é a extensão de faixas exclusivas implantadas pela CET, desde o início da gestão do prefeito Fernando Haddad.

sultado obtido apontou que a velocidade média dos coletivos registraria um aumento de 20%, caso a restrição fosse adotada. Em contrapartida ao veto, a prefeitura liberou a circulação dos táxis nas faixas exclusivas, à direita, nas marginais Pinheiros e Tietê, e também nas avenidas Corifeu de Azevedo Marques, Indianópolis e Sumaré. Nas demais faixas, o tráfego continua proibido, sob pena de multa de R$ 53,20 e acréscimo de três pon-

tos na carteira. A Secretaria dos Transportes também liberou a circulação dos táxis sem passageiros em todos os corredores das 20h às 22h. Nova faixa A CET implanta hoje mais 2 km de faixas exclusivas para ônibus na avenida Assis Ribeiro, na zona leste. A via será implantada entre as ruas Reverendo José de Azevedo Guerra e Serra do Itaqueri, no sentido bairro, das 17h às 20h, de segunda a sexta-feira. Desde o início da gestão do prefeito Fernando Haddad (PT), a CET já implantou 324,4 km de faixas exclusivas para ônibus. MÁRCIO ALVES METRO SÃO PAULO

Até ontem, taxistas ignoravam proibição

| ANDRÉ PORTO/METRO

Trens da linha 2-Verde vão circular com intervalo menor O sistema que reduz o intervalo entre os trens do metrô, conhecido como CBTC, passará a ser usado de segunda a sexta-feira nas próximas semanas em toda a linha 2-Verde. A afirmação foi feita pelo diretor de operações do Metrô, Mário Fioratti, em entrevista à rádio BandNews FM. Atualmente, esse es-

quema de sinalização ferroviária só funciona aos fins de semana. O executivo afirma que, com a mudança, o tempo entre uma composição e outra vai passar de dois minutos para um e meio. A previsão da companhia é de que, quando estiver operando plenamente, a capacidade de transporte seja

Feira da Madrugada. Privatização é suspensa

ampliada em 20%. O sistema está em teste há mais de quatro anos. O CBTC foi comprado pela companhia em 2008 - por R$ 712 milhões - da multinacional francesa Alstom, investigada por suspeita de participação em um cartel para fraudar licitações. O contrato foi renovado em fevereiro deste ano. METRO

Cerca de 200 pessoas participaram do ato | MARIANA TOPFSTEDT/SIGMAPRESS/FOLHAPRESS

Direitos dos Animais. Protesto interdita Paulista

Sistema deve reduzir superlotação na linha 2-Verde | LÉO PINHEIRO/FUTURAPRESS

BRASP_2014-04-14_3.indd 3

Manifestantes que participavam de um protesto pelos direitos dos animais interditaram a avenida Paulista na manhã de ontem. Cerca de 200 pessoas iniciaram a passeata, que começou no vão do Masp e foi em direção à praça do Ciclista. De acordo com a CET (Companhia de Engenharia de Tráfego), a manifestação

interditou uma pista da avenida, no sentido da rua da Consolação. O objetivo do ato foi reivindicar o endurecimento das leis contra crimes ambientais e maus-tratos a animais. O protesto reuniu membros de ONGs defensoras dos animais. Muitos manifestantes levaram seus animais de estimação para o ato. METRO

A Prefeitura de São Paulo suspendeu o edital de privatização da Feira da Madrugada, no Brás, na região central. A decisão de paralisar o processo foi tomada porque o texto apresentado pela Secretaria Municipal do Trabalho e Empreendedorismo continha problemas técnicos. O projeto previa a construção de um shopping popular em substituição aos atuais 4 mil boxes dos ambulantes, além de um edifício comercial, hotel e estacionamento para carros e ônibus. Lançado em fevereiro, o processo do edital foi orçado em R$ 1,5 bilhão. O vencedor poderia explorar o conjunto por 35 anos. Na nova concorrência que deve ser concluída até o fim do ano, o investimento inicial da futura concessionária deverá ser de R$ 280 milhões. Somente empresas brasileiras poderão participar do novo edital. METRO

4/13/14 8:01 PM


|04|

SÃO PAULO, SEGUNDA-FEIRA, 14 DE ABRIL DE 2014 www.metrojornal.com.br

{FOCO}

Falta de água faz procura por caminhões-pipa subir Abastecimento. Condomínios criam ‘caixa extra’ para garantir fornecimento. Ontem, capacidade do sistema Cantareira chegou a 12,1% Enquanto São Pedro não contribui para o aumento do nível do sistema Cantareira, que ontem tinha 12,1% de sua capacidade, moradores, comerciantes e empresários das zonas norte e leste de São Paulo recorrem a caminhões-pipa para evitar a falta de água. Duas empresas que prestam o serviço na zona norte dizem estar com a agenda lotada. O gerente da Fonte Mirante, Valter Silva, afirma que o perfil da clientela mudou após interrupções no fornecimento. “Costumamos atender mais empresas, mas agora condomínios, padarias, restaurantes e centros de compras têm nos procurado. Eles estão ficando sem água. Bateu a

preocupação no pessoal”. O preço varia de R$ 200 a R$ 300, dependendo do frete. No Tatuapé, o sindico do condomínio Águas de São Pedro, Joaquim Silveira, afirma que os moradores fizeram um caixa para pagar o fornecimento feito pelos caminhões-pipa. “Estamos ficando sem água a partir do fim da tarde. Então fizemos uma reunião e todos toparam desembolsar R$ 10 para não ficar sem água. Esse caixa é de emergência”. Em outros prédios, síndicos têm espalhado comunicados para incentivar a economia e evitar gastos com a compra de água para encher as caixas. É o caso do condomínio Forest Park, no Lauzane, zona norte. “O pe-

dido está em todos os murais. Estamos fazendo a nossa parte para não ficar sem”, afirma a moradora Krenia Felisberto. Quem fica de mãos atadas são os moradores de casas. Isso porque o menor caminhão oferecido é o de 10 mil litros, ou seja, um volume superior à capacidade de armazenamento de pequenas e médias residências. No Tucuruvi, as torneiras secam no período noturno. Funcionários da Central de Atendimento da Sabesp negam manutenção no bairro. Porém, a dona de casa Ana Vicente, que já convive há quase um mês com o problema, questiona um possível racionamento velado. “Por que falta água se

eles negam reparo na rede? Isso é muito esquisito”. Comerciantes também suspeitam de um racionamento velado por parte da empresa. A preocupação é redobrada por causa do impacto financeiro. Em uma padaria do mesmo bairro, funcionários foram orientados a passar pano em vez de lavar o banheiro. O dono, Marcelo Costa, reclama da falta de transparência das autoridades: “Se é preciso fazer um rodízio, avisa logo. Quero ver na hora que faltar de vez”. Um grupo para mapear a falta d’ água na capital foi criado no Facebook. Além da zona norte e do centro, há reclamações semelhantes no Butantã e em Itaquera. METRO E RÁDIO BANDEIRANTES

LUIS MOURA/FOLHAPRESS

NÍVEL DOS

RESERVATÓRIOS 77,6% 35,7% 12,1% SISTEMA CANTAREIRA

ALTO TIETÊ

GUARAPIRANGA

Represa Jaguari-Jacarei, que faz parte do sistema Cantareira FONTE: SABESP

Porto. Lutador Clima. Tempo vira em SP e morre após máxima não passa de 18ºC acidente em Os paulistanos devem se manece fechado com chanpreparar para tirar o ca- ces de chuva de fraca a moSantos saco do guarda-roupa. derada entre a madrugada O lutador de jiu-jitsu Renato Salvino, 37 anos, morreu na tarde de anteontem, após colidir contra uma lancha enquanto pilotava o seu jet-ski no porto de Santos, litoral de São Paulo. O acidente aconteceu na altura do Terminal 37 e nenhuma pessoa que estava a bordo da lancha se feriu. Segundo a Guarda Portuária, Salvino estava em alta velocidade quando colidiu com a lancha, que vinha em direção contrária. A Polícia Civil disse que no momento do acidente, cinco jet-skis passavam perto do barco, sendo que um deles era pilotado pelo lutador. Ele chegou a ser socorrido pelos ocupantes de outro barco que passava pelo local, mas não resistiu aos ferimentos. Em nota, a Capitania dos Portos do Estado de São Paulo afirma que instaurou um inquérito para investigar as causas e os responsáveis pelo acidente. O inquérito deve ser concluído em até 90 dias. METRO

BRASP_2014-04-14_4.indd 4

Segundo o Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia), a entrada de uma massa de ar frio deve derrubar as temperaturas a partir de hoje. A previsão é de que os termômetros variem entre 16ºC e 18ºC. O sol deve aparecer timidamente e há grande possibilidade de chuva. Amanhã, o tempo per-

e o início da tarde. Por causa da ausência do sol e do vento que sopra do litoral, a sensação de frio aumenta. Os termômetros oscilam entre a mínima de 15ºC e a máxima de 19ºC. A umidade do ar se mantém acima dos 80%. Na quarta, o tempo começa a melhorar e a máxima chega a 23ºC. METRO

Crime. Homem atropela jovem de 21 anos e foge Uma jovem, de 21 anos, morreu na madrugada de anteontem após ser atropelada em frente a uma casa noturna na avenida Salim Farah Maluf, na zona leste. O motorista fugiu sem prestar socorro. A auxiliar de marketing Ana Paula Gonçalves Ferrari estava com uma amiga no momento do acidente. Em depoimento à polícia, a amiga disse que sentiu alguém passando a mão em seu quadril. Com medo, atravessou a rua cor-

rendo com Ana Paula. Uma Eco Sport preta em alta velocidade atingiu a jovem. O motorista fugiu. No momento da colisão, a grade e a placa do carro caíram. A polícia foi até o local onde o veículo está registrado, mas o suspeito não foi encontrado. O advogado do homem afirmou que ele não parou com medo da reação das pessoas que estavam no local e disse que ele deve se apresentar nos próximos dias. METRO

4/13/14 8:22 PM


BRASP_2014-04-14_5.indd 5

4/13/14 4:25 PM


|06|

‘Favela-modelo’ tem problemas Rio de Janeiro. Pacificada desde 2008, comunidade Santa Marta sofre com acúmulo de lixo. Moradores também se queixam de esgoto a céu aberto e de contas de energia muito caras Na primeira comunidade a receber uma UPP (Unidade de Polícia Pacificadora), em dezembro de 2008, a segurança não chega a ser um problema. Mas as queixas são muitas em outros aspectos da comunidade Santa Marta, apontada como “favela-modelo” pelo governo do Estado. Uma das principais reclamações é o preço da conta de luz. Em dezembro, Francisco Vieira da Silva recebeu a cobrança de R$ 3.321,87, valor que Francisco não pagou. Em nota, a Light (concessionária de eletricidade do Rio de Janeiro) afirmou que o aumento do preço das contas se deu em função da elevação da temperatura, além do crescimento no número de eletrodomésti-

cos adquiridos pelas famílias nos últimos anos. Outro aborrecimento é a sujeira no morro. De acordo com moradores o principal motivo é a falta de hábito em coletar o lixo e jogá-lo na lixeira. O esgoto a céu aberto também atrapalha a vida dos moradores. Dois valões descem do pico do morro até a parte mais baixa. O problema se junta à questão da sujeira, uma vez que acabam usando o esgoto como lixão. Segundo a Comlurb (Companhia Municipal de Limpeza Urbana), 15 garis e um agente de limpeza recolhem, diariamente, cinco toneladas de lixo despejado indevidamente na comunidade. METRO RIO

Política

CLÁUDIO HUMBERTO CLAUDIO.HUMBERTO @METROJORNAL.COM.BR

DISCIPLINA DE DIRCEU IMPRESSIONA OS CARCEREIROS. Conhecido pela

MALHAÇÃO. Para Morador mostra uma das valas a céu aberto | BRUNA PRADO / METRO RIO

Formada em odontologia, a paulistana Vivianne Naigeborin deixou a profissão há cerca de 15 anos para trabalhar com empreendedorismo social. Agora, em uma seleção que teve 4 mil candidatos, foi eleita World Fellow pela universidade de Yale, nos EUA. Ao lado de 15 outros bolsistas, ela vai participar do programa que tem como missão formar uma comunidade global de líderes engajados em gerar mudanças positivas. Assessora estratégica da Potencia Ventures, uma organização internacional que investe em empresas com impacto social no Brasil, Vivianne diz que a experiência com o grupo de Yale, formado por lideranças que trazem impactos positivos em seus países, vai ajudar a desenvolver no Brasil a cultura de empresas que combinam rentabilidade e impacto social. “Nossa aposta é que esses novos modelos de negócio possam mudar a sociedade e o mundo”, diz Vivianne. METRO

“CPI É PARA RESPONDER À INDIGNAÇÃO, AO APARELHAMENTO DA ESTATAL.”

disciplina, José Dirceu impressiona até os mais céticos carcereiros da Papuda. Segundo relato de um deles, logo após sua prisão, em dezembro, José Dirceu se apresentou como voluntário para serviços de varrição e limpeza do pátio da prisão. “Como assim, o senhor, varrendo?”, custou a acreditar o agente penitenciário. Dirceu respondeu: “Para mim, trabalho é tudo igual”. Ganhou a vassoura.

BICO FECHADO. Dirceu não reclama das condições do cárcere nem mesmo quando é submetido a 22 horas na cela, com direito a 2 horas de banho de sol.

Yale. Grupo de líderes globais inclui brasileira

BRASP_2014-04-14_6.indd 6

SÃO PAULO, SEGUNDA-FEIRA, 14 DE ABRIL DE 2014 www.metrojornal.com.br

{BRASIL}

tentar manter o tônus muscular, o ex-ministro faz exercícios usando, como peso, uma garrafa de coca-cola que encheu de areia.

AÉCIO NEVES (PSDB), PRÉ-CANDIDATO, PEDINDO PRESSÃO NAS REDES SOCIAIS POR CPI

que lhe faz a filha mais nova, de apenas 3 anos, seu xodó. LEITURA EM DIA. Agora trabalhando na biblioteca da Papuda, José Dirceu se dedica à leitura. Já leu 21 livros, quase todos presenteados pelos advogados. SENADO APURA TORTURA A BRASILEIROS NO CHILE DE 73. A Comissão de

José Dirceu | DANIEL GUIMARÃES/FRAME/FOLHAPRESS

A FALTA QUE ELA FAZ. O ex-ministro José Dirceu somente se queixa da falta

Direitos Humanos do Senado ouvirá nesta segunda (14), às 9h, brasileiros presos e torturados no Chile, em 1973. Presidida por João Capiberibe (PSB-AP), a Subcomissão da Memória, Verdade e Justiça convidou Otto Brockes, Nielsen de Paula Pires, Tomás Togni Tarquinio e Edson Campos a reconhecer os policiais brasileiros enviados clandestinamente ao Chile para interrogá-los.

PODER SEM PUDOR

Caridade anônima O então governador de Minas, José Maria Alkmin, velha raposa política, era conhecido “mão de vaca”. Certa vez, amigos dele, bem humorados, foram procurados por uma irmã de caridade que lhes pediu doação para uma instituição de Belo Horizonte. Propuseram à irmã: - O que o governador doar em dinheiro, nós doaremos em dobro. Recebida pelo governa-

dor, a irmã recebeu um cheque de vultosa quantia. Ela ficou muito animada e logo ela procurou os amigos do governador que prometeram dobrar a parada. Só então notou que o cheque de Alkmin estava sem assinatura. Ela voltou ao seu gabinete: - O sr. esqueceu de assinar o cheque, governador. - Não esqueci, querida irmã. É que caridade somente faço no anonimato.

COM ANA PAULA LEITÃO E TERESA BARROS WWW.CLAUDIOHUMBERTO.COM.BR

4/13/14 7:30 PM


BRASP_2014-04-14_7.indd 7

4/13/14 4:25 PM


|08|

SÃO PAULO, SEGUNDA-FEIRA, 14 DE ABRIL DE 2014 www.metrojornal.com.br

{BRASIL}

Projeto quer federalizar educação básica no país

Em pauta. Tramita no Senado uma proposta que prevê um plebiscito sobre a ideia de concentrar as despesas do magistério nas contas da União Na incômoda 58ª posição no ranking do Pisa (Programa Internacional de Avaliação de Estudantes) formado por 65 países, a educação básica no Brasil, hoje dependente de uma subjetiva prioridade de investimentos de prefeitos e governadores, poderá passar a ser integralmente financiada com recursos da União. A mudança seria feita em dois passos. O primeiro, consultando a população. A CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) do Senado mantém em pauta desde o ano passado um projeto convocando um plebiscito, que ocorreria em 5 de outubro, junto com o primeiro turno das eleições. A votação já foi adiada três vezes.

BRASP_2014-04-14_8.indd 8

Caso seja aprovada, o Congresso deverá informar o TSE (Tribunal Superior Eleitoral) para que programe as urnas eletrônicas. A aprovação deve ocorrer em até 70 dias antes do pleito, ou seja, até 27 de julho. Com o aval da população, a PEC 32 (Proposta de Emenda à Constituição) de 2013 entraria em pauta. De autoria do senador Cristovam Buarque (PDT-DF) prevê um conjunto de mudanças que incluem o pagamento de R$ 9,5 mil aos profissionais de educação, formação rigorosa de professores e um modelo de escola básica que valorizaria o uso de tecnologias, mas sem a implantação de conteúdo pedagógico único.

156.164 é a meta de escolas federais necessárias para implantar o novo ensino básico nas próximas duas décadas.

Cristovam Buarque é autor da PEC32

“Hoje o professor do giz e do quadro negro não vai dar boas aulas. O aluno requer equipamentos modernos. O edifício precisa ser bonito e confortável. Não haverá re-

| WALDEMIR BARRETO/AGÊNCIA SENADO

volução plena na educação se a gente continuar deixando nossos meninos em um lugar com 38 e 40 graus, sem ar condicionado. Nós estamos tão acostumados

a desprestigiar a educação que as pessoas riem quando se fala em ar condicionado em escola. Ninguém ri de ar condicionado no aeroporto, no supermercado, nos shoppings”, explicou o senador. Projeções feitas na elaboração do projeto apontam que o atual número de alunos em escolas federais daria um salto de 257 mil para 51 milhões. A implantação,

contudo, seria gradativa pelas próximas duas décadas. Já existem 451 escolas como essas no Brasil. São escolas-modelos, como o Colégio Militar, em São Paulo, e o Pedro II, no Rio de Janeiro. O desafio é multiplicar o número desses centros de ensino. A ideia de federalização da educação básica foi levada pelo senador à presidente Dilma Rousseff em 2011, mas Cristovam nunca obteve respostas. “Eu propus plebiscito para ver se obriga o governo, mas, se ele quiser, pode fazer sem consulta. Ainda tenho esperança que um presidente faça isso, independentemente de plebiscito”, completou o senador. METRO BRASÍLIA

4/13/14 5:56 PM


SÃO PAULO, SEGUNDA-FEIRA, 14 DE ABRIL DE 2014 www.metrojornal.com.br

Inflação alta deixa poupança menos atrativa

|09|◊◊

{ECONOMIA}

O RENDIMENTO DAS PRINCIPAIS APLICAÇÕES A P L I C AÇ ÃO

M A RÇO

-8

-6

-4

-2

0

ANO

2

1,11 0,92 0,90 0,81 0,76 0,50 0,50

FUNDOS DE AÇÕES LIVRE IPCA FUNDOS DE RENDA FIXA FUNDOS REFERENCIADOS DI CDI POUPANÇA ANTIGA POUPANÇA NOVA OURO

6

7,04

IBOVESPA

DÓLAR COMERCIAL

4

-3,13 -4,26

8 -8

-6

-4

-2

0

2

4

6

8

-2.12 -6,42 2,18 2,42 2,28 2,47 1,69 1,69 -3,51 4,42

FONTES: BANCO CENTRAL, BM&FBOVESPA, TESOURO NACIONAL E ANBIMA

Seu bolso. Especialista mostra alternativas para quem quer diversificar investimentos e diz que Tesouro Direto é a melhor opção. Captação da caderneta cai 70% em março Com a inflação acumulada em 12 meses batendo os 6,15%, o rendimento da maioria das aplicações mais conservadoras está deixando de ser atraente para pequenos investidores. A poupança, principal opção de investimento do brasileiro, está perdendo recursos. Em março, a captação da caderneta caiu 70%. Na opinião de Amerson Magalhães, diretor da Easynvest Corretora, o investidor deve pensar além do que encontra na rede bancária. “Para o pequeno investidor, o Tesouro Direto, que pode ser uma boa alternativa”, sugere. “Ele permite ao pequeno investidor a compra de títulos de renda fixa emitidos pelo governo com as mesmas taxas e condições dos grandes investidores”. Segundo ele, com cerca de R$ 100 é possível entrar,

e ter rendimento superior à poupança, com baixo risco. Apesar da perda de competitividade, a poupança continua a ser um dos investimentos favoritos dos brasileiros. Entre os paulistanos, segundo pesquisa da Federação do Comércio do Estado de São Paulo (Fecomercio), 74,1% dizem que a caderneta representa a sua principal aplicação. “A poupança é uma boa opção de investimento mas certamente não é a mais rentável. Em um cenário de alta na inflação, a poupança fica cada vez menos interessante”. A sugestão é comprar títulos indexados à taxa Selic. “A remuneração será a própria taxa, descontado o IR”. Magalhães calcula um retorno de 8,5%. “Se o investimento for mantido por mais de dois anos, a rentabilidade pode chegar a 9,5%”, diz. METRO

Dilma culpa clima e diz que alta é ‘momentânea’ A presidente Dilma Rousseff chamou a alta da inflação registrada em março de “momentânea” e disse que o governo mantém “o olho na inflação”. Ela responsabilizou as extremas variações do clima pelos números. “Nós mantemos sistematicamente um olho e um controle na inflação, mesmo quando, devido à seca que ocorre no Sudeste e à chuva torrencial que ocorre no Norte e no Nordeste, nós tivemos impacto nos produtos alimentares”, disse Dilma na sexta-feira, em um discurso a cerimônia de inauguração de uma estação de tratamento de esgoto em Porto Alegre. “Mas é importante olhar, primeiro, que isso é momentâneo”, enfatizou a presidente. Ela também destacou que “há produtos que enquanto alguns sobem

BRASP_2014-04-14_9.indd 9

Dilma: ‘Um olho e um controle na inflação | RICARDO MORAES/REUTERS

outros caem”. Dilma prometeu controlar a inflação “sistematicamente”. O grupo Alimentação e Bebidas foi o principal responsável pela alta da inflação em março, quando o (IPCA) atingiu 6,15% em 12 meses, aproximando-se cada vez mais do teto da meta do governo, de 4,5%. METRO

4/13/14 6:38 PM


|10|

Empreendedorismo

BRUNO CAETANO BRUNO.CAETANO@METROJORNAL.COM.BR

HOBBY PROFISSIONAL A mãe do colega de trabalho faz bolos tão bons que são dignos de aplausos. Você tem uma prima especialista em salgados, sucesso total nas festas em família. Seu amigo cria estampas para camisetas como ninguém. Eles mantêm essas atividades apenas como hobby, porém todos certamente são simpáticos à hipótese de ganhar dinheiro com elas. Afinal, não são raros os casos de gente que transformou o lazer em negócio e se deu bem. Mas como fazer disso algo profissional e rentável? Primeiro, é preciso avaliar o mercado e identificar o potencial da iniciativa, oferecendo o produto a conhecidos, por exemplo, para ouvir suas opiniões. Vale deixar amostras para teste e até saber deles quanto es-

tariam dispostos a pagar. É o momento de analisar possibilidades, fazer ajustes e desenvolver um diferencial. Percebida a aceitação, vamos ao plano de negócio, que inclui estudar quanto será preciso investir, qual o lucro, quanto tempo será exigido para a operação funcionar, qual a estratégia para entregar encomendas no prazo, cuidar da apresenta��ão do produto (embalagem), identificar concorrentes, entre outros aspectos. Tudo deve ser colocado no papel para o empreendimento começar a tomar forma. Montar um catálogo dos produtos, confeccionar um cartão de visita, partir para a divulgação (jornal de bairro, panfletos, parceria com lojas, vi-

sitação a feiras e eventos relacionados etc) e ir a campo atrás de clientes são as ações seguintes. Ponto importante: formalização. Muitas atividades são enquadradas na categoria de Microempreendedor Individual (MEI). Além de passar a existir oficialmente, o negócio conquista credibilidade e amplia as chances de retorno. Mas há que se considerar que, conforme ganha corpo, o negócio exige mais do seu responsável, assim, ele deve aprimorar suas práticas de gestão e capacitar-se sempre. O hobby deixará de ser só lazer para virar obrigação. O empreendedor precisa estar ciente da mudança ou terá problemas. Ganhar dinheiro fazendo o que gosta é ótimo. Mas nada vem de graça. Dedicação e trabalho duro fazem parte do script. Você tem uma história de empreendedorismo para contar? Escreva para mim (bcaetano@sebraesp.com.br). Este espaço também é seu.

Bruno Caetano é diretor superintendente do Sebrae-SP e mestre e doutorando em Ciência Política pela Universidade de São Paulo. O Sebrae-SP é uma instituição dedicada a ajudar micro e pequenas empresas a se desenvolverem e se tornarem fortes. Saiba mais em www.sebraesp.com.br

BRASP_2014-04-14_10.indd 10

SÃO PAULO, SEGUNDA-FEIRA, 14 DE ABRIL DE 2014 www.metrojornal.com.br

{ECONOMIA}

Copa pode ter série de greves Reajuste salarial. Ao menos 16 categorias, que representam até 4 milhões de trabalhadores, ameaçam parar pedindo reajustes Sindicatos que representam até 4 milhões de trabalhadores de setores estratégicos ameaçam greves, protestos e paralisações-surpresa durante a Copa, que começa em junho. De acordo com levantamento realizado pelo jornal “Folha de S.Paulo”, ao menos 16 categorias poderão cruzar os braços no período, para forçar negociações de aumento de salários e conquista de benefícios. Entre as categorias que ameaçam realizar greves isoladas em indústrias ou protestos em alguma das 12 cidades-sede dos jogos e que poderão ter impacto direto na infraestrutura da Copa estão as de bebidas (150 mil trabalhadores no Estado de São Paulo), hotelaria, bares e restaurantes (1,8 milhão em todo o país), aeroviários (35 mil

Manifestantes diante do Mané Garrincha, em Brasília | ANDRÉ BORGES/FOLHAPRESS

em São Paulo), metroviários de São Paulo (9,8 mil), rodoviários (1,5 milhão no Estado de São Paulo), policiais federais (9 mil em todo o Brasil), taxistas (33 mil em São Paulo), ferroviários da CPTM (8 mil em São Paulo), motoristas e cobradores de ôni-

bus (40 mil em São Paulo) e agentes de trânsito (4,5 mil na capital). O Dieese aponta que operários de arenas da Copa tiveram 4,1% de reajuste acima da inflação em 2012, ante 3,2% na média dos demais do setor de construção. METRO

4/13/14 7:18 PM


BRASP_2014-04-14_11.indd 11

4/13/14 4:26 PM


|12|

SÃO PAULO, SEGUNDA-FEIRA, 14 DE ABRIL DE 2014 www.metrojornal.com.br

{MUNDO}

Kiev anuncia ofensiva contra rebeldes O governo ucraniano disse ontem que as Forças Armadas do país devem lançar uma operação de “grande escala” contra o “terrorismo”, para combater militantes separatistas pró-Rússia. A declaração, feita pelo presidente em exercício, Oleksander Turchinov, eleva o risco de um confronto militar com Moscou.

Turchinov deu prazo até hoje para que rebeldes pró-Rússia que ocupam prédios públicos em cidades no leste da Ucrânia deponham as armas. Ele acusou a Rússia de estar por trás dos levantes. “O sangue de heróis ucranianos foi derramado na guerra que a Federação Russa está travando contra a Ucrânia”, disse Turchinov,

em um pronunciamento à nação. “O agressor não parou e segue disseminando desordem no leste do país”. Ele se referia à morte de um oficial de segurança em um confronto que também deixou outros dois oficiais feridos em Slaviansk. Em nota, a chancelaria em Moscou chamou a operação militar planejada por

Kiev de “ordem criminosa” e afirmou que o Ocidente deve manter sob controle seus aliados na Ucrânia. “É responsabilidade do Ocidente evitar uma guerra civil na Ucrânia”, disse o ministério. Moscou disse ainda que proporá ao Conselho de Segurança da ONU uma “discussão urgente” sobre o assunto. METRO E AGÊNCIAS

Chamas de até 20 metros deixaram 5 mil feridos | CESAR PINCHEIRA/REUTERS

Incêndio mata ao menos 11 no Chile Catástrofe. Cidade portuária de Valparaíso, patrimônio da humanidade da Unesco, foi atingida por chamas de até 20 metros; 5 mil ficaram feridos e 10 mil deixaram casas Um incêndio de grandes proporções em Valparaíso, cidade portuária do Chile, deixou ao menos 11 pessoas mortas e mais de 500 casas destruídas na madrugada de ontem. As autoridades chegaram a falar em 16 mortos, mas o número foi corrigido. A presidente do Chile, Michelle Bachelet, declarou estado de catástrofe e viajou à cidade, que fica a 120 quilômetros da capital, Santiago. Cerca de 5 mil pessoas ficaram feridas e 10 mil foram forçadas a deixar a região e levadas a abrigos ou casa de parentes, enquanto cerca de 1,2 mil bombeiros e centenas de brigadistas buscavam conter o fogo, que devastou aproximadamente 800 hectares com chamas de até 20 metros de altura. As Forças Armadas também foram mobilizadas para ajudar na operação e na segurança dos moradores. Aviões e helicópteros foram usados para conter as chamas. O fogo começou na noite do sábado em uma zona de floresta nos arredores do

BRASP_2014-04-14_12.indd 12

porto, mas o vento propagou as chamas, que atingiram seis morros ao redor da cidade onde há moradias. Segundo a polícia local, os mortos eram, na maior parte, idosos. Ontem ao amanhecer era possível ver a destruição deixada pelo incêndio, o pior a atingir a cidade, que foi declarada patrimônio da humanidade pela Unesco. Ricardo Bravo, chefe do governo local, disse ontem à Reuters que o fogo ainda não estava completamente extinto em partes mais altas da cidade. A geografia de Valparaíso, formada por colinas, e as casas feitas de madeira tornaram o combate ao incêndio mais difícil. Terremoto Um tremor de magnitude 5,2 atingiu ontem as regiões de Tarapacá e Antofagasta, no norte do Chile. As áreas já tinham sido afetadas por um terremoto de magnitude 8,2 no começo do mês. Segundo as autoridades, não houve vítimas ou danos visíveis. METRO

4/13/14 6:44 PM


SÃO PAULO, SEGUNDA-FEIRA, 14 DE ABRIL DE 2014 www.metrojornal.com.br

{CULTURA}

|13|◊◊

LYA LUFT A escritora gaúcha volta aos ensaios em seu novo livro, ‘O Tempo É um Rio que Corre’, e relaciona suas memórias com o passar do tempo

‘HÁ BELEZA EM TODAS AS IDADES’ Suas variações de gênero literário são planejadas? É completamente natural. Publiquei romances por vários anos, depois fiz poesia e comecei com ensaios em “O Rio do Meio” (1996). As coisas vão se alternando conforme a minha vontade, escrevo sobre aquilo que me apaixona.

EDISON VARA/FOLHAPRESS

BRASP_2014-04-14_13.indd 13

E por que esta opção em escrever sobre o tempo? Já escrevi várias vezes sobre o tempo. Este assunto me interessa desde criança, desde quando alguém me falou que o agora não existe. Ficava impressionada com a ideia de que o tempo passa e a gente nunca é a mesma pessoa.

“O TEMPO É UM RIO QUE CORRE” LYA LUFT ED. RECORD 144 PÁGS. R$ 28

Muitas vezes não sabemos o que fazer com o tempo... Exatamente. Podemos viver mais tempo, mas, ironicamente, temos horror a ele por causa deste endeusamento da juventude. As pessoas começam a ficar neuróticas aos 40 anos, preocupadas com tratamentos estéticos. A senhora fala sobre isso com muita serenidade. Acho legal a gente se cuidar para não ficar um farrapo (ri-

sos). Mas as pessoas se mutilam e ficam infelizes por causa disso. Como o tempo passa mesmo e não há o que fazer para evitar, é melhor enfrentar tudo com certa elegância e uma boa dose de humor. Qual é sua receita pessoal? Todo mundo precisa ter uma certa filosofia de vida, traçar metas e pensar se é feliz ou não. A beleza não está só na juventude, cada fase tem seus dramas e suas doenças. A maturidade e a velhice têm outro tipo de beleza e curtição. Tudo é uma questão de perspectiva, é preciso olhar os valores da vida de outra maneira. METRO POA COM BANDNEWS

2 CULTURA

Placebo

Show hoje O trio de rock alternativo liderado por Brian Molko (foto) faz apresentação única de seu sétimo álbum, “Loud Like Love”, às 21h30, no Citibank Hall, com ingressos de R$ 180 a R$ 450. Informações no site ticketsforfun.com.br.

4/13/14 4:53 PM


|14|

SÃO PAULO, SEGUNDA-FEIRA, 14 DE ABRIL DE 2014 www.metrojornal.com.br

{CULTURA}

O começo

Bate-papo

MATTHEW WEINER

do fim

Zeca Baleiro discute obra de Zé Ramalho O cantor participa hoje, às 19h, de um bate-papo sobre sua carreira e sua relação com o trabalho do artista paraibano, que baseia o repertório do show que ele fará em São Paulo no dia 24. A conversa terá mediação do jornalista Marcus Preto e acontece no CCBB (r. Álvares Penteado, 112, Centro, tel.: 3113-3651; grátis). METRO

O criador da série promete ao Metro Jornal que não vai baixar a guarda da qualidade de “Mad Men” nesta temporada. O que você fez para manter o alto nível de segredo em torno da série? Ajudou o fato de os críticos perceberem que o público não quer saber o que vai acontecer. A parte mais difícil é manter os convidados especiais em silêncio. Eles se empolgam muito e querem contar para todo mundo que estão no programa. Eu os ameaço, mas sem violência. O valor comercial da série está no segredo da narrativa.

Teatro

Personagem do estilista Yves Saint Laurent vira peça Criada nos anos 1950 em forma de quadrinhos, “A Feia Lulu” foi adaptada pelo também estilista Fause Haten. Ele passa a se aventurar no teatro com esta montagem, que estreia hoje no Teatro Faap (r. Alagoas, 903, Higienópolis, tel.: 3662-7233) e fica em cartaz às segundas e terças, às 21h, até 3/6. METRO Erudito

Grupo Aulustrio ocupa hoje a Sala do Conservatório Formado pelos irmãos Paulo (piano), Mauro (violoncelo) e Fabio Brucoli (violino), o trio toca peças de Velásquez e Villa-Lobos, às 20h, no espaço situado na Praça das Artes (av. São João, 281, Centro, tel.: 33970300; R$ 30). METRO

BRASP_2014-04-14_14.indd 14

Você pensa sobre o destino dos personagens depois do último episódio? Não. Penso em que ponto vou deixá-los e como eles serão lembrados quando tudo acabar. E só.

Elisabeth Moss e Jon Hamm se despedem dos papéis de Peggy Olson e Don Draper na sétima temporada de ‘Mad Men’ | DIVULGAÇÃO

Estreia. Jon Hamm se prepara para dizer adeus ao publicitário Don Draper, seu personagem na premiada ‘Mad Men’. Última temporada da série chega hoje à HBO dividida em duas partes Com a estreia de “Mad Men”, sete anos atrás, a vida de Jon Hamm mudou para sempre –  e ninguém tem mais ciência disso do que o próprio. A estreia da última temporada de sua jornada como Don Draper, que acontece hoje, às 21h, na HBO, tem feito o ator refletir sobre o personagem que o colocou no mapa. Sobre o que Hamm conversaria se tivesse a chance de sentar frente a frente com o misterioso executivo da publicidade que vem interpretando há anos? “Acho que falaríamos sobre a vida e também sobre família. Dividiríamos experiências e eu pediria

para que ele entrasse em forma”, afirma o ator. Uma das ideias dele para a despedida do papel é finalmente incorporar a pose que o tornou famoso. “Vou preparar um copo de uísque, sentar, ficar olhando para a paisagem da janela e esperar alguém tirar uma foto minha”, diz ele com uma gargalhada. “Não, não vou fazer isso. Foi uma longa jornada. Tenho certeza que será incrivelmente difícil, mas coisas boas sempre acontecem no fim. Esse caso não é exceção”, revela. Na sétima temporada da premiada série, que será dividida em duas levas de sete

episódios, encontramos mudanças na vida de Draper. Após desistir de buscar um recomeço no novo escritório de sua agência na Califórnia, ele vê sua mulher, Megan (Jessica Paré), mudar-se sozinha para perseguir a carreira de atriz. Enquanto isso, Peggy Olson (Elisabeth Moss) precisa lidar com o afastamento de Ted Chaough (Kevin Rahm), com quem teve um affair. Para muitos fãs, a personagem de Moss é a que melhor sintetiza a transformação cultural vivida nos anos 1960 retratada pela trama, já que, ao longo da série, vemos sua evolução de secretária a publici-

tária de sucesso. O que será que a atriz espera do fim de Peggy? Mais do que apenas seguir os passos de Don, torce ela. “Espero que Peggy encontre seu próprio lugar, um lugar melhor, mais feliz. Quero que ela trabalhe e seja bem sucedida, mas penso isso porque me identifico com ela. Eu quero o que ela quer”, diz. Pelo menos a atriz já garantiu algo para si diante do iminente fim. “Tem um anel que usei em todos os episódios. Vou levá-lo para casa.” NED EHRBAR METRO INTERNACIONAL

Você já sabe o que quer fazer em seguida? Não. Acho que saberei só um tempo depois que tudo tiver acabado. Não tiro férias há bastante tempo. Fiz um filme entre duas temporadas (“You Are Here”, sem previsão de estreia no Brasil). Se você quer saber se vou voltar para a TV, bem, essa é uma das melhores vidas que há. Não espero algo assim de novo, mas vou adorar se acontecer. Como a série transformou a sua vida? Não posso calcular. Ela tem sido um desafio criativo para além dos meus sonhos. Pude dirigir, aprender a produzir e a lidar com negócios. Aprendi muito sobre os Estados Unidos e sobre mim mesmo. Escrevi muito disso na série, sobre as transformações que vivi. Mas não sou o Don! (risos) METRO INTERNACIONAL

4/13/14 5:17 PM


www.metrojornal.com.br

BRASP_2014-04-14_15.indd 15

{EDITORIA}

|15|◊◊

4/13/14 4:26 PM


|16|

SÃO PAULO, SEGUNDA-FEIRA, 14 DE ABRIL DE 2014 www.metrojornal.com.br

{VARIEDADES} Os invasores

Leitor fala

Favela Fazendinha

CIRO & BERNARDO

ALCKMIN! A COPA DO IMUNDO É NOSSA!

Cruzadas

A capa do Metro Jornal do dia 11 é triste e bem clara, pois mostra o descaso com os moradores carentes da favela da Fazendinha, na Penha, que lutam por moradia após terem seus humildes barracos consumidos pelo fogo. Espero que a prefeitura possa agir contra o tempo para prestar toda a assistência necessária, já que na atual situação em que vivem são vulneráveis à diversas doenças. DENIS DOS SANTOS BASTOS - SÃO PAULO, SP

Bom dia, caros e baratos leitores! Tá no ar o Pânico no Jornal, o seu Prozac impresso! Manchete do dia: “Rato faminto engole o RG da Regina Casé e cospe a foto!” Hahahaha!

Veto a camelôs em Itaquera

E atenção! RACIONAMENTO DE ÁGUA! O Alckmin está com três problemas graves: falta de cabelo, falta de carisma e falta d’água! Mas, em compensação, ele vai lançar dois eventos trepidantes: SP Fashion Torneira e a Copa do Imundo! A COPA DO IMUNDO É NOSSA! E já imaginou o Cristiano Ronaldo sem poder lavar o cabelo na Copa? ELE VAI SE MATAR! E acredite se quiser! Sabe como chama a presidente da Sabesp? Dilma Pena. O quêêê? Outra Dilma?! Deus, tenha pena de nós!

Li a reportagem “Decreto proíbe camelôs no centro e em Itaquera na Copa” no Metro Jornal do dia 11. Achei a medida horrível. Isso mostra que a prefeitura quer esconder a desigualdade social existente na cidade para os turistas não verem. Em vez de proibirem as pessoas de trabalharem, a prefeitura deveria se preocupar com o desemprego. MARIA SILVA - SÃO PAULO, SP

PETROBRAS URGENTE! Amanhã a Graça Foster vai depor no Senado! Imagine o diálogo! “Quem aprovou a compra da refinaria?” “Foi o Noé.” “Que Noé?” “Noé da sua conta!” Kkk! E o caso André Vargas e o doleiro? O Vargas emprestou o jatinho do doleiro. Agora só falta a Dilma emprestar a vassoura da Graça Foster. E sair voando! É a famosa dupla Derruba Pingolim! A Graça e a Nem de Graça!

Metro Pergunta

Os táxis que trafegarem hoje pelos corredores de ônibus serão multados. O que acha desta medida?

E olha que charge boa! Um cara foi procurar emprego em Brasília e deu de cara com a placa: “Pra honesto não há Vargas.”

@marcelo_alves

E atenção! Exclusivo! Mais uma pesquisa bombástica do Ipea! Pesquisa do Ipea afirma que 65% das mulheres que casam mudam de signo. Antes de casar a mulher é Virgem, e depois que casa vira Touro! Taí uma pesquisa honesta! Por falar em honestidade, ontem eu fui na padaria e perguntei: “Moça, essa coxinha é de hoje?” “Não, é de ontem.” “E esse pastel, é de hoje?” “Não, é de ontem.” “Pô, como eu faço pra comer alguma coisa de hoje?” “VEM AMANHÃ!” Kkk!

Vai melhorar. Muitas vezes, há mais táxis do que ônibus nos corredores e isso atrapalha a fluidez do trânsito na via.

Sudoku www.metrojornal.com.br

VOCÊ JÁ VISITOU O SITE DO METRO HOJE? 

E pra terminar, duas manchetes do Jornal dos Dois Echás! 1) Homem entra no banco ouvindo Iron Maiden e é barrado no detector de Metal. 2) César Tralli de patins ultrapassa Massa e vence o GP da Malásia! Por falar nisso, eu tava seguindo o Felipe Massa no Twitter, mas ultrapassei! Kkk!

Acesse metrojornal.com.br e confira as reportagens em andamento que estão na área “Faça o Metro de Amanhã” na nossa página inicial.  Aqui, você irá além dos comentários. Sua participação vai nos ajudar no desenvolvimento de reportagens que também serão publicadas – com a sua assinatura – na versão impressa do Metro.

Por hoje é só! Ciro Botelho e Bernardo Penteado! Os Colunáticos! Direto da redação do Pânico na Band! Twitter: @ciraobotelho / @bernardpenteado

Para falar com a redação:

Ciro Botelho e Bernardo Penteado são redatores de humor no programa ‘Pânico na Band’, autores de sátiras como ‘Video Soul’, ‘Jornal dos Dois Echás’, ‘Jô Suado’, entre outros. Juntos há dez anos na TV, lançaram os livros ‘Piadas Fantárdigas de Tiririca’ e As Melhores Piadas de Bêbado’ (ed. Matrix). Também escrevem o blog ‘Colunáticos’ no site do ‘Pânico na Band’ (paniconaband.band.uol.com.br)

Horóscopo

Siga o Metro no Twitter: @jornal_metro

leitor.sp@metrojornal.com.br Participe também no Facebook:

www.facebook.com/metrojornal

www.estrelaguia.com.br

Está escrito nas estrelas

O momento é de atenção para não agir com impulso nas coisas que disser, especialmente junto aos familiares.

Período especial para uma reflexão sobre suas crenças. Bom momento para revitalizar energias, seja por sua fé, com ou sem religião.

Um aspecto tenso de Mercúrio com Júpiter – que rege seu signo – recomenda jeito e cuidado com a maneira de expor seus pensamentos.

Procure se certificar melhor de informações relacionadas ao seu trabalho ou alguma negociação para não cometer equívocos.

Há tendências para que seu senso crítico esteja acentuado, especialmente junto a amizades e pessoas que mais gosta. Seja cuidadoso.

Cuide para não deixar que assuntos antigos ou más lembranças impeçam de vivenciar momentos especiais na vida afetiva.

Planeta que rege seu signo, Mercúrio faz aspecto tenso com Júpiter, influência que pede atenção com o consumismo e assuntos supérfluos.

Propensões para repensar parcerias que envolvam trabalho e negócios. Atente-se para não perder o senso de diplomacia.

Um desejo por romper padrões ou viver mudanças será mais intenso. Só tenha cuidado para que tal conduta não afaste pessoas especiais.

Tendências a lidar com desafios no trabalho em função de padrões e costumes relacionados ao ambiente ou a mente de outras pessoas.

Um desejo por mudanças será intenso e capaz de fazer remanejar projetos. Atente-se para não radicalizar em certas relações.

A exposição de sentimentos será mais intensa. É propenso a expor algumas manias e mesmo ciúmes. Nas finanças, momento de moderação.

BRASP_2014-04-14_16.indd 16

4/13/14 5:18 PM


SÃO PAULO, SEGUNDA-FEIRA, 14 DE ABRIL DE 2014 www.metrojornal.com.br

Vôlei

Palmeiras DUDU MACEDO/FOTOARENA

Moreira segue na mira do Verdão Time mineiro conquistou a taça pela segunda vez

Cruzeiro leva a Superliga O Sada/Cruzeiro contou com a força da torcida que lotou o ginásio do Mineirinho, em Belo Horizonte, e atropelou o Sesi-SP para se tornar campeão da Superliga Masculina de Vôlei. O time venceu por 3 sets a 0, com parciais de 21-19, 21-17 e 21-18. METRO De novo

Torcida é alvo de atos racistas Neymar foi alvo de insultos racistas da torcida no retorno da delegação do Barcelona ao Camp Nou, após a derrota fora de casa para o Granada por 1 a 0, pelo Espanhol. METRO

BRASP_2014-04-14_17.indd 17

O Palmeiras ainda quer Jorge Moreira para a lateral direita. O paraguaio, que não chegou em janeiro por falta de acerto financeiro com o Libertad, recebeu a promessa de que será liberado depois da Copa do Mundo. Em final de contrato, o clube, agora deve facilitar o negócio. METRO Indy

Conway vence em Long Beach Mike Conway venceu a segunda etapa da temporada 2014 da Fórmula Indy, disputada ontem nas ruas de Long Beach (EUA). O segundo Lugar ficou com Will Power, seguido por Carlos Muños. Entre os brasileiros, Helio Castroneves ficou com a 11ª posição e Tony Kanaan abandonou a prova por conta de um acidente. METRO

{ESPORTE}

|17|◊◊

Timão espera aval dos Bombeiros Arena São Paulo. Após apresentação do novo projeto de segurança para o Itaquerão, Corinthians e Odebrecht esperam aprovação O novo projeto de segurança apresentado pela construtora Odebrecht para a Arena Corinthians está nas mãos do Corpo de Bombeiros de São Paulo. Após análise, o órgão solicitou mudanças para adequar o projeto ao que prega a legislação estadual. Ao “Globoesporte.com”, a construtora afirmou que as reformulações já foram providenciadas. No início de abril, o Corpo de Bombeiros apresentou um relatório com irregularidades do estádio de Itaquera, que será palco do jogo de abertura da Copa do Mundo, dia 12 de junho. Neste momento, a principal pendência é o sistema de controle de extração de fumaça do estádio,

3 ESPORTE

Nessa, não Obras da arena estão 98% concluídas | ANTONIO MIOTTO/FOTOARENA

que precisará passar por mudanças. Segundo o jornal “Folha de S. Paulo”, haverá um evento no próximo dia 23, com a presença da presidente Dilma Rousseff. Um dia antes, o secretário-ge-

ral da Fifa, Jérôme Valcke, deve fazer uma visita à arena corintiana. Para amanhã, está agendada a cerimônia da entrega simbólica das chaves ao clube por parte da construtora Odebecht. METRO

“A lista da Copa não está definida, mas todos os jogadores já estão meio cientes de quais serão os convocados. Fica para próxima” GANSO, MEIA DO SÃO PAULO, EM ENTREVISTA AO “UOL”

4/13/14 8:22 PM


|18| Cenas

1

1 . JUNIOR LAGO/FOLHAPRESS 2 . LEVI BIANCO/FOLHAPRESS 3 . THIAGO CALIL/PHOTO PRESS/FOLHAPRESS

SÃO PAULO, SEGUNDA-FEIRA, 14 DE ABRIL DE 2014 www.metrojornal.com.br

{ESPORTE}

Bicampeão. Santos vence no tempo normal, leva decisão para os pênaltis, mas sucumbe ao Ituano, novo dono do título do Campeonato Paulista

2 3 Agora quem dá Capitão Josa foi o responsável por levantar a taça para o Ituano pela segunda vez na história | DANILO VERPA/FOLHAPRESS

1

Agora sim, Cícero.

O volante desperdiçou pênalti no primeiro jogo da decisão, que acabou 1 a 0 para o Ituano. Mas ontem, não. Ele anotou o único gol do marcador no tempo regulamentar. De quebra, chegou aos nove tentos e se tornou um dos artilheiros do Paulistão.

2

Final com casa cheia.

Não foi por falta de apoio. A torcida do Santos foi em peso ao Pacaembu para torcer pela equipe. Ao todo, 34.965 pessoas compareceram.

3

Vagner, o herói.

O goleiro do Ituano defendeu o pênalti do zagueiro Neto, que garantiu o título à equipe do interior. Antes, Anderson Salles, pelo time de Itu, e Rildo, pelo Santos, já haviam desperdiçado suas cobranças. METRO

BRASP_2014-04-14_18.indd 18

bola é o Ituano O surpreendente time do Ituano aprontou mais uma no Pacaembu. Depois de perder por 1 a 0 no tempo regulamentar – resultado que igualou o jogo de ida –, o Ituano derrotou o favorito Santos na decisão por pênaltis. A exemplo do que fez em 2002, levantou a taça e sagrou-se bicampeão do Campeonato Paulista. Precisando da vitória, o Santos fez desde o início o que se esperava: marcou sob pressão e partiu para cima dos visitantes. Já o Ituano tentava conter o ímpeto do Peixe, investir nos contra-ataques e, claro, abusava da catimba para o tempo passar. Com muita vontade na disputa de cada bola, somado à tensão da partida, o duelo ficou quente. Tanto que, em apenas 15 minutos de jogo, quatro lances divididos acabaram em confusão. Quando os ânimos baixaram e as equipes se preocu-

1 0 • •

(6) PÊNALTIS

(7)

Aranha; Cicinho , Neto, David e Mena; Alison, Arouca e Cícero; Geuvânio (Alan Santos), Thiago Ribeiro (Rildo) e Leandro Damião (Gabriel). Técnico: Oswaldo de Oliveira

SANTOS

Vagner; Dick, Anderson ITUANO Salles, Alemão e Dener; Josa, Paulinho (Marcinho), Jackson Caucaia e Cristian (Marcelinho); Esquerdinha e Rafael Silva (Jean Carlos). Técnico: Doriva

Gol. Cícero, aos 42 minutos do 1o tempo Arbitragem. Raphael Claus, auxiliado por Carlos Augusto Nogueira Júnior e Danilo Ricardo Simon Manis

param mais em jogar futebol, o Santos colocou mais volume de ataque. Apesar de dominar as ações ofensivas, o time da Vila Belmiro pecava na armação, lançando bolas diretas da defesa ao ataque, o que facilitava para a defesa do Ituano. A chance mais perigosa foi na bola parada. Cícero arriscou por cima da barreira, obrigando Vagner a fazer a defesa. A torcida incendiou. E o alvinegro foi no embalo. No minuto seguinte, em cabeçada à queima-roupa de Damião, o go-

leiro fez nova intervenção. Mas nada de gol. Isso até os 42, quando Alemão cometeu pênalti em Cícero. O camisa 8, que havia perdido a cobrança no primeiro jogo, desta vez mandou para o fundo das redes. Na volta do intervalo, com o placar levando para disputa de penalidades, o panorama mudou. Especialmente por parte do Ituano, que colocou a bola no chão e adotou uma postura mais ofensiva. Se o time de Itu se soltava, o Peixe não se encontrava. Apesar disso, as

defesas levavam vantagem sobre os ataques. Na melhor oportunidade, cara a cara com o goleiro, Geuvânio mandou para fora. Cícero, de cabeça, também teve a chance de anotar. O lateral Cicinho ainda foi expulso no final. O jogo ficou aberto, com chances de lado a lado, mas o resultado persistiu e a decisão foi para os penais. Para o Santos, Cícero, Alan Santos, David Braz, Gabriel, Arouca e Alison. Rildo havia perdido. Pelo Ituano, Jackson, Marcelinho, Esquerdinha, Marcinho, Jean Carlos, Dener e Josa converteram. Anderson Salles não teve sucesso. Aí brilhou a estrela do goleiro Vagner, que pegou a cobrança de Neto para decretar a vitória e o bicampeonato paulista do Ituano. WILSON DELL’ISOLA

“A gente ainda não percebeu o que aconteceu. Estou atônito ainda. Mas o Ituano pode dizer que é campeão” DORIVA, TÉCNICO DO ITUANO

“Esse é um clube de guerreiros. Conseguimos a glória máxima. Estou muito feliz. Agora só quero comemorar” VAGNER, GOLEIRO DO ITUANO

Sobe e desce Como de costume, a disputa por pênaltis cria heróis e vilões. Os goleiros foram bem, cada um pegou um.

ARANHA

VAGNER

NETO

ANDERSON SALLES

METRO SÃO PAULO

4/13/14 7:45 PM


SÃO PAULO, SEGUNDA-FEIRA, 14 DE ABRIL DE 2014 www.metrojornal.com.br

Brasil conhece mais campeões Estaduais. Confira outras torcidas que soltaram o grito ontem Não foi apenas em São Paulo que houve decisão de título, que acabou com o Ituano. No Rio de Janeiro, o Flamengo foi campeão após arrancar o empate por 1 a 1 com o Vasco no último minuto, com gol irregular de Márcio Araújo. O Inter foi outro que soltou o grito depois de golear o rival Grêmio por 4 a 1. Em Belo Horizonte, o Cruzeiro segurou o 0 a 0 contra o Atlético-MG e, com a vantagem do primeiro jogo, sagrou-se campeão. No goiano, o Atlético-GO bateu o Goiás por 1 a 0 e ficou com o caneco. Já o Bahia ficou no 2 a 2 com o Vitória e foi campeão. Assim como o Figueirense, que bateu o Joiville por 2 a 1 em Santa Catarina. O mesmo aconteceu no paranaense: após empate por 1 a 1, o Londrina derrotou o Maringá nos pênaltis. METRO

BRASP_2014-04-14_19.indd 19

Léo Moura levantou a taça para o Flamengo | CELSO PUPO / FOTOARENA

{ESPORTE}

O QUE ROLOU NAS COPAS

SERGIO PATRICK DA RÁDIO BANDEIRANTES

AM 840 / FM 90,9

ITÁLIA IMPROVÁVEL O futebol italiano vivia um momento difícil em 1982. Os clubes do país não conquistavam o título europeu desde 1969 e o futebol local estava afundado em um escândalo de armação de resultados. Para a Copa da Espanha, davam esperança a boa campanha da azzurra quatro anos antes, na Argentina, e a boa qualidade daquela geração. Rápido e oportunista, o atacante Paolo Rossi, que retornava de uma suspensão de dois anos por estar envolvido no escândalo, passou em branco nos primeiros quatro jogos. O técnico Enzo Bearzot insistiu em Rossi e foi recompensado. Primeiro, o jogo memorável contra o Brasil, marcando os três golsda vitória por 3x2. Mais dois na semi contra a Polônia e um na decisão contra a Alemanha Ocidental, para ser artilhei-

ro e craque da Copa. Aos 40 anos, o capitão Dino Zoff levantou a taça que fazia a Itália se igualar ao Brasil com três títulos mundiais.

ADOLESCENTE EM CAMPO Aos 17 anos e 41 dias, o norte-irlandês Norman Whiteside superou Pelé como o mais jovem a atuar em Copas. E a Irlanda do Norte surpreendeu ao derrotar a dona da casa, Espanha, por 1x0 e chegar à segunda fase. O meia jogaria ainda a Copa de 86, no México, e faria carreira no Manchester United. O torneio

|19|◊◊

for ampliado para 24 times, com cinco estreantes (Argélia, Camarões, Honduras, Kwait e Nova Zelândia) e aumentou o caminho para a taça para sete jogos. El Salvador tomou da Hungria a maior goleada em copas: 10 a 1. Na primeira decisão por pênaltis da história dos mundiais, a Alemanha Ocidental eliminou a França e foi à final.

BRASIL MÁGICO Quem viu a seleção de Telê Santana com os craques Zico, Falcão e Sócrates derrotar a União Soviética, golear a Escócia e a Nova Zelândia e passar pela Argentina, viveu a expectativa do tetra. O time era excelente, mas parou na Itália antes da semi. E deixou a marca de uma derrota quase tão dolorosa quanto o Maracanazo de 1950.

Colaborou Leandro Quesada, da Rádio Bandeirantes. Sergio Patrick é apresentador da Rádio Bandeirantes, que comanda a Cadeia Verde e Amarela das rádios do Grupo Bandeirantes nas transmissões da Copa do Mundo. A coluna O QUE ROLOU NAS COPAS traz histórias e personagens de todos os mundiais. Envie sua sugestão para spatrick@band.com.br .

4/13/14 8:07 PM


BRASP_2014-04-14_20.indd 20

4/13/14 4:27 PM


20140414_br_metro sao paulo