Issuu on Google+

O Jornal Metro é impresso em papel certificado FSC, com garantia de manejo florestal responsável, pela Gráfica Moura Ltda.

‘SE QUER MUDAR, NÃO PODE SEGUIR FAZENDO A MESMA COISA’ JOSE ‘PEPE’ MUJICA, PRESIDENTE DO URUGUAI, EM ENTREVISTA EXCLUSIVA AO CANAL LIVRE, DA BAND

PÁG. 08

BOLSA SOBE 7,4%

BRASÍLIA

EM MARÇO E SUPERA TODOS OS OUTROS INVESTIMENTOS PÁG. 09

Terça-feira, 1º de abril de 2014 Edição nº 473, ano 2

FIFA NÃO LIBERA

MÍN: 18°C MÁX: 27°C

www.readmetro.com | leitor.bsb@metrojornal.com.br | www.facebook.com/metrojornal | @jornal_metrobsb sunny sunny

snow

rain

partly

cloudy

sleet

ESTÁDIOS E 4 RODADAS DO PÁG. 16 BRASILEIRO ESTÃO INDEFINIDAS thunder windy thunder part sunny/

Governo pede perdão por excessos na ditadura hazy

showers

showers

showers

Golpe de 1964. ‘O Estado brasileiro pede desculpas pelas mortes, pelas torturas, pelas famílias que choraram’, disse o ministro da Justiça PÁG. 03

Governistas ainda tentam impedir CPI da Petrobras Esperança é retirada de assinaturas. Caso isso não ocorra, a ideia é ampliar a investigação PÁG. 02

Brasília sofre com ‘guerra das pastilhas’ Familares exibem fotos de vítimas da repressão do regime militar no ato ‘Ditadura Nunca Mais’ em frente ao antigo DOI-CODI, onde hoje funciona a 36ª DP, em SP | DANILO VERPA/FOLHAPRESS

GRANDES CRAQUES METRO

RECICLE A INFORMAÇÃO: PASSE ESTE JORNAL PARA OUTRO LEITOR

SERÁ QUE MESSI VAI AMARELAR? CONSAGRADO NO BARCELONA, QUATRO VEZES ELEITO O MELHOR DO MUNDO, ATACANTE ARGENTINO JÁ GANHOU QUASE TUDO. FALTA A COPA PÁGS. 14 E 15

Urbanistas atacam ‘epidemia’ de alterações em prédios modernistas

PÁG. 06


1 FOCO

Eleições

MP quer investigar

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, entrou ontem com um recurso no STF (Supremo Tribunal Federal) contra a regra da Justiça Eleitoral que restringe a atuação do Ministério Público nas eleições. Pela norma do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), os procuradores só poderiam abrir inquéritos com autorização de um juiz eleitoral. “A Justiça se transformaria em cartório”, argumentou.

Cotações Dólar +0,44% (R$ 2,26) Bovespa +1,30% (50.415 pts) Euro +0,27% (R$ 3,11) Salário Selic (10,75% a.a.) mínimo (R$ 724)

|02|

BRASÍLIA, TERÇA-FEIRA, 1º DE ABRIL DE 2014 www.readmetro.com

{BRASIL}

CPI da Petrobras tem dia decisivo no Congresso Impasse. Caso não consiga retirar assinaturas no Senado, governo pedirá investigação ampla. Oposição trabalha por comissão mista O governo trabalhará até o último instante para abafar a CPI da Petrobras. A estratégia é convencer senadores a retirarem as assinaturas do pedido feito pela oposição para investigar, principalmente, a polêmica compra da refinaria de Pasadena, nos Estados Unidos, com um valor considerado superfaturado e com o aval da presidente Dilma Rousseff, -- que na época era ministra de Minas e Energia e presidente do Conselho de Administração da estatal. O pedido de CPI contou com 28 assinaturas, mas o senador Cristovam Buarque (PDT-DF) retirou o apoio deixando o requerimento com o número mínimo exigido pelo regimento do Senado. Na primeira atuação após ser anunciado novo ministro da Secretaria de Relações Institucionais, o deputado Ricardo Berzoini (PT-SP), que toma posse hoje, reuniu líderes aliados na noite de ontem para preparar um plano B. Se a CPI prosperar, o go-

A presidente Dilma Rousseff manifestou ontem solidariedade à jornalista Nana Queiroz -- que trabalha no Metro Brasília --, criadora da campanha #EuNãoMereçoSerEstuprada. Dilma afirmou que a lei e o governo estão do lado das mulheres vítimas de violência. Nana recebeu ameaças de estupro depois de lançar, na semana passada, uma campanha que mobilizou milhares de mulheres a postar fotos no Facebook contrárias ao resultado da pesquisa do Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada), que revelou que 65,1% dos entrevistados acreditam que as mulheres que mostram o corpo merecem ser atacadas. “Por ter se manifestado

nas redes contra a cultura de violência contra a mulher, a jornalista foi ameaçada de estupro. O governo e a lei estão do lado de Nana Queiroz e das mulheres ameaçadas ou vítimas de violência”, afirmou Dilma, na conta pessoal no Twitter. “Nenhuma mulher merece ser vítima de violência, seja física ou sob a forma de ameaça. Organizadora do protesto, Nana Queiroz merece toda a minha solidariedade e respeito.” A jornalista agradeceu. “Cara presidenta, obrigada. Esperamos contar com seu seu apoio para aprovação de leis que protejam mulheres de crimes virtuais”, respondeu. METRO BRASÍLIA

Câmara e Senado discutirão a criação da CPI | ANDRESSA ANHOLETE/METRO BRASÍLIA

verno fará uma coleta de assinaturas para ampliar o fato determinado dos trabalhos para investigações sobre irregularidade no Porto de Suape -- que atingiria o pré-candidato ao Palácio do Planalto Eduardo Campos (PSB) -- e denúncias de corrupção na Cemig (Companhia Energética de Minas Gerais) e no metrô de São Paulo, cujo alvo é o pré-candidato do PSDB, senador Aécio Neves (MG). A oposição vai se reunir hoje e acredita que não te-

rá dificuldade para reunir as 171 assinaturas na Câmara e 27 no Senado. Propina A Petrobras informou ontem que não encontrou ‘fatos ou documentos que evidenciem pagamento de propina a empregados’ da empresa feita holandesa SBM Offshore. O relatório final da auditoria foi encaminhado ao Ministério Público e TCU (Tribunal de Contas da União). METRO BRASÍLIA

Cubano é encontrado morto Um cubano de 52 anos que veio para o Brasil para participar do programa Mais Médicos foi encontrado morto em um quarto do Hotel Nacional, no centro de Brasília, no início da tarde de ontem. O homem, cujo nome não foi divulgado pelo Ministério da Saúde, responsável pelo programa, tinha um lençol enrolado no pescoço e a polícia trabalha com a hipótese de suicídio. A perícia no local foi realizada no início da tarde,

Antiestupro. Dilma Rousseff manifesta apoio à jornalista que criou a campanha

logo após o corpo ter sido encontrado por uma camareira do hotel. O médico não chegou a trabalhar no Brasil, pois ainda participava do curso de formação oferecido aos profissionais estrangeiros. O Ministério da Saúde não informou se ele dividia o quarto. Lançado em julho de 2013, o programa Mais Médicos já selecionou 13.235 profissionais para trabalhar no Brasil, a maioria cubanos. METRO BRASÍLIA

Hotel Nacional é um dos mais tradicionais de Brasília | DIVULGAÇÃO

Dilma se manifestou nas redes sociais | REPRODUÇÃO

Rocinha. PF prende 5 PMs por ligação com o tráfico A PF (Polícia Federal) prendeu ontem cinco PMs da UPP (Unidade de Polícia Pacificadora) da Rocinha, no Rio de Janeiro, suspeitos de receber propina para colaborar com o tráfico. Além deles, também foi presa Danúbia de Souza Rangel, mulher de Antônio Francisco Bonfim Lopes, o Nem da Rocinha, que cumpre pena em presídio de segurança máxima. Segundo a PF, a função de Danúbia era repassar as orien-

FALE COM A REDAÇÃO

EXPEDIENTE

leitor.bsb@metrojornal.com.br 061/3966-4607

Metro Brasil. Presidente: Cláudio Costa Bianchini (MTB: 70.145) Editor Chefe: Luiz Rivoiro (MTB 21.162). Diretor Comercial e Marketing: Carlos Eduardo Scappini Diretora Financeira: Sara Velloso. Diretor de Tecnologia e Operações: Luiz Mendes Junior Gerente Executivo: Ricardo Adamo Coordenador de Redação: Irineu Masiero. Editor-Executivo de Arte: Vitor Iwasso

COMERCIAL: 061/3966-4615

O jornal Metro circula em 24 países e tem alcance diário superior a 20 milhões de leitores. No Brasil, é uma joint venture do Grupo Bandeirantes de Comunicação e da Metro Internacional. É publicado e distribuído gratuitamente de segunda a sexta em São Paulo, Brasília, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Curitiba, Porto Alegre, ABC, Santos, Campinas e Grande Vitória, somando 510 mil exemplares diários.

Metro Brasília. Diretor-editor: Cláudio Humberto. Editor-Executivo: Lourenço Flores (MTB: 8075) Diagramação: Natalia Xavier. Gerente Executivo: Vandler Paiva Grupo Bandeirantes de Comunicação Brasília. Diretor Geral: Flávio Lara Resende

Editado e distribuído por Metro Jornal S/A. Endereço: SBS Quadra.02 - Bloco "Q" - Ed. João Carlos Saad - 15º andar, CEP 70070-120, Brasília, DF, Tel.: 061/3966-4615. O jornal Metro é impresso na Gráfica Moura.

tações do chefe do bando preso para os demais membros da quadrilha na comunidade. Já os policiais seriam responsáveis por repassar informações sobre investigações e futuras operações na Rocinha. Os cinco policiais, que não tiveram os nomes divulgados, serão indiciados por tráfico de drogas e associação para o tráfico. Segundo a secretaria estadual de Segurança, 1.640 policiais já foram expulsos por corrupção. METRO RIO

Filiado ao


BRASÍLIA, TERÇA-FEIRA, 1º DE ABRIL DE 2014 www.readmetro.com

{BRASIL}

|03|◊◊

Governo pede desculpas

Golpe de 1964. Ministro da Justiça afirma que é dever do Estado assumir responsabilidade pelos crimes cometidos durante a ditadura Cinquenta anos após o golpe militar, o governo assumiu ontem, num gesto inédito, a responsabilidade pelos crimes e atos de violência cometidos durante a ditadura no Brasil. O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, usou o ato público ‘Para não repetir – 50 anos do golpe militar’, promovido pela OAB (Ordem dos Advogados do Brasil), para fazer críticas aos antigos ocupantes do cargo que preferiram se omitir a tratar do assunto, e pediu desculpas às vítimas dos anos de chumbo. “O Estado brasileiro pede desculpas por aquilo que foi feito na época da

ditadura, pelas mortes, pelas torturas, pelas famílias que choraram. É algo que mostra um novo tempo, uma realidade democrática que nós temos hoje orgulho de ter conquistado”, declarou. O governo também prestou homenagens aos mortos e desaparecidos vítimas do regime militar, entre 1964 e 1985, e falou em dívida histórica. “O dia de hoje exige que nós lembremos e contemos o que aconteceu. Devemos isso a todos os que morreram e desapareceram, devemos aos torturados e perseguidos, devemos às suas famílias, devemos a todos os brasi-

leiros”, declarou a presidente Dilma Rousseff. Ela afirmou ainda que ‘por 21 anos nossas instituições, nossa liberdade, nossos sonhos foram calados’, mas disse que o Brasil pode tirar lições da ditadura. “Aprendemos o valor da liberdade, o valor de um Legislativo e de um Judiciário independentes e ativos. Aprendemos o valor da liberdade de imprensa, o valor de eleger pelo voto direto e secreto de todos os brasileiros. Aprendemos o valor de ir às ruas”, disse. MARCELO FREITAS METRO BRASÍLIA

Campanha pela revisão da lei de anistia terá apoio do Senado A Anistia Internacional lança hoje uma campanha virtual para coletar assinaturas à favor do pedido da revisão da Lei de Anistia no Brasil. Uma decisão do STF (Supremo Tribunal Federal), tomada em 2010, proíbe que agentes do Estado que participaram de tortura, mortes e desaparecimento de corpos durante a ditadura sejam punidos. A lei foi editada em 28 de agosto de 1979, durante o regime militar. Uma reviravolta na decisão terá apoio da Subcomissão Permanente da Memória, Verdade e Justiça do Senado. “Teremos total engajamento”, afirmou o presidente do colegiado, senador João Capiberibe (PSB-AP). 50 dias A campanha intitulada ‘50

JOSÉ EDUARDO CARDOZO, MINISTRO DA JUSTIÇA

Senado lembrou os 50 anos do golpe | GERALDO MAGELA/AGÊNCIA SENADO

Pelo Brasil

1. FÁBIO RODRIGUES POZZEBOM/ABR 2. EDILSON LIMA/AG. A TARDE/FOLHAPRESS 3. DANILO VERPA/FOLHAPRESS 4. RAPHAEL LIMA/DIVULGAÇÃO

“As cicatrizes podem ser suportadas e superadas, porque hoje temos uma democracia, podemos contar nossa história. Aprendemos o valor da liberdade.” PRESIDENTE DILMA ROUSSEFF

1 Campanha está no site da Anistia Internacional | REPRODUÇÃO

dias contra a impunidade’ vai coletar assinaturas por meio de petição eletrônica. A revisão da lei de anistia, segundo a entidade, respeitaria a decisão da Corte Interamericana de Direitos Humanos, que prevê a punição de crimes contra a humanidade cometidos durante o regime militar. Além disso, a Anistia Inter-

nacional pede a inclusão dos crimes contra a humanidade e de guerra no direito brasileiro e apoio e desenvolvimento de políticas de memória, como a abertura de arquivos e o estabelecimento de museus, para manter presente a história das violações de direitos humanos no Brasil. METRO BRASÍLIA

Congresso atuou no golpe O golpe de 1964 teve participação fundamental do próprio Congresso, segundo relatos apresentados ontem durante a sessão para lembrar os 50 anos da ditadura ontem, no Senado. O então consultor-geral da República, Waldir Pires lembrou que a iniciativa de apoiar o golpe militar partiu do então presidente do Congresso Nacional, senador Auro de Moura Andrade. Ele contou que, junto com o então chefe da Casa Civil,

“Me lembro de figuras que ocuparam o mesmo posto e disseram ‘nada a declarar’. Eu, não. Eu tenho o dever constitucional de pedir perdão.”

Darcy Ribeiro, escreveu uma carta de sete linhas afirmando que o presidente João Goulart tinha ido para Porto Alegre e não abandonado o país, como afirmavam os militares. O documento foi lido em plenário pelo líder do governo no Congresso na época, Doutel de Andrade. O ato foi ignorado e Auro de Moura declarou a presidência vaga e empossou o presidente da Câmara, Ranieri Mazzilli, no cargo. “Foi um dos atos mais de-

ploráveis e vergonhosos da história política brasileira”, avaliou Waldir Pires. “O primeiro golpe foi o Congresso quem deu”, admitiu o senador Pedro Simon (PMDB-RS). Quatro anos mais tarde, o Congresso foi vítima da ditadura: foi fechado pelo AI-5, principal decreto que acabou com as garantias do país. No fim, 181 parlamentares foram cassados: 173 deputados e oito senadores. METRO BRASÍLIA

2

“Relembrar é necessário para conhecer a história e para garantir que no futuro algo tão desenfreado jamais se repita.” MARCUS VINÍCIUS COELHO, PRESIDENTE DA OAB

3

4 1. A casa do coronel Brilhante Ustra, em Brasília, foi alvo de protestos. Ele comandou o DOICodi de 1970 a 1974. 2. A Assembleia Legislativa da Bahia devolveu simbolicamente o mandato de 13 deputados estaduais cassados pela ditadura. 3. Manifestantes fizeram o protesto ‘Ditadura Nunca Mais’ na antiga sede do DOI-CODI, em São Paulo. 4. No Rio, a antiga sede da OAB recebeu uma placa para homenagear uma funcionária morta com uma carta-bomba, em agosto de 1980.

“Devemos lamentar o período sombrio pelo qual passamos, mas sobretudo lutar a cada dia para ampliar a nossa democracia.” LUIZ INÁCIO LULA DA SILVA, EX-PRESIDENTE

“A destituição de Jango foi um dos atos mais deploráveis e vergonhosos da história política brasileira.” WALDIR PIRES, CONSULTOR-GERAL DA REPÚBLICA À ÉPOCA DO GOLPE


|04|

Política

BRASÍLIA, TERÇA-FEIRA, 1º DE ABRIL DE 2014 www.readmetro.com

{BRASIL}

CLÁUDIO HUMBERTO WWW.CLAUDIOHUMBERTO.COM.BR

PMDB DESISTE DE ANTECIPAR CONVENÇÃO ANTIDILMA Diante da indefinição sobre o cenário eleitoral de outubro, os “rebeldes” do PMDB desistiram de antecipar a convenção nacional, que definirá a manutenção da aliança com o PT pela reeleição da presidenta Dilma. A avaliação do partido é de que qualquer decisão agora seria precipitada, em meio a eventual CPI contra a Petrobras e ao possível retorno de Lula. A ordem no PMDB é deixar como está para ver como é que fica.

COM ANA PAULA LEITÃO E TERESA BARROS

‘NANSEI’ DE NADA Além da velha refinaria americana de US$ 42,5 milhões, pela qual pagou US$ 1,2 bilhão, a Petrobras fechou em 2008 a compra de outra refinaria em Okinawa (Japão), por US$ 70 milhões, chamada... Nansei. Lembra muito o lema “Não sei”, em voga no então governo Lula.

SIGA O DINHEIRO

“Por 21 anos, nossas liberdades, nossos sonhos foram calados.” PRESIDENTA DILMA ROUSSEFF SOBRE O REGIME MILITAR INSTALADO EM 31 DE MARÇO DE 1964

SINAL AMARELO A queda de Dilma nas pesquisas, para tristeza do vice Michel Temer, só acendeu sinal amarelo no PMDB, que torce pela volta de Lula.

MÃOS ATADAS Sem controle da bancada da Câmara, onde o líder Eduardo Cunha (RJ) reina absoluto, Michel Temer nem tentou evitar a CPI da Petrobras.

BRIGA INTERNA Maurício Quintella (PR-AL) | LÚCIO BERNARDO JR./AGÊNCIA CÂMARA

Indicado para coordenar a comissão externa que investigará denúncias contra Petrobras, o deputado Maurício Quintella (PR-AL) deverá traçar plano de trabalho nesta quarta (2), quando serão abertos os trabalhos.

ESCAFEDEU-SE Renan Calheiros (PMDB-AL) | MARCELO CAMARGO/ABR

Deputados do PMDB irão jantar hoje com Michel Temer, e acusar o senador Renan Calheiros de aproveitar a CPI para negociar cargos.

DUAS MEDIDAS Dos R$ 330 milhões em “restos a pagar” em emendas, prometidos por Dilma a aliados, R$ 110 milhões são do PT, e R$ 11 milhões do PMDB.

APESAR DOS MILHÕES, SEDE DA UNE NÃO SAI DO PAPEL Um dos maiores símbolos da ditadura que se instalava no Brasil foi a destruição, por incêndio, da sede da União Nacional dos Estudantes (UNE), em 1º de abril de 1964. Exatos 50 anos depois, placas de alumínio escondem o mato e mais de R$ 50 milhões do Tesouro Nacional, concedidos no governo Lula para “construção da nova sede”. Até hoje a sede não foi construída. Talvez por culpa da ditadura...

OBSEQUIOSO SILÊNCIO Controlada pelo PCdoB, que aboliu eleição direta para sua diretoria, a UNE agradeceu com silêncio as generosas doações do governo Lula.

NÃO VI, NÃO OUVI, NÃO FALO Após as doações milionárias, a UNE passou a ignorar denúncias contra o governo, do mensalão a questões específicas sobre educação.

O PETRÓLEO ERA NOSSO A UNE liderou lutas históricas, como a da criação da Petrobras, e 50 anos depois nem se importa com denúncias de malfeitorias na estatal.

Autor de petição para cassar o registro da OAB de Roberto Jefferson, o advogado Wambert Di Lorenzo diz que ação “sumiu” da OAB-DF, para onde foi encaminhada: “Eles nem sequer localizam o processo”.

É O MÍNIMO Preterida para disputar o Senado pela chapa de Henrique Alves (PMDB), a deputada Fátima Bezerra – que deve apoiar Robinson Faria (PSD) – cobrou do PT neutralidade de Dilma no Rio Grande do Norte.

RESPOSTA ÀS BASES Pressionado pelos médicos, o suplente Paulo Davim (PV) tenta negociar com o ministro Garibaldi Alves (Previdência) autorização para assinar a CPI da Petrobras, mas somente se sua criação for inevitável.

BRASIL PATINANDO

PODER SEM PUDOR DIÁLOGO DE SURDOS

Portugal andou com pires na mão, mas começa a se recuperar a taxas de crescimento notáveis: sua produção industrial subiu 3,8% em fevereiro. Os portugueses já ganharam o direito de rir do Brasil.

INVESTIDA O PMDB vai fazer maratona de eventos para lançar 21 pré-candidatos a governos estaduais, e seis a vice, nos próximos meses. Neste fim de semana, foi a vez de Henrique Alves (RN) e Confúcio Moura (RO).

OLHA O NÍVEL Os produtores do filme “Bruna Surfistinha”, sobre a conhecida garota de programa, tentam agora emplacar “SOS Pé na Bunda”, autorizados pelo Ministério da Cultura a captar R$ 1 milhão em renúncia fiscal.

PENSANDO BEM... ...está esclarecido: o contrato da Petrobras para comprar a refinaria de Pasadena, nos EUA, foi assinado em 1º de abril.

Quando alguém comentou a excelência do filme “Olga”, durante um jantar com políticos, o então presidente Lula contou seu diálogo de surdos com o lendário líder comunista Luiz Carlos Prestes, nos

tempos em que era sindicalista do ABC e organizava o Partido dos Trabalhadores: - Ele disse que o meu problema é que eu não era um “operário científico”. Até hoje eu não sei o que é isso...


|06|

BRASÍLIA, TERÇA-FEIRA, 1º DE ABRIL DE 2014 www.readmetro.com

{BRASÍLIA}

Urbanistas denunciam agressões à arquitetura Questões urbanas. Epidemia de mármores e pastilhas no Plano Piloto ameaça a qualidade arquitetônica dos prédios mais antigos

Pilotis que eram livres vão ganhando salões de festas | ANDRESSA ANHOLETE/METRO BRASÍLIA

Uma moradora da Asa Norte conta que se aborreceu na reunião de condomínio porque os vizinhos decidiram revestir a fachada do prédio com granito. Construído nos anos 1980 sob os preceitos do modernismo brasileiro, o edifício poderia ser classificado como exemplo da melhor arquitetura já praticada no DF. Os apartamentos do prédio dela são vazados -- vão de um lado a outro da construção. As fachadas são de concreto aparente e, no piso do pilotis, há aquela granitina clara que já foi o revestimento mais usado nas superquadras do Plano Piloto. “Acho lindo, mas eles querem ‘valorizar’”, lamenta. História Não é questão de gosto, mas de respeito ou não à história da cidade, alegam especialistas. Professor de Arquitetura da UnB, Benny Schvarsberg lamenta que os revestimentos da ‘moda’ estejam substituindo os originais. “As características dos prédios estão sendo perdidas com o argumento de ‘modernizar’, ‘atualizar’, ‘valorizar’”, conta. Uma coisa que irrita o professor da UnB sobremaneira é a necessidade de se preencher os espaços vazios das empenas cegas dos edifícios. As empenas cegas são as paredes laterais dos prédios mais antigos. De uns anos pa-

Fechamento de varandas prejudica a ventilação | ANDRESSA ANHOLETE/METRO BRASÍLIA

“O concreto aparente tem muita beleza. Ele realça o desenho do prédio e não briga com o entorno. Não há necessidade de reformar, basta que seja conservado.” MARTA ADRIANA, PROFESSORA DA UNB

“Moradores estão alterando edificações paradigmáticas. Eles têm necessidade que elas pareçam novas, mas o bonito é justamente a história que contam.” Desenhos ocupam paredes laterais | ANDRESSA ANHOLETE/METRO BRASÍLIA BENNY SCHVARSBERG, PROFESSOR DA UNB

ra cá, elas vêm ganhando novos revestimentos e, em alguns casos, até desenhos. “A característica do modernismo arquitetônico é a limpeza, a ausência de detalhes. A elegância do prédio fica para trás quando se acrescentam coisas”, afirma o especialista. A professora da UnB Mar-

ta Adriana Bustos Romero também já detectou uma ‘epidemia’ de mármores e pastilhas. “O melhor da arquitetura brasiliense é sua leveza. As modificações vão pesando no desenho dos prédios, na paisagem da cidade.” Além disso, Marta Adriana pondera que as interven-

ções nem sempre estão sintonizadas com o conforto ambiental proporcionado pelos projetos originais. “Se você substitui um cobogó ou fecha uma varanda, perde ventilação”, comenta. Outro exemplo funesto, segundo a especialista, é a ocupação dos pilotis com sa-

lão de festas, academia de ginástica, bicicletário e por aí vai... “É uma agressão à ideia da cidade livre e desimpedida e ao título de patrimônio da humanidade que Brasília possui”, pontua Marta Adriana. Educação patrimonial Na prática, o que é tombado é o desenho urbano da cidade. Os proprietários dos prédios têm liberdade de fazer o que quiserem nas fachadas. A ocupação dos pilotis é proibida por lei, mas há décadas o poder público tem fechado o olho para o desrespeito. “A assembleia do condomínio é soberana para decidir o que fazer, o síndico não pode ser crucificado por tocar alterações decididas pelos moradores”, afirma o presidente do Sindicondomínio (Sindicato dos Condomínios), José Geraldo Dias Pimentel. O representante dos síndicos deixa claro que não defende modificações em prédios tradicionais e recomendaque sempre que arquitetos sejam contratados para elaborar os projetos de reforma. Schvarsberg, da UnB, destaca a importância da educação patrimonial: “O próprio mercado imobiliário precisa acrescentar valor aos prédios que mantêm sua história. Isso é educação patrimonial”. ÉRICA MONTENEGRO METRO BRASÍLIA

Excelência Especialistas apontam as características da melhor arquitetura já praticada no Plano Piloto: •

r dio em l mi a. Os prédios mais antigos têm apenas 12 metros de largura. Os apartamentos são vazados, com amplas janelas na frente e cobogós ao fundo, o que permite uma melhor circulação do ar.

im li idade. Os revestimentos são simples. Nas fachadas, era comum que apenas o vidro quebrasse a predominância do concreto. No piso do pilotis, era colocado apenas uma granitina para permitir a sensação de calçamento que este espaço, que é público, deveria ter.

ilo i li re. Lucio Costa queria que o espaço embaixo dos prédios estivesse desimpedido para os pedestres, por isso apenas as projeções foram negociadas. Nos edifícios mais antigos, no espaço térreo não havia nem guarita para o porteiro.


BRASÍLIA, TERÇA-FEIRA, 1º DE ABRIL DE 2014 www.readmetro.com

{BRASÍLIA}

|07|◊◊

Metroviários anunciam greve a partir de sexta Transporte. Paralisação por tempo indeterminado deve afetar cerca de 140 mil pessoas que usam os trens diariamente. Sindicato diz que apenas 30% da equipe vai trabalhar O fim da semana deverá trazer muitas dificuldades para os usuários do Metrô. Sem acordo com o governo, os servidores da empresa decidiram, em assembleia, iniciar uma paralisação a partir da 0h da próxima quinta-feira. A previsão é de que apenas 30% dos funcionários, o mínimo exigido por lei, trabalhem a partir de sexta. Cerca de 140 mil pessoas utilizam diariamente o meio de transporte, que liga o Plano Piloto a cidades como Guará, Taguatinga, Ceilândia e Samambaia. Os metroviários querem 10% de aumento e o cumprimento de promessas como a melhoria nas condições de trabalho. “Eles entendem que tivemos um reajuste diferenciado no ano passado e Policiamento

“O governo não cumpriu o acordado na última negociação nem apresentou proposta agora. E tememos que não dê tempo de homologar o concurso ainda este ano.” LUCIANO COSTA, DO SINDIMETRÔ-DF

Ainda não há plano de contingência previsto | ANDRESSA ANHOLETE/METRO BRASÍLIA

agora só ofereceram a inflação, mas o que tivemos foi uma recuperação de perdas dos últimos anos”, protesta o coordenador-geral do Sindicato dos Metroviários do DF, Luciano Costa. ‘Escravos de Jó’

Policiais reforçarão segurança na UnB nesta semana

Música irá anunciar chegada da coleta seletiva

A PM e o Detran recomeçaram ontem uma ação preventiva de segurança na UnB. A medida havia sido tomada em outubro do ano passado, para ajudar a diminuir os índices de furtos nos estacionamentos. A ação, porém, deve durar só esta semana, já que no dia 8 o movimento diminui, com o fim das colações. METRO

A música infantil ‘Escravos de Jó’ será o sinal sonoro de que o caminhão da coleta seletiva está chegando. A medida foi anunciada ontem para que as pessoas se atentem para os horários do caminhão que faz a coleta. A música foi escolhida para sensibilizar as crianças, para que elas ajudem na separação do lixo. METRO

Ainda há, porém, a possibilidade de cancelamento da greve, segundo o sindicalista. “Basta que a diretoria e o governo nos chamem para conversar e apresentem uma proposta que a categoria aceite.”

Sem resposta Procurado pela reportagem, o Metrô informou apenas que o anúncio de greve está sendo analisado pelo departamento jurídico da empresa. RAPHAEL VELEDA METRO BRASÍLIA

Eleitores aguardam em cartório na 512 Sul | ANDRESSA ANHOLETE/METRO BRASÍLIA

Biometria. Último dia foi de longas filas em cartórios Terminou ontem o prazo definido pela Justiça Eleitoral para o recadastramento biométrico dos eleitores. O último dia foi marcado por enormes filas nos cartórios eleitorais e na sede do Tribunal Regional Eleitoral, e muita gente não conseguiu fazer o procedimento. O último balanço divulgado ontem pelo TRE, que ainda não era o número definitivo, mostrava que aproximadamente 185 mil eleitores, 10% do total de 1,8 milhão dos cadastrados no DF, não haviam

feito a biometria. Oficialmente, quem não compareceu teve o registro eleitoral cancelado e, além de não poder votar nas eleições, ficará impedido de tomar posse em cargos públicos e tirar ou renovar passaporte até regularizar a situação. O TRE, contudo, convocou para hoje uma entrevista para anunciar “novidades” sobre o processo. Na Paraíba, onde a biometria também está sendo realizada, o prazo foi estendido até 7 de maio pela Justiça Eleitoral. METRO BRASÍLIA

Estudante. DFTrans muda Estrutural. Catadores regras de entrega do passe querem indenizações A concessão do passe estudantil a estudantes passará por uma reformulação. Os menores de 18 anos só irão receber o cartão com o benefício na presença dos pais, a menos que sejam legalmente emancipados. “Essa medida visa tornar mais segura a concessão do benefício”, afirma o diretor do DFTrans, Marco Antonio Campanella. A medida valerá para todas as solicitações de novos cadastros de estudantes.

Caso os pais do estudante não possam comparecer ao DFTrans para retirar o cartão, deverão preencher e assinar um formulário que foi disponibilizado no site do órgão. Ainda será necessário apresentar uma cópia do RG para que os funcionários do órgão verifiquem a autenticidade da assinatura. Só com este documento, os alunos poderão retirar o cartão. O procedimento de cadastramento continua o mesmo. METRO BRASÍLIA

Cerca de cem catadores organizaram uma manifestação na manhã de ontem para cobrar indenizações pelos prejuízos de saúde que tiveram por trabalharem no lixão da Estrutural. O depósito de resíduos sólidos deve ser fechado até o fim de maio, de acordo com o SLU. Os catadores também exigem que o GDF construa estruturas para que eles continuem trabalhando na separação do lixo. METRO BRASÍLIA

Cem catadores protestaram | ANDRESSA ANHOLETE/METRO BRASÍLIA


|08|

BRASÍLIA, TERÇA-FEIRA, 1º DE ABRIL DE 2014 www.readmetro.com

{MUNDO}

DIVULGAÇÃO/BAND

Os jornalistas Fernando Mitre, Fabio Pannunzio e Ricardo Boechat, do programa Canal Livre, da Band, viajaram ao Uruguai para entrevistar o presidente do país, José Mujica, 78. Eleito em 2009, “El Pepe”, como é conhecido, vive com a mulher, Lucía Topolansky, em uma casa modesta na zona rural de Montevidéu, doa a maior parte do seu salário a pessoas carentes e se locomove em um Fusca 1987. Leia a seguir destaques da entrevista. A descriminalização da maconha Tudo que vínhamos fazendo não dava resultado. Havia cada vez mais consumidores e, sobretudo, muito pior, o narcotráfico, que aumenta o grau de violência e corrupção em várias esferas da sociedade. Então pensamos naquele conselho: “Se quer mudar, não pode seguir fazendo a mesma coisa”. A desconfiança da sociedade Não acho (que pode comprometer a prática). É natural que as pessoas tenham medo. Mas não se mede a consequência de continuar com uma política que a humanidade aplica há cem anos e multiplica o preço, o grau de violência, e não estanca o vício. Não temos todas as respostas. O funcionamento do projeto Não somos defensores do consumo da maconha, somos inimigos, como somos inimigos do tabaco e do álcool. Se eu fumo um ou dois cigarros de maconha por semana, não está bem, mas é aceitável. Mas se uma pessoa começa a ficar alterada pelo consumo, precisa ser tratada. Talvez seja atendida apenas como um resto humano. A clandestinidade do consumo ajuda a incentivar as consequências negativas. O vício da maconha Não caímos na besteira de dizer que a maconha é uma droga leve. Não é. Todo vício é ruim, seria melhor que não existisse. Tenho no Uruguai 150 mil consumidores, talvez 200 mil. Não quero deixá-los na clandestinidade. Queremos que o Estado intervenha para que possamos atendê-los a tempo. E queremos que seja uma experiência muito séria, porque nós não temos de difundir o vício. A venda legal da maconha no Uruguai e o tráfico Nos EUA, venderam aberta-

Mujica é entrevistado em sua casa pelos jornalistas Fernando Mitre, Fabio Pannunzio e Ricardo Boechat (da esq. para a dir.)

‘PEPE’ MUJICA Em entrevista ao programa Canal Livre, da Band, o presidente do Uruguai fala sobre maconha, aborto, ditadura no Uruguai e prisioneiros de Guantánamo. E reconhece:

‘SOU UM LÍDER EXÓTICO’ mente em alguns Estados. Houve gente que comprou e foi vender onde era proibido. Nós não vamos vender aqui para que seja revendido depois no Brasil, na fronteira... (O projeto) não existe para incentivar o vício. Serão quantidades pequenas e controladas, identificadas. Vamos aplicar as mesmas leis da reserva da aplicação financeira. Hoje há farmácias que podem vender ópio e certas drogas que viciam, mas isso é controlado. Vamos usar os mesmos mecanismos de controle. Por isso precisamos de plantas clonadas, que tenham uma identidade na sua composição molecular. Os usuários da droga Vamos preservar a identidade do consumidor. Não vamos publicar no noticiário. Teremos um registro. A produção da maconha É possível que a produção seja privada, mas será em áreas militares vigiadas. Não vamos plantar por todos os lados, tem que ser bem controlado. E se der errado? Teremos de mudar de política e ver por que não funcionou. Não se pode ser

fanático. Temos de ter a audácia de inovar. Mas quando a inovação está errada deve-se renovar o caminho. A regulação do sal Não colocamos sal (nas mesas dos restaurantes). Se você quer sal, pede e te trazem. Não favorecemos o consumo. Sabemos que é prejudicial. Não o proibimos, mas não favorecemos. Um país ‘de vanguarda’ O Uruguai sempre foi um país muito vanguardista. O divórcio, por desejo da mulher, se estabeleceu na década de 1910. Somos um país muito pródigo em legislação social. É um país laico, muito laico. Mas é um país pequeno. O que podemos fazer não é possível para um país com as dimensões do Brasil. O aborto Simplesmente ninguém gosta do aborto. Não somos favoráveis ao aborto. Mas acreditamos que boa parte das mulheres está sozinha. Se as deixamos sós, favorecemos sua tragédia. O primeiro atendimento é psicológico -- e oferecemos todo o apoio se a mulher quiser retificar a decisão que tomou. Com isso conseguimos salvar. A política

que aplicamos existe para salvar vidas, assegurar a vida da mãe e tratar que em muitos casos a mulher volte atrás. Se mantivéssemos como era antes, negando a realidade, as mulheres continuariam fazendo (abortos) clandestinamente em más condições. Assim elas se sentem pecadoras e não resgatamos ninguém. O que fazemos é colocar em perigo a vida da mulher, especialmente nos setores mais pobres da sociedade. A violência no Uruguai O índice de criminalidade aumentou e está muito ligado ao narcotráfico. Surgiram crimes que não existiam, como o ajuste de contas. Vemos que isso se multiplica. Isso é pior que a droga. Muito pior, porque começa a encher a sociedade de violência, estabelece o mundo do crime nas cadeias. (É) uma maneira de pensar onde se perdem todos os limites. Mesmo o mundo do crime tinha uma ética, valores, coisas que não podiam ser feitas. Com o narcotráfico é plata o plomo (dinheiro ou bala). As críticas sobre a falta de tempo e dinheiro para dar efetividade à lei Vamos ter dificuldades,

com certeza. Mas vamos tentar aproveitar os recursos que o Estado já tem. Por isso mencionei a questão militar, há terras aos montes abandonadas. Nem tudo se arruma gastando. É necessário usar os meios que já temos em mãos. Já temos os funcionários públicos. Temos de aproveitar as pessoas que já estão trabalhando, com capacitação. Governo de continuidade com modificações Há um setor de economia de autogestão, gerenciada pelos próprios trabalhadores. E criamos um fundo do lucro que o maior banco do Estado tem. Uma parte tem de ir para incentivar essa atividade essencialmente. Criamos um mecanismo porque em geral as iniciativas empresariais são de pessoas que têm dinheiro. Quem não tem dinheiro não tem crédito. E se não tem empréstimo, como começam? É como a discussão de quem veio primeiro, o ovo ou a galinha. O mais difícil para os trabalhadores é aprender a ser patrão de si mesmo. Reduzir o estado paternalista. Os prisioneiros de Guantánamo O Uruguai é filho de imi-

grantes. Todos nós temos um avô ou uma bisavó que veio fugido de algum lugar, por fome, guerra ou necessidade. É um país de refúgio, de refugiados que vieram com a sua dor de todas as partes. É uma barbaridade o que fizeram aí (em Guantánamo). É uma cadeia clandestina, com presos que não tiveram julgamento, nem juiz, nem defesa, nunca. (Estão presos) sem acusação há 12 anos. E não sabem o que fazer porque não querem levá-los aos EUA, certo? O mínimo que podem fazer é dizer-lhes: “Se quiserem, aqui terão um lugar para viver”. Eu morreria de vergonha se não tivesse a coragem de enfrentar o mundo porque essa é uma questão de princípios. Eu fiquei preso por uma causa, fui julgado. Um líder ‘exótico’ Sou consciente de que sou um pouco exótico no mundo que tenho de viver. As repúblicas vieram como uma negação à monarquia divina. Vieram para confirmar que somos todos iguais. Os governos tendem a viver e criar um modo de viver parecido ao modo de viver dos setores acomodados, e não da maioria da população. Tenho muito claros meus costumes, meu modo de ser. É como a maioria do meu povo. Opto por viver e gastar como eles vivem e gastam. Não preciso de mais. Não é que não tenhamos interesse. Temos interesse no coração, não no bolso. A Suíça da América Latina? Percebemos que isso seria um erro. Seria viver explorando negativamente a região. E a região é muito maior que nós. Não podemos permitir isso, viver às custas dos demais. Além disso, a Suíça pôde fazer isso (lavanderia fiscal) porque estava ao lado de França e Alemanha. Nós estamos ao lado de Argentina e Brasil, é diferente. As lições da ditadura no Uruguai Este é um dos problemas mais duros que nos deixaram de herança. São dores e injustiças muito difíceis de esclarecer. Há um pacto de silêncio. Mas mesmo com essas limitações tratamos de fazer todas as investigações que pudermos. Os responsáveis foram processados e estão presos. E o Estado se responsabilizou pelo que passou. Seguimos trabalhando para esclarecer a verdade. BAND


BRASÍLIA, TERÇA-FEIRA, 1º DE ABRIL DE 2014 www.readmetro.com

{CULTURA}

|09|◊◊

Premiê russo faz visita à Crimeia Desafio. Viagem de Dmitri Medvedev ocorre apenas horas após encontro entre Washington e Moscou e irrita Kiev e o Ocidente O primeiro-ministro russo, Dmitri Medvedev, fez uma visita surpresa ontem à Crimeia, em um claro sinal de desafio de Moscou diante das sanções impostas pelo Ocidente. O premiê anunciou planos para transformar a península recém-anexada pela Rússia em uma zona econômica especial, apesar da pressão pela devolução à Ucrânia. Logo depois de pousar na principal cidade da Crimeia, Simferopol, Medvedev se reuniu com ministros que o acompanhavam, apresentando propostas para estimular a precária economia da região. “Nosso objetivo é tornar a península atraente para possíveis investidores, para que ela possa gerar renda suficiente para seu próprio desenvolvimento”, disse o premiê. Diante de bandeiras russas em um discurso transmitido pela TV, Medvedev disse ainda que “há oportunidades” para isso e que “tudo” foi levado em consideração. A visita irritou Kiev

Medvedev participa de cerimônia em Sevastopol

e o Ocidente, que acusam o presidente russo, Vladimir Putin, de se apropriar ilegalmente do território após um referendo realizado no mês passado. Medvedev chegou a Sim-

| ALEXANDER ASTAFYEV/REUTERS

feropol horas depois de uma reunião, em Paris, entre o secretário de Estado dos EUA, John Kerry, e o chanceler russo, Sergei Lavrov, na noite de domingo. No encontro, Kerry reiterou que Washing-

ton considera a anexação “ilegal e ilegítima”. Deixando claro que Moscou não tem a intenção de devolver a Crimeia, o premiê apresentou medidas para elevar os salários dos 140 mil

funcionários públicos, transformar a região em polo turístico, proteger as ligações energéticas da Rússia com a península e melhorar estradas, ferrovias e aeroportos. Também ontem, Putin

telefonou para a chanceler alemã, Angela Merkel, e assegurou ter ordenado uma retirada parcial de tropas russas da fronteira leste da Ucrânia. Um porta-voz da chancelaria alemã disse também que os dois chefes de Estado “discutiram os próximos passos para estabilizar a situação na Ucrânia e na Transnístria”. Os ministros de Exteriores de Alemanha, França e Polônia sugeriram ontem a realização de uma conferência internacional sobre a crise após as eleições presidenciais na Ucrânia, previstas para maio. “Para enviar um forte sinal de apoio, consolidar os esforços internacionais e discutir reformas, sugerimos a realização de uma conferência sobre a formação de apoio, incluindo a assistência técnica para a Ucrânia após as eleições”, disseram os ministros em um comunicado, depois de uma reunião em Berlim. “Apreciaríamos muito a participação da Rússia”. METRO

ECONOMIA

Bolsa sobe 7% e lidera lucratividade em março Aplicações. Ibovespa tem melhor desempenho desde janeiro de 2012 e fecha aos 50.576 pontos. Para analistas, entretanto, alta pode ser pontual. Dólar e ouro registram perdas Com uma alta de 1,30% ontem, a Bolsa de Valores encerrou o mês de março com uma valorização de 7,4% e liderou o ranking de investimentos. O Ibovespa, principal índice do mercado de ações, teve o melhor desempenho mensal desde janeiro de 2012, fechando aos 50.576 pontos. Na outra ponta do ranking de investimentos, estão o ouro e o dólar, com quedas de 4,26% e 3,13%, respectivamente em março. No período, a estimativa para a inflação medida pelo IPCA é de 0,84%. A Bolsa foi beneficiada por um fluxo positivo de recursos, especialmente de investidores estrangeiros. Apesar de ter emendado o 11º pregão seguido de alta,

RANKING DE RENTABILIDADE >> >> >> >> >> >> >> >> >> >>

APLICAÇÃO

MARÇO

IBOVESPA FUNDOS DE AÇÕES LIVRE FUNDOS DE RENDA FIXA IPCA * FUNDOS REFERENCIADOS DI CDI POUPANÇA ANTIGA POUPANÇA NOVA DÓLAR COMERCIAL OURO

-2,12% 7,04% 1,11% -6,42% 0,90% 0,84% 0,81% 0,76% 0,50% 0,50% -3,51% -3,13% -4,26%

FONTES: BANCO CENTRAL, BM&FBOVESPA, TESOURO NACIONAL E ANBIMA

os especialistas avaliam que o desempenho do mês passado não representa ainda uma recuperação. “A alta parece estar relacionada ao exagero no passado dos investidores em re-

ANO

2,42% 2,09% 2,28% 2,47% 1,69% 1,69% 4,42%

*ESTIMATIVA DO BC

lação a todos ativos; dólar, Bolsa e juros”, diz Marcio Cardoso, sócio-diretor da Easynvest Título Corretora. No ano, o Ibovespa acumula queda de 2,12%. Para ele, a tendência ain-

da é de volatilidade da Bolsa neste ano, devido ao período eleitoral. No mês passado, teriam contribuído para o avanço da Bolsa a alta dos papéis das estatais em março e a pesquisa CNI/Ibope que mostrou que a aprovação ao governo da presidente Dilma Rousseff havia caído no fim do mês. O dólar fechou o último pregão do mês com avanço de 0,44%, a R$ 2,2694 na venda. Especialistas esperam que o BC continue com suas atuações no mercado de câmbio, mas talvez um pouco mais moderadas, preocupado com o impacto do dólar mais fraco sobre as exportações. Para os analistas, o piso informal para o câmbio estaria entre R$ 2,25 ou R$ 2,30. METRO

Energia. Banco aumenta risco de deficit neste ano O Citibank elevou de 71% para 94% o risco de deficit de energia no Brasil em 2014, com base nas estimativas de chuvas divulgadas pelo ONS (Operador Nacional do Sistema Elétrico) na última sexta-feira para abastecer reservatórios do Sudeste/ Centro-Oeste do país. O ONS estimou na sexta-feira que a vazão de chuvas em abril para os reservatórios dessa região, onde estão as mais importantes represas para abastecimento de energia do país, devem ser equivalentes a 83% da média histórica. “Se a estimativa do ONS para abril se tornar realidade, então as chuvas de maio a dezembro terão que chegar a 108% da média histórica para o Brasil evitar inteiramente a necessidade de racionamento”, escreveram os analistas Marcelo Britto, Kaique Vasconcellos e Stephen H Graham em relatório.

94%

Risco de deficit de energia no Brasil em 2014, segundo o Citibank. A taxa anterior era de 71% Para os analistas, um racionamento de 5% do consumo já seria necessário e o governo federal parece estar adiando a decisão por um racionamento de energia antes das eleições, na esperança de que uma recuperação das chuvas torne a medida desnecessária. Os reservatórios das hidrelétricas da região Sudeste/Centro-Oeste estão a 36,24% de nível de armazenamento, segundo dados fechados no domingo pelo ONS. A expectativa do operador é que eles estejam a 41% após as chuvas de abril, no início de maio, informou a “Reuter”. METRO


2 CULTURA

|10|

BRASÍLIA, TERÇA-FEIRA, 1º DE ABRIL DE 2014 www.readmetro.com

{CULTURA}

Arte para se sentir na ponta dos dedos

Exposição inclusiva. Mostra de serigrafias no Museu dos Correios traz maquetes idênticas às obras para serem tocadas pelo público

Maquetes são cópias táteis das telas | ANDRESSA ANHOLETE/METRO BRASÍLIA

A ideia da exposição era de que os deficientes visuais pudessem interagir com as obras, mas não há quem resista a tocar nas maquetes que reproduzem os quadros da mostra ‘Hercules Barsotti – Além do Olhar’, em cartaz no Museu Nacional dos Correios. Abaixo de cada uma das 30 serigrafias do artista paulista há um quadro de acríclico que reproduz em formato tridimensional os quadros. “A proposta é que o espectador permaneça um tempo maior na sala de exposição, que sua visita seja de fato uma nova experiência, ampliando sua percepção”, conta a curadora Cláudia Lopes. Estão em exibição 30 serigrafias, das quais 12 são coloridas e 18 em preto e

“As réplicas foram criadas para incluir as pessoas que não enxergam, mas o resultado foi foi tão interessante que todas pessoas querem sentí-las.” CLÁUDIA LOPES, CURADORA

branco. Quando Barsotti as concebeu, elas não vinham acompanhadas das réplicas. A ideia de tornar a exposição uma experiência sensorial foi tomada quando as obras que participariam de ‘Além do Olhar’ começaram a ser selecionadas. “Quando Barstotti morreu (em 2010, aos 96 anos), ele estava com a visão muito debilitada. Essa é uma forma de homenageá-lo. Quando a gente envelhe-

Concerto

CineCAL. Mostra de filmes ‘Erotismo’ começa hoje

Michael Jackson

Novo álbum “Xscape” é o nome do disco, que téra oito faixas inéditas do cantor morto em 2009. O lançamento, que sai em maio, é da gravadora Epic Records. As informações são da revista “Billboard”.

A Casa de Cultura da América Latina (CAL) realiza mensalmente uma mostra de filmes, sempre relacionada a uma temática específica. A mostra deste mês estará centrada no erotismo. Em cartaz, filmes que abordam como as pessoas lidam com a sexualidade e a sedução. “O erotismo se encontra no cinema desde sua origem como elemento de atração de massas”, informa o programa da mostra. Não é só no cinema, porém, que o erotismo está presente. Se destacam na programação as adaptações para a telona de clássicos da literatura. Entre eles o filme nacional ‘Um Copo de Cólera’, de 1999, baseado na obra homônima de 1978 do escritor Rudan Nassar. A vida do escritor norte-americano Henry Miller também baseou o filme ‘Henry e June, de 1990. A mostra começa hoje e vai até 29 de abril no auditório da CAL, que fica no Setor Comercial Sul (Q. 04, Ed. Anápolis). A entrada é franca e os ingressos são distribuídos pouco antes das sessões. As exibições são sempre às terças e quintas, às 12h30. METRO BRASÍLIA

Orquestra faz homenagem à música alemã

Casal retratado em xilogravura de Bruno Matos | DIVULGAÇÃO/CÂMARA DOS DEPUTADOS

Cena de ‘O Império dos Sentidos’

Câmara. Xilogravuras de Brasília em exposição

| DIVULGAÇÃO/CAL

Programação Exibição acontece sempre às terças e quintas, às 12h30. Confira quais são os próximos filmes da mostra: •

o e. Diário Proibido (Espanha, 2008).

• 03 de abril. Era uma Vez Eu, Verônica (Brasil, 2012). • 0 de abril. O Império dos Sentidos (Japão e França, 1976). • 10 de abril. Shame (Reino Unido, 2011).

ce, perde alguns dos sentidos, mas nem por isso deixa de sentir”, afirma Cláudia. Hercules Barsotti foi um dos principais artistas plásticos neoconcreto brasileiros do século 20. Conhecido por seu domínio das formas geométricas e das cores. As marcas do estilo de Barsotti ficam evidentes na exposição que chega a Brasília, após ter passado já por várias cidades do país, como São Paulo e Rio de Janeiro. O público em geral pode tocar nas maquetes -- mas os quadros devem ser respeitados. A mostra pode ser visitada de terça a sexta-feira, das 10h às 19h, e aos sábados e domingos, das 12h às 18h. A exposição fica na capital até 25 de maio. A entrada é gratuita. METRO BRASÍLIA

Técnica de ilustração popular no Nordeste, a xilogravura é muito valorizada também em Brasília. Uma mostra que entrou em cartaz ontem no Centro Cultural da Câmara dos Deputados reúne obras de artistas de Brasília que usam a técnica como recurso gráfico. A exposição destrincha 26 obras do artista plástico brasiliense Bruno Matos e 15 do potiguar Valdério Costa, que morou na capital federal e retratou vários monumentos da cidade usando os entalhes em madeira. Entre outras, estão em exposição gravuras do Estádio Nacional Mané Garrin-

cha, da Catedral e da Ponte JK. Matos acredita que, apesar de dar aulas da técnica, ainda tem muito a aprender sobre a técnica. “Poucas experiências valorizam e enriquecem tanto a arte quanto a xilogravura. Ela é expressão de humanidade, o respeito à diversidade, à criação e a cidadania”, comenta. A mostra fica em cartaz até 2 de maio, das 9h às 17h, no Centro Cultural da Câmara dos Deputados (10º andar do anexo IV da Câmara). Na próxima terça, dia 8, os artistas estarão na galeria para um bate-papo com o público, às 18h30. A entrada é franca. METRO BRASÍLIA

O tradicional concerto das terças-feiras da Orquestra Sinfônica do Teatro Nacional será, na edição de hoje, uma homenagem aos 500 anos da música alemã. O maestro alemão Werner Ehrhard regerá os músicos como convidado. Serão executadas obras de Handel e de Telemann. A apresentação será no Teatro Pedro Calmon, no Setor Militar Urbano, às 20h. Entrada franca. METRO BRASÍLIA Manutenção

Memorial dos Povos Indígenas fica fechado hoje Para que sejam feitas manutenções nas instalações, o Memorial dos Povos Indígenas, no Eixo Monumental, ficará fechado hoje. Amanhã o local reabre, às 9h. O memorial funciona de terça a domingo. A entrada é franca. METRO BRASÍLIA


BRASÍLIA, TERÇA-FEIRA, 1º DE ABRIL DE 2014 www.readmetro.com

{CULTURA}

|11|◊◊

Um amargo reencontro ‘Entre Nós’. No longa de Paulo e Pedro Morelli, em cartaz nos cinemas de Brasília, amigos tentam lidar com fantasmas do passado DIVULGAÇÃO

De um lado, sonhos e projetos. Do outro, amargor e frustração. Em “Entre Nós”, que está em cartaz nos cinemas, esses universos estão separados por uma diferença de dez anos. Eles definem dois momentos de um grupo de amigos loucos por literatura, que, após uma década afastados, se reencontram. “A realidade é mais dura do que a gente gostaria que fosse. A vida não acontece do jeito que a gente planeja e isso traz certo sofrimento. Isso faz parte do amadurecimento”, afirma o diretor Paulo Morelli (“Cidade dos Homens”). Foi essa trama – sobre passagem do tempo e perspectivas de futuro – que ele encontrou como ideal para conduzir ao lado do filho Pedro, 27, responsável pela codireção. “Esse tema surgiu como um meio de caminho entre nós dois. Fazer [o filme] juntos trouxe certo equilíbrio”, diz ele, referindo-se

às duas fases da turma. A primeira mostra os garotos aos 20 e poucos anos, repletos de expectativas quanto ao mundo literário. Um acidente com dois deles resulta em marcas profundas em Felipe (Caio Blat). Dez anos depois, em 2002, os amigos resolvem ler cartas que eles mesmos depositaram em uma “cápsula do tempo” no sítio de Silvana (Maria Ribeiro). O reencontro com sonhos do passado e pessoas íntimas aprofunda as fragilidades deles, motivando um acerto de contas que pode alterar os rumos de cada um. O elenco traz ainda Carolina Dieckmann, Paulo Vilhena, Julio Andrade, Martha Nowill e Lee Taylor, todos com forte entrosamento em cena. “Ficamos dois longos fins de semana na locação ensaiando e convivendo. Isso ajudou o elenco a se apropriar muito da história”, diz Morelli, que, pela primeira vez, trabalhou

Carolina Dieckmann em cena do longa

o roteiro em um programa chamado Story Touch. “O software permite enxergar o filme, traduzindo o roteiro em imagens a par-

tir de suas curvas dramáticas, a presença dos atores, as grandes viradas”, explica. Morelli torce para que o público das comédias na-

cionais descubra seu drama com toques de suspense psicológico. “[Essas bilheterias] são uma superconquista. Só acho que fal-

ta o drama crescer.” AMANDA QUEIRÓS METRO SÃO PAULO

‘Os problemas dos outros são portas de acesso aos nossos’ Emílio de Mello encarna o psicanalista Carlo Antonini na série ‘Psi’ | DIVULGAÇÃO

Depois de o público da TV paga brasileira se render ao consultório do dr. Theo na série “Sessão de Terapia”, em vias de estrear sua terceira temporada no GNT, chega a vez de a HBO explorar esse mesmo universo, mas longe do divã. “Psi”, série recém estreada no canal, é baseada nos romances de Contardo Cal-

ligaris com o personagem Carlo Antonini. Psicanalista como seu criador, o protagonista é um homem culto e meio blasé que injeta adrenalina na própria vida ao se envolver nos problemas dos outros. O diferencial é que os casos que o interessam estão na rua. Cada um dos 13 episódios da primeira temporada,

dirigida por Marcus Baldini (do filme “Bruna Surfistinha”) explora o drama de um personagem novo e, ao mesmo tempo, apresenta Carlo (Emilio de Mello) e as pessoas que o cercam, como a colega de profissão e confidente Valentina (Claudia Ohana), a ex-mulher Flávia (Aida Leiner) e os enteados Henrique (Igor Armucho) e

Marina (Bianca Vedovato). Para Calligaris, que assina o roteiro com Thiago Dottori, a densidade da problemática dos personagens faz com que cada episódio se assemelhe a um pequeno longa-metragem. “Quis que fossem personagens cuja diferença os humaniza. Diferentes, mas, ao mesmo tempo, muito próximos”, explica.

As histórias são compilações de casos acompanhados pelo psicanalista ao longo de sua trajetória. “Estou chegando aos 40 anos de clínica. Há uma massa de histórias que foram integradas à minha vida que me tornam próximo de um ator. A ficção se cria com isso, com momentos misturados que nem cartas de baralho”, diz.

Para a diretora de produções originais da HBO no Brasil, Maria Angela de Jesus, o diferencial da série está em mostrar o mundo “psi” fora do consultório. “A riqueza da série é trazer esse personagem para a vida real, mas com a preocupação de tratar os temas com propriedade”, afirma. AMANDA QUEIRÓS/ METRO SÃO PAULO


|12|

BRASÍLIA, TERÇA-FEIRA, 1º DE ABRIL DE 2014 www.readmetro.com

{VARIEDADES}

O Homem mais conectado em todo o mundo

Os invasores

Trânsito caótico

Cruzadas

Link. Há dois anos e meio, diagramador monitora seu corpo por meio de 700 sensores A próxima vez que alguém reclamar que você é viciado em tecnologia e não tira a cara do smartphone, jogue na conversa o nome do norte-americano Chris Dancy, um web designer de 45 anos, que tem mais de 700 sensores no corpo e é considerado o homem mais conectado do mundo. Em seu corpo, Dancy carrega: um Moto X, um iPhone 5S, nos pulsos um Nike FuelBand e um smartwatch Pebble, um medidor de temperatura no braço, um monitor de batimentos cardíacos. Em sua casa, sensores identificam se ele está estressado ou com mal-estar e assim a iluminação e a mú-

Leitor fala

sica ambiente da casa ficam mais agradáveis para diminuir seu estresse. De posse de todas as informações, Dancy coloca tudo na sua Google Agenda e analisa seu desempenho. Um dos benefícios da ação já pode ser visto na balança: ele perdeu 45 kg ao monitorar seus hábitos de sono e alimentação durante o período de outubro de 2012 a outubro de 2013. Chris Dancy mantém uma página na internet (www.chrisdancy.com) e já conversou com algumas empresas sobre melhorias tecnológicas como, por exemplo, em roupas inteligentes. METRO

Não há pista em Brasília com trânsito tão ruim quanto a Epia. Para pegar a saída para Sobradinho já era preciso sair com horas de antecedência e gastar litros de combustível. Agora que começaram obras na região, ficou ainda pior. Dizem que farão uma ampliação e criarão pistas expressas, mas a obra deve durar uns dois anos. Como pode? Vamos ficar dois anos em um engarrafamento pior do que já era para ver se, talvez, os prazos serão cumpridos? Está na hora de colocarem um trem, um metrô, ou seja lá o que for para nossa região. Mobilidade por carro é coisa do passado. RAONY FIGUEIRA - SOBRADINHO (DF)

Violência contra a mulher É um absurdo que estejam culpando as mulheres pelos casos de estupro. O que mais me impressiona não é a quantidade de pessoas que concordam que a roupa que a mulher veste é uma incitação ao estupro. O que me parece muito menos razoável é que a maioria das pessoas que concordem com isso sejam mulheres. Deveríamos nos defender, nos unir, não se deseja estupro para ninguém. NORMA CORRÊA - VALPARAÍSO (DF)

Metro Pergunta

Sudoku

Escolas públicas do Siga o Metro DF completaram no Twitter: 50 anos sem terem @jornal_metrobsb passado por reformas. O que há para melhorar nos colégios de Brasília? @HlioSampaio1

As escolas estão caindo aos pedaços. Muitas delas não têm nem quadro negro para que o professor escreva -- isso quando tem professor. @dandast

Acho que as melhorias no espaço são as primeiras medidas. Uma boa parte dos colégios públicos do DF não tem a menor infraestrutura.

Metro web Para falar com a redação:

leitor.bsb@metrojornal.com.br Participe também no Facebook:

www.facebook.com/metrojornal

Diagramador perdeu 45 kg ao monitorar seus hábitos | DIVULGAÇÃO/CHRIS NANCY

Horóscopo

www.estrelaguia.com.br

Está escrito nas estrelas

Sol e Urano formam conjunção em seu signo, influência para desprender-se de padrões e para ter cuidado com ansiedade nas relações.

O Sol - regente de Leão - faz conjunção com Urano, o que aumenta um desejo para se desprender de padrões e acelerar objetivos.   

Regente de seu signo, Júpiter faz aspectos tensos com Sol e Urano, impulsionando para se desprender de tudo o que impede sua autonomia.   

Com a Lua em seu signo, cuide para não tomar decisões pela emoção em algumas responsabilidades importantes que tenha.

Fará bem buscar novos conhecimentos e informações que sejam úteis para projetos e para mudar situações que causam problemas na rotina.

O bom aspecto de Mercúrio com Saturno – regente de seu signo – favorece conversas, integração social, estudos e atividades culturais.

Regente de seu signo, Mercúrio faz bom aspecto com Saturno, apontando ótimas possibilidades para definir metas a longo prazo.

Propensões para desvendar sentimentos e obter revelações. Hora para se desvincular de lembranças negativas em seus relacionamentos.      

O Sol faz conjunção com Urano – que rege Aquário – o que despertará iniciativas diferentes para planos e fará retomar boas relações.

Júpiter em seu signo faz aspectos tensos. Atente-se para não se exceder em decisões ou agir de forma exagerada com pessoas próximas.

A Lua está em Touro, seu signo oposto, influência capaz de proporcionar maior envolvimento com assuntos de outras pessoas.

Período positivo para valorizar estudos e empenho a temas culturais que dão prazer. Procure retomar contatos com quem gosta.       


BRASÍLIA, TERÇA-FEIRA, 1º DE ABRIL DE 2014 www.readmetro.com

Diego Costa vira dúvida Liga dos Campeões. Atacante do Atlético de Madrid não deve pegar o Barça. Mancheste United e Bayern também jogam hoje Principal jogador do Atlético de Madrid, o brasileiro naturalizado espanhol Diego Costa virou dúvida para o primeiro confronto das quartas de final da Liga dos Campeões, hoje, contra o Barcelona. Ele, que é peça central no ataque da equipe madrilenha, machucou o joelho durante o treino de ontem e saiu de campo mancando. “Os médicos vão avaliar sua condição, mas eu reconheço que é improvável que ele jogue”, lamentou a uma TV espanhola o técnico do Atlético de Madrid, Diego Simeone. O treinador adiantou que, mesmo sem o jogador, o time deve ir a campo com a mesma identidade ofensiva que o levou à liderança do campeonato. Atlético e Barcelona se en-

contram às 15h45 (horário de Brasília), no Camp Nou. O time de Diego Simeone lidera o campeonato com um ponto a mais que o Barça. Em entrevista coletiva, ontem, o lateral da equipe catalã Daniel Alves elogiou o momento do Barcelona, que vem de uma vitória no Campeonato Espanhol, contra o Espanyol. “Estamos em nosso melhor momento na temporada e justamente no mês em que tudo é decidido. Atlético de Madrid e Barcelona estão muito próximos na classificação, mas em algum momento isso vai ter que mudar e estamos pronto para eles”, disse o brasileiro. Bayern e United No mesmo horário do confronto, Bayern de Munique e Manchester United fazem o outro duelo do dia. Os alemães chegam com a moral de quem venceu o campeonato nacional com sete rodadas de antecipação. Os ingleses, por outro lado, já não têm pretensões na Premier League. Amanhã, às 15h45, os

dois outros jogos das quartas ocorrem: Real Madrid e Borrusia Dortmund e PSG e Chelsea. METRO

Finais do Campeonato Paulista serão no Pacaembu A Federação Paulista de Futebol definiu ontem, após decisão conjunta entre Santos e Ituano, que o Pacaembu será o palco das duas partidas das finais do Campeonato Paulista, marcadas para 6 e 13 de abril. A renda será dividida igualmente entre os dois clubes. O estádio Novelli Júnior, do Ituano, está com um dos muros comprometidos e, por isso, não foi escolhido como mando de campo do clube do interior. A decisão pelo estádio municipal, no entanto, foi uma escolha da Federação, que tem o direito de mando sobre as finais. Para o gestor do Ituano, o ex-meia Juninho Paulista, a decisão é justa. “É uma decisão sensata, para o bem do futebol, do espetáculo. Será uma final digna de campeonato e será bom para as duas torcidas”,

{ESPORTE}

Candangão. Polêmica é ignorada por Federação e semifinais ocorrem hoje A duas semanas do fim do campeonato, a tabela do Candangão continua rendendo polêmicas. Ontem, a FBF (Federação Brasiliense de Futebol) confirmou as partidas de ida das semifinais para hoje. A decisão, no entanto, ignora os protestos do Unaí/Paracatu. Eliminado pelo Brasiliense nas quartas, o time mineiro alega que não foi avisado a tempo sobre uma mudança no local do jogo de ida -- a equipe foi para o Frei Norberto, ao passo em que a partida havia sido remarcada para o Serra do Lago, onde esperava o Brasiliense. Instituído o W.O neste primeiro jogo, o Jacaré venceu a segunda partida

Gre-Nal

Racismo contra jogador do Inter será denunciado

Mercado

disse em entrevista à Rádio Bandeirantes. Já Odílio Rodrigues, presidente em exercício do Santos, disse que a preferência do Peixe seria pela Vila Belmiro, mas que não vê problemas em atuar na capital paulista.

“O desejo da diretoria, imagino que dos atletas também, seria a Vila. Mas tem de prevalecer o mando da Federação. A gente fica mais à vontade na Vila, mas estamos bem em São Paulo. O Pacaembu pode ser a nossa casa também.” METRO

por 1 a 0 e ficou com a vaga. O argumento da federação é de que o jogo não poderia ser realizado no Frei Norberto porque foi em horário noturno e o estádio não tinha refletores suficientes. O campeonato não poderia atrasar, tampouco, porque as finais -- marcadas para 5 e 12 de abril, no Mané Garrincha -- terão transmissão na TV aberta e, caso adiasse, a FBF pagaria multa de R$ 2 milhões. O Brasiliense enfrenta o Brasília, hoje, às 20h30, no Serejão. Mais cedo, Luziânia e Sobradinho se encontram, às 16h, no Augustinho Lima. O Unaí promete recorrer no TJDF (Tribunal de Justiça Desportiva do DF). METRO

3 ESPORTE

Brasiliense venceu Unaí por 1 a 0 | DIVULGAÇÃO/BRASILIENSE

O procurador do Tribunal de Justiça Desportiva Alberto Franco irá denunciar o Grêmio pelos insultos racistas sofridos pelo zagueiro do Inter Paulão, no domingo. O clube procura, através de imagens, identificar os torcedores.Caso punido, o tricolor receberá uma multa. METRO POA

Santos não mandou jogos do Paulista no Pacaembu | ANTONIO MIOTTO/FOTOARENA

|13|◊◊

Timão negocia com jogador da Ponte Preta O lateral-direito e volante Ferrugem, da Ponte Preta, deve ser o primeiro reforço do Corinthians para o Brasileiro. A contratação do jogador deve sair ainda nesta semana. METRO

Botafogo SADIRO SODRE/FOLHAPRESS

Antes do treino, jogadores se abraçam

Jogadores voltam a protestar por salários atrasados Os jogadores do Botafogo voltaram a protestasr, ontem, por causa do atraso de dois meses de salário. Os atletas se reuniram no centro do gramado do campo anexo ao Engenhão e ficaram abraçados, por cerca de dez minutos. A cena já havia acontecido no treino de sábado. O atraso no pagamento é um problema enfrentado pelo clube desde o ano passado. Pela Libertadores, o Botafogo enfrenta o Unión Española, do Chile, amanhã às 19h45. METRO RIO

Aposentado

Héverton

Pivô do caso que rebaixou a Portuguesa no último Campeonato Brasileiro, o meia Héverton anunciou ontem aposentadoria do futebol. O jogador de 28 anos estava no Paysandu. “Ele [Héverton] me disse que não tem mais prazer em jogar futebol, em treinar. O principal motivo foi o problema que teve na Portuguesa”, explicou o presidente do clube do Pará, Vandick Lima.


ESPORTE

Na Seleção

84 jogos

37

gols

Pela equipe principal da Argentina, Messi ainda não conquistou títulos. As únicas glórias foram com as equipes de base

Cabeção! Quem convive com Messi é unânime em afirmar que o craque é tímido. Há até quem diga que ele é portador da Síndrome de Asperger, considerada uma forma de autismo

Só falta a taça. Depois de injeções, gols e recordes, Messi quer título inédito no Brasil para acabar com seu estigma em Copas

“Ele gosta muito mais do gol do que eu. Eu me ligava mais ao jogo, mais em criar do que fazer gol” MARADONA, EX-JOGADOR ARGENTINO

[Cristiano] Ronaldo é o melhor jogador do mundo, mas Messi vem de outro planeta” EUSÉBIO, EX-JOGADOR PORTUGUÊS

“Uma Copa a mais ou uma Copa a menos não vai tirar nenhum dos méritos que conquistou até agora” MARADONA, EX-JOGADOR ARGENTINO

garoto Um grande

Ninguém ganhou mais vezes o prêmio de melhor do mundo do que ele. Foram quatro Bolas de Ouro seguidas, entre 2009 e 2012. Nem fez mais gols em uma mesma temporada – 91 tentos em 2012. Aos 26 anos, já é o maior artilheiro da história do Barcelona, com 371 gols. A Lionel Messi não faltam números, recordes e estatísticas favoráveis. Falta uma Copa do Mundo. Até mesmo por isso, as comparações com Diego Ma-

radona são inevitáveis. A mesma perna esquerda talentosa, a mesma camisa 10, passagens pelo mesmo Barcelona e pelo Newell’s Old Boys... e praticamente a mesma altura – Maradona tem 1,65m, quatro centímetros a menos do que Lionel. Mas com uma diferença: o Pibe ergueu a taça mais cobiçada do mundo. Pequeno no tamanho, mas gigante com a bola nos pés, Maradona praticamente fez chover no México em 1986,

SHAUN BOTTERILL/GETTY IMAGES

Messi e Ronaldinho treinam juntos em 2006

ano em que os argentinos comemoram o bicampeonato. No ano seguinte, nascia em Rosario o principal candidato a conduzir o time ao tri. O caminho até chegar ao Brasil foi longo. O garoto de Rosario iniciou a carreira na base do Newell’s Old Boys. Lá, aos 9 anos, descobriu que tinha um problema hormonal: com 1,25m era menor do que o normal para a idade. Começava ali o primeiro embate do menino com um zagueiro

que a vida postava em seu esquema tático. Para crescer, literalmente, Messi teve de se submeter a injeções de hormônios. Diariamente, o próprio menino as aplicava nas pernas, sem reclamar. Até que, depois de quatro anos, a família se viu sem condições de pagar o tratamento, que custava cerca de R$ 2 mil. Sem saída, o pai do atacante, Jorge Messi, ofereceu o filho ao River Plate, um dos gigantes da capital. A ne-


455

No Barça

jogos

O argentino já é o maior artilheiro do clube catalão, onde está desde criança

376 gols

s em termo ra Messi xas e a p to ra g in co 2013 foi mestre nas duas O ano de teve cinco lesões do, no segundo se le tu físicos. E Barcelona, sobre o desfalcou gociação não deu certo. Mas o destino já estava escrito. A família Messi tinha paCHRISTIAN HARTMANN /REUTERS rentes em Lérida, na Espanha. E foi para lá que os argentinos se mudaram, quando Lionel tinha 11 anos. Por pouco, não escapou do Barça: o diretor Carles Rexach, com o olhar clínico de quem havia jogado com o holandês Johan Cruyff nos anos 70, improvisou um contrato com o menino – redigido e assinado num guardanapo – quando o pai deu um ultimato aos espanhóis. Ou assinavam ou Messi voltaVeludo vinho na Bola ria para a Argentina. O acordo de Ouro de 2011... foi feito. A história, também. Desde então, Messi foi cuidado como filho pelo Barça. De um ponta veloz e habilidoso, que dividia o gramado com Ronaldinho Gaúcho, torDiscreto na vida pessoal, Messi virou nou-se um goleador nato, a notícia – não só pelos gols – pelos ternos, ponto de convencer o clube a no mínimo, chamativos que costuma usar abrir mão do sueco Ibrahimoem premiações. De bolinhas, flores e cores vic. Os números mostram que berrantes, conheça o estilo do craque: a escolha foi certeira. CHRISTOF KOEPSEL/GETTY IMAGES Com muito barulho dentro de campo e quase nenhum fora dele, Messi tornou-se unanimidade. Se há um único lugar em que, possivelmente, sobram dúvidas, é em sua terra natal. Que Messi, afinal, estará no Brasil? O gênio que já ganhou tudo o que é possível pelo Barcelona ou o jogador que enche a Argentina de esperança mas que, até aqui, não ... bolinhas na edição conseguiu nenhum título? 2012 do prêmio... Neste ano Messi terá a terceira oportunidade de atingir a glória máxima. Em 2006, na Alemanha, não foi titular e viu o país cair nas quartas diante dos anfitriões, nos pênaltis. Quatro anos depois, já era a estrela. Mas a Alemanha, novamente, mandou a equipe para fora da África do Sul ... na Chuteira com uma goleada por 4 a 0. de Ouro, ano passado, Se conseguir o título, Lioo craque apostou nel vai igualar o gesto de Maem flores... ...até aparecer com radona em 1986: erguer a taça um visual brilhante e escrever um capítulo dourana última premiação do na sua biografia. METRO

Messi em terno

MARTIN ROSE/BONGARTS/GETTY IMAGES

15

Messi também é o maior artilheiro do clássico entre Barcelona e Real Madrid, com 21 tentos

Craque ‘virtual’

DAVID RAMOS/GETTY IMAGES

A esposa, Antonella Roccuzzo, e o filho Thiago, nascido em novembro de 2012

ESPORTE

Messi é um dos personagens do jogo Fifa 2014

A habilidade, a velocidade e o faro de gol de Messi são a fórmula certa para o jogador perfeito. Tanto que não são poucos os que consideram o argentino um atleta “virtual”. “Messi é extraordinário. Ele faz coisas que só vejo no videogame”, disse o sueco Zlatan Ibrahimovic,do PSG. “Um jogador que marca mais de 90 gols por ano não pode ser real. É jogador de PlayStation”, disse o italiano Gennaro Gattuso.

Pequenos gigantes Constantemente comparados pela altura, número da camisa e jogadas mágicas com a perna esquerda, Messi está a frente de Maradona quando o “Pibe” tinha os mesmos 26 anos da “Pulga”

Maradona

Messi

1,65 m

396

243

0,61

Copa do Mundo de 1986 (Seleção), Copa do Rei e Supercopa da Espanha em 1983 (pelo Barcelona), eleito melhor jogador do mundo em 1986

1,69 m

Jogos

Gols

Média de gols

Principais títulos

539

413

0,76

Jogos Olímpicos de 2008 (Seleção), Seis vezes Campeão Espanhol (pelo Barcelona), eleito o melhor jogador do mundo entre 2009 e 2012


|16|

BRASÍLIA, TERÇA-FEIRA, 1º DE ABRIL DE 2014 www.readmetro.com

{ESPORTE}

Fifa proíbe Brasileiro nos estádios da Copa Mundial. Entidade não libera realização do campeonato nos estádios onde haverá partidas e treinos de seleções a partir de 20 de maio. Quatro rodadas do nacional ficam sem ‘casa’ Agora não tem mais conversa: a Fifa recusou ceder os estádios que serão usados na Copa do Mundo em partidas do torneio ou treinos das seleções para jogos do Campeonato Brasileiro das Séries A, B e C no período estipulado, entre 20 de maio e 1o de junho. O Mundial começa em 12 de junho. A entidade máxima do futebol já havia definido que não liberaria os estádios para algumas rodadas do campeonato nacional, mas os clubes ainda tentavam mandar seus jogos nos estádios, ao menos, na 6ª rodada. Com a restrição, os times só poderão utilizar os estádios até a 5ª rodada. Nas quatro rodadas seguintes, terão de achar alternativas. Após a 9ª rodada, o Brasileirão será interrompido para a Copa e será retomado em julho. Na Série C, serão afetadas a 5ª e a 6ª rodadas. A restrição inclui também os estádios que receberão treinos das seleções, como a Arena do Grêmio, o Pacaembu e o Independência. Desta forma, a 6ª rodada da Série A tem, por en-

8 jogos

da 6ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série A ainda não têm local definido após a restrição da Fifa.

Maracanã ficará ‘afastado’ do Brasileirão | ERICA RAMALHO/GOVERNO DO ESTADO/DIVULGAÇÃO

quanto, apenas dois dos dez jogos com estádios definidos: Criciúma e Chapecoense, no Heriberto Hulse, e Goiás e Santos, no Serra Dourada. Todos os outros mandantes terão de buscar alternativas.

A determinação foi confirmada em comunicado feito pelas concessionárias que cuidam das operações do Maracanã, da Arena Pernambuco e da Arena Fonte Nova. “As administradoras ressaltam que, durante

o período estipulado, é vetada pela Fifa a marcação de jogos do Campeonato Brasileiro e da Série B. Portanto, a CBF é responsável por negociar com os clubes os locais para a realização dos confrontos.” METRO

Divulgado calendário das finais do NBB

UniCeub, de Nezinho, volta a jogar em 25 de abril | ANDRESSA ANHOLETE/METRO BRASÍLIA

A organização do NBB (Novo Basquete Brasil) divulgou ontem calendário com as datas das partidas na reta final do campeonato. Já garantido nas quartas de final porque terminou a fase classificatória entre os quatro primeiros, na terceira colocação, o UniCeub/BRB só volta a jogar em 25 de abril. As oitavas de final começam já no próximo domingo. Os confrontos ainda não foram decididos, porém, porque os últimos jogos da fase classificatória ainda ocorrerão nesta semana -- jogos atrasados do início da temporada que podem influenciar na classificação final.

Calendário A reta final do NBB se aproxima. Confira: • 6 a 21 de abril. Oitavas de final. • 25 abril a 10 de maio. Quartas de final. • 12 a 24 de maio. Semifinais. • 31 de maio. Final.

A grande final, que será exibida na TV aberta, ocorrerá em 31 de maio. O Flamengo é o líder do torneio até o momento. METRO

Opinião

HELIO CASTRONEVES HELIO.CASTRONEVES @METROJORNAL.COM.BR

É SEMPRE BOM COMEÇAR NO PÓDIO Oi, galera! Pois é, o Team Penske começou muito bem a temporada 2014 do Verizon IndyCar Series e eu assinalei o meu sexto pódio em St. Petersburg, o terceiro consecutivo. Não vou dizer para vocês que estou super feliz com o 3º lugar, afinal, meu objetivo era vencer. Mas sem dúvida foi uma maneira robusta de começar o campeonato. Eu realmente tinha chances de vencer e vou explicar. O piso ainda molhado no sábado, depois que uma tempestade atrasou o Qualifying em mais de três horas, não foi o melhor dos mundos para mim. O meu Dallara Chevrolet #3, com as cores da Hitachi, tinha andado muito bem no seco. Acabei fazendo o 10º tempo para a largada, mas isso acabou sendo um estímulo, pois largando mais atrás eu tinha de fazer uma corrida mais ofensiva desde o início. Funciona mais ou menos assim. Quando a gente está largando na frente, a estratégia costuma ser mais conservadora porque o nível de risco que você está disposto a correr é pequeno. Agora, se está lá atrás, a forma de entrar na pista é mais agressiva, principalmente estando no meio do pelotão, com chances de chegar rapidamente nos ponteiros. Na primeira volta ganhei duas posições e mais duas nas seguintes. Resultado, já era o 6º na terceira volta e com o carro funcionando muito bem com pneus vermelhos (com as laterais na cor vermelha, bem entendido, né?), que são mais aderentes e rápidos, mas duram menos que os pretos. Estava uma delícia guiar o carro naquelas condições e já era líder quando parei para o primeiro pit, na volta 28. Foi aí que a gente não foi feliz. Pela estratégia da equipe eu coloquei os pretos, mas teria sido melhor repetir os vermelhos para manter o ritmo. Retomei os macios no segundo pit, que aconteceu na volta 54, e voltei a andar rápido. Entre a 65ª e 75ª voltas, derrubei a diferença para o Will Power, que já era líder, de 8s2 para 0s6. Mas aí aconteceu uma bandeira amarela e o lance mais estranho da corrida. Aproveitei para colocar outro jogo de macios e estava grudado no Will, esperando a relargada. Mas quando o pace-car saiu da frente do grupo, o Will ao em vez de acelerar deu uma desacelerada. Malandrinho ele, né? Freei forte para não bater e o efeito dominó acabou sobrando para o Marco Andretti e para o Jack Hawksworth, que bateram. Quer dizer, nem aconteceu a verde. Na outra tentativa, na volta 88, a mesma coisa. Só que o Ryan Hunter-Reay aproveitou o fato de eu ter de desacelerar e me passou. Ou seja, numa corrida que tinha tudo para ganhar, terminei em 3º. Faz parte e o importante é que começamos bem. A próxima será no dia 13 de abril, em Long Beach, outro circuito de rua dos mais legais. Forte abraço e vamos que vamos!!! Helio Castroneves, 38, nasceu em São Paulo e foi criado em Ribeirão Preto. É o piloto brasileiro com mais vitórias na Indy, com 28 conquistas, e venceu três edições da Indy 500 (2001, 2002 e 2009). Disputa em 2014 sua 17ª temporada na categoria e 15ª pelo Team Penske.

Copa

Prazo apertado

Álbum começa a ser vendido na sexta-feira

Entorno do Beira-Rio terá asfalto em abril

A Panini lançou ontem, no Museu do Futebol, o álbum oficial da Copa do Mundo. As figurinhas chegam às bancas na sexta-feira, em pacotes contendo cinco unidades, que custará R$ 1 cada. O preço do álbum brochura será de R$ 5,90 e a edição especial, com capa dura, será vendida por R$ 24,90. METRO

Foi concluído ontem o processo de licitação para o asfaltamento do entorno do Beira-Rio. O Consórcio Procon-Coesul realizará as obras orçadas em R$ 8,7 milhões. A ordem de início para execução da obra dever ocorrer ainda na primeira quinzena de abril. A previsão é de que a obra seja finalizada em 60 dias. METRO


20140401_br_brasilia