Page 1

O Jornal Metro é impresso em papel certificado FSC, com garantia de manejo florestal responsável, pelo Grupo Sinos S/A.

A VOLTA DA

PANTERA CLÁSSICA SÉRIE ANIMADA É DESTAQUE NO TCM PÁG. 11 PORTO ALEGRE Terça-feira, 25 de março de 2014 Edição nº 593, ano 3

MÚSICA ERUDITA

OSPA ABRE TEMPORADA OFICIAL NO TSP PÁG. 10

A ARTE DO HUMOR

MÍN: 17°C MÁX: 27°C

PSICANALISTA LANÇA LIVRO NA CULTURA PÁG. 10

www.readmetro.com | leitor.poa@metrojornal.com.br | www.facebook.com/metrojornal | @jornal_metropoa

JASON REED/REUTERS

FIM DA ESPERANÇA Governo da Malásia admite oficialmente a queda do voo MH370 no Oceano Índico e a morte dos 239 passageiros a bordo; companhia aérea informou familiares das vítimas por SMS. Causas do acidente permanecem um mistério PÁG. 09

“A Malaysia Airlines lamenta profundamente ter que admitir acima de qualquer dúvida que o voo MH370 se perdeu e nenhuma das pessoas a bordo sobreviveu. Como vocês ouvirão na próxima hora do primeiro-ministro da Malásia, nós devemos aceitar todas as evidências que sugerem que o avião caiu no sul do Oceano Índico.”

RECICLE A INFORMAÇÃO: PASSE ESTE JORNAL PARA OUTRO LEITOR

Foi por este SMS (ao lado, a original; acima, a tradução) que a Malaysia Airlines comunicou o destino do voo MH370 aos parentes das vítimas

Porto Alegre tem dia decisivo para a Copa

Agentes penitenciários entram em greve no RS

Assembleia deve apreciar hoje projeto que isenta empresas que bancarem estrutura temporária PÁG. 14

Categoria promete restringir visitas em presídios e deslocamento de presos para audiências PÁG. 02

Líderes do G-8 excluem Putin O presidente russo | REUTERS

Grupo de países mais ricos amplia sanções à Rússia por anexação da Crimeia PÁG. 09


|02|

1 FOCO

PORTO ALEGRE, TERÇA-FEIRA, 25 DE MARÇO DE 2014 www.readmetro.com

{FOCO}

Agentes penitenciários entram em greve no RS Sistema carcerário. Categoria promete barrar parte das visitas nos presídios e os deslocamentos de presos para audiências na Justiça. Reivindicação é de reajuste de 15%. Susepe não se manifesta sobre o assunto, no momento Considerado uma panela de pressão prestes a estourar, o sistema carcerário gaúcho será afetado, a partir de hoje, por uma greve de servidores. Os agentes penitenciários que atuam nos presídios e na área administrativa começam hoje uma paralisação por tempo indeterminado. A categoria, formada por 4,5 mil trabalhadores, promete barrar parte das visitas de familiares e advogados e o transporte de detentos para audiências na Justiça. Só serão mantidos serviços de segurança, alimentação e escoltas para atendimentos médicos de emergência. No caso de visitas, só devem ser mantidas a de parentes de primeiro grau dos presos, ainda assim com cadastro. Já o deslocamento, apenas para júris. Na parte administrativa, análise de alvarás de soltura e progressão de regime também continua-

MPC pede devolução de R$ 3,1 mi

Madre Pelletier é o principal presídio administrado pela Susepe na capital | GABRIELA DI BELLA/METRO

rão sendo analisados. Os agentes penitenciários reivindicam reajuste de 15,7% do salário, revisão da tabela de subsídios dos agentes penitenciários administrativos, contratação de pessoal para suprir o déficit – que seria de 2 mil – de servidores e atuali-

zação das promoções, segundo o presidente da Amapergs/ Sindicato, Flavio Berneira, que representa a categoria. A Susepe (Superintendência dos Serviços Penitenciários) informou ontem que não se manifestaria sobre o assunto. Atos de mobilização estão

previstos hoje junto à sede da Susepe, na avenida Voluntários da Pátria. Na capital, a principal instituição que conta com o trabalho dos agentes é a Penitenciária Feminina Madre Pelletier. O Presídio Central é administrado pela Brigada Militar. METRO POA

O Ministério Público de Contas pediu ontem a devolução de R$ 3,1 milhões devido a supostas irregularidades em obras de reforma e construção de presídios no Rio Grande do Sul. Pareceres conclusivos sobre inspeção extraordinária realizada pedem a devolução dos valores a gestores da Secretaria de Obras Públicas (R$ 1,7 milhão), Secretaria-Geral de Governo (R$ 900 mil) e Susepe (R$ 500 mil). A apuração realizada pelo MPC envolveu as gestões entre 2008 e 2011. Foram detectados prejuízos aos cofres públicos, destacando-se pagamentos por serviços não realizados ou executados em quantidade inferior à prevista. METRO POA

Mercado Público

“Os comerciantes estão com uma sensação de alívio e felicidade em poder reiniciar os trabalhos. Para mim, é um fardo a menos para carregar. Vai me sobrar mais tempo para cuidar de outras coisas, é uma etapa concluída.”

Olhar crítico

DIEGO CASAGRANDE DIEGO.CASAGRANDE @METROJORNAL.COM.BR

IVAN KÖNIG, PRESIDENTE DA ASSOCIAÇÃO DOS PERMISSIONÁRIOS DO MERCADO PÚBLICO

leia mais pág. 03

Cotações Dólar - 0,17% (R$ 2,32)

Diego

sagrande é jornalista profissional diplomado desde 1993. Apresenta os programas BandNews Porto Alegre 1a Edição, às 9h, e Ciranda da Cidade, na Band AM 640, às 14h.

DEIXEM MEUS MONZAS EM PAZ Eu e Dilma Rousseff somos gestores sem igual. Ótimos administradores dos negócios públicos. Ela é uma gerente competente e implacável com a corrupção. Me espelho nela. Ser como a presidente é meu norte. Sou presidente do Conselho de Administração de uma estatal. Ano passado precisei renovar a frota de veículos da empresa. Contrariando sugestões de comprar carros novos, optei por outros já testados. Gosto muito do Monza. Lembra deles? Eram verdadeiras naves. Confortáveis e com design moderno. Até hoje lembro do cheiro dos bancos aveludados e do silencioso ronco do motor. E a estabilidade? Ainda não surgiu nada igual. Minha mãe teve um. Era o Cadillac da época de tão classudo. Então decidi comprar uns vinte. Não dei a mínima para as críticas. O melhor Monza foi o GLS 2.0 de 1995. Injeção eletrônica e tudo. O valor de mercado era R$ 10 mil cada, mas acabamos pagando R$ 250 mil. Todos obsoletos, gastavam muito combustível e poluíam mais. Mas por outro lado eram carros de colecionador, verdadeiras relíquias. Um dos diretores me convenceu que era bom negócio pagar R$ 250

mil cada. Pelo valor de mercado, sairia tudo por R$ 200 mil, mas no fim das contas investimos R$ 5 milhões em 20 automóveis Monza ano 1995. A diretoria toda concordou. Não estou sozinho nessa. E afinal de contas, dane-se o mercado. Em 2006, a então ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff, que também era presidente do Conselho de Administração da Petrobras, aprovou um negócio ótimo para os brasileiros pagadores de impostos e os acionistas de nossa maior empresa. Comprou 50% de uma refinaria americana por US$ 360 milhões. Um ano antes, o valor de mercado dela inteirinha era apenas US$ 42 milhões. No contrato havia duas cláusulas honestíssimas: Marlim e Put Option. A primeira, incrivelmente garantia que a Petrobras pagasse à sócia 6,9% de lucros anualmente, mesmo que não houvesse qualquer lucro. A segunda previa que, em caso de desavença entre a Petrobras e a sócia, a estatal brasileira deveria comprar os outros 50% por um valor bem acima. No fim das contas, a decisão de nossa grande gestora fez a Petrobras investir US$ 1,18 bilhão na refinaria. Um belo negócio. Transações como esta e a manutenção artificial dos preços dos combustíveis fizeram o valor da Petrobras, que em 2008 era US$ 300 bilhões, cair para cerca de US$ 76 bilhões. Dilma é uma baita gestora! E antes que eu me esqueça: deixem meus Monzas em paz.

Bovespa + 1,29% (47.993 pts) FALE COM A REDAÇÃO

Euro - 0,03% (R$ 3,20) Salário Selic (10,75% a.a.) mínimo (R$ 724)

leitor.poa@metrojornal.com.br 051/2101.0471 COMERCIAL: 051/2101.0302

O jornal Metro circula em 24 países e tem alcance diário superior a 20 milhões de leitores. No Brasil, é uma joint venture do Grupo Bandeirantes de Comunicação e da Metro Internacional. É publicado e distribuído gratuitamente de segunda a sexta em São Paulo, Brasília, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Curitiba, Porto Alegre, ABC, Santos e Campinas, somando mais de 480 mil exemplares diários.

EXPEDIENTE Metro Brasil. Presidente: Cláudio Costa Bianchini. (MTB: 70.145) Editor Chefe: Luiz Rivoiro. (MTB 21.162). Diretor Comercial e Marketing: Carlos Eduardo Scappini Diretora Financeira: Sara Velloso. Diretor de Tecnologia e Operações: Luiz Mendes Junior Gerente Executivo: Ricardo Adamo Coordenador de Redação: Irineu Masiero. Editor-Executivo de Arte: Vitor Iwasso Metro Porto Alegre. Gerente Executivo: Luís Grisólio Editor Executivo: Maicon Bock (11.813 DRT/RS). Diagramação: Nathália Halcsik Grupo Bandeirantes de Comunicação RS. Diretor-Geral: Leonardo Meneghetti

Editado e distribuído por Metro Jornal S/A. Endereço: rua Delfino Riet, 183, Santo Antônio, CEP 90660-120, Porto Alegre, RS. Tel.: (051) 2101-0302 O jornal Metro é impresso no Grupo Sinos S/A. A tiragem e distribuição desta edição são auditadas pela BDO. 40.000 exemplares


PORTO ALEGRE, TERÇA-FEIRA, 25 DE MARÇO DE 2014 www.readmetro.com

{FOCO}

Sete estabelecimentos reabrem no Mercado De volta ao trabalho. Cinco restaurantes, uma doceria e uma sorveteria fechadas desde o incêndio, em julho, reabrirão as portas quinta-feira em novo local. Os comerciantes ocuparão o espaço de eventos, no térreo do prédio Os sete estabelecimentos que ficavam no piso superior do Mercado Público, na parte oeste – a mais afetada pelo incêndio ocorrido em julho do ano passado – reabrirão nesta quinta-feira. Os cinco restaurantes, a doceria e a sorveteria funcionarão provisoriamente no quadrante 4 do térreo, onde fica o espaço de eventos do Mercado. O Corpo de Bombeiros autorizou ontem o funcionamento das novas instalações. Os estabelecimentos terão cozinha e balcão próprios, porém trabalharão com área de atendimento coletiva. A ideia é que o local abrigue os comerciantes até a conclusão da reforma do segundo piso, prevista para daqui um ano e meio. Segundo Ivan König, presidente da Associação do Comércio do Mercado Público, a reabertura dos espaços é aguardada por todos: “Os comerciantes estão com uma sensação de alívio e felicidade em poder reiniciar os trabalhos. Com certeza, é um presente que Porto Alegre ganha [um dia após o aniversário de 242 anos da cidade]”.

264 dias ficaram fechados os sete estabelecimentos da parte superior oeste do Mercado. Eles reabrem nesta quinta-feira. No sábado, o Mercado Público passou por uma vistoria do Corpo de Bombeiros. “Foram analisados alarmes, sinalização, saídas de emergências, extintores, mangueiras de gás, desobstruções das rotas de saída, já que o local tem muitas mesas, e está tudo ok”, explica o comandante do 1ºCRB, tenente-coronel Adriano Krukoski. Para que a reabertura seja concretizada serão necessárias ainda mais duas inspeções: pela Secretaria Municipal de Obras e Viação e pela Secretaria Municipal de Saúde. Um restaurante de sushi – também com fachada para a avenida Júlio de Castilhos, porém no térreo – deverá reabrir já hoje. Com isso, apenas uma pastelaria, entre todos os estabelecimentos, não retornará às atividades após o incêndio. METRO POA

|03|◊◊

Pisa

Novas estações de bombeamento serão inauguradas A Prefeitura de Porto Alegre e o Dmae inauguram amanhã, às 17h30, as estações de bombeamento de esgoto da Cavalhada e Cristal, a chaminé de equilíbrio do Sistema de Esgotamento Sanitário da Ponta da Cadeia e o Mirante do Cristal. Instalado na avenida Diário de Notícias, o conjunto de obras serve para bombear os esgotos coletados nas bacias dos arroios Dilúvio e Cavalhada até a Estação de Tratamento de Esgoto da Serraria. METRO POA Saúde

Unidade de Saúde da Tristeza será entregue hoje

Restaurantes compartilharão os espaços de atendimento a clientes | GABRIELA DI BELLA/METRO

A Secretaria Municipal da Saúde fará hoje, às 10h, a entrega da reforma da Unidade Básica de Saúde do bairro Tristeza. Participam da entrega o prefeito José Fortunati e o secretário municipal da Saúde, Carlos Henrique Casartelli. A unidade, de 280m2, recebeu melhorias como informatização, climatização, pintura, além de reformas na parte elétrica e no telhado. METRO POA

Motoristas serão indiciados por homicídio culposo

Em breve, sinalização de Copa na capital Voltada aos turistas da Copa do Mundo, a EPTC (Empresa Pública de Transporte e Circulação) prepara uma sinalização especial em Porto Alegre. Das 174 placas azuis, bilíngues, 103 já foram colocadas. Além delas, mais 212 placas brancas, temporárias e com layout do evento Fifa, serão colocadas na capital. Estas, estarão pela cidade apenas 30 dias antes do Mundial | GABRIELA DI BELLA/METRO

A Polícia Civil deverá indiciar por homicídio culposo (quando não há a intenção de matar) os motoristas dos ônibus que atropelaram e levaram à morte duas ciclistas na quinta-feira passada, em Porto Alegre. Dois inquéritos foram abertos para apurar os casos. De acordo com o delegado Cristiano de Castro Reschke, que investiga os casos, os agentes de saúde que atenderam as vítimas no local do acidente e os motoristas dos ônibus já foram ouvidos. Novas testemunhas deverão ser ouvidas de hoje até quinta-feira. Imagens das câmeras de segurança dos estabelecimento próximos aos locais onde ocorreram os atropelamentos deverão auxiliar nas investigações, como também os tacógrafos dos dois veículos, que indicarão a velocidade

Duas ciclistas morreram atropeladas na quinta-feira passada | BAND TV/REPRODUÇÃO

em que trafegavam os coletivos no momento das colisões. Por volta das 17h da última quinta-feira, Daíse Duarte Lopes, de 19 anos, estudante de psicologia, morreu atropelada por um coletivo da linha Passo Dornelles, do consórcio Unibus. Na manhã do mesmo

dia, a ciclista e estudante de pedagogia, Patrícia Silva de Figueiredo, 21 anos, morreu enquanto atravessava a avenida Erico Verissimo. A vítima atravessava sobre a faixa quando foi atingida por um ônibus da linha Belém Velho, do consórcio STS. METRO POA E BANDNEWS


|04|

PORTO ALEGRE, TERÇA-FEIRA, 25 DE MARÇO DE 2014 www.readmetro.com

{FOCO}

EGR. Projeto que prevê tarifa única de pedágio é promulgado pela AL O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Gilmar Sossela (PDT), promulgou ontem a lei que institui tarifa única de pedágio nas vias administradas pela EGR (Empresa Gaúcha de Rodovias). A publicação do documento deve ocorrer hoje, data em que passa a vigorar a nova lei. A isenção para os condutores, porém, depende de regulamentação. Com a nova regra, receberá isenção da segunda tarifa os condutores que passarem mais de uma vez pela mesma praça de pedágio em um período de 24 horas. O projeto, de autoria do deputado Carlos Gomes (PRB), vem causando divergências entre a Assembleia e o governo do Estado. Ele havia sido vetado pelo governador Tarso Genro, mas a Assembleia derrubou o veto na semana passada. Tarso tinha 48 horas para sancionar ou não o projeto. O prazo se encerrou

48h tinha o governador Tarso Genro para sancionar a lei da tarifa única de pedágio. Ao se calar, o presidente da AL a promulgou. na sexta-feira sem nenhuma comunicação por parte do Piratini. Sem resposta do governo, o presidente da Assembleia decidiu pela promulgação do projeto ontem. O presidente da EGR, Luiz Carlos Bertotto, ressalta que a isenção deve causar uma diminuição dos recursos arrecadados e, consequentemente, redução nos investimentos da empresa. Não está descartado o aumento do valor da tarifa dos pedágios. A Procuradoria-Geral do Estado informou que o governo estuda entrar na Justiça sobre uma possível ilegalidade da lei. BANDNEWS

Saúde. Servidores devem paralisar atividades Uma nova paralisação dos servidores municipais da saúde está marcada para acontecer entre amanhã e sexta-feira, em Porto Alegre. Das 8h de quarta-feira até as 8h de sexta, os médicos dos hospitais de Pronto Socorro, do Materno Infantil Presidente Vargas e dos pronto-atendimentos Cruzeiro do Sul, Bom Jesus e Lomba do Pinheiro prometem cruzar os braços. De acordo com a diretora

geral do Sindicato dos Municipários de Porto Alegre, Déborah Xavier, somente casos graves e pacientes já internados serão atendidos. Em entrevista à Rádio Bandeirantes, Déborah destacou na pauta de reivindicações a questão da carga horária e do adicional de insalubridade. Os postos de saúde também podem ser atingidos com a paralisação. BANDNEWS

Leite. Líder e Parmalat têm 10 dias para defesa A empresa LBR deve apresentar nos próximos dias documentos de defesa ao promotores responsáveis pela Operação Leite Compen$ado. A própria LBR solicitou uma reunião com o Ministério Público para esclarecer as denúncias de leite adulterado nas prateleiras dos supermercados, como o encontrado em Porto Alegre por um consumidor e entregue ao MP. A promotoria solicitou uma série de documentos

e a gravação de uma conversa telefônica na qual um cliente teria reclamado ao serviço de atendimento ao consumidor da qualidade do produto. A empresa tem o prazo de 10 dias para fornecer à Justiça o que foi pedido. Ao promotor especializado em Defesa do Consumidor, Alcindo Luz Bastos, a empresa alegou ter feito testes nos lotes do alimento e não ter encontrado adulterações. BANDNEWS

Relatório aponta irregularidades na gestão do Instituto de Previdência do Estado, na parte dos convênios de saúde | GABRIELA DI BELLA/METRO

TCE aponta crise no IPE-Saúde e pais ficam de fora Saúde. Relatório do TCE aponta falha de gestão no IPE-Saúde e deputado Paulo Odone suspende votação do projeto de lei que previa inclusão de pais de servidores no convênio Uma reviravolta fez ontem o deputado Paulo Odone (PPS) retirar da pauta de votação da Assembleia Legislativa o projeto de lei de autoria dele que incluiria os pais dos servidores no convênio do IPE-Saúde. Depois de três anos, a votação seria hoje. Um relatório do TCE (Tribunal de Contas do Estado) entregue à Assembleia, na semana passada, fez o deputado voltar atrás. O documento aponta falhas de gestão que estariam esvaziando os cofres do órgão responsável por 1 milhão de conveniados em todo o Estado. O relatório aponta que, desde 2004, as despesas no IPE cresceram 104%. Em contrapartida, o incremento nas receitas foi de apenas 40%. Indícios de fraude foram relatados como pessoas mortas consultando e procedimentos homologados sem o uso de senha pessoal dos segurados. “As conclusões dessa auditoria técnica são terríveis.

O descontrole sob o ponto de vista administrativo é tão grande que o IPE perdeu as condições de sustentabilidade. O plano não se mantem e está dando prejuízo. Tem coisas tão graves que nós não devemos votar nada sem esclarecer isso”, anunciou Odone. À frente da presidência do órgão analisado, Valter Morigi, fala com tranquilidade. Segundo ele, o relatório do TCE condiz com a documentação interna do IPE. A surpresa, segundo ele, ficou por conta do período analisado. “É preciso deixar claro que a análise feita engloba 24 anos. Nos últimos quatro está tudo em dia, não há atrasos de repasse. Essa informação que colocam não procede porque em 2012 nós tivemos um déficit de R$ 34 milhões, mas já em 2013 fechamos com superávit em torno de R$ 40 milhões”, defende Morigi. Hoje, o relatório será distribuído a todos os deputados. METRO POA

Odone divulgou relatório ontem | DIVULGAÇÃO

Conclusões TCE fez estudo sobre as contas do IPE-Saúde, mantido pelo Instituto de Previdência do Estado: I fice e Levantamento aponta que receitas são insuficientes para cobrir as despesas e desde 2011 há registros consecutivos de déficit.

Q eb a Com otimismo, a quebra de caixa será de R$ 3,1 bilhões. No cenário pessimista, o déficit alcança R$ 4,7 bilhões. Fa ha Foram encontrados fortes indícios de fraudes, incluindo gente que até já morreu e aparece consultando médico.


|06| Saúde

Brasil teve 71 mil casos de tuberculose O Ministério da Saúde afirmou que 71.123 pessoas foram infectadas pelo bacilo causador da tuberculose no ano passado. O índice é de 35,4 casos para cada grupo de 100 mil habitantes. Para antecipar o tratamento, que tem duração de seis meses, o governo distribuirá 50 equipamentos de teste rápido de tuberculose aos estados de Amazonas, Pernambuco, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, São Paulo, além do Distrito Federal. Com o teste, a doença pode ser descoberta em até duas horas. O principal sintoma da doença é a tosse por mais de três semanas seguidas. METRO BRASÍLIA Preconceito

STF autoriza inquérito contra Marco Feliciano LUÍS MACEDO/AGÊNCIA CÂMARA

Feliciano prestará depoimento à PF

O deputado Pastor Marco Feliciano (PSC-SP) será alvo de um inquérito no STF (Supremo Tribunal Federal) pelo crime de preconceito religioso. Em um vídeo disponível no YouTube, o parlamentar defende o ‘sepultamento dos pais de santo’ e o ‘fechamento dos terreiros de macumba’. Se for condenado, Feliciano poderá pegar até três anos de prisão. METRO BRASÍLIA Educação

Matrículas no ensino técnico crescem 40% A presidente Dilma Rousseff afirmou ontem que 1 milhão de alunos do ensino médio se inscreveram no Sisutec (Sistema de Seleção Unificada da Educação Profissional e Tecnológica) para concorrer à uma das 291 mil vagas em 122 cursos técnicos. O número representa um aumento de 40% em relação ao ano passado. METRO BRASÍLIA

PORTO ALEGRE, TERÇA-FEIRA, 25 DE MARÇO DE 2014 www.readmetro.com

{BRASIL}

Cadastro Nacional de Adoção terá estrangeiros Resolução. Conselho Nacional de Justiça quer estimular adoção de menores fora do perfil exigido por casais do Brasil O Cadastro Nacional de Adoção passará a permitir a entrada de estrangeiros ou brasileiros que vivem no exterior. A resolução do CNJ (Conselho Nacional de Justiça) aprovada ontem espera estimular adoções de crianças e adolescentes que estão fora do perfil pretendido pelos brasileiros. Atualmente, o número de pretendentes é 5,5 vezes maior do que o número dos adotantes que estão em abrigos. As crianças e adolescentes, porém, não conseguem uma família porque apenas 2% aceitam filhos adotivos com mais de 7 anos. Outra barreira é que 75% deles têm pelo menos um irmão e 80% só aceitam adotar uma criança. A adoção conjunta é um requisito para impedir a interrupção dos laços familiares.

“A verdade é que, hoje, boa parte desses jovens completa 18 anos sem ter vivido a experiência familiar.” GUILHERME CALMON, CONSELHEIRO

Critérios Com a mudança, a adoção por estrangeiros usará as mesmas exigências feitas aos brasileiros. O candidato a pai ou mãe adotivo deve ser maior de 18 anos, comprovar renda compatível para o sustento do adotado, não ter antecedentes criminais, passar por um curso com dois meses de duração e ser submetido a exames psicossociais. O tempo para a finalização do processo é de, em média, 12 meses.

Segundo o CNJ, os critérios adotados dificultam a adoção ilegal. “Quem vai cometer um crime não se utiliza dos meios tradicionais e seguros do Judiciário. É preciso separar o joio do trigo”, afirmou o coordenador do Programa de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas do CNJ, conselheiro Guilherme Calmon. Perfil Do total, 77% dos pretendentes à adoção são casados, e a maioria tem entre 41 e 50 anos e não tem filhos biológicos. Segundo o Cadastro Nacional de Adoção, 29,5% aceitam somente crianças brancas, enquanto 1,6% aceitam apenas crianças negras. A cor da pele é indeferente para 42% dos interessados. METRO BRASÍLIA

Acompanhe a situação do Cadastro Nacional de Adoção Me

de a

a

a

a

a

a

a

a

a

a

e

a

e

a

e

a

a

a

30.424

5.440

brasileiros se declararam pretendentes à adoção, segundo o Conselho Nacional de Justiça.

crianças e adolescentes de até 17 anos aguardam adoção: 3.081 meninos e 2.359 meninas.

Condenado. Câmara discutirá cassação de Asdrúbal Bentes

Internet. Criador da web declara apoio a marco Criador da World Wide Web, Tim Berners-Lee manifestou ontem apoio ao Marco Civil da Internet. Em comunicado divulgado pela WWW Foundation, ele afirma que a aprovação do projecto será um ‘presente de aniversário’ a usuários da web no Brasil e no mundo. “Eu espero que, com a aprovação desta lei, o Brasil solidifique sua orgulhosa reputação como um líder mundial na democracia e no progresso social, e ajude a inaugurar uma nova era – onde os direitos dos cidadãos em todos os países ao redor do mundo sejam protegidos por leis digitais de direitos”, escreveu. A votação do marco vem sendo adiada desde outubro passado e está novamente hoje na pauta do plenário. O PMDB já adiantou que votará contra a neutralidade da rede, que proíbe os provedores de fazer distinção de velocidade no pacote de dados. Na tentativa de acordo, o governo decidiu retirar do texto a obrigatoriedade dos datacenters no Brasil. METRO BRASÍLIA

À espera de adoção

Oposição tentará também manobra no plenário | GUSTAVO LIMA/AGÊNCIA CÂMARA

Petrobras. Oposição discute abertura de CPI A polêmica compra da refinaria de Pasadena, no Estados Unidos, pela Petrobras em 2006 será o tema de uma reunião organizada hoje pelo senador Aécio Neves (PSDB-MG) com parlamentares do PSDB, DEM, PPS, PDT, PP e Solidariedade. A oposição decidirá se vai declarar apoio ou não para a criação de uma CPI para investigar o caso. O negócio custou US$ 1,1 bilhão e teve o aval da então ministra da Casa Civil e presidente do Conselho da Petrobras, Dilma Rousseff, que admitiu ter se baseado em um laudo ‘técnica e juridicamente falho’. O então diretor internacional da es-

tatal, Nestor Cerveró, foi demitido na sexta-feira. “A cada revelação, a transação da empresa em Pasadena se torna mais escabrosa”, declarou o líder do PPS, deputado Rubens Bueno (PR). O governo acusa a oposição de motivação eleitoreira. Para criar uma CPI mista, 171 deputados e 27 senadores devem assinar o pedido. Sem a certeza de apoio no Senado, o PSDB quer aprovar um projeto de resolução para que a comissão ocorra só na Câmara e pule a fila de 22 CPIs que aguardam a instalação. O regimento da Casa só permite que cinco CPIs funcionem ao mesmo tempo. METRO BRASÍLIA

A Câmara foi oficialmente comunicada ontem pelo STF (Supremo Tribunal Federal) da condenação do deputado Asdrúbal Bentes (PMDB-PA) por crime eleitoral. O parlamentar ofereceu cirurgia para esterilização de mulheres em troca de votos nas eleições de 2004 e cumprirá pena de 3 anos e 1 mês de prisão. A Polícia Federal recebeu a ordem de prisão no fim da tarde de ontem. Até o fechamento desta edição, o deputado -- que disse que iria se entregar -- se mantinha no apartamento funcional, o que impedia o cumprimento do mandado. O deputado cumprirá a pena no regime aberto. A VEP (Vara de Execuções Penais) decidirá se encaminha Asdrúbal Bentes para uma casa de albergado ou o autoriza a ficar no regime domiciliar. Neste caso, ele seria proibido de sair de casa entre as 21h e as 5h, além de fins de semana e feriados. Cassação O deputado

ainda

irá

Asdrubal Bentes exerce o sexto mandato | DIOGENIS SANTOS/AGÊNCIA CÂMARA

consultar a liderança do PMDB na Câmara para decidir se renuncia ao mandato ou enfrenta o processo de cassação. A Mesa Diretora deve ser convocada para discutir a abertura do processo de cassação que ainda passará pelo Conselho de Ética e pela CCJ (Comissão e Constituição e Justiça) antes de ser remetido ao plenário para análise em voto aberto. Asdrúbal Bentes é o sexto deputado a ter pedido de prisão no STF desde a Constituição de 1988. METRO BRASÍLIA


PORTO ALEGRE, TERÇA-FEIRA, 25 DE MARÇO DE 2014 www.readmetro.com

{BRASIL}

|07|◊◊

Exército vai ocupar complexo de favelas no Rio de Janeiro Crise. A pedido do governador, tropas militares vão permanecer na região até a implantação de UPPs, previstas para o segundo semestre

A partir da direita, o governador Cabral, o ministro da Justiça e o vice-governador Pezão participaram da reunião | TÂNIA RÊGO/ABR

Depois de uma reunião com representantes do Ministério da Justiça e das Forças Armadas, que durou mais de duas horas, o governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, anunciou ontem que tropas militares ocuparão o complexo de favelas da Maré por tempo indeterminado. O local vai receber uma UPP (Unidade de Polícia Pacificadora) no segundo semestre. O encontro foi realizado para determinar as ações das forças federais após os ataques a policiais e bases da Polícia Militar em comunidades pacificadas. Além do Exército, agentes da Polícia Federal e da Polícia Rodoviária Federal, também atuarão na ocupação do conjunto de favelas. “Esta ocupação já estava dentro da previsão para o segundo semestre deste ano. A

“A primeira etapa é a ocupação do espaço territorial para que o terreno para a pacificação seja criado. A presença do Estado na Maré veio para não mais terminar, a exemplo daquilo que houve em outras comunidades do Rio.” JOSÉ EDUARDO CARDOZO, MINISTRO DA JUSTIÇA

relação entre os ataques da semana passada e este próximo passo é direta e indireta também, pois se trata de uma área de ação do crime organizado”, disse Cabral. O governador solicitou o pedido de Garantia da Lei e da

Ordem, que permite a atuação das forças armadas com função de polícia. Detalhes da operação ainda vão ser divulgados pelo Comando Militar. Vias expressas O Complexo da Maré é ponto estratégico para a segurança da Copa do Mundo. Formado por 15 comunidades, o conjunto de favelas está localizado próximo ao aeroporto Internacional Antônio Carlos Jobim / Galeão, na Ilha do Governador, e às três mais importantes vias expressas da cidade — Linha Vermelha, Linha Amarela e Avenida Brasil. “Nós temos um plano para a Copa do Mundo muito bem desenvolvido e muito bem preparado”, finalizou o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo. METRO RIO


|08|

Mercados. Agência de risco rebaixa nota do Brasil A agência de classificação de risco Standard & Poor’s (S&P) diminuiu a nota de avaliação da economia brasileira. Em relatório divulgado ontem, a agência reduziu, de BBB para BBB-, a nota soberana do país com perspectiva neutra, o que indica que a classificação não será rebaixada nos próximos meses. A agência diz que a dívida geral do governo brasileiro é alta e que o crescimento real do PIB (Produto Interno Bruto) é baixo, devendo ficar em 1,8% em 2014 e 2% em 2015. Para a S&P, o governo dá sinais mistos em relação aos gastos em ano de eleição e existe pouca confiança no ambiente de negócios que se reflete em perspectivas mornas para os investimentos do setor privado. Além disso, o endividamento maior da população deve fazer o consumo crescer menos. “Não houve um motivo específico para a mudança agora. Vemos sinais mis-

PORTO ALEGRE, TERÇA-FEIRA, 25 DE MARÇO DE 2014 www.readmetro.com

{ECONOMIA}

turados na política brasileira e estes sinais não devem mudar antes das eleições. A S&P está confortável com o grau de investimento do Brasil. A perspectiva estável mostra a força institucional do Brasil, e não vemos uma mudança desta perspectiva imediatamente”, afirmou a analista da S&P Lisa Schineller, em teleconferência O rebaixamento já era esperado por parte do mercado e coloca o Brasil em linha com países como Espanha e Filipinas, e um degrau abaixo da Rússia. Em junho do ano passado, a agência de classificação tinha indicado que poderia cortar a nota do Brasil por causa do baixo crescimento da economia e da redução do esforço fiscal. Apesar do rebaixamento, o país ainda está na categoria de grau de investimento, que indica baixa probabilidade de calote na dívida pública. METRO

Refeição tem preço médio de R$ 30,14 Pesquisa. Gasto mensal com almoço fora de casa chega a R$ 663, segundo a Assert. Valor representa 91,6% do salário mínimo Os brasileiros desembolsam, em média, R$ 30,14 por uma refeição completa fora de casa, o que inclui comida, bebida, sobremesa e café. O dado faz parte da pesquisa realizada pela Assert (Associação das Empresas de Refeição e Alimentação Convênio para o Trabalhador) e a DataFolha. Um trabalhador que não conta com o apoio do PAT (Programa de Alimentação ao Trabalhador) precisa arcar sozinho com R$ 663,08, em média, mensais somente para almoçar. O valor equivale a 91,6% do salário mínimo nacional, considerando-se 22 dias de trabalho ao mês. Para quem trabalha aos sábados, a despesa sobe para R$ 783,64, ultrapassando o piso nacional de R$ 724. A despesa com alimentação consome quase um quarto do orçamento das famílias (24,57%). E os gastos não param de subir. O preço dos alimentos consumidos fora do lar tiveram elevação de 10,07% em 2013, superior à alta de 9,51% de 2012, segundo o

IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). Somente a refeição apresentou um aumento de 9,49% nos preços no ano passado. A pesquisa da Assert considera categorias de restaurantes: comercial, autosserviço, executivo e à la carte. O gasto médio varia de R$ 18,65 (comercial) a R$ 47,90 (à la carte). Belo Horizonte lidera Entre 49 municípios pesquisados, Belo Horizonte apresentou a refeição mais cara, com uma média de R$ 37,71. Na sequência, aparece o Rio de Janeiro, com um gasto médio de R$ 37,16 por almoço. Em São Paulo, o valor é de R$ 33,67. A refeição mais barata foi encontrada em Nilópolis, no Rio de Janeiro (R$ 17,71). Em segundo lugar, está o município de Serra, no Espírito Santo (R$ 17,97). Entre as regiões, o Centro-Oeste apresentou o maior preço médio: R$ 31,44. No Sul, foi apurado o menor valor médio, de R$ 28,20. METRO

QUANTO CUSTA Preço da refeição, em R$

30,14

>> MÉDIA NACIONAL

18,65 22,30

>> COMERCIAL >> AUTOSSERVIÇO*

38,65 47,90

>> EXECUTIVO >> À LA CARTE

30,29 33,67 SANTO ANDRÉ 30,04 SÃO BERNARDO 29,55 SÃO CAETANO 31,80 CAMPINAS 35,33 SANTOS 35,89 RIO DE JANEIRO 37,16 B E L  O N T E 37, 71 VITÓRIA 34,48 SUDESTE

SUL

SÃO PAULO

PORTO ALEGRE CURITIBA FLORIANÓPOLIS CENTRO-OESTE GOIÂNIA BRASÍLIA CAMPO GRANDE CUIABÁ

is A mado cara s paí

28,20 34,86 31,65 36,41 31,44 28,49 36,44 24,53 36,29

29,78 27,83 SALVADOR 32,95 FORTALEZA 27,34 SÃO LUÍS 27,23 JOÃO PESSOA 32,92 ARACAJU 29,95 NATAL 30,60 MACEIO 30,86 NORTE 30,97 BELÉM 32,46 MANAUS 29,47 NORDESTE RECIFE

*QUILO/SELF SERVICE FONTE DATAFOLHA/ASSERT

Nível de reservatório é o menor desde 2001 | MARCELLO CASAL JR/ABR

Energia. ONS reduz previsão para o nível de reservatórios O ONS (Operador Nacional do Sistema Elétrico) revisou para baixo sua projeção para o nível dos reservatórios no subsistema Sudeste/Centro-Oeste no fim de março. A expectativa é de que os reservatórios encerrem este mês em 37,3% da capacidade total, ante 38,5% projetado anteriormente. No último domingo, o nível de armazenamento nas duas regiões era de 35,70%, o mais baixo desde 2001, ano do racionamento. A redução da projeção reflete o baixo volume de precipitações ao longo do mês. As duas regiões são responsáveis por 70% do abastecimento de energia do país. Ao final de março de 2001, ano do racionamento de energia, o nível dos reservatórios do Sudeste-Cen-

37,3% é a projeção do operador para o nível dos reservatórios do subsistema Sudeste/CentroOeste no final do mês. tro Oeste, estava a 34,53% de armazenamento. O diretor-geral do ONS, Hermes Chipp, disse em fevereiro que os reservatórios da região Sudeste deveriam atingir cerca de 43% de armazenamento ao final de abril para garantir suprimento de energia ao longo de 2014. Praticamente todas as térmicas do país já estão acionadas atualmente. O ONS indica cerca de 17,9 GW médios de geração térmica para esta semana. METRO

Gastos de brasileiros no exterior batem recorde Os gastos dos brasileiros no exterior atingiram US$ 1,915 bilhão em fevereiro, um recorde para o mês, segundo dados do Banco Central. A cifra representa um avanço de quase 3% em comparação com o resultado no mesmo período de 2013. O chefe do Departamento Econômico do BC, Tulio Maciel, considera que há sinais de diminuição, mas ainda moderados nos gastos de brasileiros no exterior. Nos dois primeiros meses deste ano, essas despesas somam US$ 4,036 bilhões, com redução de 1,5% em relação ao mesmo período do ano passado (US$ 4,162 bilhões). Se for considerada a média diária de gastos, há uma queda de 6% no bimestre.

Brasileiros deixaram US$ 1,9 bilhão no exterior em fevereiro | ELZA FIÚZA/ABR

O motivo para essa moderação, segundo Maciel, é a alta do dólar, que estava em R$ 2,03, na média de janeiro e R$ 1,97 em fevereiro do ano passado. A média da cotação do dólar no primeiro bimestre deste ano ficou em R$ 2,38. Segundo Maciel, os gastos no exterior já chega-

ram a crescer 20% na comparação entre os anos. “Esse crescimento era bastante consistente. Da metade do ano [passado] pra cá, a dinâmica mudou”, disse. Maciel ponderou, entretanto, que o aumento da renda dos brasileiros contribui para os gastos no exterior, mesmo com a alta do dólar. METRO

Contas externas

BC eleva projeção de rombo O Banco Central aumentou de US$ 78 bilhões para US$ 80 bilhões a previsão para o rombo nas contas externas do país em 2014. A mudança se deveu principalmente à redução na projeção de superávit comercial, que caiu de US$ 10 bilhões para US$ 8 bilhões este ano. O resultado das transações correntes registrou um déficit de US$ 7,445 bilhões em fevereiro, um recorde para o mês. Segundo BC, o resultado do mês ficou abaixo do previsto porque a balança comercial não reagiu como o esperado. METRO


PORTO ALEGRE, TERÇA-FEIRA, 25 DE MARÇO DE 2014 www.readmetro.com

{MUNDO}

|09|◊◊

Parentes de passageiros do voo MH370 reagem às notícias de que o avião teria caído em algum ponto no sul do Oceano Índico, sem deixar sobreviventes; companhia aérea informou familiares por meio de mensagens de SMS | REUTERS

Malásia diz que avião caiu, mas mistério segue O que aconteceu? Premiê anunciou ontem que satélite identificou Boeing 777-200ER desaparecido em região remota da costa australiana Em uma guinada na investigação sobre o paradeiro do Boeing 777-200ER da Malaysia Airlines, desaparecido desde o dia 8 de março, o premiê malaio, Najib Razak, anunciou ontem que a aeronave caiu no meio do Oceano Índico, sem deixar sobreviventes. A conclusão se baseia, segundo ele, em “novas informações de satélites”. Cálculos feitos pela Inmarsat, empresa britânica responsável por dados de satélite, indicam os corredores possíveis de trajeto do avião. “Com base num tipo de análise inédito numa investigação desse tipo, eles foram capazes de determinar com mais precisão o percurso”, disse. A Inmarsat e a Comissão britânica de Investigação de Acidentes Aéreos concluíram que a aeronave Ação em massa

“É com a maior tristeza que devo informá-los que, segundo esses dados, o voo MH370 caiu no sul do Oceano Índico.” NAJIB RAZAK, PREMIÊ DA MALÁSIA

voou ao longo do corredor sul e sua última posição conhecida era no Oceano Índico, a oeste da cidade australiana de Perth. “É um local distante, longe de qualquer pista de pouso possível. Portanto, é com a maior tristeza que devo informá-los que, segundo esses dados, o voo MH370 caiu no sul do Oceano Índico”, anunciou Razak. Deslizamento

Em referência aos parentes dos passageiros, o premiê malaio disse que “as últimas semanas têm sido desoladoras. Sei que (receber) essas notícias será ainda mais difícil”. Pouco tempo antes do anúncio oficial, a companhia enviou uma mensagem de SMS aos parentes dos 228 passageiros a bordo do voo MH370, em que lamentava “profundamente” as notícias e na qual assumia, “sem sombra de dúvidas, que o [voo] MH370 foi perdido e que nenhuma das pessoas a bordo sobreviveu”. Familiares reagiram desesperados. “No início, não acreditávamos que o avião tivesse caído, tínhamos esperança de que estivessem todos vivos”, disse o irmão de um passageiro.

Dúvidas e certezas

VOO MH370 Sri Lanka

Vietnã 1

2

1 Último contato de voz 2 Último contato por radar

Oceano Índico

Ce e a A eda Razak diz que o voo “terminou no Oceano Índico”.

Kuala Lumpur (saída)

MAL Á SIA Indonésia

O . Há poucas dúvidas de que os 239 a bordo morreram.

Arcos em que são feitas as buscas com base em informação de satélite Terras Austrais e Antárticas Francesas (França)

A i a içã De acordo com satélites, o registro final está a oeste de Perth.

D ida Q e e c Ainda não se sabe como o voo foi desviado e quem está por trás da ação deliberada.

Austrália

Perth

Local dos destroços e possível local da queda

O de ç Não está claro se os destroços são de fato do MH370.

METRO COM BANDNEWS E AGÊNCIAS

Violência

Cairo condena 529 pessoas ligadas a Mursi

EUA podem ter mais de 100 desaparecidos

Número de mortos vai a 36 na Venezuela

Uma corte no Egito condenou à pena de morte 529 simpatizantes do ex-presidente Mohammed Mursi, da Irmandade Muçulmana. Eles são acusados de atacar delegacias e prédios oficiais. Apenas 153 estão presos. Os EUA se disseram “chocados”com a decisão da corte, que chamaram de “ilógica”. METRO

Ao menos 108 pessoas seguiam desaparecidas ontem após um deslizamento de terra que matou 8 perto de Oso, nos EUA, no sábado. As margens da estrada estadual 530 cederam devido às chuvas na manhã de sábado, arrastando pelo menos seis casas. Quase 50 residências sofreram danos. METRO

Uma mulher grávida morreu baleada perto de Caracas e um soldado foi morto no oeste da Venezuela, disseram ontem autoridades do país, elevando a 36 o número de mortos em protestos contra o governo. A violência se intensificou após a morte de três pessoas em Caracas em fevereiro. METRO

Países do G8 excluem Putin Os líderes das maiores economias do mundo decidiram ontem excluir o presidente russo Vladimir Putin do chamado G8. Reunidos em Haia, na Holanda, eles anunciaram a decisão após uma reunião de quase duas horas a portas fechadas em que discutiram uma nova rodada de sanções contra Moscou, que anexou a península da Crimeia, na semana passada. O grupo, formado pelas potências europeias (Alemanha, França, Reino Uni-

do e Itália), além de Japão, Canadá e EUA, anunciou que uma reunião agendada para junho em Sochi, na Rússia, será realizada em Bruxelas, sem a participação de Moscou. Em um comunicado conjunto, os sete líderes afirmam que o “grupo foi formado em função de crenças e responsabilidades compartilhadas. As ações da Rússia nas últimas semanas não são consistentes com elas. Diante dessas circunstâncias, não

vamos participar da reunião planejada em Sochi. Suspendemos nossa participação no G8 até que a Rússia mude de curso”. A medida termina com 15 anos de presença de Moscou no fórum diplomático. O anúncio da reunião na capital belga, sede da União Europeia e da Otan (Organização do Tratado do Atlântico Norte), ocorre no momento em que os dois organismos procuram se aproximar da Ucrânia. METRO COM AGÊNCIAS


|10|

2 CULTURA

PORTO ALEGRE, TERÇA-FEIRA, 25 DE MARÇO DE 2014 www.readmetro.com

{CULTURA}

Ospa em noite de gala NATHAN CARVALHO/DIVULGAÇÃO

Eruditos. Ospa abre hoje sua temporada de concertos oficiais, com apresentação no São Pedro. Ingressos já estão esgotados Depois de lotar o Araújo Vianna com um concerto gratuito dedicado às trilhas de cinema, a Orquestra Sinfônica de Porto Alegre também já tem ingressos esgotados para o primeiro concerto oficial – e pago – da sua temporada 2014. “É a valorização do público à sua orquestra. Nossa preocupação sempre foi apresentar uma programação ampla e de qualidade”, diz o maestro Tiago Flores, diretor artístico da Ospa. Na apresentação desta noite, às 20h30, no Theatro São Pedro, o repertório terá duas obras importantes do universo erudito: as “Quatro Estações Portenhas”, do argentino Astor Piazzola, e a “Sinfonia nº 5”, do alemão Ludwig van Beethoven. Ao longo do ano, o público ainda vai reencontrar outras obras de destaque, como a “Sinfonia no 5”, de Mahler, e concertos espe-

ciais em homenagem aos 150 anos de Alberto Nepomuceno e ao centenário de Guerra-Peixe. “Em junho, teremos uma noite dedicada ao tango com a participação do bandoneonista Horacio Homo, que tocou com Piazzola”, destaca o maestro. A série de concertos oficiais deve “dar um tempo” durante a Copa do Mundo, quando será intensificada a programação de Concertos Legais, voltada ao público escolar. “Neste ano também vamos nos apresentar em 18 cidades do interior do RS. Nunca fizemos um roteiro tão grande por outros municípios”, comenta. Ente solistas como a pianista coreana Hyejin Kim e o violinista argentino Oleg Pishiwn, a orquestra fecha o ano com um convidado que há muito tempo não toca com a Ospa: o pianista Nelson Freire. METRO POA

TIAGO FLORES O ano de 2014 será mais um período-chave para a história da orquestra. O maestro falou sobre alguns encaminhamentos para os próximos meses.

Ospa toca hoje no palco do Theatro São Pedro | ANTONIETA PINHEIRO/DIVULGAÇÃO

Destaques da programação

concerto com Gilberto Gil em Lajeado, para inauguracão do teatro do Centro Univates

regentes convidados, como Kiyotaka Teraoka, Ira Levin, Martin Lebel e Kristian Steenstrup

do musical “Antonio Xiamango”, de Alpheu Godinho e Arthur Barbosa

concerto em Rosário, na Argentina, com música brasileira

a temporada terá vários

a apresentação da ópera “Tosca”, de Puccini, em forma de concerto a

estreia

Lupicínio Rodrigues, com músicos locais

apresentação da “Sinfonia no 5”, de Gustav Mahler

e concerto especial em homenagem a

concerto com a participação do pianista Nelson Freire

ao longo do ano, a Ospa fara concertos em 18 cidades do interior do RS

Sala Sinfônica da Ospa: A empresa que ganhou a terceira fase da licitação deve dar início às obras nos próximos dias, quando começaremos a ver paredes e estruturas internas. Tudo deve ficar pronto no final de 2015. Espaço de ensaios: Em breve, vamos começar a ensaiar no Teatro Elis Regina, da Usina do Gasômetro. O espaço lá é excelente, com boa acústica. Novos músicos: O concurso para contratação de 26 novos músicos será realizado entre setembro e outubro, o que vai completar o quadro da orquestra. METRO POA

Música

Leituras

Sarau à espanhola O Sa a E é ic de h e ai h e agea P A eg e c a e ai e e e fa a da cidade a be e a e c adiç e O a a de h e a bé é i ei da é ie i i e a e c e c a a i da h Tab ad A da a Ve â ci Ai e A ca a e á c ic e bai a i a de f a e c R

Livro. Boas histórias sobre a arte do bom humor O psicanalista Abrão Slavutzky autografa hoje um verdadeiro compêndio sobre o humor e a importância de ser bem humorado. Em “Humor é Coisa Séria”, o autor dedica mais de 300 páginas a desvendar bases teóricas, momentos históricos e autores fundamentais para defender que o humor é uma arte. Apesar de ser fruto de uma longa pesquisa, o livro é leve e divertido, com o próprio autor fazendo as vezes de protagonista em alguns momentos – como quando descobriu a figura de Chaplin, na infância. Autógrafos a partir das 19h, na Livraria Cultura do Bourbon Country. METRO POA

Abrão Slavutzky é especialista em humor | MAURICIO CAPELLARI/DIVULGAÇÃO

“HUMOR É COISA SÉRIA” ABRÃO SLAVUTZKY ARQUIPÉLAGO, R$ 39,90

Sexteto faz homenagem à rainha do choro Clássicos como “Brasileirinho” e “Odeon” estão no repertório do grupo Choro em Flor, que homenageia hoje a cantora potiguar Ademilde Fonseca. Conhecida como a “rainha do choro”, foi ela quem introduziu a voz nas rodas de chorinho nos anos 1940, quando o gênero era apenas instrumental. No formato de regional, com as cantoras Bhia Tabert e Paula Dellazzana, os músicos se apresentam a partir das 21h, no Teatro Renascença (av. Erico Verissimo, 307). R$ 30. METRO POA

Show. Yanni divide o palco com 15 músicos

Músico faz show hoje no Teatro do Sesi | DIVULGAÇÃO

Para ver N Tea Ba i De R Te

d Se i a A i H e à h a R

O tecladista grego Yanni volta hoje a Porto Alegre (ele esteve aqui em 2012), com um show que repassa os temas de maior sucesso de suas três décadas de carreira e 13 discos gravados. Famoso por tirar timbres e harmonias exóticas dos vários teclados que têm à sua frente, no palco, ele ainda é acompanhado por uma orquestra de 15 músicos, com origens diversas, entre russos, britânicos e argentinos – Yanni chama o grupo de Nações Unidas. Suas canções, segundo o próprio músico, são escritas para incentivar a paz, a compaixão e o entendimento entre as pessoas. METRO POA


PORTO ALEGRE, TERÇA-FEIRA, 25 DE MARÇO DE 2014 www.readmetro.com

{CULTURA}

Olha quem

voltou

|11|◊◊

Cinema. Plataforma retoma sessões inéditas A elegante pantera está de volta à TV

Reprise. Criada em 1964, a clássica série em desenho animado da esbelta e silenciosa Pantera Cor de Rosa é um dos destaques na programação do canal TCM Esperta, sarcástica e elegante, a Pantera Cor de Rosa, clássico desenho animado criado na década de 1960, está de volta à programação da TV. Até o final desta semana, os filmes estão na grade do canal TCM, com exibição às 21h30 e meia-noite. A história da Pantera começou em 1964, quando foi lançado o filme “A Pantera Cor de Rosa”, do diretor Blake Edwards, estrelado por Peter Sellers na pele do atrapalhado Inspetor Closeau. A pantera em questão era um diamante, objeto de desejo do detetive, mas a personagem roubou a cena logo na abertura do longa. Criada por Friz Freleng

120 é o número aproximado de episódios de ‘A Pantera Cor de Rosa’ criados entre 1964 e 1980. e David DePatie, um desenho animado mostrava Closeau correndo atrás da Pantera Cor de Rosa, só que, ao invés do diamante, surgiu a pantera rosada. Isso foi o suficiente para a novidade conquistar o público. Apenas oito meses depois, ela ganhou sua própria série animada, a mesma em exibição pelo TCM com direito a sua famosa música-tema, “The Pink Panther Theme”, composta

pelo músicor norte-americano Henry Mancini e com arranjos de Waltel Branco. Sem diálogos entre os personagens, as histórias apostam na força da ação, focada especialmente na expressão gestual, criando assim espaço para a pantera incorporar diversas personalidades. Ao todo foram produzidos mais de 120 episódios, entre 1964 e 1980, todos com cerca de seis minutos de duração, criados pelo estúdio de animação americano DePatie-Freleng Enterprises. METRO

Cena de ‘A Doença do Sono’, em sessão na Usina | DIVULGAÇÃO

DIV

ULG

AÇÃ O

O programa Sessão Plataforma, que exibe filmes inéditos de pouco apelo comercial, recomeça hoje, às 20h30, na Sala P. F. Gastal da Usina do Gasômetro. O filme escolhido é o alemão “A Doença do Sono”, de Ulrich Köhler, premiado com o Urso de Prata no Festival de Berlim de 2011. A sessão terá reprise no sábado, às 17h30, com entrada franca. A trama gira em torno de Ebbo Velten, um alemão que vive na África com a mulher e onde coordena um programa para pessoas

que sofrem de transtornos do sono. Apesar de estar feliz com seu trabalho, Ebbo resolve desistir de tudo por conta da insatisfação da mulher e da distância da filha de 14 anos que já mora na Alemanha. Ebbo acaba se tornando um estranho em seu próprio país, até resolver voltar à África. Anos depois, ele próprio se torna objeto de estudo de um jovem médico francês que vai ao seu encontro para em busca de dados para uma pesquisa. METRO POA


|12|

PORTO ALEGRE, TERÇA-FEIRA, 25 DE MARÇO DE 2014 www.readmetro.com

{VARIEDADES} Os invasores

Achados & perdidos

Torcida do Brasil-Pel

RUBEM PENZ RUBEM.PENZ@METROJORNAL.COM.BR

DITADOS ADAPTADOS PARA O FUTEBOL O que segue é quase uma capitulação. Faltando pouco para a Copa do Mundo de Futebol – Brasil 2014, o esporte bretão domina a cena: campanhas publicitárias, noticiário, debates políticos, obras pela cidade, aeroportos, hotéis, táxis, restaurantes, bares, revistas, livros, ufa!, absolutamente tudo é Copa. Portanto, utilizar o espaço da crônica para brincar com o tema jamais poderá ser considerado uma inadequação. No máximo, serei chamado de “Maria vai com as outras”. Pensei em adaptar alguns ditados para utilizarmos de agora até agosto. Depois, voltamos para o enunciado original. Segue: Ao invés de “se correr o bicho pega, se ficar o bicho come”, passaremos a dizer: se marcar de perto o bicho dribla, se marcar de longe o bicho chuta; Para o caso de “água mole em pedra dura, tanto bate até que fura”, fica: ataque mole em defesa dura, tanto batem até sofrer um gol de bola parada; O famoso “não há mal que sempre dure, nem bem que nuca se acabe”, dá lugar ao: não há cabeça inchada que sempre dure, nem flauta que nunca se acabe; Para o clássico dos clássicos “devagar se vai ao longe”, um conselho ao estilo Barcelona: com posse de bola se vai ao longe; Também se pode trocar “pau que nasce torto, morre torto” por: chute que nasce torto, morre na linha de fundo – quando não na lateral; Lembrando as categorias de base do Santos FC, substituiremos o “é de pequenino que se torce o pepino” por: é de pequenino que se faz um ambidestro; Ditados de grande apelo popular como “três coisas nunca se consegue saber – o que sairá de barriga de grávida, bolsa de mulher e cabeça de juiz”, se transforma em: três coisas nunca se consegue saber – para que lado vai quem dribla, o que se passa na cabeça do técnico e qual será a interpretação do árbitro; O positivo, ainda que muito romântico, “a união faz a força”, convém adaptar para: o bicho faz a vitória; O prudente “em boca fechada não entra mosca” se transforma no igualmente seguro: em boca fechada não entra cartão amarelo; Por fim, mesmo que a brincadeira renda bastante, fecho a conta com “em casa de ferreiro, espeto de pau”, que vira: em casa de jardineiro, campinho de areão. Gostou? Experimente criar os seus. Ditados não faltam. E estímulos para pensarmos em futebol o tempo inteiro, também não.

Cruzadas

Mais uma vez a cidade de Porto Alegre será invadida com muita alegria pela torcida xavante. Eles sairão de Pelotas para ver o seu Brasil jogar contra o Grêmio, e será uma grande festa. Esta linda torcida pega a estrada e ofusca o dono da casa através das pulsações dos seus instrumentos musicais e cantos de incentivos. O comércio local ganha no lado de fora por algumas horas antes e depois do jogo. A Arena e o Grêmio poderiam liberar um espaço mais generoso, mesmo que a torcida anfitriã seja bem maior neste caso, não ocupará a parte de cima que fica sempre vazio. Tudo será alegria na arquibancada, sem confusão e que vença o melhor. Que bom seria se tivéssemos mais torcidas deste porte cruzando o Estado para lotar seu espaço na arquibancada. Com certeza teríamos mais público assistindo estas partidas de futebol que às vezes dá sono por falta de barulho nas arquibancadas. Um clube de futebol sem torcida é decepcionante. Até entendo que a violência de algumas torcidas e a possibilidade concreta de ver pela televisão os jogos afastou as famílias dos estádios. Hoje, os clubes não vivem somente das rendas dos seus jogos. Eles mesmo sendo pequenos e sem expressão, conseguem ganhar algum “din din” através da FGF, TV e patrocinadores. Quanto vale o produto futebol pela a grandeza dos clubes sem torcidas? DORIAN BUENO – PORTO ALEGRE, RS

Metro pergunta

Sudoku

Você concorda com a proposta da Justiça que libera adoção de crianças brasileiras por estrangeiros?

Siga o Metro no Twitter: @jornal_metropoa

@WTarcisio

Não concordo depois disso serão novamente os índios e também os macacos (estrangeiros adoram). @Lucosta05

Sim.

Metro web Para falar com a redação:

leitor.poa@metrojornal.com.br Participe também no Facebook:

Rubem Penz é escritor, músico, publicitário, baterista e compositor. Autor de “Enquanto Tempo” e coordenador da oficina literária Santa Sede crônicas de botequim. Seu site é rubempenz.net

Horóscopo

Leitor fala

www.facebook.com/metrojornal

www.estrelaguia.com.br

Está escrito nas estrelas

Cuide para não se envolver demais com responsabilidades que não são suas. É essencial saber a hora de intervir e ajudar a quem precisa.

Gentilezas e gestos carinhosos são sempre recomendados no convívio familiar e na vida amorosa, esteja em paquera ou comprometido.

Procure ser paciente ao tratar assuntos materiais e atente-se de certas extravagâncias com seu dinheiro. Tendências a rever despesas.  

Uma dedicação especial com temas relacionados à fé, espiritualidade e religião fará bem para amenizar desgastes cotidianos.

Ocasiões que amenizem os desgastes da rotina serão bem-vindas, especialmente com momentos de lazer e diversões com bons amigos.

Tendências a retomar antigos assuntos e lembranças na vida amorosa. O envolvimento com assuntos familiares será mais intenso.

Valorize o dia para recompor suas energias com meditação, temas espirituais, leituras e tudo o que recomponha as energias.

Fará bem preservar raízes, valores e retomar contatos do passado. Às vezes não notamos as pessoas que têm real consideração por nós.

O envolvimento com causas coletivas é um tema que costuma mover nativos do seu signo e provavelmente fará bem em se dedicar.

Cuidado para não querer intervir de maneira individualista nos assuntos das pessoas que gosta, por mais que queira ajudar.

Momento propenso para estudos, seja em alguma nova atividade ou para envolvimento mais intenso com algo ao que já se dedica.

Contatos diferentes e mesmo novas amizades devem marcar este momento. Atente-se com a ansiedade em momentos da vida amorosa.     


PORTO ALEGRE, TERÇA-FEIRA, 25 DE MARÇO DE 2014 www.readmetro.com

{ESPORTE}

|13|◊◊

SCOTT HEAVEY/GETTY IMAGES

Opinião

HELIO CASTRONEVES HELIO.CASTRONEVES @METROJORNAL.COM.BR

TODOS LIGADOS NA BAND! Bom dia, galera! Espero que tenham gostado da minha coluna extra de ontem, quando pude manifestar minha satisfação em ver o Brasil nos calendários de 2015 a 2019 da IndyCar, com provas em Brasília. Estou empolgado e temos um ano inteiro para trabalhar com o objetivo de ter tudo 100% em março do ano que vem. O negócio é não perder tempo e reafirmar a capacidade dos brasileiros em promover um grande evento. Foi especial correr por quatro anos em São Paulo e, em Brasília, tenho certeza que a emoção e expectativa serão as mesmas. Mas hoje o papo é sobre a Firestone Grand Prix of St. Petersburg, prova de abertura do 2014 Verizon IndyCar Series no domingo na Flórida. Minhas lembranças aqui são as melhores. Tenho três vitórias (2006, 2007 e 2012), cheguei em 2º duas vezes (2008 e 2013) e assinalei a pole em 2007. Claro que, também pelo retrospecto, gosto de St. Petersburg. Mas a gente não pode esquecer que se trata de um circuito de rua, que precisa ser montado todo ano. Não é incomum haver mudanças nas referências e no setup básico. Some-se a isso o fato de a gente estar sempre trabalhando no desenvolvimento (carro, motor e pneus). Então, não é exagero dizer que todos praticamente partem do zero. Além de o lugar ser lindo, há um clima gostoso por ser a abertura. No caso da Penske, será marcada pela estreia do Juan Pablo Montoya, que fará a sua primeira corrida com a gente. E na pré-temporada os resultados foram muito bons. Seria uma modéstia falsa não incluir o Team Penske – e consequente o Will Power, Juan Pablo e a mim – entre os favoritos. Mas a briga será boa não apenas porque a Ganassi, como sempre, está forte, mas também porque há outras forças. Andretti, KV e Rahal estão em ótimo momento e há também as vitórias recentes da Dale Coyne e Foyt. Por tudo isso, tenho certeza que será um campeonato animado, com muita gente disputando as melhores posições. E o amigo do Metro e da Fórmula Indy verá tudo isso pelo Grupo Bandeirantes. Então, tudo mundo ligado na Band/Band Sports/Portal da Band domingo, a partir das 16h30 (horário brasileiro), para o inicio da minha 17ª temporada na IndyCar e 15º na Penske. Vamos que vamos! Helio Castroneves, 38, nasceu em São Paulo e foi criado em Ribeirão Preto. É o piloto brasileiro com mais vitórias na Indy, com 28 conquistas, e venceu três edições da Indy 500 (2001, 2002 e 2009). Disputará em 2014 sua 17ª temporada na categoria e 15ª pelo Team Penske.

Caso Tinga. Real Garcilaso pagou apenas uma multa A Conmebol multou o Real Garcilaso em 12 mil dólares (R$ 27,8 mil) pelo episódio de racismo envolvendo o volante Tinga, no dia 12 de fevereiro, pela Libertadores. A entidade que comanda o futebol na América do Sul optou por uma pena mais branda e afirmou que, em caso de reincidência, os peruanos atuarão com portões fechados. “Reforçamos a vigilância das equipes arbitrais e dos delegados das partidas para advertir e denunciar este tipo de infração”, informou, em nota, a Conmebol. Na ocasião, Tinga en-

Tinga foi alvo de atos racistas | CARLOS EZEQUIEL VANNONI/FOTOARENA

trou em campo no segundo tempo e, sempre que pegava na bola, os torcedores faziam gestos e sons imitando macacos. METRO

3 ESPORTE

YAMAGUCHI FALCÃO Depois da estreia frustrada no boxe proissional, quando foi desclassiicado antes de terminar a luta, medalhista olímpico volta ao ringue em 26 de abril

‘CHOREI MUITO DEPOIS DAQUELA LUTA” Bronze nos Jogos de Londres, em 2012, o boxeador Yamaguchi Falcão migrou para a categoria profissional com grande expectativa de repetir o desempenho olímpico. A estreia, que ocorreu em janeiro deste ano, não saiu como esperada: o brasileiro se estranhou com o adversário, o argentino Martín Rios, e ambos foram desclassificados pelo árbitro antes mesmo de terminar a luta. Agora, Falcão terá uma nova chance: em 26 de abril volta a lutar, contra oponente ainda não definido. Ele falou ao Metro sobre o recomeço. Como você encarou a decisão do árbitro de desclassificá-los na primeira luta? Foi um baque muito grande, o árbitro não precisava ter feito aquilo. Nunca vi algo parecido em toda a minha carreira no boxe. O que ele deveria ter feito era chamar os dois em um canto, fazer a advertência. Ele acabou com uma noite que podia ter sido maravilhosa. Você ficou abalado para a próxima luta? Tudo me deixou abalado pela forma como aconteceu. Eu estava há um ano e meio sem

lutar e, quando comecei a entrar no ritmo da luta, acabou daquele jeito. Eu chorei muito depois, meu pai chorou muito. Mas já voltei aos treinamentos para minha próxima luta, que será agora em abril, com a cabeça erguida. Aquela luta não vai entrar no meu cartel, é como se ela nunca tivesse acontecido. Valeu a pena ter se profissionalizado ou você se arrependeu? Estou muito feliz, acho que eu fiz a coisa certa, eu não tenho arrependimento. Espero conquistar o meu sonho e terminar o ano com cinco lutas, se possível invicto. O que acha da decisão do seu irmão (Esquiva Falcão) de também se profissionalizar? Acho que foi uma decisão muito boa. Ele ainda é novo, tem 24 anos, está em uma boa equipe e tem muita possibilidade de levar cinturão (Esquiva estreou com vitória por nocaute em fevereiro). Não só em relação a mim, acho que a família inteira pensa que a gente está no caminho certo. Assim como a família Falcão chocou o mundo no boxe olímpico, vamos chocar no profissional.

Vocês foram duramente criticados pela Confederação Brasileira de Boxe, que disse que o esporte vai ter mais investimento para as Olimpíadas de 2016. Como você vê o cenário do boxe amador brasileiro? Eu nunca falei mal da Confederação, pelo contrário, acho que são pessoas ótimas. Mas escolhi outro caminho para poder crescer e ter mais chances. Claro que, com as Olimpíadas aqui no Brasil, serão grandes as chances de ter medalha olímpica. Só que eu tenho 26 anos, até 2016 eu estarei com 29. Será que eu seria o mesmo Yamaguchi com 29 anos? Quais são as principais diferenças entre o boxe amador e o profissional? A responsabilidade ficou mais dura, tenho que ter a cabeça no lugar porque uma derrota pode sujar meu cartel. Nós procuramos nos focar e treinar o máximo possível. Se antes era uma hora, duas horas por dia, agora são oito. Aumentou muito a carga de treinamento para poder aguentar tanta porrada. FABIANE GUIMARÃES METRO BRASÍLIA

Julgamento

Oscar Pistorius O julgamento do atleta paralímpico Oscar Pistorius (foto) continua ganhando novidades. Ontem foi revelado que, antes de ser assassinada, a modelo Reeva Steenkamp havia enviado mensagens em que recriminava o então namorado pelo comportamento ciumento e agressivo. Em várias destas mensagens, Reeva declarou que “tinha medo” do parceiro.


|14|

PORTO ALEGRE, TERÇA-FEIRA, 25 DE MARÇO DE 2014 www.readmetro.com

{ESPORTE}

Sim ou adeus à Copa Impasse. Projeto que concede isenção fiscal a empresas que bancarem as estruturas temporárias do Beira-Rio deve ser votado hoje pela Assembleia. Sem a aprovação, a Copa do Mundo pode não ocorrer em Porto Alegre O último nó que trava a realização da Copa do Mundo em Porto Alegre pode começar a ser desatado hoje. O projeto de isenção fiscal para empresas que bancarem o custo das estruturas temporárias do Mundial é o sétimo da pauta de votações da Assembleia Legislativa. A aprovação se tornou ponto vital para que os cinco jogos programados para a cidade sejam realizados. É o sim ou o adeus à Copa. “Este é o único item que preocupa. Se isso der errado, não teremos Copa aqui. O sinal amarelo está piscando”, alertou o prefeito José Fortunati. A preocupação atinge todos os setores envolvidos com a Copa. Os motivos que levaram a essa situação-limite, entretanto, geram posições diferentes. “Sei dizer que o estádio e seu entorno estarão

30 mi de reais serão gastos com a construção das estruturas temporárias. prontos. O importante é que o Inter terá o seu estádio. Não é o Inter o competente para falar das estruturas”, defendeu-se o presidente colorado Giovanni Luigi em entrevista à TV Band. “Esperamos que as instituições resolvam isso. O Inter afastará o seu pátio, cederá para Fifa o Gigantinho, o centro de eventos e o edifício-garagem. Essa é a parte do Inter”, assegurou o dirigente. Fortunati apresenta outro quadro para o problema. “Não assinamos nada. O acordo foi feito entre Inter e a Fifa”, ressaltou. O custo geral das estruturas complementares está orçado em R$ 30 milhões, sendo cinco deles arcados pelos

governos estadual e municipal, com equipamentos que serão utilizados pela população futuramente como detectores de metais e a locação de geradores de energia. Em São Paulo e Curitiba, onde os estádios também são privados, Corinthians e Atlético-PR irão desembolsar o valor para levantar as estruturas. Prefeitura e dirigentes colorados buscam parceiros para angariar investidores. Acredita-se que não se terá dificuldades para consegui-los. “Várias empresas manifestaram interesse, inclusive patrocinadores da Copa”, contou Fortunati. As estruturas levam tempo para serem instaladas. Somente a rede de fibra óptica para o trabalho da imprensa leva cerca de 30 dias para ser concluída. VALTER JUNIOR

“Este é o único item (as estruturas temporárias) que preocupa. Se isso der errado, não teremos Copa aqui. Não há outro plano. O sinal amarelo está piscando. ”

“Sei dizer que o estádio e seu entorno estarão prontos. O importante é que o Inter terá o seu estádio. Não é o Inter o competente para falar das estruturas.”

JOSÉ FORTUNATI, PREFEITO DE PORTO ALEGRE

GIOVANNI LUIGI, PRESIDENTE DO INTER

Copa do Mundo

As estruturas temporárias As polêmicas estruturas temporárias irão abrigar durante a Copa do Mundo as áreas destinadas à imprensa, energia, tecnologia da informação e segurança do evento. Esta

parte do evento é considerada pela Fifa como vital para o bom funcionamento da Copa do Mundo. Dentro dos R$ 30 milhões para a implantação dos equipamentos estão gastos com detectores de metal, tendas, geradores de energia, cabos de fibra ótica, entre outros. METRO POA

METRO PORTO ALEGRE

MP analisará contrato com a parceira colorada

Inter diz que gasto com estruturas não são de sua responsabilidade | ALEXANDRE LOPS/INTERNACIONAL

Barcos melhorou seus números este ano | LUCAS UEBEL/GRÊMIO FBPA

O promotor Nílson de Oliveira Rodrigues Filho deu ontem prazo de cinco dias para ter acesso ao contrato do Inter com a Andrade Gutierrez, parceira colorada na reforma do Beira-Rio para saber se há mais alguém responsável, na visão do Ministério Público, por arcar com o custo das estruturas temporárias. “Vamos verificar se há outros responsáveis e isso passa a ter interesse público”, argumentou. A cláusula de confidencialidade do acordo será mantida. “O Inter assumiu os custos. Quem paga a conta é o Inter ou a Fifa”, assegurou. Enquanto uma solução não é encontrada, o MP monitora a situação. Como a estruturas são temporárias e elas não deixaram um legado para o povo, não quer

“Vamos verificar se há outros responsáveis e isso passa a ter interesse público.” NÍLSON DE OLIVEIRA RODRIGUES FILHO, PROMOTOR DO MINISTÉRIO PÚBLICO

dinheiro público envolvido no processo. Possíveis gastos dos cofres públicos com equipamentos que não será utilizados o dinheiro gasto terá de ser devolvido ao erário público. Há uma ação em andamento referente à Copa das Confederações. Os MPs das cidades sedes se reunirão e protestam contra o dinheiro público gasto nas estruturas temporárias da competição. METRO POA

Grêmio. Um ano em poucos jogos Barcos está tendo um 2014 bem melhor do que foi o seu 2013. O centroavante argentino está próximo de igualar a sua marca atingia em sua primeira temporada no Grêmio. No ano passado, em 57 partidas, o camisa 9 marcou 13 gols, média de uma bola na rede a cada 4,3 jogos. Foram dois gols pela Libertadores, dois no Campeonato Gaúcho e nove no Campeonato Brasileiro. Este ano os números são bem melhores e quase atingem a marcada conquistada durante todo o 2013. Até o momento são 12 gols em 14 partidas, todos marcados no Gauchão. Semifinal Ficou decidido que a torcida do Brasil-Pel terá direito a 1,5 mil ingressos para a partida de amanhã, pela semifinal do Campeonato Gaúcho. O clube pelotense gostaria de contar com 5,2 mil lugares para o seu torcedor. METRO POA

12 gols marcou Barcos em 14 jogos este ano. Em 2013, ele foi às redes 13 vezes em 57 partidas.


PORTO ALEGRE - TERÇA-FEIRA, 25 DE MARÇO DE 2014


20140325_br_portoalegre