Page 1

O Jornal Metro é impresso em papel certificado FSC, com garantia de manejo florestal responsável, pela Gráfica Moura Ltda.

HENFIL, 70 ANOS

CARTUNISTA GANHA HOMENAGEM E RELANÇAMENTO PÁG. 12 BRASÍLIA Quinta-feira, 6 de fevereiro de 2014 Edição nº 438, ano 2 MÍN: 17°C MÁX: 28°C

www.readmetro.com | leitor.bsb@metrojornal.com.br | www.facebook.com/metrojornal | @jornal_metrobsb

MAIOR QUEIXA

SOBRE AEROPORTOS É CONTRA PREÇOS ALTOS PÁG. 11

ONU QUER QUE

VATICANO ENTREGUE ACUSADOS DE PEDOFILIA PÁG. 10

Brasil pedirá extradição de Pizzolato, preso na Itália Mensalão. O ex-diretor do Banco do Brasil foi preso ontem, em Maranello, a 322 km de Roma, 82 dias depois de ter a prisão decretada pelo STF. Ele estava com um passaporte falso e 15 mil euros. O Ministério da Justiça prepara o pedido oficial de repatriamento PÁG. 04

‘Auxílio-farda’ para PMs pode ser aumentado Hoje, valor para compra de fardamento é de R$ 501,89/ano para soldados e R$ 4.296 para coronéis. GDF estuda equiparar o pagamento, como forma de elevar os vencimentos da tropa PÁG. 09

Antes do apagão, sistema no Sul teve consumo recorde

RECICLE A INFORMAÇÃO: PASSE ESTE JORNAL PARA OUTRO LEITOR

#VAI TER BRIGA

Abaixo-assinados contra e a favor do cercamento do Calçadão da Asa Norte, bate-boca sobre construção de creches na Asa Sul e no Lago Norte e discussão sobre reforma de quadra de esportes no Sudoeste: brasilienses se dividem sobre a ocupação de espaços públicos PÁG. 08

Pichações em placas da obra de construção de creche na 204/205 Sul escancaram a polêmica criada por visões opostas do que deve ser a cidade | ANDRESSA ANHOLETE/METRO BRASÍLIA

O governo, porém, insiste que não houve relação entre a demanda e a queda do fornecimento na 3ª feira PÁG. 11

Aldo Rebelo garante Curitiba na Copa Ministro do Esporte adota discurso otimista sobre conclusão da Arena da Baixada, ainda muito atrasada PÁG. 15


|04|

1 FOCO

BRASÍLIA, QUINTA-FEIRA, 6 DE FEVEREIRO DE 2014 www.readmetro.com

{BRASIL}

Pizzolato é preso após 82 dias foragido Mensalão. Ex-diretor do Banco do Brasil era procurado desde novembro e foi localizado pela policia italiana. Governo pedirá a extradição Exatos 82 dias após ter a prisão decretada pelo STF (Supremo Tribunal Federal) e ser considerado foragido, Henrique Pizzolato foi preso ontem na Itália e deverá ser extraditado para o Brasil. Condenado a 12 anos e 7 meses de prisão, o ex-diretor de marketing do Banco do Brasil foi localizado pelos ‘carabinieri’, um dos ramos da polícia italiana, na cidade de Maranello, a 322 km de Roma. Ele estava na casa de um sobrinho, portava 15 mil euros e um passaporte falso, onde era identificado como ‘Celso’ -- nome do irmão morto em 1978 --, mas foi surpreendido porque integrava a lista de procurados da Interpol. Pizzolato apostava na dupla cidadania para se manter em liberdade. Segundo a Polícia Federal, ele usou o mesmo documento para fugir, em 11 de setembro, de Dionísio Cerqueira (SC) para Buenos Aires, onde deixou a impressão digital e pegou um voo para Barcelona, e depois atravessar a

Interpol divulgou o passaporte falso usado por Pizzolatto | DIVULGAÇÃO/INTERPOL

fronteira para Itália. Ele se refugiu em Porto Verene, um vilarejo com casa alugada que tinha vista para o mar. O Ministério da Justiça prepara o pedido oficial de extradição ao STF. A lei italiana, porém, protege os nacionais e impede que sejam retirados do país, caso não tenham condenação pela Justiça local. “A Itália é um país soberano. Nós acataremos a decisão que será tomada por aqueles órgãos judiciais”, disse o ministro da Justiça, José Eduardo Cardoso.

“O direito dos cidadãos não deverá ser usado em favor da impunidade”, avaliou a deputada ítalo-brasileira Renata Bueno, uma das representantes da América do Sul no parlamento da Itália. Se a extradição for negada, a Justiça brasileira deverá compartilhar as denúncias do mensalão para serem julgadas pelo Judiciário italiano. MARCELO FREITAS METRO BRASÍLIA

Médica desertora aguardará refúgio vivendo no Congresso Dívidas do Estados

Mais 30 dias O ministro da Fazenda, Guido Mantega, conseguiu adiar por um mês a votação do projeto que reduz os juros das dívidas de Estados e municípios com a União. O prazo é suficiente para que haja melhora na economia mundial. A proposta estava na pauta de ontem do Senado. A justificativa é de que a mudança poderia comprometer as contas públicas.

Um dia após se refugiar na sala da liderança do DEM na Câmara, a médica cubana Ramona Matos Rodríguez formalizou um pedido de asilo no Brasil. Ela chegou ao país para participar do programa Mais Médicos, mas disse que foi enganada com o salário pago. A cubana foi selecionada para trabalhar em Pacajá (PA) e disse que receberia apenas R$ 965 e não os R$ 10 mil

pagos aos médicos de outras nacionalidades e que o restante do dinheiro seria depositado numa conta e só poderia ser sacado ao fim do contrato. O pedido de asilo será avaliado pelo Conare (Conselho Nacional de Refugiados), que se reunirá em 24 de fevereiro. Como há 1,5 mil pedidos de visto na fila, a decisão só deverá ser anunciada em março. METRO BRASÍLIA FALE COM A REDAÇÃO leitor.bsb@metrojornal.com.br 061/3966-4607 COMERCIAL: 061/3966-4615

O jornal Metro circula em 24 países e tem alcance diário superior a 20 milhões de leitores. No Brasil, é uma joint venture do Grupo Bandeirantes de Comunicação e da Metro Internacional. É publicado e distribuído gratuitamente de segunda a sexta em São Paulo, Brasília, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Curitiba, Porto Alegre, ABC, Santos e Campinas, somando mais de 480 mil exemplares diários.

Médica diz que não saírá do Congresso | ZECA RIBEIRO/AGÊNCIA CÂMARA

João Paulo Cunha deverá ter os salários suspensos Preso há dois dias na penitenciária da Papuda, o deputado João Paulo Cunha (PT-SP) deverá enfrentar um primeiro obstáculo para se manter no exercício do mandato. Além do pedido de abertura de processo de cassação, a Mesa Diretora da Câmara decidirá pela suspensão dos salários e dos demais benefícios da atividade parlamentar como verba de gabinete e direito ao apartamento funcional. A reunião está marcada para quarta-feira. A mesma providência foi tomada contra o deputado preso Natan Donadon (sem partido-RO), condenado por desvio de recursos públicos. “Cada caso é um caso”, minizou o presidente da Câmara, deputado Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN). A defesa do petista pedirá

João Paulo pedirá à Justiça para exercer o mandato | LUÍS MACEDO/AGÊNCIA CÂMARA

à VEP (Vara de Execuções Penais) para trabalhar pelo menos pela manhã e à tarde, voltando à prisão à noite. “Sua atividade como parlamentar fica absolutamente resguardada se cumprida nestes horários”, afirmou o advogado Alberto Torón. METRO BRASÍLIA

Doações aos mensaleiros estão sob investigação do MP As doações feitas para o pagamento de multa dos condenados do mensalão José Genoino e Delúbio Soares, que chegaram a R$ 1,7 milhão, já são objeto de investigação do Ministério Público, em São Paulo e Rio Grande do Sul. “Os cidadãos podem doar, isso não tem problema. Não há nenhum fato ilícito nesse ato. O quer precisa ver é se se tratam de doações ou não”, afirmou o procurador-geral da República, Rodrigo Janot. A suspeita de lavagem de dinheiro foi levantada pelo

ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Gilmar Mendes. “As pessoas são condenadas por corrupção e estão agora festejando coleta de dinheiro”, declarou. O presidente do PT, Rui Falcão, irá protocolar hoje no STF um pedido de intimação do ministro com base no artigo 144 do Código Penal, que permite a entidades ou pessoas vítimas de calúnia, difamação ou injúria que se julguem ofendidas pedir explicações em juízo. METRO BRASÍLIA

Reforma. PMDB ‘devolve’ Agricultura e Turismo Descontente com os rumos da reforma ministerial, o PMDB na Câmara decidiu abrir mão dos ministérios da Agricultura e do Turismo e anunciou que não fará indicações de substitutos à presidente Dilma Rousseff. Os ministros Antonio Andrade (MG) e Gastão Vieira (MA), respectivamente, são indicados pela bancada, e deixarão o governo nos próximos dias para disputar as

eleições de outubro. O PMDB ainda aguarda uma posição de Dilma sobre o pedido de um sexto ministério. O senador Vital do Rêgo (PB) é o nome de consenso da bancada, mas a presidente prefere o senador Eunício Oliveira (CE), que já anunciou, contudo, que será candidato ao governo do Ceará. A ida para a oposição no Congresso, porém, ficou só na ameaça. METRO BRASÍLIA

EXPEDIENTE Metro Brasil. Presidente: Cláudio Costa Bianchini (MTB: 70.145) Editor Chefe: Luiz Rivoiro (MTB 21.162). Diretor Comercial e Marketing: Carlos Eduardo Scappini Diretora Financeira: Sara Velloso. Diretor de Tecnologia e Operações: Luiz Mendes Junior Gerente Executivo: Ricardo Adamo Coordenador de Redação: Irineu Masiero. Editor-Executivo de Arte: Vitor Iwasso Metro Brasília. Diretor-editor: Cláudio Humberto. Editor-Executivo: Lourenço Flores (MTB: 8075) Diagramação: Natalia Xavier. Gerente Executivo: Vandler Paiva Grupo Bandeirantes de Comunicação Brasília. Diretor Geral: Flávio Lara Resende

Editado e distribuído por Metro Jornal S/A. Endereço: SBS Quadra.02 - Bloco "Q" - Ed. João Carlos Saad - 15º andar, CEP 70070-120, Brasília, DF, Tel.: 061/3966-4615. O jornal Metro é impresso na Gráfica Moura.

Filiado ao


BRASÍLIA, QUINTA-FEIRA, 6 DE FEVEREIRO DE 2014 www.readmetro.com

{BRASIL}

Consumo de energia foi recorde antes do apagão Energia. Três minutos antes do blecaute, a demanda atingiu o pico na região Sul, segundo o ONS. Houve curtos-circuitos na rede. Reunião discutirá hoje as causas do incidente Embora o governo descarte uma relação entre o alto consumo de energia e o apagão, que atingiu quatro regiões do país anteontem, o ONS (Operador Nacional do Sistema) revelou ontem que houve uma sobrecarga. Às 14h, a demanda energética na região Sul bateu recorde, 17.412 MW. Três minutos depois, houve desligamento de 12 linhas de transmissão que levam energia do Norte para o Sul e Sudeste. A causa mais provável é a sequência de dois curtos-circuitos em duas linhas da ligação Miracema-Colinas, que acionaram o desligamento de segurança do sistema. A conclusão, no entanto, só será anunciada após reunião hoje entre a cúpula do setor elétrico. Reservatórios baixos O forte calor e a falta de chuvas põem em risco a geração de energia. A maior preocupação é com as regiões Sudeste e Centro Oeste, onde o nível dos reservatórios caiu abaixo de 40%. A previsão do governo é de que a situação mude a partir de 12 de janeiro com a volta das chuvas. METRO BRASÍLIA

9 milhões de pessoas ficaram sem energia elétrica em 13 Estados e no Distrito Federal durante os 35 minutos que durou o blecaute Estudo

Brasil teve 181 apagões desde 2011 Um levantamento divulgado pelo CBIE (Centro Brasileiro de Infra Estrutura) constatou que de janeiro de 2011 até 4 de fevereiro deste ano foram registradas 181 panes no sistema elétrico no país. Na pesquisa, foram consideradas todas as falhas de energia, independentemente de tamanho, área afetada, período ou carga interrompida. Em 2012, por exemplo, foram verificados 62 apagões no Brasil. METRO

Reservatórios Veja como está o nível de água, por região:

65,03% NORTE

42,80% NORDESTE

53,94% SUL

39,21% SUDESTE/ CENTRO OESTE

Durante a ocorrência, 12 linhas de transmissão de energia de alta tensão foram desligadas | MARCELLO CASAL JR./ABR

|05|◊◊


|06|

Política

BRASÍLIA, QUINTA-FEIRA, 6 DE FEVEREIRO DE 2014 www.readmetro.com

{BRASIL}

CLÁUDIO HUMBERTO WWW.CLAUDIOHUMBERTO.COM.BR

ADVOGADO DA ITÁLIA: PIZZOLATO NÃO SERÁ EXTRADITADO O criminalista Nabor Bulhões, advogado do Estado italiano no processo de extradição do terrorista Cesar Battisti, não acredita que a Itália mande de volta o mensaleiro Henrique Pizzolato. Para Bulhões, que conhece a legislação daquele país, o meliante condenado a 12 anos de cadeia pelo Supremo Tribunal Federal deve responder na Itália apenas pelo crime de falsidade ideológica, por usar passaporte do irmão morto.

COM ANA PAULA LEITÃO E TERESA BARROS

ALÔ, DRA. RAMONA A ONG Cuba Archive, integrante do Free Society Project, em Washington, deseja manter contato e oferecer ajuda à medica Ramona Matos, que desertou após uma odisseia fugindo de agentes cubanos.

SÓ UMA JOGADA

“Já existem, sim, investigações instauradas.” RODRIGO JANOT, PROCURADOR-GERAL, SOBRE A ORIGEM DAS “DOAÇÕES” A MENSALEIROS PRESOS

TUTELA ITALIANA A Constituição da Itália proíbe a extradição de nacionais, e Pizzolato tem cidadania italiana. Isso poderá garantir sua permanência por lá.

RECIPROCIDADE Itália deve aplicar o princípio da reciprocidade, diz Nabor Bulhões, após o governo Lula afrontar aquele país para proteger Cesare Battisti.

QUEM PRENDEU Pizzolato foi preso porque havia um mandado internacional de captura expedido pela Interpol Brasil, e não a pedido do governo brasileiro.

VINGANÇA A oposição torce por uma vingança “maledeta” da Itália, extraditando o “cumpanheiro” Pizzolato para constranger o governo petista do Brasil.

EUA AFAGAM DIPLOMATA BRASILEIRO EDUARDO SABOIA

Eduardo Cunha (PMDB-RJ)| LUIS MACEDO/AGÊNCIA CÂMARA

A nota do PMDB declarando-se “independente” é uma jogada do líder da bancada na Câmara, Eduardo Cunha (RJ), sempre alijado pela presidenta Dilma de qualquer entendimento. Ele só quer sentar à mesa.

CHANTAGEM Em reação à eventual perda de espaço na Esplanada, o PMDB da Câmara ameaça adotar tática de guerrilha contra o governo: votar pautas bombas e liberar aliança estadual com adversários nacionais.

CONSULTANDO O CHEFE A presidenta Dilma só acertará as arestas da reforma ministerial com o PMDB após falar com o ex-presidente Lula, na segunda (10), quando se encontrarão na comemoração do aniversário do PT, em São Paulo.

CONVENIÊNCIA

Eduardo Saboia | FÁBIO RODRIGUES POZZEBOM/ABR

Em um gesto contra o governo de Evo Morales na Bolívia, os Estados Unidos convidaram o diplomata brasileiro Eduardo Saboia, que ajudou na fuga do oposicionista boliviano Roger Pinto Molina, para participar em Washington do National Prayer Breakfast, nesta quinta (6). O tradicional evento é promovido pelo Congresso dos EUA e tem como orador principal o presidente norte-americano, Barack Obama.

PRESTÍGIO Eduardo Saboia, que rompeu com omissão do governo brasileiro para ajudar Molina, foi um dos três únicos convidados do país ao evento.

PERTO DO FIM O diplomata sofre processo administrativo que será concluído até dez dias depois de seu depoimento no Itamaraty, marcado para o dia 18.

REFUGIADO Convidado para o evento em anos anteriores, Roger Pinto Molina desta vez permanecerá no Brasil, onde tenta prorrogar sua permanência.

Liderança do PT-PE parafraseia o ex-governador Agamenon Magalhães para explicar as relações entre partidos nas eleições deste ano: “Na política, não existe amigos para sempre, nem inimigos eternos”.

PODER SEM PUDOR PESQUISA MAIS OU MENOS

ALARME GOIANO Pesquisas em Goiás acenderam o alarme no Planalto. Marconi Perillo (PSDB) lidera, Vanderlan Cardoso (PSB) está em 2,º Junior Friboi (PMDB) em 3º e Antonio Gomide (PT) em 4º. Ou seja, a continuar a divisão, Dilma pode ficar sem palanque goiano no segundo turno.

FOGO COMPANHEIRO A deputada federal Erika Kokay (PT) tem se reunido com moradores de Brasília para falar mal do governo do petista Agnelo Queiroz no DF, na área de segurança. Fará reunião hoje, na Escola Classe da 308 Sul.

DEVEDOR NA MARRA Delegado da Polícia Civil do DF tenta há 15 dias quitar dívida de crédito consignado no BMG, mas o banco dificulta a emissão do boleto para manter o servidor fidelizado à força, e pagando juros por até 60 meses.

TOMA LÁ, DÁ CÁ Se o governo brasileiro quisesse honestamente a extradição de Pizzolato, negociaria a troca do meliante pelo terrorista Cesare Battisti.

Em 1996, o deputado e poeta Ronaldo Cunha Lima foi a um comício em Campina Grande, na campanha do filho Cássio à prefeitura. Mas, em vez de versos, ele começou o discurso de forma enigmática: - As pesquisas de opinião

estão mais ou menos... O filho e aliados fizeram expressão de desapontamento. Ele completou: - ...o Cássio tem mais e os outros têm menos! A multidão veio abaixo e Cássio venceu. Depois governaria a Paraíba.


|08|

BRASÍLIA, QUINTA-FEIRA, 6 DE FEVEREIRO DE 2014 www.readmetro.com

{BRASÍLIA}

Comunidade se divide sobre rumos da cidade Urbanismo. Moradores se insurgem contra obras públicas que podem democratizar áreas nobres do DF e pedem poder de decisão O governo tem enfrentado dificuldades para construir e manter equipamentos públicos em algumas áreas nobres do Distrito Federal por causa da oposição de representantes das comunidades locais. O fenômeno não é inédito, mas ganhou destaque nas últimas semanas, com reclamações contra a construção de creches na Asa Sul e no Lago Norte, a reforma de uma quadra de esportes no Sudoeste e o pedido de restrição do uso do calçadão da Asa Norte. A atitude de associações de moradores e prefeituras comunitárias gerou muito mais críticas do que simpatia em fóruns de discussão, como redes sociais e reuniões presenciais. O mal-estar, porém, é, para o professor de urbanismo da Universidade de Brasília Frederico Flósculo Pinheiro, consequência de uma bem-vinda mudança de comportamento da

mentos como o tombamento e a segurança, ignorando que a segregação social gera violência.”

Moradores do Sudoeste não querem quadra | ANDRESSA ANHOLETE/METRO BRASÍLIA

“Apesar de habitarem as áreas que têm o maior investimento público em infraestrutura e serviços, esses grupos têm uma visão de posse sobre a vizinhança.”

“O mau humor comunitário deve ser festejado. As pessoas estão reagindo a uma noção de governo autoritário que é tradição na história do Brasil.”

PAIQUE SANTARÉM, MESTRE EM ANTROPOLOGIA URBANA PELA UNB

FREDERICO FLÓSCULO PINHEIRO, URBANISTA DA UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA

comunidade, que quer ser protagonista na escolha dos rumos da cidade. “Estamos presenciando o início do fim de uma tradição de governo que impõe para uma administração que será obrigada a dialo-

tarém, o movimento dessas associações não passa de ‘uma pressão ilegítima de grupos da elite econômica para perpetuar a segregação espacial das classes mais baixas’. “São grupos organiza-

gar”, avalia. “A manifestação ainda é positiva porque obriga quem não concorda a se mobilizar também.” Privatizando o espaço Já para o mestre em antropologia urbana Paique San-

Guerra de abaixo-assinados Grupos que defendem a construção de mais equipamentos públicos e espaços de convivência na cidade reagiram à mobilização dos moradores que tentam barrar as obras. Em resposta ao abaixo-assinado da Associação dos Proprietários e Moradores da Orla do Lago Norte, que quer restringir o uso do calçadão

Na Asa Norte, problema é barulho de calçadão | ANDRESSA ANHOLETE/METRO BRASÍLIA

da Asa Norte, por exemplo, foi criado um documento on-line a favor da manutenção do espaço como está. O documento tinha, até ontem, 4.600 assinaturas. Já na Asa Sul, moradores e representantes do Sindicato dos Professores realizaram um protesto pró-creche no último sábado. METRO BRASÍLIA

dos que podem não vencer em todas as ocasiões, mas, a longo prazo, conseguem modelar o espaço urbano ao redor deles”, argumenta. “O que buscam é isolar o local onde vivem, mas costumam apelar para argu-

RAPHAEL VELEDA METRO BRASÍLIA

Memória Veja outros casos em que a comunidade tentou evitar vetar obras públicas ou a presença de “forasteiros” em áreas nobres de Brasília

Houve passeata pela construção da creche na 205 Sul | DIVULGAÇÃO/SINPRO

Governo não cede Apesar de ter aberto canais de diálogo com quem reclama, como os moradores da 204 e 205 Sul, o GDF segue tocando as obras das creches e da quadra de esporte e não comprou a ideia de cercar o calçadão. “Incomoda o GDF agir sem consultar. Nós seremos afetados e temos o direito de falar”, afirma o prefeito comunitário da 205 Sul, Arthur Gomes. “Nem é que sejamos contra a creche; mas não a queríamos naquele lugar, que é a passagem de vento da quadra”, completa ele, que perdeu a esperança de barrar a construção.

E c a b ica S d e e No ano 2000, moradores do bairro iniciaram uma mobilização para evitar que terrenos destinados à construção de escolas públicas fossem utilizados para esse fim. O argumento era de que a população local não precisava desse tipo de equipamento, pois tinha meios de pagar por ensino privado para os jovens.

B c Ga i h de B a ia As reclamações contra o desfile do tradicional bloco de Carnaval pelas ruas da Asa Sul atingiu o auge em 2008, quando houve confronto entre foliões e policiais. O bloco ficou ameaçado de não poder mais sair e, apesar de existir um acordo, o desconforto ainda existe. P e d Lag N e Em 2003, quando se discutiu a construção de uma ponte entre o Plano Piloto e o Lago Norte, moradores fizeram abaixo-assinados e panfletaram contra a realização da obra.

Suspeitos de matar criança na Estrutural se entregam Se entregaram no fim da tarde de ontem à Polícia Civil os dois suspeitos de atirar na cabeça de Pedro Henrique, 5, no domingo na Estrutural. O menino estava brincando na rua quando começou um tiroteio e foi atingido por uma bala perdida. Os dois suspeitos, um menor de 16 anos e Roberto Teixeira de Jesus, 28, se apresentaram voluntariamente na 8ª DP, no SIA, acompanhados de seus res-

pectivos advogados. Ambos irão responder ao processo em liberdade. Teixeira foi ouvido pelos oficiais e apresentou a arma que ele usou no tiroteio, que ele acredita ter sido a que matou Pedrinho. O revólver foi apreendido e levado para a perícia. Já o menor foi encaminhado para a Delegacia da Criança e Adolescente, onde prestou depoimento. Os dois já foram liberados.

A polícia trabalha com a hipótese de que o que motivou os disparos foi uma briga entre os dois homens por causa de um apelido. Teixeira foi preso por estuprar um incapaz e na cadeia ganhou o apelido de “Jack”, alcunha comum em presídios para quem comete este crime. Uma briga começou entre ele e o menor quando um irmão deste se referiu à Teixeira por este nome. METRO BRASÍLIA


BRASÍLIA, QUINTA-FEIRA, 6 DE FEVEREIRO DE 2014 www.readmetro.com

{BRASÍLIA}

|09|◊◊

de juros ao mês. Agrado para a tropa 180% Polícia desmantela bando virá em penduricalhos de agiotas colombianos Crise na segurança. Cúpula da PM prepara pacote de reajustes em auxílios pagos a policiais e bombeiros. Uma das propostas é nivelar o auxílio-farda de todos com o valor dado aos coronéis O GDF considera que a ‘operação tartaruga’ acabou e que, ainda nesta semana, será possível verificar uma queda nos índices de violência do DF. Passado este capítulo, a cúpula da Polícia Militar e dos Bombeiros se concentra em elaborar uma proposta que diminua o descontentamento das tropas. “Estamos trabalhando muito seriamente nisto e não é de hoje. Por isso podemos dizer que a questão está bem encaminhada”, afirmou o chefe da Casa Militar, coronel Rogério Leão. A proposta que será feita pelo governo não prevê um aumento percentual sobre os salários, mas vários reajustes de auxílios que PMs e bombeiros já recebem, como, por exemplo, o auxílio-moradia e a gratificação por serviço vo-

Governo comemora volta dos PMs às ruas | ANDRESSA ANHOLETE/METRO BRASÍLIA

luntário, que equivale ao pagamento de horas-extras. O auxílio-farda, verba anual que os militares recebem para providenciar a roupa de trabalho, é um dos benefícios que serão reajusta-

dos. O GDF pretende igualar o valor pago a todos os policiais com o auxílio-farda pago aos coronéis, que hoje é de R$ 4.296. Se a medida passar pela mesa de negociações, o impacto será grande, princi-

palmente para os soldados rasos, que recebem R$ 501,89 para bancar o uniforme. Como os salários das forças de segurança são pagos com recursos do FCDF (Fundo Constitucional do DF), o reajuste salarial exigiria uma exaustiva negociação com os ministérios da Fazenda e do Planejamento. Ao reajustar os auxílios, o governo faz redistribuições de recursos do fundo por conta própria. “O governador está sensível às dificuldades dos PMs e bombeiros. Estamos estudando uma maneira de compensar as perdas salarias, que, de fato, foram muitas”, assegura o coronel Leão. ÉRICA MONTENEGRO METRO BRASÍLIA

A Polícia Civil prendeu ontem 17 colombianos suspeitos de integrar uma quadrilha que extorquia pequenos comerciantes de todo o país com empréstimos abusivos. Os agiotas exigiam das vítimas 6% de juros por dia (180% ao mês) e a agressão física era a forma de garantir a cobrança. Os centros de contabilidade dos agiotas ficavam em Taguatinga e Águas Claras, onde foram apreendidos cerca de R$ 100 mil em dinheiro. Os criminosos atuavam no DF há cerca de um ano e eram investigados pela polícia há três meses. Os empresários chantageados eram principalmente do DF e do Entorno, mas o grupo atuava em pelos menos outros cinco estado: Ceará, Piauí, Minas Gerais, Rio de Janeiro e São Paulo. As condições para o empréstimo eram assustadoras. Quem pegasse R$ 10 mil pagaria em um mês R$ 18 mil só de juros e no

Polícia apreendeu R$ 100 mil com o grupo | ANDRESSA ANHOLETE/METRO BRASÍLIA

mínimo 20% do montante inicial da dívida tinha de ser pago em até 20 dias. Todos os colombianos estavam no país ilegalmente, mas não serão deportados. “Eles irão responder criminalmente e cumprir suas prisões no Brasil. Só quando forem soltos eles serão escoltados e expulsos do país”, afirmou o delegado responsável pela investigação, Jefferson Lisboa. METRO BRASÍLIA


|10|

BRASÍLIA, QUINTA-FEIRA, 6 DE FEVEREIRO DE 2014 www.readmetro.com

{MUNDO}

ONU pede ao Vaticano que entregue pedófilos Bronca. Relatório do comitê da organização sobre Direitos das Crianças pede ações mais efetivas contra abuso sexual infantil A Organização das Nações Unidas solicitou ontem, por meio de um relatório, que o Vaticano “remova imediatamente” todos os clérigos conhecidos por -- ou suspeitos de -- prática de abuso infantil e os conduza às autoridades civis. A Santa Sé respondeu que defende os direitos das crianças e que a organização interfere em seus ensinamentos. O Comitê da ONU sobre os Direitos da Criança, disse que a Igreja tinha imposto um “código de silêncio” aos clérigos para evitar que eles relatassem ataques à polícia, e mudaram abusadores de paróquia em paróquia, “na tentativa de encobrir os crimes”. Os especialistas da ONU

“O comitê está seriamente preocupado que a Santa Sé não reconheça a extensão dos crimes cometidos.” COMITÊ DA ONU

para os direitos das crianças disseram que a Santa Sé deve também entregar seus registros sobre o abuso sexual de dezenas de milhares de crianças para que os culpados, assim como “aqueles que ocultaram seus crimes”, possam ser condenados. O texto excepcionalmente duro do comitê foi divulgado após o interrogatório público com autoridades do Vaticano no mês passado.

“O comitê está seriamente preocupado que a Santa Sé não tenha reconhecido a extensão dos crimes cometidos, não tenha tomado as medidas necessárias para lidar com os casos de abuso sexual de crianças, e tenha adotado políticas e práticas que levaram à continuação do abuso e à impunidade dos responsáveis”, disse o relatório. Em resposta ao relatório, o Vaticano afirmou ainda que vai submeter o documento a “estudos e exames” e avaliou que a entidade está interferindo em ensinamentos católicos, porque critica as posições da Igreja sobre homossexualidade, contracepção e aborto. METRO

A Igreja precisa agir contra os abusadores, diz a ONU | FRANCO ORIGLIA/REUTERS

Nova tempestade de neve deixa parte dos Estados Unidos sem energia

Alvaro Uribe nega acusação das Farc | DONALD BOWERS/GETTY IMAGES

Colômbia. Farc acusam Uribe de espionagem Guerrilheiros das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia acusaram ontem o expresidente Alvaro Uribe de estar por trás da suposta espionagem da inteligência do Exército a vários dos negociadores do governo no processo de paz e disseram que sua delegação também foi vítima de interceptações similares. Uribe, que pretende ser eleito senador nas eleições de março, é o principal crítico das negociações de paz realizadas há 14 meses em Cuba entre o governo do

presidente Juan Manuel Santos e as Farc. “Alvaro Uribe está por trás de tudo isso. Não se esqueça de que ele é o inimigo número um da paz na Colômbia”, disse o negociador-chefe da insurgência em Havana, Iván Márquez. Uribe negou na terça-feira envolvimento na suposta escuta ilegal denunciada pela revista Semana. A suposta espionagem inclui interceptações de e-mails e mensagens transmitidas por celulares. METRO

A mais recente de uma série de tempestades de inverno atingiu os Estados Unidos ontem, levando até 30 centímetros de neve à Costa Leste. O frio e a neve motivaram fechamento de escolas, interrupção do tráfico em estradas e falta de energia. Ontem pela manhã, quase 900 mil casas e empresas ficaram sem energia no centro-oeste e nordeste dos EUA, após tempestades de neve durante a noite ante-

rior, de acordo com as empresas de abastecimento locais. O Estado mais atingido foi a Pensilvânia, que ficou com cerca de 640 mil habitantes às escuras. Outros Estados atingidos foram Maryland, West Virgínia, Arkansas, Nova Jersey, Kentucky, Delaware, Ohio, Virgínia, Indiana e Nova York. Uma grande área entre o sul dos Grandes Lagos e a parte central da Nova Inglaterra recebeu muita neve.

Um dia depois de a tempestade castigar a parte central dos EUA, havia uma mistura de neve e chuva congelada atingindo a faixa entre Washington e Nova York, e uma forte nevasca em Boston e outras regiões da Nova Inglaterra. Na área de Boston, a neve estava caindo a uma taxa de 2 a 5 cm por hora, tornando as estradas traiçoeiras e fazendo com que as escolas fossem fechadas. METRO

Cabine de telefone público em NY | CARLO ALLEGRI/REUTERS

França. Navio de carga parte ao meio

Navio de carga espanhol parte em dois na praia em Anglet, na França | REGIS DUVIGNAU/REUTERS

Um navio de carga espanhol que transportava fertilizantes se partiu em dois ontem depois de bater em um pier ao largo da costa sudoeste da França e estava vazando um pouco de combustível, segundo autoridades francesas. Dois helicópteros resgataram cerca de dez tripulantes, disse Jean Espilondo, prefeito de Anglet, cidade próxima ao local. METRO


BRASĂ?LIA, QUINTA-FEIRA, 6 DE FEVEREIRO DE 2014 www.readmetro.com

|11|â—Šâ—Š

{ECONOMIA}

Preço elevado ĂŠ principal queixa em aeroportos Novo modelo da Volkswagen terĂĄ seis versĂľes | DIVULGAĂ‡ĂƒO/VOLKSWAGEN

Up! a partir de R$ 26,9 mil Com preços entre R$ 26.900 e R$ 41.360, a Volkswagen lançou o Up!, o seu novo caro de entrada. O compacto ocupa o lugar do Gol G4 (antiga geração), aposentado neste ano e o mais barato da marca. As seis versþes do Up! brasileiro serão equipadas com o motor 1.0 litro de três cilindros e câmbio manual. A potência Ê de 75 cv com gasolina e 82 cv com etanol. Com duas portas, o carro custarå a partir de R$ 26.900. Com quatro, parte de R$ 28.900. Enre os principais concorrentes do Up!, estão o

Compare os preços Valor inicial de modelos abaixo de R$ 30 mil U

R$ 26.900 (2 portas)

Fia U portas)

R$ 25.190 (2

Re a C i R$ 24.450 (2 portas)) Re a Sa de R$ 28.690 (4 portas)

Fia Pa i Fi e R$ 24.190 (2 portas)

G

Che e Ce a R$ 25.990 (2 portas)

Ni a Ma ch R$ 27.990 (4 portas)

prĂłprio Gol, Fiat Uno e o Palio, Chevrolet Onix, Hyundai HB20, Renault Sandero, Toyo-

R$ 31.040 (2 portas)

ta Etios e o novo Ka, que serå lançado ainda pela Ford. METRO

PapÊis do setor elÊtrico fecham em queda de atÊ 4% As açþes do setor elÊtrico fecharam entre as maiores quedas do Ibovespa, após diversas regiþes do Brasil sofrerem corte de fornecimento na terça por falhas no sistema de transmissão. Os papÊis da Light e da Cemig registraram as maiores perdas, com desvalorizaçþes de 4,13% e 4,00%, respectivamente. TambÊm fecharam o dia no vermelho Cesp (-0,05%), CPFL

Energia (-2,16%) e Energias do Brasil (-0,84%). Segundo a Ativa Corretora, o evento ĂŠ “potencialmente negativo para as empresas do setor, que devem ficar ainda mais pressionadasâ€?. A pressĂŁo, diz a corretora, jĂĄ vinha ocorrendo apĂłs a falta de chuvas ter levado preço da energia no mercado de curto prazo ao recorde de 822 reais/MWh. O Ibovespa cedeu

0,72%, aos 46.624 pontos, influenciado principalmente pela baixa da Petrobras. As açþes mais negociadas da estatal fecharam com perda de 1,85%, a R$ 13,83, seu menor valor desde 29 de julho de 2005, quando ficou em R$ 13,62. A companhia atrasou a divulgação de seu balanço trimestral de 14 de fevereiro para 25 de fevereiro. METRO COM AGÊNCIAS

Seguro para microempresas O governo lançou uma nova modalidade de seguro de crĂŠdito Ă exportação voltada para micro e pequenas empresas. Segundo o MinistĂŠrio da Fazenda, o objetivo ĂŠ garantir as exportaçþes de bens e serviços de empresas que tenham faturamento anual de atĂŠ R$ 90 milhĂľes e vendam atĂŠ US$ 1 milhĂŁo no mercado internacional. Segundo o ministĂŠrio, o mercado de seguro de crĂŠdito Ă  exportação privado tem “pouco apetiteâ€? para as operaçþes de micro e pequenas empresas na fai-

US$ 1 bi Ê a meta do governo em garantias por ano atÊ 2018 com o novo seguro xa de valores em que o governo vai operar. Com falta de garantias, essas empresas têm dificuldades na obtenção de financiamento às exportaçþes. Em 2013, 14.199 empresas exportaram atÊ US$ 1 milhão, totalizando US$ 2,2

bilhþes em vendas a outros países. Esse Ê o universo potencial de empresas a serem atendidas pelo novo serviço. A meta do governo Ê chegar a US$ 1 bilhão em garantias por ano atÊ 2018 por meio do novo seguro. As empresas interessadas no seguro podem acessar o site da Seguradora Brasileira de CrÊdito à Exportação (www.sbce.com.br). Elas devem preencher um formulårio e, após anålise cadastral e financeira, receberão um limite de crÊdito anual. METRO

Aviação. Valores da alimentação e do estacionamento sĂŁo os itens pior avaliados pelos passageiros nos 15 principais aeroportos brasileiros, segundo pesquisa do governo Os custos da alimentação, produtos comerciais e estacionamento sĂŁo os itens pior avaliados pelos passageiros nos 15 principais aeroportos brasileiros. Os dados sĂŁo da 4ÂŞ edição dos Indicadores de Desempenho Operacional em Aeroportos, divulgado ontem pela Secretaria de Aviação Civil. Dos 40 itens avaliados pelos passageiros ouvidos na pesquisa, o que teve a pior avaliação geral, numa escala cuja melhor nota ĂŠ cinco, foi o custo da alimentação (2,16). O valor dos produtos comerciai (2,38), e o custo do estacionamento (2,89) completam a lista das trĂŞs principais queixas dos clientes. “Nos itens alimentação e estacionamento, o passageiro nĂŁo tem alternativa, ĂŠ quase uma reserva de mercado. Essa reclamação insistente gera sobre as empresas prestadoras de serviço uma reação que certamente vai provocar uma queda de preçoâ€?, disse o ministro da Aviação Civil, Moreira Franco. Na outra ponta, o item mais bem avaliado pelos passageiros foi o atendimento e cordialidade dos funcionĂĄrios do check-in das empresas aĂŠreas: 4,38. Ele ĂŠ seguido pelo rigor na inspeção de segurança (4,34) e

OS 10 SERVIÇOS COM PIORES AVALIAÇÕES N O TA       

 

1

2

3

4

  

2, 16

1

Valor da alimentação

2

Valor de produtos comerciais

3

Custo do estacionamento

4

Acesso Ă internet/Wi-Fi

5

Estabelecimentos comerciais

3, 40

6

Instalaçþes para alimentação

3, 42

7

Instalaçþes físicas do estacionamento

3, 42

8

Disponibilidade de bancos/caixas eletrĂ´nicos/casas de câmbio Tempo de espera na ďŹ la do controle de imigração Velocidade do serviço de restituição de bagagem

3, 47

9 10

eficiĂŞncia dos funcionĂĄrios no check-in (4,34). A pesquisa ouviu 18.213 pessoas entre outubro e dezembro do ano passado. O melhor avaliado foi o aeroporto de Viracopos, em Campinas (SP), com nota 4,12. Em seguida, estĂŁo o Afonso Pena, em Curitiba (PR) e o Augusto Severo, de Natal (RN). “O passageiro estĂĄ atento e mais exigente. Os operadores terĂŁo que se ajustar ao clienteâ€?, afirmou o ministro. Ele acrescentou que, com as concessĂľes, o setor estĂĄ deixando a fase

5



2, 38 2, 89 3, 12

3, 52 3, 57 de monopĂłlio para se tornar mais competitivo. Os trĂŞs aeroportos com as piores avaliaçþes foram os de BrasĂ­lia, CuiabĂĄ e de Cumbica, em Guarulhos. “NĂŁo tenho dĂşvida de que o atendimento da Copa vai ser adequado e comparĂĄvel a qualquer paĂ­s do mundoâ€?, disse Moreira Franco. Sobre o terminal de Guarulhos, o ministro disse que visitou o local na terça-feira e que um grupo de trabalho com os operadores do aeroporto e ĂłrgĂŁos governamentais foi criado para melhorar os indicadores. METRO


|12|

2 CULTURA

BRASÍLIA, QUINTA-FEIRA, 6 DE FEVEREIRO DE 2014 www.readmetro.com

{CULTURA}

Para sempre,

Henfil AVANI STEIN/FOLHAPRESS/ 1984

Tributo. Cartunista morto em 1988 completaria 70 anos neste ano. Data é celebrada com reedição da segunda parte da sua Coleção Fradim. Filho do artista fala sobre vida do pai “A obra do meu pai venceu várias barreiras de preconceitos. E não tenho medo de dizer que o seu trabalho e sua obra influenciaram os rumos que o país tomou. Se ele não existisse, as coisas teriam acontecido de uma maneira diferente.” É assim que Ivan Consenza de Souza, filho de Henrique de Souza Filho, o Henfil, define a obra do cartunista, famoso por criar personagens como a Graúna e os fradins Cumprido e Baixim, além de possuir um forte engajamento político, sempre lutando pelos diretos dos trabalhadores e os direitos humanos. “O importante é manter

The Cure

Novo disco por aí A banda liderada por Robert Smith (foto) anunciou que lançará nos próximos meses seu 14º álbum de estúdio, “4:14 Scream”. As faixas do disco teriam sido gravadas simultaneamente às de “4:13 Dream”, lançado em 2008. O The Cure prevê ainda o lançamento de um DVD ao vivo também para os próximos meses.

“Se ele estivesse vivo, estaria ironizando a situação do mensalão, apurado de forma parcial, só para um lado.” IVAN CONSENZA, FILHO DO CARTUNISTA E PRESIDENTE DO INSTITUTO HENFIL

sua obra viva na memória do país. Ele não foi apenas um cartunista, ele foi humorista político, fez televisão, teatro, filme. Além disso, fez quadrinhos, charges e animações”, conta Ivan. Nascido em Ribeirão das Neves, Minas Gerais, em 1944, Henfil foi um ferre-

nho adversário da ditadura militar. “Se estava errado, ele estava criticando. Ele era conhecido como ‘metralhadora giratória’, pois criticava todos, inclusive com maior foco na esquerda e nos artistas que se omitiam na época da ditadura”, recorda Ivan. Criador do bordão “Diretas Já!”, Henfil ganhou o Troféu Especial de Imprensa ONU, em 2008, após ser votado como um dos cinco jornalistas que mais se destacaram na luta pelos direitos humanos nas últimas três décadas antes da premiação. “Foi o prêmio que mais me emocionou em receber por ele, pois a eleição foi feita pelos vencedores do prê-

mio Vladimir Herzog. Eu até brinco que essa vitória foi um pouco minha, pois mantive a obra dele em evidência, sem deixá-la guardada ou esquecida”, comemora. Henfil morreu em 1988, por complicações ocasionadas pela Aids, contraída após uma transfusão de sangue – ele era hemofílico, assim como seu irmão, o sociólogo Herbert de Souza, o Betinho (1935-1997). Se a tragédia não tivesse acontecido, ontem ele teria completado 70 anos. Em celebração à efeméride, novos números da Coleção Fradim serão lançados com o selo comemorativo “25 Anos sem Henfil – Morro, mas Meu Desenho Fica”. METRO RIO

Depoimento

‘Ele nunca admitiu que contestassem seu nome’ Quando conheci o Henfil, ele se chamava Henriquinho. (...) Na época, era moda que cartunistas tivessem um nome só. E nasceu o Henfil, nome que eu achei horrível, parecia nome de peça para reposição. Henfil, porém, achou ótimo e nun-

ca admitiu contestação. (...) Estava fundando o Cartum JS, um suplemento semanal no Jornal dos Sports e lancei o Henfil, chargista político, nas minhas páginas dominicais. Com seu desenho caligráfico, ágil e altamente expressivo, foi o grande sucesso do suplemento. (...) Durou pouco. Não seu sucesso, mas o suplemento. Um dia, Nelson Rodrigues resolveu dar uma olhada no Cartum e ficou estarrecido: “Esses garotos querem botar fogo no país e derrubar o

governo.” Era a ditadura. Nelson mandou fechar. (...) Logo depois, inventaram o Pasquim e levaram o Henfil para lá. Ali, ele lançou nacionalmente seus fradinhos famosos, criando uma das maiores figuras da história da caricatura brasileira, o Fradinho Baixinho, seu alter-ego, um personagem inesquecível. Que eu diria imbatível se, algum tempo depois, o mesmo Henfil não tivesse criado a Graúna. ZIRALDO Escritor e cartunista, em depoimento ao Metro Jornal


BRASÍLIA, QUINTA-FEIRA, 6 DE FEVEREIRO DE 2014 www.readmetro.com

{CULTURA}

PODÉ NASTÁCIA Tianastácia comemora maioridade com o recente lançamento de ‘Love Love’. Faixas inéditas estão disponíveis para download no site da banda

‘NÃO PODEMOS BATER DE FRENTE COM A INTERNET’ A irreverente faixa que batiza o álbum, ‘Love Love’, é uma declaração de amor aos cachorrinhos de estimação. Como surgiu a letra? É uma música do Beto [baixista]. Surgiu quando ele leu o jornal e viu que tem mais pet shops do que farmácias em São Paulo. E pensou: ‘Cara, tem alguma coisa errada aí’. E ela acabou virando o carro-chefe do disco. Não existe regra para composições. É um trabalho como qualquer outro. O Antônio Júlio [guitarra] faz praticamente 50% das músicas, as mais belas. Já as mais irreverentes e brincalhonas são minhas e do Beto. O álbum traz nove inéditas, exceto essa faixa que tem

um título bem inusitado: “Posso perder minha mulher, minha mãe, desde que eu tenha o rock and roll”... É um bom título pra música do Tianastácia, não? (risos). Gravamos o disco no Rio com o Liminha, um dos maiores produtores do Brasil na atualidade, que foi baixista dos Mutantes. E essa música, na verdade, é dos Mutantes. A gente propôs uma releitura e a música ficou completamente diferente. Ela é meio um blues e no disco tem uma coisa meio pista, festa. Uma das faixas está na trilha sonora de “Mato sem Cachorro”. Para um artista, incluir sua música em um filme ajuda na projeção? Sim, hoje em dia existem tantos artistas que se sua

“LOVE LOVE” TIANASTÁCIA BAIXE GRÁTIS EM HTTPS:// SOUNDCLOUD.COM /TIAOFICIAL

música estiver num filme, na rádio, na TV, isso tudo favorece o lançamento de um disco. O disco não está à venda e já pode ser baixado de graça na internet. Como vocês lidam com a disponibilização de faixas on-line? Não podemos bater de frente com a internet e a disseminação da música. Não adianta falar que não pode copiar seu disco. Você compra um disco e disponibiliza a hora que quiser. Saímos de uma gravadora e fizemos dois discos independentes. Agora estamos

em nova negociação, mas com um acordo da divulgação no digital. As redes sociais, o “fazer download”, é tudo muito importante, precisamos entrar no jogo. O CD festeja a maioridade do grupo, afinal, vocês estão completando 18 anos de carreira! Revendo esse período, como você vê a cena atual do rock brasileiro? Vejo como um ciclo. As bandas antigas estão meio que voltando. E nem estou falando do Tianastácia – não somos nem novos nem velhos, estamos no meio termo. Conheço uma turma de 20 e poucos anos de idade que gosta de Mutantes, Titãs, Paralamas do Sucesso. Eu nem sabia que eles gostavam! METRO BH/BANDNEWS FM

‘A Falecida’ volta a cartaz Zulmira decide que vai morrer em breve. E, não bastasse sua inclinação à hipocondria, a mulher também tem uma queda pelo luxo. Demanda do companheiro, Tuninho, um enterro que seja um evento da sociedade carioca. Essa é a situação cômica em

torno da qual o gênio Nelson Rodrigues desenvolveu “A Falecida”, que chega amanhã aos palcos da Caixa Cultural em versão feita Companhia Novos Candangos. A peça foi criada para celebrar o centenário do autor e volta a cartaz agora. “‘A fa-

lecida’ é uma comédia triste. Parece ser uma trama cômica de malandros, mas, na verdade, nela Nelson fala de coisas muito complexas, como o ciúme, a inveja e o desamor”, avalia Diego de León, diretor da peça. METRO BRASÍLIA

Programe-se E e ác A Fa ecida Sexta-feira e sábado, às 20h; domingo, às 19h. Na Caixa Cultural (SBS, Quadra 4). Informações: 3206-9448. R$ 20.

|13|◊◊

Villa Mix. Jorge & Mateus comandam festa de 1 ano Fãs do sertanejo universitário terão um prato cheio na noite de hoje. A casa de shows dedicada ao ritmo, Villa Mix, celebra (com atraso) um ano de existência em Brasília com um show comandado pelos sócios Jorge & Mateus. O local fez aniversário de funcionamento em novembro, mas a organização esperou a disponibilidade dos sócios

para organizar a comemoração. A dupla canta músicas do CD e DVD, intitulado “Live In London – At The Royal Albert Hall”, gravado no teatro Royal Albert Hall, em Londres. METRO BRASÍLIA

Hoje, às 22h30, no Villa Mix (SHTN, Trecho 2, Conjunto 5 - Vila Planalto). De R$250 a R$ 720 (camarote feminino já está esgotado).

Dupla é sócia da casa de shows DIVULGAÇÃO

Philip Seymour

Pedofilia?

Quatro acusados por conexão com heroína de ator

Filho defende Woody Allen em polêmica

Quatro pessoas foram presas em Nova York por estarem possivelmente conectadas com a grande quantidade de heroína encontrada na casa de Philip Seymour Hoffman. O ator morreu há dois dias e a principal suspeita é overdose. A polícia acredita que a gangue seja a fonte da droga consumida por ele. METRO

Moses Farrow, um dos filhos de Woody Allen, publicou uma carta no Hollywood Reporter defendendo o pai. A irmã dele Dylan Farrow acusa o pai de tê-la molestado na infância. “Minha mãe me ensinou a odiar meu pai (...) Mas hoje eu vejo que isso foi uma vingança por ele ter se apaixonado por Soon-Yi”, escreveu. METRO


|14|

BRASÍLIA, QUINTA-FEIRA, 6 DE FEVEREIRO DE 2014 www.readmetro.com

{VARIEDADES} Os invasores

Leitor fala

Na ponta do lápis Buraco em viaduto

MARCOS SILVESTRE MARCOS.SILVESTRE@METROJORNAL.COM.BR

E A CIGANA FALOU: INFLAÇÃO, JUROS, DÓLAR E BOLSA IRÃO...

Cruzadas

Eu vejo... Não me lembro de ter estudado leitura de bola de cristal no curso de Economia na faculdade. Também não havia na grade curricular a matéria Quiromancia (leitura das mãos). Por que, então, tanta gente pede a economistas que advinhem o rumo dos indicadores econômico-financeiros nos próximos tempos? Em parte, porque seria bom demais saber. E, afinal, alguns colegas se prestam ao traiçoeiro papel de futurólogos dos cifrões. Agora, advinhação é uma coisa, previsão bem informada é outra.

ADAMASTOR PENHA - CEILÂNDIA (DF)

Falta de ônibus É um absurdo como o descaso com a população de Brasília está ficando cada vez mais explícito. Toda eleição é isso. Promete-se isso e aquilo e no final é o eleitor que fica com o prejuízo. O transporte já era ruim, agora que a Viplan saiu, piorou. Saio às 16h do SIA, onde trabalho, e o ônibus só vai passar às 17h. Ainda tenho que ficar aguentando deboche do motorista e cobrador quando dou sinal para parar, pois desço no “meio do caminho”. Já não sei mais o que eu faço.

Inflação. O dragão nunca hibernou de verdade, apenas cochilava sereno até o final da década passada, quando começou a se inquietar. Ainda não cospe fogo, mas já está de olhos abertos. Nunca houve tanto emprego no país, e a maior parte das categorias está conseguindo aumentos salariais acima da inflação conhecida. Resultado? Demanda aquecida! Daí o empresário fica receoso de investir (muita incerteza!), e aproveita a alta na demanda para elevar seus preços. Resultado? Inflação! (estimativa 2014: 6,5% ao ano).

HARRISON FERNANDEZ- PARK WAY (DF)

Juros. Quando o governo teme o descontrole da inflação, faz o quê? Sobe os juros! Assim as compras parceladas (com juros explícitos ou embutidos) ficam mais caras, e a oferta de dinheiro emprestado em geral tende a ficar mais penosa (o extra que se paga nas dívidas aumenta um bom tanto). Resultado? A demanda cai, e assim a inflação sossega. Os juros básicos estão hoje em 10,50% ao ano (0,84% ao mês), mas, com a pressão iminente do dragão, chegarão fácil-fácil aos 12% ao ano (0,95% am) até o final de 2014. Dólar. Atualmente na casa dos R$ 2,40, deixa saudades (e mete medo!) a quem se lembra dele perto de R$ 1,60 (há dois anos e meio atrás). Alta de 50% em 30 meses? Ninguém merece! Com uma elevação de 1,36% ao mês, chegaríamos ao final de 2014 próximos dos R$ 2,80. O mais provável, porém, é mesmo a manutenção no nível atual, fruto da forte entrada de dólares com a Copa. Apesar do incômodo deficit na balança comercial, o Brasil deve atrair mais uns US$ 60 bi de investimento estrangeiro direto em 2014.

Moro em Ceilândia Sul e todos os dias passo pelo viaduto da QNL, em Taguatinga, para pegar a EPTG. Além de todos os problemas de engarrafamento, o que mais me impressiona é um buraco imenso que as chuvas fizeram no viaduto. O defeito está bem no ponto de concreto da pista, onde ao menos a gente imagina que a degradação levaria anos. Em menos de cinco anos, porém, já está lá uma cratera, retrato da incompetência do GDF em governar.

Metro Pergunta

O consumo de energia o Metro na sua casa aumentou Siga no Twitter: por causa do calor? @jornal_metrobsb @reginaldoscjr

Sudoku

Aumentou e muito! Eu deixo dois aparelhos de ar condicionado ligados praticamente 24 horas agora. @ederlemosmg

O sistema elétrico brasileiro precisa de expansão urgente! Sem energia o país não produz, não cresce. @altemararaujo

Esse caos elétrico é prova que horário de verão não adianta.

Bolsa. Juro alto = bolsa em baixa, reza a tradição. Mas a Bovespa já sofreu muito desde sua glória em 28/05/2008, quando bateu 71.352 pontos. Hoje na casa dos 47 mil, a verdade é que boas empresas estão uma pechincha. E o Ibovespa vai disparar? Não: a crise externa ainda azeda o humor do investidor estrangeiro. Mas é batata esperar bem mais de 50.330 pts. no final de 2014 (bem mais que a poupança!).

@rayssadalben

Não senti tanta diferença na conta.

Metro web Para falar com a redação:

leitor.bsb@metrojornal.com.br Economista com MBA em Finanças (USP), orientador de famílias e educador em empresas, é colunista da BANDNEWS FM e fundador da SOBREDinheiro. Diretor do site www.oplanodavirada.com.br, da EKNOWMIX Consultores Integrados e da TECHIS SA.

Horóscopo

Participe também no Facebook:

www.facebook.com/metrojornal

www.estrelaguia.com.br

Está escrito nas estrelas

Cuide para não agir de forma intolerante com os valores das pessoas. Há costumes dos outros que poderemos levar tempo para compreender.

O trabalho traz tendências para maior envolvimento emocional e necessidade de ponderar antes de decisões importantes.

Às vezes conquista e os bons momentos afetivos se dão muito mais pela simplicidade de gestos e ideias do que por algumas sofisticações.

Com a Lua em seu signo, mais de paciência com o humor dos outros será essencial. O momento requererá compreensão nas relações.

Estudos e atividades culturais são sempre bem vindas e tomarão dedicação. Priorize bom humor e positivismo na vida afetiva.

Momentos de lazer serão mais frequentes e positivos para tirar o stress da rotina. As situações sociais e festas estarão mais favoráveis.

Uma atenção ao corpo e a mente será essencial para revitalizar energias. Nas relações, dedique-se se mais às pessoas que merecem.

Momentos voltados a temas espirituais, religião, terapia ou o que sirvam de combustível para revitalizá-lo serão essenciais.   

A paciência será determinante para compreender certos padrões e costumes das pessoas que têm mais convivência em seu cotidiano.

Momento para conversas sobre a sua individualidade e a de pessoas que se relaciona, seja na vida amorosa, familiar ou com amizades.

Decisões importantes marcarão os momentos na vida a dois. Quem está em paquera terá oportunidades para expor mais o que sente.

Período para ocupar a mente com estudos, gostos culturais, leituras, e-mails, correspondências e conversas com pessoas positivas.


BRASÍLIA, QUINTA-FEIRA, 6 DE FEVEREIRO DE 2014 www.readmetro.com

|15|◊◊

“Não há plano B”, diz ministro

3 ESPORTE

Ministro visitou o CT do Caju, que será a casa da Espanha | GUSTAVO OLIVEIRA/CAP

Copa do Mundo. Aldo Rebelo garante que a Arena da Baixada, em Curitiba, ficará pronta Depois de a Fifa ameaçar retirar Curitiba da Copa do Mundo, o ministro do Esporte, Aldo Rebelo, afirmou que a Arena da Baixada não ficará fora do Mundial. Em visita a Curitiba, ontem, ele recebeu imagens atualizadas das obras no estádio e decidiu adotar um discurso bem mais otimista. “Não existe a menor chance da Copa do Mundo ficar fora de Curitiba e não existe plano B”, afirmou, durante uma reunião com os responsáveis pelo projeto. Ele também aproveitou para visitar o CT do Caju, onde a Espanha se hospedará. Desde que a Fifa deu seu

ultimato para que a cidade acelere as obras, o poder público criou uma nova comissão gestora para a Arena, com representantes da prefeitura e do governo do Estado. Um novo financiamento ao Atlético-PR, de R$ 39 milhões, também chegou aos cofres do clube. “Naquilo que dá para notar a olho nu, é importante a evolução da cobertura. Toda a grama foi plantada. Agora o que falta são obras de acabamento. O que ainda precisa ser feito dá para ser concluído a partir da intensificação de mão de obra”, completou Rebelo. METRO

Sul-Americano

Sochi. Lais é transferida para hospital em Miami A esquiadora brasileira Lais Souza foi transferida ontem para o Hospital da Universidade de Miami, para continuar o tratamento contra a lesão na coluna cervical. A atleta estava internada em Salt Lake City, onde foi submetida a cirurgia de realinhamento da coluna após se acidentar durante um dos treinos para os Jogos de Inverno. Lais foi transferida em uma UTI móvel, acompanhada pelo médico do Comitê Olímpico Brasileiro, Antonio Marttos Jr. O médico prevê que a atleta deve ficar internada por até 60 dias. “Em Miami, ela será acompanhada por equipes altamente espe-

Lais se acidentou enquanto treinava para os Jogos de Sochi | DIVULGAÇÃO

cializadas no tratamento a este tipo de lesão”, afirmou. Na Rússia, os Jogos de Inverno começam hoje. A Band transmite a partir das 10h. A abertura oficial será na sexta, a partir das 14h. METRO

Saltos ornamentais Os atletas de saltos ornamentais que vão defender o Brasil nos Jogos Sul-Americanos, que ocorrerão de 13 a 16 de março, no Chile, foram definidos ontem em seletiva no Rio de Janeiro. Os brasilienses César Castro e Hugo Parisi (foto) estão no grupo, além do atleta Ian Matos, radicado em Brasília. Rui Marinho completa a equipe masculina. As quatro mulheres escolhidas foram Juliana Veloso, Milena Canto Sae, Giovanna Pedroso e Ingrid Oliveira.


|16|

BRASÍLIA, QUINTA-FEIRA, 6 DE FEVEREIRO DE 2014 www.readmetro.com

{ESPORTE}

Fogão goleia e está na Libertadores Novo herói. Com três gols de Wallyson e um de Henrique, Botafogo atropela o Desportivo Quito e garante sua vaga na fase de grupos da competição continental O mosaico da torcida do Botafogo no Maracanã, antes do jogo de ontem começar, avisava: “O gigante voltou”. E voltou mesmo. Jogando bem, de forma agressiva e sem dar chances ao Deportivo Quito (EQU), o Fogão goleou o rival por 4 a 0 e garantiu vaga na fase de grupos da Libertadores. A torcida lotou a arquibancada e fez uma bonita festa, gritando “olé” nos minutos finais. Wallyson, em noite iluminada, marcou três vezes e já se tornou o artilheiro do torneio. Henrique fechou a goleada. O jogo de ida, semana passada, no Equador, terminou 1 a 0 para os anfitriões, o que obrigava o Fogão a vencer por pelo menos dois gols de diferença. O Glorioso está no Grupo 2, ao lado do Independien-

É o dia mais importante da minha vida desde que meu filho nasceu. O Maracanã tem uma grande história, e agora vou fazer parte dela.”

Com emoção e nos pênaltis, Atlético-PR se classifica Em um jogo eletrizante, o Atlético-PR conseguiu ontem, nos pênaltis, a classificação para a fase de grupos da Libertadores. O jogo contra o Sporting Cristal -- que venceu o primeiro duelo por 1 a 0 -- se encaminhava para o empate em 1 a 1, o que dava a vitória para os peruanos. Até que Ortiz levou a mão à bola dentro da área e o árbitro marcou pênalti, cobrado por Ederson aos 49 do segundo tempo. O gol garantiu o resultado

de 2 a 1, o que levou a disputa para as cobranças de penalidades máximas. Na decisão sofrida e tensa, o rubro-negro primeiro perdeu duas cobranças, com Deivid e Nathan, o que deixou a torcida aflita. Os erros deram duas chances para o Sporting Cristal eliminar o Atlético-PR, mas Delgado e Calcattera também desperdiçaram. Mosquito acabou convertendo a cobrança final, que garantiu a permanência do Furacão na Libertadores deste ano. METRO

WALLYSON, ATACANTE DO BOTAFOGO

te José Terán (EQU), Unión Española (CHI) e do San Lorenzo (ARG). A estreia já é terça-feira, contra os argentinos, às 20h, no Maracanã. Os outros dois times classificados são o Nacional (URU), e o Independiente Santa Fé (COL). Hoje, o Universidad de Chile enfrenta o Guaraní (PAR), depois de ter vencido o jogo de ida, por 1 a 0; e o Lanús (ARG), que venceu a partida de ida contra o Caracas (VEN), por 2 a 0, decide a vaga em casa, às 23h. METRO RIO

Wallyson já é o artilheiro da Libertadores com três gols | CELSO PUPO/FOTOARENA

4 0

Jefferson; Edílson , Bolívar, Dória e Julio Cesar; Marcelo Mattos , Gabriel, Lodeiro e Jorge Wagner (Rodrigo Souto); Wallyson (Henrique) e Tanque Ferreyra.(Elias). Técnico: Eduardo Hungaro

BOTAFOGO

Ramírez; Chinga, Bonjour, Romero , e Vayas; Olivo (Bravo), Vega, Andrade e Feraud; Calderón e Estupiñán (Lara). Técnico: Juan Carlos Garay

DEPORTIVO QUITO

G Wallyson aos 37’ do 1º tempo e aos 21’ e aos 34’ do 2º; Henrique aos 46’ do 2º. A bi age Silvio Trucco (Fifa-ARG)

Goleiro Weverton foi herói ao defender pênaltis | GERALDO BUBNIAK/FOTO ARENA

Candangão tem noite de empates Timão afunda e Verdão celebra O Brasiliense ficou no 0 a 0 com o Legião ontem, no Serejão, em jogo da quinta rodada do Candangão -- adiantado devido aos jogos da Copa Verde, na próxima quarta -- e perdeu a chance de assumir a liderança do campeonato. O Jacaré teve boas chances com Baiano e Luquinhas, principalmente no segundo tempo, mas não concluía e acabou vaiado pela torcida. O Brasília também não saiu feliz da rodada antecipa-

da, ao empatar em 1 a 1 com o Ceilândia, lanterna do campeonato. O alvinegro abriu o placar com Elvis, mas Cacá deixou tudo igual. Reforço pronto O meia-atacante Zé Roberto, a badalada contratação do Brasiliense para a temporada, deve estar apto para defender o time em 15 dias. O jogador já defendeu clubes como Flamengo, Cruzeiro, Vasco e Inter. METRO

Zé Roberto deve jogar em duas semanas | CLAUDIO REIS/BRASILIENSE

A situação do Corinthians permanece crítica. Ontem, pela sexta rodada do Campeonato Paulista, contra o Bragantino, o Timão perdeu por 2 a 0. Foi a quarta derrota seguida do time de Mano Menezes. Nas arquibancadas, as cenas lamentáveis de violência também se repetiram. Torcedores das próprias organizadas começaram a brigar entre si e a polícia precisou intervir. O Palmeiras, por outro lado, arrematou mais uma vi-

tória no Campeonato Paulista ontem e continua 100% no torneio. Em jogo que teve Juninho e o técnico Gilson Kleina expulsos, o Verdão bateu o XV de Piracicaba por 2 a 1. Gols de Alan Kardec e França. Troca à vista Corinthians e São Paulo articulam troca entre dois atletas em baixa nos clubes: Jadson e Alexandre Pato. O técnico Muricy Ramalho já pediu diversas vezes a

contratação de um atacante. Sem espaço no Timão e alvo principal das críticas da torcida, Pato pode chegar ao Morumbi emprestado por dois anos. Ele tem contrato com o Corinthians até 2017. Jadson iria para o Corinthians como pagamento do empréstimo. A tendência é que a negociacão seja concluída hoje. As partes aprovam o troca-troca. A diretoria do Timão confirma as conversas. METRO

Gaúcho. Com garotos em Carioca. Flamengo e Vasco Mineiro. Moreno marca fecham rodada com vitória para Raposa e Galo tropeça alta, Inter e Grêmio vencem Com três gols do atacante Alecsandro, o Flamengo goleou o Boavista por 5 a 2, ontem, de virada, sob forte calor e diante das condições horríveis do gramado de Moça Bonita, em Bangu, em jogo válido pela sexta rodada do Campeonato Carioca. Gabriel e Léo marcaram os outros dois gols rubro-negros. Antes, André Luis e Thiaguinho Silva abriram o marcador para o Boavista.

Confirmando a boa sequência, o Vasco saiu com vitória, ontem, contra o Volta Redonda, também pela sexta rodada do Carioca. O placar ficou em 2 a 1 e o cruzmaltino segue na vice-liderança, atrás do Flamengo. Depois de sair perdendo, aos nove minutos do primeiro tempo, o cruzmaltino empatou com Thalles e o gol da virada veio com Bernardo. METRO

O Cruzeiro assumiu provisoriamente a liderança do Campeonato Mineiro após vencer o Villa Nova, ontem, por 3 a 1. Fábio Fidélis abriu o placar, com gol contra, e a dupla formada por Dagoberto e Marcelo Moreno completaram para a Raposa. Mancini ainda descontou para o Villa Nova. O Atlético-MG não teve uma noite tão feliz. O time perdeu para o Tombense por 2 a 0. METRO

Marcelo Moreno marcou pela 1ª vez desde o retorno | DIVULGAÇÃO/CRUZEIRO

Se a intenção dos titulares do Grêmio era deixar uma “boa imagem” no jogo contra o Veranópolis, ontem, pela sexta rodada do Campeonato Gaúcho, o time conseguiu pelo menos sair de campo com um placar favorável. O 1 a 0, no entanto, teve muito mérito do desempenho da garotada, com destaque para Luan. O único gol da partida foi marcado por Barcos,

aos 29 minutos do segundo tempo. O time de reservas do Internacional também fechou a rodada com o placar de 1 a 0, contra o Pelotas. O jogo foi monótono e se encaminhava para um um empate sem gols. O resultado final só veio aos 47 minutos do segundo tempo, nos pés de Ernando, após cobrança de escanteio e deslize da zaga adversária. METRO

20140206_br_brasilia  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you