Page 1

O QUE É QUE ESSE CARA TEM? O FEIOSO DANNY TREJO ESTÁ DE VOLTA EM ‘MACHETE KILLS’, QUE SAI DIRETO EM DVD PÁG. 14

CAMPINAS Terça-feira, 28 de janeiro de 2014 Edição nº 925, ano 4 MÍN: 21°C MÁX: 33°C sunny

snow

rain

partly

cloudy

www.readmetro.com | leitor.camp@metrojornal.com.br | www.facebook.com/metrojornal | @jornal_metrocps sunny

sleet

thunder

part sunny/ showers

thunder showers

windy

Ordem para matar PMs leva cinco para a prisão hazy

showers

Retaliação evitada. Ministério Público e PM deflagraram ontem operação para barrar a execução de dois policiais militares ordenada por membros de uma facção criminosa para vingar chacina ocorrida em Campinas entre os dias 12 e 13 de janeiro passados PÁG. 04

EM BUSCA DA ARMA PERDIDA

Polícia e bombeiros procuraram em vão revólver que teria sido usado para matar PM Arides Luiz dos Santos PÁG. 04

Conta de luz da cidade vai a R$ 18,5 mi Valor anual inclui energia para iluminar cidade e manutenção, cuja taxa subiu 47% em janeiro PÁG. 02

Mortes durante roubos passam de 6 para 14 em 2013 Além dos latrocínios, casos de roubo de cargas também aumentaram 47% na comparação com 2012 PÁG. 03

RECICLE A INFORMAÇÃO: PASSE ESTE JORNAL PARA OUTRO LEITOR

Santa Maria ‘chora’ seus 242 mortos na tragédia da Kiss Forte calor obrigou homens a desistirem da operação | DENNY CESARE/FUTURA PRESS

Corpos das vítimas foram pintados em frente a entrada da boate no dia que incêndio completou 1 ano PÁG. 07


1 FOCO

Investigação

Ministro irá depor na PF

O ministro Manoel Dias (Trabalho) será chamado a depor na Polícia Federal depois da denúncia de que ele teria montado um esquema que obrigaria as entidades que têm convênios com o ministério a contratar filiados do PDT para receber sem trabalhar. O ministro nega a acusação feita por um ex-dirigente do partido em Santa Catarina.

Cotações Dólar + 1,17% (R$ 2,42)

|02|

CAMPINAS, TERÇA-FEIRA, 28 DE JANEIRO DE 2014 www.readmetro.com

{FOCO}

Iluminação pública vai custar R$ 1,5 mi ao mês

Aumento. Prefeitura de Campinas prevê gastar R$ 18,5 milhões com a CPFL. Valor é 12% maior do que o de 2013. Consumidor pagará R$ 1,80 a mais na conta. Serviço será terceirizado Depois de aumentar em 46% o valor da Taxa de Iluminação Pública – que subiu para todo consumidor de Campinas de R$ 3,90 para R$ 5,70 a partir deste mês –, a prefeitura estima gastar 12% a mais neste ano com o contrato com a CPFL Energia: a conta vai passar de R$ 16,5 milhões para R$ 18,5 milhões. Os aditamentos, que somam R$ 16,8 milhões, foram publicados no “Diário Oficial” de ontem. Hoje, de acordo com o secretário Municipal de Serviços Públicos, Ernesto Paulella, será publicado um novo aditamento na publicação oficial. Essa verba é utilizada para pagar o custo do consumo da iluminação pública e troca de lâmpadas de próprios públicos, como praças, parques, etc. Segundo Paulella, a prorrogação foi feita por segurança, já que ele espera que até março a empresa terceirizada, que ficará responsá-

Olhar cidadão

ROSE GUGLIELMINETTI ROSE.GUGLIELMINETTI @METROJORNAL.COM.BR

46%

é o percentual do aumento da Taxa de Iluminação Pública, que subiu de R$ 3,90 para R$ 5,70 por unidade consumidora vel pela iluminação pública do município, inicie a prestação do serviço. O pregão está previsto para o dia 10 de fevereiro. O gasto com a terceirização será coberto pela cobrança da taxa que trará cerca de R$ 2,4 milhões ao mês, totalizando R$ 28,8 milhões ao ano. Paulella explicou que a empresa, além de ser responsável pela iluminação pública, substituirá as lâmpadas de mercúrio por modelos de vapor de sódio – o que irá melhorar a claridade – e vai implantar a iluminação cênica em prédios tombados, como a Catedral Metropolitana. METRO CAMPINAS

Após terceirização, prefeitura pagará apenas consumo de energia à CPFL|METRO

Vista Alegre

Habitação notifica proprietários A Sehab (Secretaria de Habitação) notificou no “Diário Oficial” de ontem os dois proprietários da área invadida no último dia 20, na região do Vista Alegre, entre os bairros Santo Antônio e Eldorado dos Carajás. Os donos têm 72 horas – a contar de ontem – para pedir a reintegração de posse, embora as demarcações dos terrenos tenham sido retiradas na semana passada pela prefeitura. Existem dois loteamentos aprovados para a área ocupada. Segundo a Sehab, isso é necessário porque a gleba é visada. Na quinta-feira passada, a prefeitura realizou uma ação na área para remover as demarcações. E, duas horas depois, os invasores voltaram a colocar pontaletes na região. A prefeitura teve de repetir a retirada das demarcações. A GM (Guarda Municipal) está auxiliando a secretaria no monitoramento dos terrenos, evitando novas ocupações. Na semana passada, eram mais de 300 lotes na área invadida. O local havia sido ocupado entre a madrugada do dia 19 e a manhã do dia 20. No ano passado, a prefeitura impediu 49 invasões. Este ano, essa foi a primeira. METRO CAMPINAS

TUDO JUNTO Nada como as eleições para reaproximar os políticos, transformar antigos adversários em amigos. E como este ano teremos pleito, as articulações estão a todo vapor. Ontem, o deputado Carlos Sampaio (PSDB) se reuniu com os vereadores do novo Solidariedade – Tico Costa e Cid Ferreira – e também com Dário Saadi – este último chegou a ter um entrevero com Sampaio quando os dois eram do mesmo partido, mas isto, agora, é coisa do passado. Não ficará sem nada O PCdoB, que perdeu espaço na Administração de Jonas Donizette (PSB) com a exoneração de Sérgio Benassi da Secretaria de Transportes, não ficará a ver navios. A garantia é do secretário de Relações Institucionais, Wanderley

Almeida, o Wandão. Ele diz que as conversações estão intensas com o partido. Inclusive, falou que a gestão jonista quer contar com a experiência política de Benassi. Como voltará, se diretor ou assessor? Preferiu não comentar. Emprego novo O ex-vereador Arlindo Dutra da Silva, que foi nomeado e exonerado da Cohab na gestão de Jonas, voltou à prefeitura. Ele será diretor de departamento no gabinete do prefeito. Ele auxiliará Wandão na regularização fundiária. O secretário explicou que Dutra foi exonerado da Cohab porque fazia parte de um pacote de negociação com o PPS. O ex-vereador saiu do PPS, voltou a se filiar no PSB e ganhou o emprego de cerca de R$ 10 mil por mês.

Bovespa - 0,18% (47.701 pts) Euro - 0,48% (R$ 3,28) Salário Selic (10,50% a.a.) mínimo (R$ 724)

FALE COM A REDAÇÃO

EXPEDIENTE

COMERCIAL: 019/3779-7421

Metro Brasil. Presidente: Cláudio Costa Bianchini (MTB: 70.145) Editor Chefe: Luiz Rivoiro (MTB 21.162). Diretor Comercial e Marketing: Carlos Eduardo Scappini Diretora Financeira: Sara Velloso. Diretor de Tecnologia e Operações: Luiz Mendes Junior Gerente Executivo: Ricardo Adamo Coordenador de Redação: Irineu Masiero. Editor-Executivo de Arte: Vitor Iwasso

leitor.camp@metrojornal.com.br 019/3779-7518

O jornal Metro circula em 24 países e tem alcance diário superior a 20 milhões de leitores. No Brasil, é uma joint venture do Grupo Bandeirantes de Comunicação e da Metro Internacional. É publicado e distribuído gratuitamente de segunda a sexta em São Paulo, Brasília, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Curitiba, Porto Alegre, ABC, Santos e Campinas, somando mais de 480 mil exemplares diários.

Metro Campinas. Editora-Executiva: Zezé de Lima (MTB: 16.231) Editor de Arte: Gustavo Moura. Gerente Comercial: Simone Monfardini Grupo Bandeirantes de Comunicação Campinas - Diretor Geral: Rodrigo V. P. O. Neves

Editado e distribuído por Metro Jornal S/A. Endereço: avenida Engenheiro Antonio Francisco de Paula Souza, 2799, Jardim São Gabriel, CEP 13045-541, Campinas, SP. Tel.: 019/3779-7421. O jornal Metro é impresso na Log&Print Gráfica e Logística S.A.

A tiragem e distribuição desta edição são auditadas pela BDO. 30.000 exemplares


CAMPINAS, TERÇA-FEIRA, 28 DE JANEIRO DE 2014 www.readmetro.com

{FOCO}

Latrocínio dobra em 2013 em relação a 2012 133%. Casos de roubo seguido de morte saltaram de 6 para 14. Apesar de dezembro violento, homicídios caíram no ano passado O número de latrocínios – roubo seguido de morte – em Campinas cresceu 133% em 2013 em relação ao ano anterior. Foram 14 casos no último ano ante seis em 2012. As estatísticas criminais de fechamento do ano foram divulgadas ontem pela SSP (Secretaria de Segurança Pública). Dentre os meses do ano, fevereiro foi o mais violento, com quatro casos regis-

19

casos de homicídio foram registrados em dezembro de 2013, o mês mais violento desde agosto de 2012

trados – quase 70% de todo ano de 2012. De acordo com José Henrique Specie, especialista em segurança pública e professor da faculdade de Direito da PUC-Campinas, não há como atribuir uma causa específica ao aumento de latrocínios. “Talvez seja uma postura mais violenta dos delinquentes. Mas existe uma sensação geral de impunidade no País que gera tudo isso. Acredito que esse cenário esteja, de forma geral, ligado a essa questão”, explica. Este ano, os casos parecem seguir no mesmo rumo. Até ontem, duas pessoas já haviam sido mortas durante roubos. Um ido-

so foi morto no último dia 9 de janeiro, enquanto aguardava a filha sair de uma agência da Caixa Econômica Federal, na avenida das Amoreiras. O segundo caso foi o do policial Arides dos Santos, no dia 12 de janeiro. A morte antecedeu a chacina de 12 pessoas na cidade. Homicídios Além dos latrocínios, o número de vítimas de homicídios em dezembro na cidade chamou a atenção. O último mês do ano passado teve o número mais alto em 16 meses, com 19 ocorrências. A última vez que a cidade havia registrado tantos casos foi em agosto de 2012, quando 26 pes-

Idoso morreu em estacionamento de banco |THOMAZ MAROSTEGAN/METRO CAMPINAS

soas foram assassinadas em 22 homicídios. Apesar do mês violento, 2013 teve menos casos que no ano anterior. Em 2012 foram 154 mortes em 144 casos. No ano passa-

do, o total foi de 147 mortes em 136 registros, queda de 4,5%. CARLOS GIACOMELI

METRO CAMPINAS

|03|◊◊

Roubo de cargas foi 45% maior Outro número que preocupa é o de roubo de cargas. Houve crescimento de 45% em 2013 – 386 casos ante 266 em 2012. Segundo o especialista em segurança José Henrique Specie, a região é considerada uma das mais visadas do país, já que se caracteriza por ser um polo tecnológico. “A forte presença industrial torna a região sujeita a esse tipo de ação”. Assim, as rodovias Anhanguera, Bandeirantes e D. Pedro I estão entre os principais pontos das ações das quadrilhas. A região é responsável por 23% dos roubos de todo País. Veículos Os furtos e roubos de veículos tiveram queda de 7,5% no ano. METRO CAMPINAS

38

casos de roubo de carga foram registrados em setembro, o mês com maior número de ocorrências em 2013.


|04|

CAMPINAS, TERÇA-FEIRA, 28 DE JANEIRO DE 2014 www.readmetro.com

{FOCO}

Enfim! Polícia tem em mãos dupla que matou PM

Facção criminosa ordena morte de PMs para vingar chacina Sem freios. Ordem dada por celular e interceptada pela polícia desencadeou ontem operação que levou à prisão de cinco pessoas, quatro delas ligadas à facção criminosa

Gullit Fernandes de Oliveira é apresentado | THOMAZ MAROSTEGAN/METRO CAMPINAS

O menor de 17 anos que participou da tentativa de assalto ao posto de combustíveis que resultou na morte do cabo da PM Arides Luiz dos Santos, no último dia 12, se apresentou ontem, junto com a mãe, à polícia e foi encaminhado à Vara da Infância e Juventude de Campinas. Ele estava na Bahia, na casa de parentes. Também ontem foi apresentado à imprensa Gullit Fernandes de Oliveira, de 22 anos, que teria confessado ser o autor dos disparos que mataram o policial. Gullit foi preso na quinta-feira, na cidade mineira de Espinosa. A identificação dele e do menor foi possível por causa das imagens da câmera de segurança do posto. As filmagens, editadas, foram divulgadas para que a população pudesse ajudar a polícia a localizar a dupla. O crime é investigado como o pivô da chacina na região do Ouro Verde. Há a suspeita de que PMs vingaram a morte do cabo. Embora Gullit diga que não teve a intenção de matar o cabo,

Os autores do crime Suspeitos da morte do PM estão sob custódia • Gullit Fernandes de Oliveira teve a prisão temporária decretada. Segundo a polícia, ele confirmou ser o autor dos disparos. • O adolescente que se apresentou ontem também era procurado. Ele teria sido convencido a se entregar pela mãe, que mora em Guarulhos.

fontes do Metro que tiveram acesso às imagens brutas, dizem que a forma como o PM foi morto pode ter incrementado o desejo de vingança. O cabo entra em luta corporal com o bandido para desarmá-lo. Em seguida, ao perceber que perdeu, se ajoelha e põe as mãos na cabeça. O assaltante chega, dispara na cabeça dele uma vez e sai. Em seguida, volta e faz mais dois disparos. METRO CAMPINAS

Cinco pessoas foram detidas ontem de manhã e uma adolescente apreendida em uma operação desencadeada para evitar a morte de dois PMs (policiais militares) encomendada pela facção criminosa PCC para vingar as pessoas assassinadas na chacina ocorrida em Campinas entre os dias 12 e 13 de janeiro. Por meio de ligações, a facção, primeiro, disparou a ordem para que fosse verificado se algum dos mortos pertencia ao PCC. Uma lista com os nomes de 11 das 12 vítimas foi encontrada ontem com um dos presos. Nenhum foi identificado como sendo da facção, mas por pressão dos traficantes locais, foi ordenada a execução aleatória de dois PMs. Interceptações telefônicas autorizadas pela Justiça orientaram a ação conjunta do Gaeco – grupo do Ministério Público que combate o crime organizado – e Baep – batalhão especial da PM – ontem em Campinas e Paulínia, para prender os cinco integrantes da facção que estariam planejando as mortes a partir da identificação da rotina dos PMs. Quatro dos mandados foram cumpridos nos bairros

Licurgo Nunes Costa, diretor do Deinter-2, não quis dar detalhes das investigações da chacina | THOMAZ MAROSTEGAN/METRO

Parque D. Pedro II, Parque Floresta e Nossa Senhora de Lurdes I, em Campinas, e no Coperlotes, em Paulínia. Um dos homens que teve a prisão decretada conseguiu fugir. No entanto, o número de presos chegou a cinco porque em um dos locais em que houve as buscas foi encontrada uma pessoa procurada pela Justiça.

47

testemunhas, pelo menos, foram ouvidas no Setor de Homicídios de Campinas, entre elas, ao menos nove PMs Chacina Ontem, durante entrevista coletiva, o diretor do Dein-

ter-2 (Diretoria de Polícia Judiciária do Interior 2), Licurgo Nunes Costa se recusou a falar sobre as investigações para elucidar a chacina ocorrida em Campinas. As informações, até o momento, se limitam ao número de pessoas que depuseram – quase 50 – e também que elas são testemunhas, policiais e guardas municipais. METRO CAMPINAS

Busca por arma em córrego é suspensa pelos Bombeiros A polícia e homens do Corpo de Bombeiros tentaram ontem localizar em um córrego do bairro Recanto do Sol a arma que a dupla de ladrões usou para tentar assaltar o posto de combustíveis na avenida Ruy Rodriguez e que, diante da reação do PM Arides Luiz dos Santos, foi usada para executá-lo. O local na região do Ouro Verde foi indicado pelo ladrão Gullit Fernandes de Oli-

veira, que disse ter jogado o revólver calibre 38 no córrego, logo após ter matado o cabo da PM. As buscas iniciadas por volta de 11h com a presença do assaltante, no entanto, não surtiram efeito após duas horas. O trabalho acabou sendo suspenso porque os homens do Corpo de Bombeiros começaram a passar mal por causa do forte calor e do forte cheiro de

2 horas

duraram as buscas ontem pelo revólver 38 usado para executar o PM Arides Luiz dos Santos esgoto que vinha do córrego. Segundo a polícia, a busca será retomada após a equipe conseguir um equipamento que acusa a presença de metais. O Exército de-

ve ceder este equipamento ao Corpo de Bombeiros. Ainda assim, a polícia considera reduzida a possibilidade de encontrar a arma, já que o crime aconteceu há duas semanas. Durante este período em que o 38 ficou no córrego, pode ter sido levado pelas águas, que chegaram a subir até um metro nos dias em que tiveram temporais em Campinas. METRO CAMPINAS


|06|

CAMPINAS, TERÇA-FEIRA, 28 DE JANEIRO DE 2014 www.readmetro.com

{BRASIL}

‘Condenados devem ficar no ostracismo Mensalão. Presidente do Supremo Tribunal Federal reagiu ontem às críticas do deputado João Paulo Cunha, que disse que Joaquim Barbosa tem feito ‘pirotecnia’ O presidente do STF (Supremo Tibunal Federal), Joaquim Barbosa, reagiu ontem às críticas do deputado João Paulo Cunha (PT-SP), de que tem feito “pirotecnia” no andamento da ação penal do mensalão. Para Barbosa, “condenados por corrupção devem ficar no ostracismo e perder uma boa parte dos seus direitos”. O ex-presidente da Câmara dos Deputados teve o processo no mensalão encerrado sem a expedição do mandato de prisão, porque o presidente do STF saiu de férias sem assinar a decisão. Cunha classificou o ato como falta de ‘civilidade, humanidade e cortesia’. Os ministros Cármen Lúcia e Ricardo Lewandowski, que ocuparam a presi-

“A pessoa quando é condenada criminalmente perde uma boa parte dos seus direitos, que ficam em hibernação até que ela cumpra a pena.” JOAQUIM BARBOSA, PRESIDENTE DO STF

Joaquim Barbosa está em Londres para compromissos oficiais | FELIPE SAMPAIO/STF

dência do STF, também não assinaram o mandado por não considerarem a medida de acordo com o regimento interno do Supremo, e por não verem urgência no caso. A troca de farpas foi feita por meio de entrevistas. Barbosa disse que a mídia glorifica pessoas condenadas por corrupção quando abre suas páginas para declarações como as do deputado. “Esse senhor foi condenado pelo Supremo Tribu-

nal Federal, pelos 11 ministros do STF. Eu não tenho costume de dialogar com réu. Eu não falo com réu”, reagiu o ministro que está em Londres para compromissos oficiais. Antes de chegar à Inglaterra, ele passou cinco dias em Paris, onde discursou no Conselho Constitucional Francês. No dia 24, o advogado de Cunha, Alberto Toron, também atacou Barbosa por ter saído de férias sem assinar o mandato de prisão: “É o fim

da picada. Eu acho que não tem que dizer muito mais do que isso. E ele confortavelmente dando seu ‘rolezinho’ em Paris”. “Um advogado vir a público fazer grosserias preconceituosas contra um membro do Judiciário que julgou seu cliente é prova de um déficit civilizatório”, respondeu Barbosa. O presidente do STF deve determinar a prisão de João Paulo na próxima semana. METRO BRASÍLIA

Com elevado da Perimetral fechado, trânsito fica travado no centro do Rio O trânsito no Rio de Janeiro, principalmente na área central da cidade, travou na manhã de ontem, depois de o Elevado da Perimetral, que liga o Aterro do Flamengo, na zona sul, à praça Mauá, no centro, ter sido fechado definitivamente. O viaduto foi fechado para continuação das obras de revitalização da região do porto da cidade.

No domingo, o prefeito Eduardo Paes (PMDB), já havia alertado a população que deveria haver trânsito na região. Segundo ele, a melhor alternativa para diminuir o congestionamento seria com o uso do transporte público. O secretário municipal de Transportes, Carlos Osório, disse que os transtornos aos motoristas são

inevitáveis. Segundo ele, a prefeitura trabalha para minimiza-los. Osório afirmou que o problema deve ser mais difícil para os cariocas nos primeiros dias. Ele diz que a prefeitura vai fazer as adequações necessárias ao longo dos dias. Mais de 800 homens, 44 painéis de mensagens móveis e dez painéis fixos es-

tão sendo utilizados pela prefeitura para tentar melhorar a fluidez nas vias cariocas. A Seop (Secretaria de Ordem Pública) vai fazer reboques em pontos estratégicos da cidade. Agentes da secretaria vão circular na região das obras para inibir o estacionamento irregular na região, para que o tráfego seja amenizado. METRO

Congestionamento se formou em ambos os sentidos | ALE SILVA/FUTURA PRESS

Política

CLÁUDIO HUMBERTO CLAUDIO.HUMBERTO @METROJORNAL.COM.BR

NINGUÉM FISCALIZA FINANCIAMENTO DO BNDES LÁ FORA. Obras banca-

“ESSE ERA O DESEJO NOSSO DESDE O FIM DO ANO PASSADO”

das pelo BNDES no exterior não são fiscalizadas pelo Tribunal de Contas da União, Ministério Público Federal ou qualquer órgão de controle. É o caso do financiamento de US$ 684 milhões do Porto Muriel, em Cuba. A condição do BNDES sempre é a mesma, em países latino-americanos ou africanos: entregar a obra a empreiteira brasileira, cuja escolha não tem licitação, nem auditorias. Dilma ontem anunciou mais US$ 360 milhões para bancar o aeroporto de Havana.

ÚLTIMO A SABER. “Não há nem projeto”, diz o BNDES, surpreso com os US$ 360 milhões para Cuba. Mas já há empreiteira, que soprou o valor no ouvido certo. BYE, BYE, BRASIL. Só em

2012, US$ 2,17 bilhões do BNDES foram pagos a empreiteiras brasileiras no exterior. Em 2013, até setembro, foram US$ 1,37 bilhão.

SECRETOS

E

SUSPEITOS.

Os contratos do BNDES no exterior são “secretos”: o teor dos contratos do Porto de Muriel, por exemplo, somente será conhecido em 2027.

WASHINGTON QUAQUÁ, PRESIDENTE DO PT-RJ, SOBRE O ROMPIMENTO COM SERGIO CABRAL

tivas não passa de uma tentativa de dificultar as prefeituras de cumprir os prazos, para reter a verba se isentando de responsabilidade. AÉCIO FLERTA COM CABRAL. Aspirante à Pre-

sidência, o senador Aécio Neves (PSDB) vê no rompimento entre PT e PMDB no Rio o primeiro passo para faturar o palanque de Luiz Pezão, candidato à sucessão de Sérgio Cabral.

NOSSO DINHEIRO. Dilma inaugurou ontem a maior obra do governo Lula: o porto de Mariel. Em Cuba. Já no Brasil... LOBO DE CORDEIRO. Líderes desconfiam que pressa do governo Dilma em liberar emendas imposi-

Aécio Neves | MOREIRA MARIZ/AGÊNCIA SENADO

PODER SEM PUDOR

Imprensa e má fama O ex-presidente da Câmara João Paulo Cunha (PT-SP), meliante condenado no processo do mensalão, sempre atribuiu a má fama dos políticos à imprensa, jamais ao comportamento deles. Ele fez esse desabafo, certa vez, ao reclamar que não havia sido ouvido por uma rádio

paulista que divulgou um projeto que ele ignorava, anistiando multas eleitorais de 2002. A repórter da emissora reagiu na hora: - Há dois dias estamos tentando falar com o senhor, e nada... João Paulo sorriu amarelo e encerrou a coletiva.

COM ANA PAULA LEITÃO E TERESA BARROS WWW.CLAUDIOHUMBERTO.COM.BR


CAMPINAS, TERÇA-FEIRA, 28 DE JANEIRO DE 2014 www.readmetro.com

{BRASIL}

|07|◊◊

Na capital. Secretário diz que jovem alvejado portava estiletes

Para nunca mais esquecer Um ano depois. Manifestantes pintaram 242 corpos e colocaram velas acesas em frente à boate Kiss para relembrar as mortes A boate Kiss, em Santa Maria (RS) foi cercada por amigos e familiares das vítimas e sobreviventes na madrugada de ontem, na mesma hora que aconteceu o incêndio. Foram lidos e contados em voz alta o nome de cada um dos 242 jovens que perderam a vida na tragédia, há um ano. Com baldes de tinta branca e pinceis em mãos, eles pintaram 242 corpos

no asfalto da rua dos Andradas, centro de Santa Maria. Foi a maneira de mostrar como eles encontraram seus filhos, irmãos, primos,

242

corpos foram pintados com tinta branca, no asfalto da rua dos Andradas, em frente à Kiss, na madrugada desta segunda-feira.

amigos, namorados naquela madrugada. Lila Telles, representante da “Associação Família por La Vida, Cromañon nunca mais”, que reúne familiares dos jovens argentinos que perderam a vida em uma boate, em 2004, disse que os responsáveis precisam ser punidos: “Sem justiça não há paz”. As homenagens seguiram madrugada a dentro até que o silêncio tomou conta. Às 3h soou uma sirene. Um a um eles contaram até 242. Dos gritos de justiça se seguiu o silêncio até que o grupo se dispersou às 4h. Pelas redes sociais, a pre-

sidente Dilma Rousseff relembrou a dor daqueles dias. “Passado um ano da tragédia em Santa Maria, a tristeza ainda está viva em nossos corações. Lembro de cada mãe, de cada pai que abracei”, registrou ela em sua conta do Twitter, ontem. O governador do Rio Grande do Sul, Tarso Genro (PT) não foi a Santa Maria, mas também usou a rede social: “Precisamos, a partir dessa tragédia, levando em consideração a sua gravidade, a dor dos familiares, dizer que vamos nos esforçar cada vez mais para que isso não mais ocorra.” METRO POA

O secretário da Segurança Pública, Fernando Grella, e o comandante-geral da PM, Benedito Meira, saíram ontem em defesa dos policiais que balearam o estudante Fabrício Proteus Nunes Chaves, de 22 anos, sábado à noite. O caso ocorreu na rua Sabará, em Higienópolis, após um protesto contra a Copa do Mundo. Grella apresentou fotos do material que teria sido apreendido com o jovem: dois estiletes, uma chave de grifo e produtos supostamente utilizados para confecção de bombas caseiras. “A polícia agiu corretamente. Ela tem que interceder quando há uma quebra da ordem.” Meira afirmou que os policiais agiram em legítima defesa. “A ação está respaldada pelo direito penal. Seria diferente se o policial tivesse efetuado 10, 12 disparos”, disse o comandante da PM. Segundo ele, Fabrício e um amigo foram perseguidos da rua da Consolação até o local onde o jovem foi alvejado. Para o especialista em segurança Guaracy Minguardi, houve excesso por parte

dos PMs na abordagem ao estudante e que outros métodos poderiam ter sido adotados para imobilizá-lo. Membro do Fórum Brasileiro de Segurança,o advogado Rafael Alcadipani diz que é preciso cobrar do Estado transparência nos inquéritos abertos pela Corregedoria da PM e pela polícia civil. Imagens de câmeras de segurança que mostram a perseguição ao jovem serão utilizadas na investigação. Fabrício segue internado em estado grave na UTI da Santa Casa. O advogado da família do jovem disse que ele não faz parte dos grupos que adotam a tática black block. No entanto, em sua página no Facebook, o jovem segue a página dos black blocs. “Ele participava do ato de forma pacífica. Foi uma ação desastrosa da polícia”, afirmou André Zanardo. O irmão da vítima, Gabriel Chaves, afirmou que o jovem portava um estilete porque trabalha como estoquista e usa o instrumento para abrir caixas. METRO


|08|

CAMPINAS, TERÇA-FEIRA, 28 DE JANEIRO DE 2014 www.readmetro.com

{MUNDO}

Cúpula em Cuba quer evitar influência dos EUA Celac. Encontro reúne 33 países da AL. Estados Unidos e Canadá ficaram de fora Em Lima, “heróis” do Chile e Peru aguardam veredito | E. CASTRO-MENDIVIL/REUTERS

Fronteira. Corte cria novo limite entre Chile e Peru A Corte Internacional de Justiça de Haia estabeleceu ontem uma nova fronteira marítima entre Chile e Peru. Há dez anos, os países vizinhos disputam uma área no oceano Pacífico quase do tamanho da Suíça. Com a decisão, o Peru ganhou mais da metade da extensão, mas o Chile ficou com a zona mais rica em recursos pesqueiros. A corte estabeleceu uma linha paralela no mar de 80 milhas náuticas e determinou a partir deste ponto uma linha equidistante para sudoeste. Com a decisão, dos 38 mil quilômetros quadrados em

FRONTEIRA MARÍTIMA PERU

Oceano Pacífico

28 mil km2

20 0 DO MIL PE HAS RU

21 mil km2

Ilo

17 mil km2

CHILE Iquique

disputa, o Peru obteve cerca de 20 mil quilômetros e o Chile manteve soberania sobre área com recursos estimados em US$ 200 milhões anuais. METRO

Síria. Conversas de paz param e Homs espera ajuda Os Estados Unidos exigiram ontem que a Síria permita o envio de ajuda por via aérea à cidade de Homs, enquanto as conversações para encerrar três anos de guerra civil enfrentam mais problemas na questão do futuro do presidente Bashar al-Assad. O governo sírio disse que mulheres e crianças poderiam deixar a cidade de Homs, que está cercada, e os rebeldes deveriam entregar os nomes dos homens que permaneceriam. Um

porta-voz do Departamento de Estado dos EUA disse que uma remoção de população não é uma alternativa à ajuda imediata. “Nós acreditamos firmemente que o regime sírio tem de aprovar os comboios de entrega de ajuda humanitária urgentemente necessária na Cidade Velha de Homs agora”, disse o porta-voz Edgar Vásquez. “A situação é desesperadora e as pessoas estão passando fome.” METRO

Governantes da América Latina e do Caribe estão reunidos desde ontem em Cuba para discutir comércio, paz e direitos humanos. A conferência que termina amanhã vai tratar de temas como as negociações de paz na Colômbia, pobreza no Haiti e direitos humanos. Ao todo, 33 países da região vão participar, incluindo o Brasil, representado pela presidente Dilma Rousseff. Os EUA e o Canadá não foram convidados. A Celac (Comunidade de Estados Latino-Americanos e Caribenhos) teve a sua primeira cúpula no Chile em 2013. O grupo rivaliza com a Organização dos Estados Americanos e a Cúpula das Américas, dominadas pelos EUA, das quais Cuba não participa.

Porto de Mariel Ontem, a presidente Dilma Rousseff e o líder cubano Raúl Castro inauguraram a primeira etapa do Porto de Mariel, a 45 quilômetros a leste de Havana. No valor de mais de US$ 900 milhões, o porto foi financiado principalmente pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social e construído pela Odebrecht. Dilma afirmou também que há várias empresas brasileiras interessadas na segunda etapa do porto, que contará com investimentos de US$ 290 milhões. Segundo ela, quando começar a funcionar, o porto poderá aumentar “substancialmente” o volume de comércio da ilha, um dos três maiores do Caribe. METRO

Dilma e Cristina Kirchner se encontram em Havana | GOV. ARGENTINA/REUTERS

Obama enfrenta hoje um Congresso dividido No tradicional discurso que fará sobre o Estado da União, hoje, em Washington, Barack Obama vai expor uma pauta sobre emprego, economia e meio ambiente. O presidente dos Estados Unidos enfrentará um Congresso politicamente dividido que tem dado trabalho ao governo. De acordo com seus principais assessores, Obama vai trabalhar com o congresso quando for possível e passará por cima dele quando achar necessário. O objetivo, ao adotar decisões uni-

laterais, seria trabalhar para reduzir o abismo entre ricos e pobres nos EUA. Em 14 de janeiro, antes de uma reunião com seu gabinete, Obama disse: “Vamos tentar trabalhar com líderes empresariais para oferecer uma segunda chance aos americanos que querem voltar ao trabalho e têm a capacidade de fazer isso, mas não estão tendo oportunidade”. Os esforços de Obama para apoiar norte-americanos desempregados fazem parte da estratégia econômica que constará de seu discurso anual e será explicada em viagem posterior que fará a quatro Estados.

“Com um pouco de ação da parte de todos nós, podemos ajudar mais pessoas a encontrar emprego, e mais empregados americanos a encontrar segurança econômica”, disse no sábado Dan Pfeiffer, assessor do

presidente. “Na semana seguinte ao discurso, o presidente Obama vai viajar para comunidades em todo o país (...) antes de voltar para a Casa Branca para delinear novos esforços para ajudar os desempregados.” METRO

Obama vai investir na economia e na redução da pobreza | YURI GRIPAS/REUTERS

Sisi pode disputar presidência Poucas horas depois de ser promovido a marechal de campo, ontem, o chefe do Exército do Egito, Abdel Fattah al-Sisi, teve o pedido público para concorrer à presidência do país aprovado pelo conselho militar. A presidência anunciou sua promoção sem divulgar mais detalhes. “A decisão era esperada”, declarou uma autoridade de segurança do país. “É o primeiro passo antes da renún-

“É o primeiro passo antes da renúncia do general e do anúncio de sua candidatura” AUTORIDADE EGÍPCIA DE SEGURANÇA

cia do general e do anúncio de sua candidatura, que agora é esperado para breve.” Existe uma grande expectativa de que Sisi, que depôs

o presidente islâmico Mohamed Mursi no ano passado, concorra na eleição, que deve acontecer em até seis meses, e vença com facilidade. Sisi se tornou muito popular desde o golpe militar contra Mursi. Seus partidários o veem como uma figura capaz de lidar com a instabilidade que tomou conta do Egito desde a revolução que derrubou Hosni Mubarak, em 2011. METRO


|10|

CAMPINAS, TERÇA-FEIRA, 28 DE JANEIRO DE 2014 www.readmetro.com

{ECONOMIA}

Argentina limita compra de dólar Crise cambial. Argentino poderá adquirir US$ 2 mil por mês para investimento. Cristina Kirchner diz que bancos fazem especulação Para impedir a fuga de divisas do país, o governo argentino decidiu pela flexibilização dos rigorosos controles cambiais que vem impondo desde outubro de 2011. A Casa Rosada anunciou ontem que os poupadores argentinos poderão comprar até US$ 2 mil por mês se estiverem em dia com seus im-

postos. Para fazer a transação é preciso ter renda mínima mensal de 7.200 pesos (US$ 900). Além disso, o valor adquirido deverá corresponder a até 20% do salário. Sobre as compras de dólares incidirá um imposto de 20%, a não ser que as divisas permaneçam depositadas em uma conta bancária por ao

Após medidas, dólar se mantém em 8 pesos | ENRIQUE MARCARIAN/REUTERS

menos 365 dias, quando estarão liberadas do tributo. Após o anúncio da medida, o dólar fechou o dia cotada a 8,015 pesos na venda, uma leve alta de 0,15%. No paralelo, a moeda americana foi negociada a 12,20 pesos. Em sua primeira declaração desde a maior desvalorização do peso em 12 anos, ocorrida na última quinta-feira, quando ele havia caído 11%, Cristina Kirchner acusou os bancos, “com a cumplicidade de grupos econômicos, exportadores e importadores”,

de fazer especulação sobre o câmbio de países emergentes. “Parece que alguns querem nos fazer tomar sopa outra vez, mas agora com garfo. Quem? Os mesmos de sempre. Os que ficaram com suas economias em 2001 e que nós tivemos que pagar com o Boden 12 [Bônus do Estado Nacional]”, escreveu ontem a presidente no Twitter. Os supermercadistas já anunciaram que a alta do dólar vai repercutir nos preços dos produtos. “A inflação por lá começou a aparecer e a sensação de descontrole é gigante”, diz Samy Dana, economista da FGV (Fundação Getulio Vargas). Turista brasileiro Segundo o economista, como há uma pouca credibilidade no governo, e por conseguinte, nos pesos, os argentinos estão pagando preços altíssimos em outras divisas. “O turista brasileiro tem grande poder de barganha com reais e dólares na mão, afinal, estão todos sedentos por qualquer coisa que não seja pesos”, diz Dana. METRO

No Brasil, moeda atinge o maior valor desde agosto A preocupação com a situação econômica de vários países emergentes continuou causando depreciações em suas moedas nacionais. E a expectativa é que a pressão continue nos próximos dias, com a expectativa da reunião do banco central dos EUA. No Brasil, o dólar comercial fechou em alta de 1,17% ontem, a R$ 2,426 na venda. É o maior valor de fechamento desde 22 de agosto de 2013, quando a moeda norte-americana fechou a R$ 2,432. No ano, o dólar acumula alta de 2,91% No exterior, as moedas de países emergentes, como a lira turca, o rand sul-africano e o peso mexicano, também se depreciaram frente ao dólar. O real, no entanto, teve uma baixa mais expressiva.

R$ 2,42

é a cotação do dólar comercial, que subiu 1,17% ontem. Alta foi influenciada pela aversão a economias emergentes A alta do dólar foi influenciada ainda pela expectativa sobre a reunião do Federal Reserve (Fed, banco central dos EUA), que será realizada hoje e amanhã. Os investidores acreditam que o Fed deve anunciar mais um corte de US$ 10 bilhões no programa de compras mensais de títulos, hoje em US$ 75 bilhões. A decisão reduziria ainda mais a quantidade de dólares em circulação no mundo. METRO


CAMPINAS, TERÇA-FEIRA, 28 DE JANEIRO DE 2014 www.readmetro.com

{PLUS}

Flores para decorar a casa no verão Amigas especiais. Época pede cor e variedade,mas é bom ficar atento aos cuidados

A orquídea (à esquerda) e a rosa do deserto precisam de muita luz natural FOTOS: ESALFLORES/DIVULGAÇÃO

|11|◊◊

Luz do sol combina com jardim variado e bem colorido. Além de perfumar os espaços, as plantas também proporcionam um ar elegante ao lar. No entanto, pouca gente sabe que, na prática, nem todas elas são propícias para enfrentar o verão. Nesta época, é recomendado optar por flores mais resistentes, que precisam de pouca água e muita luz natural, como as bromélias, lavandas, lírios, rosas do deserto e algumas orquídeas. “Aproveitar as flores de cada estação é uma forma de manter o ambiente sempre em harmonia”, diz Bruno Esperança, gerente geral da Esalflores, em Curitiba. De acordo com ele, as flores nunca devem ficar expostas diretamente ao sol, mas colocadas em locais com boa iluminação. “E existem algumas que só podem ficar dentro de casa, como violetas, lírios e girassóis em vaso”, alerta. Para Marco Aurélio Viterbo, que é designer de interiores, também é recomendado que as plantas sejam envasadas, ou seja, colocadas em vasos de cerâmica. “Mas quando se tratar de flores em galho, é bom deixá-las em recipiente com água e conservante.” METRO

+ METRO 2

Dica!

Bonsai sim gosta de sol A bela árvorezinha oriental pode ser deixada em ambientes externos, pois precisa de pelo menos uma hora de sol por dia. A irrigação também é diária e sempre na mesma hora.


|12|

CAMPINAS, TERÇA-FEIRA, 28 DE JANEIRO DE 2014 www.readmetro.com

{VARIEDADES}

Papo de propaganda

Os invasores

Manifestações

JOÃO FARIA JOAO.FARIA@METROJORNAL.COM.BR

DEDO DE VOLTA

Cruzadas

Oportunidade não é oportunismo. Quando se fala do papel das marcas, num mundo onde os consumidores estão cada vez mais atentos e exigentes, como contribuir com a sociedade objetivamente e traduzir as qualidades de um determinado produto? A marca Cif, por exemplo, está ajudando na reconstrução do dedo do Cristo Redentor recentemente atingindo por um raio. Diego Colicchio, diretor de marketing da categoria de limpadores da Unilever, conversa com a coluna.

Viracopos Na sexta-feira à noite, por conta da desordem generalizada que se tornou o aeroporto de Viracopos em virtude dos voos desviados, presenciamos mais do mesmo. Passageiros passaram horas dentro de aeronaves – inclusive com o abandono da tripulação. A sala de atendimento da Anac em pleno horário de funcionamento não tinha ninguém. Além disso, o mau atendimento – isso quando houve – era frequente nos balcões das companhias aéreas. WAGNER MARCONDES – CAMPINAS, SP

Que estratégias costumam ser adotadas? Globalmente, Cif já participou de restauração e preservação de diversos monumentos, como o Topkapi Palace na Turquia, o monumento aos Espanhóis na Argentina, e, em 2013, o Cristo Redentor. É parte da estratégia da marca o cuidado e preservação de monumentos importantes para mostrar aos seus consumidores a versatilidade aliada ao poder de limpeza dos produtos da marca. E os riscos de uma colaboração parecer oportunismo? As parcerias para manutenção e preservação de monumentos acontece mesmo que não haja uma necessidade imediata de reparos ou cuidados. Cif fechou a parceria com a Arquidiocese em abril de 2013, focando nos cuidados regulares de manutenção e preservação, parceria esta que se torna ainda mais importante para a recuperação de monumentos que sofreram algum tipo de dano decorrente de eventualidades, como o caso do raio no Cristo Redentor.

As manifestações com o intuito de criticar a Copa do Mundo poderiam acender a luz vermelha nos governantes e nas casas legislativas, que têm prestado péssimos serviços à população. Ao invés disso, o que se viu foi um vandalismo absurdo, principalmente em São Paulo. Isso tudo não leva a lugar algum, a não ser à prisão, que é o lugar no qual deveriam estar esses baderneiros. Quem está assistindo de camarote e rindo são os políticos que, em outubro, ocuparão as telas das televisões para pedir o voto do cidadão. JORGE LUIZ SILVA – CAMPINAS, SP

Qual o papel social das marcas? O papel social das marcas vai além da entrega dos benefícios de seus produtos. Todas as empresas tem o papel fundamental de estar presente no dia a dia da comunidade e, no caso da Unilever e da marca CIF, esta presença está no DNA da companhia ao oferecer produtos, recursos e soluções para melhorar a qualidade de vidas destas pessoas.

Metro Pergunta

Você notou alguma mudança nas casas noturnas da cidade?

Siga o Metro no Twitter: @Jornal_MetroCPS

@ThiCrepaldi

Sudoku

Nada! Não sou frequentador de baladas, porém os amigos que vão comentam que não mudou nada. O Brasil não age com prevenção. @vipurgato

Não creio que tenha mudado muita coisa desde janeiro do ano passado. As estruturas continuam parecidas em vários lugares.

O que será feito no Cristo? Nós auxiliamos financeiramente a preservação e manutenção de todas as áreas do monumento que foram danificadas pelos raios. Além do dedo da mão direita do Cristo a área do platô também sofreu avarias. Foram danificadas as placas de prestação informativa ao turista. As obras consistem também na remoção das placas informativas fixas com materiais condutores de energia, por modernas centrais digitais de informações, embarcadas de alta tecnologia e material isolante. A mudança proporcionará grande melhoria no atendimento ao turista e também mais proteção na ocasião de descargas elétricas, recorrentes no monumento.

@MaranhaoAntonio

Poucos lugares em Campinas (e me arrisco a dizer que até no Brasil) mudaram suas estruturas com a tragédia em Santa Maria.

Metro web Para falar com a redação:

leitor.camp@metrojornal.com.br Participe também no Facebook:

www.facebook.com/metrojornal

João Faria é jornalista e sócio-diretor da Agência Cidadã

Horóscopo

Leitor fala

www.estrelaguia.com.br

Está escrito nas estrelas

A persistência com projetos é necessária, mas deve ponderar para que a pressa em resolver tudo de uma só vez não ponha tudo a perder.

Cuide para que a ansiedade com algumas expectativas não tire sua concentração junto a assuntos mais simples.

Há tendências para posturas mais consumistas, momento indicado para reavaliar as despesas que são efetivamente essenciais.

Propensões para mais empenho com temas relacionados a viagens, contatos à distância e a novos conhecimentos.

Momento especial para divulgações. Também há tendências para se dedicar a novas habilidades que deseja desenvolver.

Com a Lua em seu signo, a disciplina com interesses profissionais e as obrigações diárias tendem a aumentar. Atente-se com exigências.

O momento é pouco indicado para se envolver em negócios ousados. É mais recomendável lidar com revisões de parcerias..

Tendências a organizar questões domésticas, mas com atenção para não se comportar de forma radical com familiares.  

Cuide para não se afastar de pessoas especiais por causa de irritações da rotina. Algumas delas poderão auxiliá-lo.

Um pouco mais de paciência com as diferenças de pensamento será fundamental para decisões na vida conjugal e relações familiares.

A comunicação será determinante no esclarecimento de assuntos. Nada de deixar passar batido mal entendidos nas relações.

Tendências a lidar com esclarecimentos diante de assuntos que envolvam suas amizades e conhecer melhor os pensamentos de algumas.


2 CULTURA

Eric Lawson

Marlboro Man Astro dos anúncios de cigarro entre 1978 e 1981 e fumante desde os 14 anos, Lawson morreu no último dia 10, aos 72 anos, vítima de doença pulmonar. Ele entra para lista de atores da marca que morreram por doenças respiratórias, como Wayne McLaren e David McLean.

|14|

CAMPINAS, TERÇA-FEIRA, 28 DE JANEIRO DE 2014 www.readmetro.com

CULTURA }

Ele voltou! Amber Heard como Miss San Antonio

Lançameto. Danny Trejo repete o papel de herói durão e mal encarado criado por Robert Rodríguez em ‘Machete Kills’, que chega ao Brasil somente para locação em home video Quando Hollywood precisa de alguém para interpretar um mexicano peso-pesado, o cara a chamar é Danny Trejo. Com seu rosto enrugado, rabo de cavalo e tatuagem no peito de uma mulher com um sombrero, o ator de 69 anos é o “hombre” que faria gringos gorduchos voltarem à fronteira após embarcarem em viagens loucas para Tijuana. E ele não tem apenas o aspecto certo para esses papéis, mas também um currículo que inclui vício em drogas e várias passagens pela prisão. Trejo permaneceu uma temporada no presídio de San Quentin, na Califórnia, nos anos 1960, e participou de rebeliões, mas saiu desse passado sombrio para embarcar na carreira de ator. Seu primeiro papel surgiu por meio de alguém que ele

conheceu em um encontro de usuários anônimos de cocaína, em 1985, que o levou ao set de “Expresso para o Inferno”, no qual foi convidado a figurar na pele de um preso e treinar boxe com alguns dos atores por US$ 350 por dia. Agora ele está na sequência de “Machete” (2010), primeiro filme em que atuou como protagonista. Em “Machete Kills”, que chega ao Brasil direto nas prateleiras das locadoras, Trejo vive o personagem-título a serviço de um sarcástico presidente dos Estados Unidos interpretado por Charlie Sheen.Sua missão? Neutralizar um psicopa-

Michelle Rodriguez como Luz

Alexa Vega como KillJoy

Danny Trejo como Machete

Demian Bichir como Mendez

FOTOS: DIVULGAÇÃO

ta e bilionário traficante de armas (Mel Gibson) que deseja explodir o mundo. Esse tipo de personagem marcou a carreira de Trejo. Quem não lembra do atirador de facas que derruba Steve Buscemi e quase acaba com Antonio Banderas em “A Balada do Pistoleiro” (1995)?

Já Machete, pelo visto, é melhor em arremesso de machados. Mas, mesmo com sua cara de durão arrogante, ele não crê na invencibilidade do personagem. “Tinha uma luta de espadas com Mel Gibson e, quando Robert Rodríguez [o diretor] disse ‘ação’, joguei a minha no chão e ele pergun-

tou ‘o que há de errado?’ e eu: ‘Não vou lutar contra William Wallace. O cara salvou a Escócia! Tá louco?”, disse ele, numa referência ao papel do ator em “Coração Valente”. LIZ BROWN METRO INTERNACIONAL


CAMPINAS, TERÇA-FEIRA, 28 DE JANEIRO DE 2014 www.readmetro.com

Calma. Verdão vai ‘dar um tempo’ nos reforços As oito contratações que o Palmeiras fez para o ano do centenário satisfizeram o diretor executivo alviverde José Carlos Brunoro. Depois de acertar com Victorino, Lúcio, William Matheus, França, Marquinhos Gabriel, Diogo e Rodolfo, o Verdão conseguiu o empréstimo do meia Bruno César e, com ele, o cartola deu por encerrada a rodada de contratações. “Vamos dar um tempo agora. Não existe elenco fechado, porque às vezes acontece contusão ou alguém não dá certo, mas nesse momento estamos tranquilos. Vamos ver o que acontece”, disse Brunoro. Apesar dos muitos reforços, o clube ainda busca um lateral-direito, posição carente no elenco. METRO

{ESPORTE}

|15|◊◊

À espera de um

camisa 9 Muricy Ramalho acredita que elenco são-paulino precisa de reforços para temporada 2014 | RAFAEL NEDDERMEYER/FOTOARENA

Tricolor. Técnico Muricy Ramalho confirma que volante Souza, do Grêmio, e atacante Pabón, do Valencia, estão próximos, mas que clube ainda precisa de um centroavante Até agora, o São Paulo acertou apenas a contratação dos laterais Alvaro Pereira e Luis Ricardo para a temporada 2014. Mas está muito próximo de anunciar mais duas caras novas para o elenco. O clube tem negociações adiantadas com o volante Souza, do Grêmio, e com o atacante colombiano Dorlán Pabón, do Valencia. A chegada de ambos agrada Muricy, mas ainda não são suficientes para satisfazer o treinador. O fato de não poder contar com Luis Fabiano em todos os jogos – aliado à má

“Só vem quem for bom para o clube. Se for para apostar, eu aposto nos nossos meninos. Jogadores como Souza e Pabón são de ponta” MURICY RAMALHO, TÉCNICO DO SÃO PAULO

fase do atacante – fazem com que o técnico sinta falta de um camisa 9 para fazer sombra ao Fabuloso. “Ainda falta o centroavante para alternar com o Luis Fabiano. Volto a repetir: precisamos ter o Luis 100%, então preciso de um centroavante para jogar junto com ele”, declarou. A escassez de reforços,

porém, tem um explicação extra além do mercado inflacionado: a mudança na política de contratações. “Apareceram 10 mil jogadores para contratar, falei ‘não’ para muita gente, sei que ficaram irritados com isso, mas só vem quem for bom para o clube. Se for para apostar, eu aposto nos nossos meninos. Jogadores

como o Souza e o Pabón são de ponta”, explicou Muricy. Destes dois, o colombiano já está praticamente encaminhado – ele chega ao Brasil hoje e deve assinar vínculo de um ano e meio. Pabón, 26, perdeu espaço no Valencia, que acabou de contratar Eduardo Vargas – curiosamente também disputado pelo São Paulo. “É um jogador que arremata muito, bate bem de fora da área. É um bom jogador que, nesse momento, não precisamos pagar empréstimo. Tomara que ninguém atravesse”, disse. METRO

3 ESPORTE

Adiós

Montillo

De saída para o futebol chinês, o meia Montillo foi ontem ao CT Rei Pelé para se despedir. O argentino, que vai jogar no Shandong Luneng, da China, se foi dar adeus dos funcionários e excompanheiros de Santos.


|16|

Opinião

HELIO CASTRONEVES HELIO.CASTRONEVES @METROJORNAL.COM.BR

CHEVY COMEÇOU O ANO NA FRENTE Buongiorno! Estou aqui na Itália desde domingo, para onde vim acompanhado dos meus companheiros de equipe Will Power e Juan Pablo Montoya para uma série de atividades. Já fazia algum tempo que eu não vinha à Itália e gosto muito daqui. Quero começar mandando um forte abraço para o Christian Fittipaldi, que ao lado do Sebastien Bourdais e do João Barbosa venceu a edição de 2014 das 24 Horas de Daytona. A conquista ocorreu a bordo de um Corvette DP e essa é a forma melhor possível de a Chevrolet, nossa super parceira na IndyCar, começar o ano. Parabéns a todos! Eu até tive oportunidade de participar dessa edição, que foi encerrada anteontem por volta das 17h, no horário brasileiro, mas os compromissos não me permitiram levar adiante o projeto. Eu participei dessa prova duas vezes e numa delas terminei no pódio. A primeira experiência foi em 2007. Pilotei um Lexus Riley ao lado do Mark Patterson, Ozz Negri e Sam Hornish Jr., pela equipe Michael Shank Racing, a mesma onde o meu amigo Negri está até hoje e correu esse final de semana. Largamos em 22º e recebemos a bandeirada em 9º. Isso depois de 628 voltas. No ano seguinte foi mais legal ainda. Corri

CAMPINAS, TERÇA-FEIRA, 28 DE JANEIRO DE 2014 www.readmetro.com

{ESPORTE} com um Pontiac Riley, da Penske, com o Ryan Briscoe e o Kurt Busch. Largamos em 13º e chegamos em 3º, no pódio, após 689 voltas. Olha, pessoal, vou ser sincero com vocês. Tem gente que não entende porque todo mundo festeja ao final de uma prova de 24 horas. É que, mesmo sem um resultado bom, completar uma prova tão difícil como essa é motivo de muito orgulho e satisfação. Ir ao pódio, então, nem se fala. Agora, imaginem vencer! Quem sabe eu não tenha novas oportunidades nos próximos anos, né? Já sei o que é vencer a Mil Milhas. Eu nunca digo nunca. Se pintar a chance, vou correndo fazer provas como Daytona e Le Mans. São provas de muita estratégia, de preocupação com o desgaste do equipamento e você fica o tempo todo naquela ansiedade, mesmo quando bate aquele cansaço natural. Mas ao mesmo tempo que é uma prova longa, que exige tudo o que for possível em termos de economia, é pauleira o tempo todo. É impressionante como os caras aceleram fundo de dia, de noite, qualquer hora. É uma experiência das mais legais. Amanhã já vou voltar para os Estados Unidos e ainda nesta semana terei compromissos promocionais na Califórnia. Quando fevereiro chegar, já temos testes programados para Fontana, Sonoma e Barber. É a continuidade daqueles trabalhos fundamentais para o início da temporada. É isso aí, pessoal, vamos que vamos e até a semana que vem! Helio Castroneves, 38, nasceu em São Paulo e foi criado em Ribeirão Preto. É o piloto brasileiro com mais vitórias na Indy, com 28 conquistas, e venceu três edições da Indy 500 (2001, 2002 e 2009). Disputará em 2013 sua 16ª temporada na categoria e 14ª pelo Team Penske.

MP indica corrupção no ‘caso Portuguesa’

Presidente da Lusa, Ilídio Lico, desconfia de uma pessoa | WAGNER MEIER/AGIF/FOLHAPRESS

Investigação. Promotor do Ministério Público afirma ter indícios de que gente de dentro da Lusa prejudicou o time. Diretoria rubro-verde quer responsáveis expulsos do Canindé A diretoria da Portuguesa começou a apurar se alguém do clube teria omitido a informação de que o meia Héverton – pivô do caso que rebaixou a equipe para a Série B do Brasileirão de 2013 – estava suspenso e, por isso, não poderia ter entrado em campo diante do Grêmio, na última rodada do nacional. O promotor do Ministé-

rio Público Roberto Senise Lisboa, responsável pela investigação do caso, afirmou ter “fortes indícios” de que alguém da Lusa recebeu dinheiro com a escalação irregular do jogador. Ele isentou de culpa o técnico Guto Ferreira. “Questionei algumas pessoas que trabalham no clube, que tinham a obrigação de saber se o Héverton tinha

condições de jogar, e uma delas, principalmente, não me convenceu”, afirmou o presidente da Portuguesa, Ilídio Lico, ao “Portal da Band”. “Não quero julgar ninguém. Não tenho prova de nada. Mas não digo que houve nem que não houve (corrupção). O promotor é um homem competente, ouviu as pessoas e deve estar chegando a uma conclusão”, completou o cartola. O vice-presidente jurídico do clube, Orlando Cordeiro de Barros, afirmou que, caso haja confirmação, o responsável será banido do Canindé. “Se for dirigente, tem de ser expulso do clube. Não tem perdão. A se confirmar, as pessoas vão responder criminalmente e civilmente a uma ação indenizatória para prejuízo do clube”, disse ao Metro Jornal. MATHEUS ADAMI METRO SÃO PAULO

20140128_br_metro campinas  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you