Issuu on Google+

MISS BRASIL É DO MATO GROSSO JAKELYNE OLIVEIRA SE PREPARA AGORA PARA O CONCURSO MISS UNIVERSO, 9 DE NOVEMBRO, EM MOSCOU PÁG. 10 CAMPINAS Segunda-feira, 30 de setembro de 2013 Edição nº 845, ano 4 MÍN: 17° MÁX: 27°

www.readmetro.com | leitor.camp@metrojornal.com.br | www.facebook.com/metrojornal | @jornal_metrocps

Assistência põe 25% do seu ‘bolo’ em entidades Pernas curtas. Sem pessoal para dar conta de todos os programas, Secretaria da Cidadania conta com parceiros, entre eles ONGs, para atender em Campinas. Este ano, repasses já chegaram a R$ 35 milhões, mas valor por pode subir para R$ 40 mi até dezembro PÁG. 02

RECICLE A INFORMAÇÃO: PASSE ESTE JORNAL PARA OUTRO LEITOR

Guarani perde em casa para o Betim-MG e uma derrota no sábado deixa o time fora da Série C. Timão é goleado PÁGS. 13 E 14

Equipamento passa a ser obrigatório em 2014. Na capital, preço deve subir em média 15% PÁG. 06

Pe. Haroldo Bugre lamenta virada sofrida em pleno Brinco de Ouro. Time é o 5º na tabela | ROGÉRIO CAPELA/METRO CAMPINAS

Coordenador do programa anticrack em Campinas aposta na recuperação PÁG. 04

CARLOS GIACOMELI/METRO CAMPINAS

COMPLICOU DE VEZ...

1ª CNH ficará mais cara com simulador


|02|

1 FOCO

Perda

Cláudio Cavalcanti Morreu ontem, aos 73 anos, o ator e secretário municipal de Defesa dos Animais do Rio, Cláudio Cavalcanti. Ele estava internado desde segundafeira no hospital Prócardíaco, em Botafogo. A causa da morte não foi revelada. Cavalcanti fez mais de 50 novelas, minisséries e especiais. Seu último trabalho na televisão, que estreia na próxima semana, será no seriado “Sessão de Terapia”, no canal GNT.

Cotações Dólar + 0,48% (R$ 2,25) Bovespa - 0,08% (53.738 pts) Euro +1,66% (R$ 3,05) Selic (9%)

Salário mínimo (R$ 678)

CAMPINAS, SEGUNDA-FEIRA, 30 DE SETEMBRO DE 2013 www.readmetro.com

{FOCO}

Assistência gasta 25% do orçamento com entidades Mão amiga. O repasse está em R$ 35 milhões este ano e pode aumentar, já que o bolo destinado é de R$ 40 mi Para dar conta de prestar os serviços de assistência social no município, a Prefeitura de Campinas já repassou este ano mais de R$ 35 milhões às entidades cofinanciadas. Mesmo alto, o valor, que corresponde a 25% do total do orçamento da Secretaria Municipal de Cidadania, Assistência e Inclusão Social, pode até aumentar, segundo a chefe da pasta, Janete Valente, já que o bolo destinado a elas é de R$ 40 milhões anuais. Apesar do montante, alguns dos serviços praticados pelas cofinanciadas deveriam ser de responsabilidade do município, como prega a lei federal – serviços considerados essenciais devem ser públicos, já as atividades de convivência e fortalecimento de vínculo podem ser feitas por entidades. Entretanto, em Campinas, alguns deles ainda estão nas mãos de ONGs. Um dos exemplos é o PAIF (Programa de Aten-

Olhar cidadão

JOSÉ LUIZ DATENA JOSE.DATENA @METROJORNAL.COM.BR

140 milhões de reais é o valor do orçamento anual da Secretaria de Cidadania, Assistência e Inclusão Social. ção Integral à Família), presente em nove dos 11 CRAS (Centros de Referência de Assistência Social) existentes hoje no município. Janete explica que a dificuldade em assumir esse tipo de assistência esbarra na falta de pessoal. A expectativa da pasta é de fazer a transferência desses serviços para as mãos do Executivo a partir do ano que vem. “Daí, então, conseguiremos ampliar ainda mais a assistência, pois a verba vai ser aplicada a outras iniciativas, já que o município vai ser responsável por esses serviços e arcar com eles”, afirma. Hoje são 91 entidades

Crianças e adolescentes são os que mais preocupam | ROGÉRIO CAPELA/METRO

cofinanciadas na cidade – seja pelo próprio município, pelo Estado ou pelo governo federal –, algumas delas com mais de um programa cadastrado. Segundo a secretária, a maior parte das entidades

VELOZES, FURIOSOS E ASSASSINOS As leis de trânsito, como boa parte das outras leis de um Código Penal de quase 80 anos, são ultrapassadas e geralmente favorecem muito mais o infrator. Quer dizer, tem ladrão demais, inclusive do dinheiro público, assassinos demais soltos por aí. Claro que inclusive nas ruas. Bêbados, velozes, inconsequentes, furiosos e matadores. Há pouco mais de um mês mostrei no Brasil Urgente, da Band, um carro sem direção que cruzou a pista, matou um garoto de doze anos que voltava da escola, feriu gravemente mais duas outras pessoas. O assassino ao volante não tinha habilitação e saiu andando pela porta da frente da cadeia. Segunda-feira passada mostrei outro desses motoristas, possivelmente embriagado, que, ao participar de um racha, matou seu amigo que estava no banco do passageiro. Pior, assassinou, às quatro da manhã, um vendedor ambulante, que na porta de um bar procurava ganhar o minguado sustento da família, enquanto o filho dormia sem saber da morte do pai. Menos de uma semana depois, em Mogi das Cruzes, um

FALE COM A REDAÇÃO leitor.camp@metrojornal.com.br 019/3779-7518 COMERCIAL: 019/3779-7421

é direcionada a crianças e adolescentes. Por outro lado, a assistência ainda pena para atuar com a população de rua e os idosos. “O que vejo hoje é a necessidade de aperfeiçoamento nessas duas áreas. Fazemos um

esforço para poder atingir a todos”, afirma. De acordo com o IBGE, existem 40 mil famílias com renda per capita inferior a R$ 140,00. E, deste total, que norteia a pasta, apenas 27 mil são atendidas pelo Bolsa Família. “Vemos aí a necessidade de ampliação e de exercer nosso papel de busca ativa”, afirma. Quando é verificada a necessidade de um serviço de assistência, a Prefeitura de Campinas abre edital. O plano de trabalho passa por aprovação do conselho para depois o serviço começar a ser executado. O Executivo traça diretrizes e as entidades têm obrigação de encaminhar planilhas de prestações de contas, relatórios e avaliações, para que a prefeitura possa fazer o monitoramento do trabalho desenvolvido. JULIANA EWERS METRO CAMPINAS

sujeito que dirigia sem habilitação há dezesseis anos encheu a cara de cerveja e, na sua fúria devastadora, também foi tirar um racha. Moral da história: matou seis crianças. Poderia escrever aqui um livro do tamanho da Bíblia com os pecados capitais que um verdadeiro “matarás à vontade” só com crime de trânsito. Velozes, bêbados, furiosos e assassinos que continuarão soltos por aí, ignorando uma Lei Seca que com certeza está molhada com as lágrimas dos familiares das vítimas, assassinadas pelas ruas do Brasil. Já cansei de falar disso para ouvidos surdos de gente covarde que poderia mexer nas leis e salvar vidas. Prefiro encerrar lembrando um ato heroico que surgiu de outra tragédia do trânsito de São Paulo. Um motorista de ônibus inconsequente deu ré em alta velocidade e atropelou uma mãe grávida e sua outra filha. A mãe, que teve a cabeça esmagada pela roda do coletivo, foi mantida com vida pelos heróis do corpo de bombeiros enquanto o dr. Jorge, levado pelo Águia, fez o parto e salvou o bebê. A mãe morreu, a outra filha sobreviveu e o bebê, até ontem, permanecia estável na UTI. Quer dizer que, mais do que nunca, precisamos desses heróis para enfrentar um trânsito cada vez mais perigoso e a falta de atitude de gente que poderia mudar esse estado de coisas. Enquanto isso, a morte no asfalto continua sendo regra, e não exceção.

EXPEDIENTE Metro Brasil. Presidente: Cláudio Costa Bianchini (MTB: 70.145). Editor Chefe: Luiz Rivoiro (MTB 21.162). Diretor Comercial e Marketing: Carlos Eduardo Scappini. Diretora Financeira: Sara Velloso. Diretor de Tecnologia e Operações: Luiz Mendes Junior. Gerente Executivo: Ricardo Adamo. Coordenador de Redação: Irineu Masiero. Editor de Arte: Vitor Iwasso.

O jornal Metro circula em 23 países e tem alcance diário superior a 20 milhões de leitores. No Brasil, é uma joint venture do Grupo Bandeirantes de Comunicação Metro Campinas. Editora-Executiva: Zezé de Lima (MTB: 16.231). e da Metro Internacional. É publicado e distribuído gratuitamente de segunda a sexta em São Paulo, Brasília, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Curitiba, Porto Alegre, Editor de Arte: Gustavo Moura. Gerente Comercial: Simone Monfardini. Grupo Bandeirantes de Comunicação Campinas - Diretor Geral: Rodrigo V. P. O. Neves. ABC, Santos e Campinas, somando mais de 480 mil exemplares diários.

Editado e distribuído por SP Publimetro S/A. Endereço: avenida Engenheiro Antonio Francisco de Paula Souza, 2799, CEP 13045-541, Jardim São Gabriel. Tel.: 019/3779-7421. O jornal Metro é impresso na Log&Print Gráfica e Logística S.A.

A tiragem e distribuição desta edição de 30.000 exemplares são auditadas pela BDO.


CAMPINAS, SEGUNDA-FEIRA, 30 DE SETEMBRO DE 2013 www.readmetro.com

{FOCO}

|03|◊◊

Prótese de crânio criada em 3D começa a ser testada Fase final. Laboratório realiza testes em prótese de titânio criada em três dimensões, que diminui o tempo de cirurgia e a resistência Pesquisadores do INCT (Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia) em Biofabricação – Biofabris, na Unicamp, estão na fase final de estudos clínicos para uma nova concepção de prótese craniana. A novidade é que estas são criadas em 3D e feitas de titânio, material bem mais resistente do que o utilizado nos dias atuais. De acordo com o pesquisador André Jardini, dois pacientes já receberam a nova prótese e outros 13 passarão pela cranioplastia. Destes, 10 devem receber a prótese até dezembro “Esse processo criado aqui é feito a partir de uma tomografia. Um software recria o exame em 3D e cria a prótese no tamanho correto”, explica. O procedimento é diferente do atual – no qual a prótese acrílica é desenvolvida na hora da cirurgia, o que leva o dobro de tempo. Com o novo estudo, o paciente – pessoas com deformações ou vítimas de acidendente – chega na sala de cirurgia já com a próte-

Números

10% dos acidentes de trânsito resulta em trauma no crânio se pronta e feita em titânio, o que resulta em tempo reduzido de cirurgia e anestesia, e diminui risco de qualquer infecção. Além disso, o titânio é mais maleável, mais fácil de fixar e possui muito mais resistência do que o acrílico. “Estamos acompanhando de perto os pacientes que receberam as próteses. Os resultados são muito bons. Eles nos dizem que a vida deles mudou”, explica Jardini. Além da parte estética, a próteses também protegem o cérebro e trazem consigo outros benefícios. “Grande parte do público que precisa da prótese tem entre 19 e 45 anos, o que significa que a cirurgia, em alguns casos, pode tornar essa população economicamente ativa, promovendo a reinserção social do pa-

Crime. Defesa recorrerá da prisão de suspeita A defesa de Maria Tereza Peregrino, de 20 anos, que confessou ter dado uma facada no peito do estudante Denis Casagrande, morto na madrugada do último dia 21, durante uma festa no campus da Unicamp, promete recorrer hoje da decisão judicial que concedeu na última sexta-feira a prisão temporária dela e do namorado, Anderson Mamede, também suspeito do assassinato, por 15 dias. Ambos foram detidos em casa, na Vila Pompeia. O delegado do caso, Rui Pegolo, pediu as prisões para que os dois não atrapalhem as investigações que continuam esta semana com novos depoimentos e uma provável reconstituição do crime. Maria Tereza alega legítima defesa, já que, segundo ela, foi assediada pelo estudante pouco antes da briga

T a a a face 57% dos acidentes de trânsito trazem traumas no crânio da vítima;

Estudante da Unicamp foi morto em festa | ROGÉRIO CAMPELA.METRO CAMPINAS

que envolveu um grupo de punks. Seu namorado confessou ter batido com um skate em Casagrande antes da facada de Maria Tereza. A festa, segundo a Unicamp, era clandestina. Não havia segurança no campus que passa a ter rondas regulares da Polícia Militar. METRO CAMPINAS

J e A maior parte dos pacientes que precisam de correção no crânio tem a partir de 19 anos, segundo pesquisador; R i É o custo hoje de próteses semelhantes, desenvolvidas no exterior.

ciente”, completa. Apesar de serem necessários somente sete dias para a construção da prótese, o processo ainda é de alto custo. “Hoje não teríamos condições de atender muitas pessoas. Já iniciamos um contato com o Ministério da Saúde para tentarmos ampliar o projeto e torná-la mais acessível”, afirma Jardini. METRO CAMPINAS

Alternativa ainda tem custo elevado |DIVULGAÇÃO

Sanasa: servidores absolvidos O TJ-SP (Tribunal de Justiça de São Paulo) absolveu por unanimidade os funcionários da Sanasa – empresa municipal de saneamento e abastecimento – Maria de Fátima Barreto Tolentino, Carlos Roberto Cavagioni Filho, Luciana Roberta Destri Pimenta e Claudete Aparecida Piton de Moraes Salles na ação de improbidade administrativa pela contratação de serviços de assessoria jurídica para defender servidores no Caso Sanasa. A ação foi impetrada em janeiro de 2011 pelo MP (Ministério Público), que considerou ilegal a contra-

R$ 615 milhões, segundo o MP, somam todos os contratos fraudados na Sanasa durante a gestão Hélio de Oliveira Santos

tação do escritório Oliveira Lima Hungria Dall Acqua & Furrier para defender a empresa nas investigações de fraudes em con-

tratos públicos e licitações denunciadas pelo Gaeco – grupo do MP que combate o crime organizado. Para o MP, as partes te-

riam de arcar com as despesas. Lauro Péricles Gonçalves, presidente da Sanasa à época, também foi absolvido. METRO CAMPINAS


|04|

CAMPINAS, SEGUNDA-FEIRA, 30 DE SETEMBRO DE 2013 www.readmetro.com

{FOCO}

CARLOS GIACOMELI/METRO CAMPINAS

PADRE HAROLDO Coordenando o benefício do ‘Cartão Recomeço’ em Campinas, padre Haroldo Rahm falou sobre os desaios pela frente, a falta da presença da família e da religião, e da certeza que tem de que o jovem pode vencer o crack

O CRACK DESTRÓI OS JOVENS A grande mudança na vida de Harold Joseph Rahm aconteceu quando ele tinha 20 anos. A serviço do Exército dos Estados Unidos, ele encontrou um crucifixo no bolso da farda quando estava sobre um caminhão em manobra. Em uma espécie de comunicação com o símbolo religioso, Harold decidiu comprar um livro sobre Deus logo que o veículo parasse. Depois de ler, pediu dispensa ao seu capitão para se tornar padre. Foi o fim das lutas com o Exército, mas padre Haroldo veio para o Brasil e entrou na batalha contra o vício há mais de quatro décadas. Hoje, com 94 anos, vai coordenar o “Cartão Recomeço” em Campinas – que usa recursos do Estado para tratar usuários de drogas. Ele falou ao Metro sobre o programa e o momento do jovem. Como vai funcionar o benefício? Nós vamos receber do Estado R$ 1.350 para cada usuá-

rio (homem e mulher) que for ajudado. O Estado nos paga porque temos uma entidade que recebe de todo o Brasil – de norte a sul. O Estado paga R$ 1.350 e o Senad (Secretaria Nacional de Políticas Sobre Drogas) já paga R$ 1 mil. Eu estou unindo nossas entidades e construindo também para receber 200 pessoas. Isso arcaria com os gastos do senhor? No momento nós gastamos R$ 2.500 para cada jovem por mês. Hoje eles pagam R$ 200. Esses R$ 1.350 do governo por interno vai nos ajudar. Ainda tenho que captar recursos, mas posso conseguir com parceiros. Mas, se nos programarmos, podemos fazer com R$ 1.350, cortando algumas coisas. Temos 17 psicólogos, um psiquiatra, um dentista um médico e ajuda de outros dentistas. O crack é uma coisa terrível e está destruindo nossos jovens. Em Campinas serão 200

Sobre Mai aga A meta é que até o final do ano a Coordenadoria de Prevenção às Drogas disponibilize 500 vagas no total. Taa e

vagas? Até agora sim. Vamos também fazer triagem para outros lugares que forem aprovados. Se tivesse mais cama, colocaria 300. O senhor acha que o distanciamento do jovem de religiões tem relação com o aumento de usuários? O jovem hoje não tem religião oficial, mas tem a sua espiritualidade. Li outro dia na revista “Times” que essa geração de jovens se chama “Me Generation” (geração eu), eles não querem ouvir dos adultos. Segundo o artigo, uma coisa que causa isso é a tecnologia. Por exemplo, hoje, to-

O programa já recebeu 57 pedidos. Do total, 22 usam cocaína, álcool e maconha; 16 crack e álcool, 14 são dependentes de álcool e 5 usam variados tipos de drogas.

do jovem tem milhares de fotos, utiliza o celular. Antigamente o rei da Inglaterra só tinha uma foto. A segunda razão é que as famílias se divorciam mais. No Canadá, Estados Unidos e Brasil, a metade das famílias é divorciada, porque são muito egoístas e não se casam para amar outra pessoa. Se casam para si mesmo. E vivendo juntos esse si mesmo não dura muito tempo. Isso é um grande problema. O jovem é diferente hoje, não que seja pior. A família hoje está distante do jovem? Essa é uma boa razão. Eles

não almoçam juntos, o pai não vem na casa para almoçar como antes. Se a família tem uma boa empregada, é bom, mas se tem apenas uma pessoa para lavar pratos, é complicado. Nós que trabalhamos com famílias tentamos ensiná-los a terem boas pessoas ao lado. Mandam as crianças para creche. Muitas são boas, outras não, e isso pode ser problemático. E essa família de antigamente tem volta? Eu acredito muito que no futuro terão família muito melhores. Eu tenho 94 anos. Quando eu era jovem era diferente. Sem drogas e poucos divórcios. Hoje, para cada jovem drogado, tem nove que estão fora do vício. Embora sejam da “geração eu”, são muito bons. Quantos jovens dependentes o senhor acredita que Campinas tenha hoje? Só jovens, eu chuto pelo menos 20 mil. Antes, quando eu andava na rua

de bicicleta, tinha 800 jovens no Centro, mas isso 20 anos atrás. Quantas vagas ainda estão abertas? Nós na fazenda temos 70 jovens, em outro lugar mais 15 mulheres. Temos pelo menos mais 100 vagas disponíveis. O senhor acha que vai alcançar mais pessoas com o problema com essa iniciativa? Tem bastante pai que ganha salário mínimo. Pagar R$ 200 é muito dinheiro. Agora eles podem mandar e não precisam pagar. O único requisito é que o jovem tem que querer. Em geral, curamos três em 10. Se ficam seis meses, curamos sete em dez. O problema é que a droga é muito forte, é difícil para eles deixarem esse tóxico sair. Esperamos que o projeto dê frutos e seja conduzido corretamente para isso continuar. CARLOS GIACOMELI METRO CAMPINAS


CAMPINAS, SEGUNDA-FEIRA, 30 DE SETEMBRO DE 2013 www.readmetro.com

CLÁUDIO HUMBERTO CLAUDIO.HUMBERTO @METROJORNAL.COM.BR

EXPLODEM DESPESAS COM CARTÕES CORPORATIVOS.

“NÃO VAMOS ADMITIR QUALQUER TIPO DE AMEAÇA OU DE ASSÉDIO”

A conta dos cartões corporativos do governo federal ultrapassou R$ 32 milhões em setembro, mês marcado pela decisão da presidenta Dilma Rousseff de hospedar-se com sua comitiva, em Nova York, esta semana, no luxuosíssimo hotel St. Regis, onde somente sua diária custou R$ 25 mil. Desde agosto foram R$ 6 milhões torrados com cartões. A Presidência é quem mais gastou, claro: R$ 3,6 milhões.

MINISTRO ALEXANDRE PADILHA (SAÚDE) SOBRE CONSELHOS DE MEDICINA E O “MAIS MÉDICOS”

res de Mato Grosso do Sul querem usar o porto chileno de Iquique – mais de mil quilômetros atravessando os Andes – para escoar a enorme produção.

| ANTÔNIO CRUZ/ABR

CONTA SECRETA. Sob a surrada alegação de “segurança do Estado”, o Palácio do Planalto se recusa a detalhar as despesas com cartões corporativos. NOSSOS ESPIÕES. Gastos

com cartões corporativos da Agência Brasileira de Inteligência (Abin) somam R$ 5,8 milhões em 2013. Tudo secreto, claro.

OS ESPIÕES DELES. Esti-

mam-se que os gastos dos Estados Unidos com espionagem e inteligência ultrapassam os R$ 130 bilhões por ano. COMENDO POEIRA. Com a

produção de soja empacada nos portos, produto-

CASA DOS HORRORES. Para o ex-prefeito Cesar Maia, que não morou lá, a desgraça do governador Sérgio Cabral está na lenda da “maldição” do palácio Guanabara, onde um escravo torturado antes de morrer lançou. EM BAIXA. O senador Ran-

dolfe Rodrigues (AP) se indispôs com ala mais radical do PSOL, após se reunir com a presidente Dilma, e queimou a chance de disputar Presidência em 2014. O nome mais forte é Chico Alencar (RJ). PENSANDO BEM... ...já que não tem autossuficiência em petróleo, o Brasil bate recordes na produção de óleo de peroba.

PODER SEM PUDOR

Lição de autoridade O ministro do Trabalho, Castro Neves, não gostou quando foi negado um aumento no quilo do açúcar. Jânio Quadros enviou-lhe um bilhete exemplar: - “Castro Neves: Leio num jornal que recebi, do Ministério do Trabalho, um bilhete enérgico de Vos-

|05|◊◊

Avanço de ruralistas gera reação indígena

Política

Dilma Rousseff

{BRASIL}

sa Excelência, que é favorável ao aumento dos usineiros. Desminta. O Ministro é educado bastante para não escrever ao Presidente. E o Presidente não é educado bastante para recebê-lo... O Ministro é usineiro! Seja usineiro sem ser ministro. J. Quadros, 09/08/1961.”

COM ANA PAULA LEITÃO E TERESA BARROS WWW.CLAUDIOHUMBERTO.COM.BR

Batalha territorial. Projetos que pretendem tirar da União poder de demarcar terras serão alvos de protestos. Antropóloga critica ação do Congresso para mudar a Constituição Etnias indígenas de todo o país irão se mobilizar esta semana pela manutenção das regras de demarcação de reservas. Atos foram marcados para amanhã em frente ao Congresso Nacional e, na quarta-feira, no vão do Masp, em São Paulo. As marchas ocorrem por conta da movimentação de parlamentares da bancada ruralista, que conseguiram fazer avançar projetos que concedem ao Legislativo a palavra final sobre a criação de terras indígenas. A mais abrangente é a Proposta de Emenda à Constituição 215. Tramitando desde 2000, ela nunca havia conseguido apoio para avançar. Este mês, o presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), criou uma comis-

Fraude. Projeto é alvo de militância partidária Líderes comunitários filiados ao PT usam critérios políticos para gerir a maior parte dos R$ 238,2 milhões repassados pelo programa Minha Casa Minha Vida para a construção de casas populares em São Paulo. Onze das 12 entidades que tiveram projetos aprovados pelo Ministério das Cidades são dirigidas por filiados ao partido. De acordo com reportagem do jornal “Estado de S.Paulo”, as associações privilegiam quem participa de atos e manifestações de sem-teto ao distribuir moradias, em vez de priorizar a renda para a escolha. Entre os gestores dos recursos, há funcionários da gestão de Fernando Haddad (PT), candidatos a cargos públicos pela sigla e até uma militante morta há dois anos. O Ministério das Cidades afirmou desconhecer que a presença em atos públicos, como protestos e ocupações, renda pontos às pessoas que lutam por uma moradia na capital paulista. A pasta informou apenas que as entidades podem criar regras adicionais às estabelecidas pelo governo. METRO

Em abril, índios invadiram o plenário da Câmara para protestar | JOSÉ CRUZ/ABR

são para tocar a proposta. A medida foi tomada apesar da pressão na Casa. Em abril, cerca de cem índios invadiram o plenário para protestar contra a PEC. Parlamentares saíram cor-

rendo e os indígenas só foram embora depois de uma audiência com Alves. Defensores da pauta indígena no Congresso tentaram parar o processo na Justiça e entraram com uma ação no

Supremo Tribunal Federal. Relator do processo, o ministro Luiz Fux reconheceu a legitimidade do pedido, mas negou sob a justificativa de que não cabe à Justiça interferir no Legislativo. Para os ruralistas, nem é preciso mudar a Constituição, mas regulamentá-la. Um parágrafo do artigo 231, que trata do direito dos indígenas às terras, diz que ele está previsto “ressalvado relevante interesse público da União”. O Projeto de Lei 227/2012 define quais são esses interesses. “Se isso passar, as demarcações ficarão à mercê da composição política do parlamento e não de critérios técnicos e objetivos” avalia a antropóloga Mônica Nogueira, da Universidade de Brasília. METRO BRASÍLIA

Vítimas de racha em Mogi das Cruzes são enterradas Foram enterradas na tarde de ontem as seis vítimas de atropelamento na madrugada de anteontem em Mogi das Cruzes, na Grande São Paulo. Segundo a polícia, dois carros disputavam um racha na avenida Japão. Sob efeito de álcool e sem a carteira de habilitação, o pedreiro Reginaldo Ferreira da Silva, de 41 anos, derrapou e atingiu dez jovens que estavam em um terreno. Seis pessoas morreram. Elas tinham entre 13 e 22 anos de idade. Outras duas ficaram feridas.

Vítimas foram veladas e enterradas ontem | EDISON TEMOTEO/FUTURA PRESS

A velocidade máxima na avenida era de 50 km/h, mas o pedreiro conduzia o

veículo a 140 km/h. Em depoimento, Silva afirmou que bebeu duas latas de cerveja antes de dirigir. Ele foi preso por homicídio doloso e embriaguez ao volante. Silva foi encaminhado para a cadeia pública de Mogi das Cruzes. Na quarta-feira, ele será transferido para o 4º Centro de Detenção Provisória. O outro motorista envolvido no acidente, Paulo Henrique de Mota Batista, de 23 anos, deve se apresentar na manhã de hoje no 2º DP de Mogi. METRO

São Paulo. Agente da CET Roubo. Donos encontram é atacado na zona leste cachorros Um agente da CET (Companhia de Engenharia de Tráfego) foi agredido e teve a moto roubada na manhã de ontem, em São Miguel Paulista, na zona leste da capital. Jair Agudo realizava uma vistoria na rua Antônio Camacho, às 8h15, quando foi surpreendido pelos criminosos. Ele foi agredido a pauladas e ficou incons-

ciente. Após o ataque, os ladrões fugiram com a moto do agente, que tem caracterização da CET. Agudo foi socorrido por motoristas que passavam pelo local e foi levado para o Hospital Tide Setúbal, onde passou por exames. Os criminosos e a moto não foram localizados até às 21h de ontem. O caso foi registrado em São Miguel Paulista. METRO

Foram localizados no final de semana os três cães que tinham sido roubados na última quarta-feira. Os animais foram levados com um furgão de um pet shop de Pirituba, na zona oeste de São Paulo. Os cães, abandonados pelos crininosos, foram encontrados por moradores de Parada de Taipas, que avisaram os donos. METRO


|06|

CAMPINAS, SEGUNDA-FEIRA, 30 DE SETEMBRO DE 2013 www.readmetro.com

BRASIL

a

1 habilitação vai ficar mais cara com simulador Trânsito. Equipamento passará a ser obrigatório em janeiro de 2014. Valor da primeira habilitação na capital deve subir 15% A partir de 10 de janeiro, tirar a CNH (Carteira Nacional de Habilitação) custará mais caro do que hoje. Na capital, o aumento será de cerca de 15%, estima o Sindicato das Autoescolas de São Paulo. O cálculo é baseado no aumento dos gastos com a compra e manutenção do simulador de direção, que passa a ser obrigatório no país em 2014. A obrigatoriedade do aparelho é uma decisão do Denatran para aprimorar a formação dos futuros motoristas. O simulador custa cerca de R$ 38 mil. Os alunos terão que passar por cinco horas de aulas no equipamento, além das 20 horas de aulas práticas e as 45 teóricas já obrigatórias. Semelhante a um vi-

R$ 38 mil é o custo de um simulador de direção. Equipamento será obrigatório em todo o país a partir de 2014. deogame, ele traz todos os itens de um veículo comum e uma tela com um passeio virtual por ruas e avenidas. O aparelho ainda simula a perda de reflexos de quem dirige sob efeito de álcool. Com o investimento obrigatório, José Guedes, presidente do sindicato paulistano, afirma que a primeira habilitação deve passar dos atuais R$ 1,2 mil para R$ 1,4 mil. Ele diz ainda que as autoescolas têm encon-

trado dificuldade para obter o equipamento. “Só há três empresas homologadas pelo Denatran. Não sei se haverá tempo para as autoescolas estarem prontas.” O órgão federal informa que não haverá alteração na data da obrigatoriedade porque, inicialmente, o equipamento deveria ser oferecido aos candidatos a motorista desde junho deste ano. O especialista em segurança veicular da Unicamp Celso Arruda é a favor do simulador. “Colocar o aluno em situações de risco simulado vai melhorar a formação dos condutores”. HENRIQUE BEIRANGÊ METRO SÃO PAULO

ITENS DO SIMULADOR PAINEL RETROVISOR TRASEIRO

RETROVISOR LATERAL

TELA COM A IMAGEM DO TRÂNSITO

CÂMBIO

VOLANTE EMBREAGEM FREIO

750

ACELERADOR CINTO DE SEGURANÇA

é o número de autoescolas na capital


CAMPINAS, SEGUNDA-FEIRA, 30 DE SETEMBRO DE 2013 www.readmetro.com

Empreendedorismo

BRUNO CAETANO BRUNO.CAETANO@METROJORNAL.COM.BR

EMPRESAS DE UMA PESSOA SÓ Os profissionais liberais – advogados, médicos, dentistas, veterinários, arquitetos, psicólogos, por exemplo – pela natureza de suas atividades, comumente trabalham de forma solitária. Eles são uma espécie de “empresa de uma pessoa só”. Enquanto numa corporação cada área conta com o seu responsável ou responsáveis, o profissional liberal tem de assumir todas as funções, ou quase todas, ao mesmo tempo. É ele quem cuida das finanças, da contratação de funcionários, da organização e manutenção do local, do marketing, etc. Isso significa que para sobreviver no mercado não basta ser bom tecnicamente na área escolhida, ele também tem de ser um administrador eficiente. Claro que falamos de um assunto muito extenso e não há pretensão de esgotá-lo aqui. Mas podemos citar alguns pontos básicos que valem para qualquer gestor, contudo frequentemente negligenciados. Como não poderia deixar de ser, o profissional liberal tem de fazer um bom planejamento. É o caso de analisar setor, local onde pretende atuar, concorrência, público-alvo, conhecer seus pontos fracos e fortes, saber calcular o preço do serviço, cus-

tos, potencial de faturamento, entre uma série de outros fatores. Esse trabalho ajuda a reduzir riscos. Ele também deve evitar o erro básico, porém comum entre empreendedores de todos os setores: misturar contas profissionais com pessoais. O caixa da empresa jamais pode se confundir com a carteira do médico, dentista ou advogado. Mas ele não precisa estar sozinho permanentemente. Um contabilista é de grande valia já que qualquer descuido nesse aspecto pode sair caro. Além disso, o profissional liberal fica com mais tempo para outras atividades como estudar e atualizar-se no seu ramo ou, dedicar-se à vida pessoal, o que é saudável. Com relação à construção da imagem, é sempre bom criar uma identidade visual. Escolha do estilo das instalações, padronização de material impresso ou digital distribuído para clientes, placa e cores (informe-se sobre a teoria das cores) merecem atenção.   O profissional liberal que se enxerga como uma empresa está um passo adiante de seus concorrentes.  Mas para ser bem sucedido nesse sentido é preciso capacitar-se. Busque orientação e bons negócios.  

Bruno Caetano é diretor superintendente do Sebrae-SP e mestre e doutorando em Ciência Política pela Universidade de São Paulo. O Sebrae-SP é uma instituição dedicada a ajudar micro e pequenas empresas a se desenvolverem e se tornarem fortes. Saiba mais em www.sebraesp.com.br

BC. Estimativa de crédito cai em 2013 Os bancos privados brasileiros devem oferecer menos crédito este ano, segundo projeção do Banco Central (BC). A estimativa de expansão dos empréstimos caiu de 10% para 6%. No ano passado, o crescimento ficou em 7%. Os estrangeiros devem apresentar expansão do crédito de 7%, contra a previsão anterior de 8%. No ano passado, hou-

ve crescimento de 9,6%. O chefe do Departamento Econômico do BC, Tulio Maciel, disse não saber as razões para essa redução no ritmo de expansão do crédito de instituições privadas. No caso dos bancos públicos, a projeção do BC passou de 22% para 24%, este ano, com redução do ritmo em relação ao ano passado (27,2%). METRO

|07|◊◊

{ECONOMIA}

Game supera blockbusters Inversão. Com orçamento de US$ 265 milhões, o GTA 5 é mais caro do que a maioria das grandes produções de Hollywood. Seu faturamento também surpreendeu os desenvolvedores Com orçamento de US$ 265 milhões, o GTA 5 não é só videogame mais caro de todos os tempos, mas também mais caro do que a maioria dos atuais blockbusters de Hollywood. Diante disso, parece justo comparar o sucesso comercial do GTA ao de filmes de Hollywood. Antes do aguardado lançamento, os analistas previam que a Take-Two Interactive provavelmente venderia de 15 a 20 milhões de unidades do jogo e, assim, arrecadariam US $ 1 bilhão até março de 2014. A estimativa se revelou demasiado conservadora: o jogo faturou U$$ 800 milhões nas primeiras 24 horas e menos de três dias depois, a Take-Two divulgou comunicado dizendo que o

US$ 800 milhões foi o faturamento do jogo GTA 5 só nas primeiras 24 horas de venda. Cerca de três dias depois, o ganho já estava na casa de US$ 1 bilhão, supreendendo os desenvolvedores. jogo tinha acabado de passar $ 1 bilhão em vendas. Não é só isso que faz do GTA 5 o jogo mais rápido a atingir a esse marco, mas o produto de entretenimento mais vendido de todos os tempos. Os dois filmes de maior bilheteria da história, “Titanic” e “Avatar”, ambos de James Cameron, levaram muito mais tempo para atingir o mesmo valor. METRO

QUEM GANHA MAIS

EM MENOS TEMPO (ALL CAPS) US$ 1 TÍTULO - 20/45PT GTA 5 é o produto de entretenimento BILHÃO

que mais rápido atingiu a marca de US$ 1 bilhão em vendas GTA 5

3 DIAS

Call of Duty Black Ops 2 Call of Duty Modern Warfare 3

15 DIAS 16 DIAS

Avatar

17 DIAS

Harry Potter e as Relíquias da Morte: Parte 2

17 DIAS

Os Vingadores Homem de Ferro 3 Transformers 3: O Lado Oculto da Lua Batman: O Cavaleiro das Trevas Ressurge 007 Skyfall

19 DIAS 24 DIAS 34 DIAS 44 DIAS 51 DIAS

FONTE: TAKE-TWO INTERACTIVE, STATISTA

Greve fecha 10 mil agências A Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf ) divulgou balanço da greve nacional dos bancários, informa a agência Brasil. Até sexta, foram fechados 10.633 agências e centros administrativos nos 26 Estados e no DF. A confederação reclama que a Fenaban “se recusa a apresentar proposta com aumento real de salário, valorização do piso, melhoria da participação nos lucros e resultados”. Os bancários enviaram ao presidente da Fenaban, Murilo Portugal, carta que rejeita o reajuste de 6,1%, apresentado no dia 5. No entanto, O texto mostra disposição para negociar uma nova proposta. Segundo a federação o piso salarial da categoria subiu mais de 75% nos últimos 7 anos e os salários foram reajustados em 58%, ante uma inflação de 42%. METRO

Bancários fazem balanço positivo da paralização; Fenaban rebate com números | MARCELO CAMARGO/AGÊNCIA BRASIL


|08|

CAMPINAS, SEGUNDA-FEIRA, 30 DE SETEMBRO DE 2013 www.readmetro.com

MUNDO

Atentado na Nigéria deixa 40 mortos Adequação. Militantes do grupo radical islâmico Boko Haram invadiram alojamentos da faculdade de agricultura e atiraram nos estudantes enquanto eles dormiam

Bashar al-Assad fala à emissora RaiN ews24 no domingo | REUTERS/AGÊNCIA SANA

Siria. Assad diz que vai respeitar acordo da ONU A Síria respeitará os acordos da Organização das Nações Unidas sobre armas químicas, disse ontem o presidente Bashar al-Assad em entrevista à emissora italiana RaiNews24. As informações são da agência Reuters. “Nós nos juntamos ao acordo internacional contra a aquisição e o uso de armas químicas mesmo antes dessa resolução ser aprovada”, afirmou. O Conselho de Segurança da ONU adotou na sexta uma resolução que exige a erradicação das armas quí-

micas da Síria. Mas o texto não ameaça o país com uma ação militar automática se o governo de Assad não cumprir a determinação. “A parte central é baseada em o que nós queríamos. Então, não se trata de uma resolução, na realidade, é a nossa intenção”, disse ele. “Em 2003, o Conselho de Segurança da ONU propôs liberar toda essa região e declarar o Oriente Médio uma região livre de armas químicas. Temos que respeitar essas condições, é parte da nossa história.” METRO

Homens armados mataram pelo menos 40 pessoas neste domingo em um ataque aos alojamentos de uma universidade no nordeste da Nigéria, de acordo com uma testemunha da Reuters. Escolas e faculdades da região têm sido alvos constantes de militantes islamitas. O ataque ocorreu de madrugada. A faculdade fica em Gubja, a 30 quilômetros de Damaturu, capital do estado de Yobe. Suspeitos de integrar o Boko Haram atacaram diversas escolas nos últimos meses, incluindo uma incursão a uma escola em Potiskum que matou 27 estudantes e um docente. O grupo islâmico Boko Haram intensificou ataques contra alvos civis nas últimas semanas, em reação a uma ofensiva militar contra sua insurgência. O Boko Haram e grupos islamitas como o Ansaru, liga-

Ataque recente do Boko Haram em Maiduguri, na Nigéria, deixou pelo menos 159 mortos | REUTERS

do à Al Qaeda, tornaram-se a maior ameaça à segurança na segunda maior economia e maior exportadora da África.

A Nigéria, país mais povoado da África, com cerca de 160 milhões de habitantes, tem sido palco nos últimos anos de dezenas de

atentados de autoria do Boko Haram, grupo radical islâmico que quer impor a sharia (lei islâmica) no país. METRO

Urânio. Irã não negocia direito a programa nuclear O ministro das Relações Exteriores do Irã disse ontem que o direito de o país enriquecer material nuclear para uso pacífico não está em discussão nas conversas com os Estados Unidos. Reforçou ainda que não precisa enriquecer urânio a níveis de uso militar. Mohammad Javad Zarif disse que o Irã estava disTerror

posto a abrir suas instalações nucleares a inspeções internacionais, mas os EUA precisam acabar com as sanções econômicas como parte de qualquer acordo sobre o programa. “Nós não precisamos de urânio de grau militar. Isso é uma certeza e não vamos avançar nessa direção”, disse Zarif. METRO Visita

Homem-bomba mata 24 e deixa 27 feridos no Iraque

Dilma e Horácio Cartes se reúnem hoje em Brasília

Pelo menos 24 pessoas morreram e 27 ficaram feridas ontem em um atentado suicida a uma mesquita, ao sul de Bagdá, capital do Iraque, segundo informações da polícia local. Um homem-bomba detonou explosivos durante um funeral a cerca de 50 quilômetros ao sul da capital. METRO

Dilma Rousseff e Horacio Cartes se reúnem hoje em Brasília para discutir relações comerciais entre o Brasil e o Paraguai e o retorno do país vizinho ao Mercosul, entre outros temas. Cartes chega à capital às 9h e será recebido por Dilma na rampa do Palácio do planalto às 11h. METRO

Aviões britânicos fazem acrobacias em Malta A Red Arrow, equipe acrobática da Real Força Aérea britânica, participou ontem da feira aeronáutica airX Malta International Airshow. O evento, agora em sua 21 ª edição, foi realizado neste fim de semana e inclui uma série de outras atrações, como o Team Pioneer italiano, que se tornou um dos mais pedidos em todo o mundo. Outras atrações incluem jatos Typhoon e Tornado. Dois aviões Tucano da RAF estão com a pintura usada por Spitfires quando estavam estacionados em Malta em 1943 | REUTERS/DARRIN ZAMMIT LUPI


|10|

CAMPINAS, SEGUNDA-FEIRA, 30 DE SETEMBRO DE 2013 www.readmetro.com

ESPECIAL

+ ESPECIAL

Miss Mato Grosso, Jakelyne Oliveira desbancou 26 concorrentes e levou faixa e coroa avaliada em R$ 12 mil | FOTOS: EMMANUEL PINHEIRO/METRO BH

Rumo ao Miss Universo Rainha. Eleita Miss Brasil no último sábado, Jakelyne Oliveira, de Mato Grosso, intensifica agora a preparação para disputa que pode levá-la a se tornar a mulher mais bonita do mundo, em novembro, na Rússia

Sobre a vencedora

“Um corpo muito bonito e um rosto muito brasileiro. Quando ela fez o desfile com o biquíni, impressionou, teve uma postura de Miss Universo. Ela era sim uma das minhas favoritas” RENATA FAN, APRESENTADORA DA BAND, QUE CONDUZIU A NOITE DO MISS BRASIL AO LADO DO ATOR SÉRGIO MARONE

Desbancando 26 belas mulheres, a representante do Mato Grosso, Jakelyne Oliveira, foi eleita Miss Brasil 2013 em uma festa realizada sábado à noite no Minascentro, em Belo Horizonte, com transmissão exclusiva da Band. A musa, porém, não terá muito tempo para comemorar. A vencedora do título de mulher mais bela do Brasil já está focada na preparação do Miss Universo, marcado para 9 de novembro na Rússia. “Fiz meu papel, representei a minha cidade, meu Estado e agora representarei o meu país da melhor maneira possível”, declarou a bela logo após a conquista da coroa. Pela semelhança física, a jovem de 20 anos está sendo chamada de sósia da atriz Bruna Marquezine. E o coração da moça não está livre. “Acho que vou ter muito trabalho pela frente agora”, brinca o namorado dela, Tony Marques. “É um sonho que ela tinha, agora realizado”. Além do título, a mato-grossense levou para casa a coroa criada pelo designer de

joias Pedro Muraro – avaliada em R$ 12 mil –, o vestido de gala do estilista Alexandre Dutra e um carro novo. A Miss Minas Gerais, Janaina Barcelos, foi a segunda colocada, à frente da Miss Bahia, Priscila Cidreira, em terceiro lugar. As duas receberam uma viagem com acompanhante para o balneário mexicano de Riviera Nayarit. A cerimônia de premiação foi conduzida pelo ator Sérgio Marone e a apresentadora Renata Fan. A atração musical ficou por conta da sambista Aline Calixto. Entre os integrantes do júri artístico estavam celebridades como a musa do programa “Pânico na Band”, Sabrina Sato, o estilista Victor Dzenk e o maquiador Fernando Torquatto. Durante a cerimônia, as candidatas desfilaram em cinco trajes diferentes: típico, casual, biquíni, gala e maiô. Deisiane Volpini, do Espírito Santo, foi eleita a Miss Simpatia 2013. E a representante de Goiás, Sileimã Pinheiro, venceu pelo melhor traje típico. METRO BH COM BAND MINAS

Atributos da Miss

20 anos de idade

1,75 m de altura

89 cm de busto

64 cm de cintura

94 cm de quadril

JAKELYNE OLIVEIRA A eleita diz que se esforçará ao máximo para trazer a coroa internacional para o país Como foi conquistar o título de Miss Brasil 2013? Estou sentindo uma emoção muito grande. Na verdade, uma realização. Fiz meu papel, representei a minha cidade, meu Estado e agora representarei o meu país da melhor maneira possível. Qual a expectativa para o Miss Universo? As expectativas são grandes. E também estou preocupada porque temos pouquíssimo tempo de preparação. Acredito que os jurados fizeram uma boa escolha e podem ter certeza que me dedicarei ao máximo para conseguir. O tempo é bem curto. O Miss Universo está marcado para 9 de novembro na Rússia. O que você vai priorizar nessa preparação? A oratória, o inglês e a desenvoltura na passarela. Todos os pontos que eu estudarei com os meus coordenadores e eles falarem que eu preciso melhorar, irei melhorar.

Durante a disputa, qual momento você se sentiu mais à vontade? No [desfile de] biquíni, pois eu me preparei muito bem, estava confiante em relação ao meu corpo. Estar confiante é a nossa melhor virtude. E como foi disputar a última eliminatória ao lado da anfitriã, a Miss Minas Gerais, Janaina Barcelos? Na hora em que eu fiquei de mãos dadas com ela, pensei: “essa é sua, parabéns, você merece”. E quando anunciaram meu nome, não acreditei. E não estou acreditando até agora! Qual foi seu diferencial? Acho que foi a tranquilidade. Eu me diverti, sorri, foi uma brincadeira. Esse foi o meu ponto forte. Será que agora o Brasil leva a coroa do Miss Universo? Pode ter certeza que, se depender de mim, a coroa é nossa. BANDNEWS FM BH


CAMPINAS, SEGUNDA-FEIRA, 30 DE SETEMBRO DE 2013 www.readmetro.com

{CULTURA

|11|◊◊

‘Agora’ expõe estágio da dependência química No Teatro Brasil Kirin. Peça tem a direção de Marcos Caruso. Entrada é gratuita Um tema delicado abordado com o devido cuidado e um formato inovador são os destaques de “Agora”, peça que será encenada amanhã, às 20h, no Teatro Brasil Kirin. Dirigido por Marcos Caruso, que não participará como ator, o espetáculo é a segunda parte de uma trilogia sobre o envolvimento com drogas. O enredo traz detalhes do convívio de quatro dependentes químicos dentro de uma comunidade terapêutica. Após a montagem, o palco do Brasil Kirin, a exemplo do que acontece em quase todas as apresentações, “sedia” um diálogo sobre a questão das drogas e suas diferentes etapas – da descoberta do vício à recuperação. De acordo com José Scavazini, produtor de

CULTURA

6 anos atrás José Scavazini montou o espetáculo. Uma pesquisa minuciosa sobre o assunto deu origem ao formato atual “Agora”, os depoimentos da plateia são fundamentais para o aprimoramento do roteiro. “A maioria das pessoas se identifica. Uma boa parte do material da peça vem do que vivemos junto com o projeto”, conta. Caruso reforça o discurso de Scavazini: “Inúmeras pessoas e famílias repensaram suas trajetórias a partir do espetáculo. Espero que estejamos abrindo portas e janelas para aqueles que poderão vir a ficar sem saída”.

Produtor destaca parte artística “muito bem cuidada” | DIVULGAÇÃO

Entrada gratuita A entrada para o espetáculo é gratuita, com distribuição de ingressos 30 minutos antes do início da sessão. METRO CAMPINAS

“É um assunto muito abrangente. ‘Agora’ toca o convívio de quatro dependentes químicos em uma comunidade terapêutica” JOSÉ SCAVAZINI, PRODUTOR E ATOR

Sesc Campinas recebe Baby do Brasil O afastamento dos palcos chegou ao fim: Baby do Brasil, aos 61 anos, se apresenta no Sesc Campinas às 20h de amanhã. Em “Baby Sucessos”, como já indica o nome do show, a cantora interpreta sucessos da carreira solo e hits de sua época como participante dos Novos Baianos. Baby do Brasil será acompanhada no show por Pedro, seu filho, e ou-

R$ 40 é o preço dos ingressos para o show. Há também entradas vendidas a R$ 20 e R$ 8 na bilheteria do local

Cantora estava afastada dos palcos | DIVULGAÇÃO

Noite de blues em Barão O Tritono Blues promove o lançamento do CD “Mojito do Bom” no Almanaque Café, em Barão Geraldo, na quarta-feira, às 21h. O trio – um gaitista, um pianista e um cantor que acumula as funções de percussionista e gaitista – mistura os ritmos e estilos, sempre baseado na sonoridade do jazz e do blues. Nos últimos anos, o Tritono Blues participou de festivais ao lado de Yamandu Costa, Nando Reis, Paula Lima e Toquinho. A

2

R$ 20 é o preço para o show do grupo Tritono bagagem acumulada na noite paulistana gerou um repertório baseado em clássicos de Ray Charles, BB King, Muddy Waters, Marvin Gaye, Tim Maia, James Brown e Lulu Santos. O couvert artístico custa R$ 20. O Almanaque Ca-

fé está localizado na avenida Albino José Barbosa de Oliveira, 1240. Há estacionamento privado no local. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone da casa: 3249-0014. Ritmo da semana Na sexta-feira, às 22h, o grupo Montana Blues faz, também no Almanaque, show baseado no ritmo. O blues de BB King e Buddy Guy pode ser apreciado por R$ 15. METRO CAMPINAS

tros sete músicos, que passeiam entre os teclados e a percussão. O grupo será responsável por levar ao público “Sem Pe-

cado e Sem Juízo”, “A Menina Dança”, e “Tinindo Trincando”. Os ingressos custam R$ 40 (a meia entrada, válida para estudantes, idosos e professores da rede pública, é vendida a R$ 20). Matriculados no Sesc ganham um desconto: pagam R$ 8 pela entrada. Mais informações pelo telefone do Sesc (3737-1500). METRO CAMPINAS

Dominguinhos

Corpo muda de lugar O sanfoneiro foi exumado semana passada do cemitério onde havia sido enterrado, em julho, na Grande Recife. O corpo seguiu para a terra natal dele, Garanhuns, a 230 km da capital, onde foi construído um mausoléu.


|12|

CAMPINAS, SEGUNDA-FEIRA, 30 DE SETEMBRO DE 2013 www.readmetro.com

VARIEDADES} Os invasores

Leitor fala

Agora é Tarde Economia

DANILO GENTILI DANILO.GENTILI@METROJORNAL.COM.BR

Narigada Cientistas chineses conseguiram desenvolver uma técnica para fazer crescer um nariz na testa de um paciente (acima). E esse nariz vai sair pela metade do preço de um original. Se alguém quiser matar ele asfixiado é só por um boné. Eles conseguiram fazer um pedaço de chinês a partir de outro chinês! Agora a população da China é de 2 bilhões vírgula 1. Ok, eles fizeram nascer um nariz na testa do cara, mas isso não é nada. Aqui no Brasil a gente já conseguiu fazer crescer uma bunda no queixo de um homem, olha aí:

Arma de brinquedo Foi publicada uma lei que proíbe a fabricação e a venda de armas de brinquedo de qualquer tipo no Distrito Federal. Criança que quiser brincar de polícia e ladrão agora vai ter que usar arma de verdade. E pensar que em alguns lugares do mundo como, por exemplo, na Síria, as crianças são proibidas de brincar SEM arma. Por que eles não proíbem brincar de queimada também, para ver se param de botar fogo em índio em Brasília?

Ladrão de wi-fi Uma pesquisa descobriu que mais de 7 milhões de brasileiros roubam o wi-fi do vizinho para entrar na internet. Isso porque 5 milhões de brasileiros usam a senha “1234” para o wi-fi. O dia que o brasileiro aprender a contar até 5, aí quero ver. De onde eu venho, o pessoal não rouba só o sinal de internet, rouba também o computador, a TV, o micro-ondas...

Cruzadas

Não sou analista econômico, mas sou empresário e uma das minhas atividades me dá um pouquinho de conhecimento. O que venho observando ao longo dos anos é que a nossa economia ainda não teve uma organização para que tenhamos uma política contínua, pois cada governo muda o que estava sendo feito. O que resta aos empresários é ficar fazendo malabarismo e, em várias situações, por não saberem quais as políticas que serão feitas, retraem os investimentos. O nosso investimento em tecnologia é péssimo. Quando fazemos a relação em função do PIB, perdemos competitividade. O caminho é longo, mas se não investirmos em educação não iremos melhorar esse país. O Brasil tem pernas boas, novas e rápidas, mas os caminhos elaborados pelos nossos políticos deixam esse gigante de pernas tortas e o caminho fica mais longo. EDIVALMIR MASSA – CAMPINAS, SP

Prestes Maia A mudança na Prestes Maia está gerando um transtorno absurdo na região. Alguma coisa precisa ser feita. JOÃO CARLOS RIBEIRO – CAMPINAS, SP

Bitoca Anderson Silva tapou a boca com a mão para evitar outra bitoquinha do Chris Weidman num evento do UFC. É bom ele colocar a mão na frente do rosto pra evitar outro nocaute também. Na verdade, o Anderson Silva resolveu guardar o beijo dele pra lona. O Sheik deveria migrar para o MMA. Além do beijo fazer parte do show, ele ainda teria a chance de ganhar um título.

Metro Pergunta

Você considera justo o bônus financeiro Siga o Metro no Twitter: aos médicos? @Jornal_MetroCPS @caroljunqueira

Sudoku

Considerando a escassez de profissionais no segmento, acho que é uma medida válida. @fari_sfc

A proposta de redução do valor tende a desagradar mais ainda uma classe necessária e que vem mostrando muita insatisfação.

Camping do Justin Fãs do Justin Bieber estavam acampados no Rio de Janeiro para o show dele. Detalhe: o show é só em novembro! Acampar para esperar o Enem ninguém quer, né? Quem fica acampado três meses esperando um show do Justin Bieber não vai ser nada na vida mesmo. Pelo menos eles já estão treinando para ser sem-teto.

@MaranhaoAntonio

Considero justo sim. E digo mais: uma greve tornaria os problemas do setor ainda maiores. Precisam ficar de olho nisso.

Metro web Para falar com a redação:

leitor.camp@metrojornal.com.br

Danilo Gentili é comediante stand-up e apresentador do “Agora é Tarde”. O programa vai ao ar pela Band, de terça a sexta, a partir da meia-noite. Assista também em band.com.br/agoraetarde

Horóscopo

Participe também no Facebook:

www.facebook.com/metrojornal

www.estrelaguia.com.br

Está escrito nas estrelas

Mesmo que se sinta estranho diante das convivências, não deixe de lado sua autenticidade. Compense o estresse da rotina com mais lazer.

A Lua em seu signo amplia sua popularidade, bem como a integração com novos amigos e velhos conhecidos. Emoções estarão mais expostas.

Atente-se para não querer impor ideias de forma precipitada a outras pessoas, por mais coerentes e certas que sejam as suas. 

Nos relacionamentos, procure ser paciente com algumas manias e posturas convencionais das pessoas com quem tem mais convivência.

Não se culpe se seus esforços para ajudar pessoas não tenham surtido efeito imediato. Há coisas que só  as ações das pessoas resolvem.

Agir de maneira estratégica e com sigilo diante de projetos profissionais e nos negócios será essencial para bons resultados.

Tendências para empenho a novos estudos e para dobrar a atenção aos que já se dedica. Dia importante para boas conversas em família.

Momento especial para empenho a novos projetos. Uma integração maior com os amigos tende a ser mais intensa e tomar sua atenção. 

Com a Lua em seu signo oposto, Leão, há mais tendências para ampliar convívios sociais. Período para mais demonstrações afetivas.

O momento é oportuno para refletir sobre as coisas que são realmente úteis e aquelas que não têm a necessidade de manter-se apegado.

O envolvimento com assuntos do trabalho será marcado por mais responsabilidade, intensidade emocional e reconhecimento.

Momento propício para uma atenção extra com o corpo e a saúde. Nas relações, é uma boa hora para surpreender com gestos simples.


CAMPINAS, SEGUNDA-FEIRA, 30 DE SETEMBRO DE 2013 www.readmetro.com

Brasileirão 24ª rodada SÁBADO

GOIÁS

NÁUTICO

BOTAFOGO

1

X

3

X

0

X

2

FLUMINENSE

0

CORITIBA

1

PONTE PRETA

ONTEM

4

X

0

X

0

X

4

X

1

X

3

X

3

X

FLAMENGO

SÃO PAULO

BAHIA

PORTUGUESA

INTER

1 1

GRÊMIO

0

VASCO

0

CORINTHIANS

ATLÉTICO-MG

ATLÉTICO-PR

2 1 5

CRUZEIRO

|13|◊◊

Betim aumenta crise do Guarani Situação delicada. Bugre perde para os mineiros em casa e permanece fora do G-4. Resultados da rodada deixam situação mais difícil no Campeonato Brasileiro da Série C

12 GUARANI

CRICIÚMA

{ESPORTE}

BETIM-MG

O começo era promissor, mas os dois gols sofridos em seguida derrubaram o Guarani na partida. O baque deixou o time nervoso e o Bugre não teve forças para buscar o resultado. Restam dois jogos e duas vitórias podem ser necessárias para se classificar. Logo aos 11 minutos de jogo, Fumagalli abriu o marcador, dando esperança aos bugrinos. A confiança que voltava nesse momento durou três minutos. Aos 13, Wescley marcou o gol de empate e aos 14 foi a vez de Rodrigo

deixar o Betim na frente. O balde de água fria desorganizou o Guarani, que partiu para cima do adversário de forma desesperada. Buscava o resultado na pressa, como se restassem poucos minutos, mesmo estando apenas no primeiro tempo. Na etapa final, a equipe teve chances para empatar, mas a falta de pontaria, a pressão da torcida do lado de fora e o nervosismo dentro de campo impediram o time de conseguir ao menos o gol de empate. Juliano, que falhou em um dos gols, admitiu o erro. “O time perdeu por minha causa. Dava para ter segurado”, afirmou. Restam dois jogos para o fim da primeira fase. O Guarani vai precisar vencer as duas partidas para se

3 ESPORTE

Bugre perdeu muitos gols | ROGÉRIO CAPELA/METRO CAMPINAS

classificar para a fase eliminatória da Série C do Brasileiro. Com 23 pontos, uma derrota no sábado para o Vila Nova estará matematicamente fora da competição. O adversário faz seu jogo da classificação em casa, no Serra Dourada, o que

torna a missão do Bugre ainda mais indigesta. Fumagalli sabe das dificuldades que terá, mas disse que não vai jogar a toalha. “Não tem jeito, temos ainda mais duas rodadas e temos que vencer”, disse. METRO CAMPINAS

SANTOS

Fisgado. Peixe sofre virada do Galo em MG

VITÓRIA

CLASSIFICAÇÃO SÉRIE A

1º CRUZEIRO

P V GP SG 53 16 50 30

2º GRÊMIO

42 12 30 9

3º BOTAFOGO

42 12 36 8

4º ATLÉTICO-PR

41 11 43 10

5º ATLÉTICO-MG

35 9 28 2

6º VITÓRIA

34 9 34 0

7º INTERNACIONAL 34 8 36 2 8º FLUMINENSE

33 9 30 -1

9º SANTOS

33 8 29 4

10º GOIÁS

33 8 26 -3

11º BAHIA

32 8 26 -3

12º PORTUGUESA

31 8 37 3

13º CORINTHIANS

31 7 20 3

14º CORITIBA

31 7 28 -3

15º FLAMENGO

30 7 28 -2

16º SÃO PAULO

27 7 21 -3

17º CRICIÚMA

25 7 31 -12

18º VASCO

25 6 31 -9

19º PONTE PRETA

22 6 24 -9

20º NÁUTICO

14 3 14 -26

Classificados para a Libertadores Rebaixados para a Série B

Elias deu a vitória para a Ponte | JORGE RODRIGUES/ELEVEN/FOLHAPRESS

Ponte. Evolução anima equipe de Jorginho A vitória inédita no Maracanã diante do Botafogo por 1 a 0 deu ânimo novo para a Ponte Preta no Campeonato Brasileiro. Apesar da rodada não ser favorável, os campineiros ganham confiança para sair do momento delicado. O gol saiu aos 42 minutos do primeiro tempo, em pênalti sofrido pelo lateral Artur. O meia Elias bateu forte, rasteiro, no meio do gol, e deu os três pontos à Macaca. Mesmo assim a Ponte continua distante de sair

22 pontos tem a Ponte Preta. Restam 14 rodadas para o fim do Campeonato Brasileiro da zona de rebaixamento. A distância para o primeiro time fora do Z-4 é de cinco pontos. Amanhã, no Majestoso, a Macaca enfrenta o Vitória para tentar dar sequência a reação. O jogo está marcado para às 19h30. METRO CAMPINAS

Santos e Atlético-MG estavam sem seus maestros, ontem, em Belo Horizonte. O Galo não tinha Ronaldinho Gaúcho – que recebeu até votos de boa recuperação da presidente Dilma Rousseff, no Twitter –, enquanto o Peixe estava sem Montillo. A ausência foi mais sentida pelo alvinegro praiano, que não resistiu à força dos mineiros no estádio Independência. O Peixe até saiu na frente, mas perdeu por 3 a 1. Em jogo corrido na etapa inicial, os paulistas abriram o placar com o lateral Cicinho, que ontem atuou no meio de campo, após boa jogada do chileno Mena. O Santos mal comemorou e o Galo empatou com Luan, após belo passe de Fernandinho. A virada

3 1

Galo comemora vitória no Independência | DUDU MACEDO/FOTOARENA/FOLHAPRESS

veio ainda no 1º tempo, com Marcos Rocha. O Peixe pressionou na etapa final. Mas Alecsandro deu números finais aos 42 minutos, após escanteio. METRO

Giovanni; Marcos Rocha , Réver, Leonardo Silva e Junior Cesar; Pierre, Josué, Diego Tardelli, Luan (Dátolo) e Fernandinho (Neto Berola ); Jô (Alecsandro). Técnico: Cuca

ATLÉTICO-MG

Aranha;  B. Peres (Everton Costa), Edu Dracena, Gustavo Henrique e Mena ; Alison, Arouca, Cicinho, Cícero e Renato Abreu (Willian José); Thiago Ribeiro (Giva). Técnico: Claudinei Oliveira

SANTOS

G Cicinho aos 14, Luan aos 17 e Marcos Rocha aos 36 minutos do 1º tempo; Alecsandro aos 42 minutos do 2º tempo. A b i age Marcelo de Lima Henrique (RJ)

Palmeiras

Gilson Kleina O técnico Gilson Kleina pediu paciência ao torcedor palmeirense após o empate por 0 a 0 com o América-RN, sábado, no Pacaembu, pela 25ª rodada da Série B: “Vem essa situação de fora para dentro de contagem regressiva. Tentamos tirar essa pressão para render mais.” O Verdão é o líder isolado da Série B com 56 pontos.


|14|

Alerta. São Paulo para em Dida e volta para perto do Z-4 Uma das frases famosas do técnico Muricy Ramalho é: “a bola pune”. A máxima foi o retrato exato do jogo de ontem no Morumbi. O São Paulo cansou de perder chances de gols e o Grêmio se salvava com o goleiro Dida. A bola puniu o Tricolor e, 23 minutos da etapa final, o chileno Vargas anotou o gol da vitória do clube gaúcho. Antes, um lance causou polêmica, quando xd cortou, com o braço, falta cobrada por Reinaldo. O atacante gremista já tinha amarelo e a arbitragem nada assinalou. O resultado deixou os são-paulinos com 27 pon-

0 1

CAMPINAS, SEGUNDA-FEIRA, 30 DE SETEMBRO DE 2013 www.readmetro.com

{ESPORTE}

Goleada escancara crise no Corinthians Drama continua. Portuguesa faz 4 a 0 no Timão, que chega a oito jogos sem vencer

Rogério Ceni não consegue evitar o gol gremista | AVENER PRADO/FOLHAPRESS

tos, a dois da zona de rebaixamento. O Grêmio chegou aos 42 e tomou a vice-liderança do Botafogo. METRO

Rogério Ceni ; Paulo Miranda, Rafael Toloi (Douglas), Antonio Carlos e Reinaldo; Rodrigo Caio, Wellington, Jadson (Aloísio) e Ganso; Osvaldo e Luis Fabiano . Técnico: Muricy Ramalho

SÃO PAULO

Dida; Pará, Saimon , Bressan e Alex Telles; Souza, Ramiro e Riveros; Vargas (Paulinho), Barcos (Wendell) e Kleber . Técnico: Renato Gaúcho

GRÊMIO

G Vargas aos 23 minutos do 2º tempo. A b i age Heber Roberto Lopes (PR), auxiliado por Alessandro Rocha de Matos (BA) e João Patrício de Araújo (GO)

O mês de setembro foi difícil para o torcedor corintiano. O que começou de forma promissora, com uma goleada por 4 a 0 sobre o Flamengo, no Pacaembu, no dia 1º, terminou de forma trágica: no estádio Morenão, em Campo Grande (Mato Grosso do Sul), o alvinegro foi goleado sem piedade pela Portuguesa também por 4 a 0. Entre esses dois confrontos, o Timão entrou em campo sete vezes. Marcou apenas um gol e acumulou tropeços – quatro derrotas e três empates. O clima, que já era ruim, ficou ainda mais pesado após o atropelo rubro-verde, o oitavo duelo seguido que o Corinthians não consegue vencer.

Mandante da partida, a Portuguesa não tomou conhecimento do campeão do mundo. Tanto que, aos 31 minutos da etapa inicial, já vencia por 3 a 0 – com três gols de Gilberto. Guerrero desperdiçara um pênalti para o Timão. Na etapa final, Wanderson deu o golpe de misericódia da Lusa. Fragilizado pela sequência negativa e pela derrota, o técnico Tite vai continuar no cargo, de acordo com o atacante Emerson Sheik, escalado ao lado do lateral Alessandro para a entrevista coletiva: “O Tite não tem culpa nenhuma”, disse. MATHEUS ADAMI METRO SÃO PAULO

Técnico Tite não tem culpa, dizem jogadores | RODRIGO COCA/FOTOARENA/FOLHAPRESS

4 0

Lauro; Correa, Moisés Moura, Valdomiro e Rogério; Ferdinando (Lima), Bruno Henrique, Moisés e Souza; Bergson (Cañete) e Gilberto (Wanderson). Técnico: Alexandre Faganello

PORTUGUESA

Cássio; Edenílson, Paulo André (Alexandre Pato), Gil e Igor (Jocinei); Ralf, Ibson (Danilo) e Douglas; Romarinho, Emerson e Guerrero. Técnico: Tite

CORINTHIANS

G Gilberto aos 7, aos 12 e aos 31 minutos do 1º tempo; Wanderson aos 34 minutos do 2º tempo. A b i age Raphael Claus (SP)


CAMPINAS - SEGUNDA-FEIRA, 30 DE SETEMBRO DE 2013


20130930_br_metro campinas