Page 1

O Jornal Metro é impresso em papel certificado FSC, com garantia de manejo florestal responsável, pela Gráfica Moura Ltda.

CIDADES SUFOCANTES ‘RIOCORRENTE’ APOSTA NA COMPLEXIDADE DE SÃO PAULO. ENTREGA DOS CANDANGOS É HOJE

PAG. 11

BRASÍLIA Terça-feira, 24 de setembro de 2013 Edição nº 346, ano 2 MÍN: 20° MÁX: 32°

www.readmetro.com | leitor.bsb@metrojornal.com.br | www.facebook.com/metrojornal | @jornal_metrobsb

GDF quer R$ 5 mil por novas permissões de táxi Edital em 45 dias. Secretaria dos Transportes prepara licitação para a outorga de 640 novas placas. O governo espera pelo menos 15 mil candidatos. Como o preço é fixo, a grande expectativa fica com a definição dos critérios de desempate para escolher os ganhadores PÁG. 06

QUE FALTA FAZ A CHUVA Brasília registrou 33º ontem à tarde. O calor deve continuar a semana inteira PÁG. 06

Governo pode ir à Justiça contra CRMs Apenas 8,6% dos médicos estrangeiros receberam registro. Assim, eles ganham, mas não podem trabalhar PÁG. 02

Casos de Aids caem 33%. Mortes também diminuem Relatório da ONU traz boas notícias sobre desaceleração da contaminação no mundo PÁG. 08

RECICLE A INFORMAÇÃO: PASSE ESTE JORNAL PARA OUTRO LEITOR

Forças do Quênia retomaram shopping atacado, diz governo No Parque da Cidade, ontem à tarde, apenas os chuveiros aliviavam o calor dos frequentadores | RICARDO MARQUES/METRO BRASÍLIA

Ação de grupo terrorista teria deixado 62 mortos confirmados e 63 desaparecidos PÁG. 07


|02|

1 FOCO

BRASÍLIA, TERÇA-FEIRA, 24 DE SETEMBRO DE 2013 www.readmetro.com

{BRASIL}

Governo quer que CRMs paguem médicos barrados Mais Médicos. Só 8,6% dos estrangeiros conseguiram registro para trabalhar, mas todos vão receber salários. Congresso busca solução Os 670 estrangeiros aprovados no treinamento do programa Mais Médicos deveriam ter começado a trabalhar ontem em regiões carentes de profissionais em todo país, mas, alegando problemas na documentação dos doutores, os conselhos regionais de medicina não têm liberado os registros provisórios para que eles atendam. Com isso, a maioria dos médicos já está nas cidades de destino, mas sem condições de trabalhar. De acordo com o último balanço do Ministério da Saúde, até ontem apenas 58 deles tinham sido liberados, em estados como Rio Grande do Sul, Ceará e Bahia. Mesmo sem trabalhar, os demais médicos vão receber o salário integral, pois já assinaram o contra-

“Defendemos a população enquanto o Ministério da Saúde defende interesses de poder por meio de um programa demagógico.” ROBERTO D’ÁVILA, PRESIDENTE DO CFM

to. Por isso, alegando que os CRMs estão protelando a emissão dos registros ilegalmente, a Advocacia Geral da União estuda uma maneira de pedir na Justiça o ressarcimento aos cofres públicos pelos órgãos. Solução legislativa A base aliada do governo também busca no Congresso uma alternativa para limitar o poder das entidades

de classe de barrar a atuação dos estrangeiros. A comissão mista do Senado que analisa a Medida Provisória 621/13, que criou o programa Mais Médicos, deve votar hoje o parecer do relator Rogério Carvalho (PT-SE), com mudanças que permitem ao médico estrangeiro trabalhar no Brasil mesmo sem o registro. De acordo com o texto, que ainda será votado no plenário do Senado e da Câmara dos Deputados, os profissionais poderão trabalhar a partir da data que pedirem o registro provisório para os conselhos regionais de cada estado. RAPHAEL VELEDA METRO BRASÍLIA

Cubano Alexander Cambara conhece posto em Chapadinha (MA) | MARCELLO CASAL /ABR

Randolfe diz que apanhou de Bolsonaro

Depois do mensalão

Fim dos infringentes? Insatisfeito com a decisão do Supremo Tribunal Federal de dar aos réus condenados no processo do mensalão por placares apertados a chance de uma revisão do julgamento, o senador Álvaro Dias (PSDBPR) apresentou ontem um Projeto de Lei com o objetivo de acabar definitivamente com a existência dos embargos infringentes.

Terminou em confusão a visita que integrantes da Comissão Estadual da Verdade do Rio, parlamentares e representantes do Ministério Público fizeram ao 1º Batalhão da Polícia do Exército, na Tijuca, ontem. No local, funcionou o Destacamento de Operações de Informações — Centro de Operações de Defesa Interna (DOI-Codi), principal centro de tortura durante a ditadura militar (1964-1985). No momento da entrada no quartel, o deputado federal Jair Bolsonaro (PP-RJ), que é militar da reserva do Exército e não participaria da visita, tentou entrar no batalhão e se desentendeu com o senador Randolfe Rodrigues (PSOL-AP). Randolfe acusou Bolsonaro de ter lhe dado um soco na barriga, mas o de-

“Ali só teve empurraempurra. O senador botou o dedo na minha cara.” JAIR BOLSONARO, DEPUTADO FEDERAL (PP-RJ)

Bolsonaro forçou entrada em batalhão que foi sede do DOI-Codi no Rio | TÂNIA REGO/ABR

putado nega a agressão. Bolsonaro acabou não participando da visita, mas ficou no quartel até o fim. A Comissão de Direitos Humanos da Câmara dos Deputados prometeu entrar com uma ação FALE COM A REDAÇÃO leitor.bsb@metrojornal.com.br 061/3966-4610 COMERCIAL: 061/3966-4615

O jornal Metro circula em 23 países e tem alcance diário superior a 20 milhões de leitores. No Brasil, é uma joint venture do Grupo Bandeirantes de Comunicação e da Metro Internacional. É publicado e distribuído gratuitamente de segunda a sexta em São Paulo, Brasília, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Curitiba, Porto Alegre, ABC, Santos e Campinas, somando mais de 480 mil exemplares diários.

contra Bolsonaro. “A única intenção do senhor Bolsonaro aqui era impedir a visita. Mais uma vez, ele não conseguiu. Ele me agrediu no estômago. Eu disse que ele não era bem-vindo lá”, reclamou.

A visita já havia sido adiada por duas vezes. A comissão e os parlamentares vão solicitar ao Ministério da Defesa e ao Exército que o prédio seja transformado em centro de memória.

Dia histórico Segundo o presidente da comissão Estadual da Verdade, Wadih Damous, todas as dependências foram mostradas à comissão. “Considero o dia de hoje histórico. Pela primeira vez na democracia, uma comitiva de entidades da sociedade civil e parlamentares de comissões da verdade puderam entrar nas dependências deste local macabro”, disse. O grupo Tortura Nunca Mais calcula que pelo menos 800 pessoas tenham sido torturadas no DOI-Codi. METRO

EXPEDIENTE Metro Brasil. Presidente: Cláudio Costa Bianchini (MTB: 70.145). Editor Chefe: Luiz Rivoiro (MTB 21.162). Diretor Comercial e Marketing: Carlos Eduardo Scappini. Diretora Financeira: Sara Velloso. Diretor de Tecnologia e Operações: Luiz Mendes Junior Gerente Executivo: Ricardo Adamo. Coordenador de Redação: Irineu Masiero. Editor-Executivo de Arte: Vitor Iwasso. Metro Brasília. Diretor-editor: Cláudio Humberto. Editor-Executivo: Lourenço Flores (MTB: 8075). Diagramação: Natalia Xavier. Gerente Executivo: Vandler Paiva Grupo Bandeirantes de Comunicação Brasília. Diretor Geral: Flávio Lara Resende.

Editado e distribuído por Metro Jornal S/A. Endereço: SBS Quadra.02 - Bloco "Q" - Ed. João Carlos Saad - 15º andar. Brasília-DF - Cep: 70070-120. O jornal Metro é impresso na Gráfica Moura.

Filiado ao


|04|

Política

BRASÍLIA, TERÇA-FEIRA, 24 DE SETEMBRO DE 2013 www.readmetro.com

{BRASIL}

CLÁUDIO HUMBERTO WWW.CLAUDIOHUMBERTO.COM.BR

JOSÉ DIRCEU ATACA DILMA E ELOGIA EDUARDO CAMPOS Ex-ministro da Casa Civil do governo Lula e mais influente dirigente do PT depois do ex-presidente, José Dirceu já não esconde sua aversão à presidenta Dilma, a quem chamou de “incompetente” e “desastrada”, diante de uma dezena de convidados para um almoço que lhe foi oferecido na sexta (20), em Brasília. Curiosamente, na mesma ocasião, ele fez elogios rasgados ao presidenciável Eduardo Campos (PSB).

ELA, NEM PENSAR O grupo de José Dirceu sonha com o retorno do ex-presidente Lula ao governo, mas prefere Eduardo Campos a apoiar a reeleição de Dilma.

CONTRAPONTO Quando destaca o despreparo de Dilma, José Dirceu cita o contraponto do talento político do governador de Pernambuco: “Quanta diferença!”

INCOMPETÊNCIA Pessimista, José Dirceu acha que Dilma não tem competência para se recuperar da queda vertiginosa nas pesquisas, após as manifestações.

IRRITAÇÃO Dirceu sobe nas tamancas quando lembra a declaração de Dilma pelo fim do julgamento do mensalão, para “não contaminar” sua campanha.

CABRAL SE OFERECE, MAS DILMA NÃO O QUER MINISTRO

COM ANA PAULA LEITÃO E TERESA BARROS

COMO CARRAPATO No cargo há 33 anos, Antônio de Oliveira Santos, presidente-carrapato da Confederação Nacional do Comércio, foi ao trabalho ontem alegando não ter sido notificado do seu afastamento por suspeita de irregularidades. Conta derrubar a liminar antes de esvaziar as gavetas.

CPI NA GAVETA Ainda não saiu do papel a CPI para apurar fraude no pagamento de precatórios do Tribunal Regional do Trabalho, em Rondônia. O objetivo é investigar esquema que pode ter provocado rombo de R$ 5 bilhões.

“Olha só quem quer me impedir de entrar no meu quartel!” JAIR BOLSONARO (PP-RJ) A RANDOLFE RODRIGUES (PSOL-AP) NO PORTÃO DO ANTIGO DOI-CODI

EM ANDAMENTO Apenas duas CPIs estão em funcionamento, atualmente, na Câmara, sem despertar qualquer atenção: a de Tráfico de Pessoas e a de Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes.

PITIMAN NO PSDB Autorizado pelo TSE, o deputado federal Luiz Pitiman (DF) se desfiliou do PMDB ontem, e tem sido cortejado por vários partidos que o querem como candidato ao governo do DF. Nesta terça, ele aceitou conversar com Gilberto Kassab (PSD), mas sua tendência é filiar-se ao PSDB.

MUDANÇA NO DF Com a saída do secretário de Comunicação do governo do DF, Rudolfo Lago, três semanas após a posse, Agnelo chegou a sondar o jornalista Alexandre Oltramari. Cresce, porém, a opção de Samanta Sallum para voltar ao cargo.

PALAVRAS AO VENTO Na tentativa de proteger o leilão do pré-sal, a presidente da Agência Nacional de Petróleo, Magda Chambriard, diz que o banco de dados não está na internet, como se os americanos espionassem só e-mails.

PODER SEM PUDOR MORRER NA IGNORÂNCIA, NÃO Sérgio Cabral (PMDB-RJ) | VALTER CAMPANATO/ABR

É lorota do governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral (PMDB), a suposta “sondagem” para virar ministro do governo Dilma Rousseff. A verdade – segundo fonte com gabinete no Planalto – é que Cabral se ofereceu para ser ministro com a curiosa alegação de que “merece” o que chama de “saída honrosa”, após entregar o governo fluminense ao vice Pezão. Mas a presidenta não quer nem ouvir falar nessa história.

PORTA DOS FUNDOS Muito desgastado, até pela atitude arrogante nas manifestações, Sérgio Cabral quer levar a família para Brasília, a quase 1.000km de distância.

APELO PATÉTICO Sérgio Cabral fez a Lula apelo patético, às lágrimas, segundo dirigentes do PT. Comovido, o ex-presidente prometeu interceder junto a Dilma.

Magda Chambriard | ANTONIO CRUZ/ABR

BERÇO ESPLÊNDIDO Hackeado por brasileiros no sábado (21), estava ontem ainda fora do ar o site da Federação Nacional dos Delegados da PF, chamados de “porcos fardados”, sob caricatura de Dilma com Lula no broche.

PÕE NA CONTA Escritórios especializados faturam com ações de correção de até 88,3% do FGTS. O governo federal reduz o índice com a inflação desde 1999, e em setembro de 2012 o governo Dilma zerou a TR – Taxa Referencial.

NADA FEITO

PENSANDO BEM...

O governador fluminense também pediu ajuda a José Dirceu para virar ministro, mas o ex-ministro avisou que Dilma jamais o atenderia.

...Dilma poderia nomear o mal falado governador do Rio, Sérgio Cabral, para o seu Cerimonial. Afinal, ele sabe onde pôr os guardanapos.

Sem candidato forte às eleições presidenciais de 1989, o PMDB hesitava entre Ulysses Guimarães, Waldyr Pires e Íris Rezende, quando Antônio Britto, José Fogaça e Dante de Oliveira foram ao Recife consultar Miguel Arraes. Ouviram o governador de Pernambuco durante

cinco horas, com seu jeito engrolado de falar, e foram embora. Na volta, uma forte turbulência provocou pânico a bordo do jatinho. Dante tentou descontrair, sem êxito: - O pior é que a gente vai morrer sem fazer ideia do que o Arraes falou!...


|06|

BRASÍLIA, TERÇA-FEIRA, 24 DE SETEMBRO DE 2013 www.readmetro.com

{BRASIL}

Edital para novas permissões de táxi sai em 45 dias Transporte. Licitação que selecionará novos permissionários para operar o serviço no DF está em fase final de preparação. Serão 640 novas concessões, ao preço de R$ 5.046,00 cada A Secretaria de Transporte do DF pretende lançar em 45 dias o edital que regulamentará a seleção de novos permissionários para operarem o serviço de táxi local. A concorrência promete ser um alívio para os passageiros da capital, que, de acordo com levantamento feito pelo próprio governo, estão entre os menos bem servidos do país em relação a este tipo de transporte. No edital, serão ofertadas 640 permissões, ao preço de R$ 5.046,00 cada uma. O governo espera que a procura seja grande, pois este será o primeiro edital do setor desde 1979. Em 2010, um edital para a concessão de 500 permissões chegou a ser lançado mas foi barrado pelo TCDF (Tribunal de Contas do DF) por não ter critérios claros de desempate. A expectativa é de que até 15 mil pessoas se candidatem a receber uma outorga de serviço. Para selecionar os concorrentes, o GDF pretende contratar uma empresa que

3,5 mil é a quantidade atual de permissões de táxi em operação. Isso significa um carro para cada 755 moradores.

Disputa por táxis no Aeroporto JK | RICARDO MARQUES/METRO BRASÍLIA

cheque de forma segura e transparente os formulários preenchidos e a documentação enviada. Critérios O governo evita detalhar quais serão os critérios usados para desempatar os candidatos que tenham passa-

do pela fase de habilitação. É possível adiantar, entretanto, que o conforto do automóvel que o concorrente se comprometerá a adquirir será um dos itens levados em conta, bem como, o conhecimento dele sobre línguas estrangeiras. Atualmente, 3,5 mil per-

missionários operam no sistema e, no mercado paralelo, uma permissão chega a ser negociada por R$ 50 mil. “Nossa expectativa é de que os novos permissionários comecem a atuar o quanto antes, para que, na Copa do Mundo, a oferta de táxis já tenha aumentado”, explica o subsecretário de Transporte Coletivo e Individual, José Ronaldo Persiano, responsável por tocar a concorrência. Atualmente, o edital da Secretaria de Transporte está em análise na Procuradoria Jurídica do GDF. ÉRICA MONTENEGRO METRO BRASÍLIA

Sol forte deve continuar esta semana | RICARDO MARQUES/METRO BRASÍLIA

Clima. Até a mínima de ontem foi a mais quente do ano até agora Ontem foi o dia mais quente do ano no DF até agora. Os termômetros atingiram a marca dos 33ºC no início da tarde. A previsão é de que hoje a temperatura fique próxima da registrada ontem, com máxima de 32ºC. Amanhã é esperado um índice de 30ºC. De acordo com o Instituto Nacional de Metereologia (Inmet), a baixa umidade relativa do ar também contribuiu para dar a sensação térmica de um calor “sufocante” no centro de Brasília. Ontem o tempo seco deixou o DF próximo dos 26% de umidade durante a maior parte do dia. O calor não deu alívio nem mesmo durante a noiTrabalho

Motorista bebe e bate o ônibus Um motorista foi preso ontem pela manhã acusado de ter dirigido alcoolizado e se envolvido em um acidente, próximo à entrada do Catetinho, na DF-003. Cinco passageiros que ficaram levemente feridos já receberam alta. O condutor foi indiciado criminalmente por dirigir embriagado. A cobradora do ônibus, Rosilene Almeida, disse que o motorista saiu da pista para evitar uma batida contra um carro. “Ele ia bater, mas jogou rapidinho o carro para o acostamento. Foi quando deu o impacto na canaleta que separa a pista e foi aí que ouvimos os gritos de que algumas pessoas tinham se machucado.” Os passageiros relataram que o motorista não andava em alta velocidade, mas, como ele apresentava sinais de embriaguez, os policiais que

0,7 miligramas de álcool por litro de ar foi o registrado pelo teste do bafômetro. O número já é o suficiente para fazer com que o motorista tenha a velocidade dos reflexos reduzida

Policiais recolhem provas no interior do veículo | REPRODUÇÃO/TV BAND

investigavam o caso no local decidiram fazer o teste do bafômetro. O índice de álcool registrado no sangue do condutor era cerca de sete vezes superior ao tolerado, 0,7 mg de álcool por litro de ar. Crime de trânsito O motorista foi autuado

por embriaguez ao volante e não pagou os R$ 1.000 de fiança. Com isso, foi transferido para a carceragem da 11ª DP. Ele pode pegar pena de 6 meses a 3 anos de reclusão pelo crime. De acordo com o delegado-chefe da 11ª DP, João Carlos Lóssio, apenas uma

Passageiros recebem alta Segundo boletim médico divulgado pela Secretaria de Saúde, todos os passageiros que se feriram com o impacto passam bem e receberam alta. Apenas uma paciente teve de passar por exames mais detalhados. As vítimas alegavam dores na testa e nas costas devido ao impacto. METRO BRASÍLIA

Chuvas isoladas Há uma semana o DF vem registando um aumento nas temperaturas e uma queda nos índices de umidade. O alívio no calor esperado pelas chuvas da primavera não deve, porém, chegar em breve. Há a previsão para hoje da possibilidade de chuvas isoladas pelo DF, mas as chuvas fortes características do período só devem aparecer na semana que vem. METRO BRASÍLIA Reparos ALEX MIRANDA/ASCOM RAIX

GDF cumpriu 76% da meta de emprego do ano Até agosto deste ano as agências do trabalhador intermediaram a contratação de 10 mil pessoas, 76% da meta do Ministério do Trabalho, de 13 mil. METRO BRASÍLIA Diário Oficial

das vítimas compareceu na delegacia para prestar depoimento.

te. Na madrugada de domingo para segunda foi registrada a temperatura mínima mais quente do ano. Por volta das 2h os termômetros marcaram 20,5ºC -- a média anual é de 17ºC.

Venda de armas de fogo é proibida Foi publicada no Diário Oficial do DF uma lei que proíbe o comércio e produção de armas de brinquedo. O texto da lei dá o prazo de seis meses para que os comerciantes retirem o produto das prateleiras. METRO BRASÍLIA

Obras de recapeamento asfáltico em Ceilândia

Novacap gastou em máquinas de asfalto R$ 2,9 mi A Novacap divulgou ontem um balanço detalhado das suas compras no ano passado. Só com máquinas de recuperação asfáltica foram investidos R$ 2,9 milhões. O presidente da companhia, Nilson Martorelli, justificou que as obras do Programa Asfalto Novo só foram possíveis com estes novos gastos. METRO BRASÍLIA


BRASÍLIA, TERÇA-FEIRA, 24 DE SETEMBRO DE 2013 www.readmetro.com

{MUNDO}

|07|◊◊

Quênia anuncia que retomou shopping Terrorismo. Soldados vasculhavam o local atrás de vítimas e raptores. Há 63 desaparecidos O combate entre o Exército queniano e os extremistas do Al Shabab (grupo terrorista ligado à Al Qaeda) em um shopping de Nairóbi entrava, na noite de ontem (horário do Brasil), no quarto dia. Autoridades do país africano anunciaram ter tomado o controle do centro comercial, mas não havia informações sobre o número de reféns resgatados. “Estamos vasculhando andar por andar, procurando por qualquer um que tenha sido deixado para trás. Acreditamos que todos os reféns foram libertados”, informou o Ministério do Interior, por uma conta no Twitter. No domingo, quando começou a operação para a retomada do shopping, acreditava-se que havia ao menos 10 pessoas sob o poder dos sequestradores. De acordo com a Cruz Vermelha no Quênia, há 63 desaparecidos. Parentes do presidente O ataque ao centro comercial, em um bairro nobre da capital queniana, começou na manhã de sábado. Ao menos 62 pessoas foram confirmadamente assassinadas pelos extremistas, entre elas, a na-

A mandatária chegou ao hotel na manhã de ontem | ROBERTO STUCKERT FILHO/PRESIDÊNCIA

Nova York. Sob a sombra da espionagem, Dilma abre Assembleia da ONU

Bombeiros entram no Westgate Mall para socorrer feridos | NOOR KHAMIS/REUTERS

morada e um sobrinho do presidente do Quênia. Ao longo de todo o dia de ontem, podiam ser ouvidos tiros do lado de fora do edifício. Segundo as autoridades, os terroristas provocaram um incêndio, que deu origem a uma espessa fumaça negra. Desde sábado, pelo menos três jihadistas teriam sido mortos pelas forças de segurança quenianas. O Al Shabab informou que há cinco americanos atuando como sequestradores pelo grupo. METRO

Para analistas

Ocidente pode se tornar alvo

uma grande campanha dos radicais. “Eu não ficaria surpreso de ver mais ataques no Quênia, em Uganda e, Após o assalto ao shopping possivelmente, em nações de Nairóbi, o Al Shabab (gru- ocidentais”, disse ele. po extremista baseado na Ali Soufan, um ex-agenvizinha Somália) promete do FBI, acredita que o Al teu mais ataques em solo Shabab ganhará mais “admiestrangeiro. radores”. “O nível de sofisPara Abdullahi Boru Haticação e publicidade desse lakhe, um especialista em sequestro vai atrair mais resegurança, o episódio pocrutas e financiamento para de ser apenas o primeiro de o grupo.” METRO INTERNACIONAL

A presidente Dilma Rousseff abre hoje, em Nova York, a 68ª assembleia-geral da ONU (Organização das Nações Unidas). A mandatária deve falar sobre as denúncias de espionagem americana contra empresas e cidadãos brasileiros, incluindo ela própria. Será a primeira vez que Dilma abordará o assunto desde a decisão, na semana passada, de cancelar sua visita de Estado aos EUA. O encontro entre ela e o pre-

sidente Barack Obama estava programado para o fim de outubro, mas acabou “adiado”, devido ao mal-estar provocado pelas denúncias. Dilma chegou ao hotel na manhã de ontem e não quis dar entrevistas. Ela passou a tarde trabalhando em seu discurso, no qual vai propor uma “nova governança contra a invasão de privacidade”. É tradição que os presidentes brasileiros abram as assembleias da ONU. METRO

Presidente se reúne com Clinton e Cristina Kirchner Dilma aproveitou a viagem a Nova York para conversar com o ex-presidente americano Bill Clinton. Os dois falaram sobre a Global Inititative, uma fundação criada por Clinton para promover o desenvolvimento sustentável.

Ainda ontem, a brasileira se reuniu com sua colega argentina, Cristina Kirchner. Amanhã, Dilma participa do seminário “A Oportunidade da Infraestrutura Brasileira”, promovido pela Band e pelo Metro (leia na pg. 8). METRO


|08|

BRASÍLIA, TERÇA-FEIRA, 24 DE SETEMBRO DE 2013 www.readmetro.com

{MUNDO}

Em 11 anos, Aids recua 33% Epidemia. Além da queda no registro de novos casos, acesso a antirretrovirais diminuiu o número de mortes relacionadas à doença A ONU (Organização das Nações Unidas) anunciou uma queda histórica no registro de novos casos de Aids no mundo. Em 11 anos, o contágio recuou 33% -- 52% entre crianças. De acordo com o relatório anual da Unaids (agência da ONU de combate à doença), foram registrados 2,3 milhões de novos casos em 2012. Em 2001, haviam sido 3,4 milhões. Em 26 países, a queda foi superior a 50%. A ONU também comemorou uma redução das mortes provocadas por doenças relacionadas à Aids. Foram 30% menos óbitos no ano passado, na comparação com o pico registrado em 2005. No Brasil, cerca de 15 mil soropositivos perderam a vida no ano passado; em 2001, foram 22,5 mil (queda de 34,5%). Segundo a ONU, a melhoria desse indicador se deve à ampliação do acesso aos antirretrovirais.

OS NÚMEROS

“Não só podemos cumprir a meta de tratar 15 milhões de pessoas com HIV até 2015 como também devemos ir além e ter o compromisso de garantir que ninguém seja esquecido.”

35

MICHEL SIDIBÉ, DIRETOR DA UNAIDS

Mulher de Burundi participa de oficina de prevenção à transmissão | ARQUIVO/REUTERS

Em 2011, os países membros da ONU concordaram em estender o tratamento a pelo menos 15 milhões de pessoas em todo o mundo

até 2015. Até o fim do ano passado, 9,7 milhões de soropositivos já recebiam os medicamentos. Outra prioridade da ONU

para 2015 é eliminar a transmissão vertical da Aids -- da mãe para o bebê. Embora menos crianças tenham sido contaminadas, o contágio ainda existe, principalmente em países da África subsaariana. Mesmo com os bons resultados, a ONU afirma que o progresso ainda é lento na prevenção entre grupos mais vulneráveis. Usuários de drogas e mulheres vítimas de violência sexual precisam receber mais atenção, diz o relatório. METRO

9,7

MILHÕES

MILHÕES

de pessoas vivem com Aids no mundo

recebem tratamento com antiretrovirais em países pobres e em desenvolvimento NOVAS INFECÇÕES ENTRE CRIANÇAS

NOVAS INFECÇÕES 4.5

8.000000

3,4

4.000000

550

MILHÕES

2,3

3.0

MIL 2.666667

5.333333

MILHÕES

MIL

-33%

FONTE: UNAIDS

2012

1,6 MILHÕES

1.333333

-52% 0.000000

0.0

2,3 MILHÕES

260 2.666667

1.5

2001

MORTES RELACIONADAS À AIDS

-30% 0.000000

2001

2012

2005

2012


|10|

BRASÍLIA, TERÇA-FEIRA, 24 DE SETEMBRO DE 2013 www.readmetro.com

{ECONOMIA}

BlackBerry anuncia venda por US$ 4,7 bilhões A fabricante de smartphones BlackBerry anunciou ontem que será vendida por 4,7 bilhões de dólares a um consórcio liderado por uma de suas maiores acionistas, a Fairfax Financial Holdings. Liderada pelo investidor canadense Prem Watsa, a Fairfax detém 10% da BlackBerry. A empresa ofereceu 9 dólares por ação da fabricante. Há uma semana, a Blackberry disse que espera prejuízo de quase um bilhão de dólares no trimestre devido a vendas mais fracas

4,7 bi De dólares é o valor que será pago pelo consórcio liderado pela Fairfax Financial Holdings para adquirir a fabricante de smartphones BlackBerry que o esperado. “Podemos entregar valor imediato aos acionistas, enquanto continuamos a execução de uma estratégia de longo prazo”, disse Watsa em comunicado ontem. METRO

Oportunidade. A caminho de seminário com investidores estrangeiros nos EUA, ministro Guido Mantega diz que é preciso mais infraestrutura para atender demandas da população Consórcio ofereceu 9 dólares por ação de empresa | MARK BLINCH/REUTERS

Argentina tem iPad mais caro De acordo com uma pesquisa feita pelo CommSec, departamento do Commonwealth Bank, banco privado australiano, os consumidores argentinos são os que pagam mais caro por um iPad fora dos EUA, onde custa US$ 499. É mais do que o dobro do que pagam pelo tablet da Apple os clientes na Malásia. O Brasil fica em segundo lugar, bem atrás da Argentina. Um iPad com capacidade de armazenamento de 16 gigabytes, tela “retina” e conexão wi-fi custa US$ 1.094,11 na Argentina, mais do que o dobro do preço na Malásia, onde o mesmo produto é vendido a US$ 473,77. Os consumidores brasileiros pagam pelo aparelho mais simples cerca de 30% menos do que os argentinos, US$ 791, 40 (R$ 1.749). METRO

O PREÇO DO IPAD NO MUNDO 

gentina e Brasil são os países onde o tablet custa mais caro, em US$ PREÇOS DO MODELO RETINA, 16GB, COM WI-FI

ARGENTINA

1094 791

BRASIL DINAMARCA

725

GRÉCIA

716

SUÉCIA

707

POLÔNIA

705

FINLÂNDIA

695

PORTUGAL

688

FRANÇA

688

HOLANDA

683

MALÁSIA FONTE: COMMSEC

País quer capital externo para destravar obras

474 país com o menor preço

Projetando um cenário de crescimento da economia em 2,5% este ano, e de 4% em 2014, o ministro da Fazenda, Guido Mantega, avalia que o país precisa atrair investidores estrangeiros para destravar a infraestrutura e atender às demandas da população e do empresariado. Em entrevista à BandNews FM, Mantega destacou que o governo federal colocou em andamento um programa para tirar do papel obras em portos, aeroportos, rodovias e ferrovias que devem atrair cerca de R$ 500 bilhões em investimentos. “Nossa meta é reformular e modernizar toda a infraestrutura do país.” A caminho de Nova York, onde amanhã participa do seminário “A Oportunidade da Infraestrutura Brasileira”, organizado pelo Grupo Bandeirantes, Metro Jornal e pelo banco Goldman Sachs, ele afirmou que o investidor estrangeiro tem todas as garantias necessárias para investir no país. “Nunca deixamos de cumprir nenhum contrato que fizemos. As garantias são plenas no Brasil.” A participação da presidente Dilma Rousseff no seminá-

Mantega vai a Nova York buscar investidor estrangeiro | ELZA FIUZA/ABR

rio é vista como essencial para mostrar a transparência da economia brasileira, avalia o ex-ministro da Fazenda Delfim Netto. “A participação de Dilma será fundamental para esclarecer qualquer dúvida que os investidores apresentem sobre a economia brasileira. Será uma ação inédita.” Para Delfim, o evento é o melhor caminho para convencer o empresariado externo que apostar no Brasil é um bom negócio. O seminário “A Oportunidade da Infraestrutura Brasileira” ainda contará com as presenças do ministro do Desenvolvimento, Fernando Pimentel, e dos presidentes do Banco Central, Alexandre Tombini, e do BNDES, Luciano Coutinho.

Onde acompanhar Seminário será transmitido a partir das 10h I e e Portal da Band (www.band.com.br) Me J a no site metrojornal.com.br Te e i ã nos canais BandNews TV e Band Rádi nas rádios Bandeirantes e BandNews FM

A abertura do encontro, que contará com a presença de 350 empresários estrangeiros, será feita pelos presidentes do Grupo Bandeirantes, João Carlos Saad, do Metro Internacional, Per Mikael Jensen, e do Goldman Sachs, Gary Cohn. METRO

Lucros garantem recorde A lucratividade das empresas impulsionou o crescimento da arrecadação em agosto, informou à Agência Brasil o secretário-adjunto da Receita Federal, Luiz Fernando Teixeira Nunes. O órgão anunciou ontem que o governo arrecadou em agosto R$ 84 bilhões em impostos e contribuições, recorde para o período. Houve crescimento real de 2,68% em relação ao mesmo período de 2012, descontada a inflação medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA).

Os tributos que mais refletem esse crescimento são o Imposto de Renda Pessoa Jurídica (IRPJ) e a Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL). De acordo com o secretário, a estimativa mensal desses tributos, corrigida pelo IPCA, cresceu 18,81% entre janeiro e agosto de 2013 ante o mesmo período do ano passado. “Esse crescimento é forte e mostra um cenário de recuperação da economia”, disse Nunes. METRO

Nunes: crescimento é forte e mostra recuperação| ELZA FIUZA/A.BRASIL


BRASÍLIA, TERÇA-FEIRA, 24 DE SETEMBRO DE 2013 www.readmetro.com

{CULTURA}

|11|◊◊

Na 46ª edição, festival falha em pontos básicos Nem tudo são flores. Atrasos das sessões, lentidão na bilheteria e eternos problemas com estacionamento provocam reclamações Quarenta e cinco edições já se passaram, mas o Festival de Brasília do Cinema Brasileiro parece ainda ter lições básicas para aprender. Frequentadores ouvidos pelo Metro reclamaram de diversos casos de desorganização e ineficiência do Candango deste ano. “Um evento deste porte merecia um apoio logístico maior do governo local”, opina uma jovem musicista que preferiu não se identificar. “Muitas pessoas não encontraram vagas para estacionar.” Na noite de domingo, diversos frequentadores foram multados no estacionamento do Cine Brasília. Alguns deles afirmaram que não havia placas indicando a proibição de parar nos espaços. Outros reclamaram da falta de uma linha de ônibus especial que trouxesse pessoas da rodoviá-

ria ao Cine Brasília. Outro fato que gerou desconforto foi a lentidão das filas na bilheteria. Os funcionários escalados para trabalhar no festival parecem não estar acostumados ao tamanho do público. Os atrasos nas sessões, contudo, são os campeões de insatisfação. Tornou-se praxe, durante todo o festival deste ano, que as exibições começassem com cerca de meia hora de atraso -- na quarta, a delonga chegou a uma hora e meia. Problemas técnicos Além do problema de projeção na noite de abertura, que impediu que a exibição de “Os Pobres Diabos” fosse concluída, outras falhas geraram protestos dentro da sala de cinema. Na sessão de domingo

NANA QUEIROZ METRO BRASÍLIA

Filme retrata uma cidade à beira da explosão | DIVULGAÇÃO

lectual da classe média e a espontânea da periferia. “Algumas pessoas chegaram a me dizer que Renata simboliza, na verdade, a própria cidade”, comentou, no debate sobre o filme, a atriz Simone Iliescu. “Riocorrente” não é um filme fácil. É complexo, cheio de simbolismos e profundamente angustiante. Mas também o é a cidade de São Paulo. E aí mora o principal mérito do longa: conseguir transpor para a tela a aflição de ser engolido (e por vezes cuspido) por São Paulo. ‘O Som ao Redor’ paulista De um lado, Recife; do outro, São Paulo. Nos dois filmes,

CULTURA

à noite, os espectadores protestaram, em alto e bom tom, contra o volume exagerado e a ineficiência do ar condicionado. Muitos se abanaram com o programa do festival durante toda a sessão. Graça Coutinho, coordenadora-adjunta do festival, afirma que a organização está considerando serviços de van e manobrista para o ano que vem. Sobre o ar-condicionado, afirma que o problema se deveu a um pico de energia e que já foi corrigido. E explica: “O Cine Brasília ficou pronto apenas uma semana antes do festival e não tivemos tempo de testar os equipamentos devidamente. Por isso ocorreram os atrasos.”

Mostra competitiva apresenta ‘O Som ao Redor’ paulistano

É difícil não comparar o longa “Riocorrente”, de Paulo Sacramento, a “O Som ao Redor”, fenômeno de crítica de Kleber Mendonça Filho -- e os barulhos sufocantes das cidades grandes são apenas o mais superficial dos pontos de conexão entre os dois filmes. Na penúltima noite de exibição de longas de ficção do Festival de Brasília, “Riocorrente” arrebatou não uma, mas duas salvas de palmas. Na trama, Renata está dividida entre dois amores, Marcelo, um jornalista intelectual, e Carlos, um ex-ladrão de carros. Sua indecisão vai além disso: está dividida entre duas São Paulos, a cidade inte-

2

personagens prestes a explodir. Se em “O Som ao Redor” a luta de classes está latente nas relações entre moradores do condomínio, em “Riocorrente” ela aparece dissolvida nestes envolvimentos amorosos. Renata nega sua origem “burguesa” e, ao mesmo, tempo, critica Carlos por aceitar sua posição subalterna. Há ainda Exu, um garoto de rua que é cuidado por Carlos. Exu está sempre à beira do abismo, prestes a se tornar violento, a enveredar pelo crack. De alguma forma, o pior nunca acontece. E, Sacramento parece nos dizer, continua sempre prestes a acontecer. NANA QUEIROZ

Lentidão da bilheteria é causa de reclamação | RICARDO MARQUES/METRO BRASÍLIA

‘Amor, Plástico e Barulho’ tem boa história, mas peca na montagem Uma das características (boas) do Festival de Brasília é estar aberto a filmes experimentais. Onde há experimentação, contudo, há risco. Ou se descobrem formatos inovadores de se contar histórias, ou se deixa o espectador perdido. O segundo parece ser o caso de “Amor, Plástico e Barulho”, longa de estreia de Renata Pinheiro na ficção. O tema é instigante, as atuações de arrepiar, as imagens, belíssimas. Na hora de construir a narrativa, porém, o filme perdeu a liga. Tornou-se confuso. A trama gira em torno de Shelly, uma jovem dançarina de 20 anos cujo sonho de

vida é ser cantora de brega. Enquanto persegue esse objetivo, Shelly mira Jaqueline, uma artista decadente. O charme do filme está em revelar, sem preconceitos, o submundo da fama escondido nas periferias. Há também uma crítica bem construída sobre o tratamento da mulher no Brasil: como o plástico, ela é desejável, mas rapidamente descartável. Imagens de dançarinas sensuais são intercaladas com as de lixo boiando em esgotos urbanos. Elas entram e saem de moda como peças de roupa baratas. Essa virtude é o que deve ter conquistado a vaga do filme na disputa. NANA QUEIROZ

Shelly sonha em ser cantora de brega | DIVULGAÇÃO

Premiação

É hoje Hoje, às 20h, no Cine Brasília, serão anunciados os vencedores do Troféu Candango deste ano nas categorias longametragem de ficção, longa-metragemdocumentário, curtas de ficção, documentário e animação, além de melhores ator, atriz, roteiro, direção, fotografia, montagem, trilha sonora e edição. Só para convidados.


|12|

BRASÍLIA, TERÇA-FEIRA, 24 DE SETEMBRO DE 2013 www.readmetro.com

{VARIEDADES}

Ivete Sangalo embala game de dança

Os invasores

Preguiça dos motoristas

Cruzadas

Just Dance. Cantora é a primeira brasileira a ter uma música em português no jogo A produtora Ubisoft deve lançar o game “Just Dance 2014” até o final de outubro no Brasil. A novidade é a presença da música “Dançando”, de Ivete Sangalo, a única brasileira a participar do set list do jogo com uma música completamente em português. A decisão foi tomada depois que os franceses Alkis Argyriadis e Véronique Halbrey, criadores do produto, visitaram o Brasil no começo do ano e adoraram as coreografias nacionais, sobretudo essa da artista baiana. Outras 44 faixas compõe o programa do jogo, como, por exemplo, “Applause”, recente lançamento

Leitor fala

de Lady Gaga; “I Will Survive”, de Gloria Gaynor e “Get Lucky”, da dupla Daft Punkhits, que bombam nas pistas de dança das baladas brasileiras. As novidades não param por aí, a versão 2014 do “Just Dance” também tem novos modos: Stage – quando jogado com mais de um jogador; Party – para grupos de mais de três pessoas - e o DJ – quando o próprio jogador escolhe sua próxima música enquanto dança. Disponível para os consoles Wii, Wii U, Xbox 360 e PlayStation 3, além de versões para PlayStation 4 e Xbox One. Preço sugerido de R$ 160. METRO

Concordo em gênero e grau com o depoimento da aluna de biologia da UnB Vanessa Ferreira na matéria “Abaixo-asinado quer criar na UnB vagas reservadas”. As pessoas têm preguiça de andar distâncias mínimas nos estacionamentos. Vi um exemplo dessa preguiça que Vanessa fala na semana passada. Fui a um hipermercado no final da Asa Norte e não acreditei no que eu vi: um homem estacionou na entrada do mercado! Não havia vaga ali perto da entrada, mas não justifica. Essa pessoa parou no meio da pista onde os carros tinham que transitar. E o mais triste é saber que minha filha e minha mulher também costumam fazer esse tipo de coisa. RAIMUNDO ASSUNÇÃO - SETOR MILITAR URBANO (DF)

Entrega quando? Não podemos negar que as obras do BRT ali na Epia Sul têm caminhado bem, mas acho difícil que eles consigam entregar tudo o que andam prometendo agora em dezembro. A temporada de chuvas está chegando e ainda tem muita coisa por fazer. ELIZABETE MARINHO - SANTA MARIA (DF)

Metro Pergunta

Sudoku

O GDF quer instalar o Metro câmeras de vigilância Siga no Twitter: @jornal_metrobsb pela cidade. A medida lhe faz sentir mais seguro? A questão da privacidade não lhe incomoda? @rhenanbelem

Privacidade não existe e nunca vai existir em via pública. Já se sentir seguro no DF é outra história. Não adianta monitorar se não agir. @anabelatriz

Não me sinto mais segura, mas acho que se alguma coisa acontecer as chances de encontrar o culpado são maiores.

Metro web Para falar com a redação:

leitor.bsb@metrojornal.com.br Participe também no Facebook:

www.facebook.com/metrojornal

Versão 2014 do jogo chega ao Brasil em outubro | DIVULGAÇÃO/UBISOFT

Horóscopo

www.estrelaguia.com.br

Está escrito nas estrelas

Período positivo para estudos, palestras e atividades que sirvam para aperfeiçoar o que sabe. Boas conversas marcarão a vida afetiva.

Tendências para ampliar o contato com novas amizades e para retomar convivências especiais. Evite posturas radicais nas relações.

A presença da Lua em Gêmeos, seu signo oposto, proporciona oportunidades para entendimentos com pessoas que pensam diferente de você.

Atente-se para não se comportar de maneira pegajosa afetivamente. Tendências para mais conversas sobre as manias de quem se relaciona.

Este é um período para refletir sobre projetos de longo prazo. Seja paciente para que a ansiedade não antecipe algo antes do programado.

Período essencial para lidar com despesas mais emergenciais e úteis que envolvam sua rotina. Tenha mais cuidado com o consumismo.

A Lua está em seu signo, deixando você mais ativo para se dedicar a estudos, interesses culturais e vivências sociais.

O contato com pessoas mais velhas, experientes e que sinta confiança para tratar assuntos íntimos contribuirá para decisões especiais.

Momento para deixar de lado posturas antissociais e valorizar o contato com pessoas e ambientes que façam se sentir bem.

A capacidade de cuidar de quem gosta é notória em seu signo e estará acentuada. Atente-se para não se esquecer de si mesmo.

Tendências a lidar com confidências e esclarecimentos nas relações. Evite se portar de forma controladora em momentos da vida afetiva.

Pendências domésticas e assuntos familiares tomarão dedicação extra. Bom momento para ajustes materiais e conversas com parentes.


|14|

3 ESPORTE

BRASÍLIA, TERÇA-FEIRA, 24 DE SETEMBRO DE 2013 www.readmetro.com

{ESPORTE}

Seleção encara Argentina na Copa América Basquete. Com duas vitórias em dois jogos, meninas tentam manter bom ritmo e entram em quadra para clássico hoje, às 19h30 A Seleção feminina de basquete tem mostrado, nas duas partidas que disputou, que a campanha na Copa América, no México, já é bem melhor que aquela feita pela Seleção masculina no começo do mês. Ao contrário dos colegas, que perderam todas as partidas, as meninas estão invictas até agora. O próximo compromisso é hoje, contra a Argentina, às 19h30. Após a estreia contra Porto Rico, com vitória por 91 a 54, as brasileiras repetiram o bom desempenho contra a República Domincana: venceram com o placar folgado de 107 a 43. Até agora, o time ocupa a liderança do Grupo B. Os três primeiros colocados na Copa América garantirão vaga no Mundial da Turquia, ano que vem. METRO

Contra República Dominicana, Brasil fez 107 a 43

Hoje, as meninas encaram a Argentina FOTOS: SAMUEL VÉLEZ/ FIBA AMERICAS

A pivô Nádia Colhado foi cestinha da última partida com 27 pontos

Há 100 semanas como número 1 O tenista sérvio Novak Djokovic atingiu ontem uma marca história: há 100 semanas, o jogador é número 1 do mundo no ranking da ATP. O feito só foi equiparado até hoje por outros oito atletas: Andre Agassi, Rafael Nadal, Bjorn Borg, John McEn-

roe, Jimmy Connors, Ivan Lendl, Pete Sampras e Roger Federer. Nadal ameaça Apesar do feito, Djokovic pode perder o posto para Rafael Nadal até o fim do ano. O adversário que o superou no último US Open está pró-

ximo: enquanto Djokovic tem 11.120 pontos, o espanhol alcançou 10.860. Para aumentar a diferença de 260 pontos, Djokovic precisa vencer o próximo torneio que disputará -- O China Open, que começou ontem e vai até 6 de outubro. METRO

Opinião

HELIO CASTRONEVES HELIO.CASTRONEVES @METROJORNAL.COM.BR

ACELERANDO NOVAMENTE! Olá, pessoal, tudo bom? Enquanto vocês estão aí no Brasil lendo esta coluna, eu estou aqui no Auto Club Speedway, que é o oval de duas milhas localizado em Fontana, na Califórnia. Nessa terça-feira estamos testando bastante e já trabalhando para um bom acerto do carro. E não é para menos, pois esse é o local da última etapa do IZOD IndyCar Series, que acontecerá no dia 19 de outubro. Como eu disse na semana passada para vocês, nós estamos trabalhando em duas frentes de forma simultânea. É como se a gente tivesse duas chavinhas na cabeça, cada momento acionando uma diferente. Antes desse fechamento do campeonato na costa oeste dos Estados Unidos, temos uma parada dura pela frente que é a rodada dupla no circuito de rua do Reliant Park, em Houston, Texas. Isso já na semana que vem, nos dias 5 e 6 de outubro. Apesar de já ter corrido no Texas várias vezes, inclusive na própria cidade de Houston, será a minha corrida de estreia no Reliant Park. Vou explicar. Eu corri nas ruas de Houston entre 1998 a 2001, ainda na época da Cart. Meus melhores resultados foram dois 5º lugar já correndo pela Penske (2000 e 2001). Depois disso, a Penske foi para a antiga IRL, hoje IndyCar, e obviamente não participamos das duas corridas no Reliant Park que aconteceram em 2006 e 2007. Isso significa dizer que, com carros Indy, só correram nesse local Sebastien Bourdais, Simon Pagenaud, Will Power, Graham Rahal, Oriol Servia, Alex Tagliani e Justin Wilson. Todos os demais do atual grid são novatos. Mas mesmo para quem já esteve lá, não vai fazer muita diferença porque já foi há muito tempo e todo o equipamento é diferente. Portanto, vai ser uma rodada dupla na qual todo mundo, de uma maneira ou de outra, vai partir do zero. Por tudo isso e muito mais as corridas de Houston serão especiais. Então, pessoal, o negócio é ficar ligado nas emissoras do Grupo Bandeirantes e colocar aí na agenda. Sempre no horário oficial de Brasília, a corrida de sábado, dia 5, terá a largada às 16h. Já a do domingo, 6, será um pouco mais cedo, 14h. É isso aí, semana que vem eu volto para falar do teste em Fontana e já dos preparativos para o final de semana em Houston. Depois de um intervalinho, agora é hora de “sentar o sapato”. Tudo de bom e vamos que vamos! Helio Castroneves, 38, nasceu em São Paulo e foi criado em Ribeirão Preto. É o piloto brasileiro com mais vitórias na Indy, com 28 conquistas, e venceu três edições da Indy 500 (2001, 2002 e 2009). Disputará em 2013 sua 16ª temporada na categoria e 14ª pelo Team Penske.

Sem jogar

Thiago Silva O zagueiro do Paris Saint-Germain e da Seleção Brasileira machucou a coxa esquerda no domingo, no clássico contra o Monaco, pelo Campeonato Francês. O PSG não informou a gravidade da lesão nem o tempo que o atleta ficará de molho. Há chance de Thiago ficar fora dos amistosos que o Brasil fará contra Coreia do Sul e Zâmbia, em 12 e 15 de outubro.

São Paulo

Série C: Treze tira liderança do Brasiliense no Grupo A Durou pouco a liderança do Brasiliense na Série C do Campeonato Brasileiro, conquistada após vitória sobre o Águia de Marabá no último domingo. Isso porque o Treze/PB venceu o ex-líder Fortaleza por 2 a 0, no mesmo dia, e igualou o número de pontos do Jacaré, 29. A equipe paraibana, no entanto, conta com uma vitória a mais. O Brasiliense pode re-

solver o impasse em casa: os dois times se enfrentarão no próximo domingo, às 10h, na Boca do Jacaré. Antes disso, no entanto, o Jacaré e o Treze/PB podem ser superados no topo. Nesta quarta-feira, o Luverdense-MT, que está em quinto, e o CRB-AL, em sexto, se enfrentarão. Ambos têm 27 pontos e quem ganhar pode alcançar a ponta. METRO

Liderança havia vindo após vitória contra o Águia | CLAUDIO REIS/BRASILIENSE

Começou mal

Técnico Muricy Ramalho não se abate com derrota

Bale sofre lesão e vira desfalque no Real Madrid

O técnico Muricy Ramalho, que venceu três partidas consecutivas após reassumir o comando do São Paulo, não se deixou abalar pelo primeiro revés, domingo, contra o Goiás, por 1 a 0. “Continuamos o trabalho, só assim vamos esquecer essa derrota e voltar a vencer. Não podemos desanimar. No futebol, vence quem trabalha mais.” METRO

Contratação mais cara da história do futebol, Gareth Bale sentiu lesão muscular na coxa no aquecimento do jogo do Real Madrid contra o Getafe, domingo. A lesão foi diagnosticada pelo departamento médico como “sobrecarga” e ele desfalcará o time também na quarta-feira, contra o Elche. METRO


BRASÍLIA, TERÇA-FEIRA, 24 DE SETEMBRO DE 2013 www.readmetro.com

{ESPORTE}

|15|◊◊

Abel Braga dispensa o Flamengo até 2014 Sem treinador. Ex-técnico do Fluminense disse ‘não’ a sondagens. Interino Jayme de Almeida segue no comando do rubro-negro, que enfrenta o Botafogo, amanhã, pela Copa do Brasil Depois do pedido de demissão de Mano Menezes, o Flamengo começou a procura por um substituto. O rubro-negro tem 27 pontos, a três da zona de rebaixamento. Os dirigentes chegaram a sondar o técnico Abel Braga, que deixou o Fluminense há quase dois meses, mas ouviuram“não”, ao menos temporário. O treinador disse que quer tirar o resto do ano para viajar com a família e descansar, e que só pensa em voltar ao futebol no ano que vem. “Assumir uma equipe faltando três meses para o fim da temporada é complicado. Eu seria o quarto técnico do ano do Flamengo e, se até agora não teve solução, não seria eu que mudaria a situação em pouco tempo”, disse Abel Braga, em entrevista ao Lancenet. METRO

Vasco. Por dois jogos, Juninho Pernambucano não entrará em campo

“O projeto do Flamengo é muito interessante para 2014. Se eu continuar no Brasil, não descarto a possibilidade. Pelo que me apresentaram, o Flamengo montará um bom time no ano que vem.” ABEL BRAGA, TÉCNICO

31% de chances de ser rebaixado tem o Flamengo, segundo o matemático Tristão Garcia, do site Infobola, à frente de Náutico (99%), Ponte Preta (84%), Vasco (57%) e Criciúma (54%).

Juninho Pernambucano será poupado | MARCELO SADIO/VASCO.COM.BR

Abel deixou o Fluminense há quase dois meses | CELSO PUPO / FOTOARENA

Décimo oitavo colocado na tabela do Campeonato Brasileiro com apenas 24 pontos em 23 rodadas; a três pontos do primeiro time fora do grupo da degola e com 57% de chance de rebaixamento – segundo o matemático Tristão Garcia, do site Infobola –, o Vasco está em crise. Para piorar, terá de poupar seu principal jogador, Juninho Pernambucano, nos próximos dois jogos: o primeiro, contra o Goiás, amanhã, às 21h50, em Goiânia, no confronto de ida das quartas de final da Copa do Brasil, e o

segundo contra o Bahia, domingo, em Salvador, pela 24ª rodada do Brasileiro. Outro desfalque do time da Colina contra o Goiás é o zagueiro Rafael Vaz, que já atuou pelo Ceará na Copa do Brasil. A delegação permaneceu ontem em Belo Horizonte – onde perdeu para o Atlético-MG por 2 a 1, domingo, no Independência, no encerramento da 23ª rodada – e segue hoje para Goiânia. Quem se juntará à delegação é o zagueiro Jomar, que desfalcou o Vasco nos últimos dois jogos. METRO


20130924_br_brasilia  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you