Page 3

PORTO ALEGRE, TERÇA-FEIRA, 23 DE JULHO DE 2013 www.readmetro.com

{FOCO}

|03|◊◊

Viaduto terá R$ 10 milhões para reforma Recuperação. Verba do PAC Cidades Históricas será disponibilizada para revitalização do Otávio Rocha, monumento histórico do Centro Uma das mais importantes obras viárias da capital, que atualmente é monumento tombado pelo patrimônio histórico, receberá R$ 10 milhões para ser revitalizada. O viaduto Otávio Rocha, popularmente conhecido como viaduto da Borges, vítima da passagem do tempo e de recorrentes atos de vandalismo, ganhará uma injeção de recursos após a conclusão do estudo técnico que detalha a necessidade de recuperação. A expectativa é de que o estudo seja concluído em setembro. A estrutura inaugurada em 1932 é considerada a principal já edificada pela prefeitura, que reconhece a necessidade de urgência nos reparos. Padecendo por problemas de infiltrações e vazamentos, que afligem permissionários do local, a obra está sendo estudada por técnicos da Engeplus Engenharia e Consulto-

“O viaduto precisa de investimentos pesados, não só por fatores estéticos, mas por estruturais.” SEBASTIÃO MELO, VICE-PREFEITO DE PORTO ALEGRE

raia. O laudo que pontuará os problemas do monumento tombado será entregue à prefeitura com pelo menos três meses de atraso. “O viaduto precisa de investimentos pesados, não só por fatores estéticos, mas por estruturais. É uma matéria que está há muito tempo na cidade”, relatou o vice-prefeito Sebastião Melo. Com o estudo técnico em mãos, a prefeitura receberá o investimento destinado do programa do governo federal PAC Cidades Históricas para contratar, mediante a um

processo licitatório, a empresa responsável pelas obras de revitalização. A verba é um alento aos comerciantes que trabalham no local, cujas condições afugentam o público. “Chegou o momento de nós restaurarmos o viaduto. Da forma como está, não dá. Quem passa aqui vai ver os esgotos transbordando, paredes pichadas. Chegou ao limite”, relata o presidente da Associação Representativa e Cultural dos Comerciantes do Viaduto Otávio Rocha, Adacir Flores.

‘Infiltrações generalizadas’ são o principal problema

Voz aos comerciantes Nesta quinta-feira, permissionários do viaduto, que possui oito estabelecimentos regularizados e com aluguel em dia, farão uma audiência com a prefeitura. O objetivo dos comerciantes é participar ativamente do processo de revitalização do viaduto. METRO POA

As inúmeras pichações estão longe de ser o principal problema do viaduto Otávio Rocha, reformado pela última vez em 2002. Segundo o coordenador de Memória da Secretaria Municipal da Cultura, Luiz Custódio, “infiltrações generalizadas” puxam a fila dos problemas que atualmente maculam a

Irregularidades no piso das escadarias laterais são problemas da estrutura | GABRIELA DI BELLA/METRO

Furto após incêndio

Protesto reúne cerca de 300 pessoas na capital O Bloco de Luta pelo Transporte Público promoveu ontem à noite o primeiro protesto após a ocupação da Câmara de Vereadores, ocorrida entre os dias 10 e 18 de julho. Cerca de 300 manifestantes se concentraram em frente ao Paço Municipal e iniciaram uma caminhada pela avenida Júlio de Castilhos com destino ao camelódromo de Porto Alegre. Mais tarde, o grupo retornou à frente da prefeitura. | GABRIELA DI BELLA/METRO

imagem do monumento. “O problema principal do viaduto não são as pichações, ou um dos problemas mais visíveis pela população, mas sim os problemas de infiltrações generalizadas, tanto das edificações laterais, como das lajes da escadaria, com uma necessidade de impermeabilizaLeite Compen$ado

ção”, afirmou Custódio. Os estudos técnicos, que custaram R$ 398,1 mil aos cofres municipais, analisam as estruturas de instalações elétricas, hidrossanitárias, telefônicas, de gás, refrigeração e a impermeabilização da estrutura, localizada na Borges com a Duque de Caxias. METRO POA Prazo

Cabos elétricos do Mercado são furtados

Ação do MP indisponibiliza bens no interior

TRI Escolar do 1o semestre será aceito até agosto

Foi constatado ontem o desaparecimento de 570m de cabos elétricos que haviam sido instalados no Mercado Público. Tendo em vista a gravidade da situação, o prefeito em exercício, Sebastião Melo, determinou a imediata abertura de expediente para apuração dos fatos. Será feito o levantamento de imagens de videomonitoramento e registro de ocorrência. Os cabos vinham sendo colocados no Mercado há pouco mais de uma semana pela empresa Mercúrio, contratada para instalar uma rede elétrica paralela no prédio, já que a fiação original ficou comprometida após o incêndio. METRO POA

Em ação do Ministério Público realizada em Horizontina, a Justiça acatou parcialmente um pedido de liminar que determinou a indisponibilidade dos bens do vereador Larri Lauri Jappe e de sua empresa de transporte de leite. A mesma medida foi aditada a outras três pessoas e a empresa A.R. Signor & Cia Ltda na cidade de Ronda Alta. Os demandados foram proibidos pela justiça de produzir, transportar ou fornecer produtos lácteos fora das normais legais, sob pena de serem multados em R$ 500 mil.

Estudantes devem revalidar o TRI Escolar referente ao segundo semestre de 2013. A partir de agosto, apenas os cartões com a nova validade poderão receber recargas. A exigência não inclui professores e alunos que comprovaram actividade estudantil para todo o ano letivo, quando da confecção do TRI Escolar ou renovação. Os postos de recarga ficam localizados na rua Uruguai, 45; Terminal Triângulo; rua Tereza Cristo, 115 e avenida Bento Gonçalves, 1.444. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone 3221-5699.

METRO POA

METRO POA

20130723_br_portoalegre