Page 1

O Jornal Metro é impresso em papel certificado FSC, com garantia de manejo florestal responsável, pelo Grupo Sinos S/A.

TULLIO M. PUGLIA/GETTY IMAGES

Papa chega nesta segunda Visita terá proteção especial do Exército

PÁGS. 06 E 07

PAIXÃO E TRAGÉDIA

‘CAMILLE & RODIN’ É ATRAÇÃO DO FINAL DE SEMANA NO TSP PÁG. 11 PORTO ALEGRE Sexta-feira, 19 de julho de 2013 Edição nº 425, ano 2 MÍN: 6°C MÁX: 15°C sunny

snow

rain

partly

cloudy

www.readmetro.com | leitor.poa@metrojornal.com.br | www.facebook.com/metrojornal | @jornal_metropoa sunny

sleet

thunder

part sunny/ showers

thunder showers

windy

Capital é mais perigosa para jovens que Iraque hazy

showers

Violência. Estudo mostra que taxa de homicídios na faixa etária de 15 a 24 anos, em Porto Alegre, é de 82 para cada grupo de 100 mil habitantes. Durante a guerra, índice no país do Oriente Médio era de 64 mortes por 100 mil habitantes entre a população em geral PÁG. 04

Grupo saiu na manhã de ontem | GABRIELA DI BELLA/METRO

Câmara é desocupada e foto repercute

RECICLE A INFORMAÇÃO: PASSE ESTE JORNAL PARA OUTRO LEITOR

Massa de ar polar traz mínimas perto de 0ºC a partir de domingo na capital

DE CONGELAR PÁG. 04

Depois do dia chuvoso de ontem, termômetros despencam e meteorologia não descarta neve até em Porto Alegre | GABRIELA DI BELLA/METRO

Manifestantes mascarados posaram nus junto a galeria de fotografias de vereadores de Porto Alegre PÁG. 02

Atenção na hora de comprar carro por financiamento Taxas de juros cobradas por bancos podem variar até seis vezes, indo de 9% a 54% ao ano no país PÁG. 08


1 FOCO

Santa Maria

Arquivado

A 4 Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Estado determinou ontem o arquivamento da denúncia contra o prefeito de Santa Maria, Cezar Schirmer (foto), no caso do incêndio da Boate Kiss. A Justiça entendeu que não há indícios de responsabilidade de Cezar Schirmer na tragédia de 27 de janeiro que matou 242 pessoas. O prefeito havia sido apontado no inquérito da Polícia Civil por homicídio culposo.

|02|

PORTO ALEGRE, SEXTA-FEIRA, 19 DE JULHO DE 2013 www.readmetro.com

{FOCO}

Grupo deixa R$ 0,20 ao presidente da Câmara Após oito dias. Ao desocupar plenário, manifestantes fizeram provocação Quando chegou ontem ao plenário da Câmara Municipal, a qual preside, o vereador Thiago Duarte (PDT) viu em sua mesa um bilhete preso acompanhado de duas moedas de R$ 0,10. O recado nomeava remetente e destinatário. “De: Bloco. Para: Presidência. ‘Nós somos os R$ 0,20’”, escreveram os manifestantes numa referência ao valor para o qual foi reajustada a passagem de ônibus em março (e depois revogado), que após oito dias concluíram ontem a desocupação do Legislativo. Apoiadas sobre o papel, as moedas simbolizavam a luta do grupo que deixou Câmara em dois momentos: na noite de quarta-feira e na manhã de ontem, quando foram protocolados dois projetos de lei, cumprindo o acordo entre o Bloco de Lutas pelo Transporte Público e vereadores firmado em audiência de conciliação na quarta-feira. Os projetos que preveem passe livre para es-

tudantes e desempregados e a abertura das planilhas de contas das empresas de ônibus foram protocolados pelas vereadoras Sofia Cavedon (PT) e Fernanda Melchionna (Psol). Nudismo gera polêmica Uma imagem causou polêmica ontem nas redes sociais. A foto de autor desconhecido mostra cerca de 20 jovens nus com o rosto coberto posando junto a galeria de fotografias de vereadores. Thiago Duarte não adjetivou a manifestação, mas disse que tomará providências para punir os responsáveis pelo ato. “Nós estamos avaliando, mas vamos tomar providências firmes, pode ter certeza”, garantiu o presidente da Casa. Alguns danos ao patrimônio da Câmara foram identificados ontem, como uma pia, cadeira e mesa quebradas, vidraças trincadas e gradis entortados. METRO POA

O presidente da Câmara Municipal, vereador Thiago Duarte (PDT), conferiu situação do plenário | GABRIELA DI BELLA/METRO

Moedas foram deixadas na mesa do presidente | GABRIELA DI BELLA/METRO

Grupo posou nu junto a galeria com quadros de cabeça para baixo | REPRODUÇÃO

a

Rodoviários param e milhares ficam sem ônibus

Cotações Dólar - 0,09% (R$ 2,22) Bovespa + 0,53% (47.656 pts) Euro - 0,47% (R$ 2,91) Selic (8,50%)

Salário mínimo (R$ 678)

Cerca de 300 manifestantes se reuniram em frente à garagem da Carris na manhã de ontem | GABRIELA DI BELLA/METRO FALE COM A REDAÇÃO leitor.poa@metrojornal.com.br

051/2101.0471

O jornal Metro circula em 23 países e tem alcance diário superior a 20 milhões de leitores. No Brasil, é uma joint venture do Grupo Bandeirantes de Comunicação e da Metro Internacional. É publicado e distribuído gratuitamente de segunda a sexta em São Paulo, Brasília, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Curitiba, Porto Alegre, ABC, Santos e Campinas, somando mais de 480 mil exemplares diários.

Rodoviários fizeram nova paralisação ontem em Porto Alegre. Trabalhadores das empresas Carris e Nortran, responsáveis por 35% do transporte coletivo da capital, permaneceram nas garagens desde às 4h30. À exceção de oito veículos da Nortran e 14 da Carris, o restante da frota das companhias permaneceu parado nas garagens. Na quarta-feira, um grupo de rodoviários e o presidente do sindicato da categoria, Julio Gamaliel, tiveram uma discussão acalorada no Foro do Partenon, para uma audiência de conciliação. Gamaliel teria ameaçado os grevistas

com uma arma, informação negada por ele. “É só pegar as câmeras de segurança do Foro do Partenon e ver quem agrediu quem. Vamos ver quantos tentaram me intimidar, quantos tentaram atingir meu carro e minha advogada”, disse o sindicalista, que também nega a acusação de ter atropelado um funcionário da Carris na confusão. Após cerca de 13 horas parados, os ônibus das duas empresas voltaram a circular. O retorno foi determinado pelo Tribunal Regional do Trabalho, para que os veículos operassem ainda no final da tarde. METRO POA

EXPEDIENTE Metro Brasil. Presidente: Cláudio Costa Bianchini. (MTB: 70.145). Editor Chefe: Luiz Rivoiro. (MTB 21.162). Diretor Comercial e Marketing: Carlos Eduardo Scappini. Diretora Financeira: Sara Velloso. Diretor de Tecnologia e Operações: Luiz Mendes Junior. Gerente Executivo: Ricardo Adamo. Coordenador de Redação: Irineu Masiero. Editor-Executivo de Arte: Vitor Iwasso. Metro Porto Alegre. Gerente Executivo: Luís Grisólio. Editor Executivo: Maicon Bock (11.813 DRT/RS). Editora de Arte: Julia Rodrigues. Grupo Bandeirantes de Comunicação RS. Diretor-Geral: Leonardo Meneghetti.

Editado e distribuído por Metro Jornal S/A. Endereço: rua Delfino Riet, 183, Santo Antônio, 90660-120, Porto Alegre, RS. Tel.: (051) 2101-0471 O jornal Metro é impresso no Grupo Sinos S/A. A tiragem e distribuição desta edição são auditadas pela BDO. 40.000 exemplares


|04|

PORTO ALEGRE, SEXTA-FEIRA, 19 DE JULHO DE 2013 www.readmetro.com

{FOCO }

Assassinatos de jovens sobem 4% em 10 anos

Alerta. Pesquisa divulgada pelo Centro Brasileiro de Estudos Latino-Americanos aponta que casos em Porto Alegre aumentaram. Dados são maiores que os do Iraque em guerra Enquanto no Iraque dos tempos de guerra, entre 2004 e 2007, morreram 64,9 pessoas a cada grupo de 100 mil habitantes de sua população geral, Porto Alegre perdeu, em 2011, 82,9 de seus jovens de 15 a 24 anos a cada parte de 100 mil. Um aumento de 4% se comparado a 2001. Em números absolutos, subiu de 176 para 184 o número de vidas perdidas neste período. Ao traçar um novo mapa da violência no Brasil, o Centro Brasileiro de Estudos Latino-americanos adianta: não há muitos motivos para festejar; pelo contrário. Dados que retratam uma década, entre 2001 e 2011, apontam que a situação só se agrava no país. No RS e Porto Alegre não é diferente. Apesar de figurar em 8º lugar no ranking entre os 27 Estados, nos homicídios juvenis, suas 35,8 mortes a cada 100 mil habitantes são três vezes maior que os níveis considerados epidêmicos pela Organização Mundial da Saúde, que seria 10, São Paulo tem os melhores resultados e mesmo assim giram em torno dos 20,3. Mas o estudo, divulgado ontem, também revela que Porto Alegre registra a menor alta de homicídios nos últimos dez anos entre os Estados do Sul. Na capital, o índice, que em 2001 era de 36,5 por 100 mil habitantes, se manteve praticamente estável, com leve alta de 1,3%, chegando a uma média de 36,9, em 2011. LETÍCIA BARBIERI METRO PORTO ALEGRE

MAPA DA VIOLÊNCIA 2013 NÚMEROS REVELAM ALTAS TAXAS DE HOMICÍDIOS ENTRE JOVENS EM PORTO ALEGRE E NO ESTADO 100 80 60 40 20

82,9 70,1 52,4

53,4 35,8

32,7 2001

* TAXA ANUAL POR 100 MIL HABITANTES

VARIAÇÃO

Porto Alegre Brasil RS

18,3% 1,9% 9,4%

Temperatura já começou a baixar ontem, na capital | GABRIELA DI BELLA/METRO

2011 ** JOVENS ENTRE 15 E 24 ANOS

NO IRAQUE

CENÁRIO NACIONAL

Virada. Depois da chuva, capital terá frio de 1ºC

A cara do inverno Os próximos cinco dias prometem ser congelantes no Estado. Dois pulsos de ar polar Hoje farão os termômetros tremerem. O primeiro trará forte ENTRE OS ANOS 1980 E 2011, MÍN: 6°C queda da temperatura da caMORRERAM NO PAÍS: NOSSA TAXA DE 54,8 MÁX: 15°C pital hoje. O segundo chegaHOMICÍDIOS POR rá domingo fazendo com que 100 MIL JOVENS É: partly cloudy sleet sunny snow rain Porto Alegre possa registrar sunny 1.145.908 995.284 205.890 As três causas VEZES À DE HONG KONG partly sunny Amanhã snow rain evento de frio intenso. SUPERIOR somadas totalizam sunny vítimas de vítimas de pessoas Como a atmosfera estará À DA INGLATERRA VEZES acidentes de suicidaram-se homicídio MÍN: 8°C OU DO JAPÃO extremamente gelada, não SUPERIOR trânsito MÁX: 17°C está descartada ashowers ocorrência VEZES À DA ALEMANHA hazy SUPERIOR OU ÁUSTRIA de uma forma granulada de showers hazy neve. De acordo com o meDomingo teorologista Luiz Fernando Nachtigall, do Sistema ClimaMÍN: 4°C tempo, da prefeitura, devido MÁX: 10°C ao ar muito gelado com valores baixos, a cota de neve vai thunder windy partly cloudy sleet thunder part sunny/ rain partly cloudy sleet sunny rain estar muito pertosnow da superfí100 porsnow dia e expectativa Interromper os estudos pa- grave. Precisamos criar con- R$sunny showers sunny showers sunny Segunda ra ajudar nas contas da casa, dições para eles adquirirem de vida até os 23 anos. Se ti- cie e pode vir a se dar até em ir atrás de um emprego e não uma identidade e desviar eles rarmos dos nossos dados os áreas ao nível do mar como MÍN: 1°C jovens, o Brasil tem números Porto Alegre, em caso de insconseguir uma carteira assi- do tráfico”, considera. MÁX: 10°C para mundo. As maio- tabilidade. Prognósticos Mas este não é um proble- de primeiro nada, voltar e receber uma showers showers hazy hazy contueles por- snoweste tipo oferta do tráfico. Assim se de- ma que a polícia resolverá so- res vítimas hoje são sunny partly cloudy sleet thunder part sunny/ rainde fenômeno, confiáveis e senham as alternativas dos jo- zinha, avisa Pinheiro. A ques- que não têm espaço na socie- do, somente sãosunny showers vens da periferia da capital, tão é social. “O jovem hoje dade. Não adianta ir sábado podem ser melhor detalhados gerenciamento de emergências da prefeitura para adoção pela análise do secretário es- fica excluído do processo so- de tarde lá botar música para no curto prazo. A perspectiva deste segun- de medidas e orientações à tadual da Segurança Pública cial e tem de optar entre dar eles e ir embora. Eles têm que do pulso de ar muito gelado população de rua para os efeiem exercício, Juarez Pinhei- um seguimento adequado à ter espaço para crescer. hazyA polí-showers ro. “No que tange os jovens, sua formação ou vai virar sol- cia sozinha não vai resolver”, fez com que o Sistema Metro- tos e os riscos do frio intenso. clima acionasse o sistema de a nossa situação é muito mais dado do crime que oferece avisa. LETÍCIA BARBIERI METRO POA A taxa de homicídios que em 1996 era de 24,8 por 100 mil habitantes, e cresceu para 27,1 em 2011

A taxa de homicídios juvenis, que era de 42,4 por 100 mil jovens, foi para 53,4

A taxa média de homicídios entre 2004 e 2007, da população em geral, foi de 64,9 para 100 mil habitantes

547 2.347.082 273 VÍTIMAS 137

thunde

cloud

Sem alternativa, o crime

thunder

thunde shower


|06|

PORTO ALEGRE, SEXTA-FEIRA, 19 DE JULHO DE 2013 www.readmetro.com

{BRASIL} RICARDO MO

RAES/REUTER

S

FABIO TE

IXEIRA/B

RAZIL PH

CURTAS

OTO PRES S/FOLH AP

RESS

Copa terá policiais à paisana Para tentar conter distúbrios no meio da multidão em Copacabana, onde são esperadas até 2 milhões de pessoas nos dois eventos com a presença do papa, a Festa de Acolhida e a Via Crucis, na quinta e sexta-feira, respectivamente, policiais a paisana ficarão no meio do público, segundo informou o secretário Extraordinário de Grandes Eventos, José Monteiro . O objetivo é conter possíveis distúrbios e informar os centros de controle sobre manifestações e tumultos que possam surgir. R.M. ALE SILVA/FUTURA PRESS

Imagens e

Papamóvel aberto preocupa O pedido feito pelo próprio papa Francisco, para que o papamóvel não seja blindado, não agradou às autoridades de segurança brasileiras e se tornou um motivo de preocupação a mais. Por conta disso, a tendência é que a segurança pessoal do Pontífice, que será realizada pela Polícia Federal, seja reforçada. “A segurança pessoal dele se adapta àquilo que é decidido politicamente”, informou José Monteiro, secretário de Grandes Eventos. R.M.

Medalhas comemorativas A Casa da Moeda do Brasil lança, na terça-feira, às 9h, 10 mil medalhas comemorativas (7 mil em bronze, 2.950 em prata e 50 em ouro) da visita do papa ao Cristo Redentor. O valor das medalhas foi reduzido por causa da alta tiragem e da diminuição da margem de lucro da Casa da Moeda. No lançamento, haverá uma cerimônia com a presença do arcebispo do Rio de Janeiro, Dom Orani Tempesta, e de membros da comitiva papal. METRO RIO

Policiais já fazem

s, lexo de Manguinho Varginha, no Comp ela fav na la pe segurança de ca

Francisco já

se espalh

am pela ci

dade

rças Armadas Segurança. Fo

vão controlar

cia o poder de polí rã te e d n o , a b rati acesso em Gua

Exército da fé vai barrar JMJ Rio 2013 FRASES “Não há indícios, mas o risco para a Jornada é de 100%. Trabalhamos sempre com a pior hipótese.” GENERAL JOSÉ ABREU, COMANDANTE DA 1ª DIVISÃO DO EXÉRCITO

“Nossa maior preocupação é com os crimes de oportunidade na multidão, com o batedor de carteira.” JOSÉ MONTEIRO, SECRETÁRIO DIVULGAÇÃO BC

itar

onde o papa irá vis

posters de

EXTRAORDINÁRIO DE GRANDES EVENTOS

mascarados Considerada um evento de risco máximo pelo Exército, a JMJ (Jornada Mundial da Juventude) terá relativa tolerância em caso de manifestações. Segundo o general José Abreu, coordenador de segurança do evento pelas Forças Armadas, pessoas com máscaras e camisas escondendo o rosto serão barradas pelos militares em Guaratiba, antes mesmo de chegarem ao Campus Fidei, local da Vigília e da Missa de Envio, ambas com a presença do papa Francisco, nos dias 27 e 28, respectivamente. Nas três rotas de peregrinação, 7 mil militares farão a segurança no caminho, montando linhas de controle, a 4 km das entradas do terreno, para fazer uma filtragem e antecipar problemas, como a chegada de grupos que aparentem querer criar

confusão. “Mascarados serão impedidos de entrar. Quem esconde a cara tem uma motivação para isso”, afirmou o general Abreu. Cartazes podem ser tolerados, mas caso um protesto comece a acontecer dentro do Campus Fidei – que deve atrair de 1,5 milhão a 2 milhões de pessoas –, a reação para contê-lo será decidida na hora. “Depende do ânimo deles [manifestantes] de tumultuar ou não. É o momento que vai decidir. De repente, não vale a pena agir, pode ter um desdobramento pior”, avaliou o general. No Campus Fidei, as Forças Armadas terão poder de polícia para agir, conforme decreto presidencial já publicado. Em outras áreas, só com novo decreto, mas, para isso, é necessário que o governador Sérgio Cabral enten-

da que a situação tenha saído de controle e faça o pedido à presidente Dilma Rousseff. No altar do local, onde vai ficar o papa, a segurança será feita por 400 militares, que não estarão fardados, e sim de terno e gravata, além de desarmados. Dentro do terreno de 1,36 milhão de m², serão 800 militares, todos também sem arma letal ou não-letal. O total do efetivo de segurança da JMJ é de mais de 20 mil homens, sendo 10,2 mil das Forças Armadas e o restante das polícias Militar, Civil, Federal e Rodoviária Federal, da Força Nacional de Segurança, Guarda Municipal, Corpo de Bombeiros, Defesa Civil e Cet-Rio. RENATA MACHADO METRO RIO


PORTO ALEGRE, SEXTA-FEIRA, 19 DE JULHO DE 2013 www.readmetro.com

{BRASIL}

‘O povo saberá acolher aquele que vem em nome do Senhor’

tural e democrático.

A JMJ, como o nome diz, é voltada para os jovens. Como o evento impulsiona a renovação da fé? O jovem é o melhor apóstolo do próprio jovem. Ele tem seu ambiente, sua linguagem, seus questionamentos, e isso é algo comum para todos. Na jornada, acontecem as catequeses, nas quais há o aprofundamento dos conhecimentos sobre a Igreja e a renovação do compromisso missionário. Há também o encontro de culturas, a partilha de experiências, que revigoram a fé.

mos em comunhão, uns com os outros, mas com dignidade, com acesso à saúde, à educação, à cultura. Nada do que é humano é indiferente à Igreja, ela é guardiã da pessoa humana e dos seus direitos.

O Brasil vive um momento de efervescência, com protestos nas ruas. A Igreja está em sintonia com esse processo? Jesus Cristo quer que viva-

Ele comentou algo sobre isso? Não. Mas o papa me pareceu muito tranquilo, considerando as manifestações como algo na-

O papa Francisco está acompanhando o desenrolar dos acontecimentos por aqui? Eu entreguei ao papa a mensagem da CNBB sobre as manifestações. São causas justas da população e cabe às autoridades ler e responder aos anseios da sociedade.

POLÍCIA MILITAR MAIS DE

6,5 MIL AGENTES

FORÇA NACIONAL

1,3 MIL HOMENS

Há algum temor de que os protestos possam atrapalhar a visita do papa? A JMJ é uma experiência de fé, um momento de grande alegria. O papa não vem ao Brasil como um chefe de Estado, mas como um líder religioso que traz uma mensagem de paz. O povo compreende o sentido dessa viagem e saberá acolher bem aquele que vem em nome do Senhor. Caso ocorra algum protesto, não creio que vai interferir na nossa programação. A Igreja tem passado por uma série de percalços, com denúncias de corrupção e pedofilia. Isso afasta os fiéis? Eu não creio que afaste. A Igreja já tomou uma série de medidas sobre esses assuntos. Quem se informar vai fazer o discernimento. Há muitas generalizações, ‘ah, a Igreja é corrupta’, e isso é perigoso. METRO

5

É um evento religioso criado pelo papa João Paulo 2º nos anos 1980. Visa atrair principalmente os jovens, para que conheçam o Evangelho e se aproximem da religião.

2

Qualquer pessoa. Para participar como peregrino, é preciso fazer uma inscrição e pagar uma taxa (que varia conforme o pacote). Desde o dia 11, as inscrições só podem ser feitas presencialmente, no Sambódromo do Rio de Janeiro.

O que acontece durante a JMJ?

6

Catequeses, orações, palestras, momentos de partilha e atividades culturais. Há também grandes atos, como a acolhida do papa e a Via-Sacra.

3

Quando a jornada é realizada?

7

Há um lema para o evento? Qual é?

Sim, todas as jornadas têm um lema, que traz elementos do momento atual da sociedade. Este ano, o lema é “Ide e fazei discípulos entre todas as nações” (Mt 28, 19).

8

Nenhuma aeronave sem autorização poderá decolar na cidade, incluindo ultraleves, quando o papa estiver em atividades públicas

Proibida a circulação de aeronaves em um raio de 14 km de diâmetro nos locais onde o papa estiver (apenas com a autorização prévia)

Não serão permitidos voos de táxi-aéreo e aeronaves particulares em um raio de 24 km de diâmetro

10,2 MIL

militares ao todo, com a missão de ocupar lugares estratégicos e prestar toda a segurança ao papa e aos peregrinos, além de fazer patrulha reforçada no ar e no mar

2,5 MIL

sendo 316 nos aeroportos, 200 no policiamento da Residência do Sumaré e 40 na escolta do papa

150 viaturas, 27 embarcações e 2 helicópteros

5,1 MIL HOMENS

entre guardas municipais e agentes de controle urbano

POLÍCIA CIVIL NÚMERO AINDA NÃO FOI FECHADO

POLÍCIA RODOVIÁRIA FEDERAL RESPONSÁVEL PELA ESCOLTA NOS DESLOCAMENTOS DO PAPA

HOMENS

6

NAVIOS

20

EMBARCAÇÕES DE APOIO

115

não informou quantidade “por questões de segurança”

VIATURAS OPERATIVAS

CET-RIO

8

2.840

CONTROLADORES DE TRÂNSITO

30 de junho de 1980 O primeiro pontífice a pisar em terras brasileiras foi João Paulo 2º. No auge de sua forma, aos 60 anos, Karol Wojtyla fez uma turnê de 12 dias em 13 cidades e conversou com o então presidente, o general João Figueiredo. Também se reuniu com sindicalistas de São Paulo, entre eles, Luiz Inácio Lula da Silva.

Pontífice beijou o chão, um gesto que se tornaria sua marca

12 de outubro de 1991 Ainda com boa saúde, João Paulo 2º ficou nove dias no Brasil. Em Natal, fez um discurso contra o crescimento das igrejas evangélicas, alertando para a “sedução das seitas”. Ele foi recebido pelo então presidente, Fernando Collor de Mello, que já enfrentava denúncias de corrupção.

FORÇAS ARMADAS

1,7 MIL

GUARDA MUNICIPAL

Francisco é o terceiro papa a desembarcar no Brasil. Veja como foram as outras visitas:

CONTROLE DO ESPAÇO AÉREO

1.501

AGENTES

Há alguma preparação para a JMJ?

Nos dias que antecedem o encontro, ocorre a Pré-Jornada, nas dioceses do país. Há orações, atividades culturais, visitas históricas e momentos de festa.

MARINHA

HOMENS

Como é feita a hospedagem dos peregrinos?

Os peregrinos que optaram por ter hospedagem vão ficar em casas de família, associações, escolas, universidades e quadras poliesportivas.

BOMBEIROS

POLÍCIA FEDERAL

É preciso pagar para participar da jornada?

Apenas os peregrinos pagam. Mas a jornada tem uma série de eventos gratuitos e abertos ao público, entre eles, a cerimônia de abertura, a acolhida do papa, a Via-Sacra e a missa em Aparecida.

Os encontros mundiais ocorrem em intervalos de dois ou três anos. A última jornada foi em agosto de 2011, em Madrid, na Espanha. Desta vez, será entre os dias 23 e 28, no Rio de Janeiro.

4

Quem pode participar da JMJ?

30.JUN.80/FOLHAPRESS

1

O que é a Jornada Mundial da Juventude?

LINHA DO TEMPO

BLINDADOS

3

AERONAVES

Karol Wojtyla com índios, durante missa em Cuiabá

EXÉRCITO

7 MIL HOMENS

380

VIATURAS

10

HELICÓPTEROS

LUCIANO MELLACE/ARQUIVO/REUTERS

DOM RAYMUNDO DAMASCENO, PRESIDENTE DA CNBB (CONFEDERAÇÃO NACIONAL DOS BISPOS DO BRASIL)

ESQUEMA DE SEGURANÇA

8

PERGUNTAS E RESPOSTAS

2 de outubro de 1997 Debilitado, João Paulo 2º passou quatro dias no Rio de Janeiro, durante o 2º Encontro Mundial com as Famílias. O pontífice, que foi recebido pelo então presidente, Fernando Henrique Cardoso, já não era uma celebridade, mas arrancou aplausos ao dizer, em português: “Se Deus é brasileiro, o papa é carioca.”

9 de maio de 2007

AERONÁUTICA

700

HOMENS

1

ESCUDO DE MÍSSEIS

Dois anos depois de ter sido eleito papa, Bento 16 desembarcou no Brasil para uma visita de quatro dias, concentrada no Estado de São Paulo. O pontífice orou no Santuário de Aparecida, se reuniu com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e canonizou Frei Galvão, o primeiro santo genuinamente brasileiro.

1

BATERIA ANTIAÉREA EM PONTOS ESTRATÉGICOS

CAÇAS F-5 E SUPERTUCANO

Papa abraça menino no centro de reabilitação de Guaratinguetá

PAULO WHITAKER/ARQUIVO/REUTERS

ENTREVISTA

|06|◊◊ |07|◊◊


|08|

Telefonia. Anatel estuda facilitar cancelamento do contrato de serviço O conselho diretor da Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) estuda a criação de regras que facilitem o cancelamento de serviços de telefonias fixa e móvel, TV por assinatura e internet. O novo regulamento está em debate na agência e tem previsão de aprovação em até 30 dias. O objetivo é evitar que o cliente tenha que interagir com atendentes e que enfrente longas esperas e transferências de um ramal para outro. Uma das possibilidades seria incluir uma opção de cancelamento de serviço no primeiro menu eletrônico da central de atendimento telefônico da prestadora. Outra seria permitir o cancelamento por meio da internet, sem necessidade de passar por atendentes. Segundo a Anatel, muitos usuários entram em contato com a central de atendimento da agência reclamando que não con-

PORTO ALEGRE, SEXTA-FEIRA, 19 DE JULHO DE 2013 www.readmetro.com

{ECONOMIA}

Taxa de juro para financiar carro varia até 6 vezes

Crédito. Valores cobrados vão de 9% a 53,93% ao ano, segundo o Banco Central. Instituições de montadoras cobram menos

CUSTO DO FINANCIAMENTO Confira as menores taxas de juros* Ao mês (%) Ao ano (%)

INSTITUIÇÃO

CIA CFI RCI BRASIL S.A. (RENAULT)

Agência quer evitar espera em call center | ANTONIO CRUZ/ABR

seguem cancelar um serviço porque as empresas dificultam este procedimento. O pedido só acaba sendo atendido após o contato da Anatel com a empresa. Quando o regulamento for aprovado, a Anatel prevê um prazo de 90 dias para que as operadoras possam se adaptar à regra. METRO

O custo do financiamento de um veículo pode ficar até seis vezes maior, de acordo a instituição financeira escolhida. Levantamento do BC (Banco Central) mostra que a instituição que cobra a menor taxa de juro é ligada à montadora Renault, com juros de 0,72% ao mês, ou de 9% ao ano. Entre as 47 instituições da pesquisa, o banco Omni apresenta a maior taxa, de 3,66% ao mês ou 53,93% ao ano. De acordo com os dados do BC, sai mais barato contratar o financiamento do automóvel nas financeiras de montadoras do que nos grandes bancos de varejo. Sete bancos de montadoras cobram taxas menores. No entanto, as financeiras de montadoras exigem, em geral, uma entrada maior para conceder o empréstimo. A taxa mais baixa entre

os principais bancos de varejo é a do Citibank, que cobra juros de 1,20% ao mês ou 15,42% ao ano. A maior é a do Bradesco: 1,47% ao mês, ou 19,12% ao ano. Caixa promove Salão Até amanhã, a Caixa Econômica Federal e o Banco Pan promovem o Salão Auto Caixa em 27 regiões metropolitanas. O evento oferece taxas de financiamento que variam de 0,75% a 1,51% ao mês, com prazo para pagamento de até 60 meses. Os gerentes da Caixa estarão nas 525 concessionárias participantes. Os juros variam conforme a cota a ser financiada e o relacionamento do comprador com o banco, por exemplo. A lista das concessionárias participantes está disponível no endereço www. s a l a o a u t o c a i x a . c o m . b r. METRO

0,72

BCO PSA FINANCE BRASIL S.A. (PEUGEOT) 0,82 BCO MERCEDES-BENZ S.A. BCO GMAC S.A. (GM/CHEVROLET) BCO HONDA S.A. BCO VOLKSWAGEN S.A BCO TOYOTA DO BRASIL S.A. BCO CITIBANK S.A. GOLCRED S/A - CFI SCANIA BCO S.A. CAIXA ECONÔMICA FEDERAL ITAÚ UNIBANCO BM S.A. HSBC BANK BRASIL S.A. BCO MULTIP BCO DO BRASIL S.A. BCO DO EST. DO RS S.A. BCO FIAT S.A. BCO. J.SAFRA S.A. BCO SANTANDER (BRASIL) S.A. FINANC. ALFA S.A. CFI BCO VOLVO BRASIL S.A. BCO BRADESCO S.A. BCO RODOBENS S.A. BCO BANESTES S.A. BCO BRADESCO FINANC. S.A. PORTOSEG S.A. CFI BRB - CFI S/A GAZINCRED S.A. SCFI BANCO AZTECA DO BRASIL S.A. FONTE: BANCO CENTRAL

0,98 1,03 1,10 1,18 1,19 1,20 1,21 1,23 1,25 1,34 1,34 1,35 1,37 1,39 1,41 1,43 1,45 1,46 1,47 1,48 1,49 1,50 1,62 1,65 1,73 1,74

9,00 10,24 12,46 13,03 14,08 15,12 15,28 15,42 15,58 15,75 16,08 17,34 17,37 17,41 17,74 18,03 18,32 18,59 18,78 19,04 19,12 19,29 19,47 19,62 21,29 21,71 22,89 22,93

*PERÍODO DE 28/06/2013 A 04/07/2013

MUNDO

Opositor de Putin acaba condenado

África do Sul. Internado, Mandela faz 95 anos

Rússia. Blogueiro e ativista é um dos críticos mais carismáticos do presidente do país asiático. Estados Unidos e países da Europa reclamam de ‘motivações políticas’ A Justiça condenou Alexei Navalny, um dos mais fortes opositores do presidente Vladimir Putin, a cinco anos de prisão por roubo. A sentença revoltou partidários, que foram às ruas protestar, e gerou duras críticas da União Europeia e dos Estados Unidos. O advogado e blogueiro Nalvany foi um dos principais responsáveis por intensos protestos contra Putin, em dezembro de 2011 e março de 2012. De acordo com a acusação da promotoria, Nalvany teria desviado 16 milhões de rublos (US$ 494 mil) de uma madeireira quando era conselheiro do governador de Kirov, em 2009. Atualmente, ele estava em campanha pela prefeitura de Moscou. Pouco depois de a sentença ser conhecida, centenas de pessoas

ocuparam as ruas de Kirov, Moscou e São Petersburgo. Ao menos 100 foram detidas pela polícia. O caso também mobilizou a comunidade internacional. A União Europeia pediu a libertação do blogueiro. O embaixador americano em Moscou, Michael McFaul, criticou a sentença. “Estamos profundamente decepcionados com a condenação e as aparentes motivações políticas do julgamento”, escreveu no Twitter. Apoio restrito Mesmo com o alvoroço, a popularidade de Nalvany segue limitada. Uma pesquisa independente o colocava com 8% das intenções de voto nas eleições para prefeito da capital. Para se ter uma ideia, a aprovação de Putin é de 63%. METRO

Multidão canta parabéns em frente ao hospital | SIPHIWE SIBEKO/REUTERS

Polícia prende manifestante que protestava | GRIGORY DUKOR/REUTERS

Hospitalizado há 40 dias em Pretória, o ex-presidente sul-africano Nelson Mandela completou ontem 95 anos. O ícone da luta antiapartheid, que sofre de infecção respiratória, apresenta “uma melhora constante”, segundo o governo da África do Sul. Zindzi, uma das filhas de Mandela, espera que o pai saia do hospital a qualquer momento. “O visitei ontem (quarta-feira). Nos deu um grande sorriso e levantou a

mão. Ele responde com seus olhos”, disse à Sky TV. O aniversário do ex-presidente virou, em 2009, o Dia Internacional de Nelson Mandela. Na data, muitos sul-africanos dedicam 67 minutos para o trabalho voluntário. O número corresponde aos anos que Mandela prestou serviços ao país. Além das homenagens, houve plantio de árvores e doação de roupas e alimentos em áreas carentes. METRO


2 CULTURA

Stand-up

Humor polêmico

Rafinha Bastos apresenta seu novo stand-up, “Péssima Influência”, amanhã, às 20h, na Sogipa (r. Barão de Cotegipe, 415 - tel.: 33257200). Ingressos à venda no local por R$ 25 e 50. Também neste sábado, às 23h, estreia no canal a cabo FX a série “A Vida de Rafinha Bastos”.

|10|

PORTO ALEGRE, SEXTA-FEIRA, 19 DE JULHO DE 2013 www.readmetro.com

{CULTURA}

A felicidade dança Estreia. Cia. Quasar apresenta ‘Céu na Boca’ amanhã, no Bourbon Country A Cia. de Dança Quasar volta a Porto Alegre neste sábado com sua nova coreografia: “Céu na Boca”. Este é 22o espetáculo do grupo goiano, que atua sobre a direção do coreógrafo Henrique Rodovalho e se mantém como uma referência de dança contemporânea no Brasil. Em “Céu na Boca”, o coreógrafo explorou sua curiosidade pelas leis da física e teorias do universo. “As explosões estelares, buracos negros e movimentos gravitacionais serviram como alegorias no processo inicial de criação, mas a intenção foi falar dos sentimentos humanos”, ressalta. Segundo Rodovalho, “Céu na Boca” transita entre a densidade e a leveza, em momentos mais pensados que executados. “Existe uma constatação de que os desencantos são parte da vida e que devemos tirar proveito disso”, avalia. A reflexão proposta pelos oito bailarinos também constata que a felici-

Show. Arantes abre Festival de Inverno O cantor e compositor Guilherme Arantes abre, neste domingo, a programação do 8º Festival de Inverno, promovido pela Secretaria Municipal da Cultura. O show começa às 18h, no auditório Araújo Vianna, e os ingressos custam R$ 60, já à venda no shopping Bourbon Country. No dia show, podem ser adquiridos no próprio Araújo. Junto com uma banda de seis músicos, Arantes vem lançar seu disco mais recente, “Condição Humana”. Ele também vai mostrar sucessos como “Amanhã”, “Planeta Água”, “Êxtase” e “Deixa Chover”. METRO POA

‘Nesta coreografia a busca por instantes de felicidade é necessária e acontece.” HENRIQUE RODOVALHO, COREÓGRAFO

dade não é propriedade do ser humano. “Já abordamos isso no espetáculo anterior, mas em “Céu na Boca” a tentativa de busca por instantes de felicidade se faz necessária – e ela acontece”, diz. A trilha do espetáculos é pontuada por música eletrônica e o repertório instrumental das big bands. METRO POA

Para ver No Teatro do Bourbon Country Sábado, às 21h Ingressos a R$ 35 e R$ 45, à venda no local e pelo tel.: 8401-0555

Músico faz show domingo Grupo de Goiânia mostra nova coreografia | SABINIO MARTINEZ/DIVULGAÇÃO

| PEDRO MATALLO/DIULGAÇÃO


PORTO ALEGRE, SEXTA-FEIRA, 19 DE JULHO DE 2013 www.readmetro.com

{CULTURA}

|11|◊◊

O Metro indica

Música

3308-3058). Sábado, às 21h. R$ 25.

Alessio Nebiolo. O músico italiano apresenta o recital “Homage to Nicolo Paganini”, com obras do virtuoso violinista e de Mario Castelnuovo e Francisco Tarrega. No Santander Cultural (r. Sete de Setembro, 1.028 - tel.: 3287-5500). Domingo, às 18h. R$ 10.

Amor na arte Melissa Vettore e Leopoldo Pacheco são os protagonistas | ALAN CATTAN/DIVULGAÇÃO

Teatro. Peça mostra romance entre Camille e Rodin

O romance entre os escultores Auguste Rodin e Camille Claudel, na Paris do final do século 19, é uma das páginas mais conturbadas da história da arte ocidental. Muito talentosos e loucamente apaixonados, os dois se envolveram numa trama de ciúme e loucu-

ra que não teve final feliz. Pois esta história ganhou um texto brasileiro, assinado pelo dramaturgo Franz Keppler e protagonizado pelos atores Melissa Vettore e Leopoldo Pachedo. Em “Camille & Rodin”, que estreia hoje em Porto Alegre, a direção de Elias Andreato conduz os dois personagens pelo passado e futuro, entrecortando lembranças e sentimentos. “Eu quis contar a história de amor e arte que os uniu do ponto de vista de

‘Contos de Água e Fogo’. Última apresentação da turnê do disco de 2011 da banda Nenhum de Nós (foto), com novos e antigos sucessos. No Opinião (r. José do Patrocínio, 834 - tel.: 3211-2838). Sábado, às 21h. De R$ 25 a R$ 60.

cada um, sem tecer julgamentos. O público tira suas conclusões”, diz Keppler. METRO POA

Para ver No Theatro São Pedro Hoje e sábado, às 21h; domingo, às 18h Ingressos de R$ 30 a R$ 100 • Sábado, às 17h, haverá um debate com os atores no próprio teatro, dentro do projeto Vivo em Cena

Concertos Populares. A Orquestra de Câmara da Ulbra recebe o violonista Yamandu Costa (foto) na abertura da série patrocinada pela empresa Dana. No Salão de Atos da UFRGS (av. Paulo Gama, 110 - tel.:

‘Música de Cena’. O compositor Arthur de Faria reúne atores e cantores para interpretar canções suas que fizeram parte de filmes e peças de teatro locais. No Meme Santo de Casa (r. Lopo Gonçalves, 176 - tel.: 3019-2595). Domingo, às 20h. R$ 30. Batuque de Cordas. Os violonistas Claudio Veiga e Vinicius Correa apresentam repertório de composições próprias e temas da MPB para esta formação instrumental. Na Fundação Ecarta (av. João Pessoa, 943 - tel.: 4009-2071). Sábado, às 18h. Grátis.

Infantil

‘Maria Teresa e o Javali’. O espetáculo do grupo Cuidado que Mancha (foto)

ganhou o Prêmio Tibicuera de melhor peça infantil de 2012. Na Sala 502 da Usina do Gasômetro (av. João Goulart, 555 - tel.: 3289-8111). Sábado e domingo, às 16h. R$ 10.

‘Tóin – Dança para Bebês’. O projeto de dança da Cia. Muovere é dirigido a bebês de zero a três anos e seus cuidadores. No Centro Cultural CEEE Erico Verissimo (r. dos Andradas, 1.223 - tel.: 3226-5342). Sábado, às 11h, 14h, 15h e 16h. R$ 40.

Exposição

‘Limites Imaginários’. Último final de semana para ver as obras de artistas brasileiros e estrangeiros, com visitação guiada. No sábado, haverá transporte gratuito com saída às 14h do Theatro São Pedro. Na Fundação Vera Chaves Barcellos, em Viamão (parada 54). Tel.: 3228-1445. Entrada franca.


|12|

PORTO ALEGRE, SEXTA-FEIRA, 19 DE JULHO DE 2013 www.readmetro.com

{VARIEDADES} Os invasores

Receita Minuto

Leitor fala

Enem na UFRGS

DANIEL BORK DANIEL.BORK@METROJORNAL.COM.BR

FRANGO ASSADO NO CREME DE MANDIOCA

Cruzadas

A mandioca é, há séculos, a base da alimentação dos índios brasileiros. Depois, foi incorporada ao cardápio dos escravos e à cozinha nacional. Ela está disponível o ano todo, mas sua melhor época é entre maio e agosto. Em nossa receita de hoje, ela dá charme ao frango.

O vestibular da UFRGS sempre foi um processo seletivo muito respeitado e apreciado, por seu bom nível de exigência, selecionando realmente os melhores estudantes. Nos últimos dias, no entanto, deparamo-nos com a notícia de que o Enem poderá já ser utilizado já no próximo processo, sendo que 30% das vagas seriam destinados a estudantes que fizeram o exame, e o restante continuaria com o tradicional vestibular. Fala-se também que provavelmente em 2015 a universidade já adotaria o Enem para ocupar 100% das vagas. Algo interessante a se perceber é que provavelmente a UFRGS nunca teve grande atração pelo Enem, é tanto que é uma das poucas no Brasil que ainda não o adota nem sequer em uma primeira fase. Por que então agora ela estaria se direcionando para o Enem? Simplesmente porque o governo federal tem exigido que todas as universidades o adotem, caso contrário a universidade recebe o mínimo possível de verbas. É uma verdadeira chantagem: ou se aceita o Enem, ou não há verbas. ANDREAS RICHTER WEBER – PORTO ALEGRE, RS

Metro pergunta

Ingredientes: 5 coxas com sobrecoxas 3 colheres (sopa) de manteiga 4 tomates picados 1 maço de folhas de coentro Tempero: suco de 2 limões caipiras 1 colher (sopa) de sal ½ xícara (chá) de óleo 1 colher (café) de colorau 1 folha de louro Pimenta do reino a gosto Creme de Mandioca: ½ quilo de mandioca água para cozinhar a mandioca 1 caixinha de creme de leite Sal a gosto 1 pimenta dedo de moça picada

Modo de Preparo: Para o tempero do frango, em uma vasilha coloque os frangos e tempere com o suco dos 2 limões coados e o restante dos ingredientes. Reserve na geladeira por aproximadamente 3 horas para tomar gosto. Em uma frigideira, derreta a manteiga e aqueça o óleo. Deixa-a bem quente e doure os pedaços de frango, deixando-os bem crocantes. Leve ao forno por aproximadamente 40 minutos a 180ºC para assá-los. Para o creme de mandioca, cozinhe a mandioca até ficar macia e bata no liquidificador com o creme de leite. Em um refratário untado com manteiga, coloque o creme e disponha os frangos assados. Cubra com tomate, pimenta dedo de moça e coentro. Leve ao forno por aproximadamente 5 minutos a 180ºC. Retire do forno e sirva.

Qual sua opinião sobre Siga o Metro os manifestantes que no Twitter: @jornal_metropoa tiraram a roupa na Câmara de Vereadores? @Lili_LK

Um absurdo não me representam. @betosoueu

Sudoku

Indecência é o que se faz (ou não se faz) no dia a dia da Câmara. Protesto inteligente, sem violência nem vandalismo. @Everton_Zanini

Estes caras são um bando de desocupados. Deveriam estar trabalhando ou, ao menos, procurando emprego. @WTarcisio

Eles conseguiram chamar a atenção, achei semelhante aos protestos modelos europeus. Metro web Para falar com a redação:

leitor.poa@metrojornal.com.br Participe também no Facebook:

www.facebook.com/metrojornal

Daniel Bork apresenta o programa Dia Dia de segunda a sexta às 8h, na Band

Horóscopo

www.estrelaguia.com.br

Está escrito nas estrelas

Este é um momento especial para se dedicar a interesses culturais, planos para viagens e contatos à distância.

Período especial para exercitar sua autoexpressão, seja com atividades culturais, vivências em grupo ou hobbies que sirvam como terapia.

A Lua rege as emoções em seu signo e torna você mais espontâneo do que já é. Evite exagerar em exigências e dramas.

Há tendências para esclarecer segredos e assuntos pendentes com quem têm mais convivência e vínculo afetivo.

Cuide para que impulsos não atrapalhem a forma de se expor nas relações. Nada de guardar para si as coisas que precisa expressar.

Os temas que envolvam crenças, espiritualidade e outros apelidados de “zen” tomarão sua atenção e farão muito bem.

Propensões para tratar assuntos que envolvam parcerias de maneira mais intensa. Mudanças são mais direcionadas no rumo de alguma ideia que já possua.

Boa ocasião para conversas com pessoas que há tempos não convive ou deve uma visita. Librianos sabem agradar e surpreender socialmente.

Dia positivo para projetos e contatos que envolvam inovações. Novas ideias estão favorecidas para serem colocadas em prática.

Gestos prestativos e atitudes simples farão diferença em momentos de conquista ou para retomar hábitos especiais na vida afetiva.

Momento propício para identificar gastos com o que não tem tanta utilidade e mesmo desfazer-se de despesas que não são necessárias.

Os assuntos profissionais recomendam ponderação para que decisões não sejam tomadas por envolvimento emocional.


PORTO ALEGRE, SEXTA-FEIRA, 19 DE JULHO DE 2013 www.readmetro.com

Chegou a hora de cair na água em Barcelona Aquáticos. Cerimônia de abertura do Mundial ocorre hoje. Provas começam amanhã. Brasil terá representantes nas cinco modalidasdes que serão disputadas A partir de amanhã, 53 brasileiros cairão nas águas e nas piscinas de Barcelona para a disputa do Mundial. Hoje ocorre a cerimônia de abertura do evento, que vai até 2 de agosto e é o segundo mais importante do mundo dos esportes aquáticos, ficando atrás somente dos Jogos Olímpicos. As estrelas brasileiras Cesar Cielo, dono de quatro medalhas de ouro em mundiais, e Thiago Pereira estarão presenres no campeonato. As provas de natação começam a ser disputadas no dia 28. Amanhã começam as

53

atletas brasileiros irão disputar as provas do Mundial de Barcelona.

12

medalhas conquistou o Brasil em Mundiais. Na última edição, em 2011, na China, foram quatro pódios. disputadas das maratonas aquáticas, nado sinconizado e saltos ornamentais. Atleta do Grêmio Náutico União, Samuel de Bona, está entusiasmado para nadar os 5 km da maratona aquática. “Finalmente está chegando a prova. A água está numa temperatura que eu gosto pelos treinos que fiz aqui. O nervosismo bate, mas eu nunca me senti tão bem. Espero nadar bem”, conta o nadador que tem como objetivo chegar entre os dez primeiros na sua prova. METRO POA

Vôlei. Tudo ou nada para o Brasil na Liga Mundial O Brasil entra em quadra hoje de olho em uma vaga para a semifinal da Liga Mundial de Vôlei. Com a vitória suada do Canadá sobre a Rússia por 3 sets a 2 (25/20, 25/21, 23/25, 21/25 e 11/15), ontem, o Brasil precisa derrotar o time da América do Norte por 3 a 0 ou 3 a 1, às 16h30, em Mar del Plata, para seguir na competição. Se vencer por até 3 a 1, Brasil e Rússia estarão classificados. Já uma vitória por 3 a 2 leva a decisão da vaga para a média de pontos das seleções nos confrontos. “O Canadá, embora seja uma equipe de menos tradição, é forte e trabalha muito bem. Se classificou por méritos e vai colocar pressão”, avaliou Bernardinho. Contra

Dante não foi bem contra a Rússia |FIVB/DIVULGAÇÃO

o Canadá, o Brasil pode ter o desfalque de Leandro Vissotto, que se recupera de um edema no joelho esquerdo e só será confirmado momentos antes do jogo. METRO

{ESPORTE}

Cielo ganhou duas medalhas no último Mundial | DENNIS GROMBKOWSKI/GETTY IMAGES

|13|◊◊

3 ESPORTE


|14|

PORTO ALEGRE, SEXTA-FEIRA, 19 DE JULHO DE 2013 www.readmetro.com

{ESPORTE}

Estrangeiros Corrida contra o tempo Gringos. disputam vaga no banco para ter Scocco e Alex A legislação do futebol brasileiro ficou pequena demais para tantos estrangeiros no Grêmio. Com quatro jogadores nascidos fora do país e pela primeira vez com todos em condições de jogo, o técnico Renato Portaluppi terá que deixar um deles de fora contra o Cricúma, no sábado. Barcos está recuperado das dores que sentia e estará em campo. Assim como o chileno Vargas. O paraguaio Riveros e o uruguaio Max Rodríguez disputam o último lugar restante para estrangeiros.

Negociação. Pendência entre Newell’s e Al Ain impede contratação de atacante O relógio não é um amigo do Inter neste momento. A cada hora que passa, o clube tem menos tempo para acertar a vinda dos seus alvos no mercado. A direção corre para conseguir contratar o argentino Scocco e o meia Alex. O clube tem até sábado para fechar as negociações. A tendência é de que elas sejam concretizadas. A direção colorada passou o dia reunida com dirigentes do Newell’s Old Boys, onde atua Scocco, um dos artilheiros da Libertadores. O problema é que o clube argentino ainda deve dinheiro ao Al Ain, dos Emirados Árabes, onde o atacante atuava antes de retornar à Argentina. A quitação desta dívida é o que está travando o fecha-

6

gols marcou Scocco nesta edição da Libertadores. Ele é um dos goleadores do torneio ao lado dos atleticanos Jô e Diego Tardelli. mento do negócio. A transação gira na casa dos US$ 6,5 milhões (em torno de R$ 14,5 milhões). A questão envolvendo Alex é a falta de acerto financeiro com os dirigentes do Al-Gharafa, do Qatar. A primeira proposta colorada ficou abaixo do valor que os árabes pediram. Eles querem receber em torno de US$ 3 milhões (cerca de R$ 6,6 milhões). METRO POA

Scocco brilhou pelo Newell’s Old Boys | ENRIQUE MARCARIAN/REUTERS

No treino de ontem, Riveros não apareceu entre os titulares, o que aumentam as chances de que Max fique à disposição no fim de semana. Aposta do departamento de futebol, o uruguaio tem demonstrado bom futebol nos treinos e agradado quando entra no segundo tempo das partidas. Com Adriano suspenso e Souza lesionado, o provável time do Gêmio tem: Dida; Pará, Werley, Bressan e Alex Telles; Ramiro, Matheus Biteco, Zé Roberto e Elano; Vargas e Barcos. METRO POA

Riveros e Maxi: só um ficará à disposição | LUCAS UEBEL/GRÊMIO FBPA


PORTO ALEGRE - SEXTA-FEIRA, 19 DE JULHO DE 2013


20130719_br_portoalegre