Issuu on Google+

O Jornal Metro é impresso em papel certificado FSC, com garantia de manejo florestal responsável, pelo Grupo Sinos S/A.

CLÁSSICO SUL-AMERICANO O colorado Forlán é o destaque da Celeste

Neymar é o goleador do Brasil no campeonato

BRASIL E URUGUAI DISPUTAM HOJE, EM BH, VAGA NA FINAL DA COPA DAS CONFEDERAÇÕES

PÁG. 16

PORTO ALEGRE Quarta-feira, 26 de junho de 2013 Edição nº 408, ano 2 MÍN: 12°C MÁX: 18°C sunny

snow

rain

partly

cloudy

www.readmetro.com | leitor.poa@metrojornal.com.br | www.facebook.com/metrojornal | @jornal_metropoa sunny

sleet

thunder

part sunny/ showers

thunder showers

windy

Com pressão, PEC 37 é rejeitada na Câmara hazy

showers

Ouviram a voz das ruas. Deputados federais arquivaram ontem à noite proposta que limitava atuação do Ministério Público em investigações criminais, que ficariam restritas às polícias. Votação teve 430 votos a favor, nove contrários e duas abstenções PÁG. 09

Danos se ampliaram | GABRIELA DI BELLA/METRO

BM identifica ‘bondes’ entre manifestantes

RECICLE A INFORMAÇÃO: PASSE ESTE JORNAL PARA OUTRO LEITOR

Polícia alerta que no meio da massa pacífica infiltram-se criminosos para saques, assaltos e depredações PÁG. 02

FREEWAY MAIOR

Rodovia poderá ganhar quarta faixa entre Porto Alegre e Gravataí PÁG. 06

Concepa enviou proposta que prevê ampliação da rodovia no trecho de 21 quilômetros que concentra os congestionamentos | GABRIELA DI BELLA/METRO

Dilma desiste de Constituinte para reforma política Políticos e juristas criticam ideia da presidente e Planalto estuda novas formas de agilizar a questão PÁG. 08


1 FOCO

|02|

PORTO PORTO ALEGRE, ALEGRE, QUARTA-FEIRA, TERÇA-FEIRA, 18 25 26 DE JUNHO DE 2013 www.readmetro.com

{EDITORIA} {FOCO}

BM identifica ‘bondes’ entre infiltrados nas manifestações Alerta. Autoridades avaliaram manifesto de segunda e concluíram: o perfil dos manifestantes mudou. Há assaltantes infiltrados no meio

Justiça

Para reparar o prejuízo Comerciantes e manifestantes que se sentiram lesados em decorrência das manifestações podem procurar auxílio da Defensoria Pública para reparar danos morais e materiais. O defensor público-geral, Nilton Arnecke (foto), divulgou um e-mail para auxiliar a população prejudicada: nuddh@dpe.rs.gov.br

A partir desta semana, a coluna do professor Marcos Silvestre passa a ser publicada às quintas-feiras na seção Variedades.

Além de cair pela metade o número de manifestantes no protesto de segunda-feira na capital, a cúpula da Segurança Pública divulgou ontem um alerta: bondes começaram a integrar o movimento. São gangues de criminosos que aproveitam a aglomeração de pessoas para fazer saques, depredar e assaltar. Nas palavras do secretário da Segurança Pública, Airton Michels, sequer dá para continuar chamando eles de vândalos. “São ladrões mesmo”, avisa. Dos 65 detidos segunda-feira, 13 deles acabaram encaminhados ao Presídio Central. Destes, 11 tinham antecedentes por roubo, tráfico e até estupro. E eles são centenas, alertam as autoridades. “Nós já visualizamos o número crescente de delinquentes. Ontem eram centenas, não temos dúvidas”, alertou o chefe de Polícia, delegado Ranolfo Vieira Júnior. O novo perfil que aderiu ao movimento também chamou atenção dos defensores

públicos. Dados da instituição revelam que no protesto da quinta-feira passada, 18 pessoas foram detidas, mas acabaram liberadas porque eram estudantes, manifestantes sem perfil criminoso. Mas desta vez não. Acuados, os comerciantes pediram socorro à BM, que garantiu a eles mais 200 policiais para um eventual novo protesto. Técnicas de guerrilha Chamou a atenção a forma como os manifestantes mal intencionados se espalharam pela cidade na segunda, promovendo estragos em diferentes pontos do Centro e Cidade Baixa. O comandante da BM, coronel Fábio Duarte Fernandes, garantiu que a corporação já estava preparada para esse tipo de ação. Michels avisou que técnicas de guerrilha são combatidas com serviço de inteligência e técnica. LETÍCIA BARBIERI

200

Número de prisões cresce a cada manifestação | FOTOS: GABRIELA DI BELLA/METRO

novos policiais devem integrar o efetivo da Brigada Militar na próxima manifestação. Foi o prometido aos comerciantes.

65

manifestantes foram detidos no protesto desta segunda-feira. Destes, 17 eram adolescentes, que foram entregues aos responsáveis.

13

acabaram autuados em flagrante e encaminhados ao Presídio Central. Destes, 11 tinham antecedentes por furto, roubo e até estupro.

Mesmo com 80 contêineres recolhidos, 30 foram queimados na segunda-feira

METRO PORTO ALEGRE

Defensoria denuncia excessos Em meio a avaliações sobre a atuação da BM nos protestos, a Defensoria Pública denunciou ontem indícios de precipitação e excesso dos policiais. Defensores avaliaram que os PMs não teriam agido corretamente ao dar início ao confronto, na segunda Também repudiou o fato de dois deles terem agido com truculência quando um defensor tentou orientar um manifestante. De acordo com o defensor público-geral, Nilton Arnecke, os defensores acompanharam os manifestantes justa-

“Defensores perceberam precipitação da BM. Requisitamos imagens para responsabilizar certos excessos.” NILTON ARNECKE, DEFENSOR PÚBLICO-GERAL

mente para dar orientações e observar possíveis excessos. Imagens das câmeras de segurança da prefeitura foram solicitadas para identificar casos concretos. O Comando da BM disse que precisou agir ao perFALE COM A REDAÇÃO leitor.poa@metrojornal.com.br 051/2101.0471

O jornal Metro circula em 23 países e tem alcance diário superior a 20 milhões de leitores. No Brasil, é uma joint venture do Grupo Bandeirantes de Comunicação e da Metro Internacional. É publicado e distribuído gratuitamente de segunda a sexta em São Paulo, Brasília, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Curitiba, Porto Alegre, ABC, Santos e Campinas, somando mais de 480 mil exemplares diários.

ceber que os manifestantes estavam se desentendo entre si. “A Brigada observou que estava nascendo um conflito perigoso, tenso, e isso provocou a ação. Avançou sempre em linha demonstrando disciplina. Algumas granadas de efeito moral podem ter ido além”, admitiu Michels. Familiares de dois jovens desaparecidos após o protesto procuraram a Defensoria. Um deles estava detido. O outro ainda não havia dado notícias e até o final da tarde. LETÍCIA BARBIERI

Defensores públicos pouco puderam fazer contra excessos

EXPEDIENTE Metro Brasil. Presidente: Cláudio Costa Bianchini. (MTB: 70.145). Editor Chefe: Luiz Rivoiro. (MTB 21.162). Diretor Comercial e Marketing: Carlos Eduardo Scappini. Diretora Financeira: Sara Velloso. Diretor de Tecnologia e Operações: Luiz Mendes Junior. Gerente Executivo: Ricardo Adamo. Coordenador de Redação: Irineu Masiero. Editor-Executivo de Arte: Vitor Iwasso. Metro Porto Alegre. Gerente Executivo: Luís Grisólio. Editor Executivo: Maicon Bock (11.813 DRT/RS). Editora de Arte: Julia Rodrigues. Grupo Bandeirantes de Comunicação RS. Diretor-Geral: Leonardo Meneghetti.

Editado e distribuído por Metro Jornal S/A. Endereço: rua Delfino Riet, 183, Santo Antônio, 90660-120, Porto Alegre, RS. Tel.: (051) 2101-0471 O jornal Metro é impresso no Grupo Sinos S/A. A tiragem e distribuição desta edição são auditadas pela BDO. 40.000 exemplares


PORTO ALEGRE, QUARTA-FEIRA, 26 DE JUNHO DE 2013 www.readmetro.com

{FOCO}

|03|◊◊

Protestos geram impacto na economia do Estado Perdas generalizadas. Devido à realização de manifestos, comércios e bares fecham, eventos são cancelados e aulas, suspensas Além do vandalismo, a série de protestos que ocorre na capital e municípios do interior está afetando a economia gaúcha. Devido às manifestações, aulas são suspensas em universidades, o comércio e os bares das regiões que recebem as marchas fecham horas antes do normal por temor de ataques, táxis sofrem restrição de circulação e eventos de grande porte são cancelados, sem contar os bloqueios de avenidas e rodovias como a BR-116. Um dos exemplos marcantes do prejuízo econômico foi o cancelamento do 1º Festival de Gastronomia do Rio Grande do Sul, que começaria ontem e iria até domingo no Parque de Exposições Assis Brasil, em Esteio. O evento pretendia mostrar a diversidade da culinária gaúcha. A organização do festival, que teve receio de dificuldade de acesso ao parque, tinha expectativa de reunir 50 mil visitantes e 60 entidades parceiras, incluindo a participação de chefs de fora do Estado. Passagens aéreas e reservas de hotéis foram canceladas,

50 mil

pessoas eram esperadas para o 1º Festival de Gastronomia, no Parque de Exposições Assis Brasil. O evento foi suspenso. mas o impacto não foi calculado. O prefeito de Esteio, Gilmar Rinaldi, não quis comentar o reflexo na economia do município. Na capital, o presidente do Sindilojas, Ronaldo Sielichow, calculou o prejuízo em dias de protesto em 60%, já que as lojas são obrigadas a fechar mais cedo. Membro do coletivo Juntos e um dos líderes dos protestos, Lucas Maróstica diz que depredações não são estimuladas, mas os maiores danos ao povo são promovidos pelos governos: “Não existe prejuízo maior que o saque aos cofres públicos promovido pelas empresas de transporte, que segundo o Tribunal de Contas passaram 2012 inteiro cobrando R$ 2,85 ao invés de R$ 2,60. Isso gerou um lucro indevido de R$ 72 milhões”, dispara. METRO POA

Em vários pontos da cidade, órgãos públicos e empresas deixaram de atender clientes por temerem depredações | GABRIELA DI BELLA/METRO

Vandalismo deixa saldo negativo de R$ 3 milhões

No dia seguinte aos protestos, ontem, o cenário nas ruas era de destruição | GABRIELA DI BELLA/METRO

A prefeitura estima que as quatro noites de protestos nos últimos 15 dias causaram prejuízos de quase R$ 900 mil aos cofres públicos. Após reunião com a Brigada Militar ontem, o Sindilojas (Sindicato dos Lojistas) anunciou em nota prejuízo estimado em quase R$ 2 milhões com atos de vandalismo e saques a seus associados. Segundo o presidente da entidade, Ronaldo Sielichow, encapuzados vestem abrigo em cima do outro para roubar. “A recomendação aos lojistas é esconder as mercadorias de maior valor e ficar atento aos horários dos protestos para baixar cortinas”. Nos bancos, os danos também foram grandes nas agências centrais. Foram

“A recomendação aos lojistas é esconder as mercadorias e dar atenção aos horários para baixar cortinas.” RONALDO SIELICHOW, PRESIDENTE DO SINDILOJAS

atingidos Banrisul, Santander, Itaú, Caixa Econômica Federal, Sicredi, Bradesco e Banco do Brasil. Algumas agências foram alvos repetidos de vândalos. Até ontem, a Associação dos Bancos não contabilizou as perdas do setor. Além disso, semáforos e placas de sinalização depredadas somam prejuízo estimado em R$ 48 mil. O vandalismo no quarto ato de manifestações trouxe

como saldo a destruição do telecentro comunitário da Secretaria Municipal da Juventude, na rua João Alfredo, que seria inaugurado em julho. Seguros não cobrem A maior parte dos milhões de reais em prejuízo dos estabelecimentos comerciais, condomínios e de veículos particulares danificados, incendiados ou depredados, deve sair dos bolsos dos próprios proprietários. Apesar do seguro, as apólices não cobrem saques e danos causados. “Tecnicamente, não há cobertura para vandalismo e crime, afirmou o diretor-presidente do Sindicato das Seguradoras no Rio Grande do Sul, Julio Cesar Rosa. METRO POA


PORTO ALEGRE, QUARTA-FEIRA, 26 DE JUNHO DE 2013 www.readmetro.com

{EDITORIA}

|04|◊◊


|06|

PORTO ALEGRE, QUARTA-FEIRA, 26 DE JUNHO DE 2013 www.readmetro.com

{FOCO}

Freeway pode ter 4 faixas de Porto Alegre a Gravataí Capacidade maior. ANTT analisa proposta elaborada pela Concepa para diminuir congestionamentos em um trecho de 21 quilômetros

MAICON BOCK METRO PORTO ALEGRE

Previdência do Estado) não foi incluído no polo passivo do processo, a decisão não abrange os inativos e pensionistas do magistério estadual. O relator do processo, desembargador Miguel Ângelo da Silva, afirmou que a lei não retirou dos entes federados a competência para definirem o salário do magistério público de cada um, desde que o façam levando em conta a restrição legal estabelecida na lei, devendo ser observado o mínimo previsto na lei do piso nacional do magistério. METRO POA

C

av.

F

CACHOEIRINHA Freeway

Freeway

PROPOSTA Barreira com iluminação 4 faixas de rolamento

sB rasi l

PORTO ALEGRE

A av.

3,60 m

ssi

Acostamento

3m

Concessão poderia ser prorrogada O custo da criação de mais uma faixa na freeway é estimado em R$ 100 milhões. No momento, ainda não há definição sobre a forma de viabilizar a obra. As opções são o aumento da tarifa (proposta que a Concepa não quer), pagamento direto do governo federal à concessionária ou prorro-

gação da concessão de exploração do pedágio, cujo contrato atual se encerra em 2017 (a proposta é considerada a ideal pela empresa). Estimativas preliminares apontam que o contrato poderia ser prorrogado de um até dois anos e meio. A solução apresentada

pela Concepa não resolverá o problema por completo, mas irá amenizar. Se a obra for autorizada nos próximos meses, há uma expectativa da empresa de entregar os primeiros quilômetros até março do ano que vem. Junto aos entroncamentos com a BR-448, a BR-116

Professores receberão dias parados

TJ gaúcho confirma pagamento do piso Em julgamento realizado ontem, os desembargadores da 25ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça confirmaram a sentença proferida na ação civil pública que condenou o governo do Estado ao pagamento do piso nacional do magistério aos professores estaduais da educação básica. A decisão determina ainda que a data inicial para o pagamento deve ser a contar de 27 de abril de 2011, quando o Supremo Tribunal Federal declarou a constitucionalidade da lei aprovada pelo Congresso Nacional. Como o IPE (Instituto de

a sd e r lo

a

18

Novas rodovias Segundo Vitorello, a faixa adicional é fundamental para atender aos veículos que chegarão à freeway por novas estradas, como a Rodovia do Parque (BR-448) e a duplicação da ERS-118, em Gravataí. “Se nada for feito na freeway até a inauguração da Rodovia do Parque, o congestionamento só vai se transferir de Canoas para a chegada a Porto Alegre”, analisa o diretor. Além da ampliação de três para quatro faixas, estão previstos novos acessos e alças de ligação com rodovias e avenidas. Se as obras forem autorizadas, a intenção é começar pelo trecho de 2,6 km entre a BR-448, junto à Arena, e a avenida Castelo Branco.

CANOAS

h un

S-1

explica o diretor de Engenharia e Operações da Concepa, Thiago Vitorello.

Confira a proposta de criação da quarta faixa no canteiro central da rodovia, num total de 21 km

TRECHO COM QUARTA FAIXA

BR-116

horas são perdidas pelos motoristas anualmente devido à lentidão na freeway.

BR-448

1.560

FAIXA ADICIONAL

ER

Quem chega a Porto Alegre nas primeiras horas da manhã pela freeway ou deixa a cidade no fim da tarde pela mesma rodovia já sabe: vai enfrentar um trânsito lento. Para amenizar a situação, a ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres) analisa uma proposta da Concepa de criar uma quarta faixa em cada sentido em um trecho de 21 quilômetros entre a ponte do Guaíba, na capital, e a ERS-118, em Gravataí. O pedido de uma solução para os constantes congestionamentos no trecho metropolitano da freeway partiu da própria agência reguladora. Na semana passada, a concessionária da rodovia apresentou um estudo técnico, que está sendo analisado, sem prazo para resposta. Por ano, a lentidão no trecho representa, segundo a Concepa, a perda de 1.560 horas, ou seja 65 dias, e R$ 230 milhões à economia. Pela proposta, a criação da quarta faixa no trecho seria feita onde atualmente está o canteiro central. Para dividir as duas pistas, seria construída uma mureta com iluminação integrada, nos moldes da que existe na BR116. “No canteiro central só teríamos de transferir a rede de fibra óptica, não teríamos custos de desapropriação”,

Pagamento dos docentes foi confirmado | GABRIELA DI BELLA/ARQUIVO/METRO

Professores integrantes do Cpers sentaram para conversar com representantes da Secretaria Estadual da Educação, ontem à tarde. Da reunião, saiu um acordo parcial. O governo do Estado anunciou que pagará aos professores os três dias de paralisação do mês de abril. A decisão se deve ao fato de que, na maioria das escolas, já houve recuperação desses dias, enquanto em outras a recuperação já está em processo. Para o Cpers, o governo segue intransigente quanto ao abono do dia dos que participaram da atividade nacional em 24 de abril, em Brasília. BANDNEWS

5

faixas teria a freeway junto ao entroncamento com a BR-448, BR-116 e acesso a Cachoeirinha. e no acesso a Cachoeirinha, a rodovia teria cinco faixas. MAICON BOCK Santa Maria

Começam audiências do caso Kiss As audiências em que serão ouvidas os sobreviventes e testemunhas do incêndio na boate Kiss, em Santa Maria, terão início hoje na cidade da região central. Os depoimentos ocorrerão até sexta-feira e nos dias 9 e 10 de julho. Os depoimentos serão colhidos das 10h às 11h30 e das 13h30 às 17h30, com exceção do último dia, quando serão realizados das 14h às 17h30min. No total, devem ser ouvidas 60 pessoas. METRO POA


|08|

PORTO ALEGRE, QUARTA-FEIRA, 26 DE JUNHO DE 2013 www.readmetro.com

BRASIL

Presidente desiste de ‘miniconstituinte’ Pactos. Proposta de uma Constituinte específica para agilizar a reforma política, apresentada na segunda-feira, foi rechaçada por juristas e políticos. Palácio do Planalto buscará outro caminho Pouco mais de 24 horas depois de a presidente Dilma Rousseff sugerir um plebiscito para a convocação de uma constituinte exclusiva para discutir a reforma política, a ideia foi descartada. A rejeição à proposta ameaçou a presidente durante todo o dia de ontem. E, por volta das 20h, coube ao ministro da Educação, Aloizio Mercadante, anunciar que o Planalto havia recuado. Segundo ele, a decisão veio depois de conversas com os presidentes do STF, Joaquim Barbosa; da Câmara, Henrique Alves; do Senado, Renan Calheiros; e com o vice-presidente Michel Temer. “A convergência possível é o plebiscito”, afirmou Mercadante. Durante as reuniões de ontem com políticos e juristas,

Dilma ouviu que uma “constituinte específica” poderia ser considerada inconstitucional. Neste contexto, ganhou força a proposta apresentada pela OAB. A ideia da entidade é fazer consultas populares sobre pontos específicos do sistema eleitoral. Os eleitores iriam às urnas dizer ‘sim’ ou ‘não’ à temas como financiamento público de campanha, votação por meio de listas partidárias ou permissão de doações de empresas. “A ideia é consultar o povo, não é exatamente uma Constituinte”, afirmou o vice-presidente da República, Michel Temer, um dos que defendeu a proposta da OAB. Mercadante afirmou que um dos motivos que provocaram a desistência foi a pressa. A ‘miniconstituinte’ atrasaria

o processo de alteração das regras caso tivesse sua legitimidade debatida. O Executivo deve em contato com a presidente do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), ministra Cármen Lúcia, para discutir a maneira de fazer o plebiscito.

“Alertamos que há um alto risco, um perigo para as nossas instituições se uma Constituinte for convocada.”

“Essa Casa recusa a ideia de Constituinte exclusiva sobre reforma política. Retardaria uma reforma que temos o dever de fazer.”

“Essa resposta não é suficiente. Isso é rolar o problema Plebiscito para quê? O povo já disse o que quer. Quer uma reforma política.”

“O que mostra, na verdade, ao final, um governo nas cordas, que não sabe mais o que fazer. É lamentável para o Brasil.”

“Eu diria que o país precisa com urgência, desesperadamente, de uma reforma política. Sou a favor de uma Constituinte específica.”

“A presidenta não fechou as portas para nenhuma das teses que podem permear esse processo constituinte específico.”

MARCUS COELHO, PRESIDENTE DA OAB

HENRIQUE ALVES, PRESIDENTE DA CÂMARA

ELIANA CALMON, MINISTRA DO STJ

AÉCIO NEVES, PRESIDENTE DO PSDB

LUIS ROBERTO BARROSO, MINISTRO DO STF

JOSÉ EDUARDO CARDOZO, MIN. DA JUSTIÇA

Movimentos sociais A decisão de convocar uma consulta popular é exclusiva do Congresso. Mas tanto o presdiente da Câmara, Henrique Eduardo Alves, quanto o do Senado, Renan Calheiros, garantiram apoio para agilizar os trâmites necessários ao plebiscito. MARCELO FREITAS METRO BRASÍLIA

Dilma ouviu críticas durante todo o dia | FÁBIO RODRIGUES POZZEBOM/ABR

Pegando carona no ‘passe livre’, Renan promete destravar a pauta do Senado O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), começou ontem uma movimentação para responder aos cinco pactos propostos pela presidente Dilma Rousseff. Pelo menos 20 projetos de lei foram colocados na pauta que deve ser cumprida até 16 de julho, caso contrário o recesso da Casa será cancelado. Entre os temas estão o projeto que torna a corrup-

ção crime hediondo, o que permite que juízes corruptos sejam demitidos (hoje eles se aposentam com salário integral) e o que exige ficha limpa para servidores públicos comissionados. O Plano Nacional de Educação, que obriga que 10% do PIB (Produto Interno Bruto) seja investido no ensino, é outro dos temas prioritários. Calheiros também apresen-

Calheiros propôs medidas para responder a protestos

tou um projeto de lei que estabelece o passe livre para estudantes. A conta seria paga com parte dos 10% adicionais encaminhados à área. “Na saúde, vamos apreciar o projeto de lei que destina 10% da receita líquida da União para saúde pública”, disse. Quanto à proposta de plebiscito, Calheiros é favorável. “É natural e democrático ouvir a opinião

| FABIO RODRIGUES POZZEBOM/ABR

da sociedade diretamente sobre o seu destino.” Aos cinco pactos propostos por Dilma, Calheiros acrescentou mais dois: o Pacto Federativo e o da Segurança Pública. O primeiro cria uma regra para recalcular as dívidas dos Estados com a União, o segundo, obrigaria o governo a vincular parte do orçamento para a segurança por cinco anos. METRO BRASÍLIA


PORTO ALEGRE, QUARTA-FEIRA, 26 DE JUNHO DE 2013 www.readmetro.com

{BRASIL}

Em resposta a protestos, Câmara derruba a PEC 37

Para o arquivo. Proposta que limitava a atuação do Ministério Público em investigações criminais foi rejeitada após onda de manifestações Pressionado pelas manifestações populares, a Câmara decidiu ontem arquivar a PEC (Proposta de Emenda à Constituição) 37, que restringiria às polícias o poder de investigação criminais, enfraquecendo a atuação do MP (Ministério Público). A polêmica proposta teve 430 votos a favor da rejeição, 9 contra, além de 2 abstenções. Por dois meses, um grupo de trabalho formado por representantes de policiais, procuradores e do governo tentaram encontrar um consenso, mas a divergência continuou. Os delegados aceitaram compartilhar a apuração de crimes, mas de forma restrita pelo MP, apenas em casos excepcionais. “Não poderíamos deixar a proposta pairando permanentemente”, afirmou o presidente da Câmara, de-

putado Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), que acertou a votação mesmo sem acordo. O MP alegava ainda que, caso a PEC 37 fosse aprovada, 12.548 investigações em curso poderiam ser paralisadas. A proposta apresentada em 2011, contudo, impediria a apuração criminal também de Receita Federal, Banco Central, Tribunais de Contas da União e dos Estados e Controladoria-Geral da União. A polícia afirma que a proposta fixava o papel do MP de exercer o controle externo da atividade policial. “O MP não pode denunciar e apurar ao mesmo tempo porque é parte do processo”, afirmou o deputado Lourival Mendes (PTdoB-MA), autor da proposta apresentada em 2011. Foi uma das raras manifestações favoráveis à PEC. Nas

galerias e no plenário, manifestantes levantaram cartazes com os dizeres: “Eu sou contra a PEC 37. Porque não devo e não tenho medo da investigação. A quem interessa calar o MP?”. Nova proposta Após o arquivamento da PEC, o líder do PSDB na Câmara, deputado Carlos Sampaio (SP) apresentou uma nova proposta para criar regras à investigação criminal no Brasil, prevendo a atuação conjunta de Ministério Público e das polícias. “A Câmara está atendendo um pedido da sociedade brasileira, que quer continuar vendo o MP investigando”, justificou o tucano. O compromisso da Câmara é aprovar o projeto ainda este ano. METRO BRASÍLIA

Deputados seguram cartazes contra a PEC 37 | PEDRO LADEIRA/FOLHAPRESS

|09|◊◊


|10|

PORTO ALEGRE, QUARTA-FEIRA, 26 DE JUNHO DE 2013 www.readmetro.com

{ECONOMIA}

Brasileiros desconhecem juro do cartão de crédito O que levou ao SPC

Crédito. Pesquisa mostra que 72% não sabem quanto pagam pelo uso do rotativo. Parcelamento de compras cresce entre consumidores Sete em cada dez dos consumidores não sabem quanto pagam pelos juros quando deixam de pagar o valor integral da fatura do cartão. Segundo pesquisa do SPC Brasil (Serviço de Proteção ao Crédito) com 604 pessoas de todas as capitais do país, 77% dos entrevistados têm pelo menos um cartão de crédito (incluindo banco e de lojas). Embora a maioria saiba o quanto paga pela anuidade do cartão (79%), 72% não têm conhecimento do valor do juro cobrado pelo uso do

31%

DESEMPREGO

77% têm, pelo menos, um cartão de crédito | MARCELO JUSTO/FOLHAPRESS

crédito rotativo. “O brasileiro demonstra interesse em saber o quanto que vai desembolsar para adquirir o cartão, mas ignora o valor de custos secundários como a multa paga por atrasar o pagamento da fatura ou o juro cobrado pelo uso do crédito rotativo”, analisa a economista do SPC Brasil Ana Paula Bastos. O estudo aponta para

17%

EMPRÉSTIMOS A TERCEIROS

41%

DESCONTROLE FINANCEIRO

11%

OUTROS

um aumento do número de pessoas que dividem os gastos em parcelas maiores. Em 2012 o percentual da população que parcelava as compras de móveis em mais de dez vezes era de 10%, enquanto este ano passou para 15%. Já o percentual de quem dividia gastos com eletrodomésticos e eletrônicos em 2012 era de 11% e 10%, respec-

tivamente. Este ano, saltou para 50% e 47% em cada caso. Custo de 200% ao ano Quem deixa de pagar a fatura integral pode arcar com uma taxa média de juros de 200% ao ano, alerta Ana Paula. Para a economista, os resultados mostram que os consumidores sabem a importância de fazer um planejamento orçamentário e de utilizar o crédito de maneira consciente. “O que falta é um conhecimento técnico de como realizar esse planejamento”, afirma. Em 41% dos casos, o descontrole financeiro é o principal motivo para a inclusão de dívidas em atraso nos serviços de proteção ao crédito. O estudo indica que 64% da população brasileira já esteve ou está com o nome incluído nesses cadastros METRO

CONFIRA Taxa de juros ao ano ABRIL

MAIO

CHEQUE ESPECIAL

136,8% 136,3% CRÉDITO PESSOAL

67,8% 68,1% CRÉDITO PARA AQUISIÇÃO DE VEÍCULOS

24,3% 24,2% CRÉDITO CONSIGNADO

19,5% 19,7% CARTÃO DE CRÉDITO ROTATIVO*

192,94% 192,94% FONTE: BANCO CENTRAL E *ANEFAC

Taxas para empréstimos devem parar de cair, diz BC Apesar do aumento da Selic, o custo financeiro de empréstimos caiu no mês passado. Segundo dados do Banco Central, a média das taxas cobradas pelos bancos para pessoas físicas caiu de 24,3% ao ano para 24% ao ano. É a mais baixa já registrada. Segundo Túlio Maciel, chefe do Departamento Econômico do BC, novas quedas nas taxas de juros não devem acontecer nos próximos meses. “Como o custo de captação [pelos bancos] não tem recuado, acredito que não seja uma tendência de queda. E estamos num ciclo de alta da taxa básica de juros”, afirmou. METRO

MUNDO

Cresce pressão para Rússia entregar Edward Snowden Vazamentos. EUA exigem explusão do delator, mas russos negam poder fazê-lo devido ao fato de ele estar em trânsito no aeroporto de Moscou

TVs em loja da Rússia exibem reportagens sobre Edward Snowden | TATYANA MAKEYEVA/REUTERS

A Casa Branca pediu para que a Rússia expulse “sem demora” o ex-consultor da CIA Edward Snowden, alegando que Moscou tem “base legal clara” para tal: o status de seus documentos de viagem e as acusações de espionagem que recaem sobre ele, responsável por revelar o esquema de monitoramento do governo americano de dados de usuários de telefone e internet. O presidente da Rússia, Vladimir Putin, confirmou ontem que o Snowden está na área de trânsito do aeroporto de Moscou. No entanto, as autoridades do país descartam entregá-lo. Segundo Putin, ele é livre para deixar o país a qualquer momento, já que não chegou a passar pelo controle de imigração. “Quanto antes ele escolher seu destino final, melhor para nós e para ele”, disse Putin em um evento na Finlândia. “Qualquer acusação sobre a Rússia [tê-lo ajudado] é fruto de delírios e bobagens”, concluiu ele, que sugeriu ainda que o ex-consultor apenas seria expulso caso tivesse cometido um cri-

me no país, dado que a Rússia não tem acordo de extradição com os EUA. O presidente disse ainda esperar que o episódio não afete as relações com o governo americano. Com isso, aumentam os riscos de que haja rixa do país com os EUA, em um processo semelhante ao que aconteceu com a China, que hospedou Snowden do dia em que os casos de espionagem foram revelados até o último domingo, quando ele aterrissou em Moscou. A tensão gerada pelo episódio preocupa porque ameaça relações internacionais que podem ser essenciais para resolver conflitos globais, como a guerra na Síria. No momento, Snowden aguarda resposta sobre o pedido de asilo político feito ao Equador, que já abriga outro dissidente da luta pela liberdade de expressão. Há mais de um ano, o criador do WikiLeaks, Julian Assange, está na embaixada do país em Londres para escapar de uma extradição para a Suécia, onde é acusado de abuso sexual. METRO COM AGÊNCIAS

Análise

O que importa para o Equador Há tensão no Equador sobre a chegada de Edward Snowden. Especialistas concordam que a decisão deve ser analisada cuidadosamente para evitar problemas com os EUA. Há ainda Julian Assange na Inglaterra, um tapa na cara dos seus aliados americanos na Europa. A verdade é que os equatorianos não sabiam sobre Assange e Snowden até o governo os tornar figuras públicas. Parece que as portas se abriram sem ninguém nos perguntar se essa seria uma boa ideia. O Equador deve se preocupar com suas próprias questões em vez de se envolver com algo que não pertence a sua política tradicional de paz. CHRISTIAN LLERENA Editor-chefe do Metro Equador


+ EDUCAÇÃO A FAVOR

PORTO ALEGRE, QUARTA-FEIRA, 26 DE JUNHO DE 2013 www.readmetro.com

{EDUCAÇÃO}

|11|◊◊

Trabalho em grupo: dilema ou aprendizado?

FOTOS: ANDRE PORTO/METRO

Interação na escola. Ferramenta pedagógica gera discussão entre alunos do ensinos fundamental ao superior; educadores defendem e apontam os vários benefícios da atividade realizada em conjunto

“Trabalhar em grupo é sempre uma construção de ideias e o resultado disso é positivo.” YASMIN SALOMÃO MAGYAR, 21, ALUNA DE RELAÇÕES PÚBLICAS

“Acho interessante discutir vários tipos de opiniões entre as pessoas. Temos de respeitar mais isso.”

Aluna Lara Tubertini Minami, do 9º ano do ensino fundamental do Colégio Albert Sabin, pesquisa para tarefa a ser realizada em equipe

BRUNA PORSEBON, 14, DO 9° ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL

CONTRA “Não gosto e acho que ninguém ainda ensinou qual é o melhor jeito de trabalhar em grupo.” ALEXANDRE FERREIRA BATALHA, 21, ALUNO DE FÍSICA

“Há conflitos porque falta compromisso por parte dos integrantes. Não acho bom.” JULIANA DE ARAUJO R. LOPES, 17, DO 3º ANO DO ENSINO MÉDIO

Assim que o professor anuncia que a tarefa será feita em grupo, a reclamação coletiva se inicia: “Não dá para fazer sozinho?”, questionam os alunos. Sem paciência para lidar com as diferenças e as opiniões do outro, grande parte dos estudantes tenta fugir do desafio de trabalhar com colegas, o que coloca em risco o cultivo de habilidades que serão importantes no futuro, como o respeito ao próximo, a responsabilidade e a troca de ideias. “Tão importante quanto aprender com as aulas é descobrir como se relacionar em grupo”, diz Silvia M. Gasparian Colello, educadora e professora de psicologia da educação da Faculdade

de Educação da USP. “Quando você junta crianças ou jovens, dá vazão para uma nova via de aprendizagem; eles são convidados a dividir o conhecimento e a colocar em prática a autonomia.” Segundo ela, a vida escolar não pode ser solitária e isso em qualquer fase de ensino, do fundamental ao superior. “O outro é sempre um espelho e te ensina como pensar de forma diferente.” Para a especialista, o professor tem um papel crucial nesse processo. “Ele deve mediar os trabalhos feitos em grupo, saber dividir bem as funções de cada um e fomentar a discussão. Não basta só passar a tarefa e ficar sentando

corrigindo provas. Se ele conhece sua turma, vai saber como agrupá-la melhor e fazê-la ganhar com isso.” Muito além do método

Uma instituição de ensino que adota o sistema dos trabalhos em conjunto é o Colégio Albert Sabin, em Osasco, Região Metropolitana de São Paulo. “Nós pensamos o espaço da escola como uma espécie de treinamento para a vida em sociedade, por isso valorizamos essa ferramenta pedagógica”, conta Laércio da Costa Carrer, coordenador do ensino fundamental II. Para ele, atuar em grupo tira o aluno do conforto. “Cabe ao professor tentar

evitar as panelinhas, intervindo sempre que necessário e, principalmente, não deixar que os alunos dispersem, percam o foco.” A falta de organização é uma das reclamações da aluna Giovanna Mazzuli Marcelino, que tem 14 anos, cursa o 1º ano do ensino médio no Albert Sabin e não aprova tarefas com os colegas. “Sempre tem alguém da turma que não se empenha, não respeita horário. Prefiro fazer sozinha.” No entanto, Yasmin Calbo de Medeiros, também de 14 anos e estudante do 9º ano do ensino fundamental, acha muito válido fazer as tarefas em conjunto. “É uma oportunidade para aprender com as

contribuições dos outros e, se você divide corretamente, ninguém fica sobrecarregado”, diz. Planejar e partilhar

“Saber trabalhar em equipe é uma exigência da maior parte das profissões”, lembra o consultor educacional e doutor em linguagem e educação pela USP, José Luís Landeira. “Acredito que o professor pode encontrar inspiração nisso para construir diferentes estruturas de trabalho em grupo dentro do âmbito escolar.” WANISE MARTINEZ METRO SÃO PAULO


2 CULTURA

|12|

PORTO ALEGRE, QUARTA-FEIRA, 26 DE JUNHO DE 2013 www.readmetro.com

{CULTURA}

Cinco noites de contemporâneos Festival. A produção dos coreógrafos porto-alegrenses está reunida no ‘Dançapontocom’, que começa hoje no Centro Municipal de Cultura. Grupo Terpsí será homenageado A produção porto-alegrenses de dança contemporânea estará representada no festival “Dançapontocom”, que vai de hoje a domingo no Centro Municipal de Cultura. Entre as atrações, estão confirmadas Muovere Cia. de Dança, Eduardo Severino Cia. de Dança, Art & Dança, Jogo Cia. de Dança e Thais Petzhold. O festival ainda vai homenagear o grupo Terpsí e sua trajetória de 25 anos. Organizado pelo Centro de Dança de Porto Alegre, o festival pretende também promover e ampliar o debate sobre o gênero, reunindo, além dos bailarinos, especialistas em artes visuais, psicanálise e antropologia.

“Casa das Especiarias” abre hoje o programa | CLAUDIO ETGES/DIVULGAÇÃO

Show

Teatro

Bonecos de volta

A 25ª edição do Festival Internacional de Bonecos de Canela será realizada de 18 a 21 de julho. Entre montagens para o público adulto e infantil, estão confirmadas apresentações dos grupos El retrete de Dorian Grey (da Espanha) e da companhia do argentino Sergio Mercurio, como “De Banfield a México” (na foto).

Seu Jorge chama o povo para dançar O cantor e compositor Seu Jorge continua com a turnê do show “Música para Churrasco”, baseado no seu último disco e já registrado em DVD. Hoje, o músico carioca se apresenta no Pepsi on Stage (av. Severo Dullius, 1995) e mostra o porquê é um dos artistas mais populares do Brasil. Seu trabalho é marcado pela cadência que mistura os ritmos negros do mundo inteiro, como samba, reggae, jongo, funk e rap. As letras divertem e são fáceis de cantar – neste show, ele repas-

sa sucessos como “Mina do Condomínio”, “Chega no Suingue”, “Quem Não Quer Sou Eu”, “Carolina” e “Burguesinha”. O espetáculo começa às 21h e os ingressos já estão no segundo lote, com preços entre R$ 80 e R$ 150. Vendas nas lojas My Ticket e na Multisom do Bourboun Country. METRO POA

Destaques A programação abre hoje, às 20h, com a coreografia “Casa das Especiarias: Ins-

talação Coreográfica”, em que o grupo Terpsí explora o conceito de “casa” como um lugar de cheiros e lembranças. Logo em seguida, haverá um painel em homenagem a companhia dirigida por Carlota Albuquerque, com vários convidados. Outras atrações são “Flor”, performance da bailarina Thais Petzhold (amanhã, às 18h), e as coreografia “Fauno”, do Grupo Jogo, e “Re-cintos”, da Muovere Cia, de Dança, marcadas para sexta, às 20h. METRO POA Para ver No Centro Municipal de Cultura (av. Erico Verissimo, 307) - de hoje a domingo, em vários horários. Programação no cdancasmc.blogspot.com.br

Show

Ian Ramil ao meio-dia O músico Ian Ramil faz o show de hoje do Musical Évora, marcado para as 12h30 no foyer do Theatro São Pedro. No repertório, ele antecipa as músicas de seu primeiro disco, com lançamento previsto para julho. Grátis. METRO POA Cancelado 1

Orquestra Jovem não toca hoje O concerto da Orquestra Jovem do RS, marcado para as 20h na CCMQ, foi cancelado em função das manifestações previstas para hoje em Porto Alegre. METRO POA Cancelado 2

Nova data para tributo Beatle O show “All you need is love” foi transferido para o dia 25 de agosto. Os ingressos já adquiridos continuam valendo para esta data. Infos pelo tel.: 4003-1212 METRO POA

Ao som do violeiro O violeiro Almir Sater volta hoje a Porto Alegre, com o show que revisita os sucessos de seus 30 anos de carreira. Dono de um estilo refinado de compor e tocar, o pantaneiro mistura o som da viola de 10 cordas com o blues e rock, criando um folk bem particular. Entre as canções garantidas estão “Trem do Pantanal”, “Chalana” e “Tocando em Frente”. No palco, também vão estar os músicos Marcellus Anderson (gaita), Guilherme Cruz e Rodrigo Sater (violões). No Salão de Atos da UFRGS (av. Paulo Gama, 110), às 20h30. Ingressos entre R$ 200 e R$ 270, à venda no www.ingressorapido.com.br. www.ingressorapido.com METRO POA

Almir Sater faz show hoje no Salão de Atos da UFRGS | NAMOUR/DIVULGAÇÃO


|14|

PORTO ALEGRE, QUARTA-FEIRA, 26 DE JUNHO DE 2013 www.readmetro.com

{VARIEDADES}

Conheça a rede antissocial

Os invasores

Dilma e a Constituinte

Cruzadas

Check-out. Aplicativo indica lugares a serem evitados para não encontrar amigos Em uma época em que a palavra chave é conectividade e que participar de redes socais pode definir o grau de sociabilidade de uma pessoa, chega ao mercado um aplicativo antissocial. “Hell is other people” (o inferno são os outros, em inglês) ajuda seus usuários evitarem amigos naqueles dias em que a sociabilidade não está muito em alta. O único problema é que o serviço só localiza quem está conectado ao FourSquare, portanto, o usuário precisa torcer para que seus conhecidos indesejados usem esse aplicativo geolocalizador. O programa checa e delimita uma zona segura, com um panorama com-

Leitor fala

pleto dos locais onde seus amigos fazem check-in e, que, portanto, devem ser evitados. Um mapa é gerado pelo aplicativo, indicando a localização dos contatos. Os pontos laranjas alertam os lugares que podem ser perigosos por serem frequentados pelos amigos. Já os verdes mostram as zonas de segurança, livres de conhecidos.

Fico apavorado ao saber que a presidentA convoca prefeitos e governadores para resolver o que fazer com o Brasil. Tal atitude demonstra o despreparo dessa senhora que nos governa. Ela não tem que perguntar o que fazer, mas tem que fazer o que deve ser feito. O povo já deu o seu recado: menos corrupção, mais segurança, mais escolas, mais saúde, menos conchavos políticos. Queremos que Sarneys, Renans e Malufs sejam banidos do comando deste país. Queremos Dirceus e Genuinos na cadeia e banidos do Congresso. Queremos um STF composto de homens desvinculados da política e de verdadeiro notório saber jurídico. A intenção da presidentA de convocar uma Constituinte para propor reformas não passa de um velho golpe. GILBERTO SARTORI – PORTO ALEGRE, RS

Metro pergunta

Você acha que houve excesso da Brigada Militar no protesto de segunda-feira?

Justificativa O criador do serviço, Scott Garner, explica que o aplicativo – que ele chama de “um experimento antissocial em mídia” – é uma sátira à sociedade virtual e um reflexo de sua própria dificuldade em se relacionar socialmente. METRO

Siga o Metro no Twitter: @jornal_metropoa

@Yuri_GFPA Com certeza, existe um vídeo que prova rolando por aí que comprova isso. @RibeiroDezordi Claro que não!

Sudoku

@lrafaeloliveira Não. @bikedrops Em todas as manifestações houve excessos e abusos. Por que os vândalos fazem o que querem e os manifestantes sofrem violência? @jubaojoinville Não. @NiseDerson Sim, houve excessos da Brigada e não só na segunda-feira.

Metro web Para falar com a redação:

leitor.poa@metrojornal.com.br Participe também no Facebook:

www.facebook.com/metrojornal

Aplicativo cria um mapa com a localização dos amigos | REPRODUÇÃO

Horóscopo

www.estrelaguia.com.br

Está escrito nas estrelas

Momento para retomar conversas e estabelecer contatos com parentes. Cuide para não criar atritos por assuntos sem importância nas relações de maior vínculo afetivo.

O Sol forma grande trígono com Saturno e Netuno, influência especial para consolidar ideais que há tempos desejava. Tendências para realizar ajustes e revisões intensas.

Bom momento para retomar pesquisas sobre assuntos que tem prazer em estudar ou se dedicar, mesmo por hobby. Possibilidades para restabelecer contatos.

Possibilidades para retomar contatos, principalmente com quem vive longe. Se estiver em viagem é uma boa oportunidade para resgatar lembranças e boas sensações.

Tendências para restabelecer contatos com amizades e grupos em geral. Seja atento para que seu senso crítico não provoque mal entendidos ou conversas desnecessárias.

Saturno está em um grande trígono com o Sol e Netuno, uma influência favorável à realização de objetivos ao lado de pessoas com quem tem convivência.

Planeta regente de seu signo, Mercúrio inicia movimento retrógrado, influência capaz de trazer alguns contratempos em sua rotina no decorrer da semana.

O momento é positivo para organizar assuntos de seu lar e esclarecer situações que influenciarão sua rotina familiar nos próximos dias. Retomada de alguns costumes.

Período para retomar cuidados com o corpo. São boas as possibilidades para reconhecimento e para lidar com novas responsabilidades em temas profissionais.

Uma concentração de influências em seu signo tem deixado sua rotina mais intensa, com expectativas maiores para solucionar problemas e para realizar objetivos.

Período para refletir sobre o que quer ser, realizar e também sobre responsabilidades que possui. Será essencial se livrar de sentimentos que não fazem bem.

Seu regente Netuno faz bons aspectos com Sol e Saturno, o que ajudará a perceber um pouco mais a realidade de certas situações e de relacionamentos que vive.


{ESPORTE}

|15|◊◊

Inter. Meia Bruno César revela interesse colorado

Grêmio reúne esforços para comprar parte dos direitos federativos de Biteco, vendidos em 2012 | LUCAS UEBEL/GREMIO FBPA

Projeto Biteco

Joia gremista. Direção quer ampliar vínculo com Guilherme e para isso irá negociar com o Hoffenheim, dono de 70% do passe O Grêmio quer ter poder sobre aquele que talvez seja o jogador mais promissor do seu elenco. A direção arquiteta um plano para adquirir parte dos direitos federativos do meia Guilherme Biteco, já vendido ao Hoffenheim da Alemanha. A ideia é poder lucrar com o atleta e mantê-lo por mais tempo em Porto Alegre. “É uma parceria, um espaço para que o jogador esteja aqui, mas com um vínculo. É um jogador que está na vitrine”, relata o diretorexecutivo do Grêmio, Rui Costa.

Jogo Aberto

LEONARDO MENEGHETTI

LEONARDO.MENEGHETTI@ METROJORNAL.COM.BR

Jornalista esportivo desde 1986, Leonardo Meneghetti foi repórter de rádio, TV e jornal e está no Grupo Bandeirantes desde 1994. Foi coordenador de esportes, diretor de jornalismo, e, desde 2005, é o diretorgeral da Band-RS. Diariamente, às 13h, comanda “Os Donos da Bola”, na Band TV.

O jogador que se tornou um coringa na manga dos alinhados ternos de Vanderlei Luxemburgo tem poucos vínculos contratuais com o Grêmio. Em outubro do ano passado, os alemães do Hoffenheim compraram 70% do passe do atleta e o restante foi repartido entre tricolores e o empresário Jorge Machado. Segundo a direção, os europeus não estipularam prazo para a apresentar o jogador de 19 anos. Com as recorrentes indisposições físicas de Elano, Guilherme Biteco tem ganhado chances na equipe ti-

tular. O jovem já tornou-se o xodó torcida gremista. Um irmão por outro? Rui Costa refutou a possibilidade de incluir Matheus Biteco, de 17 anos, irmão de Guilherme, no negócio. Volante de mobilidade, o jogador é um dos destaques nas categorias de base do clube e conta com o prestígio da direção e do técnico Vanderlei Luxemburgo. As passagens de destaque por seleções brasileiras de base também reforçam moral entre a cúpula gremista.

Afim de contratar um meio-campo para suprir a ausência de Fred, o Inter pode repatriar o meia Bruno César, ex-Corinthians. O jogador do Al-Ahli da Arábia Saudita, afirmou à rádio Bandeirantes que há um interesse colorado em contar com seu futebol e mostrou-se recíproco ao desejo. “Vamos abrir uma negociação para saber se tem uma oportunidade de jogar no Inter. Tem interesse das duas partes e isso é o mais importante”, informou o jogador, com passagens pelas categorias de base do Grêmio. Grêmio

“Tenho contrato até 2015. Acho que estar voltando para o Brasil agora seria interessante para minha carreira e para a possibilidade de retornar à Seleção Brasileira”, afirmou o jogador. ‘Procuramos só um meia’ Com Julio Baptista como prioridade, a direção colorada mira em apenas um nome para o meio-campo. “É um meia. Já veio o Jorge Henrique, temos o Otavinho e o Dátolo. Não adianta empilhar jogadores por posição”, argumentou ao Metro o diretor de futebol do Inter, Luís César Souto de Moura.

3 ESPORTE

METRO POA

Mercado

Amistoso de sábado será no Olímpico

Inter trabalha para contratar um atacante

A torcida gremista deverá ter neste sábado uma nova chance de ir ao Olímpico para ver a equipe principal do Grêmio em campo. Com o gramado da Arena em manutenção, a equipe jogará um amistoso no antigo estádio, contra um adversário ainda desconhecido. Nos próximos dias o clube deve divulgar detalhes da partida. METRO POA

A desistência colorada em contratar Adriano fez com que a direção passasse a trabalhar num plano B para o setor. O nome mais cotado é o do argentino Saviola, do Málaga. O jogador de 31 anos encerra seu vínculo com os espanhóis no próximo dia 30 e viria sem custos de transferência para o Inter.

CO COPA DAS N FE DERA ÇÕES

PORTO ALEGRE, QUARTA-FEIRA, 26 DE JUNHO DE 2013 www.readmetro.com

METRO POA

METRO POA

A GARRA URUGUAIA, NOSSO DESAFIO O time do Uruguai é limitado. Propõe-se a marcar, marcar e marcar. E nem neste quesito é dos mais competentes. Esta é uma safra que atingiu seu ápice, com o quarto lugar na Copa 2010 e o título da Copa América, e que já enfrenta dificuldades parta chegar ao Mundial 2014. Ocupa um preocupante quinto lugar nas eliminatórias, acossado por Peru e Venezuela, posição que lhe remeteria à repescagem. Ainda acredito no Uruguai na Copa do ano que vem, mas não para repetir o desempenho da África do Sul. Por isso, penso na classificação do Brasil à final da Copa das Confederações, embora talvez não seja tão fácil quanto a diferença dos dois times seja mostrada no papel. A equipe de Felipão é bem superior a de Óscar Tabárez. Quando você pensa no ataque da Celeste com Cavani, Suárez e Forlán pode até imaginar que a defesa brasileira não irá segurar este trio. O problema é que a bola chega invariavelmente quadrada para estes jogadores, na frente. O meio-campo do Uruguai é fraco, burocrático e lento. E a defesa, que deveria ser o ponto mais forte, está vulnerável. Diego Lugano tem sido uma caricatura daquele zagueiro líder que brilhou no São Paulo. O Brasil, por sua vez, está buscando seu padrão tático. Longe do ideal, nós sabemos. Tem nas costas de Marcelo um problema a ser resolvido. Trata-se de um lateral competente no apoio, fraco na marcação. O posicionamento de Oscar permanece o desafio de Felipão. O meia não se achou ainda no atual esquema. Parece perdido. O que impressiona, na comparação com o time de Mano Menezes, é a entrega, a pe-

gada. Felipão agregou isso ao time. E assim compensa a ausência de entrosamento e até alguns limites técnicos. E, não menos importante, Neymar tem sido o jogador que justifica o investimento do Barcelona. Na Olimpíada, por exemplo, ele sucumbiu. De qualquer forma o jogo só será fácil se o Brasil conseguir transformá-lo. Tem tudo para ser um confronto tenso, perigoso, talvez dramático. E com muita rispidez. Jamais se espere que o Uruguai, ainda que fragilizado tecnicamente, signifique algum tipo de facilidade diante do Brasil. Contra a amarelinha eles costumam se multiplicar em campo, graças à gana, a inconfundível vibração da Celeste. Tentativas Não critico a direção colorada por ter tentado Adriano. O importante que o clube tenha olhado, simultaneamente, outras opções no mercado. E parece que sim, não se concentrou apenas no atacante, que não entra em campo há 15 meses. O Inter vendeu dois titulares. E precisa agora ser competente para repor estas saídas e, ao mesmo tempo, qualificar o time que arrancou mal no Campeonato Brasileiro. Não é um desafio pequeno, especialmente em um clube comandando por um presidente que não tem se saído bem nas últimas edições do Campeonato Brasileiro. Giovanni Luigi, Marcelo Medeiros e Souto de Moura terão de agir rapidamente e com eficácia para repor perdas e agregar qualidade. O Grêmio perdeu Fernando, titular do setor que já apresentava dificuldades neste primeiro semestre. Luxemburgo não fez o meio-campo do time andar com a mesma qualidade do ano passado. As contratações até agora não passam de apostas. Se o treinador não ajustar o time o Grêmio será figurante no campeonato.

Novo jogo

“A final da Eurocopa foi perfeita, mas isso já é passado. Agora será um jogo diferente.” JORDI ALBA, LATERAL-ESQUERDO DA ESPANHA, SOBRE O DUELO CONTRA A ITÁLIA. NA FINAL DA EUROCOPA DE 2012, A FÚRIA GOLEOU POR 4 A 0.


|16| Wimbledon

1

1 E 2. EDDIE KEOGH/ REUTERS

2

Confiança resgatada Copa das Confederações. Luiz Felipe Scolari está animado com o elenco. Hoje, a Seleção Brasileira encara o Uruguai pela semifinal do torneio, às 16h, no Mineirão, em Belo Horizonte Os resultados recentes da Seleção Brasileira têm deixado o técnico Luiz Felipe Scolari animado. Ontem, na entrevista coletiva, o comandante afirmou ter encontrado a base para o Mundial de 2014 e que os reservas estão correspondendo suas expectativas. Hoje, o Brasil passará por novo teste, desta vez contra o Uruguai, às 16h, em confronto válido pela semifinal da Copa das Confederações. “Tenho um esboço de equipe e esta equipe está sendo mantida, mas jogadores que têm entrado tem me dado total tranqulidade para colocar A, B ou C”, avisou Felipão. Ele disse também que a confiança do torcedor na seleção está sendo resgatada. Língua afiada Do outro lado do confronto, o zagueiro Lugano se mostra animado para o jogo e provoca: “O Brasil tem tudo a seu favor, mas já foi assim antes e os derrotamos. Por que não desta vez?”, cutucou. METRO

1

Novak Djokovic. Estreou bem em Londres

“Eles têm uma equipe completa, com 90% daqueles que disputaram a última Copa e têm muita qualidade.” FELIPÃO, SOBRE A SELEÇÃO URUGUAIA

O sérvio teve uma atuação firme na briga pelo seu segundo título em Wimbledon com uma vitória sobre o alemão Florian Mayer, por 3 sets a 0, com parciais de 6/3, 7/5 e 6/4, em 1h58 minutos de partida. Agora, ele aguarda o vencedor do duelo entre Bobby Reynolds e Steve Johnson. METRO

2

Serena Williams. Em busca do 6º título Serena WIlliams estreou com vitoria em Wimbledon sobre a luxemburguesa Mandy Minella, por 2 sets a 0, com parciais de 6/1 e 6/3. A norte-americana vai em busca do seu sexto título do tradicional torneio de Londres. A próxima adversária de Serena será a francesa Caroline Garcia. METRO

PORTO ALEGRE, QUARTA-FEIRA, 26 DE JUNHO DE 2013 www.readmetro.com

{ESPORTE}

Idade: 54 anos Naturalidade: Reggiolo-ITA • Clubes que treinou: Reggiana, Parma, Juventus, Milan, Chelsea, Paris Saint-Germain e Real Madrid (atual). • Principais títulos: Liga dos Campeões (2002-03 e 2006-07), Campeonato Italiano (2003-04), Inglês (2009-10), e Francês (2012-13).

Neymar sofre pancada em treino Uma cena causou calafrios à comissão técnica da Seleção Brasileira no treino realizado ontem no gramado do Mineirão. No trabalho de reconhecimento Neymar sentiu o pé após dividida com o volante Fernando. O atacante caiu no chão e se contorceu até se levantar e retomar as atividades normalmente não deixando dúvidas sobre sua presença na partida de hoje. METRO POA Carlitos

Neymar, Thiago Silva, Jô e Marcelo durante o treino no Mineirão |

BRASIL Julio Cesar; Daniel Alves, Thiago Silva, David Luiz e Marcelo; Luiz Gustavo, Paulinho e Oscar; Hulk, Fred e Neymar Técnico: Luiz Felipe Scolari

URUGUAI Muslera; Pereira, Lugano, Godín e Cáceres; Arévalo Ríos, González, Rodríguez e Forlán; Suárez e Cavani Técnico: Óscar Tabárez • •

Estádio. Mineirão Transmissão. Rádio Bandeirantes, TV Globo e Bandeirantes.

JEFFERSON BERNARDES/VIPCOMM

Espanhóis se envolvem novamente em confusão Mal baixou a poeira sobre o suposto roubo de mil euros por cinco mulheres que teriam entrado no quarto de jogadores da Espanha no hotel, em Recife, surge uma nova polêmica envolvendo a seleção. Segundo o site do jornal “Diário do Nordeste”, de Fortaleza, alguns jogadores espanhóis tentaram entrar com mulheres nos seus quartos no hotel em Fortaleza, onde a delegação está hospedada.

Como elas não estavam registradas como hóspedes, foram barradas e colocadas para fora. Revoltados com o fim da farra, os jogadores teriam atirados controles de TVs e sabonetes de seus quartos. Por meio de nota, a Real Federação Espanhola de Futebol negou as “festinhas”. FERNANDO VALEIKA DE BARROS DE BELO HORIZONTE, PARA O METRO

Ida e vinda Carlo Ancelotti

Susto

O anúncio era premeditado, mas só ocorreu de forma oficial ontem. Carlo Ancelotti deixou o comando do Paris Saint-Germain e acertou com o Real Madrid por três temporadas, enquanto Laurent Blanc, ex-comandante da Seleção Francesa, fechou com o PSG por dois anos para ocupar a vaga do italiano. Os boatos sobre a troca tanto no clube merengue quanto no clube espanhol rondavam o mercado europeu há semanas. Mesmo quando o pressionado José Mourinho ainda ocupava o cargo do Real, o nome de Ancelotti o assombrava. As equipes, porém, negaram os fatos até a sua confirmação. O italiano será apresentado de forma oficial na manhã de hoje. No site oficial dos Merengues, a sua chegada é tratada com empolgação: “Familiar com as pressões de treinar

R$ 5,2 mi será a compensação financeira paga pelo Real Madrid ao PSG pela antecipação do contrato de Carlo Ancelotti.

grandes times do continente (Juventus, Milan, Chelsea e PSG) o italiano é uma garantia para dirigir um projeto emocionante”, aponta. Já Laurent Blanc será apresentado em 1º de julho. Seu grande desafio será buscar o título mais expressivo e cobiçado do continente: a Liga dos Campeões. Blanc precisará ganhar a confiança dos torcedores parisienses e, principalmente, da diretoria do clube, que estudou outros nomes como Roberto Mancini, Fabio Capello, André Villas-Boas e Rafa Benítez. METRO BRASÍLIA

Laurent Blanc Idade: 47 anos Naturalidade: Alès-FRA

Jornal coloca Tevez na Juventus Uma novela que se desdobrou durante todo o ano de 2013 deve se encerrar nos próximos dias. O jornal argentino Olé já noticia o acerto da Juventus para contratar o atacante argentino Carlitos Tevez, do Manchester City. Os ingleses pediram cerca de R$ 38 milhões pelo jogador para os italianos quebrarem o contrato válido até 2016. METRO POA Moeda de troca

Kaká mais R$ 73 milhões pelo ‘Pequeno Faraó’ O Real Madrid estuda fazer uma oferta milionária para tirar o italiano El Shaarawy do Milan. Na proposta, os Merengues utilizariam o meia Kaká como moeda de troca para contar com o futebol do “Pequeno Faraó”, como foi apelidado o jogador por sua origem egípcia. Além do brasileiro, o Real ofereceria mais R$ 73 milhões. METRO POA De saída

• Clubes que treinou: Bordeaux, Seleção da França e Paris Saint-Germain (atual)

Thiago Neves deve deixar o Fluminense

• Principais títulos: Campeonato Francês (2008-09), Supercopa da França (2008 e 2009) e Copa da Liga Francesa (2008-09).

O meia Thiago Neves deve deixar o Fluminense após o término da Copa das Confederações. O provável destino é o Al Hilal (SAU). METRO


20130626_br_portoalegre