Issuu on Google+

O Jornal Metro é impresso em papel certificado FSC, com garantia de manejo florestal responsável, pela gráfica Belo Horizonte Gráfica e Editora.

AO SUCESSO COM OS PARALAMAS SHOW EM BH MISTURA HITS E INFLUÊNCIAS PARA COMEMORAR OS 30 ANOS DO TRIO PÁG. 12 BELO HORIZONTE Quinta-feira, 20 de junho de 2013 Edição nº 423, ano 2 MÍN: 15°C MÁX: 28°C sunny

snow

rain

partly

cloudy

www.readmetro.com | leitor.bh@metrojornal.com.br | www.facebook.com/metrojornal | @jornal_metrobh sunny

hazy

showers

sleet

thunder

part sunny/ showers

thunder showers

windy

São Paulo e Rio derrubam as passagens Efeito cascata. Acuados, o prefeito da capital paulista, Fernando Haddad, e o governador Geraldo Alckmin voltaram atrás e anunciaram a redução das tarifas de ônibus, metrô e trens. No Rio de Janeiro, prefeitura também anunciou ônibus mais baratos PÁG. 03

Dólar vai a R$ 2,22, e Bolsa cai ao menor patamar desde 2009

RECICLE A INFORMAÇÃO: PASSE ESTE JORNAL PARA OUTRO LEITOR

Moeda norte-americana tem alta de 1,9% após anúncio do Fed, o banco central dos Estados Unidos PÁG 08

NEYMAR, COM A BOLA TODA

Atacante faz de tudo em campo e Brasil vence a segunda PÁG. 16

Brasil faz boa partida e vence o México por 2 a 0 | RICARDO NOGUEIRA/FOLHAPRESS

Multidão voltou às ruas de BH | EMMANUEL PINHEIRO/METRO BH

Manifestantes reagem contra baderneiros Em BH, policial precisou sacar a arma para evitar agressão a um jovem que soltava bombas durante protesto; o rapaz foi preso PÁG. 02

Álcool e drogas avançam em BH Jovens de até 15 anos usam mais entorpecentes na capital mineira que a média do Brasil PÁG. 05

Trecho essencial da BR-381 ficou de fora Dnit ainda não sabe o que fazer com 46 km até o trevo de Nova Era PÁG. 04


1 FOCO

|02|

BELO HORIZONTE, QUINTA-FEIRA, 20 DE JUNHO DE 2013 www.readmetro.com

{FOCO}

Manifestantes fecham cerco a vândalos Policiais militares intervêm em linchamento de vândalos por manifestantes | FOTOS: EMMANUEL PINHEIRO/METRO BH

Divergências. Participantes de protestos entram em combate sobre o método utilizado durante o movimento

Roteiro

“Estabelecendo os limites que não podem ser rompidos, o manifestante legítimo fará o seu protesto, pacífico ou ordeiro, mas irá embora. Isso não permitirá que o vândalo possa tentar se valer do anonimato para cometer o seu crime. Não estamos vendo o legítimo manifestante com sua cara coberta. Eles não têm porque esconder o rosto.” COMANDANTE DE POLICIAMENTO DA CAPITAL, CORONEL CLAUDIA ROMUALDO, SOBRE ESTABELECER O ROTEIRO DO PROTESTO COM OS MANIFESTANTES.

Cotações Dólar + 1,94% (R$ 2,22) Bovespa - 3,18% (47.893 pts) Euro + 0,15% (R$ 2,91) Selic (8,00%)

Salário mínimo (R$ 678)

A exemplo do que ocorreu em outras capitais, o clima durante os protestos realizados em Belo Horizonte esquentou. Após vândalos deixarem rastro de destruição no Centro da capital na noite de terça-feira, confrontos entre manifestantes e arruaceiros foram a tônica de movimentos feitos ontem. No mais grave dos embates, um vândalo quase foi linchado na Praça Sete. Por volta das 16h, um jovem que incitava depredações foi cercado e agredido por outros protestantes. O rapaz só não teve ferimentos mais graves porque um grupo de policiais militares interviram a tempo.

mo se vestir e até como filmar a manifestação.

“Nosso retardo contra o vandalismo na Praça Sete não foi por orientação, mas circunstancial.” CORONEL DIVINO DE BRITO, POLÍCIA MILITAR

Em ao menos outros dois momentos, manifestantes flagraram criminosos tentando roubar na multidão e os entregaram à polícia. A divergência em relação aos métodos se estende também às redes sociais. O uso ou não de violência é tema de discussão em diversos “posts”. Há, inclusive, um tutorial ensinando co-

Ordem para esperar Na terça-feira à noite, o comando do Centro ordenou que não houvesse atuação militar durante as depredações. “Houve um mal-entendido porque não havia como diferenciar os vândalos de manifestantes pacíficos. Na ocasião, fomos surpreendidos com a divisão do grupo”, justificou o Chefe de Estado Maior, coronel Divino de Brito. Ontem, o Supremo Tribunal Federal derrubou decisão do TJMG que proibia manifestantes de interditar ruas do estado. METRO BH

MP abre investigação para suposta perseguição policial

Tolerância

Isolamento do Mineirão é mantido Em coletiva concedida ontem, o secretário de de Defesa Social, Rômulo Ferraz, garantiu que a polícia continuará apoiando os protestos pacíficos, mas não vai tolerar a invasão dos manifestantes no perímetro determinado pela Fifa no entorno do Mineirão. Grande protesto está marcado para sábado. METRO BH

Cabine da Polícia Militar foi depredada na noite de terça-feira

Ao menos 10 mil participaram de passeata pela região central ontem

FALE COM A REDAÇÃO leitor.bh@metrojornal.com.br /- COMERCIAL: /-

O jornal Metro circula em  países e tem alcance diário superior a  milhões de leitores. No Brasil, é uma joint venture do Grupo Bandeirantes de Comunicação e da Metro Internacional. É publicado e distribuído gratuitamente de segunda a sexta em São Paulo, Brasília, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Curitiba, Porto Alegre, ABC, Santos e Campinas, somando mais de  mil exemplares diários.

O Ministério Público do Estado de Minas abriu procedimento de investigação para coibir supostos abusos cometidos pela segurança pública durante as manifestações realizadas na capital. A ação foi tomada após o MP receber denúncias de pessoas que teriam sido perseguidas por policiais à paisana. “Isso nos trouxe grande preocupação. Todas as pessoas que estejam se sentindo indevidamente investigadas que comuniquem imediatamente o MP”, informou o procurador de Justiça, José Antônio Baeta.

EXPEDIENTE Metro Brasil. Presidente: Cláudio Costa Bianchini (MTB: .). Editor Chefe: Luiz Rivoiro (MTB .). Diretor Comercial e Marketing: Carlos Eduardo Scappini. Diretora Financeira: Sara Velloso. Diretor de Tecnologia e Operações: Luiz Mendes Junior. Gerente Executivo: Ricardo Adamo. Coordenador de Redação: Irineu Masiero. Editor-Executivo de Arte: Vitor Iwasso. Metro Belo Horizonte. Gerente Executivo: Pedro Lara Resende. Editor-Executivo: Luiz Fernando Rocha. Editor de Arte: Cláudio Machado. Grupo Bandeirantes de Comunicação Minas. Diretor Geral: José Saad Duailibi. Diretor de Jornalismo: Júlio Prado.

O órgão também colocou em xeque a atuação da Polícia Militar no combate a vandalismo. “Há um sentimento de que houve omissão no exercício da repressão da PM. Os policiais já poderiam ter agido quando se deu o início de atos de vandalismo”, disse Baeta. Ontem, em reunião feita com representantes do movimento, foi criada uma comissão especial para acompanhar os protestos. Fazem parte representantes da segurança pública, entidades civis, manifestantes e Ministério Público. METRO BH

Editado e distribuído por Metro Jornal S/A. Endereço: avenida Raja Gabáglia, , São Bento, CEP: -, Belo Horizonte, MG. Tel.: /-. O jornal Metro é impresso na Belo Horizonte Gráfica e Editora. A tiragem e distribuição desta edição são auditadas pela BDO. . exemplares


BELO HORIZONTE, QUINTA-FEIRA, 20 DE JUNHO DE 2013 www.readmetro.com

{FOCO}

|02|◊◊ |03|◊◊

Rio e São Paulo recuam de aumento nas tarifas Mobilização. Em Fortaleza, manifestantes fizeram barulho em frente ao Castelão As manifestações nacionais pelo transporte público de qualidade colheram duas grandes vitórias ontem: Rio de Janeiro e São Paulo cancelaram os aumentos. Em outras cinco capitais, reduções de tarifa já tinham sido anunciadas pelos prefeitos. Pressionados, o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), e o prefeito da capital paulista, Fernando Haddad (PT), fixaram a tarifa de ônibus, metrô e trem em R$ 3. Eles alertaram, porém, que pode haver redução de investimentos em outras áreas, sem entrar em detalhes. No Rio de Janeiro, o prefeito Eduardo Paes (PMDB) retornou as tarifas de ônibus para os R$ 2,75 anteriores e suspendeu os aumentos previstos para o trem, o metrô e as barcas. Manifestações Depois de uma noite con-

turbada pela ação de vândalos, a cidade de São Paulo amanheceu contando os prejuízos. Grupos de manifestantes, entretanto, mantiveram a disposição. Houve protestos em várias vias da Grande São Paulo que bloquearam o trânsito. Em Fortaleza (CE), a manifestação chegou ao estádio Castelão, onde o Brasil jogaria. Cerca de 25 mil pessoas protestaram contra os gastos excessivos da Copa, segundo estimativas da Polícia Rodoviária Federal. Quando a partida começou, um grupo minoritário entrou em confronto com a polícia, depredando e saqueando um posto de combustíveis. A polícia revidou com bombas de efeito moral, gás, spray de pimenta e balas de borracha. A maioria dos manifestantes, porém, protestava pacificamente, gritando “sem violência”. METRO

Fortaleza

NAS RUAS

viada à Câmara Municipal – mais detalhes devem ser apresentados hoje. A decisão também veio após a onda de manifestações. A redução das tarifas e a prestação de contas dos gastos com as Copas das Confederações e do Mundo são as principais reivindica-

Rio de Janeiro

São Paulo

Câmara de BH terá que avaliar desoneração de ISS A passagem de ônibus pode ficar mais barata também em Belo Horizonte. A informação foi divulgada ontem pela prefeitura, que estuda uma proposta de isenção dos impostos para o setor. Segundo o Executivo, ainda não está definida a data em que a proposta será en-

ADRIANO ISHIBASHI/FRAME/FOLHAPRESS

KAI PFAFFENBACH/REUTERS

ções dos manifestantes. Também ontem, o ministro das Cidades, Aguinaldo Ribeiro, disse que a discussão sobre o valor dos transportes deve começar nos municípios. Além disso, ele reconheceu que o modelo atual não atende às demandas da população. METRO BH/BANDNEWS FM

ALEX ALMEIDA/REUTERS

R$ 2,80

é a tarifa das linhas perimetrais, diametrais, semiexpressas e troncais (ônibus laranjas, azuis e verdes) em BH. Nos circulares, a passagem custa R$ 2,00 e, nos executivos, R$ 4,25 e R$ 5,30.

R$ 1,80

é o valor do bilhete unitário no metrô de Belo Horizonte.

Vândalo que liderou depredação é preso em SP A polícia paulista identificou e prendeu na tarde de ontem o estudante de arquitetura Pierre Oliveira, de 20 anos. O rapaz foi reconhecido após as imagens da tentativa de invasão à Prefeitura de São Paulo serem amplamente divulgadas. Vestido com uma camiseta branca e protegido por uma más-

cara de gás, Pierre quebrava vidros e atirava grades e outros objetos contra as janelas e portas do prédio público, além de provocar guardas municipais. Alguns manifestantes tentaram conter o ímpeto do estudante, que ainda é acusado de ter ajudado a colocar fogo em um carro de reportagem. METRO

Por que você decidiu comparecer em mais um protesto na cidade?

“Vim reivindicar os direitos que todo cidadão tem, para acabar com o que está errado neste país. O Brasil está acordando. E eu quero participar disso.”

“Essa manifestação está sendo muito marcante e não pode deixar de ser registrada. Poucas vezes isso aconteceu no Brasil.”

“Finalmente temos a oportunidade de ter uma verdadeira democracia. Morre um país, nasce outro. Agora os jovens vão ter uma voz. Não é só por R$ 0,20.”

GUSTAVO XAVIER, 28, GERENTE ADMINISTRATIVO

FELIPE DE OLIVEIRA, 23, ESTUDANTE

MEGH DATTILO, 26, DESIGNER DE MODA

“Isso aqui é o conjunto de uma série de reivindicações do povo. O descontentamento é geral. E eu faço parte disso. As reivindicações são para o Brasil inteiro.” LUÍS SALES, 50, PROFESSOR

“Quero fazer um país melhor com uma boa educação e boa saúde para todos.” MARINA, 16, ESTUDANTE

Quebradeira terminou em saques ao comércio | GABRIELA BILÓ/FUTURAPRESS


|04| Criança morta

Retrato falado de assassino deve ficar pronto A Polícia Civil informou que o retrato falado do homem que assassinou um menino de dois anos no colo do pai, no sábado, em Contagem, deve ser divulgado nas próximas horas. A identidade do criminoso, no entanto, ainda é desconhecida. A qualidade das imagens do circuito de segurança que flagrou o crime e a internação do pai, que também foi baleado, dificultam a confecção do retrato. METRO BH Montes Claros

Acidente com três caminhões deixa um morto Um acidente envolvendo três caminhões matou um homem de 42 anos na LMG-653, em Montes Claros, ontem. A batida gerou lentidão. METRO BH

BELO HORIZONTE, QUINTA-FEIRA, 20 DE JUNHO DE 2013 www.readmetro.com

{FOCO}

Essencial para segurança, novo trecho é ‘esquecido’ BR-381. Variante que muda traçado de via não tem previsão para sair do papel. Dnit afirma que considera obra urgente, mas não prioritária Após um importante passo para a duplicação da BR381, no trecho entre Belo Horizonte e Governador Valadares, com a licitação de 8 dos 10 lotes, o Dnit (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes) confirmou que não existe qualquer projeto para que uma obra essencial para o aumento da segurança na rodovia saia do papel. Os dois lotes desmembrados do processo de licitação concluído nesta semana são referentes à chamada “Vertente Santa Bárbara”. “É uma correção do traçado entre São Gonçalo do Rio Abaixo e Nova Era (região Central), de 46 km de comprimento. A rodovia ficaria mais reta, evitando colisões frontais”, explica o fundador

“A duplicação desse trecho não vai resolver a insegurança da rodovia. Com a manutenção do traçado sinuoso, só vai mudar o tipo de batida.” JOSÉ APARECIDO, ESPECIALISTA EM TRÂNSITO

da ONG SOS Rodovias Federais, José Aparecido Ribeiro. A assessoria do Dnit informou que o governo ainda não definiu se fará o projeto executivo antes de licitar o trecho ou se a licitação incluirá também a elaboração do estudo. No ano passado, no entanto, a mesma assessoria afirmou que o projeto de engenharia seria licitado ainda em 2012 e concluído em seis meses.

O departamento ainda informou que considera a construção da variante urgente, mas não prioridade, já que a licitação da reforma de parte da BR-381 está em fase final de conclusão. “Com a manutenção do traçado sinuoso e o aumento de velocidade, já que o trecho será duplicado, as mortes continuarão, apenas mudará o tipo de acidente: em vez de colisão frontal, será saída de pista e batida em barreira”, disse Ribeiro. O Dnit já escolheu as melhores propostas de 8 lotes e vai analisar em breve as propostas técnicas para definir o processo licitatório. THIAGO RICCI METRO BELO HORIZONTE

Trecho é conhecido como Rodovia da Morte | GUSTAVO ANDRADE/METRO BH/ARQUIVO


BELO HORIZONTE, QUINTA-FEIRA, 20 DE JUNHO DE 2013 www.readmetro.com

{BRASIL}

|05|◊◊

Um a cada dez jovens de até 15 anos já usou droga Pesquisa IBGE. Uso de bebidas alcoólicas e entorpecentes em Belo Horizonte supera a média nacional entre os adolescentes O uso de drogas ilícitas como maconha, cocaína, crack e ecstasy já não é mais novidade para um a cada dez adolescentes de entre 13 e 15 anos em Belo Horizonte, segundo a Pesquisa Nacional de Saúde do Escolar do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), divulgada ontem. O levantamento também revelou que quase 20% dos jovens dessa faixa etária já fumaram cigarro de tabaco e nada menos que 76% já fizeram uso de bebida alcoólica na capital mineira. Em dois dos três quesitos, os belo-horizontinos superam a média nacional (veja ao lado). Além disso, mais de um

quarto dos entrevistados (27%) já ficaram embriagados e 9,2% disseram já ter enfrentado problemas com a família ou amigos, brigado ou perdido aulas por conta do álcool na “capital dos bares”. Avanço A pesquisa mostra que o uso de drogas cresceu desde 2009 (de 8,7% para 9,9% dos jovens nas capitais), o que equivale a mais de 312 mil jovens. Entre as meninas, o aumento foi maior: de 6,9% para 9,2%.

CIGARRO, ÁLCOOL E OUTRAS DROGAS

JÁ FUMOU CIGARRO DE TABACO

JÁ FEZ USO DE BEBIDA ALCOÓLICA

JÁ FEZ USO DE ALGUMA DROGA ILÍCITA

BELO HORIZONTE

BELO HORIZONTE

BELO HORIZONTE

19,6% MÉDIA BRASIL

20,7%

CRISTIANO MARTINS METRO BELO HORIZONTE

FONTE: IBGE

76,3% MÉDIA BRASIL

66,7%

9,9% MÉDIA BRASIL

7,3%

Sexo

Mais tardio e mais seguro A pesquisa mostra ainda uma queda, ainda que pequena, na proporção dos jovens de até 15 anos que já tiveram relação sexual: de 30,5% em 2009 para 28,7% em 2012. Simultaneamente, o uso de preservativos cresceu de 75,9% para 79,5%. Foram ouvidos mais de 100 mil estudantes de 2.842 escolas do país. O questionário foi respondido em computadores de mão, a fim de resguardar a privacidade, visando um resultado mais próximo à realidade. METRO BH


BELO HORIZONTE, QUINTA-FEIRA, 20 DE JUNHO DE 2013 www.readmetro.com

{EDITORIA}

|06|◊◊


|08|

BELO HORIZONTE, QUINTA-FEIRA, 20 DE JUNHO DE 2013 www.readmetro.com

{ECONOMIA}

Brasileiros buscam imóveis nos EUA A procura por brasileiros interessados em comprar imóveis em Miami e Orlando cresceu 36% no primeiro trimestre deste ano em comparação aos últimos três meses de 2012, de acordo com dados da imobiliária Lello. A média de preços procurada gira em torno de US$ 350 mil, e os bairros mais requisitados são Brickell e Aventura em Miami e Kissimmee em Orlando.

Os casais com 35 a 45 anos de idade, com filhos pequenos, formam a maioria das pessoas que procuram apartamentos, revela a pesquisa. De acordo com dados do mercado, houve aumento de 8% na compra de imóveis por brasileiros em Miami no ano passado. Para 2013, a imobiliária brasileira estima que as vendas apresentem um crescimento 11% na comparação com 2012. METRO Programa de bônus pode ser reduzido em 2012, diz Bernank | JASON REED/REUTERS

Procura por imóveis em Miami e Orlando cresceu 36% | JOE RAEDLE/GETTY IMAGES

Domésticas. Governo pede mais tempo para análise O governo federal pediu ontem mais tempo para analisar o projeto que vai regulamentar os direitos dos empregados domésticos antes de sua votação no Congresso. O senador Romero Jucá (PMDB-RR), relator da proposta, e a ministra Gleisi Hoffmann (Casa Civil), se reuniram ontem para discutir itens de discordância do Palácio do Planalto, como a redução da contribuição patronal do INSS de 12% para

8% e a forma de recolhimento da multa do FGTS para demissões sem justa causa. A Comissão de Constituição e Justiça vai analisar o projeto na semana que vem, depois ele segue para análise do plenário do Senado. O texto também tem que tramitar na Câmara para que as regras entrem em vigor. A expectativa é que o Congresso conclua a análise do projeto somente no segundo semestre. METRO

Fraude. Dolce e Gabbana são condenados à prisão Os estilistas Domenico Dolce e Stefano Gabbana, da grife Dolce e Gabbana, foram condenados ontem na Itália a um ano e oito meses de prisão acusados de evasão fiscal de cerca de 1 bilhão de euros. A decisão foi tomada por um tribunal de primeira instância de Milão e cabe recurso. Uma investigação realizada entre 2007 e 2010 pelas autoridades italianas aponta que a dupla transferiu a sede da empresa para Luxemburgo a fim de escapar do fisco. Segundo os promotores, os estilistas italianos

Stefano Gabbana e Domenico Dolce em desfile na Itália | GETTY IMAGES

venderam as marcas D&G e Dolce&Gabbana para a empresa de fachada Gado, criada em 2004, no paraíso fiscal. METRO COM AGÊNCIAS

Dólar sobe a R$ 2,22 e Bolsa recua 3% Mercados. Moeda fechou em alta de 1,94% com sinalização de que o Fed pode começar a diminuir estímulos ainda em 2013. Bovespa cai ao menor patamar desde abril de 2009 O dólar fechou em alta pela quarta sessão consecutiva, atingindo o patamar de R$ 2,22 pela primeira vez em mais de quatro anos, após o presidente do Fed, o banco central norte-americano, Ben Bernanke, sinalizar que pode reduzir o programa de estímulo ainda neste ano. O anúncio também derrubou a Bovespa, que encerrou o pregão no menor patamar desde 30 de abril de 2009, quando afundou aos 47.289,53 pontos, no auge da crise econômica internacional. O Ibovespa perdeu 3,18%, a 47.893 pontos.

“O BC e a Fazenda estarão atentos para evitar volatilidade excessiva. Temos muita bala na agulha para fazer isso.” MINISTRO DA FAZENDA GUIDO MANTEGA

Sem atuação do BC (Banco Central), a moeda norte-americana subiu ontem 1,94% e foi a R$ 2,2205 na venda, maior patamar desde 27 de abril de 2009, quan-

do ficou em R$ 2,221. Também foi a maior alta diária desde dezembro de 2011. O dólar turismo era cotado ontem a R$ 2,25. Após o Fed anunciar que manterá o ritmo de compra de bônus em US$ 85 bilhões por mês, Bernanke afirmou que se as projeções econômicas se confirmarem, o banco central pode reduzir estímulo ainda neste ano e encerrá-lo no meio de 2014. As declarações motivaram ampla valorização do dólar, uma vez que a eventual redução das compras de bônus diminuirá a oferta da moeda em todo o mundo.

Para analistas, o BC pode realizar intervenções mais vigorosas, como leilões de dólares à vista ou a termo, ou mesmo o governo adotar mais medidas, como a redução do IOF (Imposto sobre Operações Financeiras) para empréstimos externos. O ministro da Fazenda, Guido Mantega, disse ontem que o Brasil tem “muita bala na agulha” para evitar uma “volatilidade excessiva” do dólar. “Temos muitas reservas, muito dólar em carteira. É uma situação sob controle, mas com alguma instabilidade passageira.” METRO

Isenção de IR no 13º avança no Senado A CAS (Comissão de Assuntos Sociais) do Senado aprovou ontem o projeto de lei que isenta o 13º salário do Imposto de Renda das Pessoas Físicas. A proposta de autoria do senador Lobão Filho (PMDB-MA) e segue agora para a Comissão de Assuntos Econômicos, que dará a decisão terminativa. Para Lobão Filho, há distorções na lei que trata do Imposto de Renda (Lei 7.713/1988). A incidência do tributo é feita na fonte com aplicação das mesmas alíquotas da tabela progressiva, o que não permite que o décimo terceiro salário receba os mesmos abatimen-

R$ 131 bi

foi o valor injetado na economia com o 13º em 2012. tos e deduções e, assim, a cobrança acontece com o uso de alíquotas mais altas. O relator da matéria, senador Jayme Campos (DEM-MT), afirma que a medida não vai afetar o orçamento do governo federal, uma vez que os valores renunciados retornarão aos cofres públicos sob a forma de tributos incidentes sobre o consumo, segundo informações da “Agência Senado”.

De acordo com a Receita Federal, a estimativa de renúncia fiscal em 2013, com a aprovação do projeto, seria de quase R$ 7,5 bilhões, valores que chegariam a R$ 8,2 bilhões, em 2014, e R$ 9 bilhões, em 2015. O pagamento do décimo terceiro salário injetou R$ 131 bilhões na economia brasileira no ano passado, o que corresponde a 2,9% do PIB (Produto Interno Bruto) nacional, de acordo com estimativas do Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos). No final de 2012, cerca de 80 milhões de brasileiros no país

Renúncia fiscal ESTIMATIVA, EM BILHÕES DE R$

10

7,5

8,2

9

5

0

2013

2014

2015

foram beneficiados com o pagamento, dos quais 49,3 milhões trabalhadores do mercado formal e 30,6 milhões aposentados e pensionistas. METRO


BELO HORIZONTE, QUINTA-FEIRA, 20 DE JUNHO DE 2013 www.readmetro.com

Afeganistão recua em negociações de paz Impasse. Presidente se irrita com nome de escritório do Talibã no Catar e diz que só fala com grupo se conversas forem lideradas pelo próprio país. Hamid Karzai também suspendeu acordo com Estados Unidos O presidente do Afeganistão, Hamid Karzai, disse ontem que seu governo não vai se unir aos Estados Unidos nas negociações de paz com o Talibã enquanto elas não forem lideradas pelos afegãos. Com isso, o governo recua da posição anunciada na terça, na qual se dizia disposto a negociar com os insurgentes. Karzai também suspendeu um pacto militar com a Casa Branca que definiria o número de soldados americanos que fica no país após a retirada da maior parte de suas tropas, no fim de 2014. Oficiais dos EUA e do Talibã se encontram hoje no escritório do grupo aberto an-

teontem em Doha, no Catar. Os americanos vão insistir para que ele rompa com a Al Qaeda, acabe com a violência e aceite a constituição afegã. O objetivo é dar um primeiro passo para o fim da sangrenta e custosa guerra que dura quase 12 anos no país. “Enquanto o processo não for liderado pelo Afeganistão, o Conselho de Paz não vai estar nas rodas de conversa no Catar”, disse Karzai em nota, referindo-se ao órgão instalado por ele em 2010 em busca de paz com o Talibã. Nome controverso Um dos principais pontos de objeção do Afeganistão diz

respeito ao nome adotado para o escritório do grupo em Doha. “A bandeira do Talibã e a faixa do Emirado Islâmico do Afeganistão foram algo que não esperávamos”, disse um oficial afegão, referindo-se ao nome do país até o fim do governo Talibã, em 2001. Oficiais afegãos acusam os americanos de terem quebrado a promessa de que o espaço não seria usado para missões diplomáticas, contrariando Cabul, que rejeita qualquer reconhecimento político do Talibã. “A suspensão das conversas vai continuar até que tenhamos clareza dos EUA”, afirmou um deles. METRO COM AGÊNCIAS

{MUNDO} {BRASIL}

|08|◊◊ |09|◊◊

Em Berlim

Obama propõe diminuir armas nucleares em 1/3 Em discurso na capital alemã, o presidente dos EUA disse que reduzirá o aporte nuclear do país em um terço até 2018 e convocou a Rússia a fazer o mesmo. No entanto, Moscou disse que não vai “levar à sério uma proposta como essa”, numa crítica à ampliação do programa de escudos antimísseis de Washington. METRO COM AGÊNCIAS WikiLeaks

Assange diz não sair de embaixada de jeito nenhum

Karzai na cerimônia em que o Afeganistão assumiu segurança do país

| REUTERS

O fundador do WikiLeaks, que completou ontem um ano cativo na embaixada do Equador em Londres, disse que fica no local mesmo se a Suécia retirar as acusações de abuso sexual, pois teme mandado de prisão dos EUA. METRO


2 CULTURA

|10|

{CULTURA}

BELO HORIZONTE, QUINTA-FEIRA, 20 DE JUNHO DE 2013 www.readmetro.com

Venturini inicia projeto de música instrumental Show. Cantor reencontra música instrumental com o show ‘Fantasia’, hoje à noite, em Brumadinho. Repertório traz clássicas e seis inéditas. Apresentação marca início de gravação de projeto inédito do artista

Cantor quer levar projeto para teatros da capital | MARCELO MENDONÇA/DIVULGAÇÃO

Com um show baseado na música instrumental, o cantor Flavio Venturini dá início hoje a um novo projeto artístico. Embora sua trajetória esteja fortemente marcada por esse estilo, ele ainda não havia gravado um álbum só de instrumentais. Até agora. É que até o fim do ano, o cantor pretende gravar um álbum de música instrumental. O pontapé inicial será dado nesta noite com o show “Fantasia”, batizado com o nome de uma de suas composições mais conhecidas. “Esse gosto pela música instrumental vem das influências da música erudita que eu escutava muito na vi-

trola da minha casa”, revela o artista, que pretende levar o show para teatros da capital mineira em breve. No espetáculo, ele estará acompanhado dos músicos Enéias Xavier (baixo acústico, baixo elétrico, upright, piano acústico e teclados), Augusto Rennó (guitarra e violão) e Lenis Rino (bateria e percussão). O repertório terá clássicos instrumentais e seis inéditas. METRO BH No Teatro Domus Áurea (r. Casuarina, 147 – Condomínio Retiro das Pedras, em Brumadinho). Hoje, às 21h. Ingressos a preço único: R$ 90. É preciso fazer reserva pelo 9689-5868.

Mestres da arte mineira A Errol Flynn Galeria de Arte (r. Alagoas, 977 – Savassi) sedia exposição coletiva com obras de cinco consagrados artistas mineiros: Eymard Brandão, Jayme Reis, Jorge dos Anjos, Paulo Laender e Roberto Vieira. São 60 quadros, fotografias, telas e esculturas – como o objeto de parede criado por Vieira (foto). A mostra será aberta hoje em evento para convidados. As obras serão abertas ao grande público de amanhã a 20/7 | DIVULGAÇÃO


|12|

BELO HORIZONTE, QUINTA-FEIRA, 20 DE JUNHO DE 2013 www.readmetro.com

{CULTURA}

Três décadas em revista Neste sábado. Paralamas do Sucesso celebram aniversário com show na Arena Vivo que reverencia influências da banda Uma comemoração sem nostalgia. É assim que o baterista João Barone define a turnê dos Paralamas do Sucesso que celebra os 30 anos de carreira do grupo. O espetáculo chega sábado em Belo Horizonte. “A gente procurou fazer isso sem olhar para o próprio umbigo”, diz Barone. “Não tínhamos um trabalho novo autoral para apresentar nessa data. Então pensamos em uma série de shows que não fosse chover no molhado”. Barone se refere à decisão do trio – formado por ele, Herbert Vianna e Bi Ribeiro – de equalizar no setlist sucessos com músicas que o grupo não tocava há tempos e temperar tudo com pequenas homenagens a quem influenciou o som da banda. “Tocar música dos outros, como Lulu Santos e Ultraje a Rigor, era um recurso que a gente usava muito no início da carreira quando não tínhamos um setlist só de Paralamas. Vamos tocar trechos de bandas como The Who e The

Na Arena Vivo (r. da Bahia, 2.244 – Lourdes). Neste sábado, às 20h. Ingressos de R$ 60 (meia, 1º lote) a R$ 140 (inteira, 2º lote).

Police dependendo de cada momento do show, seja ele mais rock, mais afro ou mais soft”, explica o baterista. Outro diferencial da apresentação é a parte cênica, pela primeira vez utilizada em peso pelo grupo. Com isso, os Paralamas se despedem do show do disco “Brasil Afora”, que vinha divulgando há quatro anos, enquanto fazem um “esquenta” para voltarem aos estúdios e prepararem um novo álbum, previsto para 2014. “O prazer de tocar orienta a gente. Independentemente de nosso tempo de estrada, essa chama continua queimando”, conclui ele.

METRO SÃO PAULO

Literatura

Autores pedem e Prêmio Jabuti prorroga prazo

Da esq. para a dir., João Barone (bateria), Herbert Vianna (vocal e guitarra) e Bi Ribeiro (baixo) | MAURICIO VALLADARES/DIVULGAÇÃO

Como Guy Fawkes virou o cara do vinagre

Mas o V é de vinagre?

Alguns manifestantes foram detidos por porte de vinagre, que é utilizado para amenizar os efeitos do gás lacrimogêneo. O termo “V de Vinagre” tomou conta das redes sociais e até um game foi criado, com o objetivo de somar frascos sem ser pego pela polícia. Até tu, Anonymous?

A comunidade on-line existe desde 2003 e adotou a máscara de Fawkes como símbolo de seu anonimato. O grupo atua de modo descentralizado e busca em suas iniciativas, geralmente contra governantes, a liberdade de expressão, dentro e fora da Internet.

O rosto com sorriso faceiro e bigode fino apareceu pela primeira vez em 1982, na HQ “V for Vendetta”, criada por Alan Moore. A história mostra um governo fascista que controla a população, mas é confrontado por V, uma espécie de justiceiro anarquista.

V usa uma máscara estilizada do rosto de Guy Fawkes, um soldado inglês católico que viveu no século XV e foi peça fundamental na “Conspiração da Pólvora”, que pretendia assassinar o rei da Inglaterra, o protestante Jaime I. Fawkes foi descoberto e enforcado.

Após um pedido feito por autores e editoras, o Prêmio Jabuti decidiu prorrogar o fim das inscrições da próxima edição. O prazo terminaria no último sábado, mas agora as obras poderão ser inscritas até o próximo dia 30, informou a Câmara Brasileira do Livro, organizadora da premiação. O Jabuti é um dos mais importantes prêmios da literatura brasileira. METRO

GABRIELA DI BELLA/METRO PORTO ALEGRE

De onde ela surgiu?

Quem é ele?

Brad Pitt divulga ‘Guerra Mundial Z’ no Rio de Janeiro Astro de “Guerra Mundial Z”, o ator chega ao Rio de Janeiro neste sábado, sem Angelina Jolie e os filhos, e ficará hospedado no Copacabana Palace. Na segunda-feira, Brad Pitt participa da pré-estreia do longa, em um cinema da Zona Sul da cidade. METRO RIO

Show em BH

AMANDA QUEIRÓS

Celebridade

Até no cinema?

A HQ de Alan Moore fez muito sucesso na década de 1980 e voltou a ser muito comentada em 2006, com o lançamento do filme homônimo. Dirigido por James McTeigue, o longa tem Natalie Portman como protagonista e Hugo Weaving no papel de V.

Quer uma máscara? O rosto de V – ou Guy Fawkes – pode ser encontrado facilmente. Uma loja da rua 25 de Março revela que antes dos protestos vendia em média uma máscara por mês e nos últimos dias já comercializou 15 delas. Os preços variam de R$ 10 a R$ 55 (modelo oficial). METRO


|14|

BELO HORIZONTE, QUINTA-FEIRA, 20 DE JUNHO DE 2013 www.readmetro.com

{VARIEDADES}

Spotted promove a paquera

Os invasores

Indignação Parada dos serviços públicos por causa de jogo de futebol. Congresso que só funciona, quando funciona, de terça a quinta. Juízes que têm direito a 60 dias de férias. E eles dizem que não sabem por que as pessoas estão protestando! LUIZ CARLOS RIBEIRO DE PAIVA – BELO HORIZONTE, MG

Cruzadas

‘Cura Gay’ Para dizer o mínimo esse Marcos Feliciano é incoerente. Ele diz que homossexualidade é pecado, mas também diz que é doença. Como uma doença pode ser pecado? Homossexualidade não é doença, e se é pecado ou não, aí vai da crença de cada um, mas para ser pecado pressupõe que haja uma escolha e eu não conheço ninguém que escolha ficar doente. Dá medo de voltar à Antiguidade onde epilepsia era possessão demoníaca e lepra era sinal de castigo para o pecador.

Paixão virtual. Fanpage abre espaço para as pessoas declararem seu amor Não teve coragem de falar com alguém que atraiu você na faculdade, ou passou correndo pela catraca do metrô e seu amor se perdeu na multidão? O Spotted é a nova mania da internet que promete reverter essa situação. Hospedadas em fanpages do Facebook, as páginas foram criadas em universidades britânicas com o objetivo de bisbilhotar as bibliotecas das faculdades, por isso o uso do termo spotted, flagrado ou marcado, em inglês. No início deste ano, a Universidade Federal do Ceará importou a novidade com um toque mais apaixonado que, logo, caiu no gosto da maioria das instituições de ensino superior do país.

Leitor fala

O sucesso foi tanto que, por aqui, diferentes grupos de universidades, academias e outras entidades criaram seus grupos na rede social. As declarações são publicadas pelo moderador, o que garante o anonimato das pessoas. Devido ao sucesso da ideia, também é possível baixar aplicativos similares no Smartphone e ficar sempre conectado.

CRISTIANO SOARES – BELO HORIZONTE, MG

Metro pergunta

Você concorda com o Siga o Metro no Twitter: projeto que autoriza @jornal_metrobh o tratamento psicológico a homossexuais, conhecido como “cura gay”?

Dicas Como quem manda a mensagem, em sua maioria, não conhece seu objeto de desejo, descrever a pessoa, dizer o dia, a hora e onde a viu, ajuda. Isso permite que ela ou algum amigo, a reconheça e a marque no recado.

@mauriciotrilha

Indiferente. Não vai mudar nada na vida de ninguém. Feliciano quer ibope e o povo idiota está dando o que ele quer.

METRO

@PedroMoreale

Sudoku

O ponto de vista de quem fez o projeto foi mal interpretado, deveria primeiro haver um esclarecimento do que de fato se trata. @Ruleandson

Contra! Ou nós gays teremos lugar especial no ônibus, atestado ou aposentadoria por invalidez? E os “casos não confirmados”? @moacirjds

De maneira alguma. A terapia deve ajudar no processo de aceitação, isso sim...

Metro web Para falar com a redação:

leitor.bh@metrojornal.com.br Participe também no Facebook:

www.facebook.com/metrojornal

A mania dos Spotteds começou entre os universitários | DIVULGAÇÃO APPLE STORE

Horóscopo

www.estrelaguia.com.br

Está escrito nas estrelas

Período especial para organizar as despesas ligadas ao lar. Em sua rotina - de maneira geral – está propenso a se dedicar a assuntos antigos que estão pendentes de solução.

Momento adequado para refletir sobre atitudes com pessoas importantes. Gestos prestativos são essenciais. Procure identificar o equilíbrio entre solidariedade e sacrifício.

Trabalho e negócios recomendam uma postura de estratégia e cautela, tanto com informações que deve preservar como em assuntos que tem interesse em desvendar.

Assuntos relacionados a estudos e atividades culturais tomarão sua dedicação. Tendências para esclarecer documentos relacionados a assuntos materiais e financeiros.

Momento para se dedicar a parcerias e novos grupos capazes de proporcionar boas convivências profissionais. Assuntos que envolvam os amigos tomarão sua dedicação.

Acordos que envolvam finanças devem ser observados de maneira cautelosa. Tende a fazer ajustes e eliminar certas despesas desnecessárias.

Regente de seu signo, Mercúrio faz conjunção com Vênus, o que favorece a resolução de assuntos materiais e financeiros. Momento para maior dedicação a si mesmo.

Tendências para lidar com descobertas no setor profissional e com mais dedicação para ajustes diante de parcerias que tenha. Atitudes mais cuidadosas e boas conversas.

Tendências para lidar com assuntos que provocarão mudanças no ambiente profissional. Deve priorizar o que for mais essencial e imediato para resolver nas finanças.

Com uma conjunção entre Mercúrio e Vênus em seu signo, são grandes as possibilidades para mudar a maneira de vivenciar relações. Tendências para usar sua diplomacia.

Questões materiais e jurídicas pendentes por burocracias deverão ser vivenciadas com mais empenho. Época especial para trocar conhecimentos em qualquer estudo.

Momento especial para divulgações profissionais e para desenvolver conhecimentos em seu trabalho. Oportunidade para quem possui atividade autônoma ou artística.


BELO HORIZONTE, QUINTA-FEIRA, 20 DE JUNHO DE 2013 www.readmetro.com

{ESPORTE}

|15|◊◊

Espanha tem chance de fazer história no Brasil Expectativa de recorde. Campeã mundial enfrenta hoje a simpática – porém amadora – equipe da Oceania

ESPANHA

Celeste joga para seguir no torneio

TAITI

Atual campeã do Mundo e líder do ranking da Fifa, a Espanha entra em campo hoje, às 16h, no Maracanã (RJ), com uma chance ímpar de estabelecer novos recordes no futebol. Isso porque o adversário do badalado time de Xavi, Fabregas e Iniesta é a seleção do Taiti, que tem em seu plantel apenas um jogador prossional. Maior goleada da história da Copa das Confederações, os 6 a 0 do Brasil na Austrália em 1997 deverão ser superados com facilidade. O resultado pode até se tornar o mais elástico do sexagenário

• Jogos entre seleções. Austrália 31 x 0 Samoa Americana (2001). • Maracanã Flamengo 12 x 2 São Cristovão (1956).

x

• Copa das Confederações Brasil 6 x 0 Austrália (1997).

Maracanã (Flamengo 12 x 2 São Cristovão). E, se o empenho durar os 90 minutos, a Fúria pode, quem sabe, superar os 31 a 0 da Austrália sobre Samoa Americana, em 2001. Mas, se serve de alento para os taitianos, a Espanha deve poupar seus principais jogadores e colocar um time reserva em campo. METRO

ESPORTE

URUGUAI

Espanha deve poupar titulares | WAGNER MÉIER/AGIF/FOLHAPRESS

NIGÉRIA

No outro jogo válido pelo Grupo B, o Uruguai enfrenta a Nigéria precisando vencer para se manter vivo no torneio. Uma derrota da Celeste Olímpica combinada com uma vitória ou um simples empate da Espanha sobre o Taiti elimina os sul-americanos. A partida será às 19h, em Salvador (BA). METRO

CO COPA DAS N FE DERA ÇÕES

x

Goleadas

3


|16|

BELO HORIZONTE, QUINTA-FEIRA, 20 DE JUNHO DE 2013 www.readmetro.com

{ESPORTE}

Toco y me voy

FELIPE ANDREOLI

Solta o grito!

NEYMAR BATE COM AS DUAS Um golaço de Neymar, de placa, de primeira, mas dessa vez de perna esquerda. No fim de jogo, Jô repetiu a dose daquela partida contra o Japão e fez o seu no apagar das luzes. Brasil 2 x 0 México. E fizemos com que a nossa asa negra dos últimos tempos retomasse seu lema mais antigo e conhecido: “jogar como nunca e perder como sempre.” Neymar mostrou que craque que é craque bate com as duas. Eu confesso, não tenho esse talento, difícil bater com as duas. Ainda mais eu que sou destro, maior dificuldade em bater com a esquerda. O que a maioria dos homens me entende. E o Jô, hein?! Em 20 minutos fez mais gols e diferença do que Fred em 160. Acho que o artilheiro do Fluminense ja está preparando a poupança pra esquentar o banco. A torcida – apesar mais protestos do lado de fora do Castelão – deu show nas arquibancadas, mostrando que o Nordeste realmente recebe bem a seleção. Melhor que no Rio e em São Paulo. Quando a Fifa tocou o hino brasileiro pela metade, a galera emocionou ao cantá-lo em alto e bom som até o fim. Parecia até manifestação. O Brasil fez o suficiente, mas o México tem o jogador com o nome mais legal de todos os tempos: Chicharito! Imagina seu time fazer um gol com Chicharito!! Pois é, ervilha no México é nome de craque… Toco y me voy Felipe Andreoli, repórter do CQC (segunda-feira, às 22h30) e apresentador do Deu Olé! (sábado, às 13h), com cobertura especial da Copa das Confederações.

Neymar comemora o 1º gol da Seleção Brasileira sobre os mexicanos, diante de 71.527 torcedores | AGUSTIN CUEVAS/BRAZIL PHOTO PRESS/FOLHAPRESS

Para lembrar. Em tarde inspirada por protestos, Seleção Brasileira vence México com show de Neymar no Castelão. Antes da partida e durante o intervalo, manifestações ocorreram Fortaleza não passou em branco quando o assunto foi protesto e confrontos entre manifestantes e policiais nas ruas. Nem quando o foco mudou para dentro de campo. Inspirado pelas manifestações – conforme escreveu em seu perfil no Instagram – o atacante Neymar teve tarde de gala no Castelão. Anotou um gol e construiu outro na vitória da Seleção por 2 a 0 sobre o México, pela 2ª rodada

2 0 • •

da fase de grupos da Copa das Confederações. Antes de a bola rolar entre brasileiros e mexicanos na capital cearense, o duelo foi outro: policiais x manifestantes. Cerca de 25 mil pessoas se reuniram nas imediações do Castelão para protestar (leia mais na página 3). Dentro do estádio, festa. Cartazes registravam que “os protestos não eram contra a Seleção, mas contra a

Julio Cesar; Daniel Alves , Thiago Silva , David Luiz e Marcelo; Luiz Gustavo, Paulinho e Oscar (Hernanes); Hulk (Lucas), Neymar e Fred (Jô). Técnico: Luiz Felipe Scolari

BRASIL

Corona, Flores (Herrera ), Rodríguez , Moreno e Salcido; Torrado (Jimenez), Mier, Torres (Barrera) e Guardado ; Giovani dos Santos e Chicharito. Técnico: José Manuel de la Torre

MÉXICO

corrupção”. Mesmo após o fim do hino nacional, jogadores e torcedores continuaram cantando. Até que, 9 minutos depois, Neymar explodiu o estádio após acertar belo chute de primeira no gol de Corona. O camisa 10 vibrou, fazendo sinal de raça. A mesma raça brasileira que havia elogiado antes do duelo. O México dominou as ações na etapa final, mas sem efetividade. A eficiência

1 Cenas

também não era a marca do Brasil, que pouco perigo levava ao goleiro Corona. Mas, além da raça, o brasileiro tem habilidade, talento. Que ficou comprovado nos acréscimos do jogo. Neymar recebeu na esquerda, passou entre dois e serviu Jô, na cara do gol, que só empurrou para as redes. Um gigante acordou nas ruas, e outro em campo. METRO

“O que vimos e ouvimos aqui em Fortaleza foi muito bonito. O que quero ressaltar é esse espírito demonstrado, essa brasilidade. Mas em determinados momentos, tivemos dificuldades. Eles dominaram o jogo, nos perdemos por 15 ou 20 minutos” LUIZ FELIPE SCOLARI, TÉCNICO DO BRASIL

2

1 . JARBAS OLIVEIRA/FOLHAPRESS 2 . FERNANDO VALEIKA DE BARROS/METRO 3 . JEFFERSON BERNARDES/PREVIEW.COM/FOLHAPRESS

Gols. Neymar aos 9 minutos do 1º tempo e Jô aos 48 minutos do 2º tempo. Arbitragem. Howard Webb (ING)

1

Jô guarda mais um.

O atacante anotou ontem o 2º gol na Copa das Confederações. “Tenho de continuar meu trabalho, respeitando o Fred, que é uma referência para mim”, disse. METRO

2

Proibidos, mas...

Band avança para segunda tela Como o telespectador tem o hábito de assistir TV enquanto navega na internet pelo tablet ou celular, a emissora lançou o aplicativo gratuito ‘Segunda Tela da Band’, que possibilita a interação virtual com o jogo em tempo real, como estatísticas, curiosidades, biografias e games. Para saber mais acesse: www.band.com.br/segundatela | REPRODUÇÃO

Embora a Fifa tenha vetado manifestações nos estádios, diversos cartazes foram vistos dentro do Castelão, até mesmo em inglês. METRO

3

3

Apoio fundamental.

O torcedor fez a diferença no Castelão, segundo o capitão Thiago Silva: “A gente está chamando o torcedor para o nosso lado”, disse o beque. METRO


20130620_br_metrobh