Page 1

O Jornal Metro é impresso em papel certificado FSC, com garantia de manejo florestal responsável, pela gráfica Belo Horizonte Gráfica e Editora.

VALE A PENA SE CASAR?

Cissa Guimarães e Giuseppe Oristanio: casal em crise

COMÉDIA ROMÂNTICA ‘DOIDAS E SANTAS’ ABRE TURNÊ EM BH PÁG. 11

BELO HORIZONTE Quinta-feira, 13 de junho de 2013 Edição nº 418, ano 2

www.readmetro.com | leitor.bh@metrojornal.com.br | www.facebook.com/metrojornal | @jornal_metrobh

MÍN: 15°C MÁX: 27°C sunny

snow

rain

partly sunny

cloudy

sleet

thunder

Lei da Copa é publicada e BH já pertence à Fifa hazy

showers

Cidade-sede. Lei estadual vale desde ontem e prevê restrições de comércio, publicidade e circulação até para moradores da Pampulha, que não poderão estacionar os próprios carros na porta de casa em dias de jogos. BHTrans também divulgou plano de ação PÁGS. 02 E 03

Galo não resistiu ao Peixe | LEANDRO MARTINS/FUTURAPRESS

Atlético perde outra e passa a folga no Z-4

RECICLE A INFORMAÇÃO: PASSE ESTE JORNAL PARA OUTRO LEITOR

Recuperação ficou na promessa e time foi derrotado pelo Santos na Vila Belmiro por 1 a 0 PÁG. 14

Em situação de flagrante abandono, os quatro cemitérios públicos da capital vivem realidade pavorosa | EMMANUEL PINHEIRO/METRO BH

Cemitérios podem ganhar reforma

Promessa renovada. Prefeitura garante que agora as obras saem do papel. Unidades de BH sofrem há anos sem manutenção e ampliação de capacidade PÁG. 04

Nova proposta reduz expectativa de vagas subterrâneas Região central terá pouco mais de metade das vagas previstas no primeiro edital PÁG. 04

part sun showe


1

|02|

BELO HORIZONTE, QUINTA-FEIRA, 13 DE JUNHO DE 2013 www.readmetro.com

{FOCO}

FOCO

Propriedade da Fifa Segurança, fiscalização, publicidade e mobilidade do Mineirão e seu entorno serão definidas pela entidade máxima do futebol

Linha dura. Lei dá poderes ao órgão para fiscalizar, e até agir, contra quem descumprir normas e contrariar seus caprichos

Boas-vindas

Lacerda recebe taitianos

A seleção do Taiti se encontrou ontem à noite com o prefeito Marcio Lacerda, na sede da Prefeitura. Os jogadores foram presenteados com uma estatueta barroca e receberam as boas-vindas. Sobre a ameaça de caos com possíveis paralisações de professores, metroviários e policiais civis durante a Copa das Confederações, o prefeito disse que as manifestações são legítimas e garantiu que a cidade está preparada.

Cotações Dólar + 0,84% (R$ 2,15) Bovespa - 1,18% (49.181 pts) Euro + 0,11% (R$ 2,86) Selic (8,00%)

Salário mínimo (R$ 678)

Até o início do mês que vem, cinco dias após o término da Copa das Confederações, algumas de nossas leis não valem mais. Agora, são as leis da Fifa que estão em vigor. A entidade máxima do futebol já pode mandar e desmandar em Belo Horizonte sobre segurança pública, mobilidade, publicidade, fiscalização e até venda de bebida alcoólica dentro do estádio Mineirão. Todos esses poderes foram oficializados ontem, após a publicação da chamada Lei da Copa no Diário Oficial de Minas. Entre os principais pontos, estão a restrição de mobilidade e da atuação do comércio no entorno do Mineirão, mudanças na legislação tributária para produtos oficiais e a disponibilidade irrestrita da segurança pública à Fifa. “Entendo que Minas, assim como o Brasil, está abrindo uma exceção e deixando as rédeas nas mãos da Fifa. Causa um impacto enorme e soa até ofensivo”, afirma o advogado Diogo Amaral, especialista em direito do consumidor. “Temos que adequar o funcionamento da cidade. Ninguém recebe um evento de impacto sem ter alteração, seja de segurança ou de

Placa pode ser apreendida pela Polícia Militar | EMMANUEL PINHEIRO/METRO BH

“É brincadeira! Pago impostos e tenho tudo regularizado e não vou poder trabalhar durante a Copa. Qual cliente terei com a avenida fechada?”

| EMMANUEL PINHEIRO/METRO BH

Análise

Legislação definitiva ou temporária? A Lei da Copa tem como finalidade adequar a organização local ao padrão internacional de eventos da FIFA. Estabelece uma série de normas excepcionais para assegurar a tranquilidade dos torcedores. Algumas mudanças devem ser destacadas como, por exemplo, o transporte público gratuito de ida e volta ao estádio para os portadores de ingressos; esquemas especiais de segurança pela polícia e a polêmica permissão do consumo de bebi-

das alcoólicas dentro dos estádios. A Legislação também impõe restrições, como o acesso aos locais de competição num raio de até 2 quilômetros; a proibição de comércio paralelo próximo a esses locais e um regime tributário diferenciado para os produtos licenciados pela FIFA. Resta saber se as melhorias propostas para o período desses eventos serão aproveitadas de forma definitiva pelo povo brasileiro, após as competições, ou se é apenas um ajuste temporário para agradar aos turistas estrangeiros. DIOGO AMARAL Advogado, sócio do escritório Amaral & Damato Advogados

OTHON SERAKIDES, DONO DO RESTAURANTE NOVO PALADAR, NA AV. ABRAHÃO CARAM

trânsito”, justifica o secretário extraordinário de Estado da Copa, Tiago Lacerda. Impacto Em um raio de 2 km de distância do Mineirão, será proibida a exibição de marca que não seja autorizada pela Fifa – correndo o risco até de apreensão pela PM. O restaurante Novo Paladar, por exemplo, fica na av. Abrahão Caram e tem na sua placa a marca da BrahFALE COM A REDAÇÃO leitor.bh@metrojornal.com.br /- COMERCIAL: /-

O jornal Metro circula em  países e tem alcance diário superior a  milhões de leitores. No Brasil, é uma joint venture do Grupo Bandeirantes de Comunicação e da Metro Internacional. É publicado e distribuído gratuitamente de segunda a sexta em São Paulo, Brasília, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Curitiba, Porto Alegre, ABC, Santos e Campinas, somando mais de  mil exemplares diários.

ma. “Tenho a placa há 20 anos, só vai me causar transtorno”, esbraveja o proprietário Othon Serakides. Moradores do entorno serão proibidos de estacionar na rua na véspera e no dia de jogos. “Me sinto lesado. Eles deveriam fazer era avisar com antecedência”, diz o residente Dário de Castro. THIAGO RICCI

A Fifa manda Veja alguns pontos que dão poder à entidade de futebol. • Bebida alcoólica. Está liberada a comercialização. • Tributação. Os produtos oficiais da Copa das Confederações receberão um tratamento tributário diferenciado.

• Segurança. O governo é responsável pela segurança e está sujeito a determinações da entidade de futebol. • Publicidade e mobilidade. Os comerciantes poderão ter materiais apreendidos se exibir marca não licenciada e os moradores não vão poder estacionar na rua.

METRO BELO HORIZONTE

EXPEDIENTE Metro Brasil. Presidente: Cláudio Costa Bianchini (MTB: .). Editor Chefe: Luiz Rivoiro (MTB .). Diretor Comercial e Marketing: Carlos Eduardo Scappini. Diretora Financeira: Sara Velloso. Diretor de Tecnologia e Operações: Luiz Mendes Junior. Gerente Executivo: Ricardo Adamo. Coordenador de Redação: Irineu Masiero. Editor-Executivo de Arte: Vitor Iwasso. Metro Belo Horizonte. Gerente Executivo: Pedro Lara Resende. Editor-Executivo: Luiz Fernando Rocha. Editor de Arte: Cláudio Machado. Grupo Bandeirantes de Comunicação Minas. Diretor Geral: José Saad Duailibi. Diretor de Jornalismo: Júlio Prado.

Editado e distribuído por Metro Jornal S/A. Endereço: avenida Raja Gabáglia, , São Bento, CEP: -, Belo Horizonte, MG. Tel.: /-. O jornal Metro é impresso na Belo Horizonte Gráfica e Editora. A tiragem e distribuição desta edição são auditadas pela BDO. . exemplares


BELO HORIZONTE, QUINTA-FEIRA, 13 DE JUNHO DE 2013 www.readmetro.com

{FOCO}

|03|◊◊

Sem BRT, trânsito terá megaoperação na Copa

AV. ALFREDO C AMAR ATE

A BR

O A HÃ

ROTA DE PEDESTRES ESTACIONAMENTO PARA DEFICIENTES ÁREA DE SEGURANÇA FIFA

LO AV. C AR

S LU Z

TRÂNSITO LOCAL/ PROIBIDO ESTACIONAR ÁREA RESTRITA UFMG

OR

AL

DI

NO

UFMG

AV .N

DOS COQUEIROS AL. D

NCESAS AL. DAS PRIN

AL. DAS PALMEIR A S

L HO

S

O Ô NI AN T

C AV.

L

AV. EXP. BENVINDO BELÉM DE LIMA

B IC A

ÇA D ON MEN E TE O U N Q A IR R . RO ITAB T UR A R . AR C AM

MINEIRÃO

HOA

XP. JOSÉ ASSUNÇ ÃO DOS ANJOS AV. E

DIAS

ARLO

SÉ EL JO AV. C

S

DÁS

IO C TÔN

R AN

S. AN

AC A OS J

NI A ATÂ

TAS A LC A AS F AL . D

PROIBIDO ESTACIONAR

A SC AR P

AV. EXP. NILO MORAIS PINHEI R O

SA

AS L AL . D

AV.

AL . D

O TA R

RE AV. P

V. DOS ESPORTES AV A

. OS C

METRO BELO HORIZONTE

AL. DO IPÊ BRANCO

EL AV. C

THIAGO RICCI

LO AL. DO IPÊ AMARE

S TA R IO

Shopping, Praça Floriano Peixoto, Centro, Savassi, Barreiro e Confins) de onde sairão ônibus para levar, gratuitamente, os torcedores com ingresso. “O plano propicia ao torcedor optar pelo transporte público”, diz o secretário extraordinário de Estado da Copa, Tiago Lacerda. No entanto, as medidas

AN AV.S

CA

RONALDO GOUVÊA, ENGENHEIRO

Confira as intervenções de trânsito no entorno do Mineirão

S DA

“Além de não termos BRT e metrô, nossas principais vias (avenidas Antônio Carlos e Cristiano Machado) estão em obras. Teremos problemas graves de circulação.”

não serão suficientes para evitar o trânsito durante os jogos, acredita o engenheiro de trânsito Ronaldo Gouvêa. “Teremos problemas de congestionamento porque temos as duas principais vias (avenidas Cristiano Machado e Antônio Carlos) em obras e o BRT e o metrô ainda não saíram do papel”. Segundo simulação realizada pelo Maplink, os motoristas vão precisar de paciência para ir ao jogo Taiti x Nigéria, na segunda-feira, às 16h. O tempo de deslocamento ao estádio será 85% a mais do que em uma tarde típica de um dia útil.

AL .

Uma megaoperação para minimizar os impactos no trânsito belo-horizontino durante a Copa das Confederações foi apresentada ontem pela BHTrans. As restrições no tráfego, semelhantes às realizadas no amistoso entre Brasil e Chile, valem para a véspera e o dia de jogos no Mineirão. A partir de 0h dos dias 16, 21 e 25, será proibido estacionar no entorno do estádio (veja ao lado). “Logo no início da operação, o motorista que deixar o carro em local proibido está sujeito a ter o veículo rebocado”, avisa o coordenador do Plano de Mobilidade da Copa da BHTrans, Gabriel Gazolla. A prefeitura também definiu seis terminais (Minas

FIQUE ATENTO!

AV. FLEM ING

Ações. Vias serão interditadas para tentar evitar tráfego intenso

DE

L IM

A


|04|

BELO HORIZONTE, QUINTA-FEIRA, 13 DE JUNHO DE 2013 www.readmetro.com

{FOCO}

Nova tentativa de licitação reduz vagas subterrâneas pela metade Estacionamento. Após edital frustrado, segunda concorrência deverá ser lançada em agosto. Parar por 2 horas no subsolo custará até R$ 18 Depois de uma tentativa fracassada de licitação para a construção de garagens subterrâneas no Hipercentro de Belo Horizonte, no ano passado, um projeto de consulta pública, mais “enxuto”, foi lançado pela prefeitura para tentar finalmente tirar o projeto do papel. O Executivo agora prevê cinco estacionamentos obrigatórios, ou seja, metade do planejado no documento inicial. Serão cerca de 2,3 mil vagas – 2 mil a menos em relação à primeira licitação – a serem ofertadas nos subsolos de locais centrais com grande fluxo de veículos, como a região hospitalar, a Savassi, a Praça Sete e os entornos da Assembleia Legislativa do Fórum. Se mantido o cronograma, a expectativa da Secretaria Municipal de DesenBR-381

Propostas de licitação serão conhecidas hoje A licitação das obras de duplicação da BR-381 começa hoje, em Brasília, com a abertura dos envelopes com as propostas, em sessão pública do Ministério dos Transportes destinada ao recebimento da proposta inicial de preços e da proposta técnica de cada lote da rodovia. O processo se estende até os dias 14 e 17 deste mês. METRO BH BRs 040 e 262

Estradas serão privatizadas em setembro Partes das rodovias federais que cortam Minas serão privatizadas a partir de setembro, segundo divulgou ontem o governo. As primeiras serão a BR040 e a BR-262, cujos editais de concessão devem ser lançados ainda neste mês. METRO BH

1,08 bi

de reais é o valor total de receitas que o investidor privado pode captar com a cobrança de tarifas e serviços complementares ao longo de 30 anos, prazo de concessão da outorga. volvimento é que o contrato seja assinado até agosto, exatamente um ano após o lançamento da primeira licitação. A empresa vencedora deverá iniciar as obras até meados do ano que vem e entregar a primeira garagem subterrânea no segundo semestre de 2015. As obras dos estacionamentos, no entanto, poderão coincidir com outros projetos de mobilidade para a Copa de 2014, como a

expansão do metrô. “Haverá um cronograma em que mais de uma obra será executada simultaneamente, mas com um limite para não sobrecarregar a cidade com muitas obras. Além disso, o período de interrupção de via deverá ser menor que 12 meses”, disse o secretário municipal de Desenvolvimento, Custódio Mattos. A iniciativa privada determinará o preço a ser cobrado em cada estacionamento. Porém, a prefeitura delimitou um valor máximo, que será de R$ 18 por duas horas consecutivas. Segundo a prefeitura, os projetos das outras quatro garagens que fazem parte do planejamento inicial, em bairros como o Lourdes, na região Centro-Sul, poderão ser retomados futuramente. METRO BH

Vagas subterrâneas serão distribuídas por cinco regiões do Hipercentro da capital | GUSTAVO ANDRADE/ARQUIVO/METRO BH

Após um ano de promessas, cemitérios ganham reforma Um ano após a elaboração dos projetos executivos para as reformas dos cemitérios da Paz e da Saudade a Prefeitura de Belo Horizonte deve enfim dar início às obras a partir da semana que vem. A previsão foi dada ontem pelo diretor da Fundação Municipal de Parques, Homero Brasil, em audiência convocada pela Comissão de Administração Pública da Câmara para debater a precariedade nas unidades. De acordo com Homero, a ordem de serviço foi dada no último dia 10, e o investimento previsto de R$ 8 milhões financiará a duplicação do número de velórios nas duas necrópoles. Os vereadores, porém, acreditam que a medida não resolverá totalmente o problema. “Há uma lei desde 2005 que autoriza a prefeitura a ceder a gestão para a iniciativa privada, e isso nem sequer foi discutido. Não se pode nem morrer com dignidade em BH”, declarou o

Túmulos estão depredados e tomados pelo mato no cemitário da Saudade | EMMANUEL PINHEIRO/METRO BH

R$ 3,5 mi

é o faturamento anual dos cemitérios municipais (Saudade, Paz, Bonfim e Consolação) com taxas de manutenção e tarifas.

vereador Pablito (PSDB). Já Juliano Lopes (PSDC) e Jorge Santos (PRB) criticaram a falta de crematórios na capital. A fundação alegou que tais equipamentos dependem de licitação, mas informou que o Conselho

Municipal de Meio Ambiente já concedeu licença para a instalação no cemitério da Colina. Sobre a parceria com a iniciativa privada, a fundação reconheceu que houve estudos, mas a discussão encontra-se parada. METRO BH

Multados. TRE mantém punição a vereadores Por quatro votos a dois, o TRE-MG (Tribunal Regional Eleitoral) manteve a multa de R$ 25 mil que havia sido aplicada pelo juiz diretor do Foro Eleitoral de Belo Horizonte a cinco candidatos a vereador investigados por conduta vedada a agente público durante as eleições de 2012. De acordo com a ação do Ministério Público eleitoral, eles utilizaram portais eletrônicos mantidos com verbas públicas para divulgar suas candidaturas. Na decisão, manteve-se a multa aplicada em primeira instância a Alberto Rodrigues (PV/não reeleito), Daniel Nepomuceno (PSB/ reeleito), Léo Burguês (PSDB/ reeleito), Bruno Sales (PDT/ reeleito) e Joel Gomes Moreira Filho (PTC/reeleito). Apenas o vereador Léo Burguês não havia recorrido contra a decisão ao TRE. Os parlamentares multados ainda podem recorrer da multa em instâncias superiores. METRO BH


|06|

BELO HORIZONTE, QUINTA-FEIRA, 13 DE JUNHO DE 2013 www.readmetro.com

{FOCO}

Dia dos Namorados sem luz Prejuízo. Empresários de parte da avenida Fleming, point de bares e restaurantes na Pampulha, perderam movimento e mercadorias Uma das datas de maior faturamento para bares e restaurantes de Belo Horizonte, o Dia dos Namorados, foi de apreensão para empresários de estabelecimentos da badalada avenida Fleming, no bairro Ouro Preto, região da Pampulha. O motivo é que a luz foi cortada em parte da avenida, logo no início da manhã, para uma manutenção na rede da elétrica, o que prejudicou o movimento de algumas casas que abrem para o almoço e de outras que não conseguiram preparar com antecedência os jantares dos casais apaixonados. Somente no fim da tarde, quando já começava o movimento do chamado happy hour, é que a energia foi completamente reestabelecida na região, por volta das 17h30, segundo os

“A Cemig deveria ter feito a manutenção durante a madrugada. Todos os meus freezers descongelaram e perdi alguns produtos, porque fui pego de surpresa. Não fui avisado sobre o corte na região.” GERENTE DE UM RESTAURANTE QUE PREFERIU NÃO SER IDENTIFICADO

comerciantes. “Cheguei no restaurante e tomei um susto quando percebi que estava sem luz. Atrapalhou toda a logística da minha cozinha. Estava tranquilo achando que minhas cervejas estavam gelando, mas elas estão todas quentes”, disse o proprietário do restaurante Boi Fleming, Vinícius Freire. De acordo com a Cemig, a manutenção, que afetou cerca de 650 moradores e comerciantes do bairro, estava agendada desde o fim do mês passado e foi comunicada aos consumidores

com antecedência. Segundo o presidente da Abrasel-MG (Associação de Bares e Restaurantes), Fernando Júnior, a falta de energia prejudicou o faturamento dos estabelecimentos da avenida. “No Dia dos Namorados, a aposta é atender um grande número de clientes de forma rápida e eficiente. Para isso, é necessária uma preparação anterior dos pratos para agilizar o atendimento. Com tudo feito na hora, a demora é grande e o giro, certamente, menor”, lamentou. METRO BH

Restaurante Sushi, na avenida Fleming, perdeu todo o movimento do almoço de ontem | EMMANUEL PINHEIRO/METRO BH

Poesias variadas foram deixadas logo cedo no “Varal do Amor” | DESESTRESSA BH/DIVULGAÇÃO

Pitadas de amor e poesia no corre-corre da Praça Sete Houve quem aproveitou o Dia dos Namorados, ontem, para declarar seu amor de um jeito diferente. Na movimentada Praça Sete, no hipercentro da capital, os enamorados tiveram a chance de presentear a pessoa amada com uma entre as dezenas de poesias penduradas no “Varal do Amor”. A atração chamou a atenção de quem passou pela re-

gião. Muita gente parou para ler os românticos textos pendurados no varal em meio a dezenas de coraçõezinhos coloridos de papel. E, mais do que isso, os interessados puderam levar a poesia para casa ou presentear a quem ama. Para completar o clima romântico, um coração vermelho de papel foi afixado no Pirulito da Praça Sete.

A ação foi desenvolvida pelo movimento Desestressa BH, criado pelos publicitários Arthur Sant’Ana e Júlia Fontes com o objetivo de unir esforços para compartilhar o amor – e deixar o dia do belo-horizontino mais leve. Eles foram os responsáveis, por exemplo, pelo “Piquenique do Amor” que tomou conta da Praça do Papa em maio. METRO BH


BELO HORIZONTE, QUINTA-FEIRA, 13 DE JUNHO DE 2013 www.readmetro.com

Curitiba

Reforma política

STJ suspende julgamento de ex-deputado

Limitação a novos partidos fica para depois

O Ministro Sebastião Reis Jr. concedeu liminar suspendendo o julgamento de Fernando Ribas Carli Filho, marcado para hoje. Ele é acusado de dirigir bêbado e causar a morte de duas pessoas em um acidente, em maio de 2009. Na decisão, o STJ considerou que é preciso publicação do acórdão em Brasília. METRO CURITIBA

O STF (Supremo Tribunal Federal) adiou ontem o julgamento da liminar que suspendeu a tramitação do projeto que limita o acesso a fundo partidário e tempo de televisão aos novos partidos. A sessão deve ser retomada hoje. Único a votar, o relator Gilmar Mendes reafirmou que o projeto é inconstitucional. METRO

Prova. MEC vai avaliar alfabetização no país A ideia é verificar o nível dos alunos do 3º ano do ensino fundamental em toda a rede pública do país. A avaliação faz parte do Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa), que determina a alfabetização de todas as crianças de até

oito anos. A meta é cumprir o pacto até 2022. As crianças responderão a um questionário curto, cujo conteúdo será divulgado nos próximos meses. Cerca de 3,4 milhões de estudantes serão avaliados este ano. METRO

{BRASIL}

|07|◊◊

Kiss: inquérito indicia bombeiros Santa Maria. Documento de 7 mil páginas responsabiliza soldados por falhas em fiscalização na boate. Tragédia ocorrida em janeiro deste ano resultou em 242 mortes A Brigada Militar do Rio Grande do Sul apresentou ontem os resultados do inquérito interno que apurou a responsabilidade de oficiais envolvidos no caso da boate Kiss, em Santa Maria. Oito bombeiros foram indiciados. Seis são responsabilizados por não terem verificado a falta de uma central de gás na última vistoria na casa noturna. Um sargento, dono de uma empresa que instalou barras de pânico na Kiss, é acusado de exercício ilegal da profissão. E o então comandante regional, Moisés Fuchs, por não saber das irregularidades. Nenhum desses fatos, segundo a investigação, contribuiu de forma direta para a tragédia que matou 242 jo-

vens em janeiro. A espuma inflamável do teto e as barras que impediram a saída do público teriam sido colocadas sem a autorização dos bombeiros. E a saída de emergência estava dentro da lei. “Não encontramos provas que indiquem os bombeiros como causadores das mortes”, destacou o coronel Flávio Lopes. O inquérito também concluiu que os bombeiros não erraram ao permitir que civis ajudassem no trabalho de resgate sem usar. Pelo menos cinco pessoas teriam morrido tentando salvar os jovens. O comandante-geral da Brigada Militar, coronel Fábio Duarte Fernandes, analisará a documentação em 15 dias. Poderá até solicitar diligências

Coronel Fábio Duarte recebeu o inquérito | JOÃO BATISTA XAVIER/BRIGADA MILITAR

para encaminhar à Justiça Militar. Enquanto o processo não é julgado, os bombeiros continuam trabalhando. Se condenados, podem pegar de

três meses a um ano de prisão e serem expulsos da corporação. O resultado frustrou familiares das vítimas. METRO POA E BAND TV


|08|

{ECONOMIA}

Dólar sobe de novo e fecha acima de R$ 2,15 O dólar voltou a subir ante o real e fechou no patamar de R$ 2,15 reais pela primeira vez em mais de quatro anos. Diante do cenário de incertezas nos planos internacional e doméstico e sem atuação do Banco Central, a moeda norte-americana registrou valorização de 0,82%, a R$ 2,1541 na venda, maior nível desde 30 de abril de 2009, no auge da crise financeira e quando ficou em R$ 2,182. A alta do dólar reflete as turbulências externas. Expectativas de que o banco central norte-americano possa reduzir seu estímulo monetário têm pressionado as cotações em todo o mundo, diante da ameaça de limitação da liquidez externa.

Alta reflete perspectiva de melhora dos EUA | ALEXANDER PORTER /IMAGE SOURCE

No Brasil, também pesa a deterioração das contas públicas e externas. O governo já endureceu o discurso e se comprometeu a manter as contas em ordem, mas os investidores ainda se mostravam céticos. Na duas sessões anteriores, o BC realizou dois leilões em cada dia, algo que não ocorria desde o final do ano passado. Bolsa já perde 8% no ano A Bovespa aprofundou as perdas ontem, chegando a cair 2% durante o pregão, pressionada pelo mau humor externo e preocupações com a saúde da economia doméstica. O Ibovespa recuou 1,18%, aos 49.180 pontos, mantendo-se no pior nível desde agosto de 2011. Em junho, o índice já acumula perda de 8,09%. No ano, a queda é de 19,31%. As companhias OGX e LLX, de Eike Batista, e fabricante de papel para embalagens Klabin, lideraram as perdas do pregão de ontem. METRO

BELO HORIZONTE, QUINTA-FEIRA, 13 DE JUNHO DE 2013 www.readmetro.com

Minha Casa terá até R$ 5 mil para eletros De sofá a computador. Beneficiários do programa de habitação ganham linha de crédito, com juros reduzidos e dois anos para pagar, com taxas até 12 vezes menor que as do crediário

Presidente diz que economia do país está sob controle | ANTÔNIO CRUZ/ABR

As 3,4 milhões de famílias beneficiadas pelo programa habitacional Minha Casa Minha Vida passarão a ter condições especiais para a compra de móveis e eletrodomésticos. presidente Dilma Rousseff lançou ontem o programa Minha Casa Melhor, com uma linha de crédito prevista de R$ 18,7 bilhões. Os mutuários com as prestaçõs em dia poderão ir a uma agência da Caixa Econômica Federal contratar um único empréstimo de até R$ 5 mil. Os clientes que contrataram o Minha Casa Minha Vida pelo Banco do Brasil também terão acesso à linha. Os juros cobrados serão de 5% ao ano e terão subsídio do Tesouro Nacional.

Com isso, quem contratar o valor máximo de financiamento terá uma prestação de R$ 114,60 por mês num período de quatro anos. O bem só poderá ser adquirido em estabelecimentos credenciados e tem um valor máximo, que vai desde R$ 300 a R$ 1,4 mil, de acordo com o produto. As lojas se comprometeram a oferecer desconto para os móveis e eletrodomésticos. “Os produtos escolhidos e os preços, todo o trabalho feito foi cuidadosamente pensando nessa classe e no Brasil”, disse Luiza Trajano, presidente do Instituto para o Desenvolvimento do Varejo e da rede Magazine Luiza. METRO BRASÍLIA


|10|

{MUNDO}

Delator quer ser julgado em Hong Kong

BELO HORIZONTE, QUINTA-FEIRA, 13 DE JUNHO DE 2013 www.readmetro.com

Snowden estaria hospedado em local desconhecido da ilha | BOBBY YIP/REUTERS

Privacidade. Jovem que revelou programa de monitoramento dos cidadãos dos EUA afirma que não quer se esconder: ‘Não sou herói nem vilão, sou um americano’ Dois dias depois de deixar o hotel onde estava hospedado em Hong Kong, região administrativa da China, Edward Snowden “apareceu” em uma entrevista. O ex-agente da CIA (a agência de inteligência dos Estados Unidos) disse que não quer se esconder e que pretende ser julgado na ilha. “As pessoas que pensam que eu cometi um erro ao escolher Hong Kong não entendem minhas intenções. Não estou aqui para me esconder da Justiça, estou aqui para revelar a criminalidade”, afirmou ele, ao jornal “South China Morning Post”. “Não sou traidor nem herói, sou um americano.” Snowden, que trabalhava para uma empresa prestadora de serviços para a inteligência dos EUA, revelou a existência de um programa de monitoramento dos dados de cidadãos americanos. O caso revoltou políticos e defensores das liberdades civis. O governo está realizando investigações criminais sobre o vazamento, mas ainda não entrou com um

“Minha intenção é pedir que os tribunais e a população de Hong Kong decidam meu destino. Acho razoável ser processado, desde que eu tenha garantido o direito de um julgamento e de apelação.” EDWARD SNOWDEN, TÉCNICO EM TI

pedido de extradição junto às autoridades de Hong Kong. A ilha, uma ex-colônia britânica, manteve seu sistema legal separado mesmo depois do retorno ao domínio chinês, em 1997. Ainda assim, a última palavra sobre as relações internacionais é da China. “Se eu fosse ele, estaria saindo daqui e rumando para uma jurisdição simpática o mais rapidamente possível”, disse Kevin Egan, que já lidou com casos de extradição em Hong Kong. “A atitude do Judiciário aqui parece ser a de que se o Tio Sam quer você, o Tio Sam vai pegar você.” METRO

Crise. Governo turco já considera o referendo O porta-voz do AKP, o partido do primeiro-ministro turco, Recep Tayyip Erdogan, disse que o governo está considerando realizar um referendo sobre o futuro do parque Gezi, em Istambul. Há dias, a praça Taksim, ao lado do parque, está tomada por manifestantes, que acusam o premiê de autoritarismo. Caso a consulta pública seja confirmada, será a primeira concessão do governo aos ativistas. Ainda assim,

as autoridades voltaram a ameaçar as pessoas que permanecem no local. “Aqueles com más intenções ou que procuram provocar e permanecer no parque enfrentarão a polícia”, disse o vice-presidente do AKP, Huseyin Celik. Mais cedo, o premiê assegurou que a onda de protestos vai acabar em 24 horas. Na terça-feira, os agentes expulsaram centenas de pessoas da praça, mas elas voltaram. METRO


BELO HORIZONTE, QUINTA-FEIRA, 13 DE JUNHO DE 2013 www.readmetro.com

Festival. Planeta Terra ‘volta’ com Blur e Beck A organização do Planeta Terra divulgou ontem que Blur, Beck e os novatos britânicos do Palma Violets são as primeiras atrações da sétima edição, que vai acontecer no dia 9 de novembro, no Campo de Marte, em São Paulo. É uma volta por cima e tanto para um evento que chegou a ser apontado como esgotado. Dois fatores motivaram os boatos do fim do evento. O primeiro foi a recente crise no mercado de grandes shows em São Paulo, com encalhe de ingressos para atrações como as cantoras Madonna e Lady Gaga. Além disso, a edição do ano passado, realizada no Jockey Club, com nomes como Garbage, Suede e Kings of Leon no line-up, foi considerada fraca pelo público. Para esta edição, o festival se aliou à produtora Time For Fun em um contrato válido por quatro anos – o que pode ser uma boa notícia para os fãs do festival. “Assim, queremos manter um público entre 25 mil

{CULTURA}

|11|◊◊

Sangue novo na música clássica Concurso. Filarmônica de Minas anuncia hoje à noite vencedor do ‘Tinta Fresca 2013’, que incentiva a formação de novos compositores

Damon Albarn, do Blur, em show no Coachella | KEVIN WINTER/GETTY IMAGES

e 30 mil pessoas e aumentar de 20% a 30% o número de visualizações da transmissão por streaming no site oficial”, prevê Roni Cunha Bueno, vice-presidente de marketing e publicidade do Planeta Terra. Contrariando a organização, que jurou não ter novos nomes para o line-up, o Blur publicou em seu site uma imagem de divulgação do Planeta Terra que inclui os nomes do brasileiros BNegão, Clarice Falcão e O Terno. METRO

Quatro compositores de diversas partes do país disputam hoje a final do festival “Tinta Fresca” da Orquestra Filarmônica de Minas Gerais. O concurso busca incentivar a criação em música clássica entre artistas brasileiros. Como prêmio, o vencedor receberá a encomenda de uma obra sinfônica que será executada pelos instrumentistas. No concerto da noite, o público apreciará as quatro peças finalistas: “L’organo marino”, do baiano Francisco Ferro, “Em sete”, do mineiro Leonardo Margutti, “... E Ele Construiu uma Casa Torta”, do gaúcho Rodrigo Meine, e “Sinfonia IV, ‘Paulista’”, do paulista Rodrigo Vitta. As peças foram escolhidas entre as 48 obras inscritas por compositores de no-

2 CULTURA Festival de Inverno

Música e arte em Ouro Preto

Quatro finalistas escolhidos entre 48 concorrentes | MARIANA GARCIA/DIVULGAÇÃO

ve Estados. “Ficamos muito contentes com o número significativo de inscrições. Os vencedores são quatro compositores que, além de terem personalidade e estilo próprios, mostram a versatilida-

de da composição brasileira atual”, destaca o maestro Fabio Mechetti. METRO BH No Teatro Bradesco (r. da Bahia, 2.244 – Lourdes). Hoje, às 20h30. Entrada franca.

O Festival de Inverno de Ouro Preto e Mariana – Fórum das Artes, que será realizado de 5 a 28 de julho, oferecerá 40 oficinas nas áreas de artes visuais, patrimônio, literatura, artes plásticas e música. O evento receberá ainda shows de Oswaldo Montenegro, Alceu Valença e Renegado. Detalhes pelo festivaldeinverno.ufop.br.


|12|

BELO HORIZONTE, QUINTA-FEIRA, 13 DE JUNHO DE 2013 www.readmetro.com

{VARIEDADES}

Brasil impulsiona Linkedin

Os invasores

Maioridade penal

Cruzadas

Lucrativo. A rede social é a empresa de tecnologia que mais cresce nos EUA A internet se tornou uma plataforma importante para divulgação de atividades profissionais, com veículos especializados no assunto. Assim, disponibilizar o currículo na rede tem se mostrado uma maneira eficiente para conseguir um emprego. O Linkedin, rede social de perfis profissionais, é a empresa que mais cresce nos Estados Unidos - com alta de 102% nos últimos três anos - principalmente alavancada pelo crescimento no Brasil, país com mais de 11 milhões de usuários, em um total de 200 milhões no mundo inteiro. O site, que existe desde 2003, teve seu design modificado e funções atualizadas para torná-lo mais simples e

Leitor fala

fácil de usar, incentivando a adesão de novos usuários. Modificações As principais mudanças são: “portfólio profissional”, que permite fazer upload de vídeos e imagens e “verificação de dois fatores”, para aumentar a segurança da conta por meio de um código de notificação enviado para o celular via torpedo. Também é possível personalizar o navegador e ver quem visitou seu perfil por um mês, para membros comuns, e por três meses, para pagantes. No começo do ano, o Linkedin também anunciou a atualização de suas aplicações para Android e iOS, disponíveis no Google Play e App Store, respectivamente METRO

Bons tempos aqueles em que filhos tomavam a benção dos pais, avós e tios e respeitavam as pessoas mais velhas. Tempo em que os pais educavam seus filhos sem interferência de um sistema podre com o que vivemos hoje, geridos por pessoas desonestas, que nos deixam a mercê de bandidos, e de um famigerado ECA que diz que menores não tem maturidade para serem responsabilizados pelos atos criminosos, cada vez mais hediondos. Mas são maiores para votar em homens, muitas vezes, sem moral e desonestos para governar. Hoje, as “crianças” de 17 anos não podem ficar em casa cuidando dos irmão mais novos para os pais trabalharem, pois caracteriza exploração infantil doméstica, mas se estão roubando, matando ou fazendo todo tipo de mazelas, têm a proteção da famigerada lei e os pais são culpados. Sou o segundo filho de nove que minha mãe teve, criado em uma favela violenta de BH, sujeito a varadas, afagos e amor. Nenhum dos nove filhos se transformou em bandido. Ao contrário, são homens e mulheres de bem. Deixem os pais educarem seus filhos do jeito antigo, somente assim acabarão os bandidos. ELIMAR MACHADO - BELO HORIZONTE

Metro pergunta

Sudoku

O que deve ser feito Siga o Metro para se tentar evitar no Twitter: @jornal_metrobh tantas mortes de moradores de rua em BH? @feferamos

Acho que as políticas públicas sociais precisam ser ampliadas e ser mais eficazes para tentar retirar esses moradores da rua e inseri-los na sociedade. @lorahfirmo

O policiamento nas ruas deve ser sempre continuo e redobrado para evitar essa violência.

Metro web Para falar com a redação:

leitor.bh@metrojornal.com.br Participe também no Facebook:

www.facebook.com/metrojornal

Linkedin existe desde 2003 e divulga perfis profissionais | GETTY IMAGES

Horóscopo

www.estrelaguia.com.br

Está escrito nas estrelas

Procure compensar o estresse da rotina com mais lazer e diversões. Tendências para mais envolvimento com círculos sociais e para retomar boas convivências.

A Lua em seu signo favorece novas convivências e a integração com velhos amigos. Nas relações, procure ser atento para evitar impulsos e posturas exageradas.

Atente-se para não querer impor ideias de forma precipitada a outras pessoas, por mais coerentes e certas que sejam. Na vida amorosa, o momento é de paciência.

Procure ser paciente com manias e tradições das pessoas que tem mais convivência. Da mesma forma que cultiva as suas, é importante respeitar a de algumas pessoas.

Evite se prender em culpas se seus esforços para ajudar pessoas não tenham surtido efeito imediato. Há coisas que só o tempo e ações das próprias pessoas resolvem.

Portar-se de forma estratégica diante de projetos profissionais e nos negócios será essencial para bons resultados. Dedicação a terapias, espiritualidade e exercícios.

Tendência para mais empenho a novos estudos e para dobrar a atenção aos que já se dedica. Dia especial para a comunicação e para a troca de ideias.

Período para trabalhar em equipe diante de desafios profissionais. A retomada de antigos assuntos é capaz de despertar mais empenho para solucionar problemas.

Tendências para se relacionar de maneira mais intensa com novos grupos e círculos sociais. Momento importante para decisões que envolvam parcerias ou mudanças.

O momento é oportuno para refletir sobre as coisas que são realmente úteis e aquelas que não têm a necessidade de manter-se apegado materialmente.

Envolvimento emocional com assuntos do trabalho. Nas relações mais íntimas, cuide para que o orgulho e mesmo manias não atrapalhem convivências especiais.

Grandes chances para lidar com variações no trabalho, seja com funções diferentes ou novas relações que possam auxiliá-lo. Momento propício para atenção com a saúde.


BELO HORIZONTE, QUINTA-FEIRA, 13 DE JUNHO DE 2013 www.readmetro.com

{CULTURA}

|13|◊◊

Cissa comemora três anos de peça com estreia em BH Comédia. ‘Doidas e Santas’, com três apresentações neste fim de semana no Sesc Palladium, traz a atriz no papel de uma psicanalista que, infeliz com o casamento, decide ‘chutar o balde’ A atriz Cissa Guimarães escolheu Belo Horizonte para abrir a primeira turnê nacional da comédia romântica “Doidas e Santas”. A peça, idealizada e protagonizada por ela, é sucesso no eixo Rio-São Paulo. Em três anos, o espetáculo já foi visto por mais de 130 mil espectadores. “Fiquei muito satisfeita com o resultado dessa minha primeira produção. Mas ao mesmo tempo, vejo que esse sucesso não é algo tão normal. É raro uma peça se sustentar numa cidade como Rio de Janeiro ou São Paulo por mais de três meses”, avalia. Na trama, Cissa é Beatriz, uma psicanalista que está descontente com os rumos de seu casamento com o turrão

“Não é uma peça feminina. Os homens saem tocados. Há uma reviravolta linda no meio da trama, quando o marido cai na real e consegue retomar a relação.” CISSA GUIMARÃES, ATRIZ

Orlando, vivido por Giuseppe Oristanio. Eles estão juntos há 20 anos. “Ela olha para sua vida e percebe que não dá uma boa gargalhada há muito tempo. E começa a questionar a relação conjugal. Mas para o marido está tudo bem”. Em busca da felicidade, a psicanalista pede divórcio e sai em busca de diversão. Ela até chega a engatar um novo romance com um pretendente mais jovem. Só que um dia Orlando volta a procurá-la. E o que ele vai lhe confessar

mudará mais uma vez seus planos e os rumos de sua vida. “Muitas vezes, a gente não olha para nossa própria vida. Levamos a rotina com marido, filhos, e achamos que a vida está ótima. E não está”, diz. O texto é da dramaturga mineira Regiana Antonini, inspirado no livro da escritora Martha Medeiros. “Escolhi iniciar a turnê nacional em Belo Horizonte porque a cidade tem uma demanda cultural enorme”, revela Cissa. Para a montagem, a atriz

escolheu pessoas de confiança. E confessa que amadureceu profissionalmente com a possibilidade de produzir sua própria peça. “Para os atores, se produzir é como virar gente grande. Significa fazer o que quer, na hora e da forma como deseja. É algo que eu me cobrava há tempos. E não deixa de ser uma coragem porque fazer cultura no Brasil é muito difícil”, desabafa. No Sesc Palladium (av. Augusto de Lima, 420 – Centro). Sexta, às 21h30. Sábado, às 20h. Domingo, às 18h. De R$ 30 (meia, setor III) a R$ 70 (inteira, setores I e II).

GUSTAVO CUNHA METRO BELO HORIZONTE

Cissa e Giuseppe arrancam risadas da plateia | CLAUDIA RIBEIRO/DIVULGAÇÃO


ESPORTE

BELO HORIZONTE, QUINTA-FEIRA, 13 DE JUNHO DE 2013 www.readmetro.com

{ESPORTE}

Galo folga no Z-4 Brasileirão. Em noite infeliz, Atlético é derrotado por 1 a 0 pelo jovem time do Santos No duelo por “um lugar ao sol” durante a pausa para a Copa das Confederações, o Santos se deu melhor sobre o Atlético e conseguiu se livrar da incômoda zona de rebaixamento com uma vitória simples sobre o time mineiro. Com a derrota, o Galo permaneceu com 4 pontos e foi ultrapassado pelo Peixe, que foi a 5. Cheio de desfalques, o técnico Cuca mandou a campo um time diferente, com o lateral Marcos Rocha atuando no meio ao lado de Ronaldinho Gaúcho. Mas as mudanças não deram certo, e a equipe mineira não conseguiu repetir as boas atuações da temporada O gol saiu logo aos 3 minutos de jogo, após um contra-ataque que pegou a de-

10 SANTOS

ATLÉTICO

Rafael; Galhardo (Renê Júnior ), Gustavo Henrique , Durval e Léo (M. Assunção ); Arouca, Leandrinho, Cícero e Pedro Castro (Léo Cittadini ); Neilton e Willian José. Téc.: Claudinei Oliveira

Victor; Michel (Neto Berola ), R. Marques , Gilberto Silva e Richarlyson; Pierre (Josué ), Leandro Donizete, Marcos Rocha e Ronaldinho Gaúcho; Luan e Alecsandro. Téc.: Cuca

• • •

Gols. Cícero, aos 3 minutos do primeiro tempo Local. Vila Belmiro Árbitro. Márcio Chagas (RS)

fesa atleticana dormindo. Depois de tentar driblar o goleiro Victor, Willian José deu início a uma troca de passes que acabou no fundo da rede, em chute forte de Cícero, de fora da área. Logo no minuto seguin-

DIVULGAÇÃO/BAND

Garantido

“Felipão continua mesmo se não vencer a Copa das Confederações. E ele não ficará só até a Copa do Mundo. Enquanto eu estiver na CBF, ele ficará.” JOSÉ MARIA MARIN, PRESIDENTE DA CBF, À “RÁDIO BANDEIRANTES”

RENATA FAN Apresentadora da Band fala sobre a expectativa para a Copa das Confederações Fanática por futebol, Renata Fan vai realizar a 1ª cobertura “in loco” de Copa das Confederações. Ao Metro, ela fala sobre o torneio e sobre a transmissão: O que você espera da Seleção Brasileira no torneio? Como torcedora e jornalista, a expectativa é que a Seleção aproveite o fator local, que tem um peso. Mas é claro que vamos enfrentar a Itália, que naquela forma defensiva supreende, o México, que nos venceu na Olimpíada, Espanha, que é a número 1 do mundo, Uruguai… é uma competição de alto nível.

Que análise você faz dos rivais do Brasil na 1ª fase? Tenho muita expectativa no jogo contra a Itália. Será um confronto de grandes seleções com estilos diferentes. Estou muito curiosa. E o México pode ser uma zebra. Não acredito muito no Japão. Como será seu trabalho na competição? Será o papel de âncora que desempenho no “Jogo Aberto”. Em dias de jogos do Brasil, apresentaremos os programas do estádio. Isso fará a diferença, estar no lugar e passar para as pessoas aquilo que elas verão. METRO

Cuca promoveu mudanças, mas time não correspondeu em campo | LUCAS BAPTISTA/FUTURA PRESS

te, Alecsandro balançou a rede de Rafael, mas o lance já estava parado por impedimento. E a mesma situação se repetiu aos 37 minutos, desta vez em cabeçada invalidada de Richarlyson. As mudanças promovi-

das no intervalo não reverteram o baixo aproveitamento do Galo em campo, e a situação ficou ainda pior aos 34 minutos, quando Marcos Rocha foi expulso ao parar um contra-ataque. METRO BH

Lesão. Após susto, Fábio já prevê volta aos treinos A folga de quatro dias concedida pela comissão técnica do Cruzeiro ao elenco não será sinônimo de descanso para o goleiro Fábio, capitão da equipe. Para o arqueiro, o período será de intenso tratamento da lesão sentida no joelho esquerdo durante a partida contra o Internacional, no último sábado. Fábio disse que ainda sente dores fortes, mas um exame feito na segunda-feira descartou uma lesão grave e, com isso, o atleta espera voltar a treinar com o restante do grupo já na volta aos trabalhos. O elenco do Cruzeiro

“Dói um pouco, mas achei que era alguma coisa séria, até ruptura do ligamento. Fiquei preocupado, mas o exame nos deu tranquilidade.” FÁBIO, GOLEIRO DO CRUZEIRO

se reapresenta nesta segunda-feira, dia 17, dois dias antes do embarque para a intertemporada nos Estados Unidos, entre os dias 19 e 30 de junho. Apesar da lesão, Fábio está confirmado para a viagem. METRO BH

“Nada deu certo para a gente. Foi uma noite atípica, que temos de apagar.” VICTOR, GOLEIRO DO ATLÉTICO

Série B

Boa sequência surpreende até o técnico do Coelho Após iniciar a campanha com duas derrotas, o América embalou, venceu quatro jogos e entrou no G-4 já na sexta rodada, resultado que surpreende até o técnico Paulo Comelli. “Realmente não esperava. Queríamos pontuar para não ficar longe dos líderes, mas não exatamente pensando em chegar agora ao G-4”, disse o sincero treinador após o triunfo sobre o Avaí, anteontem. Para ele, o segredo da boa fase é a ofensividade do time. “A gente não joga atrás, joga sempre em busca do gol. Um ponto significa muito pouco em relação aos três pontos, e vamos jogar assim o campeonato todo”, resumiu. METRO BH ANDERSON PINHEIRO/FUTURA PRESS

3

|14|

Goleiro está confirmado na excursão para os EUA | WASHINGTON ALVES/VIPCOMM


BELO HORIZONTE - QUINTA-FEIRA, 13 DE JUNHO DE 2013


20130613_br_metrobh