Issuu on Google+

O Jornal Metro é impresso em papel certificado FSC, com garantia de manejo florestal responsável, pela gráfica Belo Horizonte Gráfica e Editora.

QUEENS OF THE STONE AGE CONVIDA NOVO CD ‘...LIKE CLOCKWORK’ TRAZ AS PARTICIPAÇÕES DE DAVE GROHL, ELTON JOHN E TRENT REZNOR PÁG. 10

BELO HORIZONTE Quarta-feira, 5 de junho de 2013 Edição nº 412, ano 2 MÍN: 13°C MÁX: 26°C sunny

snow

rain

partly

cloudy

www.readmetro.com | leitor.bh@metrojornal.com.br | www.facebook.com/metrojornal | @jornal_metrobh sunny

sleet

thunder

part sunny/ showers

thunder showers

windy

Minas compra a briga e exige reforço na PRF hazy

showers

Fiscalização nas BRs. Secretário de Defesa Social critica fechamento de postos da Polícia Rodoviária Federal e lembra que Estado tem a maior e mais movimentada malha rodoviária do país. Rômulo Ferraz diz que vai fazer pressão por operações mais frequentes PÁG. 02

Desmatamento bate mais um recorde em MG Estado lidera ranking de destruição pelo quarto ano seguido; MP quer aumento da fiscalização PÁG. 04

RECICLE A INFORMAÇÃO: PASSE ESTE JORNAL PARA OUTRO LEITOR

Justiça suspende liminar e Mineirão escapa da ‘degola’

FORA DOS TRILHOS

Descarrilamento fecha trecho de ferrovia em Sabará PÁG. 02 Viagens de trem para Vitória ficaram prejudicadas e devem ser retomadas hoje | ALEX DE JESUS/O TEMPO/FOLHAPRESS

Estádio não será mais interditado preventivamente para corrigir problemas de acessibilidade PÁG. 12

Mau tempo volta a expor fragilidade em aeroportos Com neblina no Rio e em São Paulo, quase 30% de todos os voos do país saíram do solo com atraso PÁG. 04


1 FOCO

|02|

MG abre fogo por mais fiscalização nas BRs Embate. Secretário de Defesa Social pressiona governo federal por mais segurança nas rodovias mineiras

ROBSON SÁVIO Robson Sávio Reis é professor da PUC e especialista em segurança pública. Qual a importância das estradas mineiras? É fundamental. O Estado está na rota da maioria das passagens de drogas, armamento e prostituição. A PRF falha no trabalho de combate ao tráfico? A PRF atua com uma limitação muito clara: deve trabalhar na prevenção ao crime nesses locais e dar segurança aos motoristas. Mas ela não tem estrutura nem competência para agir como polícia de repressão.

Segurança

“Tem que ter uma maior participação da PRF, que às vezes se dedica a outras atividades que também são importantes na área de segurança, mas essa [combate à criminalidade] é a principal atividade.” RÔMULO FERRAZ, SECRETÁRIO DE DEFESA SOCIAL DE MINAS GERAIS

Cotações Dólar + 0,08% (R$ 2,12) Bovespa + 0,13% (54.018 pts) Euro - 0,50% (R$ 2,78) Selic (8,00%)

Salário mínimo (R$ 678)

BELO HORIZONTE, QUARTA-FEIRA, 5 DE JUNHO DE 2013 www.readmetro.com

{FOCO}

Qual seria a solução? A única forma de otimizar a segurança pública é com a integração. A PRF pode ser útil em uma operação conjunta. Mas todas as instituições devem colaborar, compartilhar informações, o que não ocorre hoje. TR

O governo mineiro resolveu entrar na briga contra o já reconhecido déficit de agentes da PRF (Polícia Rodoviária Federal) no Estado. O secretário de Defesa Social, Rômulo Ferraz, fez ontem um apelo para que a corporação tenha uma participação mais ativa no combate à criminalidade em Minas Gerais e prometeu pressionar o Ministério da Justiça. “Não temos delegação da PRF para fazer policiamento de repressão nas rodovias federais. Minas sofre muito com isso porque tem a maior malha rodoviária e ti-

novos mil agentes sejam formados. “Desta vez, Minas será contemplada de acordo com a importância do Estado”, garante o porta-voz da PRF nacional, inspetor Pedro Paulo Bahia. Nos 11 primeiros meses de 2012, a PRF mineira apreendeu 418 kg de maconha (0,5% do total nacional). Na última segunda-feira, o órgão interceptou 42 kg de maconha, em Itapeva, na região Sul de Minas. THIAGO RICCI METRO BELO HORIZONTE COM BANDNEWS FM

80

dos novos 1,5 mil agentes da PRF foram lotados em Minas. A direção havia afirmado que o Estado seria prioridade.

870 Governo quer reforço na fiscalização | L. ADOLFO/FOLHAPRESS

Em BH. Roubos preocupam autoridades de segurança O elevado número de roubos em Belo Horizonte está preocupando a cúpula da Seds (Secretaria de Estado de Defesa Social). Em maio, foram registrados 2,2 mil crimes violentos contra o patrimônio – que também inclui extorsão mediante a sequestro – na capital. Do total, 1,3 mil são roubos a pedestres, uma média de 45 assaltos diários. “Elegemos 13 municípios mineiros que representam 75% dos roubos no Estado.

vemos muitos postos fechados”, lamentou Ferraz. A PRF admite déficit no efetivo no Estado. Hoje são 870 profissionais, dos quais, cem fazem trabalhos administrativos. A categoria estima que o ideal seria ao menos o dobro do número atual. Entre o fim de 2012 e o início deste ano, novos 1,5 mil policiais foram nomeados em todo o Brasil. Mesmo com a promessa de priorizar Minas, a cúpula do órgão destinou apenas 80 ao Estado. Até o começo de 2014, a promessa é de que

Focamos alvos, que são indivíduos que já praticaram diversos roubos, mas não estão presos por questões burocráticas”, explica o secretário Rômulo Ferraz. Ferraz participou ontem da reunião do Colégio Nacional dos Secretários de Segurança Pública. Após encontro, os secretários decidiram pressionar o Congresso para o aumento de pena e tipificação do crime de explosões a caixas eletrônicos. METRO BH FALE COM A REDAÇÃO leitor.bh@metrojornal.com.br /- COMERCIAL: /-

O jornal Metro circula em  países e tem alcance diário superior a  milhões de leitores. No Brasil, é uma joint venture do Grupo Bandeirantes de Comunicação e da Metro Internacional. É publicado e distribuído gratuitamente de segunda a sexta em São Paulo, Brasília, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Curitiba, Porto Alegre, ABC, Santos e Campinas, somando mais de  mil exemplares diários.

‘Divisas Seguras’

Operação em estradas termina com 55 prisões Uma ação integrada feita nas estradas mineiras terminou com 55 presos e mais de 7 mil abordagens. A Operação “Divisas Seguras” mobilizou 1,6 mil homens, entre policiais, bombeiros e representantes da Receita, e fiscalizou tráfico de explosivos, entorpecentes, armas e outros materiais ilícitos. METRO BH

agentes trabalham na Polícia Rodoviária Federal em Minas Gerais. Segundo o sindicato da categoria, o ideal seria o dobro.

PEDRO BAHIA Pedro Paulo Bahia é o assessor nacional da Polícia Rodoviária Federal. Falta policiamento nas BRs? Temos um déficit no efetivo, assim como todo o quadro de segurança pública do país. Mas otimizamos a fiscalização com ferramentas complementares, como o videomonitoramento. O volume de apreensões em Minas é baixo? O trabalho da PRF deve ser visto de forma mais ampla. Por exemplo: fizemos uma apreensão de mais de 20 armas em São Paulo no início do ano que tinha como destino o Estado mineiro. O trabalho fora da malha viária também protege Minas. O número de policiais vai aumentar no Estado? Temos um concurso para formar novos mil policiais. Minas será priorizado na lotação dos agentes. TR

Acidente. Trem tomba e cancela viagens a Vitória Interessados em pegar o trem da Vale em direção ao Espírito Santo, ontem, precisaram procurar uma outra alternativa. Um trem carregado de soja descarrilou e as viagens foram canceladas. O transporte para hoje, no entanto, está confirmado. Segundo a Ferrovia Centro-Atlântica, 24 dos 88 vagões saíram dos trilhos, na noite de segunda-feira, em Sabará. Ninguém ficou ferido. METRO BH

EXPEDIENTE Metro Brasil. Presidente: Cláudio Costa Bianchini (MTB: .). Editor Chefe: Luiz Rivoiro. Diretor Comercial e Marketing: Carlos Eduardo Scappini. Diretora Financeira: Sara Velloso. Diretor de Tecnologia e Operações: Luiz Mendes Junior. Gerente Executivo: Ricardo Adamo. Coordenador de Redação: Irineu Masiero. Editor-Executivo de Arte: Vitor Iwasso. Metro Belo Horizonte. Gerente Executivo: Pedro Lara Resende. Editor-Executivo: Juvercy Júnior (MTB 12.331/MG). Editor de Arte: Cláudio Machado. Grupo Bandeirantes de Comunicação Minas. Diretor Geral: José Saad Duailibi. Diretor de Jornalismo: Júlio Prado.

Acidente deixou pista interditada | CRISTIANE MATTOS/FUTURA PRESS

Editado e distribuído por Metro Jornal S/A. Endereço: avenida Raja Gabáglia, , São Bento, CEP: -, Belo Horizonte, MG. Tel.: /-. O jornal Metro é impresso na Belo Horizonte Gráfica e Editora. A tiragem e distribuição desta edição são auditadas pela BDO. . exemplares


|04|

BELO HORIZONTE, QUARTA-FEIRA, 5 DE JUNHO DE 2013 www.readmetro.com

{FOCO}

Pelo quarto ano, Minas lidera o ranking do desmatamento Mata Atlântica. Estado responde por metade da destruição. Ministério Público cobra fiscalização e revisão das políticas ambientais mineiras Na véspera do Dia Mundial do Meio Ambiente, comemorado hoje, Minas Gerais recebeu um título de preservação às avessas: o Estado é o campeão do desmatamento de Mata Atlântica no país pelo quarto ano seguido. Um mapeamento divulgado ontem pela Fundação SOS Mata Atlântica revelou que Minas foi responsável por quase metade da destruição ocorrida entre os Estados que possuem o bioma (10.752 hectares), levando em conta os desmatamentos ocorridos em 2012 e no ano anterior. Houve um crescimento de 70% em relação à área destruída analisada pelo estudo de 2010 e 2011. Diante disso, o Ministério Público Estadual deu início a uma investigação e já entrou com duas ações civis contra os empreendi-

Proporção

23.548

HECTARES DE MATA ATLÂNTICA FORAM DESTRUÍDOS NO BRASIL

10.752

DESTES HECTARES ESTÃO EM MG

“Estamos preocupados porque vemos em Minas Gerais uma flexibilização das leis florestais.” CARLOS EDUARDO PINTO, PROMOTOR

mentos que desmataram o bioma ilegalmente. O órgão apontou falhas nas políticas ambientais e ineficiência na fiscalização estatal. A SOS Mata Atlântica informou que os resultados foram apresentados à Secretaria de Meio Ambiente de Minas Gerais, no fim do ano passado, mas ainda não obteve respostas. O Estado ainda concentra cinco das dez cidades que mais desmataram, entre elas Novo Cruzeiro e Itinga, no Vale do Jequitinhonha, que ocuparam o segundo e o quarto lugar do ranking, respectivamente. Por outro lado, o município de Santana de Pirapama – a cerca de 150 km de Belo Horizonte –, na região Central, é o sexto em maior conservação da vegetação nativa no país. METRO BH

Novo Cruzeiro e Itinga, no Vale do Jequitinhonha, estão entre as cinco cidades que mais destruíram | SOS MATA ATLÂNTICA/ INPE

BRASIL

Mau tempo fecha aeroportos e atrasa 29% dos voos comerciais Sul e Sudeste. Caos teve origem nos terminais de Guarulhos (SP) e Santos Dumont, no Rio Fortes chuvas e uma espessa neblina que atingiram vários pontos das regiões Sul e Sudeste na segunda-feira foram responsáveis por uma terça-feira de caos aéreo em todo o país. Dos 2.265 voos programados para ontem em todos os aeroportos brasileiros, até as 20h, 661 (29,2%) decolaram com mais de meia hora de atraso e 172 (7,6%) foram cancelados. O problema teve origem nos dois maiores terminais do país - Guarulhos, em São Paulo, e Santos Dumont, no Rio de Janeiro -, que ficaram fechados durante várias horas na segunda e geraram o ‘efeito cascata’ que atingiu o Brasil inteiro. O Aeroporto Internacional de São Paulo ficou fechado para pousos e decolagens em três momentos diferentes na segunda. Como consequência, mais de 40% dos voos programados para ontem saíram com atraso.

Caos aéreo Problema afetou os principais terminais brasileiros. • Belo Horizonte (Confins) Atrasados - 31 (24,6%) Cancelados - 8 (6,3%) • Brasília (JK) Atrasados - 46 (28%) Cancelados - 5 (3%) • Curitiba (Afonso Pena) Atrasados - 34 (34,3%) Cancelados - 10 (10,1%)

Passageiros enfrentaram atrasos em Brasília | RICARDO MARQUES/METRO BRASÍLIA

Já o Santos Dumont, no Rio, fechou na noite de segunda e só foi reaberto na manhã de ontem. Por isso, nenhum avião passou a noite no pátio e enormes filas se formaram nos balcões de check in pela manhã, enquanto as empresas

esperavam as aeronaves desviadas para outros terminais. Brasília, onde choveu fraco e o aeroporto não fechou, foi uma das cidades a sofrer as consequências. Dos 164 voos programados, 46 (28%) atrasaram. METRO BRASÍLIA

• Porto Alegre (S Filho) Atrasados - 32 (31,7%) Cancelados - 4 (4%) • Rio de Janeiro (S Dumont) Atrasados - 56 (38,4%) Cancelados - 29 (19,9%) • São Paulo (Guarulhos) Atrasados - 98 (41,5%) Cancelados - 26 (11%)

Índios no Palácio do Planalto Após oito dias ocupando o principal canteiro de obras da Usina Hidrelétrica Belo Monte, cerca de 150 índios de etnia mundurukus se reuniram ontem com o ministro da SecretariaGeral da Presidência, Gilberto Carvalho, no Palácio do Planalto. No encontro, foi discutida a suspensão de empreendimentos energéticos na Amazônia. | JOEL RODRIGUES/FRAME/FOLHAPRESS


BELO HORIZONTE, QUARTA-FEIRA, 5 DE JUNHO DE 2013 www.readmetro.com

Na ponta do lápis

MARCOS SILVESTRE MARCOS.SILVESTRE@METROJORNAL.COM.BR

TER GASTOS SELETIVAMENTE EXTRAVAGANTES? TUDO BEM! Deslizes. Ainda outro dia recebi a consulta de uma jovem senhora, muito boa geradora de renda, mas preocupada com seus gastos, talvez excessivos. Em suas próprias palavras: “De vez em quando, parece que me dá uma coisa (sic), daí faço uma extravagância, como jantar em um restaurante muito caro, comprar aquela bolsa de grife que custa o preço de uma viagem, ou presentear uma amiga com uma roupa de R$ 500,00. Como eu faço para evitar estas escorregadas nos meus gastos pessoais?” Errado? Como sou planejador financeiro, muita gente imagina que minha opinião relativa a gastos seja: “quanto menos, melhor”. Puro preconceito. Analisando melhor as demais despesas desta senhora, mostrei-lhe que talvez ela não precisasse se controlar mais do que você já o fazia, na prática. Pelo que observei de seus demais gastos, no dia a dia ela já era uma consumidora até que bem controlada. Mas gostava, de vez em quando, de fazer uma ou outra compra mais “caprichada”, ou um gasto mais elevado. Dosagem. É fato que, para o bem de seu equilíbrio financeiro, convém prezar pela simplicidade e frugalidade, pelo comedimento e ponderação em seus gastos, planejando-os com juízo e controlando-os de perto. Mas isto não precisa – nem deve! – ser uma obsessão. Quanto às eventuais extravagâncias em seu padrão de consumo, se você fizer um uso seletivo e bem planejado de tais extravagâncias, elas não irão te levar para o buraco, e poderão muito bem lhe proporcionar momentos de prazer diferenciado. Toques de pimenta no bolso. O que há de errado em jantar num restaurante fino? Se for de vez em quando, é um “luxo” que qualquer pessoa de classe média pode se dar! Comprar uma bolsa que custa o preço de uma viagem? Eu particularmente não o faria, mas lhe reservo tranquilamente o direito de fazê-lo, se for para curtir e usar bem. Desde que, naturalmente, você não resolva fazer uma coleção de bolsas de grife para deixá-las mofando no armário. Caro é aquilo que a gente compra e depois não usa. Generosidade. Quanto a dar um presente de R$ 500,00 para uma amiga, se não tiver de entrar no cheque especial ou no limite do rotativo de cartão de crédito, que mal há nisso? Dinheiro foi feito para gastar, consigo e com quem se quer bem. Desde que você não saia por aí rasgando notas de cem, ser seletivamente extravagante em suas compras e gastos pode ser divertido, sem traumas para o bolso! Economista com MBA em Finanças (USP), orientador de famílias e educador em empresas, é colunista da BANDNEWS FM e fundador da SOBREDinheiro. Diretor do site www. oplanodavirada.com.br, da EKNOWMIX Consultores Integrados e da TECHIS SA.

De cara nova

{ECONOMIA}

Novas cédulas entram em circulação no 2º semestre | DIVULGAÇÃO

|05|◊◊

Alta do dólar encarece ida ao exterior Câmbio. Turista deve evitar compra fracionada da moeda. Oscilação tende a se manter no curto prazo Quem está com viagem programada para o exterior em julho e ainda não comprou dólares terá de desembolsar mais. Do dia 14 para 31 de maio, a cotação da moeda passou de R$ 2,01 para R$ 2,13. Em momentos de forte oscilação do câmbio, especialistas, em geral, recomendam a compra fracionada da moeda, em busca da melhor cotação. Para o educador financeiro Mauro Calil, no entanto, a estratégia pode não ser um bom negócio. “Se você tem o dinheiro suficiente para comprar toda a quantia em dólares de que precisa, não deve fazer compras picadas pois pagará uma taxa a cada operação fechada”, explica. Segundo o educador, essas taxas cobradas pelas instituições variam de R$ 35 a R$ 100 e podem encarecer a compra da moeda. Quem quiser se arriscar pode esperar mais um pouco. Segundo Felipe Queiroz, da Austin Rating, as oscilações tendem a se manter no curto prazo, mas a expectativa é de mudança no cenário. “A partir da segunda quinzena, pode haver uma melhora”.

EM ALTA

Cotação média do dólar

R$ 1,95

R$ 2,01* Turcos voltaram a se reunir em Istambul | URIEL SINAI/GETTY IMAGES

R$ 1,67

2011

2012

FONTE: AUSTIN RATING

2013

*PROJEÇÃO

O dólar comercial fechou ontem em leve alta de 0,08%, a R$ 2,129 na venda. A cotação chegou a cair, mas virou após o diretor de Política Monetária do Banco Central, Aldo Mendes, declarar que o Brasil terá que conviver com câmbio mais fraco se este for o movimento no exterior. A recomendação é que o turista utilize o cartão pré-pago. Além de seguro, permite planejar melhor os gastos. O IOF cobrado é menor, de 0,38%. “Ele deve levar também uma pequena quantia em espécie para pagar serviços como táxi, por exemplo”, afirma Calil. METRO

Otima, nova empresa da Band, renova os abrigos de ônibus Executivos das principais agências de publicidade e anunciantes participaram ontem do lançamento da Otima Concessionária de Exploração de Mobiliário Urbano, empresa recém-criada para fazer a gestão dos espaços publicitários nos abrigos de ônibus. O evento, realizado no Mube, marcou o retorno da mídia exterior às ruas de São

Paulo. A Otima é uma sociedade da Odebrecht Transport, Grupo Bandeirantes, APMR, e Kalítera Engenharia. Ela já nasce com o desafio de administrar um dos maiores contratos de concessão do setor, para a substituição e manutenção de todos os 6.500 abrigos e 12.500 totens indicativos de parada da cidade nos próximos três anos. METRO

BC lança cédulas de R$ 2 e R$ 5 O Banco Central prepara o lançamento das nvoas cédulas de R$ 2 e R$ 5 para o segundo semestre. As nova notas completam o projeto Segunda Família do Real, que já substituiu as cédulas de R$ 10 a R$ 100. METRO

{MUNDO}

Paulo Cesena (Odebrecht), Marcelo Odebrecht, Ana Ruas (APMR), Violeta Noya (Otima) e Johnny Saad (Band) | ANDRE PORTO/METRO

Vice-premiê pede desculpas pela truculência da polícia Turquia. No quinto dia de protestos, Bulent Arinc tentou acalmar os manifestantes Em uma tentativa de acalmar os ânimos dos manifestantes turcos, que marcharam pelas principais cidades do país pelo quinto dia consecutivo, o vice-primeiro-ministro pediu desculpas à população. Bulent Arinc -- que está no lugar do premiê, Recep Tayyip Erdogan, em viagem ao exterior -- reconheceu o excesso da polícia. “Mas eu não acho que devemos um pedido de desculpas para aqueles que tenham causado danos e que tenham tentado impedir a liberdade das pessoas”, afirmou. A revolta começou na sexta-feira, depois que os agentes repreenderam uma manifestação contra a derrubada de árvores em um parque para a construção de um shopping e uma mesquita. O local foi cercado, e a polícia usou gás lacrimogêneo e jatos d’água contra os ativistas.

“A violência excessiva que foi usada em primeira instância contra aqueles que estavam se manifestando em relação ao meio ambiente é errada e injusta.” BULENT ARINC, VICE-PRIMEIRO-MINISTRO

Depois, milhares de pessoas se uniram ao movimento, a maioria revoltada com o autoritarismo do premiê. Erdogan, um fenômeno de popularidade, vem tentando impor uma agenda islâmica e minar as bases seculares da República da Turquia. Ontem, o governo confirmou a segunda morte nos protestos. Um jovem de 22 anos foi atingido na cabeça, por um cilindro de gás, em uma cidade próxima à fronteira com a Síria. METRO


+ ESPECIAL

Banki Moon

União

Para o secretário-geral da ONU, “embora decisões individuais possam parecer pequenas, nós podemos fazer uma tremenda diferença”.

08 |08|

BELO HORIZONTE, QUARTA-FEIRA, 5 DEDE JUNHO BELO HORIZONTE, QUARTA-FEIRA, 5 DE JUNHO 2013 DE 2013 www.readmetro.com www.readmetro.com

ESPECIAL {PLUS}

Ações individuais geram consequências coletivas

Sustentabilidade. Para celebrar hoje o Dia Mundial do Meio Ambiente, não é preciso ser um ativista ecológico. Atitudes cotidianas e individuais são as principais colaborações para a preservação do planeta A luta contra a extinção do lagarto-da-cauda-verde ou o derretimento das calotas polares são causas válidas, mas, por vezes, distantes da realidade de quem não vive o problema. Mas, para criar uma consciência ambiental, é mesmo preciso ser um ativista ecológico? No Dia Mundial do Meio Ambiente, o PUNMA (Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente) definiu a luta contra o desperdício de alimentos como tema de 2013: “Pensar.Comer.Conservar”. Ações diárias simples podem gerar um resultado satisfatório, diz Denise Hamú, representante do PNUMA no Brasil: “O importante é sempre pensar nas consequênciais ambientais das suas ações”. Para “desempenhar para si um futuro diferente” e “inspirar outras pessoas”, como propõe o PUNMA, Denise aconselha “fazer listas para comprar somente o necessário, preparar porções menores de comida

para que não sobre, comprar frutas e verduras que não estejam nos formatos perfeitos, mas com todo o sabor e nutrientes. E também, pensar em utilizar o transporte coletivo ou, se possível, ir a pé ou de bicicleta; pegar e oferecer carona, separar o lixo reciclável e incentivar os vizinhos a fazer o mesmo e não comprar mais do que necessário”. Atitudes que individualmente são consideradas pequenas, no coletivo são ações que agem diretamente na sociedade. Terezinha Martins, bióloga, ativista, educadora ambiental da WWF, propõe que as pessoas comecem desde a hora em que acordam até a hora de dormir, porque “a sustentabilidade falada não faz sentido se ela não é vivida”, conclui. A questão principal é repensar o consumo e passar a exercer um consumo responsável: evitar produtos com muita embalagem e propor feiras de trocas para reaproveitar os produtos. METRO

Ações diárias podem ajudar a preservar o planeta | STOCK.XCHNG


BELO HORIZONTE, QUARTA-FEIRA, 5 DE JUNHO DE 2013 www.readmetro.com

{ESPECIAL}

|09|◊◊

Comprar com consciência Embora o consumidor brasileiro tenha sido considerado, em 2012, o terceiro mais consciente no mundo, com relação à sustentabilidade - a frente de países como Estados Unidos e Canadá, os últimos colocados na lista - segundo o Índice Verde, realizado pela Geographic Society e GlobeScan, muitos ainda têm dificuldade em encontrar empresas preocupadas com a questão da sustentabilidade. Para a bióloga Terezinha Martins, as pessoas precisam se sentir como parte do processo e buscar formas mais sustentáveis, como comprar produtos com certificado e empresas que atuem com responsabilidade social. Mas antes de mudar o modo de vida, é importante conhecer as ofertas ecológicas disponíveis no mercado. Terezinha explica que “é preciso reduzir o consumo em uma lógica maior”, por isso, o foco da sustentabilidade, passa, principalmente por um consumo consciente. Por exemplo, evitar comprar novos pro-

dutos sem que exista uma necessidade real, explica a ativista. Algumas empresas já estão trocando o plástico - que demora aproximadamente 100 anos para se decompor - por matérias-primas menos danosas para o meio ambiente, como o bagaço de cana de açúcar e o amido de milho. Fontes agrícolas renováveis O bagaço é um sub-produto da indústria da cana-de-açúcar e vem sendo usado para substituir o plástico, um sub-produto do petróleo, em materiais descartáveis. Por ser biodegradável e um resíduo, sua ação no meio ambiente é menos abrasiva, além de ser também reciclado. O amido de milho e a fécula de batata também servem para substituir o plástico, pelos mesmos princípios e se degradam, assim como o bagaço, em dióxido de carbono, biomassa e água, menos agressivos ao solo. Produtos como as colas Pritt, os pratos da rede

de alimentação Salad Creations e as sacolas renováveis de amido de milho usadas em alguns supermercados, por exemplo, já são produzidos com essas fontes agrícolas renováveis. Embalagens Para Terezinha, não adianta utilizar sacola de pano as chamadas sacolas ecológicas ou eco bags - na hora das compras, se os produtos comprados vêm envoltos em muitas embalagens plásticas e de papelão, que precisarão ser recicladas. Construção civil Construir uma casa sustentável pode custar no máximo 7% a mais do que uma comum, e traz inúmeros benefícios para o meio ambiente. A utilização da luz solar, reaproveitamento da água, uso de tijolos ecológicos que não são cozidos, mas prensados a partir de uma mistura de terra, cimento e água, materiais de demolição, jardins com hortas, entre outras, ajudam a preservar o planeta. METRO

ECOSSISTEMA SUSTENTÁVEL Transformar o conceito de desenvolvimento sustentável em algo mais acessível é o objetivo de muitos ambientalistas. O ecossistema sustentável foi construído com as dicas de Denise Hamú e Terezinha Martins a fim de ensinar como ser sustentável a partir de ações diárias

A água da lavagem de roupas pode ser usada para lavar o chão, o quintal

Banhos rápidos para evitar o desperdício de água

Usar sacola retornável na hora das compras

Carona solidária, um dia ir de ônibus, a pé ou de bicicleta Fazer uma horta em casa, para evitar comprar produtos com agrotóxico

Fazer uma feira para trocar objetos ou aparelhos, no lugar de comprar novos

Reciclar para evitar excesso de lixo

Comprar apenas o que vai comer, preparar porções menores de comida, comprar alimentos que não estejam com aparência perfeita, mas que sejam saudáveis mesmo assim, evitar comprar produtos com muita embalagem, para diminuir desperdícios de material e de comida

Fazer uma compostagem com o que sobra de produtos orgânicos em casa para adubar a horta, por exemplo


2

|10|

BELO HORIZONTE, QUARTA-FEIRA, 5 DE JUNHO DE 2013 www.readmetro.com

{CULTURA}

Queens of the Stone Age faz a festa

CULTURA

“...LIKE CLOCKWORK” QUEENS OF THE STONE AGE MATADOR US$ 9,99 (NO ITUNES)

Josh Homme em Los Angeles no mês passado | KEVIN WINTER/GETTY IMAGES

Lançamento. Após seis anos sem álbum de inéditas, Josh Homme e sua banda retornam com o denso ‘...Like Clockwork’, disco cheio de participações especiais Seis anos de espera e, enfim, o Queens of the Stone Age lança seu sexto e aguardado disco, “…Like Clockwork”. A produção pode ser considerada um novo divisor na história de Josh Homme e sua banda. O primeiro momento se deu em 2002, com o aclamado “Songs For The Deaf”. Até então desconhecida, a banda entrou a partir de então no hall das grandes com clássicos como “Go With the Flow” ou “No One Knows”. “…Like Clockwork” é um dos trabalhos mais bem acabados do QOTSA. As camadas sonoras passam do básico guitarra, baixo e bateria e incluem piano, como na participação de Sir Elton John em “Fairweather Friends”, ou até percussões, para climati-

zar com letras e melodias que incorporam ironia e depressão, longe do clima sexy e provocante de “Songs for the Deaf”. Outro trunfo de Homme são mesmo as participações especiais. O vocalista recrutou Dave Grohl como baterista. Outro retorno é a do baixista Nick Oliveri no backing vocal. A lista ainda tem Alex Turner, do Arctic Monkeys, em “If I Had a Tail”, Trent Reznor, do Nine Inch Nails, em “Kalopsia”, Jake Shears, do Scissor Sisters, em “Keep Your Eyes Peeled”, além de Brody Dalle, mulher de Josh e cantora do The Distillers. PAULO BORGIA METRO SÃO PAULO

Pequenas Sessões mescla música com artes visuais

Moda

Paulo Borges

O diretor criativo do São Paulo Fashion Week participa hoje cedo da abertura de uma exposição com 20 imagens que reproduzem fotos dos editoriais da revista de moda “ffwMag!”. A mostra traz ainda o acervo pessoal de Regina Guerreiro, que foi editora da “Vogue” brasileira por 14 anos. A exposição segue até 15 de junho no Boulevard Shopping com visitação gratuita.

Não é só um festival de música a mais na agenda cultural da cidade. Na sexta edição, o Pequenas Sessões promete levar ao público uma mistura de shows com performances audiovisuais sem se limitar a conceitos ou gêneros. “É um festival de música livre com bandas que não encontram espaço em outros eventos. Queremos amplificar o alcance dessas produções que estão um pouco à margem da cena musical”, define o idealizador Daniel Nunes, que também participará do evento com seu projeto Lise, que aposta nos sons eletrônicos e acústicos. De amanhã a domingo, shows movimentarão o CentoEQuatro e o C.A.S.A – Centro de Arte Suspensa Armatrux, em Nova Lima. Entre os convidados estão o Constantina, Hurtmold, Garoa e os internacionais Dosh (EUA) e ThisQuietArmy (Canadá). A escolha priorizou artistas que vêm desenvolvendo processos criativos de forma

Registros do amor ao futebol Canadenses do ThisQuietArmy tocarão no domingo | RAINER PRAEGER/DIVULGAÇÃO

coletiva, criando novas formas de pensar e fazer arte e música. Paralelamente aos espetáculos, artistas audiovisuais revelarão seus novos experimentos. O Pequenas Sessões promoverá ainda encontros sobre música independente e cultura digital seguidos de pocket-shows com mais músicos convidados. “A proposta é aproximar

cada vez mais os diálogos entre imagem e som. É um espaço que permitirá a troca e a vivência de novas experiências”, acredita Nunes. Confira a programação completa dos debates, cursos, pocket-shows e espetáculos pelo pequenassessoes.net. GUSTAVO CUNHA METRO BELO HORIZONTE

Programe-se Os shows e performances de amanhã a sábado ocorrem no Espaço CentoEQuatro (Praça Ruy Barbosa, 104 – Centro), sempre às 22h, com entrada de R$ 10 (meia) a R$ 20 (inteira). • Amanhã. Constantina (MG) convida Hurtmold (SP). Artista Visual: L_ar (Leandro Araújo).

• Sexta-feira. Lise (MG) convida Dosh (EUA). Artista Visual: Igor Amin. • Neste sábado. Constantina (MG) convida Projeto Sonho (AL). Artista Visual: Neems. • Já o show de encerramento

será neste domingo, às 16h, no Armatrux (rua Himalaia, 69 – Nova Lima), com entrada gratuita. Lise (MG) convida Gigantesco (RJ) + Jam Secreta do Realejo Musical (SP) + Chris Scullion (SP) + Ricardo Garcia (SP) + Garoa (SP) + ThisQuietArmy (Canadá). Artista Visual: Junia Mortimer.

Apaixonado por futebol desde pequeno, o fotógrafo Ed Viggiani acaba de publicar um livro que reúne fotos tiradas durante as partidas – sejam em grandes campeonatos ou nos campos de várzea. O lançamento é hoje, às 19h30, no Oi Futuro (av. Afonso Pena, 4.001 – Mangabeiras). Gratuito | ED VIGGIANI/DIVULGAÇÃO

Música

Todos os ritmos pelo cavaquinho O músico Dudu Braga mostra que é possível transitar por diversas sonoridades com o cavaquinho. No show desta noite, ele tocará composições de Noel Rosa, Cartola e Hermeto Pascoal, além de obras próprias. Braga atua como músico profissional há 14 anos e já lançou dois discos. A apresentação será às 19h no Teatro de Bolso do Sesc Palladium (av. Augusto de Lima, 420 – Centro). Ingressos à venda de R$ 5 (meia) a R$ 10 (inteira). METRO BH

MPB

Noite de café com música no Palácio das Artes Gê Lara, Luiza Lara e Renato Saldanha são os convidados da noite do projeto “Café com Música” do BDMG Cultural. O trio pretende levar ao público canções autorais e clássicos da música popular brasileira que tiveram importante influência em suas carreiras. A apresentação está marcada para às 19h30 no Café do Palácio das Artes (av. Afonso Pena, 1.537 – Centro). A entrada é gratuita. METRO BH


BELO HORIZONTE, QUARTA-FEIRA, 5 DE JUNHO DE 2013 www.readmetro.com

Vine chega para Android

{VARIEDADES} Os invasores

Cruzadas

ma para filmar celebridades, contar uma notícia e, claro, se autopromover. Assim aconteceu com Dawn Siff, considerada a primeira pessoa a postar um currículo no aplicativo (http:// goo.gl/rf5sp), que se transformou em um viral. Suas primeiras tentativas, como um vídeo de como assar biscoitos em forma de coração para o Dia dos Namorados, não fizeram muito sucesso. Dicas Para garantir que seu vídeo tenha uma boa qualidade, siga algumas regras propostas por Dawn: se você é o personagem principal do vídeo, então é melhor pedir a um amigo para ser o câmera; e cuidado com a iluminação e com o som ambiente - eles podem destruir o seu vídeo. METRO

Leitor fala

Sacolas plásticas

Promoção. Aplicativo permite a realização de vídeos no Twitter e não é mais só para iPhone Você conhece o Vine? Treze milhões de pessoas em todo o mundo já são usuárias do aplicativo. que permite a publicação de vídeos de até seis segundos. Eles ficam em looping e podem ser publicados em outras redes sociais. A novidade é que, desde 3 de junho, ele também está disponível para os aparelhos com Android, além de para os com iOS, da Apple. Apenas o Android, contudo, tem a opção de “zoom”. Para realizar seu vídeo, basta manter pressionada a tela do smartphone, porque o Vine só filma enquanto o dedo estiver na tela. Com a função “Explore” é possível ver os vídeos mais populares e encontrar os amigos que frequentam o aplicativo. As pessoas usam o siste-

|11|◊◊

Gostaria de registrar minha opinião sobre a coluna “Leitor Fala” de 3 de junho de 2013. Senti um misto de enorme tristeza e perplexidade ao ler a opinião do leitor que escreveu sobre as sacolas plásticas. É, no mínimo, omissão pensar que a responsabilidade por zelar pelo meio ambiente é dos supermercados e não dos cidadãos. Além disso, é ingenuidade achar que os supermercados dão as sacolas e não embutem seu custo no preço dos produtos. Infelizmente, a cultura no Brasil tem sido a de transferir para governo e empresas a responsabilidade que é de cada um de nós, cidadãos. Na Alemanha, por exemplo, já na década de 90 não existiam sacolas plásticas em supermercados, nem mesmo para venda. É preciso levar de casa ou comprar sacolas de pano. Na China também é assim. Será que isso é um incômodo tão grande? É tão difícil mudar hábitos? Por que então não lutar por sacolas de papel, como era antigamente? É preciso abrir mão de pequenas comodidades em prol de um bem maior, de um legado para nossos filhos que não seja um planeta cheio de lixo. FELIPE LAGE STARLING - BELO HORIZONTE

Metro Pergunta

Sudoku

o Metro A Seleção Brasileira está Siga no Twitter: pronta para conquistar @jornal_metrobh o título da Copa das Confederações? @emersondcarmo

A seleção está mostrando um bom entrosamento, só falta ajustar as situações na hora de fazer as trocas @lorahfirmo

Infelizmente do jeito que está acho que não vamos conseguir levar esse título.

Metro web Para falar com a redação:

leitor.bh@metrojornal.com.br Participe também no Facebook:

www.facebook.com/metrojornal

Plataforma do aplicativo Vine para gravação de vídeos no Twitter | GOOGLE PLAY

Horóscopo

www.estrelaguia.com.br

Está escrito nas estrelas

Momento importante para a expansão de projetos materiais, mas de atenção para não exagerar com empolgações. Cuide para não se portar de maneira impulsiva.

O trabalho traz tendências para maior envolvimento emocional e necessidade de ponderar antes de decisões importantes. Boas chances de obter reconhecimento e contatos.

O trabalho cobrará mais disciplina, mas também o cuidado para não se exceder em sacrifícios ou interesses sem tanta importância. Momento para retomar hábitos.

Tendências a se dedicar com intensidade a assuntos de familiares e pessoas de seu convívio. A Lua segue em seu signo, indicando posturas sentimentais mais frequentes.

Sempre há recompensa quando investimos em temas que enriquecem o intelecto, como estudos ou viagens, assuntos propensos a serem vivenciados com mais frequência.

Momentos de lazer serão mais frequentes e saudáveis para tirar o estresse de problemas vivenciados durante os últimos dias. Relações de maior vínculo afetivo.

Momento para analisar projetos e agir com estratégia antes de concluir planos materiais. Atenção com corpo e a mente será essencial para revitalizar suas energias.

Agir com moderação nas despesas será essencial para evitar contratempos financeiros. O momento é especial para rever sociedades e vínculos que possua no trabalho.

A paciência será determinante para compreender certos padrões e costumes das pessoas que convive. Momento em que alguns temas domésticos estão favoráveis.

As amizades serão decisivas para diversos assuntos, tanto no trabalho como em vínculos mais íntimos. Bom momento para retomar convivências e valorizar diversões.

Sociedades ligadas a trabalho estão propensas a esclarecimentos importantes e a maior atenção de sua parte. Nos relacionamentos, procure ser mais paciente.

Este é um momento para certificar-se de tudo o que for dito e não tomar atitudes correndo risco de criar mal entendidos em seus relacionamentos. Cuide para não se exceder.


3

|12|

BELO HORIZONTE, QUARTA-FEIRA, 5 DE JUNHO DE 2013 www.readmetro.com

{ESPORTE}

Cruzeiro. Marcelo Oliveira repete equipe com Anselmo Ramon e Leandro Guerreiro

ESPORTE

Desgaste físico tirou Tardelli e Ronaldinho Gaúcho do time | ALEXANDRE REZENDE/FRAME/FOLHAPRESS

Galo terá Guilherme e Josué contra o Vasco

Mesmo elogiado, o jovem volante Lucas Silva vai seguir no banco do Cruzeiro na partida de hoje contra o Corinthians, pela quarta rodada do Brasileirão. Apesar de ter cometido o erro que culminou em um dos gols na derrota por 2 a 1 para o Botafogo, no último sábado, Leandro Guerreiro será mantido entre os titulares. “Eu me cobro bastante. Acho que é normal (receber críticas). Mas temos que assimilar o mais rápido possível”, disse Guerreiro.

“Não tenho cadeira cativa. Tenho que mostrar dentro de campo, nos treinos. Sei que, se jogar como joguei contra o Botafogo, não vou me manter titular.” LEANDRO GUERREIRO, VOLANTE DO CRUZEIRO

O técnico Marcelo Oliveira confirmou ainda o atacante Anselmo Ramon, titular no último jogo, na vaga do lesionado Borges. METRO BH

Atlético. Time busca primeira vitória com quatro desfalques

Sem poder contar com o zagueiro Réver e o meia-atacante Bernard, concentrados com a Seleção para a Copa das Confederações, o técnico Cuca terá ainda dois desfalques para o duelo do Atlético contra o Vasco, hoje, pelo Campeonato Brasileiro: o meia Ronaldinho e o atacanVASCO Michel Alves; Elsinho, Luan, Renato Silva e Nei; Sandro Silva, Pedro Ken (Fellipe Bastos), Dakson (Alisson) e Carlos Alberto; Edmilson e Tenório. Técnico: Paulo Autuori.

te Diego Tardelli, poupados devido ao desgaste físico. Ontem, no último treino de preparação, os escolhidos para essas posições foram o volante Josué e o atacante Guilherme. Já as vagas de Réver e Bernard serão ocupadas por Gilberto Silva e Luan, titulares na última ro-

dada, contra o São Paulo. Animado, Guilherme avalia que será uma boa oportunidade para quebrar a série de cinco jogos sem vitórias. “Temos de respeitar o Vasco, mas precisamos vencer. De três jogos (no Brasileirão), você não vencer nenhum fica ruim”, disse. METRO BH

ATLÉTICO

“Tem um histórico de times que jogaram Libertadores e Brasileiro ao mesmo tempo e não começaram tão bem. Temos de nos preparar para não ter dificuldades lá na frente.”

Victor; Marcos Rocha, Leonardo Silva, Gilberto Silva e Richarlyson; Pierre, Leandro Donizete, Josué e Guilherme; Luan e Jô. Técnico: Cuca

Local. Estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda (RJ), às 21h.

Jovem Lucas Silva permanece no banco | WASHINGTON ALVES/VIPCOMM

CRUZEIRO

CORINTHIANS

Fábio; Ceará, Dedé, Bruno Rodrigo e Egídio; Nilton, Leandro Guerreiro, Everton Ribeiro e Diego Souza. Dagoberto e Anselmo Ramon. Técnico: Marcelo Oliveira • •

Cássio; Alessandro, Gil, Paulo André e Fábio Santos; Ralf, Guilherme, Danilo e Douglas; Emerson Sheik e Alexandre Pato. Técnico: Tite

Local. Arena do Jacaré, em Sete Lagoas (MG). Transmissão. BandNews FM 89.5, a partir das 21h20.

GUILHERME, ATACANTE DO ATLÉTICO

Acessibilidade. TJ suspende liminar e libera Mineirão Copa

Classificado

O Japão é a primeira seleção a se classificar à Copa do Mundo através das Eliminatórias. A vaga foi conquistada ontem em empate por 1 a 1 com a Austrália. O gol que assegurou um lugar no Mundial foi marcado por Honda (foto), de pênalti, aos 45 minutos do segundo tempo.

O TJ-MG (Tribunal de Justiça de Minas Gerais) suspendeu ontem a liminar que determinava um prazo de 30 dias para a adequação dos acessos do Mineirão, sob o risco de interdição do estádio. Au-

tor da ação, o Ministério Público ainda pode recorrer. O órgão alega que a Minas Arena não cumpriu as normas de acessibilidade às pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida. METRO BH

MP questiona acessos e no interior do estádio | EMMANUEL PINHEIRO/METRO BH/ARQUIVO

Seleção

Felipão testa Dante na zaga Após ter acenado com a manutenção do time que empatou em 2 a 2 com a Inglaterra, o técnico Luiz Felipe Scolari treinou a defesa da Seleção ontem, em Goiânia, com Dante na vaga de David Luiz. Assim, Julio César, Daniel Alves, Thiago Silva, Dante, Filipe Luís, Luiz Gustavo e Paulinho devem compor o setor no amistoso contra a França, no domingo, às 16h, em Porto Alegre. Depois de se apresentar ao Barcelona, o craque Neymar se reapresentou ontem, fez uma corrida e foi liberado do treino tático. METRO

Fora de casa. Coelho vence e ‘pega o elevador’ na tabela

12 ICASA

AMÉRICA

Após ter perdido os dois primeiros jogos da Série B, o América parece ter embalado na competição. Depois de ter batido o favorito Palmeiras em São Paulo na terceira rodada, o Coelho voltou a somar três pontos fora de casa, ontem, com uma vitória por 2 a 1 sobre o Icasa-AL, e “pegou o elevador” na tabela. Com os dois triunfos seguidos, o time mineiro deixou a zona do rebaixamento e assumiu a oitava colocação.

Assim como no duelo contra o Palmeiras, o jovem goleiro Matheus se destacou com defesas decisivas e dividiu os holofotes da partida de ontem com o atacante Willians, autor dos dois gols. O primeiro saiu logo aos 2 minutos, quando Claudinei puxou contra-ataque rápido e tocou em profundidade para o artilheiro abrir o placar. Após um primeiro tempo disputado e com um Matheus inspirado, o Coelho ampliou aos 13 da etapa final, com Willians mostrando oportunismo ao aproveitar uma sobra na área. O Icasa diminuiu aos 19, com Chapinha, mas não teve forças para buscar o empate. METRO BH


BELO HORIZONTE - QUARTA-FEIRA, 5 DE JUNHO DE 2013



20130605_br_metrobh