Page 10

|10|

FOTOS: DIVULGAÇÃO/REUTERS

A bomba em pedaços

BRASÍLIA, QUINTA-FEIRA, 18 DE ABRIL DE 2013 www.readmetro.com

{MUNDO}

1

2

3

tinha 4 Artefato peças ‘caseiras’

FBI tem imagem de suspeito do atentado Boston. Em vídeo, homem aparece levando mochila suspeita. A identidade não foi revelada O FBI (a polícia federal americana) tem um vídeo que mostra o suspeito do atentado de Boston. A imprensa chegou a noticiar a prisão de um homem, que, mais tarde, foi negada pelas autoridades. Segundo uma fonte ouvida pela CNN, o homem que teria colocado as bombas no local levava uma mochila, vestia moleton de cor clara e jaqueta preta. Ele também usava boné branco com a aba virada para trás. A descoberta do suspeito foi feita graças aos inúmeros vídeos e fotografias enviados por estabelecimentos e por pessoas que assistiam ao final da maratona de Boston na última segunda-feira. As explosões, na segunda-feira, mataram

183

pessoas ficaram feridas. Ao menos 10 delas tiveram membros amputados e muitas tinham estilhaços pelo corpo.

Imagens de vídeo divulgadas ontem mostram pacote suspeito e os instantes que seguiram a explosão | 7NEWS/REPRODUÇÃO

três pessoas e deixaram mais de 170 feridos, muitos em estado crítico. Ontem, as autoridades revelaram detalhes sobre a fabricação das bombas, que foram detonadas com um intervalo de 12 segundos. Uma delas foi colocada dentro de uma pane-

la de pressão. A segunda também estava em um recipiente metálico, embora o FBI não tenha confirmado que se tratava de uma panela. A identidade da terceira pessoa morta foi divulgada: é a chinesa Lingzi Lu, 23, estudante de matemática e

estatística na Universidade de Boston que havia se mudado para a cidade no ano passado. Pânico Com as investigações completando dois dias, e ainda sem indicações sobre a responsabilidade, os ame-

Carta com veneno é enviada a Obama s

Em meio às investigações sobre o atentado de Boston, o serviço secreto americano interceptou uma carta com um veneno letal, endereçada ao presidente Barack Obama. O envelope, descoberto e retido em uma triagem antes de chegar à Casa Branca, continha ricina, uma poderosa substância tóxica extraída da mamona. O FBI descartou que esse incidente tenha relação com as explosões de Boston. O material encontrado na carta é o mesmo que foi enviado, na terça-feira, ao senador republicano Roger Wicker. As duas mensagens também tinham uma frase em comum: “Ver um

Entenda

O que é a ricina?

Substância é extraída da semente da mamona | DIVULGAÇÃO/REUTERS

erro e não expô-lo é tornar-se um parceiro silencioso da sua manutenção.” O autor as assinou com “Eu sou KC e eu aprovo esta mensagem.” À noite, oficiais confirmaram a prisão de um ho-

mem, suspeito de ser o autor das cartas. A detenção foi feita em Tupelo, no Estado do Mississippi, de onde teriam partido ambas correspondências. Elas foram colocadas no correio em 8 de abril. METRO

A ricina é uma proteína encontrada naturalmente na semente da mamona, e pode ser obtida a partir de resíduos do processamento do grão para a fabricação do óleo de rícino. A substância é extremamente tóxica: segundo a revista “Nature”, testes com macacos sugerem que a inalação de apenas 3 mg pode matar um adulto. O envenenamento se dá pela ingestão de grandes quantidades de mamona, mas ela se torna mais letal em partículas. METRO

ricanos têm ficado nervosos. De acordo com o “The New York Times”, houve um aumento nos relatos de pacotes suspeitos em Nova York. Em Oklahoma City, a Câmara Municipal foi evacuada, enquanto autoridades investigavam um caminhão roubado encontrado no estacionamento. A cidade foi palco, em 1995, de um violento atentado terrorista, cometido por um americano. Durante a manhã, parte do Senado americano, em Washington, foi esvaziada, devido à descoberta de um pacote suspeito. Em Boston, um tribunal e um hospital também foram evacuados. METRO

Presidente sofre derrota sobre armas O Senado dos EUA rejeitou um projeto de lei que estabelecia o aumento da checagem de antecedentes criminais de compradores de armas. A votação representa uma derrota para o presidente Barack Obama. Pouco depois do resultado, o ele fez um duro discurso, criticando a decisão. “Esse compromisso representava a moderação e o bom senso. Por isso 90% dos americanos o apoiavam. Infelizmente, os senadores não explicaram porque não devemos ampliar a checagem”, lamentou Obama. Os democratas são maioria do Senado, mas muitos vêm de Estados onde o porte de armas é quase sagrado. METRO

1 - Resto de panela de pressão 2 - Pregos e bolas de metal 3 - Bateria 4 - Circuito eletrônico ARQUIVO PESSOAL

MATHIEU DEFLEM Mathieu Deflem é professor de sociologia na Universidade da Carolina do Sul, onde estuda temas relacionados a direito, terrorismo e policiamento. Ele falou ao Metro sobre as explosões de Boston e sobre a carta enviada ao presidente Obama. Leia: O material usado no atentado sugere um ação mais amadora. O senhor acredita que possa ter sido ideia de um norte-americano? É muito cedo para dizer, mas há, de fato, indícios de que esse foi um incidente doméstico. Boston não é uma cidade conhecida internacionalmente, e as bombas parecem ter sido feitas em casa. É possível apontar grupos que poderiam ter organizado a ação? Não. Mas é mais comum que indivíduos não organizados não assumam a autoria. Em qualquer caso, essa situação aumenta o terror infligido, porque a incerteza é um motivo de preocupação. O FBI não viu relação entre as bombas e a carta enviada a Obama. A sequência dos episódios aumentou a histeria? Nesse momento, tudo que é suspeito é visto à luz dos atentados de Boston. Mas, embora o FBI esteja abordando as investigações de forma muito ampla, esses incidentes não estão relacionados. Como o senhor avalia a resposta do governo nos dois casos? A segurança e as leis contraterrorismo se desenvolveram muito desde o 11 de Setembro. Há muitas pessoas especializadas, e eu creio que a chance de encontrar os autores é muito alta devido a esse profissionalismo. CAROLINA VICENTIN

20130418_br_brasilia  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you