Page 8

BRACTB_2012-10-25_8-9.qxp:BRAZIL

08

10/24/12

8:35 PM

Page 2

economia

Portal agenda consultas médicas Criado por médicos em São Paulo, site vai permitir aos pacientes marcar horários com profissionais de Curitiba a partir de segunda-feira Uma ideia que funciona em São Paulo há 5 meses começa a valer para Curitiba a partir da próxima segundafeira. O portal AvalDoc, uma espécie de central de marcação de consultas médicas, começa a operar com médicos de várias especialidades da capital paranaense. A ideia é simples: médicos são cadastrados por expecialidade no portal, onde também há informações sobre os planos de saúde pelos quais eles atendem, os horários disponíveis, endereços e outras informações relevantes. O paciente acessa o endereço www.avaldoc.com.br e faz o agendamento da consulta na hora. Recebe por email a confirmação de que a consulta foi agendada. E recebe um torpedo via telefone celular quatro horas antes da consulta. Com isso, a taxa de desistência é mui-

to pequena. O médico escolhido também recebe a confirmação da marcação da consulta via e-mail. Segundo Guilherme M. Gobbo, um dos sócios curitibanos do portal, em São Paulo, desde maio, quando foi lançado, o portal já marcou e garantiu a realização de 1,2 mil consultas. Tem 800 profissionais na sua base de dados e diariamente recebe em torno de 5 mil acessos.Em Curitiba os profissionais estão sendo cadastrados e já há 80 na base de dados. Até janeiro, o cadastramento é gratuito. Dentro de 45 dias, os pacietes terão uma nova ferramenta no site. Ao indicar quais sintomas apresenta, o paciente receberá a indicação do especialista que deve consultar. Aí, só só procurar a especialidade indicada e escolher o profissional que lhe agradar. METRO CURITIBA

Guilherme M. Gobbo e Henrique Tarasiuk, sócios curitibanos do portal RODRIGO FÉLIX LEAL/METRO CURITIBA

FGTS para material de construção entra em vigor novembro

O Ministério das Cidades publicou no Diário Oficial da União a regulamentação para financiamento de material de construção com recursos do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço). As regras entram em

vigor em 1º de novembro. Serão financiados no máximo R$ 20 mil. O programa se destina a imóveis avaliados em até R$ 500 mil e prevê ainda contrapartida mínima de 5% do interessado na linha de crédito. O texto

estabelece a cobrança de juros nominais de 8,5% sobre o valor financiado, acrescidas da taxa de risco de crédito a favor do agente operador, limitada a 0,8%. O prazo máximo para quitação do débito é de dez anos.

O programa abrange imóveis urbanos e rurais. O dinheiro poderá ser usado para construção, reforma e ampliação de casas, além de instalação de hidrômetros e sistemas de aquecimento solar. METRO

20121025_br_metro curitiba  
20121025_br_metro curitiba