Issuu on Google+

O Jornal Metro é impresso em papel certificado FSC, com garantia de manejo florestal responsável, pela gráfica CGB Artes Gráficas.

LLEMBRA? ‘FORA COLLOR’

COMPLETA 20 ANOS {pág 06}

BELO HORIZONTE Sexta-feira,

28 de setembro de 2012

Edição nº 249, ano 2 Mín 11°C Máx 24°C

Tanque cheio é 30% mais caro na Zona Sul Motorista pode pagar R$ 0,45 a mais por litro da gasolina na região Centro-Sul No Santa Lúcia, onde estão os preços salgados, encher tanque de 50 litros é R$ 22 mais caro Posto da região hospitalar tem menor preço {pág 07}

Arte na sua garagem

Conectados

Metade das crianças já navega na internet Pesquisa aponta que 47% dos meninos e meninas entre 6 e 9 anos acessam a rede diariamente Um terço dos pais não sabe os sites que os filhos acessam {pág 04}

Metro completa 1 ano de sucesso

RECICLE A INFORMAÇÃO: PASSE ESTE JORNAL PARA OUTRO LEITOR

Maior jornal do mundo já faz parte da rotina de BH {pág 20}

Kaká e Victor são convocados Mostra revela, a partir de hoje, o trabalho desenvolvido pelos profissionais que atuam no design de automóveis {pág 10} GUSTAVO ANDRADE/METRO BH

Meia e goleiro atleticano irão participar de amistosos {pág 18}


belo horizonte

02

www.readmetro.com SEXTA-FEIRA, 28 DE SETEMBRO DE 2012

GUSTAVO ANDRADE/METRO BH

1 foco

Três voos são cancelados por dia em Confins

Terminal registra cerca de 90 cancelamentos a cada mês Taxa é menor que a registrada nos últimos anos GUSTAVO ANDRADE/METRO BH

Vestibular

Cefet abre inscrições para 2013 O Cefet-MG recebe, até o próximo dia 16, inscrições para o processo seletivo dos cursos de educação profissional técnica de níveis médio e superior para o próximo semestre. As provas ocorrerão nos dias 24 e 25 de novembro, para os candidatos aos cursos superiores, e 9 de dezembro para os de nível médio. As inscrições devem ser feitas exclusivamente pela internet. As taxas variam entre R$ 45 e R$ 90, dependendo do módulo escolhido. O edital completo, com as obras literárias indicadas pode ser acessado pelo site www.cefetmg. br

O principal terminal de Minas Gerais, o Aeroporto Internacional Tancredo Neves, em Confins, já registrou 840 voos cancelados neste ano, segundo a Infraero. O número dá uma média de mais de três cancelamentos por dia em 2012. Os meses mais complicados em Confins foram janeiro e junho. No primeiro mês deste ano, férias para grande parte da população, foram registrados 136 cancelamentos. Em junho, o número foi de 127. A média, no entanto, está caindo nos últimos dois anos. Em 2010, o número de voos cancelados até o fim de setembro foi 1.165 e, no ano passado, 1.137 cancelamentos foram registrados após o término dos nove primeiros meses.

Índice de cancelamentos é menor que o registrado em 2011

Estudo divulgado pelo Ipea apontou que o Aeroporto de Confins opera com 92% de sua capacidade total. Mas uma vistoria feita pelo governo federal e pela Infraero, em julho, aprovou a velocidade das obras no local. METRO BH

840

voos foram cancelados no Aeroporto Internacional de Confins de janeiro até o dia 25 deste mês, segundo Infraero

Máquinas trabalham para recuperar lote no Buritis

Enfim, obras têm início em terreno Após o impasse envolvendo a responsabilidade pela obra, máquinas e operários da Prefeitura já trabalham na rua Laura Soares Carneiro, no bairro Buritis, região Oeste da Capital. As equipes irão estabilizar o terreno, onde um prédio desabou e outro foi demolido no início deste ano. Ontem, as retroescavadeiras recolhiam os destroços das duas edificações. Parte do tráfego na avenida Protásio de Oliveira Penna, aos fundos do lote, precisou ser interditado, por medida de segurança.

Rotina de acidentes

Breves

Carro capota em ladeira na Zona Sul

METRO BH

ACIDENTE. Um motorista

Cotações

Motoristas enfrentaram oito quilômetros de congestionamento no sentido Rio EUGÊNIO MORAES/HOJE EM DIA/FOLHAPRESS

Dólar

Euro

- 0,19% (R$ 2,03)

+ 0,02% (R$ 2,61)

Bovespa

Selic (7,5%) Salário mínimo (R$ 622)

- 0,39% (60.239 pts)

Mais uma vez, batida trava Anel Uma batida entre uma carreta e um carro complicou a vida do motorista que passou pelo Anel Rodoviário, no bairro Betânia, Oeste da capital, na manhã de ontem. O acidente causou congestionamento no sentido Rio. Durante a noite, uma carreta desgovernada atingiu mais de 20 veículos. Ninguém ficou ferido gravemente. FALE COM A REDAÇÃO

leitor.bh@metrojornal.com.br 031/3349-5342 COMERCIAL: 031/3349-5307

O jornal Metro circula em 22 países e tem alcance diário superior a 20 milhões de leitores. No Brasil, é uma joint venture do Grupo Bandeirantes de Comunicação e da Metro Internacional. É publicado e distribuído gratuitamente de segunda a sexta em São Paulo, Brasília, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Curitiba, Porto Alegre, ABC, Santos e Campinas, somando mais de 480 mil exemplares diários.

passou por um grande susto ontem, na Zona Sul de BH. Ele descia a rua Abre Campo, no bairro Santo Antônio, quando perdeu o controle da direção e capotou. O veículo só conseguiu parar próximo à esquina da avenida Prudente de Morais, onde operários trabalhavam em uma obra. Segundo o Corpo de Bombeiros, o condutor sofreu diversos cortes e crises convulsivas. Nenhum pedestre foi atingido. A assessoria do Hos-

EXPEDIENTE Metro Brasil. Presidente: Cláudio Costa Bianchini. Diretor de Redação: Fábio Cunha. Diretor Comercial e Marketing: Carlos Eduardo Scappini. Diretora Financeira: Sara Velloso. Diretor de Operações: Luís Henrique Correa. Editor de Arte: Vitor Iwasso. Coordenador de Redação: Irineu Masiero. Gerente Executivo: Ricardo Adamo. Metro Belo Horizonte. Gerente Executivo: Pedro Lara Resende. Editor Executivo: Juvercy Júnior (MTB 12.331/MG). Editor de Arte: Cláudio Machado. Grupo Bandeirantes de Comunicação Minas. Diretor de Jornalismo: Teodomiro Braga. Diretor Geral: José Saad Duailibi.

Segundo a ordem emitida pela Prefeitura, a empresa responsável terá até quatro meses para finalizar o serviço, a um custo de R$ 5,6 milhões. A reparação do local deveria ter sido providenciada há mais de um mês pela Podium Engenharia, conforme determinado pelo Tribunal de Justiça de Minas Gerais. A construtora ainda recorre da decisão e afirma que tem em mãos um laudo técnico que aponta um vazamento da rede de água como responsável pelos incidentes. METRO BH pital João XXIII, onde ele foi internado, informou que a vítima foi liberada no fim da tarde. METRO BH

Operário sofre acidente em

canteiro de obra VERGALHÃO. Um homem

de 31 anos sofreu um grave acidente, no fim da manhã de ontem, quando trabalhava em uma construção no bairro Santo Agostinho, região CentroSul da capital. Segundo os bombeiros, ele caiu de uma altura de quatro metros sobre um vergalhão, que perfurou a perna da vítima. Conforme a empresa responsável pela obra, o operário utilizava equipamentos de segurança. METRO BH

Editado e distribuído por SP Publimetro S/A. Endereço: avenida Raja Gabáglia, 2221, São Bento, CEP: 30350-453, Belo Horizonte, MG. Tel.: 031/3349-5307. O jornal Metro é impresso na CGB Artes Gráficas. A tiragem e distribuição desta edição de 40.000 exemplares são auditadas pela BDO.


belo horizonte

www.readmetro.com SEXTA-FEIRA, 28 DE SETEMBRO DE 2012

03

Candidatos discutem sobre obras na capital Meta é que Lagoa da Pampulha esteja apta aos passeios de barco até 2014 GUSTAVO ANDRADE/METRO BH

Burocracia dificulta despoluição da Lagoa Financiamento milionário do BID está travado e deve ser liberado apenas em meados de 2013 PBH pode bancar início das obras para não ter atraso O financiamento para realizar o desassoreamento da Lagoa da Pampulha continua sendo uma pedra no sapato para a tão sonhada limpeza do cartão-postal de Belo Horizonte. Ao todo, serão investidos R$ 140 milhões no trabalho, R$ 100 milhões deles no desassoreamento do leito, e o res-

tante, no tratamento da água. Esse dinheiro só deve chegar à capital em meados do ano que vem. O empréstimo do BID, instituição que vai financiar parte da limpeza, ainda espera por autorização. A previsão é que chege aos cofres do município em junho de 2013. “Se for preciso, vamos

dar início às obras com recursos próprios. Também já estamos tratando outra linha de financiamento, com o Banco do Brasil”, declarou o prefeito Marcio Lacerda. A Copasa já iniciou a implantação de redes de esgoto nas casas de Contagem e Belo Horizonte que ainda lançam esgoto clandestino

nos ribeirões que desaguam na Lagoa da Pampulha. São 37 obras com previsão de gastos de R$ 120 milhões e que deverão ser concluídas em julho do ano que vem. A meta é fazer da Lagoa da Pampulha um local habilitado para a realização de esportes náuticos até 2014.

Os principais candidatos à Prefeitura de Belo Horizonte voltaram a destacar, ontem, as obras que pretendem realizar se eleitos. Em caminhada pelo Barreiro, Patrus Ananias (PT) criticou as obras do Hospital Metropolitano, que deveriam ser concluídas neste ano, mas serão entregues no fim de 2013 após terem sido abandonadas pela construtora que venceu a licitação. Ele disse ainda que vai construir três novos centros de saúde por meio do Orçamento Participativo. Já o candidato à reeleição Marcio Lacerda (PSB) fez ca-

Datafolha: diferença cai

para 13 pontos Pesquisa Datafolha divulgada ontem mostra que Marcio Lacerda (PSB) caiu de 49% para 45% das intenções de voto, enquanto seu principal adversário, Patrus Ananias (PT), subiu de 31% para 32% na prefe-

minhada pelo bairro São Gabriel, na região Nordeste, e destacou as ações que estão sendo implantadas no local. Ele prometeu viabilizar a construção do novo Terminal Rodoviário e da estação BRT da av. Cristiano Machado. Ele também prometeu uma nova UPA (Unidade de ProntoAtendimento na Via 240. Tadeu Martins (PPL) visitou os bairros Lindeia e Santa Tereza, e Maria da Consolação (PSOL) fez panfletagem pelo bairro Coração Eucarístico. Os demais candidatos não divulgaram suas agendas. rência do eleitorado. A margem de erro é de 3 pontos percentuais para mais ou para menos. Vanessa Portugal (PSTU) aparece com 3%. Maria da Consolação (PSOL) e Tadeu Martins (PPL) têm 1% cada, e Alfredo Flister (PHS) e Pepê (PCO) não pontuaram. METRO BH


www.readmetro.com

04

SEXTA-FEIRA, 28 DE SETEMBRO DE 2012

47% das crianças de 6 a 9 anos ‘surfam’ na web

Entre os jovens de 10 a 18 anos, 75% usam internet Um terço dos pais não observa sites em que os filhos navegam Principal objetivo é estudar, diz pesquisa As crianças brasileiras estão cada vez mais conectadas à internet e a dispositivos digitais. Pesquisa divulgada ontem pela Fundação Telefônica Vivo, em parceria com o Ibope, mostra que quase metade (47%) das crianças entre 6 e 9 anos do país jánavegam na web. Entre os mais velhos - de 10 e 18 anos - a parcela é ainda maior: 75%. De acordo com o levanta-

mento, as crianças usam a internet, principalmente, para estudar e realizar tarefas escolares: 38,3% dizem usar para essa finalidade. Em segundo lugar aparecem atividades de entretenimento, como jogos, músicas, vídeos, fotos e apresentações, com 35,1% de participação. A navegação em páginas da web fica em terceiro lugar, com 33,2%. As meninas usam a in-

ternet com finalidades educativas em nível muito maior do que os meninos (44,6% ante 31,5%). Um dado preocupante do levantamento é que um terço (32%) dos pais não acompanha os sites que seus filhos estão navegando. A pesquisa ouviu 4.219 crianças e jovens. MARCIO ALVES METRO SÃO PAULO

STOCKXCHNG

Para que as crianças usam? (em %)

Uso da internet

Estudar e fazer tarefas escolares

38,3 Compartilhar fotos, músicas e vídeos

35,1 Surfar em páginas

33,2 Usar redes sociais

31,4

Costumam

usar ?

47% Crianças entre 6 e 9 anos

75% Jovens entre 10 e 18 anos

Bate-papo

21 Ver e-mail

11,2

Convênio no país pode ser obrigado a explicar recusa Operadoras de saúde que recusarem autorização para a realização de procedimentos médicos podem ter de justificar o motivo da negativa por escrito, caso o paciente solicite. Se não explicarem o motivo em 48 horas, podem ser multadas em R$ 30 mil. A exigência está prevista em proposta da ANS (Agência Nacional de Saúde Suplementar), que começou a ser discutida ontem em consulta pública, no site do órgão (http://www.ans.gov.br/).. A resposta deverá ser enviada por correspondência ou e-mail. O motivo da negativa deverá indicar a cláu-

sula contratual ou o dispositivo legal que a justifique. Nos casos de urgência e emergência, a comunicação deverá ser imediata. Segundo a ANS, o objetivo da medida é regulamentar a prestação de informação aos beneficiários dos planos. “Quando um beneficiário faz uma solicitação, a operadora tem prazos máximos para liberar ou negar aquele pedido”, disse o diretor presidente da ANS, Mauricio Ceschin. Por causa da não prestação de serviço por alguns planos de saúde, a ANS suspendeu em julho deste ano

a comercialização de 268 planos de saúde de 37 operadoras por não terem cumprido os prazos mínimos de atendimento. A consulta pública encerra em 26 de outubro. Procurada, a FenaSaúde, que representa as 15 maiores operadoras do país, diz apoiar medidas que tragam transparência ao segurado. mas ressalta que a norma deve ser flexível “para que as operadoras possam, em casos específicos e procedimentos eletivos, avaliar com mais profundidade a indicação médica.” METRO


especial

06

www.readmetro.com SEXTA-FEIRA, 28 DE SETEMBRO DE 2012

JORGE ARAÚJO/FOLHAPRESS

EDER CHIODETTO/FOLHAPRESS

+

No dia 18 de setembro de 1992, os jovens caras-pintadas foram às ruas exigir a saída do então presidente

24 de maio Pedro Collor, irmão do expresidente, detalha à “Veja” o esquema de PC Farias para arrecadar recursos para a campanha de Collor. 26 de maio Collor rebate, em rede nacional, as acusações e nega ligação com PC.

Em 1989, o Brasil da redemocratização tateava em busca de um novo caminho, experimentando os limites da liberdade redescoberta apenas quatro anos antes. A primeira eleição presidencial depois de 25 anos de ditadura militar serviria como teste para o país em transformação. Logo surgiu naquele cenário eleitoral um personagem improvável: o jovem governador de Alagoas, Fernando Collor de Mello, à época com seus 40 anos. Com seus “dois éles” em verde e amarelo, vendia a imagem da renovação, da juventude e do implacável “caçador de marajás”. Depois de renhida disputa com o petista Luiz Inácio Lula da Silva, Collor conquistou 35 milhões de votos e se tornou o primeiro presidente eleito diretamente desde o fim do regime instalado em 1964. Rapidamente, porém, o encantamento de boa parte da população cedeu lugar à decepção. O primeiro passo em falso veio com o confisco da poupança, anunciado as-

1o de junho Aberta CPI mista para apurar as denúncias. 28 de junho “IstoÉ” publica entrevista com Eriberto França, motorista do Planalto, que denuncia esquema de contasfantasma. 3 de agosto Collor pede ao povo que saia às ruas com as cores da bandeira nacional. Multidão sai, de preto. 23 de agosto Relator da CPI, Amir Lando (PMDB), entrega relatório favorável ao afastamento. 22 de setembro Collor apresenta sua defesa à Câmara. 29 de setembro Deputados aprovam, por 441 votos a favor, 38 contra e 1 abstenção, o processo de impeachment. 1o de outubro Pedido de afastamento chega ao Senado.

FOTOS EDER CHIODETTO/FOLHAPRESS E ANDRÉ PORTO/METRO

2 de outubro Collor é afastado. O vice, Itamar Franco, assume.

29 de dezembro Collor apresenta pedido de renúncia, em uma manobra para evitar a cassação e manter seus direitos políticos. Senado ignora e, por 6 votos a 3, cassa o mandato. O ex-presidente ficaria oito anos fora da política.

Em 2 de outubro, Fernando Collor deixou o cargo para responder ao processo

Do impeachment ao mensalão

Naquele 1992

12 de novembro Procurador-geral da República, Aristides Junqueira, denuncia Collor pelos crimes de corrupção passiva e formação de quadrilha.

No dia 29 do mesmo mês, o Congresso se reuniu e aprovou a abertura do processo de impeachment

LULA MARQUES/FOLHAPRESS

A retirada democrática de Fernando Collor de Mello da Presidência da República, há 20 anos, acenava com mudanças nas esferas ética e política do Brasil Hoje, mesmo com avanços, como a Lei da Ficha Limpa, o país ainda amarga uma enxurrada de denúncias, CPIs, processos e acusações contra políticos de todos os lados sim que o novo governo se instalou. O ato, que contrariou uma promessa explícita de campanha, deixou a população perplexa. Dali em diante, avolumou-se o processo de corrosão da confiança no novo governo, que culminaria com seguidas revelações sobre negociatas ocorridas nos bastidores da chamada “República de Alagoas”. Em dois anos, Collor se viu envolvido em um escândalo de corrupção até então inaudito. Em 29 de setembro de 1992, Fernando Collor veria o Congresso aprovar por 441 votos a abertura do processo que o afastaria por 120 dias do cargo e acabaria por expulsá-lo da Presidência da

60 segundos

República. Motivo: ter contas pessoais pagas com dinheiro público. O vice-presidente, Itamar Franco, assumiu em seu lugar e concluiu o mandato até 1994. A ironia era que o então presidente gabava-se de liderar um governo que se propunha a combater a hiperinflação, diminuir o tamanho do Estado e acabar com os supersalários dos servidores públicos – uma tese moralizante que havia acertado o coração dos brasileiros. O impeachment, acreditava-se à época, serviria como exemplo para o futuro, capaz de mudar a postura e os rumos da política brasileira. O tempo diria que, por mais avanços que se tenha

obtido, ainda há o que fazer. Passados 20 anos e quatro presidentes, a sensação é de que antigos hábitos seguem enraizados no meio político. O cheque usado para a compra de um Fiat Elba que acabaria sendo usado como prova do envolvimento de Collor nas irregularidades deu lugar a inovadoras fórmulas de atentados aos interesses públicos. Ao longo de duas décadas, em vez de diminuírem, as denúncias de corrupção se perpetuaram. Desvio de dinheiro da saúde, fraude na compra de ambulâncias, superfaturamento de contratos públicos, a troca de favores políticos, os “mensalões”. Dos 37 réus que estão sendo

Cecília Lotufo, hoje com 37 anos, ficou conhecida como a musa dos caras-pintadas. Casada e mãe de dois filhos, é dona de uma pizzaria na Vila Madalena, em São Paulo. Aos 17, era aluna do colégio Oswald de Andrade e conta como foi pintar a cara contra Collor. Como chegou à passeata da Paulista em 1992?

Cecília Lotufo na rua em 1992 e hoje em sua pizzaria em São Paulo

A MUSA AGORA FAZ PIZZA

Um dia antes, conversei com o diretor do Oswald e perguntei se a escola apoiava a ida dos alunos. Ele disse que sim. Fui de sala em sala convocando os alunos. No dia 11, estávamos lá. E por que pintou a cara?

Foi um ato sem pensar. Peguei o batom e pintei

julgados pelo STF (Supremo Tribunal Federal) no mensalão do PT, 16 são políticos. Nem tudo, entretanto, são espinhos. Em iniciativa inédita, 1,3 milhão de brasileiros assinaram a proposta da Lei da Ficha Limpa, que acabou sendo aprovada para impedir que políticos condenados possam disputar cargos públicos. Mesmo com todos os danos gerados pelo trauma do governo Collor, o país pósimpeachment apresentou avanços. A abertura comercial iniciada na época mostrou-se fundamental no processo de crescimento do país. Também ficou claro que por mais poderoso que seja, nenhum presidente governa sem o Congresso. Cientes disso, Itamar Franco, Fernando Henrique, Lula e Dilma nunca tiveram menos de 10 partidos na base aliada. Hoje, contudo, o que se discute é justamente o preço dessas alianças. MARCELO FREITAS METRO BRASÍLIA

“Fora Collor”. No outro dia, eu estava em todos os jornais. E o ato foi adotado pelos estudantes. Qual sua atuação política hoje?

Sempre fui ligada à política, mas hoje de forma diferente. Eu acreditava que a saída do Collor seria a solução, mas não foi. Hoje, dirijo uma ONG voltada para o consumo consciente e uma ação de revitalização e preservação de praças. Ficou decepcionada com os políticos?

Sim. A corrupção é parte de todos os partidos, PT, PSDB, PMDB. Nenhum busca soluções reais para o país. Mas continuo votando. METRO


economia

Centro-sul tem gasolina até R$ 0,45 mais cara Belo-horizontino pode pagar até R$ 22 a mais por um tanque cheio O motorista que enche o tanque em Belo Horizonte deve ter atenção redobrada. Dependendo do posto que escolher, o condutor pode pagar até R$ 22 a mais por um tanque de 50 litros cheio. A região onde está o estabelecimento com os preços mais salgados é a Centro-Sul, enquanto é na Leste a gasolina mais barata. Segundo levantamento realizado nesta semana pelo Procon-MG, a gasolina mais cara da capital – R$ 2,99 o litro – é vendida no bairro Santa Lúcia. Logo em seguida, postos das regiões Centro-Sul, Leste, Venda Nova e Pampulha comercializam o combustível a R$ 2,89 por litro. Por outro lado, a gasolina mais barata, vendida a R$ 2,54 o litro, é encontra-

da no bairro Santa Efigência, na região hospitalar. O preço da gasolina pode variar bastante dentro de uma única região. No caso da Centro-Sul, é possível encontrar o litro do combustível a R$ 2,58, um dos preços mais baratos da capital, no bairro Barro Preto. As regiões Nordeste e Noroeste são as que apresentam menor variação – o litro da gasolina mais barata está a R$ 2,57 e da mais cara, a R$ 2,79, diz o Procon. Quem usa o etanol, também deve ficar atento. A variação chega a atingir 30% – o litro mais barato está R$ 1,83, no bairro Carlos Prates (Noroeste) e o mais caro, R$ 2,39, no bairro Santa Lúcia. METRO BH

Anatel quer plano de melhoria da TV paga Após punir as operadoras de celular com a suspenssão das vendas, a Anatel (Agência Nacional de Telecomunicação) cobra agora das empresas de TV por assinatura melhoria na qualidade dos serviços prestados. Representantes da GVT, Embratel, Net, Sky e Oi foram convocados para reunião ontem no órgão regulador, que deu um prazo de 30 dias para que as empresas apresentem um plano de ação. “Apesar de o setor estar crescendo na faixa de 30%, um nível chinês, as reclamações estão crescendo na faixa de 100%, o que é inaceitável para um crescimento de 30%”, justificou o superintendente de serviços de comunicação de massa da companhia, Marconi Maia. De acordo com dados da Anatel, o número de reclamações nesse setor pra-

ticamente dobrou no período de um ano. Em abril, último dado informado, foram 13.194 reclamações, ante 6.698 no mesmo mês de 2011. Entre as queixas mais frequentes estão os erros na cobrança e dificuldade de cancelar contratos. Por enquanto, não estão previstas punições para as operadoras de TV paga, como ocorreu com a telefonia móvel. Neste ano, as empresas de celular tiveram vendas suspensas por 11 dias por causa das falhas na prestação do serviço. Outras empresas que atuam no setor de TV por assinatura, como Telefonica/Abril e TVA Digital, entre outras, não foram chamadas para a reunião de ontem. A Anatel não descarta convocar também as duas TVs por assinatura da Vivo para discutir a qualidade dos serviços. METRO

www.readmetro.com

SEXTA-FEIRA, 28 DE SETEMBRO DE 2012

07

O combustível mais caro está no bairro Santa Lúcia TONINHO ALMADA/HOJE EM DIA/FUTURA PRESS


08

mundo POOL / REUTERS

Aviso de Manuel Valls foi feito durante a inauguração de uma mesquita

www.readmetro.com SEXTA-FEIRA, 28 DE SETEMBRO DE 2012

Fogo cruzado no palanque da ONU LUCAS JACKSON / REUTERS

As mazelas do conflito entre Israel e Palestina ficaram expostas no terceiro dia da Assembleia Geral Netanyahu cobrou firmeza contra o Irã

França vai expulsar estrangeiro que ameaçar segurança Em uma declaração considerada um tanto fora de lugar, o ministro do Interior da França, Manuel Valls, ameaçou expulsar do país os estrangeiros que se unirem aos protestos contra o filme anti-Islã e contra a publicação de caricaturas do profeta Maomé. O alerta foi feito durante a inauguração de uma mesquita na cidade de Estrasburgo, no leste da França. Valls disse que o “racismo e o fundamentalismo não fazem parte do Islã” e que os “pregadores do ódio” seriam

expulsos do país. A França é o país europeu com o maior número de muçulmanos: cerca de 4 milhões, muitos deles também estrangeiros. Durante a campanha presidencial, o atual mandatário, François Hollande, chegou a prometer que os estrangeiros teriam direito a voto nas eleições locais, uma proposta bastante criticada. A mesquita inuagurada ontem tem capacidade para 1,5 mil pessoas e é a maior do país. METRO

Abbas criticou violência israelense contra palestinos LUCAS JACKSON / REUTERS

Premiê de Israel trouxe cartaz para falar da ameaça iraniana

Protagonistas de um dos conflitos mais difíceis do Oriente Médio, os governos de Israel e da Palestina discursaram ontem, no terceiro dia da Assembleia Geral da ONU (Organização das Nações Unidas), em Nova York. O premiê israelense, Benjamin Netanyahu, direcionou sua fala contra o Irã. Munido com um cartaz explicativo, ele tentou convencer os diplomatas presentes de que o prazo para negociações acabou. “Vocês acham que o programa nuclear do Irã pode ser controlado pela comunidade internacio-

nal?”, indagou. “O Irã já concluiu a primeira etapa para a construção da bomba e, no próximo verão, deve ter urânio o suficiente para terminar a última e terceira etapa.” Netanyahu não fez críticas diretas ao presidente Barack Obama, com quem mantém uma relação fria. “Agradeço os esforços de Obama em impor duras sanções. Mas chegou a hora de impor limites”, disse. ‘Limpeza étnica’ Antes de Netanyahu, falou o presidente da Autoridade Palestina, Mahmoud Abbas. Ele fez um ataque

duro à política de assentamentos de Israel e aos colonos judeus que usam a violência contra os palestinos. Abbas afirmou que o governo israelense tenta promover uma “limpeza étnica”. “Nós não queremos deslegitimar nenhum Estado, queremos o reconhecimento da Palestina”, assinalou. Abbas também pediu o reconhecimento de seu país como Estado não membro da ONU. No ano passado, ele tentou o status de Estado membro, mas esbarrou no veto do Conselho de Segurança. METRO COM AGÊNCIAS


10

2

cultura Sem Preconceito Um grande evento aberto ao público marca amanhã o Dia Nacional Sem Preconceito. Quem passar das 12h às 22h no UAI Centro (r. Saturnino de Brino, 17) poderá acompanhar shows gratuitos de Renato Vianna e Duelo de MCs, abertura do desfile “Miss Prostituta 2012”, apresentações de congado e debates sobre os direitos humanos. Info: 3271-2112. METRO BH

cultura

www.readmetro.com SEXTA-FEIRA, 28 DE SETEMBRO DE 2012

Fascínio pelo vocabulário

Bienal de Design

Espetáculo infantil ‘O Menino Que Vendia Palavras’, com Eduardo Moscovis, faz curta temporada na capital No infantil “O Menino que Vendia Palavras”, o ator Eduardo Moscovis embarca no vasto mundo das letras e seus significados. Culto e inteligente, seu personagem passa horas exercitando a leitura e domina o dicionário como ninguém. A facilidade e a proximidade com as letras chama a atenção de seu filho. Quando a criança e seus amigos querem saber o significado de alguma palavra desconhecida, correm para perguntar ao pai. Mas a curiosidade despertada pelas palavras chama a atenção do garoto: será que elas poderiam ser negociadas? A brincadeira de vender significados ganha proporção e eles criam uma fábrica de palavras.

JÉSUS VALLINAS/DIVULGAÇÃO

Diversidade brasileira na criação de automóveis GUSTAVO ANDRADE/METRO BH

Do protótipo à sua casa Moscovis domina o significado das palavras

Só que durante a diversão, um dos amiguinhos (também interpretado por Moscovis) tenta provocar o menino perguntando o significado de uma palavra muito difícil. O menino recorre, então, a seu pai, que,

surpreendentemente, não sabe responder. METRO BH No Teatro Sesiminas (r. Padre Marinho, 60 – Santa Efigênia). Amanhã, às 17h. Domingo, às 11h e 16h. De R$ 20 (meia) a R$ 40 (inteira).

São necessários anos de pesquisa até que um projeto automobilístico chegue, finalmente, às garagens de motoristas de todo o mundo. Para mostrar um pouco desse trabalho, a Casa Fiat de Cultura abre hoje a mostra “Design de Carros no Brasil – Rupturas e Inovações”, como parte das atividades da 4ª Bienal Brasileira de Design. Os visitantes poderão conhecer a história do design de carros, do primeiro modelo aos veículos produzidos por brasileiros. Há recursos multimídia, com vídeos e projeções, além da réplica de um escritório de design de carros real. Até 31/10 na Casa Fiat (r. Jornalista Djalma Andrade, 1250 – Belvedere). De terça a sexta, das 10h às 21h. Sábados, domingos e feriados, das 14h às 21h. Entrada franca.


12

www.readmetro.com

cultura

SEXTA-FEIRA, 28 DE SETEMBRO DE 2012

O Metro indica

Joseph Gordon-Levitt e Bruce Willis dividem a cena em “Looper”

NILSON VERSATTI/DIVULGAÇÃO

Futurismo noir

FOTOS: DIVULGAÇÃO

Infantil mistura fantasia, realidade, poesia e encantamento

Infantil “A Pequena Sereia”. No dia de seu aniversário, uma sereia ganha um presente: a permissão para deixar o oceano e se aventurar pela superfície. Lá, ela conhece e se apaixona por um príncipe. Para ajudar a conquistar o rapaz, a sereia procura a bruxa do mar e pede para ser transformada em humana. No palco, 20 atores dão vida aos personagens que se consagraram em diversas versões, como na famosa animação da Disney. No Teatro Izabela Hendrix (r. da Bahia, 2.020 – Lourdes). Amanhã e domingo, às 16h. De R$ 5 (meia) a R$ 10 (inteira). Festa Velha Guarda da Mangueira. O grupo de samba carioca é um dos convidados da 2ª Chopada do Olympico Club. No repertório, sambas de terreiro, clássicos de Carlos Cachaça, Cartola e Nelson Cavaquinho. A festa será open bar, com ingressos limitados. No Olympico Club (r. Professor Estevão Pinto, 735 – Serra). Amanhã, às 16h. De R$ 50 (sócio) a R$ 65 (não sócio).

‘Looper – Assassinos do Futuro’ mistura ficção científica com faroeste e policial Longa tem Bruce Willis como assassino que volta no tempo para ser morto por uma versão mais jovem de si, vivida por Joseph Gordon-Levitt A nova ficção científica de Rian Johnson abriu o Festival de Toronto, neste mês. “Looper – Assassinos do Futuro”, que estreia hoje no Brasil, tem como pano de fundo uma abordagem desconcertante para viagens ao passado e ao futuro. Segundo afirma o personagem de Joseph Gordon-Levitt, “viagens no tempo ainda não foram inventadas, mas serão.” Isso não quer dizer que o ator tenha embarcado de todo no conceito. “Meu personagem simplesmente não se importa em como isso tudo funcio-

na. É algo que existe no futuro e ele sabe que o trabalho dele é apenas o de aparecer na hora certa e puxar o gatilho”, diz o ator ao Metro. “E, na real, viagem no tempo não é o foco desse filme, é apenas o ponto de partida.” O longa, que mescla elementos de filme noir e de faroestes em um mundo futurístico, centra o foco no confronto entre o personagem de Gordon-Levitt, que tem a missão de assassinar uma versão mais velha dele mesmo, interpretada por Bruce Willis.

Será que foi difícil se acostumar com tanta mistura de gêneros? “Olha, não fiquei pensando: ‘Nessa parte do filme preciso agir como em filmes noir. Nessa outra, como fazem nas ficções científicas’”, afirma o ator. “Acho que o filme tem uma mistura bem única. É como uma sopa que Rian preparou. Tudo se trata de encontrar o tom certo para todo o filme”, conclui. O diretor (e também roteirista) Rian Johnson demorou dez anos para desenvolver o thriller. Segundo ele, um dos primei-

ros passos foi criar logo regras sólidas para direcionar as viagens no tempo. “As normas são coerentes e bem firmes. Pude me apoiar o tempo todo nelas para não me perder. Fazendo isso, tive que me conter para não criar uma grande cena só para explicar isso tudo. Seria bem prazeroso para o meu ego mostrar ao público quão esperto eu sou ao criar esse negócio”, diz ele, rindo. NED EHRBAR

METRO INTERNACIONAL

Shows do fim de semana MARIANA BELTRAME/DIVULGAÇÃO

DUDA LOPES/DIVULGAÇÃO

HAROLDO SABOIA/DIVULGAÇÃO

DARIO ZALIS/DIVULGAÇÃO

Tianastácia

Mundo Livre S/A

O Teatro Mágico

Zé Ramalho

A banda é uma das atrações da festa Camarim, que pela primeira vez será dedicada ao rock, e terá ainda Seu Madruga, Classic e Motoca. No Deputamadre (av. do Contorno, 2.028 – Floresta). Amanhã, às 23h. De R$ 100 (fem.) a R$ 140 (masc.).

Os pernambucanos prometem colocar os mineiros para dançar ao som do mangue beat, em noite que terá Zimun e DJ Deivid. No Granfinos (av. Brasil, 326 – Santa Efigênia). Hoje, às 22h. De R$ 20 (meia) a R$ 40 (inteira).

O grupo cria um picadeiro musical com toques de circo, poesia, literatura, política e cancioneiro popular. No Chevrolet Hall (av. Nossa Senhora do Carmo, 230 – Savassi). Hoje, às 22h. De R$ 40 (meia) a R$ 100 (inteira).

O cantor retorna à capital, acompanhado da Banda Z, para relembrar clássicos de seus 30 anos de carreira. No Chevrolet Hall (av. Nossa Senhora do Carmo, 230 – Savassi). Amanhã, às 23h. De R$ 35 (meia) a R$ 90 (inteira).


14

www.readmetro.com

variedades

SEXTA-FEIRA, 28 DE SETEMBRO DE 2012

Os invasores ABC DIGIPRESS

Receita Minuto

Leitor fala Bom sinal dos tempos

DANIEL BORK

ORANGE COFFEE

É

uma bebida deliciosa e bem refrescante, e, na verdade, é bem mais que isso: é um drink sem álcool, mas com muito sabor adquirido da emulsão do café com a laranja. Experimente: é bem fácil e rápido de fazer !

Cruzadas

A frente fria que chegou a BH trouxe junto ventos fortes, como ocorre anualmente no mês de setembro. Com os ventos, a cidade fica com um ar mais limpo e agradável. Nos últimos 2 anos, da janela da minha casa, tenho observado que aquela revolução no ar não faz mais voar as sacolinhas de supermercado que ficavam abandonadas pelas ruas e lotes vagos. Assim como aparecem pouco nas enxurradas do verão. A educação do povo está ignorando a discussão sobre a legalidade ou não da proibição da venda das “famigeradas” no comércio. Passamos a valorizar e racionalizar seu uso. Bom sinal dos tempos! Wilson Luiz – Belo Horizonte, MG

Cidade melhor Nestas eleições, os políticos não estão quebrando as regras e a cidade está menos suja. Luciano Castro – Belo Horizonte, MG

Correção O percentual de gestantes adolescentes em BH é de 11% do total, e não 1%, como publicado na edição de ontem.

Pergunta Ontem foi o Dia Nacional de Doação de Órgãos. Você aceitaria doar órgãos de um familiar?

Sudoku

Ingredientes 1 xícara (chá) de café forte

@glauberadriano: Sim. Faço parte do cihdott e acho o ato muito correto.

1 copo americano de suco de laranja

@manuvimieiro: Sim, se for vontade e autorizado por ela em vida. Eu tenho vontade e autorizo.

2 colheres (sopa) creme de leite

@carlaobarbeiro: Doar órgãos é salvar vidas. Quero que os meus órgãos sejam doados.

Açúcar a gosto

Modo de preparo

Web Para falar com a redação: leitor.bh@metrojornal.com.br Participe também no Facebook: www.facebook.com/metrojornal

Bata todos os ingredientes no liquidificador por 1 minuto. Sirva gelado.

Horóscopo

Siga o Metro no Twitter: @jornal_metrobh

www.estrelaguia.com.br

Está escrito nas estrelas

Áries (21/3 a 20/4) O dia pode estar exigindo mais recursos pessoais do que você dispõe para que você possa se virar com os novos compromissos assumidos. Faça as contas direito. Touro (21/4 a 20/5) Menos preocupações e mais tempo para se divertir e esvaziar a sua cabeça, aproveite para organizar a sua agenda e se preparar melhor para os próximos dias. Gêmeos (21/5 a 20/6) Bom momento para curtir um pouco mais a vida, porém a tendência é a de acabar exagerando na diversão e gastar muito mais do que o seu bolso pode dar conta. Câncer (21/6 a 22/7) Procure gastar menos dinheiro do que você ganha. Tente se divertir com programas mais baratos ou atividades que sejam mais acessíveis para o seu bolso.

Leão (23/7 a 22/8) Sinal de alerta para certas situações que estão se aproximando e poderão lhe prejudicar severamente. Tente antecipar as dificuldades para poder se proteger. Virgem (23/8 a 22/9) Depois de muita agitação e de enfrentar problemas quase que insolúveis, tire um tempo para se divertir e sair da rotina das incomodações e desgastes da vida. Libra (23/9 a 22/10) Esqueça dos seus inimigos, dê um pouco de folga e paz a eles e a si mesmo. Procure utilizar o seu tempo de uma forma mais produtiva e descontraída. Escorpião (23/10 a 21/11) Calmaria antes da tempestade, tome cuidado com os detalhes e planeje bem as suas estratégias pois os seus adversários estão se preparando para enfrentá-lo.

Sagitário (22/11 a 21/12) Evite dar muita importância para os problemas dos outros, você precisa de um tempo para descansar e se recompor antes que o estresse lhe traga melancolia. Capricórnio (22/12 a 20/1) Falta de equilíbrio, as disputas e confusões dos últimos dias podem deixar você um pouco fora do seu normal. Tente relaxar e colocar as coisas no lugar. Aquário (21/1 a 19/2) Parado para lidar com assuntos domésticos, não adianta querer se dedicar a outras coisas sem antes restruturar as suas bases. Dê mais atenção aos familiares. Peixes (20/2 a 20/3) Capacidade de pacificar as pessoas, mas isso pode acabar não perdurando. Certifique-se que você deixou a coisas claras e colocou um ponto final na estória.


cultura

www.readmetro.com

15

SEXTA-FEIRA, 28 DE SETEMBRO DE 2012

Batalha de belas Candidatas de todo o país disputam o título de Miss Brasil amanhã em Fortaleza Vencedora vai ao Miss Universo Vote na sua favorita

Há duas semanas, 27 belas mulheres se dividem, em FortaleMISS MINAS za, entre GERAIS provas de vestido, viTHIESSA sitas a SICKERT ONGs, pas19 ANOS seios na praia e eventos sociais. Parece lazer, mas, para elas, tudo é trabalho. O objetivo? Ser eleita Miss Brasil 2012. A escolha, que acontece amanhã, terá transmissão

ao vivo pela Band, a partir das 22h15, diretamente da capital cearense. A 58a edição do concurso, no entanto, já está em andamento. Apesar de a próxima representante brasileira no Miss Universo ser apontada apenas na cerimônia, as meninas – vindas cada uma de um Estado brasileiro e do Distrito Federal –, vêm sendo acompanhadas dia e noite por júri técnico, responsável por pinçar as 9 primeiras finalistas. A décima será eleita pelo público por meio do site band.com.br/miss. Durante a festa, as candi-

datas vão dançar números criados por Michael Schwandt, coreógrafo do Miss Universo, e desfilar em cinco trajes: típico, casual, biquíni, maiô e gala – este criado pelo estilista mineiro Alexandre Dutra. A apresentadora da Band Adriane Galisteu e o ator Sérgio Marone comandam a noite, que terá performance de Gaby Amarantos. A eleita participa do Miss Universo, em 19 de dezembro, em Las Vegas. AMANDA QUEIRÓS METRO SÃO PAULO

Prêmios muito além da coroa A primeira colocada no concurso não recebe apenas a coroa de brilhantes confeccionada por Pedro Muraro. Além de representar o país

no Miss Universo 2012, ela leva um carro zero. As outras duas finalistas não saem de mãos abanando: a segunda colocada ganha

uma viagem para Cancun, no México, enquanto que a terceira pode curtir uma cidade do Nordeste com todas as despesas pagas. METRO

jovens estão 27 atrás da coroa. A eleita irá ao Miss Universo, em 19 de dezembro, em Las Vegas (EUA). AMANHÃ

Band vai exibir pela TV e site Assim como no ano passado, a Band transmite com exclusividade todos os detalhes do Miss Brasil, amanhã, a partir das 22h15. Outra opção para não perder nada é o band.com.br, único portal da internet no qual será possível acompanhar, ao vivo, a disputa. METRO

Eleita Miss Brasil 2011, a gaúcha Priscila Machado entrega a faixa amanhã ALMEIDA ROCHA/FOLHAPRESS


16

esporte

www.readmetro.com SEXTA-FEIRA, 28 DE SETEMBRO DE 2012

WASHINGTON ALVES/VIPCOMM

3

esporte

STJD analisa vídeo; ‘gancho’ para Réver será de até 12 jogos A polêmica sobre a expulsão do zagueiro atleticano Réver diante do Flamengo ainda deve render muito. O defensor, que levou o cartão vermelho após agressão em Cáceres no jogo de anteontem, alegou que também havia sido atingido pelo adversário, momentos antes. Esse será o argumento da defesa do jogador para tentar aliviar a punição do STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva), que pode che-

gar a 12 jogos de suspensão. Réver já é desfalque certo contra a Portuguesa. Imagem exclusiva da TV Band Minas mostra que o zagueiro realmente foi atingido com um soco. O vídeo será analisado pelo procurador do STJD Paulo Schmitt, que já solicitou as imagens. Ele adiantou, porém, que a confirmação não muda a situação de Réver, mas, sim, a de Cáceres, que também pode ser punido. METRO BH REPRODUÇÃO TV BAND MINAS

27ª rodada SÁBADO (29/9) Vasco x Figueirense Cruzeiro x Internacional Portuguesa x Atlético Náutico x Atlético-GO Palmeiras x Ponte DOMINGO (30/9) Flamengo x Fluminense Corinthians x Sport Coritiba x São Paulo Bahia x Botafogo Grêmio x Santos

Vídeo da TV Band mostra lance antes da agressão

Breves

Coelho espera por reforços RECUPERAÇÃO. O goleiro

Borges (ao centro) treina isolado na frente

Roth arma Cruzeiro com um só atacante e testa novidades Seja pelos desfalques ou por opção tática, o técnico Celso Roth experimentou uma escalação com apenas um jogador no ataque celeste, ontem, em treino de preparação para a partida contra o Internacional, amanhã, às 18h, em Varginha. A equipe treinou no esquema 4-5-1, com Borges isolado no ataque e, eventualmente, o meia Montillo se aproximando mais do camisa 9. Outras novidades que

podem pintar na Raposa são a volta do lateral Ceará, que se recupera de lesão, e as entradas de Diego Arias ou Anselmo Ramon, que particparam do treino entrando nos lugares de Diego Renan e Souza. Wellington Paulista e Charles não foram oficialmente vetados, mas ainda estão aos cuidados do departamento médico. Wallyson, machucado, está fora da partida. METRO BH

Neneca, que volta de suspensão, e o volante Leandro Ferreira, afastado após uma pancada no olho, serão os reforços do América para o jogo com o Atlético-PR no próximo sábado, dia 6/10. Ferreira será examinado hoje e deve ser liberado para treinar na próxima semana. METRO BH

Copa definida no Mineirão AGENDA. Foram definidos

os horários dos jogos da Copa de 2014. No Mineirão, as partidas serão às 13h (de Brasília) nos dias 14, 17, 21 e 24 de junho. Já a semifinal, marcada para 8 de julho, será às 17h e pode marcar a passagem da Seleção Brasileira por BH. Mais em http:// pt.fifa.com. METRO BH


18

esporte

www.readmetro.com SEXTA-FEIRA, 28 DE SETEMBRO DE 2012

Kaká está de volta Jogador não atua pela Seleção há dois anos RODOLFO BUHRER/LA IMAGEM/FOTOARENA

Meia é convocado para amistosos contra Iraque e Japão Goleiro Victor, do Atlético, também ganha nova chance Reserva no Real Madrid e fora da Seleção desde a eliminação para a Holanda na Copa do Mundo de 2010, o meia Kaká foi a surpresa da convocação anunciada ontem pelo técnico Mano Menezes para os amistosos contra Iraque e Japão, nos dias 11 e 16 de outubro. Ele já havia sido chamado por Mano – em novembro de 2011, para jogos contra Egito e Gabão – mas foi cortado por lesão. “A gente vem acompanhando o trabalho dele. Não é um trabalho de campo, já que não tem sido titular, mas sabemos que está treinando bem e com dedicação”, disse Mano. A lista tem outras novidades, como o goleiro Victor, do Atlético, que ganha nova oportunidade com o treinador – o arqueiro deve desfalcar o Galo contra Inter e Sport pelo Brasileirão. O zagueiro Leandro Castán (exCorinthians e Atlético), da Roma, foi chamado pela primeira vez, e o meia Thiago Neves, do Fluminense, segue na equipe após o Superclássico das Américas. Mano disse que chamou só um atleta de cada time nacional “para não prejudicar” no Brasileirão. METRO

A lista do Mano GOLEIROS

ZAGUEIROS

Diego Alves Valencia

Jefferson

Thiago Silva

Leandro Castán

PSG

Roma

Dedé

David Luiz

Botafogo

Vasco

Victor

Atlético-MG

Chelsea

LATERAIS

Daniel Alves

Barcelona

Marcelo

Real Madrid

Alex Sandro

Adriano Barcelona

Porto

VOLANTES

Sandro

Paulinho

Fernando

Giuliano

Lucas

Oscar

Ramires

Thiago Neves

Kaká

Leandro Damião

Hulk

Tonttenham

Corinthians

Grêmio

MEIAS

Dnipro

Chelsea

São Paulo

Fluminense

Chelsea

Real Madrid

ATACANTES

Neymar Santos

Internacional

Zenit


20

+

especial

1 ano

www.readmetro.com SEXTA-FEIRA, 28 DE SETEMBRO DE 2012

Metro completa um ano nas

ruas de BH Metro comemora hoje seu primeiro aniversário na cidade Com informação gratuita e de qualidade, jornal chega à edição 249 e já faz parte da rotina dos belo-horizontinos

O

Metro BH comemora hoje um ano de circulação nas ruas da capital. Todos os dias, 55 promotores posicionados em 30 pontos distribuem 40 mil exemplares do jornal, que oferece conteúdo objetivo com apresentação gráfica diferenciada, de graça. “O Metro é um jornal de sucesso por sua qualidade editorial, levando ao leitor assuntos que mais lhes interessam. O jornal foi muito bem aceito pela população e está de parabéns”, destaca Teodomiro Braga, diretor de jornalismo do Grupo Bandeirantes de Comunicação em Minas. O belo-horizontino já se acostumou a pegar seu exemplar do Metro logo pela manhã para se manter bem informado. A equipe de jornalismo local é formada por profissionais que atuam na cobertura dos principais fatos políticos, econômicos, culturais e esportivos de relevância na cidade. “Com muita satisfação acompanhamos o primeiro ano de circulação do Metro Belo Horizonte. O mercado mineiro investiu no potencial e criatividade desse novo formato de mídia, proporcionando a BH a mesma qualidade editorial percebida por nossos 20 milhões de leitores nas principais metrópoles do mundo”, afirma Cláudio Bianchini, presidente do Metro Brasil, uma parceria entre o Grupo Bandeirantes e o Metro Internacional. Só no Brasil, são quase 500 mil exemplares distribuídos nas ruas de cinco Estados brasileiros e do Distrito Federal.

Com o Metro, leitores se mantêm informados logo pela manhã no caminho da escola ou do trabalho GUSTAVO ANDRADE/METRO BH

O mercado publicitário lê, aprova e recomenda o Metro:

"O leitor assimilou bem o conceito e o estilo do Metro. É uma publicação que complementa o dia do belo-horizontino, que pega o jornal logo cedo perto de sua casa ou na chegada ao escritório. Do ponto de vista de mídia, o jornal está bem comercializado. Isso prova que o resultado está sendo muito bom." JOSÉ LUIZ DA SILVA, SÓCIO-DIRETOR NA POPULUS COMUNICAÇÃO E PRESIDENTE DA ASSOCIAÇÃO MINEIRA DE PROPAGANDA

Foto que retrata as obras de reforma do Mineirão para a Copa, publicada na edição de 21 de outubro de 2011, foi selecionada para integrar o livro “O Melhor do Fotojornalismo Brasileiro – Edição 2012 ”, com as melhores imagens de fotojornalistas brasileiros

"Para o leitor, acesso diário, gratuitamente, à informação de qualidade, mais agradável de se ler e com conteúdo mais completo do que os concorrentes. Para o mercado, um veículo com credibilidade inquestionável, seja pelo seu histórico mundial, seja pela reunião de uma equipe de alto nível. E para o setor comercial, é um dos meios mais eficazes para a divulgação de qualquer produto ou serviço." VINICIUS ALZAMORA, SÓCIO NA TOM COMUNICAÇÃO

"Parabéns ao Metro, o maior jornal do mundo, pelo aniversário. Credibilidade e objetividade na informação fazem a diferença no dia a dia de todos os belo-horizontinos. E para o mercado publicitário, principalmente, constitui uma excelente e inovadora opção de mídia para os anunciantes do Estado."

HELVÉCIO FLORES, DIRETOR-COMERCIAL NA 18 COMUNICAÇÃO

ADOLPHO RESENDE NETTO, SÓCIO NA RC COMUNICAÇÃO E PRESIDENTE DO SINDICATO DAS AGÊNCIAS DE PROPAGANDA DE MINAS GERAIS

"’Eu já sabia’ – é assim que se diz quando temos a certeza de um projeto vencedor. E é com essa certeza que vejo o jornal Metro conquistar a cada dia a confiança, atenção e admiração dos leitores e anunciantes. Parabéns a toda equipe que vem fazendo deste veículo uma referência de informação e credibilidade."


20120928_br_metrobh