Page 1

O Jornal Metro é impresso em papel certificado FSC, garantia de manejo florestal responsável.

LUIZ GOMES/FOLHAPRESS

Meia Maratona do Rio

19 mil corredores participaram da prova {pág 15}

TONO NOVA GERAÇÃO

DA MPB TEM A MÚSICA NO DNA

{pág 11}

RIO DE JANEIRO

Segunda-feira, 20 de agosto de 2012

Edição nº 464, ano 2 Mín 15°C Máx 29°C

Segurança qualifica polícias para 2016

Só Love!

Investimento para grandes eventos inclui compra de material e capacitação de 12.600 policiais civis e militares Planejamento prevê realizar vários testes do modelo de segurança antes da Copa e da Olimpíada {pág 04} Eleições

Fiscalização para evitar tragédias Candidatos à prefeitura contam planos para monitorar prédios antigos e obras irregulares {pág 03}

RECICLE A INFORMAÇÃO: PASSE ESTE JORNAL PARA OUTRO LEITOR

O atacante rubro-negro comemora o único gol do clássico RUDY TRINDADE/FRAME/FOLHAPRESS

Fla vence Vasco e sobe na tabela

No clássico dos milhões, o time rubro-negro esteve mais organizado em campo e bateu o rival por 1 a 0, com gol solitário de Vagner Love. Com os três pontos, o time da Gávea subiu para a 9a posição na tabela. Já o Botafogo jogou bem contra o líder Atlético-MG, em Belo Horizonte, mas perdeu por 3 a 2 {págs 14 e 15}

Da sacada, o apelo de Assange Ele pediu que os EUA parem de perseguir o WikiLeaks {pág 10}

Autoescolas terão que usar simuladores Em fase de homologação, aparelho parecido com videogame será obrigatório a partir de 2013 {pág 08}

IPI reduzido só dura até semana que vem Sem prorrogação de tributo, lojas preveem aumento nas vendas de até 30% na reta final {pág 06}


02

1 foco

Bandeira olímpica levada ao Cristo ALESSANDRO BUZAS/ FUTURA PRESS

Evento teve ato religioso

A bandeira olímpica foi levada ontem de manhã ao Cristo Redentor, na zona sul. Num dos mais importantes cartõespostais do Rio, que sediará a Olimpíada de 2016, foi realizada uma cerimônia religiosa. Estiveram presentes o prefeito Eduardo Paes, o presidente do Comitê Olímpico Brasileiro, Carlos Arthur Nuzman, e os atletas olímpicos Esquiva e Yamaguchi Falcão. O símbolo dos Jogos ficará exposto no Palácio da Cidade, em Botafogo, até o final do ano. METRO RIO

Polícia estoura bingo clandestino Após denúncia de moradores, policiais da Delegacia de Proteção ao Meio Ambiente (DPMA) conseguiram estourar um bingo clandestino na rua Nossa Senhora da Conceição, na comunidade Fernão Cardin, em Del Castilho, zona norte. No local, foram apreendidas 40 máquinas caça-níqueis. Não havia ninguém no estabelecimento durante a ação da polícia. METRO RIO

rio

www.readmetro.com

Pais de jovem morto querem processar o Estado

Depósito de carros da Polícia Civil pega fogo Um incêndio atingiu o depósito de carcaça de automóveis da Delegacia de Roubos e Furtos de Automóveis (DRFA), da Polícia Civil, em Irajá, zona norte, ontem pela manhã. Pelo menos 200 veículos foram atingidos, segundo o inspetor Paulo Roberto Calixto, administrador do local. Não houve feridos, de acordo com os bombeiros.

Uma testemunha informou que cinco jovens teriam ateado fogo numa vegetação perto da avenida Brasil e as chamas logo se alastraram até o depósito de carros. No local, há aproximadamente 31 mil carros acautelados, além de veículos da própria polícia. Um inquérito será aberto pela Polícia Civil apurar o caso. METRO RIO

Elizeu Santos Trigueiro da Silva, 15 anos, foi atingido durante ação do Bope em Benfica Enterro foi ontem

Granada é usada em assalto

Torcedor baleado em briga

Três homens armados - um deles com granada - assaltaram ontem, às 6h, o supermercado Princesa, na rua Senador Vergueiro, no Flamengo, zona sul. O gerente e 10 funcionários foram rendidos. O trio tentou abrir o cofre, mas não conseguiu. Então, agrediram o gerente e ameaçaram detonar a bomba. Eles levaram uma quantia não revelada e os pertences dos funcionários. O caso foi registrado na 12ª DP (Copacabana). METRO RIO

Um vascaíno morreu baleado durante briga de torcedores do Flamengo e do Vasco, ontem à tarde, em Tomás Coelho, zona norte. Segundo a Polícia Militar, 60 suspeitos foram detidos. A confusão começou quando um ônibus lotado de flamenguistas, vindo de Resende, sul fluminense, passou por um posto de gasolina onde estavam concentrados torcedores vascaínos. Após descerem do veículo, os grupos se enfrentaram. METRO RIO

Em clima de revolta, foi sepultado ontem, no Cemitério do Caju, zona portuária, o estudante Elizeu Santos Trigueiro, de 15 anos, que morreu na noite de sexta-feira durante uma operação do Batalhão de Operações Especiais (Bope) na Favela do Arará, em Benfica, zona norte. Os pais do adolescente disseram que vão entrar com uma ação contra o Estado. Além do jovem, que foi baleado na testa, no rosto e no peito, também morreram dois suspeitos de tráfico. “Foi uma covardia. Penso em processar o Estado. É

SEGUNDA-FEIRA, 20 DE AGOSTO DE 2012

42, diz que o jovem estava numa festa no prédio vizinho e, por volta de 23h, foi em casa buscar gelo. A mãe jogou as chaves pela janela e, ao se abaixar, ele foi baleado. “Vi meu filho sendo arrastado pelos pés e colocado no caveirão”, revelou Áurea. Dor e revolta no enterro SANDROVOX/ FOLHAPRESS

difícil, mas não é impossível”, declarou Áurea Cristina da Silva Santos, 41, mãe do estudante. Pai de Elizeu, o carregador de supermercado João Batista Trigueiro da Silva,

Cartas na mesa FERNANDO GABEIRA

RECADO AOS MANIFESTANTES Nos anos 60, era comum se manifestar no trecho da avenida Rio Branco, entre a Candelária e a Cinelândia. As pessoas que se apoiavam das janelas lançavam papel picado. Somente uma vez, alguém lançou uma velha máquina de escrever, assim mesmo visando à repressão policial. Vivíamos sob uma ditadura militar. Com a anistia e aparição de novas manifestações, dessa vez no contexto da abertura política, a preocupação principal era não promover distúrbio ou sujeira. Em alguns casos, como foi o da manifestação em Angra dos Reis, contra a usina nuclear, chegamos a varrer as ruas após o protesto. O cuidado em não atrapalhar a vida da cidade

Polícia recolhe armas Em nota, a Polícia Militar afirmou que o menor foi encontrado ferido numa das vielas da comunidade. As armas dos policiais que participaram da ação foram recolhidas para exame de confronto balístico. METRO RIO

durante a manifestação está se perdendo, na medida em que a própria política perde importância. Não há mais condições para se manifestar como no século XX. A indústria automobilística cresceu brutalmente e até o ano passado seu incremento era de 20 % ao ano. Cresceu também o número de habitantes e tornou-se muito mais complexa a mobilidade urbana. Nos últimos meses tenho batido nessa tecla. A Rio +20 motivou muitas manifestacões no Centro e, consequentemente, engarrafamentos. Na ponte Rio-Niterói uma simples operação padrão da Polícia Rodoviária comprometeu o trânsito nas duas cidades. E, por ultimo, o desfile de três mil vans deu outro nó num fluxo de veículos já complicado em dias comuns. É louvável se manifestar. Sem isso, fica mais fácil que nos imponham uma injustiça. No entanto, os últimos anos foram marcados por um eclipse da política e uma concentração quase que exclusiva na melhoria de condições materiais. O próprio governo federal é um exemplo disso. Quando questionado sobre algum equívoco político responde: as condições materiais de vida melhoraram no país, isso é o que importa. No entanto, as pessoas precisam considerar a política no sentido mais amplo. É

impossível ganhar simpatia para uma causa bloqueando ruas, impedindo que as pessoas circulem de casa para o trabalho, se desloquem para um hospital quando necessário. No momento, há uma ilusão de que quanto mais tanstorno se produza, mais propaganda ganha a causa que defendemos. É verdade. Só que através do transtorno, a propaganda torna-se negativa. A conquista da simpatia do outro, a preocupação com seu bem estar são elementos fundamentais da política. Se a moda pega e a tática de manifestar deixa de ser uma forma de seduzir quem desconhece a causa defendida, teremos uma situação complicada. Nesse cenário, prevejo muitos distúrbios e poucas vitórias reais. E as vitórias são o que realmente interessa para quem luta por melhorias. Até com algumas bicicletas é possível paralisar o complexo e moroso tráfego urbano. Tornou-se mais fácil chamar a atenção. Mas chamar a atenção é apenas um lado do problema. O principal sempre foi e será convencer sobre a justiça de nossos anseios. Isso é mais difícil e obriga cada vez mais os líderes e manifestantes a acharem um caminho de protesto combatível com a metrópole brasileira.

Fernando Gabeira escreve neste espaço às segundas-feiras. E-mail: leitor.rj@metrojornal.com.br

FALE COM A REDAÇÃO

EXPEDIENTE

COMERCIAL: 021/2586-9570

Metro Brasil. Presidente: Cláudio Costa Bianchini. Diretor de Redação: Fábio Cunha. Diretor Comercial e Marketing: Carlos Eduardo Scappini. Diretora Financeira: Sara Velloso. Diretor de Operações: Luís Henrique Correa. Editor de Arte: Vitor Iwasso. Coordenador de Redação: Irineu Masiero. Gerente Executivo: Ricardo Adamo.

leitor.rj@metrojornal.com.br 021/2586-9565

O jornal Metro circula em 22 países e tem alcance diário superior a 20 milhões de leitores. No Brasil, é uma joint venture do Grupo Bandeirantes de Comunicação e da Metro Internacional. É publicado e distribuído gratuitamente de segunda a sexta em São Paulo, Brasília, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Curitiba, Porto Alegre, ABC, Santos e Campinas, somando mais de 480 mil exemplares diários.

Metro Rio de Janeiro. Editora Executiva: Ana Lúcia do Vale. (MTB: 18.892) Editora de Arte: Cláudia Lorena. Gerente Comercial: Janaína Orlani. Grupo Bandeirantes de Comunicação RJ. Diretor Geral: Daruiz Paranhos

Editado e distribuído por SP Publimetro S/A. Endereço: Rua Álvaro Ramos, 350, 4º andar, Botafogo, CEP 22280-110, Rio de Janeiro, RJ. Tel.: 021/2586-9570. O jornal Metro Rio é impresso pela Editora O Dia S.A. A tiragem e distribuição desta edição de 100.000 exemplares são auditadas pela BDO.


www.readmetro.com

eleições 2012

Prédios antigos ainda driblam a fiscalização Nos últimos meses, tornaramse comuns no Rio de Janeiro cenários de destruição ocasionados por problemas estruturais ou panes elétricas em edifícios. Para o presidente do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Rio de Janeiro (CREA-RJ), Agostinho Guerreiro, as tragédias não são frutos do acaso. O envelhecimento de grande parte dos edifícios e a falta de inspeção são os principais motivos das tragédias. “Com certeza, desmoronamentos e incêndios continuarão acontecendo. Grande parte das estruturas dos prédios é antiga. O poder público não vai realizar a prevenção, já que o trabalho é caro e precisa de muita gente”, constata o presidente do CREA-RJ. Guerreiro diz que existe um número considerável de prédios na cidade construídos há mais de 30 anos. A falta de supervisão da prefeitura também contribui para os acidentes. Somente no primeiro semestre deste ano, houve os desmoronamentos do imóvel do Cordão da Bola Preta, na esquina entre as ruas da Relação e do Lavradio, em maio, e do prédio Liberdade, e outros dois na

Estruturas deterioradas de edifícios do Rio podem gerar mais acidentes Prefeitura realiza vistorias e utiliza banco de informações para prevenir desastres BRUNA PRADO / METRO RIO

Ar-condicionado na mira Acidentes possivelmente ocasionados por problemas elétricos também têm sido frequentes no Rio. No último mês, as chamas no hospital universitário Pedro Ernesto, em Vila Isabel, e na residência do marchand Jean Boghici, em Copacabana, assustaram moradores das zonas norte e sul. Para Guerreirro, as tem-

peraturas altas da cidade, a umidade oriunda do mar e as obras irregulares são outros fatores que aumentam ainda mais os riscos. “O calor faz com que as pessoas utilizem mais o ar-condicionado e faz com que a sobrecarga seja ainda maior. Já a umidade acelera a corrosão de alicerces”, explica. Para a conservação de edificações, a Secretaria Municipal de Urbanismo (SMU) possui um pacote de medidas que conta com lei

QUAL É A SUA OPINIÃO? O Metro ouviu os principais candidatos à Prefeitura do Rio sobre como vão melhorar a fiscalização de prédios com risco de desabamento ou com obras irregulares.

Marcelo Freixo (PSOL) “Prédios abandonados não cumprem função social. Vamos implementar o IPTU progressivo, que aumenta o custo dos proprietários que deixam imóveis sem uso. No limite, poderemos até efetivar desapropriações. No caso de obras irregulares, o sistema 1746 será mais efetivo. E estamos analisando parceria com o CREA-RJ”.

Rodrigo Maia (DEM) “É preciso criar equipe permanente de arquitetos e engenheiros para fazer vistorias espontâneas e checar denúncias. As denúncias da própria população que está observando o risco tornam-se fundamentais nestes casos. As subprefeituras e administrações regionais vão colaborar decisivamente com as equipes de prevenção.”

Casarão do bloco Cordão da Bola Preta desabou em maio

av. Treze de Maio, em janeiro. Todos no Centro.

03

SEGUNDA-FEIRA, 20 DE AGOSTO DE 2012

de vistoria, que torna obrigatórias as inspeções. A prefeitura também trabalha na coleta, e armazena informações sobre os imóveis vistoriados pelos agentes da SMU no programa cadastro único. A iniciativa pretende analisar sinais iminentes de tragédias. A central de atendimento 1746 é o canal com a prefeitura para a denúncia de construções irregulares ou em má conservação.

Eduardo Paes (PMDB) “A cidade permaneceu anos abandonada, e nossa gestão retomou o combate à desordem. A Prefeitura trabalha com 3 vetores: ordenar o espaço público, revitalizar espaços degradados e garantir segurança. Até julho, demolimos 1,5 mil unidades sem licença. E oferecemos o 1746 para denúncia de ilegalidades, entre outras ações”.

METRO RIO DHAVID FORMANDO/ FUTURA PRESSA04-07-2012

Otávio Leite (PSDB) “Acredito na importância da fiscalização periódica dos edifícios, a começar pelos mais antigos. A inspeção prévia e regular dos imóveis vai verificar condições de segurança da estrutura, estabilidade e manutenção. Qualquer reforma ou alteração pode comprometer a segurança. Só a manutenção e fiscalização previnem uma tragédia”.

Lei propõe inspeção em prédios a cada 5 anos Um projeto de lei que tramita em Brasília quer obrigar a realização de análises estruturais em edifícios com mais de dez anos, no máximo, de cinco em cinco anos. O trabalho seria realizado por um profissional credenciado no CREA, contratado pelo proprietário e daria origem a um laudo que detalharia possíveis problemas. “A lei abrangeria todo o país e auxiliaria no trabalho de conscientização da população. Constatamos que o poder público não consegue resolver o caso. Com a medida, desastres como a queda do edifício Liberdade e dos outros dois prédios da avenida Treze de Maio seriam evi-

tadas”, destaca Agostinho Guerreiro. O projeto, que teria abrangência nacional, prevê ainda o pagamento de multa àqueles que não cumprirem as regras de vistoria. Para o especialista do CREA-RJ, a medida pode ter como parâmetro leis de trânsito. “Poucas eram as pessoas que usavam cinto de segurança no carro. Com o perigo da multa, o uso aumentou muito. Hoje, quem não utiliza a proteção é exceção. Cobrar multas também vai gerar a mudança no pensamento das pessoas quanto às condições de seus imóveis”, defende Agostinho Guerreiro. METRO RIO

Bombeiros trabalham no incêndio no hospital universitário Pedro Ernesto

Aspásia Camargo (PV) “É preciso aprovar projeto de lei, de minha autoria, em tramitação na Alerj (e que pode ser proposto na Câmara de Vereadores), que estabelece vistorias periódicas, a cada 5 anos, em prédios com mais de 10 anos de construção. A lei obriga também os condomínios a ter registro completo das obras realizadas nos prédios”.


04

rio

www.readmetro.com SEGUNDA-FEIRA, 20 DE AGOSTO DE 2012

Segurança já deu a largada para a Copa e a Olimpíada DIVULGAÇÃO

Policiais britânicos virão ao país trocar informações Eventos-testes serão usados como preparação DIVULGAÇÃO

Uma semana depois do término dos Jogos Olímpicos de Londres, o mundo se pergunta como será a festa carioca daqui a menos de quatro anos. Antes, a cidade ainda será a sede da final da Copa do Mundo de futebol, em 2014. Vinculado à Secretaria Estadual de Segurança Pública, o subsecretário extraordinário de Grandes Eventos, o delegado Roberto Alzir Dias Chaves, integrou o grupo de observadores em Londres. Ele retornou com a certeza de que será necessário utilizar o modelo de segurança para as competições em muitos eventos-testes. Além da Copa e da Olimpíada, Dias Chaves ainda tem

“Temos que seguir o modelo londrino de planejamento. Eles se anteciparam e previram tudo.” SUBSECRETÁRIO DE GRANDES EVENTOS, ROBERTO A. DIAS CHAVES

na sua agenda a Copa das Confederações e a Jornada Mundial da Juventude – ambos no ano em 2013. Um reunião no mês que vem vai começar a definir

como será o planejamento de segurança para os dois eventos. Em outubro, policiais britânicos virão ao Brasil para passar a experiência deles aos agentes do Rio. “É claro que são cidades. O Rio precisa investir em capacitação e equipamento. Verificamos que é preciso uma grande análise de risco. Mas não pensamos apenas nos Jogos. O que a gente quer é ir além, que a população tenha uma polícia melhor. Temos uma imagem negativa hoje que queremos reverter. Esse será nosso legado”, diz Roberto Alzir. JULIO CALMON METRO RIO

Engenhão será palco do atletismo em 2016

Governo federal libera R$ 1,17 bi para 2014 Ficou definido na semana passada, em Brasília, que o plano de segurança da Copa do Mundo de 2014 será dividido em 15 áreas temáticas, que vão custar R$ 1,170 bilhão ao Governo Federal, dos quais três quartos são para a compra de equipamentos e o restante para o custeio do sistema. As novas tecnologias e equipamentos de segurança, que serão usados na Copa de 2014 e na Copa das Confederações em 2013, também foram discutidos na reunião entre o Governo Federal e representantes estaduais. Entre os equipamentos que vão integrar

os centros de comando e controle, haverá dispositivos de imageamento aéreo (realização de fotografias terrestres a partir de um avião, visando a realização de fotomapas, entre outras aplicações) e plataformas de observação. Serão implantados 14 centros de comando e controle, dois nacionais (com sedes em Brasília e no Rio de Janeiro) e 12 nas nove capitais que receberão jogos. Esses centros estarão conectados entre si para dar suporte tecnológico e de telecomunicações à integração das forças policiais para a Copa. J.C. DIVULGAÇÃO / ÉRICA RAMALHO

Centro Integrado de Comando e Controle (CICC), na praça Onze, tem 80% das obras concluídas

DIVULGAÇÃO / ANDRÉ GOMES DE MELO

Arma não letal

Capacitação para servir melhor Segundo Roberto Alzir Dias Chaves, subsecretário extraordinário de Grandes Eventos, a tendência é de que o modelo de segurança seja testado, por exemplo, em partidas de futebol de clubes. Para isso, 280 policiais civis e militares já participaram de oito cursos especiais de capacitação – oferecidos em parceria com os EUA e a Espanha – voltados para os grandes eventos. O projeto é capacitar 12.600 policiais civis e militares. Nos eventos, eles vão priorizar equipamentos não letais. Os agentes de áreas turísticas vão passar por cursos de inglês. Há a possibilidade de a PM até ganhar um novo uniforme para a Copa e a Olimpíada. J.C.


economia

06

Endividamento cai, mas ainda é crítico Após atingir níveis alarmantes no primeiro semestre, o endividamento das famílias brasileiras recuou. Conforme levantamento do Ipea (Instituto de Pesquisas Econômicas Aplicadas), em julho, 55,8% das famílias afirmaram não ter dívidas. No mês anterior, esse índice era um pouco menor, de 53%. Na avaliação dos analistas do Ipea, os números indicam uma virada, com tendência de melhora até o fim do ano. “A análise sobre a inadimplência precisa ser qualificada”, lembrou a presidente do instiIMAGE SOURCE / NICK WHITE / FOLHAPRESS

Pesquisadores esperam melhora até o fim do ano

43,9

é o percentual de famílias que têm dívidas, conforme estudo do Ipea. O peso das contas se reflete na menor aquisição de bens duráveis. Em julho, menos famílias compraram esse tipo de produto. tuto, Vanessa Corrêa. O Ipea também revelou que o valor somado das dívidas segue em queda. O acumulado passou de R$ 4.916,86 em junho para R$ 4.507,02 em julho. Os números, porém, ainda não se refletiram na aquisição de bens duráveis: 58,3% das famílias consideraram que esse é um bom momento para comprar esses produtos, ante 60,2% em junho. A expectativa é de que, ao quitar parcelamentos mais rápidos, o brasileiro se volte a adquirir bens duráveis. METRO COM AGÊNCIAS

www.readmetro.com SEGUNDA-FEIRA, 20 DE AGOSTO DE 2012

Desconto no IPI acaba em 11 dias Fique atento

O prazo para vendas com IPI reduzido termina em 31 de agosto

Imposto

IPI

nacionais*

Como está

Voltará para

até 1.ooo cilindradas

0%

até 2.ooo cilindradas flex até 2.ooo cilindradas gasolina até 2.ooo cilindradas utilitários

5,5%

7% 11%

6,5%

13%

1%

4%

até 1.ooo cilindradas

30%

37%

35,5%

41% 43% 34%

até 2.ooo cilindradas flex IPI importados** até 2.ooo cilindradas gasolina até 2.ooo cilindradas utilitários

36,5% 31%

Compare

O IOF sobre operações de crédito para bens de consumo cai de 2,5% para

1,5%

Cuidados

Modelo

Antes

Com desconto da montadora

Gol 1.0 CrossFox 1.6 Novo Fox 1.6 Prime Fiat Punto Essence 1.8

R$ 30.970 R$ 50.530 R$ 44.110 R$ 45.210

R$ 27.873 R$ 46.992,90 R$ 41.022,30 R$ 42.045,30

Certifique-se de que o modelo escolhido vai sair da concessionária até o dia 31. O desconto não valerá mais para notas fiscais emitidas depois dessa data

Se o vendedor da concessionária se comprometeu a dar o desconto do IPI, peça uma garantia por escrito

Tenha cuidado com as ofertas de financiamento. Na pressa para conseguir o desconto do IPI, há o risco de aceitar taxas abusivas

Fonte: Ministério da Fazenda e Anfavea *Ou com um percentual de peças brasileiras **Fora do novo regime automotivo, que estabelece vantagens para veículos produzidos no país ou que usem mais peças nacionais

Se o governo mantiver a decisão de não prorrogar o desconto no IPI para automóveis, os consumidores têm apenas mais 11 dias para aproveitar a vantagem. A expectativa das concessionárias é de que o movimento seja até 30% maior. “Eu acredito que o governo fará uma reconsideração (do prazo), mas as concessionárias estarão trabalhando como se esse fosse o último momento”,

afirma Carlos Campos, diretor da Prime Action, uma consultoria especializada em varejo de veículos. A dica para o consumidor é tentar aproveitar ofertas de carros disponíveis nas lojas. “Estamos com um estoque bem grande”, afirma César Moura, gerente de vendas de uma concessionária Chevrolet. Luciano Almeida, que coordena as vendas em uma rede de lojas Volkswagen,

Com a indefinição sobre a prorrogação do incentivo, concessionárias preveem corrida às lojas Para alguns modelos, há fila de espera explica que está garantido o desconto para os carros com previsão de entrega até 31 de agosto. “Se a pessoa escolher um modelo sem disponibilidade imediata, o preço é calculado sem o desconto no IPI. Mas, caso o prazo seja prorrogado, o valor será reduzido”, garante. A pressão para a prorrogação do IPI reduzido aumentou na sexta-feira. A Fenabrave (a associação das concessionárias) disse que houve uma queda de 0,95% nas vendas na primeira quinzena do mês. A culpa, segundo a entidade, foi das Olimpíadas, que deixaram muita gente em casa, sem aproveitar os feirões. Em comparação com a primeira quinzena de agosto de 2011, porém, as vendas cresceram 21,49%. METRO

Após castigo da Anatel, teles vendem menos em julho O número de novas linhas de celular cresceu 0,11% em julho, em relação ao mês anterior. O aumento é mais modesto do que o que vinha sendo registrado pela Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações). Em junho, o aumento foi de 0,46%. A variação ocorreu devido aos dias em que três operadoras ficaram impedidas de comercializar linhas, como punição pela má qualidade das redes. Ainda segundo a Anatel, o castigo imposto à Tim, à Claro e à Oi acabou favorecendo a Vivo, que ampliou sua liderança no mercado. A Vivo tem participação de 29,71%, seguida pela TIM, com 26,78%. METRO COM AGÊNCIAS


08

www.readmetro.com

brasil

SEGUNDA-FEIRA, 20 DE AGOSTO DE 2012

Simulador chega às autoescolas em 2013 Alunos terão que passar pelo equipamento antes de ir para as ruas O Contran (Conselho Nacional de Trânsito) publicou na última semana portaria com os últimos detalhes do simulador de direção que será obrigatório em todas as autoescolas do país. O equipamento é semelhante a um videogame e, segundo a portaria, deve trazer todos os itens de um veículo comum e contar com uma tela que faz a simulação de um passeio por ruas de uma cidade. Com a implantação do equipamento, os alunos que quiserem tirar sua carteira de habilitação deverão passar por 2 horas e 30 minutos de aula no simulador antes de ir para as aulas práticas. Atualmente, são obrigatórias 45 horas de aulas teóricas e 20 horas práticas, sendo quatro delas à noite. Segundo a coordenadora de educação no trânsito do Contran, Maria Cristina

10

Itens do simulador

4

1. Câmbio

3

2. Cinto de segurança

9

3. Volante

40 km

4. Tela com a imagem do trânsito

5

5. Painel

8

6. Acelerador

1

7. Freio 8. Embreagem

6

9. Retrovisor lateral

7 2

10. Retrovisor traseiro

Hoffman, o simulador deve chegar às autoescolas no começo do ano que vem. “Se tudo der certo, os primeiros centros de formação devem começar a usar o simulador em fevereiro. O equipamen-

to está em fase de homologação e ainda neste ano deve começar a ser vendido”, diz Cristina Hoffman. Para o presidente da Feneauto (Federação das Autoescolas), Magnelson Sou-

za, o equipamento ajudará o aluno a não ir sem noção de direção para as ruas. MARCIO ALVES METRO SÃO PAULO

Mensalão: semana deve abrir sentenças

Relator Joaquim Barbosa indicou votos por condenação RICARDO MARQUES / METRO BRASÍLIA

As primeiras sentenças do processo do mensalão poderão ser conhecidas até o final desta semana se os ministros do STF (Supremo Tribunal Federal) não mudarem de ideia, mais uma vez, sobre a fórmula do julgamento. Ricardo Lewandowski, revisor do processo, deve ler hoje seu voto. Em seguida, os outros

nove ministros dizem se concordam ou não com a opinião do relator Joaquim Barbosa, que pediu a condenação do ex-presidente da Câmara João Paulo Cunha por corrupção passiva, lavagem de dinheiro e peculato. Barbosa também pediu a condenação do publicitário Marcos Valério e de dois de seus sócios. Se ao menos mais cinco ministros concordarem com o entendimento, esses réus já estarão matematicamente condenados. Após os 11 votos relativos ao primeiro item, Barbosa falará sobre os contratos que Marcos Valério fez com os fundos Visanet. Todos votam mais uma vez. O relator terá papel determinante no julgamento, pois os votos dos demais ministros sobre cada ponto serão uma resposta a seu entendimento. A tendência é que o ministro relator peça a condenação das principais figuras do esquema, entre elas o como o ex-ministro da Casa Civil José Dirceu. Lewandowski, por ou-

tro lado, tende a absolver a maioria dos réus segundo a percepção da maioria dos juristas. Em 2007, ele votou pela rejeição da denúncia do mensalão.

Política

CLÁUDIO HUMBERTO SUSPENSÃO DE DIREITOS POLÍTICOS, A PENA MÁXIMA. Juristas que não estão

envolvidos no julgamento do mensalão e ministros aposentados de tribunais superiores são céticos quanto à possibilidade de punição severa para réus figurões, como o petista José Dirceu. A aposta é que, no máximo, réus como o exministro da Casa Civil terão seus direitos políticos suspensos temporariamente, como punição máxima. Se houver cadeia, será para os “operadores”.

“Corte de ponto não é punição, corte de ponto é cumprir a lei.” MINISTRO LUÍS ADAMS (ADVOCACIA GERAL DA UNIÃO) SOBRE A GREVE DOS SERVIDORES FEDERAIS

CONDENAÇÃO. É grave a situação de Marcos Valério e Delúbio Soares. Aposta-se na condenação dos dois, e ao menos Valério deverá cumprir pena.

DUPLA

DEPUTADOS NO SAL. Os deputados envolvidos têm motivos de preocupação, especialmente João Paulo Cunha (SP) e Paulo Rocha (PA), ambos do PT.

SONHO TUCANO. O sena-

dor tucano Álvaro Dias (PR) já descartou a possibilidade, mas o PSDB de Brasília ainda sonha com sua candidatura ao governo do DF..

PEGO PELA BOCA. É difícil a

situação de Duda Mendonça: condenado por envolvimento com brigas de galo, ele já não é réu primário e seria réu confesso. ÚNICO MEDO. Em conversas reservadas, José Dirceu afirma inocência, mas confessa o temor de que o STF acolha a acusação de formação de quadrilha. DIVULGAÇÃO

BRASIL DENUNCIADO À OEA. A Federação dos Apo-

sentados e Pensionistas de Mato Grosso do Sul denunciou o governo brasileiro À Comissão Interamericana de Direitos Humanos da Organização dos Estados Americanos por “omissão e descaso” com aposentados do INSS que ganham mais de um mínimo.

METRO BRASÍLIA

ELA ESNOBOU A EMBRAER.

A presidenta Dilma ignorou completamente o convite para prestigiar a inauguração de duas fábricas da Embraer em Évora, Portugal, que vai gerar mil empregos diretos. Só Guido Mantega (Fazenda) diz que vai.

Próximos passos Veja a provável ordem da votação do ministro relator Joaquim Barbosa

José Dirceu

Contratos da agência DNA com o fundo Visanet

PODER SEM PUDOR

Lavagem de dinheiro por Marcos Valério Gestão fraudulenta no banco Rural Corrupção ativa e passiva e lavagem de dinheiro por integrantes de partidos da base aliada Evasão de divisas pelo publicitário Duda Mendonça Corrupção e formação de quadrilha pelo chamado núcleo político

O dono da grana

N

os anos 50, uma CPI investigava a ligação entre o governo Getúlio Vargas e o jornal Última Hora, de Samuel Wainer. O conde Francisco Matarazzo era interrogado pelo deputado Carlos Lacerda, ferrenho opositor de Getúlio: - Sr. Matarazzo, o senhor

deu dinheiro ao Samuel Wainer? - Dei, sim – respondeu o rico empresário, sem pestanejar. - E por que? – inquiriu Lacerda, desafiador. - Ué! Dei porque o dinheiro é meu e faço dele o que bem quiser. E encerrou a discussão.

COM ANA PAULA LEITÃO E TERESA BARROS WWW.CLAUDIOHUMBERTO.COM.BR


10

mundo

www.readmetro.com SEGUNDA-FEIRA, 20 DE AGOSTO DE 2012

SANA

Julian Assange pede o fim da ‘caça às bruxas’ Fundador do WikiLeaks apareceu pela primeira vez desde que se abrigou na embaixada do Equador, há dois meses Impasse diplomático continua OLIVIA HARRIS / REUTERS

Assad apareceu na TV estatal celebrando o fim do Ramadã

ONU quer união sobre a crise síria Mesmo após 17 meses de conflito armado e longe de um consenso internacional sobre a crise na Síria, o novo enviado da ONU (Organização das Nações Unidas) ao país árabe disse esperar que o Conselho de Segurança entre em um acordo sobre sanções contra a ditadura de Bashar Al Assad. Lakhdar Brahimi, ex-ministro de Relações Exteriores da Argélia, admitiu, porém, que terá muito trabalho pela frente. China e Rússia seguem como apoiadores do regime sírio junto à ONU. Ambos os países têm poder de veto sobre qualquer resolução do Conselho de Segurança. Brahimi assumiu o cargo deixado por Kofi Annan na sexta-feira. Para o diplomata argelino, é funda-

mental que as nações falem “com uma voz unificada” para que a missão de paz na Síria dê certo. Ontem, jornais da Alemanha e da Inglaterra publicaram reportagens que apontam o envio de suporte logístico aos rebeldes sírios. Os serviços de inteligência dos dois países europeus estariam ajudando o Exército Sírio Livre. Já o ditador Bashar Al Assad apareceu ontem na TV estatal síria, em uma cerimônia que marcou o fim do Ramadã, o mês sagrado para os muçulmanos. Assad estava acompanhado do primeiro-ministro e do ministro das Relações Exteriores, mas não do vice-presidente, Farouq al-Shara. Havia suspeitas de que ele teria desertado. METRO

Pivô de uma crise diplomática entre o Reino Unido e o Equador, o fundador do WikiLeaks, Julian Assange, fez ontem sua primeira aparição pública em dois meses. Em um discurso proferido de uma das sacadas da embaixada equatoriana em Londres, o ciberativista pediu para que os Estados Unidos parem de perseguir o WikiLeaks. “Eu peço para o presidente Obama fazer a coisa certa: os Estados Unidos devem renunciar à sua caça às bruxas contra o WikiLeaks”, disse Assange. “Não deve haver mais conversas tolas sobre perseguir qualquer meio de comunicação, seja o WikiLeaks, seja o ‘The New York Times’”, acrescentou. Assange teve o asilo político concedido pelo governo de Rafael Correa na quinta-feira, mas Londres se nega a dar o salvo-conduto para que ele deixe a embaixada. As autoridades britânicas argumentam

Corpo de brasileiro teria sido encontrado As autoridades da Nova Zelândia encontraram o corpo de um jovem que pode ser o estudante cearense João Felipe Martins Melo, 17 anos. As informações são do jornal local “The NZ Herald”. O brasileiro, que fazia intercâmbio no país, desapareceu com um colega durante a escalada de uma rocha próximo à praia. Um instrutor que pulou no mar para salva-los também não foi encontrado. METRO COM AGÊNCIAS

Ciberativista fez o pronunciamento em uma das sacadas do prédio, que segue cercado por policiais britânicos

que é seu dever extraditalo para a Suécia, onde é investigado por crimes sexuais. O ciberativista, por sua vez, teme que seja enviado ao EUA, país no qual ele sofreria uma dura acusação por espionagem.

Ontem, o governo equatoriano ganhou o apoio da Unasul (União das Nações Sul-Americanas) para a questão. Na frente da embaixada, dezenas de pessoas continuam a vigília em apoio ao

fundador do WikiLeaks. “Estamos aqui há quatro dias. Vai ser emocionante ouvi-lo, afinal”, disse Pedro Lima, um ativista português que aguardava o pronunciamento de Assange. COM METRO INTERNACIONAL

Disputa territorial

Região tem ricos recursos marinhos, além de possíveis reservas de gás e petróleo KYODO / REUTERS

Japoneses desembarcam em ilha

Cerca de 10 japoneses desembarcaram, na madrugada de ontem, em um arquipélago alvo de disputa territorial entre a China e o Japão. A chegada dos ativistas aumentou a tensão diplomática entre as duas nações. No sábado, o governo chinês havia insitado as autoridades japonesas a impedirem a comitiva de chegar à região. Na semana passada, um grupo de chineses também fincou bandeira por lá.


cultura

www.readmetro.com

Os caçulas da MPB

Uma nova geração de cantores e compositores surge sob inspiração da carreira dos pais na cena musical

BETI NIEMEYER/DIVULGAÇÃO

Julia Bosco, filha de João Bosco

Dani Black, filho de Tetê Espíndola e Arnaldo Black

Desde muito pequeno Bem já acompanhava Gilberto Gil por todos os cantos. Shows em São Paulo, Rio, Recife, Paris... Foi fácil se acostumar à rotina de lugares diferentes ao lado do pai cantor e compositor. Lógico que a música também era parte desse cotidiano, e o músico de 27 anos não esconde que sua maior influência para querer montar uma banda foi ter um pai artista por perto. “Seria praticamente impossível não seguir caminho parecido. Sempre o via tocando na sala ou então com os amigos, com a casa sempre cheia. Acabei sugando isso. É parte da minha formação musical”, conta Bem, que começou como guitarrista aos 17. Ele integra a banda Tono, quarteto que já lançou dois discos – “To No Auge” (2009) e “Tono” (2010) – e conta, nos shows, com participações como do próprio Gil ou de Caetano Veloso.

Outra que tem a mesma sorte é Julia Bosco, filha de João Bosco. Até 2010, a carioca trabalhava em sua formação original, jornalismo. “Completei 30 anos e estava insatisfeita com o que fazia. Decidi aceitar a música e arriscar do meu jeito”, conta. O resultado saiu este ano, com o disco “Tempo”. O pai viu tudo de perto, mas sem interferir. “A dedicação dela é exemplar. Fico muito orgulhoso”, derrete-se João. Dani Black não fugiu da sina. Aos sete anos já criava canções e, com 13, venceu um festival. Daí, não parou de produzir, tudo sob olhar atento da mãe-cantora Tetê Espíndola e do pai-músico Arnaldo Black. “É emocionante fazer música e ter a presença deles por perto não só me apoiando, mas cantando ou produzindo junto”, conta Dani. PAULO BORGIA METRO SÃO PAULO

FOTOS DIVULGAÇÃO

‘Colegas’ é o grande vencedor do Festival de Gramado

DIVULGAÇÃO

Kleber Mendonça Filho, também se destacou, com Melhor Longa do Júri Popular e Melhor Longa do Júri da Crítica. O filme uruguaio “Artigas, La Redota”, de Cesar Charlone, venceu na categoria de Melhor Filme Estrangeiro e “Menino do Cinco” e “Casa Afogada” dividiram os prêmios nas principais categorias de curta-metragem. METRO

2

cultura Ivan Lins no Palco MPB

Cantor apresenta álbum “Amorágio” DIVULGAÇÃO

Bem Gil (à esq.), filho de Gilberto Gil, e a banda Tono

O filme “Colegas”, de Marcelo Galvão, foi o grande vencedor do 40º Festival de Gramado, em cerimônia realizada no Palácio dos Festivais, na noite de sábado. O longa ainda venceu nas categorias Melhor Filme, Melhor Direção de Arte e Prêmio especial do Júri, dado ao trio de atores com síndrome de Down Ariel Goldenberg, Breno Viola e Rita Pokk. “O Som ao Redor”, de

11

SEGUNDA-FEIRA, 20 DE AGOSTO DE 2012

Cena de “Colegas”

Um dos mais celebrados artistas do país mostra as canções do seu mais recente trabalho, o disco “Amorágio” (Som Livre). O álbum apresenta alguns dos vários “Ivans” que moram no compositor. Canções novísssimas, outras nem tanto e algumas regravações em releituras com os sentimentos de hoje, onde o passado vira presente. METRO RIO No Teatro Sesi Centro (av. Graça Aranha, 1, Centro. Tel.: 25634163). Hoje, às 19h. Grátis (100 primeiras pessoas). 16 anos.


12

www.readmetro.com

variedades

SEGUNDA-FEIRA, 20 DE AGOSTO DE 2012

Os invasores ABC DIGIPRESS

Na ponta do lápis

Leitor fala Trânsito caótico em Laranjeiras O trânsito em Laranjeiras está insuportável pela manhã. Há vários canteiros de obras, principalmente entre o Cosme Velho e o Túnel Santa Bárbara. E, para piorar a situação, não há guardas municipais nem agentes da CET-Rio para controlar esse caos diário.

MARCOS SILVESTRE

Jorge Soares – Rio de Janeiro, RJ

AUTOMÓVEL ZERO NO BRASIL É MUITO MAIS CARO QUE LÁ FORA: DÁ PARA ECONOMIZAR NISSO?

Cruzadas

O

primeiro fator que explica a triste realidade do preço elevadíssimo dos 0km por aqui é o infame custo Brasil. Estou falando daquele custo extra (salgado!) que costuma existir (e persistir!) somente aqui, enquanto é radicalmente mais baixo nas demais grandes economias do globo (entre as quais nosso país hoje se insere). Quem paga este "pato gordo" é, naturalmente, o pobre consumidor brasileiro.

Fiação eléctrica solta Moro na rua José Higino, na Tijuca, e quero manifestar minha indignação com a Light. Nos postes e fios ao longo da rua, há muita fiação solta e caída. É um perigo para as crianças que brincam na rua, assim como para os pedestres em geral. Quando chove, o receio de algo acontecer é maior, porque sempre saem faíscas dos fios elétricos. Cleber Vieira – Rio de Janeiro, RJ

Pergunta

Sudoku

@Juuh_s: Sim, acho que construir escolas não é difícil para o governo. O problema seria a qualidade. @dilivb: O Rio só conseguirá atingir essa meta se investir, de fato, na Educação, setor que ainda precisa melhorar muito! @BrunoLuiz013: Acho improvável. Dependendo do resultado das eleições, a educação seguirá como está hoje: muito mal.

Em tempo: planeje-se, poupe, aplique, junte para comprar à vista com desconto. Faça das tripas coração para não financiar seu novo carro, porque daí pagará (no mínimo) mais um terço do valor em juros! Prof. Marcos Silvestre é economista com MBA em Finanças e Controladoria pela Universidade de São Paulo. Há 21 anos atua como educador e planejador financeiro especializado. Idealizou na Unicamp o PROF® Programa de Reeducação e Orientação Financeira. É fundador da SOBREDinheiro® Sociedade Brasileira de Estudos sobre Dinheiro e autor dos best-sellers “12 Meses para Enriquecer: o plano da virada” e “Investimentos à Prova de Crise”. Dirige o site www.oplanodavirada.com.br e apresenta a coluna diária e o programa semanal Na Ponta do Lápis na BandNews FM.

Web Para falar com a redação: leitor.rj@metrojornal.com.br Participe também no Facebook: www.facebook.com/metrojornal

Está escrito nas estrelas

Áries (21/3 a 20/4) Período de desequilíbrio emocional e necessidade de encontrar a cara metade nas outras pessoas. As buscas por parcerias e amores ficam favorecidas neste dia. Touro (21/4 a 20/5) Pequenos problemas e insatisfações podem minar os seus relacionamentos, procure se equilibrar antes de ir cobrar algo das outras pessoas, harmonize-se. Gêmeos (21/5 a 20/6) O exercício do poder pode ser bem mais complexo do que você imagina, o exemplo pessoal e a liderança são coisas que devem ser realizadas com sabedoria. Câncer (21/6 a 22/7) Muitas transformações podem ser necessárias para que tudo vá para o seu devido lugar, trate de fazer as coisas com calma e com o apoio dos seus parceiros.

Para cumprir lei que fixa carga horária escolar de 7h/dia, o Rio tem de dobrar número de escolas até 2020. Você acha que a cidade alcança essa meta? Siga o Metro no Twitter: @jornal_metroRJ

Se carro zero aqui é tão caro, o que fazer? Passeata em Brasília, chorar ou "engolir esse sapo gordo" com um pouco de açúcar? Prático – e cético – como sou, eu ainda fico com a terceira via: compre automóvel seminovo em estado de zero, com até um ano e/ou 10 mil km, ainda na garantia (que já é de três anos para a maioria das linhas). Assim, pelo menos vai pagar 10% a 20% mais barato... ou melhor, menos caro.

Horóscopo

O bicicletário que fica do lado de fora do Shopping Tijuca é alvo constante de ladrões. Outro dia, quando deixei minha bicicleta no local, mal me afastei para conversar com uma amiga e vi pivetes tentando quebrar o cadeado com o qual a havia prendido. Apesar de ser em um local movimentado, próximo à entrada do shopping, de uma banca de jornal e de uma quadra de vôlei, o bicicletário não conta com nenhuma segurança. Augusto Navarro – Rio de Janeiro, RJ

O mais bombástico ingrediente do custo Brasil são os impostos, pesadíssimos tanto para os automóveis nacionais quanto para os importados. No caso de carros fabricados por aqui, em média quase 1/3 do preço final é imposto, somente o restante é carroceria, motor, pneus... Isso equivale a dizer que, para comprar dois carros, o consumidor brasileiro tem de pagar três: dois são seus, o terceiro é do governo. Em países da Europa como Itália, Inglaterra, França e Alemanha, paga-se metade dos impostos daqui e, nos EUA, cinco vezes menos! E mais: há também o famigerado lucro Brasil. Tradicionalmente, o mercado brasileiro de automóveis sempre foi dominado por quatro grandes montadoras, que deitaram e rolaram nos preços praticados. Veio a concorrência dos europeus e asiáticos, mas este pessoal acabou – infelizmente – se nivelando pelo "mau comportamento" dos fornecedores que já estavam por aqui.

Bicicletário sem segurança

www.estrelaguia.com.br Leão (23/7 a 22/8) Aproveite para pegar carona na empolgação dos outros, parceiros e amigos podem trazer conforto e novas ideias para você melhorar as suas perspectivas. Virgem (23/8 a 22/9) Tente não ser tão autoritário com as pessoas, utilize a sua energia para motivá-las, assim você conseguirá o que quer delas sem criar desgastes e inimizades. Libra (23/9 a 22/10) Não adianta se torcer demais para tentar resolver tudo do seu jeito, aprenda a aceitar melhor os posicionamentos dos outros e compartilhar os resultados. Escorpião (23/10 a 21/11) Tentativas de ultrapassar certos limites podem criar barreiras para os seus objetivos. Só vá adiante se você tiver o apoio de pessoas mais fortes que você.

Sagitário (22/11 a 21/12) Não deixe a pressa lhe atrapalhar, procure ter mais paciência e fazer as coisas com calma, só assim você poderá obter os resultados que está esperando. Capricórnio (22/12 a 20/1) Dia de ser mais flexível para poder acompanhar e se adaptar a certas mudanças que irão influenciar a sua vida ou a vida das pessoas que dependem de você. Aquário (21/1 a 19/2) Ideias inovadoras demais podem não ser muito bem aceitas de cara, vai ser necessário um esforço adicional para que você possa ser compreendido e bem aceito. Peixes (20/2 a 20/3) Dia com o clima muito acelerado para as suas emoções, procure se manter imune a situações turbulentas que poderão deixar você atordoado, tente se preservar.


14

www.readmetro.com

esporte

SEGUNDA-FEIRA, 20 DE AGOSTO DE 2012

3

esporte Brasileirão

2012 CLASSIFICAÇÃO

P V GP SG

1º 2º 3º 4º 5º 6º 7º 8º 9º 10º 11º 12º 13º 14º 15º 16º 17º 18º 19º 20º

ATLÉTICO-MG FLUMINENSE VASCO GRÊMIO INTER SÃO PAULO BOTAFOGO CRUZEIRO FLAMENGO CORINTHIANS NÁUTICO SANTOS PORTUGUESA PONTE PRETA CORITIBA PALMEIRAS BAHIA ATLÉTICO-GO SPORT FIGUEIRENSE

42 39 35 34 31 28 27 27 25 24 23 23 22 20 19 16 16 15 14 11

13 11 10 11 8 9 8 8 7 6 7 5 5 5 5 4 3 3 3 2

31 29 24 28 22 27 30 22 21 19 24 21 16 19 30 17 14 19 13 15

20 19 9 12 8 4 6 -3 -1 1 -5 -1 -3 -6 -4 -4 -9 -13 -13 -17

Classificados para a Libertadores Rebaixados para a Série B Apoio

Vagner Love comemora o único gol da partida, seu terceiro em quatro jogos contra o rival neste ano

Love marca e Fla vence o clássico

Vitória por 1 a 0 sobre o Vasco deixa rubro-negros na 9a posição do Campeonato Brasileiro Time de São Januário vê adversários da ponta abrirem vantagem Adriano faz exames

Não foi um clássico digno de Flamengo e Vasco. Apesar da baixa qualidade técnica, a vitória rubro-negra por 1 a 0 foi merecida. O time comandado por Dorival Júnior esteve mais organizado em campo, criando as melhores chances. O primeiro tempo começou igual, mas o Vasco foi quem se impôs. O goleiro Felipe teve que fazer pelo menos três defesas difíceis. Já Fernando Prass não

teve a mesma sorte e acabou soltando uma bola chutada pelo ex-vascaíno Ramon. Vagner Love aproveitou o rebote e marcou, aos 35 minutos. No segundo tempo, o jogo mudou. O Flamengo passou a apostar no contra-ataque. Já o Vasco teve dificuldades para atacar. No fim, os rubro-negros tiveram uma chance incrível com Léo Moura, que perdeu o gol quase debaixo da

trave. “A gente não podia deixar o Vasco se distanciar na tabela. Ainda queremos mais no campeonato”, disse Love, depois do jogo. Caso Adriano No sábado, a diretoria rubro-negra se reuniu com Adriano. Hoje, o médico José Luiz Runco fará um exame no pé esquerdo do atacante, que passou por duas cirurgias no tendão de Aquiles. METRO RIO

1 x 0

Flamengo: Felipe; Léo Moura , Marcos Gonzáles , Welinton e Ramon (Deivid); Cáceres, Luiz Antonio, Renato; Negueba (Muralha), Thomás (Adryan ) e Vagner Love. Técnico: Dorival Júnior Vasco: Fernando Prass, Auremir, Dedé, Douglas e William Matheus; Nilton , Wendel (Eduardo Costa), Juninho e Felipe (Carlos Alberto); Eder Luis (Pipico) e Alecsandro . Técnico: Cristóvão Borges

• Estádio: Engenhão • Gols: Vagner Love, aos 35 minutos do 1º tempo • Arbitragem: Marcelo de Lima Henrique (RJ), auxiliado por Rodrigo Pereira Joia e Ediney Guerreiro Mascarenhas • Pagantes: 15.459 • Renda: R$ 403.835

Para Abel, TN10 precisa de apoio A sofrida vitória por 1 a 0 sobre o Sport, no sábado à noite, em Volta Redonda, foi a primeira do Fluminense com o novo camisa 10. Com a saída de Rafael Moura, que foi transferido para o Internacional, coube a Thiago Neves (ex-camisa 7) usar o número. Segundo o técnico Abel Braga, o pedido partiu do próprio Thiago, a quem elogiou muito por sua atuação diante da equipe pernam-

bucana. Para o técnico, o meia precisa do apoio da torcida para render bem. “Ele precisa de carinho. Se o Thiago for acarinhado como foi neste sábado, a tendência é subir muito mais de produção. Ele não é apenas bom. É diferenciado tanto taticamente como tecnicamente”, disse. O Tricolor volta a campo no sábado para enfrentar o Vasco, às 18h30, no Engenhão. METRO RIO

Messi dá show na Espanha O Campeonato Espanhol teve sua primeira rodada no fim de semana. Mais uma vez, o show foi do argentino Messi, que marcou duas vezes ontem na vitória do Barcelona por 5 a 1 sobre o Real Sociedad, no Camp Nou. Em Madri, o Real Madrid só empatou em 1 a 1 com o Valência. Os gols foram marcados pelo argentino Higuaín e pelo brasileiro Jonas. METRO RIO


15

www.readmetro.com

esporte

SEGUNDA-FEIRA, 20 DE AGOSTO DE 2012

Galo bica o Fogo em Belo Horizonte

Festa africana

De virada, Atlético-MG vence o Botafogo por 3 a 2 Atlético-MG e Botafogo fizeram uma partida boa de se assistir, com muitos lances e reviravolta no placar. Mas o alvinegro de Belo Horizonte se deu melhor no fim do confronto e saiu de campo com a vitória por 3 a 2. Com o resultado, o Galo se tornou o campeão simbólico do primeiro turno do Campeonato Brasileiro com uma rodada de antecipação e um jogo a menos (contra o Flamengo, que será disputado no dia 26 de setembro). O Botafogo jogou bem, mas não resistiu à pressão mineira e tomou a virada. Andrezinho marcou os dois gols do time de General Severiano, um em cada tempo. METRO RIO

Ex-companheiros de Milan, Ronaldinho Gaúcho e Seedorf se cumprimentam PAULO FONSECA/FUTURA PRESS

3x 2

Atlético-MG: Victor, Serginho (Carlos César), Leonardo Silva , Réver e Junior Cesar; Pierre e Leandro Donizete; Escudero (Neto Berola), Ronaldinho e Bernard (Rafael Marques); Jô. Técnico: Cuca. Botafogo: Jefferson; Lucas, Antônio Carlos, Fábio Ferreira e Márcio Azevedo (Lima) (Brinner); Amaral, Jadson, Andrezinho, Lodeiro (Rafael Marques) e Seedorf; Elkeson . Técnico: Oswaldo de Oliveira.

• Estádio: Independência, Belo Horizonte • Gols: Andrezinho, aos 35’, e Escudero, aos 42’ do 1º tempo; Jô, aos 8’, Andrezinho, aos 35', e Neto Berola, aos 42’ do 2º tempo • Arbitragem: Heber Roberto Lopes (PR), auxiliado por Ivan Carlos Bohn (PR) e José Carlos Dias Passos (PR)

Wilson Loyanae cruza linha de chegada

Passeio queniano no Rio

MURILO REZENDE/FUTURA PRESS

Cerca de 19 mil corredores participaram da 16a edição da Meia Maratona Internacional do Rio, na manhã de ontem. Como nos últimos quatro anos, os quenianos ficaram com as primeiras posições. O primeiro e o segundo lugar, tanto na prova masculina quanto na feminina, foram conquistados por eles. Wilson Erupe Loyanae, com 1h01m46s, levou a medalha de ouro entre os homens. No feminino, Paskalia Kipkoech venceu com 1h07m17s.


20120820_br_metro rio  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you