Issuu on Google+

O Jornal Metro é impresso em papel certificado FSC, com garantia de manejo florestal responsável, pela gráfica CGB Artes Gráficas.

ROBERTO PALERMO/DIVULGAÇÃO

TRÊS PEÇAS DE PALCO E RUA CHEGAM NESTE FIM DE SEMANA AO FIT {pág 13}

O COMEÇO MONTAGEM DA ÓPERA ‘TOSCA’, DE PUCCINI, ABRE TEMPORADA NO PALÁCIO {pág 11}

‘PROMETHEUS’ ESTREIA NOS CINEMAS {pág 10}

BELO HORIZONTE Sexta-feira,

15 de junho de 2012

Edição nº 176, ano 1 Mín 15°C Máx 26°C

Sem estrutura e pessoal, inquéritos mofam em MG No Estado, 97% dos assassinatos ficam sem resposta É o pior desempenho em todo o país na força-tarefa do governo federal Direção da Polícia Civil mineira aponta déficit de efetivo por atrasos nas investigações {pág 02}

Finalmente em casa

Celulares

Sete em cada dez pessoas querem trocar de operadora Levantamento mostra que 70% dos clientes não estão satisfeitos com os serviços oferecidos por suas operadoras de telefonia móvel {pág 06}

CPI evita Pagot e Cavendish

RECICLE A INFORMAÇÃO: PASSE ESTE JORNAL PARA OUTRO LEITOR

PT lidera recusa de convocações na CPI do Cachoeira {pág 04}

Voto aberto só após o recesso Após dois anos longe de Belo Horizonte, Cruzeiro treina no Independência, palco onde enfrentará o Figueirense, amanhã {pág 15} GUSTAVO ANDRADE/METRO BH

Câmara aprova em 1º turno, mas pode fazer manobra {pág 03}


02

www.readmetro.com

belo horizonte

1 foco

Limpa Brasil

Cidadãos saem às ruas para recolher lixo no domingo A população belo-horizontina será convidada a trabalhar em conjunto na limpeza das ruas da capital, no domingo. A ação é parte do projeto “Limpa Brasil Let's do it!”, um movimento que pretende conscientizar o cidadão brasileiro a não jogar lixo fora do lixo. Os interessados em participar devem se cadastrar através do site www.limpabrasil.com. O encerramento da ação será feito com um show gratuito, às 15h30, no Parque das Mangabeiras. Entre os artistas confirmados estão Tony Garrido e Flávio Venturini. METRO BH

Cotações Dólar

Euro

- 0,67% (R$ 2,06)

+ 0,53% (R$ 2,61)

Bovespa

Selic (8,5%)

- 0,54% (55.351 pts)

Salário mínimo (R$ 622)

SEXTA-FEIRA, 15 DE JUNHO DE 2012

Déficit de policial deixa mortes sem explicação Direção da Polícia Civil culpa efetivo insuficiente por atraso na conclusão de investigações de homicídios Estado mineiro é o que tem menos agilidade para desvendar os assassinatos

MOACYR LOPES JÚNIOR/FOLHAPRESS

Falhas estruturais, número de efetivo insuficiente e falta de preparo adequado do policial. Segundo a própria cúpula da Polícia Civil, essas são as principais dificuldades da corporação para completar a investigação de homicídios. Minas é o Estado que concluiu o menor número de inquéritos antigos desse tipo de crime, aponta levantamento dos conselhos nacionais do Ministério Público e de Justiça e pelo Ministério da Justiça. O Estado mineiro concluiu apenas 3,24% dos 12 mil assassinatos com inquérito instaurado até 2007. Além de ter a pior produtividade do país, Minas fracassou na meta do Governo Federal de encerrar 90% desse tipo de caso. “A explicação para isso é o número de efetivo muito aquém da nossa realidade e as dificuldades estruturais. Além da falha na formação do policial, que poderia render muito mais se tivesse uma prepa-

INQUÉRITOS DE HOMÍCIDOS ABERTOS ATÉ 2007 ESTÃO PARADOS

Lentidão em MG Estado teve o pior desempenho na força-tarefa do governo federal.

390

INVESTIGAÇÕES RESULTARAM EM DENÚNCIA

INVESTIGAÇÕES DESSES CASOS FORAM FINALIZADAS

221

11,6 mil CASOS FORAM ARQUIVADOS

ração, por exemplo, para investigar homicídios”, justifica o Delegado-geral da Polícia Civil de Minas Gerais, Paulo Bittencourt. O delegado explicou também que a falta de pessoal fez com que os trabalhos para finalizar os casos atrasassem e só começassem, efetivamente, em meados do ano passado. O próprio Governo já admitiu que há um déficit de 2 mil policiais civis no Estado.

169

Bittencourt pondera a busca da polícia em desvendar os crimes, o que explica o baixo número de arquivamentos – 43%, bem abaixo da média do Sudeste (91%). “Não vamos descartar uma investigação só porque o caso é antigo. Queremos dar resposta à sociedade e mostrar o trabalho da Polícia Civil”, diz o delegado-geral. THIAGO RICCI METRO BELO HORIZONTE

Campanha recolhe 131 carteiras a cada mês A um mês de completar um ano de existência e passar a ser feita diariamente, as blitze da campanha “Sou pela vida, dirijo sem bebida” já fizeram o teste do bafômetro em mais de 18 mil motoristas, em Belo Horizonte. Durante 11 meses, foram recolhidas mais de 1,4 mil carteiras de habilitação e distribuídas 1,1 mil infrações por embriaguez. A campanha recebeu sinal verde do Governo, que incluiu mais investimento nas abordagens ainda para este ano. As blitze, feitas atualmente no fim de se-

Estado tem 11 mil inquéritos de homicídios parados

Breves

Nova tecnologia reduz violência DO JAPÃO. Um sistema de

Blitze serão realizadas durante a semana GUSTAVO ANDRADE/METRO BH

mana, serão realizadas diariamente e terão apoio de um posto móvel. Segundo o Batalhão de Trânsito, os resultados poderiam ser ainda melhores se a corporação tivesse FALE COM A REDAÇÃO

leitor.bh@metrojornal.com.br 031/3349-5342 COMERCIAL: 031/3349-5307

O jornal Metro circula em 22 países e tem alcance diário superior a 20 milhões de leitores. No Brasil, é uma joint venture do Grupo Bandeirantes de Comunicação e da Metro Internacional. É publicado e distribuído gratuitamente de segunda a sexta em São Paulo, Brasília, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Curitiba, Porto Alegre, ABC, Santos e Campinas, somando mais de 480 mil exemplares diários.

mais recurso para a fiscalização. Como exemplo, os policiais explicaram que a calibragem de cada etilômetro custa R$ 1,5 mil e a limpeza do aparelho, R$ 3,6 mil. METRO BH

segurança japonês reduziu em 40% o número de crimes na região de Venda Nova, em Belo Horizonte. O Koban, método de combate à criminalidade usado desde 1874 no Japão, foi instalado em uma base comunitária modelo. O sistema é um modelo de atuação. Os militares realizam visitas constantes às residências e, além de se aproximar dos moradores, conseguem traçar perfil dos problemas da região. METRO BH

Suspeitas de crime cruel são detidas em MG BARBARIDADE. A Polícia Civil esclareceu o assassinato de uma menina de 12 anos, encontrada morta no último dia 7, em São Joaquim de Bicas, na região metropolitana. Duas adolescentes, de 13 anos, foram apresentadas como as autoras do homicídios. Segundo as investigações, as suspeitas esfaquearam e mutilaram a vítima. Elas afirmaram à polícia que queriam apenas ameaçar a menina para que elas não denunciassem os namorados delas, que seriam traficantes. METRO BH

EXPEDIENTE Metro Brasil. Presidente: Cláudio Costa Bianchini. Diretor de Redação: Fábio Cunha (MTB: 22.269). Diretor Comercial e Marketing: Carlos Eduardo Scappini. Diretora Financeira: Sara Velloso. Diretor de Operações: Luís Henrique Correa. Editor Chefe: Luiz Rivoiro. Editor de Arte: Vitor Iwasso. Coordenador de Redação: Irineu Masiero. Gerente Comercial Nacional: Ricardo Adamo. Metro Belo Horizonte. Gerente Executivo: Pedro Lara Resende. Editor Executivo: Juvercy Júnior (MTB 12.331/MG). Editor de Arte: Cláudio Machado. Grupo Bandeirantes de Comunicação Minas. Diretor de Jornalismo: Teodomiro Braga. Diretor Geral: José Saad Duailibi.

Editado e distribuído por SP Publimetro S/A. Endereço: avenida Raja Gabáglia, 2221, São Bento, CEP: 30350-453, Belo Horizonte, MG. Tel.: 031/3349-5307. O jornal Metro é impresso na CGB Artes Gráficas. A tiragem e distribuição desta edição de 40.000 exemplares são auditadas pela BDO.


belo horizonte

www.readmetro.com

03

SEXTA-FEIRA, 15 DE JUNHO DE 2012

Decisão sobre o voto secreto deve ficar para o pós-recesso CARLOS RHIENK/HOJE EM DIA/FOLHAPRESS

OTIMISMO

Câmara aprovou o fim do sigilo em primeiro turno Unanimidade conquistada ontem mascara clima de divisão entre os parlamentares Seja por convicção, constrangimento ou receio quanto às consequências eleitorais, os vereadores da capital aprovaram em primeiro turno, ontem, a proposta que acaba com o voto secreto na Câmara. A emenda recebeu o “sim” dos 32 parlamentares que compareceram à plenária. A unanimidade, no entanto, não deve se estender até a decisão final – o texto precisa ser apreciado em segundo turno e ainda pode ser alterado. Na teoria, se cumpridos todos os prazos regimentais, a proposta poderá ser votada no dia 25, quando acontece a última plenária antes do recesso parlamentar. Entretanto, já há a expectativa de que ela só volte à pauta em agosto, após as férias. A aprovação unânime,

ontem, mascara o clima de divisão nos bastidores. Momentos antes da votação, um grupo liderado por Henrique Braga (PSDB) chegou a reunir adesões suficientes para adiar a decisão, mas dois vereadores retiraram as assinaturas. Os contrários ainda podem se mobilizar para tirar a proposta de pauta nos próximos dias. Além disso, alguns admitiram, longe dos holofotes, que vão apresentar emendas para tentar garantir o sigilo em alguns casos. “Para a imprensa, falam uma coisa. Aqui, falam outra”, criticou um dos que defendem o voto aberto, mas que pediu anonimato. Ontem, as galerias da Câmara voltaram a receber manifestantes que cobram a extinção do voto secreto na Casa METRO BH

Autor celebra avanço

Manifestantes vêm se mobilizando pelas redes sociais para pressionar pelo voto aberto

Apesar do clima de incertezas, o primeiro signatário da proposta, Fábio Caldeira (PSB), comemorou a aprovação do texto. “Foi um passo importante, que reflete o desejo da sociedade por mais transparência, pois voto secreto contraria a democracia”, declarou o socialista, que se disse otimista quanto à votação em segundo turno ainda em junho. Já Adriano Ventura (PT), que também compõe a Frente pelo Voto Aberto, se mostra mais cético. “Infelizmente, a proposta ainda sofre resistência de alguns, pois o voto secreto é muito cômodo”, disse. METRO BH

Greve desfalca comércio em R$ 84 milhões

GUSTAVO ANDRADE/METRO BH

A greve dos metroviários da capital e da região metropolitana continua a trazer prejuízos para o comércio. De acordo com levantamento feito pela CDL-BH (Câmara de Dirigentes Lojistas de Belo Horizonte), o setor já deixou de arrecadar R$ 84 milhões desde o início da paralisação, há 32 dias. Diante do desfalque, a

entidade estuda acionar o TST (Tribunal Superior do Trabalho), para pedir o fim do movimento. “O nosso departamento jurídico já está analisando a possibilidade de uma ação. Não queremos chegar a esse ponto, mas se a greve continuar se prolongando ou se chegar à paralisação total, não teremos outra opção”, declarou

Hemominas recebe doador com música No Dia Mundial do Doador, celebrado ontem, a Fundação Hemominas preparou uma grande festa para receber os doadores de sangue. Música, dança e, é claro, um café reforçado, fizeram parte das comemorações. Neste ano, a OMS (organização Mundial da Saúde)

escolheu o tema “Todo doador de sangue é um herói” para enfatizar o fato de que fazer uma doação pode salvar uma vida. Para doar sangue, basta observar os critérios necessários no site www.hemominas.gov.br e comparecer à unidade mais próxima. METRO BH

o vice-presidente de relações institucionais da associação, Marcelo Silva. De acordo com ele, além do prejuízo causado pela perda do consumidor que usa o metrô, os comerciantes precisam gastar com o transporte alternativo para os funcionários que também utilizam os trens para chegar ao trabalho. ADAIR GOMEZ/HEMOMINAS

Saldo positivo De janeiro a abril de 2012, o comércio de Belo Horizonte registrou uma alta de vendas de 4,16% em relação ao mesmo período do ano passado. Apesar do prejuízo causado pela greve durante todo o mês de maio, a CDL espera que os números continuem subindo nos próximos meses. METRO BH

Movimento registrou queda desde o início da paralisação

Saúde continua paralisada LÉO FONTES/O TEMPO/FOLHAPRESS

Festa teve várias atrações

Em assembleia ontem, os servidores da Saúde de Minas decidiram manter a greve. Durante o dia, manifestantes se reuniram em frente à Prefeitura da capital e saíram em passeata. O protesto prejudicou o trânsito. A Secretaria de Estado de Saúde informou que a paralisação não afetou o atendimento nos hospitais públicos da capital. METRO BH

De manhã, passeata dos servidores deixou o trânsito lento


brasil

04

www.readmetro.com SEXTA-FEIRA, 15 DE JUNHO DE 2012

CPI livra Cavendish e Pagot de depor

ENTENDIMENTO INSUSTENTÁVEL

ELZA FIÚZA/ABR

Luiz Antônio Pagot pede para ser ouvido

Um funcionário acerta os últimos detalhes da Cúpula dos Povos

LUIZ ROBERTO LIMA/FUTURA PRESS

ONU admite que negociações estão emperradas Proposta de emergentes é rejeitada Começa a Cúpula dos Povos no Rio

C

hega ao fim hoje, terceiro dia de discussões, o prazo inicial estipulado para a conclusão do documento final da Conferência das Nações Unidas sobre Desevolvimento Sustentável, a Rio+20, que vai até o dia 22. O texto-base, porém, não deve estar concluído ao final do dia. A Organização das Nações Unidas (ONU) já admite que os delegados dos 193 países participantes passem o fim de semana tentando chegar a um consenso. O documento será entregue aos chefes de Estado, que iniciam reunião de cúpula na quarta-feira. O diretor do Departamento de Desenvolvimento Sustentável, Assuntos Econômicos e Sociais da Organização das Nações Unidas, Nikhil Seth, disse que há uma série de dificuldades por causa das

diferentes interpretações de cada país sobre questões específicas. A diplomacia brasileira também trabalha com a hipótese de adiamento. “Se for necessário (estender a negociação), isso poderá ocorrer. Estamos trabalhando ativamente para encontrar as convergências necessárias que possibilitem submeter aos chefes de Estado um texto limpo. É natural que haja dificuldades”, explicou o ministro das Relações Exteriores, Antônio Patriota, em visita ao Humanidade 2012, em Copacabana. Se não houver um acerto até hoje à noite, a delegação brasileira pretende assumir a liderança das ações para pressionar os participantes a chegarem a um consenso. O papel de comandar as conversas atualmente pertence à delegação sul-coreana. Ontem, durante as negocia-

BÁRBARA DE OLYVEYRAS/ FUTURA PRESS

ções, o grupo de países desenvolvidos praticamente rejeitou a proposta do bloco G77+China de criação de um fundo de U$ 30 bilhões para financiar o desenvolvimento sustentável nos países emergentes. Os governos não querem ter novos gastos por causa da crise econômica na Europa. Há ainda a possibilidade de recuo dos países desenvolvidos em compromissos já assumidos anteriormente em outros acordos referentes ao desenvolvimento sustentável. Enquanto os governos não se entendem, os representantes da sociedade civil, de organizações e movimentos sociais dão início hoje à Cúpula dos Povos, no Aterro do Flamengo, que tem mais de 180 tendas montadas e previsão de receber mais de 30 mil participantes. JULIO CALMON

A CPI do Cachoeira adiou ontem a convocação de dois personagens-chave das investigação do esquema de jogos ilegais: o ex-presidente da construtora Delta, Fernando Cavendish, e do ex-diretor do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), Luiz Antônio Pagot. O PT patrocinou um acordo para adiar a ida das duas testemunhas a fim de diminuir a temperatura da disputa política. “O depoimento deve ser motivado pela análise de documentos nesta CPI", decretou o relator Odair Cunha (PT-MG). Cavendish, que presidia a Delta até abril, aparece nas escutas telefônicas da Polícia Federal falando sobre a facilidade de obter contratos públicos. “Com R$ 30 milhões na mão de político qualquer negócio é fechado", disse.

O empresário também foi flagrado em festa durante uma viagem à Paris com o governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, e há um temor entre os governistas que o epis��dio volte à tona.Além disso, a construtora é apontada como braço financeiro da quadrilha de Cachoeira. Pagot se ofereceu espontaneamente para apresentar denúncias das eleições de 2010. Ele alegou que recursos para a obra do Rodoanel de São Paulo foram repassadas para a campanha de José Serra e Geraldo Alckmin, em 2010 e que teria indicado empresas para a campanha presidencial de Dilma Rousssef. “Se alguém quiser denunciar algum crime com urgência procure a Polícia Federal", sustentou Odair Cunha. METRO BRASÍLIA

Vai falar?

CELSO PUPO/ FOTOARENA

Advogada Andressa Mendonça, noiva de Carlinhos Cachoeira RICARDO MARQUES / METRO BRASILIA

Noiva de Cachoeira é convocada “Temos que ficar atentos para não transformarem objetivos futuros em barreiras ao comércio.” MINISTRO ANTÔNIO PATRIOTA

“Algumas questões bloqueiam todos os parágrafos porque há diferentes interpretações.” NIKHIL SETH, DIRETOR DO DEPARTAMENTO DE DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL DA ONU

Diante de críticas sobre os rumos das investigações, a CPI aprovou ontem a convocação da noiva do bicheiro Carlinhos Cachoeira, a advogada Andressa Mendonça. Com a maioria folgada na comissão, os governistas convocaram mais 10 pessoas, cinco delas ligadas ao governador de Goiás, Marconi Perillo (PSDB).


06

Governo adota medida para segurar dólar AGÊNCIA BRASIL

O governo mudou as regras para empréstimos feitos por empresas brasileiras no exterior. A partir de agora, os empréstimos externos com prazos acima de dois anos passam a ter alíquota zero de IOF (Imposto sobre Operações Financeiras). Antes, esse prazo estava em cinco anos. A expectativa é que a mudança reduza a pressão sobre a cotação do dólar, que vinha aumentando nos últimos dias e ultrapassou R$ 2,05. O ministro da Fazenda, Guido Mantega, negou, no entanto, que o objetivo seja conter a alta da moeda norte-americana. “Fundamentalmente [é] uma medida de liquidez e aumento da disponibilidade financeira para as instituições e empresas brasileiras”, avaliou. Em março, o governo havia feito duas alterações no prazo: a primeira ampliou para três anos a cobrança de 6% do IOF nas li-

Impactos Por que o governo adotou a medida? Em meio à crise no exterior, o dólar vem operando com as maiores cotações em mais de três anos. Com a medida, o governo estimula bancos e empresas a tomar crédito no exterior para aumentar a entrada da moeda norte-americana no país.

RESTITUIÇÃO DO IR

Receita libera hoje o 1º lote A Receita Federal deposita hoje o primeiro lote de restituição do Imposto de Renda declarado neste ano. Ao todo, 1,844 milhão de contribuintes --

SEXTA-FEIRA, 15 DE JUNHO DE 2012

70% trocariam de operadora de celular

Clientes estão insatisfeitos com a ausência de sinal do serviço e o atendimento oferecido pelas empresas Site também é motivo de queixa

“A medida tem mais a ver com crédito do que com câmbio.” GUIDO MANTEGA, MINISTRO DA FAZENDA

quidações de operações de câmbio contratadas a partir dessa data, para empréstimos externos. A segunda aumentou esse prazo para cinco anos. METRO

Sete em cada dez clientes de serviços de celular afirmam que mudariam de operadora por estarem insatisfeitos com o serviço. Segundo levantamento da CVA Solutions, feito com 7,2 mil usuários em março, quase 70% dos entrevistados que usam pré-pago gostariam de mudar de empresa. No pós-pago, o índice é de 67,3%. Os consumidores estão cada vez mais atentos aos benefícios e serviços oferecidos pelas operadoras, diz a pesquisa. No momento que o Brasil dá os primeiros passos para implantação da tecnologia 4G, a principal reclamação é a ausência de sinal. Mais de 70% dos clientes tanto de serviço pré como de pós-pago citaram o problema. O atendimento insatisfatório, o que inclui espera e problema não resolvido, é a queixa de 53% dos clientes de

Principais problemas

ACESSO RESTRITO

Índice de insatisfação dos clientes por operadora, em % TIM Vivo Oi Claro PRÉ

Ausência de sinal Atendimento insatisfatório* Site sem clareza de informações

PÓS

PRÉ

PÓS

PRÉ

PÓS

PRÉ

PÓS

CTBC Nextel PÓS

PÓS

75,3 82,3 62,9 61,8 69,6 76,7 73,3 74,4 65,0 80,5 34,1 48,3 46,1 51,2 49,9 64,9 46,9 50,6 65,0 41,5 33,5 42,7 37,1 41,6 37,9 50,9 40,8 39,1 35,0 43,1

Total do segmento 80 70 60 50 40 30 20 10 0

PRÉ

70,2% 72,5% 43,1%

Ausência de sinal

53,0%

Atendimento insatisfatório*

PÓS

36,8% 43,3%

Site sem clareza de informações

Fonte: Fonte: CVA Solutions Entrevista com 7,2 mil clientes pré e pós-pagos

planos pós-pago. Entre os usuários de serviço pré-pago, o percentual também é elevado: 43%. A pesquisa mostra ainda que 37% dos clientes

Como essa alta do dólar afeta a minha vida? Além de encarecer as viagens internacionais, a valorização do dólar eleva o preço de importados que usam insumos de outros países, como eletrônicos e até o pãozinho.

*espera e problemas não resolvidos

de pré-pago reclamam da falta de clareza nas informações do site da operadora. No pós-pago, o índice é maior, de 43,3%. METRO

RENATO ARAÚJO/ABR

Rio+20 testa 4G A Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável (Rio+20) terá internet 4G funcionando em caráter experimental. Uma parceria entre o Ministério das Comunicações e as empresas Vivo e Huawei possibilitará, pela primeira vez no Brasil, testes desse tipo de conexão. A rede será montada no Pavilhão do Riocentro. Serão doados 400 modens a membros das delegações estrangeiras para que acessem a rede. METRO

FABIO RODRIGUES POZZEBOM/ABR

Reação Bovespa

Por que o dólar sobe aqui? Em períodos de crise o investidor busca aplicações tradicionais, como o dólar e o ouro. Com a maior procura, diminuiu a sua oferta e os preços sobem.

www.readmetro.com

economia

Dólar Taxa para financiar veículo “verde” varia de 0,75% a 1,32%

- 0,54% (55.351 pts)

- 0,67% (R$ 2,06)

a maioria idosos-- receberão R$ 2,4 bilhões na restituição. A consulta ao lote está disponível, no site www.receita.gov.br ou pelo Receitafone (146). O dinheiro será depositado na conta informada na declaração. Caso não seja creditado, o contribuinte pode procurar qualquer agência do Banco do Brasil ou ligar para a central de atendimento da Receita. METRO

Comércio cresce 6%

Caixa reduz juros para veículos ‘verdes’ A Caixa Econômica Federal lançou ontem a linha de Crédito Verde para atividades sustentáveis, aproveitando a realização da Conferência Rio+20. Entre as opções está o crédito com taxas de juros reduzidas para a aquisição de veículos novos ecoeficientes. Na nova linha de crédito, as taxas que antes variavam de 0,75% a 1,60% ao mês, foram reduzidas para o intervalo de 0,75% a 1,32% ao mês. A classificação de ecoefi-

ciente é conferida a veículos com menor índice de emissão de poluentes, classificados com cinco estrelas no Programa Nota Verde, do Ibama. Na lista de automóveis ecoeficientes o consumidor pode escolher entre diversos modelos de grandes montadoras, com motores de 1.0 a 2.0, e modelos que variam do esportivo ao off-road. A Caixa também lançou uma nova linha com taxas de juros reduzidas para veículos híbridos. Neste caso,

as taxas de juros variam de 0,75% a 0,99% ao mês, com prazo de até 60 meses. Os híbridos são carros que possuem um motor de combustão interna, normalmente a gasolina, e um motor elétrico que permite reduzir a utilização do motor de combustão e assim diminuir a emissão de poluentes. Para as empresas, a Caixa possui a linha de Ecoeficiência Empresarial, que inclui produtos com vantagens nas taxas de juros, prazos e carências. METRO

Corte de IPI já melhora as vendas As vendas no varejo registraram em abril um crescimento de 0,8% em relação a março. No confronto com abril de 2011, a alta foi de 6%. O maior impacto no crescimento das vendas foi o comércio de móveis e eletrodomésticos, com variação de 12,1%. Segundo o IBGE, esse resultado reflete a redução das alíquotas do IPI para a linha branca, além da manutenção do crédito, da estabilidade no emprego e do crescimento da renda. METRO


08

mundo

www.readmetro.com SEXTA-FEIRA, 15 DE JUNHO DE 2012

Junta militar reassume o parlamento do Egito SUHAIB SALEM / REUTERS

Manifestantes tomaram as ruas após a decisão que dissolveu o Legislativo Há o temor de que os militares queiram dar um golpe na recém-nascida democracia A população egípcia, que, após violentos protestos, conseguiu derrubar um regime ditatorial de 30 anos, se viu ontem diante de uma nova ameaça à recém inaugurada democracia no país. A Suprema Corte acabou com o parlamento, sob o argumento de que os deputados teriam sido eleitos com base em leis inconstitucionais. Com a decisão, o poder volta para as mãos dos militares, o que aumenta o temor de que o autoritarismo ainda não tenha chegado ao fim. A dissolução do parlamento foi anunciada pela Corte como uma vitória da democracia. No entanto, muitos egípcios acreditam que se trata de um golpe camuflado. Na tentativa de conter as revoltas, os juízes

“Não queremos (o poder). Mas, de acordo com a decisão judicial e com a lei, (o poder) volta para nós.” MILITAR OUVIDO PELA MENA, A AGÊNCIA OFICIAL EGÍPCIA

garantiram que o segundo turno da eleição presidencial, previsto para ocorrer neste fim de semana, está mantido. O problema é que um dos candidatos é Ahmed Shafik, que foi primeiro-ministro no governo do ex-ditador Hosni Mubarak. Shafik, que disputa a presidência com um candidato da Irmandade Muçulmana, também comemorou a decisão da Suprema Corte. “A mensagem desse veredicto histó-

Malvinas?

rico é que a era da colonização política acabou”, disse ele a uma multidão no Cairo, capital do Egito. “O Tribunal reforçou a legitimidade dessa eleição.” Do outro lado da disputa, Esam el Erian, vice-presidente do Partido Liberdade e Justiça, o braço político da Irmandade Muçulmana, afirmou que, com a dissolução do parlamento, o Egito entra em um “túnel escuro”. “Há um estado de confusão e muitas questões estão no ar”, afirmou à agência de notícias Reuters. Sem saída

A Irmandade Muçulmada é uma organização islâmica de forte atuação no Egito. Muitos criticaram o envolvimento de seus memb-

Egípcios foram para a frente da Suprema Corte protestar contra a decisão

ros com a política, porém, a entidade é a única alternativa para quem não quer ver um ex-premiê de Mubarak no poder. Em novembro, quando começou a escolha dos deputados egípcios, a Irmandade tin-

ha o apoio de 45% dos eleitores. Mas a popularidade diminuiu. No primeiro turno da eleição presidencial, o candidato islâmico, Mohmamed Mursi, conquistou cerca de 25% dos votos. O segundo turno se-

rá realizado amanhã e domingo. Será a primeira vez que os egípcios elegem um presidente. CAROLINA VICENTIN METRO SÃO PAULO

Correa, de novo, contra a mídia

Veteranos fazem saudações aos mortos em combate

O presidente do Equador, Rafael Correa, deu início a mais uma batalha contra a imprensa do país. O secretário de Comunicação equatoriano, Fernando Alvarado, confirmou ontem que os membros do governo não darão mais entrevistas a meios de comunicação “mercantilistas”. Conforme a nova determinação, os funcionários estatais só falarão com a imprensa pública e comunitária. Entrevistas para veículos privados de comunicação só serão concedi-

das às empresas as quais o governo não considerar “oligarquias midiáticas que distorcem a realidade informativa”, segundo Alvarado. No último sábado, o presidente já havia sugerido a possibilidade de selecionar os veículos com os quais conversa. “Por que temos que dar entrevistas? Por que nossos ministros têm que dar entrevistas (às emissoras) “Ecuavisa”, “Teleamazonas”, ao jornal “El Universo”, se são negócios privados?”, questionou. Essa não é a primeira

vez que Correa entra numa briga com os jornalistas equatorianos. No início deste ano, a Justiça condenou um repórter a pagar uma indenização milionária ao presidente, que, mais tarde, “perdoou” o jornalistas. Outro país onde o governo tem rusgas com a imprensa é a Argentina. Por lá, não são permitidas perguntas nas entrevistas. METRO

ENRIQUE MARCARIAN / REUTERS

Ilhas lembram a guerra

Os kelpers, como são chamados os moradores das Malvinas - Falklands pra os britânicos - , celebraram ontem os 30 anos do fim do conflito militar contra a Argentina. Veteranos de guerra fizeram saudações aos mortos em combate e hastearam a bandeira do arquipélago, que traz estampada a do Reino Unido. No mesmo dia, a presidente argentina, Cristina Kirchner, falou a membros do Comitê de Descolonialização das Nações Unidas. Cristina quer que os britânicos aceitem negociar a soberania das ilhas. O governo da Grã-Bretanha anunciou a realização de um referendo para saber o que os kelpers pensam.

Inglaterra rejeita recurso de Assange O fundador do WikiLeaks pode ter de deixar, em breve, seu refúgio em Londres. A Suprema Corte do Reino Unido negou um pedido de reconsideração do caso, e Julian Assange pode ser extraditado para a Suécia, on-

de é investigado por uma denúncia de abuso sexual a duas mulheres. A guerra do ciberativista com os tribunais ingleses se arrasta há 18 meses. Assange diz que trata-se de perseguição. METRO

FLICKR / REPRODUÇÃO

Delícia oriental

Fígado cru é proibido no Japão Iguaria apreciada pelos japoneses, o fígado cru de boi não poderá mais ser vendido pelos restaurantes. No ano passado, quatro pessoas morreram após consumir o alimento. METRO


10

www.readmetro.com

cultura

SEXTA-FEIRA, 15 DE JUNHO DE 2012

FOTOS: DIVULGAÇÃO

2

60 segundos

Theron em cena do filme

cultura

CHARLIZE THERON Vencedora de um Oscar, a atriz encarna a ambígua Meredith Vickers em “Prometheus”. Ela falou ao Metro sobre a experiência de ser dirigida por Ridley Scott. Você é fã de Scott. Que filme dele é seu favorito?

A atriz Noomi Rapace estrela “Prometheus”

Palavra de diretor

O renascimento do mito O aguardado ‘Prometheus’, de Ridley Scott, marca volta do cineasta ao universo de ‘Alien’ Superprodução, que estreia hoje, tem visual futurista

Para Ridley Scott, o ano de 2093 terá capacetes de astronauta inteiramente feitos de vidro e à prova de balas, além de androides idênticos a humanos. A pergunta que não quer calar é se o universo que ele cria em “Prometheus” serve mesmo de prólogo para “Alien”. A despeito da ligação entre um e outro, Scott sabe que seu trabalho é simples: assustar o público. Para ele, há apenas dois filmes de horror realmente incríveis: “O Massacre da Serra Elétrica” e “O Exorcista”. “Desde então, deve ter havido uns 900 mil clones em cima das ideias deles”.

Reconhecido por dois grandes clássicos de ficção cientítica – “Alien, o 8o Passageiro” (1979) e “Blade Runner” (1982) – o diretor inglês Ridley Scott volta ao gênero com outra produção inquietante: “Prometheus”, que estreia hoje. As mais de duas horas de projeção levam o público a cenários deslumbrantes, nos quais o cineasta se permite tudo em se tratando de invencionices tecnológicas e projeções futuristas. A trama se passa em

2093, quando a nave que dá título ao filme leva uma tripulação de terráqueos a uma lua distante, onde um casal de arqueólogos (Logan Marshall-Green e Noomi Rapace) espera encontrar a resposta para a origem do homem e do universo. A equipe inclui ainda um androide culto e aparentemente submisso vivido por Michael Fassbender. Quando chegam na tal lua, os cientistas encontram cavernas com oxigênio, ruínas e restos mor-

tais dos prováveis antecessores da humanidade, mas a experiência acaba sendo reveladora demais e não tão positiva quanto a tripulação esperava. Do alto do seus 74 anos, Ridley Scott coloca em discussão, por meio dos personagens, crenças e teorias sobre o surgimento do universo, mas questiona especialmente o status de superioridade do ser humano. Segundo a mitologia grega, Prometeu roubou o fogo do Olimpo e o entregou aos

homens, que assim ganharam condição divina – e castigos à altura desse status. Como todo bom filme de ficção científica, em um dado momento os terráqueos de “Prometheus” vão enfrentar uma criatura horrenda e mortífera – episódio que explica, finalmente, a origem do Alien de 1979 e deve render uma continuação nos cinemas. MÔNICA KANITZ

METRO PORTO ALEGRE

Outras estreias

Adoro “Alien”. Tinha 16 anos quando assisti pela primeira vez. Achava Ripley (personagem de Sigourney Weaver) incrível. Naquela época, era raro ter uma mulher protagonizando um filme de homem. Também amo “Blade Runner” e “Thelma e Louise”. Ele é simplesmente muito bom no que faz e sabe contar uma boa história independentemente de seu gênero. Como você reagiu quando recebeu o convite ?

Fiquei muito animada! O melhor é que foi um filme de ficção científica, um gênero que ele mesmo reinventou. Como você descreveria sua personagem?

Ela é bem corporativa e trabalha na empresa que financia a missão. É a única da equipe que não é religiosa nem cientista. Suas intenções são ambíguas. Que tipo de diretor é Ridley Scott?

METRO

‘Cairo 678’

‘Amor Impossível’

[Egito, 2010], de Mohamed Diab Com Bushra e Nelly Karim O longa é uma comovente história baseada em fatos reais sobre a vida de três mulheres de diferentes idades e classes sociais que buscam justiça contra o abuso sexual diário existente no Egito. Em cartaz no Usiminas Belas Artes, às 14h30, 17h, 19h10 e 21h30.

[Reino Unido, 2011], de Lasse Hallström Com Ewan McGregor e Emily Blunt Do mesmo roteirista de “Quem Quer Ser um Milionário”, essa comédia é um típico caso de filme que ganhou título bem diferente do original (algo como “pesca de salmão no Iêmen”). Nela, um cientista é convidado por um xeique a implantar o pescado em seu país.

Já ouvi que, quando ele estava começando, não sabia falar com os atores ou liderá-los. Ele me disse uma vez que pulou em Sigourney Weaver no set de “Alien” só para assustá-la e, logo em seguida, gritar “ação!”. Em um filme grandioso como “Prometheus”, você precisa saber como lidar com tantos atores, e Ridley fez um belo trabalho. JÉROME VERMELIN, METRO WORLD NEWS


cultura

www.readmetro.com

11

SEXTA-FEIRA, 15 DE JUNHO DE 2012

De volta após 18 anos

Prêmio da Música Brasileira

‘Tosca’, de Giacomo Puccini, abre temporada neste domingo no Palácio Última encenação pela Fundação Clóvis Salgado ocorreu em 1994

VÂNIA LARANJEIRA/DIVULGAÇÃO

Um time de peso dá vida, a partir de domingo, à montagem da ópera “Tosca”, escrita em 1900 pelo compositor italiano Giacomo Puccini, baseada na peça de mesmo nome de Victorien Sardou. Os três atos serão executados por 84 músicos da Filarmônica, 65 coralistas, 25 integrantes do Coral Infantojuvenil Palácio das Artes, 8 solistas e 18 figurantes. A concepção e direção de cena é da cineasta Carla Camurati, que divide os cenários com Cecília Modesto. Uma das mais representadas no mundo, a ópera narra a trágica história de amor entre a cantora lírica Tosca e o pintor Cavaradossi. Para reforçar o caráter dramático, Carla optou por ambientar o espaço cênico com gravuras do artista italiano Giovanni Piranesi, que viveu no século 18. O elenco traz solistas in-

O homenageado João Bosco acompanhado de outras estrelas da MPB MARCELO CORTES/FOTOARENA

Duzentos atores se revezam na execução da ópera, sob regência do maestro Roberto Tibiriçá

ternacionais. Tosca é interpretada pela experiente Eiko Senda, do Japão. O brasileiro Richard Bauer é Cavaradossi, enquanto o norteamericano Stephen Bronk encarna o policial Scarpia. Essa é a quinta vez que a

Fundação Clóvis Salgado monta a peça. O título já foi apresentado em 1977, 1980, 1982 e 1994. “Tosca” estreia neste domingo, às 19h. Encenações também nos dias 19, 23, 26 e 28 de junho, às 20h, no Pa-

lácio das Artes (av. Afonso Pena, 1.537 – Centro. Tel.: 3236-7400). Ingressos de R$ 25 (meia) a R$ 50 (inteira). Para os dias 19 e 26, tíquetes para plateia superior de R$ 7,50 (meia) a R$ 15 (inteira). METRO BH

Noite de gala da canção

As comemorações de 40 anos de carreira do cantor mineiro João Bosco deram o tom do 23º Prêmio da Música Brasileira, realizado na noite da última quarta-feira no Rio de Janeiro. O rapper paulista Criolo e o cantor pernambucano Herbert Lucena foram os grandes consagrados. Cada um levou três prêmios. Marisa Monte, Alcione e Dori Caymmi também conquistaram a preferência dos jurados. Na noite de gala, o ator José Wilker leu um texto inédito de Aldir Blanc sobre o compositor João Bosco.


12

www.readmetro.com

variedades

SEXTA-FEIRA, 15 DE JUNHO DE 2012

Os invasores ABC DIGIPRESS

Leitor fala Greve no metrô de BH

Receita Minuto DANIEL BORK

BOLO CREMOSO DE FUBÁ

E

Cruzadas

m junho, mês de festa junina, as comidas típicas não podem faltar. O bolo cremoso de fubá é um desses pratos típicos. A palavra fubá foi herdada dos africanos que trouxeram para o Brasil a receita do bolo na época da escravidão. RODOLFO BARTOLINI/PORTAL DA BAND

Parece brincadeira o que está acontecendo em Belo Horizonte. Já passa de trinta dias a greve dos metroviários e nem a presença da presidenta Dilma aqui na capital serviu para resolver este impasse e por fim a esta greve que prejudica milhares de usuários. Talvez por se tratar de um meio de transporte que serve principalmente aos menos favorecidos, explique o descaso das autoridades. Carlos Alberto Barbosa – BH, MG

BR-040 abandonada A vinda da presidenta Dilma causou descontentamento nos usuários da BR-040. Os investimentos anunciados ao setor de transportes restringiramse à duplicação da BR-381, reforma do Anel Rodoviário e construção da Alça Sul do Rodoanel de BH. Porque o anúncio do Governo Federal deixou a 040 de lado? Circulo diariamente pela referida estrada e estou assustado com o perigo a que os motoristas estão expostos. Leonardo Fernandes – Itabirito, MG

Pergunta

Ingredientes 3 xícaras (chá) de açúcar 1 e ½ xícara (chá) de fubá 2 colheres (sopa) de farinha de trigo 3 colheres (sopa) de margarina 3 ovos

1 colher (sopa) de fermento químico em pó 3 xícaras de leite raspas de ½ limão e ½ laranja a gosto 1 xícara (chá) de parmesão ralado

Sudoku

Siga o Metro no Twitter: @jornal_metrobh

@felipe_tarcisio: O rodízio só prejudica quem tem apenas um carro e ajuda os ricos. @a_safe: Acho que existem medidas mais eficientes para a realidade de BH. Muita coisa ainda pode ser feita antes de uma medida como essa.

Modo de preparo Bata na batedeira os ovos junto com a margarina e o açúcar até ficarem fofos. Á parte em uma vasilha misture o fubá junto com a farinha e o fermento, na sequência coloque na batedeira, misture delicadamente e coloque o restante dos ingredientes, aos poucos. Coloque em uma assadeira retangular com papel manteiga e leve ao forno quente (180º) em banho-maria por aproximadamente 50 minutos ou até dourar bem. Tire do forno, espere amornar, desenforme e sirva.

Horóscopo

Web Para falar com a redação: leitor.bh@metrojornal.com.br Participe também no Facebook: www.facebook.com/metrojornal

www.estrelaguia.com.br

Está escrito nas estrelas

Áries (21/3 a 20/4) Deixe o mundo lhe ajudar, evite interferir ou encucar certas coisas que não cabem a você realizar, mas sim esperar. Deixe as pessoas agirem sem pressões. Touro (21/4 a 20/5) Dependência dos outros para se sentir mais feliz e realizado, mas não adianta investir demais nas pessoas sozinho, é preciso que elas também invistam em você. Gêmeos (21/5 a 20/6) Atropelos no amor. Sua vida afetiva pode ser bem agitada no dia de hoje, altos e baixos irão garantir muita emoção e fazer você ferver e suar frio de amor. Câncer (21/6 a 22/7) Dia de lidar com as pessoas e o público, promover o seu marketing ou ter destaque na mídia. Ideias inteligentes podem promover soluções ou curas repentinas.

Você concorda com a possível implantação de rodízio de placas na capital mineira?

Leão (23/7 a 22/8) Bom dia para sair de cena e aguardar os acontecimentos. Deixe para os outros a tarefa de achar soluções e mostrar os melhores caminhos a serem seguidos. Virgem (23/8 a 22/9) Hoje as coisas tendem a correr mais rapidamente, soluções e ideias mais profundas podem trazer resultados imediatos, vai ser preciso voar junto com o relógio. Libra (23/9 a 22/10) Dia de transformações interiores que podem ajudar você a amadurecer nos seus relacionamentos. Procure ser mais profundo e mais objetivo em suas decisões. Escorpião (23/10 a 21/11) Não é a hora de chutar o pau da barraca para conseguir o que você quer, e sim de utilizar a sua capacidade de transformação para se adaptar e ser vencedor.

Sagitário (22/11 a 21/12) Dia de ouvir mais as outras pessoas e escutar conselhos que irão lhe agradar e ajudar a diminuir a sua ansiedade. Mantenha-se firme nas situações. Capricórnio (22/12 a 20/1) Não pense que a pressa em resolver as coisas pode te ajudar. O dia pede transformações pessoais e não atalhos e remendos, que não irão adiantar de nada. Aquário (21/1 a 19/2) Atitudes radicais e teimosas só irão complicar as situações e arrastar pendências arriscadas que tendem a permanecer do seu lado sem lhe dar nenhum refresco. Peixes (20/2 a 20/3) Dia de modificar o seu jeito de agir para que as coisas fiquem mais tranquilas. Hoje o mundo material está governando e você precisa se adequar a isso.


www.readmetro.com

cultura

13

SEXTA-FEIRA, 15 DE JUNHO DE 2012

Cacá encerra trilogia de Pirandello Ator estreia ‘Umnenhumcemmil’ no FIT, fechando sua imersão nos textos do autor italiano Luigi Pirandello NICKOLAI NICKOLOV/DIVULGAÇÃO

Cacá Carvalho

Vinte anos após encenar “O Homem Com a Flor na Boca”, do italiano Luigi Pirandello, o ator paraense Cacá Carvalho encerra a adaptação cênica da trilogia do romance pirandelliano com a estreia nacional de “Umnenhumcemmil”, hoje, no FIT (Festival Internacional de Teatro, Palco e Rua). O espetáculo é dirigido pelo italiano Roberto Bacci, do coletivo Fondazione Pontedera Teatro, que nos anos 1990 convidou Cacá a mergulhar no universo pirandelliano. São textos que abordam questões contemporâneas, como a busca hu-

mana por uma identidade pura em contraposição aos papéis sociais assumidos perante as outras pessoas. A peça que estreia hoje é uma tradução cênica do último romance do autor. O espetáculo apresenta a história de Vintangelo Moscardo, que vira ajudante de limpeza em uma casa de repouso como parte de um experimento para destituir sua própria imagem social. Será hoje e amanhã, às 21h, domingo, às 20h, e segunda, às 19h, na Spetaculo Casa de Artes, no Horto. Confira o roteiro completo no fitbh.com.br. METRO BH

Fim de semana

Até terça, se apresentam em outros três lugares.

JOÃO MILET MEIRELLES/DIVULGAÇÃO

“Bença”, de Salvador

Estreia: “Lisboa” Músicos-atores cantam, dançam e pedalam bicicletas em homenagem ao escritor Fernando Pessoa. Estreia amanhã às 11h na praça da Liberdade.

Estreia: “Bença” O espetáculo celebra os 20 anos do Bando de Teatro Olodum e trata da memória cultural do povo negro e sua ancestralidade e do respeito aos mais velhos. Hoje, às 20h, amanhã e domingo, às 18h, na Escola de Samba Cidade Jardim. Cultura maia “Oxlajuj B’aqtun” se despediu das apresentações no parque Municipal, mas cumpre

agenda hoje, às 19h, no parque Lagoa do Nado e no fim de semana, às 18h, no parque Rosinha Cadar. Filme “O Palhaço” Será exibido hoje na praça do Santa Tereza, amanhã na praça Nova da Pampulha e domingo na praça JK, de graça, sempre às 20h. “Romeu e Julieta” A remontagem do Galpão será encenada amanhã, às 16h, no parque Estrela Dalva. Nos dias 23 e 24, será apresentada no parque Ecológico da Pampulha.

DIVULGAÇÃO

O Metro indica DANIEL CAVALARI/DIVULGAÇÃO

Debate Lorenzo Mammi no Caravaggio. O historiador de arte Roberto Longhi foi um dos grandes responsáveis por difundir a obra do italiano Caravaggio pelo mundo. Em 1951, ele colocou o artista no centro das atenções com uma exposição organizada em Milão. Ao longo de sua vida, foi um dos principais biógrafos do pintor. A vida e obra do historiador serão abordadas em uma palestra conduzida pelo professor da Universidade de São Paulo, Lorenzo Mammi, que é responsável pelo prefácio do recémlançado livro de Longhi no Brasil. A palestra integra a programação da exposição “Caravaggio e Seus Seguidores”, que traz pinturas do mestre italiano e de artistas que seguiram suas técnicas. Na Casa Fiat de Cultura (r. Jornalista Djalma Andrade, 1250 – Belvedere). O debate é hoje, às 19h30. A mostra pode ser visitada até 15/7. Toda a programação é gratuita.

Teatro “Confissões das Mulheres de Quarenta”. Quatro atrizes se reúnem para escrever uma peça e acabam rediscutindo suas próprias vidas com muito humor. Durante o encontro abordam preocupações, desejos, angústias e medos. No Teatro Dom Silvério (av. Nossa Senhora do Carmo, 230 – Savassi. Tel.: 3209-8989). De amanhã a 1º/7. Sextas e sábados, às 21h. Domingos, às 19h. De R$ 15 (meia) a R$ 30 (inteira).

Peça está de volta a BH

DIVULGAÇÃO

Dupla lança amanhã o 18º disco da carreira

Show Bruno e Marrone. A dupla sertaneja lança amanhã seu 18º disco, “Juras de Amor”, com um show que promete mesclar canções recentes com hits que estouraram ao longo da carreira. O novo trabalho não foge do romantismo que marcou a trajetória da dupla, mas traz canções mais agitadas. No set list, estão clássicos como “Rancho”, “Tô largado” e “Proposta Indecente”. No Chevrolet Hall (av. Nossa Senhora do Carmo, 230 – Savassi. Tel.: 3209-8989). Amanhã, às 23h. De R$ 30 (meia-entrada 1º lote) a R$ 600 (mesa com quatro lugares).

Diversão Pista de patinação no gelo. Crianças e adultos já podem se divertir na pista de patinação aberta nesta semana na cidade. Para os bem pequenos, há trenós e carrinhos, guiados por monitores. A pista tem 150 m2 e comporta até 45 pessoas. No Shopping Del Rey (av. Carlos Luz, 3.001 – Caiçara). Até 4/9. Ingressos por R$ 10 (menores de 7 anos) ou R$ 25 (demais públicos), com direito a 30 minutos de patinação livre.

Festa “Baixaria”. A festa que pretende levar ao público artistas que surgiram na internet estreia hoje no Granfinos. A atração principal é Banda Uó, famosa na rede por adicionar toques tropicais a hits internacionais. Os DJs Amplis, Carou e Fone Dourado completam o set list. No Granfinos (av. Brasil, 326 – Santa Efigênia). Hoje, às 22h. De R$ 20 (meia) a R$ 40 (inteira). IVAN ERICK/DIVULGAÇÃO

Para entrar no clima do inverno

Banda Uó mistura tecnobrega com hits da música pop


15

www.readmetro.com

esporte

SEXTA-FEIRA, 15 DE JUNHO DE 2012

Retorno a BH anima elenco do Cruzeiro

3

esporte

Time fez ontem primeiro treino no novo Independência Apenas seis jogadores da equipe já atuaram na capital A grande maioria dos jogadores do Cruzeiro sentiu ontem, pela primeira vez, o gostinho de pisar num campo de futebol em Belo Horizonte. Após dois anos afastados da capital, os atletas da Raposa fizeram um treino preparatório no estádio Independência. O reformado Gigante do Horto será palco do reencontro da equipe com os torcedores belo-horizontinos, amanhã, às 18h30, contra o Figueirense.

Só resta a área vip Os cruzeirenses ouviram o pedido dos jogadores celestes e praticamente esgotaram os ingressos para o jogo de amanhã do time con-

Apenas seis jogadores do atual elenco já disputaram partidas na capital: os goleiros Fábio e Rafael, o lateral Diego Renan, os meias Charles e Roger e o atacante Wellington Paulista. Principal destaque do time, o armador Montillo não esconde a expectativa. “A ansiedade é muito grande. Gostei muito do estádio e espero que ele traga sorte ao Cruzeiro”, disse o argentino, que nunca atuou diante da torcida na capital.

He-man distante Após ter admitido o interesse do Cruzeiro, o presidente celeste Gilvan de Pinho Tavares praticamente descartou, ontem, em entrevista, a contratação do atacante Rafael Moura, que está no Fluminense. “Parece que ficou definida a saída somente por 5 milhões de euros”, disse. Segundo ele, a Raposa admitiria ceder um atleta em uma eventual troca.

Jogadores participaram de atividades na nova arena

METRO BH

GUSTAVO ANDRADE/METRO BH

Vão jogar tra o Figueirense, no Independência. A partida é histórica, já que marca a volta da Raposa ao Gigante do Horto. Além disso, o clube não jogava em Belo Horizonte há mais de dois anos. Restam apenas 1.500 entradas para o setor vip

da arena. O valor da entrada é salgado: R$ 200. A carga total, incluindo todos os setores, é de 23.018 ingressos. O administrador Felipe Rodrigues vibra ao garantir sua entrada para o jogo. “Fiquei na fila por mais de cinco horas, mas

estou com o meu ingresso e do meu irmão em mãos. É um jogo histórico e não poderia perdê-lo", declara. Os torcedores devem ficar atentos às alterações no trânsito no entorno do Independência. Fiscais da BHTrans estarão no local

durante todo o sábado e faixas e placas serão colocadas nos quarteirões para se evitar congestionamentos. Ônibus direto para o estádio sairão da rua Rio Grande do Sul, no Centro, a partir das 18h30. METRO BH

BRUNO CANTINI/ATLÉTICO

Jô desbanca André em treino coletivo

Recém-contratado, Jô treinou entre os titulares ontem

Mesmo com o retorno do artilheiro André, que vinha se recuperando de uma lesão no tornozelo, o técnico Cuca manteve o recém-contratado Jô na equipe titular, ontem, no primeiro treino coletivo do Atlético desde a vitória sobre o Palmeiras, no último sábado. Autor dos dois últimos gols do Galo no Campeonato Brasileiro, o atacante mostrou entrosamento com Ronaldinho Gaúcho e balançou as redes durante o treinamento após receber passe do meia. “Desde o primeiro jogo, me senti bem à vontade e tive a felicidade de marcar”, comemorou o jogador. Apesar do otimismo,

Jô fez questão de destacar que a disputa pela posição será positiva para a equipe. “Não tem nada garantido. O André é um grande jogador, e estamos numa briga sadia. Estamos dando uma dor de cabeça boa para o Cuca”, brincou o atacante. Na lateral-direita, o treinador não surpreendeu e escalou Carlos César, que deve ocupar a vaga deixada por Marcos Rocha, suspenso pelo terceiro cartão amarelo. No treino de ontem, o time titular teve Giovanni; Carlos César, Rafael Marques, Réver e Júnior César; Pierre, Richarlyson, Danilinho, Ronaldinho Gaúcho e Bernard; e Jô isolado na frente.

O Atlético volta a campo no domingo, contra o São Paulo, no Morumbi, pela quinta rodada do Brasileirão. Além de André, o técnico Cuca poderá contar com o volante Leandro Donizete e o zagueiro Leonardo Silva, recuperados de lesão. Dever compartilhado Em sua primeira coletiva desde que estreou, Ronaldinho Gaúcho se disse feliz por ser tratado como ídolo e exemplo para os mais novos, mas afirmou que não quer concentrar as atenções. “Quero dividir as responsabilidades com todos. Não quero que falem só de mim”, disse R49. METRO BH

Julgamento de atletas é adiado O julgamento envolvendo os jogadores do Cruzeiro Diego Renan, Charles e Souza foi adiado e nova data do processo ainda será marcada. Com isso, os atletas poderão jogar normalmente amanhã, contra o Figueirense. A pauta não foi julgada no Superior Tribunal de Justiça Desportiva por falta da súmula nos autos do processo. O único que não poderá entrar em campo é Anselmo Ramon, que recebeu punição de dois jogos. METRO BH


16

www.readmetro.com

esporte

SEXTA-FEIRA, 15 DE JUNHO DE 2012

Para manter a ponta CARLOS COSTA/FUTURA PRESS

Coelho aposta na boa campanha fora de casa para superar o Avaí Gabriel e Heffner vão para o jogo Com o objetivo de manter a liderança e a invencibilidade na Série B, o América encara o Avaí hoje, às 21h, apostando nos bons resultados obtidos fora de casa até o momento. Nas três partidas jogadas longe de sua torcida na competição, o Coelho conquistou sete dos nove pontos disputados – contra o São Caetano, na última rodada, o time mineiro vencia até os momentos finais do jogo. Outro fator de confiança é a escalação confirmada do zagueiro Gabriel, capitão da equipe. Ele sentia um desconforto na região da virilha, mas participou normalmente do último treino coletivo em Belo Horizonte. O lateral-direito Rodrigo Heffner, que se re-

Zagueiro Gabriel se recuperou e vai jogar hoje

cuperou de uma lesão na coxa, também vai para o jogo, na vaga de Boiadeiro, que cumpre suspensão. Na avaliação de Gabriel, o bom momento traz ainda mais confiança para o time. “A gente se motiva mais com a possibilidade de manter essa invencibilidade por mais tempo. Eu mesmo gostaria que ela continuasse até o final do campeonato”, comentou. Um dos destaques do Celho, o volante Dudu se mostra confiante, mas prega o respeito ao adversário, apesar de o Leão da Ilha ainda não ter conseguido uma boa sequência na Série B. “A gente sabe das dificuldades que vamos enfrentar lá. Mas vamos preparados para buscar os três

Avaí: Diego; Patric, Cássio, Leandro Silva e Pirão; Bruno, Mika, Jaílton, Julinho, Cléber Santana; Nunes. Técnico: Hemerson Maria. América: Neneca; Rodrigo Heffner, Gabriel, Lula e Bryan; Dudu, L. Ferreira, Gilberto e Rodriguinho; B. Meneghel e Fábio Júnior Técnico: Givanildo Oliveira

Estádio: Ressacada, em Florianópolis Transmissão: Rádios Itatiaia e Globo

pontos”, declarou. O Avaí é apenas o 9º colocado e vive um momento conturbado fora de campo. Na semana passada, a diretoria prometeu reformular o grupo. METRO BH

CLAUDIO VILLA/GETTY IMAGES

Goleiro Buffon, da Itália, sofreu dois gols em dois jogos

A arte italiana de se complicar A Itália não perde a mania de complicar a sua vida em grande competições. A Azzura, eliminada na primeira fase da última Copa do Mundo, empatou em 1 a 1 com a Croácia, em Poznan, na Polônia, ontem, em partida válida pela 2ª rodada do Grupo C da Eurocopa. Os italianos saíram na frente com Pirlo, cobrando falta, no primeiro tempo. Mandzukic empatou aos 27 minutos da etapa final. No outro jogo do dia, em Gdansk, a Espanha goleou a Irlanda por 4 a 0, com dois

gols de Fernando Torres, um de David Silva e outro de Fábregas. Espanha e Croácia dividem a liderança da chave com quatro pontos. As duas seleções se enfrentam na última rodada, na segunda-feira. A Itália tem dois e terá pela frente os irlandeses, que ainda não pontuaram. Hoje, pelo Grupo D, a Ucrânia enfrenta a França, às 13h. já a Inglaterra encarará a Suécia, às 15h45. As partidas terão transmissão da TV Bandeirantes. METRO BH

Andreoli une humor e esporte na tela da Band Repórter do CQC terá a companhia de Denílson e Paloma Tocci no programa que vai ao ar aos sábados, às 14h15 A partir de amanhã, as tardes de sábado em todo o Brasil terão Felipe Andreoli, Denílson e Paloma Tocci no ‘Deu Olé!’, novo programa da Band, que além de tratar de futebol, vai cobrir todos os esportes especializados e tem como proposta trazer informação esportiva com humor e descontração, uma forma de inovar, com bom jornalismo e alegria. Dentre as atrações do programa ‘Deu Olé!’, o ‘Quadro dos Sonhos’, uma das partes do programa televisivo, vai colocar um esportista sob uma ótica diferente, mostrando um lado que ninguém jamais viu. O ‘Jogo da

Verdade’ vai trazer revelações bombásticas sobre a vida e a carreira de um famoso esportista. Outro destaque é o ‘Lição de Casa’, um quadro que promete muita interação, de forma inovadora, com o público. Telespectadores e internautas poderão enviar vídeos mostrando alguma habilidade atlética e desafiar um esportista a tentar o mesmo. Outro quadro do ‘Deu Olé!’ reescreve a história do esporte em todo o mundo e vai criar hipóteses de como seriam as coisas se elas tivessem acontecido de maneira diferente. METRO BH

‘DEU OLÉ’ FELIPE ANDREOLI ESPECIAL PARA O METRO

Lembro-me de quando era criança e usava meu kichute para jogar bola. Eu era um menino quase gordinho, tinha um traseiro avantajado e coxas tão grossas que roçavam uma na outra. Sonhava em ser o camisa 11 da Seleção, que nem o Romário. E mais do que fazer um golaço, a gente queria dar olé. O drible, a bela jogada, é daquele que vai ser falado depois da pelada. A bola debaixo das pernas, o chapéu, o drible da vaca, essa é a jogada que vai ficar eternizada, ao menos para quem fez o lance. Eu era aquele garoto esforçado, que corria, brigava, e de vez em quando, ok, bem de vez em quando, fazia uns gols. Mas apaixonado pelo futebol e pelo esporte. Enquanto eu me esforçava para acertar a bola na rede, em Diadema, um garoto um pouco mais velho parecia ter nascido para jogar bola, ou melhor, para dar olé. Denílson era o típico peladeiro. Peralta, preferia driblar do que fazer o gol. Enquanto o Brasil ganhava pela 4a vez a Copa do Mundo nos EUA-94, o futuro pentacampeão empinava pipa na laje. Fazia fintas com a pipa no ar, sem saber que Roberto Baggio fazia os brasileiros sorrirem após 24 anos. O amor pelo futebol veio depois, como uma paixão arrebatadora, daquelas que os garotos, já homens, sentem quando passa um rabo de saia. Em outro ponto de São Paulo uma menina brincava de boneca sem saber que um dia trabalharia com o assunto preferido dos homens, o futebol. A garota cresceu, ficou bonita e muito jogador gostaria de dar olé na patroa para passar uns minutos com ela. Mas Paloma também sabe driblar o assédio dos mais saidinhos. Hoje fala sobre qualquer esporte, e com muito mais graça do que os marmanjos. Esse é o time que vai dar olé aos sábados na Band, um trio com as mesmas paixões e que quer dividir o amor pelo esporte com quem está do outro lado da telinha. Eu, Denílson e Paloma vamos jogar do jeito que a torcida gosta, com alegria, bom humor, e, claro, muita categoria. Um time que você nunca viu. Bem-vindos ao “Deu Olé!”.


20120615_br_metrobh