Issuu on Google+

O Jornal Metro é impresso em papel certificado FSC, garantia de manejo florestal responsável, e com tinta ecológica elaborada com matérias-primas bioderivadas e renováveis pela gráfica Plural.

BRALT_2012-05-26_1.qxp:BRAZIL

5/25/12

5:49 PM

Page 1

Vende-se sossego Garantia maior já pode ser comprada por até R$ 1 mil {pág 04} Sábado, 26 de maio de 2012 Edição nº 35, ano 2

Não tão distante Motos de altas cilindradas por preços de carros populares {pág 12}

Já escolheu o seu? Redução do IPI promove descontos atraentes nos preços dos automóveis Veja como ficaram os preços dos modelos com maior procura nas concessionárias

{págs 08 e 09}

RECICLE A INFORMAÇÃO: PASSE ESTE JORNAL PARA OUTRO LEITOR

FOTOMONTAGEM: VITOR IWASO/METRO


BRALT_2012-05-26_2.qxp:BRAZIL

5/25/12

4:19 PM

Page 1

TOME NOTA

02

DIVULGAÇÃO

Sonho de Jobs O fundador da Apple, Steve Jobs, tinha o projeto de criar um iCar, veículo com os padrões de design e características de produtos como o iPhone, o iPod e o iMac. Segundo Mickey Drexler, executivo da empresa, Jobs imaginava uma revolução no setor. “O sonho de Jobs, antes de morrer, era projetar um iCar. E ele, provavelmente, já teria metade do mercado”, disse. Após a morte de Jobs, a Apple mostrou o impacto que a empresa representa na indústria de automóveis norte-americana, já que 90% dos carros novos possuem conectividade para o iPod.

Salão desfalcado

Marca preciosa

Na frente do IPI

As principais estrelas do Salão do Automóvel de São Paulo podem ficar de fora do evento. Isso porque até o momento os estandes reservados para Ferrari, Maserati e Lamborghini não foram locados. As suspeitas aumentam com a ausência da marca sueca Koenigsegg, que, em 2010, mostrou o CCXR avaliado em R$ 6 milhões, e da Pagani, com modelos entre R$ 4 milhões e R$ 10 milhões. O motivo da desistência das fabricantes dos carrões é o alto preço do aluguel dos estandes, cerca de R$ 350 mil.

A BMW tomou o primeiro lugar da Toyota no ranking das marcas de carros mais valiosas do mundo, segundo a consultoria Millward Brown Global. A empresa alemã foi avaliada em US$ 24 bilhões, contra US$ 21,8 bilhões da japonesa, que liderou a lista em 2006, 2007, 2008, 2009 e 2011. Essa é a segunda vez que a BMW é eleita a mais valiosa. Em 2010, também ficou no topo. A Mercedes-Benz ficou em terceiro lugar, seguida pela Honda e Nissan. Destaque para a Hyundai, que apareceu pela primeira vez entre as 10.

A Chevrolet foi a primeira montadora a anunciar um feirão de fábrica com os preços novos, reduzidos após o corte do IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados). O evento acontece hoje e amanhã, no pátio interno da unidade da GM em São Caetano do Sul. A empresa não divulgou preços de cada veículo, mas afirma que haverá várias promoções e condições de financiamento diferenciadas. Os modelos também poderão ser financiados em até 48 meses para pagamento com taxa de juro de 0,99% ao mês.

Primeiro felizardo

Luxo e economia

Sustentabilidade

A Rolls-Royce anunciou na última semana a venda da primeira unidade da marca comercializada após o início das operações da empresa no Brasil. Ao preço de R$ 3,2 milhões, um modelo Ghost de cor externa Luna Blue com capô Silver e cor interna gelo foi adquirido por um filho para presentear seu pai, aniversariante no dia 19.

A revista americana “Forbes” elaborou uma lista com os modelos esportivos de luxo mais econômicos e menos poluentes. O primeiro lugar é o Porsche Boxster, que consome, em média, 8,5 km/L (na cidade) e 11,9 km/L (na estrada ). Também figuram no ranking modelos como o Lotus Evora, TT, da Audi, Mercedes-Benz SLK 350, entre outros.

Na próxima terça-feira, a partir das 18h, o Auto Show Collection reúne os principais modelos da marca Chevrolet no Sambódromo do Anhembi. O evento “Clubes Irmãos Chevrolet” terá a participação de modelos da linha GM nacional, como Opala, Chevette, Monza, além de importados, como Impala e Camaro. Inf.: www.autoshow.com.br

O jornal Metro circula em 22 países e tem alcance diário superior a 20 milhões de leitores. No Brasil, é uma joint venture do Grupo Bandeirantes de Comunicação e da Metro Internacional. REDAÇÃO - 011/3528-8522

leitor.sp@metrojornal.com.br COMERCIAL: 011/3528-8549

“A tiragem e distribuição desta edição de 100.000 exemplares são auditadas pela BDO.” Editado e distribuído por SP Publimetro S/A. Endereço: rua Tabapuã, 81, 14º andar, Itaim, CEP 04533-010, São Paulo, SP.

Expediente Metro Brasil. Presidente: Cláudio Costa Bianchini. Diretor de Redação: Fábio Cunha (MTB: 22.269). Diretor Comercial e Marketing: Carlos Eduardo Scappini. Diretora Financeira: Sara Velloso. Diretor de Operações: Luís Henrique Correa. Editor Chefe: Luiz Rivoiro. Editor de Arte: Vitor Iwasso. Coordenador de Redação: Irineu Masiero. Gerente Comercial Nacional: Ricardo Adamo.

Metro Motor. Editor: Wilson Dell’Isola. Editor de Arte: Daniel Lopes. Repórteres: Fernando Corrêa e Paulo Borgia. Gerentes Comerciais: Tânia Biagio e Elizabeth Silva.


BRALT_2012-05-26_3.qxp:BRAZIL

5/25/12

8:25 PM

Page 2


BRALT_2012-05-26_4.qxp:BRAZIL

5/25/12

7:27 PM

Page 1

SERVIÇO

04

Serviço encontrado nas concessionárias adiciona dois anos à garantia de fábrica e deixa o motorista tranquilo por mais tempo Plano cobre despesas mecânicas e elétricas por até R$ 1 mil

JAC J-3

6

anos

Reforço

garantido Sair da concessionária de carro zero e, ainda, reforçar a garantia de fábrica com dois anos adicionais é a nova estratégia das lojas para fidelizar os clientes. Com um investimento médio de até R$ 1 mil, o consumidor contrata a garantia estendida e pode ficar tranquilo por mais tempo. O serviço é realizado por seguradoras particulares que oferecem as mesmas vantagem das montadoras durante o período complementar (um ou dois anos). “O plano cobre despesas mecânicas, elétricas, tecnológicas e falha ou defeito de peça sem limite mínimo ou máximo para gastos”, diz Fabiano Telatin, superintendente comercial da divisão de auto da seguradora Assurant, uma das empresas do setor no país. O benefício vale para

carros zero ou de revenda. Para adquirir o plano, o interessado deve solicitar o pacote na própria concessionária no momento da compra ou quando o prazo da garantia de fábrica estiver no fim. Segundo o superintendente, a cada 100 veículos vendidos no país, de 25 a 35 saem das lojas com o serviço. O retorno do investimento é rápido e positivo tanto para o motorista como para as concessionárias. “Em um ano o cliente recupera o dinheiro gasto, já que, na maioria dos casos, o veículo precisa de manutenção justamente quando a vigência da garantia de fábrica acaba”, explica Telatin.

Todos os modelos, exceto para os comerciais leves, como o HR, que tem garantia de fábrica de 4 anos e o HD78, com garantia de 1 ano

i30, da Hyundai

Kia

Ford EcoSport

anos Todos os modelos

METRO SÃO PAULO

2

anos

Fiat Sem limites de quilometragem para a maioria dos modelos

palhetas do limpador de para-brisa, a preços mais baixos do que os encontrados nas oficinas comuns. A economia pode chegar a 30%. “A compra e uso do pacote deve ser realizada durante o período de vigência da garantia de fábrica ou da estendida. Caso o cliente não use o serviço ele pode transferi-lo para terceiros ou cancelá-lo. Neste caso, parte do dinheiro é devolvido”, diz Fabiano Telatin, da Assurant. MP

3

5 anos de garantia ou 100 mil km. Exceto para o Kia Bongo, que tem 3 anos ou 100 mil km

Honda e Nissan

REPRODUÇÃO

A necessidade de troca dos componentes básicos dos veículos nem sempre vem em boa hora. Para facilitar a vida do motorista e evitar gastos em momentos inesperados, as concessionárias nacionais incluíram uma nova prática em sua gama de ofertas: pacotes de manutenção pré-paga. Com o benefício, oferecido pelas seguradoras de garantia estendida, o consumidor pode comprar serviços simples, como troca de óleo ou de

anos Hyundai

MARIANNA PEDROZO

Mecânico pré-pago

5

JAC Motors 6 anos de garantia sem limite de quilometragem para todos os modelos

GM

Ford Ka, Courier e Fiesta Rocam

GM Celta, Classic, Corsa, Agile, Meriva, Astra, Zafira e Montana

VW 1 ano de garantia completa e 3 anos para motor e transmissão para a linha nacional. A linha internacional tem 3 anos de garantia

1

ano

Omega, Tracker, Camaro, S10 (antiga) e Blazer

Fiat Fiat Bravo e Fiat 500

Renault 3 anos ou 100 mil km para carros de passeio

Ford EcoSport, Ranger, Edge, Fusion, Focus e New Fiesta

Peugeot 308, 408, 3008, RCZ

GM Vectra, Vectra GT/GTX, Cruze, Cobalt, Captiva, Malibu e S10 (nova)

Fiat Linea e Freemont

Celta, da GM


BRALT_2012-05-26_5.qxp:BRAZIL

5/25/12

7:13 PM

Page 2


BRALT_2012-05-26_6.qxp:BRAZIL

5/25/12

4:22 PM

Page 1

TECNOLOGIA

06

Visão completa em qualquer situação Câmeras de vídeo inauguram novo conceito de direção Equipamento ajuda na baliza e diminui acidentes Range Rover sai da loja com cinco lentes No mundo moderno, câmeras de vídeo são sinônimo de segurança e falta de privacidade. Para o mercado automobilístico, elas representam um novo conceito de direção. No Brasil, a câmera de ré começou a ser incluída nos modelos importados de luxo, mas, recentemente, passou a ser item de série de modelos como Kia Soul e novo Honda Civic. De acordo com a Honda, as câmeras, além de facilitar na hora da baliza, evitando arranhões na lataria, também ajudam na diminuição de acidentes. Nos Estados Unidos elas serão obrigatórias, assim como airbags e sistema ABS de freio. Segundo o NHTSA (National Highway Traffic Safety Administration), órgão americano responsável pela segurança nas estradas, o recurso poderia evitar cerca de cem mortes por ano.

Graças às cinco câmeras do Range Rover Evoque, o motorista tem uma visão externa completa

360 graus

Um dos SUVs mais famosos do mundo, o Range Rover tem cinco câmeras, tornando possível uma visão externa de 360 graus. FERNANDO.CORREA @METROJORNAL.COM.BR

FOTOS: DIVULGAÇÃO

1

1. A versão top do Range Rover (Evoque) tem sistema de câmeras com visão de 360 graus. Pelo preço dá para comprar um imóvel: R$ 400 mil.

2

2. O Honda Civic 2012 vem com câmera de ré como item de série. As imagens aparecem em uma tela de LCD. A versão mais simples custa R$ 66,7 mil.

3

3. O Kia Soul 2012 também adere às câmeras automotivas. O modelo já sai das lojas com o equipamento. O carro parte de R$ 54 mil.


BRALT_2012-05-26_7.qxp:BRAZIL

5/25/12

7:14 PM

Page 2


BRALT_2012-05-26_8-9.qxp:BRAZIL

5/25/12

4:26 PM

Page 1

08

Mais perto do 0 km Redução do IPI e do IOF deixa carros até 10% mais baratos nas lojas Medida vale até fim de agosto e visa aquecer o setor, que registrou queda nos últimos meses Quem andava pensando em comprar um carro novo teve uma ótima surpresa na última semana. Para diminuir o estoque e evitar demissões no setor automotivo, o governo resolveu reduzir o IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados) e o IOF (Imposto sobre Movimentação Financeira), de 2,5% para 1,5%, para o financiamento de veículos. A medida vale até 31 de agosto. Os veículos flex tiveram o IPI reduzido da seguinte maneira: carros com motor 1.0 passaram de 7% para zero. Já os carros com motor entre 1.1 a 2.0 passaram de 11% para 5%. Veículos que só rodam com um tipo de combustível ti-

30

dias é o tempo previsto que um carro ficará parado antes de ser vendido. Antes do corte de tributos, o veículo ficava 45 dias. veram IPI reduzido de 13% para 6,5%. De acordo com o presidente do sindicato das concessionárias de São Paulo, Octávio Leite Vallejo, o consumidor final já encontra veículos a preços entre 7% a 10% mais baratos. “Além de resultar na diminuição dos valores de automóveis zero-quilômetro, a medida ainda tem um efei-

to psicológico muito forte e vai aquecer o mercado”, diz Vallejo. A estimativa é que as vendas alcancem 3,8 milhões de unidades neste ano – aumento de 5,5% em relação a 2011. Para o presidente da Fiesp (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo), Paulo Skaf, o corte de tributos, embora positivo, não dará fôlego suficiente à economia. “O desconto maior ficou para os modelos de entrada, que não correspondem absolutamente ao grosso da economia”, diz Skaf FERNANDO CORREA METRO SÃO PAULO

Redução do IOF sobre financiamentos passa de 2,5% para 1,5%. O IPI sobre veículos também caiu. Saiba como ficam os novos preços de alguns modelos

Ford Ka Com IPI antigo (7%) Com novo IPI (0%)

GM Corsa Hatch 1.4 R$ 23.600 R$ 21.240

Com IPI antigo (11%) Com novo IPI (5,5%)

R$ 33.900 R$ 31.900

Desconto: R$ 2.360

Desconto: R$ 2.000

Fiat Uno Vivace 1.0 2P

Fiat 500 Cult 1.4 8V

Com IPI antigo (7%) Com novo IPI (0%)

Com IPI antigo (11%) Com novo IPI (5,5%)

R$ 26.880 R$ 24.110

R$ 43.840 R$ 40.770

Desconto: R$ 2.770

Desconto: R$ 3.070

Volkswagen Gol G5 1.0

GM Cruze 1.8

Com IPI antigo (7%) Com novo IPI (0%)

Com IPI antigo (11%) Com novo IPI (5,5%)

R$ 30.970 R$ 27.904

Desconto: R$ 3.066

R$ 64.900 R$ 62.558

Desconto: R$ 2.342


BRALT_2012-05-26_8-9.qxp:BRAZIL

5/25/12

4:33 PM

Page 2

MERCADO EDUARDO KNAPP/FOLHAPRESS

Outro lado da moeda Na semana que a capital de São Paulo teve o maior congestionamento da história no período da manhã, com 249 km de vias paradas, uma medida do governo envolvendo corte de impostos deu mais fôlego ao mercado automotivo. Com o pacote, a estimativa é de que 3,8 milhões de carros novos invadam as ruas de todo o Estado, um aumento de 209 mil unidades ante 2011. Embora a compra de um carro zero possa significar a aposentadoria do antigo, sem resultar, dessa forma, no aumento da frota, para o presidente do sindicato das concessionárias de São Paulo, Octávio Leite Vallejo, não há dúvidas de que haverá mais veículos nas ruas. “As pessoas receberam um alento para conseguir comprar um carro novo. Uma família que tem apenas uma unidade vai querer adquirir um novo pa-

10%

do valor do carro deve ser o exigido na hora da compra com a redução de tributos. Antes o consumidor tinha que dar cerca de 20% ra o filho. Em São Paulo, muitos preferem ter dois carros para fugir do rodízio em vez de usar transporte público”, afirma Vallejo. Sobre a medida do governo de incentivo ao uso de carros, Lincoln Paiva, ambientalista e consultor de mobilidade sustentável, diz em seu blog que comprar carros é bom para a economia e representa conforto para a família, mas sem um plano de mobilidade urbana o automóvel vira o único meio de transporte, congestionando o trânsito. METRO PATRÍCIA ARAÚJO/FOLHAPRESS

Concessionárias reajustam os preços depois de redução do IPI

Ford Focus Hatch 1.6 Com IPI antigo (11%) Com novo IPI (5,5%)

R$ 53.900 R$ 49.900

Desconto: R$ 4.000 Fiat Linea Essence 1.8 Com IPI antigo (11%) Com novo IPI (5,5%)

R$ 56.990 R$ 52.990

Desconto: R$ 4.000 Volkswagen Golf 2.0 GT Com IPI antigo (11%) Com novo IPI (5,5%)

R$ 64.530 R$ 60.013

Desconto: R$ 4.517

Incentivo na compra de um carro vai piorar o trânsito de São Paulo

Fôlego para o setor automotivo A alta da inadimplência e a consequente restrição ao crédito resultou na queda de emplacamentos de veículos no último quadrimestre. Por isso, segundo a Fenabrave (Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores), foi preciso uma oferta de crédito mais ampla e em melhores condições para o consumidor. “Acreditamos que essas medidas,

que incluem redução do IPI e do IOF, darão impulso para que se inicie, novamente, um ciclo positivo para o segmento da distribuição de veículos”, afirma o presidente da Fenabrave, Flávio Meneghetti. Todos os carros que foram faturados pelas montadoras antes do anúncio, e que se mantêm nos estoques, serão refaturados para se ajustarem à redução de preço. METRO


BRALT_2012-05-26_10.qxp:BRAZIL

5/25/12

4:37 PM

Page 1

COMPORTAMENTO

10

Diretamente dos games Carros estreiam nos videogames antes de chegarem às ruas Popularidade no mundo virtual aumenta sucesso das carangas Detalhes da sexta geração do Porsche 911 são mostrados em jogo de pilotagem Os jogos de videogame estão cada vez mais realistas. Com gráficos avançados, os elementos só faltam pular da tela para o mundo real. Em se tratando de corrida de carros, isso pode mesmo acontecer. Algumas carangas de alto nível, como Nissan GT-R e Porsche 911, só viraram realidade depois de estreiarem nos games. O modelo japonês é um dos casos mais conhecidos. Estrela do jogo “Need for Speed: Pro Street” (2007), o Nissan GT-R se tornou uma lenda digital e passou dos consoles para a vida real. Segundo a montadora, o jogo vendeu mais de 40 milhões de cópias e popularizou de vez o carro. Outro lançamento antecipado pelos games, o Porsche 911 teve os detalhes revelados no jogo “Crash Time 4” (2010), que mistura investigação com pilotagem. Dos consoles para o mundo real só carrões, e a Citroën também tem o seu. O superesportivo Citroën GT antes de ser construído já existia no jogo “Grand Turismo” (2009). FERNANDO.CORREA @METROJORNAL.COM.BR

Nissan GT-R fez sucesso em “Need for Speed” antes de chegar às ruas

FOTOS: DIVULGAÇÃO

Virtual e real

Sexta geração do Porsche 911 teve detalhes revelados nos games

Detalhes desvendados Entre os carros do jogo “Crash Time 4”, o Grandsport se destaca por ser o modelo de apresentação da sexta geração do Porsche 911. Os faróis ovalados e a fileira de LEDs debaixo das grades laterais foi vista antes no jogo.

Dos games para Paris

Citroën GT sai dos consoles de videogame para a vida real

Criado pelo designer Takumi Yamamoto, que trabalha para a Polyphony, responsável pela criação da consagrada série de videogame “Gran Turismo”, do Playstation, o Citroën GT foi apresentado em Paris em 2008. Desenhado para apenas dois ocupantes, o superesportivo teve apenas seis unidades fabricadas, vendidas por cerca de R$ 3,5 milhões. Com motor V8, a máquina entrega 500 cavalos de potência. Spoilers, aerofólios, extratores e saias laterais garantem um visual bem agressivo.


BRALT_2012-05-26_11.qxp:BRAZIL

5/25/12

4:47 PM

Page 2

SERVIÇO

11

Assentos ortopédicos para veículos aumentam o conforto e ajudam o motorista a manter a postura correta ao volante Acessório também tem função massageadora

Amigo da coluna Para o bem do motorista Dicas para usar corretamente o assento ortopédico para carros. Benefícios do acessório: melhora a sensação de conforto durante horas na direção, alivia dores lombares, corrige a postura e alonga as costas. Como usar: basta prender as fitas do assento no banco do carro. Assento massageador:

além de melhorar o conforto do motorista, esse equipamento tem função massageadora, capaz de relaxar a musculatura. O produto tem cinco tipos de massagem em quatro intensidades. Postura inadequada: pode resultar em dores na coluna, pescoço, joelhos, braços, cotovelos e pescoço. Cuidado: se as dores persistirem mesmo com a mudança de postura ao volante é recomendável procurar ajuda médica para evitar maiores problemas.

Posição certa ao volante Cabeça Levante o apoio de cabeça de modo que a linha dos olhos fique bem no meio do encosto

Pernas Com o pé fundo no acelerador, os joelhos devem ficar levemente flexionados. Essa é a distância correta do banco em relação ao painel

Se fugir do trânsito não é mais uma opção para os paulistanos que passam horas dentro do carro, a melhor alternativa é adequar-se a essa realidade. Entretanto, redobrar as doses de paciência e fazer caminhos alternativos para sair do congestionamento não são suficientes para evitar desgastes físicos e dores nas costas – resultado da postura inadequada ao volante. Para aumentar o conforto do motorista, especialistas recomendam o uso de assentos ortopédicos. “O acessório não corrige a postura do usuário, apenas o ajuda a sentar-se da forma correta”, diz Camila Cohen Kalela, ortopedista da Santa Casa de São Paulo. O produto é encontrado no mercado de R$ 120 a cerca de R$ 200. As regras da boa postura ao volante exigem que o banco esteja posicionado entre 100 e 120 graus de modo que a coluna fique totalmente apoiada no encosto. As coxas devem ficar encostadas no assento e a cabeça próxima ao protetor da coluna. Já os joelhos e os cotovelos não podem ficar muito esticados. Além dos assentos ortopédicos convencinoais, que podem ser usados em sofás e cadeiras domésticas, o motorista encontra opções com funções massageadoras. O produto é recomendável para usuários que desejam relaxar enquanto estão ao volante. “Não há contraindicações para os assentos com essas especificações. Como nossa musculatura fica tensa ao dirigir, a massagem relaxa o corpo e evita as convencionais dores”, explica Camila. Cuidado com a lombar Alongar o corpo antes e depois de passar horas no trânsito é uma boa alternativa para evitar a lombalgia (dor na lombar) e outras dores musculares. De acordo com a ortopedista, para alongar as pernas o motorista deve levar as mãos até os pés mantendo os joelhos esticados e, em seguida, apoiar os pés na parede e esticar as pernas. MARIANNA PEDROZO METRO SÃO PAULO

Aprenda a guiar sem prejudicar a coluna

90º 100º 120º

Encosto A coluna do motorista precisa ficar totalmente em contato com o encosto. O ângulo deve ser entre 100 e 120 graus

Assento ortopédico da Relaxmedic

Assento massageador com aquecimento da FisioStore


BRALT_2012-05-26_12.qxp:BRAZIL

5/25/12

6:30 PM

Page 1

DUAS RODAS

12

Cabulosas até

R$ 30 mil BMW G 650 GS faz cerca de 21 km/L na cidade: R$ 29,8 mil

Motos com mais de 650 cc que cabem no orçamento realizam o sonho de apaixonados por máquinas potentes Por preço de carro popular é possível levar modelos de marcas conceituadas como Harley-Davidson e BMW Velozes, incrementadas, estilosas e ainda compatíveis com o orçamento. Motos cobiçadas, como HarleyDavidson e BMW, não se encontram assim tão distantes da realidade. Quem consegue organizar as contas e economizar até R$ 30 mil, já pode ser dono de um modelo de mais de 650 cc. Se o sonho é ter uma Harley, com esse dinheiro é possível sair da loja com uma 883 Roadster (R$ 27,7 mil) ou uma IRON 883TM (R$ 29,4 mil), as duas mais baratas da marca. O orçamento limitado em R$ 30 mil também dá

R$ 29,8 mil é o preço sugerido de uma G 650 GS, da BMW. A big-trail rende com a potência máxima de 51 cavalos. acesso a duas “streets” invocadas da Suzuki: a Bandit 650S (R$ 29,9 mil) e a GSX 650F (R$ 29,9 mil). Às vezes, a concessionária procura até melhorar as condições para motos maiores. “Para motos mais potentes, como a Yamaha XJ6F, de 600 cc, é possível

parcelar em 12x de R$ 600, com 50% de entrada”, diz Fabio Lucio, gerente nacional de vendas da Yamaha. Há várias opções de motos grandes pelo preço de um carro popular. Por exemplo, uma Honda Shadow de 750 cc, com motor bicilíndrico em “V” de 4 tempos, sai por R$ 28.880. Outra cabulosa é a Kawasaki Ninja 650R, que vem novinha por R$ 28.463. Ótimo para quem leva a vida em duas rodas.

Honda Shadow 750 entrega 45 cv: R$ 28.880

FERNANDO.CORREA @METROJORNAL.COM.BR

Kawasaki Ninja 650R: R$ 28.463, ABS é opcional

Suzuki Bandit 650S tem display em LCD: R$ 29,9 mil

Um dos modelos mais baratos da Harley, a Sportster Iron 883 sai por R$ 29,4 mil


BRALT_2012-05-26_capas01e04.qxp:BRAZIL

Sábado, 26 de maio de 2012 Edição nº 35, ano 2

5/25/12

7:15 PM

Page 2


BRALT_2012-05-26_capas02e03.qxp:BRAZIL

5/25/12

7:17 PM

Page 2


BRALT_2012-05-26_capas02e03.qxp:BRAZIL

5/25/12

7:18 PM

Page 2


BRALT_2012-05-26_capas01e04.qxp:BRAZIL

5/25/12

7:15 PM

Page 2


20120526_br_metro motor