Page 1

Publicação bimestral da Igreja Metodista no Estado do Rio de Janeiro – 1ª RE Ano XXXVIII • Nº 437 • setembro/outubro de 2013

Palavra do Bispo Bispo fala sobre a essência dos ensinos de Jesus Cristo Página 3

Nacional Mais de 200 decisões em evento missionário da Agência Malta Página 4

Região Seminário Metodista anuncia início de curso de Teologia Página 5

Missões Ministério Ide por Cristo faz viagem missionária ao Nordeste do Brasil Página 8

Igrejas em Ação IM de Cascadura 4º Congresso da Sociedade de Jovens Página 10

Exemplos de dedicação a Deus

Inspirado no tema do Congresso de Missões, Missão é Integral, Avante traz histórias de metodistas totalmente envolvidos na obra

F

ocada em levar alimento para alma e o corpo, a Igreja da 1ªRE tem realizado importantes trabalhos missionários. Nessa tarefa, conta sempre com a dedicação de pessoas que, durante todo o ano, empenham-se na propagação do Evangelho de Jesus Cristo. Por ocasião do 4º Congresso de Missões, que acontece de 11 a 13 de outubro, na Escola de Missões, em Teresópolis, a reportagem foi buscar alguns metodistas que são exemplos de desprendimento por se envolver em tempo integral na missão de salvar vidas. Pastora Maria do Carmo Moreira Lima, mais conhecida como Kaká, é uma delas. Responsável pela Pas-

toral da Juventude em Conflitos com a Lei, ela desenvolve um trabalho de atendimento voltado para adolescente em situação de privação de liberdade. Sebastião Castro, da IM em Botafogo, e Seu João da bicicleta são outros destaques desta edição. Sebastião, por ser coordenador do Ministério Ide por Cristo, que tem levado metodistas e membros de outras denominações a conhecerem o campo missionário no nordeste brasileiro. Já Seu João tornou-se conhecido por usar sua bicicleta, equipada com cartaz evangelísticos, para anunciar Jesus Cristo pela cidade. Página 7.

Discipulado é tema de Ministerial Regional promovido pela 1ªRE

C

erca de 500 pessoas se reuniram em São João da Barra em torno do Ministério Regional de 2013. O tema central do evento foi Discipulado e refletiu a preocupação da Igreja em forma líderes bem preparados para o ministério. Além do bispo Paulo Lockmann, o evento contou com a presença do bispo emérito e editor do guia devocional No Cenáculo, Adriel de Souza Maia; do bispo da

Igreja Metodista Livre e da Fraternidade Wesleyana de Santidade, Ildo Mello; e do pastor da Igreja da Paz de Fortaleza, Abe Huber. Convidado para ministrar, pastor Huber partilhou sua experiência com o discipulado. Atualmente, sua igreja tem mais de 6 mil células. "O grande segredo é discipular menos pessoas para poder discipular com qualidade”, ensinou. Página 6.


ME TO D I S MO N O MU N D O

E DITO RIA L

Dedicação total ao Senhor

Secretário-geral do Ciemal no Equador

A

o cumprir o Ide de Jesus, a Igreja Metodista sempre se preocupou em levar não apenas alimento espiritual, mas também material para aqueles que estão longe de Deus. O Jornal Avante, por exemplo, ao longo de sua história, publicou inúmeras reportagens focando esse tipo de trabalho que retrata o perfil metodista. Às vésperas do 4º Congresso de Missões da Primeira Região, em outubro, sob o tema Missão é Integral, trazemos alguns exemplos de metodistas que, impulsionados por um coração aquecido, dedicam-se integralmente à obra de Deus (página 7). Um dos exemplos de dedicação veio da IM em Botafogo. Por meio do Ministério Ide por Cristo, coordenado por Sebastião Castro, a igreja vem realizado projetos missionários. Na página 8, registramos a última viagem realizada ao Nordeste brasileiro. Esse trabalho envolveu 26 missionários de diferentes denominações. Também envolvida em missões, a Confederação de Jovens, por intermédio da Agência Malta, realizou um impacto missionário no Peru que rendeu mais de 200 decisões por Cristo (página 4). A preocupação da Região também está voltada para o discipulado. Isso ficou evidente no Ministerial Regional de 2013. Durante o evento, esse tema foi abordado com a visão de formar líderes bem preparados para o ministério. Quando falamos em formação de liderança, lembramos também de Teologia. E a notícia do início das aulas do Seminário Metodista César Dacorso Filho é bem-vida. Segundo o diretor do Seminário, pastor Levy da Costa Bastos, “com a criação do Seminário, a Igreja do Rio de Janeiro sinaliza seu permanente interesse em oferecer formação teológica de alto nível não somente para os futuros pastores, mas também para leigos que desejam aprofundar seu conhecimento teológico”. Já em seu artigo, bispo Lockmann faz uma comparação entre os ensinamentos dos evangelhos e as promessas de prosperidade anunciadas por alguns pregadores da atualidade. E questionou: “O que realmente Jesus ensinou?” Em seu texto, ele discorre, com base no exemplo do Mestre, sobre o evangelho que devemos anunciar. Segundo ele, caso erremos o foco, corremos risco de pregar uma mensagem equivocada. Não deixe de ler. Que cada linha desta edição sirva para sua edificação. E os exemplos aqui relatados inspirem outros a se dedicarem ainda mais à obra do Senhor. Afinal, vidas precisam conhecer o Evangelho da salvação. Boa leitura! Nádia Mello

Publicação bimestral da Igreja Metodista na 1ª Região Eclesiástica Fundado em maio de 1973 Ano XXXVIII nº 437 Rua Marquês de Abrantes, 55 – Flamengo 22.230-061 – Rio de Janeiro – RJ Tel.: (21) 2557-3542 / 3509-1074 Fax: (21) 2557-7048 avante@metodista-rio.org.br www.metodista-rio.org.br

2

n O reverendo Luciano Pereira da Silva, secretário-geral do Ciemal, esteve em visita ao Equador. O objetivo da viagem foi conhecer os trabalhos realizados naquele país e estreitar ainda mais a relação entre o Conselho de Igrejas Evangélicas Metodistas e a Igreja Metodista do Equador. Na ocasião, o secretário visitou a Igreja Metodista unida do Equador e passou por diversas Igrejas e projetos na região metropolitana de Quito, pregando e realizando reuniões. O Brasil enviou uma delegação de 18 pessoas da Sexta Região Eclesiástica, liderada pelo Pastor Ismael Machado Correa e Reginaldo Paraizo. A visita culminou com um encontro histórico, onde foi possível reunir Brasil, Peru e Equador para um retiro de preparação de discipuladores. O propósito é multiplicar essa experiência nos outros países da América Latina e Caribe.

Reunião de Metodistas no Peru

n Comitê Executivo do Conselho de Igrejas Evangélicas Metodistas da América Latina e Caribe (Ciemal) reuniu-se, no mês de julho, em Lima, Peru. Essa foi a primeira reunião da nova junta, eleita na última assembleia em Costa Rica. Na ocasião, inaugurou-se o novo escritório do secretário-geral, no Colégio América, de Callao, Lima. Os presentes foram a presidente, reverenda Lizzete Gabriel Montalvo (Porto Rico); vice-presidente, bispo Frank De Nully Brown (Argentina); secretária de atas, Adriana Brandon (Uruguai); presidente do Conselho de Bispos, bispo João Carlos Lopes (Brasil); e secretário-geral, reverendo Luciano Pereira da Silva (Brasil). Como convidados especiais: coordenador continental da juventude, Emerson Armando Castillo Brito (El Salvador) e a tesoureira Eloide Jorge Lara Pompeu, que exerceu este

cargo até essa reunião. Entre as diversas deliberações realizadas elegeu-se um novo tesoureiro: irmão Boris Yapanagué, da Igreja Metodista do Peru.

Bispo Brown é reeleito na IM da Argentina

n O bispo Frank de Nully Brown foi reeleito para um período de mais quatro anos à frente da Igreja Evangélica Metodista da Argentina (Iema). A eleição ocorreu durante a Assembleia Geral da denominação, reunida no Colégio Ward, de Buenos Aires. O culto de posse do bispo Nully Brown contou com a participação de representantes das igrejas do Peru, Chile, Uruguai, Suíça e França. Também o assistiram os bispos eméritos Federico Pagura e Aldo Etchegoyen, o representante do Conselho de Igrejas Evangélicas Metodistas da América Latina (Ciemal), e a embaixadora da África do Sul na Argentina, Zenani Mandela.

C A RTA S

Agradecimento Há 35 anos, chegamos ao Brasil como um jovem casal missionário metodista desejoso de servir a Deus junto ao povo brasileiro. Calorosa acolhida, o cuidado que recebemos e a missão que nos foi confiada pela Igreja Metodista do Brasil foram fundamentais para o nosso crescimento e maturidade na fé. Na missão que eu e Teca desenvolvemos no Centro Comunitário Metodista, em São Gabriel, na Fundação Metodista e no Projeto Sombra e Água Fresca, sentimos sempre a presença de Deus. Estamos agora em um novo desafio na Junta Geral de Ministérios Globais. O desafio é talvez muito maior do que a nossa capacidade, mas nos valere-

mos das experiências e das lições aprendidas no Brasil. E com a ajuda de Deus daremos aqui também o nosso melhor. O Brasil estará sempre em nossos corações e é nossa convicção que a Igreja Metodista do Brasil tem um papel especial na promoção do Reino de Deus. Acompanharemos de perto a caminhada dessa amada igreja e continuaremos a buscar todas as formas de ajudá-la no cumprimento de sua missão junto ao povo brasileiro. Com grande estima e gratidão, Gordon e Teca Greathouse (New York – USA)

Acontece Encontro Regional de Ação Social

n O Encontro Regional de Ação Social será no dia 26 de outubro, à partir das 9h, no Instituto Central do Povo, que fica na Rua Rivadávia Correia, 88 – Central do Brasil. Na ocasião será entregue o Prêmio Boas Práticas na Área Social e defesa doa Direitos Humanos Bispo Isac Aço. A taxa de inscrição será de R$ 15,00 com direito a café da manhã e almoço e poderá ser efetuada no próprio local e dia do evento.

Treina Malta

n Estão abertas as inscrições para o Treina Malta que acontecerá entre os dias 30 de novembro e 08 de dezembro deste ano, em Cuiabá, MT. O objetivo do TREINA MALTA é capacitar os jovens metodistas brasileiros a exercerem o seu chamado missionário na sua igreja local, bairro, cidade, país e até outras nações. Durante os dias deste treinamento cada participante será levado a uma experiência intensiva de treinamento teórico e prático em missões. Para

BISPO DA 1ª REGIÃO ECLESIÁSTICA

Matos, Luciano Vergara e Nádia Mello

Os artigos são de responsabilidade dos autores e não refletem necessariamente a opinião do jornal ou da Igreja Metodista.

EDITORA E JORNALISTA RESPONSÁVEL

Paulo Tarso de Oliveira Lockmann

Nádia Mello (MTb 19.333)

Festa Lamag

O lar metodista Ana Gonzaga, Lamag, completará 62 anos de amor e cuidado aos idosos. Como sempre é feito, uma grande festa será promovida no dia 15 de novembro, nas dependências do Instituto com o objetivo de arrecadar fundos para a instituição. O endereço do Lamag é Avenida Cesário de Melo, 6271 – Campo Grande – RJ

REVISÃO DA PALAVRA DO BISPO

Filipe Pereira Mesquita Fotografias

Henrique Moraes

REDAÇÃO E REVISÃO

Evandro Teixeira

CONSELHO EDITORIAL

Ronan Boechat de Amorim (coordenador), Selma Antunes da Costa, Deise Luce de Sousa Marques, Pablo Massolar, Giselma

saber mais acesse: http://juventu demetodista.org.br/malta/

ASSISTENTES DE REDAÇÃO

Camila Alves e Carla Tavares

DIAGRAMAÇÃO

www.estudiomatiz.com.br TIRAGEM: 10.500 exemplares ASSINATURA INDIVIDUAL: R$ 20,00


PA L AV RA DO BI SPO

O que realmente Jesus Cristo ensinou?

N

ós nos defrontamos cada vez mais com o anúncio da prosperidade prometida aos cristãos. Os pregadores se multiplicam com uma pregação de promessas encantadoras, testemunhos de pessoas que estavam falidas, e agora demonstram as bênçãos de Deus mediante um carro importado. Outro dia uma irmã me perguntou: “Bispo, por que não acontecem na Igreja Metodista os milagres que vemos os testemunhos no programa do bispo fulano ou do missionário sicrano?” Eu respondi: “Estão acontecendo milagres toda semana na Igreja Metodista, visitando as igrejas ouço testemunhos de milagres que me impactam, desde cura de câncer até caso de cego que passou a enxergar”. A questão, disse eu, é que nós não divulgamos na televisão ou no rádio. Casos de famílias desestruturadas e endividadas, que se convertem, e Deus restaura, cura e dá prosperidade, são incontáveis. Mas nós não desejamos atrair as pessoas somente com a promessa de cura ou de prosperidade. Sei que esta frase vai desagradar a alguns. A pergunta que surge é: Por que não, bispo? Porque mesmo crendo que Jesus cura, liberta, traz paz e prosperidade, começar com este anúncio é inverter a mensagem do Evangelho, é tentar ganhar as pessoas pela comida que perece. Não é este o Evangelho de Jesus, o Evangelho de Jesus é outro. “Depois de João ter sido preso, foi Jesus para a Galiléia, pregando o evangelho de Deus, dizendo: O tempo está cumprido, e o reino de Deus está próximo; arrependei-vos e crede no evangelho” (Mc 1.14-15).

O Evangelho de Jesus (Mc 8.31)

No texto de Marcos 8.31, consta a primeira frase de Jesus após a confissão de Pedro, declarando que Jesus era o Messias. O Messias, que na maioria das tradições judaicas era esperado como um Rei, a ser recebido com luxo, riqueza e honra. É apresentado aqui por Jesus como alguém sem honra, sofredor, rejeitado pelas autoridades, preso como criminoso e morto, e que ressuscitaria ao terceiro dia. Não corresponde nem de longe a imagem que a maioria das lideranças cristãs passa hoje no mundo. A reação foi imediata por parte dos discípulos, especialmente Pedro, o mesmo que havia, pelo Espírito, declarado a messianidade de Jesus. Pedro chamando-o à parte começou

a reprová-lo, por Jesus ter apresentado o perfil de um Messias sofredor. Ao ponto de Jesus declarar a Pedro: “Arreda. Satanás! Porque não cogitas das coisas de Deus, e sim das dos homens.” Isto porque a expectativa de Pedro era ser “assessor” de um Messias – Rei que fosse exercer todo o poder humano ( Lc 22.24-30) Sim, Pedro e os demais tinham, como nós hoje, uma visão equivocada do Evangelho, como porta para riqueza, poder, bem-estar, conforto, etc. Qual é a sequencia deste episódio, que traduz também parte do Evangelho. Vejamos: “Então, convocando a multidão e juntamente os seus discípulos, disse-lhes: Se alguém quer vir após mim, a si mesmo se negue, tome a sua cruz e siga-me. Quem quiser, pois, salvar a sua vida perdê-la-á; e quem perder a vida por causa de mim e do evangelho salvá-la-á. Que aproveita ao homem ganhar o mundo inteiro e perder a sua alma?” (Mc 8.34-36).

hoje. O Evangelho é cruz, e ela recorda dor, sofrimento, abnegação, nudez. Mas este é o Evangelho, e esta é a ordem: ... tome a sua cruz! Veja o que Paulo disse em 1 Coríntios 1.18. 3. “e siga-me...” Faz todo o sentido a sequencia ensinada por Jesus. É preciso morrer para o mundo e seus prazeres, negando a si mesmo, para poder ser seu discípulo, pois discípulo é seguidor. O seguimento de Jesus é traduzido no Evangelho de diversas formas, uma delas é a passagem de Jesus pondo a prova os que queriam segui-lo, vejamos Lucas 9.57-58. Eu diria o texto é autoexplicativo. Mas sempre há dúvida. Então eu esclareço, não é que Jesus não quis ter alguns bens, um barco, uma casa, ou que Ele não podia ter. Mas sim que Ele decidiu não ter tais bens, para que o seu tesouro, o seu bem maior, fosse a

missão, fosse o Evangelho (Mt 6.21). O texto se encerra com intenso desafio, que traduz de outra forma o que é o Evangelho: “Quem quiser, pois, salvar a sua vida perdê-la-á; e quem perder a vida por causa de mim e do evangelho salvá-la-á. Que aproveita ao homem ganhar o mundo inteiro e perder a sua alma?” (Mc 8.35-36). Isto nos recorda que muitos trabalhadores do Evangelho, pastores, líderes de toda ordem, não ganharão o céu, mas irão para o inferno, pois pregaram um Evangelho equivocado e assim ensinaram: “Nem todo o que me diz: Senhor, Senhor! entrará no reino dos céus, mas aquele que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus. Muitos, naquele dia, hão de dizer-me: Senhor, Senhor! Porventura, não temos nós profetizado em teu nome, e em teu nome não expelimos demônios, e em teu nome não fizemos muitos milagres? Então, lhes direi explicitamente: nunca vos conheci.

Apartai-vos de mim, os que praticais a iniquidade” (Mt 7.21-23). Por fim, aonde chegamos com essas constatações bíblicas. É que precisamos mudar o foco daquilo que desejamos e aspiramos, para aquilo que Deus aspira e deseja, conforme vimos no genuíno Evangelho de Jesus. Sabemos e temos visto Jesus curar e abençoar de todos os modos seus discípulos. Mas o Evangelho é muito mais do que isso. Tenho visto polêmicas e divisões na Igreja, nenhuma é porque alguém queria orar mais e não deixaram, ou outro queria evangelizar mais e não deixaram, os conflitos e divisões, na maioria das vezes, são por cargos, poder, dinheiro, vaidades, projetos pessoais, enfim, carnalidades. Essas coisas que perecem e podem nos levar para o inferno. Deus nos ajude a fugir dessas armadilhas do diabo. Em Cristo, Bispo Paulo Lockmann

Outros elementos do Evangelho de Jesus Quer ir para junto de Jesus e ser seu discípulo? 1. “a si mesmo se negue.” Abrir mão dos próprios direitos, recusar a pleitear coisas para si. Não buscar reconhecimento pessoal, ter prazer em ser servo, tão somente. Negar-se a si mesmo não é renúncia como supõem alguns. Renuncia é a disposição de jejuar por um tempo, abster-se de alguns alimentos, o que não é errado. Daniel se absteve de comer da comida da mesa do rei (Dn 1.8). Negar-se a si mesmo é o que Jesus fez: "Disse-lhes, pois, Jesus: Quando levantardes o Filho do Homem, então, sabereis que EU SOU e que nada faço por mim mesmo; mas falo como o Pai me ensinou. E aquele que me enviou está comigo, não me deixou só, porque eu faço sempre o que lhe agrada.” (Jo 8.28-29). Ou Paulo também fez (Gl 2.20). 2. “tome a sua cruz.” Nada tão esquecido no meio cristão hoje como a cruz. Alguns a tentam tirar do templo, sim apagar sua memória da história e tradição cristã. Porque ela recorda dor, sofrimento. O problema é que não existe Evangelho sem cruz, sem dor, sem sofrimento. O Evangelho é a antítese do que a propaganda e o mercado estão oferecendo

Concílio Mundial Metodista em Londres

n Durante o fechamento desta edição, a delegação do Concílio Mundial Metodista esteve reunida na Capela de Wesley, a Catedral do Metodismo Mundial, em Londres. A reunião contou com representantes de mais de cem países e cerca de 300 delegados. A reunião discutiu as formas de moldar, para os próximos anos, o plano de ação para os trabalhos desenvolvidos pela Igreja Metodista no mundo. De acordo com o presidente do Concílio Mundial Metodista, bispo Paulo Lockmann, a novidade da reunião foi a inscrição de mais de 30 novas igrejas metodistas que se candidataram para serem recebidas como membro pleno do Concílio Mundial. Durante o encontro, os comitês apresentaram relatórios e propostas. O uso da violência como o meio de resolver disputas políticas foi uma das questões abordadas pelo Comitê de Justiça. A comissão se levantou também em solidariedade a todos que estão sofrendo com o conflito na Síria. A influência das mídias digitais nas famílias também foi lembrada pelo Comitê de Vida Familiar, que demonstrou preocupação com o tema. Além da leitura dos relatórios, a reunião abordou a vida de cristãos na África e na Europa e a perseguição que muitos têm sofrido em países onde o cristianismo não é tolerado. Na ocasião, houve uma cerimônia de entrega do Prêmio Metodista da Paz, que este ano homenageou o casal missionário Anita e Mário Way (in memorian). Ao lado de suas filhas e netas, Anita Way presenciou o testemunho

de lideranças metodistas mundiais que acompanharam o trabalho do casal ao longo dos anos. Após receber a medalha Metodista da Paz, Anita agradeceu por todas as homenagens prestadas a ela e ao seu esposo, Mário, que morreu no início deste ano. Ela ainda fez menção a todos que dedicaram tempo e disposição ao serviço do ICP, contribuindo com o trabalho missionário no Brasil. A cobertura completa do evento será publicada na próxima edição.

Lockmann em seminário na Venezuela

n Em agosto, o bispo Paulo Lockmann participou do seminário Regional de evangelização, em Cabudare, Venezuela. O evento foi promovido pelo Instituto de Evangelismo Mundial Metodista do Concílio Mundial e contou com a participação de diversas lideranças conciliares como os reverendos Eddie Fox, Winston Worrell, Edgar Avitia e reverenda Ama Herrera. O tema do seminário, Que o mundo possa conhecer a Jesus Cristo, lembrou aos participantes sobre a importância de levar a mensagem do evangelho a todas as pessoas. Na ocasião, Lockmann falou sobre o modelo bíblico de evangelismo. O encontro também serviu para que os lideres pudessem ter alguns momentos de comunhão, oração, reflexão, diálogo e adoração. Os participantes, além de renovarem o compromisso de difundir essa mensagem aos quatro cantos da Terra, puderam agradecer a Deus por todas as pessoas e igrejas que têm contribuído por meio de orações, serviços voluntários e apoio financeiro.

3


N ACIO N A L

Impacto missionário no Peru

Confederação de jovens promove ação missionária no Peru e leva mais de 200 a Cristo n Redação

Jovens metodistas participam de ação missionária no Peru e levam mais de 200 a Cristo

D

e 4 a 11 de agosto, a Agência Malta, braço missionário da Confederação Metodista de Jovens do Brasil, liderou um projeto no Distrito de Chosica, Província de Lima, no Peru. Em solo peruano, mais de 30 jovens metodistas brasileiros de diferentes regiões eclesiásticas participaram de trabalhos de evangelismo criativo e capacitação da juventude local para missões. Durante a ação evangelística, diferentes estratégias foram utilizadas, como dança, louvor, artes circenses, teatro, visitas aos lares, cultos ao ar livre e atividades com crianças. Os jovens brasileiros se hospedaram a poucos metros da nova Igreja Metodista que está sendo erguida naquele distrito. Já na fase final da obra, o templo terá capacidade de acolher mais de 300 pessoas, além de alojamento e dependências escolares. Essa igreja serviu de

base para o projeto. De acordo com um dos líderes da Agência Malta, Flávia Martins, o principal fator de preparação foi o movimento de oração que se iniciou antes da execução do projeto. “Tivemos 21 dias de jejum e oração com todos os participantes além de reuniões de oração semanais via Skype”, contou Flávia. Esse movimento prosseguiu durante o Projeto, pois havia uma escala de oração o tempo inteiro. Outro diferencial foi a divisão em equipes. Para Flávia Martins, “isso foi necessário e muito útil dada a distância física entre os participantes”. No entanto, essa distribuição de tarefas prévias fez com que os jovens já interagissem entre si e melhorasse a preparação. No primeiro dia do Projeto, aconteceu um culto de abertura na Primeira Igreja Metodista de Chosica. Os irmãos brasileiros e peruanos partici-

param do louvor e condução da liturgia. O missionário e secretário-geral do Ciemal, pastor Luciano Pereida da Silva, apresentou um panorama contextualizado aos jovens brasileiros. Ele também intermediou a maior parte dos acordos com a Igreja Metodista do Peru. O bispo Jorge Bravo Caballero, responsável pela gestão da igreja peruana, também marcou presença e pregou aos participantes do projeto. Para muitos jovens brasileiros, o Projeto Peru foi mais do que uma simples viagem, e sim um investimento radical em missões. O casal Fagner e Halana Bittencourt, 3ªRE, está entre esses "investidores". Halana, inclusive, deixou o emprego para participar do Projeto. Fagner viu se cumpriu no evento a visão que Deus lhe mostrara durante um período de oração em Taubaté em que apareciam vários canteiros

de uma horta. Segundo ele, "é isso que está acontecendo na cidade peruana. Aquele lugar foi preparado pelo Espírito para receber a Palavra". Para o pastor Luciano Pereira da Silva, “a construção do templo já é um milagre de Deus, pois em tempo recorde foi levantada com ousadia usando recursos dos próprios peruanos que se mobilizaram para fazer aquilo que não acontecia há décadas”. Durante o Projeto, mais de 200 pessoas aceitaram a Jesus. Para o vice-presidente da Confederação Metodista de Jovens do Brasil, Sinval Filho, o Projeto Peru superou todas as expectativas. “Mesmo tendo coordenado as várias iniciativas missionárias que a Confederação de Jovens tem realizado nos últimos anos, dentro e fora do Brasil, pude experimentar algo diferente e muito especial nesse Projeto. Foi um tempo de vislumbrar as comportas dos céus abertas para abençoar cada passo que demos", declarou. O grupo brasileiro também participou de um Congresso de Jovens e Adolescentes no Distrito de Lima, com foco no discipulado. Durante todo o dia, houve várias ministrações

para os mais de 80 adolescentes, muitos estavam desviados da fé ou sequer haviam tido uma experiência com Cristo. No total, o número de conversões do Projeto Peru foi estimado pelo testemunho diário de cada grupo de trabalho, bem como as centenas de fichas que foram cadastradas para que a nova Igreja Metodista em Chosica, no Bairro de Santa Maria, possa dar continuidade a esse trabalho e consolidar os frutos da missão. Esse desafio será facilitado porque, durante o Projeto Peru, um casal jovem da própria Igreja Metodista peruana se dispôs a servir integralmente como missionários naquela comunidade. “O Projeto Peru nasceu em nosso coração, crendo na visão bíblica de que a juventude metodista pode ir além de nossas fronteiras e contribuir também para as nossas igrejas irmãs na América Latina”, afirmou Sinval Filho. Nessa perspectiva, a Agência Malta da Confederação de Jovens oferecerá suporte e apoio para os missionários que permaneceram em solo peruano para dar continuidade ao Projeto. “Continuaremos realizando projetos com foco missionário, desafiando cada jovem metodista a assumir o seu chamado como discípulo de Jesus de forma integral", completou Sinval Filho. Os próximos projetos missionários da Confederação de Jovens, por meio da Agência Malta, serão o Treina Malta, que será na cidade de Cuiabá, de 30 de novembro a 8 de dezembro; o Projeto Estônia, cujas inscrições serão ainda em 2013 (para 30 dias de missão em 2014); e também o Projeto Equador, cuja data será definida em breve. Outro Projeto importante serão as Ações Evangelísticas durante a Copa do Mundo. As informações completas e inscrições on-line podem ser acessadas eletronicamente pelos sites: www.juventudemetodista.org. br/malta ou www.juventudemetodista.org.br. Aguarde também o material para a Campanha Jovem Metodista de Missões 2014, que acontecerá em março de 2014. Colaborou Flávia Martins, Comunicação da Federação Metodista de Jovens

Palácio do Governo, Lima


R EG IÃ O

Teologia para uma Igreja missionária

Seminário César Dacorso Filho oferece curso teológico focado no desafio de crescimento da 1ªRE n Redação

D

epois de um longo processo de gestação, o Seminário Metodista César Dacorso Filho está pronto para fazer parte da missão da Igreja no Estado do Rio de Janeiro. Com o início das aulas em setembro, completa-se um ciclo que teve início em 1958, com a fundação do Instituto Asbury. Em 1962, a entidade passou a chamar-se Seminário César Dacorso Fi-

mica continuará sendo uma oportunidade a mais de enriquecimento da grande missão da Igreja, vista em toda a sua complexidade e abrangência", destacou o diretor.

Uma fervorosa inteligência

Ele informou também que o curso teológico terá um marcante enfoque pastoral conjugado com a excelência acadê-

O Seminário quer ser uma referência de educação de qualidade não somente para os metodistas, mas para todos os interessados em receber formação teológica sedimentada lho, nome do primeiro bispo metodista brasileiro. Com a criação do Seminário, a Igreja do Rio de Janeiro sinaliza seu permanente interesse em oferecer formação teológica de alto nível não somente para os futuros pastores, mas também para leigos que, engajados na missão, desejam aprofundar seu conhecimento teológico, a fim de melhor servir ao Senhor da Igreja. De acordo com o diretor do Seminário, reverendo Levy da Costa Bastos, o novo curso nasce com o grande desafio de responder às demandas de uma Igreja em processo de crescimento numérico e expansão missionária. "Para uma Igreja de um milhão de discípulos, será necessário um grande seminário teológico. Mais que isso, o Seminário César Dacorso Filho quer ser uma referência de educação de qualidade não somente para os metodistas, mas para todos os que têm interesse em receber formação teologicamente sedimentada", declarou. O César Dacorso Filho será um curso de Teologia onde se possa cultivar, nos moldes do Metodismo wesleyano, uma Fervorosa inteligência. Para tanto, os estudos teológicos estarão ancorados não somente na excelente formação dos docentes, mas também na fecunda proximidade do currículo com os grandes temas e desafios pastorais que inquietam e desafiam as comunidades. "Para nós, a teologia acadê-

mica. Neste sentido, será vital a presença de pastores e pastoras da Igreja metodista, que serão convidados a ministrar disciplinas de cunho teológico-pastorais. Com isso, a formação teológica reafirma sua relação de proximidade com a vivência de fé das comunidades. "Além disso, será capaz de reconhecer e valorizar as experiências pastorais tão frutíferas como as que temos visto florescer em nossas comunidades e nos diferentes organismos regionais nos últimos anos", completou o reverendo.

Curso semipresencial

O curso será semipresencial, as atividades estudantis acontecerão sempre na Escola de Missões, em Teresópolis, com encontros quinzenais, aos sábados e finais de semana. A ida do curso semipresencial para Teresópolis se justifica tanto pela facilidade de acomodação quanto pela vocação missionário que a direção deseja imprimir ao curso. Visando oferecer melhores condições de reflexão, uma parte da Biblioteca do Seminário Metodista César Dacorso Filho também será transferida para as dependências da Escola de Missões, o que permitirá, inclusive, sua utilização por estudantes de outros cursos oferecidos pela Igreja Metodista naquela instituição de formação missionária. Além do curso teológico com duração de quatro anos

(equivalente ao Bacharel em Teologia), o Seminário metodista também oferecerá o Programa de adequação curricular (PAC) com a duração de um ano. Este programa se destina àqueles que se formaram em outras instituições cristãs ou em cursos de EAD, mas que aspiram ao serviço ministerial na Igreja Metodista do Rio de Janeiro, precisando, portanto, desta forma de convalidação.

O curso teológico pretende também estar em diálogo constante com o Programa de Orientação Vocacional - POV (Pr. Cláudio Kelly) e com a Comissão Ministerial Regional (Pr. Joel Alves) visando, desta forma, acompanhar e apoiar os estudantes (futuros pastores e pastoras) em todo o seu processo de formação: do chamado na Igreja local até a sua primeira nomeação.

Todos os que desejam dar início aos seus estudos teológicos em 2013 e que já cumpriram as exigências institucionais devem realizar o exame vestibular de admissão agendado. Para aqueles que já possuem curso superior não é necessária a realização de exame vestibular. Outras informações podem ser dadas na secretaria do Seminário Metodista, pelos telefones (21) 2557-3542 e 9997-1988.

A importância da formação acadêmica

Diretor do Seminário, reverendo Levy da Costa Bastos fala sobre os objetivos da instituição Jornal Avante: Volta e meia ouve-se a crítica de que a reflexão teológica é muito teórica e pouco conectada com a prática pastoral. Em sua opinião, como a formação teológica pode se aproximar mais da vivência de fé de nossas comunidades? Levy Bastos: Teologia autêntica deve ser

Jornal Avante: Nos últimos anos, várias instituições de ensino teológico têm buscado junto ao MEC o reconhecimento de seus cursos. O nosso recém-criado Seminário seguirá também esta tendência? Levy Bastos: Sim e não. O nosso curso co-

meça livre, mas ao longo do processo, quando encontrarmos as condições ideais para isso, entraremos com o processo de autorização e posterior reconhecimento junto ao MEC. É importante, todavia, dizer que, independente do reconhecimento formal, seguiremos, desde o início, todos os requisitos acadêmicos de excelência que o Governo Federal exige. O fato de ser livre não será barreira para competência acadêmica. Prova disso não é somente a qualificação de nosso corpo docente (todos são mestres ou doutores), mas também nossa biblioteca, que reúne um acervo de quase 17 mil exemplares, abordando não somente Teologia e Pastoral, mas também Psicologia, Pedagogia, Filosofia e Ciências Sociais. Jornal Avante: Haverá curso presencial de Teologia? Levy Bastos: Sim, por certo. Em janeiro, ini-

ciaremos a outra modalidade de curso teológico. Durará também quatro anos, mas será oferecido na forma clássica: aulas presenciais. Este curso se destina prioritariamente aos estudantes que residem no Grande Rio e que podem se deslocar com maior facilidade para estudar. No fundo, os dois cursos (Presencial e Semipresencial) têm a mesma matriz curricular. As diferenças são mínimas.

uma reflexão que parte de uma fé viva. E uma fé vital é gerada nos embates do quotidiano de homens e mulheres que, inspirados por Deus, procuram harmonizar suas vidas com sua fé. A Teologia é uma reflexão que parte da fé, mas comprometida com a transformação da vida (tanto pessoal quanto social) rumo ao Reino de Deus. Por conta disso, nossa teologia sempre foi e sempre será pastoral e baseada na fé da Igreja. Mas, para aprofundar ainda mais esta relação (fé e vida), pretendemos oferecer a oportunidade de Pastores e Pastoras (leigos também) partilharem suas experiências teológico-pastorais, por meio dos Estudos interdisciplinares e das Disciplinas Pastorais (Liturgia, Aconselhamento pastoral, Gestão eclesiástica, Homilética, Missão e evangelização, Comunicação cristã, entre outras). Isso dará uma maior proximidade da Teologia acadêmica com a vivência eclesial. Jornal Avante: Qual a importância da Educação teológica para a vida e missão da Igreja? Levy Bastos: Entendo que a formação teo-

lógica (acadêmica ou não) é imprescindível para a vivência da fé de um modo geral. Se não fosse assim, Jesus Cristo não teria gastado tanto tempo “investindo” na formação teológica de seus discípulos. A Fé, quando é refletida, tem maior consistência. Um crente que ama a Deus deseja ardentemente conhecê-lo mais para poder melhor servi-lo. Nós, metodistas, somos herdeiros de um movimento de renovação da Igreja que não se restringiu à experiência do coração abrasado. Os primeiros metodistas (inspirados por John Wesley) se sentiram vocacionados por Deus a vivenciarem uma espiritualidade que combinava de modo fecundo e equilibrado a emoção com a razão. Hoje não temos o direito de fazer menos que isso. Junto ao coração inflamado pelo Espírito de Deus, queremos conservar a “cuca” fria para prestarmos um culto racionalmente agradável a Deus.

5


R EG IÃ O

Ministerial Regional de 2013

Discipulado foi tema do evento que reuniu mais de 500 pessoas em São João da Barra

n Redação

sobre o desafio de unir crescimento quantitativo e qualitativo. "O grande segredo é discipular menos pessoas para poder discipular com qualidade”, disse. Segundo Huber, a quantidade de pessoas que cada um deve discipular vai depender do tempo disponível para investir em cada vida. “É importante que eu me reúna com meus discípulos um de cada vez e invista profundamente neles”, explicou. Para o bispo Ildo Mello, é preciso ter o entendimento de

que Jesus está trabalhando para formar filhos que sejam parecidos com o Pai. “A nossa preocupação é de que tenhamos crentes que expressem o caráter de Jesus e encarnem o Cristo vivo nos dias de hoje”, enfatizou. O Encontro Ministerial de Pastores e Pastoras acontece a cada quatro anos com o intuito de promover um momento para estudo e lazer entre os pastores metodistas e seus familiares. Durante o culto de encerramento, houve a ministração da Santa Ceia pelo bispo Paulo Lockmann.

Bispo Lockmann celebrando a Santa Ceia do Senhor no Ministerial

M

ais de 500 pessoas, entre pastores e familiares, participaram do Ministerial 2013, realizado no Sesc de Grussaí, em São João da Barra, entre os dias 26 e 29 de agosto. O tema central do evento foi o Discipulado e refletiu a preocupação da Igreja em formar líderes bem preparados para o ministério. Mais de 500 pessoas, entre pastores e familiares, participaram do Ministerial 2013, realizado no Sesc de Grussaí, em São João da Barra, entre os dias 26 e 29 de agosto. O tema cen-

tral do evento foi o Discipulado e refletiu a preocupação da Igreja em formar líderes bem preparados para o ministério. “Discipulado é um tema bíblico. Quando Jesus estava terminando seu ministério, já ressuscitado, a última palavra que Ele deu foi exatamente sobre discipulado”, ressaltou bispo Lockmann, referindo-se à passagem bíblica de Mateus 28.19, quando Jesus vocaciona seus discípulos a fazerem discípulos de todas as nações. O bispo Adriel de Souza Maia destacous a importância

de enfocar o ministério de Jesus na centralidade do discipulado. “Vejo com muita alegria o encontro ministerial. Creio que o tema vai dar uma alavancada muito significativa para o cumprimento da missão”, disse.

Discipulado na prática

O pastor convidado Abe Huber partilhou sua experiência com o discipulado implantado em sua igreja local, uma das maiores comunidades em células do Brasil. Atualmente, são mais de 6 mil. Huber falou

e adoração de diversas Igrejas e ministérios do Brasil. A comissão organizadora é composta pelos pastores Ary Guedes, da IM de Petrópolis; Wilson Teixeira, da Metodista Wesleyana; e Levi Rodrigues, do Projeto Vida Nova.

Lockmann em aula magna da Fateo

6

n O bispo Paulo Lockmann, presidente da 1ªRE e doutor em Teologia pela PUC-RJ, foi o conferencista da Aula Magna da Faculdade de Teologia da Universidade Metodista de São Paulo. A conferência marcou o início das atividades docentes do segundo semestre. Ele abordou o tema do discipulado, que definiu como um "estilo de vida" do cristão. Baseando-se no texto bíblico de Lucas 9, Lockmann enfatizou a necessidade da abnegação e humildade do discípulo e criticou a "teologia do prazer" que, segundo ele, busca a satisfação imediata dos interesses pessoais. "Ser discípulo é estar pronto a não ter nada e depender exclusivamente daquele que te chamou", disse.

Abe Huber, principal pregador do Ministerial, compartilhou experiências com discipulado

Encontro de comunicadores Adhermar de Campos ministrando no Louvor Profético

Louvor Profético na Escola de Missões

n Louvores e muita adoração marcaram o 24º Encontro Nacional de Louvor Profético, que reuniu cerca de 400 participantes no final de julho, na Escola de Missões, em Teresópolis. De acordo com os organizadores, o evento tem como objetivo formar uma consciência nos músicos cristãos que valorize a excelência na adoração a Deus. Sob o tema A música e sua Missão, o encontro contou com a

presença de cantores e preletores conhecidos no meio evangélico, como o Pastor Adhemar de Campos, Asaph Borba, Sostenes Mendes, Ricardo Robortella e grupos como The Lions Face e Livre Soul. A programação foi composta de palestras e seminários, mesclados com momentos de celebração e Palavra. O bispo Lockmann também trouxe uma reflexão bíblica. O evento é interdenominacional e tem sido uma referência para a edificação do ministério de música, louvor

n Profissionais e assessores de comunicação das regiões eclesiástica e missionária estiveram reunidos nas dependências da

Sede Nacional, em São Paulo, para participar do Encontro Nacional de Comunicação. Um dos objetivos da reunião foi viabilizar a rede de comunicação da Igreja, com a integração de esforços e conteúdos das diferentes regiões eclesiásticas. O evento teve como tema Para uma comunicação eficaz e conexional e contou com palestras. Após a devocional e acolhida, os presentes tiveram a oportunidade de refletir e levantar aspectos sobre a comunicação na vida Igreja.

Comunicadores unidos por um serviço mais eficaz


M iss õ es

Integralmente a serviço de Deus

Às vésperas do Congresso de Missões, Avante traz exemplos de dedicação total à obra n Patrícia Scott

M

issão é Integral. Este é o tema do 4º Congresso de Missões da Primeira Região, que acontece de 11 a 13 de outubro, na Escola de Missões, em Teresópolis, Região Serrana do Estado do Rio de Janeiro. Focada em levar alimento para a alma e o corpo, a Igreja da 1ªRE tem realizado importantes trabalhos missionários. Nessa tarefa, ela conta sempre com o trabalho e dedicação de pessoas que, durante todo o ano, empenham-se na propagação do Evangelho de Jesus Cristo sem descuidar-se das necessidades materiais daqueles que carecem. A reportagem do Jornal Avante foi buscar alguns metodistas que são exemplos de desprendimento por se envolver em tempo integral na missão de salvar vidas e cuidar delas.

Ajudando menores infratores

Um desses exemplos vem da Pastoral da Juventude em Conflitos com a Lei. Desde 1994, a convite da Defensoria Pública do Estado do Rio de Janeiro, ela desenvolve atendimento pastoral voltado para adolescentes em situação de privação de liberdade. Durante 15 desses 19 anos, a Pastoral vem atendendo semanalmente aos jovens que cumprem medidas socioeducativas de internação por terem praticado algum delito grave. Eles são internos do Educandário Santo Expedito (ESSE), localizado em Bangu, bairro da zona oeste do Rio. Responsável por esse trabalho, a reverenda Maria do Carmo Moreira Lima, conhecida carinhosamente como pastora Kaká, conta que, a partir do Re-criando com Deus, os adolescentes são convidados a buscar um novo olhar para o outro e a vida. “As ações pastorais e pedagógicas se dão levando-se em consideração que a adolescência é parte do ciclo da vida em que a pessoa experimenta perdas e transformações, o que pode inspirar medos e inseguranças”, enfatizou. Ela informou também que, mensalmente, é separado um momento para a celebração dos Aniversariantes do Mês, na qual os adolescentes refletem sobre a vida como um dom de Deus. “Nessa ocasião, pensamos juntos sobre a necessidade de zelarmos pela vida que nos foi dado pelo Senhor e a nossa responsabilidade sobre ela”, destacou reverenda Kaká, que lembra ainda do Projeto DiaLogos, no qual os jovens são levados

enquanto há tempo”. Aquele homem estava desviado dos caminhos Senhor. E no mesmo dia em que leu a mensagem do cartaz, foi à igreja e reconciliou-se com Jesus. “Ele me disse que prometeu dar beijo na minha testa no dia em que me encontrasse”, contou, feliz, Seu João, ressaltando que nunca mais encontrou aquele homem pelas ruas.

Ide por Cristo

Pastora Kaká e elenco de peça teatral em evento da Pastoral a refletir como a Bíblia se mistura à vida, e a vida se revela na Palavra de Deus. “Nesse trabalho é imprescindível que a nossa palavra tenha harmonia com nossas ações, o que nos faz lembrar o Evangelho de Mateus 5.37: ‘Que o sim de vocês seja, sim, e o não, não, pois qualquer coisa a mais que disserem vem do Maligno’”, ressaltou. De acordo com a reverenda, é um desafio lidar com esses adolescentes que são vistos por grande parte da sociedade como “lixo”, cuja única opção seria a pena de morte. “Optamos pelo serviço a esse grupo social e recebemos, muitas vezes, toda a rejeição que esses adolescentes inspiram. Por outro lado, nos alegramos em colocar num mesmo espaço, sem brigas e atritos, grupos rivais, já que pregamos que todos são iguais e que Deus não faz acepção de pessoas”, finalizou.

Evangelho sobre duas rodas

Outro trabalho exemplar vem das ruas. Trata-se de um trabalho evangelístico realizado pelo aposentado João Alberto Pereira Aguiar, mais conhecido como Seu João da bicicleta. Sobre duas rodas, ele evangeliza pelas ruas do Centro da cidade do Rio Janeiro, às segundas, quartas e sextas; e também em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense, às terças, quintas e sábados. Com 75 anos, há 12 ele equipou a sua bicicleta com cartaz e vários folhetos para levar a Palavra do Senhor à população. Ao todo são mais 100 cartazes com dizeres evangelísticos. Seu João revelou que se inspirou no livro do profeta Habacuque para desenvolver essa estratégica, que diz: “O Senhor me respondeu e disse: Escreve a visão, grava-a so-

bre tábuas, para que a possa ler até quem passa correndo” (Hb 2.2.). Assim como orienta Palavra, ele usa grandes cartazes a fim de todos possam ler os textos bíblicos. Além disso, leva folhetos pendurados na bicicleta para que todas as pessoas possam retirá-los. “As pessoas costumam jogar os folhetos fora quando entregamos de mão em mão. No entanto, se chegam até a bicicleta para pegá-los, de fato, têm interesse em ler o que está escrito”, comentou. Com todos esses anos propagando o Evangelho do Senhor Jesus sobre duas rodas, Seu João, com certeza, possui centenas de testemunhos para contar. Entretanto, ele se recorda de um bastante marcante de que tomou conhecimento quando estava levando o Evangelho pelas ruas de Nova Iguaçu. Parado no calçadão, de acordo com o aposentado, um homem se aproximou dele e perguntou se poderia dar-lhe um beijo na testa. “Estranhei o pedido e fiquei sem graça, mas consenti”, contou. Depois, aquele homem contou-lhe que um dia, passando pela rua, leu um cartaz na bicicleta de Seu João, que dizia: “Faça as pazes com Deus”. “Aceita Jesus

Seu João evangelizando em sua bicicleta

Na IM em Botafogo, zona sul carioca, também vem sendo desenvolvido um trabalho que tem envolvido diversos metodistas, além de membros de outras denominações. A fim de levar a Palavra e apoiar igrejas em diferentes localidades, a Coordenação de Evangelismo e Expansão Missionária local, tem programado diversas viagens missionárias. Em julho do ano passado, para aproveitar o período de férias, a primeira viagem missionária teve como destino Porto Seguro e Itabuna, municípios baianos. “O grupo era composto de 27 pessoas, entre metodistas e membros de outras igrejas. Realizamos várias iniciativas de

mamos novos missionários”. (Veja matéria sobre a viagem na página 8). Para o próximo ano, a terceira viagem missionária será para a cidade de Acaraú, norte do Ceará, a 255 quilômetros de Fortaleza, a capital do Estado. Ainda sem data definida, Sebastião adianta que, além de alcançar a população local e algumas cidades vizinhas, o Ide por Cristo chegará à Tribo Tremembé. “Em 2014, também queremos que os irmãos do Nordeste venham realizar um trabalho missionário conosco, aqui no Rio, no bairro de Campo Grande, zona oeste; e no município de Seropédica”, adiantou Sebastião. Entretanto, não é somente fora do Rio de Janeiro que a Coordenação de Evangelismo e Expansão Missionária que, em breve, será transformada no ministério Ide por Cristo, tem trabalhado. Em parceria com a Igreja Batista, a IM em Botafogo tem feito a diferença nas comunidades do Santa Marta, em Botafogo, zona sul do Rio; e Acari, zona norte carioca. Nessas localidades, o evangelismo também cami-

Sebastião Castro teve participação especial na rádio nordestina evangelização nas ruas, como também ajudamos as igrejas em suas necessidades”, explicou Sebastião Castro, responsável pelo trabalho. Este ano, também em julho, aconteceu a segunda viagem missionária, novamente para o Nordeste. Desta vez, em cidades de Pernambuco, como Jaboatão dos Guararapes, Olinda e Araçoiaba. “Além de todo o trabalho de evangelismo com dança, música, folhetos, teatro, atividades de evangelismo de impacto, levamos atendimento de saúde básica para a população”, relatou Sebastião, revelando que o grupo era formado por 26 pessoas de diferentes faixas etárias. “Isso é bom, porque a visão missionária está sendo repassada e, dessa forma, for-

nha ao lado da ação social. E, a cada dois meses, acontece um evento denominado Um Dia Missionário. Essa programação envolve bazar, cantina, atendimento jurídico e de saúde básica. “No dia 7 de setembro, aconteceu em Botafogo. Reunimo-nos na igreja, tomamos café e, em seguida, fomos para as ruas falar do amor de Cristo”, contou, entusiasmado, Sebastião. Ele aproveitou para convidar a Igreja para o próximo Dia Missionário, em novembro. Que os exemplos aqui registrados, dentre tantos outros que existem pelas igrejas metodistas, sirvam de inspiração para mais homens e mulheres de Deus se coloquem integralmente a serviço do Senhor.

7


M iss õ es

Cumprindo o chamado de Deus

Mistério Ide por Cristo, da IM em Botafogo, leva Evangelho integral ao Nordeste brasileiro n Carla Tavares

O

Ministério Ide por Cristo, coordenado pelo irmão Sebastião Castro, da Igreja Metodista em Botafogo, realizou mais um Projeto Missionário em terras nordestinas. A equipe foi composta de 26 missionários de diversas denominações e contou com apoio e participação da pastora Selma Antunes, coordenadora dos Voluntários em Missão. Metodistas, batistas, presbiterianos e irmãos da Universal do Reino de Deus se uniram para levar a mensagem do Evangelho. De acordo com a reverenda Selma Antunes, em julho, a equipe saiu do Rio de Janeiro com destino a Recife e Pernambuco, onde passaram 10 dias trabalhando em diferentes bairros. “A Igreja Metodista de Guararapes, liderada pelo pastor Samuel Luiz da Silva, acolheu a equipe missionária com muito amor e dedicação. Foram dias de comunhão e serviço. Pudemos ver o poder de Deus agindo no meio do povo”, ressaltou a pastora. A equipe foi divida em Dons e Ministério. Por isso, cada um trabalhou em sua respectiva área. A pastora Selma ficou responsável pela coordenação da evangelização. Várias atividades foram desenvolvidas nessas localidades como evangelismo de impacto, apresentação peça teatral nas praças e visitas aos lares, entre outras. “Formamos uma espécie de igreja ambulante”, completou Sebastião Castro. Segundo a pastora Selma, em Araçoiaba, foi promovida uma oficina de evangelização, além de um culto na Rádio local. “Foi uma grande festa este encontro na rádio”, disse entusiasmada, contando que, na ocasião, o irmão Reinaldo Tiago da Cruz, da Igreja Universal do Reino de Deus, compartilhou

8

Pastora Selma (de colete escuro), entre os membros da igreja, à frente da casa pastoral, no Ceará

um pouco da sua experiência com o Espírito Santo. “Ele falou sobre a grande virada que o Senhor operara na vida dele”, enfatizou Selma. Além disso, louvores e a Palavra de Deus também foram partilhados com a população da cidade por intermédio da rádio. Também não faltou atração para a garotada. A irmã Raquel de Aguiar, da IM em Botafogo, assumiu a coordenação dos trabalhos com crianças desenvolvendo Escolas Bíblicas e ministrando oficina de capacitação. Não faltou alegria, criatividade, brincadeiras e deliciosas guloseimas para os pequeninos.

Oração e comprometimento

Segundo a coordenadora dos Voluntários em Missão, a irmã Miriam Mudesto ficou responsável pela área de Oração e Intercessão. Ela colaborou também com a ministração da Palavra, evangelismo em geral

Equipe de evangelismo saiu pelas ruas de Pernambuco anunciando a Palavra de Deus

e palestras para as mulheres. “Foi uma grande bênção a participação desta mulher de Deus, a qual o Senhor usou grandemente”, contou. O grupo teatral foi dirigido pela irmã Alba Koschorke, da Igreja Presbiteriana, sendo assessorada pelo irmão Cassius Rodrigo, da Metodista em Botafogo. Este assumiu a parte de logística e também de louvor. Incansável na Missão, o irmão Sebastião Castro fez um trabalho de capacitação com as lideranças metodistas dos bairros atendidos, além de supervisionar toda equipe. Já as irmãs Othiléa dos Santos, da IM em Seropédica, e Elecídia André, da Igreja Batista do Morro Dona Marta, ficaram responsáveis por cuidar da saúde de toda a equipe. “Durante esse período, boa parte dos voluntários pegou uma virose. Alguns tiveram que ser hospitalizados para tomar soro, outros foram medicados na pró-

pria base. Diante de todas as lutas, ninguém esmoreceu. Todos permaneceram firmes no mesmo propósito. E Deus honrou a todos dando grande livramento”, testificou pastora Selma. Durante a Missão, foram desenvolvidas algumas ações globais visando atender às necessidades das comunidades como testes de glicose, aferição de pressão, bazar e doação de cestas básicas. Além disso, foram feitas algumas reformas da estrutura da igreja. Outras necessidades foram supridas com as ofertas. “Em uma das casas visitadas, a equipe constatou que não havia portas nem janelas. Então, uma das irmãs deixou uma oferta para suprir essa carência”, completou a pastora.

De Pernambuco para o Ceará

Após essa intensa jornada em Recife, a pastora Selma Antunes, acompanhada pelo irmão Félix de Oliveira, da Igreja Me-

todista da Gamboa, seguiram para Acaraú, Ceará. Segundo a pastora, o alvo principal era a reforma de igreja. Entretanto, a casa pastoral havia sido assaltada anteriormente. Visando a própria egurança, a missionária Claudete preferiu reformar primeiro a residência pastoral. “A nossa tarefa foi murar a casa, criar uma área de serviço e colocar piso em algumas área ainda de terra”, ressaltou Selma. A contribuição para esse trabalho foi feita pela Igreja Metodista Central de Teresópolis. Uma parte foi doada pela pastora Carla Alves e o restante veio das ofertas. “Louvamos a Deus pelos recursos levantados no Dia do Culto Missionário. Com esses valores, foram pagas as despesas dos voluntários e as diárias para dois pedreiros, que deixaram os seus trabalhos para ajudar neste mutirão”, contou a reverenda Selma. Durante a viagem, a pastora Selma também ministrou a Palavra. Em certa ocasião, ela falou sobre os novos projetos para a Igreja de Acaraú. "No início do ano que vem, desejamos construir seis banheiros", adiantou. No entanto, ela informou também que, para isso, será necessário mais voluntários. "É um privilégio participar da missão do Senhor Jesus em diversas partes do país. A seara continua grande, e os trabalhadores são poucos. Seja um colaborador, servindo ao próximo por meio dos dons que Ele lhe deu", convocou.

Grupo de missionários passa por lugares sem infraestrutura para evangelizar


I GREJ A S EM AÇ ÃO

Juvenis unidos e conectados

Federação promove evento que acontece simultaneamente em todos os distritos da Região n Carla Tavares

C

om uma proposta inovadora visando atrair cada vez mais adolescentes a uma experiência real e verdadeira com Deus, a Federação Metodista de Juvenis (Femeju) criou o Conecta. Trata-se de um evento cujo objetivo é reunir, no mesmo dia e horário, juvenis de todos os distritos da Primeira Região. Essa programação especial, realizada em agosto, conseguiu envolver um número expressivo de pessoas. Em Realengo, por exemplo, foram cerca de 300 participações. O evento usou como tema o texto bíblico de João 17.21: "Para que todos sejam um, como tu, ó Pai, o és em mim, e eu em ti; que também eles sejam um em nós, para que o mundo creia que tu me enviaste". Segundo a presidente da Femeju, Juliana Vaz, o Conecta nasceu como um evento diferenciado, capaz de mostrar que, apesar da distancia entre os distritos, os juvenis estão unidos por um mesmo alvo e sentimento no Senhor. “Gostei muito do empenho de cada distrito. O que mais me deixou feliz foi que esse evento proporcionou uma oportunidade de fazermos um grande evangelismo para conectar o mundo conosco, pois temos o que eles precisam, que é Jesus. Na verdade, foi uma conexão com os que estão

Evento no acampamento

Jovens de diferentes distritos participaram simultaneamente de evento marcado pela união de fora também”, disse Juliana. Para Ruth Lobo, conselheira regional dos juvenis, o Conecta serviu para incentivar a união entre os adolescentes da Região. “Toda a programação foi voltada para promover unidade. Marcamos um clamor para o mesmo horário, que aconteceu às 20h. A pregação da Palavra também seguiu a mesma temática”, contou Ruth.

No Distrito de Realengo, o Conecta aconteceu durante um acampamento realizado entre os juvenis nas dependências da igreja. No final, foram três dias de comunhão. "Eles puderam passar mais tempo juntos e compartilhar suas experiências. Além disso, outras atividades fizeram parte do evento, como oficina, intercessão, dança e teatro. Eles foram visitados pelo Espírito Santo", contou a conselheira distrital dos juvenis, Noemi Santos. Realengo também contou com a participação e apoio do pastor Ailton Lourenço, da Igreja Metodista em Vila Kennedy, que deu o suporte necessário para que o Conecta fosse realizado no distrito. Segundo Noemi, por causa da boa divulgação, o evento recebeu, inclusive, visitantes de outras denominações. “Todos ficaram impactados com a programação, houve várias conversões, e os que já são evangélicos quiseram levar a ideia para suas igrejas”, contou. Ao final, a conselheira do juvenis expressou sua alegria sobre o resultado do evento. “Foi uma responsabilidade muito grande. Mas o evento superou as expectativas, quando vimos nosso alvo de participação e visitantes alcançado. Estão todos de parabéns, pois ninguém caminha sozinho", declarou.

Conectar e deixar conectado Eventos, informações oficiais, conteúdos sobre Metodismo no Brasil e no mundo. Saiba sempre o que acontece por aqui na Primeira Região. Acesse nosso site e nos siga nas redes sociais.

9


R EG IÃ O

Evangelho vem a cavalo

Metodista do Chalé, em Santo Antônio de Pádua, promove 3ª Cavalgada com Cristo n Paula Damas

P

elo terceiro ano consecutivo, a Igreja Metodista do Chalé, na cidade de Santo Antônio de Pádua, promoveu a Cavalgada com Cristo. Com o apoio de vários patrocinadores e parceiros, o evento já entrou para o calendário do município. Essa ação evangelística contou com a participação de 376 cavaleiros e 11 charretes além de igrejas metodistas e outras denominações. De acordo com o líder da igreja local, pastor Isaías Brum, o evento movimentou a cidade. No sábado, a programação contou com a presença do cantor Anderson Freire e banda. A pregação ficou sob a responsabilidade do pastor Daniel Brum Teixeira. Nesse dia, nove vidas se renderam aos pés do Senhor. Logo após a chegada da cavalgada, também foi realizado um leilão de animais. Segundo o líder local, obteve-se uma boa arrecadação. O encontro contou ainda com

barracas de comidas típicas. Ao som de muito louvor, a cavalgada percorreu cerca de 8 km, num clima de descontração e adoração a Deus. Antes da saída, foi realizado um momento de leitura da Palavra e oração, com a presença dos pastores Carlos Roberto, da Central de Itaocara, e Daso Maia Brum, da São Pedro de Alcântara. A programação deste ano contou também com a participação das igrejas metodistas de Portela, Campo Alegre e Boa Nova, entre outras. A história do início do movimento Metodista na Inglaterra também registra a vivência do evangelismo a cavalo. De igual modo, a Igreja de Chalé tem utilizado essa prática para anunciar as Boas Novas do Evangelho. “Aproveitamos para evangelizar e mostrar a cara da igreja fora das quatro paredes. Nesses três anos de Cavalgada com Cristo, no meu ministério, esse tem sido o

maior meio de trazer vidas ao seio da igreja”, justificou o pastor Isaías Brum.

Frutos ministeriais

Essa ação evangelística na Igreja Metodista do Chalé partiu do pastor Isaías Brum. Ele conta que tudo começou no seu rancho, em Itaocara, há alguns anos. “Por ter trabalhado com cavalos por 25 anos, nasceu no meu coração o desejo de inovar as cavalgadas, que já faziam parte do meu trabalho. Comecei então a Cavalgada com Cristo”. Ao ser chamado ao ministério, o pastor Isaías disse que levou consigo o evento e ao chegar à comunidade do Chalé implantou o trabalho, que tem sido seu maior alvo de evangelização. Os frutos materiais e espirituais não demoraram a aparecer. Na primeira cavalgada, o evento rendeu um lucro expressivo, que viabilizou a compra de uma Kombi para a igre-

ja. Na cavalgada deste ano, não foi diferente. Segundo o pastor, além das vidas que aceitaram a Jesus, o valor angariado durante o evento será revertido para a construção do novo templo.

Mais de 300 cavaleiros seguiram pela cidade anunciando Cristo

Jovens agraciados pelo Senhor

IM de Cascadura realiza 4º Congresso da Sociedade de Jovens Mergulhando na Graça de Deus n Tainá Oliveira

A

10

Igreja Metodista de Cascadura realizou entre 16 e 18 de agosto a quarta edição do Congresso da Sociedade de Jovens Mergulhando na Graça de Deus. O evento teve como objetivo fazer com que os participantes do evento desenvolvessem uma experiência mais profunda com o Senhor. Para a líder dos jovens de Cascadura, Karyna Ramos, o encontro teve um papel fundamental para proporcionar uma conexão maior entre o jovem metodista e a graça do Senhor. O primeiro dia foi marcado pela pregação do pastor Glauco Pires, da Igreja Metodista de Monsuaba, em Angra dos Reis. Alertando os jovens sobre as situações que os afastam de Deus, o reverendo convocou os presentes a enfrentarem suas fraquezas e desejos carnais. “Deus tem um chamado para fazer guerra contra nossas limitações e falhas, precisamos fazer isso para estarmos cada vez mais fortalecidos na presença do Senhor”, declarou em sua preleção. Além disso, o culto contou com a apresentação do grupo de dança da igreja local. Houve também a exibição do vídeo Faça Guerra, de John Piper.

Com descontração, jovens são levados a conhecer mais sobre graça de Deus

Nesse material, Piper fala exatamente sobre a necessidade de combater o pecado e ter uma vida santa em Deus.

Palestras em série

Durante o evento, também houve uma série de palestras. Pastora Ângela Nascimento, responsável pelos Projetos Inform, falou sobre a importância de fazer missões. “Se não obedecermos a esse chamado, as pessoas continuarão em trevas. Agora se você obedecer levará a glória de Deus para

além dos continentes e salvará muitas vidas”, declarou. Pastora Ruth Kato, da IM de Cascadura, também palestrou. Valendo-se de conhecimentos sociológicos e filosóficos, além da Bíblia Sagrada, ela falou sobre trabalho, relacionamento, família e criação de filhos. “Para entendermos bem as coisas que acontecem, precisamos entender o ambiente em que vivemos. Entendendo o ambiente em que vivemos podemos entender o comportamento do jovem dentro da

igreja”, declarou pastora Ruth em sua ministração. O evento recebeu ainda missionários da Agência Missionária Imform, que falaram sobre a Escola de Missões Depois das palestras, o congresso contou com a pregação do pastor Reinaldo Fornasier, da IM de Cascadura. Ele discorreu sobre as consequências do pecado, alertando “os jovens a se manterem limpos e dignos na presença do Senhor”. E ensinou: “Viver em pecado, é viver no Egito. O

nosso inimigo precisa apenas de uma oportunidade para nos destruir. Andemos sempre vigilantes em tudo que fazemos para não lhe dar essa oportunidade”. O encerramento do Congresso contou a apresentação do Coral da Sociedade de Jovens da Igreja Metodista de Cascadura. A pregação ficou sob a responsabilidade do seminarista Renato Borges, membro da igreja local, que falou sobre os danos do pecado na vida do jovem cristão.


N otas Noite Missionária levanta fundos para a obra

n A Igreja Metodista em Manguinhos, pastoreada por Luis Antônio Pereira, promoveu a Noite Missionária. O evento foi organizado pela Secretaria Regional de Expansão Missionária por meio da coordenação dos Voluntários em missão. O objetivo é arrecadar recursos para os projetos missionários no Ceará e em Manaus. Cerca de 150 pessoas estiveram presentes durante a celebração, que contou

chada da igreja. “Remodelamos toda a frente e o jardim. Demos um colorido especial, no sentido de embelezamento da Igreja, onde colocamos, no jardim, uma iluminação especial, em verde”, contou o pastor local, reverendo Reinaldo Santana. Segundo o pastor, portas e janelas também foram trocadas, com o objetivo de dar um tom de modernidade na fachada. “Ficou muito lindo e admirado por todos os membros e moradores da cidade”, disse Reinaldo entusiasmado.

IM em Pilar participou a primeira Marcha pra Jesus em Duque de Caxias

Pilar participa da Marcha para Jesus

n A Igreja Metodista em Pilar, pastoreada por Jorge Militino, participou da 1ª Marcha para Jesus na localidade. O evento foi promovido pela Associação dos Conselhos de Igrejas Evangélicas de Duque de Caxias (Acieduc) e reuniu cerca de 2 mil pessoas, que percorreram a Avenida Governador Leonel Brizola (antiga Presidente Kennedy). O evento contou com a participação do grupo formado pelos homens do Projeto Missão nos Campos e Sociedade de Homens da Igreja Metodista em Pilar, juntamente com pastores e membros de várias denominações como Igreja Batista, Betel, Assembleia de Deus e Catedral Bíblica da fé, entre outras. Trios elétricos acompanharam as bandas evangélicas Jeová Shamá, Catedral Pública da Fé e Ministério Labareda. De acordo com o coordenador de Ação Social de Pilar, Sérgio Rodrigues, moradores não evangélicos também acompanharam a Marcha. Para realização do evento, a Prefeitura mobilizou as secretarias de Serviços Públicos, Segurança e Saúde, além da Guarda Municipal e agentes de trânsito.

Congresso de casais em São Gonçalo

n Na Igreja Metodista Central em Tanguá foi realizado o 1° Congresso de Casais do Distrito de São Gonçalo. Promovido pelo Ministério de Casais e Famílias e idealizado pelo superintendente distrital reverendo Nelson Magalhães, o evento teve o objetivo de capacitar os casais para

Cerca de 150 pessoas marcaram presença na Noite Missionária

Distrito de São Gonçalo promoveu 1º Congresso de Casais

o trabalho com o ministério de famílias de suas igrejas. Esse ministério é coordenado pelo pastor Carlos Wesley e sua esposa, Silvia. As palestras com os temas O que o seu cônjuge espera de você e Famílias no altar do Senhor foram ministradas pelo casal Alan e Aline, do Ministério Bodas de Caná da Igreja Metodista Central em Nova Friburgo. O congresso contou com a participação do reverendo Nelson Magalhães e sua esposa, Suenir, além de vários pastores com suas esposas e diversos casais do Distrito.

um jantar temática baseado em Gênesis 18.9. O evento reuniu cerca de 80 pessoas no templo da igreja. De acordo com os organizadores do evento, realizado pelas sociedades de mulheres e jovens, o jantar teve como intuito fortalecer as famílias e os laços entre pais e filhos. O seminarista Edno Júnior ministrou para as famílias, que puderam se confraternizar nos momentos separados para recordações. Além disso, os presentes também degustaram um cardápio especial preparado para a ocasião.

também com a participação de representantes da IM Central de Búzios, da Assembleia de Deus, da Sociedade de Mulheres da Congregação de Búzios, do Coral da Igreja Metodista de Manguinhos e de voluntários em missão da Igreja Metodista da Universidade da Carolina do Sul. A pastora Selma Antunes ministrou a Palavra de Deus e apresentou os projetos à igreja. De acordo com a reverenda, a Noite Missionária foi uma bênção. “Algumas pessoas me disseram que ficaram muito emocionadas com a apresentação dos projetos e que se identificaram com este chamado", contou.

Nova fachada em Aperibé

n A Igreja Metodista em Aperibé tem motivos de sobra para celebrar ao Senhor. Após três anos de espera, a congregação conseguiu concluir a reforma da fa-

“Continuamos solicitando as orações em favor de nossa Igreja e que Deus continue abençoando todos os membros da Igreja Metodista em Aperibé e toda a comunidade”, completou.

Duas Barras em clima de festa

n A Congregação Metodista em Duas Barras, Distrito de Itaocara, comemorou um ano de pregação do evangelho. Cerca de 80 pessoas compareceram ao culto em agradecimento a Deus, promovido pela igreja local. A programação contou com a participação da Banda Primogênitos e do teatro dos juvenis da Igreja Metodista em Carmo. De acordo com a direção da igreja, quatro pessoas aceitaram a Jesus. A mensagem bíblica da noite foi ministrada pelo pastor Edino Matias, da Igreja Metodista em Carmo.

Celebração para os pais em Mesquita

n Para comemorar o Dia dos Pais, o ministério de culinária da Igreja Metodista em Banco de Areia, Mesquita, pastoreada pelo pastor Paulo Ricardo, promoveu

Cerca de 80 participaram do evento na IM de Mesquita

Após três anos, igreja Metodista em Aperibé conclui reforma de fachada e ganha tom de modernidade

11


Avante 437 setembro outubro 2013  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you