Page 3

Jornal Sindical - Maio/junho de 2019 - 3

 AÇÃO NA U-SHIN

Negociação conquista folga aos sábados Isso traz um efetivo ganho na qualidade de vida dos trabalhadores e da família Por meio de negociação, o Sindicato conquistou avanço real na U-Shin (Santo Afonso). A partir de 16 de julho, os 700 funcionários não trabalham mais aos sábados. Os companheiros aprovaram a proposta em assembleia conduzida pelo presidente José Pereira dos Santos. O diretor Alex Lima, que é funcionário da empresa, mais as diretoras Roseli Lima e Raquel de Jesus participaram da ação. Pereira comenta: “Quando o trabalhador se une, o Sindicato vai à luta, negocia com a empresa e obtém benefícios. Aqui, conseguimos mais um ganho efetivo”. Alex - O diretor Alex, funcionário da U-Shin, disse que a fol-

DIA 12 DE JUNHO - Trabalhadores da U-Shin aprovaram Benefício em assembleia realizada no pátio da empresa do Santo Afonso

ga todo sábado é antiga reivindicação. A jornada era de sábados alternados. Ele comenta: “Os companheiros passarão a folgar o final de semana todo. Isso aumenta de fato a qualidade de vida do trabalhador e da sua família”.

PLR - Assembleia também aprovou a Participação nos Lucros e/ou Resultados. A PLR pode chegar em R$ 3.530,00, conforme as metas. Eles recebem a primeira parcela, de R$ 1.700,00, até julho. O restante em fevereiro próximo.

Companheiros da MBF garantem cesta básica

DEMITIDOS DA DYNA HOMOLOGAM EM NOSSA SEDE Os 73 dispensados na Dyna (Itapegica) homologaram dia 22 de maio no Sindicato. Alex Lucas relata: “Foram conferidas as verbas que temos a receber. Isso nos tranquiliza”. Ele trabalhou seis

APROVAÇÃO - Nossos diretores Roseli, Célio e Lula mobilizam trabalhadores da fábrica no Parque das Nações

O Sindicato conquistou cesta básica aos 70 trabalhadores da Metalúrgica Brasileira de Fixadores. A empresa do Parque das Nações

fornecerá o benefício a partir de 5 Célio comenta: “Os companheide julho. Ação foi conduzida pelos ros vinham cobrando a cesta. Nediretores Célio Malta, Roseli Lima gociamos com a empresa, avane Eronides Rafael Galdino (Lula). çamos e todos ficaram felizes”.

anos na empresa. Nosso diretor Antonio Francisco da Silva, que é funcionário da Dyna, lembra que a reforma trabalhista mexeu na homologação. Por isso, ele recomenda homologar no Sindicato. “É muito mais seguro”, afirma Antonio.

HOMOLOGUE NO SINDICATO E EVITE CALOTES! A reforma trabalhista de Temer acabou com a obrigatoriedade da empresa homologar no Sindicato as verbas rescisórias do empregado desligado. Essa lei, além de injusta, contraria o Artigo 8º da Constituição, Inciso 3º, que estabelece: “Cabe ao Sindicato

defender os interesses individuais e coletivos da categoria”. O ex-presidente Michel Temer decidiu: dane-se a Constituição, desde que se beneficie o patrão. Porém, o Sindicato procurou proteger o trabalhador. No nosso caso, a Convenção Coletiva de

Trabalho do Sindipeças garante homologar em Sindicato. Nas demais, o trabalhador tem o direito de exigir. ATENÇÃO: se você sair ou for dispensado da empresa, não acerte com ela. Procure o Sindicato. Ligue 2463.5300 e fale com nosso Jurídico.

Profile for Metalúrgicos de Guarulhos

Jornal Sindical Maio/Junho 2019  

Publicação do Sindicato dos Metalúrgicos de Guarulhos e Região. Formato Tablóide, 12 páginas, 4 cores. Tiragem - 25 mil exemplares. Produção...

Jornal Sindical Maio/Junho 2019  

Publicação do Sindicato dos Metalúrgicos de Guarulhos e Região. Formato Tablóide, 12 páginas, 4 cores. Tiragem - 25 mil exemplares. Produção...

Advertisement