Page 1

siNdicato dos metaLÚrGicos de GuaruLHos, arujá, mairiPorã e saNta isabeL - aNo 26 - Nº 259 - fevereiro/março 2019 união e ação

Telefone 2463.5300 • E-mail: sindicato@metalurgico.org.br • Site: www.metalurgico.org.br

Cresce luta em defesa das aposentadorias Foto: Claudio Omena

CATeGORiA DeFeNDe DiReiTOS e RePuDiA ATAqueS À PReViDÊNCiA

maHLe - Manhã do dia 22. Diretores do Sindicato reúnem companheiros da empresa, em Arujá, para protestar contra a reforma que corta direitos e benefícios previdenciários

Cresce em nossa base a resistência à reforma da Previdência proposta pelo presidente Bolsonaro. O aumento dessa rejeição ficou

patente nos atos dirigidos pelo Sindicato, em 22 de março, Dia Nacional de Luta contra a Reforma. Mobilizamos mais de dois mil

trabalhadores na Tower e Mahle (Arujá), Sky Master (Cumbica) e Fabrima (Bonsucesso). Nosso presidente José Pereira dos Santos afirma:

“Na medida em que o pessoal conhece mais as maldades da reforma, a rejeição da população aumenta”. Leia nas páginas centrais

NãO hOMOLOGue FORA DO SiNDiCATO! A reforma trabalhista (Lei 13.467) retirou muitos direitos dos trabalhadores. Dentre eles, acabou com a obrigatoriedade da empresa de pagar a rescisão de contrato no Sindicato, procedimento que recebe o nome de homologação. em nossa base, a Convenção Coletiva de Trabalho do setor de autopeças manteve a homologação no Sindicato para todos os empregados desligados com, pelo menos, um ano de serviço. A Convenção também garante homolo-

gação no Sindicato para quem não trabalha no setor de autopeças. Porém, nesse caso, o empregado precisa avisar o patrão, no momento do desligamento, que quer homologar no Sindicato. atenção: 1) Se o empregado tiver pelo menos um ano de serviço e for da indústria de autopeças, deve exigir homologação no Sindicato, conforme garante a Convenção; 2) Se a pessoa trabalhar em outro setor, ela também deve receber seus direitos no Sindicato. Nesse caso, deve manifestar

esse desejo à empresa, pois a Convenção só garante se o trabalhador solicitar. De todo modo, exija sempre que a quitação das verbas rescisórias ocorra na entidade sindical. Se a empresa se recusar, avise o Sindicato. Todo trabalhador com pelo menos um ano de serviço também tem esse direito. Vale para o empregado demitido e para aquele que pede demissão. companheiro: valorize essa conquista sindical e exija da empresa o pagamento de todos os seus direitos!

faLe com a GeNte

2463.5300


2 - Jornal Sindical - Fevereiro/março de 2019

 editorial

Afinal, qual família Bolsonaro defende?

José pereira dos santos Presidente do Sindicato

e-mail: pereira@metalurgico.org.br

A reforma previdenciária de Bolsonaro é ruim para a maioria. Mas é especialmente prejudicial às mulheres. A mulher será prejudicada de muitas formas. Veja: vai trabalhar mais tempo, contribuir por tempo maior e o valor do benefício será reduzido. O prejuízo também atinge as idosas. Hoje, boa parte das pensionistas recebe sua aposentadoria e a pensão do falecido marido (a regra vale também ao viúvo). Se a reforma passar, essa senhora terá de optar pelo beneficio de maior valor e o outro sofrerá corte que pode chegar a 80%. Na prática, ela perderá renda. E perder renda nessa idade é muito duro.

Se a mulher receber hoje o Benefício de Prestação Continuada também vai sofrer prejuízo. O BPC é pago a idosos de baixíssima renda ou a quem, por incapacidade, não pode trabalhar. A regra atual garante salário mínimo de R$ 998,00. A nova regra reduz esse valor a partir de R$ 400,00. O que é, literalmente, um salário de fome. Jovem - O projeto de Bolsonaro

A reforma é ainda mais prejudicial à mulher, incluindo as idosas

 fontes confiÁVeis

empurra os futuros trabalhadores para o regime de capitalização. É um modelo privatizado, gerido pelos bancos. O patrão nada recolhe. Só o trabalhador paga. No Chile, isso virou tragédia social e metade dos idosos está sem cobertura. Família - Observe: Bolsonaro se elegeu com um forte discurso em defesa dos valores da família. Mas seu projeto de reforma previdenciária atinge duramente a família, que é quem dá estabilidade à sociedade. Sem família estável, a sociedade desanda. E a ordem social dá lugar à desordem. Então, a pergunta é: que tipo de família Bolsonaro defende?  profissional de mídia

Saiba mais com o Diap Oriente-se pelo Dieese Acesse a Agência Sindical Busque fontes seguras de informação sobre o mundo do trabalho. Uma das mais confiáveis é o Diap. Portanto, acesse www.diap.org.br

Todas as informações e dados do Dieese são liberados para consulta e informação. Basta acessar o site da entidade - www.dieese.org.br

Empresa de comunicação exclusiva para o sindicalismo. Acesse www.agenciasindical.com.br - Informações de várias categorias.

 deu na imprensa

Nossas ações alcançam ampla repercussão SeM MeSMiCe! ulisses Santos Carvalho é repórter no Guarulhos Hoje. Tem só 23 anos, mas está na área há cinco. e tem um detalhe: foi mecânico de manutenção Jornais, portais e sites cobrem as ações e atividades sindicais

O trabalho do nosso Sindicato entre janeiro e março obteve forte repercussão na imprensa. Tivemos matérias publicadas nas edições impressas e eletrônicas dos jornais Guarulhos Hoje e Folha Metropolitana; no programa Tribuna Livre, da TV Guarulhos,

apresentado por Roberto Samuel; e nos sites da Agência Sindical, Força Sindical e CNTM. A imprensa divulgou as conquistas de PLR na Umicore (Itapegica) e na Cummins Filtros (Bonsucesso); nossa campanha de arrecadação às vítimas de enchentes em

Guarulhos; os protestos contra o projeto de Bolsonaro que ataca as aposentadorias; e nossa presença em São Bernardo no ato contra o fechamento da montadora Ford. Saiba mais - Acesse nosso site - www.metalurgico.org.br - e fique informado diariamente.

numa fábrica no Parque Novo Mundo. “Trabalhei na metalurgia pra me formar em jornalismo”, conta. Sobre sua profissão, diz: “Jornalismo não tem mesmice. Você pode hoje ir à periferia cedo e à tarde cobrir um grande evento. O mais importante é descrever o que de fato acontece, sem inventar. Se quiser entrar nessa profissão, não brinque. Leve a sério e corra atrás da sua realização profissional”.

JORNAL SINDICAL - Sindicato dos Metalúrgicos de Guarulhos, Arujá, Mairiporã e Santa Isabel. Sede: rua Harry Simonsen, 202, Centro de Guarulhos, CEP 07013-110. Telefone 2463.5300. Site: www.metalurgico.org.br - e-mail: sindicato@metalurgico.org.br - Subsede Arujá: rua Silmar Montoni, 215, Center Ville, CEP 07401-135. Telefone 4655.3596. Subsede Mairiporã: rua José Claudino dos Santos, 122, Jardim São Francisco II (Terra Preta), CEP 07600-000. Telefone 4486.1615. Clube de Campo: rua Galáxia, 126, Parque Primavera, Guarulhos, CEP 07142-390. Telefone 2402.3811. Colônia de Férias em Caraguatatuba: (12) 3887.1250. Produção: Agência Sindical - 3231.3984. Fotos: Claudio Omena e Carlos Salles. textos: Rômulo Magalhães e Luiz De Salvo Neto (Titico). edição: João Franzin. Diretoria: José Pereira dos Santos (presidente), Josinaldo José de Barros (vice-presidente), Pedro Pereira da Silva (secretário-geral), Alex Sandro de Lima (1º secretário), Célio Ferreira Malta (2º secretário), Antonio Francisco da Silva (tesoureiro-geral), Josete Machado Filho (1º tesoureiro). Suplentes: José Carlos Santos Oliveira, Ricardo Pereira de Oliveira, Roseli do Carmo Lima, José João da Silva, Márcia de Aquino Meira e Raquel de Jesus. Conselho Fiscal: Augusto Valdomiro Knupp, José Dilton Braga da Silva e Daniel Hermínio Estevam. Suplentes: Evandro Pereira, Adriano Alves de Oliveira e Eronides Rafael Galdino. Delegados na Federação: José Barros da Silva Neto e Elenildo Queiroz Santos. Suplentes: Eduardo Apóstolo Santos Oliveira e José Pedro da Silva. impressão: Gráfica Rotativa. tiragem: 20 mil exemplares. Fevereiro/março 2019.


Jornal Sindical - Fevereiro/março de 2019 - 3

 cummins filtros

Participação pode chegar a R$ 5.938,00 Novos acordos garantem pagamento de PLR para mais de mil trabalhadores Nas últimas semanas, o Sindicato negociou e as assembleias aprovaram vários acordos de Participação nos Lucros e/ou Resultados. Muitos obtiveram aumento real. Na Cummins Filtros (Bonsucesso), a PLR pode chegar a R$ 5.938,00, conforme metas. Os companheiros também aprovaram desconto da taxa negocial para não-sócios. Propostas foram aprovadas também na Garrett (Bonsucesso), Arcofer (Nova Cumbica), Starcast (Taboão), Aresta (Cumbica) e ADKF (Terra Preta, Mairiporã). Nosso vice Josinaldo José de Barros (Cabeça) comenta: “A conquista da PLR é boa porque amplia

base decide - Nosso vice-presidente Cabeça apresenta proposta de PLR e trabalhadores aprovam negociação na Cummins Filtros

a renda do trabalhador e também coloca mais dinheiro no mercado”. Garrett - Valor pode chegar a R$ 3.324,00, conforme metas. Parcelas vencem em agosto e fevereiro. Aresta - Os funcionários aprovaram a PLR, paga em fevereiro. Arcofer - Aumenta 10% sobre a

Participação anterior e pode ser de R$ 1.650,00 para funcionários. Pagamento será em fevereiro e março. Starcast - Os trabalhadores vão receber em março e abril. ADKF - Pagamento do Benefício vai sair até o final de março para os 10 companheiros da fábrica.

recado profissional de mídia  da trabalhadora

é bom saber!

Em março, Mês das Mulheres, nada mais natural que o “Recado” ser de Aresta - Jau e Raquel com trabalhadores

sky master - Roseli e Célio na fábrica

Starcast - Diretores Daniel e Alex

sindicato consegue 5% na Uniflex

O Sindicato conquistou mais um acordo salarial para metalúrgicos de empresa ligada ao Grupo 10 patronal. Todo ano, esse grupo se recusa a

negociar com a categoria e não assina acordo, deixando os funcionários sem os benefícios e os direitos da Convenção Coletiva de Trabalho.

satisfação - Funcionários satisfeitos com a negociação apresentada por Fala Mansa

O avanço, agora, é na Uniflex (Vila Nova Bonsucesso). O Sindicato comandou negociação que obteve reajuste salarial de 5%, pagamento de Abono de 10%, em duas parcelas, e todos os direitos da Convenção Coletiva. Nosso diretor Antônio Francisco da Silva (Fala Mansa) conduziu a assembleia com os 25 companheiros da empresa. O aumento salarial vale desde fevereiro e o Abono de 10% foi pago em fevereiro e março. A assembleia também aprovou aplicação de taxa de custeio sindical para os não-sindicalizados.

uma companheira. Fala Regina Nunes de Souza. Ela é operadora de produção da Dyna (Itapegica), onde 60% do quadro de funcionários é de mulheres. Regina é sindicalizada há 17 anos, mesmo tempo que trabalha na empresa. A metalúrgica diz: “Sempre fui a favor do Sindicato. Em todos os anos em que trabalho na Dyna, nosso Sindicato nunca nos deixou na mão. Além disso, existe toda uma estrutura de lazer, que também sempre utilizei e aprovo. Vejo com muita preocupação essa reforma da Previdência. Chegar aos 62 anos, com 20 anos de contribuição, pra dar entrada na aposentadoria, é sacrificante para as mulheres”.

FIQUE SÓCIO FORTALEÇA SUA ENTIDADE DE CLASSE. E GANHE BENEFÍCIOS


4 - Jornal Sindical - Fevereiro/março de 2019

Defenda seu direito a um

eSTuDO DO DieeSe MOSTRA O quANTO A ReFORMA

Faz muito tempo que nossos governantes desviam dinheiro da Previdência Social. Desviaram pra construir Brasília; desviaram pra construir a rodovia Transamazônica; e desviaram pra fazer a Usina Nuclear Angra 3. Mas não é só isso. A Previdência

também sofre desfalque por parte dos grandes devedores. Em 2016, houve CPI, conduzida pelo senador Paulo Paim, que apurou dívida superior a R$ 450 bilhões. E o que os governos fizeram com esses devedores? Nada. Como eles não têm coragem de

peitar bancos, empreiteiras e outras grandes caloteiras, os governantes preferem meter a faca no pobre e fazer a reforma em cima do trabalhador urbano, do aposentado, da viúva, da pensionista e do trabalhador rural. E você: está de acordo com isso?

Vai aceitar, calado, trabalhar mais, recolher por mais tempo e ainda receber uma aposentadoria com valor menor? Pense nisso. Informe-se mais sobre as maldades da PEC 06/2019 do Bolsonaro. Converse com sua família. E reaja!

Leia, entenda e lute contra esses absurdos! MuLheReS SeRãO AS MAiS PReJuDiCADAS

MeTALÚRGiCO NãO VAi ReCeBeR ABONO DO PiS

idade vai aumeNtar - em vez de poder se aposentar aos 55 anos (como é hoje), a mulher terá de esperar chegar aos 62. Para a professora, a diferença de idade com os homens não existirá mais. ela irá se aposentar com a mesma idade do professor (60 anos). essas mudanças são muito duras, pois a mulher trabalha fora, cuida da casa e muitas vezes cuida de pais e parentes idosos. A regra muda também para a trabalhadora rural. A lavradora terá pouca chance de se aposentar!

teto será rebaiXado - hoje, o metalúrgico da nossa base que ganha entre um e dois salários mínimos tem direito ao PIS. Esse abono fica, na prática, em um salário mínimo. A PeC de Bolsonaro só prevê pagar PiS pra quem ganhar até um salário mínimo (R$ 998,00). Como o Piso do metalúrgico varia de R$ 1.354,00 a R$ 1.900,00, ninguém da nossa categoria vai mais receber esse abono. O Dieese calcula: isso vai tirar perto de R$ 11,9 milhões do trabalhador e da economia local.

DIEESE CALCULA PRA VOCÊ O Dieese criou calculadora virtual que faz a conta real da sua aposentadoria. Entre no www.dieese.org.br e faça a simulação você mesmo. Baixe grátis em seu micro ou no celular.

APOSeNTADO que TRABALhA PeRDe NO FGTS a muLta de 40% Pode cair Muita gente da metalurgia se aposenta e continua trabalhando. Até agora, a regra é essa: ao ser demitido da empresa sem justa causa, o companheiro recebe 40% a mais sobre o saldo do FGTS - é a chamada multa. Acabou. Se a reforma previdenciária do Bolsonaro passar no Congresso Nacional, ninguém mais receberá esses 40%. Ou seja, você continuou a trabalhar sob uma regra favorável e quando sair nada receberá.

O SINDICATO INFORMA E ALERTA MAS TEM GENTE QUE AINDA DUVIDA FAZ O SEGUINTE: ACESSE EM NOSSO SITE ESTUDO DO DIEESE SOBRE O TAMANHO DAS PERDAS. E TIRE SUAS CONCLUSÕES.


Jornal Sindical - Fevereiro/março de 2019 - 5

ma aposentadoria decente

forma de bolsonaro é injusta. Conheça e Repudie!

O SINDICATO na fábrica - Dia 22 de março, nossos diretores Lula, Pedro e Pereira falam aos companheiros da Tower (Arujá) sobre as maldades dessa reforma previdenciária

No dia 22, o Sindicato comandou protestos na Tower e Mahle, ambas em Arujá; Sky Master (Cumbica) e Fabrima (Bonsucesso). Começamos pela Tower, fomos à Mahle e depois à Sky Master e Fabrima. Mobilizamos mais de dois mil trabalhadores. As manifestações alertaram sobre as maldades na re-

forma previdenciária que Bolsonaro encaminhou ao Congresso. Nosso presidente José Pereira dos Santos falou nas fábricas. Ele diz: “Tem gente que já percebeu o tamanho das perdas com a reforma. Mas ainda tem quem ache que a pancada não será tão forte. Porém, quando a gente explica que aumen-

ato na sé - Fomos linha de frente no protesto dia 20/2

ta a idade, aumenta o tempo de contribuição, cai a renda do aposentado e até a viúva vai perder, o pessoal fica preocupado”. O vice-presidente Josinaldo José de Barros (Cabeça) constata: “O trabalhador já está mais consciente e percebe que o governo quer tirar nosso couro com essa reforma. As

fabrima - Ricardo, Pepe e Tieta com trabalhadores

novas regras vão impedir que muitos de nós se aposentem”. Pedro - O secretário-geral Pedro Pereira da Silva (Zoião) avalia os atos: “Já caiu a ficha dos companheiros. Mas devemos continuar levando informação e orientação pra nossa base e pedir que o trabalhador oriente a sua família”.

arujá - Pereira e diretores durante ato na Mahle (ex-Behr)

Boletim do Sindicato alerta trabalhadoras sobre perdas Nosso Departamento Feminino realiza o “Março Mulher”. A ação homenageia o Dia Internacional da Mulher (8 de Março), pela memória das operárias mortas em 1911, em Nova Iorque, ao lutar contra abusos. Dia 8, homenageamos nossas funcionárias. Depois, houve panfletagem na Dyna (Itapegica). Na sequência, entregamos boletim na Continental (Itapegica), Marília (Macedo), Bristol (Cumbica) e em outras.

DYNA - Diretoras Raquel, Roseli e Márcia entregam boletim para trabalhadoras

O principal alerta é sobre as agressões do projeto de reforma. Nossa diretora Roseli afirma: “A mulher vai trabalhar mais, contribuir mais tempo e receber benefício menor. É dever do Sindicato informar e alertar nossa base”. Contato - Integram nosso Departamento Feminino: Roseli Lima, Márcia de Aquino e Raquel de Jesus. Para falar com elas, ligue 2463.5300.


6 - Jornal Sindical - Fevereiro/março de 2019

 conVÊnios

Parceria com dentista dá descontos a sócios Nossos associados podem ter um custo até 60% menor no atendimento O Sindicato trabalha para ampliar os benefícios aos nossos sócios e dependentes. Desta vez, foi concretizada parceria com a clínica odontológica PlasDent. Todos os associados da entidade terão desconto de 10% a 60% em procedimentos realizados em uma das duas unidades: Centro ou Jardim Presidente Dutra. A clínica é de responsabilidade do conceituado dentista Luís Carlos Saraiva. O consultório é especialista em clínica geral, periodontia, ortodontia, ortopedia funcional e prótese. Ele diz: “Trabalhamos com os melhores profissionais, com experiência e habilidade no tratamento odontológico”.

APROVeiTe OS CuRSOS PROFiSSiONALiZANTeS A Data Brasil está com matrículas abertas para vagas remanescentes no primeiro semestre. Cursos de excel Avançado, Controle de Medidas, Desenho Técnico e Tornearia Mecânica. Todos são intensivos, de seis meses. O formando recebe certificado reconhecido pelos órgãos oficiais. Sócios do Sindicato e dependentes têm desconto de até 45%. LocaL - Rua harry Simonsen, 188, PLasdeNt - Dr. Luís Carlos Saraiva é o responsável pela clínica odontológica

Pereira - Nosso presidente José Pereira do Santos afirma: “A saúde bucal é essencial na vida de qualquer pessoa. Por isso, não podíamos deixar de propiciar mais esse benefício aos associados”. Agende - Os atendimentos serão realizados com horário mar-

cado. O sócio deverá apresentar carteirinha e documento com foto. endereços - Unidade I - Rua Benedito Faustino de Morais, 168, Centro. Telefone 2408.8859.Unidade II - Avenida Papa João Paulo I, 3.090, Presidente Dutra. Telefones 97769.6450 ou 98485.4960.

Centro (ao lado da nossa sede). Matrículas de segunda a sexta, das 9 às 20 horas. Sábados, das 9 às 16 horas. iNformaçÕes - Ligue 2440.6000 ou acesse o site da escola

www.databrasil.com.br

aNiversariaNtes de abriL - Dia 4, Lorisvaldo Costa Araújo - Giba (estacionamento); 7, José Carlos S. Oliveira Chorão (diretoria); 9, Fábio izidio Pereira (secretaria); 10, Monalisa Silva (secretaria); 11, Marta Duarte Ruis (Meu Futuro); 21, Cláudio Omena (vídeo); 27, Rodolfo Silva Viana Sousa (Dieese); e 28, Marcílio Penachioni (Departamento Jurídico).

escola tem descontos especiais para sócios


Jornal Sindical - Fevereiro/março de 2019 - 7

 combate às ler/dort

Não vacile frente às doenças do trabalho Em caso de sintomas, procure o Departamento de Saúde do Sindicato Metalúrgicos de sete empresas foram mobilizados em 27 de fevereiro, no Dia Mundial de Combate às Ler/Dort. Essa data foi instituída em 2000 pela Organização Internacional do Trabalho (OIT). Eles foram orientados como se prevenir de Lesão por Esforço Repetitivo e Doenças Osteomusculares Relacionadas ao Trabalho. Nosso diretor Elenildo Queiroz (Nildo), responsável pelo Departamento de Saúde e Segurança, alerta: “Apesar da modernização dos equipamentos, o número de doenças no trabalho só aumenta”. Mobilizamos na HRM (Arujá), Gecede (Vila Galvão), Flanjaço (Bonsucesso), MTA, Linconl Ele-

mta - Diretor Elenildo Queiroz falou aos companheiros da empresa sobre os sintomas e tratamento das doenças geradas pelo trabalho

tric e Partec (Cumbica) e Cindumel (Itapegica). Nossos diretores também entregaram boletim com orientações sobre sintomas, diagnóstico, riscos de sequelas, prevenção e tratamento. No início, é comum a sensação de desconforto, como peso e cansaço. Também surgem dores locais.

Caso você sinta algum desses sintomas, com persistência, procure o Sindicato. Ligue 2463.5300, e fale com Nildo ou Rodrigo. Nosso Departamento de Saúde e Segurança prestará todo o apoio. Atenção: o afastamento do trabalho nesses casos garante estabilidade no emprego e outros direitos!

Serviço agiliza concessão de aposentadorias Mais uma parceria beneficia nossos associados, principalmente quem está pra se aposentar. É com a Previ Rápido Aposentadorias e Revisões. A Previ faz check-up no tempo de contribuição e na documentação, informando ao segurado a data provável da aposentadoria e o valor estimado do benefício. O consultor Roberto Dias explica: “Esse pente-fino na documentação evita que o trabalhador seja surpreendido por algum problema com o INSS e atrase a aposentadoria”. Outro serviço é pra reconhecer o tempo especial. Trabalhador que esteve exposto a agentes nocivos, químicos, físicos, biológicos ou a condições lesivas à saúde, tem direito a acréscimo no tempo de serviço. Dá pra saber se o segurado

previdência - Bessas (de azul) atende e orienta nossos associados

tem direito à revisão e ao aumento no benefício. Essa comprovação é feita no formulário Perfil Profissiográfico Previdenciário, que deve ser fornecido pela empresa. Exemplo: pessoa que trabalhou 10 anos em condições nocivas tem direito de converter esse tempo pra 14 anos. Pela regra, adiciona-se

40% na conta (10 anos+40% = 14 anos). Com isso, se reduz o período necessário de trabalho. Local - Antiga Associação dos Metalúrgicos Aposentados. Toda quarta, das 8 às 12 horas. À rua Étore Tomás Tamássia, 48, Vila das Palmeiras. Ligue 2611.9712. Informe-se com Leandro Bessas.

CONVENÇÃO COLETIVA DA CATEGORIA - Conheça. Exija. Valorize!

Participe das cipas Dia 5, ERC Fundição (Arujá), Machoterm (Arujá); 10, Golin; (Bonsucesso) 11, Modine (Bonsucesso); 18, Eletro-Liga H5 (Cumbica); 24, Yamaha (Cumbica). Maio - Dia 2, W.D.C Rady (Vila Augusta); 9, Art Coating (Nova Bonsucesso); 15, Macom (Ferreira Fernandes).

Diretor célio preside Comissão Nosso diretor Célio Ferreira Malta foi eleito presidente do Comissão Municipal de Emprego de Guarulhos, vinculado à Secretaria do Trabalho. A posse ocorreu em 12 de fevereiro, no Centro de Treinamento de Mão de Obra, na Vila Augusta. Célio é funcionário da Grazzimetal. Metalúrgico desde os 15 anos, começou no sindicalismo por meio de cursos de Cipa no Sindicato. Em 2001, foi eleito secretário-geral; em 2005, assumiu a vice-presidência. Atualmente, integra a diretoria executiva, na condição de segundo secretário. Sobre o órgão, Célio diz: “É um espaço importante para os trabalhadores e pra todo o movimento sindical”.

POSSE - Célio, Chorão e Cabeça


8 - Jornal Sindical - Fevereiro/março de 2019

 futebol metalÚrGico

Julio Simões vence 25º Campeonato Vice ficou com a U-Shin. Camisa 7 da Julio Simões marca gol e se destaca A Julio Simões faz história no esporte metalúrgico. Após vencer o futsal no ano passado, a equipe conquistou dia 24 de março o título do 25º Campeonato de Futebol. De virada, bateu a U-Shin (Santo Afonso) por 2 a 1. O técnico Anderson da Silva (Guerreiro) comemora: “Há dez anos buscávamos esse título. Agora, é só festejar”. A U-Shin abriu com Marcelo Gomes. A Julio virou com Clayton Barboza e Guilherme Rodrigues. O autor do gol do título ganhou 1

comemoração - Nossos diretores, atletas e torcedores festejam a vitória merecida da Julio Simões, dia 24, na decisão

o prêmio de destaque da partida. Com 18 gols, Daniel do Carmo, da Steel Rol, foi o artilheiro do torneio. 2

Pereira - Nosso presidente José Pereira dos Santos parabeniza as equipes participantes do torneio, o 3

Sindicalização cresce em todas as fábricas A campanha de sindicalização avança nas fábricas. Centenas de trabalhadores assinam as fichas e se tornam sócios do Sindicato. No final de fevereiro sindicalizamos na Projinox (São Miguel), Cummins Filtros (Bonsucesso) e Simétrica (Bonsucesso). Nosso secretário-geral Pedro Pereira da Silva (Zóião) comenta: “Muitos trabalhadores se associam por causa dos convênios, das

opções de lazer e dos descontos. Mas muitos também sentem que estarão mais protegidos se estiverem ligados ao Sindicato. Nossa Convenção Coletiva agora é mais conhecida e respeitada.” Agende - Para agendar visita à sua empresa, sem interferir no seu horário de trabalho, é muito fácil. Basta ligar para 2463.5300 e falar com um dos nossos diretores. Fique sócio. Vale a pena!

Departamento de Esportes e toda a diretoria do Sindicato pelo êxito na realização do campeonato. merecidameNte - foto 1 - Nosso diretor Alex entrega taça à u-Shin, vice-campeã. foto 2 - Diretora Raquel com troféu para Walter Ferreira, da Julio Simões, o goleiro menos vazado da competição. foto 3 - Diretor Célio entrega troféu ao artilheiro Daniel do Carmo, da Steel Rol. O matador marcou 18 gols.

SOMOS SOLiDÁRiOS! As fortes chuvas afetaram duramente Guarulhos e muita gente perdeu praticamente tudo. O Sindicato entrou em ação e promoveu Campanha de Arrecadação de Donativos. Conseguimos meia tonelada de produtos diversos, entregues ao Fundo Social de Solidariedade. O presidente Pereira diz: “Fizemos a nossa parte. Mas não basta. Os governantes precisam ser mais eficientes”.

cummiNs - Diretora Roseli em ação

uTiLiZe NOSSA COLÔNiA Sócios e dependentes têm direito a lazer de qualidade. uma das opções é a Colônia de Férias em Caraguatatuba, Litoral Norte. A Colônia possui piscina, amplas acomodações, restaurante e playground. Faça reserva em nossa sede, à rua harry Simonsen, 202, Centro, Guarulhos. Telefone 2463.5300.

foto: Diretor Chorão, presidente Pereira e diretora Roseli.

Profile for Metalúrgicos de Guarulhos

Jornal Sindical Fevereiro/Março 2019  

Publicação do Sindicato dos Metalúrgicos de Guarulhos e Região. Formato Tablóide, 8 páginas, 4 cores. Tiragem - 20 mil exemplares. Produção:...

Jornal Sindical Fevereiro/Março 2019  

Publicação do Sindicato dos Metalúrgicos de Guarulhos e Região. Formato Tablóide, 8 páginas, 4 cores. Tiragem - 20 mil exemplares. Produção:...

Advertisement