Page 1

Marlene e Vitor, exemplos de amor para homenagear todas as Mães

Destaques mesc.com.br | twitter.com/clube_mesc

Atletismo no Pódio Natação NAVE recebe Psicomotricistas

Ginástica Artística na Alemanha Tênis mesquiano ultrapassa gerações Judô

Revista MESC | Abril 2012 - 1


2 - Revista MESC | Abril 2012

mesc.com.br | twitter.com/clube_mesc


ËQGLFH

(GLWRULDO João Augusto Minoso Martins Presidente Executivo

Juntas, as sete cidades dades do Grande ABC faturauraram, em 2011, R$ 69,5 bilhões, segundo daados do INA-PSA (Inndicador do Nível de Atividade da Prefeieitura de Santo André),), idealizado pelo Disee (Departamento dee Indicadores Sociais e Econômicos). Os números apontam que a área de serviços (pessoais, distributivos e sociais) foi o que mais faturou no Grande ABC em 2011, com 23% do total. O crescimento da área de serviços é, sem dúvida, um caminho sem volta para um País com a política e economia estáveis. Neste sentido, cada vez mais itens como cultura, lazer e esportes entrarão na pauta de consumo das famílias. Em 2012, com a continuidade do crescimento da economia, não tenho dúvida que a qualidade de vida da população da região estará entre os principais itens do orçamento familiar. Neste sentido, o Mesc tem se preparado para atender o aumento da demanda por serviços que agregam valor à qualidade de vida dos associados: melhores opções de esporte e lazer, atividades culturais e sociais, infraestrutura, entre outros. No primeiro quadrimestre da nova gestão, estamos empenhados em equilibrar o orçamento e adequá-lo ao nosso planejamento, antes de iniciar qualquer obra. Porém, é importante salientar, que apesar deste período de acertos, a manutenção das áreas está sendo realizada e, em breve, a portaria estará terminada para maior conforto dos usuários. Preciso, também, destacar e agradecer o empenho do time de diretores para o cumprimento das metas em benefício ao clube e seus associados. Para finalizar, não menos importante, gostaria de parabenizar às mães pela comemoração de seu dia e homenageá-las, com carinho, nesta edição da revista. Aproveito, para convidar todos os cidadãos do ABC para a Festa Junina do Mesc, uma das melhores do ABC, que terá início em junho e promete muita diversão para toda a família. Um grande abraço! mesc.com.br | twitter.com/clube_mesc

13.

Atleta mesquiano representa Brasil na Alemanha

14.

Obra facilitará trajeto de pessoas com deficiência física

15.

8ª Taça ABCD de Futebol Menores/ Parabéns ao trabalhador!

Atletas mesquianas são destaques no handebol

16.

Tênis mesquiano ultrapassa gerações

Empresa Sucesso/ Dia do Trabalho

17.

Judô

4.

Dia das Mães

5.

Religião

6.

Handebol com turmas abertas/ Programação de Eventos Sociais para maio

7.

NAVE recebe Psicomotricistas

8.

9.

10.

Ginástica Artística

11.

Natação: ideal para todas as idades

12.

18-19. Energia: é preciso economizar! 20.

Atletismo no Pódio

21.

Quarta Nobre

Dedicação ([SHGLHQWH

DIRETORIA EXECUTIVA

Presidente Executivo – João Augusto Minoso Martins Vice-Presidente Executivo - Antonio Gomes de Oliveira Vice-Presidente Administrativo - Geraldo Ercolin Vice-Presidente Esportes - Ulisses Romualdo Alves Vice-Presidente Social - Dr. Evandro da Silva Marques Vice-Presidente Financeiro - Daniele Fatobene Pedreiro Diretor Secretário - Ailton Turato Diretor Jurídico - Dr. José Esmenio Carneiro Diretor de Relações Públicas - Paulo Toyoda Diretor Tesoureiro - Mauro Peres Costa Diretor de Patrimônio - Claudio da Cunha Diretor de Assistência Social - Osmar Elias Diretora Feminina - Rosana Magnusson T. Morimoto Diretor Social - Claudinei Mazzini Diretor Administrativo - Josivaldo Lucena de Medeiros Diretor de Futebol/Futsal - João Limeira dos Santos Diretor de Esportes de Mesa - Luiz Carlos de Almeida Diretora de Esportes de Salão - Renata E. Cocca Gundim Diretor de Tênis - Celso Luis Mattiuz Diretor de Bocha - Nelson Pires dos Santos Diretor de Outros Esportes - João Batista Alves dos Reis Diretor de Sede - Artur Vandoski Ramos CONSELHO DELIBERATIVO

Presidente - Antonio Zeferino Xavier Gonçalves Vice-Presidente - Claudio Baraldi 1º Secretário - Noberto Kicuti 2º Secretário - Ricardo Alexandre Pires CONSELHO FISCAL

Presidente - Gilmar Araujo de Lima Secretário - Valdeci Luiz da Silva Membro - Hernando José dos Santos

Diretor Responsável Paulo Toyoda Jornalista Responsável Ana Paula Dini (MTB -23.198) Coordenador e Projeto Gráfico Fábio Setti Redação Juliana Messina Fotos Fábio Setti e Juliana Messina Publicidade Fábio Setti Revista Mesc é uma produção do Depto. de Relações Públicas Av. Robert Kennedy, 2113 - Jd. Beatriz - SBC - São Paulo Fone: (011) 4344 - 5564 revista@Mesc.com.br Mesc.com.br | twitter.com/clube_Mesc Publicação mensal e distribuição gratuíta

Dep. Comercial Selma Magalhães Tel: 4344-5566 ramal 242 Cel: 7290-9769 Revista MESC | Abril 2012 - 3


Dia das Mães

8PDOLomRGHDPRU Com a história de Marlene e Vitor, o Mesc homenageia e parabeniza todas as mães pelo seu dia É preciso muito amor e dedicação para criar um filho com deficiência. Mais do que isso, aceitação e apoio dos familiares e amigos fazem uma grande diferença na hora de superar as dificuldades e tirar o melhor das situações. É isso que Marlene Campos acredita e aconselha.

queriam que seus filhos brincassem com o Vitor”, conta Marlene. “Elas tiravam as crianças de perto dele como se a doença fosse contagiosa”. Marlene passou por muitas situações como essa ao longo dos anos, mas enfrentou-as com coragem e perseverança, sem, mesmo por um

não falar. Ele sempre precisará da ajuda da mãe, que não hesita em dizer o quão orgulhosa e feliz ela é por causa do filho. “É uma dádiva de Deus. Ele não nos dá um fardo maior do que podemos carregar”, conta. “Nós temos nossas dificuldades, mas todos têm. Somos felizes e fazemos o melhor que podemos”.

Ela é mãe de Vitor, de 22 anos, que é portador da Síndrome de Cri-Du-Chat, também conhecida como a Síndrome do Miado de Gato, cujas características mais comuns são má formação da laringe, hipotonia, dificuldade nas funções motoras e fisiológicas. A doença foi detectada quando Vitor tinha nove meses e Marlene conta que a reação dela e do marido foi, de acordo com uma psicóloga que eles consultaram na época, bastante anormal. “Ela disse que foi anormal por que nós aceitamos muito bem. Não ficamos chocados”, diz. As expectativas para o filho eram baixas. No começo, os médicos disseram que Vitor não passaria dos dez anos e que nunca andaria. Mas Marlene não desistiu. Procurou outras opiniões médicas e tratamentos para que Vitor pudesse ter as melhores chances de se desenvolver o máximo que sua condição pudesse permitir. Encontrar tratamentos apropriados foi mais uma dificuldade enfrentada pela família, já que a síndrome não era conhecida na época. Passaram por várias instituições e escolas, tendo que enfrentar, também, muito preconceito. “As outras mães não 4 - Revista MESC | Abril 2012

momento, ter vergonha de seu filho. O Mesc é o quinto clube que a família se associa, tendo encontrado em todos os outros preconceito e falta de aceitação. “Nós fizemos parte do programa de Inclusão Social desde o começo”, conta Marlene e adiciona que, depois que passou a trazer o Vitor ao Clube, mais pais tiveram coragem de tirar seus filhos com deficiência de casa. Hoje, Vitor anda e faz uma série de atividades sozinho, além de ter um bom entendimento do que está acontecendo a seu redor, apesar de

Os familiares sempre foram importantes para o desenvolvimento de Vitor. A aceitação e o amor que todos proporcionaram desde o nascimento foram os ingredientes principais para que ele atingisse tudo o que consegue hoje, de acordo com Marlene. “A única coisa que as crianças precisam na vida é compreenção e amor. Não ter preconceito nem vergonha do filho”, aconselha Marlene às mães que, como ela, têm filhos especiais. “O mundo é para todo mundo. Não é que todas as pessoas vão aceitar, mas pelo menos você não está excluindo”, finaliza. mesc.com.br | twitter.com/clube_mesc


Religião

(PFDGDPXOKHUTXHD WHUUDFULRXXPWUDoRGH 'HXV0DULDSODQWRX Mãe de Jesus, Mãe da Igreja e nossa Mãe!

Com o mês de maio, somos convidados recordar o mês de Maria, e com Ela, o dia das mães. Maio nos fala da ternura, do afetivo, do amor e da família. Somos convidados a descobrir a riqueza do feminino, da mulher no Plano de Deus, em nossa vida e na Igreja. Particularmente somos chamados a sempre descobrir porque nós cristãos amamos e veneramos Maria como a Mãe de Jesus, nossa Mãe e Mãe da Igreja. Maria não é apenas a Mãe de um grande homem, nem do maior dos profetas, mas a Mãe do Filho de

mesc.com.br | twitter.com/clube_mesc

Deus, do nosso único Salvador e Redentor. Ela gerou e educou Jesus, acompanhou seu Filho amado ao longo da vida, da gestação até sua morte e ressurreição. Foi o próprio Cristo quem a entregou como a Mãe de toda a humanidade ao pé da cruz nos momentos finais de sua vida. “Mãe, eis ali teu filho, filho eis ali tua Mãe” (Jô. 19,26). Ela se fez presença no Pentecostes, na Igreja nascente e através de toda a história dos dois mil anos do cristianismo. A presença de Maria aparece diretamente à Promessa de Deus no AT, como a Mãe de Cristo e da Igreja no NT e como a mediadora entre Deus e o homem na história da Igreja. É por isto que nós cristãos a amamos e a veneramos. Deus ao nos chamar à vida através de nossos pais nos criou “a sua imagem e semelhança”, como homens e mulheres, como família, onde o masculino e o feminino fazem parte da essência da natureza humana. Em

nossa vocação humana e divina, Maria é o feminino de Deus em nosso caminho para a eternidade. Deus é Pai com coração de Mãe, onde Maria aparece como “o rosto materno de Deus” a favor da humanidade. Na passagem do mês de maio, nosso especial carinho e gratidão pela presença de cada mulher, particularmente pela existência de nossas mães físicas e espirituais. Deus, a Igreja, cada um de nós, a humanidade, precisamos de vocês mulheres. Ser mulher é ser dom, dádiva, manifestação viva e encarnada no tempo da própria ternura de Deus. Para Jesus nossa gratidão por nós ter dado sua Mãe como Mãe da Igreja e nossa Mãe. Na passagem do dias das mães, para nossas mães terrenas que nos geraram para a vida, para o amor, para fé, para a Igreja e para Deus, nossa mais sincera gratidão e preces. Fonte: site catequizar www.catequisar.com.br

Revista MESC | Abril 2012 - 5


Confira

+DQGHEROFRP WXUPDVDEHUWDV Traga seu talento para fazer parte desse time! Estão abertas as turmas de handebol masculino para nascidos em 2000, 2001 e 2002. Os treinos acontecem as segundas-feiras, gundaass feiras, das 16h30 às à 18h30 e as quartas-feiras, eiraas, das 17h30 às 19h, no Gin Ginánásio I. Os interessados de-vem comparecer vesestindo roupa adequada da para prática esportiva va e trazer documento de identidade. Mais informações no departamento de esportes ou pelo l telefone 4344-5561.

6 - Revista MESC | Abril 2012

3URJUDPDomRGH (YHQWRV6RFLDLV SDUDPDLR 05/05 - Baile dos Anos 60 - Local Salão Social - a partir das 21h até 2h - Banda Santa Lunna Programação para Dia das Mães (10 a 13/05): 10/05 - Sauna “Tarde Sensual” a partir das 17h. 11/05 - Palestra Tema: Mães e Filhos - Palestrante Maria das Graças Martins - Psicóloga - Local Salão Primavera - 18h. 13/05 - Missa do dia das Mães com apresentação do Coral da Melhor Idade - Local Salão Social - 10h. 19 e 20/05 - Feira de Artesanatos - Local Praça 20 de Fevereiro. 20/05 - Baile da Saudade - Local Salão Social - a partir das 16h Banda Fascínios. 29/05 - Show Teatral Gratuito com a peça “Portas do Passado” Local Salão Primavera - 17h30 - SindiClube. Realização: Departamentos Social, Feminino e Assistência Social

mesc.com.br | twitter.com/clube_mesc


Visita

1$9(UHFHEH3VLFRPRWULFLVWDV Os especialistas no desenvolvimento motor aprovaram o trabalho do projeto O NAVE receesposa Magda beu, no mês de notaram memarço, a visita lhorias na parte de dois psicomotora do filho motricistas para em relação às conhecerem o atividades físiprojeto e concas. Rogério diz versar com os que a hipotonia professores. Node Tiago, que é boru Ito Júnior uma diminuição e Diego Moreno no tônus musforam só elogios cular que pode Foto da esquerda: Os Psicomotricistas Noboru Ito Júnior e Diego Moreno com sobre o trabalho afetar a coordenao NAVE, Foto da direita: Tiago Giraldi dos Prazeres com seus pais. realizado com as ção motora, está e atraso no desenvolvimento neucrianças das Recreações I e II, desna base de 5% do que ele tinha antes ropsicomotor. tacando a diferença entre o NAVE e de ingressar no Projeto. outras instituições. O Psicomotricista Noboru Ito Júnior “Esse conjunto de profissionais e trabalha com Tiago em seu con“O NAVE consegue trabalhar um obo NAVE fizeram com que o Tiago sultório e remete as melhoras do jetivo e não só o lazer, tem conteúpudesse ter o sucesso que ele tem paciente ao Projeto. “Estou impresdo em suas aulas e, ao mesmo temhoje”, finaliza Rogério, mais uma vez sionado com o trabalho realizado po, faz com que a criança aprenda enfatizando a importância do Prono NAVE”, conta Júnior. “Graças ao de forma prazerosa, respeitando o jeto no tratamento e desenvolviprojeto, o Tiago teve uma melhora tempo dela”, explica Moreno, acresmento do filho. Magda Giraldi dos muito significativa nos reflexos mocentando que, até os seis anos de Prazeres, mãe de Tiago, agradece tores, como o correr e o andar, na idade, é importante dar ferramentas especialmente às professoras Kátia solidariedade com o próximo, na para a criança criar e não forçar o e Paulinha pelo carinho e pela deditroca de roupa sozinho e na alfabeaprendizado. cação. “Elas me deram muita força, tização”, pontua o psicomotricista, não só como professoras mas tame acrescenta que o Tiago também A psicomotricidade tem como foco bém como amigas nas horas difíceis já elabora textos com início, meio e o estudo do ser humano por meio que passei com o Tiago. Muito obrifim. “Tudo isso porque foi respeitado corpo em movimento, envolvengada por tudo”. da sua fase de aprendizagem”. do questões internas e externas. O psicomotricista é um profissional da O NAVE agora O pai de Tiago, Rogério Arlindo dos área da saúde e educação que avatem transporte Prazeres, conta que o NAVE foi funlia, previne e trata crianças em fase damental no desenvolvimento do de desenvolvimento, que possam O NAVE fechou parceria com uma filho, principalmente, na parte soter alguma necessidade especial ou empresa locadora de veículos e cial. “Quando ele entrou no Projeto, transtorno de desenvolvimento. transportes. com três anos, o Tiago não era uma criança socializada, tinha muita difiNAVE e a Síndrome do X Frágil - Veículo em excelente estado e culdade”, explica. “Ele desenvolveu com a vistoria em dia. - Seguro para passageiros. amizades, amor ao próximo, saber Tiago Giraldi dos Prazeres é porta- Televisão e DVD. respeitar e seguir as regras do dia a dor da Síndrome do X Frágil e par- Maior Segurança, o aluno é entredia”. ticipa do NAVE desde 2009. Essa gue e retirado dentro do Clube. síndrome apresenta características Trabalhando com a psicomotricicomo dificuldade de relacionamenOutras informações no Departadade, terapia ocupacional, fonoauto e em se expressar, período mais mento de Esportes ou pelo telefodiologia e o NAVE, Rogério e sua longo no processo de aprendizagem ne 4344-5561 mesc.com.br | twitter.com/clube_mesc

Revista MESC | Abril 2012 - 7


Handebol

$WOHWDVPHVTXLDQDVVmR GHVWDTXHVQRKDQGHERO Duas jogadoras foram premiadas A premiação dos melhores de 2011 pela Federação Paulista de Handebol aconteceu 12 de abril, no Pavilhão Anhembi, e teve a presença de duas atletas do Mesc que foram homenageadas. A atleta Mariana Rodrigues Lemos foi premiada como a melhor jogadora da categoria infantil e conta que, quando soube que receberia o prêmio, foi uma sensação muito boa. “É bom saber que os esforços estão sendo recompensados”.

Mariana Evangelista, o técnico Rogério de Lima Carreon e Mariana Lemos

Mariana Rodrigues Lemos

Mariana Araújo Evangelista foi homenageada como representante de todas as categorias do Clube. “Foi a melhor coisa”, comemora, sorrindo com a companheira de time e de nome.

8 - Revista MESC | Abril 2012

As duas atletas contam que não esperavam as premiações, apesar do sucesso que a equipe teve em 2011. “Foi o melhor ano, nós ganhamos todos os campeonatos invictas”, conta Lemos, que elogia o trabalho feito pelas demais colegas de time. “Nós temos muita garra”, acrescenta Mariana Araújo. Além das atletas, Rogério de Lima Carreon recebeu o prêmio de melhor técnico e de campeão infantil. Já tendo sido premiado antes, o técnico diz que fica mais contente pelas meninas, que estão começando

Mariana Araújo Evangelista

e é um grande incentivo. “Que elas usem esse prêmio como motivação para seguir esse caminho de vitórias no handebol”.

mesc.com.br | twitter.com/clube_mesc


Diversos

)DoDVXDIHVWDPDLV HVSHFLDOFRPD/LJ &KRSS*HUPkQLD Além dos deliciosos chopes, a empresa oferece diversos serviços visando à comodidade do cliente

A distribuidora de chope Lig Chopp Germânia atua em São Bernardo desde 2001 e oferece chopes claro, escuro e de vinho em barris de 10, 30 e 50 litros. Além disso, também realiza manutenção em equipamentos para chope, instalação em bares e restaurantes, entrega dos barris em domicílio e equipamentos para churrasco. De acordo com o proprietário, Wilson Della Volpe, que administra a empresa com a família e conta com uma equipe de oito funcionários, o foco é fornecimento de chope para o consumidor final. “A prioridade é aquele cliente que vai fazer a festa em casa”, explica Volpe.

mesc.com.br | twitter.com/clube_mesc

A Comsubel, como também é chamada a empresa, é a maior distribuidora de chope do ABC para eventos e festas particulares. O dono conta que a procura vem crescendo ano a ano e que estão investindo em publicidade para divulgar a marca. “O que nós fazemos de melhor é a prestação de serviço. Nossos clientes vêm até nós principalmente por indicação de outros clientes que gostaram do nosso serviço e do atendimento”. “Nós temos uma parceria de muito tempo com o Mesc”, conta Volpe. “Os bares dos campos de futebol e a pizzaria têm o nosso chope e é uma parceria muito boa para nós”. A Lig Chopp Germânia funciona de segunda a sábado, das 8h30 às 17h30, e está localizada na Avenida Francisco Prestes Maia, 281, no Centro de São Bernardo do Campo. Mais informações no site www.comsubel. com.br ou pelos telefones (11) 41221020/4122-4979.

'LDGR 7UDEDOKR O Dia do Trabalho foi criado em 1889, em Paris, para homenagear a greve geral e manifestações por melhores condições de trabalho que ocorreram dia 1º de maio de 1886 em Chicago, maior centro industrial dos Estados Unidos da época. Os manifestantes reivindicavam, principalmente, a diminuição da jornada de trabalho de 13 para 8 horas diárias. Os conflitos entre trabalhadores e policiais se tornaram violentos e resultaram em feridos e mortos dos dois lados. No Brasil, a data é comemorada desde 1895, mas tornou-se oficial apenas em 1924, por decreto do presidente Artur Bernardes. Porém, foi na Era Vargas que se tornou um marco importante para os brasileiros, sendo escolhida pelo presidente para anunciar benefícios aos trabalhadores, como o decreto do salário mínimo em 1º de maio de 1940 e no ano seguinte foi instituída a Justiça do Trabalho. Hoje, o Dia do Trabalho é um feriado em muitos países e é um marco de luta e conquista do trabalhador. Ao redor do mundo, acontecem celebrações, passeatas e comícios visando os direitos justos dos trabalhadores.

Revista MESC | Abril 2012 - 9


*LQiVWLFD$UWtVWLFD A ginástica artística no Mesc começou há 14 anos e trabalha tanto com iniciações quanto com competitivo. Da equipe de competição fazem parte atletas que atuam também na seleção brasileira.

é necessário passar por uma avaliação, que acontece pelo menos uma vez por ano e tem como objetivo detectar talentos a partir dos cinco anos e atletas de outros estados que buscam participar de competições.

A modalidade atende crianças a partir de cinco anos de idade nas turmas de iniciação e qualquer interessado pode participar, independente da idade. Para a equipe de competição

A procura é grande. De acordo com o professor Fernando Lopes, a modalidade tem cerca de 130 alunos e aulas todos os dias e horários, divididas por níveis e categorias.

10 - Revista MESC | Abril 2012

“A ginástica artística é um dos esportes mais globais para crianças”, conta o professor, acrescentando que trabalha equilíbrio, coordenação motora, agilidade, flexibilidade, força e concentração. Já para o pessoal mais velho, a modalidade é ótima para o condicionamento físico. “Muita gente desiste da academia para fazer ginástica, por que não é um esporte específico, você trabalha o corpo por inteiro”, diz Fernando.

mesc.com.br | twitter.com/clube_mesc


Natação

1DWDomRLGHDOSDUD WRGDVDVLGDGHV A natação no Mesc existe há cerca de 15 anos e já teve fortes equipes de competição. Hoje, a modalidade está focada nas aulas de iniciação, com excelente aceitação entre os associados. A prática é recomendada para todas as idades, desde bebês a partir dos seis meses até idosos. No Mesc, os professores trabalham com crianças

tação pode trazer, como melhora na qualidade de vida e na parte cardiorrespiratória, boa postura, perda de peso, não prejudica as articulações, entre muitos outros.

desde os cinco anos de idade e as turmas são divididas por nível. São vários os benefícios que a na-

As aulas acontecem nos três períodos, das 6h às 11h, das 13h30 às 18h30 e das 18h30 às 22h, de terças a sextas, e estão abertas para todas as faixas etárias.

CO CONVÊNIO O COM ASSOCIADOS DO M MESC CONDIÇÕES DE TRATAMENTO E PAGAMENTOS ESPECIAIS AGENDE JÁ SUA AVALIAÇÃO

(11) 4121-5599 / caoodontosbc@terra.com.br ACESSE: www.caoodontologia.com.br Av. Lucas Nogueira Garcez, 451 - Jd. do Mar - SBCampo - SP

mesc.com.br | twitter.com/clube_mesc

Especialização: IMPLANTES ORTODÔNTIA (aparelho corretivo+ documentação+avaliação inclusos) Resp. téc. Romulo Oliveira Faustino CRO-J nº. 7177.

Revista MESC | Abril 2012 - 11


Dedicação

3HVVRDVTXHIL]HUDPD KLVWyULDGR0HVF

Presidente Attílio Zóboli 1959-1961

Nomes dos Conselheiros/ Diretores/Presidentes/ Vice-presidentes e assessores Albano (Padre) Alcides Médici Antônio Costa Aparecida Atílio Miele Attílio Zóboli Cecília Dulce Francisco Mário Izabel Joaquim Pinto Santos Netto Mário Scopel Osmar Fernandes Achilles Capelli Affonso Dirceu de Abreu Aparecida Zóboli Armando Ciusti Constantino Andretta Floriano Pedroso Francisco Maria Luz João de Lima João Lotto Laynor da Costa Lima Pedro Celloto (PADRE) Primo Henrique Zampieri Raul Rodrigues Romam Arlindo Battistin Salin Mahfoud Adão dos Santos Clemente Gomes João Rossi

Presidente Raul Rodrigues Romam 1962-1963

Ano de Participação 1959 1959 1959 1959 1959 1959 1959 1959 1959 1959 1959 1959 1959 1961 1961 1961 1961 1961 1961 1961 1961 1961 1961 1961 1961 1961 1961 1961 1964 1964 1964

Presidente Laynor da Costa Lima 1964-1965/1968-1969

Presidente Nilson Carvalho Syllos 1966-1967

Nomes dos Conselheiros/ Diretores/Presidentes/ Vice-presidentes e assessores Nilson Carvalho Syllos Aldo Perecin Alfredo Todesco Amílcar Feriani Antônio João Guacelli Antônio Vanzella Francisco Manchiori Otávio Marson Sérgio Gerbelli Silvio Luzziol Antônio Domingos Feltrin Constantino Andrettra Marino Zanon Renato Urso Ademir Souza Freitas Alcides Breda Cláudi Traldi Durval Poiani Edivaldo Gerbelli Geraldo Capitânio Giordana Zanon José Marson Osvaldo Próspero Reinaldo Finco Sidney Próspero Walter Vertamatti Alberto Cavalcanti Motta Antônio Vanzella Giordano Zanon Oswaldo Próspero Salim Mahfoud

Ano de Participação 1964 1966 1966 1966 1966 1966 1966 1966 1966 1966 1968 1968 1968 1968 1969 1969 1969 1969 1969 1969 1969 1969 1969 1969 1969 1969 1970 1970 1970 1970 1970

Caso você conheça alguém que participou da história do Clube e tenha alguma história ou documento da época, entre em contato com a Revista Mesc pelo telefone 4344-5564 ou no email revista@mesc.com.br. 12 - Revista MESC | Abril 2012

mesc.com.br | twitter.com/clube_mesc


Belin Cup

$WOHWDPHVTXLDQRUHSUHVHQWD %UDVLOQD$OHPDQKD

Divulgação

Em competição em Berlim, o ginasta Fellipe Arakawa foi o ginasta principal da equipe brasileira

O ginasta Fellipe Arakawa e o técnico Fernando Lopes

Em abril, aconteceu a Berlin Cup de Ginástica Artística, na Alemanha, e a equipe brasileira, que conquistou o quinto lugar, contou com técnico e atleta do Mesc. O técnico foi Fernando Lopes, que atua no Clube há 14 anos e acredita que o Brasil teve um resultado excelente, apesar de algumas dificuldades – o atleta principal da equipe teve uma contusão e não pode competir nos dois últimos aparelhos.

mesc.com.br | twitter.com/clube_mesc

Fellipe Arakawa é o primeiro colocado no ranking nacional e já representou o Brasil em outras competições internacionais. O ginasta conta que o nível da competição estava alto e que é preciso continuar treinando para conquistar uma posição ainda melhor no próximo ano. “De uma forma geral, eu acho que a gente competiu bem”, diz o atleta. Fellipe já tem em vista mais campeonatos, mas, por enquanto, ainda está

se recuperando da contusão que sofreu nas barras paralelas. Ele treina no Mesc de segunda a sábado e começou a praticar a modalidade aos seis anos e, com o passar dos anos, a ginástica passou a ser uma parte importante de sua vida. “É o tipo de esporte que te ajuda a criar responsabilidades”, conta o atleta, que tem como maior objetivo ganhar uma medalha olímpica. “Eu gostaria de agradecer o Mesc, que apoia muito a ginástica”, finaliza o ginasta.

Revista MESC | Abril 2012 - 13


2EUDIDFLOLWDUiWUDMHWRGH SHVVRDVFRPGHILFLrQFLDItVLFD Além da faixa de acessibilidade, serão construídas duas rampas de acesso Iniciou-se no dia 02 de fevereiro, a construção de uma faixa de acessibilidade para facilitar o trânsito de pessoas com deficiência física, cadeirantes e mobilidade reduzida, nas dependências do Clube. O projeto visa à retirada do calçamento original, passando uma faixa de concreto de aproximadamente um metro de largura, começando na praça central e se estendendo até o playground. A obra também prevê duas rampas de acesso, uma ligando a faixa à pizzaria e outra ao centro médico. 14 - Revista MESC | Abril 2012

mesc.com.br | twitter.com/clube_mesc


Curiosidade

Â?7DoD $PEXOkQFLDVJDUDQWHP $%&'GH WUDQTXLOLGDGHGRV )XWHERO DVVRFLDGRV 0HQRUHV Com resultados promissores, o Mesc parte em busca de uma nova vitĂłria No mĂŞs de abril, o Mesc começou a disputar a 8ÂŞ Taça ABCD de Futebol Menores, nas categorias sub-11, sub13 e sub-15, e teve resultados positivos nos primeiros jogos. “O Mesc tem tradição neste capeonato, em que se consagrou vĂĄrias vezes campeĂŁoâ€?, conta o diretor de Futebol e Futsal, JoĂŁo Limeira dos Santos, que acredita que mais uma vez os meninos do futebol terĂŁo sucesso. Na categoria sub-11, o Mesc venceu por 3x0, no sub-13, o jogo terminou empatado em 1x1, e no sub-15, outra vitĂłria, por 3x2, todos contra o Onze Unidos. Nesse campeonato, os meninos do futebol contam com o apoio e o patrocĂ­nio da Fly ImobiliĂĄria.

mesc.com.br | twitter.com/clube_mesc

Logo ao entrar no Mesc, prĂłximo ao SalĂŁo Social, ĂŠ possĂ­vel ver estacionadas duas Ambulâncias de Suporte Avançado-UTI (que sĂŁo veĂ­culos especialmente equipados com desďŹ brilador, monitores cardĂ­acos, cilindros de oxigĂŞnio, etc.). As unidades, com mĂŠdico, socorrista e enfermeiro, permanecem no Clube durante todo o perĂ­odo de funcionamento e estĂŁo disponĂ­veis

para atender associados e funcionĂĄrios em caso de intercorrĂŞncias mĂŠdicas de emergĂŞncia. As ambulâncias e seus proďŹ ssionais sĂŁo contratados pelo Mesc para executar o serviço de pronto atendimento e remoção em casos urgentes, procedimento que garante mais tranquilidade, segurança e qualidade dos nossos serviços prestados aos associados.

Revista MESC | Abril 2012 - 15


Tênis

7rQLVPHVTXLDQR XOWUDSDVVDJHUDo}HV As equipes de 10/11 anos e 75 anos fizeram bonito no Interclubes

O Mesc foi campeão do Interclubes da Federação Paulista de Tênis em duas categorias, os extremos do campeonato, 10/11 anos e 75 anos.

João em relação à preparação. Renan acrescenta: “é preciso se manter focado sempre, treinar até conseguir ser o primeiro”.

Para os jovens Renan de Oliveira Paiva Silva e João Pedro Andreotti Assunção, se tornar campeão do Interclubes logo na primeira participação é uma realização e tanto. “Nós treinamos bastante, combinamos de jogar durante a semana”, conta

No caso da equipe de veteranos formada por João Xavier Florêncio, Gregório Martinez Sanches, Júlio dos Santos e Jorge Koga, que já estão mais do que acostumados com os torneios, as vitórias continuam sendo emocionantes. “A garotada

16 - Revista MESC | Abril 2012

tem que ser perseverante”, aconselha Sanches àqueles que estão começando. “Tem que ter vontade de jogar e sempre manter a calma”. Florêncio, que joga há trinta anos e tem cerca de 300 troféus, acrescenta que é importante treinar muito, tanto com o professor quanto com o chamado paredão, em que o atleta bate e rebate a bola em uma parede. Parabéns aos nossos atletas!

mesc.com.br | twitter.com/clube_mesc


Judô

-XGRFDVGR 0(6&VmR GHVWDTXHVQR &DPSHRQDWR 5HJLRQDO Onze atletas classificados em cinco categorias O Campeonato Regional de Judô aconteceu dia 19 de abril, em São Caetano do Sul, e é a primeira etapa classificatória para o Campeonato Paulista. Dos 350 judocas que participaram, apenas quatro de cada categoria se classificaram para a próxima etapa. Onze atletas mesquianos se classificaram para a segunda fase e participarão do Campeonato Estadual do Interior nas categorias infantil, infanto, juvenil, júnior e sênior. Eles são Aline Bittar, Nathalia Berloffa, Gabriela Argentini, Manuela Salmazi, Luiz Henrique Fukai, Fernando Cabral, Renan Puglia, Gabriel Bonifácio, Vinícios Malveze e Renato Sales.

mesc.com.br | twitter.com/clube_mesc

&RSD6mR3DXOR GH-XG{ A Copa São Paulo de Judô aconteceu nos dias 31 de março e 01 de abril, em SBC, e teve mais de 2.800 inscrições. O evento foi aberto para atletas de todo o Brasil e contou com 30 judocas do Mesc. Confira os nomes dos atletas mesquianos abaixo: Aline Maria Gouveia Bittar Manuela Rodrigues Salmazi Rafaela Sardinha Ronque Hillary Sayuri Ramires Hoshino o Nathalia Bravo Berloffa Gabriella Patrício Argentini Nathalia Cássia Ferreira Dias Nathalia Abolis Penna Camila Ribeiro Joyce Caroline Segalla Marcos Seije Shiba Bruno de Souza Zacarin Rodrigo Antonio de Oliveira Renato Alvellan Sales Fernando Hiroyuki Cabral Lucas Rossi Santana Marcos Roberto Merlin Filho Gabriel Rodrigues Bonifacio Vitor Takabatake Gomes Costa Renan Yuji Ueti Puglia Ivan Pellegrin Netto Luis Henrique Fukai Rafael de Holanda Okuhara Bruno Vieira Pires Carlos Roberto Hayashida Junior Anderson Cássio dos Santos Jonas Facho Inocencio Luis Eduardo do Carmo Guilherme Paes Leme Loureiro Julio Jacopi

Revista MESC | Abril 2012 - 17


Consciência

(QHUJLD pSUHFLVRHFRQRPL]DU Evitar o desperdício desse recurso pode ser bem simples O uso da energia elétrica se tornou essencial na vida das pessoas, sendo usada para quase todas as atividades diárias. Mas é importante usá-la devidamente, sem desperdício, para que não falte e atrapalhe o diaa-dia. Nos tornamos tão dependentes da energia elétrica que muitas vezes não nos atentamos para que, pequenas mudanças nos hábitos diários e uso de eletrodomésticos, aparelhos eletrônicos, games e computadores podem ajudar a reduzir esse consumo, além de diminuir a conta de luz no final do mês e, o mais importante, preservar as formas de como obtemos essa fonte de energia. Não só a questão financeira é apresentada quando se fala de economia de energia, mas a ambiental também. No Brasil, a maior fonte geradora de energia são as usinas hidrelétricas, cujo funcionamento pode causar impactos ambientais tais como alagamento de áreas próximas e desvio do leito dos rios represados, o que influencia na fauna e flora locais. Apesar de ser um recurso menos agressivo ao meio ambiente do que o petróleo ou carvão, os impactos ainda são preocupantes, principalmente, quando lembramos que a energia elétrica em muitos países sem o potencial hídrico que temos no Brasil, são obtidas pela temidas usinas nucleares. Visando conscientizar o associado a evitar o desperdício, separamos algumas dicas simples para diminuir o 18 - Revista MESC | Abril 2012

consumo diário de energia. Confira abaixo: - Durante o dia, utilize a luz solar sempre que possível. - Apague as luzes assim que sair do ambiente. O mesmo serve para televisões, que devem ser desligadas quando não há ninguém assistindo. - Tome banhos rápidos, desligando o chuveiro enquanto se ensaboa. Assim, além de economizar energia, também há economia de água.

Fontes alternativas de energia No Brasil, cerca de 95% da energia é gerada por hidroelétricas, mas existem outros meios eficientes de gerar energia sem agredir o meio ambiente, como a energia eólica e a energia solar. No caso da eólica, que é gerada pela ação dos ventos, este é um meio de obtenção de energia antigo, a exemplo dos moinhos de vento, que usavam os ventos para realizar trabalhos, como moer grãos e bombear água. Hoje, as hélices gigantescas são bastante usadas nos Estados Unidos e na Europa, continente que pretende gerar 10% de toda sua energia a partir desse meio até 2030.

- Não deixe carregadores na tomada quando não estão sendo utilizados, pois mesmo sem estarem ligados eles gastam energia. - Evite colocar alimentos quentes na geladeira, pois assim ela precisa trabalhar mais para resfriar o ambiente e gasta mais energia do que o necessário. - Priorize as lâmpadas fluorescentes, que gastam menos energia e duram mais do que as incandescentes. - Evite deixar os aparelhos em stand by. Desligue-os da tomada quando não estiverem sendo usados, principalmente os aparelhos que são acionados através dos controles remotos e os computadores. - Acumule bastante roupa suja e utilize a máquina de lavar na capacidade máxima, assim há também economia de água.

Energia eólica

No Brasil, cerca de 0,9% de nossa energia elétrica é obtida por esse meio e o país ocupa somente a 20ª posição no ranking mundial de capacidade eólica instalada, esse panorama porém, deverá mudar em pouco tempo: em 2011, o Brasil foi o 11º país em aumento de capacidade eólica instalada. Além disso, um dos estudos que medem o potencial eólico no país diz que ele está na casa dos 143 gigawatts, equivalente a dez vezes a geração da Usina de Itaipu. mesc.com.br | twitter.com/clube_mesc


A energia solar pode ser usada em escala menor, como já está acontecendo muito no Brasil, para aquecimento de água. Apesar de ser uma das fontes mais limpas de se obter energia e de ser renovável, o custo para instalação e manutenção dos painéis coletores é alto, tornando-a inviável economicamente para muitos.

Você sabia? - Um computador com potência de 250 W ligado durante seis horas por dia pode gastar cerca de 45 kWh/mês. - Uma lâmpada fluorescente compacta de 15 watts corresponde a uma lâmpada normal de 60 watts. As fluorescentes duram em média dez mil horas, enquanto uma lâmpada normal de 60 watts dura apenas mil horas. - Utilizando um chuveiro com potência de 4.500 watts durante 30 horas por mês, o gasto será de 135 kWh. - Uma máquina de lavar de 1.500 W, ligada durante 15 horas por mês, gastará 22,5 kWh.

Energia solar

Vamos fazer a nossa parte, consumindo com consciência.

- Se utilizado por 15 horas/mês, um forno de microondas padrão gastará 19,5 kWh. - Que em São Bernardo do Campo, O CUSTO DO kWh é de R$ 0,43.

to Descon 10% de s do p/ sócio

ESC

Clube M

mesc.com.br | twitter.com/clube_mesc

Revista MESC | Abril 2012 - 19


Atletismo

$WOHWLVPRQR3yGLR Atletas Mesquianos são destaque nas provas de montanhas A equipe de Atletismo do Mesc é repleta de vitórias e pódios. De acordo com o diretor da modalidade e corredor, Douglas Cezare, o diferencial do Clube são as corridas de montanhas. Enquanto a maioria das associações da região não têm atletas que participem dessas corridas ou, se têm, não pegam pódio, os atletas do Mesc têm sucesso em grande parte das que participam. A provas de montanhas são mais complicadas pois, além do desgaste físico, o corredor também tem que enfrentar as forças da natureza. Nos circuitos paulista, mineiro e brasileiro, sempre existe um atleta do Mesc no pódio. A modalidade ainda não tem treinador e a equipe treina por conta, mas há planos para a inserção de um professor para abrir a corrida para todos os associados que estiverem interessados.

20 - Revista MESC | Abril 2012

mesc.com.br | twitter.com/clube_mesc


Quarta Nobre

4XDUWD1REUH UHFHEHMRJDGRUHV GR3DOPHLUDV

Da esquerda para direita: Mendo, Sérgio, Paulinho, Leivinha (Palmeiras), Charles, Valtão, César Maluco (Palmeiras), Santana e Carlinhos.

mesc.com.br | twitter.com/clube_mesc

Revista MESC | Abril 2012 - 21


6HFUHWDULD Email

Aviso Sauna

secretaria@Mesc.com.br Para um melhor atendimento, atualize seu cadastro na secretaria!

NOVOS HORÁRIOS DE FUNCIONAMENTO Sauna Feminina Quinta-feira: 14h às 22h

Telefones do Clube Telefonista: 4344-5566 Secretaria: 4344-5560 Esportes: 4344-5561 Tênis: 4344-5562 Contas a Pagar: 4344-5563 Marketing/Revista: 4344-5564 Portaria: 4344-5565 Venda de Títulos: 4344-5568 Cobrança: 4344-5569 Pizzaria: 4352-9639 e 4344-5567 Biblioteca: 4109-5022

Maioridade dos Filhos O filho do associado que completar 18 anos, ou a filha 21 anos, passam a condição de sócio individual, sem ônus de jóia, de acordo com os incisos II e III do Estatuto Social. O prazo para admissão sem ônus é de 06 meses a partir da data que completarem a maioridade.

Sauna Masculina Segunda-feira: 14h às 21h40 Terça-feira: 16h às 21h30 (horário experimental) Quarta-Feira: 14h às 21h40 Sexta-feira: 14h às 21h40 Sábado: 14h30 às 20h40 Domingo: 09h às 13h40 Informações ramal 228

Quiosques Horários: Segunda-feira das 14h às 24h Terça a Sexta-feira das 8h às 24h Sábado das 8h às 22h Domingo e feriado das 8h às 20h

Cartão Magnético Crianças acima de 3 anos é necessário cartão magnético e exame médico. Crianças que ainda não possuem cartão, favor apresentar na secretaria certidão de nascimento e uma foto 3x4.

Tabela de preços 2ª via do Cartão Magnético: R$ 8,00. Armário do Conjunto Aquático: R$ 20,00 (aluguel anual). Entrada de visitantes: R$ 8,00 (abaixo de 12 anos e acima de 60 anos são ISENTOS)*. Exame Médico: R$ 10,00 válido por 3 meses. Quiosque pequeno e grande: R$ 8,00. Sauna para não-sócios: R$ 30,00. Sauna para sócios: R$ 10,00 (Cartela com 10 saunas por R$ 90,00) Transferência familiar: R$ 300,00. Transferência individual: R$ 150,00.

* Só é permitida a entrada de visitantes mediante a apresentação de associado titular e pagamento da taxa acima descrita. * A senha de reserva dos quiosques é distribuída na Segunda-Feira das 13h às 14h. O pagamento é feito no ato da reserva. * Em caso de aluguel de quiosques, o associado poderá trazer 10 convidados por quiosque, pagando o valor de R$ 8,00 (por pessoa), que deve ser pago até 2 dias antes do uso do quiosque. * O associado tem o direito de alugar somente, (01) um quiosque por dia. Reserva só pode ser feita por um dos titulares. * Para a sua comodidade, você pode efetuar seus pagamentos, também na secretaria do tênis. (Aceitamos cartões na Secretaria do Tênis). * É expressamente proibido a permanência de associados(as) em trajes de banho, fora do Conjunto Aquático. * Os objetos recolhidos dos armários não renovados na data de validade, ficarão por um prazo de 03 (três) meses disponíveis para a retirada. * Os objetos não retirados do armário no prazo estipulado será encaminhado à uma Instituição Social. * Venda do Cartão do Exame Médico somente com a apresentação do Cartão Magnético e mensalidade em dia. * Não estacione seu veículo nas vagas que estão reservadas para os sócios retirarem água do bebedouro. * ENTRADA NO CONJUNTO AQUÁTICO SOMENTE COM EXAME MÉDICO E O CARTÃO MAGNÉTICO.

22 - Revista MESC | Abril 2012

mesc.com.br | twitter.com/clube_mesc


mesc.com.br | twitter.com/clube_mesc

Revista MESC | Abril 2012 - 23


24 - Revista MESC | Abril 2012

mesc.com.br | twitter.com/clube_mesc

Revista Clube Mesc 2012  

Revista Clube Mesc 2012

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you