Page 1


A segunda edição da Revista PARCEIROS traz dois perfis bem distintos da nossa literatura. De um lado, apresento a vocês um livro que certamente lhes despertará um sentimento de nostalgia. O mineiro José Agenor Sapata, autor de O Caminho do Renascer, faz a gente voltar ao passado, ativando nossas memórias sobre a infância. Lembranças de um tempo feliz, sem responsabili­ dades, quando o nosso coração ingênuo ainda não conhecia as maldades do mundo. Do outro lado está o “furacão” Marcio Scheibler, gaúcho que assina dois romances policiais de tirar o fôlego: Cicatrizes de um segredo e Irresistivelmente Fatal. O primeiro discute sobre amizade e confiança em meio a um misterioso roubo de joias. O último, mais ousado e sangrento, mostra o lado perverso do ser humano. Em ambos, um detetive eficiente e carismático conduz o leitor pa­ ra desfechos surpreendentes. Todas essas obras já foram resenhadas no blog Mergulhando na Leitura (ymaia.blogspot.com), onde eu faço indicações de leituras dos mais variados gêneros (percebam que essa edição representa bem a proposta do blog). Viva a diversidade da literatura brasileira! Bom mergulho!


José Agenor Sapata é bacharel em Ciências Contábeis, blo­ gueiro e escritor nas horas vagas, uma pessoa simples, que foi criado pelos avós, um sonhador nato, acredita em um mundo melhor e em pessoas melhores. Nascido em 1988 em São Pau­ lo – SP, atualmente reside em Extrema – MG. O autor buscou em seu primeiro livro não a fama e o sucesso, mas sim levar uma história divertida, interessante e ao mesmo tempo emoci­ onante. A parceria com o blog Mergulhando na Leitura foi firmada em abril de 2014.

O Caminho do Renascer conta a história de dois irmãos criados pelos avós em uma cidadezi­ nha do interior, foram abandonados pelos pais com pouco tempo de vida, sem nenhuma expli­ cação e sem deixarem notícias. Mesmo tendo que conviver com esse conflito tiveram uma maravilhosa infância repleto de muito amor, alegrias, travessuras e molecagem. Mas como nem tudo na vida são rosas e todos temos que crescer um dia o destino aprontou uma grande peça nos dois, trazendo muita tristeza e a separação deles. Decidido a mudar o rumo dessa história Miguel o caçula embarca em uma aventura para a cidade grande buscando respostas e um fu­ turo melhor, mas para isso ele tem que deixar para trás muitas coisas inclusive o grande amor de sua vida. Será que esse bravo rapaz irá conseguir encontrar seu irmão Lísias, sua mãe e seu pai? Que fato será esse que trouxe tanta tristeza e acontecimentos para a família?


Tudo começa quando os irmãos Lísias e Miguel são abandonados pelos pais ­ o que não significa que tiveram uma infância infeliz. Os dois foram criados pelos avós em uma pequena cidade chamada Terenos e cresceram rodeados de muito amor e carinho. Eram famosos por su­ as travessuras naquela cidadezinha do interior, mas, acima de tudo, tinham um bom coração. O tempo passa e um triste acontecimento provoca a separação deles. Miguel deixa muitas coisas para trás, inclusive uma grande paixão, e viaja para a cidade grande em busca de infor­ mações sobre o paradeiro de seus pais e de seu irmão, Lísias. Ele também busca um futuro me­ lhor. Começa a estudar e a trabalhar, faz novas amizades e traça novos objetivos de vida. Competente, Miguel consegue uma promoção, mas, sem saber lidar com o poder, torna­se arrogante, perdendo assim os amigos que havia conquistado. Simone, o amor da sua vida, tam­ bém se decepciona com a pessoa em que ele se transformou. Desde que fora embora de Tere­ nos, eles se comunicavam por meio de cartas, mas com o passar do tempo, praticamente perderam o contato um com o outro. Até que um dia, Miguel leva um choque de realidade e decide recuperar o tempo perdido. Aos poucos, ele luta para reconquistar seus amigos e o amor de Simone. Para isso, ele resgata os valores que havia largado pelo caminho, voltando a agir como o bom e velho Miguel que todos admiravam. Enquanto isso, renasce a esperança de reunir a família. O autor nos apresenta a candura de uma infância muito bem vivida em uma pequena ci­ dade do interior. As primeiras páginas do livro convidam o leitor a fazer uma viagem ao passa­ do, através das aventuras e molecagens dos protagonistas. Esse passeio é conduzido por palavras simples, como o próprio ambiente da história exige. A grande virada acontece quando os irmãos se separam. A partir de então, o tom da nar­ rativa se modifica, acompanhando o drama de Miguel em sua busca por respostas. Já na cidade grande, ele se depara com um mundo diferente do que estava acostumado. O seu primeiro con­ tato com o mar foi bem divertido, mas o autor não transformou o acontecimento em humor pastelão – o que eu aprovei. A rapidez dos fatos foi um ponto negativo do livro. Senti um pouco de pressa do autor para resolver os conflitos. A parte em que o protagonista se viu sem amigos e sem o grande amor da sua vida, poderia ter sido mais aprofundada, pois foi quando o personagem amadure­ ceu. Acho que essa transição merecia mais páginas. O Caminho do Renascer é o livro de estreia do autor. Ele é bem curto e traz várias refle­ xões, além de um sentimento de nostalgia. Eu recomendo a leitura àqueles que gostam de his­ tórias breves, para ler sem compromisso. Bom mergulho!


Marcio Vinicius Scheibler é natural de Santa Cruz do Sul (RS). Formado em Administração, trabalha como funcionário públi­ co municipal. Adquiriu gosto pela leitura já na infância e, com isso, passou a ter vontade de criar suas próprias histórias. Ba­ seado em obras clássicas do gênero policial, como as dos auto­ res Arthur Conan Doyle e Agatha Christie, publicou seus livros Cicatrizes de um segredo (2009) e Irresistivelmente Fatal (2010). Também tem participação nas coletâneas Jogos Criminais 2 (2011) e Nem te conto (2012). Dois dos seus pas­ satempos favoritos são escutar o bom e velho rock n' roll e a pesquisa genealógica da própria família. A parceria com o blog Mergulhando na Leitura foi firmada em julho de 2012.

Com a morte de seu pai, Ricardo Valença passa a ser o novo herdeiro da coleção de joias per­ tencente a sua família há quatro gerações. Numa decisão arriscada, transfere as joias do cofre de um banco para um esconderijo que apenas ele e seu melhor amigo, Martim de Sandri, conheci­ am. Mas o inesperado acontece. As joias são roubadas e uma amizade de quinze anos é abalada. Entra em ação o detetive Otávio Medeiros. Um crime que parecia comum torna­se envolvente à medida que o bandido volta inúmeras vezes ao local do crime e deixa novas pistas enigmáticas, em pontos estratégicos da sala onde as joias estavam guardadas, intrigando ainda mais a mente de todos. Numa trama de sedução, traição, fé, vingança e ousadia, o quebra­cabeça é montado e o bandido descoberto, revelando consigo um segredo de família que mudará o rumo da vida dos envolvidos.


Tudo começa na Cidade do México no ano de 1926, quando o aventureiro Adalberto Va­ lença decide procurar joias e moedas de ouro que teriam sido enterradas em uma caverna. Para isso, ele conta com a ajuda de três mexicanos, que em troca queriam uma parte do que fosse en­ contrado. Porém, a ambição de Adalberto falou mais alto e ele voltou para o Brasil sem dar na­ da aos três homens. Acontece uma passagem de tempo e a história chega ao ano de 1993, em Novo Jardim. A partir daí, começamos a acompanhar a história de amizade entre Ricardo Valença (bisneto de Adalberto) e Martim. Além disso, o autor já nos apresenta o detetive da história, Otávio Medei­ ros, que até então era só um estudante do quinto semestre do curso de Direito e que morava no mesmo bairro de Ricardo e Martim. No ano de 2006, as joias da família já estavam sob o domínio de Ricardo. Ele decide guar­ dá­las numa sala secreta em baixo do auditório da universidade onde estudou. Apenas ele e seu amigo Martim (agora reitor) sabiam da existência dessa sala. Isso era o que eles imaginavam. As joias são roubadas misteriosamente e Ricardo logo desconfia de Martim. É aí que o de­ tetive Otávio Medeiros entra em ação para investigar o caso. No começo tudo parecia ser um simples roubo, mas o bandido (que não sabia que um detetive fora acionado) começa a desafiar a todos quando volta inúmeras vezes ao local onde as joias estavam guardadas, para deixar pis­ tas em lugares estratégicos. Isso torna o crime muito mais envolvente e enigmático. O detetive Otávio Medeiros agiu com cautela para descobrir o autor do roubo. Passou­se por representante do Ministério da Educação e, com o uso de muito raciocínio lógico, ligou to­ dos os pontos para chegar ao culpado. Cicatrizes de um segredo é um romance policial bem curto, mas extremamente intrigante. A narrativa é ágil e objetiva. Scheibler construiu um enredo sem enrolações, direto ao ponto. Is­ so dá mais ritmo à história e causa no leitor a vontade de ler logo a página seguinte para desco­ brir o que vai acontecer. No entanto, essa agilidade também teve o seu lado negativo. O autor poderia ter explora­ do mais as características de cada personagem e enriquecido um pouco mais os diálogos. Al­ guns acontecimentos mereciam preencher um número maior de páginas. O livro como um todo é ótimo. O escritor gaúcho teve muito mais acertos do que erros em seu romance de estreia. Scheibler começou com o pé direito e pode ter futuramente o seu nome entre os melhores autores de romances policiais do Brasil. Potencial para isso, ele tem.


Uma festa. Uma linda mulher. Sexo. E por fim, sangue. O jovem Leandro Biavatti pertencia a uma família rica e sempre estava acompanhado de belas mulheres. Evitava envolvimento sério com qualquer uma delas, pois sempre achava que estavam com ele apenas por interesse finan­ ceiro. Mas uma noite de êxtase na vida dele torna­se macabra, pois sua vida terminaria ali, em sua própria cama. Um crime misterioso, depravado e assustador. Seu melhor amigo, Rodrigo, aciona seu tio detetive, Otávio Medeiros, para tentar resolver esse caso enigmático. Ao longo da trama, acontecimentos e informações incríveis surgem e uma história fantástica vem à tona. Ali­ ando erotismo e mistério, Irresistivelmente Fatal relata sentimentos e atitudes muito presentes em nosso cotidiano, de um ponto de vista trágico e racional.


O estudante Leandro Biavatti encontra numa festa uma bela e misteriosa mulher que pre­ fere não se identificar. Os dois conversam e não demora muito para que Leandro a leve para o seu apartamento. No dia seguinte, seu amigo Rodrigo liga várias vezes e, desconfiado, decide ir até o apartamento dele. Chegando lá, encontra a porta aberta e uma camisinha usada no chão da sala, constatando que Leandro passou a noite bem acompanhado. Rodrigo era estudante de medicina, mas o que viu naquele quarto não se comparava aos cadáveres que via nas aulas. Seu melhor amigo estava morto, com uma faca cravada no pescoço e o braço esquerdo mutilado. E o pior: o membro não estava em nenhum lugar do apartamento. Apavorado, Rodrigo liga para o seu tio Otávio Medeiros e o conta tudo que aconteceu. Medeiros, como gostava de ser chamado, era um detetive que havia largado o ramo investigati­ vo há dois anos para se dedicar à família. Mas como seu sobrinho pediu que ele investigasse a morte de seu amigo, decidiu voltar aos velhos tempos. A partir daí, começa uma busca eletri­ zante para encontrar o assassino, ou melhor, a assassina. A brutalidade com que o crime fora cometido tornava a investigação ainda mais intrigante. O ritmo em que a história se desenvolve e o enredo enigmático contribuem muito para uma leitura rápida e prazerosa. Como já havia dito na resenha do primeiro livro de Scheibler, ele é um autor que vai direto ao ponto. Em Irresistivelmente Fatal, a evolução do autor é notó­ ria: a narrativa demonstra maturidade e os diálogos são mais consistentes. Nesse livro, ele con­ seguiu expor melhor os aspectos psicológicos dos personagens. Outro fato que merece atenção é a presença de telefonemas misteriosos da assassina, que o leitor tem acesso em meio às investigações. Ao mesmo tempo em que acompanhamos o raciocí­ nio do detetive, sabemos dos passos da criminosa. Isso deixa um suspense muito agradável na leitura. O desfecho da história é muito bom. Não deixou nenhuma ponta solta. Uma grande revi­ ravolta acontece e é preciso ter bastante atenção para não se perder entre uma página e outra. Descobri a identidade da assassina antes do detetive Medeiros. Leia o livro e tente também!

Revista Parceiros - Ed.02 | Setembro de 2017  

A "Revista Parceiros" é um projeto idealizado pelo blog "Mergulhando na Leitura" para divulgar escritores nacionais.