Page 1

Edição 39 Julho e Agosto | 2013 Distribuição dirigida

sabores

da infância

APRENDA A FAZER DELICIOSOS PÃES DE BACALHAU E LINGUIÇA BLUMENAU

produção ideal DICAS PARA FORMANDAS E CONVIDADAS NÃO ERRAREM NA HORA DE ESCOLHER VESTIDOS E ACESSÓRIOS

O PARAÍSO

fica aqui

novidades no

calendário

DOIS NOVOS EVENTOS ENTRAM PARA NOSSO CALENDÁRIO SOCIAL


N O V O P E U G E O T 2 0 8. DENTRO DELE É O U T R O M U N D O.

Volante esportivo

Faróis com LED

Lanternas com LED

Central multimídia com GPS integrado

VERSÕES COM ABS E AIRBAG A PARTIR DE R$

39.990

Teto panorâmico * Peugeot 208 Active 1.5L Flex, valor a partir de R$ 39.990,00, pintura sólida, frete incluso, ano/modelo 13/14. Promoção válida enquanto durarem os estoques.

Faça revisões em seu veículo regularmente.


Blumenau – Rua República Argentina, nº 2077 – 47 3331-4500

peugeot.strasbourg

www.strasbourg.com.br


REVISTA MAIS BELA | edição 39

www.clubebelavista.com.br

presidente executivo Fred Nelson Freygang Vice-presidente executivo Rodrigo Pitrez de Oliveira DIRETORIA Diretora e Vice-diretora de Academia Irene Maestre H. Vieira e Suzane Stael Coelho Diretor e Vice-diretor de Bocha Valdir Moacir Pereira e Icanor José Wiederkehr Diretora e Vice-diretora de Canastra Raquel Kock e Suely Prochnow Tibau Diretor Comercial Jean Marcel Floriano Modesto Diretor Financeiro Anisio Seibel Diretor de Futebol Volney Antônio Silvano Diretor e Vice-diretor de Futebol Menor Rui César Reichert e Claudio L. Stollmeier Diretor e Vice-diretora de Gente e Gestão Humana Werner Kurth e Flávia Iezzi P. Kurth Diretor e Vice-diretor de Jogging Ivan Martins Thomaz Jr e Raul Cardozo Diretora Jurídica Sandra Krieger Diretor Ouvidoria Andre Luiz Pinto Diretor de Patrimônio e Futevôlei Adriano Thomaz de Carvalho Diretor Sauna/Piscina/Lagoa Isaias Felsky Diretor Social Rodrigo Tavares Diretor de Tênis e Eventos Germano Adolfo Buss Gerente Executivo de Operações Ademir Graf Gerente Administrativo e Financeiro Denis Fernando Senem Peters

EDITOr Eduardo Beltramini design@clubebelavista.com.br CONSELHO EDITORIAL Fred Nelson Freygang, Lucimar Sbaraini, Rodrigo Pitrez de Oliveira EDITORIA DE JORNALISMO Melz Assessoria de Imprensa jornalistas responsáveis Bruno Stolf, Marina Melz (SC 04191-JP) projeto gráfico e diagramação Eduardo Beltramini FOTOgrafia Eduardo Beltramini, Kako Waldrich, Pedro Waldrich Comercial Graciela Lagerma comercial@clubebelavista.com.br Tel.: (47) 3397-9708 | Cel.: (47) 9943-6262 Lisi Junkes comercialbvcc@clubebelavista.com.br Tel.: (47) 3397-9708 | Cel.: (47) 8498-8500 DISTRIBUIÇÃO Gattaes Distribuidora Tiragem 2.500 exemplares CAPA Fotografia e Tratamento de imagem: Eduardo Beltramini

presidente do conselho deliberativo César Narciso Deschamps vice-presidente do conselho deliberativo Renato Sergio Muller secretário do conselho deliberativo Alvin Estevão Bittencourt gestão 2011/2014 Alvin Estevão Bittencourt, Carla Falquetti, João Alberto Censi Pimentel, João Alberto Pradi, José Campestrini, Marcelino Campos, Nicolau Eloi dos Santos, Renato Sérgio Müller, Ricardo Guilherme Radunz, Valdecir Mengarda gestão 2012/2015 Almiro Schoening, Artur Barbedo Futuro, Carlos Alberto D’avilla, Claudio João Bucco, Cesar Alberto Müller, César Narciso Deschamps, Cleonice Regina Basi, Édio José Sofka, José Carlos Koerich, José Domingos Gavioli gestão 2013/2016 André Luciano Ern, Arilson Joel Siqueira, Cesário Afonso Zimmermann, Hellamari Hohl, Jorge Alberto Müller, José Abel do Nascimento, José Antonio Vieira, Lucimar Sbaraini, Nelson Simões Pires Gallois, Vicente Cesar Schmitt Conselho fiscal 2012/2013 Efetivos Alexandro Roberto Maba Assis Vianei Amaral de Arruda Erivaldo Nunes Caetano Junior Suplentes Robson José Dalmolin Marcelo Xavier Schmitz Jurandir Nicoletti

Todos os artigos aqui publicados são de responsabilidade de seus autores, colaboradores e sócios e não refletem necessariamente a opinião do Bela Vista Country Club.

facebook Clube Bela Vista

foursquare

Bela Vista Country Club


REVISTA MAIS BELA | edição 39

24 40 42

brinde de alegria

7 8 10 12 14 17 18 20 22 24 26 28 29 30 32

Mensagem ao leitor esportes de areia clima de festa intimista sucesso, sô! eventos dos sócios novo percurso nas 4 linhas 1º costelaço do bela brinde de alegria o fervor latino destaques do esporte na sorte e na integração pot-pourri de sensações o paraíso fica aqui

história viva

feel this moment

sabor de infância inverno em movimento diferente e surpreendente história viva feel this moment social com pedro waldrich transparência balanço patrimonial #nósindicamos dicas de compra palavra do conselho galerias sociais e esporitvas

34 36 38 40 42 48 50 52 54 55 56 58


MENSAGEM AO LEITOR

R

ar puro

espirar fundo, sentir o ar entrando nos pulmões e garantir para si mesmo: é hora de relaxar e desligar. Este é o clima da 39ª Mais Bela. A nossa capa mostra como ficou a nova praça na entrada do Bela Vista Country Club, um dos locais que ­apontamos como ideais para curtir o solzinho e o calor do inverno. Se o seu foco é não perder a vontade de fazer exercícios físicos na estação mais fria do ano, vale também conferir cinco dicas essenciais na reportagem sobre ­atividades físicas ao ar livre. Já que o assunto é inverno, aprendemos com Lucimar Sbaraini algumas receitas especiais de pães para serem apreciados com chás e até vinhos. Também contamos um pouco de como foi o show de Emmerson Nogueira, a nossa Festa Junina e a final da Olimpíada de Patota Feirinos. Na seção Estilo de Vida, conversamos com Frederico Stewers Elboni, sócio que criou o Entenda os Homens, um blog que tem mais de 1 milhão de acessos ao mês e abre portas para a carreira dele em todo país. O perfil é de Félix Theiss, ex-prefeito de ­Blumenau e executivo apaixonado pelo Bela Vista Country Club. Também temos novidades nesta edição: Mery Triantafyllon de Magalhães assina um editorial de moda muito bacana, com seis páginas dedicadas a quem gosta de acompanhar tendências. O foco desta vez são vestidos, acessórios e produção para formandas e convidadas. E essa é só uma parte do conteúdo que trazemos nesta edição. Ou seja: só podemos desejar que você leve esta Mais Bela para algum dos lugares calmos do nosso Clube e aproveite a leitura. Ela foi feita pensando em você, nosso sócio. equipe mais bela

Mais Bela 7


DIRETORIA

Foto: Eduardo Beltramini

esportes de areia com Adriano Thomaz de Carvalho

A

inda estamos no inverno, mas o Bela Vista Country Club já está com o pensamento nos esportes tradicionais de verão. A Quadra Multiuso para Esportes de Areia já está pronta para receber os novos e velhos adeptos do beach tênis, beach soccer, vôlei de praia, frescobol e futevôlei. Foram 560 toneladas de areia que fizeram do espaço uma referência regional e nacional para competições desta estrutura. Mas a principal intenção é oferecer mais possibilidades aos sócios do Bela Vista Country Club. É isto que reforça Adriano Thomaz Carvalho, Diretor de Patrimônio e Futevôlei. “Não vamos apenas atender a uma demanda já existente de pessoas que praticam, mas também dar mais possibilidades a quem deseja ingressar em uma nova modalidade”, diz. Uma das grandes vantagens do espaço segundo Adriano é possibilitar a prática de vários esportes com um baixo custo de manutenção. “As ações para manter a quadra são apenas arar a areia e retirar as folhas. Sem contar que se pode jogar em dias de chuva, sem nenhum problema”, comenta. Segundo estudos de médicos e educadores físicos, os esportes de areia proporcionam um gasto 13% maior do

8 Mais Mais Bela! Bela

que as mesmas atividades praticadas em quadras. Este é apenas um dos apelos para estimular o uso das quadras de areia dentro do Clube. “Além de fazer bem para a saúde, os esportes são divertidos e podem ser praticados por diferentes número de pessoas. Para quem pratica frescobol, por exemplo, não é preciso esperar para que se monte um time para começar a jogar”, comenta. Os próximos passos na finalização da Quadra são a iluminação noturna, além de vestiários e banheiros próprios.

uma das grandes vantagens do espaço segundo

adriano é

possibilitar a prátiCa de vários esportes Com um baixo Custo de manutenção.


ACONTECEU

após liderar o ranking de 3 ­categorias, a patota quinta livre sagrou-se campeã.

clima de festa

Olimpíadas dos Patota Feirinos termina com intensa participação dos sócios e com o ­principal objetivo atingido: a integração. fotos: kako waldrich

C

erca de 400 pessoas estiveram no Bela Vista Country Club no dia 15 de junho para conferir o último dia da Olimpíada dos Patota Feirinos. O evento é realizado ­anualmente pelo Clube para promover a integração ­entre as tradicionais patotas, que reúnem os sócios. Este ano, cerca de 300 pessoas participaram ativamente das

­competições. Tradicionalmente marcada pelo futebol, este ano a competição t­ erminou com outra modalidade: a corrida. A intenção da mudança foi finalizar o ­evento de uma maneira mais leve, sem os confrontos acirrados que o ­futebol

10 Mais Bela

c­ostuma apresentar. Os vôleis masculino e feminino ­também estiveram entre as últimas competições. Volney Antônio Silvano, diretor de futebol, c­ omenta que o evento, num contexto geral, foi um sucesso. “A intenção era envolver cada vez mais as famílias dos ­jogadores das patotas para que todos aproveitassem o Clube e fizessem novos amigos. Cumprimos essa m ­ issão”, comenta. A equipe campeã foi a Quinta Livre. Participaram também a Bela Bola, Sucata, Domingo 10, i9 e Talentus.


geral 1º lugar: SUKATA 2º lugar: QUINTA LIVRE 3º lugar: BELA BOLA

dominó 1º lugar: QUINTA LIVRE 2º lugar: SUKATA 3º lugar: I9

futebol 1º lugar: SUKATA 2º lugar: QUINTA LIVRE 3º lugar: BELA BOLA

corrida 1º lugar: DOMINGO 10 2º lugar: QUINTA LIVRE 3º lugar: SUKATA

bocha 1º lugar: QUINTA LIVRE 2º lugar: SUKATA 3º lugar: I9

volei masc. 1º lugar: QUINTA LIVRE 2º lugar: BELA BOLA 3º lugar: DOMINGO 10

canastra masc. 1º lugar: I9 2º lugar: QUINTA LIVRE 3º lugar: SUKATA

volei fem. 1º lugar: TALENTUS 2º lugar: QUINTA LIVRE 3º lugar: DOMINGO 10

canastra fem. 1º lugar: BELA BOLA 1 2º lugar: SUKATA 1 3º lugar: BELA BOLA 2

futevolei 1º lugar: DOMINGO 10 2º lugar: QUINTA LIVRE 3º lugar: SUKATA

resultado final

Comissão organizadora Para Volney, o sucesso da edição 2013 da O ­ limpíada se deve, especialmente, à mudança na comissão o­ rganizadora do evento. O Bela Vista Country Club ­segue com a execução das provas, mas os representantes de cada um dos grupos se reuniram para estabelecer as ­modalidades, regras e conceitos das competições. “Esta maneira mais participativa, onde as próprias p­ atotas definiram as regras da competição, se mostrou muito saudável para o desempenho nas provas”, comenta o diretor de futebol. Durante todo o ano, o grupo se reuniu uma vez ao mês para ­debater o evento. Outro impacto desta mudança na organização foi o baixo ­índice de problemas disciplinares. “Como o futebol é um esporte de contato, sempre foi natural o registro de ­algumas ocorrências. Este ano, com a participação de todos e com a consciência de que as Olimpíadas servem para a integração, este índice foi reduzido. Não tivemos nenhum caso grave”, afirma. A intenção para o próximo ano é aumentar a­inda mais a ­participação dos sócios e suas famílias. Duas m ­ odalidades já ­devem entrar em 2014 para a Olimpíada dos Patota ­Feirinos: beach tênis e tênis.

Mais Bela 11


ACONTECEU

intimista

Show de Emmerson Nogueira marca o Dia dos Namorados no Bela Vista Country Club em um clima romântico e intimista. Marco e Andiara Neuwiem, que acompanham o ­trabalho do cantor há muitos anos, aprovaram. fotos: eduardo beltramini

12 Mais Bela


A

Sede Social do Bela Vista Country Club ­estava diferente no dia 15 de junho. Não só pela ­ ­decoração especial ou pelo clima de ansiedade para que as c­ erca de mil pessoas assistissem ao show de ­Emmerson ­Nogueira. O clima era de romantismo e, ao mesmo ­tempo, de curtição. O cantor garante que esta sensação chegou ao palco. “O Clube é fantástico e este show tem este perfil mais intimista, de estar mais perto das pessoas”, disse ele. “Isso é bom porque faz com que, tanto eu quanto a banda, fiquemos mais atentos e possamos sentir de maneira mais próxima o que o público está sentindo”, complementou. O mineiro teve seu primeiro disco lançado em 2001. É ­multi-instrumentista e autodidata, tanto com os violões quanto na voz. Quando começou a apresentar versões de bandas reconhecidas internacionalmente, o timbre de voz (e a rouquidão) chamaram a atenção do público. Mas o cantor gosta de deixar claro que não faz simplesmente ­cópias de canções consagradas. “Primeiro porque eu nunca ­conseguiria tocar e cantar igual aos discos por causa das características do meu tom de voz, da minha maneira de cantar”, explica. “As interpretações que fazemos são naturais. Não nos esforçamos para fazer diferente ou para criar, não é uma força, mas um processo automático”, diz. A escolha do repertório também passa por este crivo: o que faz bem a Emmerson e aos músicos da sua banda. “Escolhemos aqueles sons que nós gostamos, que nos tocam de alguma maneira”, afirma. Já são dez discos gravados. Entre eles, especiais dos Beatles e de Milton Nascimento. Trilha sonora Em meio às pessoas que assistiam, emocionadas, ao show de ­Emmerson Nogueira, um casal estava ainda mais empolgado a cada canção. Marco e Andiara Neuwiem se conheceram em 1992, na ­Escola Básica Municipal Machado de Assis. Mas foi no aniversário de 15 anos dela que eles se reencontraram e não se largaram mais. O namoro começou em agosto de 1994 e se tornou casamento nove anos depois. “Os grandes segredos são respeito e compreensão. Respeito ­pelas diferenças, que é o que nos complementa, e compreensão para os ­momentos difíceis, que é onde ela é mais necessária”, diz Andiara. Aos 26 anos, a vinda do filho Dmitri uniu ainda mais o casal. “­Víamos um filho como uma possibilidade de formarmos uma família e nos sentíamos preparados para isso, mesmo que muito jovens”, declara Andiara. Marco garante que a chegada do primogênito mudou tudo. “As responsabilidades e prioridades se voltaram totalmente para ele. Agradecemos todos os dias por isso”, garante. Uma das trilhas sonoras mais presentes da vida do casal é ­Emmerson Nogueira. “Conhecemos o trabalho dele através da Ana e do Vicente Pfau, que além de amigos são nossos sobrinhos. Ouvimos na casa de praia onde a família se reunia e nos encantamos ­rapidamente”, conta Andiara.

As músicas do cantor são facilmente encontradas no carro da família. “O som dele tem esse poder de nos levar a outros lugares e experiências. Por isso, ouvimos nos momentos que precisamos relaxar da rotina”, diz Marco. Andiara complementa que, enquanto a equipe da Mais Bela conversa com o casal, passam pela c­ abeça diversas memórias com a voz rouca de Emmerson como trilha ­sonora. O encontro Levamos o casal ao encontro de Emmerson, no ­camarim. Depois de um abraço e das devidas apresentações, eles ­ ­conversaram sobre os shows do cantor na região. Marco quis saber o que os fãs podem esperar de novos ­trabalhos. “Talvez um próximo DVD”, adianta o cantor. Os dois também conversam sobre Gleidson Túlio, que abriu o show. O ­casal disse ter gostado muito do músico e Emmerson ­reforçou que o está levando para todos os shows com o objetivo de ­apresenta-lo ao público. Andiara gostou do encontro. “É gratificante saber que a ­pessoa Emmerson é tão carismática e simples quanto o ­artista”, diz. Marco complementa que “foi uma conversa breve, mas ­carregada de emoções”. A família se tornou sócia do Bela Vista Country Club pois ­queria um lugar onde pudessem aproveitar juntos de maneira ­intensa e também cada um, de maneira individual. O show de Emmerson Nogueira, que comemorou o Dia dos Namorados do casal, certamente entrou para as boas lembranças não só deles, mas de todos que estiveram no Clube.

na foto, marco e andiara neuwiem dividem espaço com o cantor emmerson nogueira. confira mais fotos do show na página 58.

Mais Bela 13


ACONTECEU

sucesso, sô!

Mudança de lugar da Festa Junina do Bela Vista Country Club é aprovada pelos sócios, que presenciaram mais um evento cheio de atrações típicas. fotos: eduardo beltramini

A

semana de 17 de junho foi de chuva. Mas o sábado (22), não. O tempo úmido saiu de cena para um dia ­ensolarado e de frio, perfeito para a realização do Arraiá do Bela. O evento reuniu centenas de famílias no C ­ omplexo da ­Bocha com quitutes juninas, bingo, atrações para as crianças e aquele clima indescritível do evento. A mudança do local foi um dos grandes desafios da festa deste ano. O presidente do Clube, Fred Freygang, disse que a qualidade da Festa J­unina subiu consideravelmente com a decisão. “Como foi utilizado o piso do ­estacionamento, reduzimos muito a lama e a sensação de frio”, afirmou. A visibilidade do show pirotécnico que foi iniciado com o acendimento da ­fogueira também melhorou para todos os pontos onde a festa é realizada. Os locais afastados do sereno para os brinquedos das crianças também agradaram, segundo o presidente. “Um dos grandes estímulos dos pais que vêm à festa é trazer os filhos. Com os espaços destinados a eles mais ­confortáveis e seguros, aumentou o número de sócios presentes”, diz. Rodrigo Pitrez, vice-presidente do Clube, acrescenta que, com a

14 Mais Bela

­ udança, passaram a ser utilizados outros espaços. “O m ­ambiente do ­local anterior era mais aberto e fazia com que o sucesso da festa dependesse do clima. Como temos também esta ­estrutura, a festa pode se estender até mais tarde com mais conforto”, destaca. Entre as diversas opções gastronômicas, o diretor de ­eventos, Germano Buss, destaca a venda de pinhão e das ­tradicionais canecas de quentão, que este ano foram ­vendidas nas opções com e sem álcool. “Pensamos no bem estar do ­associado quando optamos pela mudança de local. E ­seguimos com este objetivo quando pensamos nas atrações”, comenta. Os patrocinadores da Festa Junina foram GW ­Computadores (que contribuiu com os prêmios do bingo, que incluíram um PlayStation 3), Rivage (que patrocinou a ­atração musical da noite: a dupla John & Luan) e Oktobier (chope o­ ficial do evento).


+

2.000m

410

confira algumas curiosidades sobre o arraiá mais animado da região, cumpadi! cartelas de bingo foram vendidas

2 mil metros de bandeirinhas decoraram o clube.

426

225

kg

426kg de pinhão foram vendidos

225 canecas de quentão foram vendidas. Estas pessoas consumiram sem moderação cerca de 702 litros da bebida (com e sem álcool)

5min O show pirotécnico durou 5 minutos e terminou com o acendimento da fogueira de 6 metros de altura

Mais Bela 15


ACONTECEU

Diversão para as crianças É unanimidade: as festas juninas estão entre as ­lembranças mais doces dos pais destas cinco crianças. E, em tempos de ­tecnologia, nada melhor do que mostrar para os filhos como é bom aproveitar estes eventos. Arthur, de sete anos, e Gabriel, de três, curtem as ­guloseimas juninas. S­ egundo o pai, João Carlos Redin, os dois adoram ir à f­ esta. “Há uma grande variedade de o­ pções de brincadeiras e isso c­ onquista as crianças”, afirma ele. Os pais de David, de oito anos, vêm à Festa Junina do Clube com f­requência. Além das brincadeiras de p­ escaria e das guloseimas típicas, ele adora os ­porquinhos da ­Índia. O pai, Emerson Farias, acompanhava o filho ­ quando ­comentou com a equipe da Mais Bela que a­pro­vou a ­mudança do local da festa. “A iniciativa de tirar o ­evento do gramado foi sensacional. Lá é muito frio e muito ­úmido. Hoje, apesar do frio natural, está bem mais c­onfortável”, afirmou. Não teve quem passasse pela festa e não ­reparasse nas gêmeas Ana P­ aula e Ana Luiza, de quatro anos. T­ rajadas conforme a festa pedia, as meninas e­ stavam se ­divertindo muito. E a mãe, Márcia Eliane da Rocha, ­garante que a ­festa ­começou muito antes do dia 22 de junho: ela e a avó das ­meninas que c­ osturaram os vestidos. “Fizemos as ­provas e a ansiedade delas foi ­aumentando”, lembra a mãe. “ Este é um festejo popular muito bonito. Eu vivi isso e espero que elas também tenham lembranças da festa junina”.

Utilizie o qr-code abaixo para assistir ao vídeo que mostra tudo o que rolou no Arraiá mais animado da região:

ou acesse: http://goo.gl/dSmy7

ana paula e ana luiza, de 4 anos, curtindo o arraiá do bela.

16 Mais Bela


Foto: Studio Midia Fotografias

Foto: Arquivo pessoal

Confira os melhores momentos de nossos sócios

Lara Valentina comemorou seu aniversário no Espaço Gourmet, dia 26 de maio. No clique, está ­acompanhada pelos pais Geysa e Ivan - que agradaram a pequena aniversariante com a escolha do tema da festa: galinha pintadinha.

Deise e Henrique Sommerfeld receberam familiares e amigos do pequeno Eduardo para comemoração de seu aniversário, no espaço Gourmet.

Mais Bela 17


VEM AÍ

novo percurso tradicional prova do Bela Vista Country Club fica mais rápida e deve reunir cerca de mil corredores.

A

data mais esperada para o jogging no Bela V ­ ista ­Country Club está chegando. Acontece no dia 21 de julho a 29ª Meia Maratona, a mais t­ radicional prova da modalidade na região e maior evento ­externo do Clube. A grande novidade para 2013 é a mudança no percurso da prova. Ivan Thomaz Jr., diretor de jogging do Clube, ­comenta que a ­intenção com a alteração no trajeto é que a prova se torne mais rápida. “Com o novo percurso, o objetivo é que o tempo do grupo de elite baixe para 1h05min no masculino e 1h13min no feminino. Assim, a ­competição figura entre as mais rápidas do país”, comenta. O vice-diretor de jogging, Raul Cardozo, explica que o trajeto tem ­partida e chegada no Bela Vista Country Club. “Depois da saída, os ­corredores vão até as proximidades do restaurante Raul’s e retornam para o Clube. Além da melhoria no percurso, também é interessante ­destacar que a previsão aponta que teremos um clima de 12°C a 14°C na data, muito propício para a prática do jogging”, acrescenta. A prova é ­oficializada pela Federação Catarinense de Atletismo. A expectativa é que o número de participantes suba 15% em r­ elação a 2012. Com isso, serão por volta de mil corredores. Outras competições Além dos 21 quilômetros característicos da meia-maratona, a ­competição tem ainda três provas paralelas: a Prova de Inverno (seis ­quilômetros), a caminhada (também com seis quilômetros) e a M ­ aratoninha (de um quilômetro, voltada para a participação das ­crianças). Mais informações e inscrições através do site: www.­meiamaratonabelavista.com.br. Valorização dos sócios O Bela Vista Country Club é quem realiza a Meia Maratona. P­ ortanto, nada mais justo, segundo Ivan e Raul, que os sócios sejam valorizados. Além dos tradicionais prêmios para os primeiros colocados, os associados que se destacarem também serão reconhecidos com um troféu. “Os cinco primeiros sócios nos 21 quilômetros nas ­categorias ­feminino e masculino, também receberão troféus, bem como os p­ rimeiros nas demais categorias”, explica Raul. Os patrocinadores do evento são Caixa Econômica Federal, Governo do Estado de Santa Catarina (através da Fesporte) e Prefeitura da Gaspar.

18 Mais Bela

­Com o novo percurso, o objetivo é que o tempo do grupo de elite baixe para

1h05min no masculino e 1h13min no feminino.


VEM AÍ

campeão: pimentinha

campeão: pimentinha

2010

2011 campeão: porto

nas 4 linhas

2012

Começou a contagem regressiva para o Campeonato de Patotas 2013, evento que reúne os tradicionais grupos bons de bola do Bela Vista Country Club. fotos: acervo do clube

o

27º Campeonato de Patotas já começa a ­movimentar o Bela Vista Country Club. O mais disputado e reconhecido campeonato de patotas de Santa Catarina começa em 31 de agosto, com o Torneio Início. Além de uma das oito equipes se consagrar campeã da primeira etapa, a vencedora já sai com pontos no Campeonato. Volney Antônio Silvano, diretor de futebol do Bela Vista Country Club, comenta que a expectativa das patotas para a competição ­acontece pela disputa sempre acirrada pelos primeiros lugares. “São grupos muito tradicionais, que convivem e jogam juntos há muito tempo”, comenta.

20 Mais Bela

Campeonato Master de Patotas Finalizando o ano do futebol no Bela Vista Country Club, a­ contece no final de 2013 o Campeonato Master de Patotas. O evento p­ rivilegia os craques com mais de 40 anos.

fique atento ao site do clube para mais informações: www.clubebelavista.com.br


ACONTECEU

Mais Bela 21


VEM AÍ

1º costelaço do bela Evento comemora os 51 anos do Bela Vista Country Club.

O

aniversário do Clube será comemorado de uma maneira diferente este ano. Acontece no dia 7 de setembro o 1º Costelaço do Bela V ­ ista ­Country Club. O evento que, claro, terá no c­ardápio ­muita costela e diversos a­companhamentos, acontece a partir das 10h da manhã. Além da gastronomia, o diretor de eventos sociais do ­Clube, Germano Buss, garante que haverá também brinquedos para ­ as ­crianças, boa música e a entrega do livro histórico que conta a ­trajetória do Bela Vista Country Club. Até 2012, a atração comemorativa do Clube era o S­ tammtisch. A mudança, segundo Germano, aconteceu para que os sócios que não fazem parte das patotas também se sintam convidados a p­ restigiar a vida social do Bela Vista Country Club. “Como as nossas ‘confrarias’ eram as patotas, quem não estava nesse meio se sentia tímido para vir ao evento. E a nossa intenção é de que o aniversário do Clube seja uma grande integração entre todos que fazem parte da história”, comenta. O grande número de novos sócios também estimulou a m ­ udança. “Como tivemos novas adesões do último ano pra cá, é também uma possibilidade de encontro para estas pessoas que não tem tanta ­intimidade com os nossos eventos sociais”, acrescenta. Os ingressos começam a ser vendidos no início de agosto e ­custarão R$ 25,00 (antecipado) e R$ 35,00 (no dia do evento). mais informações no site: www.clubebelavista.com.br

22 Mais Bela

Fotos: Divulgação


Mais Bela 23


Fotos: Divulgação

VEM AÍ

brinde de alegria

T

anto quem já é sócio quanto quem está ­estreando no Bela Vista Country Club já ­percebeu que o Clube promove diversas ­oportunidades de lazer e diversão para a ­família e os amigos. Um destes momentos é a ­Oktoberfest, com o desfile dos associados na Rua XV de Novembro. Este ano, porém, todos ­poderão ­participar de uma novidade: um baile para celebrar o mês mais ­esperado do ano. O evento, que agora entra para o calendário oficial do Clube, acontecerá no dia 21 de setembro. A festa será aberta ao público e funcionará da mesma forma que a Festa Junina – você adquire a caneca e bebe chopp à vontade. O objetivo é promover integração e diversão entre sócios, familiares e amigos durante a época da festa mais alemã das Américas. Uma das atrações já confirmadas é a Banda Cavalinho, ­grupo

24 Mais Bela

Evento será o primeiro na história e ­entrará para o calendário social do Clube.

t­ radicional da Oktoberfest, com mais de 30 anos de carreira. E­ mbalada no som que é mistura entre rock e linha germânica t­radicional, a ­banda se orgulha de ser alegremente brasileira, mas com um forte sotaque alemão. A Bela Bike, carro que leva os foliões do Clube pelos desfiles da Rua XV de Novembro também é presença confirmada. O nome do baile ainda não foi decidido, mas o Clube faz ­questão de ter a participação de seus sócios no batismo da festa. Haverá uma votação para decidir o nome do evento. Em breve, as opções serão divulgadas em nosso site. Os ingressos começarão a ser vendidos no início de agosto na secretaria do Clube. conheça e vote na sua opção de nome favorita: www.clubebelavista.com.br


Mais Bela 25


ESPORTES

o fervor latino

Bela Vista Country Club traz para as associadas aulas de Zumba, uma febre no mundo inteiro. Modalidade alia passos ritmados a queima de calorias. fotos: eduardo beltramini

26 Mais Bela


C

om uma rotina cada vez mais corrida, as p­ essoas acabam buscando no momento dedicado ao exercício físico uma maneira de relaxar, fazer amigos e ainda melhorar a saúde. Uma das ­modalidades que junta estas três características é a Zumba, que agora pode ser praticada no Bela Vista Country Club. De maneira simplista, podemos dizer que a Zumba é uma aula coreografada ao som de compassos latinos, que traz uma intensa queima de calorias e estimula a coordenação motora, o ritmo e a sensualidade. Irene Vieira, diretora da academia do Bela Vista C ­ ountry Club, diz que o Clube decidiu trazer a modalidade para os s­ócios pela divulgação que a prática está vivendo em todo país. “­Houve m ­ uita mídia, é uma atividade diferente e é sempre bom ­diversificarmos um pouco as nossas opções”, comenta ela, que l­embra que o Sh’bam também já foi apresentado pela academia em 2013. “­ Somos ­ democráticos. Ouvimos o que os sócios querem e ­buscamos a­ tender na medida em que percebemos que há interesse do ­coletivo”. As aulas acontecem três vezes por semana e, segundo a ­diretoria, tem uma ótima aceitação. “Até nas sextas-feiras, que não são dias de academias cheias, a turma participa em peso”, ­acrescenta Irene. A visão do Clube para as tendências da ginástica só é possível com a participação de bons profissionais. É o caso da Profª Patricia, que tem uma carreira no Clube e resolveu investir num treinamento específico para aulas de Zumba. Os benefícios As aulas de Zumba são iniciadas por alongamentos, como diz a recomendação para todas as atividades físicas. Depois disso, são intercalados movimentos aeróbicos (aqueles que trabalham com

condicionamento cardiovascular) e movimentos de dança que ­estão focados nos músculos de maneira localizada. As pernas e o bumbum são partes do corpo atingidas em cheio pela ­prática. Para quem se assusta só de ouvir a palavra dança ou acha que não tem habilidades neste sentido, vale lembrar que as coreografias são simples exatamente para incluir a­queles ­ que não têm e­xperiência com ritmos. Qualquer pessoa, ­independentemente da sua experiência com dança ou do seu condicionamento físico, pode participar. A música latina traz outra grande vantagem s­egundo os ­especialistas: estimula a sensualidade. Os ritmos ­salsa, merengue, cumbia e reggaeton são conhecidos por esta ­ ­característica e é ­quase impossível não entrar no clima. Para quem está ligado em ver os resultados a tempo do ­verão, a Zumba também é um prato cheio. Segundo alguns estudos, em cerca de três meses é possível sentir a diferença. Uma só aula pode gastar um índice próximo a mil calorias. Quem faz, aprova Patricia Wehmuth adora dançar. Ela já tinha p­ articipado das ­aulas de Sh’bam promovidas pelo Bela Vista Country Club e d­ ecidiu apostar na modalidade. Não se arrependeu. “Estou ­adorando ­fazer Zumba. Você pratica uma ­atividade física ­intensa mas, ao m ­ esmo tempo, prazerosa. O corpo logo responde e você a­ dquire mais ­disposição para realizar as ­atividades do dia a dia. A modalidade proporciona agilidade e flexibilidade ao corpo e você sai ­definitivamente da vida ­sedentária”, comenta. Para ela, o principal benefício da Zumba é encontrar o ­prazer na atividade física. “É possível combinar exercícios ­físi­cos com m ­ ovimentos sensuais e estéticos, promovendo também a d­ efinição dos músculos e sem aquele ‘sacrifício’ das tradicionais aulas de g­ inástica”, finaliza.

Mais Bela 27


ESPORTES

confira alguns destaques e novidades da área esportiva do clube:

radical e com vagas abertas A Escolinha de Skate do Bela Vista Country Club está com vagas abertas. Podem participar crianças e adolescentes de 5 a 15 anos que tenham interesse em surfar sobre rodinhas com o professor George Gonçalves, que tem mais de 25 anos de experiência no assunto. Nos encontros, os participantes aprendem não apenas manobras para utilizar o skate como normas e técnicas de segurança para evitar acidentes. Os encontros acontecem aos sábados das 13h às 15h. O valor por aluno é de R$ 40,00.

professor premiado O professor João de Borba participou da Liga Internacional Sul Americana de Wushu e Boxe Chinês, realizada na Argentina. Ele ficou com o ouro nas categorias Punho do Sul, Tai Chi Fam, Tai Chi Tradicional e Tai Chi Simplificado e foi vice-campeão em bastão do norte. O lutador se emocionou ao ouvir o hino nacional do lugar mais alto do pódio.

corrida do bem Pelo quarto ano consecutivo, o Bela Vista Country Club é palco de uma competição do bem. A Corrida do Rotary Solidário acontece no dia 26 de setembro (quinta-feira), às 19h30min. A prova tem 6km nas categorias feminino e masculino. No último ano, foram cerca de 100 participantes que doaram fraldas geriátricas. Em 2013, a inscrição será 5kg de alimentos não-perecíveis. A promoção é do Rotary Club de Blumenau Norte e Rotary Club de Gaspar. A inscrição poderá ser feita antecipadamente na secretaria do Bela Vista Country Club mediante a doação dos alimentos. Sócios que não forem participar e mesmo assim quiserem ajudar na campanha do Rotary também poderão fazer suas doações. Em breve, mais informações no www.clubebelavista.com.br.

28 Mais Bela


na sorte e na integração

Campeonato Escolha é marcado por ser uma competição saudável e que prima pelo contato entre os sócios. fotos: divulgação

C

omeçou no dia 2 de julho o Campeonato Escolha, torneio em que o sócio se inscreve e não sabe em qual time irá jogar. As equipes são definidas por um sorteio para que haja integração e confraternização entre os sócios. Há um cuidado da organização para que os times fiquem mais equilibrados possível. Em 2013 são seis equipes. A escolha dos nomes foi comemorativa a Copa das Confederações, que aconteceu no Brasil. Os cerca de 80 jogadores estão divididos nas seleções do Brasil, Espanha, Itália, Japão, Uuguai e México. O diretor de futebol Volney Antônio Silvano comenta que esta é uma oportunidade ímpar de integração não só entre as patotas, mas também com novos sócios. “Enquanto o Campeonato de Patotas tem um caráter mais competitivo, o Escolha segue uma linha de fazer com que as pessoas se conheçam e se relacionem. Façam amigos, mesmo”, diz. Acontecem três jogos todas as terças-feiras. A final está prevista para o dia 13 de agosto.

confira a escalação dos times: Brasil: Valdir Jose Michels; Bruno Medeiros; Cesario Afonso Zimmermann; Eralcio Da Silva; Erivaldo Reinert; Ivar Deitrich Jefferson Zeferino; Jorge Henrique Goes; Jurandir Nicoletti (Gi); Leandro Goebel (Lê); Leandro Rocha; Marcos Navarro; Marcos Bucco; Thiago Zeferino. Espanha: Ivan Krug; Alvaro Laurentino; Bruno Rosa; Cesar Deschamps; Claudio Ayres; Guilherme Rebelo; Hilberto Schneider; Jean Carlos Da Silva; Jean Dagnoni; Juliano Puff; Leandro Carlos De Oliveira; Mauri Reinert; Mauri Tomaz Reinert; Renato Rebelo; Rodrigo Andre Dos Santos. Itália: Jorge Keller; Andre Donegá; Bruno Wanderlei; Cristian Carlo Estevão; Eduardo Karsten; Gilbran Da Silva Jr.; Marciano Pering; Marco Dos Santos Jr.; Maycon Silva; Rafael Krebs; Rafael Martins; Rodrigo Isensee; Rodrigo Rocha; Rogerio Pagekamp Xexa; Vinicius Knopp; Wanderlei Knopp. Japão: Bruno Idemori; Alexander Vaz De Lima; Ciro Eduardo Pereira; Everton Oeschler; Jefferson Martinez; Marcel Ramos (China); Marcelo Krause; Marcio Mazzi; Marcio Muniz; Marcos Mazotto Jr.; Mauro Amim Carvalho; Miguel Angelo Souza; Ricardo Luis Faht; Ruan Zabel; Thiago Schartz. México: Tucca; Germano Buss; Adriano Andre Dos Santos; Alexandre Da Luz; Claudionor Souza; Erico Neumitz; Guilherme Stollmaier; João Lucas; Joberson Borçoi; Luciano Raymundi; Celso G. Junior (Lema); Marcelo Kamchen; Rodrigo Arruda Perez; Sergio Vicente. Uruguai: Valmor Bailer; Guilherme Bolomini; Guilherme Dannebrock; Jacques Luchtemberg; Jorge Augusto Goes; Jose Rogerio De Oliveira; Luis Carlos G. Soares (Baiano); Marcelo Kons Orli Knopp; Rafael Stollmaier; Rodrigo F. Da Silva (Paulista); Sergio Wilms; Vilmar Muller; Wandro Pereira; Werner Dannebrock.

Mais Bela 29


ESTILO DE VIDA

Pot-pourri

de sensações Criador do blog Entenda os Homens, Frederico Stewers Elboni, conquista novos territórios. Com 1 milhão de acessos ao mês, o publicitário saiu da internet para o time de roteiristas da TV Globo. fotos: eduardo beltramini

30 Mais Bela


F

rederico Stewers Elboni tem 22 anos e termina este ano o curso de Publicidade e Propaganda. O jeito tranquilo pode não denunciar em primeira mão, mas ele é um dos atuais fenômenos da internet com o blog Entenda os Homens. O espaço virtual registra 1 ­milhão de visitas ao mês, tem 166 mil seguidores no Facebook e cerca de 50 mil no Twitter. Ele começou com uma conta no Twitter e, já nos 140 ­caracteres, chamou a atenção da TV Globo. O blog foi criado em fevereiro de 2012 com a intenção de mostrar um pouco da opinião e do trabalho dele para o mercado do Rio de Janeiro e de São ­Paulo. “Era uma forma de, mesmo estando aqui, poder aparecer para oportunidades por lá. Mas eu escrevia raramente, mais ou menos uma vez ao mês”, diz. “As pessoas pediam para que eu escrevesse mais e fui sentindo este resultado”, acrescenta. Mesmo com o início despretensioso, Fred sempre teve um d­ irecionamento: atingir mulheres entre 18 e 24 anos, que ­gostariam de amadurecer em vários aspectos da vida. “Eu ­sentia dificuldades de encontrar mulheres que fossem plenas com as suas escolhas e características nesta idade. Por isso, segui com a ideia de ­escrever para mostrar aspectos que poderiam agregar a elas da nossa ­maneira de pensar”, diz. Ele pondera: a intenção ­nunca foi de criar regras, mas comentar de maneira geral e criar uma ­identificação com esse público. Deu certo. Em fevereiro de 2012, ele partiu de um modelo gratuito para um layout próprio. Percebeu que não conseguiria ­escrever diariamente e começou a observar pessoas que pudessem ­contribuir. Montou uma equipe que hoje tem sete escritores fixos. “O legal de mais pessoas escreverem é manter a qualidade dos ­textos e, ao mesmo tempo, conseguir apresentar diversos p­ontos de vista. São pessoas com idades diferentes e visões diferentes. Isso faz com que o conteúdo seja relevante para mulheres em ­diversas fases”, comenta. Em outubro do ano passado, o Entenda os ­Homens se transformou num portal. Os posts são divididos entre crônicas e contos (que tem uma abordagem mais lúdica, com histórias) e opinião (onde os autores aparecem falando mais incisivamente favoráveis ou contrários a algum tema).

a­ntes de estar próximo”, comenta. Apesar de nunca ter escrito ­propriamente junto com eles, Fred circulava entre aquelas pessoas. A valorização e a liberdade que os roteiristas tinham para criar estavam entre os grandes diferenciais desse período. “A emissora já tem a característica de aproveitar a criatividade dos profissionais. Como fazíamos Amor & Sexo, que é um programa leve, tínhamos ainda mais liberdade”, diz. A projeção nacional do blog trouxe também a possibilidade do publicitário palestrar em eventos de mídias sociais e internet em todo país. “É uma das coisas que eu mais gosto de fazer: trocar experiências e ideias com pessoas de vários lugares e pensamentos é muito legal”, aponta.

A experiência na Globo Quando estava apenas com a conta no Twitter, a TV ­Globo ­iniciou o contato com Fred. “Pediram se eu queria fazer um t­rabalho de freelancer para o programa Amor & Sexo. Aceitei e ­trabalhei na última edição”, conta. A oportunidade de trabalhar com ­profissionais que sempre admirou foi um fator ímpar da experiência. “O programa tinha roteiristas como Martha Medeiros e Tati Bernardi, entre outros. Pessoas que eu sempre admirei, que lia

Twitter e, já nos 140 c ­ aracteres,

O presente e o futuro Fred é paulistano. Está no Vale do Itajaí há 12 anos, mas por pouco tempo. Planeja voltar. “Eu gosto do estilo de vida mais ­urbano e corrido de São Paulo, embora a qualidade de vida aqui seja bem diferente de lá”, comenta. Ele acredita que o Entenda os Homens é uma ferramenta que abre portas para que ele realize outros trabalhos. “Pode ser que eu acabe tornando a escrita uma profissão, mas em princípio quero manter atividades paralelas. Quero seguir os dois caminhos e ter um trabalho legal, independentemente da plataforma que será ­utilizada”, diz. A família é muito ligada ao Clube: os avós, a mãe e ele são ­sócios. Gosta de estar nos eventos sociais – esteve, por exemplo, no show do Emmerson Nogueira. Costuma também ir ao C ­ inquenta para desfrutar da boa gastronomia. Mesmo que o futuro de Fred seja longe daqui, certamente ele mostra para os bons profissionais da região que é possível se ­destacar num cenário tão diverso quanto a internet.

­Ele começou com uma conta no

chamou a atenção da

TV Globo. Mais Bela 31


ARQUITETURA

o paraíso fica aqui O Bela Vista Country Club tem diversos lugares para aproveitar a estação mais fria do ano ao ar livre, aproveitando os raios de sol para aquecer o corpo e a alma. foto: eduardo beltramini

32 Mais Bela


O

inverno chega e, com ele, o prazer de aproveitar os momentos de tempo bom ao ar livre. A sensação do sol tocando a pele e esquentando o corpo e a alma é das melhores coisas da época mais fria do ano, não é? O Bela Vista Country Club tem vários lugares para aproveitar estes momentos de paz. A começar pela nova praça, logo na entrada do Clube. Por lá, além de canteiros lindos – e do delicioso cheiro das plantas quando o vento bate – há os tradicionais bancos de praça. Com os pés na grama sempre bem cuidada, é possível relaxar e desligar do mundo. A nova praça também trouxe a quem entra no Clube uma nova sensação: de estar ainda mais próximo da natureza. O clube de campo agora tem mais um lugar para aproveitar a relação com o meio ambiente. Outro espaço que pode ser usado para quem gosta de aproveitar o tempo no Clube para curtir o meio ambiente está entre a Casa de Campo e a Academia, com muitas árvores e o gramado ideal para um piquenique. Caso a ideia seja passar uma tarde inteira por lá, aproveitar a sombra para relaxar é uma excelente opção. Para quem quer praticar um esporte ao ar livre, também é possível colocar uma tira de slackline entre as árvores. Quando as crianças fazem parte do programa, uma boa opção para mantê-los entretidos e longe das telas de computadores e tablets é voltar aos jogos de tabuleiro, muito comuns da infância de quase todos. Por fim, se a intenção é dividir o desligamento entre amigos, que tal fazer um almoço no meio de árvores e bem perto de um rio? A Churrasqueira mais antiga do Bela Vista Country Club é ideal. A capacidade do espaço é para 10 pessoas, ótimo para um encontro intimista e delicioso. Não tem desculpa: e só caprichar no protetor solar, não esquecer de usar roupas confortáveis e ir para o Clube. Afinal de contas, o inverno pode – e deve – ser muito bem aproveitado no Bela Vista Country Club.

para te acompanhar:

trilha sonora

momento leitura

Pensando em quem gosta de relaxar ao som da boa música, separamos cinco discos que tem tudo a ver com o clima de inverno com sol. Para quem... ... curte o som do violão: 5 a Seco - Ao vivo no Auditório do Ibirapuera (5 a Seco); ... curte soul: The Archadroid (Janelle Monáe); ... curte MPB: Vanessa da Mata Canta Tom Jobim (Vanessa da Mata); ... curte samba: Trilhos/ Terra Firme (Casuarina); ... curte rock: Now What?! (Deep Purple). Para muita gente, ler é o sinônimo mais forte de relaxar. Transportar-se para outro lugar na paz e tranquilidade do Clube pode ficar ainda melhor com as nossas dicas de leitura. Para quem... ... gosta de poesia: Toda Poesia (Paulo Leminski); ... gosta de ficção: O Silêncio Das Montanhas (Khaled Hosseini); ... gosta de crônicas: Morangos mofados (Caio Fernando de Abreu); ... gosta de biografias: Conversas que tive comigo (Nelson Mandela); ... gosta de viajar: 1.000 Lugares para Conhecer Antes de Morrer (Patricia Schultz).

a nova praça também trouxe a quem entra no

Clube uma nova

sensação: de estar ainda mais próximo da natureza.

Mais Bela 33


SABOR

pão de linguiça

Fotos: Eduardo Beltramini

sabor de infância O cheiro da cozinha da mãe inspira Lucimar Sbaraini a fazer deliciosos pães recheados para a família e os amigos.

pão de bacalhau

34 Mais Bela


D

esde pequena, convivia com o cheiro de pão sendo ­feito em casa. A mãe e a avó s­ ovavam a massa, que depois era ­assada em um f­orno à l­enha. Ganhava um pedaço para ­brincar e ­acabava aprendendo a sovar como as ­matriarcas da família. O interesse cresceu, a menina também e a semente estava plantada. Lucimar Sbaraini, sócia do Bela Vista Country Club, é a­ dvogada e já não é mais uma criança. Mas uma parte de sua infância ­continua com ela. A semente deu frutos e hoje é ela quem faz os pães ao lado da mãe. Quando pequena, o pão de cada dia era ­sempre caseiro, tradição que ela confessa não conseguir manter. Mas volta e meia, ela põe a mão na massa novamente. “Nos finais de semana, sempre que posso, procuro fazer a receita ensinada pela minha mãe”, comenta. O pão que era de família passou a ser dos amigos. “Aproveito para ­testar ­novas receitas com eles, que também estão resgatando estes hábitos”, diz. Quando convida a turma para um café nos ­finais de semana, os pães ­recheados estão entre os favoritos, sempre acompanhados de um bom vinho para d­ egustar. Já os doces e o pão sovado combinam com um cafezinho, um chá ou outra ­bebida quente, afirma Lucimar. Entre as receitas favoritas na família estão o pão recheado de tomate seco e queijo, feito pela mãe, e outro recheado de nozes e doce de leite, coberto com leite condensado. “É trabalhoso, mas é simplesmente maravilhoso”, ­suspira ela. As receitas que ela ensina nesta edição da revista Mais Bela aprendeu com o ­compadre Paulo Bornhofen, professor de gastronomia da Furb. Mas como a menina curiosa que era na infância, não resistiu e botou a mão na massa ­novamente. “Confesso que fiz algumas modificações no recheio”.

receitas pão de linguiça - ingredientes: - 500 gramas de farinha de trigo; - 300 ml de água morna; - 15 gramas de açúcar; - 10 gramas de sal; - 20 gramas de fermento biológico; - 1 linguiça Blumenau; - Cebola a gosto; - Gergelim a gosto; - Óleo;

modo de preparo - recheio Retire a pele da linguiça e esfarele a carne. ­Frite a cebola ralada no óleo, acrescente a ­linguiça e deixe fritar, mas sem deixar que ela fique seca. Coloque em um prato com papel toalha para retirar bem a gordura.

pão de bacalhau - ingredientes: - 500 gramas de farinha de trigo; - 300 ml de água morna; - 15 gramas de açúcar; - 10 gramas de sal; - 20 gramas de fermento biológico; - 100 gramas de Bacalhau; - 5 azeitonas sem caroço; - Cebola a gosto; - Salsinha e cebolinha verde a gosto; - Gergelim a gosto; - Óleo;

Dissalgue o bacalhau e rague-o em pedaços. ­Frite a cebola ralada no óleo, acrescente o ­bacalhau e deixe fritar, mas sem deixar que ele fique seco. Acrescente salsinha, cebolinha verde a gosto e as azeitonas picadas. Coloque em um prato com papel toalha para retirar bem a gordura.

modo de preparo - massa Peneire a farinha em uma bacia. Faça um buraco no meio do trigo e a­ crescente o ­ açúcar e o sal, também peneirados. ­Adicione o fermento. Coloque aos poucos a água morna, mexendo bem até formar uma massa lisa que possibilite amassar sem grudar na mão. Sove bem. Faça uma bola e deixe crescer até dobrar de tamanho, por cerca de 30 minutos. Amasse novamente a massa, divida e misture o recheio (de ­linguiça ou bacalhau). Coloque em uma forma untada com óleo, pincele com gema de ovo e salpique o gergelim por cima. Leve ao forno pré-aquecido a 220 graus por 40 minutos.

o modo de preparo da massa é o mesmo, apenas substitua o recheio preparado com os ingredientes de cada tipo.

Mais Bela 35


Fotos: Banco de Imagens

VIDA SAUDÁVEL

inverno

em movimento As baixas temperaturas não são motivo para parar com as atividades físicas. No e ­ ntanto, alguns cuidados são importantes para manter a saúde e o bem-estar.

Q

ual é o sinônimo de inverno para você? Se a resposta imediata que vem a sua cabeça é cobertas, fondue, p­reguiça e muito sono, é bom começar a ­mudar de ideia. Colocar o tênis e sair para praticar exercícios físicos é uma ­excelente opção independentemente da temperatura que estiver fazendo do lado de fora da porta. Para estimular você a seguir apostando alto em ­qualidade de vida, a Mais Bela separou algumas dicas para que você deixe o sofá de lado e aqueça o inverno praticando atividades físicas. O traje A preguiça de sair de casa geralmente passa pelo frio. A saída encontrada por muita gente é exagerar no ­agasalho. Esta medida é ótima até chegar no lugar do exercício ou, no máximo, até alongamento. Eventualmente, caso a ­temperatura esteja realmente muito baixa, um agasalho leve é indicado. Mas o ideal é que peças específicas para os ­exercícios sejam utilizadas. Tirar a roupa suada logo após os exercícios é outra ­medida prudente. Não há nada melhor que um banho e ­roupas quentes para ­voltar pra casa com a sensação de dever cumprido e o corpo ­protegido.

36 Mais Bela


Hidratação É comum que, durante os treinos no verão, as pessoas ­carreguem a ­garrafinha a tiracolo. Por mais que o frio faça com que beber dois litros de água ao dia pareça impossível, é bom manter essa média. Para quem tem dificuldades, três dicas podem ajudar muito: aumentar a ingestão de alimentos (especialmente frutas) ricos em água, usar e abusar das sopas e apostar nos chás. Protetor solar Os malefícios da exposição ao sol precisam estar na ­lista de cuidados ­também no frio. No verão, a lembrança é quase ­automática. No inverno, não. Por mais que as áreas de exposição estejam restritas, o rosto e as mãos, por exemplo, estão a mostra. Esta dica é importante não só para quem faz exercícios ­durante o dia, mas para a rotina. Protetor, já! Alongamento Você pode não perceber, mas o seu corpo fica ­diferente no inverno. O frio faz com que a gente se m ­ ovimente m ­ enos e, ­naturalmente, contraia ­alguns ­músculos (os ombros geralmente sofrem com esses i­mpactos). Para os e­ xercícios é importante ­fazer cada movimento com ­muito cuidado e caprichar nas posições ­antes e depois. A orientação profissional neste caso é ­fundamental. Experimente Se você tem problemas em ficar ao ar livre no inverno – ­predisposição a ­problemas respiratórios, por exemplo – uma boa alternativa é aproveitar as b­ aixas temperaturas para experimentar novas modalidades. Alguns estudos indicam atividades que privilegiam os ­alongamentos, como a yoga, o tai chi chuan e o pilates. Além de serem ótimas para a saúde, estas modalidades acontecem ­geralmente em ambientes protegidos do sereno e do vento. O ­importante é não deixar o corpo parar.

atividades confira as atividades e horários disponíveis na lista de opções do bela vista country club: www.clubebelavista.com.br/atividades

Mais Bela 37


DESTINO

Marino poffo

Gerson Damazio

diferente e surpreendente

Marino Poffo visitou a China e conta para os leitores da Mais Bela o que gostou (e o que o surpreendeu) no paĂ­s mais populoso do mundo. fotos: ĂĄlbum pessoal

38 Mais Bela


M

arino Poffo não foi a China apenas para ­passear. Com o crescimento do país nos negócios, ­grandes feiras e eventos mundiais acontecem lá. E foi para a 20ª Feira de Produtos ­descartáveis que o sócio da Multimed Medicamentos viajou. Nos intervalos das negociações, visitou ­alguns lugares de Pequim e voltou impressionado com o que viu. “É completamente diferente do que imaginamos com o que vimos nos meios de comunicação. A China é um país extremamente ­organizado e que recebe muito bem as pessoas”, afirma. Outro ponto que Marino destaca é a presença maciça de ­parques e praças. Ele imaginou que, pela quantidade de pessoas na região, o concreto seria mais presente. Nos edifícios, o predomínio é por revestimentos em vidro e espelho e as casas com a tradicional arquitetura chinesa não têm pregos: é tudo encaixado. A organização do país fez com que Marino concluísse que a China vai, sim, ser o número um do mundo. “O país tem um ­bilhão de pessoas focadas no trabalho. Serão os líderes mundiais e ­sabem disso. Conhecer essa cultura que será cada vez mais forte no ­cenário global é um privilégio”, afirma. Marino é sócio do Bela Vista Country Club há 18 anos. ­Participa das patotas Bela Bola e Fominhas. Na segunda, joga com o filho Franco, de 16 anos. A esposa Ana Lúcia e a filha Maria ­Cecília ­também frequentam o Clube. Curiosidades e dicas Além dos locais ao lado, Marino ainda dá algumas dicas para quem vai à China. A primeira é preparar-se muito bem para a ­viagem. “Dos 10 dias, passei dois num avião e um nos traslados de aeroportos e conexões. É muito cansativo”, confessa o executivo. Também no planejamento, é bom se preparar para a ­gastronomia da região, que é muito diferente da nossa. “Eles ­servem muita carne de porco”, lembra Marino. Ele comenta que não vale a máxima de que grandes redes de fast-food existem no mundo inteiro e tem o mesmo sabor em todo o globo. “Lá é tudo absolutamente diferente do que estamos acostumados”. A língua, claro, foi uma grande dificuldade. Marino conta que, num universo de milhões de pessoas, são poucos os que falam ­inglês. A dica para quem vai é contratar, já na chegada, um guia que fale inglês (você pode não ser fluente, mas certamente se vira melhor do que no mandarim!). E não se assuste: assim como em alguns edifícios norte-­ ­ americanos o número 13 não existe (os andares, por ­exemplo, pulam do 12 para o 14), os chineses tem problemas com o número quatro. Então, nada que ficar procurando o quarto dígito nos botões do elevador.

Muralhas da China “São impressionantes. Pessoas do mundo inteiro passeiam ­pelas escadarias e é possível ver marcas do tempo e de conflitos que estão intocadas. As muralhas foram construídas por d­ iferentes dinastias ao longo de aproximadamente dois milênios. É a maior obra arquitetônica humana com cerca de 6 mil quilômetros de ­extensão” Praça da Paz Celestial “É a terceira maior praça pública do mundo e conhecida como o coração da China. Foi lá que aconteceu um dos protestos mais conhecidos do mundo, chamado de O Massacre da Praça Celestial, onde faleceram centenas de pessoas que manifestavam contra o opressor governo chinês” Palácio Imperial da China “É conhecido mundialmente como Cidade Proibida. Foi por ­vários séculos a residência oficial do imperador. Foi c­onstruído entre 1406 e 1420 e seu conjunto arquitetônico tem 980 ­ ­edifícios e 720 mil metros quadrados. É um patrimônio mundial da ­humanidade”.

­Marino conta que, num universo de milhões de pessoas, são poucos os que falam i­nglês.

Mais Bela 39


PERFIL

história viva Felix Theiss relembra uma época em que a região foi preparada para o crescimento e fala da relação de carinho que tem com o Bela Vista Country Club. fotos: eduardo beltramini

40 Mais Bela


A

Aos 75 anos, a oratória de Felix Theiss s­ egue tão aguçada quanto na sua época como prefeito de Blumenau, em 1973. A visão ­empreendedora e o olhar atento às tendências mundiais fez com que ele se transformasse num renomado consultor empresarial e também com que a sua gestão na prefeitura fosse marcada por semear o ­desenvolvimento. Uma das fortes convicções de Felix é que o homem precisa de três coisas para ser feliz: estar próximo à cultura, à sua e­ spiritualidade e à natureza. “Sou sócio e presidente do conselho do Teatro Carlos Gomes e isso me supre na área cultural. O Bela Vista é importante na relação que eu tenho com a natureza”, afirma Felix. O motivo da associação foi a vontade de fazer parte de um clube de campo. “Visitava alguns amigos em cidades como Belo Horizonte (MG) e Curitiba (PR) e ficava fascinado com a estrutura destes locais, que era perfeita para fugir da rotina e estar próximo à natureza”, comenta. Isso aconteceu na época em que os filhos eram pequenos e podiam aproveitar. “Frequentamos muito a piscina que, naquele tempo, era a grande novidade. Não havia ainda pista de jogging”, comenta. O programa para pais e filhos era jogar futebol na única quadra que existia na estrutura do Clube – hoje são três. Félix destaca os grupos que praticavam canastra e dominó. “Era um pessoal muito animado e que representava muito bem a opinião da sociedade na região”, lembra. Os campeonatos de p­ esca também iam ao encontro da ideia de um clube de campo: era uma delícia passar o dia com o pessoal, na beira da lagoa, trocando ideias. Hoje, é casado pela segunda vez e está com a esposa há 30 anos. Apresentou-a para a sociedade num baile Dourado e Preto, no Bela Vista Country Club. Já na primeira aparição pública, ­ganharam um concurso como casal mais simpático da noite. “Esse Clube me dá sorte. Na minha primeira família já tinha um afeto muito forte e a segunda também começou com o pé direito”, brinca. A filha do segundo casamento, Raquel, vai ao Clube diversas vezes por semana, para exercitar-se na academia. A política Félix era Secretário de Finanças no mandato ex-prefeito ­Lazinho. “Foi ele o responsável por minha incursão na área p­ ública municipal”, diz. Félix foi eleito em 1972, então com 33 anos. “Foi uma experiência muito rica, quando a cidade tinha 100 mil ­habitantes e o grande desafio era prepará-la estruturalmente para o ano 2000, quando se projetava mais de 300 mil habitantes”, ­relembra. “Fizemos o primeiro Plano Diretor, o Projeto de Esgotos ­Sanitários, o Projeto Cura, da Ponte José Ferreira da Silva, da Ponte do Tamarindo, da nova prefeitura, da nova rodoviária e doamos o

terreno ao Sesi para a construção do belíssimo Complexo E­ sportivo, entre outras”, comenta. “Hoje só lamento não ter tido tempo para implantar os três Anéis Viários previstos no Plano Diretor. Fizemos o Anel Norte ­desde Teka até o Complexo do Sesi, e meus sucessores não tiveram a competência de executar os Anéis Sul 1 e Sul 2. A cidade vive um caos de circulação de tráfego e a causa principal repousa nesta omissão indesculpável”, pondera. Além do grande desafio do planejamento futuro da cidade, era indispensável pensar no seu crescimento econômico com a ­diversificação do parque fabril e se debruçar sobre futuras ações na vocação turística da cidade. Seis hotéis receberam incentivos econômicos e estímulos fiscais para serem edificados aqui e 32 empresas receberam estímulos para ampliarem seu patrimônio ou virem para Blumenau com novas atividades. “Nosso grande sonho foi semear o desenvolvimento econômico, gerando empregos e renda num município com ­ ­excelente potencial de mão-de-obra”, conclui.

­Uma das fortes convicções de Felix é que o homem p ­ recisa de três coisas para ser feliz: estar próximo à cultura, à sua e ­ spiritualidade e à natureza.

Mais Bela 41


MODA

NOVIDADES: A blogueira e sócia do Clube, Mery T. de Magalhães assina, a partir desta edição, a sessão de Moda da Revista Mais Bela. Dicas e novidades não faltarão por aqui. + www.coqueluxos.com

Feel THIS

moment O Bela Vista Country Club é o lugar mais procurado para as festas de formatura na região - uma data muito especial que queremos lembrar para sempre. E esse é o momento em que algumas formandas e convidadas ficam em dúvida na hora da escolha do que vestir. E temos que concordar que essa é uma dúvida crucial para todas as mulheres, pois todas querem estar deslumbrantes nesta data. Existe uma infinidade de modelos, cores e cortes. Os longos são unânimes para as formandas; eles podem vir com muita pedraria ou com poucos detalhes para as mais discretas. Hoje em dia as convidadas usam os vestidos mais curtos, mas não estão proibidas de optar pelos longos. Na hora do make, se escolher por um olho mais pesado, vale investir no batom nude, ou se não quiser abrir mão das cores mais fortes, o vinho é uma boa opção. Os coques estão super em alta, mas para quem gosta de um cabelo solto, os semi-presos são perfeitos, ficam elegantes e deixam os fios no lugar certo até o fim da festa. Nas próximas páginas, preparamos um material exclusivo com dicas de como fazer a melhor escolha para as formaturas que estão por vir, seja como formanda ou convidada. por

Créditos do Editorial: Fotografia: Eduardo Beltramini | Make & Hair: Espaço Margarete & Equipe Modelos: Juliana Reichert e Michele Chagas | Vestidos: Alameda 40 Sapatos: Impactos Blumenau | Acessórios: Luxfield Semi-Jóias

42 Mais Bela


O pretinho básico ganha uma repaginada com detalhes em paetês e transparência discreta. Para deixar o visual mais moderno use sandálias gladiadoras de salto fino e bolsa dourada vintage. Um maxi brinco é perfeito para arrematar a produção.

Dicas importantes: O scarpin no mesmo tom do vestido, além de alongar a silhueta, dá o toque de elegância necessário. Na hora de escolher os acessórios, cuidado com peças que briguem com o brilho do vestido.


Duo preto e nude é sinônimo de requinte. Dica: para ter um vestido com ares de diva, opte pela pedraria, é escolha certeira! Decotes estratégicos deixam a produção com sensualidade na medida certa.

Acerte: para valorizar os detalhes do vestido use um penteado preso, coque com trança está super em alta.


Quando optar pela transparência, lembre-se: mostrou de um lado, esconda do outro. Cores mais sóbrias deixam o visual mais elegante quando há recortes transparentes. O vestido por si só já chama atenção, use acessórios discretos.


Se optar pelo branco, escolha os de tecido com textura. Duo preto e branco está super em alta. Arremate com acessórios modernos.

O amarelo é o novo queridinho dos estilistas e das celebridades: coordene com acessórios prata para dar um ar de sofisticação. Tecidos fluidos deixam o visual com mais leveza. Basta escolher o tom que mais combina com a tonalidade da sua pele.


SOCIAL COM PEDRO WALDRICH Confira os registros que O fotógrafo fez de alguns momentos especiais dos nossos sócios.

family Com decoração da Marshmelowfestas, Inaiá Haas, Guido Ricardo Haas e Richard Haas comemoraram seus aniversários na casa de campo do clube. gold Marilene Evaristo desfilando em evento beneficente no clube.

TOP Luiz Alberto Sackl e Neilen Sackl em evento Top em Blumenau.

A sempre bela Lara e seu esposo Charles Balbinot que foi homenageado em evento tradicional da cidade.

48 Mais Bela


social Mirian de Lourenzi e Adriano Thomaz Carvalho comemorando as bodas de prata de seus amigos. A talentosa Fernanda Brandes de Athayde e seu esposo Juliano de Athayde em aniversário de amigos no Bela.

elegância Sempre elegantes o casal Maria Denise Ribeiro Ern e André Ern.

antenada A sócia e blogueira Vanessa Gehrke durante coquetel.

A Presidente da Rede Feminina de Combate ao Câncer Nacional Aglâe Nazario de Oliveira e seu esposo Celso de Oliveira marcaram presença em evento social da cidade. Mais Bela 49


POR DENTRO DO BELA

transparência

Conselho Fiscal do Bela Vista Country Club atua para fiscalizar investimentos e garantir saúde financeira do clube. foto: eduardo beltramini

A

cada 45 dias, a sala de reuniões do Bela V ­ ista Country Club é tomada por uma e­quipe multidisciplinar que analisa atentamente as ­ ­contas do Clube. É o Conselho Fiscal, um ­grupo eleito na assembleia geral que atua para que o sócio esteja seguro dos seus bens. Esta equipe é formada por Alexandro Roberto Maba, Assis V. Amaral de ­Arruda,

50 Mais Bela

Erivaldo N. Caetano Junior, Robson José Dalmolin, Marcelo Xavier Schmitz e Jurandir Nicoletti. Os dois primeiros estão nesta atividade há duas gestões. Segundo Maba, o Conselho Fiscal foi instituído pelo estatuto e pelo regimento internos como um órgão independente que a­ udita as contas do Bela Vista Country Club. “Nosso grande objetivo é z­ elar pelo patrimônio dos sócios, avaliar como estão sendo i­nvestidos


os ­montantes financeiros, sugerir ações e ideias para a diretoria ­executiva e, caso encontrada alguma irregularidade, denunciar ao conselho ­deliberativo”, aponta. Ele afirma que o sócio é o maior patrimônio que o Clube tem. E é para defendê-lo que o Conselho existe. Maba destaca que o trabalho realizado pelo Conselho é totalmente voluntário. O fato de a equipe que compõe o Conselho Fiscal ser ­formada não só de advogados, mas também de empresários e pessoas que ­­conhecem o mercado e têm um rico networking garante que o ­órgão analise as questões relativas ao Clube de maneira global. “Esta ­mescla de formações faz com que o nosso trabalho seja composto de ­diversos pontos de vista e quem ganha é o sócio”, diz.

O atual momento Na análise do Conselho Fiscal, o Bela Vista Country Club vive um excelente momento. “Percebemos uma responsabilidade muito ­grande das duas últimas diretorias em manter e melhorar a estrutura do Clube sempre com um olhar atento a questão financeira”, comenta Maba. A saúde financeira do Clube está mais do que satisfatória ­segundo o órgão. Isso se deve a uma nova gestão que foi i­mplantada. O advogado finaliza que o sócio pode ficar tranquilo. “Os p­ rojetos que estão em pauta são amplamente possíveis de realização de ­maneira transparente e segura para as contas do Clube”, conclui.

Estatuto social c) reunir-se, ordinariamente, nos meses de fevereiro, maio, a­gosto, novembro de cada ano, para examinar os documentos ­contábeis do clube e no último mês emitir o parecer anual de que trata o artigo 83 deste Estatuto. d) reunir-se, extraordinariamente, sempre que julgar ­necessário, por convocação de pelo menos, 2 (dois) de seus membros ou a ­pedido, tanto Diretoria Executiva como do Conselho Deliberativo.

Foto: Banco de imagens

Segundo o artigo 85 do Estatuto do Bela Vista Country Club, o Conselho Fiscal tem por atribuições: a) examinar e emitir parecer à Assembleia Geral sobre os livros, balanços e balancetes da sociedade, além das demais contas da ­diretoria. b) denunciar ao Conselho Deliberativo, por escrito, quaisquer violações estatutárias ou legais, sugerindo as providências cabíveis para saneá-las.

Mais Bela 51


POR DENTRO DO BELA

balanço patrimonial de 31/05/2013 ATIVO ATIVO CIRCULANTE DISPONIVEL Caixa e Bancos REALIZAVEL A CURTO PRAZO Adiantamentos/Outros Valores Realizáveis A receber de sócios (Mensalidades, Títulos e Jóias) A receber locação Sede Social REALIZAVEL A LONGO PRAZO Títulos de Capitalização

9.784.747,33 1.987.644,07 834.447,46 834.447,46 1.153.196,63 36.581,15 680.201,48 436.414,00 -

ATIVO PERMANENTE Imobilizado

7.797.103,24 7.797.103,24

PASSIVO CIRCULANTE Fornecedores Emprestimos e Financiamentos Obrigações Trabalhistas, Sociais e Fiscais Receita de Eventos Futuros Receita de Mensalidades Futuras Outros Valores Circulantes Processos Judiciais PASSIVO RELIZÁVEL A LONGO PRAZO Provissões Para Contingências

9.784.747,33 1.271.150,93 199.521,96 330.969,14 537.308,00 203.351,83 28.500,00 28.500,00

PATRIMÔNIO LIQUIDO Patrimônio Reservas Resultado do Período

569.540,86 Movimento do mês 22.719,37

Saldos em 31/05/2013 569.540,86

59.970,56

756.131,52

RECEITAS RECEITAS FIXAS (Mensalidades + mensalidades artes marciais) RECEITAS VARIAVEIS RECEITAS GERADAS PARA RECEBIMENTOS FUTUROS RECEITAS FINANCEIRAS RECEITA NÃO OPERACIONAL

424.184,08 283.092,80 139.409,37 1.681,91 -

2.412.915,93 1.403.848,50 999.555,24 7.527,23 1.984.96

DESPESAS

364.213,52

1.656.784,41

276.933,18 139.746,33 68.710,26 3.995,16 64.481,43

1.301.231,82 706.625,38 284.920,56 22.520,49 287.165,39

DESPESAS VARIÁVEIS Despesas Gerais Despesas Eventuais

87.280,34 28.690,57 58.589,77

355.552,59 137.487,79 218.064,80

DESPESA PATRIMONIAL Depreciações/amortizações Bens de Natureza Permanente Baixa de Bens do Ativo Imobilizado

37.251,19 37.251,19 -

186.590,66 186.590,66 -

Eliane Tambosi Contador

Fred Nelson Freygang Presidente

RESULTADO OP. APÓS DESP. PATRIMONIAIS RESULTADO OPERACIONAL

DESPESAS FIXAS Despesas com Pessoal Despesas Gerais Despesas Financeiras Serviços Contratados de Terceiros

52 Mais Bela

8.485.096,40 7.915.555,54


CULT

#nósindicamos tem novidade para todos os gostos. separamos três dicas infalíveis na hora de selecionar o que ouvir, o que ler e o que assitir nos dias de temperatura mais baixa.

Hemingway & Martha Ernest Hemingway foi um jornalista e correspondente da Guerra Civil Espanhola. Tornou-se um mestre literário com sua grande obra Por Quem os Sinos Dobram (1940), inspirado nos acontecimentos presenciados durante sua experiência na Espanha. Passou por quatro casamentos, mas o mais marcante foi com a jornalista Martha Gellhorn, também jornalista e uma das maiores correspondentes de guerra do século XX. O filme Hemingway & Martha conta a história do casal e do período em que estiveram juntos, acompanhando eventos históricos cobertos pelos jornalistas e suas aventuras durante os conflitos que cobriram. Apesar de terem sobrevivido a várias guerras, conta-se que a única que perderam foi a que travaram entre eles.

Na cozinha com Nigella Nigella Lawson é uma das atuais celebridades do mundo gastronômico e é conhecida por seu jeito descontraído de ser e apresentar seu programa de culinária. Ela contou recentemente, durante uma entrevista no programa do Jô, que nunca estudou para ser chef de cozinha e admitiu que seus truques são todos frutos de seu hobby preferido: cozinhar. E é dessa forma que o livro Na cozinha com Nigella traz 190 receitas, incluindo mais de 60 expressos (aqueles pratos para quando sobra pouquíssimo tempo!). Desde pratos de preparo rápido até formas de aproveitar aqueles ingredientes que estão sobrando, o livro ensina de um jeito leve como cozinhar deliciosas receitas de forma divertida. Imagens: Divulgação

abraçaço Esqueça “Sozinho”. Caetano Veloso é outro em Abraçaço, terceiro CD da trilogia com a banda Cê, depois de Cê (2006) e Zii e Zie (2009). O músico baiano, um dos maiores compositores da bossa nova e ícone do Tropicalismo, mais uma vez se mostra atual e autêntico. As experiências com a nova geração marcam a fase do cantor, que recentemente lançou um trabalho com Maria Gadú. As inspirações para este disco estão na sonoridade roqueira e experimental que carrega desde 2006, quando se juntou à banda. Sempre com a voz característica suave e composições que vão do romântico ao polêmico, Veloso mostra que ainda sabe caetanear o que há de bom.

54 Mais Bela


ESSENCIAL

que tal equipar sua cozinha com estilo? a utilização destes objetos pode não ser tão inovadora assim, mas que eles dão um toque especial ao ambiente e à mesa... isso com certeza.

Por um mundo

com mais torta

Agora você pode fazer em casa deliciosas tortinhas, doces (petit-gateau) e salgadas, para refeições e lanches rápidos, sem nem ligar o forno. Descobrimos no Shoptime. + www.goo.gl/jGTZj

Azul

Marseille

Conhecida por sua referência em utensílios gourmet e pelas cores vibrantes de suas panelas em ferro fundido e esmaltado, a Le Creuset acaba de lançar a linha batizada de Azul Marseille - inspirado no mar da costa francesa. No total, são cinco tipos de produtos: panela redonda, panela oval, caçarola buffet, grelha quadrada e grelha retangular. + www.lecreuset.com.br

made in: Imaginarium Criativa até não poder mais, a Imaginarium nos surpreendeu mais uma vez com a Máquina de Mini Café Expresso e o Mixer de Chocolate, ambos ideais para os dias mais frios e aconchegantes. + loja.imaginarium.com.br

Mais Bela 55


PALAVRA DO CONSELHO

Foto: Eduardo Beltramini

a voz dos sócios por Hellamari Hohl

E

m um clube com mais de mil e quatrocentas famílias, é impossível garantir a participação direta de todos, em todas as decisões - como seria o ideal. Porém, como faz-se questão de nutrir a representatividade de seu quadro social nas principais estratégias da gestão, o Bela Vista Country Club mantém e valoriza o papel de seu Conselho Deliberativo, um colegiado que faz o elo entre a diretoria e os associados, conferindo mais transparência nos rumos do clube. Hoje, o Conselho Deliberativo é constituído por 30 sócios patrimoniais, sendo que dois terços destes devem ter mais de cinco anos de filiação e, os demais, três anos. O colegiado é eleito em Assembleia Geral Ordinária por maioria dos votos e tem suas atribuições previstas no Estatuto Social (capítulo XVIII, art. 53 a 61). Entre os objetivos do Conselho Deliberativo está a fiscalização das ações da diretoria sob a luz do Estatuto (incluindo a apreciação das contas anuais), além de eleger presidente e vice e homologar os demais membros da diretoria executiva por eles escolhidos. São os conselheiros que fixam valores de joia e mensalidade, que aprovam e revisam o Regimento Interno e intermedeiam o diálogo entre diretoria executiva e associados.

56 Mais Bela

A eles cabe o julgamento dos membros em caso de faltas passíveis de penalização e a convocação de auditorias independentes quando necessário, para que se cumpra a transparência da gestão, conforme o artigo 68 do Estatuto Social. Sua responsabilidade também inclui a deliberação sobre as representações da Comissão Fiscal a respeito de eventuais erros, irregularidades, fraudes ou crimes verificados na administração do Clube, aplicando as sanções estatutárias cabíveis e comunicando, se for necessário, ao órgão competente. O mandato do Conselho Deliberativo é de três anos e a do Presidente do Conselho, dois anos, coincidindo com o período de gestão da Diretoria Executiva. Como representantes de todos os associados, seu compromisso é o da participação e em caso de ausências não justificadas (três reuniões consecutivas ou 50% de faltas em um ano) o conselheiro perderá seu mandato. A tomada de decisão do Conselho Deliberativo sobre qualquer assunto requer aprovação por maioria simples de voto, com quorum mínimo de metade mais um dos membros. Como sócia do Bela Vista Country Club há 26 anos, sinto-me honrada e orgulhosa por fazer parte do clube e integrar como mulher, há três anos, no Conselho Deliberativo. É uma satisfação poder representar os demais associados, tendo uma voz feminina e com olhar perante os seus gestores. Nosso objetivo é poder contribuir com o futuro do Clube, tomando sempre as melhores decisões para a maioria, permitindo que o Bela Vista Country Club continue sendo uma referência em organização social, como espaço de cultura, lazer e integração. Esta responsabilidade é o que nos motiva a cada dia.


show emmerson n. Galeria 58

Nesta noite especial, o repertório de emmerson nogueira tomou conta e as músicas badalaram os corações dos apaixonados presentes. confira!


Galeria

show emmerson n.

59


60

Galeria

arraiรก do bela


Galeria

arraiá do bela

o arraiá do bela foi divertido por demais da conta, sô. tava a família toda no clima e no ritmo caipira. confira as fotos dos cumpadi e das cumadi. só lindeza.

61


canastra | noite da sopa Galeria 62

nossos sรณcios marcaram presenรงa na noite da sopa e aprovaram o cardรกpio oferecido pelo restaurante cinquenta.

confira as fotos do encerramento do 1ยบ Campeonato anual de Canastra do bela, no Restaurante cinquenta.


em breve,

novidades. save the date

21.09.2013

[Bela Vista] Mais Bela  

Edição da Mais Bela que circula nos meses de julho e agosto para os sócios do Bela Vista Country Club.