Page 1


CAPITULO 1

Eu tinha uma dor de cabeça. Uma dor de cabeça latejante. Meu estômago estava enjoado também, e eu me sentia um pouco tonta. Eu me sentia como uma merda. Eu estava assim porque estava com medo. Eu estava com tanto maldito medo... E tudo por causa de um bastão de plástico do caralho! Tentei não olhar para o bastão que iria decidir o meu destino quando me sentei no banheiro principal da casa dos irmãos Slater. Concentreime no chão de azulejos, e na argamassa entre eles para evitar olhar para cima. Contei os azulejos, e cada vez só chegava a dez ou onze, antes da minha cabeça virar automaticamente para olhar para o balcão. Não. Eu sussurrei para mim e acalmei os meus movimentos antes que pudesse dar uma olhada. Eu não queria saber o que esse bastão estúpido diz, mas eu tinha que fazer isso. Estava me corroendo e esteve pela última uma hora e meia. Eu olhei para o teto e pisquei. Eu queria que você estivesse aqui, mãe. Eu precisava da minha mãe, eu precisava desabafar com alguém sobre o dia fodido que eu tive. Engoli em seco e imaginei que a minha mãe estava na minha frente, e eu mentalmente descarreguei tudo sobre ela. Contei tudo. Hoje foi um dia bastante agitado para dizer o mínimo. Foi o dia da mudança de Keela e Alec. Eles mudaram-se do apartamento deles, do tamanho de uma caixa, para uma bela casa, bem em frente à casa dos irmãos, em Upton. Como membro do grupo de amizade que preservávamos todos nós fomos escalados para ajudar a arrumar caixas no antigo apartamento e, em seguida, desembalar na nova casa. Todo mundo se divertiu arrumando o apartamento e desempacotando na nova casa, mas também tivemos discussões... E um monte de outras merdas para lidar. Keela tinha mais merda do que ninguém para lidar.


Minha menina estava estressada, e eu culpei a mudança, porque isso era estressante, mas ela revelou que não estava se sentindo bem e não era tudo relacionado a mudar de casa. Ela estava tendo pesadelos sobre um incidente que aconteceu com o tio e os irmãos 13 meses atrás. Keela nunca gostou de falar sobre o que aconteceu. Eu sabia a essência do que aconteceu, mas não tudo. Eu não sabia o que deixava Keela ficar tão assustada... Assustada o suficiente para ainda está tendo pesadelos tantos meses depois do que ocorreu. Mas seus pesadelos não eram seu único problema. Ela não estava confortável com a rapidez com que Alec estava movendo o relacionamento deles. Ela queria desfrutar dele durante o namoro, mas ele queria se casar e ter filhos imediatamente. O detalhe que muda tudo? Alec não sabia de nada disso. Nada sobre os pesadelos dela e nada sobre sua hesitação com o que ela queria do relacionamento deles. Isso tudo veio naturalmente... Durante uma festa surpresa de inauguração que Alec organizou. Keela não ficou impressionada de jeito nenhum, ela teve um pequeno surto, e como se as coisas não estavam ruins o suficiente, seu tio, sua prima Micah e seu marido apareceram. Você sabe o tio, que é realmente um gangster, a prima que coloca o C na cadela e o marido dela, que é o maior punheteiro desde sempre. Sim, esses bastardos. Eles apareceram, e eles causaram discórdia, lutas corporais... Eles ainda fizeram a polícia ser chamados. Eles descobriram sobre a festa graças ao meu irmão mais novo desgraçado, Gavin. De alguma forma, ele estava envolvido com Brandon e Jason agora, no entanto, essa situação ainda era muito recente para eu me debruçar direito agora. Eu precisava de tempo antes de até mesmo pensar naquele merda. Toda a situação era ruim, mas o que realmente colocou a cereja no topo do bolo do nosso dia fodido foi a coisa estúpida que eu, Branna, Bronagh e Alannah fizemos no banheiro de Keela para nos divertirmos. Antes de merda bater no ventilador, tomamos algumas bebidas para relaxar de um longo dia de embalar e desembalar e nós pensamos que seria engraçado fazer testes de gravidez. E foi engraçado, até que Keela apareceu e bateu nos testes de gravidez na pia e misturou todos. Isso normalmente não seria um problema, mas adivinhe o que um dos resultados do teste acabou por ser?


Você adivinhou. Uma de nós estava grávida, cacete, e não tínhamos ideia de quem. Tínhamos Keela para agradecer por isso. Tudo ficou mais assustador quando Alannah afastou a hipótese de estar grávida, porque ela jurou que não teve relações, por pelo menos seis meses. Assim, sobrou Bronagh, Branna, ou eu mesma para ter o prazer de ficar com a criança. Rá. Prazer o caralho. Eu rezava para ser Bronagh ou Branna que estivesse grávida, simplesmente porque as duas estavam comprometidas, em relacionamentos, enquanto eu não estava. O mais próximo que eu já cheguei a um relacionamento era a coisa ódio / ódio que eu tinha com o Storm, e ele era um cão. E ele me odiava. Nós íamos ver quem era a senhora azarada, mas acabou os testes de gravidez da Keela, o que, obviamente, era uma merda típica. Ela estava saindo para buscar mais alguns testes quando os bastardos que eu mencionei antes apareceram e as coisas foram colocadas em banhomaria por uma hora ou duas. No entanto, as coisas estavam calmas agora, e Keela foi ao nosso supermercado local com Kane Slater, não gostamos dele, para pegar mais testes. Eu esperava impacientemente que eles voltassem e os rapazes também. Todos os três - Nico, Ryder e Alec, estavam sentados na sala de estar da casa de Alec e Keela tentando reconstituir a porra de um vaso quebrado. Eu sabia que era uma causa perdida, mas eu vim para a casa de Ryder para procurar pela cola quando ele pediu. Eu tive que ir ao banheiro, porém, e é assim que eu acabei sentada em um vaso sanitário olhando para um teste de gravidez. Avistei a caixa sobre o balcão e tinha um teste à esquerda. Eu sabia que Branna, obviamente, queria usá-lo, mas eu tinha que saber se era eu que estava grávida. Eu tinha que saber. Achar a coragem para verificar realmente qual era o resultado acabou por ser mais difícil do que eu esperava.


Eu estava prestes a espreitar o resultado do teste, quando meu telefone tocou pelo que tinha que ser a décima vez nos últimos cinco minutos. Eu não olhei para ele quando tocou a primeira vez, porque eu pensei que era Gavin, mas quando eu o peguei e olhei para o visor vi que era Keela. Eu atendi. — Aideen! Finalmente! — Keela gritou. Eu congelei. — Keela? Qual o problema? Você está bem? — Não. — ela gemeu. — É Kane, ele entrou em colapso. Meu coração parou de bater, meu estômago revirou, minha garganta entupiu e minha cabeça girou. Eu estava ciente de como eu me sentia naquele momento, eu estava absolutamente aterrorizada. — O que diabos você quer dizer com Kane entrou em colapso? — eu gritei para o alto-falante do meu telefone depois de uma pausa não tão longa. — Eu quero dizer exatamente isso. Estávamos no Tesco e ele apenas caiu. Sem aviso, simplesmente caiu. A ambulância está aqui e os paramédicos o colocaram em uma maca. Eu vou para o hospital com ele. Você pode ir para a casa dos irmãos e falar para aqueles idiotas virem para o hospital imediatamente? Nenhum deles está atendendo seus malditos telefones. Minha voz estava rouca quando perguntei: — E as meninas? Você tentou com elas? Keela assobiou. — Os telefones delas não estão tocando também. Eu vou matar todos aqueles fodidos. Estou me borrando de medo e nenhum deles está atendendo. Pisquei e fiquei surpresa quando as lágrimas caíram sobre o meu rosto. Que merda? Eu rapidamente limpei meus olhos, em seguida, tomei algumas respirações profundas para me acalmar. Não seria bom para ninguém se eu me apavorasse. Eu estava muito focada até que minha melhor amiga mostrou sinais de que estava rachando. Eu fechei os olhos quando ouvi Keela fungar no outro lado do telefone. — Vai ficar tudo bem, Kay. — eu disse, esperando que o conforto que eu ofereci a ajudasse, porque isso não fez merda nenhuma para mim.


— É só pegar os irmãos e me encontrar no hospital, por favor. Ela desligou e por um longo momento eu fiquei imóvel e tentei processar o que ela me disse, mas eu não podia, eu simplesmente não conseguia. Era provavelmente melhor porque eu rapidamente entrei em ação, pulando para cima e correndo para fora do banheiro e da casa dos Slater, sem olhar para trás. Eu corri por todo o caminho e colidi contra a porta da frente da casa de Alec e Keela abrindo-a. — Rapazes! — eu gritei, enquanto corria para a sala de estar. — Aideen! — Ryder gritou e agarrou meus ombros quando eu tropecei na sala. — Acalme-se e diga-nos qual é o problema. Eu inspirei e expirei algumas vezes tentando recuperar o fôlego, e quando eu fiz isso olhei de Ryder para os seus irmãos e de volta para ele. — Keela me ligou... Do supermercado. Alec se aproximou. — Ela está bem? Eu balancei a cabeça. — Ela está. Nico se aproximou também. — E Kane? Lágrimas juntaram nos meus olhos. Mais uma vez. Eu balancei minha cabeça. — Ela disse que aconteceu tão rápido. Ele estava em pé, ao lado dela em um segundo e no próximo, no chão. Todos os irmãos arregalaram os olhos, e atrás deles Branna e Alannah ofegaram. — Ela tentou ligar, mas ninguém atendeu seus telefones. — eu continuei. — Ela está a caminho do hospital com ele, mas temos que ir para lá agora. Os minutos seguintes foram um borrão de atividade com os rapazes e as meninas gritando e chorando. Todos nós corremos para fora da casa nova de Alec e Keela, e amontoamos nos carros. Fui com Ryder e Alec, e Nico foi com as meninas para pegar Bronagh. — Ele ficará bem, não é? — eu perguntei aos rapazes quando Ryder voava com o câmbio manual, com Nico seguindo de perto antes de virar para a estrada para ir buscar sua garota. Senti um aperto de mão no meu ombro. — Ele ficará bem.


Eu não falava com Deus em um longo tempo, não desde que minha mãe morreu quando eu era pequena, mas na viagem para o hospital eu rezei para descobrir o que estava errado com Kane e se ele estava bem. Rezei mais do que eu tinha feito antes, e pedi para deixar que Kane ficasse bem. Eu pulei quando meu telefone tocou. Eu atendi rapidamente: — Alô? — Onde vocês estão? — Keela gritou. Ela estava chorando, eu podia ouvi isso em sua voz. Eu dividi com preocupação. — Estamos quase lá... Ele está bem? Os irmãos prenderam a respiração quando eu fiz a pergunta que todos estávamos pensando. Keela berrou: — Eu estou tentando descobrir isso, mas eu não sou parente dele, por isso os irmãos precisam estar aqui. — Por quê? — perguntei aterrorizada para ouvir sua resposta. — Porque eles não me dizem nem se ele está vivo ou morto.


CAPITULO 2

Quando nos movemos até a entrada da A&E departamento do hospital, todos os irmãos pularam para fora e correram através das portas automáticas que levaram a onde Keela estava... E para onde Kane esta. Eu congelei no meu lugar. Eu não podia me mover. Keela disse ao telefone que ela não sabia se Kane estava vivo ou morto. Eu sabia que não significava que ele estava morto, mas isso significava que ele poderia ser e a possibilidade de sua morte foi suficiente para assustar a vida fora de mim. Eu não poderia estar lá para ouvir se ele estava morto. Eu acho que eu deixaria de funcionar se ele tinha ido embora, e eu não poderia explicar totalmente por que mesmo eu me senti assim por Kane... Bem, ele me irritava o tempo todo. Foi uma coisa boa que eu fiquei para trás depois que os irmãos correram porque Ryder nem sequer puxou o freio de mão em seu Jeep ou tirou as chaves da ignição. Ele nem sequer se preocupou em fechar a porta do lado do condutor. Ele e Alec apenas correram. Justamente por isso, era seu irmão, que estava deitado em uma cama em algum lugar no hospital depois de tudo. Olhei para o hospital e rapidamente balancei minha cabeça para trás e para frente. Eu odiava hospital. Eu odiava todos os hospitais, no entanto. Minha mãe morreu em um hospital, e mesmo que eu era jovem quando aconteceu eu tinha sempre pensado em hospitais como sendo lugares horríveis que levam as pessoas longe de suas famílias. Eu sabia agora que não era o caso, mas o medo inicial de hospitais tinha ficado preso comigo. Eu só esperava quando entrei no edifício que eu não estaria saindo com as pessoas ao meu redor que fazem arranjos para o funeral. Isso me mataria. Quando eu peguei os meus sapatos, eu deslizei no 'assento de Ryder' do motorista do jipe e peguei a maçaneta da porta. Segurei-a com força, puxei-a fechada, e então eu coloquei o carro em marcha. Eu ouvi emite um par de um sinal sonoro atrás de mim, mas eu não olhei no espelho retrovisor. Eu não prestei muita atenção em tudo, para ser honesta. Eu


me senti entorpecida e alheia a tudo..., exceto para a mão que bateu na janela ao lado de mim. Eu gritei e agarrei com força para a roda de direção. "Você tem que se mexer!" Um guarda de trânsito hospitalar franziu a testa para mim através do vidro. "Isto é uma zona única. Mova-se, senhora". Foda-se. Eu balancei a cabeça para o homem, puxado para fora da zona de estacionamento, e lentamente seguiu as indicações para o parque de estacionamento público com vários andares para encontrar os três primeiros andares do parque de estacionamento estavam cheios. Aparentemente, todos e na área de Tallaght estavam porra doente hoje. Eu estava chateada quando cheguei ao quarto andar do parque de estacionamento, mas eu achei um lugar ao lado do elevador e escadas para que me relaxou um pouco. Quando chegamos aqui, eu estava mais do que feliz em deixar os irmãos assumir a liderança e correr para o hospital, mas tinha sido mais ou menos dez minutos desde que eu tinha qualquer tipo de informação e agora... Agora eu estava inquieta. Eu queria saber se Kane estava bem. Ele precisava ficar bem... Ele apenas precisava estar. Depois que eu tinha estacionado o carro, eu tranqueio, tenho um cartão de estacionamento da máquina e deixei o multistory parque de estacionamento para ir direto para o A&E. Olhei para o sinal Acidentes & Emergências quando eu caminhava para o hospital e engolia meus nervos. Olhei em volta para os irmãos e Keela, mas não os vi. "Merda" murmurei em voz alta. O que diabos eu ia fazer agora? "Posso ajudá-la, senhorita?" Um guarda de segurança me perguntou do meu lado esquerdo. Eu balancei a cabeça e caminhei até o homem. "Sim, por favor. Meu amigo deu entrada no A&E não há muito tempo, ele chegou em uma ambulância. Seu nome é Kane Slater, minha amiga, Keela Daley, ela é uma ruivinha entrou com ele. Ele entrou em colapso. Dois de seus irmãos vieram aqui cerca de 10 minutos atrás procurando por ele, você não pode perdê-los. Eles são ambos altos, mais de seis pés, tem um


zumbido cortado em ambos os lados de sua cabeça com o cabelo castanho está mais no topo, tem uma tatuagem de dragão para baixo de seu braço direito, realmente bom de olhar como seu irmão". "Ah, sim. Gajos americanos, certo?" o guarda de segurança cortou minhas divagações. "Certeza que o rapaz que você descreveu ameaçou me quebrar o nariz se eu não deixasse ele e seu irmão passar através das portas para ver o seu irmão mais novo". Eu estremeci. "Alec geralmente é muito bom, eu juro". O guarda de segurança bufou. "Eu tenho certeza, mas infelizmente não posso ajudá-la. Você tem que ser da família ou um paciente para passar as portas atrás de mim". Porcaria. "Bem, é engraçado que você mencionou família porque". "Aideen!". Eu pulei quando uma voz gritou meu nome. Virei-me e quase explodi de emoção quando eu vi Nico correndo pelas portas automáticas da A&E seguido de perto por um olhar preocupado de Bronagh, Branna, e Alannah. "Ele é da família!", Eu disse para o segurança. "Ele é Kane, quero dizer irmão mais novo do paciente". O segurança olhou para Nico, quando ele veio para o meu lado e colocou a mão no meu ombro. "Alguma notícia?" Ele me perguntou. Eu balancei minha cabeça. "Eu estava estacionando o carro, e agora estou tentando voltar para ver o que está acontecendo, mas eu preciso ser da família". Nico olhou para o guarda de segurança. "Ela é da família. Todas elas são" ele disse e fez um gesto para as meninas ao lado dele. O guarda de segurança gemeu. "Você espera que eu acredite que todas as quatro delas são-". "Minhas esposas" Nico cortou o segurança fora. Eu olhei para Nico com os olhos arregalados e assim fez as outras meninas.


"O quê?" Disse o guarda de segurança depois de uma pausa grave. Com uma cara séria Nico fez um gesto para mim e as outras meninas. "Elas são minhas esposas. Minhas esposas legais... Que não são católicos". Oh. Meu. Deus. O guarda de segurança piscou para Nico, em seguida, olhou para mim e as outras garotas antes de olhar para Nico. Eu estava convencido de que ele estava prestes a ligar besteira sobre a mentira de Nico até que ele abriu a boca e disse: "Seu filho da puta sorte". Espere o que? Nico acenou com a cabeça em constante expansão e suspirou. "Eu sei, é muito duro de escolher qual delas para dormir a noite, mas eu inventei uma programação para manter as coisas justas. Eu não as quero lutando umas com as outras apenas para chamar minha atenção, você sabe? Quero dizer, eu quase não posso manter-se com elas. Sexo com cada uma delas diariamente é um monte de trabalho, mas alguém tem de fazê-lo, você sabe?". Senti meu olho se contorcer enquanto eu observava Nico esforçar a mentir para o guarda de segurança que estava olhando para ele e lambendo cada palavra sua, como se estivesse falando com Jesus Cristo em carne. "Inferno foda-se" o guarda de segurança respirava. Eu olhei para as meninas e encontrei as três balançando a cabeça para Nico então rolando seus olhos no mais do que segurança crédulo. "Sim" Nico respirou. "Você pode deixar-nos por ir ver o meu irmão? Eu não posso deixá-las aqui sozinha. Obtendo reação de uma mulher é uma tortura, mas quatro delas? Você vai estar me sentenciando à morte, irmão. Morte". Oh, um Slater ia morrer hoje e meu dinheiro estava sobre ele não ser Kane. "Cara é claro" disse o guarda de segurança e estendeu a mão e deu uma tapinha no ombro de Nico como se ele era ‘o homem’. "Vá para a direita em diante. Os seus outros dois irmãos estão no corredor e na última sala de espera à direita".


Nico deu um tapinha no guarda de segurança no ombro. "Obrigado mano. Obrigado". Oh, pelo amor de Deus. Eu grunhi quando peguei a mão estendida de Nico, e eu queria sorrir quando ele assobiou quando tomou Bronagh segurando a outra mão. "Vai ficar tudo bem, marido" ela rosnou. "Vamos pegar leve com você hoje". "Sim" eu concordei enquanto o guarda de segurança passava o cartãochave e abriu as portas para nós. "Vamos cuidar muito bem de você, baby". "Filho da puta afortunado" disse o guarda de segurança atrás de nós. Nós andamos em sincronia, em seguida, quando as portas se fecharam atrás de nós, cada uma de nós meninas acertou um soco ou um tapa a diferentes partes do corpo de Nico. "Ow, ow, ow porra!", Ele chiou e saltou longe de nós. Ele se virou para nos encarar e caminhou para trás com as mãos levantadas na frente de seu peito. "Eu não pude pensar em mais nada a dizer para nos levar de volta aqui". Alannah estreitou os olhos para Nico. "Você não poderia pensar em algo melhor do que dizendo que nos quatro somos as suas esposas?". Nico mordeu seu lábio inferior. "Não". Mentiroso. Bronagh assobiou para Nico. Mas ele se recusou a olhar para ela, que era a coisa mais inteligente que ele tinha feito nos últimos cinco minutos. "Isso nos trouxe de volta aqui, não é? Vamos apenas encontrar meus irmãos e descobrir o que está acontecendo com Kane" Nico suspirou e se virou. "Qual é a sala que o guarda de segurança disse que Ryder e Alec estão?". "A última à direita" eu murmurei. Todos nós escolhemos a nossa velocidade até chegar à porta da sala de espera. Nico caminhou direto para a sala e assim fez as outras meninas que estavam no seu encalço. Eu fiquei para trás por alguns segundos, e eu não tinha ideia do por que.


A única coisa que eu conseguia pensar era que eu estava com medo. Eu estava tão malditamente com medo e o medo me preocupava. Eu não tinha certeza do que isso significava. Quero dizer, eu me importo com Kane se eu não me importasse porque estaria preocupada com ele? Ou será que eu apenas não quero que ele morra por causa de todos os outros? Eu fui por última porque era a única opção que não causou a minha mente a explodir com ainda mais perguntas estúpidas. Eu pulei quando a cabeça de Bronagh bateu para fora da porta. "Ei, você está bem?". Eu pisquei. "Eu estou bem". Ela estendeu a mão e me pegou pela mão. "Entre, então". Deixei-me levar por Bronagh na sala de espera, e quando todos os olhos caíram sobre mim, eu olhei para o meus pés enquanto eu esperava para ouvir uma atualização sobre Kane. Bronagh colocou a mão nas minhas costas e disse: "Nenhuma notícia sobre ele ainda". Isso me irritou. Eu quero dizer que era necessário uma atualização sobre Kane. Eu fechei as mãos em punhos. "Dê-me um minuto", eu rosnei. Virei-me e abri a porta, recuando para o corredor, e olhei para cima e para baixo. Eu avistei uma enfermeira em sua leitura de um clipboard enquanto ela caminhava na direção das portas que levou de volta para a recepção da A&E. "Desculpe-me!", Eu gritei e rapidamente caminhei pelo corredor em direção à enfermeira quando ela parou e olhou por cima do ombro. "Posso ajudá-la?", Ela perguntou quando eu parei na frente dela. "Sim, por favor" eu respondi. "Estou com a família de Kane Slater, e não recebemos nenhuma informação de seu estado atual. Ele chegou aqui em torno de 25 minutos atrás, e seus irmãos estão esperando na sala no fim do corredor atrás de mim e estão ficando muito impaciente. Cada um deles tem mais de seis pés de altura e combinados eles provavelmente pesam o mesmo que um touro adulto. Por favor, venha e dar-lhes uma atualização antes que eles... fiquem chateados". A enfermeira deu uma ingestão, mas acenou com a cabeça para mim.


"Obrigada", eu respirei, aliviada, ela acreditava que os irmãos seriam perigosos. Quero dizer, eles poderiam facilmente ficar loucos, mas eu sabia que eles não iriam. Minha mentira branca que nos obteve a atualização que precisava embora, então eu não me importo o que estava passando pela mente da enfermeira. Eu reentrei na sala de espera e novamente todos os olhos caíram sobre mim, mas quando seus olhos se mudaram para a enfermeira atrás de mim todos se levantaram. Todos. "Você", Keela rosnou para a enfermeira. Eu levantei minha sobrancelha. Aconteceu alguma coisa que eu não sei? "Oh, droga", a enfermeira sussurrou. "Eu lhe disse que queria uma enfermeira diferente!" Keela rosnou. A enfermeira deu de ombros. "Estamos com pouco pessoal hoje, é eu ou ninguém". "Você pode muito bem ser ninguém, sua vaca mal!" Keela berrou. Oh, inferno. Keela. Foi. Mijada. Fui até minha amiga. "O que há de errado?" Eu perguntei minha voz baixa. "Essa cadela se recusou a me dar qualquer informação sobre Kane. Ela fez o homem de segurança me por pra fora me manter na recepção a partir do momento em que ele entrou pelas portas duplas. Se Alec e Ryder não tivesse aparecido, eu teria ainda sido mantida lá fora". "É protocolo!" A enfermeira estalou. "Eu te falei isso. É regras do hospital, não minha". "Eu vou te mostrar protocolo porra" Keela rosnou. Fiquei na frente de Keela. "Acalme-se" Eu resmunguei depois em voz baixa para um sussurro, "apenas até termos a atualização de Kane dela".


Keela se acalmou instantaneamente, mas eu podia ver que ela não estava feliz com isso. Eu balancei a cabeça e voltei-me para a enfermeira. "Então" eu comecei "como ele está?". Prendi a respiração após a pergunta sair dos meus lábios. A enfermeira virou algumas páginas sobre sua prancheta e leu algumas linhas, em seguida, olhou ao redor da sala. "Sr. Slater esta estável. Nós temos ele em oxigênio, um gotejamento IV para fluidos, e nós estamos correndo o sangue agora para ver o que poderia ter sido a causa dele desmaiar". Eu pisquei e exalei uma respiração lenta quando deixei o que a enfermeira disse afundar. Kane era estável. Ele estava vivo! Graças á Deus. "Por que você não me disse isso?" Keela de repente gritou para a enfermeira. Alec teve que saltar para frente e envolver seus braços em volta de seu corpo para mantê-la de atacar a enfermeira. "Por que você não poderia apenas dizer que ele estava vivo? Como porra você se atreve a manter essa informação de mim! Você me fez pensar que ele estava morto! Você me fez dizer a seus irmãos que ele poderia estar morto. Como porra você se atreve!". A enfermeira estava à beira das lágrimas e eu não sabia se era porque Keela estava gritando para ela, ou porque ela se sentia mal por manter informações preciosas longe da família de um paciente. Eu não me importava que eu quisesse que a cadela chorasse. Ela se preocupava dos doentes até que chegamos aqui e os irmãos poderia provar que eles eram uma relação de sangue. "Eu-eu sinto muito" a enfermeira gaguejou. Keela tentou obter para ela com os braços estendidos. "Você sente muito?", Ela gritou. "Você porra vai sentir!". A enfermeira deu um passo sábio para trás. "Minha senhora, você tem que se acalmar ou vou da uma chamada de alarme". "Não", eu cortei a enfermeira com um rosnado. "Não ameace chamar a segurança e colocá-la fora deste hospital quando nossa família esta metida em uma cama em algum lugar neste hospital. Eu vou colocar você em uma cama ao lado dele se você fizer".


"Merda" disse Nico e rapidamente atravessou a sala e parou na minha frente. Ele pressionou delicadamente as mãos sobre meus ombros e me empurrou para trás alguns passos. Ele olhou por cima do ombro para a enfermeira. "É melhor você ir embora, sua presença é apenas mais perturbadora para as minhas meninas". A enfermeira murmurou alguma coisa, em seguida, correu para fora do quarto, fechando a porta com força atrás dela. "Você deveria ter me deixado bater nela!" Keela virou-se para Alec quando ela se virou em seus braços. Alec disse nada, apenas passou os braços firmemente em torno de seu corpo e segurou-a até que ela se acalmou o suficiente para abraçá-lo de volta. Estávamos todos em silêncio por um momento até que eu disse: "Ele está bem". Nico colocou os braços em volta de mim quando eu comecei a chorar. Bronagh se juntou a nós, e Nico teve um braço de distância de mim e envolveu-o em torno dela, puxando-nos juntas. Eu coloquei um braço em volta da cintura de Nico e, em seguida, Bronagh enquanto minhas lágrimas escorriam. Eu podia ouvir as outras meninas chorar de alívio, e eu podia ouvir um monte de tapinhas acontecendo. Eu abri meus olhos e olhei para cima quando Ryder se inclinou e pressionou sua cabeça contra a lateral da cabeça de Nico e deu um tapinha rudemente no ombro. Eu chorei mais forte quando eu vi lágrimas nas bochechas de Nico. Eu nunca o tinha visto chorar antes. Sempre. Eu dei um passo para trás para que ele e Bronagh pudessem confortar um ao outro. Eu sabia que ele precisava dela naquele momento e eu estava feliz que eles tinham um ao outro para tornar isso mais fácil. A parte mais difícil estava apenas começando e nós todos precisamos uns dos outros para passar por isso. Sabíamos que Kane estava bem, mas não sei o que aconteceu com ele, ou por quê. Sentei-me em uma das muitas cadeiras de plástico na sala de espera e inclinei para frente. Coloquei meus cotovelos sobre os joelhos e meu rosto em minhas mãos. Fechei os olhos e me concentrei em respirar. Eu de repente parecia que eu estava indo para estar doente. Eu não tinha certeza se era do imenso alívio de descobrir sobre Kane estava bem ou se foi por causa de outra coisa.


"Aideen?" Olhei para cima quando Keela chamou meu nome. "Sim?", Perguntei. Keela sentou-se ao meu lado e colocou a mão nas minhas costas. "Você não parece tão bem". Eu bufei e me sentei "Eu sinto que eu estou a ponto de vomitar. Eu acho que é meu nervos. Eu só estava... com tanto medo". Keela se inclinou para mim e encostou a cabeça no meu ombro. "Eu sei. Eu também. Quando ele caiu... E o barulho dele batendo no chão. Eu não sabia o que fazer". Eu silenciei. "Você tem ele aqui, isso é tudo que importa". Keela assentiu com a cabeça e fungou. Eu fiz uma careta e me virei para que eu pudesse colocar meus braços em torno dela. Fora de todos nós, ela realmente não precisa do estresse de Kane estar doente pairando sobre ela. Ela tinha o suficiente acontecendo dentro de sua mente, sem acrescentar este à lista. Abracei Keela e sussurrei coisas suaves para ela. Alec assumiu para mim depois de um tempo, então eu me levantei, abracei todo mundo na sala e, em seguida sentei-me em uma cadeira mais próxima da porta da sala de espera. Poucas horas passaram e eu encontrei-me olhando pela janela da sala de espera, olhando a lua quando avançou o seu caminho através da noite no céu. Pisquei os olhos e olhei para a porta quando abriu e dei um passo á enfermeira que quase se tornou saco de pancadas de Keela apenas algumas horas antes. Eu era a única menina acordado agora. Bronagh foi dormir em Nico, Keela sobre Alec, e Alannah e Branna ambos tiveram suas cabeças nas coxas de Ryder enquanto elas dormiam. Os rapazes estavam assistindo algum jogo de futebol americano com a televisão no mudo na sala, mas quando a porta se abriu todos eles viraram a cabeça em direção à porta. A enfermeira nervosamente deu uma ingestão. "O meu turno acaba de terminar, e eu tenho que dizer-lhe que visitar ás vezes é mais, mas eu sei que você ainda não viu seu amado. Então, eu puxei alguns favores com a equipe da noite, e eles estão deixando alguns de vocês ficar com o


Sr. Slater em seu quarto, e o resto de vocês pode ficar aqui depois mudar em poucas horas. É a minha maneira de dizer sinto muito. Me desculpe eu perturbei a sua amiga muito, eu estava apenas fazendo o meu trabalho". Estendi a mão e agarrei a mão da enfermeira. "Obrigada, muito obrigada e eu sinto muito. Eu falo por Keela, também. Agimos de forma errada. Estávamos só...". "Com medo?" A enfermeira terminar a minha frase e me deu um pequeno sorriso. Eu balancei a cabeça em resposta à sua pergunta. "Eu entendo" disse ela, em seguida, entregou-me uma folha de papel. "Isto tem o nome da ala que Sr. Slater está ligado e o número do quarto dele. Você vai ter tudo para sair desta sala pela manhã, como os outros entes queridos de pacientes no A&E vão precisar dela. A sala de espera da ala que fica é como este por isso vai acomodar todos vocês, se necessário". "Obrigada", eu disse e limpei minha garganta. "Nós realmente apreciamos isso". A enfermeira inclinou a cabeça, deu um sorriso de boca fechada para todos, em seguida, saiu da sala. Coisas foram tranquilas até que Alec disse: "Devemos deixar Keela ameaçar as pessoas mais frequentemente se os resultados são como isto". Eu bufei e balancei a cabeça para ele, em seguida, li a folha de papel que a enfermeira me deu. "Ele está no St. Peter 's Ward na sala nove" eu disse, e olhei para os irmãos, em seguida, para as meninas. "Todos vão para vê-lo. As quatro delas vai ficar dormindo até se mudar". Ryder piscou para mim. "Você tem certeza?". Eu tinha certeza? "Claro", eu disse, mordendo meu lábio. "Vocês são seus irmãos". Os irmãos não disseram nada por um momento, mas acenaram com a cabeça em concordância comigo e movia cuidadosamente as meninas fora de seus corpos para que eles pudessem se levantar. Nico teve um pouco de dificuldade de desembaraçar Bronagh de seu corpo assim que Alec tinha que ajudar. Vê-los me fez rir. Eu coloquei minha mão sobre


minha boca e sacudi com o riso em silêncio até que ele estava livre das garras de sua bela adormecida. Ele beijou a cabeça, tirou o blazer, e colocou-o sobre ela para mantê-la aquecida. Ele caminhou até mim então de brincadeira chutou minha perna quando viu que eu estava sorrindo. "Ela tem o aperto de uma sucuri, não a julgue por seu tamanho. Ela pode ser pequena, mas confia em mim quando eu digo que ela é forte. Muito forte". "Eu não tenho nenhuma dúvida, marido" Eu pisquei. Nico riu e riu um pouco quando Ryder e Alec perguntou o que eu queria dizer, chamando de marido. Eu sorri também. Boa sorte para você em explicar amigo. "Eu vou explicar ao longo do caminho, vamos lá" disse Nico sorrindo quando ele pegou a folha de papel que a enfermeira me deu. Ryder piscou quando ele passou por mim e Alec me bateu o punho. Eles gentilmente clicaram a porta fechada atrás deles quando eles saíram e quando o fizeram, um véu de silêncio cobria o quarto. Eu podia ouvir as respirações das meninas e todos os poucos segundos Bronagh roncava um pouco, mas fora isso, ele ficou em silêncio. Eu inclinei minha cabeça contra a parede da sala de espera e suspirei. Eu cruzei os braços em frente a meu peito, e coloquei minhas pernas sob minha bunda, em seguida, fechei os olhos e descontraí, tanto quanto eu podia. Eu estava desconfortável, mas isso não era o que tinha me inquietado. Kane fez isso apenas por estar aqui no hospital, que não era tão ruim, porque ele estava vivo e estável. Ele não estava bem, porque ele estava no hospital, mas ele estava vivo e isso era a coisa principal. Gostaria de ter vivo e doente sobre mortos e enterrados em qualquer dia.


CAPITULO 3

"Aideen?". Eu gemia baixo em minha garganta e passei meus braços firmemente em torno de mim, tentando agarrar o sono para um pouco mais de tempo. "Aideen? Ei acorde". Senti uma cutucada nas minhas pernas e me fez acordar com um sobressalto. Eu franzi o rosto, em seguida, lentamente pisquei os olhos abertos. Eu puxei minha cabeça um pouco para trás quando eu encontrei um enorme aglomerado de folha de estanho empurrado em meu rosto. "É um rolo pequeno de almoço, come. Você precisa de comida". Eu pisquei para a folha de estanho, em seguida, olhei para a pessoa segurando-a. Olhei para Keela por um momento, em seguida, tomei a folha de estanho coberta de rolo de sua mão estendida. Sentei-me na posição vertical e gemi quando minhas costas clicaram. Eu cuidadosamente me levantei e estiquei meu corpo, fazendo ruídos próximos ao de um bebê dinossauro. "Cadeiras de merda foda," eu resmunguei e coloquei minha mão livre nas minhas costas doendo agora. Minhas pernas, costas, braços, e meu pescoço estavam rígidos e doloridos. Meu pescoço maldito se sentia como se um de lutador de quinhentos quilos tinha se inclinado sobre ele a noite toda. "Você sabe o quê?" Eu murmurei para Keela quando me sentei ao lado de uma ainda dormindo Bronagh, Branna, e Alannah. "O quê?" Keela perguntou quando ela abria seu próprio rolo. Sentei-me de volta na cadeira abandonada que Deus eu dormi em toda a noite e rolei minha cabeça sobre meus ombros. "Eu me pergunto se as pessoas sempre acabam em A&E a partir dessas cadeiras. Imagine, vindo para ver alguém em um hospital, mas Throwin sua volta no esperando sala". Keela sacudiu com o riso silencioso.


Abri o rolo de café da manhã e quando o cheiro viajou até minhas narinas, eu gemi em voz alta. Isto cheirava delicioso. Meu estômago concordou porque ele resmungou, como se dissesse, ‘me alimente’. O rolo foi um rolo pequeno de almoço irlandês completo que consistiu de ovos, pudim preto e branco, fatias de salsichas, batatas fritas e ketchup. Minha boca encheu de água quando eu o trouxe aos meus lábios e afundei meus dentes na yumminess. Eu novamente gemi em voz alta e fechei os olhos enquanto eu mastigava e engolia a minha primeira mordida. Eu repeti esta ação até que meu rolo foi completamente desaparecido e minha barriga estava cheia e satisfeita. "Porra, Aideen" a voz de Branna murmurou. Pisquei os olhos abertos e olhei através da sala. Todas as meninas estavam acordadas agora, e cada uma delas estava olhando para mim. Eu corei de vergonha. "O quê?", Eu murmurei. Alannah sorriu. "Parecia que você estava tendo um orgasmo". Meu Deus. "Lana!" Eu chorei. Todas as meninas caíram na gargalhada. "Ela fez", Keela ainda concordou rindo, "mas parecia algo fora do Bear Grylls. Você destruiu o rolo em menos de três minutos plano, querida". Eu fiz uma careta. "Eu estava com fome". As meninas riram novamente e cada um tomou seu próprio rolo de pequeno-almoço de Keela que os tirou de um saco de plástico sobre uma cadeira vazia ao lado dela. "Onde estão os rapazes?" Bronagh perguntou quando ela abriu o rolo. Keela encolheu os ombros. "Eles não estavam aqui quando eu acordei meia hora atrás. Eu pensei que eles estariam fora por isso eu fiz quando eu fui para o deli para comprar os rolos, mas eles não estavam lá para fora ou". Eu bocejei. "Eles estão com Kane. Quando estavam todas dormindo na noite passada, a enfermeira que Keela tentou matar entrou. Ela se sentiu mal por Keela, e puxou algumas cordas com a equipe da noite.


Eles permitiram que os irmãos fossem estar com Kane e deixou-nos ficar aqui. Nós temos que sair logo, porque embora eles precisem desta sala de espera para outras famílias de pacientes da A&E. Kane está no St. Peter 's Ward e eles têm uma sala de espera lá que podemos usar". Bronagh animou um pouco quando ela mordeu seu rolo. "O quê?" Eu ri. Ela mastigou e engoliu sua comida. "St. Peter 's Ward é no primeiro andar. Todas as alas no primeiro piso não são enfermarias de trauma, então o que está errado com ele não é muito grave, de qualquer maneira". Eu soltei um grande suspiro de alívio. "Tem certeza?", Perguntei. Bronagh assentiu com a cabeça. "Foi em um desses anúncios hospitalares na televisão na noite passada. Todas as enfermarias foram listadas e o que eles estavam no chão. Eu falei a Ryder e disse que eu esperava que Kane estivesse em uma enfermaria no primeiro andar por isso sabemos que isso não é nada muito sério". Fiquei encantada com a notícia. "Graças a Deus" Alannah respirava. Todos nós acenamos a cabeça em uníssono quando nós concordamos com ela. Eu estava prestes a falar quando a porta ao lado para me abriu. Virei á cabeça e vi quando Nico, Alec, e Ryder entraram na sala de espera cansados, mas juntos, que foi melhor do que o que eu sentia. "Vocês estão todas acordadas" Ryder sorriu. "Graças a Aideen e suas habilidades vocais" Alannah sorriu. Eu olhei para ela e as outras meninas quando elas começaram a rir. "Queremos saber?" Nico perguntou, divertido. "Não" eu rosnei. "Você não". Nico bufou e esticou os braços sobre a cabeça. "Nós estamos indo para casa para tomar banho e obter alguns alimentos, em seguida, voltar com algumas coisas para Kane. Está tudo pronto para vir com a gente?". Eu fiz uma careta. "Você quer deixá-lo em seu próprio país?".


Todo mundo olhou para mim. Alec sentou ao meu lado e colocou o braço em volta do meu ombro. "Ele não acordou ainda, ele ainda é frio". Eu dei de ombros. "Então? Isso não significa que ele não vai acordar hoje, e o que se nenhum de nós está aqui quando ele faz?". Eu perguntei e balancei a cabeça. "Não, eu vou subir e sentar-se com ele, então quando vocês voltarem eu vou sair e ir para obter fixassem e outras coisas". Eu peguei Nico sorrindo e olhando para baixo. Alannah olhou para longe sorrindo, também. "Sobre o que você está sorrindo?" Perguntei a Nico então olhei para Alannah. Ambos não disseram nada, eles só balançaram a cabeça com seus sorrisos bobos ainda no lugar em seus rostos. Apertei os olhos para eles, mas dei de ombros quando me levantei. "Vá em frente, obtenham indo. Eu vou até seu quarto e esperar". Eu odiava quando todo mundo começou a sorrir para mim. "Eu não estou fazendo isso porque eu me importo ou preocupo. Eu apenas não quero ouvi-lo queixar-se de que ele estava sozinho quando ele acordou. Isso é tudo. Eu estou fazendo isso pelo meu próprio benefício quando você realmente pensar sobre isso. Estou guardando sozinha uma futura dor de cabeça". Os filhos da puta apenas continuaram a sorrir para mim. Alec estava sorrindo embora, e eu queria limpar o olhar estúpido de seu rosto. Eu balancei a cabeça, cavei o cartão de estacionamento de automóveis e as chaves do meu bolso de trás, e entreguei-as a Ryder. "Quarto andar no parque de estacionamento de vários andares, local mais próximo das escadas e elevador". Ryder piscou para mim. "Ele está na sala nove, certo?" Eu perguntei aos irmãos. Todos concordaram, ainda sorrindo. Abri a porta e caminhei através dela. "Espero que seus rostos fiquem presos assim" Eu joguei por cima do meu ombro.


Seu riso não desapareceu até que eu cheguei ao elevador ao lado da sala de espera. Eu balancei minha cabeça enquanto eu apertei o botão para o primeiro andar e vi as portas do elevador fechar. Alguns segundos depois, quando ele me trouxe para o primeiro andar. Eu engoli nervosamente quando eu saí e olhei para as placas na parede na minha frente. Eu vi St. Peter 's Ward para a direita assim que eu girei e caminhei pelo corredor em linha reta através do conjunto de portas duplas para a ala correta. Eu andei por posto de enfermagem e evitei contato visual com eles. Eu não queria que qualquer um deles para parar e perguntar-me perguntas. Eu continuei a andar pelo corredor e segui os números dos quartos. Quarto número nove foi para baixo no final do corredor com a porta fechada. Engoli em seco quando eu alcancei a maçaneta, empurrei para baixo e empurrei a porta aberta. Olhei para Kane quando entrei no quarto e fechei a porta atrás de mim. Fiquei imóvel e olhei para ele por alguns minutos. Ele era grande demais para esta cama que eles tinham-no. Ele tinha perdido peso e a massa muscular em relação ao ano passado, mas ele ainda era um grande rapaz, e vendo-o deitado em uma cama pequena com um vestido do hospital me olhou estranho. Fui até a grande cadeira ao lado da cabeceira da cama e me sentei em silêncio. Liguei meus olhos sobre Kane para ver o que havia de diferente nele. Ele tinha um gotejamento IV em seu braço para dar-lhe fluidos, eu assumi, e um curativo na testa. Ele foi flagrado com pequenos pontos vermelhos. Eu percebi que era de quando ele caiu e bateu a cabeça. Diferente do gotejamento e curativo, ele parecia bem. Ele estava pálido, e seu rosto parecia mal-humorado mesmo dormindo, mas era assim que ele sempre olhou. Pelo menos quando ele olhou em relação ao ano passado. Eu me inclinei para frente e apertei minha mão em cima dele. "Kane?" Eu murmurei. "Sou eu, Aideen. Eu só quero que você saiba... Você não está sozinho. Estou aqui com você". Tirei minha mão da dele e recostei-me na cadeira quando ele deu-me nenhuma reação. Ele era profundo no sono, então eu decidi não falar mais. Ele precisava de seu descanso. Quando ele decidir acordar era quando o real cansaço ia começar, porque todos estariam respirando no seu pescoço. Eu relaxei na cadeira grande e estava tão feliz por encontrar que tinha almofadas. Não era de plástico, como as queridas na sala de espera, era


uma cadeira real. Eu aconcheguei de volta e cruzei os braços sobre o peito. Eu estava ciente de que meus olhos estavam pesados, mas não surpresa, porque eu tive a pior noite de sono na cadeira sangrenta da A&E sala de espera. Quando eu tinha certeza de que Kane não estava indo para acordar, eu fechei os olhos e, como a tampa de uma luz, eu estava fora.

***

Acordei mais tarde, quando uma dor horrível atingiu meu estômago e que causou o enjoou e torcer. "Oh, foda-se!" eu resmunguei enquanto eu pulei da cadeira e corri para a pia da sala do hospital. Vomitei na pia até que eu estava arfando seco e nada mais surgiu. Eu corri a água na pia e espirrei um pouco dela no meu rosto. Eu enchi minha boca com água, gargarejei algumas delas, e cuspiu-o para fora antes de eu fechar a torneira e ter alguns papéis de seda para limpar meu rosto e boca seca. Senti-me nojenta. "Aideen?" Uma voz rouca atrás de mim resmungou. "Você está bem?". Virei-me. "Kane", eu sussurrei e mudei-me para o lado de sua cama. "Ei, você está acordado". Ele piscou para mim. "Você estava vomitando". Eu acenei minha mão. "Não se preocupe com isso, eu estou bem". Kane franziu a testa, em seguida, estendeu a mão e tocou-lhe a cabeça enfaixada. "O que diabos me aconteceu? Onde estou eu?". Eu fiz uma careta. "Você entrou em colapso. Você está no hospital, mas está bem. Esta é apenas uma precaução". Kane franziu as sobrancelhas em confusão. "Eu não me lembro de muito. Eu estava com Keela e nós- " Eu saltei quando ele engasgou. "Será que isso aconteceu enquanto eu estava dirigindo? Oh, Deus, Keela! Ela está bem? É ela-".


"Shi. Pare. Ela está bem" eu o interrompi e peguei sua mão na minha. "Foi o que aconteceu enquanto vocês estavam dentro do Tesco. O carro estava estacionado e vocês estavam ambos em um corredor no interior da loja. Ela está bem". Fisicamente bem, de qualquer maneira. "Graças a Deus" Kane respirou de alívio. "Isso é bom". Eu balancei a cabeça e soltei a mão dele quando ele olhou para baixo para o meu domínio sobre ele. Eu ocupei movendo-me com uma cadeira mais perto para que eu pudesse sentar e conversar com ele. "Eu estou... Eu estou um pouco surpreso que você está aqui", disse ele depois de alguns segundos de silêncio. Eu olhei para ele e franzi a testa. "Por quê?" Eu perguntei um pouco ofendida. Ele deu de ombros. "Você não gosta de mim, Aideen". Eu bufei. "Então? Isso não significa que eu quero vê-lo morto". Kane sorriu. "Se bem me lembro, a última vez que estivemos juntos sozinhos, você disse que iria me matar por si mesma se eu- ". "Você quer que eu te machuque enquanto estiver neste estado?". Eu bati. "Nós concordamos em não falar sobre aquela noite". Imagens dos nossos corpos em movimento em conjunto a partir daquela noite encheu minha mente, mas eu parei aquele trilho de pensamento. Obriguei-me a não pensar sobre o que aconteceu. Fingi que se eu não pensava nisso, então não aconteceu. Ele perdeu o sorriso e olhou para mim. "Você concordou. Eu não". Eu gemi. "Por favor, Kane. Que bem virá das pessoas saberem o que aconteceu entre nós? Eu posso te dizer. Nada virá disto porque era nada”. "Atire um homem enquanto ele está no chão, por que não você" ele rosnou. Eu coloquei minha cabeça em minhas mãos. "Eu não quis dizer isso como que-" "Então como que você quis dizer?" Ele me interrompeu, sua voz levantada.


Eu mantive minha cabeça para baixo. "Foi sexo bêbado, Kane. Foi um erro". "Sim, bem esse erro pode ser crescendo dentro de seu corpo agora. Eu não sou estúpido, Aideen. Eu posso não me lembrar de desmaiar, mas lembro-me tudo sobre ontem. Você pode estar grávida, e nós não usamos a proteção naquela noite. Eu posso colocar dois e dois juntos. Eu não sou tão burro como você acha que eu sou", ele sussurrou. "Será que você não fez um teste de gravidez ainda?". Senti seus olhos quando eu balancei a cabeça. "Eu fiz, mas depois Keela telefonou e me contou o que aconteceu com você. Tudo era um pouco louco depois disso. Esqueci-me de olhar para os resultados". A voz de Kane era severa. "Vá tomar um agora. Fazer uma enfermeira para fazer um; eles vão tê-los em salas de abastecimento". Eu olhei para ele e franzi a testa. "Eu não posso fazê-lo aqui". "Por que não?", Perguntou Kane, o rosto contorcido de raiva. "Se você está grávida é apenas um erro, certo? O que você se importa em fazer um teste em um hospital?". Eu não tinha certeza porque eu estava tão chateada, ou por que ele estava tão zangado comigo. Ele concordou que o que aconteceu entre nós todas aquelas noites atrás era apenas um ato impulsivo. Ele sabia que não erámos adequados como um casal apenas tanto quanto eu sabia disso. Fomos os polos opostos um do outro, e se desentendeu mais vezes do que não. Nós não éramos bons juntos. Nós nem sequer um com o outro. "Por favor, Kane", eu sussurrei. "Eu estou... Eu estou com medo, ok?". Kane ficou em silêncio por um longo momento. "Bem. Não vou contar a ninguém que nós transamos, mas eu quero que você vá para casa e tome um teste de gravidez hoje e, depois, volte e me diga os resultados. Você me compreendeu, Aideen? Se você está grávida, isso é o meu filho lá também e eu vou ter uma palavra a dizer no que acontece. Entendido?". Eu estava congelada no meu lugar quando Kane falou. Eu nunca tinha ouvido usar esse tom de voz antes. Era frio e ameaçador e não a todos o Kane que eu conhecia. "Você parece bastante confiante de que, se eu estiver grávida o bebê seria seu" eu comecei "Eu quero saber por que você tinha acabado de


assumir que é seu? Eu poderia ter sido com outra pessoa na mesma época". Eu não estava com outro homem antes de eu cair na estupidez e dormir com Kane. Eu normalmente nunca menti assim, mas sua arrogância e controlar comportamento tanto me assustavam e irritavam. "Você estava com outra pessoa?" Kane grunhiu suas mãos cerrando os punhos. Eu mantive minha cabeça para baixo para que ele não pudesse ver a verdade em meus olhos. "Não é relevante, a menos de eu vir a estar grávida. Eu vou mantê-lo". Kane se sentou na cama e ouvi quando trabalhou sua respiração. "Aideen". Uma palavra e eu estava me cagando. "Eu entendo você, ok? Eu vou fazer o que você pediu e fazer um teste, em seguida, deixá-lo saber os resultados. Jesus". "Bom", ele brincou. Eu não sabia o que fazer em seguida. Fiquei surpresa com a forma como eu me sentia na sua presença. Eu estava desconfortável em ficar sozinha com ele. Não havia espaço para piadas ou insultos entre nós neste exato momento, era apenas um espaço escuro preenchido com nada. Ele não era a mesma pessoa que eu estava tão acostumada a estar perto, e eu poderia dizer tudo isso a partir do tom de sua voz. “Eu estou indo para ir agora", eu disse minha voz baixa. Eu lentamente me aliviei da cadeira, mas parei quando Kane disse: "Não... só fica por um tempo, ok?". Ele suspirou e como o clique de meus dedos, ele foi alterado novamente para o Kane que eu conhecia. "Eu sinto muito... Você só... Me fez um pouco de raiva". Esse tom foi quando ele estava um pouco irritado? Droga. Eu estava tão ferrada se eu nunca realmente o irritei. "Você vai olhar para mim?" Ele sussurrou.


Levei um minuto, mas eu levantei minha cabeça e trouxe o meu olhar para o seu. "Lá está ela", Ele murmurou. Oh, Deus. Sua boca estava em uma carranca e ele ainda estava um pouco pálido, mas porra, ele era lindo. Cicatrizes e tudo. Eu odiava com tudo em mim que eu achava atraente. Odiando alguém e ainda encontrá-lo impressionante na aparência era uma tortura. Tortura total. "As coisas estão tão fodida", eu respirei e recostei-me na cadeira. "Uma de nós meninas poderia estar grávida, você está doente, a cabeça de Keela está virando contra ela, Nico vai trabalhar para Brandon Daley e por isso é meu irmãozinho. Que porra mais pode acontecer conosco?". A sala ficou em silêncio por alguns momentos. "Nós vamos descobrir isso. Todos nós vamos descobrir isso", disse Kane. "Nós sempre fazemos". Eu pisquei. "Sim, mas ainda assim, este é um monte de merda para lidar". Seu lábio se curvou um pouco. "Nós já passamos por coisas piores, boneca". Eu ampliei meus olhos a ponto de dor. "Discutimos que você nunca me chamaria disso de novo". Kane sorriu. "Você só tem uma saída. Ou eu fico quieto sobre nós porra ou eu não a chamo de boneca. Você escolhe qual delas você quer, mas se eu fosse você, eu iria apressar porque o tempo é um desperdício". Eu o odiava. Eu odiava cada fibra do corpo do doente bastardo. "O sexo estúpido", eu rosnei. "Mantenha para si mesmo". Kane piscou. "Você tem isso, boneca". O que. A. Prick. "Se você não fosse tão mal, eu o mataria sozinha" Eu bati com raiva.


Eu pulei de susto quando o riso soou da minha direita. "Ele deve estar bem se ela está ameaçando matá-lo" a voz de Alec cantou com o riso. Olhei para cima e divertidamente revirei os olhos quando os irmãos e meninas entraram no quarto de Kane. "É bom ver você acordado, bastardo", disse Alec e inclinou-se para abraçar Kane. "Você assustou a merda fora de nós". Kane fez piadas com cada um de seus irmãos e abraçou, seguido pelas meninas. Depois Bronagh abraçou-o, ela se aproximou, fechou a porta do quarto, e inclinou-se contra ela. Nico tentou levá-la para passar para o assento perto da janela para que ela pudesse sentar no colo dele, mas ela estava tendo nada disso. "Eu disse que não" Bronagh estalou. "Kane está acordado agora e eu não estou cega com medo por sua segurança mais, para que eu possa me lembrar perfeitamente porra bem o negócio que você golpeado com Brandon porra Daley. Eu estava falando sério quando eu disse que eu sou feito com você, Dominic. Eu não quero participar dessa vida, e se você insiste em ser parte dela, então eu sinto muito em dizer fuckface, mas estou cortá-lo solto". Oh, porcaria. Eles estavam terminando? "Me cortar solto, hein?", Disse Nico, sua voz fria e calma. "Como se eu fosse algum pequeno garoto com cara de ranho onde você afundou suas garras em?". Bronagh olhou para ele. "Simples assim". Nico se moveu tão rápido que nenhum de nós teve tempo para reagir. Ele foi a Bronagh apoiado no canto do quarto e impedindo ela do nosso ponto de vista com seu corpo. Olhei para Kane, que balançou a cabeça para mim. "Deixe-os joga-lo para fora" ele murmurou. Eu olhei para longe dele e para as costas de Nico. "Você acha que eu quero estar envolvido com Brandy e essa porra de vida? Porra eu não faço isso, Bronagh. Eu cresci nela, e toda a minha vida eu só queria que meus irmãos e eu para ter uma vida normal, mas que não está nas cartas para nós. Tanto quanto é chato, é vida fodido


louco meu normal. Eu estou tentando fazer o melhor que eu posso para sair de uma situação de merda. E, querida, o fato da questão é que estamos falidos e meu trabalho na academia e com os clientes não cobre mais. Eu não sei como, mas eu estraguei todo o meu dinheiro e eu me recuso a obter empréstimos dos meus irmãos ou para raspar o fundo do barril para nos apoiar. Mas lutando... é o que eu sou bom, Bronagh. É realmente um bom dinheiro. Não vai ser como era antes você só tem que confiar em mim quando digo isso. Por Favor. Estou fazendo isso para você. Para nós". Os gritos de bronagh eram evidentes em seguida, e assim os murmúrios suaves de Nico de seu amor por ela e as promessas que jurou manter. "Você me promete" Bronagh choramingou. "Você promete que não vai ser como antes. Você não vai passar de país para país lutando ou ser envolvido em merda sombra. Promete que se você vai brigar apenas nessa plataforma fodida em que nightclub darkness sangrento estúpido. Prometa-me". "Olhe-me nos olhos" Nico respirou. "Eu prometo". Bronagh gritou novamente: "Eu te amo". Seu beijo podia ser ouvido em seguida, e assim podia meus sniffles. "Aideen?" Kane murmurou. "Por que você está chorando?". Eu acenei quando ele e todos os outros que estava olhando para mim. Limpei as lágrimas enquanto caíam dos meus olhos. "Eu nem sei por que, mas eu não posso parar". Eu cobri meu rosto quando eu comecei a soluçar. Eu estava chateada e mortificada ao mesmo tempo. "Ah, querida, está tudo bem" a voz de Alec riu quando ele se agachou na minha frente e me puxou para um abraço. Coloquei meus braços ao redor dele e o abracei com força. Quando me acalmei e Alec se levantou, me levantei, caminhei até Keela e coloquei meus braços em torno dela. Keela colocou as mãos nas minhas costas e esfregou cima e para baixo. "O que está acontecendo com você?" ela murmurou em meu ouvido. "Eu não sei", eu admiti e abracei-a com mais força.


Nós nos separamos quando ouviu uma batida na porta de Kane. A porta se abriu e um homem de meia-idade entrou em cena. Eu soube imediatamente que ele era o médico de Kane. Ele tinha uma prancheta na mão, um casaco branco longo no seu corpo, e um estetoscópio em torno de seu pescoço. Vestuário médico clássico. "Huh, casa cheia aqui" O médico sorriu então focado em Kane. "Eu sou o Dr. Chance, e você é o meu mais novo paciente, o Sr. Slater". "Sorte a minha" Kane brincou. Branna assobiou para Kane "Seja agradável!" Ela então olhou para o médico. "Ignore-o, ele está apenas a ser rude hoje". Limpei meu rosto e sorri com o tom maternal de Branna. O médico sorriu e apertou a mão de Branna, em seguida, os irmãos que se apresentaram um por um. Ele acenou com a cabeça para todos nós quando nós jogamos os nossos nomes na piscina, e eu queria da risada. Ele provavelmente não iria se lembrar de um único nome, quando ele sair do quarto. "Eu estou indo para ir direto ao ponto aqui, gente. Sr. Slater não está muito bem". "Não brinca, Dr. Diga-me algo que eu não sei" Kane bufou. Apertei os olhos em sua bunda que parece rude, e, em seguida, mentalmente a cadela lhe deu um tapa. "Sente-se, Sr. Slater, e ouça de perto, porque o seguinte diálogo será definitivamente algo que você não sabe". Oh, merda. CAPITULO 4 "Só dê para mim em linha reta, doutor" Kane suspirou. "O que há de errado comigo?", O médico folheou as páginas de gráfico de Kane, em seguida, olhou para ele. "Eu tive as enfermeiras a reunir informações de seus membros da família enquanto você estava dormindo a noite passada. Os enfermeiros em seguida me encheram sobre a sua saúde ao longo do ano passado. Com base nos sintomas que você estava apresentando, tive a equipe da noite a tirar sangue para que pudesse ser enviada para o laboratório para testes".


Eu levantei minha sobrancelha. "Que tipo de testes foi realizado em seu sangue?". O médico olhou para mim. "A1C glicose e hemoglobina". Pisquei os olhos quando minha mente reconheceu os testes e para que serviam. "Diabetes?" Eu questionei. "Você estava testando para o diabetes?". O médico ergueu a sobrancelha para mim. "Você está estudando na área médica?". Eu balancei minha cabeça. "Não eu sou uma professora de escola primária. Acabei de ler um livro antes sobre diabetes e tinha diferentes tipos de testes que podem ser executados para obter um resultado positivo. Os testes que você mencionou eram dois". Um aluno meu, Jessie, tinha diabetes tipo um e só porque eu estava curiosa, eu li sobre ele. O médico balançou a cabeça para mim. "Bem, sim, você está correta. Eu queria ver se o Sr. Slater aqui tem diabetes". "E?" Nico pressionando. "E a minha teoria estava correta", disse o médico, em seguida olhou para Kane. "Você realmente têm diabetes, Sr. Slater. Tipo um para ser exato". Nenhum de nós disse nada até que Kane abriu a boca e falou. "Tem certeza?", Perguntou. "Quero dizer, meu sangue poderia ter sido contaminado no laboratório, certo?". O médico concordou. "Essa é uma possibilidade, mas eu tinha os testes correndo três vezes para confirmação e nada mudou. O resultado foi o mesmo para todas às três vezes. Você é um diabético, Sr. Slater". "Eu sou um diabético?" Kane murmurou para si mesmo. O quarto ficou tranquilo novamente, mas não por muito tempo, porque eu tinha algumas perguntas que eu queria que fossem respondidas. "Tipo um é a que requer insulina, certo?" Eu perguntei ao médico. Ele acenou com a cabeça. "Sim, isso é aquele exatamente". Eu fiz uma careta. "Isso não é uma doença infantil embora?".


"Normalmente", disse o médico e acenou com a cabeça. "Ele foi apelidado com o nome de diabetes juvenil porque é mais comum ser diagnosticado em crianças, adolescente ou jovem adulto. Pode ocorrer em qualquer idade, apesar de tudo". Eu pisquei. "Oh, eu vejo". "Eu não entendo" Kane suspirou. "Não teria conhecido se eu era diabético? Quer dizer, eu teria tido alguns sinais, certo?". "Seus irmãos mencionaram para os enfermeiros na noite passada sobre a sua perda extrema de fadiga, peso, vômitos e assim por diante ao longo dos últimos doze meses. É muito fácil olhar para estes sintomas como um caso de influenza, um bug vômitos ou mesmo um resfriado simples", explicou o médico. "Há muitos sintomas diferentes para um tipo de diabetes. Algumas pessoas que sofrem de todas elas e outros não têm sinais em tudo. Isso varia de pessoa para pessoa". Todos nós acenamos a cabeça em compreensão e esperei o médico para continuar. "Seu corpo é um caso especial Sr. Slater. Com um monte de gente, os sintomas podem começar como o clique dos meus dedos e as coisas podem progredir rapidamente. Depois, há casos como o seu, onde as pessoas podem ser doentes por um longo período de tempo, mas não precisam de tratamento imediato. Seu corpo funcionou obtendo com a pouca insulina que produziu durante o ano passado, mas a tensão começou a mostrar e não é mais suficiente. Seu colapso ontem à noite é um excelente exemplo disso. Seu corpo precisa de mais insulina para sobreviver do que o que está produzindo atualmente". Olhei para Kane e vi que ele engoliu, mas acenou com a cabeça para o médico, tomar o que ele disse em valor de face. "A má notícia sobre tipo um de diabetes é que não há cura para ela. Você vai tê-lo para o resto da sua vida. A boa notícia é que é administrável. Você terá que tomar uma injeção diária de insulina, começando hoje. Você terá uma dose diária padrão e pode ser ajustado dependendo do seu nível de açúcar. Enquanto você estava dormindo mais cedo, nós provamos o seu nível de açúcar no sangue por isso vai ser uma dose baixa hoje como você não está se movendo ativamente, ou consumir uma grande quantidade de calorias. Esse é o truque com as suas injeções, o mais ativo você é ou mais calorias que você consome, quanto maior a dose precisa de ser. Não se preocupe com isso agora, porém, iremos desenvolver uma programação".


O médico continuou quando uma enfermeira abriu a porta e virou em um carrinho com um balde amarelo e outros equipamentos médicos em uma bandeja grande. "Consultas semanais e check-ups será criado até que você tenha uma alça sobre suas doses. Será tornar-se rotina para você e eu duvido que vai ser difícil para você ter uma ideia. Você se parece com um homem que sabe sobre dieta e exercício. Você só terá que seguir um novo programa para equilibrar o seu nível de glicose no corpo. Isso faz sentido?". Kane assentiu em silêncio, em seguida, apontou o dedo para o carrinho ao lado da enfermeira. "O que é isso?", Ele perguntou sua voz baixa. "Sua primeira dose de insulina. Vou prescrever uma caneta de insulina, apenas porque eles são mais convenientes do que lidando com uma agulha e uma garrafa de insulina separada". Kane ficou tenso com a menção da palavra ‘agulha’. Ele sentou-se e ele olhou punhais ao médico. "Você não está furando uma agulha em mim". O médico olhou para os irmãos, em seguida, volta para Kane. "Sua insulina deve ser injetada sob a pele, Sr. Slater. Ele não pode ser tomado por via oral porque os ácidos em seu estômago vão destruir". Kane deu uma ingestão. "Não me importo, você não está furando uma agulha em mim. Eu não dou á mínima". "Droga", Ryder murmurou. "Kane, você precisa desta medicação ou você não vai obter melhor. Período. Você tem que tomá-lo". Kane olhou para o seu irmão mais velho, e naquele momento ele era um menino assustado. "Não é uma agulha, Ryder. Por Favor. Qualquer coisa, menos uma agulha". Fiquei chocada. Eu não tinha ideia de que ele estava tão aterrorizado com agulhas. Quero dizer, ele não poderia ter medo deles, ele tinha uma manga de tatuagens então qual era o problema dele? Nico virou-se para o médico. "Ele teve algumas más experiências... com agulhas no passado". Ele tinha? Como?


O médico franziu a testa. "Tem que ser injetados diariamente. Sinto muito, ele tem que receber essa medicação ou... ou ele vai morrer". Abri minha mão sobre minha boca e arregalei os olhos. Isso era tudo que eu precisava ouvir para eu tomar esta situação muito a sério. "Eu vou fazer isso", eu anunciei e soltei minha mão ao meu lado. O médico e a enfermeira olharam para mim. "Eu sinto muito, mas isso não é protocolo". Eu ignorei o médico e me mudei para o lado de Kane. Ele estava em pânico e olhou apenas alguns segundos de saltar para fora da cama e fazendo só Deus sabe o quê. "Hey," eu murmurei, minha voz baixa. "Olhe para mim, Kane". Os olhos de Kane eram selvagens quando eles foram presos nos meus. "Não é uma agulha. Por favor", implorou. Senti meus olhos encher. "Você confia em mim para não machucá-lo, não é?", Eu perguntei, mantendo contato visual com ele, assim quando caíram minhas lágrimas. Kane estava hesitante. "Aideen... Eu não posso...". "Você confia em mim para não machucá-lo, não é?" Eu repeti. Kane começou a suar, mas respondeu: "Sim, eu sei que você não vai me machucar". Eu estendi a mão e coloquei a palma da mão em seu rosto. "Então me deixe ajudá-lo. Deixe-me fazer isso e obtê-lo fora do caminho. Vai ser mais antes de conhecê-lo. Eu não vou te machucar, Kane. Eu prometo". Ele segurou o meu olhar e eu pensei que ele iria precisar de mais convincente, mas quando eu estava prestes a abrir minha boca, ele sussurrou: "Tudo bem". Ele estava concordando? Sim! "Ok", eu respirei. "Nós temos isso, ok? Eu e você?". "Eu e você", Kane repetiu. Fiquei olhando para ele e atingi minha mão direita para trás.


"Dê-lhe a agulha de maldição. Ele só vai deixá-la fazê-lo para dar-lhe a ela" Eu ouvi Nico em um rosnado baixo. Houve um pouco de movimento, então eu senti um objeto colocado na minha mão. "Seu estômago e braços são consideravelmente enfraquecido, ele terá que estar em sua coxa. A área gorda, como o interior da coxa é o melhor", disse o médico, sua voz baixa para não pirar Kane. Eu balancei a cabeça e reorientada para Kane. "Feche os olhos para mim". "Aideen, por favor... não me apunhala com ela". Esfaqueá-lo com isso? Oh, Deus. "Vai ser um pouco em sua parte interna da coxa, isso é tudo", eu disse meu lábio inferior tremendo. Kane segurou o meu olhar. "Você promete?". "Eu prometo querido", eu respondi, balançando a cabeça. Ele acenou com a cabeça para trás para mim, em seguida, fechou os olhos. Ele confiava em mim. Eu olhei para baixo para seu corpo e retirei o cobertor que o cobria. Eu empurrei o vestido do hospital da perna, não nivelada a agulha o médico entregou-me, em seguida, enfiou a mão dentro de uma parte onde eu poderia pegar um pedaço da parte gorda de sua parte interna da coxa. "Aperte a pele, em seguida, insira a agulha. Lentamente injete a insulina, então segure por dez segundos, de forma nenhuma deixe a insulina escoa para fora com todo o sangue", sussurrou o médico. Eu balancei a cabeça e olhei para baixo para a agulha na minha mão. Segurei corretamente, em seguida, pressionei na coxa de Kane antes que eu pudesse pensar sobre o que eu estava fazendo. Eu estava com medo, se eu pensasse sobre isso, então eu perderia meu nervo. Eu cuidadosamente empurrei a insulina em seu corpo, e depois segurei por dez segundos antes de eu remover a agulha.


Eu tampei, devolvi ao médico, em seguida, virei-me para Kane. Ele ainda tinha os olhos fechados, então eu estendi a mão e toquei-lhe o rosto. "Tudo feito", eu sussurrei. Kane piscou os olhos abertos. "Eu não senti nada". Eu sorri. "Eu te disse". Kane olhou para mim por um momento, em seguida, estendeu a mão e me puxou para um abraço. Ele não disse nada, apenas me segurou com força a seu corpo. "Eu vou voltar mais tarde para discutir a data de consulta e check-up para a próxima semana. Eu também vou passar por tudo com ele, e com você, sobre o que esperar com seus diabetes. Vamos mantê-lo durante a noite novamente e se ele está respondendo bem às injeções para que ele possa ir para casa amanhã". Eu ouvi os irmãos falar com o médico, em seguida, uma porta abrir e fechar. "Você está bem?", Murmurei. Kane murmurou, "Sim", e, em seguida, deixou-me ir. Eu me afastei e olhei para ele, franzindo a testa. Ele fechou os olhos e permaneceu em silêncio. "Que diabos foi isso? Eu nunca o vi assim antes", Bronagh virou-se para Nico. Nico suspirou. "Não é o meu lugar para explicar Bronagh. É de Kane se ele quiser dizer". "Eu não quero dizer nada, porque nós somos feitos falando sobre isso", disse Kane e abriu seus olhos. "E nós não estamos discutindo injeções de qualquer tipo. Eu não estou fazendo essa merda de novo. Nenhuma porra caminho". Eu fiz uma careta. Ele precisava de uma injeção diária de insulina, a fim de equilibrar as suas diabetes e ficar bem. "Não é para discussão, Kane", começou Branna. "Você vai tomar as injeções. Eu vou fazê-las para você-". "Não!" Gritou Kane e cortou Branna fora. "Apenas Não." Ryder olhou para Branna. "Pare está empurrando-o".


Branna olhou de volta para Ryder e rosnou: "Um de nós tem. Caso contrário, ele vai ficar doente de novo. É isso que você quer?". Ryder balançou a cabeça e olhou para longe do olhar ardente de Branna. Merda. Agora, o que foi aquilo? Eles olharam um para o outro como se eles se odiavam. Eu balancei a cabeça clara e focada sobre o que todo mundo estava dizendo. "Ela está certa, Ryder", disse Bronagh. "Ele precisa levá-los. Você não pode beber". Alec intrometeu em seguida. "Nós não estamos forçando ele, Bronagh! Estamos sendo atencioso. Ele não gosta de agulhas. Fim da história do caralho". "Hey!" Alannah virou-se para Alec. "Não fale assim com ela!". "Não grite com ele, Lana," Keela suspirou. Alannah olhou para Keela. "Diga a ele para recuar a Bronagh então". O que diabo estava acontecendo? Todo mundo estava se transformando um com o outro. "Seria bom se todos vocês parassem de falar sobre mim como se eu fosse uma porra de um inválido. Eu posso ouvir o que vocês estão dizendo tudo, e eu posso fazer minhas próprias decisões malditos quando se trata de meu corpo". Branna mudou-se para o lado oposto da cama e olhou para Kane. "Você quer morrer?", Ela perguntou sem rodeios. "Porque é isso que vai acontecer se você não tomar a insulina diariamente". "Branna, porra para!" Gritou Ryder. Ele me assustou ao ouvir Ryder levantar a voz para ela. "Não!" Branna berrou de volta para ele. "Eu o amo, porra! Eu não quero que ele fique doente novamente!". Eu esfreguei minha mão sobre meu rosto.


Isso era ruim. Olhei para Kane quando todos argumentando entre si. "Kane?", Eu murmurei. Ele olhou para mim, seu rosto passivo. "Eu sei o que você vai dizer". "O quê?", Perguntei. "Kane, você precisa tomar a insulina. Você vai ficar doente se você não fizer isso", disse ele, imitando a minha voz perfeitamente. Eu bufei. "Sim, isso foi muito bonito". Kane fez uma careta. "Eu não gosto de agulhas, Aideen. Eu simplesmente não". Por quê? Eu queria perguntar por que tão mal. Parecia muito mais do que uma simples fobia de agulhas, mas eu não quis empurrá-lo. Ryder passou por Branna e se inclinou para Kane. "O que podemos fazer para levá-lo a tomar a insulina tiros?". "Eu. Não. Faço. Nada" Kane repetiu com os dentes cerrados. Oh, esqueça isso. "Você não", eu disse, "mas eu faço". A sala ficou em silêncio. "O-o que?" Kane gaguejou, enquanto olhava de volta para mim. Eu soltei um suspiro. "Eu vou dar-lhe suas injeções todos os dias. Você me deixou fazer isso uma vez, você vai me deixar fazê-lo todas as outras vezes, também?". Kane olhou para mim com os olhos arregalados. Eu senti toda a gente olhar para mim também. "Por que você quer me ajudar?", Ele perguntou seu rosto caindo. Boa pergunta. Dei de ombros. "Eu gosto de brigar com você, e eu preciso para mantêlo em torno de mim, assim eu acho que eu estou fazendo isso por minhas próprias necessidades egoístas. Processe-me".


Kane sorriu um pouco quando seus irmãos riram e a tensão na sala aliviou. "Aideen, obrigado, mas eu não-". "Hey," eu o interrompi e sorri quando ele olhou para mim. "Eu e você?". Kane lambeu os lábios e sussurrou "Eu e você". Oh meu Deus. Eu e você. Agora que tenho o meu ritmo cardíaco. Em jeito de brincadeira pisquei. "Está no papo". Kane olhou para mim longo e duro, e eu o vi crack e dar para mim antes que ele mesmo percebeu. "O que você disse?" Eu pressionei. Kane olhou ao redor da sala, em seguida, para mim e disse: "Eu digo tudo bem, boneca".


CAPITULO 5

Tem sido oito dias desde que Kane deixou o hospital, mas apenas nove desde que ele entrou em colapso de modo que significava que todo mundo ainda estava tornando as coisas fáceis em torno dele. Até eu. Eu limitava nossos argumentos para um por dia apenas para que ele não usasse para fora. Ele não foi necessariamente fraco desde que ele chegou a casa, mas ele cansa facilmente, mesmo com suas injeções de insulina. Seu cansaço de lado, todos nós poderíamos ver a mudança nele graças à sua medicação. Foi lentamente construindo-o de volta ao seu antigo eu. Sua saúde estava a melhorar todos os dias, mas a sua atitude? Sim, isso piorou com cada passagem de minuto. Ele concordou no dia em que acordei no hospital para me deixar dar-lhe as injeções todos os dias em casa, mas que era mais fácil dizer do que fazer. Ele estava em duas injeções de insulina por dia, o que o médico disse era o seu mínimo. Kane consumiu uma grande quantidade de calorias e foi ativo mesmo quando ele não estava se sentindo bem de modo que as duas injeções foram necessárias para ele. Ele pode até saltar para três por dia quando ele era eventualmente bem o suficiente para trabalhar fora novamente, mas por agora, foi duas por dia e a insulina dentro dele tinha sido inferno. Inferno absoluto. Eu trabalhava em tempo integral na escola primária local. Eu ensinei alunos de segunda classe e trabalhava a partir de oito e meia da manhã às três da tarde, exceto sextas-feiras, quando era um meio-dia e eu terminava à uma da tarde. Calendário de Kane para suas injeções foi um jab de manhã, e um jab no período da tarde, depois que ele comeu. Eu trabalhei ao redor do meu horário de trabalho, por isso a semana passada eu estive chegando à casa de Kane às oito da manhã, para dar-lhe a sua primeira injeção, então eu viria em meu horário de almoço para dar-lhe a segunda. Foi difícil e eu tinha recorrido a fazer coisas ridículas apenas para tomar sua mente fora das iminentes injeções. O nível mais baixo foi abaixei-me para meus seios estarem piscando para ele só para lutar contra um ataque de pânico que eu estava convencida de que ia ter. Trabalhou-se acima sobre as injeções, e um par de vezes ele repetiu para mim não 'esfaqueá-lo', e eu não tinha ideia do por que. Eu estava


extremamente curiosa para saber por que ele repetiu as mesmas palavras para mim, mas quando eu perguntei seus irmãos sobre isso, eles me disseram para 'deixar cair', então eu fiz. Por enquanto de qualquer maneira. Era sexta-feira à tarde, e eu tinha acabado de chegar à residência Slater após a vinda direto do trabalho. Keela me deixou entrar em casa. Ela veio para verificar Kane, mas ele estava em seu quarto por trás de sua porta trancada para que ela estava saindo. Ela parou de falar comigo desde que eu estava lá e eu usei o tempo para desabafar para ela. "Eu vim aqui esta manhã em meu caminho para o trabalho e você sabe o que ele fez?", Perguntei a Keela. Ela balançou a cabeça. "Ele não me deixou entrar em seu quarto para lhe dar sua injeção. Eu não tenho nenhuma ideia do que é a sua bunda, mas ele precisa se livrar dele para que eu possa dar-lhe a sua insulina maldita", eu disse e empurrei fios soltos de cabelo que escapou dos meus grampos de cabelo do meu rosto. "Estou ficando tão estressada sobre ele e sobre suas injeções. Não é mesmo engraçado como ele está sendo infantil". Keela balançou a cabeça, mas não disse nada. "Eu pensei que desde que ele concordou em me deixar dar-lhe suas injeções ele seria razoável, mas ele não é. Ele tem sido nada, mas do que difícil", eu disse a Keela. "Ele é meio rude, e um idiota completo para mim. Eu estou tão perto" Eu segurei o meu dedo indicador e o polegar em um fio de cabelo de distância um do outro "de esfaquear ele no olho porra com sua caneta de insulina". O lábio de Keela contraiu. "Se alguém pode levá-lo a tomar o remédio, é você, Ado". Eu gemi. "Eu não sei por que, tudo que fazemos é discutir. Literalmente. É tudo o que fazemos. É tudo o que eu já fiz". Keela riu: "Talvez ele goste de sua companhia. Alguma vez você já pensou nisso?". Não, porque essa era uma ideia estúpida. "Por favor, ele não me suporta tanto quanto eu não posso suportá-lo. Estamos felizes em ódio, Keela". Ela riu e balançou a cabeça. "Vocês dois estão loucos".


"Eu sei que eu sou louca", eu disse. "Só uma mulher louca iria colocarse com o seu jumento hormonal. Eu estou te dizendo à mulher que acabar com ele terá que ter a paciência de um santo". "Eu posso ouvir você porra, boca grande!" Kane rugiu descendo as escadas enquanto as descia. Rosnei e em voz baixa, disse a Keela, "Eu vou matá-lo antes de sua diabetes fazer". Ela riu em silêncio e olhou para Kane quando pisou fora o último passo da escada. "O que é tão engraçado?" Kane perguntou a ela. "Nada", respondeu ela e enxugou as lágrimas de seus olhos. Eu estreitei os olhos para Kane. "Que horas você chama isso?". Ele olhou para o relógio na parede atrás de mim e disse: "Duas e meia da tarde". "Eu chamo-lhe bastardo preguiçoso horas", eu assobiei. Keela estendeu a mão e segurou-me com sua risada silenciosa atualizada para chiado audível. "Desculpe mãe. Eu deveria ser antes do meio-dia para alguma coisa?", Perguntou Kane, rindo. Eu olhei. "Você sabe muito bem que eu tinha para dar-lhe a injeção as oito esta manhã. Eu parei no meu caminho para o trabalho e você não abriu a porta. Não me alimente com suas besteiras sobre não me ouviu. Eu ouvi você rir quando eu estava chamando você.” Ele sorriu, mas não negou as acusações. "Você é inacreditável", eu rosnei. "Você quer ficar doente? Porque não pegando sua insulina irá resultar em que você mal-estar-ninguém-só você". Kane continuou a sorrir. "Talvez eu goste de dor auto infligida". "Mantenha-se falando" eu avisei "e eu vou provocar todo tipo de merda de dor em você". "Isso é uma promessa, boneca?", Ele perguntou e ruídos beijo feitas.


Eu gritei e dei um tapa no ombro de Keela. "Você vê? Você vê o que eu tenho que aturar? Uma porra de homem-criança!". "Eu sou todo homem, baby. Você vê meu pau suficiente para saber" Kane riu, novamente. Keela parou a meio caminho através de seu ataque de riso e olhou para mim com um o-que-a-foda de olhos bem abertos. Rosnei "por isso, ele quer dizer que ele vai mostrando principalmente quando eu tenho que dar-lhe a injeção em sua coxa e me obriga a olhar para o seu pênis". Keela caminhou até Kane e deu um high five com o babaca. "Isso é brilhante". Brilhante? "De que lado você está?", Eu quis saber de Keela. "O lado do amor". Do amor? "O quê?" Eu bati. Ela ainda estava rindo quando ela se virou e caminhou em direção à porta do corredor, não me respondeu ou mesmo dizendo adeus. Eu me virei e olhei para ela de volta. "Onde diabos você está indo?", Perguntei com raiva. Keela ergueu a mão e acenou sem se virar. "Minha primeira seção com a terapeuta é pela metade de uma hora. Eu preciso sair daqui, caso contrário, eu vou desmaiar de rir. Mas tarde". Eu bufei, "Boa sorte, você vai fazer grande". "Eu seguro", disse Kane por trás de mim. "Vejo você mais tarde, querida". "Seja bom. Tanto de você", gritou Keela, depois riu quando ela fechou a porta atrás dela. "Sem promessas," Kane respondeu. Eu me virei para encará-lo e olhei com tanta força que eu machuquei meu rosto.


"Cozinha. Agora" Eu rosnei e passei por seu grande corpo enquanto eu caminhava pelo corredor em direção á cozinha vazia. Olhei ao redor da sala e fiz uma careta. Eu sabia que Branna estava no trabalho porque ela teve terrivelmente longos turnos de segunda á sexta-feira do mês, mas eu não tinha ideia de onde estava Ryder. "Onde está Ryder?", Perguntei. Kane deu de ombros. "Eu só desci as escadas, como eu deveria saber onde ele está?". A atitude! "É preciso animar e deixar de ser um canalha, tal insolente. Estou ficando farta de você ser tão rude e arrogante comigo. Estou aqui para ajudá-lo, não receber suas birras", eu disse enquanto estendia-se e agarrei seu kit de insulina a partir do meio da prateleira no armário acima da torradeira. Eu também peguei a bolsa que continha o seu medidor de glicose. Eu precisava disso para verificar seus níveis de açúcar no sangue antes que eu injetasse qualquer insulina. "Faça o teste de gravidez maldita e não vou agir como tal caralho pau com você". Eu congelei, em seguida, virei-me. Eu consegui ir o dia inteiro sem pensar sobre essa situação. "É disso que se trata?", Perguntei. "Você faz o inferno para mim para obter a insulina em você, você age como a mãe de todos os filhos da puta, e tudo porque eu não tomei um teste de gravidez ainda. Você está falando sério?". Kane atirou para frente e entrou no meu espaço pessoal. Ele olhou para mim enquanto eu apertei de volta para o balcão de cozinha. Eu segurei seu olhar, mas o meu nervo estava deslizando a cada segundo porque quando Kane era louco, ele parecia aterrorizante. "Sim", ele rosnou. "Isso é exatamente por que eu estou me comportando desta maneira. Eu quero saber se você está grávida. Estou cansado de esperar". Eu tinha feito esperar muito, mas o medo me impediu de fazer um teste. Eu coloquei fora todas as chances que eu tenho. Eu mal criei coragem para buscar de Ryder e Branna na casa de banho para o teste que eu tomei anteriormente, mas ele se foi, e eu estava com muito medo de perguntar se alguém o encontrou.


Eu gemia, "Eu disse a você que eu, Bronagh, e Branna fez um acordo para fazê-lo juntos amanhã. Sábado, Branna e eu não temos trabalho por isso é o melhor momento". "Por quê? Por que você não pode fazer isso sem elas?" Kane perguntou, exasperado. Dei de ombros. "Nós começamos isso juntas, parece apenas o direito de terminá-lo juntas". A mandíbula de Kane definido. "Se você está grávida, então nós começamos isso junto não as meninas". Obrigado pela lembrança. Engoli em seco. "Nós vamos descobrir amanhã, ok? Pare de por tanta pressão sobre mim. Estou com medo fora de mim. Se eu estou grávida, então minha vida como eu sei, está prestes a mudar para sempre". "Se estiver, então a minha vai também", Kane grunhiu e abaixou a cabeça ao meu. "Eu e você, lembra-se? Estamos nisso juntos". Maldito seja ele. "Porque você faz isso? Você me enfurece um minuto, em seguida, me derrete no próximo". Kane sorriu, e como de costume, ele transformou seu belo rosto. "Eu faço você derreter? Como o tipo de calcinha de imersão de fusão?". Ele foi nojento. Eu resmunguei. "Não. Você me faz derreter, como em você apagar a má e substituí-lo com boa quando você está bom que muitas vezes não é". Kane franziu a testa, em seguida, e deu-me o dedo para que eu pudesse testar o seu açúcar no sangue. "Eu sinto muito, ok?". Eu verifiquei os resultados no medidor, em seguida, olhei para ele por um momento antes de eu balançar a cabeça. "Desculpas aceitas, agora puxe para baixo suas calças". Kane balançou as sobrancelhas para mim. "Droga. Você quer foder? Boneca estou muito no jogo". Eu levantei uma sobrancelha. "Vê".


Kane piscou. "Um boquete, então? Eu prefiro foder muito bichano, mas sua boca vai fazer just-". "Termine essa frase e eu vou cortá-lo. Eu juro". Kane riu para si mesmo quando ele agarrou a banda de suas calças e empurrou-os para baixo. Felizmente, ele deixou sua cueca no lugar desta vez. Ele estendeu a mão e puxou a cueca até a sua coxa cheia estava mostrando. Eu me virei e tive a sua caneta de insulina a partir do kit, definir o número de unidades que estaria recebendo, em seguida, virei-me e me ajoelhei diante dele. "Você sabe de algo? Eu nunca tive a mesma mulher de joelhos tantas vezes na minha frente e não tê-la para chupar o meu pau" Kane meditou quando ele estendeu a mão e passou os dedos pelo meu cabelo. Eu balancei minha cabeça. "Há uma primeira vez para tudo, germinador". Kane puxou meu cabelo e me fez assobiar. "Perde esse apelido estúpido". Eu sorri. "Perde boneca". "Não é um caso, boneca" Kane brincou. Eu olhei para ele, em seguida, olhei para baixo quando eu destampei a tampa de sua caneta de insulina e inserido uma nova agulha. "Feche os olhos", eu disse quando o dispositivo estava pronto. Quando eu olhei para cima e vi seus olhos estavam fechados, eu alcancei dentro, belisquei uma parte gorda do seu interior da coxa, e inseri a agulha em sua pele. Eu franzi o rosto quando a agulha quebrou as camadas de pele de Kane, porque eu podia sentir o momento em que ela entrou em seu corpo. Eu injetei a insulina, em seguida, depois de alguns segundos, tirei a agulha e segurei meu polegar sobre a área que eu apontei para um momento. Quando eu me afastei, não havia sangue ou qualquer insulina que escoa para fora da pequena área. Eu estava ficando bom nisso e tinha cortado um ou dois segundos do meu tempo desde Kane chegou à casa a partir do hospital. "Tudo feito", disse eu, então tenho para os meus pés.


Kane puxou as calças para cima e olhou para mim o tempo todo. Eu não pude deixar de rir. "Por que você sempre olha para mim desse jeito depois de eu dar-lhe a injeção?" Eu perguntei curiosa. Kane deu de ombros. "Acho que estou um pouco admirado de você fazêlo em tudo". "Bem, alguém tem que fazê-lo". Kane fez uma careta. "Eu nunca vou deixar ninguém fazer isso por mim, você sabe disso, certo?". Eu fiz. Eu não sei como eu sabia disso, mas eu fiz. "Sim, eu vou estar em mim de joelhos diante de você para o resto da vida. Estou ciente disso". Kane caiu na gargalhada. "Seu futuro marido vai me odiar". Eu ri. "Ele vai ter que aceitar que você é agora parte de minha rotina diária. De manhã e de tarde para ser exato". Kane sorriu quando ele se virou e abriu a geladeira. "Você está aqui em seu almoço?". "Não", eu disse às suas costas. "É sexta feira. Meio dia". "Então o que você está fazendo agora?". Dei de ombros, embora ele não pudesse me ver. "Eu ia sair com Keela, mas ela tem sua seção com a terapeuta então eu provavelmente vou apenas para casa. Eu vou voltar mais tarde para a sua segunda injeção embora". "Você poderia sair comigo se você quiser?" Kane murmurou enquanto ele se fez um sanduíche. Eu ri, mas parei quando vi o corpo tenso. Ele estava falando sério. Eu não queria ferir seus sentimentos desde que ele foi, na verdade, sendo bom para mim. Quero dizer, isso poderia ser uma vez na vida uma oportunidade. Ele nunca se ofereceu para sair comigo. Sempre. "Ok, o que você quer fazer?", Perguntei.


Ele deu de ombros. "Ordens do doutor devem tomar as coisas fáceis para mais alguns dias até que meu corpo cresça acostumado com a insulina injetada. Então, tudo o que fazemos, tem que ser dentro de casa". Eu levantei uma sobrancelha. "Se você sugerir sexo, estou batendo na sua cabeça". Kane riu. "Sem ofensa, mas eu não tenho a energia para você". Revirei os olhos e perguntei: "Você tem Netflix, certo? Poderíamos ver os Sons of Anarchy se você quiser? Eu preciso voltar a assistir todas as temporadas novamente em preparação para a temporada final, porque ele começa em breve". Kane virou-se para mim e mordeu seu grande sanduíche. "O que é os Sons of Anarchy?". Eu senti meu queixo cair aberto. "Por favor, me diga que você está brincando". Kane sacudiu a cabeça. Eu balancei a cabeça em desapontamento e me virei e sai da cozinha. Eu bati meus dedos e olhei por cima do meu ombro para Kane. "Venha comigo". Kane seguido e disse em torno do alimento na boca, "É melhor não ser algum programa de amor sentimental". Sentimental? Filhos da anarquia? De jeito nenhum. "Apenas siga-me", eu disse e eu pisei para as escadas "e deixe-me apresentar-lhe a Jax Teller".


CAPITULO 6

Eu sorri quando uma temporada de Sons of Anarchy terminou. "Então," eu perguntei quando eu sorri e virei minha cabeça na direção de Kane, um pouco surpresa quando eu encontrei seu corpo tão perto do meu. "O que você acha?". Kane virou a cabeça e olhou para mim. "Eu odeio que eu quero ver a segunda temporada de imediato". Eu cai na gargalhada. "Você nunca vai escapar agora, os Filhos têm conta de você". Kane sorriu. "Você tem um poder sobre mim". Eu? "O que quer dizer? Oh, desculpe" Eu corei de vergonha quando eu percebi que eu estava deitada em seu braço e ele não seria capaz de se mover a menos que eu me levantasse e foi o que eu fiz. Estávamos deitados na cama de Kane assistindo sua televisão. Apenas deitados em sua cama. Ambos começámos fora assistindo ao show sentado, mas acho que até o terceiro episódio nossos corpos se inclinaram mais e mais de volta até que foram deitados. Eu não tinha ideia de como eu vim parar em seu braço embora. Nada. "Não se desculpe, foi bom" Kane brincou. Engoli em seco e tentei fazer uma piada com isso. "Usar você para a cama é bom?". "Use-me para baixo e eu vou deixar você saber", ele respondeu rapidamente. Corei carmesim e odiando. "Será que tudo têm de ser feitas em uma brincadeira sexual com você?", Perguntei um pouco irritada. Ele pensou sobre isso por um momento, em seguida, respondeu: "Sim". Revirei os olhos. "Típico".


Engoli em seco quando as mãos de repente agarraram meus ombros e me puxou de volta para baixo a minha prevista posição. "Relaxe, eu não estou prestes a saltar em você". Eu franzi o rosto em desgosto. "Como eu iria deixá-lo". "Você me deixou antes. Três vezes, na verdade" Kane murmurou. Ele não! "Isso não é para discutir novamente, Kane ", eu disse. Ele suspirou. "Certo. Desculpe". Ficou estranho então. Sentei-me novamente e limpei minha garganta. "Vamos lá, você tem que tomar a sua segunda injeção, já é sete". Ele gemeu então eu belisquei seu lado fazendo-o ganir. "Nada disso", eu disse, "vamos ir e conseguir este feito". "Depois de você, Mãe" Kane resmungou. Eu sorri para mim enquanto eu descia de sua cama, escorreguei meus sapatos de volta, e sai do quarto de Kane com ele preguiçosamente seguindo atrás de mim. Fizemos isso para o fundo das escadas, mas abrandei instantaneamente nosso ritmo para baixo à medida que se aproximava da porta da cozinha. Eu podia ouvir vozes levantadas a partir de dentro da cozinha e isso me fez um pouco nervosa. "Isso é-". "Bran e Ry?" Kane suspirou. "Sim". "Uau", eu sussurrei. "Eu não achava que Branna argumentavam não como este de qualquer maneira".

e

Ryder

Kane resmungou baixinho. "Os últimos meses ele foi ficando pior e pior. Eles discutem sobre as menores coisas. É diferente do que quando os outros argumentam porque você pode sentir a raiva entre eles". Eu fiz uma careta. "Isso é péssimo". Kane acenou com a cabeça e franziu a testa quando a gritaria da cozinha intensificou. "Eu não posso suportar a visão de você. Eu só tenho que olhar para você e ficar irritada!" A voz de Branna berrou.


"Você acha que a visão de você me faz feliz?" Ryder pediu, em seguida, sem humor riu. Eu ampliei meus olhos. "Por que eles estão sendo tão doloroso?", Perguntei. "Eu não gosto disto". "Casais lutam", disse Kane e encolheu os ombros como se fosse nada. Eu sabia que era algo mais do que isso embora. Ryder e Branna lutando não foi chocante. Mas gritando coisas horríveis um ao outro? Isso foi extremamente chocante. "Eu não posso mesmo estar aqui com você. Você é uma mentirosa!" Ryder disparou. "Como eu sou uma mentirosa?" Branna gritou. "O que diabos eu tenho guardado de a você?". Kane e eu ficamos de braços cruzados na porta da cozinha. Eu me senti muito estranha para fazer qualquer coisa. Eu não queria deixar porque teria sido óbvio que estávamos ouvindo, se eles nos ouviram a pé, mas eu também não quis ficar pendurada ao redor e ouvir os meus amigos lutando um com o outro. Eu não poderia mesmo intervir para ajudar a acalmar as coisas, porque Branna e Ryder estavam em um relacionamento. Eles estão juntos há anos e vê-los tratar um ao outro tão mal foi um pouco de um choque para o meu sistema. Ele só foi para mostrar que mesmo as pessoas que foram claramente destinadas a ficar juntas não teve a vida fácil. "Como sobre o teste de gravidez positivo que porra eu encontrei no banheiro na semana passada?" Ryder rosnou. "Eu achei no dia que Kane chegou em casa, mas eu decidi esperar até que ele foi liquidado em antes de eu trazer para cima. Então eu percebi que eu iria esperar até que estivesse pronto para me dizer que estava grávida. Mas. Você. Nunca. Fez". Eu ampliei meus olhos e senti meu coração pular. "Grávida? Teste de gravidez? O que diabos você está falando Ryder?" Branna estalou. "Não me venha com tretas. Eu encontrei o teste e eu quero saber a verdade de você. Nós não tivemos sexo em meses, por isso não é a porra do meu filho".


"Você... Você acha que eu iria trair você?", Perguntou Branna, sua voz cheia de mágoa. Segurei a mão de Kane e puxei-o pelo corredor. "Precisamos dar-lhes privacidade" Eu respirava. Kane estava olhando para mim, mas seus olhos estavam distantes. "Branna é a única que está grávida?", Ele murmurou. Eu senti como se estivesse prestes a vomitar, mas forcei meus sentimentos de lado para perceber que Kane parecia... Triste. Realmente triste. "Obrigado por hoje, foi divertido", ele murmurou. "Eu vou voltar para a cama. Eu não me sinto tão bem". "Mas sua injeção-". "Uma delas será o suficiente para mim hoje. Até mais". Virou-se e caminhou pelo corredor, em seguida, subiu as escadas. Eu estava congelada no meu lugar enquanto eu o observava ir. Eu não podia abrir minha boca para dizer qualquer coisa, porque se eu fizesse, eu ia vomitar em todos os lugares. "Ryder", ouvi a voz de Branna dizer da cozinha, sua voz não mais levantada. "Eu não estou grávida. Eu e as meninas somos destinadas a fazer testes amanhã, mas eu não podia esperar até então. Eu levei um há alguns dias atrás e foi negativo. Eu não lhe disse por que você estava tão concentrado em Kane". Silêncio. Oh. Cristo. Oh. Porra. "Você não está grávida?" Ryder repetiu. "O teste que eu encontrei foi positivo embora. Se você não for, em seguida, que o levou em nossa casa? Quem está grávida?". "Bronagh ou Aideen. É uma delas". Oh. Não foi Bronagh que fez o teste que Ryder encontrou fui eu... E ele disse que era positivo! Eu não conseguia respirar. Eu literalmente não conseguia respirar. Eu tinha que sair do corredor, porque parecia que estava se aproximando de mim.


Eu praticamente corri para fora da casa, fechando a porta atrás de mim. Inclinei-me para frente e pressionei minhas mãos em meus joelhos e sugado em grandes goles de ar. Acalme-se. Eu repeti o pensamento mais e mais em minha mente, em seguida, fiquei em pé e olhei em frente à estrada para as luzes do Jeep que foi puxado para a garagem de Keela e Alec. Ela estava em casa. Graças A Deus! Tirei para fora do jardim, corre em frente à estrada, e até a sua garagem. "Aideen!" Alec estalou quando ele saiu de seu carro. "Você assustou a merda fora de mim. É escuro lá fora. Não faça isso de novo, eu poderia ter reagido por reflexo e bater em você". "Desculpe flor" eu disse, respirando com dificuldade. "Abra sua porta". Keela contornou o carro e franziu a testa. "De onde você vem?" Ela perguntou. Apontei para a casa do outro lado da estrada. "Você esteve lá desde que eu deixei horas atrás?" Ela perguntou, com os olhos arregalados. "É quase sete horas". Ela não precisa saber que Kane e eu assistimos toda a primeira temporada de Sons of Anarchy em seu quarto durante todo o dia. Ninguém precisava saber disso. "Eu dei-lhe a segunda injeção" diretamente sua pergunta.

Eu

menti,

evitando

responder

Keela me observou por um momento, em seguida, acenou para mim. "Ok, então por que você está aqui, respirando como quem acabou de correr uma maratona?". Uh. "Eu preciso... Usar seu banheiro" eu disse, e depois sorrir. Alec suspirou enquanto caminhava para frente e abriu a porta da frente de sua casa. Ele entrou e virou-se fora o sinal sonoro do alarme, inserindo o código de alarme para o teclado.


"Por que você não usa o banheiro no lugar de Branna?" Keela perguntou quando estávamos no interior. Porque eu sei que você recentemente tem abastecido com testes de gravidez, e eu não podia ficar ali porque todo mundo estava a segundos de distância de descobrir quem era realmente grávida. Eu sabia que no fundo não era Bronagh que estava grávida como Branna sugeriu, mas eu me recusei a acreditar que era eu que estava grávida até que eu vi a prova para mim. "Vá em frente" disse Keela, acenando-me para subir as escadas quando eu não lhe dei uma resposta. "Obrigado!" Eu gritei enquanto eu corria para as escadas. "Ligue a ventoinha, se você tem uma merda!" Keela berrou atrás de mim enquanto eu subia as escadas. Eu não pude deixar de rir. "Ok!". "É para isso que você veio aqui? Da próxima vez que tirar uma porcaria no lugar de Ryder!" A voz de Alec gritou-se as escadas atrás de mim. Eu ouvi a risada de Keela e brigas de Alec, mas ambos desapareceram quando entrei em seu quarto e corri para a sua casa de banho. Eu sabia que eu poderia ter usado o banheiro no primeiro andar, mas eu sabia que o banheiro principal da Keela era o único com os testes de gravidez. Ela não estava pensando em começar a qualquer hora em breve ficar grávida, ela teve um implante no braço para evitar a gravidez, mas ela teve que se abastecer em testes porque as meninas e eu mesma usamos para cima as que ela teve na semana passada. Quando fechei a porta do banheiro, tudo se tornou um silêncio mortal. Mesmo minha respiração abrandou. Era como se meu corpo sabia que eu estava prestes a fazer algo enorme, e ele não estava tomando uma porcaria como Alec pensou que era. Tomei respirações lentas e profundas e caminhei até o balcão e armário. Eu coloquei minha mão sobre o balcão de mármore e olhei para o espelho diante de mim. Eu não parecia ter vinte e oito anos de idade e a mulher que eu era. Eu vi uma garotinha assustada que estava em uma perda. Eu fiz uma careta para mim mesmo, então balancei a cabeça. Você consegue fazer isso.


Eu acreditava que podia, mas o inferno, ainda era aterrorizante. Eu subi para o armário de remédios acima da pia e abri a porta. Avistei a caixa e abri um dos testes de gravidez Clearblue digitais. Eu estendi a mão e peguei a caixa na minha mão, rapidamente desfiz o embrulho, e tirei um coberto teste de gravidez. Tirei a embalagem sobre ele e olhou para o teste. Era isso. Fui até o banheiro, empurrei minhas leggings e roupas íntimas para baixo a meus tornozelos e, em seguida me sentei. Eu sabia que a essência de tomar um teste de gravidez, eu tinha levado dois nos últimos nove dias, mas descobrir os resultados nunca vem fácil por isso espero que a terceira vez fosse um encanto para mim. Eu precisava saber se eu estava grávida. Demorou alguns minutos para que eu fosse capaz de ir os meus nervos causaram a travar, mas por sorte, eu finalmente fiz xixi na vara. Eu tampei o final de teste e coloquei sobre o balcão ao meu lado. Eu terminei o meu negócio, em seguida, puxei minha calcinha e leggings para cima. Fui até a pia onde passei uma grande quantidade de tempo a lavar cuidadosamente as mãos. Quando eu estava acabando eu sequei minhas mãos e virei-me e olhei para o teste no balcão em frente a mim. Eu não sei quanto tempo eu tive que esperar para o teste para estar pronto, e eu não queria pegar a caixa e lê-lo, porque, a cada segundo, eu me sentia mais e mais doente. Eu precisava fazer isso, mas que não me fez sentir melhor sobre fazê-lo. Ele realmente me fez sentir pior. Se eu estivesse grávida, então eu era completamente fodida. Tinha 28 anos de idade e eu estava bem ciente de que eu não estava recebendo qualquer mais novo, mas eu mal podia cuidar de mim. Eu tinha um trabalho adulto, e um apartamento de adulto, mas eu não me sentia como o adulto que eu era. Eu gostava de me divertir e fazer coisas estúpidas, independentemente da minha idade, mas isto? Este foi grave, porque se eu não poderia obter um cão para gostar de mim, como no inferno que eu receberia um bebê? Eu balancei a cabeça e forcei todos os "se" pensamentos. Se eu estava grávida, então eu estava grávida. Gostaria de lidar com isso, provavelmente não na forma mais madura, mas eu lidaria com isso, no entanto. Com um aceno firme da minha cabeça, eu andei até o balcão de frente para mim e peguei o teste de gravidez. Eu coloquei para baixo


do assento do vaso sanitário e me sentei nela. Eu olhei para a parte de trás do teste e tentei arrancar a coragem para entregá-lo. Fechei os olhos. Era isso. "Eu não posso fazer isso" lamentei a ninguém e fechei os olhos. Basta olhar porra! Com um aceno de cabeça firme de minha cabeça, eu abri meus olhos e olhei para baixo para a vara em minhas mãos. Segurei minha respiração enquanto eu lancei a vara sobre e arregalei os olhos quando eu li os resultados. Oh, Jesus.


CAPITULO 7

"Oh. Meu. Deus" Eu sussurrei enquanto olhava para o teste de gravidez diante de mim. O teste de gravidez positivo. Esfreguei meus olhos com as mãos e enrolado profusamente pisquei, esperando que as palavras no digital teste fossem mudar, mas não importa quantas vezes eu esfreguei os olhos, dizia a mesma coisa: Positivo + ou - 3 semanas. "Keela!". Gritei seu nome tão alto quanto eu poderia. Não muito tempo depois, ouvi o tamborilar alto de passos desajeitados subir as escadas, em seguida, para o quarto. Alguns segundos se passaram antes que a porta do banheiro foi escancarada com minha melhor amiga de todos, mas mergulhou no banheiro pronto para enfrentar o possível perigo que causou a me gritar tão alto. "O que é isso?" Perguntou Keela com o braço erguido no ar. Eu olhei para a mão dela e pisquei em confusão. Ela tinha o controle remoto da televisão em sua mão, e a partir da aparência dele, ela estava preparada para usá-lo como uma arma. Eu queria rir, mas não o fiz. Eu sabia que se abri minha boca tudo o que escaparia seria um soluço apavorado. "Aideen, o que há de errado?" Keela me perguntou seu tom de voz atada com preocupação. Ela se ajoelhou na minha frente e colocou as mãos no meu rosto. Eu perguntei onde momentaneamente ela colocou o controle remoto, mas eu esqueci sobre isso quando Keela balançou a cabeça e chamou a minha atenção. "Querida, você está me assustando. O que é isso?". Eu pisquei e sacudi meus olhos em direção ao balcão do banheiro ao lado de mim onde eu tinha arremessado o teste em pânico. Ele sentouse um mero pé de distância, zombando de mim com a sua presença. Keela seguiu meu olhar e franziu as sobrancelhas em confusão quando


os olhos fixos na pequena bengala branca. Ela inclinou-se para o balcão e inclinou a cabeça para dar uma olhada melhor no teste. Eu sabia o momento em que ela percebeu o que ela estava olhando quando ela engasgou. Eu me hospedei no vaso sanitário enquanto Keela saltou para seus pés e arrancou o teste a partir da bancada. Ela levantou o teste até seu rosto e estreitou os olhos para a pequena janela que já tinha me dito que a minha vida como eu sabia tinha acabado. "É você! Você é a única que está grávida!". Mesmo que ela estava em choque, eu me senti como Keela estava me acusando de esconder um segredo dela e que era a coisa mais distante da verdade. Eu estava no mesmo estado de choque que-a-foda-quanto ela. Para acalmá-la, porém, pisquei os olhos e abri a boca para responder, mas um abafado e aterrorizado grito escapou da minha boca em vez de palavras. "Oh, baby", sussurrou Keela e rapidamente se ajoelhou para trás para baixo na frente de mim. Eu passei meus braços em torno dela quando ela me puxou para o seu peito e me segurou lá. Todo meu corpo tremia violentamente sacudido com os soluços através de mim e lágrimas escorriam dos meus agora avermelhados olhos inchados. Eu estava grávida... Realmente grávida. Foda-me. Eu chorava mais do que eu já tinha antes e Keela me segurou o tempo todo. Meus pensamentos estavam uma bagunça, meu estômago doía, e meu peito parecia que estava prestes a desabar sobre si mesmo. Por mais que eu queria gritar e deixar todo o meu medo e choque, eu simplesmente não podia então eu fechei os olhos e foquei em respirar. Se eu me apavorasse eu teria um ataque de pânico, não seria bom para ninguém, especialmente Keela. Ela teria um ataque cardíaco se ela achava que havia algo de errado comigo. Os guardas, bombeiros, paramédicos, e o exército seriam na minha porta em minutos se ela não tinha a menor ideia que eu estava prestes a perdê-la. O que parecia uma hora mais tarde, em vez de apenas alguns minutos, eu sai dos braços de keela e limpei o rosto coberto de lágrimas com as costas das minhas mãos. Eu sabia que era uma tola tentativa de


enxugar as provas do meu mini ataque e pude sentir como meus olhos estavam inchados de tanto chorar e eu só podia imaginar o que todas as lágrimas salgadas tinha feito a minha maquiagem e aparência geral, mas eu tinha para tentar me recompor. "Eu não posso acreditar N-n-nisto" eu gaguejei. Keela se sentou sobre os calcanhares e olhou para mim com seus grandes olhos. "Você acha que ele é um falso positivo?" Ela perguntou curiosa. Meu coração pulou uma batida por um momento, mas eu sabia que as probabilidades estavam contra mim. Não só este teste foi positivo, mas assim como o tipo misto-up que eu tomei há nove dias, neste mesmo banheiro. Eu ouvi Ryder e Branna discutindo sobre um teste positivo que encontrou em sua casa de banho. Outro teste que eu tomei. Meu vomito e me sentindo um lixo absoluto ao longo dos últimos dias apontavam para a gravidez. Assim como o fato de que eu tinha relações sexuais desprotegidas há alguns meses. Relutantemente, eu balancei a cabeça para minha melhor amiga. Keela estava atordoada. "Você está realmente grávida?". Essa frase agitou meu estômago. Eu gentilmente balancei a cabeça e aceitei esta foda-se como uma mulher. Uma mulher muito emocionalmente instável. "De quem?". Oh, Jesus, o pai. Eu imediatamente comecei a chorar novamente. "Para o Diabo, quem é". "Aideen... Quem é o pai?" Keela pressionou. Eu tinha tomado algumas respirações profundas antes que eu sussurrei "Kane Slater". Os poucos minutos de silêncio passaram, mas ele poderia muito bem ter sido uma eternidade.


"O QUÊ !?". Eu estremeci e debruçado meus ombros para frente no volume do guincho de Keela. Ela ficou em silêncio por uns sólidos cinco minutos depois eu sussurrei minha realidade horrível para ela. Acalmei-me o suficiente para falar durante esse tempo, mas seu grito adiantado me pegou desprevenido e me assustou novamente. "Kane Slater, como o irmão de meu noivo? Que Kane Slater?". Pisquei os olhos doloridos. "Quantos muitos rapazes nomeados Kane Slater que você sabe?". Keela bateu meus ombros. "Este não é o momento para o sarcasmo!". Ela estava certa, eu sabia disso, mas eu não poderia ajudá-la, ele escorregou para fora. "Desculpe". Os olhos de keela estavam arregalados com o choque. "Você quer-me falar como Kane Slater passou a ser o pai do seu filho a nascer?". Meu estômago se agitou em sua escolha de palavras. Gravidez geralmente envolvia uma criança por nascer, mas ouvir 'Kane' e meu 'feto' na mesma frase me fez sentir fisicamente doente. Eu nunca nos meus piores pesadelos pensei que eu iria me ouvir dizer nada nem perto do que essa sentença. "Se eu tenho que falar com você como eu tenho batido por Kane, em seguida, Alec é está 'fazendo' seriamente errado no quarto". Keela parecia que estava prestes a queimar um fusível e pular em mim, então eu segurei minhas mãos para cima e disse: "Desculpe, desculpe". Ela olhou para mim e pacientemente esperou por mim para falar. Tudo o que saiu da minha boca era um alto gemer embora. Keela perigosamente apontou o dedo para mim. "Nem sequer pense sobre isso, senhora. Eu pensei que você não fez com o Kane. Você mal consegue tolerar estar na mesma sala que ele, sem uma guerra mundial, de modo que você pode entender por que eu estou tendo problemas em me dirigir em torno do fato de que você está grávida dele".


Eu estremeci e murmurei: "Foi um impulso. Toda a briga e argumentos sobre o ano passado apenas explodiu. Era assassinato entre si ou foder um ao outro até os miolos escolhemos o último". Keela espalmou o rosto de si mesma, que era exatamente a reação que eu merecia. "Você não usou proteção?". Evidentemente que não. "Espere, foi o caso de uma noite que você teve há algumas semanas?". Eu gemia, mais uma vez. "Você é má para me fazer perguntas suficiente para me fazer reviver aquela noite, não é?". Keela cruzou os braços sobre o peito. "Sim, eu sou, então você pode muito bem começar a sua era uma vez história, porque eu não estou indo em qualquer lugar". Puta teimosa. "Ok, ok" eu murmurei. "Eu vou te dizer". Um sorriso no rosto esticado sádico de Keela quando ela saltou para seus pés e agarrou a minha mão. Ela me pôs na posição vertical, em seguida, puxou todos, mas me arrastou para fora de seu quarto, descendo as escadas, e em sua sala. Sentei-me no sofá grande, enquanto ela mergulhou na poltrona e cruzou as pernas sobre um ao outro e olhou para mim com expectativa. "Onde está Alec?" Eu perguntei curiosa. "Com Storm em uma caminhada", ela respondeu com um aceno de mão. "Nós não temos muito tempo, então, ele não pode andar muito longe" Eu sorri. "Aideen" Keela disse em tom de aviso. "Não escolha Storm". Eu estremeci. "Minha culpa". Keela assentiu com a cabeça me dando um passe raro, de repente gritou: "Espere!". Eu levantei minhas sobrancelhas para ela.


Eu não estava mesmo falando ainda. Vi quando ela levantou-se e correu para fora da sala de estar. Sentei-me e olhei para a porta a menos de um minuto até que de repente Keela reapareceu com duas canecas. "Precisamos de chá para o tempo da história" ela falou. Minha uma noite de estar com o meu arqui-inimigo, que resultou na minha gravidez significava tempo da história? Esta rapariga era todos os tipos de desarrumada. "Calma", eu disse, segurando minhas mãos para cima, "se eu consumir algo agora eu vou vomitar". Keela colocou as duas canecas na mesa de café ao lado dela. "Certo ok, eu vou bebê-los enquanto você fala. Vá." Pisquei os olhos e lambi os lábios repentinamente secos. "Ok" Eu engoli. "Foi cerca de três meses atrás, que eu caí em pecado. Você se lembra de quando eu sai nesse encontro com o Skull". "Você transou com Kane na noite que você teve um encontro com seu ex? Você escória!". Isso não foi de muita ajuda. Senti meu olho contrair. "Você quer ouvir a história ou não?". "Todo. Sujo. Detalhe" Ela sorriu maliciosamente. Cada detalhe? "Ok, você me pediu isso", eu disse e exalei um profundo suspiro. "Então, como eu disse isso aconteceu cerca de três meses atrás em nightclub sangrento estúpido".


CAPITULO 8

Cerca de três meses mais cedo... "Eu não posso acreditar que você está dando ao Skull outra chance" Keela resmungou para mim quando ela fechou o zíper da parte de trás do meu vestido colante. Eu sorrir e me virei para encará-la. "Eu não estou dando-lhe outra chance, mas eu não tive relações sexuais com ele em mais de um mês, e ele me dá orgasmos enormes... Precisa dizer mais?". Keela brincou. "Há mais na vida do que orgasmos, Aideen". Minha garota teve piadas. Eu cai na gargalhada. "Boa". Keela revirou os belos olhos verdes para mim e isso me fez sorrir. "Não tenha sua calcinha em uma torção comigo porque você não obtém encontros mais. Você escolheu estabelecer-se com essa multa pedaço de carne de homem americano na sala sentado". Keela olhou para a porta do quarto fechado. "Eu estou dizendo a ele que você disse isso". "Vá em frente. Talvez ele venha a seus sentidos e deixe-a para mim" Eu sorri maliciosamente. Keela riu e saiu de seu quarto indo para o grade pedaço de carne homem americano quando ela caminhava pelo corredor. "O quê?" Ele gritou da sala de estar. "Aideen disse que você é um grande pedaço de carne homem americano, e eu tenho que deixar você para ela". Riso masculino entrou em erupção. "Eu sempre soube que você me queria, Ado!" Alec gritou. Eu continuei a sorrir enquanto caminhava até a porta do quarto. "Só você, grande rapaz!" Gritei, docemente.


Eu gritei quando vi Keela tempestade no corredor em minha direção. Eu bati sua porta do quarto fechado e virei à fechadura. Segundos depois, ela bateu na porta com as mãos. "Medrosa!" Ela gritou. "Você diz medrosa, eu digo mulher inteligente que não quer ser atingida antes que ela vai para fora em um encontro e fode seu ex-namorado, até que ela não pode ver em linha reta". Keela soltou seco. "Não importa a buceta, você é uma puta!". Eu cai na gargalhada e me virei para o espelho de corpo inteiro de Keela em seu quarto. Eu ajustei meu real vestido azul e sorri. Eu amei como parecia. Foi curto, veio ao meio da coxa, e preso a mim como uma segunda pele, mas a minha parte favorita foi o laço no peito do vestido e nas mangas. Era lindo. Eu subi e deixar meu cabelo para fora do aperto de aranha que o segurou em cima da minha cabeça. Eu balancei minha cabeça e para trás algumas vezes até que meu cabelo ganhou algum volume e olhou babado e sexy. Minha maquiagem foi feita, mas quando eu examinei meu rosto eu descobri que eu precisava de um pouco mais no meu nariz porque eu vi alguma vermelhidão. Debrucei-me no espelho e engasguei quando eu percebi o que a vermelhidão em meu nariz era. Era uma espinha. "Merda!". Virei-me do espelho, abri a porta do quarto de Keela, e caminhei pelo corredor do apartamento da minha amiga em busca dela. Eu contornei a cozinha quando eu espreitei e vi que ela não estava lá. Fui direto para a sala de estar. Eu abri minha boca para falar quando eu a vi sentada no colo de Alec no sofá. Kane e Nico estavam em cada lado deles assistindo um jogo de futebol americano, mas quando Nico me viu ele assobiou e girou em torno de seu dedo com um sorriso diabólico no rosto. Revirei os olhos, mas ri quando eu me virei em um círculo, em seguida, coloquei minhas mãos em meus quadris e posei como eu faria para uma imagem.


"Porra, Ado, você está olhando bem" Nico disse, acenando com a cabeça na apreciação de mim. Eu não tenho ideia por que, mas Kane chegou por trás de Alec e bateu Nico através da parte traseira da cabeça. "Você tem uma namorada". "Puta que pariu!" Nico rosnou e coçou a cabeça. "Eu sei disso, eu estava apenas dizendo que ela parecia quente. Não há nenhum mal em olhar". "Você estava apenas babando olhando" Keela meditou, "claramente há mal nisso". "Eu vou dizer" Nico murmurou e abaixou a mão. Keela gargalhou e Alec sorriu enquanto acariciava o lado de Keela enquanto ela se sentou em cima dele. "Então, qual é o veredicto? Sim ou não?" Eu perguntei ao grupo quando fiz um gesto para o meu olhar para a noite. Keela me deu dois polegares. "O inferno sim!". Eu ri. "Sim de mim, também. Você está linda" Alec sorriu. Aww. Eu pisquei para ele, em seguida, olhei para Nico quando ele murmurou 'sim', mas manteve um olho em Kane como ele iria bater nele de novo, que eu pensei que era engraçado. "Kane, o que você acha?", Perguntei. Kane ergueu a sobrancelha para mim. "Você se importa com o que eu penso?". "Não", eu respondi honestamente "mas você é um rapaz e eu estou pedindo por sua opinião, então dispare". Kane piscou para mim, em seguida, arrastou seus olhos para cima e para baixo do meu corpo. "Forma agradável. Sexy mesmo". A minha forma era sexy? Não, isso estava errado. "Querida, sexy é uma atitude, não uma forma".


"Bem, com toda a atitude dentro de seu pequeno corpo, você deve ser a mulher mais sexy do mundo" Kane disse, com um sorriso estampado em seu rosto. Apertei os olhos para ele. "Você está dizendo que eu tenho um problema de atitude?". Kane deixou cair seu sorriso. "Uh, não... Eu estou dizendo que você é se-". "Porque se for, então você deve saber que eu só desenvolvo uma atitude em torno de você". Kane olhou para seus irmãos que estavam balançando a cabeça e dando-lhe um olhar que parecia entender. Ele, então, voltou a olhar para mim e disse: "Você sabe o quê? Eu levá-la de volta, esqueça que eu cheguei a dizer qualquer coisa". Essa foi à coisa mais inteligente que nunca tinha saído de sua boca deliciosa. Keela riu, mas então estreitou os olhos para meu rosto. Oh droga. "Cara, seu nariz!", Ela engasgou. Eu cubro-o com as duas mãos. "Eu sei. Eu só vi isso". "Viu o quê?" Os rapazes perguntaram em uníssono. Tirei minhas mãos do meu rosto e apontou para o meu nariz com meus dois dedos indicadores. "Isto". Os rapazes piscaram os olhos. "O que é que estamos olhando aqui?" Alec murmurou para Keela. "A mãe de todas as espinhas" Eu soluçava. Nico inclinou a cabeça para frente e apertou os olhos tanto que ele quase os fechou. "Eu não posso ver isto". Como ele poderia perder isso? "Eu também. Você está exagerando" disse Kane, e me dispensou. Eu estava prestes a dizer algo inteligente para ele, mas eu peguei Keela olhando para o meu nariz e isso me fez sentir incrivelmente desconfortável.


"Keela! Pare!". Keela desviou o olhar. "Eu sinto muito, mas é sangrenta e enorme". Eu sabia! "Isto não é suposto acontecer! Como posso sair e me atualizar com o Skull se eu tenho que arrastar em torno deste vulcão na extremidade do meu nariz a noite toda?". Keela mordeu o lábio inferior quando Alec sugeriu: "Que tal expremer?". Eu hesitei em tirando-o porquê isso era uma boa ideia. Kane gemeu em aborrecimento. "Você poderia tentar mais maquiagem, ou você pode apenas sentar, tomar uma cerveja, e relaxar. Skull nem vai perceber, e se ele faz, ele vai ser legal com você. É para uma situação como esta que o estilo cachorrinho foi inventado. Ele não vai dar a mínima para qualquer borbulha se você estiver virada para baixo e a bunda na frente dele". Será que ele realmente disse isso? "Você está nojento!" Eu rosnei. Kane levantou o braço e inclinou a garrafa de cerveja em minha direção. "Então, eu tenho dito". Eu enrolei meu lábio em desgosto e olhei para Keela. "Eu não o suporto". "Eu ouvi isso", disse Kane e tomou um gole de sua garrafa de cerveja. "Era para você, germinador" Rosnei. Eu sorri quando ele endureceu. Ele realmente odiava esse apelido, que é exatamente por isso que eu ainda o chamava por ele. "Ignore Kane" Keela suspirou e se levantou do colo de Alec. "Você está linda, espinha ou não borbulhante". Eu resmunguei, em seguida, pulei quando o meu telefone tocou. Eu gritei e corri para a minha bolsa que estava na mesa da cozinha de Keela. Eu a peguei cavei dentro dela para o meu telefone, e atendi a segunda eu tenho-o em minhas mãos.


"Olá?", Eu disse, um pouco sem fôlego enquanto eu apertei o telefone no meu ouvido. "Olá, sexy" A voz do Skull ronronou através do telefone enquanto eu caminhava de volta para a sala de estar. "Você não pode me ver, como você sabe se eu estou sexy?" Eu flertei. Keela revirou os olhos para mim, Nico e Alec bufaram, e Kane apenas olhava para frente na televisão enquanto assistia ao jogo de futebol na ESPN. "Você sempre está sexy, vestido para cima ou para baixo, então eu não preciso ver você para que saiba que você estar bem". Skull disse, com um sorriso em sua voz. "Estou fora do complexo de apartamentos de Keela, você está pronta?". "Boa resposta, e sim, eu vou descer agora". Eu pressionei a opção encerrar na tela antes que ele pudesse responder e abracei com força quando Keela se aproximou de mim e colocou os braços em volta de mim. "Onde você está indo?", Perguntou ela. Eu brinquei "Onde é que Skull sempre me levar quando sai?" Keela empalideceu um pouco e sussurrou: "Darkness". Eu fiz uma careta com a reação dela. Ela parecia... Com medo de alguma coisa. Eu sabia que ela tinha uma má experiência em Darkness, mas ninguém me falou o que realmente aconteceu naquela noite depois dos capangas estúpidos de Marco me nocauteou. Pedi a todas as meninas e rapazes, mas todos eles são mudos sobre o assunto. Alannah foi à única no mesmo barco que eu, porque ela disse que ela não estava em Darkness na noite que algum tipo de problema desceu. Ela disse que tinha uma forte dor de cabeça na noite e desmaiou em sua cama. Ela não tinha ideia de que aconteceram problemas para as meninas lá naquela noite; ela só sabia que coisas ruins aconteceram lá. "Sim", eu suspirei. "Darkness. Ele está trabalhando de dez, mas eu recebo as bebidas livres".


Keela balançou a cabeça para mim e sorriu. "Apenas... Tenha cuidado ok?". Eu pisquei. "Eu sempre tenho". Girei sobre os calcanhares e caminhei até a porta da frente. Eu ouvi um grunhido vindo de dentro da cozinha de pé, em seguida, avistei-lo quando ele surgiu. Eu olhei para a besta cem libras. "Será que você comeu o conteúdo da geladeira, gordo de merda?" Eu perguntei, sorrindo. Ele continuou a rosnar para mim, mas ele não se mexeu. Ele ainda estava enquanto me observava. Ele estava esperando para mim a deixar o apartamento antes que ele passasse. "O deixe em paz!" Keela estalou atrás de mim. Eu ri quando eu abri a porta e sai para o corredor. Cheguei de volta para pegar a alça da porta para que eu pudesse fechá-la, mas de repente bateu no meu rosto. Engoli em seco, em seguida, olhei para a porta quando todo mundo dentro do apartamento explodiu em gargalhadas. Eu sabia exatamente o que aconteceu. Storm fechou a porta com a cabeça para se certificar de que eu não poderia voltar para o apartamento. O filho da puta gordo sempre fez isso. "Eu vou estar de volta amanhã, seu bastardo peludo! Você nunca vai se livrar de mim! Você me ouviu? Nunca!" Eu gritei através da porta, em seguida, me virei e caminhei pelo corredor do prédio de Keela. Desci as escadas cuidadosamente eu estava em saltos de seis polegadas, eu tinha que ter cuidado e sai do prédio e fui direto para o preto Ford Mondeo do Skull que estava sentado fora esperando. "Droga, querida, você está fumando quente!", Ele gritou para fora da janela do carro. O que um romântico. Eu suspirei e abri a porta do lado do passageiro de seu carro e pulei nele. Fechei a porta, me inclinei, e deixei-o beijar minha bochecha mesmo que ele tentou por meus lábios. "Aideen" ele gemeu. "Você não pode sair olhando assim e não me dá um pouco de sabor".


Observe-me. "Se você for bom, então você vai ter mais do que um pouco de sabor mais tarde". Eu sorri enquanto eu afivelei o cinto de segurança. "Agora, cale-se e dirija o carro. Eu quero dançar já". Skull mordeu seu lábio inferior e sorriu. "Sim, senhora". Olhei para Skull enquanto dirigia e minhas entranhas se apertaram quando eu tomei em seu traje. Ele sempre usava um terno quando ele foi trabalhar todos os seguranças tinha que usar um desde Brandon, tio de Keela, assumiu a propriedade das Darkness, mas ele tinha o paletó pendurado na parte de trás do carro e teve sua camisa branca enrolada até os cotovelos com um par de botões abertos expondo um pouco de seu peito. Era simples, mas tão delicioso de se olhar. "Você quer jantar primeiro, ou direto para o clube?". "Eu já comi tão reto para a Darkness", eu respondi sem olhar na direção de Skull. Ele gemeu de novo, "Você me mata quando você se comporta assim". Eu bufei e continuei a olhar para fora da janela enquanto dirigia. "Comporto-me como o quê?". "Como se você não poderia se importar menos que você está perto de mim, ele sempre fica difícil". Eu ri e olhei para ele. "Você se ligou só por eu ignorá-lo?". "Só quando você está em minha presença. Isso me faz querer sua atenção". Eu sorri e olhei para frente novamente. "Vamos ver como esta noite garimpa para fora. Você poderá obter apenas o que você está procurando". "É melhor", ele rosnou me fazendo sorrir para mim mesmo. Alguns momentos passados por um silêncio confortável, mas Skull quebrou quando ele disse: "Como Keela está?". Eu passei pela minha perna esquerda sobre a direita e descansei as mãos no meu colo. "Ela é boa, ainda trabalhando duro em seu livro. Ela é uma perfeccionista, e é uma força dela, bem como uma fraqueza. Ela vai sobre o manuscrito com um pente fino diariamente, mas está


preocupado com não ser 'certo'. Alguém diz a ela vai relaxar sobre isso, é apenas algo que temos que deixar arrasar por si só". Skull estalou a língua. "Espero que tudo dê certo para ela. Ela é uma boa menina". Eu balancei a cabeça em concordância. "Ela é". "Ela ainda está com o rapaz Slater?", Perguntou. Eu bufei. "Você sabe que seu nome é Alec, e sim, eles ainda estão juntos. Eles estão envolvidos". "Refiro-me a todos eles como um rapaz Slater." Skull riu e disse: "E as pessoas que estão envolvidas pode ainda quebrar, você sabe". Eu sorri. "Não Keela e Alec, eles são sólidos. Nada pode quebrá-los". Eu tinha certeza que nada poderia de qualquer maneira. "Bem, isso é ótimo; uma relação sólida deve ser boa”. Eu levantei uma sobrancelha. "Isso é um soco em mim?". "Em nós, não apenas você" Skull esclareceu. "Nós dois estamos muito juntos no quarto, é todos os outros aspecto de estar em um relacionamento que lutamos". Isso não é verdade. Eu suspirei. "Nós não estamos indo a voltar a ficar juntos, e nós dois sabemos disso. Este encontro é para um bom tempo e sexo selvagem. Você sabe, e eu sei disso". "Eu sei" Skull resmungou. Eu olhei para ele e franzi a testa. "Por que você parece triste com isso?". Por favor, não diga que você quer que a gente volte a ficar juntos novamente. "Eu não estou triste sobre nós. Eu tenho feito a paz com a forma como estamos... Eu só estou ficando muito porra velho para encontros. Tenho trinta e três. Acordando ao lado de mulheres sem nome, e as mulheres às vezes sem rosto sobre como estou de ressaca, está ficando velho". Eu pisquei surpresa. "Realmente? Você não gosta das coelhas do clube?". Que foi um pouco de um choque.


Skull olhou para mim e sorriu. "Eu amo as coelhas do clube, eu só estou ficando entediado delas. Eu não sei talvez eu precise encontrar uma boa mulher e sossegar. Me ma tem falado sobre dá ela alguns netos". Eu sorri. "Então, isso é exatamente o que você deve fazer, querido. Faça o que te faz feliz". Skull suspirou, acenou com a cabeça, mas não disse nada. Eu grunhi para mim e disse: "Eu não estou indo ter sexo com você nunca mais agora, não agora que eu sei onde sua cabeça está". Skull caiu na gargalhada. "Devo repetir para você quando você está sentindo-me mais tarde em sua névoa bêbada?". Eu ri. "Sim, diga-o alto e claro. Belisque-me se você tiver que fazer". Skull continuou a rir. "Eu te amo baby". "Eu também te amo" eu respondi, felizmente. Eu amei Skull, e ele me amou, nós simplesmente não estávamos apaixonados um pelo outro. Esse navio tinha navegado longe atrás "Quaisquer rapazes que você tem seu olho sobre?" Skull perguntou quando nos aproximávamos da Darkness. Fiquei chocada quando a imagem de Kane Slater encheu minha mente. Eu rapidamente pisquei a indesejável imagem da minha cabeça e foquei no Skull. "Não, ninguém. Eu provavelmente vou fazer o que você está fazendo e olhar para minha outra metade, ou eu vou continuar minha própria empresa e acabar uma solteirona". A gargalhada explodiu fora do Skull. "Você tem vinte e oito, que não é velha". "Diga aos meus alunos", eu murmurei e o pensamento de todas as crianças da minha turma que me achavam super. Idade. Os pequenos pirralhos. Skull continuou a rir de si mesmo quando ele capotou seu indicador sobre e se dirigiu o carro para o particular estacionamento do pessoal das Darkness. Brandon Daley tinha toques em atualizar Darkness durante os últimos meses. Ele completamente redecorou o clube dentro e fora. Ele acrescentou um parque de estacionamento pessoal privado e um novo nível para o clube. Hard-core festa acontece sobre o novo piso


inferior, e os combates e mais hard-core festa acontece no primeiro andar. O primeiro andar ainda parecia o mesmo, exceto que não. A plataforma estava no mesmo ponto e tinha sido completamente atualizado. Era preto mate agora, mas quando o sangue ou qualquer fluido dos lutadores tocava a superfície, parecia néon como um respingo de sangue vermelha sobre a superfície da plataforma. Foi brutal, mas impressionante olhando. Houve também uma gaiola preta automática que dobrado para baixo dos tetos nas noites de sexta, que atraiu multidões porque não havia regras dentro da gaiola. Qualquer coisa valia. As cabines foram maiores e mais extravagante. Eles também foram preto fosco, mas cada mesa em uma cabine brilhavam cores diferentes. Uma seção do clube que tinha tambores de pintura em que as pessoas batiam neles e a pintura salpicava em todos dentro do alcance, e graças a uma iluminação especial no clube, ela brilhava neon como as mesas e plataforma. Parecia incrível quando toda a gente estava bêbada, mas quando você deixava o clube, você estava coberto de diferentes salpicos de tinta coloridas. Fora as roupas amigáveis embora, de modo que ninguém cuidou. "Quantas pessoas você planeja barrar a entrada para o clube hoje à noite?", Eu perguntei quando nós estacionamos e saímos do carro. Skull tem o paletó na parte de trás do carro e dobrou-o cuidadosamente sobre seu braço quando ele trancou a Mondeon up. "Um monte." Ele sorriu. "É sexta-feira, o que significa noite de luta. Somente rostos regulares entrar para ver, ou novos rostos que os frequentadores atestar. Você sabe o que fazer". Eu realmente não o fiz. Eu nunca tive de me preocupar com a admissão para a Darkness. Voltar quando Skull e eu primeiro começamos a sair eu nunca tinha ouvido falar do clube, que não foi uma surpresa. Foi exclusiva e para o bem da razão. Eu só sabia por que eu era a namorada do Skull. Eu sabia que Brandon tinha algum tipo de licença para a luta que continuou, de acordo com o Skull, então um monte mais de pessoas soubesse sobre sua existência agora. Mas ainda era difícil para as pessoas para entrar, a menos que você tivesse um Hook-up como eu fiz. "Você ganha alguns, você perde alguns" Eu sorri. "Vamos começar a nossa bebida por diante".


Skull deslizou sua mão na minha e deu-lhe um puxão. "Vamos lá, gata, vamos começar a hidrata-la. Eu a quero molhada e agradável". Eu ri enquanto seguia o Skull através das portas da casa noturna e descia as escadas, onde Darkness nos consumiu.

***

"Aideen? Eu mal posso ouvir você, você está bem?" A voz de Keela soou através do receptor do meu telefone. "Eu estou bem", eu gritei e inclinei minha cabeça contra a parede da tenda que eu estava. "A recepção é ruim, você pode me ouvir?", perguntou Keela e continuou a gritar. Eu balancei a cabeça, embora ela não pudesse me ver. "Estou no banheiro no primeiro andar em Darkness, é por isso que a recepção é uma merda. Se os cortes de telefone fora, você sabe por que". Ouvi Keela murmuram algo a alguém antes de voltar sua atenção para mim. "Se você esta bem, então por que você está me chamando? É metade das duas da manhã!". Foi tão tarde? Oops. "Desculpe, eu pensei que era antes" eu disse e sorriu. "Eu amo você". Keela riu. "Você está bêbada?". Eu balancei minha cabeça. "Não. Quer dizer, eu era, mas eu estou sóbria para cima agora. Estou cansada de dançar, então eu acho que eu estou indo voltar para casa. Meus pés doem". Keela riu de novo. "Certifique-se que Skull coloque você em um táxi". Eu pisquei. "Eu vou, mas primeiro. Adivinha?". "O Quê?". "Eu disse adivinha". Keela gemeu. "Alienígenas tomaram a Terra?".


"Deixa. Skull e eu não queria ter relações sexuais". Keela engasgou com o ar. "O quê?", Ela respondeu asperamente. "Por que não?". Dei de ombros. "Tivemos uma conversa no caminho para o clube e acontece que ele quer resolver baixar. Ele acha que está ficando muito velho para encontros de uma noite. Ele quer encontrar a sua chick principal." "Uau". Sim. Uau. "Eu sei que é uma porcaria para me embora. Eu queria sexo hoje à noite. Estou muito desapontada". Keela bufou. "Eu sinto muito pela perda da sua vagina". Eu suspirei dramaticamente "Assim transformá-la fora como Skull pode".

como

eu,

ninguém

pode

Keela caiu na gargalhada me fazendo sorrir. "Eu estou indo para casa. Vou mandar texto quando eu chegar lá, ok?". "Ok, eu vou voltar para a cama. Vou preparar meu telefone para vibrar e quando eu ouvi-lo vibrar a partir do seu texto eu vou saber que você está bem". Eu usei a minha mão esquerda para pegar algum rolo de papel higiênico e limpe-me. Levantei-me, puxei minha calcinha, e ajustei meu vestido. Virei-me a toda velocidade no lavabo e ri quando Keela amaldiçoado. "Eu foda odeio quando você me chamar os macacos!". Eu bufei. "Eu sei, desculpe. Te amo. Tchau". Eu desliguei rindo enquanto Keela continuou sobre como eu era nojenta. Eu abaixei e peguei minha bolsa do chão, me levantei em linha reta, e ajustei meu vestido mais uma vez, em seguida, cai meu telefone na minha bolsa. Eu saí da tenda e fui direto para as pias onde eu lavei minhas mãos. O banheiro estava lotado, e eu podia ouvir várias mulheres conversando e rindo. Eu estava tão cansada que tudo parecia que estava longe na distância, em vez de acontecendo ao meu redor. Eu olhei para a


esquerda e à direita e olhei para todos os rostos de bebês das mulheres no banheiro e gemi. Talvez eu estivesse ficando velha demais para essa merda. Eu suspirei para mim, segurei minha bolsa e sai do banheiro. Em vez de olhar onde eu estava indo, eu olhei para o chão. Como resultado, eu entrei de cabeça em outra pessoa e a força do impacto me jogou de volta para trás. "Que porra é essa?" Uma voz feminina gritou. "Olhe por onde porra anda!". Eu gemi e esfreguei minha cabeça. "Desculpe". Empurrei-me até meus pés e usei a mão esquerda para esfregar minha parte de trás para tentar tirar o ferrão de distância. Eu gritei quando senti uma dor aguda súbita espalhar em minha cabeça. Levei um segundo para perceber que alguém teve a preensão de meu cabelo, e eles estavam puxando para ele. De jeito nenhum. Eu não cheguei até o cabelo da pessoa para puxar para trás, não, eu coloquei minhas mãos em suas mãos e cravei minhas unhas em sua carne. Segundos depois, as mãos se retiraram da minha cabeça. Eu balancei minha cabeça para trás, localizando a cadela que me atacou, e cobrando. Eu mergulhei na menina, punhos e pernas voando chutes. Ele era um borrão de socos, tapas e gritos. Senti que isto durou para sempre, mas, na realidade, eu estava levantada da menina mais ou menos dez segundos de luta. "Isso é o suficiente!" A voz de um homem familiarizado gritou no meu ouvido. A voz de um homem muito familiar. Uh oh. "Desculpe" gritei e olhei para os olhos ardentes do Skull. "Aideen" ele suspirou, seu tom irritado quando ele me colocou no chão. Eu apontei instantaneamente para a menina em frente a nós. "Ela me bateu primeiro. Eu só estava me defendendo".


Skull olhou para a garota que estava olhando para mim como se ela estava indo para me rasgar em pedaços o segundo que ela teve a oportunidade. "Isso é verdade?" Skull perguntou a diaba. "Ela me jogou no chão, é por isso que eu bati a cadela gorda!". Gorda? Oh infernos não. Eu dei um passo para frente. "Ouça-me você DST ambulante pouco palito. Ter uma bunda e peitos não me faz gorda, faz-me desejável, é só pedir sua cara. Ele foi tudo, tanto desde o momento em que eu caminhei para você, o que, a propósito, eu me desculpei". A menina gritou e tentou vir para mim com as mãos estendidas, mas Skull ficou na frente de mim e manteve a diaba na baía. Fiz a situação pior rindo dela. "Droga, Aideen" Skull grunhiu, em seguida, berrava ordens para os outros seguranças antes de ele se virar dobrado para baixo e me jogou por cima do ombro e se afastou da adolescente púbere que estava tendo a mãe de todos os acessos de raiva. Eu não lutei contra o domínio de Skull em mim. Eu tinha aprendido a partir de experiências anteriores, que bater em suas ameaças para trás e vomitando não funcionou para ele. Relaxei tanto quanto eu podia e simplesmente gostei de montar. Isso foi até que ele me trouxe algum lugar que eu nunca tinha ido antes à Darkness. Trouxe-me em linha reta através de um conjunto de portas duplas e em uma coleção de longos corredores com várias salas. Onde diabos eu estava? "Que lugar é esse?" Perguntei a Skull quando ele me colocou no chão. Skull fechou as portas que davam para a boate e, instantaneamente, o ruído diminuiu. Você pode ouvir a música, mas não foram adornos. Não alto o suficiente para fazer você pensar que um clube estava do outro lado da porta. "Esta é uma área para VIPs" Skull respondeu-me quando ele se virou. Eu levantei uma sobrancelha. "Puta merda, eu tenho sido um VIP durante anos".


Ele sorriu. "Eu quero dizer os VIPs pagos. Associados do chefe, se você quiser". Oh. "Ah, empresários desonestos? Entendi". Skull sorriu novamente. "Vá em frente até o final do corredor, vire à esquerda e, em seguida, ir para a primeira sala à direita. Tranque a porta atrás de você e eu vou descer para você quando o meu turno terminar". Inclinei a cabeça e sorri "Eu pensei que não estávamos indo para ter sexo hoje à noite". "Nós não somos", disse Skull, mas ele sorriu quando disse isso. Eu ri quando eu me virei. "Pegue a primeira à esquerda, em seguida, ir para a primeira sala à sua direita" Skull chamando depois de mim. "Sim, sim, eu ouvi da primeira vez" Eu bocejei. Eu ouvi rir alto, em seguida, uma explosão de música encheu o corredor apenas para ser cortados segundos depois. Eu olhei por cima do meu ombro e vi que eu estava sozinha no corredor vazio. Eu estava sozinha em um estranho lugar. Keela me mataria por caminhar ao redor de um lugar desconhecido no meu próprio. "Merda, Keela" eu murmurei. Com o pensamento dela, me lembrei da minha promessa de texto dela quando eu estava em casa para que ela pudesse ir dormir. Peguei meu telefone, manuseei uma mensagem que eu estava segura e ia dormir, em seguida, escorreguei meu telefone de volta na minha bolsa depois que eu cliquei em enviar. Virei-me e continuei a andar pelo corredor, e assim quando eu vim a virar à esquerda como Skull disse-me para fazer, eu ouvi uma porta bater e vozes masculinas gritando uns para os outros a partir do final do corredor à minha direita. Eu pulei de susto e cerrei os punhos para mantê-los estáveis. Os cabelos na parte de trás do meu pescoço se levantaram, e minha respiração acelerou. Eu avancei meu caminho pelo corredor em direção


as vozes, mesmo que cada fibra do meu corpo gritou para que eu virar e ir ao sentido oposto. Eu virei uma esquina e segui as vozes que tomam uma curva à esquerda, depois à direita. Ignorei meu instinto e continuei minha caminhada lenta e constante para o corredor. Eu só parei quando eu cheguei a uma porta que não foi fechada todo o caminho. Olhei para a porta à procura de um número ou algo a dizer o que o quarto era, mas não havia nada mais do que madeira escura envernizada. Havia um espaço entre a porta e o batente da porta e eu tomamos a olhar através do fosso para ver o que toda a comoção era. Fechei um olho e examinei a seção brilhantemente da sala iluminada que eu podia ver, e quando um homem ensanguentado vinculado a uma cadeira entrou na minha linha de visão, eu não podia ajudar, mas suspirei. Eu cobri instantaneamente minha boca com a mão e deixei de funcionar completamente com medo que gostaria de fazer outro ruído desnecessário. Eu permaneci congelada até que poucos segundos se passaram e nada aconteceu. Eu abaixei minha mão e gentilmente exalei um suspiro aliviado. Foi por pouco. Eu vacilei quando eu olhei de volta para o quarto apenas quando um homem alto arredondado em meu ponto de vista socou o homem amarrado no rosto. Cabeça do pobre homem estalou para a direita, e um gemido de dor escapou dele. Diferente do que um gemido, ele era um som não um feito. "Permanecer silencioso só levará a mais coisa ruim acontecendo merda para você, Shane. Faça um favor e diga-me onde meu embarque é. Eu sei que você tentou rouba-lo, eu tenho olhos em todos os lugares ao longo das docas". O homem ligado riu depois cuspiu uma mistura de saliva e sangue para o homem falando com ele. "E se você tem os olhos ao longo das docas, por que nenhum deles ver onde sua remessa está?". O homem, que eu assumi estava no comando, tirou um lenço do bolso do paletó e enxugou a cara dele. "Eu não tenho tempo para jogos, me diga o que eu quero saber ou meu amigo aqui quebra as suas pernas. Sua escolha".


Havia um monte de vozes, xingamentos, e gritaria que se seguiu nos próximos vinte segundos e isso fez com que meu estômago a produzir. Eu estava prestes a afastar-se do quarto quando a porta se abriu da largura de um homem barbudo que estava ameaçando o homem amarrado e estava diante de mim, olhando para mim. Oh, merda. "Eu tomei um rumo errado, eu sinto muito" eu soltei e me virei. Mas tudo que eu corri até o corredor e ignorei o homem gritando atrás de mim. Eu também ignorei seus apelos para alguém para “me pegar" Eu tomei uma curva à direita, em seguida, à esquerda e parei quando cheguei a um fim abrupto à agora, pequeno corredor. Como caralho grande era esse lugar? "É como um labirinto sangrento!" Eu assobiei. Eu me virei e me preparei mentalmente para refazer meus passos para que eu pudesse encontrar o quarto do Skull disse-me para ir, mas todos os pensamentos coerentes deixou minha cabeça quando eu corri em um peito duro. "Ai!" Eu resmunguei e levantei a mão para minha cabeça. "Você deve prestar atenção onde você está indo". Eu congelei. Eu conhecia aquela voz. Porra eu odiava aquela voz. Inclinei a cabeça para trás e olhei para seu rosto desfigurado. Kane Slater. "O que diabos você está fazendo aqui?" Ele virou-se para mim. Sem Olá ou comentário estúpido da parte dele, apenas grosseria, como de costume. Eu estava me cagando por estar aqui, mas eu não poderia não ser uma medrosa a ele. "Eu poderia te perguntar a mesma coisa", eu disse e tropecei ao ficar de pé quando ele avançou para frente. Kane olhou para mim. "Não, você porra não pode. Este não é lugar para alguém como você".


Eu sabia disso e bem depois de testemunhar um homem amarrado ser espancado, mas o que diabos ele quer dizer com isso? "Alguém gosta de mim?" Perguntei quando eu tentei estreitar os olhos para ele, mas achei difícil. Ele era louco e eu não sabia como lidar com Kane. Estressado Kane, ou irritado Kane eu podia lidar, mas louco Kane me assustou um pouco. Kane continuou a perseguir a frente, e eu continuei a fazer o caminho. "Sim, alguém como você". Eu andei para trás até que minhas costas bater em uma parede. "O que isso deveria significar?". Eu gritei quando Kane avançou e agarrou meus dois braços com as mãos. "Isso significa", ele assobiou e inclinou-se perto do meu rosto "que as boas meninas não pertencem aqui. Entende-me, boneca?". Boneca? Ele é de verdade? "O que faz você pensar que eu sou uma boa menina?" Perguntei tentando obter o tremor de medo da minha voz. Kane olhou para mim por um longo momento quando um fantasma de um sorriso curvou seus lábios. "Eu não acho que você é uma boa menina, boneca, eu sei que você é". Eu não sabia por que me senti insultada, mas eu fiz. "Isso só vai para mostrar que você realmente não me conhece, porque eu pertenço aqui... Eu saio aqui todo o tempo. Eu realmente pendurado para fora na Darkness desde antes que você se mudou para cá. Eu sou praticamente uma OG desse lugar". Kane sorriu para mim. "É mesmo? Então, me diga uma coisa, OG, por que você parece caminhar perdida nesses corredores para baixo?". Eu abri minha boca para falar, mas rapidamente fechei, porque eu não tinha ideia. Skull disse que esses quartos eram dos colegas de trabalho de Brandon, e eu definitivamente não era um desses. Eu honestamente nunca sequer sabia que Darkness tinha quartos em volta, embora eu não devesse estar surpresa. Brandon era um filho da puta com sombra. Eu era teimosa demais para admitir a Kane então ao invés eu disse: "Eu não tenho que justificar minha vida para você, Slater".


Kane riu enquanto percorriam os olhos sobre o meu rosto. "Isso você não faz, boneca". Eu tentei puxar livre de seu aperto, mas o seu aperto era apertado em mim. "Jesus! Solte-me... E o que diabos é com essa porcaria de boneca?". Kane sorriu e deu de ombros. "Você parece uma boneca, e você olha como uma boneca então... Boneca". Ele acabou de me chamar de infantil e falsificação em uma frase? "Você pau. Como você ousa me chamar de infantil e falsa!". Kane sorriu. "Eu não te chamei de infantil ou falsa um pouco esquisita". Pouco? "Agora você está me chamando curta? Você é um real". A baixa risada de Kane me cortou. Isso me chocou ao silêncio, porque eu nunca tinha ouvido rir assim antes. Eu não acho que eu tenho já ouvido rir em tudo. Eu o vi sorrir e sorrir, mas nunca sorrir como ele estava fazendo no momento. Ele parecia tão diferente. Ele estava deslumbrante. Maldito seja ele. "Você precisa se acalmar. Eu não estou a insultando. Em primeiro lugar, tudo o que eu estou dizendo é que você precisa se cuidar. Você estar aqui prova meu ponto é isso que eu quis dizer com boneca. Em segundo lugar, você está linda, porra irreal, então é isso que eu quis dizer com uma boneca. Colocá-los juntos e você começa boneca, boneca". Seu sorriso me irritou. Engoli em seco. "E pouco?". Kane sorriu. "Você é uma coisinha, o que posso dizer?". Eu estava estranhamente corada com prazer que ele pensou que eu era linda. Eu também fui tocada que ele queria cuidar de mim enquanto eu estava aqui, mas minha teimosia não me permitiria admitir que em voz alta.


"Suas observações e palavras doces de açúcar não vai chegar a qualquer lugar comigo assim que você pode deixar ir meus braços". "Faça-me." Kane sorriu. Eu olhei para ele. "Eu não tenho tempo para isso. Eu só vi algo que eu não deveria ter e eu tenho que sair antes de me encontrarem". "Eu já encontrei" Kane me cortou sua sobrancelha levantada. Olhei para ele por um momento, então suspirei "Você estava naquele quarto?". Ele deu de ombros. Eu empurrei seu peito. "Saia de perto de mim". Kane ergueu as mãos. "Não é o que você pensa eu fui mais de um observador do que um ativo participante naquele quarto". Eu zombei: "Então você assistiu a um homem indefeso ser atacado? Quanto nobre é você". "Shane? Um bom homem? Ele não é nada agradável" Kane sem humor riu. "Querida, você toma pessoas no valor de cara com muita frequência". Engoli em seco. "Eu faço claramente porque eu pensei que você não estava em qualquer coisa ruim. Parece que eu estava errada". Eu dei a volta em Kane então e virei à direita, tentando encontrar meu caminho para fora do labirinto de estúpidos corredores. "Eu não sou um homem mau, Aideen" disse Kane, enquanto seguia logo atrás de mim. Eu resmunguei. "O que você está fazendo de volta aqui, então?". "Trabalhando". Eu parei de andar e me virei para encará-lo. "Que tipo de trabalho?". Kane suspirou. "Não é nada que lhe diz respeito, querida confie em mim". Não. "Morda-me, Slater" Rosnei.


Kane estalou os dentes para mim e deu um passo mais perto de mim. "Diga-me onde e eu estarei feliz". Ele estava muito perto de mim, um fio de cabelo de distância de pressionar seu corpo contra o meu. Eu podia sentir sua colônia e sentir o seu toque sem ele realmente colocar a mão em mim. "Kane" Eu disse, então limpei minha garganta. Ele abaixou a cabeça. "Aideen?". "O que você está fazendo?" Eu sussurrei. Kane sorriu. "Chame-o um ato de impulso". Engoli em seco. "Você... É melhor você não estar pensando o que eu acho que você está pensando". Kane piscou para mim. "Eu aposto que os nossos pensamentos são bastante idênticos agora, boneca". Oh. "Fique longe de mim" eu sussurrei, "e perca o apelido estúpido". Kane me empurrou para mais perto dele até que nossos corpos finalmente tocaram. "Não é uma chance no inferno tanto contagens, boneca". Antes que eu pudesse colocá-lo em seu lugar com uma ameaça bem pensada, Kane cobriu minha boca com a sua e apenas como que todas as apostas estavam fora. Ok, talvez não todas as apostas. A cadela teimosa dentro de mim colocou-se uns três ou quatro segundo de resistência contra a boca de Kane. Ela realmente fez, mas ela e o resto de mim foram simplesmente não é páreo para os lábios e a língua talentosos de Kane. Não se encontrar nada. Eu cedi ao beijo e toque de Kane e tranquei-o com um aperto tão forte que o fez sibilar quando ele me empurrou contra a parede atrás de mim. Eu gemi quando uma ligeira sensação de ardor, distribuídos por minhas costas. Engoli em seco quando Kane passou as mãos pelos meus lados e próxima a minha parte de atrás de onde ele espremia. Eu gritei em sua boca quando ele me levantou e pressionou seu tronco contra o meu, me prendendo contra a parede com seus quadris. Ele manteve um braço debaixo de mim e usou sua mão livre para segurar meu rosto.


Ele me beijou tão forte que eu queria gritar para ele parar, mas não o fiz. Eu não fiz nada, mas que agarra-lo com minhas mãos e o beijar mais difícil quando eu apertei minhas pernas em volta de sua cintura. Ele deixou cair ambas as mãos ao meu atrás de onde ele me apertou e cavou seus dedos em minha carne. Difícil. Eu assobiei em sua boca. Ele engoliu o meu chiado e respondeu com uma mordidela no meu lábio inferior. Senti-me do momento em minha volta foi puxado para longe da parede e quando Kane começou a se mover. Ele era cegamente andando pelo corredor, enquanto ainda me beijava. Engoli em seco e me afastei do beijo e olhei em volta. "Para onde estamos indo?" Perguntei, em pânico. Eu gritei quando ele rapidamente baixou-me para o chão e agarrou a minha mão. Ele virou-se e começou a correr, a todo para o corredor, me puxando junto com ele. Eu não falei mais porque eu estava tentando manter-se com ele sem tropeçar e cair no meu rosto. Eu estava em seis polegadas de saltos e ele estava me puxando ele não estava sendo atencioso para com as minhas pernas curtas ou pés em tudo. "Para onde estamos indo?" Eu repeti ainda observando o chão quando eu tropecei ao longo. Kane grunhiu "minha casa". A casa dele? "Por quê?", Perguntei. "Há uma abundância de quartos aqui que poderíamos usar". Os passos rápidos de Kane nunca falharam quando viramos dois cantos e descemos uma longa extensão de corredor. "Odeio este lugar, a última coisa que eu quero fazer é foder nele". Ele ia-me foder! Quando chegamos às portas que tinha ido andando em direção, Kane estendeu a mão e puxou uma aberta. Estremeci quando o volume da música estridente atacou meus tímpanos. "Foda-se!" Eu gritei e puxei minha mão da preensão de Kane para dar um tapa com as mãos sobre os ouvidos. Kane tomou um aperto de meu braço e começou a me levar através do clube. Ele era muito forte com qualquer um que tem no nosso caminho. Ele não tinha nenhum


problema em empurrar pessoas ou gritar com eles para “mover a porra fora do caminho”. Ele estava em uma missão e eu era aparentemente o seu principal objetivo. O pensamento me fez tonta. O sentimento vertiginoso desapareceu quando nos aproximávamos da saída para o clube. Puxei Kane a uma parada. "Skull pensa que estou em um quarto na parte de trás esperando por ele". Kane olhou para mim e rosnou "Eu não penso assim porra". Ele me levantou e me jogou por cima do ombro. Eu gritei e ri quando Kane empurrou o resto da multidão, em seguida, através das portas de saída. Ele correu até as escadas e mudei minhas mãos de suas costas para o meu peito. "Minhas mamas estão para sair!" Eu bati. Ele riu, bateu na minha bunda, e subiu as escadas correndo mais rápido. "Bastardo!" Eu gritava, mas depois ri. Kane ampliada através dos seguranças e pessoas que ainda estavam tentando ganhar a entrada para o clube mesmo embora estava se aproximando da hora de encerramento. Prendi a respiração e esperei que a voz de Skull para chamar meu nome, mas nunca veio. Eu não respirei normalmente até Kane me colocou de volta no chão e firmou-me colocando as mãos sobre meus ombros. Ele moveu a mão sob meu queixo e usou seu dedo a ponta minha cabeça para que eu pudesse olhá-lo nos olhos. "Você parece nervosa," Kane murmurou. Engoli em seco. "Estou nervosa". "Porque eu vou ter você ou porque você está preocupada que Skull vai descobrir?", Perguntou Kane, sua voz tensa. "Skull e eu não estamos juntos Kane, decidimos que para o bem esta noite. Ele apenas me colocou na parte de trás no quarto, porque eu queria ir para casa, mas ele não poderia deixar de me trazer para casa". Kane bufou. "Eu apostaria minha vida que ele teria fodido quando ele voltou para o quarto".


Apertei os olhos. "Ele me respeita, sabe? Ele não iria se aproveitar de mim se soubesse que eu não queria ter relações sexuais com ele". Kane pressionou a frente contra mim e me obrigou a inclinar-se contra o seu Jeep. "Você quer fazer sexo com ele?" Ele rosnou. Eu empurrei o seu peito. "Eu não sei o que eu quero". "Eu quero" Kane sussurrou. "Eu". Ele me beijou novamente e virou meu cérebro em mingau. Eu subi e emaranhei meus dedos em seus cabelos, aplicando pressão para o beijo. Eu engasguei em sua boca quando ele me levantou pela segunda vez e pressionou sua pélvis entre as minhas pernas. Enrolei minhas pernas ao redor de sua cintura e apertei. Kane rosnou em minha boca, e, em seguida, rasgou os lábios da minha. "Entre no carro. Agora". Ele me deixou para baixo rudemente e me apressei para o lado do passageiro do carro. Quando eu era dentro, ele bateu a porta e correu para o lado do motorista. Quando ele entrou no carro ele iniciou o motor, afivelou o cinto de segurança, colocou o carro em sentido inverso e saiu do local no estacionado. "Oh, meu Deus!" Eu gritei quando ele mudou de rumo e tirou para fora do parque de estacionamento. "Eu quero sobreviver a este passeio. Desacelere". "A única coisa que você estará montando esta noite, boneca, sou eu. Agora, sente-se, cale a boca e me deixe dirigir". Eu senti meu queixo cair aberto. Fiquei chocada. Ninguém falou comigo desse jeito sem ser atacado verbalmente ou fisicamente. Mas por alguma razão, Kane mandando em mim em sua maneira rude, arrogante estava realmente trabalhando para mim. Talvez fosse porque eu tinha alguns drinques antes de a gente se beijar, ou talvez fosse porque eu estava com tanta excitação eu não podia ver direito. Seja qual for à razão, eu gostei, mas isso não significava que eu iria jogar junto. "Você sabe que eu não faço o que me mandam Kane". Ele tomou uma curva acentuada à esquerda. "Você vai quando eu te foder".


Cristo. Lambi meus lábios e baixei o olhar para a protuberância em sua calça jeans. "Isso parece muito desconfortável" murmurei. Kane olhou para mim e seguiu o meu olhar para entre as coxas. "É, mas você pode fazer-me mais confortável em menos de cinco minutos, então cale a boca e me deixe chegar onde estou indo". Eu sorri e inclinei minha cabeça para baixo. "Aideen!". Kane gemeu quando sentiu o calor da minha boca em seu pênis através de seu jeans. Eu fiz movimentos de beijos, mas foi um pouco difícil de fazer qualquer tipo de contato através do jeans. "Tire-me" Kane respirava. "Porra, Aideen, tire o meu jeans e coloque a sua boca em mim". Eu agarrei seu zíper com os dentes e puxei-o para baixo. Eu usei a minha mão para puxá-lo totalmente para baixo quando ele não se mexia mais. "Diga, por favor", murmurei e beijei a ponta de sua ereção através do sua boxers. "Por favor!" Kane praticamente gritou. Eu queria rir, porque eu nunca tinha ouvido sua voz chegar a esse campo antes, mas não o fiz porque minha boca regada com o pensamento de que estava prestes a preenchê-la. Cheguei até a banda de boxers de Kane e puxei para baixo. A banda estalou contra bolas de Kane e ele assobiou. Eu ampliei meus olhos e estremeci. "Minha culpa". Ele choramingou "Apenas afunda-me, por favor". Ele parecia desesperado e por causa de que eu queria agradá-lo. Eu beijei delicadamente a ponta de sua ereção e revestido meus lábios no líquido claro que infiltrou a partir da cabeça de seu pênis muito impressionante. Eu coloquei minha língua para fora e joguei em toda a ponta, e congratulou-os gemidos de prazer que encheu o carro. "Deus, sim!" Kane gemeu quando eu o levei totalmente na minha boca.


Eu esperava que ele mantivesse os olhos abertos para que ele pudesse continuar a conduzir eu realmente quis. Eu balançava a cabeça para cima e para baixo dez ou mais vezes antes de eu recuar completamente e me sentar no meu lugar. "O-o que? Por que você parou?" Kane me perguntou, sem fôlego. Eu dei de ombros. "Pensei em fazer um trabalho melhor, uma vez que entrar em uma cama. É um pouco estranho mexer a cabeça em um rápido veículo sabendo que eu estou há segundos de partir morrendo. Além disso, meu cinto de segurança estava cavando em meu lado". Kane ficou em silêncio por um momento e depois ele amaldiçoou e pisou fundo no acelerador do carro. "Kane!" Eu gritei. Para um par de minutos, minha vida passou diante dos meus olhos, meu estômago revirou, e eu apenas quase caguei sobre eu mesma, quando de repente, o carro veio a uma parada brusca repentina. "Fora. Agora". Abri os olhos, assim quando Kane fechava as calças, saltou para fora de seu carro e bateu a porta fechada. Pisquei os olhos um segundo mais tarde e olhei para minha esquerda quando a porta do passageiro se abriu. Kane alcançado desapertou o cinto de segurança, e enganchou seu braço esquerdo sob minhas pernas e seu direito ao redor minhas costas. Tirou-me do carro, girou em torno de nós e chutou a porta fechada com o pé. Eu ri e coloquei meus braços em volta do pescoço e usei como alavanca para me levantei para que eu pudesse acariciar meu rosto em seu pescoço. Eu beijei ao longo da base do pescoço até que ele estremeceu. Eu sorri. Eu encontrei seu ponto doce. "Droga, Aideen" ele rosnou quando eu tranquei meus lábios sobre o referido local e chupei. Eu ri quando ele se afastou e me pôs no chão do lado de fora de sua casa. "De todas as vezes que eu estive aqui, eu nunca pensei que eu seria para parar e por algum sexo com você a meia-noite".


"Quem mais você poderia fazer sexo aqui se não eu?", Perguntou Kane e ele procurou as chaves. Eu sorri. "Damien poderia voltar aqui a qualquer momento". Kane olhou para mim. "Você não está dormindo com o meu irmão mais novo". "Por que não?" Eu provoquei. Ele se inclinou para frente, colocou sua boca na minha orelha e sussurrou: "Porque depois de hoje à noite, você poderá ser minha. Apenas sempre minha". Eu explodi em um ataque de risos. "Fique quieta. Todo mundo está na cama". Isso me calou. "Branna e Ryder estão em casa?" Eu assobiei minha voz baixa. Kane olhou por cima do ombro para mim e sorriu quando eu dei um passo para trás. "Se você correr, eu vou persegui-la e pegá-la, boneca". Eu tanto sorrir e olhei para ele. "Eu vou bater a merda fora de você". "Eu estou segurando você para isso" Ele piscou. Eu balancei a cabeça, sorrindo. "Ry e Bran estão no segundo andar, eu estou lá em cima no antigo quarto de Dominic. Eles não vão nos ouvir". Eu estava hesitante. "Só... Só não diz o meu nome". Kane resmungou. "Você tem vergonha?". Eu estava? "Não, eu só não quero ser o alvo de piadas", eu murmurei. "Você sabe que todo mundo vai importunar-nos se eles sabem que, bem, você sabe". Kane abriu a porta da frente e entrou. Eu levei alguns segundos, mas eu finalmente o segui para dentro e pulei um pouco quando ele clicou a porta e trancou-a com a chave. Havia um senso de finalidade sobre isso.


"Você não está indo para me deixar sair, você é?", Perguntei meus sentidos agora intensificados. Kane pressionou a frente à minha volta e deslizou as mãos em volta da minha cintura. "Por enquanto? Não". "E depois?", Eu sussurrei. Kane mordiscava meu pescoço e me levou para seu quarto. "Pergunteme mais tarde". Eu gostaria. Eu definitivamente faria. Engoli em seco quando Kane me girou e me jogou por cima do ombro, pela segunda vez no espaço de meia hora. "Eu posso andar, você sabe?" Eu sussurrei. Kane bateu em minha bunda. "Não é rápido o suficiente". Ele subiu as escadas de dois em dois, e isso me assustou porque eu estava pendurada de cabeça para baixo. Fechei olhos e só abri-os quando me senti voar pelo ar. Foi tão repentino que eu nem sequer tive tempo de gritar. Engoli em seco quando minha costa colidiu com um colchão. Ergui a cabeça e olhei para baixo para os meus pés quando meus saltos foram tirados dos meus pés. As mãos de Kane correram minhas coxas, apertou minha roupa intima, e puxou para fora de meu corpo. Levantei-me de joelhos. "Kane!" Eu bati. Eu podia ver o luar brilhando em seu rosto, e ele sorriu quando ele jogou minha calcinha atrás dele. Ele se adiantou e colocou seu rosto para o meu. Lambi meus lábios e me mudei para beijá-lo, mas ele puxado de volta. "Braços em primeiro lugar". Hã? "O que-". "Braços primeiro, os dois. Você pode me beijar quando você fizer isso". Ok.


Eu levantei meus braços acima da minha cabeça e gritei quando Kane segurou a barra do meu vestido e puxou do meu corpo e pela minha cabeça. Baixei os braços e pisquei. Kane já havia jogado o meu vestido a distância e tinha as mãos atrás das costas, onde ele estava desabotoando meu sutiã. Minhas alças de sutiã caíram em meus braços, então, como minhas calcinhas e vestido, ele foi jogado em algum lugar no quarto. Eu deveria ter me senti envergonhada de ser completamente nua, mas, com toda a honestidade, eu estava tipo de ligado e mijada fora, ao mesmo tempo. "Você sabe, você poderia ter apenas me pedido para tirar". Kane agarrou a parte de trás de sua camisa e puxou-o sobre sua cabeça. "Eu poderia ter, mas onde estava à diversão nisso?". Eu olhei para baixo para seu peito e dei uma ingestão. Eu só tinha a luz da lua para trabalhar, mas com ela eu poderia ver marcas irregulares espalhadas ao longo do peito e ombros de Kane. Eu olhei para cima e encontrei-o me observando. "Você quer que eu coloque minha camisa de volta?", Ele perguntou sua voz áspera. O quê? "Não" eu murmurei. "Por que eu iria querer que você faça isso? Estou nua, quero você nu". Eu realmente o queria nu. Kane não se mexeu. "Meu corpo... Está arruinado, boneca. Não é bonito de se ver ou de sentir. Eu não serei ofendido se você quer que eu fique vestido". Eu pisquei. "Seu corpo não está arruinado, ele é único". Kane ficou em silêncio enquanto eu estendi a mão e corri os dedos sobre uma cicatriz irregular que se curvava em seu pescoço para baixo do centro do peito. Ele me assustou para pensar como ele poderia ter obtido essa cicatriz. Eu desesperadamente queria fazer a pergunta em minha mente, mas eu empurrei-o de lado. Essa pergunta não levaria a sexo levaria a ser expulsa.


"Você é o homem mais quente que eu já coloquei os olhos" eu admiti, em seguida, me inclinei para perto dele. "Eu vou negar para sempre ter falado isso de manhã". Kane bufou com risadas. "Você está apenas dizendo para que você possa entrar em minhas calças?". Eu sorri. "Eu poderia dizer muito menos e obter em suas calças, mas não, eu estou sendo honesta. Você é perfeito do jeito que você é. Suas cicatrizes não me incomodam em nada, querido". Kane grunhiu e isso me fez saltar, em seguida, sorrir. "Eu amo quando você faz aquele barulho". Eu pulei novamente quando as mãos de Kane pegaram a minha bunda nua e apertou. Eu segurei minha respiração enquanto ele se inclinou para frente e colocou sua boca na minha orelha. "Eu vou te foder tão duro que você vai ver estrelas". Oh. "Sim", eu sussurrei. "Sim, por favor". Kane puxado para trás e quase olhou para mim. "Inversão de posição". Dê uma volta? "Ok", eu murmurei e fiz o que pediu...? Virei às costas para Kane, e foi só então que eu me tornei plenamente consciente de como nua e vulnerável eu estava. Eu vacilei quando o dedo pressionado contra o meu pescoço e deslizou pelas minhas costas causando um tremor de correr pela minha espinha. "Dobra sobre", ele resmungou. Merda Santo. Meu coração já batendo lançado um nível e começou a bater no meu peito com tanta força que tirou meu fôlego. "Aideen," Kane resmungou. "Dobrar. Sobre". Oh. Meu. Deus. Isso foi quente. Tão gostoso.


Inclinei-me para frente e as palmas das mãos achatadas contra o colchão macio embaixo de mim. Comecei a tremer de antecipação do que estava prestes a acontecer, e isso tanto me apavorou e me emocionou. "Eu vou te foder bem aqui", murmurou Kane. Mordi meu lábio quando eu senti a ponta do dedo de Kane preguiçosamente girar em círculos ao redor da minha entrada. Ele nunca mergulhou para dentro, ele era preso a um ritmo dolorosamente lento de suave porra dedo. Era uma tortura. "E se você puder me levar aqui", ele grunhiu e moveu seu dedo para meu ânus, "Eu vou te foder aqui também" Minha bunda? Eu ampliei meus olhos, mas eu não disse nada. Eu permaneci calma. Por dentro eu estava pirando porque embora, em todos os meus anos sexualmente ativa. Eu nunca tinha uma vez tentado sexo anal. Eu não era uma puritana. Eu pensei em mim como aventureira, mas anal apenas nunca veio à tona. Até agora. "Aideen?" Kane sussurrou. Eu gemia alto quando dois dos dedos de Kane mergulhado dentro de mim sem avisar. "Ah, então você está acordada" Kane riu. Acordada? "Você pensou que eu adormeci posicionada como estou, enquanto você está fazendo isso?", Perguntei, enquanto mordia o meu lábio inferior. Kane continuou a bombear lentamente seus dedos dentro e fora do meu corpo. "Coisas estranhas acontecem". Meus olhos se fecharam quando uma sensação de provocação cercou meu núcleo. "Por favor", eu sussurrei. "Por favor, o que?" Eu gemia "Por favor, me fode já".


Kane estalou a língua. "Eu não sei... Você não parece realmente querer que eu te foda". Seriamente? "Kane" Rosnei quando meu clitóris pulsava a vida e começou a latejar. "Estou muito pronta para foder". Kane sacudiu a cabeça. "Não parece como se está". Rosnei e empurrei de volta contra sua mão, levando os dedos dentro de mim. Eu gritei quando uma bofetada picada foi entregue à minha bunda. "Isso mostra o seu entusiasmo, mas não o bastante para eu ser incomodado o suficiente para tirar o meu pau fora". Verdade? Eu estava inclinada de bunda na frente dele enquanto ele me tocou no ritmo de um caracol. Como isso não mostra meu entusiasmo? Se eu não soubesse melhor, eu diria que ele foi intencionalmente tentando me irritar fora. "Eu vou te mostrar entusiasmo" Eu resmunguei para mim e me virei, franzindo a testa para a perda dos dedos de Kane. Eu rapidamente me ajoelhei na frente de Kane e, em seguida, rolei para a esquerda e para fora da cama. Ele me viu quando eu me movi um olhar perplexo no rosto "O que você está-merda!" Eu cortei Kane fora quando eu corri e pulei em cima dele. Ele me pegou, mas caiu de volta para sua cama. Sentei-me na posição vertical e olhei para ele. "Mova para cima da cama". Kane olhou para mim com grandes olhos e divertidos, mas fez o que eu pedi. Ele deslizou na cama e, em seguida, cruzou as mãos atrás da cabeça. "E agora?". Filho da puta insolente. Eu não respondi. Em vez disso, eu me mudei para baixo em suas coxas e agarrei com um puxão sua calça jeans. Eu desabotoei e forçadamente puxei a cueca para baixo deixando seu galo livre. Eu não pedi permissão, nem deixei para o que eu estava fazendo. Eu simplesmente


me mudei de volta no corpo de Kane, me abaixei, peguei sua espessura de pau na minha mão e guiei-o para minha entrada quando eu afundei. "Foda-se!" Ele gritou. Sim, foda-se. Eu me forcei a não firmar quando eu afundei mais e mais no pau de Kane. Foi uma batalha, porque eu nunca tive ninguém tão grande como ele antes. Skull tinha um pênis de tamanho bastante decente, nada como Kane embora, ele era grande em comprimento e largura. Ele quase me fez me arrepender de tomar o controle, porque o meu jejum e plano furioso era agora fora da janela enquanto eu lutava para mantê-lo juntos o suficiente para levá-lo totalmente dentro de mim. "Cristo" eu respirei quando minha pélvis finalmente tocou Kane. As mãos de Kane agarraram minhas coxas. "Não pare" ele implorou sua voz aflita. "Dê-me um segundo" eu implorei. "Você é grande, tudo bem. Apenas... Deixe-me ajustar". Kane quase choramingou: "Eu sou grande? Você é apertada pra caralho. Aquela coisa polegadas-por-polegadas que você fez é uma não vá. Jesus, eu vou te foder na próxima semana se você continuar a torturar-me assim". Ele falou como se eu tinha feito isso de propósito. Engoli em seco. "Ok" eu exalei e coloquei minhas mãos em seu peito. "Você está pronto?". Kane bateu minhas nádegas. "Monte-me, boneca". E montá-lo foi o que eu fiz. Eu usei o peito para alavancar para me levantar e afundar de volta para baixo sobre ele. Fechei os olhos e focada em sentir o peito de Kane debaixo de mim e não o tamanho de seu pênis. Era tão grande que quase doía. Pare de ser um bichano. Rosnei para os meus pensamentos e peguei meu ritmo até a minha pele bater contra Kane com cada salto. Lá. Que me senti melhor. Eu ainda podia sentir o alongamento do pênis de Kane, mas ele não sentia mais


desconfortável, o lubrificante que o meu corpo produziu tinha certeza disso. "Só assim, boneca". Pisquei os olhos abertos quando a voz de Kane quebrou através dos meus pensamentos. Olhei para ele e fiquei momentaneamente chocada com o quão perfeito ele olhou. O luar destacou seu rosto e peito. Isto era como se ele quase brilhava. "Você parece um anjo" murmurei. Kane começou a reverter seus quadris para cima enquanto eu continuava a bater o meu corpo em cima dele. "Isso seria você, querida". Eu gritei quando o puro prazer disparou através de mim. "Ali!", Eu gritei pico do meu explodiram em mim, enquanto

e me abate sobre Kane quando eu me empurrei para o ritmo. Minhas entranhas cerradas, e meu núcleo fogo quando o formigamento se espalhou em cima de eu persegui meu orgasmo para baixo.

Eu parei de respirar quando o primeiro pulso me bateu. Eu gritei quando a onda quente de exctasy bateu em mim com força suficiente para empurrar o ar de volta para o meu corpo. Senti-me tonta e tonta, mas que foi mais por causa do Kane sentado, envolvendo os braços em volta de mim e me rolando sob ele. Ele bateu com força o restante do meu orgasmo fora de mim, e eu amei cada segundo de porra isto. Ergui os braços e envolve em torno de seu corpo. Eu podia sentir os caroços e inchaços de muitas cicatrizes que foram espalhadas por toda a sua volta. Eu estava um pouco chocada com quantas eu senti, e por um segundo eu nunca quis ver o estrago porque sensação de que era suficiente para colocar um nó na garganta. "Kane" eu gemi. Ele trouxe seu rosto para baixo para o meu. "Eu quero ver você vir uma e outra vez. Você é perfeita quando você está vindo ao redor do meu pau. Porra. Perfeita". Oh. "Por favor, só não pare", eu implorei.


Meu orgasmo veio e se foi, mas sentindo Kane dentro de mim era algo que eu gostava, muito. Eu não quero terminar nunca. Kane tirou do meu corpo, em seguida, bateu de volta para mim. Ele repetiu a ação mais e mais. Eu gritei e arqueei as costas em delírio. Meu pescoço foi exposto de modo que Kane cobriu o rosto com ele e beijou minha carne sensível. Ele encontrou meu doce local muito rapidamente, e quando eu ofegava, ele se abateu e chupou como se sua vida dependesse disso. Eu cavei minhas unhas em suas costas e, por um momento, ele parou de se mover por completo, seu o corpo inteiro ficou tenso. Eu estava ofegante quando ele puxou a cabeça para trás para olhar para mim. "O que está errado?". Ele saiu de mim e empurrou de volta para dentro, que enviou um choque na minha espinha. "Nada... Apenas cuidado com as minhas costas. Você não está me machucou, ele só me faz lembrar algo que eu não gosto quando você cavou suas unhas em mim". Eu pisquei. "Eu sinto muito". Foi um mau hábito, Skull adorava quando eu cavava minhas unhas em suas costas. Não pense sobre o Skull agora! Kane recapturou minha atenção quando ele aplicou uma quantidade justa de seu peso em cima de mim. "Não se desculpe, boneca". Ele beijou-me preguiçosamente e diminuiu o ritmo para baixo. Ele fodeu-me lentamente, mas completamente. Era deliciosa tortura. "Kane" eu gemi quando minhas entranhas começaram a formigar novamente. Ele rosnou e pôs a boca junto ao meu ouvido. "Você está perto novamente. Eu posso sentir a sua buceta apertar em torno de mim". A dupla sensação de ele me foder, e sua respiração na minha pele quando ele rosnou no meu ouvido enviou arrepios causados a quebrar ao longo de todo o meu corpo. "Mantenha a fala!" Engoli em seco e empurrei meus quadris quando eu podia sentir meu segundo orgasmo dentro do alcance.


"Você gosta quando eu falo com você?" Kane murmurou. "Você gosta quando eu fodo sua buceta bonita e torná-la minha?". Deus, sim. "Kannneeeeee" Eu assobiei. O prazer foi se tornando doloroso. "Diga-me o que você quer" ele rosnou e sugou minha orelha em sua boca. Porra! "Rápido. Difícil. Você. Por Favor!". Kane não me pediu para mendigar ou repetir o que eu queria que ele fizesse para mim. Ele imediatamente me obrigado e manteve sua promessa, ele me fodeu tão difícil que eu vi estrelas. Meus olhos revertidos quando o meu orgasmo, e Kane, bateu em mim. Eu levantei minhas mãos e emaranhadas em seu cabelo quando o meu corpo foi varrido por uma maré de prazer. Meus sentidos foram aumentados quando eu senti a picada de uma mordida no meu pescoço ao mesmo tempo o corpo de Kane ficou tenso, então se contraiu. Seus quadris se sacudiram em mim a um ritmo mais lento. Alguns momentos de silêncio e respiração difícil passado perante eu percebi que não podia exatamente respirar corretamente. Eu ofegava e empurrei o Kane que só riu e revirou seu corpo fora do meu. "Desculpe" ele ofegava. "Ok". Eu olhei para o teto do quarto de Kane e banhado no relaxamento que meu corpo estava experimentando. "Dê-me alguns minutos". Virei à cabeça e olhei para Kane. "Hã? Para que?". Kane olhou para mim e disse: "Para a segunda rodada". Desculpe? "Round dois?" Perguntei com os olhos arregalados. "Estou exausta". Kane sorriu. "Você não sabe o significado dessa palavra ainda, mas você vai quando eu estiver acabado com você".


Engoli em seco depois ri quando ele mergulhou para trás em cima de mim. "Você deveria estar doente, você não pode ter muito sexo... Você pode morrer". Kane vibrou com uma risada, "Eu não me sinto doente quando eu estou com você. Talvez você seja a droga que eu preciso para melhorar". Eu olhei para ele, mas minhas entranhas vibraram com suas palavras revestidas de açúcar. "Eu não sou uma droga". Kane moveu-se de volta entre as minhas pernas e punhos dele, mais uma vez, pau hard rock, esfregando contra mim. "Eu não sei nada sobre isso, boneca" Kane murmurou depois, lentamente, deslizou de volta dentro do meu corpo. Eu gemi em voz alta e estendi a mão para ele. Ele se inclinou para baixo, mas em vez de me beijar ele trouxe seus lábios ao meu ouvido e sussurrou: "Sentindo você ao meu redor, tê-la tão perto de mim, a respiração de seu perfume inebriante, querendo provar você durante o tempo que eu viver... Eu definitivamente digo que você é meu vício. Você é minha droga". Oh. "Kane". "Aideen" ele sussurrou e mordiscava minha orelha, "Você é minha".

***

Abri os olhos. Bem, eu tentei. Eu encontrei meus olhos não totalmente abertos e foi por causa dos meus cílios postiços. Eu gemi e levantei a minha mão ao meu rosto, descascando-os de minhas pálpebras e pisquei meus olhos abertos. Deixei minha mão para baixo para meu abdômen para esfregar meu estômago dolorido, e quando meus dedos pressionados contra a minha pele franzi minhas sobrancelhas.


Eu levantei o cobertor que me cobria e olhei para o meu estômago. Meu estômago nu. Eu ampliei meus olhos quando eu rapidamente percebi que o resto de mim estava nu também. Eu não tinha roupas, e eu não estava na minha própria cama. Oh, merda. Eu virei minha cabeça lentamente para a direita e quase gritei quando a forma de Kane Slater dormindo entrou na minha linha de visão. Virei à cabeça e olhei para o teto. Fechei os olhos quando imagens da noite passada inundou minha mente. Eu tive sexo com Kane Slater. Três vezes. Foda, foda, foda! Eu tinha que sair. Eu tinha que sair de lá antes que ele acordasse. Eu com cuidado, muito cuidado deslizei de debaixo das cobertas e pisei no chão de madeira legal. Eu senti o ar da manhã me cercar, e a ternura entre as minhas pernas quando eu me movimentava. Kane claramente me deu certo vendo a. Eu balancei a cabeça clara de aventuras sexuais da noite passada e examinei o quarto para minhas roupas. Eu achei meu sutiã pendurado em uma maçaneta da cômoda de Kane. Na ponta dos pés fui até ele, arranquei da maçaneta, e rapidamente coloquei-o. Olhei para o quarto novamente e vi que minha calcinha estava no radiador do outro lado do quarto, o que me deixou perplexa. Eu não tinha ideia de como elas teve todo o caminho até lá. Arrastei-me a mão e agarrei-a do radiador. Eu vestia enquanto encarava Kane ele estava indo para acordar a qualquer momento. Felizmente ele não o fez o que foi realmente a meu favor, como eu tive que esgueirar-se em torno da sala olhando para o meu vestido e bolsa. Eu encontrei a minha bolsa no chão ao lado da cama Eu rolei para fora, e eu encontrei o meu vestido ali também. Puxei-o sobre a minha cabeça, ajustado para o meu corpo, e descontraído. Meus sapatos estavam sobre a janela onde ele jogou noite passada, então quando eu estava perto deles, eu escorreguei-os e fiquei em pé. Eu fiz isso. Eu sorri para mim e virei na direção da porta. Eu mal me movi antes de ouvi-lo atrás de mim.


"O que você está fazendo?". Oh, inferno. Eu congelei e momentaneamente pensei em apenas correr para fora do quarto. Pensei melhor e me virei lentamente, porque eu sabia que ele iria perseguir e apanhar-me se eu corresse dele. Engoli quando meu olhar caiu sobre Kane quando ele olhou para mim com a cabeça apoiada em seus travesseiros. "Hum eu estava tentando sair... Em silêncio". Kane levantou uma sobrancelha para mim. "Por quê? Um bom dia foda não é sua coisa?". Eu silenciosamente agradeci-lhe por ser um canalha. Eu poderia lidar com Kane, quando ele era um canalha, foi quando ele agiu como um ser humano decente que eu encontrei as coisas difíceis. "Bom dia 'porra' é, só que não com você" eu cuspi. "Porra noite, ou qualquer tipo de porra com você, não sou essa coisa". Kane sorriu para mim. "Isso é engraçado, já que é da minha cama que você está apenas se rastreado a partir, e se eu me lembro corretamente, também foi meu pau que você estava saltando em toda á noite ontem. Nas habilidades pelo caminho. Você está cansando me para fora, boneca". Esse filho da puta. Eu fechei as mãos em punhos. "Eu estava embriagada na noite passada, querido". Kane levantou-se lentamente para cima da cama, e eu estava dolorosamente ciente dos lençóis deslizando fora de seu corpo. Eu vi o rastro do tesouro em seu estômago quando o lençol caiu longe antes que eu agarrei o meu olhar até Kane provocando um. "Você estava plenamente consciente do que, e quem, você estava fazendo ontem à noite, querida". Eu enrolei meu lábio em desgosto. "Ouça um pouco garo-". "Garotinho?" Kane sem humor riu. "Você me fez parar ontem à noite para que você possa ajustar a me, duas vezes. Quando cheguei de volta aqui, você me disse que eu era ‘tão grande’ mais e mais".


Senti meu olho contrair. "Eu estava referindo para sua idade, você filho da puta arrogante". Kane sorriu. "Hmmm. Você é o que, um ano mais velha do que eu sou? Não é ruim. Você não é a primeira professora que eu fodo, e você provavelmente não será a última... Mas você é definitivamente a mais quente". Ele desceu da cama e começou a caminhar em direção a mim. Eu não tenho que olhar para baixo para saber que ele estava nu. Meus olhos caíram para seu peito e minha boca aberta. Maldito seja ele, e seu peito sangrento estúpido. O cabelo no peito de um homem nunca fez nada para mim antes, mas meu Deus, Kane trabalhou merda fora dele. "Pare com isso!" Eu bati e segurei minhas mãos para cima. "Fique bem onde você está". Kane riu e continuou a avançar em mim. "Você quer que eu vá e arrastá-la de volta para a minha cama e foder até que você gritar de novo? Você sabe que você faz". Eu não! "Você é tão errado. Eu quero ir para casa" gritei. Kane atirou para frente, passou os braços em volta de mim, e me puxou contra ele. Minhas mãos foram para seus ombros e eu inclinei minha cabeça para trás para olhar para ele. Eu abri minha boca para dizer a ele, mas eu nunca tive a chance, porque ele me beijou antes que eu pudesse dizer uma palavra. Eu tentei não beijá-lo de volta, mas era difícil. Kane foi difícil, também. Eu podia sentir sua ereção contra minha barriga quando ele apertou seu corpo contra o meu. "Diga-me que não" Kane murmurou contra a minha boca. "Não", eu respondi minha voz quase um guincho. Kane diabolicamente sorriu. "Tente novamente". Limpei a garganta. "Não, Kane". Ele olhou para mim, seus olhos sem piscar. "Quer dizer isso?". Eu hesitei antes de responder, e ele sorriu. "Não é a minha resposta".


Eu segurei minha respiração enquanto Kane começou a abaixar sua boca para a minha mais uma vez. Eu pulei quando um estrondo na porta de seu quarto interrompeu o momento. Graças A Deus. "O quê?" Kane gritou sem tirar os olhos de mim. "Dominic está lá embaixo. Nós dois estamos à espera de sua bunda preguiçosa. Você disse que queria fazer uma corrida, lembra?". O quê? "Você voluntariamente quer ir correndo às seis da manhã? Isso é loucura" eu sussurrei. Kane sorriu. "Eu vou me livrar dos meus irmãos". "Não, Kane" eu o interrompi. "Estou falando sério. O que aconteceu entre nós não vai acontecer novamente. Sempre. Como você disse ontem à noite, foi um ato de impulso, certo?". Kane olhou para mim e apertou sua mandíbula quando viu que eu estava falando sério. "Certo" ele disse através dos dentes cerrados. Engoli em seco. "Então, eu estou indo para ir. Não conte a ninguém sobre isso, ok?". "Que seja" Kane grunhiu e deu alguns passos para trás longe de mim. Eu balancei a cabeça. Kane se aproximou de seu guarda-roupa e tirou um capuz preto que ele atirou em minha direção. Apanhei e rapidamente puxei-o por cima do meu torso e puxei o capuz para cima. Enfiei minha bolsa para o bolso grande do capuz, prendi meu cabelo no capuz e caminhei até a porta sem olhar para Kane. "Minha porta está sempre aberta para você" disse Kane por trás de mim. Parei por um momento, mas não disse nada. "Tchau, Kane". "Não é para o bem" ele resmungou: "Eu te vejo mais tarde".


Fechei os olhos e lutei contra o desejo de voltar para ele. Eu balancei a cabeça clara e continuei a andar em direção à porta do quarto. Eu abrio apenas quando Alec bateu pela segunda vez. "Kane who, você não é Kane". Eu mantive minha cabeça abaixada. "Desculpe-me", eu disse com um tom tão estridente que Alec não seria capaz de dizer que era eu. Tentei pisar em torno de Alec, mas ele deu um passo para a esquerda quando eu fiz. "Eu sou Alec, o irmão de Kane, e você é?". Eu dei um passo para a direita, sem responder, mas Alec evitou comigo e mais uma vez bloqueou meu caminho. Eu resmunguei: "Eu estou indo embora, me desculpe". Alec bufou. "Por que a fuga rápida? Será que meu irmão mais novo não mostrar um bom tempo?". Ouvi Kane rir atrás de mim e isso me irritou. "Eu tive um tempo bom. Por favor, mova". Alec riu quando ele saiu do meu caminho. Eu andei rapidamente pelo corredor e me virei para as escadas. Eu mantive minha cabeça abaixada e olhei para os meus pés enquanto eu descia as escadas na esperança de que eu não tropeçar e cair. Quando eu desci para o piso inferior, eu fiz um caminho mais curto para a porta, mas, é claro, um Nico sem camisa saiu da sala de ginástica, nesse momento exato e bloqueou meu caminho. "Quem é você?" ele perguntou, e mesmo que eu estava olhando para o chão, eu podia ouvir o sorriso em sua voz. Eu raspei a minha voz mais uma vez. "Eu não sou ninguém, desculpeme". Nico riu. "Você está com vergonha de dormir com o meu irmão? Será que ele não sabe né?". Desculpe? "Mover antes de eu chutar a merda fora de você!" Rosnei. Nico caiu na gargalhada e deu um passo para o lado. "Ouvi dizer que ameaça o suficiente de mulheres irlandesas para levar a sério. Tenha um bom dia, cama de coelho".


Eu balancei minha cabeça. "Idiota sangrento". Ele continuou a rir atrás de mim. Eu andei para frente, abri a porta da frente e sai. Eu alcancei fora, agarrei a porta manuseei-a e fechei a porta atrás de mim. Eu tremia de frio por um momento antes que eu envolvi meus braços ao redor de mim e sai do jardim do Slater. Eu dormi com Kane Slater. Eu gemia para mim mesmo que eu comecei a minha milha longa caminhada da vergonha. "Estúpida, estúpida, estúpida!" Eu bati para mim mesmo. Como eu poderia ter dormido com Kane de todas as pessoas? Eu odiava Kane e ele me odiava. Eu realmente era estúpida. Eu não sei por que eu deixei minha guarda. O álcool. Eu estava culpando-o o álcool. Uma coisa era certeza, o que aconteceu ontem à noite com Kane e que quase aconteceu esta manhã, nunca poderia acontecer de novo. Eu nunca viveria para baixo de outra forma.


CAPITULO 9

"Oh. Meu. Deus" Keela disse depois de um longo período de silêncio. Eu suspirei, abaixei minha cabeça, e acenei com a cabeça. "Você disse que queria todos os detalhes sujos". "Eu fiz, mas foda-se. Eu não acho que seria tão quente. Você pode me dizer isso novamente, mas desta vez enquanto eu estou pegando notas?". Desculpe? Eu bati minha cabeça e olhei para Keela. "Você não vai escrever os acontecimentos daquela noite em seu livro. Eu proíbo". O pequeno rosto de Keela caiu. "Por que não? Será meus personagens, não você e Kane". Esta cadela foi fodendo comigo? Eu balancei a cabeça com raiva. "Eu não me importo. Você não está escrevendo a minha foda. Minha literalmente foda-se". Keela bufou e resmungou: "Sim, tudo bem". Isso mesmo. Quando esse pesadelo em potencial foi esmagado, eu olhei de volta para os meus pés e gemi: "Isso não se parece real". "Bem, é. Você está grávida de Kane" Keela afirmou. "Pare!" Eu gemia e cobri o rosto com as mãos. "Você está me fazendo sentir mal". Keela estendeu a mão e esfregou minhas costas, enquanto ela riu um pouco. "Babe, este é uma incrível coisa. Você é forte para ter um bebê. Como grande é isso?". Não é incrível, apenas aterrorizante. "Eu mal posso cuidar da minha vida, Keela. Como posso cuidar de um bebê?", Eu perguntei minha voz apertada com emoção. "É por isso que você tem a mim. Eu vou ajudá-la com tudo e assim as meninas", assegurou Keela então eu ri. "Você é também sortuda que o pai do bebê é Kane e ele não vai deixar seu filho faltar nada". Eu não sei por que, mas essa noção me incomodou.


Cerrei os punhos e olhou para cima. "Eu não preciso contar com Kane Slater. Eu posso prever outra pessoa, eu só não sei se estou pronta. Eu não estou mesmo em um relacionamento com Kane. Podemos mal estar à vista um do outro. Como fizemos sexo ainda é mistério para me". A mão de Keela tocou meu ombro. "Você não é a primeira mulher a ter um bebê, nem vai ser a única, e você não será a última. Eu amo Kane, e você sabe que ele vai ajudar ativamente de todas as maneiras que puder, mas você pode fazer isso com ou sem a ajuda de ninguém. Você ajudou a criar Gavin, você é praticamente já uma mãe". Sim, mãe Aideen, sou eu. Eu suspirei "E que bom trabalho que eu fiz com ele, trabalhando para o seu tio tentando ser alguém que ele não é". "Aideen" Keela suspirou, seu rosto carrancudo. "Escolhas de Gavin não refletem na sua parte na vida dele. As pessoas inteligentes tomam decisões estúpidas e um dia percebem. Gavin vai perceber o seu erro em seu próprio tempo". Seu próprio tempo não foi rápido o suficiente para mim. "Mesmo que ele perceba seu erro, ele está no círculo de Brandon agora. Ele não pode sair fora. Uma vez que você está no seu círculo, a única maneira de sair é morrendo. Você sabe disso, e eu também". A mão de Keela apertou meu ombro. "Brandon é meu tio, ele me ama. Se Gavin quer sair, eu vou tirá-lo. Confie em mim". Isso me tranquilizou um pouco. "Eu não posso sequer pensar em Gavin agora, minha cabeça está uma bagunça" eu admiti e funguei quando um súbito nó se formou na minha garganta. Keela colocou os braços em volta de mim. "Ele está indo para ficar bem, você vai ver". Abracei Keela de volta. "Como posso dizer a ele?". Keela puxou para trás e olhou para mim. Eu não tinha necessidade de verbalizar o nome, ela sabia que eu estava falando sobre Kane. "Eu não sei. Kane é um livro fechado, é difícil de lê-lo". "Sério?" Eu perguntei surpresa. "Eu acho que é fácil de entender o que ele está sentindo ou pensando. Você só tem que prestar atenção a ele".


Keela levantou uma sobrancelha. "E você prestar atenção a ele?" Eu brinquei: "Estou grávida de seu filho, o que você acha?". Keela riu: "Ele age de forma diferente em torno de você. Ele gosta de você e claramente mais do que apenas sexualmente. Você é a única pessoa que ele deixa para dar-lhe a sua insulina, quando ele claramente tem um problema com agulhas". Kane não gostava de mim. A única coisa que ele gostava de fazer era me irritar, mesmo quando eu estava ajudando ele. A julgar pelo nosso passado, ele possivelmente gostava quando eu comecei nu também. Eu mordi minha bochecha interior. "Talvez porque ele sabe que eu não vou tomar a sua besteira e é por isso que ele deixa-me espeta-lo?". "Pode ser" Keela sorriu. Sorri um pouco até que Keela falou novamente. "Você foi tomando cuidado de si mesma?" Ela me perguntou. Eu balancei minha cabeça quando as imagens da noite fora ao longo dos últimos três meses passou pela minha mente. "Não, eu estive bebendo e comendo mal ao longo das últimas semanas. E se eu fiz alguma coisa errada e dói o bebê?". Meu coração apertou com a dor. Eu poderia não estar pronta para ter este bebê, mas não havia nenhuma maneira no inferno que eu queria prejudicá-lo. "Calma", disse Keela e colocou as mãos sobre meus ombros. "Nós podemos ir para o Coombe agora e descobrir se tudo está bem. A sala de emergência nunca fecha, eu ouvi a Branna dizer isso antes". Engoli em seco quando pensei em Branna. "E se Branna nos vê?". "Ela trabalha na sala de parto, não na sala de emergência ficaremos bem". "Você tem certeza?". "Muita certeza. Vamos lá". Engoli em seco. "Só nós dois?".


Keela assentiu. "Apenas você e eu". A melodia de "Just The Two of Us" fluiu pela minha mente e me fez rir levemente e balançar a cabeça. "Ok, vamos lá antes de eu mudar de ideia", eu disse e me levantei. Keela saltou para seus pés e pegou seu telefone e chaves. "Estou mandando um texto a Alec e dizendo a ele que estamos saindo para obter gasolina e alguns doces e para que possamos ser um pouco. Ele não vai suspeitar de nada". Uh oh. Eu estremeci. "Você acha que estar mentindo para ele é uma boa ideia? Especialmente depois de tudo que aconteceu entre vocês dois em dia. Isso é tudo ainda muito fresco, tem apenas nove dias depois de tudo". Keela hesitou quando ela apertou em seu telefone, em seguida balançou a cabeça e deu um toque a tela final. "Não é uma boa ideia, mas ele vai entender por que estou fazendo isso. Kane deve saber sobre o bebê antes de seus irmãos". Eu bufei. "Quando ele descobrir que ele está indo para me rasgar, por estar te dizendo antes dele". Keela revirou os olhos. "Por favor, você mal consegue suportá-lo, e eu sou a sua melhor amiga. Se ele tem algo a dizer, vou dizer-lhe gentilmente para me beijar a bunda". Eu ri. Senti-me bem por um momento eu estava calma e relaxada, então me lembrei da situação que estava e onde eu estava prestes a ir. "Você olha como você está prestes a ficar doente". Segurei no meu estômago. "Eu sinto que estou prestes a ficar doente". Keela engasgou e agarrou meu braço. "Não sobre o novo piso, só agora foi polido!". Eu não tive a chance de dizer que não significava, literalmente, que ficaria doente porque Keela começou a me puxar para fora de sua sala de estar, pelo seu corredor, e fora de sua casa. Os movimentos rápidos e voltas rápidas perturbaram o meu estômago já abalado. Eu me curvei e vomitei em seu caminho. "Essa foi por pouco" ela respirou quando eu estava acabando. "Você está bem?".


Rosnei enquanto eu limpava minha boca com as costas da minha mão. "Eu estava bem até que você começou Swingin em torno de mim. Que diabos foi isso?". "Você disse que sentia como se estivesse indo para ficar doente!". "Porque eu estou em uma situação fodida". Keela mordeu o lábio inferior. "Eu pensei que você quis dizer fisicamente doente". Olhei para a poça de vômito e balancei a cabeça. "Eu posso ver isso". Keela me deu um sorriso de desculpas, em seguida, correu de volta para sua casa apenas para surgir um minuto depois com um pote cheio de água. Ela derramou sobre a área onde vomitei e limpou-o fora. "Eu vou limpá-lo corretamente com água sanitária e água fervida quando voltarmos". Eu coloquei minhas mãos em meu estômago. "Vamos embora". Keela voltou a panela para sua cozinha e saiu com uma garrafa de água fria para mim. Eu tomei um pouco de água e cuspi antes de tomar vários goles. Quando eu estava pronta, fomos para baixo a caminho e entrei no meu carro que estava estacionado em frente a Casa Slater. Keela, mesma não estava segurando no meu carro, entrou no banco do motorista e pôs o cinto de segurança. Entrei no lado do passageiro, afivelei o cinto de segurança e inclinei a cabeça para trás contra no encosto de cabeça. "Estou tão nervosa". Keela deu um tapinha na minha perna. "Vai ficar tudo bem, você vai ver". Quando partimos, Keela começou a falar, mas eu não poderia começar a compreender o que ela estava dizendo. Minha mente estava em outro lugar. Ma, por favor, deixe o bebê ficar bem. Rezei a minha ma e a Deus, que eu não iria receber uma má notícia quando chegasse ao hospital.


Rezei para que tudo ficasse bem para o bem do bebê. Preocupou-me o medo que eu estava prestes a alguém que uma hora atrás, eu não sabia que existia dentro de mim. Meus pensamentos combinado com a minha preocupação, eu balancei a cabeça clara e olhei para Keela. Ela ainda estava falando. Eu mal prestei atenção a ela e deixá-la fazer a maior parte da conversa durante o caminho de carro para o Hospital Coombe. Se eu tivesse que falar, eu não podia adivinhar o que estávamos conversando sobre, porque minha mente estava em outro lugar o tempo todo. "Aideen, estamos aqui". Pisquei os olhos e olhei para minha direita. "Nós somos?". Keela assentiu com a cabeça. "Você foi muito fora do caminho para cá". Eu suspirei "Desculpe, apenas fazendo alguns pensamentos". Keela sorriu. "Entendo. Você está pronta?". Eu estava? "Sim", eu murmurei. "Vamos fazer isso". Keela estacionou o carro perto da entrada do hospital depois que acabou com o meu veículo e se dirigiu para o hospital. "Oi, onde é a sala de emergência?" Keela perguntou ao homem sentado na recepção quando entramos no hospital. Ele parecia entediado como o inferno. Eu não podia olhar nos olhos dele. Eu não sei por que, mas eu senti como se estivesse de alguma forma em apuros por estar grávida, embora eu estivesse longe de ser uma adolescente com os pais para decepcionar. "À sua direita," o homem respondeu a Keela e fez um gesto com a mão. "Bata na porta vermelha, tenha um assento, e espera por uma enfermeira para ver com você". Keela agradeceu ao homem então seguiu suas instruções e caminhou para a direita. Avistei a porta vermelha, que ele mencionou e as fileiras de cadeiras na frente dele. "Sente-se" disse Keela para mim e caminhou em direção à porta vermelha.


Sentei-me na terceira fila e vi quando ela chegou à porta e bateu três vezes. Ela em seguida, virou-se e caminhou de volta para mim, tomando o lugar vago à minha direita. Eu não sabia quanto tempo nós sentados diante da porta vermelha antes dela ser aberta e dela sair uma enfermeira asiática em calças pretas e uma camisa branca do hospital com um relógio de bolso pendurado no bolso da camisa. "Qual de vocês, senhoras quer verificar para a sala de emergência?" Ela perguntou com um sotaque que eu tinha nunca ouvi antes. Eu não poderia responder a ela assim que eu apenas levantei minha mão como um dos meus alunos em sala de aula faz quando eu perguntei-lhes uma pergunta. A enfermeira sorriu para mim. "Siga-me, por favor. Sua amiga pode vir também". "Como se ela poderia me parar" Keela murmurou. Eu não ri, mas eu respirei um pouco mais difícil para fazer barulho para mostrar que eu pensei que o que ela disse foi engraçado. Keela e eu andamos após a enfermeira na sala de emergência. Eu fiquei de braços cruzados na porta vermelha fechada com Keela até que a enfermeira me fez um gesto para ter um assento na frente de sua mesa. Sua mesa foi para a direita de uma sala. À esquerda foi uma cama de hospital, um grupo de monitores e outros equipamentos hospitalares. Sentei-me e respirei fácil quando senti a presença de Keela atrás de mim. "Nome, por favor?", A enfermeira me perguntou. Limpei a garganta. "Aideen Collins". A enfermeira pegou uma pasta cor de rosa, e grampeado recémimpresso formulários para a pasta. Ela clicou a caneta e começou a escrever. Ela perguntou o meu endereço de casa e escreveu-o para baixo quando eu o falei para dela. "Data de nascimento?". Lambi meus lábios. "05 de fevereiro de 1987". "É a sua primeira gravidez?". Eu pisquei. "Sim, senhora". "Planejado?".


Isso era realmente uma pergunta obrigatória? "Bem, não" eu respondi, honestamente. A enfermeira olhou para mim e sorriu. "Desculpe, perguntas padrão". Por quê? "Está bem". A enfermeira assentiu com a cabeça e olhou de volta para a pasta-corde-rosa. "Quaisquer alergias conhecidas à medicação ou comida?". Eu balancei minha cabeça. "Não". Ela passou a fazer um monte de perguntas sobre o histórico médico da minha família e eu. Eu congelei quando ela perguntou se alguma vez houve complicações na gravidez com as mulheres da minha família. "Não complicação na gravidez, mas minha mãe morreu enquanto dava à luz a meu irmão. Ela perdeu muito sangue e não recebeu uma transfusão de sangue a tempo". "Meus pêsames". Engoli em seco. "Obrigado". Depois de um momento, a enfermeira lançou de volta para as perguntas que ela precisava me perguntar e eu estava grata porque eu realmente não queria pensar sobre a minha mãe que morreu durante o parto, quando eu estava em uma sala de emergência para uma gravidez que eu só descobri hoje. "Quando foi seu último período menstrual?". "Não me lembro" eu respondi honestamente. "Os meus são muito irregulares para que eu nunca fosse boa em acompanhar". A enfermeira assentiu com a cabeça e fez nota do que eu disse. "Você tem uma data para a possível concepção?". Eu resmunguei: "Sim, o 01 de abril". "Oh 01 de abril... Você tem certeza?" A enfermeira perguntou, não tento certeza se eu estava mentindo ou não. "Tenho certeza", eu respondi.


Como eu poderia esquecer o dia em que cai na estupidez ou o dia que eu deixei cair à estupidez em mim... Três vezes. Keela bufou atrás de mim. "Tenho certeza que você já deve ter tomado um teste, mas eu tenho que perguntar se você tem ou não". Eu balancei a cabeça. "Sim, eu tomei um hoje. Era um daqueles digitais, ele disse que eu era mais de três semanas de gravidez". A enfermeira escreveu para baixo. "Eu vou precisar de você para ir para o banheiro na porta atrás de você e urinar neste frasco" ela colocou um frasco pouco transparente com uma tampa de torção de prata sobre a mesa na minha frente "e depois trazê-lo de volta para mim". Fiz o que a enfermeira falou xixi no pequeno frasco e envolvi no tecido e retornei para o meu lugar. "Aqui está" eu disse, e entreguei-lhe o frasco embrulhado no tecido. A enfermeira colocar luvas de látex pegou o frasco, e levantou-se de sua posição sentada. Ela caminhou para o lado esquerdo da sala, retirou meu tecido, e removeu a tampa do frasco. Ela mergulhou um pauzinho dentro do frasco e puxou-o para trás para fora. A ponta da vara era um rosa quente brilhante. "Sim, você está grávida", disse a enfermeira e riu para si mesma. Eu queria sorrir para ela, mas eu estava tão assustada que eu não podia fazer nada mais do que olhar para ela. Felizmente, a enfermeira não pareceu notar minha ansiedade e me fez um gesto para a cama de hospital ao lado dela. "Como sua data de concepção é algumas semanas atrás eu não vou ter que realizar uma ecografia vaginal. Se você deitar-se na cama e puxar para cima a sua camisa, eu posso verificar e ver como o bebê está usando uma sonda em seu estômago". Oh, merda. "Ok", eu sussurrei. Eu fiz tudo o que a enfermeira disse. Eu me deitei na cama do hospital, puxei minha blusa até que o meu estômago nu estava mostrando, e então eu esperei. A enfermeira se aproximou de mim e me olhou.


"Você pode desabotoar sua calça jeans e puxa-los, e sua roupa intima, um pouco para baixo?" Ela perguntou. "O bebê vai ser posicionado muito baixo no momento". Comecei a suar. "Certo". Mais uma vez, eu fiz o que ela pediu. Eu desabotoei minha calça e puxei para baixo um pouco, junto com minha calcinha. "Isso é suficiente?", Perguntei. "Sim, isso é perfeito". Eu olhei para a esquerda quando Keela sentou-se na cadeira de reposição que foi posicionado lá. "Você está bem, chefe?", Ela perguntou, sorrindo. Ela parecia tão feliz. Eu balancei minha cabeça. "Eu estou tão assustada". "Está tudo indo para ficar bem, você vai ver". Eu balancei a cabeça e olhei de volta para a enfermeira quando ela limpou sua garganta. "Eu estou indo para jorrar um pouco de gel no seu estômago menor e usar esta sonda" Ela levantou um dispositivo que parecia um microfone. "Vamos dar uma olhada em seu bebê. Ok?". Ok. Eu balancei a cabeça e não disse nada. Eu estava receosa que eu iria vomitar de novo se eu abrisse minha boca e falar. "Este vai ser um pouco frio", disse a enfermeira e esguichou o gel. Eu vacilei quando ele fez contato com minha pele. "Merda". Keela e a enfermeira riram. "É realmente frio", murmurei para Keela, que ainda estava rindo de mim. "Ok, vamos encontrar o bebê" a enfermeira piava e colocou a sonda no topo do gel e começou a agitar sobre. Ela puxou um monitor mais perto de nós, e olhou para a tela enquanto ela se movia em torno da sonda. Olhei na tela também, mas tudo o que


eu podia ver era preto, branco, e alguns cinza. Parecia uma estação de merda em uma televisão que tinha uma má conexão. Eu pensei que teria levado a enfermeira algum tempo para encontrar qualquer coisa, mas menos de um minuto depois, ouvi um pouco chiado vindo de sua boca. Olhei para a enfermeira e vi seu sorriso. "Este pequeno estava se escondendo de mim", ela meditou e começou a tirar o que eu pensei que eram as medições do bebê. Eu não poderia realmente dizer, porque embora eu ainda não pudesse ver nada, mas a tela distorcida. "Você pode vê-lo?", Perguntei a Keela. Ela ficou em silêncio enquanto ela olhava para a tela assim que eu olhei para a enfermeira. "Eu não consigo ver". A enfermeira sorriu e apontou para a tela. "Você vê este pequeno feijão em forma aqui?". "Querida, é isso. Esse é o seu bebê. Apenas um bebê, também". Era? Eu ampliei meus olhos. "Realmente?". Eu olhava meus olhos então engasguei quando a enfermeira ampliava a imagem. "Eu vejo!", Eu sussurrei. Eu podia ver o meu bebê; a forma pouco antes de ter sido ampliada parecia um pouco de feijão, mas agora foi definitivamente um bebê. A enfermeira apontou para a tela. "Essa é a cabeça, os pequenos tocos são os braços e pernas. Ainda é muito pequeno, mas formando lindamente". "Realmente? Então tudo está bem?" Eu perguntei então prendi a respiração. "Do que eu posso ver tudo está progredindo perfeitamente". O alívio que me encheu era todo. Obrigado, Ma. A enfermeira então ampliou mais a tela e eu congelei quando vi um pouco de vibração dentro do centro do bebê.


"A cintilação aqui é o batimento cardíaco do bebê" A enfermeira sorriu e inclinou-se para a máquina onde ela torceu um botão. O som do ritmo alto e rápido encheu a sala. "E esse é o som dos batimentos cardíacos de seu bebê. É bom e forte". Senti a mão de Keela apertar a minha. "Aideen", ela sussurrou. Eu engoli o caroço na minha garganta e lutei contra as lágrimas que de repente queria estourar livre. "Eu sei". "O bebê é medido há 12 semanas exatamente, data prevista é 01 de janeiro". Eu ampliei meus olhos. "01 de janeiro?". A enfermeira assentiu com a cabeça. "Oh, meu Deus", eu sussurrei e usei ambas as mãos para cobrir minha boca. Keela agarrou minha mão e sorriu comigo. Seus olhos começaram a se enchem de lágrimas. "Será que essa data significa alguma coisa para você?", Perguntou a enfermeira, curiosamente. Eu balancei a cabeça. "Sim era o aniversário da minha mãe". A enfermeira sorriu. "Isso é um sinal claro de que ela está cuidando de você. Isso é adorável". Eu sorri largamente quando o orgulho encheu-me. "Muito obrigado". "O prazer é meu. Vou imprimir algumas fotos de digitalização para que você mostre a família e amigos" Ela colocou algum tecido na minha barriga e disse: "Você pode limpar o gel agora". Foi o que eu fiz. Eu bati fora o gel frio, dobrei o tecido mais e repeti a ação até que o inferior do meu estômago estava seco e sem gel. Eu dei o tecido a Keela que finalmente jogou por mim. Eu puxei meu jeans, abotoei-os, em seguida, me levantei da cama. "Aqui está", disse a enfermeira e me entregou um grande envelope branco. Olhei para dentro e vi algumas imagens de varredura. Eu dei o envelope para Keela e eu disse para a enfermeira "O que acontece agora?".


A enfermeira sorriu. "Vamos escolher uma data de consulta a seguir para você e você vai receber uma carta no correio na próxima semana. Não vai ser até que você esteja com 20 semanas. As consultas são escalonadas para que você não tenha que entrar muitas vezes, mas não confundi-la com não entrar se precisar. Esta sala está sempre aberta, uma enfermeira está sempre de plantão para a sala de emergência". Eu balancei a cabeça em compreensão. "Você também pode participar de seu centro médico local para checkups semanais. Temos uma enfermeira lá que vai ouvir o batimento cardíaco do bebê e dar sua barriga uma verificação. Temos aulas aqui no hospital para pais ou mães e amigos que você pode se inscrever e participar sempre que quiser. Eles te preparam para o parto e para a chegada do bebê. Eu vou dar-lhe alguns panfletos que você pode ler, e se você decidir sobre uma classe basta ir ao nosso site, login e se inscrever. Seu número de paciente é seu nome de usuário e sua data de nascimento é a sua senha. Por favor, aguarde 24 horas para que você seja registrada". Eu levei os panfletos que ela estendeu e que tinha uma etiqueta com o meu nome, o endereço e o número de paciente nele e agradeci. "O prazer é meu. Parabéns". Eu sorri pela enésima vez e agradeci. Dez minutos mais tarde eu encontrei-me de volta no meu carro. Keela e eu não falamos quando chegamos ao interior. Nós ficamos em silêncio por alguns minutos até que eu disse que eu estava pensando. "Eu estou mantendo-a". Keela sorriu. "Ela?". Eu dei de ombros. "Eu não sei, me sinto bem dizendo ela". Keela estendeu a mão e deu um aperto de mão. "Nossa família ficou maior". Meus olhos se encheram de lágrimas. "Estou realmente tendo um bebê! Eu estou indo para ser uma ma!". "Oh meu Deus!". Eu cai na gargalhada e comecei a chorar ao mesmo tempo. Estendi a mão e abracei Keela tão firmemente quanto eu poderia. Isso era enorme


para mim. Enorme. Eu estava tendo um bebê. Um bebê de verdade. Puta merda. Toda a viagem para casa, falamos sobre o bebê, eu estar grávida e como todos iriam reagir. Foi só quando entramos na casa de Branna que nós fechamos nossas bocas. "Onde vocês duas foram?" Alec perguntou-nos quando nós caminhamos para a cozinha. Keela e eu compartilhamos um olhar, em seguida, olhei ao redor do quarto e encontrei Alec, Ryder, Nico, Branna, e Bronagh olhando para nós. Era muito tarde, passando das onze horas, e foram estranho que eles estavam todos sentados em torno da mesa em conjunto. O que estava acontecendo aqui? "A loja para pegar doces e gasolina para meu carro", eu respondi. Alec levantou uma sobrancelha. "Por três horas e meia?". Estávamos fora todo esse tempo? "Fomos a um carro após ele... Tendo algum tempo de melhor amiga... que você sabe?" Alec não acreditou em mim quando eu falei. Eu poderia dizer pelo olhar severo que ele me deu. "O que está acontecendo aqui?" Keela perguntou quando ela se sentou ao lado de Alec. Eu escolhi para permanecer de pé. "Estamos questionando", disse Bronagh, revirando os olhos. "Questionando?", Perguntei. "Sobre o que?". Bronagh suspirou, "Dominic quer saber-". "Eu quero saber quem de de vocês está grávida!". Oh Droga.


CAPITULO 10

"Desculpe-me, o quê?" Perguntei, fingindo não ter ouvido a pergunta de Nico. Ele olhou para mim, seus olhos queimando buracos em mim. "Eu disse, que uma de vocês está grávida? Não venha com merda, cada uma de vocês tem que responder a minha a questão". Bronagh ergueu as mãos. "Você sabe que não sou eu. Você me fez beber dois litros de água, em seguida, urinar em dez testes de gravidez". Eu bufei, mas, em seguida, rapidamente cobri meu rosto quando Nico virou a cabeça na minha direção e deu-me um olhar de advertência. Quando teve certeza de que eu não ia fazer outro som que ele recintar e disse, "o direito de Bronagh ela não está grávida. Alannah não está aqui porque ela jurou que não era ela então sobra Branna, Keela, e Aideen as três". Branna suspirou. "Não sou eu. Ryder sabe disso". Nico olhou para Ryder, que acenou com a cabeça em confirmação. "Ok, as irmãs estão fora da lista, o que deixa vocês duas". Keela e eu. Porra. "Isso é estúpido", eu murmurei. "Por que é estúpido?" Perguntou Bronagh. Eu dei de ombros. "Eu me sinto como quem diz que está grávida está indo para ser interrogado ou algo assim". Bronagh franziu a testa. "Isso não vai acontecer". Concordei com Nico. "Dizer isso a broca Taylor então". Bronagh olhou para Nico. "Você precisa recuar, você está vindo um pouco forte demais". "Eu?" Nico estalou. "Eu estou tentando descobrir quem está grávida. Eu quero saber se eu vou ser um tio ou não. Então venha Keela, é você?". Oh, maldito.


"Direito de Bronagh, você sabe" Branna interveio. "Não cabe a você descobrir quem está grávida. Ela vai nos dizer quando ela estiver pronta. Sua pressão não vai ajudar em nada". "Ah-ha!" Alec gritou de repente. "Pelo menos nós sabemos que é uma delas". Eu não poderia ajudar, mas rir de seu senso estúpido, mas brilhante de humor. "Por favor, Bran, você está dizendo isso só porque você sabe que não é sua irmã. Se Bee não fizer um teste, no entanto você iria exigir que ela descobrisse exatamente assim que você sabe", brincou Ryder ignorando a piada de Alec completamente. Branna virou a cabeça e trancou seu olhar para seu noivo. "Não se ela não estava confortável em fazer isso por sua própria vontade". "Sim, certo" Ryder bufou. "Que porra é o seu problema?" Branna estalou. "Por que você está gritando com ele?" Nico exigiu de Branna. "Ele tem razão". "Você está falando sério?" Bronagh guinchou. "Ele está errado!". Os quatro deles envolvidos em uma batalha de palavras, em seguida, e isso machuca minha cabeça. Cada pessoa tentou gritar mais alto do que a pessoa que eles estavam falando e ralado em meus nervos já filmados. "Por favor, pare". Todo mundo me ignorou além de Alec e Keela que me lançou um olhar simpático. Eu balancei minha cabeça e olhei de volta para os quatro gatos gritando que estavam todos, mas rasgando um ao outros as gargantas. Isto me fez sentir doente que eles estavam brigando por mim sem saber. Eu queria fazer isso direito. "Sou eu", eu suspirei. Keela olhou para mim com os olhos arregalados, mas ela era a única. Eu sabia o que ela estava pensando a partir de seu olhar alarmado também. Ela estava mentalmente me dizendo para calar a boca porque


Kane precisava saber primeiro, mas às vezes situações drásticas exigiam medidas drásticas. "Sou eu", eu disse um pouco mais alto, atraindo a atenção de Alec, mas nenhum de seus irmãos. Diabos. "Sou eu!" Eu gritei. "Eu sou a única que está grávida. Eu!". O silêncio que inundou a sala foi ainda mais alto do que os gritos que encheram apenas alguns segundos atrás. Todos os olhos foram treinados em mim e algumas bocas eram abertas. Ótimo. "Você está grávida?" Perguntou Bronagh, os olhos arregalados. Eu balancei a cabeça, mas não disse nada. Eu queria que o chão se abrisse e me engolisse inteira em qualquer momento. "Sério?", Ela perguntou quando ela caiu para trás na cadeira da cozinha, ela estava sentada diante. Novamente, eu balancei a cabeça. "De quem?", Perguntou Branna, seu rosto um quadro de choque. Eu levantei minha mão no meu pescoço e esfregou-a. "Bem, você vê, essa parte... É um pouco complicada". Alec levantou uma sobrancelha para mim. "Por quê? Você não sabe quem ele é?". Eu senti meu queixo cair aberto. "Sim, eu sei quem ele é!" Eu bati com raiva. "Eu não sou uma vagabunda que abre as pernas para cada Tom, Dick, ou qualquer Harry, Alec!". Keela atirou punhais para Alec, que estremeceu e mordeu o lábio inferior. "Foi mau, Ado. Eu não quis dizer isso". Eu nem sequer quero saber o jeito que ele quis dizer isso. Acenei. "Não importa. O que importa é que ele devia ter conhecido antes de todos vocês, mas eu não podia correr o argumento total. A maneira como vocês falam um com o outro casal não é bem, vocês não devem se comportar assim com a pessoa que vocês amam".


Todos franziram a testa, mesmo Keela e Alec que nem sequer discutiram. "Desculpe querida", disse Dominic para Bronagh que pediu desculpas para ele também. "Desculpe Ry" Branna murmurou para Ryder. "Eu também" ele respondeu, sem olhar para ela. Eu olhei para o par deles, mas eles evitaram meu olhar ardente. Eles não poderiam até mesmo aquecer um ao outro para se desculpar, ou até mesmo olhar um para o outro? Patético. Alec limpou a garganta e ela chamou a minha atenção. "Então, quem é o pai do bebê?". Puxei uma careta para seu falso sotaque gueto. "Por favor, não faça a frase assim". Ele bufou. "E eu não posso te dizer até que ele chegue aqui". As irmãs engasgaram. "Ele está vindo aqui? Hoje à noite?". Bem, ele vive aqui. "Sim, eventualmente" eu murmurei e olhei para o relógio. Todo mundo ficou em silêncio. "Onde está Kane?" Keela perguntou depois de um momento. Tentei não ficar tensa com a menção de seu nome. "Ele saiu cerca de duas horas atrás" disse Nico. "Não tenho certeza onde embora". Keela assentiu com a cabeça. "Há quanto tempo você sabe?" Alec perguntou-me. Eu contei sobre meus dedos. "Cerca de três ou mais horas agora. Que fiz um teste em seu banheiro". Bronagh piscou para mim. "Você não foi para a garagem com Keela, não é?".


Eu balancei minha cabeça. "Fomos para a Coombe para confirmá-la. A enfermeira marcou mim e para o bebê para fora, e tudo parece ótimo até agora". Keela soltou um grito. "Nós ouvimos os batimentos cardíacos e até mesmo o vi piscar sobre o monitor. Era simplesmente brilhante". Se Alec estava irritado com Keela por ter mentido para ele, ele não mostrá-lo, porque ele jogou um braço ao redor de seu ombro e lhe deu um apertão. "Então, você só descobriu hoje?" Questionou Branna com uma sobrancelha levantada. Eu balancei a cabeça. "Então como é que Ryder encontrou um teste de gravidez positivo em nosso banheiro na semana passada?", Ela perguntou, o olhar dela se estreitou. Eu arranhei meu pescoço. "Eu tomei esse teste porque eu tinha que saber se eu era a única grávida, mas antes que eu pudesse olhar para o resultado Keela me ligou sobre Kane. Eu tenho desde então apenas tenho sido com medo, eu acho". Ninguém disse nada, mas eu vi que eles entenderam onde eu estava indo, o que me aliviou grandemente. "Você conseguiu digitalizar imagens?" Bronagh perguntou sua voz alta com entusiasmo. Eu sorri. "Eu fiz, mas eu estou indo para mostrar ao pai pela primeira vez, desde que eu lhe disse muito sobre o bebê de existência antes que eu disse a ele". Todos bufaram, mas compreenderam a minha decisão. "Estou pondo a chaleira no fogo" disse Branna e quebrou o silêncio que cobria o quarto. "Quem quer um chá enquanto aguardamos o pai do bebê para chegar?". "Eu". Todos responderam a Branna, até mesmo os rapazes. Pareciam todos os seus nervos foram baleados... Pelo menos eu não era a única com medo de dizer a notícia. Ao pai do bebê que ele estava de fato indo se tornar um pai.


Uma xícara de chá não parece forte o suficiente para esta conversa. Deus me ajude.

***

"O que é todos aqui?". Olhei para a porta da cozinha e franzi a testa quando eu o vi. Ele estava caído e teve seu ombro pressionado contra o batente da porta. Parecia que estava segurando para cima. Eu podia ver do outro lado da sala que seus olhos estavam vermelhos e seu rosto estava cinza pálida. Parecia uma merda. "Você tem bebido?", Perguntei. Kane deu de ombros. "O que é isso para você, se eu tenho?". Ele não mentiu, ou balançou de um lado para o outro... Mas seus olhos pareciam vazios. "Você não deveria estar bebendo", eu respondi, e me levantei da minha cadeira. "Você não teve a sua segunda injeção hoje. O açúcar e calorias do álcool vão exigir mais do mesmo. Droga, Kane". Kane me dispensou. "Eu vou sobreviver". Rosnei, "Não, não sem as injeções você não vai". Eu não ameaçava Kane, no mínimo, eu poderia dizer pelo jeito que ele sorriu para mim. "Venha aqui" ele disse. Eu senti todos na sala olhar entre nós. Eu os ignorei e foquei em Kane quando eu me levantei e caminhei em direção a ele. Parei um pouco abaixo do batente e seu corpo. Inclinei a cabeça para trás e olhei para ele. "O quê?". Ele riu para mim e apertou a testa contra a minha. A ação me chocou. "Você é a única pessoa que eu sei que não tem medo de mim". Eu levantei minhas mãos e coloquei em seu bíceps. "Quanto você bebeu?" Perguntei.


Ele deu de ombros. "Não conto as pintas quando elas foram puxadas. Desculpe mãe". "Droga, Kane" Ryder resmungou atrás de nós. Kane levantou a cabeça, olhou por cima da minha cabeça, e lançou lhe um sorriso maligno. "Você é maluco, irmão?". Ele estava à procura de uma luta, eu podia senti-lo. "Não me tente para iniciar alguma merda com você, Kane" Ryder rosnou. Kane tentou dar um passo em volta de mim, mas eu não iria deixá-lo. Não havia nenhuma maneira no inferno que eu estava permitindo ele tomar o que fosse até o rabo dele para fora em Ryder. "Hey!" Eu bati e estendi a mão, até que ambas as minhas mãos estavam ligadas atrás do pescoço de Kane e obrigou-o a olhar para baixo em mim. "Venha aqui fora e fale comigo, ok?". Os olhos de Kane queimando nos meus, e por um momento jogou para os meus lábios antes que ele acenou com a cabeça e se afastou de mim. Sem dizer uma palavra ou olhar em direção a Ryder, ele se virou e saiu da cozinha e no corredor. Eu o segui, fechando a porta atrás de mim quando eu fui. Eu encontrei Kane sentado no fundo das escadas com os cotovelos apoiados nos joelhos, às mãos cruzadas juntas e seus olhos focados em frente à porta da frente. Eu estava na frente dele fazendo-o suspirar e inclinar para trás para que ele pudesse olhar para mim. Quando ele fez, ele sorriu preguiçosamente para mim. "Você é linda". Eu suspirei, "Isso é as bebidas querido". "Não", respondeu Kane, "sou eu". Oh. Inclinei a cabeça para o lado e agachei-me, então eu estava no nível dos olhos com ele. "Querido, o que está errado com você? Por que você saiu para beber em seu próprio país? Não é como você". Kane deu de ombros. "Só senti como ele". Senti meu olho contrair. "Eu quero uma resposta melhor do que isso".


"Ou o que? Você vai me espancar, senhorita Collins?". Eu odiava que eu bufei. "Ti fiz rir" Kane sorriu e fechou os olhos. Observei seu rosto. Corri meus olhos sobre suas cicatrizes, à curva de sua mandíbula, a forma de sua linha reta do nariz, a espessura das sobrancelhas e o comprimento das suas pestanas. "Não é justo para o resto da população masculina que você é tão bonito". Kane abriu os olhos. "Não é?". "Você se faz para ele por ser um grande idiota embora por isso equilibra". Kane riu e fechou os olhos novamente. "Boneca?", Ele murmurou. "O quê?". Seu lábio se curvou quando ele reabriu os olhos e olhou para mim. "Só queria ver se você responderia a Boneca". Eu olhei para ele. "Você me chamou isso tantas vezes que ele é preso, idiota". Kane piscou para mim. "Eu me sinto triste, Aideen". Isso me torceu. Que a admissão súbita torcia algo dentro de mim. "Por que, querido?". Ele deu de ombros. "Eu não sei, e isso é o que está me irritando. Eu me sinto sozinho...". Ele levantou as mãos e esfregou o rosto. "Deus, eu sou uma vadia. Não diz a meus irmãos que eu disse". Eu ri. "Seu segredo está seguro comigo, grande rapaz, mas sei que você não está sozinho. Você tem os seus irmãos e as meninas, e você tem a mim". Kane olhou para mim. "Eu tenho você?". Parecia que havia um significado subjacente à sua pergunta. Sacudi-lo mentalmente e sorri. "Claro, que você faz bobo. Eu sempre estarei aqui para você. Eu e você?".


Kane não quebrou o contato visual comigo, quando ele disse, "Eu e você". Uma pequena voz dentro de mim queria dizer a ele que 'eu e você' se tornaria um eu e você e um mini você, mas eu guardei e decidi que eu não poderia dizer até que ele estava em um lugar melhor mentalmente. O único problema foi que todo mundo sabia, e se ele descobrisse a partir deles saberia instantaneamente que o bebê era dele e ele estaria realmente louco que eu não era a única a dizer a ele. "Venha e deixe-me dar-lhe a sua insulina. Eu vou ter que dar-lhe uma dose mais elevada, porque você estava bebendo". Kane sorriu. "Se você quiser me punir, senhorita Collins, é só me avisar". Percebi então o quão perto meu rosto estava ao seu naquele momento. A súbita vontade de fechar o espaço me surpreendeu ainda mais para que eu desse um passo para trás e segurei a minha mão. "Vamos lá, grande bebê. Vamos conseguir este feito". "Com uma condição". Eu cruzei os braços sobre o peito. "Qual é a condição?". "Que você fique mais algumas horas e ver alguns Sons of Anarchy comigo". Será que ele não percebe que era tão tarde? "Você ainda não começou a segunda temporada?" Eu perguntei curiosa. Ele balançou a cabeça. "Não. Eu assisti a primeira com você, assim eu quero ver o resto com você, também". "Você está pensando em assistir todos eles?". "Sim". Eu dei uma gargalhada, "Eu te disse, os Filhos têm posse de você, não há nenhum escape agora". Kane levantou-se e olhou para mim. "Eu posso pensar em maneiras piores de ser amarrado". Eu não sabia se isso era um jogo sexual ou uma admissão de experiências passadas.


Fingi pensar sobre isso de modo que Kane ergueu as mãos ao meu lado e começou a me fazer cócegas. Eu engasguei e saltei para trás. "Okay, okay. Eu vou assistir os filhos com você, só não me agride". Kane sorriu. "Então vamos". "Nuh-uh, a insulina primeiro... E então eu tenho que compartilhar algo com você antes de ir assistir algo no Netflix". Kane levantou uma sobrancelha. "Compartilhar o que?". "Venha e obtenha a sua insulina primeira, então você vai descobrir". "Bruxa". Segui Kane quando ele se virou e caminhou de volta para o corredor e entrou na cozinha. Ninguém olhou para nós quando entramos na sala e eu suspeitava que fosse porque uma das garotas pressionou seus ouvidos à porta e ouviu minha conversa com Kane. Kane tem o seu kit de insulina da prateleira de cima na despensa e entregou para mim. Ele olhou para os outros e assim eu o fiz. Nenhum deles olhou para nós embora, eles estavam todos conversando uns com os outros, mas eu poderia dizer que foi forçada. "O senhor checou seus níveis de glicose hoje?" Perguntei a Kane, voltando minha atenção totalmente para ele. Ele brincou: "Isso exigiria me enfiar uma agulha em mim mesmo assim, não". Covarde. Eu embolsei a caneta de insulina, e tirei o medidor de glicose de Kane da bolsa ao lado da insulina no kit para verificar os seus níveis de glicose no sangue. Eu também tirei um dispositivo e eu apelidei-o de ‘o dispositivo de punção capilar’. Eu tinha colocado uma nova tira de teste no medidor de glicose e uma nova agulha no dispositivo de punção capilar antes que eu olhei para Kane. Ele relutantemente me deu a mão e desviou o olhar, enquanto eu usei o dispositivo para picar o dedo. Eu apertei o dedo e quando uma pequena bolha de sangue aumentou, eu pressionei a tira de teste no glucose medidor contra o seu dedo e deixei-o absorver o sangue. Esperei por alguns segundos, com o medidor de níveis de glicose determinado de Kane. Eu ampliei meus olhos quando eu vi os


resultados. "Kane, veja o quão alto o seu açúcar no sangue é. É quase duzentos!". Kane olhou para os resultados de seu teste e deu de ombros. "Grande coisa". "É um grande negócio. Você tem sorte que você não está se dobrando e nós não temos que levá-lo ao hospital!". "Apenas me dê a minha dose normal de insulina, isso vai ficar bem. Ele vai definir o meu direito de açúcar no sangue". Ele estava me irritando. "Não vai. Eu tenho que agora as suas unidades para compensar isso!". Kane suspirou: "Então, gire o dia e as unidades problema resolvido". Meu Deus. "Você sabe o que? Se não é uma grande merda de tal coisa, então você faz". "Eu sinto muito" ele me cortou. Eu abri minha boca, então a fechei. Eu olhei para ele. "Por que você fez caverna tão rapidamente?". Ele franziu a testa para mim. "Porque eu preciso de você. Eu não posso injetá-lo eu mesmo... Você é a única que faz isso. Só você". Deus amaldiçoe os seus grandes olhos tristes. "Seja atencioso então" eu respondi. "É o seu corpo para cuidar dele ou eu estou indo para chutar a merda fora dele. Sua decisão". Kane olhou para longe de mim quando ele tentou não sorrir. Revirei os olhos e peguei a caneta de insulina, e rolei entre meus dedos como Dr. Chase me mostrou, para garantir que a insulina foi devidamente combinada. Insulina de Kane foi misturada então eu tive que certificar-se que a cor era tudo uma só e não havia redemoinhos ou bolsas de ar dentro do cartucho antes de eu injetar em seu corpo. Eu segurei a caneta com firmeza e, em seguida, peguei um algodão embebido em álcool, eu abri o pequeno pacote e usei para limpar e desinfetar a pequena trava que a agulha deslizou. Em seguida, peguei uma nova agulha do kit e ferrei-o para a área que eu apenas limpei.


O dispositivo inteiro estava bastante seguro, minha configuração normalmente só levou um minuto, mas porque eu senti Kane com os olhos em mim eu fiz as coisas um pouco mais lento apenas para se certificar que eu fiz isso corretamente. Eu me concentrei em meu trabalho na mão e comecei a aprontar a caneta. Selecionei duas unidades para preparar a caneta e empurrei na ponta da caneta duas vezes até que vi um pouco de esguicho de insulina da agulha. Uma vez que o ar preso tinha ido embora, e a caneta estava pronta, eu aumentei suas unidades de insulina e removi a tampa. Kane reconheceu o barulho da tampa ser removida e resmungou quando ele desfez sua calça jeans e empurrou para baixo em suas coxas. "Feche os olhos" eu disse e baixei. Eu belisquei uma parte gorda de sua coxa, inseri a agulha em sua perna em um ângulo de noventa graus e empurrei a insulina em seu corpo. Dez segundos depois, eu liberei meu aperto beliscado e removi a agulha. "Tudo feito" eu disse com um suspiro. Kane agarrou meu braço e me puxou para os meus pés, que eu estava grata porque meus joelhos estavam começando a doer. "Podemos ir assistir a Netflix agora?" Ele perguntou, olhando para mim com olhos esperançosos. Olhei por cima do meu ombro e encontrei todo mundo olhando para mim, lembrou-me do que eles todos sabia. Volteime para Kane. "Posso falar com você?" Perguntei. Ele deu de ombros. "Atire". "Puxe as calças para cima primeiro pervertido". Kane sorriu quando seus irmãos bufaram atrás de mim. "Costume", ele meditou quando ele puxou as calças e abotoou-a. "Ok, feito, agora dispare". Basta dizer isso. "Sou eu". Kane olhou para mim com as sobrancelhas franzidas. "É você o quê?". Aqui vai nada.


"Estou grávida". Ele levantou uma sobrancelha. "Não, Branna está grávida, ouvimos Ryder-". "Eu entendi errado, irmão" Ryder cortar Kane fora. Kane olhou para o irmão, em seguida, para Branna, que assentiu com a cabeça em confirmação. Ele olhou para trás para mim com os olhos arregalados. "Você?". "Eu". "Isso significa?". "Sim". "Você tem certeza?". "Sim". "Porra". Eu ri nervosamente, "Meus pensamentos exatamente". Kane sacudiu a cabeça. "Aideen". "Eu sei". Enfiei a mão no saco do lado e tirei as imagens de ultrassom do bebê. "Eu tenho estes a partir do hospital cerca de uma hora atrás". Kane tirou as imagens e olhou para eles, com força. Eu não tinha certeza se ele estava chocado, ou se ele apenas não poderia ver o bebê. "Isso não é justo" Nico lamentou. "Você disse que estava indo para mostrar as fotos para o pai do bebê primeiro!" Eu olhei para Nico. "E eu fiz isso. Tudo que você pode ver agora, também". Ninguém se moveu, exceto Nico, que saltou e disparou para o lado de Kane e olhou para as imagens de ultrassom. Alec olhou para mim. "Cala a boca". Eu ri "Ok". "Aideen!" Disse Bronagh e Branna em uníssono.


Eu ri novamente. "Sim?". "Não brinque comigo, Ado" Branna advertiu. "Ou eu" acrescentou Bronagh. Eu levantei minhas mãos e acenei com a cabeça na direção de Kane. "Eu não estou, eu juro. Pergunte a ele". "Pergunte a ele o quê?" Perguntou Nico. "O que vocês estão falando?". "Kane?" Questionou Ryder com os olhos arregalados. "Seriamente?". Dei de ombros. "Seriamente". "Foda-me!" Alec sussurrou. Eu olhei para Nico que estava olhando ao redor da sala, e depois de alguns segundos clicado em sua mente o que todos nós estávamos falando. "Kane é o pai?", Ele perguntou, com os olhos arregalados com o choque. Eu balancei a cabeça. "Kane é o pai". "É Kane realmente o pai?", Perguntou Bronagh. "Sim, Kane é realmente o pai" eu disse, balançando a cabeça. "Eu me sinto como se estivéssemos em um episódio de Maury" Alec murmurou para si mesmo. Eu ri quando olhei ao redor da sala, em seguida, finalmente, para Kane, que ainda estava olhando para as imagens de ultrassom em suas mãos. "Você está bem?", Eu perguntei a ele. "Eu vou ser pai" Não era uma pergunta. Foi uma declaração. Eu dei um passo para mais perto dele. "Tudo bem?". Ele olhou para mim, seus olhos brilhando. "Você está brincando? Claro que está tudo bem! Eu vou ser pai!". O alívio que me encheu foi instantâneo e quente. Eu cai na gargalhada quando Kane avançou, passou os braços em volta de mim e me levantou em seguida, me virou. Eu segurei nele quando ele parou de girar e gemeu um pouco. "Estou enjoada o tempo todo, não faça isso de novo", eu disse e segurei a minha mão sobre minha boca apenas em caso de repente vomitar.


"Merda desculpe" Kane correu para fora e apertou a mão nas minhas costas. Quando nada aconteceu tirei minha mão da minha boca e acenei para ele. "Eu estou bem". "Eu não posso acreditar nisso", disse Bronagh quando ela veio para olhar as fotos de ultrassom. Eu não podia acreditar qualquer um. Eu não estava esperando Kane levar a notícia assim... Bem. "Nós vamos ser tios!" Alec gritou e mergulhou em Keela, beijando seu rosto e abraçando com tanta força que eu acho que ele cortou seu suprimento de ar. Eu sorri e observava os irmãos abraçarem suas namoradas, em seguida, mudou-se para Kane, que estava de volta a olhar para as imagens de ultrassom em sua mão. Ele olhou para cima quando me aproximei dele e sorrir quando ele começou a andar para trás. Ele gritou, em seguida, pulou um pouco quando os irmãos o agarraram e em seguida, caiu na gargalhada quando eles começaram a bater nele. Ele resmungou aqui e ali, mas seu riso era vibrante e barulhento. "Você me disse que não teve relações sexuais em seis meses. Você disse que a garota que veio do seu quarto a três meses adormeceu antes de qualquer porra acontecer. Você encontra-se idiota!" Nico disse quando ele pulou nas costas do Kane. Eu pulei para trás e ri quando Ryder socou Kane no estômago. "Você me disse que não gostava de Aideen dessa forma. Você porra de merda". Alec, em seguida, tropeçou-o e riu quando Kane caiu e pegou Nico para baixo com ele. "E você me disse que você não gostava dela em tudo. Você é mentiroso!". Eu bufei quando cada um dos irmãos chamou Kane para fora em sua pilha de mentiras empilhando em cima dele. Eles só saíram quando ele bateu a mão no chão em submissão ao seu ataque. Ele ficou no chão, gemeu de dor, e gritou como uma garotinha quando Alec chutou sua perna. "Isso não é necessário!" Ele retrucou, mas não fez nenhum movimento para se levantar do chão. Alec enfiou o dedo médio para cima. "Você mentiu para nós, para que você merece todos os hits que você começa e vai ter eles gostam de um homem ou vamos bater a merda fora de você".


Eu balancei minha cabeça. Irmãos. "Você não vai machucá-lo" eu intervim, "porque ele ainda está doente, lembra?". Kane levantou-se a seus pés e se moveu para onde ele estava atrás de mim. "Sim, eu tenho diabetes seus bastardos". "Ele está sorrindo, Ado" Nico rosnou. "Ele está apenas usando sua diabetes como uma desculpa para sair de um grito de burro por ter mentido para nós". Engoli em seco e me virei "Você não faria!". Kane ergueu as mãos quando ele olhou para mim. "Claro, eu não faria. Você acha que eu iria fazer uma piada com minha diabetes? Aideen, não é algo que você brinca. É muito sério". Exatamente. "Você está certo, me desculpe" Eu me virei e olhei para os irmãos. "Diabetes não é uma piada". "Sim" disse Kane por trás de mim. Alec rosnou: "Ele está furando seu dedo para cima de nós agora". Kane colocou as mãos sobre meus ombros. "Eles estão mentindo, você não pode confiar neles Aideen". Eu gemia "Eu nem sequer tenho uma criança ainda e já estou separando o bom filho dos maus querido". Nico engasgou "Se um de nós é o bom, sou eu ou Damien, Kane é um bastardo". "Hey!" Eu bati. "Nenhum nome chamando". Branna caiu na gargalhada. "E então começa". Eu gemi e coloquei meu rosto em minhas mãos e ignorei todos quando eles começaram a rir de mim. Kane passou os braços em volta do meu peito por trás e apertou a cabeça na minha. O bastardo estava rindo também. Eu estava lutando contra um sorriso quando ele me virou em seus braços e se inclinou para baixo pressionando a testa contra a minha.


"Isso significa que temos que começar a gostar um do outro... Pelo menos o suficiente para não matar o outro de qualquer maneira". Eu suspirei, "É melhor você ficar muito bom em não mijar fora em seguida". Kane bufou e me puxou para o seu peito. Ele passou os braços para baixo para meus braços e descansou a cabeça na minha. Eu coloquei meus braços em torno dele e abracei-o de volta, o que era estranho como o inferno. Eu nunca abracei Kane. Sempre. Isso foi meio triste considerando que eu tinha relações sexuais com ele, mas eu nunca abracei. "Você já os viu de modo civil?" Ouvi Keela murmurar a todos. "Não", respondeu de volta Ryder. "Vinte euros só dura até de manhã". "Hey" eu disse e me afastei de Kane e me virei para minha família "não azara isso. Isto é um evento raro". Todo mundo riu. "Ok, então você e Kane vão ter um bebê. Será que seus irmãos sabem?" Bronagh me perguntou. Meu bom humor foi imediatamente esmagado. Eu surpreendentemente não pensei em dizer a minha família sobre o bebê... E eu desejei que Bronagh nunca tivesse levantado isso. Eu balancei a cabeça e gemi em voz alta, "Eu não quero pensar sobre dizer-lhes". Branna arregalou os olhos. "Seus irmãos não sabem... Será que o seu da sabe?". Eu estremeci. "Não... Eu estava pensando que eu não teria que dizer a qualquer deles também". Kane veio para o meu lado e franziu a testa. "Por que não? Você tem vinte e oito". Eu não disse nada então Branna encheu-o para mim. "Estar grávida não é o problema, é o paizinho do bebê é que vai ser o problema". "Por que eles têm um problema comigo? Eles nem sequer me conhecem", perguntou Kane, seu tom confuso.


Keela bufou e disse: "Isso não é exatamente verdade". Todos os irmãos olharam para Keela e em uníssono eles disseram: "Explique". Keela olhou para mim por permissão e eu encolhi os ombros. "Vá em frente, eles vão descobrir mais cedo ou mais tarde". "Um ano depois de Nico e Bronagh começaram em uma das lutas de Nico em algum clube na cidade, o irmão mais velho de Aideen bateu a merda fora de Ryder por bater acidentalmente uma bebida de sua mão. Vocês três começaram a bater a merda fora dele e seus irmãos que tiveram que ser quebrados por seu da, que colei para assistir a luta. Sua família é realmente em UFC". Kane virou a cabeça em minha direção. "Seus irmãos mais velhos são James, Harley e Dante Collins?". Dei de ombros. "Sim". Todos os irmãos olharam para suas namoradas. "Por que você nunca mencionou isso?" Nico estalou em Bronagh. Bronagh deu de ombros. "Depois que você quase derrotou quatro naquela noite, você nos disse para nunca mais falar sobre eles ou até mesmo mencionar a luta de novo, então não o fizemos. Que bom seria ter feito saber que estávamos amigos com a irmã dos irmãos você odeia?". Kane colocou seu rosto entre as mãos e gemeu. Eu coloquei a mão em seu ombro. "Não vai ser tão ruim assim". "Sim, ele vai" Nico suspirou e balançou a cabeça. "Se os irmãos não o matarem por você ficar grávida, seu pai vai".


CAPITULO 11

"Você está bem?" Kane me perguntou na manhã seguinte quando eu me sentei no banco do passageiro de seu carro. Eu estava bem? Eu estava no meu caminho para dizer ao meu Da e os meus irmãos que eu estava grávida e que o pai do bebê pertencia a um grupo de irmãos que eles odiavam com uma paixão. Por que eu iria ficar bem com tudo isso? Eu balancei a cabeça suavemente. "Fiquei acordada a noite toda pensando sobre isso e eu tenho certeza que eu estou atualmente tendo um ataque de pânico silencioso. Por fora estou calma, mas por dentro eu estou maldita, foda-se". Kane bufou "Vai tudo ficar bem". Olhei por cima do meu ombro e gemi "Se está indo para ficar tudo bem, por que seus irmãos estão no carro atrás de nós?". Kane deu de ombros e olhou pelo espelho retrovisor. "Eles não confiam em seus irmãos". Rosnei "Eu faço. Eles vão ficar puto no início, mas eles vão superar isso... Eventualmente". "Bem, vamos chamá-los de sombras preocupados apenas até que esta reunião acabe". A palavra “reunião” traduzida para “sentença de morte”. Eu balancei minha cabeça. "A sua presença só vai piorar as coisas". "Vai ficar tudo bem". Essa frase estava começando a me irritar. "Pare de dizer isso para mim. Todo mundo continua dizendo isso para mim". Kane abriu a boca, mas fechou-a antes que quaisquer palavras escapassem. Pensei nos meus irmãos durante o silêncio e eu imaginei que seria melhor para o anel viário e chamá-los em torno da casa de meu da para


uma reunião de família. Eu cavei meu telefone fora da minha bolsa, abriu e encontrei o número do Harley pressionei. "Quem você está chamando?" Kane perguntou. Eu olhei para frente enquanto eu respondi "Meu irmão". Fora da minha visão periférica, eu vi Kane assentir com a cabeça em compreensão. Voltei a me concentrar no meu telefone quando ouvi uma voz dizer: "Olá". "Ei, você está com James e Dante, por acaso?" Eu perguntei a meu irmão Harley, quando ele respondeu o seu telefone. Harley gargalhou "Bom dia para você também, irmãzinha". Revirei os olhos. "Você está com eles ou não Harley?". Ele estalou a língua para mim. "Tempo irmã. Eles estão ambos ao meu lado. Por quê?". Eu exalei uma respiração nervosa "Encontre-me na casa de Da em dez minutos, eu preciso contar algo a vocês". Silêncio. "Você está bem?" Perguntou Harley apreensivo. Olhei para Kane, que estava dirigindo e engoliu. "Sim, estou bem". Mais ou menos. "Ok, vejo você em dez" brincou Harley. Eu coloquei o meu telefone de volta na minha bolsa quando meu irmão desligou. Ocupei-me com o fechamento da minha bolsa só assim eu não teria que olhar para cima. Eu não queria meus olhos à deriva para Kane, porque eu ainda não podia acreditar na situação em que estávamos ambos. "Antes de dizer a sua família sobre o bebê... Nós podemos falar sobre isso em primeiro lugar? Depois que você tinha me dito na noite passada, nós conversamos um pouco, mas não muito". Isso me pegou desprevenida. "Claro... O que você quer falar sobre exatamente?". "Ok" Kane balançou a cabeça mais para si mesmo do que eu "Seja honesta comigo... Você está feliz que você está grávida?".


Eu pisquei. "Por que você está perguntando-me isso?". Kane suspirou "Porque eu não quero que você continue com a gravidez, se você não quiser". Olhei para Kane. Difícil. "Eu não estou tendo um aborto Kane, nem mesmo se você quiser. Eu não vou matar uma criança inocente porque estávamos demasiados estúpidos para usar proteção!". "Hey!" Kane agarrou. "Eu não estou sugerindo em tudo. Eu juro que eu não estou. Eu estava apenas colocando a opção sobre a mesa no caso de você se sentir pressionada a ter o bebê. Honestamente, estou emocionado porra você sente a maneira que você faz, porque eu sinto exatamente da mesma maneira". Engoli em seco. "Você faz? Verdade? Você não está apenas dizendo isso?". "Realmente querida. Eu nunca pensei que eu ia ter filhos, mas surpreendentemente eu estou realmente animado sobre isso. Eu não posso começar a explicar o porquê. Estou cagando de medo, mas estou muito feliz ao mesmo tempo e eu quero que você seja feliz com isso também". Eu soltei um grande suspiro "Estou feliz agora. No começo eu não era porque eu pensei nas piores possíveis coisas de como você reagiria, eu seria capaz de ser uma boa mãe, coisas assim, mas agora que eu tive um pouco de tempo para pensar sobre isso, eu estou feliz. Eu não tenho completamente processado tudo ainda, mas estou animada". "Eu não me sinto tão doente agora" Kane riu. Eu ri e descansei minha cabeça contra o encosto de cabeça. "Eu não vou larga de você, você sabe disso, certo?" Disse ele alguns momentos mais tarde. Eu tinha que olhar para cima porque a sua pergunta me confundiu. "Hã?". Kane olhou para mim e acenou com a cabeça para o meu estômago antes de voltar os olhos para a estrada. "Você e o bebê. Eu não vou larga eu vou estar lá a cada passo do caminho. Eu não vou ser um pai caloteiro, eu prometo".


O conforto que me deu me chocou e eu tentei jogá-lo fora como se fosse nada. "Oh, sim, com certeza. Eu sei que você vai ser um bom pai". Foi a minha capacidade de ser uma boa mãe que ainda estava me preocupava. "Está indo tudo ficar bem. Eu sei que as meninas foram repetindo isso para você, mas realmente vai ser ok. Eu vou cuidar de você. O tanto de você". Isso me deixou curiosa. "Como?" Perguntei. Kane olhou para mim por um momento. "O quê?". "Como você está indo para cuidar de mim e do bebê?" Eu esclareci. Eu soei arrogante e rude. Eu não quis, eu era geralmente interessada nesta discussão. "Ao apoiar você". "De que maneira?" Eu cortei e sondado. As mãos de Kane apertaram o volante. "Financeiramente, emocionalmente... Que maneira você precise do meu apoio, você tem isso". Eu pisquei. "Você não tem um trabalho, e não estamos em um relacionamento assim como você pode me apoiar financeiramente e emocionalmente?". Kane sacudiu a cabeça. "Eu não preciso estar namorando você para estar lá para você... E deixe-me preocupar sobre o meu dinheiro, ok?". "Não" eu respondi. "Eu vou dar o aspecto emocional, mas se isso é indo para o trabalho, se você quiser elevar este bebê juntos, então eu quero saber de onde o apoio financeiro está vindo". "Aideen" Kane disse seu tom firme. Eu me endireitei. "Kane". "Nós temos que fazer isso agora?" Ele perguntou irritado. "Sim", eu respondi. "Você pode pensar que temos todo o tempo do mundo para ter essa conversa, mas este bebê estará aqui antes de


conhecê-lo e bebês exigem um monte de coisas antes mesmo de chegar aqui. Eu estou de três meses, de modo que me deixa seis meses para encontrar outro lugar para viver, porque meu apartamento atual é muito pequeno para uma festa maior do que um. Eu vou ter que sair e comprar um berço, um carrinho de bebê, uma mesa de troca, todo um armário de roupas, fraldas um monte de fraldas, cremes, loções, pós, lençóis, cobertores, um carro seguro". "Aideen!" Kane me cortou com uma mensagem. "Entendi! Eu sei que há um monte de coisas que teremos de comprar e um monte de coisas que precisam ser feitas, mas eu vou ter certeza de que ele é feito. Ok? Apenas confie que eu posso cuidar de você". Eu não estava convencida. Eu balancei a cabeça e me virei para olhar para fora da janela do carro. "Por que você está balançando sua cabeça?". Eu bufei "Porque você está dizendo ‘confie em mim, eu tenho isto’ não me faz sentir melhor em tudo. Eu trabalho em tempo integral, cinco dias por semana, e eu moro em um apartamento minúsculo. Concedido é maior do que o lugar anterior de Keela, mas não é ideal para tudo que eu vou precisar. Estou preocupada, ok? Eu nunca tive outro ser sendo dependente unicamente de mim antes". Kane ficou em silêncio por um momento antes de dizer: "Você poderia morar comigo. Essa é uma opção". Eu machuquei meu pescoço quando eu bati minha cabeça para olhar para Kane. "Isso foi uma piada, certo?". Kane definiu sua mandíbula. "Não". Eu não pude deixar de rir "Nós não estamos em um relacionamento e você acha que viver juntos é o caminho a ir?" Ele apertou os dentes antes de dizer "Vivendo no mesmo espaço não significa que tenha que acontecer algo, ou que alguma coisa vai acontecer entre nós. Acredite ou não, o meu foco é cem por cento em nosso bebê dentro de você. Eu não posso sequer pensar em sexo ou qualquer outra coisa agora". Eu suspirei "Sim, bem, isso faz de nós dois". Kane suspirou "Eu não quero lutar, não sobre isso. Quando nós temos tempo para processar as coisas e ai podemos falar sobre isso, ok?". Eu não vi nenhum ponto na argumentação contra isso agora, então eu balancei a cabeça e permaneci em silêncio por alguns minutos finais.


Chegamos à casa de meu pai mais rápido do que eu teria gostado. Antes que eu percebesse, eu estava do lado de fora olhando para a porta da frente, hesitante para bater. "Você me quer que-". "Não" eu cortei Kane fora. "Eu posso fazer isso. Você acabou de dizer a seus irmãos para ficar do outro lado da estrada". Kane resmungou alguma coisa. Eu não sabia o que era, mas eu tomei isso como um bem. Dei um passo em direção à porta da frente da casa de meu pai e da mesma maneira que eu levantei a minha mão para bater, a porta se abriu. "Ei, por que você demorou tanto? Estamos aqui há cinco minutos". Cinco minutos atrás? "Que diabos você dirige? Um foguete?". Meu irmão mais velho, James, riu de mim, mas quando seus olhos passaram por mim e pousaram na alma à direita de mim, eles imediatamente se estreitaram. "Slater" James rosnou. Eu pulei na frente de Kane. "Por favor, não", eu implorei a meu irmão. "O que eu tenho a dizer é muito importante". James deu um passo adiante para trás, em seguida, quando as veias incharam em seus braços e pescoço. Ele deu um passo final para trás enquanto ele totalmente entrou na casa de nosso Da. "Obrigado" eu respirei. James olhou por mim. "Passe o pé aqui e eu vou acabar com você". Com isso dito, James virou-se e saiu para o corredor e entrou na cozinha. Eu gemia "Isso não poderia ter ido pior". Kane riu "Na verdade ele poderia ter". Eu o ignorei quando entrei. "Eu vou estar de volta em cinco minutos. Você se importa de esperar aqui?" Perguntei, sem me virar. Eu queria


manter um olho na porta da cozinha, no caso dos meus irmãos de repente explodir através dela em uma tentativa de matar Kane. "Tem certeza de que quer dizer-lhes em seu próprio país?" Perguntou Kane. "Eu disse a toda a gente no meu dono, isso vai ser fácil... Ou a maior parte, pelo menos. É sobre as reações a você que eu estou preocupada". "Tudo vai-". "Não diga tudo bem". "Tudo bem" concluiu Kane. Eu entrei. "Não vou demorar". Fechei a porta da frente com o calcanhar do meu pé direito e caminhei lentamente pelo corredor. Eu parei em frente da cozinha, em seguida, entrei com a minha cabeça erguida e meu queixo preso fora. Mostrando medo só iria levá-los a atacar. "Eu não posso acreditar que você trouxe uma Slater aqui!" A voz do meu segundo irmão mais velho, Harley berrou. Eu gentilmente fechei a porta da cozinha atrás de mim. "É bom ver você também, irmão mais velho". "Corta o papo furado" Dante, meu terceiro irmão mais velho, assobiou. "Por que ele está aqui?". Evitei contato visual. "Ele está aqui porque ele está envolvido no que eu tenho que te contar a vocês". "Se você diz que está saindo com ele, eu vou matá-lo e trancá-la lá em cima" disse Harley para mim, seu tom venenoso. Quem era eu? Rapunzel? "Você pode simplesmente sentar-se, por favor?" Eu perguntei tão bem quanto eu poderia. Harley silenciosamente me olhou, mas fez como eu pedi. "O que está acontecendo, baby?" Meu Da, que já estava sentado na mesa da cozinha, me perguntou. Abri a boca, e depois fechei quando notei que um dos meus irmãos estava faltando. "Onde está Gavin?".


Dante levantou um dedo, em seguida, virou a cabeça e gritou: "Gavin! Obtenha sua bunda aqui embaixo?". Estremeci com o volume de mensagem de Dante. "Um segundo!" Gavin gritou descendo as escadas. "O que é tão importante que você nos chamou aqui?", Perguntou Harley curiosamente. Sua paciência estava se esgotando, mas eu não estava quebrando. Eu queria todos os meus irmãos na sala antes de eu deixar sair qualquer informação. "Silêncio por um minuto e espere por Gavin". "Gav!" Meu Da e irmãos gritaram em uníssono. Sem paciência. "Eu sou descendo caramba!" Gavin rebateu. Ouvi seus passos na escada enquanto descia ele. Ele entrou na cozinha alguns momentos depois, vestindo apenas um par de cuecas sambacanção. Revirei os olhos. "Realmente? Você não poderia ter colocado uma calça?". "Eles pediram-me, aqui estou eu. Você está com sorte que eu coloquei boxers" Ele deu de ombros e se sentou em uma cadeira ao lado do nosso Da. "O que está acontecendo?". Eu olhei para James. "Sente-se". Ele não se moveu do balcão. "Eu prefiro ficar de pé". Eu olhei para ele. "James". Ele não bateu uma pálpebra. "Aideen". Rosnei "Por que você está sendo difícil?". James deu de ombros. "Eu sei que eu não estou indo a gostar de tudo o que você tem a dizer, então eu prefiro estar em pé quando eu ouvi. Lidar com ele". Besteira. "Bem. Ok" eu resmunguei.


Eu ouvi uma batida na porta da frente e eu gemi. "Um minuto mais, Kane!" Gritei. "Kane?" Gavin questionou. "Como em Slater? O que ele está fazendo aqui?". James bufou "Veem? Mesmo o irmãozinho sabe que ele não deveria estar aqui". Eu esfreguei minhas têmporas. "Ele está aqui comigo, então eu acho que lhe dá um passe". Harley rosnou "Eu sabia, eu estou indo para que-". "Você não está indo a fazer nada porque não estamos juntos. Eu não estou em um relacionamento com alguém, ok? Ele está apenas aqui comigo". Harley relaxou. "Por que ele está aqui, então?". Oh, Deus. Minhas mãos começaram a suar. "Prometa-me que não vai fazer alguma coisa estúpida quando eu lhe disser?". "Isso é sobre mim?" Gavin perguntou, seu rosto empalideceu com preocupação. Ele quer estar em uma gangue, mas ele não pode ser homem e dizer aos nossos irmãos sobre isso? A pequena cadela. Eu olhei para ele. "Não. Isso é uma conversa para um dia diferente". Todos os meus irmãos, e meu Da incluído, olharam para Gavin. "O que é isso?", Perguntou Harley ao nosso irmão. Gavin acenou para ele. "Nada importante, eu quero saber por que Aideen tem a todos nós tem ao redor da mesa. Deve ser muito importante". O pequeno filho da puta, ele trocou o calor dele para mim. "Aideen". Eu agarrei a minha voz ao Da. "Promessa primeiro" eu pressionei.


"Eu prometo" Gavin, Dante, e meu Da disse em uníssono. James e Harley permaneceram mudos embora. "Vocês dois?". "Eu não estou prometendo 'nada' porque eu poderia quebrá-lo, assim que começar com o que você tem a dizer antes de eu ficar chateado. Estou falando sério, Aideen". Eu olhei para James, mas balancei a cabeça. "Ok, então... eu estou grávida". Silêncio. "Com um bebê". Mais silêncio. "E Kane... Ele é o pai". Um ainda mais longo trecho de silêncio. "Mas nós não estamos juntos. Foi uma noite de estupidez, e nós dois estamos preparados para levantar um bebê, James!". Meu coração pulou quando James disparou de repente para fora da cozinha e no corredor em direção à porta da frente. Atirei-me atrás dele gritando para ele parar enquanto cadeiras rasparam contra o pavimento em mosaico na cozinha quando meus outros irmãos seguiram rapidamente. James abriu a porta da frente e se dirigiu para Kane, que estava para baixo no final do jardim falando com Nico. Quando ouviu toda a comoção que ele se virou, e imediatamente tomou uma postura defensiva quando viu James dirigindo para ele. Ele tinha as mãos levantadas na frente de seu peito. "Irmão, nós podemos falar sobre isso-". James cortou Kane com um soco bem colocado para a mandíbula. "Pare!" Eu gritei e coloquei minhas mãos no lado da minha cabeça. Eu assisti em câmera lenta enquanto Kane se curvou e espetou o meu irmão no chão. Nico pulou sobre a cerca e entregues uma incrível soco salto para Dante, que correu imediatamente para ele quando ele entrou no jardim.


Eu podia ver Ryder e Alec correndo do outro lado da estrada, onde seu carro estava estacionado, e eu vi Gavin e Harley mover em torno de mim para lutar contra eles. Eu gritei para que todos possam parar, e eu não fiz percebi que estava chorando até que comecei a engolir para o ar quando os soluços começaram. Eu não pensei em mim, quando me mudei para frente e coloquei minhas mãos nos ombros de Kane e puxei-o. Ele estava acertando o rosto de meu irmão tão duro que eu pensei que seria todo aberto. "KANE!" Eu gritei. "Você vai matá-lo. Pare!". "Aideen!" James gritou. "Volte!". James realizou a sua própria contra Kane e deu tão bom como ele conseguiu, mas Kane... Ele era como um animal e vê-lo em ação fez-me mal do meu estômago. Eu bati em suas costas e chutei-o tão duro quanto eu poderia, no lado na esperança de derrubá-lo de meu irmão e pôr um fim a esta loucura. Não funcionou. Era como se Kane não sentisse nenhuma dor. Eu pensei que Nico era um lutador implacável, mas Kane estava em outro nível. Ele já tinha gastado socos e levou pancadas fortes como se eles não eram nada. Eu estava gritando para ele, mas ele não o fez reconhecer-me de qualquer forma. Era como se ele apagou tudo e todos para fora, exceto James. Seu alvo. Eu não desisti embora. Enfiei a Kane e tentei o meu melhor para retirálo de James, mas tudo o que veio comigo quando eu puxei era sua camisa. Eu rasguei-a direito fora de seu corpo e revelou sua volta, o que estava coberto de cicatrizes, os que eu sentia há três meses na escuridão da noite. Alguns grandes, outras pequenas. Algumas roxas, algumas rosas claro. "O que em nome de Deus?" Eu sussurrei. O que na Terra poderia ter causado tal dano à sua volta? Eu empurrei essa questão de lado, deixei cair o tecido na minha mão e deu um tapa na nuca de Kane. "Obter o inferno fora de meu irmão" Eu estava cortado quando Kane levantou o braço e tentou balançá-lo para James, mas o ângulo de seu


swing causou a traseira de volta no meu rosto e me jogou para trás no chão. "Já chega!". Eu encolhi no chão por apenas um momento, antes que eu empurreime até meus pés e olhou para meu Da, que saiu de sua casa com um taco de beisebol de aço em suas mãos. Ele caminhou diretamente para James e Kane, James teve a mão superior e estava em Kane, agora e ele agarrou meu irmão pela nuca do pescoço e puxou-o para fora de Kane com um puxão. James voou para trás no chão, e Kane foi rápido para tentar seguir, mas meu pai apontou o bastão para o rosto de Kane e chamou sua atenção. Kane sacudiu a cabeça e piscou os olhos e depois de um momento, ele levantou as mãos. "Terminei". "Para porra certo estiver pronto" meu Da rosnou e passou por ele e deu um tapa em Alec atrás da cabeça e empurrou-o fora de meu irmão pequeno com o pé. Gavin foi todo sangrento, Alec tinha um corte ou dois em seu rosto mostrando que meu irmãozinho, pelo menos que teve alguns hits no grande rapaz. Em seguida foram Dante e Ryder, Dante e Ryder obviamente ligados que foram bloqueados em uma guerra de socos. Era difícil dizer quem estava batendo em quem porque ambos foram desarrumados. Demorou muito mais esforço para acabar com Harley e Nico, mas eventualmente, o meu Da tem a mão. Quando ele tinha todos separados, ele apontou para os carros em toda a estrada. "Vocês quatro, entrem em seus carros e saiam. Não voltem aqui". Após a demissão do meu Da, ele se virou para mim. "Você está bem?", Ele me perguntou seu tom suave. Eu segurei o meu rosto com as duas mãos, mas balancei a cabeça. Kane olhou para mim então. "O que?". "Você a acertou seu filho da puta" meu pai rosnou por cima do ombro. "Agora, deixe antes de eu colocar esse morcego em bom uso". Kane tropeçou um pouco, a pele do seu rosto que não foi cortado ou inchado, visivelmente empalideceu. "Oh, Cristo. Aideen, eu nunca iria, estou tão triste boneca".


Virei-me dele. "Deixe Kane". "Mas o bebê-". "Será ainda em meu estômago por mais alguns meses. Para hoje, apenas saia. Eu não posso nem olhar para você". Kane não se mexeu. "Ele me bateu primeiro". Deixei minha mão da minha bochecha latejante e olhei para ele. "Meus estudantes vêm para mim com desculpas como essa e não fujo com eles para que não se atreva a pensar que você vai". Ryder interveio "Kane queria conversar sobre isso, Aideen. Seu irmão foi o inferno empenhado em combater não Kane". Olhei para Ryder. "Será que você parou por um segundo de lutar com meu outro irmão e olhou para Kane? Eu gritei com ele e bati nele para tentar pará-lo, mas ele tinha apagado. Ele era como um animal, e se não tivesse parado o, ele teria matado o meu irmão". James resmungou contra o meu argumento. Eu não estava pensando sobre o seu orgulho para o momento, eu estava pensando em sua segurança, e a segurança dos meus outros irmãos. "Sinto muito" disse Kane para mim, não para o meu irmão. Eu balancei minha cabeça. "Eu não quero ouvir isso. Eu quero que você saia". Mais uma vez, ele se manteve firme. "Se ela tem que perguntar de novo, menino, eu vou fazer você se arrepender" meu Da rosnou. Ryder entrou no jardim, olhando para Harley, que o seguia. "Irmão" o disse a Kane, seu tom de voz suave "vamos embora". "Eu não posso deixá-la" disse Kane para Ryder sem olhar para longe de mim. Eu pressionei minha mão de volta para minha bochecha. "Vá para casa, Kane". Virei-me e andei na casa de meu Da ignorando Kane chamando meu nome, e meus irmãos gritando para que eles saíssem. Eu subi as escadas para o banheiro e fechei à porta atrás de mim, virando a trava para se certificar de que ninguém poderia entrar sem minha permissão digamos assim.


Revirei os olhos quando eu coloquei o assento do vaso para baixo e me sentei nela, eu nunca poderia obter o meu Da e Gavin para quebrar o hábito de deixar o assento para cima depois que meus outros três irmãos se mudaram. Eu me inclinei para frente, coloquei meu rosto em minhas mãos, e suspirei. Eu esfreguei os olhos, mas estremeci quando uma dor pulsante em minha bochecha exigiu atenção. "Droga" eu murmurei para mim mesma e me levantei. Virei-me e dei dois passos em direção a pia. Eu abri as torneiras e lavando minhas mãos trêmulas. Isto demorou alguns segundos de conversa de vitalidade interior e respirações profundas, a fim de olhar para cima, mas quando eu fiz, eu desejei que eu não tivesse. "Oh, não" eu resmunguei. Meu olho não estava inchado, mas minha bochecha era. Ele já estava machucado, bem como, uma luz azul elétrico espalhado ao longo de minha bochecha superior. Lembrei-me de quase dois anos atrás, em Playhouse Nightclub quando tive um rosto machucado. Isso foi culpa de Kane também, ou foi de Alec? Seja como for, foi culpa de um dos irmãos. Um caso deles ficou chateado e me atingiu porque ela pensou que eu estava tentando tirar seu rosto da posição. Por Favor. Eu balancei a cabeça para clarear meus pensamentos e reorientar o meu reflexo. "Como estou indo para esconder isso?", Pensei em voz alta. A última vez que eu tinha um rosto machucado foi antes do início das aulas prazo para que eu não precisasse me preocupar com trabalho. Eu tinha que me preocupar com isso desta vez desde termo já estava em sessão. Maquiagem. Eu esperava que a contusão não fosse escurecer-se muito sobre as próximas horas. Eu seria capaz de cobrir se ele se hospedou a luz. Caso contrário, gostaria de chamar a atenção indesejada na escola de alunos e colegas. "Meus irmãos estúpidos" eu murmurei enquanto examinava meu rosto no espelho. "Kane estúpido!".


Eu abaixei minhas mãos e segurei firmemente os lados da pia e tomei alguma respiração para relaxar eu mesma. Eu tive o suficiente com que me preocupar, sem acrescentar a contenda Slater com os meus irmãos e sua estúpida luta para minha lista sempre crescente. Recusei a mim mesma trabalhar sobre elas. Eu não estava tomando merda de ninguém, nem mesmo a minha família. Isso era final. Eu não precisava do estresse. Eu balancei a cabeça para mim mesmo no espelho, virei-me e sai do banheiro. Desci as escadas e marchei para a cozinha, onde encontrei meu Da repreendendo os meus irmãos. Eu senti minha raiva mergulhar quando vi Gavin e como machucado ele era. Eu não tenho um irmão favorito, mas eu me sinto um pouco mais perto dele, porque eu ajudei meu pai com ele depois que minha mãe morreu no parto dele. Concedido eu tinha apenas seis anos quando Gavin nasceu e não poderia fazer muito, mas eu ajudei tanto quanto uma menina podia. Eu sabia que não devia reclamar ou monopolizar a atenção do Da, ou ser um tudo em torno de problema. Eu aceitei que eu não era o bebê mais e que houve uma mudança séria em nossa família. Levei-o no queixo. Até o momento eu tinha dez anos, e Gavin tinha quatro anos, que gostaria de fazer comida para ele, lavar e limpar ele, vestir e brincar com ele. Ele veio por toda parte comigo. Eu deixá-lo à pré-escola no meu caminho para escola e buscá-lo a partir de depois da escola a caminho de casa. Um dos nossos irmãos mais velhos sempre se certificou de que ambos chegassem para a classe no tempo, e para se certificar de que estavam seguras. Eu acho que eles simplesmente deixaram me acreditar que eu estava trazendo Gavin para a escola porque ela me fez sentir como se eu tivesse uma grande quantidade de responsabilidade com ele. Eu nunca disse a eles que eu sabia que eles nos seguiram todos esses anos, eles estavam apenas fazendo o que eu estava fazendo com Gavin em certificar-se de que estavam seguras. Eu não poderia culpá-los por isso, e eu ainda não podia... Exceto quando eles fazem coisas realmente desnecessárias como combater outras pessoas sobre mim.


"Eu vou limpá-los" eu disse para o meu pai e obteve o kit de primeiros socorros de debaixo da pia da cozinha. Meu Da resmungou: "Você não merece ser cuidado, seu pequeno idiota". James gemeu "Jesus. O que você espera que façamos? São os Slaters!". "Eu não dou a mínima para quem são você deve ter mais respeito por sua irmã do que tratá-la como uma criança que não consegue lidar com a sua própria situação. Ela tem 28 anos de idade". Vá em frente Dinamarca! Eu pisei em volta do meu Da quando ele parou de andar para chutar James na perna. "E isso é por fazer o pai do bebê bater Aideen na cara". "Da!" James sussurrou, se inclinou para frente, e rapidamente esfregou no local onde nosso pai chutou. Senti meu lábio peculiaridade. James encarou meu Da, mas não disse nada a ele. Ele tinha trinta e quatro anos, mas ele sabia que a idade não significa nada quando ele veio para o nosso Da. Se ele falar ou sair do local, ele ainda teria se escondendo. Todos os meus irmãos fariam. Mesmo que eles eram maiores do que o nosso Da, ele iria cortá-las ao tamanho rápido real. Eu audivelmente bufei, e causei James para atirar punhais em meu caminho. "Não olhe para mim desse jeito, você é o único que me fez a vida dez vezes mais difícil". "Você está me culpando?" Perguntou James, com raiva. "Sim, ela é" meu Da retrucou "e eu também". James jogou as mãos no ar. "Eu defende minha irmãzinha e eu recebo folga para ele? Foda-se fantástico". Eu olhei para James. "Você bateu Kane por suas próprias razões sangrentas, não finja que você estava fazendo isso para defender minha honra. Tenho vinte e oito. Eu não deveria ter de lidar com essa besteira de família". Afastei-me de James e caminhei até Gavin que estava segurando seu rosto ensanguentado. Eu abri o kit de primeiros socorros e, em seguida,


corri e peguei uma tigela de água. Eu coloquei um pouco de gelo do dispensador de gelo da geladeira e peguei um pano limpo. "Olhe para mim", eu falei a Gavin quando cheguei a ele mais uma vez. Gavin fez o que pedi. Ele quase não fez uma careta quando eu mergulhei meu pano na água gelada e comecei a limpar seu rosto. Eu estava zangado com ele, e não exatamente pela luta. Ele só estava ajudando nossos irmãos, mas eu estava chateada por que ele foi para Alec. Alec pode ser doce como uma torta, mas ele pode lutar violentamente quando necessário. O rosto de Gavin foi prova disso. "Rapaz grande difícil agora... não é?" Eu murmurei para Gavin. Os olhos de Gavin atiraram aos nossos irmãos e Da, e seu comportamento relaxou quando ele viu que eles não prestaram atenção. "Por que você está tão nervoso? Eles vão descobrir mais cedo ou mais tarde". Gavin resmungou "Você vai dizer a eles?". Eu dei de ombros. "Depende". "Por quê?" Perguntou meu irmão estúpido. Mudei a minha cabeça para baixo a sua. "Sobre se você deixar o círculo de Brandon por vontade própria ou se eu tenho que arrastar você com isso". Gavin se afastou de mim. "Maldição, Aideen". Eu estava na minha coceira de palma e em vez coloquei suavemente no ombro de Gavin. "Eu te amo, e Makin 'se você tem nenhuma parte que a vida é o meu trabalho como sua-" "Irmã!" Gavin me cortou em um rosnado. "Você é minha irmã, não minha Ma". Eu engoli a mágoa que a declaração de Gavin me fez sentir e jogou-a fora com um encolher de ombros. "Você está certo, eu não sou Ma, mas eu sou a coisa mais próxima que você já teve. Você gostaria de começar a redimir a si mesmo do que isso".


Eu pressionei uma bola de algodão com força contra um corte sobre a sobrancelha e causou Gavin a assobiar. Limpei o resto do seu rosto e empurrei o kit sobre os meus outros irmãos quando eles começaram a limpar-se para cima. "Então" James murmurou do outro lado da mesa "quando você está indo para ter... O bebê?". Porra, isso soou tão estranho. Limpei a garganta. "Em seis meses. Eu sou de três meses por isso vai ser um tempo curto ainda antes de eu começar a mostrar". "O que é que isso quer dizer?" Dante me perguntou. Eu bufei quando me afastei de Gavin. "Isso significa que antes de eu começar a mostrar uma colisão. A barriga de grávida". "Oh. Certo", disse Dante e pressionou um pacote de ervilhas congeladas a sua mandíbula. "Prazo de seis meses será em janeiro", comentou Gavin. Eu sorri. "Sim, e você não vai acreditar quando a minha data de vencimento é?". Meus irmãos todos sorriram. "O aniversário de Ma?". "O próprio. Consegue acreditar? Fora de todos os dias para que eu tivesse um bebê, ele cai no aniversário de Ma". "Eu disse que ela está cuidando de você, tudo sobre você" Eu olhei para o meu Da quando ele deu um passo ao lado meu. Eu sorri quando ele cruzou os braços em volta de mim. "Parabéns, menininha". Eu apertei o meu Da com força. "Obrigado, Da." "Sim, parabéns" a voz de Harley tocou para fora. Eu sorri quando me afastei do meu pai e encontrou todos os meus irmãos em seus pés e se movendo em minha direção. Eu ri quando eles me cercaram e nós tivemos um grande abraço em grupo. "Nós estamos indo para ser tios!", Disse Gavin, sua voz soando como uma criança. Eu ri e me afastei de meus irmãos e até a pia onde eu tenho um copo de água.


"Sim, vocês serão tios, mas assim que os irmãos Slater, então eu aprecio vocês quatro não ataca-los quando você vê-los no futuro". James sorriu para mim. "sem promessas". Eu balancei minha cabeça. "Tudo é louco agora para mim e Kane. Por favor, seja atencioso. Ele só saiu do hospital há dez dias". "Para quê?" Harley questionou. "Ele tem diabetes", expliquei. Meu pai balançou a cabeça e olhou para James. "Eu não sabia que ele estava doente!" Meu irmão estalou em sua defesa. Eu exalei. "Além disso, ele não bateu como se ele foi enfraquecido de forma alguma". Eu não pude deixar de rir com isso. Meus irmãos e Da seguiu o exemplo. Algumas horas se passaram com apenas eu, meu Da e meus irmãos a falar um com o outro. Nós passamos pela estrada da memória e discutidos os nossos futuros com sorrisos e gargalhadas. Cerca de nove horas eu comecei a me sentir realmente cansada. Harley se ofereceu para me levar para casa, que eu alegremente aceitei. Eu abracei todo mundo e dei adeus, que eles saibam que eu pensei que eles eram paus para a luta, mas que eu os amava de qualquer maneira. Harley me levou para casa e caminhou comigo até a porta do apartamento. Ele socorrida no meu convidar para uma xícara de chá, porque ele sabia que eu estava cansada. Ele deixou quando eu estava em segurança dentro do meu apartamento com a porta trancada. Por alguns momentos dentro de meu apartamento eu estava calma e serena, mas, de repente, eu não podia ajudá-lo quando as lágrimas brotaram em meus olhos e derramado pelo meu rosto. Eu não era muito de um pregoeiro cresci com quatro irmãos e um Da solteiro, ele me endureceu, mas com tudo na minha mente, eu não poderia mantêlo juntos. Eu estava indo para ter um bebê, e minha família odiava o pai do bebê. Eu olhei para o teto e choraminguei "Todo o jogo que você está jogando Ma, eu não encontrá-lo um pouco engraçado".


Eu podia ouvir o rico riso da minha Ma na minha cabeça e, por um momento, ele me acalmou. Eu andei em minha cozinha, acendi as luzes, e coloquei minha bolsa na mesa da cozinha. Enchi minha chaleira com água e configurá-lo para ferver. Eu precisava de uma xícara de chá. Na verdade, eu precisava de algo mais forte, mas vendo como eu estava grávida, chá teria que ser minha bebida de estresse apaziguador a partir de agora, e eu podia ver um monte de xícaras de chá que está sendo feito no meu futuro.


CAPITULO 12

"Aideen? Abra, sou eu". Pisquei os olhos abertos e não pude deixar de sorrir um pouco quando me levantei do meu sofá e preguiçosamente caminhei até a porta do apartamento e abri larga para a minha melhor amiga. "Sinto muito, querida" disse Keela quando ela entrou no meu apartamento e colocou os braços ao redor de mim. "Gostaria de ter vindo esta manhã quando eu tinha conhecido". Eu a abracei de volta. "Está bem". "Foda-se é não!" Ela declarou e puxou para trás. Ela fechou a porta e levou-me para a minha sala de estar onde se sentou no meu sofá. Coloquei minhas pernas sob meu bumbum, e Keela fez o mesmo. "Seu rosto!" Ela engasgou. Acenei "Foi um acidente". "Eu prometo que eu teria vindo mais cedo esta manhã, mas os rapazes voltaram para a casa de Nico e Bronagh para se limpar e eles ficaram longe até vinte minutos. Eles pensaram que seria melhor para nós para ouvir o que aconteceu sem estarem cobertos de sangue". Flashes dos rapazes lutando esta manhã inundou minha mente. Eu tremi e passei meus braços em volta de mim. "Foi horrível, Kay. Eles bateram a merda fora do outro. Todos meus irmãos terão olhos negros". "Os rapazes têm mandíbulas doloridas e contusões, isso é certo. As mandíbulas de Kane e Ryder estão inchadas para o inferno, as contusões são em suas maçãs do rosto e maxilares. O nariz de Nico sangrou por idades que ele disse, seu olho é escurecimento e Alec... bem, Alec só tinha dois cortes, ele foi perfeito em comparação com os outros". Eu não poderia ajudar, mas bufei. "Isso é porque Gavin se aproximou dele, o pequeno idiota". "Ele estava ajudando seus irmãos, que é o que Alec estava fazendo. Os dois estão tão ruins quanto os outros". "Homens".


"Sim". Ficamos em silêncio, em seguida, até Keela disse: "De toda a violência, eu suponho que seus irmãos não tomaram Kane ser o pai do bebê bem, então?". Eu explodi em gargalhadas inesperadas. "Você poderia dizer isso". Keela sorriu para mim. "Quem era mais chateado?". "James" Eu suspirei. "Ele odeia os irmãos, o mesmo acontece com os outros três, e agora meu Da definitivamente faz. Ele ameaçou matar Kane com um taco de beisebol". Keela engasgou "Aquele de aço?". "O único". "Foda-me". "Sim". Keela balançou a cabeça. "Eu não entendo por que essa merda acontece com os rapazes, eles nunca podem apenas falar as coisas fora". "O dia em que eles falarem alguma coisa fora, é o dia que os porcos voaram". "Eu concordo". Eu sorri, mas foi forçado e eu não poderia prendê-lo por muito tempo. "Você está indo para ficar aqui para o descanso do fim de semana?". Eu balancei a cabeça. "Sem ofensa para você, mas eu só quero estar em meu próprio país para embrulhar em torno de mim e dirigir tudo. Eu ainda não consigo acreditar que estou grávida. É tão louco". Keela deixou escapar um pequeno grito: "Eu estou tão animada". Eu realmente sorri para ela. "Este pode ser o início de um boom bebê na família Slater". Keela assentiu com a cabeça. "Eu acho que vai ser. Estou perfeitamente satisfeita com Alec e minha vida em um ritmo lento, mas eu aposto que quando o bebê nascer serei eu querendo para acelerar as coisas neste momento e não Alec". Eu ri "Uma vez que você está feliz, isso é tudo que importa".


"Estou chegando lá", disse Keela. "As quatro sessões que tive esta semana me ajudaram. Estamos discutindo coisas e me faz sentir melhor. Muito melhor. Ontem à noite foi à quarta noite em uma linha que eu não tenho o pesadelo. Eu estou pegando isso como um bom sinal". Estendi a mão e apertei o joelho de Keela. "Vai ficar ainda melhor. Antes que você perceba o pesadelo horrível vai ser uma coisa do passado, apenas tal como o seu conteúdo". Keela sorriu então acenou com a mão. "Chega de falar de mim, vamos voltar para você". Eu gemi "Não vamos". "Vamos lá, você está grávida. Isso é enorme". Eu resmunguei "Eu sei que é, confie em mim". Keela ficou em silêncio por um momento e depois ela disse "Você está realmente indo para mantê-lo?". "O bebê?" Perguntei surpresa. "Claro, eu já lhe disse na noite passada". Keela disse. "Eu sei, mas eu só queria ter certeza. Eu iria apoiá-la, não importa o que você decidir fazer, mas eu estou contente de ouvir você dizer que você é realmente mantendo o. Eu não posso esperar para ser uma tia". Eu pisquei. "O bebê nunca me entrou na mente, nem fazer um aborto. Eu só estava pensando sobre o espaço e dinheiro... E falar para Kane e minha família". Keela gargalhou "Isso é normal. Você não seria humano se não se preocupar em ser capaz de financiar uma criança, mas você pode. Você tem um trabalho sólido, com bom salário. Você consegue fazer isso". Eu ainda não tinha certeza. "Eu acho que, além disso, ele não olha como se eu pudesse se livrar de Kane mesmo se eu tentasse. Eu tenho um sentimento forte, ele veio aqui com você e você apenas o fez esperar lá embaixo". Keela olhou para mim, sem piscar. "Você é um Jedi?". "Sim". "Sério, como você sabia que ele estava lá embaixo?".


Eu dei de ombros. "Eu disse-lhe para me deixar em paz, então ele vai fazer exatamente o oposto disso. Ele é como os seus irmãos, ele não ouvi uma palavra que dizemos". "Estou seriamente assustada agora", disse Keela e olhou para mim como se eu fosse Obi Wan. Eu bufei. "Você estava indo para me dizer que ele veio com você?". Ela encolheu os ombros. "Eu queria julgar como você estava sentindo pela primeira vez. Eu achei que você ia ficar chateada, mas você parece apenas... triste?". Eu fiz uma careta. "Eu não estou triste, eu estou apenas sobrecarregada. Tem sido um inferno de 24 horas. Eu estou pronta para isso acabar". Uma batida leve soou na porta e, em seguida, Keela rosnou. "Eu disse a ele para esperar no carro". Eu pisquei. "Eu te disse, ele não escuta. Assim como seus irmãos". Keela suspirou e se levantou do sofá. "Será que vou arrastá-lo junto comigo?". "Vá em frente. Eu quero ver quanto tempo leva para ele passar por você". Keela silenciosamente riu quando ela se levantou e se dirigiu para a porta da frente. Abriu-a e pressionado instantaneamente as mãos contra o peito de Kane, quando ele tentou pisar dentro do meu apartamento. "Ela não quer ver você". Kane resmungou "merda resistente. Ela vai me ver se ela gostar ou não". Idiota teimoso. "Não tenho, eu posso chamar meus irmãos, Kane" eu chamei de meu sofá. "Porque que funcionou tão bem na primeira vez?" Ele sussurrou de volta. Keela gritou: "Não pense mesmo de vim aqui e pegando suas besteiras fora nela. Ela passou por bastante já. Ela está estressada ao máximo e


sua presença não ajuda as coisas. Você pode apenas fazer o que ela pede e deixar?". "Não". Eu não poderia ajudá-la, eu ri. "O que é tão maldito engraçado?" Kane agarrou. "Você" Eu disse ainda rindo. "Você é um idiota e tão previsível que é engraçado". "Você realmente deve. Hey! Kane! Deixa ir- ". Eu ampliei meus olhos quando minha porta da frente bateu e Kane era o único a fecha-la... No rosto de Keela. Ele ia morrer quando ela chegasse suas mãos nele. "Você está morto Kane Slater, você está me ouvindo? M.O.R.T.O! " Kane bufou quando ele virou e trancou a minha porta. "O que quer que você diga material curto". Keela gritou e bateu na minha porta da frente com as mãos. "Estou ligando para Alec e Nico está bem aqui atrás de você!". "Boa sorte". Eu balancei minha cabeça. "Qual foi o ponto? Eu só vou ignorá-lo e quando Keela colocar as mãos em você, ela vai te matar". "Eu não estou preocupado com Keela Daley, boneca". Você deveria estar. "Kane, eu tenho sido um naufrágio durante todo o dia pensando sobre esta manhã. Estou cansada. Eu só quero ir para a cama e não acordar até segunda-feira". Levantei-me e fiz um movimento para caminhar em direção ao corredor estreito que leva para o meu quarto, mas Kane ficou em sua altura na minha frente e não mostrou sinais de movimento. "Será que você, pelo menos, vai olhar para mim?". Eu resmunguei: "Não, é só pegar fora de mim assim". "Não". Rosnei "Kane".


"Aideen" ele respondeu calmamente. Eu fechei as mãos em punhos. "Você está me fazendo louca de propósito. Basta mover-se". "Não até você me ouvir". Eu joguei minhas mãos no ar e virei-me de costas para ele. "Não há nada para ouvir. Você é um porco apenas como seus irmãos, e assim como meus próprios irmãos. Você não me respeita". "Besteira-fodida-merda. Eu respeito o inferno fora de você". Eu ri sem humor: "É por isso que sempre discutimos e brigamos um com o outro? O seu respeito para mim exige?". "Nós discutimos porque é apenas o que fazemos. São as nossas preliminares". Engoli em seco, "Repete? Você tem que estar brincando comigo". Prendi a respiração quando Kane agarrou meu braço e me virou para encará-lo. "Eu não estou brincando. Você sabe muito bem por que lutamos muito". "Não, você vai ter que me iluminar". Kane resmungou: "É porque você me quer tanto quanto eu quero você". Sexo. Era sempre sobre sexo. "Sexo com você só resulta em gravidez. Eu prefiro ser celibatária muito obrigada". Kane colocou os dedos embaixo do meu queixo e levantou minha cabeça até que eu olhei para seu rosto. Meus olhos diretos em sua mandíbula machucada e olho roxo. "Sexo comigo não costuma resultar em gravidez. Eu perdi o foco naquela noite. Há apenas uma coisa sobre você. Eu não conseguia pensar em nada, mas estar dentro de você". Quantas vezes ele ia trazer essa sangrenta noite acima? Eu cerrei os dentes quando senti meu rosto esquentar. "Foi um momento de estupidez".


Kane olhou para mim. "Era um momento de estupidez longa que foi repetido três vezes no espaço de algumas horas". Virei à cabeça para longe dele. "Nós conversamos sobre isso, não está acontecendo novamente. Temos maiores problemas do que sexo, ou mesmo brigar. Eu estou grávida com bebê, Kane. Isto é sério". Seu rosto endurecido. "Eu sei muito bem que isso é sério. Você acha que eu estaria aqui se eu não sabia disto?". Eu balancei minha cabeça. "Você está aqui porque você me bateu esta manhã e você se sentiu mal sobre isso". Os olhos de Kane ligaram para o meu rosto ainda inchado que agora tinha uma variedade de cores escuras sobre ele. Ele ergueu a mão e suavemente roçou os dedos sobre a área do machucado. Estremeci um pouco e isso o fez franzir a testa. Ele ergueu o outro braço, segurou meu rosto com ambas às mãos, e abaixou a cabeça para a minha. Eu congelei, porque eu não tinha certeza do que ele estava fazendo. "Kane?". Ele engoliu em seco. "Eu sinto muito". Eu pisquei "Está tudo bem". "Não está" ele respondeu instantaneamente. "Eu nunca pus a mão em uma mulher na minha vida, e para ferir a mulher carregando o meu bebê... Faz-me doente de mim mesmo". Oh, Deus. "Olha, eu estou mais chateada com a luta que você teve com meus irmãos do que ficando batida de você. Você não quis me bater. Isso foi minha culpa por tentar pará-lo e James". Kane baixou as mãos longe do meu rosto e levantou a cabeça. "Isso ainda não me faz sentir melhor". "Se você está indo para sentir como merda, então sentir como ele, porque você quase matou meu irmão". Kane revirou os olhos azuis brilhantes. "Ele me bateu primeiro". "Então? Você não pode ser o maior homem e recuar?".


Kane grunhiu "Ele estava atirando para me machucar, Aideen". "Ele não gosta de você, e ele descobriu que me gerou um bebê, não é como era completamente irracional". "Eu não gosto dele, mas você vê me atacando-o ou qualquer um de seus outros irmãos quando os vejo?" Era uma pergunta retórica, então eu fiquei muda. "Você é silenciosa, porque você sabe que estou certo", ele bufou. "Talvez sim, mas ainda não muda tudo. Você realmente machucou James, Kane". "Ele me machucou muito, Aideen. Eu não importo?" Kane agarrou. "Isso não é justo" Eu fiz uma careta. "Você faz questão, você é o pai". "Eu só sou importante, porque eu sou o pai da criança?". Uh. "Por favor, eu não quero fazer isso". "Merda difícil" Kane rosnou "porque eu faço". Aqui vamos nós. "Antes de ontem eu era apenas uma mulher que mal se podia tolerar. Para tentar fazê-lo para fora para ser mais só porque eu estou crescendo seu filho. Você praticamente me odeia Kane". Kane ergueu as mãos à cabeça, correu-os através de seu cabelo, em seguida, virou-se e caminhou até a janela na minha sala de estar. Ele colocou as mãos no parapeito da janela e olhou através do painel de vidro. "Antes de ontem você era uma mulher que eu mal podia tolerar, e hoje você é uma mulher que eu posso ainda mal tolerar, mas isso não é tudo. Você também é uma mulher que me dá injeções de salva-vidas diárias. Você acha que eu iria deixar alguém que eu odeio jab mim?". Eu não sabia o que dizer então eu não disse nada. "O quê?" Kane perguntou quando ele se virou para mim. "Não vai responder?". Apertei os olhos para ele. "Dê-me um segundo, eu vou pensar em alguma coisa".


Kane levemente balançou a cabeça. "Eu não odeio você, e eu sei que você não me odeia. Nós não somos amigos, nem mesmo perto, mas estamos mais perto do que estávamos antes de eu descobri que tinha diabetes. Isso tem que contar para algo, certo?". "Sim, ele faz" eu disse, em seguida, ampliei meus olhos quando eu pensei em sua diabetes. "Sua segunda injeção!". Eu lhe dei sua primeira injeção esta manhã antes de irmos para a casa do meu pai, mas eu nunca lhe dei a segunda. Kane ergueu as mãos. "Está tudo bem, eu tenho meu kit comigo". Notei então que ele estava mais pálido do que eu teria gostado e isso me fez louca comigo mesma. Eu tomei em dar sua injeção para ele como uma responsabilidade e eu em foco sobre ele. "Eu sinto muito, eu esqueci". "Hey," Kane me cortou. "Você tem um monte em sua mente não se preocupe sobre mim". "Eu não posso ajudá-lo" murmurei, então arregalei os olhos, porque eu não quis dizer isso em voz alta. Ele levantou uma sobrancelha para mim. "Você não pode deixar de se preocupar sobre mim?". Dei de ombros. "Às vezes me pergunto o que vai acontecer se você não conseguir suas injeções no tempo ou se você tem que esperar um dia ou dois para elas". Kane piscou para mim. "Isso é bem legal". Eu levantei minhas sobrancelhas. "Jogar a minha vida fora é bom?". Ele bufou "Não, mas que você surtar sobre algo a ver comigo é bom. Você nunca normalmente se preocupa comigo". Eu apontei para o meu estômago. "Tudo isso mudou ontem". Os olhos de Kane caíram para minha barriga. "Tudo mudou ontem". "Sim". Ele olhou para mim, em seguida, olhou em volta do meu apartamento. "É pequeno aqui". Apertei os olhos.


"Eu estou ciente disso. É um quarto, porque isso é apenas para mim, mas agora que não vai ser só eu, eu vou ter que descobrir alguma coisa fora. Eu vou encontrar um lugar maior que está dentro do meu orçamento". Kane esticou o pescoço. "Ou você poderia apenas mover-se em meu lugar. Isso ainda é uma opção. Temos três quartos que ninguém está usando agora que Dominic, Damien, e Alec não moram mais lá". Eu balancei minha cabeça. "Estamos civil, hoje, Kane. Isso pode mudar amanhã. Eu não acho que tomar uma grande decisão como está agora é uma escolha sábia". Kane deu de ombros. "Bem, a oferta está sobre a mesa. Leve-me em cima dele sempre que você quiser". Eu não. "Eu vou manter isso em mente". Kane balançou a cabeça, em seguida, estendeu a mão e tirou uma bolsa preta do bolso. Eu andei até ele e segurei minha mão. Ele me deu seu kit de insulina e começou a trabalhar em desabotoar sua calça. Engoli em seco, "Espere!". Os dedos de Kane congelaram em seu zíper. "O quê?". Eu resmunguei. "Estou no segundo andar, às pessoas podem ver na minha janela". Kane olhou para ambas as minhas janelas e bufou: "Eles provavelmente ficariam felizes em me ver com minhas calças para baixo". Revirei os olhos. "Em seguida, obter um deles para ser próximo e pessoal para você em toda a sua grandiosa glória". Kane riu enquanto eu caminhava até a minha janela e puxei as minhas cortinas. Antes de eu fechá-las, eu percebi que não havia carros na frente do meu prédio e isso me fez sorrir. "Keela foi pegar Alec e Nico como ela prometeu". Virei-me para enfrentar Kane quando ele riu. "Vamos, boneca. Meus irmãos sabiam que eu não iria deixa aqui sem te ver. Eles estão preparados para lidar com Keela". "Até mesmo uma puta Keela?" Perguntei.


Kane sorriu. "Especialmente uma puta Keela". Eu balancei minha cabeça. "Você está sentenciando-se à morte". "Eu posso lidar com Keela Daley, confie em mim". O era um rapaz estúpido. "O que quer que você diga Kane" eu ri e abri o kit de insulina na minha mão. Eu testei o açúcar em seu sangue primeiro com o medidor de glicose e quando recebi o resultado, eu ajustei a caneta com a dosagem correta de insulina. Eu, então, ajoelhei-me diante de Kane e olhei para ele e disse: "Feche os olhos". Ele balançou a cabeça. "Eu só vou manter meus olhos em você e não em suas mãos". "Hum está bem" murmurei sentindo insegura porque ele queria me ver. Seja como for, ele manteve a calma e à vontade e fez esta tarefa passar mais rápido. Eu destampei a caneta de insulina, estendi a mão e belisquei a parte gorda da parte interna da coxa de Kane. Eu empurrei a ponta da agulha em sua pele, em seguida, apertei o botão injetor da caneta e entreguei a insulina em seu corpo. Depois de dez segundos eu retirei a agulha, recapitulei a caneta e coloquei de volta para o kit insulina. "Dê o kit para Branna quando você voltar para casa. Diga-lhe que mude a agulha e para colocá-lo no balde amarelo. Agulhas frescas estão no topo do armário e ela só tem que clicar nele na caneta. Mole-mole". Quando Kane não disse nada, eu olhei para ele e me encolhi um pouco quando eu o encontrei olhando para mim. "O quê?". Ele lambeu os lábios. "Eu sempre quero te beijar depois de fazer isso por mim". Oh. Eu me levantei e me ocupei com fechar o kit insulina. "Não se esqueça de dizer a Branna o que eu acabei de dizer". "Aideen".


Fui até a minha porta da frente. "Certifique-se de que ela sabe de mudar a agulha. É muito importante". "Aideen". Eu abri a porta. "Eu não quero uma agulha usada para dar-lhe uma infecção-". "Aideen!". Eu pulei. "O quê?". Kane abotoou suas calças enquanto ele caminhou em minha direção. "Sinto muito, eu não tive a intenção de torná-la desconfortável". Eu olhei para longe dele. "Eu sei, mas eu só não acho que qualquer conversa de beijar ou sexo é bom em torno de nós. Temos coisas mais importantes para se concentrar certo?". Eu não estava olhando para o rosto de Kane, mas eu podia imaginar sua mandíbula definir quando ele disse "O que quer que você diga boneca". Eu suspirei "Ok, então... Apenas venha amanhã para suas injeções. Eu tenho um monte de coisas a arrumar antes de eu voltar ao trabalho na segunda-feira". "Bem". Eu ouvi um ritmo rápido de passo invadir o corredor fora do meu apartamento assim quando Kane saiu. Eu pulei para trás quando, do nada, Keela mergulhou em suas costas. "Eu disse que estaria de volta!" Ela gritou. Kane virou-se e chiou quando o braço de Keela fechou em torno de seu pescoço. "Não consigo respirar". Mais passos soaram então. "Droga, Keela!" A voz de Alec rebateu. "Saia dele". "Desde quando ela pode correr tão rápida?" A voz de Nico respondeu asperamente. "Ela é como uma porra de uma bala". Levantei-me e assisti Kane balançar ao redor com Keela ainda em suas costas. Alec puxou Keela, mas ela não quebrou seu aperto. Nico balançou a cabeça e colocou as mãos sob as axilas e fez cócegas. Eu


acho que ela estava fora Kane e nos braços de Nico em menos de um segundo. "Você filho da puta!" Keela virou-se para Nico então estremeceu e fechou os braços ao lado do corpo para que ele não pudesse fazer cócegas lá novamente. "Eu estava indo embora!" Kane estalou e esfregou seu pescoço. Keela olhou para mim quando Nico sentou-a no chão. "Você está bem?". Eu balancei a cabeça. "Sim... Mas você pode ficar esta noite? Eu realmente não quero estar por mim própria". "É claro. Eu tenho uma bolsa de noite no carro", disse ela e olhou para Alec. "Você vai agarrá-la para mim, por favor?". "Peça desculpas a Kane em primeiro lugar". Keela rosnou para Kane "Tranque-me de novo e eu vou matá-lo de verdade". Alec revirou os olhos. "Perto o suficiente, eu já volto". Eu não poderia ajudar, mas bufei quando Alec caminhou pelo corredor. Eu olhei para Nico e encontrei olhando para o meu rosto. Acenei. "Está bem". "É um pouco machucado e inchado". "Então é o seu rosto, e Kane". "Nós estamos bem apesar de tudo". "Eu também". Senti o olhar de Kane para mim, em seguida, então eu novamente acenei para Nico. "Honestamente, não há problema. Foi um acidente". Nico sorriu para mim. "Você pode dizer a ele tudo que você gosta, mas ele ainda vai se sentir um lixo por causá-lo". Eu fiz uma careta. "E você sabe por quê?". "Porque eu acidentalmente atingi Bronagh durante uma briga com Jason Bane alguns dias depois que eu a conheci. E mesmo que eu não tive a intenção de fazê-lo, eu ainda me sinto como merda quando eu penso sobre isso, e tem sido anos desde que aconteceu. Eu nunca vou me perdoar por machucá-la".


Eu não sei por que, mas eu pensei que era muito doce. Eu olhei de Nico para Kane. "Estou muito bem. Confie em mim, por favor?". Ele acenou com a cabeça, mas eu podia ver que ele ainda se sentia mal sobre a contusão. Eu olhei para Nico, quando ele riu, "disse assim". Revirei os olhos. "Quando ele me vê em trabalho de parto que irá ofuscar algum hematoma estúpido. Quando estou gritando de dor, você pode se sentir mal e ter plena consciência de que você é a causa disso". "Jesus, Aideen," Kane gemeu. "Você estava em cima de mim a maior parte do tempo, de modo tecnicamente falando que você trouxe isso sobre minha vida-". "Não terminar a frase, você não viverá para ver o nascimento de seu filho, se você faz" disse Keela quando levantou as mãos em sinal de advertência. Nós todos rimos dela. "Tenha um menino", disse Nico para mim, seu tom sério. Eu ri, "Isso não funciona assim, querido". "Basta manter o pensamento de que o bebê será um menino e ele será". Eu ri "Ok, eu vou fazer isso por você". Nico sorriu feliz. Keela cutucou "Quando Bronagh eventualmente fica grávida, você tanto pode ter meninas gêmeas desde que você é um irmão gêmeo". Nico agarrou seu peito. "Não deseja em cima de mim, eu não posso ter uma garota muito menos duas". "Por que não?" Eu ri e me apoiei contra o batente de minha porta. Nico me deu um olhar duh. "Você já viu Bronagh, ela é surpreendentemente bela. Todas as meninas que ela teria tomaria conta dela e eu não posso viver minha vida lutando contra todo garoto estúpido que fareja em torno de minhas meninas. Eu me sinto doente só de pensar nisso". Eu sorri. "Nem todos os adolescentes são trepadeiras".


"Não, mas eu sei o que todos os adolescentes pensam. É tudo que eu conseguia pensar quando eu conheci Bronagh. É tudo que eu ainda penso e eu sou um homem crescido então sim, eu quero meninos, e não meninas. Todos os garotos. Dez deles". Kane gemeu e olhou para o teto. "Por favor, Deus, eu não quero nada do que Dominic apenas diz. Por favor, abençoe-me com um rapaz. Por Favor". Eu e Keela caímos em torno de rir. "Eu quero uma garota só para torturá-lo" eu disse a Kane. Ele rosnou para mim, "Shi diabo". Eu ri tanto que me deu um ponto. "Pare" eu ofegava. "Eu vou molhar minha calça". Kane sorriu para mim. "Vejo você amanhã, ok? Por favor, não se preocupe com as coisas vai realmente ficar tudo bem. Eu prometo". Eu senti as outras duas olhadas em mim, mas eu me concentrei em Kane e disse: "Eu estou me segurando para você cumprir essa promessa". E eu fiz.


CAPITULO 13

8 semanas mais tarde ... "Certifique-se de que você obtenha o DVD, Aideen. Grávida ou não, eu vou chutar o seu traseiro se você não fizer. Eu quero ver minha sobrinha em toda sua glória 4D". Saudei a minha melhor amiga estranhamente agressiva. "Eu tenho isso, Kay. Confie em mim". Keela assentiu com a cabeça para mim uma vez e depois passou o olhar para Kane. Foi quando seus olhos estreitaram e as mãos fechadas em punhos. Uh oh. "Não olhe para mim desse jeito" disse Kane para ela, seu tom firme. "Você foi para a primeira grande consulta, o resto são meus". Ele parecia viril, mas realmente ele estava sendo uma cadela porque ele não iria olhar para Keela diretamente no olho quando ele falou com ela. "Não fale comigo você" ela rosnou. Eu queria sorrir, mas eu sabia que era melhor para que eu não fizesse. Eu simplesmente inclinei-me para a porta do passageiro do SUV de Kane, ou agora o SUV da família, abri e passei a entrar no carro. Para Keela, Alec, e Kane, no entanto o pensamento de subir para o banco do passageiro era mais como escalar o Monte Everest para mim. Os três deles estenderam a mão para mim e prendeu em alguma parte do meu corpo e tentou aliviar a minha transição fácil já dentro do carro. "Oh, meu Deus" eu resmunguei. "Eu não sou uma boneca, eu não vou quebrar". Alec estalou os dedos para mim. "Não azarar-se". Eu suspirei, "Pare com isso. Está tudo sendo de maneira ao extremo comigo. Eu estou grávida, não incapacitada. Eu posso fazer minhas coisas e não causar qualquer lesão, você sabe?". "Sabemos, Ado, mas você não pode culpar-nos para mantê-la em seguro extra".


Eu sorri. "Se a sua superproteção me faz perder o enredo e ficar louca, eu vou culpar todos para meu ponto de ser louca". Alec levantou a sobrancelha para mim e disse: "Você vai ficar bem". Eu ri "Por favor, por tudo o que você sabe que eu poderia sofrer de uma doença mental. Isso significa que eu poderia matar você, alegar insanidade, e fugir com ela. Eu pensaria nisso se eu fosse você". Silêncio. "Keela, por que você é amiga dela?" Alec murmurou para sua noiva, sem tirar os olhos longe de mim. Minha melhor amiga se virou, olhou-o bem nos olhos e disse: "Eu honestamente não tenho ideia". Eu alegremente ri "eu faço. É porque eu sou a cola que mantém este fodido grupo juntos". "Ou você é apenas a incubadora para o meu sobrinho e essa é a única razão que eu, e todos os outros, falamos com você" Alec rebateu. "Beije minha bunda, Slater!" Eu bati. Kane suspirou, fechou a porta e fez um gesto a Keela e Alec longe do carro. Ele balançou a cabeça e deu a volta para o lado do motorista do carro e entrou. Eu olhei para Alec pela janela e depois enfiei meu dedo do meio para ele. Keela caiu na gargalhada enquanto Alec balançou a cabeça para mim enquanto sorria. Olhei para Kane quando ele se inclinou para mim e agarrou um puxão do meu cinto de segurança. Ele puxou sobre eu, posicionando sobre o meu corpo, então afivelou o cinto. Ele abaixou a metade inferior do cinto debaixo da minha barriga e fixo a alça superior em meu ombro. Ele olhou para cima na Internet a maneira correta para uma mulher grávida de usar o cinto de segurança e ele estava em mãos bonitas em ter certeza que ele estava sempre ajustado corretamente cada vez que eu estava em seu carro. Acenei para Keela até que ela e Alec deixaram minha vista. Eu relaxei em meu assento e descansei minha cabeça para trás contra o encosto de cabeça. Fechei os olhos e cantarolava quando as vibrações do motor deslizaram até meu lugar e reverberou contra minhas costas. Abri os olhos e olhei para Kane depois de alguns minutos de música que encheram o carro.


"Você está animado?". Ele acenou com a cabeça enquanto dirigia. "Estou nervoso, também". Eu levantei minha sobrancelha. "Por que nervoso?". Ele deu de ombros e por um momento eu pensei que o encolher de ombros, foi sua resposta até que ele grunhiu e disse: "Eu estou preocupado que eu vou chorar". Eu cai na gargalhada inesperada. "Não é engraçado", ele sussurrou. "Eu não posso chorar será a coisa de cadela final para fazer". Eu continuei a rir. "Você não está ajudando, você sabe?" Ele rosnou. Eu cruzei as pernas quando minha bexiga se opôs a minha risada. "Desculpe" eu chiava um pouco e me forcei a se acalmar. "Você é mesmo?" Kane questionou. Mordi o lábio e assenti com a cabeça. "Besteira". Eu ri novamente, em seguida, acenei minhas mãos. "Pare. Eu estou indo a pouco sozinha". "Ele ia atendê-la bem por rir de mim". Eu me acalmei, demorou dois minutos até que eu só estava rindo aqui e ali. "Eu só estou tensa. Você vai ficar bem", eu disse e me abanei com as minhas mãos. Kane grunhiu "Vamos ver". "Se você chorar, podemos pôr a culpa em sua diabetes de alguma forma" eu disse sorrindo. "Eu te odeio" Kane murmurou. Sorri para mim mesmo. Eu estava gostando dessa conversa muito mais do que eu deveria ter. Era como se cada outra conversa que tinha tido ao longo das últimas semanas, que resultou me sentindo tonta de felicidade.


Todo. O. Tempo. Olhei para Kane, em seguida, olhei para baixo para suas coxas. "Eu não perguntei isso em um tempo, mas como você está se sentindo? Você teve uma rotina constante ao longo nas últimas semanas com suas injeções. Você está começando a se sentir como você novamente?". Kane não olhou para mim enquanto falava "Sim e não. Eu me sinto mais forte e em geral realmente bom porque eu não me sinto mais doente. Mas eu não me sinto cem por cento porque eu tenho que confiar em você para minhas injeções. Faz-me sentir um pouco... Inadequado". "Inadequado? Isso é bobagem, você poderia ter refugiado e escolhido para não deixar ninguém dar-lhe a sua insulina, mas você fez a escolha para deixar-me fazê-lo. Você tem o controle, não a mim. Você permiteme dar-lhe uma injeção, isso é tudo sobre você. Eu sou apenas a ajudante". Kane refletia sobre isso em sua mente, mas eu podia ver que a minha resposta fez sentir-se um pouco melhor assim eu não empurrei para mais conversa, eu deixá-lo mentir. "Eu estou contente que nós estamos recebendo ao longo de melhor". Eu suspirei "Nós lutamos sobre nomes do bebê ontem e eu joguei um copo para você". "Isso é verdade" Kane balançou a cabeça, "Mas nós nos falamos cinco horas mais tarde que é a maneira mais rápida do que o habitual". Quando ele coloca assim, soou tão estranho. "Você está certo, isso é um progresso importante" eu disse sarcasmo escorrendo de cada palavra. Kane sacudiu a cabeça. "Isso é só eu e você, Aideen". "Sim" eu ri. "Eu e você". "Nós ainda não estamos nomeando o bebê de Jenna se é uma menina". Rosnei "Mas é bonito!". "Não vai acontecer. Eu odeio esse nome". "Por quê?", Eu reclamei. Kane deu de ombros. "Acabei de dizer, ok?".


Eu gemi "Tudo bem, qualquer coisa". Kane riu de mim quando eu cruzei os braços sobre o peito e ele me irritava. "Não perfure a suportar Kane. Eu disse que tudo bem. Aceite isso e não tome banho em sua presunção ou eu vou batê-lo fora de você". "Droga" ele murmurou, "hormônios estão em pleno andamento hoje". "Com licença?". "Nada, eu só disse que você está tão bonita hoje". Besteira. "Eu estou vestida de leggin, uma camisa e um sobre, e um cardigan". "Sim. Linda". Revirei os olhos. "Você é tão cheio de si". "Eu queria perguntar a você por que não usa jeans mais, tem sido apenas leggings as últimas duas semanas. Por que é?". Eu fiz uma careta. "Eu sou 20 semanas e um dia de grávida, Kane. Você pode ver que a minha barriga ficou maior, mas assim também as minhas coxas e bunda. Meus velhos jeans não cabem mais". Doeu dizer isso. Realmente fez. "Então por que não compra o próximo tamanho máximo?". Eu me sinto doente. "Porque o próximo tamanho máximo para mim é um doze! Eu nunca fui um doze. Sempre um dez". Kane olhou para mim antes de voltar os olhos para a estrada. "Eu esqueço a diferença entre o tamanho irlandês e os tamanhos norteamericanos. O que é um doze nos Estados Unidos?". Eu fiz beicinho "Um dezesseis anos". "Realmente, você é um dezesseis agora?" Kane perguntou, com os olhos arregalados de surpresa. "Não, eu sou um doze, é apenas um dezesseis anos nos Estados Unidos". "Sim, mas você só disse que era o mesmo-". "Eu sou um doze, Kane. Doze".


"Certo". Eu bufei, "Até o momento que eu tenha seu filho eu provavelmente vou ser um tamanho trinta!". Kane mordeu seu lábio inferior. "Meu bebê tem um apetite, o que posso dizer?". "Eu poderia dizer um monte de coisas, mas eu não estou indo para" Eu rosnei. "Se você está tão preocupada com o ganho de peso, por que você não trabalhar comigo?". "Porque eu não gosto de trabalhar para fora. Isso me dá coceira". Kane riu: "desculpas de merda me dar coceiras". "Bem, desculpe-me" retruquei. Kane suspirou "Vamos lá, baby mama. Deixe-me trabalhar para fora". Olhei para Kane com os olhos apertados. Ele riu "Você sabe que eu quero dizer um trabalho legítimo para fora. Mas... Sexo comigo seria um inferno de um treino para você". Okay, certo. "Então faria sexo com qualquer homem". A atitude de brincadeira de Kane fugiu. "Você não vai ter relações sexuais com qualquer homem que não comigo enquanto você estiver grávida". "E por que não?" Perguntei curiosa. Eu não teria relações sexuais com qualquer homem, enquanto estiver grávida de Kane, mas eu não poderia dizer então guardei para mim. "Porque você está grávida com o meu bebê" disse Kane, seu tom firme. "Colocá-lo desta maneira, se você fizer diabos com alguém que eu estaria realmente a machucar e eu mataria o bastardo que fez isso com você. Isso é uma razão boa o suficiente". A ameaça não me surpreendeu, mas a menção dele ser ferido fez. "Você ficaria magoado se eu estava com outro homem durante a gravidez?".


Kane balançou a cabeça uma vez. "Sim, eu iria. Agora o seu corpo tem uma parte de mim dentro dela e ela está mudando e em crescimento todos os dias. Eu só quero que você pertença a mim, ninguém mais. Estou sendo muito sério agora, Aideen. Eu não sei o que eu faria se alguém tocasse em você". Eu engoli um caroço que de repente se formou na minha garganta. "Kane... Isso é... Isso é realmente muito doce". Ele deu de ombros. "Obrigado, eu acho". "Eu não quero que você se machuque ou mate ninguém, assim que você tem minha palavra. Eu vou me reprimir sexual". Kane sorriu. "Eu não iria tão longe. Tem todos os impulsos sexuais que você quer apenas me faça seu brinquedo quando você quiser agir esses impulsos para fora". No momento em que estava acabado. "Você é um porco". "Eu sei". Eu balançava meu joelho para cima e para baixo. "Não estamos quase lá ainda? Eu tenho que ir ao banheiro". "Você sempre tem que fazer xixi. Você vai cinquenta vezes por dia". Eu dei-lhe um soco no ombro. "É uma das alegrias de estar grávida papai". "Chame-me de papai mais uma vez. Melhor ainda, me chame de grande papai". Eu ri e assim o fez Kane. Isso é algo que nós fizemos muito ultimamente quando estávamos juntos. Nós brincamos um com o outro, às vezes lutamos um com o outro, mas principalmente riamos juntos. Foi uma mudança agradável para não quero vencê-lo a morte todo o tempo. Vinte minutos passou e nós estacionamos e entramos no hospital Coombe. Fizemos o check-in e me sentei na área de espera para esperar por meu nome ser chamado. Estávamos no meio de um bando de mulheres grávidas e seus maridos, amigos ou namorados. Kane jogou o braço em volta da parte de trás da minha cadeira quando nos reunimos e por algum motivo estúpido eu gostei. Eu não sei por


que, eu apenas fiz. Kane não fez embora. Eu poderia dizer que ele era louco desconfortável com sendo em torno de tantas pessoas, mesmo se a maioria delas estava grávida. "Qual é o procedimento aqui?" Ele perguntou quando ele escapou do quarto. "Você tem que fazer nada de especial ou simplesmente ir para o quarto e deitar-se?". Dei de ombros. "Eu estava aqui apenas uma vez e foi na sala de emergência. Não sei o como que é uma consulta adequada". Kane balançou a cabeça, em seguida, olhou para a direita quando uma mulher vestida de branco chamou meu nome. "Aideen Collins, sala três para amostra de sangue". Eu gemi "Eu tenho que ter uma agulha, quer esperar aqui?". Eu só perguntei por que eu sabia que ele tinha algum tipo de medo delas. "Quantas agulhas eles vão usar em você?" Ele me perguntou seus olhos selvagens. Eu fiz uma careta. "Apenas um querido. Apenas uma". Ele engoliu em seco. "Eu vou com você, apenas no caso de você precisar de mim". Aww. Eu sorri. "Então vamos". Nós se levantamos e caminhamos em direção à enfermeira que apontou para o chão. "Siga a faixa vermelha até que você venha para a sala três" Com isso dito ela era sobre chamando o nome de outra mulher para obter sangue, também. Segurei a mão de Kane quando ele estendeu a mão para mim e senti borboletas no meu estômago do mesmo. "Fique perto de mim, é muito ocupado aqui. Eu não quero ter que começar alguma merda se alguém bater em você". Uau. "Você não está tendo problemas em uma maternidade". "Eu sei que não vou porque você vai ficar atrás de mim". Convencido.


"Tudo bem" eu suspirei. "Mostre o caminho, germinador". Kane grunhiu e isso me fez sorrir. Ele realmente odiava esse apelido. Nós seguimos a linha vermelha no chão até chegarmos à sala número três. Kane bateu na porta e abriu-a sem esperar. "Aideen Collins" o disse. "Sim, envie a entrar". Kane virou-se para o lado e me fez um gesto. Eu passei por ele e parei na frente de uma enfermeira de meia-idade que estava sentada em uma cadeira ao lado de uma cama de hospital. "Olá, deite-se querida". Ele era muito alto para eu deitar, mas eu poderia fingir o meu caminho até perfeitamente bem. Eu entreguei meu arquivo rosa a Kane que foi dado a mim quando chegamos e caminhei em direção à cama. Eu fiz meu caminho para a cama e franzi a testa para as minhas coxas. Tornaram-se do tamanho da Austrália quando me sentei, e eu odiava. "Como você está hoje?" A enfermeira me perguntou, com um sorriso no rosto. "Eu estou bem, obrigado. Você?". Eu vi quando ela colocou uma cinta em meu braço. "Eu estou ótima, querida. Você pode fazer um punho com a sua mão e relaxá-la para mim?". Fiz o que ela pediu. "Perfeito. Você pode repetir essa ação algumas vezes?". Eu balancei a cabeça e repeti a ação mais e mais. A enfermeira tinha batido no interior do meu antebraço antes dela limpa-lo com um algodão com álcool e vi quando ela pegou uma agulha e pressionou para o meu braço. Foda. Foda. Foda. Doeu-doeu muito a sangrenta. "Você está bem?" Kane me perguntou.


Eu não tinha percebido que eu fechei os olhos. "Sim", eu respondi e tentei não parecer que eu queria chorar mesmo embora eu fizesse. Eu dei-lhe injeções todos os dias. Eu tinha que ser corajosa para ele. Eu assobiei embora quando a enfermeira mexeu a agulha em torno de meu braço. "Desculpe querida. Suas veias estavam escondidas, mas eu tenho uma". Brilhante. Eu abri meus olhos quando eu senti uma mão tocar minhas costas. Kane estava ao meu lado e ele parecia muito preocupado. "Pode usar uma agulha menor, minha senhora? Eu não quero que você machuquea, ela é importante". Eu derreti. Meu coração literalmente derreteu em uma poça. "Eu estou bem", eu murmurei para ele e desviei o olhar, porque meu rosto corou com a cor. A enfermeira olhou entre nós e sorriu. "É na veia agora. Mais alguns passos e estamos a terminar. Ok, senhor?". Kane relutantemente concordou com a cabeça, mas ele não se afastou de mim. Ele manteve a mão nas minhas costas e se inclinou para beijar a coroa da minha cabeça quando eu apertei-a contra o peito. Eu estava absolutamente radiante por dentro, e eu me achava uma tola por ser tão leviana. Tentei não me debruçar sobre os meus sentimentos crescentes de Kane, eu admito, eu estava começando a estupidamente cair em como o idiota e incidiu sobre a enfermeira em seu lugar. Eu vi quando ela retirou alguns frascos de sangue de mim, e, em seguida, removeu a agulha e colocou uma bola de algodão onde a agulha foi e um pouco de fita adesiva sobre ele para segurá-la no lugar no meu braço. "Tudo bem, querida, você pode voltar para a área de espera. Deixe o seu arquivo comigo e pelo tempo você está chamado para a digitalização, à enfermeira que atender você terá seu arquivo. Ele será atualizado com todos os resultados dos testes que serão realizados hoje com o seu sangue".


Eu balancei a cabeça. "Obrigado". Kane se aproximou de mim e segurou minhas mãos quando eu saí da cama. Eu estava um pouco surpresa que as minhas pernas de repente sentia um pouco fraca. Isso me causou há cair um pouco. "Uau". "Eu tenho você" disse Kane e levantou-me de volta para cima da cama. "Pobre querida. Ela já comeu hoje?" A enfermeira perguntou a Kane. Eu estava encostada em seu peito para que eu não poderia dizer se ele balançou a cabeça ou não. "Não, ela joga-se no período da manhã. Sua doença de manhã não desapareceu ainda". A enfermeira suspirou, "Eu vou levá-la alguns Lucozade por seu açúcar no sangue. Depois que ela beber leve-a para a área de café e faça colocar alguma coisa dentro dela". "Sim, senhora". Alguns segundos de silêncio se passaram então eu senti Kane beijar a coroa da minha cabeça novamente. "Você está bem?". Eu balancei a cabeça contra seu peito. Ele suspirou, "Eu estava perdendo minha cabeça olhando para ela ter tanto sangue de você. Eu tive que me parar de interferir e dizer-lhe para parar". Eu sorri timidamente. "Ahhh, você se importa comigo". "Eu me preocupo com você mais do que ninguém". Pisquei os olhos e olhei para ele. "Eu estou dizendo a seus irmãos que você disse isso". Kane riu e colocou a mão nas minhas costas e esfregou para cima e para baixo. Eu poderia me acostumar com esse lado dele, eu pensei quando eu fechei os olhos até que a minha tontura foi embora. Eu abrios quando a enfermeira voltou para a sala segurando um copo de plástico branco. "Este é Lucozade, beba" ela disse e me entregou o copo cheio de líquido laranja. "Fará você se sentir melhor até que você consiga alguma comida para dentro de você".


Agradeci a enfermeira quando eu tomei a taça das mãos dela e a levei aos meus lábios. Eu tomei um gole da bebida, em seguida, terminei em três goles. Eu cantarolava: "Isso era bom". Kane riu "tempo de alimentos". Sim. Comida. Kane pegou minha mão e me levou para fora da sala de coleta e se eu não estivesse tão tonta, eu teria corado como uma pequena colegial. Eu balancei a cabeça para mim e segui Kane quando nós fomos ao café do hospital. Sentei-me em uma mesa vazia, enquanto Kane andou e pegou alguns sanduíches e batatas fritas. "Desculpe-me, senhora, você tem a hora correta?". Olhei para cima para quem falou, e por um segundo, levei um susto. O homem tinha uma queimadura na metade de seu rosto era apenas uma grande cicatriz. Eu tentei o meu melhor para não olhar para ele. Olhei para o meu telefone para a hora e quando eu cheguei, olhei para trás para o homem e disse: "Só depois das nove, senhor". "Obrigado" Ele piscou. Eu sorri. "Seja bem vindo". Ele olhou para o meu estômago. "Boa sorte". Hã? Eu olhei para o meu estômago e ri. Ele quis dizer boa sorte com a minha gravidez. Eu acho. "Oh, obrigado. Eu sou apenas 20 semanas de distância. Não é tempo agora". O homem olhou para mim por um momento. "Sim, não por muito tempo". O quê? Eu estava prestes a dizer que eu estava pensando para ele, mas ele se virou e foi embora sem esperar por minha resposta ou dizer adeus. Ele não olhou para trás, apenas saiu do café e para a saída do hospital.


Aquilo foi estranho. Eu pensei sobre isso por um minuto, mas depois o meu estômago roncou e eu esqueci tudo exceto sobre como eu estava com fome. Quando Kane voltou, eu queria explodir em música. Ele colocou alimentos na mesa e empurrou-os para mim. Eu pisquei para os itens e olhei para Kane, que estava olhando para mim como se ele foi me disposto a abrir um sanduíche e comê-lo. Eu ri, "Isto não pode ser tudo só para mim?". Kane deu de ombros. "Eu não quero que você esteja com fome, poderíamos estar aqui por um tempo". "Kane", eu ri e empurrei um sanduíche para ele, "coma isso. Eu não posso comer com você apenas ficando lá me encarando como se eu fosse uma boneca em exibição em um museu". Kane sorriu. "Você é uma boneca embora. Você é minha boneca". Apertei os olhos para ele. "Pare de ser bonito e coma o sanduíche". Ele fez o que eu pedi com um fantasma de um sorriso no rosto. Eu terminei uma galinha dupla e recheio sanduíche dentro de cinco minutos. Kane foi apenas à metade do seu sanduíche BLT pelo tempo que eu era feito. Eu gemi "Eu me sinto muito melhor depois disso". "As meninas estavam certas, você come como Bear Grylls". Ah, pelo amor de Deus. "Supere. É o seu filho que é a causa disso". Kane bufou "Eu sei, ele vai ser um garoto incrível". Rosnei. "Você quer se sentar aqui para um pouco ou voltar para a sala de espera?" Perguntou Kane, sorrindo para mim. "A sala de espera", eu respondi. "Eu não quero perder meu nome sendo chamado". Nós nos levantamos e voltamos para a sala de espera e encontrei que todos os lugares foram tomados. Isto irritou Kane.


"Eu estou dizendo a um dos maridos dessas mulheres de lá para levantar-se". Eu agarrei o braço dele. "Você não vai fazer tal coisa". "Você não está em pé ao redor para Deus sabe quanto longo-". "Aideen Collins?". Eu olhei de Kane para uma enfermeira que eu reconheci. Foi à enfermeira que eu conheci na sala de emergência de oito semanas atrás. Ela tinha uma pasta cor de rosa em sua mão que eu assumi era minha. "Eu estou aqui" Eu sorri e andei até ela com Kane no reboque. "Isso foi apenas sorte" ele murmurou. Eu o ignorei e sorri para a enfermeira. "Olá de novo". A enfermeira sorriu, em seguida, jogou seus olhos por mim e se encolheu um pouco. Ela me fez franzir a testa para que eu olhasse para trás para Kane, em seguida, para a enfermeira. Qual era o problema dela? "Está tudo okay?" Perguntei. Ela assentiu com a cabeça e manteve os olhos em mim. "Está tudo bem. Eu gostaria que você me seguisse até o segundo andar para que eu possa realizar a sua consulta". "Lidere o caminho". A enfermeira sorriu, virou-se e começou a andar. Kane me seguiu, mas eu não era mais sorrindo. Eu estava carrancuda. "Hey," Kane murmurou "o que é o rosto?". "Eu não gosto de como ela olhou para você" eu respondi humildemente a ele. "Como ela olha para mim?" Ele perguntou. Eu defini meu queixo. "Como ela estava assustada". Kane suspirou "Eu recebo muito isso, querida. Eu não a culpo embora eu olho assustador". Ao ouvi-lo dizer me fez realmente louca.


"Não. Você. Não" eu assobiei. "Você parece perfeitamente porra fina, e foda-se quem pensa de forma diferente". Kane agarrou meu braço e nos trouxe para uma parada. Ele virou para mim e olhou para meu rosto. "Boneca". Eu balancei minha cabeça. "Estou bem. Eu... Eu só não gosto das pessoas pensando que você é algo a temer. Você não é. Eles não sabem que você é. Eu faço e gosto". Kane sorriu para mim. "Eu já disse a você o quão incrível você é?". Eu liberei "Não, mas seria bom ouvir isso muitas vezes". Kane riu e passou os braços em volta de mim. "Eu amo que você quer me defender, mas você realmente não precisa. Eu sou um grande garoto, eu posso me cuidar". "Você não deveria ter" eu murmurei. Kane pôs o braço em volta do meu ombro e sorriu com alegria. "Vamos linda. Vamos ver nosso bebê".

***

Se a nossa enfermeira não tinha me incomodado bastante, a adolescente que estava babando abertamente sobre Kane quando esperávamos na nova sala de espera no segundo andar, me levou ao ponto de ebulição. Eu fui vaporizada louca e essa garota não estava ajudando ferver minha raiva. "Qual é seu nome?" Perguntou a garota a Kane após minutos de olhar ininterrupto em sua direção. Ele olhou para ela e disse: "Kane". "Kane" ela repetiu. "Eu amo isso. Parece perigoso". Oh, por favor. "Você está esperando por alguém, Kane? Sua irmã, talvez?". Ela estava cega? Kane tinha um fantasma de um sorriso em seu rosto quando ele olhou para mim e me viu abertamente encarar a menina.


“Não, eu estou aqui com". "A namorada dele. Isso seria eu" eu terminei para ele. Eu vi Kane olhar para mim, e eu estava tão surpresa quanto ele que eu disse isso, mas eu não poderia voltar então eu só fui com o fluxo. "Oh, eu não percebi" a menina murmurou. Será que não percebem a minha bunda. "Está tudo bem, erro inofensivo" eu disse, e inclinei-me para Kane, que estava sorrindo um pouco demasiadamente grande para o meu gosto. Ele colocou o braço em volta de mim e deixou-o cair para baixo para o meu quadril e começou a esfregar meu lado. "Você está grávida?" Perguntei a menina e olhei para o estômago, que estava bronzeado, tonificado, e em exposição para que todos na sala de espera pudessem ver. Ela definitivamente não estava grávida, eu estava apenas sendo uma cadela. Corou as maçãs do rosto perfeitamente posicionadas. "Não, minha irmã é. Eu só estou aqui para dá apoio moral". Eu fingi um sorriso. "Oh, desculpe. Eu pensei que você estava esperando por um ultrassom”. Ela pegou no meu sorriso e me olhou de cima e para baixo. "Está tudo bem, um erro inofensivo. Você é trigêmeo?". Essa. Porca. Cadela. "Não, apenas um bebê grande" eu disse e apontei para Kane. "Ele é o pai, você só pode imaginar como grande o nosso filho vai ser". Eu não tinha ideia de por que eu estava sendo tão defensiva. Normalmente, eu não me importo com Kane e qualquer possível leigos que ele poderia ter, mas estávamos prestes a ver o nosso bebê juntos pela primeira vez, e eu só queria ele para mim agora. Se a garota o queria após a consulta, ela podia muito bem tê-lo. Não, não podia. Eu iria levá-lo de volta. Se eu não podia dormir com qualquer homem, enquanto está grávida, então Kane não conseguiria dormir com qualquer mulher. Isso era justo. "O que está acontecendo com você?" Kane murmurou.


Eu não sei a resposta para essa pergunta assim que eu fiz alguma coisa. "Eu simplesmente não posso esperar para chegar em casa". "Por quê?". "Para que eu possa tirar meu sutiã". Kane bufou para mim "É desconfortável?". Eu balancei a cabeça. "As tiras estão para cavar a minha pele e eu estou prestes a sair de um presente. Eu preciso ir e obter algumas roupas de maternidade, minhas antigas não estão cortá-lo mais". Kane olhou para o meu peito e lambeu os lábios. "Eles parecem-me muito bem". Olhei para baixo e também resmunguei. Meu sutiã era apertado, o que fez meus seios recentemente grandes empurrar para cima e quase derramar do meu sutiã. Pré-gravidez eu já estava com o peito grande em um trinta e dois double D. Deus só sabia o que eu estava agora. "Eles parecem muito grandes. Faze-los olhar falso e desagradável". Kane engasgou "Você nunca diga algo tão repugnante novamente. Não existe tal coisa como mamas que são muito grandes. Você me entende?". Eu ri "Se você gosta tanto deles, você pode tê-los". Kane ergueu as mãos para meus seios e tentou tocá-los apenas para me dar um tapa nas mãos dele. "Quer dizer que você pode tê-los em seu peito. Não que iria tocá-los!". Kane balançou longe a picada em suas mãos. "Você tem que ser mais específica". Claramente. "Você é um pervertido". Kane sorriu. "Tu amas isso". Eu odiava que eu sorri. "Que seja" eu murmurei, tentando parecer irritada. "Aideen Collins?".


Finalmente. "Sim?" Eu respondi a voz chamando meu nome. A enfermeira de antes bateu a cabeça ao virar da esquina e sorriu. "Eu estou pronta para você". Senti as mãos em meus quadris. "Vamos lá, papai, você pode vir também" a enfermeira piava para Kane, em seguida, virou-se e desapareceu ao virar da esquina. Eu ri da expressão facial de Kane quando ele olhou para mim. "Ela me chamou de papai" ele murmurou. Eu balancei a cabeça, sorrindo. "Tenho certeza que ela chama todos os pais de papai". Kane balançou as sobrancelhas. "Ou talvez ela quei-". "Termine essa frase e eu vou te machucar" eu avisei, minha mão levantada e meu dedo indicador apontando para ele perigosamente. "Eu não estou tendo minha parteira seduzida por você hoje ou em qualquer outro dia. Ela está aqui para mim, assim mantê-lo em seus boxers ou outra coisa". Kane riu de mim e colocou as duas mãos sobre os meus ombros quando eu me virei e comecei a andar na direção que a enfermeira entrou. Avistei-a fora de um quarto e ela fez um gesto com sua mão quando nós nos aproximamos dela. Entramos na sala grande cheia de equipamentos médicos. Eu reconheci duas coisas: A cama e o monitor usado para ver um bebê dentro da barriga de sua mãe. "Deite-se em cima da cama, Aideen, e vamos começar". Eu olhei para a enfermeira, mas fiz o que ela disse. Ela parecia muito mais feliz do que antes e não a todos desconfiada de Kane como ela era antes. Talvez Kane estava certo e as pessoas não podem ajudar, o instintivamente medo dele quando eles primeiramente colocam os olhos sobre ele. Eu só não entendo, eu não tinha esse problema quando eu o conheci há dois anos. Eu pensei que ele era lindo, cicatrizes incluídas. "Como você tem se sentido ao longo das últimas semanas?" A enfermeira me perguntou.


"Bem" eu respondi e me levantei para a cama com a ajuda de Kane, que, em seguida, sentou-se ao meu lado em uma cadeira vaga. "Eu estive indo para o meu centro médico todas as semanas para os pequenos check-ups. Está tudo lá no meu arquivo". A enfermeira abriu minha pasta-cor-de-rosa. "Sim, eu vejo todas as suas visitas registradas. Tudo está parecendo ótimo. A sua barriga se estabeleceu? Vejo aqui uma nota que você ainda está muito doente". Eu resmunguei: "Está se acalmando, principalmente na parte da manhã".

mas

eu

ainda

vomito

A enfermeira assentiu com a cabeça e escreveu algo no meu arquivo. "Você está animada para a sua visita de hoje?", A enfermeira perguntou com um sorriso. "Você está no meio do caminho, únicas 20 semanas para ir". Senti uma enorme extensão sorriso no meu rosto. "Estou tão animada, eu não posso esperar para ver o bebê novamente. Eles não têm uma máquina na clínica que lhe permite ver o bebê, apenas um para ouvilo". "Bem, você estará em uma surpresa. O bebê será muito maior do que quando você estava aqui da última vez. Você começa a ver imagens 4D hoje também". "Eu não posso esperar". A enfermeira olhou para Kane. "Esta é a sua primeira vez vendo o seu bebê, você está animado?". "Muito animado" Kane respondeu. A enfermeira sorriu e olhou para mim. "Você pode levantar o seu superior e abaixar suas calças para baixo apenas como antes". Eu balancei a cabeça e estendi a mão e puxei minha camisa até que ela estava debaixo de meus seios. Tentei mexer minhas leggings para baixo, mas simplesmente não estava acontecendo, então eu olhei para Kane. "Puxe minha leggin e calcinhas para baixo um pouco?". Kane levantou-se e agarrou a barra da minha leggings e roupas íntimas. "Até onde?"


Ele perguntou com um sorriso no rosto e uma manobra de suas sobrancelhas. Eu ri "Só um pouquinho". Ele fez beicinho e puxou-os para baixo sempre tão ligeiramente antes de se sentar para baixo para olhar como um triste cachorrinho. Sorrindo, eu balancei a cabeça para ele. "O gel é frio, Aideen. Tenho certeza que você se lembra". Eu riu levemente, em seguida, quando gritei um pouco quando a enfermeira esguichou o gel sobre a minha barriga. "Eu não acho que eu vou me acostumar a essa sensação". A enfermeira sorriu e usou seu microfone sonda olhando para rodar a cerca de gel na minha barriga. Ela moveu a sonda em torno de um par de vezes e sorriu. "O bebê foi encontrado rápido desta vez". Eu olhei para a tela. "Aqui está o torso do bebê" ela mudou a sonda "e aqui estão as pernas do bebê. Elas estão cruzadas direitas agora". "Oh, ela está ficando muito maior!" Eu gritava e batia palmas juntos. "Ele" Kane disse distraidamente, enquanto olhava para a tela na parede em frente de nós. Eu não estava me metendo o mesmo debate repetitivo novamente então eu ignorei Kane e olhei para o meu bebê. O nosso bebê. "Ela ficou tão maior desde a última vez que estive aqui". A enfermeira riu "Sim, é incrível as diferenças que você vê em um feto dentro de tal curto período de tempo. Mesmo em si mesmo você é muito diferente de quando você entrou na sala de emergência há oito semanas". Eu olhei para o meu estômago arredondado e sorri "Sim, é uma loucura a rapidez com que meu corpo tem mudado". A enfermeira olhou para Kane. "Você já percebeu as mudanças no corpo de Aideen enquanto cresce o bebê?". Kane virou a atenção do monitor que exibia o nosso bebê para o rosto bonito da enfermeira. "O quê?" Perguntou.


Eu ri quando ela repetiu a pergunta. "Oh, sim" Kane sorriu. "Tenho notado todas as mudanças em seu corpo". Ele tem? "Como o quê?" Perguntei intrigada. Kane sorriu. "Seu estômago, rabo e busto tem... Alargado". Revirei os olhos enquanto a enfermeira bufou. "Ele tem boas habilidades de observação". "Ele não mencionou as minhas coxas, quadris e cintura se expandiram também". Kane me dispensou. "Eu não tenho notado". Claro, ele não tinha, ele estava muito ocupado constantemente a olhar para minha bunda "alargada" e no peito. "Ele é inteligente" a enfermeira deu uma risadinha. "Ele sabe o que observar e o que ficar silenciar diante". Kane piscou para a enfermeira e ela corou. Eu estreitei os olhos para Kane. "Realmente? Primeiro a menina na sala de espera e agora minha parteira. Você esta me zombando?". Kane ergueu as mãos. "Eu não fiz nada". "Certifique-se que você não faz. Vou cortar suas bolas fora se você faz". A enfermeira olhou para trás e para frente entre Kane e eu com os olhos arregalados então eu sorri e usei as palavras de Kane contra ele. "Esta é as nossas preliminares". "Legal" ela disse e sorriu nervosamente, certificando-se de evitar olhar para Kane. Ela passou muito tempo depois de tomar novas medidas do bebê, e pressionando em certas áreas do meu estômago antes de medi-la com uma fita métrica. "Então, vamos recapitular. Eu gravei dez minutos de movimentação de quatro dimensões mais o fetal batimento cardíaco para o som. Você está medido há 20 semanas e um dia exatamente. Seu peso está atrelado a uma três para o ganho de quatro libras de peso por semana, e seu


sangue e pressão arterial são perfeitos. Sobre o quê seus movimentos? Já esta sentindo os chutes?" Eu balancei a cabeça. "Sim, mas é literalmente apenas um pequeno movimento ou chute, eles não duram muito tempo. Eu mal notá-los se eu estou sendo honesta. Eu não tenha experimentado uma verdadeira grande ainda. Isso é algo que eu deveria me preocupar?". "Não" a enfermeira tocou. "Dê-lhe mais algumas semanas e você vai sentir chutes fortes, bem como ser capaz de ver o seu estômago em movimento. Pai, isso significa que você pode obter uma boa sensação deles para que você possa experimentar seu bebê se movendo muito". "Mal posso esperar" Kane comentou humilde. Uh huh. "Gostaria de saber o sexo do seu bebê?". Eu balancei minha cabeça com firmeza. "Não". "Papai, você está bem sobre essa questão?" A enfermeira perguntou Kane. "Você pode dizer o sexo do bebê de apenas olhar para a tela à direita?" Kane perguntou à enfermeira e apontou para o monitor. Ela assentiu com a cabeça. "Então, você sabe agora?". Mais uma vez, ela balançou a cabeça. "Você sabe se é um menino ou uma menina?". Ela riu e acenou com a cabeça mais uma vez. "Você está indo para colocá-lo no arquivo de Aideen?" Ele perguntou com uma sobrancelha arqueada. A enfermeira riu: "Não tanto porque você não quer saber... certo?". "Certo" eu respondi imediatamente. Tanto a enfermeira me olhou e Kane quando ele permaneceu em silêncio. "Está me matando, boneca. Como você pode não querer saber?" Ele perguntou-me com um gemido de dor.


Eu não podia deixar de sorrir para o rosto torturado. "Porque vendo você atormentado como esta me traz muita alegria". "Oh má!", Ele retrucou. "Você é pura maldade". Eu ri "Eu quero que seja uma surpresa. Enquanto o bebê é saudável, não importa para mim o sexo que é". Kane suspirou "Eu acho... Mas ela ainda vai me matar". Eu suspirei "Você vai superar isso". "Tudo bem, satanás" Kane resmungou. Eu sorri. "Se eu sou satanás, o que isso faz do bebê?". "A semente de satanás" Kane resmungou e balançou a cabeça. "Eu já gerei a semente de satanás. Não há quantidade de conversas privadas com o homem lá de cima que vai me fazer sair do condena mento por uma totalidade em inferno agora. Eu estou fodido". Lágrimas formaram nos meus olhos quando o riso atormentado pelo meu corpo. Eu coloquei a mão em cima do meu estômago e outro no meu peito. Ambas as seções do meu corpo estavam doendo tão ruim. "Pare" eu ofegava e sinalizando a Kane com as minhas mãos. Ele tentou olhar para mim, ele realmente fez. Eu o vi lutar contra o sorriso que puxou o canto da boca. Ele não podia deixar de sucumbir ao riso flutuando ao redor do quarto, embora. Ele não podia não sorrir quando ele olhou para mim por algum motivo estranho. "Você vai começar o trabalho de parto prematuro, se você não se acalmar" a enfermeira brincou. Levei um minuto, mas me acalmei o suficiente para não rir em voz alta. Um grande sorriso se hospedou em minha cara embora. Nós terminamos o resto da consulta sorrindo e rindo, e Kane e eu continuamos ele quando saímos do hospital. Kane soltou-me no trabalho e me desejou um bom dia. Eu cheguei as dez e felizmente às três horas até o almoço passou muito rapidamente. Todos os meus alunos estavam bem comportados e não causaram problemas ao longo do dia. Mesmo que tudo correu bem, eu ainda estava na merda no momento em que me sentei na sala de equipe ao lado de minha amiga, e colega de trabalho, Kiera McKesson.


Discutimos como a minha consulta foi e minhas novas imagens digitalizadas do bebê. Eu disse a ela como eu estava mostrando a todos o DVD mais tarde e eu mencionei o quão animado Bronagh foi para vêlo e que fez Kiera sorrir. "Como são Bronagh e Dominic?" Ela me perguntou. Eu tomei um gole da minha garrafa de água, engoliu para baixo, em seguida, disse: "Ótimo, eles ainda estão indo forte. Eles são ambos loucos, mas eles são pessoas muito legais. Eu os amo, eles são como me família agora". Kiera sorriu. "Estou feliz, embora eu esteja muito surpresa que eles estão juntos ainda". Eu levantei minha sobrancelha. "Você é? Por quê?". Ela suspirou. "Eles se odiavam na escola, e quando digo odiavam eu realmente quero dizer ódio. Eu poderia dizer Dominic imaginava Bronagh embora ele não soubesse o que fazer com o ombro frio. O pobre rapaz foi enviado em um 360 no momento em que caminhava até tarde classe naquela manhã. Eu nunca vou esquecer o olhar em seu rosto no momento em que a viu pela primeira vez, era a perfeição. Ele endireitou-se e olhou para ela quando ela caminhava em direção à mesa. Eu tenho certeza que ele estava prestes a dizer algo doce com ela até que ela lhe disse que ele estava sentado em sua mesa em um tom sarcástico". Eu ri "Eu gostaria de poder ter estado lá. Ele a adora agora. Eu me pergunto se era imediato para ele". "Atração instantânea? Sim, eu tenho certeza que foi. Ele pensou vencer seu afeto era um jogo, e um que ele ganharia facilmente. Ela tornou muito difícil para ele, porém, abençoá-la". "Ele adora" Eu sorri. "Ele recebe seus pequenos presentes o tempo todo só para regá-la com eles. Ele é um otário para entregar suas flores." Nós rimos juntas por alguns momentos até que Kiera engasgou. "O quê?" Perguntei alarmada. Ela espalmou seu rosto. "Eu esqueci completamente de lhe falar sobre uma entrega que você teve esta manhã". "Entrega para mim?" Eu questionei.


Kiera assentiu. "Eu assinei para ele e disse ao homem da entrega seu número de sala de aula. A classe estava em sessão para que ele deixasse a entrega com o zelador que disse que iria trazê-lo para sua sala durante o intervalo. Fosse o que fosse ele deixou-o lá para você". Eu bocejei. "Ainda bem que eu não fui para casa imediatamente hoje. Normalmente, eu faço durante a semana para chegar a Kane cedo para suas injeções". "Eu vou dizer" Kiera sorriu. "Aproveite o seu fim de semana. Não machuque Kane... Muito". Levantei-me e saudei "Sim, senhorita McKesson". Kiera bufou para mim e me acenou sobre quando eu deixei a sala dos professores. Eu rachei minha volta quando saí da sala e gemi em voz alta. Eu estava cansada, meu mal de volta, meus pés estavam doloridos e não importa o que eu comi, eu ainda me sentia com fome. Eu senti meu celular vibrar no meu bolso, então eu o levei para fora e atendi. "Olá?". "Você quer que eu vá buscar você?". Eu revirei os olhos para sua grosseria. "Hey, Kane. Como você está nesta bela tarde de sexta-feira?". Eu o ouvi suspirar. "Olá, boneca. Você quer que eu vá buscá-la?". Eu sorri. "Hoje não, eu estou bem. Eu tenho meu carro, Keela o soltou para mim há duas horas". "Ah, certo" Kane ficou em silêncio por um momento. "Você está balançando na minha casa ou ir para casa depois do trabalho?". Eu bocejei. "Eu estou indo para sua para dar-lhe a injeção, depois para casa. Estou exausta". "Oh". Eu suspirei. "Oh, o quê?". "Bem, eu pensei que íamos para mostrar a todos o DVD do bebê hoje?". Eu gemi "Eu esqueci isso. Eu só estava falando sobre isso e eu ainda esqueci. Eu não estou com ele hoje". "Está tudo bem nós pode-".


"Não, está tudo bem" eu cortei Kane fora. "Eu só vou ir para sua casa e ficar lá para o dia. Eu vou tirar uma soneca no sofá ou algo assim". "Ou alguma coisa" Kane resmungou. "O quê?". Ele limpou a garganta. "Nada, eu vou ver você em breve". "Ok, tchau". Eu desliguei meu telefone, guardei no bolso, e continuei a caminhar pelo corredor sem fim para a minha sala de aula. Sala que Kiera gentilmente trocou com a minha para o lembrete do ano porque era mais perto da sala dos professores do que a minha antiga sala era. Eu não vi a lógica de sua oferta quando eu tinha treze semanas de gravidez, mas agora que eu estava mostrando e se sentindo um pouco tensa, eu estava feliz por eu não ter que andar tanto. Os meus alunos gostaram, mas também porque eles têm que ver mais dos alunos mais velhos. A escola que eu trabalho era enorme, era tanto uma escola primária e secundária em uma, o que significava que havia alunos de todas as idades em torno do lugar. Eu fiz isso para minha sala de aula temporária, mas apenas enquanto eu caminhava dentro parei todos os movimentos. "Oh meu Deus" eu sussurrei enquanto eu andava mais perto do enorme buquê de flores na minha mesa. Havia tantas flores e cores acondicionadas em um único vaso de vidro. Fiquei chocada ao silêncio. Eu não sabia o que pensar ou fazer, eu só levantei e olhei. Eu não sabia quanto tempo havia se passado perante eu lentamente comecei a fazer o meu caminho para o arranjo de tirar o fôlego na minha mesa. Quando eu estava perto o suficiente para fazê-lo me inclinei fechei os olhos e inalei uma respiração profunda. O cheiro era divino. Sorri quando eu abri meus olhos e percorria-os sobre as hastes, pétalas e depois para o branco envelope que foi colocado cuidadosamente sobre o lado do ramo. Cheguei e peguei o envelope, em seguida, delicadamente abri. Eu retirei o cartão de dentro e li o que estava escrito: No meio do caminho, mamãe urso. Quem poderia ter enviado isso? Kane.


Eu não sei por que, mas ele foi a primeira pessoa que me veio à mente e isso me fez um pouco tonta. Isto levou apenas alguns segundos para que a vertigem se transformar rapidamente a irritação. Eu estava irritada comigo mesmo, não necessariamente com Kane. Ele estava sendo muito doce para mim ultimamente. Ele não me deu munição para argumentos de forma que eles têm sido poucos e distantes entre si, mas não discutir com ele me deixou louca. O fato de que eu sabia que eu estava começando a realmente gostar dele realmente me incomodou também. Eu não quero começar investir nele, caso as coisas fossem mal entre nós. Eu só iria acabar sendo ferida. Eu só não sabia mais o que fazer ou como agir com tanto de nós constantemente sendo civil um para o outro. Ficar com ele parecia ser inevitável. "Você esta tendo seu bebê, você não deve querer argumentos!" Eu bati para mim mesmo. Eu não sabia o que diabo estava acontecendo comigo, mas eu sabia que eu não gostava. Eu gostava do lado doce de Kane, e eu ainda não fiz ao mesmo tempo. Eu sabia como lidar com o Kane irritado. Eu provavelmente poderia até mesmo a menor chance contra louco Kane, mas doce Kane, você está brincando comigo? Essa foi uma batalha perdida. Eu estava perdendo minha mente? Enlouquecendo foi à única explicação porque qualquer parte de mim que gostava de algo dito ou que Kane fez foi apenas obsceno. Eu não poderia imaginar uma realidade onde eu poderia gostar nada sobre ele ou em relação a ele. Então, novamente eu nunca teria me atrelado a ser batida acima com seu filho. Foi oficial. Eu estava perdendo minha mente maldita.

***


"Olá?" Gritei quando entrei no agregado familiar Slater. Ouvi movimento no andar de cima, em seguida, passos quando alguém descia as escadas. "Ei, linda". Revirei os olhos. "Não me venhas com tretas agora. Estou cansada, com fome e quero dormir". Kane bufou enquanto me aproximava. "Você quer que eu diga a todos para se foder?". "Não" eu ri. "Eles são todos animados para ver o DVD do bebê. Se privar de assistir ela, as meninas poderia matá-lo". "Porque eu?". Eu sorri. "Eles não podem me machucar, eu sou a única grávida". "Tecnicamente". Eu sorri. "Tanto Faz. Tenho que fazer xixi em primeiro lugar, dá-me cinco minutos?". "Por cinco minutos?". "Se você quer saber que me leva um ou dois minutos para levantar sozinha do vaso sanitário". Kane caiu na gargalhada: "Quanto tempo será antes que você está a me chamar para ajudá-la?". "Nunca. Eu não sou fraca, eu posso levantar sozinha a partir de um vaso sanitário... ele só me leva um minuto ou dois". Kane riu quando eu passava por ele. Eu ajustei a alça da minha bolsa por cima do meu ombro e suspirei quando eu comecei a subir as escadas. Eu odiava que havia tantos lances de escadas em casa. Eu odiava isso mesmo mais que o quarto de Kane era no piso superior. "Você poderia simplesmente usar o banheiro no segundo andar em vez de ir todo o caminho até o topo, você sabe?". Revirei os olhos. "Eu sei, mas eu quero colocar os meus chinelos e eu deixei-os no seu quarto".


Todos tinham chinelos pertencentes a me em sua casa para que eu pudesse usá-los quando eu estava acabado. Eu amei com o pensamento que era e meus pés realmente apreciando. "Você quer que eu vá com você?" Perguntou Kane. Eu balancei minha cabeça. "Estou bem. Eu estarei de volta para baixo em poucos minutos". "Ok, grita se você precisar de mim". Ele foi para a sala de estar no segundo andar, enquanto eu continuava a mais dois lances de escadas para chegar ao quarto andar. Notei que muitas escadas seria um perigo para uma criança e que toda casa teria de ser à prova de bebê. "Mais trabalho" eu resmunguei para mim mesma. Eu suspirei quando cheguei ao quarto andar e me dirigi para o quarto de Kane. Entrei em sua suíte e me aliviei no vaso sanitário. Quando terminei, lavei e sequei minhas mãos e me dirigi de volta para seu quarto. Tirei meus sapatos e deslizei os meus pés em minhas pantufas de coelhinho fofo e gemi de prazer quando eu assim fiz. Eles me fazem sentir como um milhão de minúsculos beijos em meus pés com cada passo que eu dava em si. Eles eram simplesmente o céu. Virei-me para sair do quarto de Kane, mas o som de um telefone tocando parou meus movimentos. Eu fiz a varredura do quarto e vi o telefone de Kane carregando em seu armário no seu lado da cama. Eu pisquei estupidamente quando eu percebi que a minha mente automaticamente colocou no lado da mão direita da cama, e fez o seu lugar enquanto eu reivindiquei a esquerda. Cérebro, nós não vivemos aqui! Eu balancei a cabeça clara e caminhei até o telefone. Eu olhei para a tela e vi flash de Damien do outro lado da tela. Eu sorri e peguei o telefone. Eu bati a tela do telefone e trouxe-a para meu ouvido. "Bem-vindo à sua caixa de entrada do correio de voz, você tem uma nova mensagem. Pressione um para ouvir esta mensagem". Eu fui para colocar o telefone para baixo de Kane, eu realmente fiz, mas eu estava curiosa para saber por que Damien iria deixar um correio de voz, quando ele poderia ter apenas ligado aos outros irmãos se ele


queria falar. Ele claramente tinha algo a dizer para os ouvidos de Kane, e a cadela intrometida em mim queria saber o que era. Eu pressionei um na tela e trouxe o telefone de volta ao meu ouvido. "Ei, sou eu. Olha eu não quero que você ou os outros se preocupem, mas eu tenho mantido os olhos em Big Phil e seus meninos. Antes de Ryder dizer qualquer coisa, eu tenho mantidos à distância. Eu só estava curioso que corria o composto agora que Marco está desaparecido. Acontece que Big Phil fez-se em casa". Damien fez uma pausa quando um barulho soou no fundo, em seguida, voltou a falar um momento posterior. "De qualquer forma, eu balancei quando todo mundo estava fora e encontrou Manny na segurança. Consegues acreditar? Esse gajo ainda é o pior bêbado que eu já vi e ele está de plantão. Idiotas do caralho". Damien fez uma pausa quando outro ruído soou no fundo. Eu suspirei quando ele disse: "Porra janela quebrada". Ele saiu da sala que ele estava ou afastou-se da janela, onde quer que esteja agora era quieto. Bem quieto. "Então eu perguntei a Manny como as coisas foram. Ele não sabia que era eu porque eu tinha um chapéu e um lenço cobrindo meu rosto. Ele teve a gentileza de deixar transparecer que o novo chefe se dirigia para a Irlanda porque o nome de Dominic ressurgiu no subsolo. Brandon dirige o seu final no subsolo legalmente agora então a palavra espalhou que Dominic é seu lutador, e se alguém quiser desafiá-lo, é cinquenta mil por cabeça. Cinquenta. Grande. É melhor Dominic estar recebendo um cheque de pagamento agradável para esse preço. Diga a ele para bater treinando duro. Sem dúvida, esses bostas de bola no subterrâneo vai querer a bolsa". Puta que pariu, as pessoas tinham que pagar para obter a sua bunda chutada por Dominic? Quero dizer, realmente? Por que diabos alguém iria querer esse tipo de dor de graça, muito menos pagar por isso? As pessoas me deixam perplexa! "Esteja atento e continuar mentindo baixo. Especialmente você Kane. Manny disse que tem alguns inacabados negócios com você. Eu tenho que ir, meu apartamento de merda está caindo aos pedaços. Eu volto a ligar. Tchau".


Baixei o telefone de Kane da minha orelha e olhei para a tela. Eu não me movi para um par de minutos enquanto eu tentava processar o que eu acabei de ouvir. "Ei, por que você está tomando tanto tempo?". Virei à cabeça para enfrentar Kane, quando ele entrou em seu quarto. Ele olhou para minha mão quando eu abaixei meu braço para o meu colo. Ele se concentrou no telefone por alguns momentos antes de olhar para o meu rosto. "Quem era?" Ele perguntou, dando um passo mais perto de mim. Eu pisquei. "Eu perdi a chamada, mas entrou acidentalmente em seu correio de voz". Outro passo em frente. "Quem me deixou uma mensagem de voz?". Lambi meus lábios. "Damien. Ele foi avisar a você e seus irmãos que ele ouviu que alguém está vindo para a Irlanda". Kane manteve seus olhos nos meus. "Posso ter o meu telefone?". Eu levantei meu braço e segurei o telefone para ele tomar livremente. "Eu tenho uma pergunta". Kane engoliu em seco quando ele tomou o seu telefone a partir de mim. "Atire". "Quem é Big Phil e que negócios que você tem com ele?”


CAPITULO 14

"Eu não entendi a pergunta". Olhei para Kane. "É uma pergunta muito direta. Quem é Big Phil e que negócio você tem com ele?". Kane abriu a boca para falar, mas fechou-a quando as palavras não foram ditas. "Kane?" Eu pressionei. "Por que você não pode simplesmente responder a pergunta?". Ele continuou a olhar para mim e depois de mais silêncio, ele entreabriu os lábios e disse: "Porque eu não quero que você saiba quem é Big Phil". Eu pisquei. "Por que não?". "Porque você é pura para mim e Big Phil contamina tudo o que ele tem envolvimento. Eu não quero discutir com qualquer um, especialmente você. Eu não posso lhe dar uma resposta direta, de modo que este terá que ser bom o suficiente". Eu odiava que sua resposta me deixou mais curiosa para saber quem é esse Big Phil era. Mas em vez de discutir, eu levantei minhas sobrancelhas e disse "Ok". Kane lambeu os lábios. "Sinto muito. Por favor, não fique com raiva de mim". "Eu não estou" eu respondi, honestamente. Ele me olhou, sem saber se eu estava lhe dizendo a verdade ou não. "Realmente?". Eu dei de ombros. "Kane, você não tem que compartilhar todos os aspectos da sua vida comigo. Estamos apenas tendo um bebê juntos. Nós não precisamos conhecer um ao outro em um nível pessoal profundo". Minha resposta o fez franzir a testa, mas ele não disse nada. "Você está pronto para mostrar a todos o DVD?" Perguntei, na esperança de sair de seu quarto e longe do constrangimento súbito e prolongado silêncio.


Kane acenou com a cabeça e estendeu a mão para mim e me puxou para os meus pés. "Eles estão todos na sala a espera". Eu suspirei "É tão estranho você ter o sua sala no segundo andar". Ele ergueu as sobrancelhas para mim. "As duas salas mais importantes têm de ser ao lado do outro, a cozinha e academia". Eu bufei. "Minhas duas salas favoritas agora estão em meu quarto e o banheiro. Felizmente eles são um ao lado do outro no meu apartamento". "Isso é só porque você faz xixi mais do que você come agora". Meu estômago roncou e ele me fez grunhir, "Maldito seja para mencionar a cozinha". Kane levemente sorriu. "Vamos, vamos conseguir alguma coisa para comer antes de reproduzir o DVD". Eu estava para baixo para isso. "Eu vou dar-lhe a injeção, também". "Ótimo" Kane resmungou. Eu andei por Kane e tentei ignorar o quão diferente ele estava sendo. Ele olhou profundamente no pensamento, um milhão de milhas de distância, embora ele estivesse bem perto de mim. "Você está bem?" Perguntei enquanto descíamos as escadas. Kane olhou para mim. "Hã? Oh sim. Eu estou bem, boneca". Eu não acreditei nele. Mencionando essa pessoa Big Phil mudou. "Ok" eu disse, não querendo a pressionar a questão. Descemos a escada lado a lado, mas Kane deixou-me ir primeiro para a cozinha. Eu verifiquei seu nível de açúcar no sangue, em seguida, deilhe a sua segunda e última injeção do dia. Quando isso foi feito, eu fiz uma tigela de cereal, porque eu não queria esperar por algo para cozinhar. Kane sentou-se e brincou com seu telefone enquanto eu comia a minha comida.


Eu não exatamente me sentir estranha, mas eu me sinto um pouco desconfortável. Alguma coisa estava incomodando Kane, eu poderia dizer. Ele estava evitando contato visual comigo e brincando com seu telefone, os ombros caídos e sua cabeça baixa. Ele se parecia com um dos meus alunos quando eles estavam escondendo alguma coisa de mim. Pensei em algo para falar, e minhas flores na escola rapidamente entraram na minha mente. "Obrigado por minhas flores". Kane olhou para mim. "Que flores?". Eu fiz uma careta. "As flores que eu recebi na escola hoje... você enviou certo?". Kane sacudiu a cabeça. "Não". Franzi minhas sobrancelhas. "Quem os enviou, então?". "Eu não tenho ideia, mas não fui eu". Huh. Aquilo foi estranho. Levantei-me quando eu terminar o meu cereal e Kane seguiu o exemplo. Ele caminhou até a porta da cozinha e esperou para eu colocar a minha taça na pia. Eu saí na frente dele e suspirei quando cheguei a escadas. "Eu gostaria que houvesse um elevador nesta casa". Kane bufou atrás de mim e colocou as mãos em meus quadris. "Vamos, boneca". Eu soprei e bufei ao subir as escadas e suspirei de alívio quando cheguei ao segundo andar e me dirigi para sala de estar. Kane ainda estava atrás de mim, mas suas mãos não estavam mais em meus quadris. Eu meio que perdi seu toque, mas eu me forcei a acreditar que era porque ele me deu um impulso e fez movendo em torno mais fácil. Essa foi a minha história e eu estava aderindo a ela. "Finalmente!" Bronagh declarou quando Kane e eu entramos na sala. Eu levantei minhas mãos. "Desculpe, eu estava com fome". Bronagh me dispensou. "Jogue o DVD. Eu quero ver minha sobrinha".


"Sobrinho" resmungou Nico. Revirei os olhos para ele e peguei o controle remoto para a televisão. "O disco está carregado?". "Duh" disse Bronagh e Alannah em uníssono antes de high-fived. Eu bufei e bati jogar. Fui até o maior sofá na sala e me sentei ao lado de Kane, que aparentemente tinha o local guardado para mim. "É um menino!" Nico declarou orgulhosamente seis ou sete minutos de DVD. Revirei os olhos. "Nós não sabemos o sexo tão tubo para baixo, você". "Eu posso ver que o bebê é um menino Slater" Nico aplaudiu, me ignorando. Eu puxei meu rosto e olhei para a televisão e instantaneamente ri quando vi o que ele viu. "Isso é uma perna, não um pênis, você enlouqueceu". "Tanto Faz. É um menino. Eu posso dizer". Todos riram de Nico. Bronagh olhou para a irmã. "Você sabe o que é o sexo?". Branna inclinou a cabeça enquanto olhava para a tela. "Não de um vídeo. As pernas são cruzadas então é muito difícil para eu dizer. Então, novamente, eu sou uma parteira, não um técnico de ultrassom". Eu estava feliz que ela não poderia dizer, porque eu realmente queria que o sexo fosse uma surpresa no nascimento. Isso fez tudo o mais emocionante para mim, e espero que para Kane. "Como seria legal se você estivesse em uma mudança quando eu entrar em trabalho de parto" Eu sorri para Branna. Branna gritou: "Vou trocar pacientes para me certificar de que os tenho". Inclinei-me e alto high-fived com ela. "Eu estou me segurando para você". Nós nos sentamos para trás e então vi o resto do DVD, que foi a coisa mais incrível de sempre. As meninas impressionadas quando o rosto de quatro dimensões do bebê veio na tela, e os rapazes sorriam quando os batimentos cardíacos jogados.


"Esta criança está indo para ser tão mimada," Alannah comentou quando ela olhou para a tela. Eu suspirei "Você está me dizendo. Meus irmãos já estão brigando sobre qual time de futebol que ela vai torcer". "Ele" Kane murmurou. Eu olhei para ele. "Pare com isso". Ele sorriu. "Não posso ajudar nisso, se sinto como fosse ‘ele’ é a coisa certa a dizer". "Mano. Sim. Nós estamos no mesmo comprimento de onda" Nico sorriu. Eu revirei os olhos para os irmãos e sorri enquanto eu olhava ao redor da sala. Eu me senti feliz e satisfeita com a forma como tudo foi caminhando para mim. Eu não estava mais com medo de ter esse bebê. Claro que eu era com medo, mas eu também estava animada agora, e por isso foi todos os outros. Eu pulei quando o telefone tocou de Dominic. Olhei para ele quando ele cavou seu telefone do bolso e olhou para a tela. Ele sorriu largamente. "Damien está no Face Timing". Eu gritei: "Responda-lo para que ele possa ver o vídeo também". Dominic bateu na tela de seu telefone. "Dominic" a voz de Damien tocou. "E aí cara?". Eu amei como Damien falou como se ele não tinha falado com Dominic em um longo tempo, embora eles falassem a cada dia. Ele sempre ficou muito animado, assim como Dominic fez, era bonito de ver. "Assistindo o DVD do bebê de Kane. Olhe" disse Dominic e levantou-se de sua posição sentada. Ele bateu na tela de seu telefone e apontou-a para a tela de plasma sessenta polegadas na frente de nós. "Você pode ver?", Perguntou Dominic. Como não podia? A tela era de sessenta polegadas sangrentas de largura. Nem um segundo mais tarde, Damien disse: "É um menino!".


Todas as fêmeas gemeram, enquanto os machos aplaudiram. "Ele está certo" Kane sorriu. "Somos homens sabemos o que estamos falando". Revirei os olhos. "Ela não vai gostar de ser chamado de rapaz você sabe". "Deixe-me ver Aideen" Damien falou a Dominic. Dominic apontou o telefone para mim e eu sorri e acenei. "Hey, querida". Kane pôs o braço em volta do meu ombro e me puxou para ele. "Realmente?". Eu ri e assim fez as meninas. "Você se lembra do dia em que você disse que Damien poderia ser o seu f-". "Amigo" Eu cortei Bronagh fora. "Meu melhor amigo". Keela riu para si mesma e o que me levou a olhar para ela. "Certo" Bronagh riu. "Seu amigo". Eu balancei a cabeça para ela e olhei para Kane quando senti seus olhos em mim. "Não olhe para mim assim, eu não disse nada sobre ele. Eu juro". Kane não acreditou em mim, eu poderia dizer pelo olhar em seu rosto. "Levanta amiga" Damien riu. "Eu quero ver você. Você não tem uma colisão do bebê ainda?". Eu balancei a cabeça e inclinei-me no braço de Kane quando me levantei do sofá. Eu achatei minha camisa para o meu estômago, mas era negro, então realmente não olha como se eu tivesse uma colisão de frente. Eu levantei minha camisa, enfiei sob meus seios e virei para o lado. "Você pode ver?" Eu perguntei a Damien. Ele assobiou. "Você ficou muito maior desde a última vez há algumas semanas". Eu fiz uma careta. "Eu sei. Eu ganhei quatro libras por semana. Você e seus irmãos aparentemente produzem crianças com fome".


Os irmãos deram high-fived que apenas causou-me a sacudir a cabeça. "Ok, ele viu seu estômago. Você pode puxar sua camisa para baixo agora" a voz de Kane resmungou. Eu olhei para as meninas antes que eu olhei para ele e vi todos eles sorrir e sorrir para si como um bando de esquisitos. Olhei para Kane que estava olhando para seus irmãos que estavam todos olhando abertamente para mim com sorrisos furtivos que eu sabia que eram apenas para mijar fora Kane. "Eu quero sentir isso" disse Dominic e deu um passo adiante, achatando a mão sobre minha barriga nua. "Uau. É realmente difícil, agora". Eu balancei a cabeça e fiz uma careta no telefone de Dominic porque era diretamente no meu rosto. Damien riu quando ele teve uma visão de perto do pessoal acima do meu rosto. Eu ri quando Kane se levantou e Dominic pulou para trás. "Eu só estou jogando" ele jurou. Kane olhou para ele, os músculos em sua mandíbula de trabalho. Eu suspirei "Você realmente não está indo para deixá-los sentir a sua sobrinha como ela cresce?". Kane não olhou para mim, quando ele disse, "Não, isso é só para mim". As meninas aww enquanto os irmãos amaldiçoaram e argumentaram que sentiriam minha barriga sempre que queria porque eram seus direitos como tios. Isso me fez rir. "Basta puxar para baixo a sua camisa boneca". Para evitar um argumento, e porque eu gostava dele estranhamente querendo me encobrir na frente das pessoas, eu puxei meu top para baixo e me sentei no meu lugar. Inclinei-me para ele quando ele se sentou. "Vocês dois estão namorando?" Damien perguntou. Olhei para o telefone, mesmo que o olhar de Kane estava em mim. "Nós somos amigos". "Os amigos ou amigos?" Damien perguntou fazendo Dominic bufar. Eu pisquei. "Existe uma diferença?".


"Sim" todos na sala disseram em uníssono. Olhei para eles, e então olhou para Kane. "Somos amigos ou amigos?" Perguntei. Ele sorriu "Eu estou apontando para os amigos". Por que eles continuam dizendo isso tão estranho? "Ok, nós somos amigos, então". Bronagh piou enquanto todo mundo riu. Eu fiz uma careta e olhei para Kane. "O que é tão engraçado? O que eu estou sentindo falta?". Ele sorriu e beijou meu rosto. "Conto-te mais tarde". "Isso é estranho" murmurou Damien. "Eu não estou acostumado a vêlos assim... Civil". "Tem sido assim por um tempo agora" disse Alannah então encolheu para o lado de Bronagh quando Dominic virou o telefone em sua direção para que Damien pudesse vê-la. "Hey, Lana" disse ele com a voz um pouco apertada. Alannah limpou a garganta e assentiu. "Damien". Eu podia sentir o constrangimento repentino na sala. "Como você está?" Damien perguntou. Alannah corou um pouco. "Estou bem, obrigado. Você?". Damien ficou em silêncio por um momento e disse: "Eu estou bem". As coisas estavam a ficar em silêncio até que Alannah se levantou e disse: "Eu tenho que ir agora. Ligo-te mais tarde, Bronagh". Bronagh suspirou "Alannah". Alannah já estava fora da sala de estar e no meio da escada da casa embora. A partir dos sons das coisas, ela estava correndo para baixo os passos a toda a velocidade. "Damien" Dominic murmurou. "Está tudo bem" Damien respondeu. "Eu mereço".


Eu fiz uma careta. "Merece o quê?", Sussurrei para Kane. "Eu vou te dizer mais tarde" ele sussurrou de volta. Eu balancei a cabeça e olhei para trás para o telefone de Dominic. "Ela parece incrível" murmurou Damien. Bronagh endireitou-se. "Ela é única também. Venha para casa e corrija isso". A risada de Damien era genuína "Eu estarei em casa em breve". Todos nós prendemos a respiração. "Nosso breve, ou o seu breve?" Perguntou Dominic. Damien riu de novo. "Seu breve. Eu tenho que terminar mais de três meses no meu contrato vigente aqui no trabalho para obter um grande bônus no Natal. Vai ser o triplo do meu salário atual, então eu vou ficar para que, em seguida eu estarei de volta. O bônus vai realizar-me até eu conseguir um emprego em algum lugar em Dublin". Estávamos todos em silêncio, com exceção de Dominic. "Se você está brincando, eu vou voar para lá e te matar". Damien riu: "Eu não estou, irmão. Tenho sido ficar longe de descobrir a merda dentro da minha cabeça. Eu tenho feito as pazes com a maior parte dele, mas eu tenho que voltar para consertar o resto". Alannah. Eu não sabia a sua história, mas eu tinha certeza que ele estava falando sobre Alannah. "Quando você decidiu isso?" Ryder pediu a seu irmão mais novo. "Eu estive pensando sobre isso por um longo tempo, mas decidi fazê-lo cerca de dois minutos atrás". Yep, definitivamente Alannah. Eu pisquei. "Você vai está aqui para ver o bebê recém-nascido!". Kane inclinou-se contra mim. "Estou muito feliz por você estar aqui para isso, mano". "Eu também" Damien respondeu. Bronagh explodiu em lágrimas o que me pôs fora instantaneamente.


"Seu filho da puta" Alec rebateu. "Você está fazendo-as chorar". "Você só está com raiva porque você sabe que Keela vai questionar por que ela está com você quando ela me vê em pessoa". Dominic caiu na gargalhada enquanto Alec olhou para o telefone com um sorriso no rosto. "Confie em mim irmão, minha menina está indo a lugar nenhum". Damien bufou, "Vamos ver". Virei-me para Kane e coloquei meu rosto direto contra seu pescoço. Ele imediatamente me envolveu em seus braços e me puxou para o seu colo. Fechei os olhos e descansei contra ele. Eu estava tão feliz que Damien estava voltando para casa, e eu sabia o quão feliz Kane e os outros estavam também. Isto significou tudo para os irmãos. "Kane está aproveitando ao máximo esta notícia emocional" Ryder comentou, secamente. Kane ergueu a mão de cima de mim, os rapazes riram alguns segundos mais tarde, em seguida, sua mão voltou para mim. Ele acariciou para cima e para baixo minhas costas. Ele me acalmou, mas também me fez ridiculamente cansada. "Eu estou indo para adormecer" murmurei depois de alguns minutos de sua massagem nas costas. O corpo de Kane vibrou quando ele riu. "Venha para o meu quarto" Rosnei. Ele riu "Só dormir. Promessa". Isso mesmo foi apenas dormir. "Ok" Eu suspirei e me empurrei para os meus pés. "Bye Damien". "Tchau, linda. Bye, irmão... Divirta-se em serem amigos". Eu não sabia o que ele estava falando, mas eu tinha certeza que era uma referência sexual assim que eu dei a Damien o dedo enquanto me afastava, fazendo Kane rir quando ele colocou as mãos nos meus quadris e me seguiu. Ele continuou a rir quando ele empurrou contra mim, a fim de obter-me a subir as escadas. Eu tinha um olho aberto apenas para ver os passos


que tomei. Eu estava cansada antes de nos sentarmos para assistir o DVD, mas agora eu tinha um pouco chorar e fechei os olhos em Kane, eu estava absolutamente esgotada. Chegamos ao quarto de Kane e eu expulsei os meus chinelos quando ele puxou as cobertas para mim. Eu cai de lado na cama e suspirei. "Eu quero a sua cama" eu murmurei enquanto eu aconcheguei mais no travesseiro e colchão enorme que eu era deitada. Kane riu quando ele subiu na cama e deitou ao meu lado. Ele estava em cima das cobertas enquanto eu estava debaixo delas. "O que é meu é teu". Eu suspirei "Isso só funciona se nos casarmos". "Você está tendo o meu filho, você possui minhas bolas para os próximos anos. Nós também podemos ser casados". Eu mantive meus olhos fechados enquanto eu ri. "Não me deixe cair no sono", eu disse depois de um bocejo. Kane ficou em silêncio por um momento e depois disse: "Por que não?". Eu queria dizer, porque era errado para nós para dormir na mesma cama, mas de alguma forma se dissesse iria sentir como uma mentira. Em toda a honestidade, eu ficaria feliz em dormir na mesma cama que Kane. Foi a minha vontade de fazer de modo que foi a causa da minha hesitação. Minha vontade para todas as coisas de Kane foi se tornando um grande sangrento problema para mim. "Porque eu não quero estragar uma noite de sono para você" eu finalmente disse. "Estou inquieta durante a noite agora". Kane zombou "Boneca vá dormir. Nós estamos tendo uma festa do pijama hoje à noite". Minha barriga explodiu em borboletas. Abri os olhos. "Você tem certeza?". Kane já do seu lado estava olhando para mim. "Sim, tenho certeza. Por que não seria?". Eu dei de ombros. "Eu pensei que poderia ser estranho, nós dormindo nesta cama juntos quando a última vez que aconteceu eu fiquei grávida".


"Huh. Eu nunca pensei sobre isso" Kane piscou, então sorriu. "Pense nisso desta maneira, em seguida, foda-se, desta vez, não precisa se preocupar com você ficar grávida, porque você já está grávida". Obriguei-me a manter uma cara séria e não rir. "Se eu não estivesse tão cansada, eu bateria em você". Kane sorriu. "Estou feliz que você está cansada, então". Fechei os olhos e sorri. "Eu vou bater em você amanhã". Kane cantarolou "Vá dormir, minha boneca". Sua boneca. Sua. A última coisa que eu lembrava antes de cair na escuridão era de que ser de Kane não seria a pior coisa do mundo. Não sendo o seria.


CAPITULO 15

"Aideen?". Olhei para a minha direita e sorri para Ryder quando ele entrou na cozinha. "Bom dia". Ele voltou um sorriso. "De manhã cedo, é seis da manhã. Por que você esta acordada?". Eu ri "Eu dormi bem cedo ontem e não me mexi durante toda a noite. Acordei as quatro e fui bem desperta por isso vim até aqui para um chá. Você quer uma xícara de chá?". Ryder acenou com a cabeça. "Claro, luz sobre o leite e um açúcar, por favor". Eu me levantei da minha cadeira e fui até a chaleira. Ela já foi reabastecida para que eu apertei o botão na base de reiniciar o processo de ebulição. "Então, você dormiu na cama de Kane ontem à noite?" Ryder meditou. "Como foi isso?". Eu me virei. "Muito confortável". Ryder riu. Eu olhei para os meus pés, em seguida, de volta para Ryder. "Eu estive aqui por algum tempo e eu fiz alguns pensamentos". Ryder mordeu o lábio inferior. "Uh oh. Eu deveria estar preocupado?". Eu bufei. "Não... Bem, talvez". Ele suspirou "Coloque-o em mim, mamãe". Eu sorri. "Então você sabe que eu vivo em um pequeno apartamento, e que Kane foi perguntando-me a se mover aqui, certo?". Ryder acenou com a cabeça. "Você está pensando em aceitar a sua oferta? Nós seríamos mais do que felizes em tê-la aqui, querida". Eu sorri. "Eu sei que você faria, mas não, eu não estou indo para mover aqui. Mas eu estou indo para mover em outro lugar. Algum lugar maior do que o meu apartamento atual". Ryder soltou um suspiro. "Kane não vai gostar disso".


É por isso que eu estava preocupada. "Eu sei" admiti "é por isso que eu preciso de sua ajuda". "A minha ajuda?" Perguntou Ryder. "Por que você precisa da minha ajuda?". Eu dei de ombros. "Eu preciso de você para me ajudar na mudança. Kane pensa que estamos ficando na famosa agora, e nós somos, mas Ry, nós odiamos em um ponto. Eu não quero entrar e ter tudo desmoronando. Estou louca para querer estabilidade?". "Não" respondeu de imediato Ryder. "Você está certa em todos os aspectos, mas eu também entendo de onde Kane é vindo. Fora dos cinco de nós, ele realmente não entende as pessoas. Ele fica longe delas, se ele pode, mas agora que ele tem você na sua vida, ele quer dirigi-la longe deles também. Viver com ele dá-lhe o controle que ele quer, mas desde que vocês não estão juntos, é provavelmente melhor que você encontre um lugar diferente que não seja aqui. Ele está ficando muito confortável com você... Ou melhor, a ideia de você". Eu balancei a cabeça. "Eu acho que deveria envolvê-lo de alguma forma, embora apenas para que ele se sinta como se ele é parte da decisão. O que você acha?". Ryder refletiu sobre isso por alguns segundos. "Eu gosto disso, ele vai lhe dar paz de espírito". "Eu concordo" eu disse, em seguida, soltei um grande suspiro. "Eu vou trazê-lo na caça ao apartamento comigo". "Soa como um plano". Eu balancei a cabeça. "Vamos apenas esperar que seja uma boa". Ryder sorriu. "Confie em mim, Kane vai ser bom em caça apartamento. Tudo vai ficar bem". "Este confie do homem que está no nada, mas termos finos com sua patroa". O rosto de Ryder endureceu. "Nós estamos apenas passando por uma fase difícil, ela vai ficar melhor". Ele não soava como se ele acreditava em sua própria declaração embora.


Eu levantei minhas sobrancelhas. "Sua fase difícil foi acontecendo por algum tempo. Tem certeza que tudo está bem com você e Branna?". Ryder olhou para mim por um longo momento, em seguida, em voz baixa, ele disse: "Não, eu não tenho certeza se está tudo ok com Branna". Porra. "Não me diga que você vai quebrar?" Eu perguntei e prendi a respiração. Ryder levantou a mão e esfregou o rosto antes de cair de volta para baixo. "Eu não sei, Aideen. Eu não tenho certeza sobre nada agora quando se trata de nós. Tudo o que sei é que estamos lutando contra um inferno de um lote. É mais do que argumentos infantis, é só... Raiva. Pura raiva. Nós não podemos estar no mesmo quarto mais de dez minutos sem alguém explodir". Engoli em seco. "Você está tanto estressado com a doença de Kane mal". "Isso vem acontecendo há meses". Oh. "Eu não achava que fosse tão sério". Ryder acenou com a cabeça. "É mau. Nós nem sequer temos sexo mais, e eu não me lembro da última vez que eu beijei só porque eu queria". Merda. "Não... Não há mais ninguém, não é?" Eu perguntei meu estômago revirando quando as palavras saíram da minha boca. Por favor, diga não. "Não" respondeu Ryder. "Nada como isso. Estamos apenas crescendo distante eu acho". Senti um aumento nó na garganta. "Você tem que falar com ela sobre isso". Ele acenou com a cabeça. "Eu sei. Eu só vou esperar um pouco para ver se as coisas mudam". "Não vai mudar se ambos vocês não fizerem as alterações que precisa ser discutido. Agora".


Ryder levantou as mãos. "Vou, finalmente, eu prometo. Eu só tenho muita coisa acontecendo agora". Ele fez? "Como o quê?" Perguntei. Ryder sorriu. "Nada que importa". Oh, ele estava tramando algo. "Por que você está de pé e vestido isto no início da manhã?" Perguntei, estreitando os olhos para ele desconfiados. Ele riu "Eu tenho que ir e cuidar de alguns negócios, intrometida". Eu fingi ofensa. "Eu não sou intrometida". "Claro que não é". Eu grunhi e Ryder sorriu. "Prometa-me que vai manter a nossa conversa entre nós, ok?". Eu gemi "Você está perguntando-me para reter informações de minha mais antiga amiga?". "Sim, para mantê-la de mágoa desnecessária". Desgraçado. "Ok, tudo bem" Eu suspirei. "Eu vou me manter com a boca fechada". Ryder piscou. "Mais tarde, mamãe". A chaleira ferveu apenas quando Ryder saiu da cozinha. Eu disse a Ryder que eu não era intrometida, mas eu realmente fui. Eu o segui pelo corredor e olhei para fora da pequena janela ao lado da porta para ver onde ele estava indo. Eu levantei minhas sobrancelhas quando eu o vi subir em um jipe. Jeep de Nico. Eu podia ver Nico no banco do motorista, ele riu de alguma coisa que Ryder disse então partiram segundos depois. Onde diabos eles estavam indo às seis da manhã? Eu me virei e caminhei de volta para o sentido da cozinha intrigada. Eu não gosto quando as pessoas mantinham segredos, especialmente quando eu não estava sobre o que o segredo era. Kane estava escondendo alguma coisa sobre uma pessoa chamado Big Phil, e Ryder


e Nico foram indo a lugares a seis da manhã com roupas normais, não equipamento de treino. Hmmmm. Eu balancei a cabeça e caminhei até a chaleira e fiz-me outra xícara de chá e ri para eu mesma. Talvez Ryder estivesse certo, eu era intrometida.

***

Acordei Kane quando eu subi na cama ao lado dele três horas mais tarde. Eu estava sentada na posição vertical comendo alguns cereais de uma tigela que eu equilibrei na minha barriga. Ele abriu um olho, sorriu para mim, e rolou para as costas. "Isso é uma vista bonita para acordar de manhã". Olhei para ele e bufei "Sim, eu sou uma captura real". Liguei a televisão de Kane e liguei Netflix. "Mais dos Filhos?". Kane esticou, sentou-se e acenou com a cabeça. Ele tinha que apenas despertar-foda-me-agora olhar que fez coisas na minha vagina e eu não estava feliz sobre isso. "Você foi acordada por muito tempo?". Eu dei de ombros. "Cerca de cinco horas". "Cinco horas?" Kane perguntou com os olhos arregalados. "Por que você não me acordou?". Olhei para ele, em seguida, de volta para a televisão. "Porque eu acordei às quatro da manhã". "Então?" Kane estalou a língua. "Você deveria ter me acordado". Revirei os olhos. "Eu estava bem. Desci as escadas, tinha um monte de chá, um pouco de comida, em seguida, mais chá e mais um pouco de comida. Então eu vim aqui. Nada demais". Kane resmungou "Apenas me acorde no futuro".


"No futuro?" Eu ri. "Com que frequência você acha que esses sonos serão?". Kane se aproximou de mim. "Eu estou esperando que com frequência". Engoli em seco. "Kane...". "Eu me sinto melhor com você aqui, então meu humor e fica comigo por algum tempo". Eu olhei para ele e levantei minha sobrancelha. "Quanto tempo é um pouco?". Ele sorriu. "Quanto tempo você tem?". "Dia todo. É sábado". "Todo o dia, então". Eu levantei minha sobrancelha. "É este como um exercício bom?". "Sim" Kane respondeu seu lábio contraiu. Eu ri "Okay. Contanto que eu não tenha que mover eu estou bem com o bom tempo". Kane sorriu para mim, em seguida, voltou sua atenção para a televisão. Cinco minutos depois que eu terminei o meu cereal. Eu coloquei minha tigela agora vazia no armário de Kane ao meu lado e deslizei mais baixo, enquanto puxava os cobertores sobre meu corpo. Eu gemi quando eu descobri que não era uma posição confortável para assistir a televisão. "O que há de errado?" Perguntou Kane. Eu não respondi. Em vez disso, eu testei para fora algumas posições diferentes e me estabeleceram no encontro em meu lado. Meus travesseiros eram muito moles para sustentar minha cabeça até então eu olhei para Kane e disse: "Posso deitar minha cabeça no seu peito para que eu possa ver a televisão?". Kane apontou para si mesmo. "Use meu corpo como você quiser, boneca". Eu bufei quando eu coloquei minha cabeça em seu peito nu e levantei minha perna sobre a dele. Lá. Isso era melhor. Muito melhor. "Você está confortável?" Perguntou Kane.


"Uh huh". "Bom... Mas só assim você está ciente, você está mentindo para mim, e sua perna é pressionada contra o meu pau. Eu não posso controlá-lo se ele fica duro, ok?". Eu ri "Ok". "Estou falando sério, eu não quero que você surta em mim". Eu coloquei minha mão em seu bíceps, mas ainda visível estavam se tornando mais visível agora que ele estava funcionando novamente. "Eu estou muito confortável para surtar, querido". O corpo de Kane relaxou. "Isso é bom saber". Eu o silenciei "Jax está na televisão. Feche sua boca". Kane resmungou para si mesmo sobre Jax Teller, mas fez como eu pedi e calou a boca. Nós ficamos tranquilos e acomodados em torno um do outro para dois episódios. Kane teve que se mudar quando o desejo de ir ao banheiro tornou-se demasiado para ele. "Eu já volto". Acenei "Vá arranjar comida. Eu não estou indo a algum lugar, Kane". "Promete?". Droga. "Eu prometo". Ele saiu da sala parecendo um campista feliz, mas eu sabia que iria mudar quando eu faria eventualmente, disser a ele que eu estava indo para procurar um novo apartamento em vez de ir morar com ele. Eu apenas esperava que o incluísse na minha busca por um novo apartamento iria satisfazê-lo, porque se não o fizesse, as coisas iria ficar ruim entre nós muito rápido. Eu não queria dar dois passos para trás no passado com Kane nós estávamos nos dando tão bem agora. Eu queria olhar para o futuro, porque eu querendo ou não, o futuro agora o incluía.


CAPITULO 16

"Seja o que for que você tem a dizer, diga já. Seu constante olhar no meu caminho está começando a me incomodar" Eu encarei Kane com os olhos arregalados. Eu não acho que ele pegou meus olhares não tão sutis a cada trinta segundos. Depois que ele foi ao banheiro e teve um pouco de comida, dei-lhe a sua injeção de insulina de manhã. Desde que nós voltamos para o seu quarto, eu nervosamente olhei para ele em todos os poucos segundos. Cada vez que olhava para ele eu planejava para dizer-lhe o meu plano de habitação, mas eu guardava, no último minuto, porque eu era uma grande merda de covarde. Eu rapidamente olhei para frente quando ele me chamou e fingi que não o ouvi. Ele riu "Aideen?". Jogá-lo fresco. "Hmmm?". Ele estendeu a mão, colocou os dedos na minha bochecha e virei minha cabeça até que eu estava olhando para ele. Eu dei a Kane um grande sorriso cheio de dentes quando eu disse: "Oi". "Olá" ele riu. "O que está acontecendo?" Eu questionei. Ele ergueu as mãos ao rosto e esfregou os olhos. "Por favor, pare, eu não quero rir agora. Eu quero conversar". Forcei uma risada "Sobre meninos, unhas, ou maquiagens?". Kane riu, e isso me fez feixe. Eu amei sua risada... E eu me odiava por causa disso. Eu realmente gostava dele agora, e não havia nada que eu pudesse fazer sobre isso. Eu tinha que tentar o meu melhor para se livrar desses sentimentos e impedi-los de se desenvolver em algo como o amor, pois poderia ter resultados desastrosos para nós ou para mim dá mal. "Seja séria, boneca. Diga o que é que está em sua mente".


Suspirei quando eu percebi que ele não ia deixar o assunto. "Eu estou tentando descobrir como dizer-lhe, de qualquer forma você não vai ser feliz com o que tenho a dizer". Kane sentou-se. "Você está bem? O bebê?". "Sim" Eu pisquei. "Nada está errado com alguém, estamos todos bem". Kane relaxou. "Qual é o problema então?". Eu gemi. "Promete que não vai ser louco". "Como eu posso prometer quando eu não sei o que você vai di-". "Só promete". Kane grunhiu em aborrecimento. "Bem. Eu prometo. Agora me diga". Eu olhei para longe dele, fechei os olhos e em um grande fôlego eu disse: "Eu estou movendo para fora de meu apartamento, e achando um lugar maior. Em algum lugar por perto". Eu empurrei de lado o desejo de cobrir minha cara quando eu estava satisfeita com o silêncio. Suspirei e abri meus olhos. Olhei para Kane e encontrei-o olhando para mim. "Eu pensei que nós estávamos nos dando tão bem". "Estamos" eu assegurei a ele com um aceno de cabeça balançando. "É exatamente por isso que eu não deveria mudar para cá. Eu não quero azarar a amizade que estamos construindo. As coisas estão tão bem entre nós agora... Eu não quero arruinar isso". Kane olhou para longe de mim e balançou a cabeça em compreensão. "Ok, Aideen". Porcaria. "Por favor, não fique com raiva de mim, eu realmente quero você a bordo com isso. Eu preciso de sua ajuda". Que recuperou a sua atenção. "Minha ajuda com o que?". "Caça a um apartamento, é claro. Eu quero a sua opinião uma vez que o seu filho vai está vivendo lá". Por favor, sinta-se envolvido.


Kane levantou uma sobrancelha. "Você quer a minha opinião em um apartamento?". Eu balancei a cabeça. "Claro". Kane ficou em silêncio enquanto ele estudou o meu rosto. "Tá bom. Eu vou ajudá-la a procurar um apartamento, mas em uma condição". Eu não gostei do som disso. "Qual é a condição?". "Se nós dois não concordarmos sobre um apartamento que é adequado para você e para o bebê, então você se move para cá". Apertei os olhos. "Você está tentando me enganar". "Eu não estou". "Você está!". Kane ergueu as mãos no ar. "Estou ofendido que você mesmo sugeriu que eu iria enganá-la. Em movimento a apartamentos é um grande negócio. Eu não iria brincar". Rosnei "Isso não passa de uma besteira mentirosa, Kane. Eu sei que você gosta da parte de trás da mão, você apenas vai dizer não para cada apartamento que vemos de modo que eu vou ter que mudar para cá". "Isso é completamente falso" Kane falou. "Eu não tenho qualquer má vontade para com você. Você é minha amiga por isso vou ajudá-la exatamente como você quer". Eu estava tão em cima dele. Ele parecia tão inocente como uma criança com sua mão em um pote de biscoitos, e mesmo que ele soava como ele estava no ponto com não tentando me enganar, seu pequeno discurso não me enganou. Algo estava cozinhando em sua mente distorcida, algo mal. Eu o conhecia bem o suficiente para saber que ele não estava dando na minha decisão sem uma luta. Eu estendi meu dedo mindinho, e a ação causou Kane para olhar para mim. "Você jura que você não vai dizer não a um apartamento só para me ver mudar para cá?". "A promessa mindinho, você está brincando?".


"Não". "Porra, eu poderia comer você, boneca. Você é muito bonita". Rosnei "Jura". Kane sorriu quando ele trancou seu dedo mindinho ao redor do meu. "Eu juro." Eu segurei seu olhar. "Você jurou mindinho, e você não pode voltar atrás em uma promessa mindinho... É a lei". Kane piscou para mim. "Eu não sonharia com isso, boneca". Eu mordi o interior da minha bochecha para que eu não fosse amaldiçoá-lo. "Então" Kane sorriu "quando é que vamos procurar apartamento? Vou providenciar tudo, só me dar um dia" De repente, ele parecia encantado com a ideia de caçar apartamentos que só alimentou as minhas suspeitas de que ele foi até bom. Ele realmente não estava fazendo nenhum favor a si mesmo. "Segunda-feira. Minha classe está fora em uma viagem de escola toda a semana e por isso é que vou fazer tudo, eu não tenho que prestar atenção. Podemos ir checar outros lugares então. Tudo bem?". Kane pensou por um momento, em seguida, ele disse: "Sim, eu posso fazer segunda-feira". Eu suspirei "Você disse como se você tivesse algo mais para fazer fora que você pudesse vir comigo". "Eu tinha". "O que você estava indo para ser feito na segunda-feira?" Perguntei intrigada. Kane encolheu os ombros largos. "Eu tive um pequeno negócio para atender no clube na cidade, mas eu vou empurrá-lo para terça-feira". O clube? Sentei-me na posição vertical e estreitei os olhos. "Se você está falando sobre fazer coisas ruins na Darkness, eu estou indo para ser incrivelmente brava com você". Kane franziu o rosto. "O que você está falando?".


Eu resmunguei "Eu não sou estúpida, Kane. Lembro-me bem e bem o que eu vi na Darkness na noite, que tivemos relações sexuais. Eu só não tenho tocado no assunto, desde então, porque era o seu negócio e não a minha". Kane inclinou a cabeça. "Não é ainda o meu negócio?". Sua brincadeira tinha ido embora, e o sério Kane foi criando sua cabeça com raiva. "Sim é, mas estou muito mais perto de você agora então-". "Portanto nada, Aideen" ele me cortou, seu tom firme. "Meu negócio é meu. Se eu quiser a sua opinião sobre algo, eu vou pedir para ela". Eu recuei um pouco, não gostando de ser falado para baixo por ele. "Você quer ter o seu próprio conselho então porque você foi meter seu nariz no meu negócio desde que você descobriu que estava grávida". "Então?". Então? "O que diabos você quer dizer com isso?". "Eu quero dizer isso" Kane deu de ombros. "Você é a única que está grávida, não eu. Se eu meto em sua vida, é porque eu quero ter certeza de que está tudo bem. Você está carregando meu filho. Chame-me louco para se preocupar com você". Senti minha temperatura começa a subir. "Você percebe os padrões duplos que você está ajustando-se, agora, não é?". Kane previsto para trás e suspirou: "Não, mas eu tenho certeza que você vai explicar-me de qualquer maneira". Certo, ele era. "O que lhe dá o direito de escolher distante tudo que eu faço, mas quando eu pergunto alguma merda sobre você, eu me encontro com grande mau Kane". "Grande, mau Kane?" Kane repetiu o canto do lábio torceu. "Era isso ou cabeça de porco, escolha Kane. Faça sua escolha".


Kane riu sem humor "Não pare agora, boneca. Diga-me como você sente-se realmente". Eu coçava para bater o olhar complacente estúpido fora de seu rosto, eu teria só que eu não queria machucar toda a minha mão. "Você sabe o que você pode fazer?" Eu berrava. "Estou indo para adivinhar algo desagradável". Meu Deus! "Vá se foder, você porra idiota". Kane riu "Isso não soa desagradável todo. Bata-me com outra coisa". Como quiser. Virei-me e agarrei o despertador que funciona com bateria no armário ao lado de mim, então me virei e bati bem no peito de Kane com ele. "Tome isso, para você assinalar, porra!". Kane grunhiu e assobiou por cerca de um segundo, então ele riu. E ele riu duro. Ele me enfureceu. Eu estava com raiva e empurrei as colchas de cima de mim e sai da cama. Eu não me levantei tão rapidamente quanto eu queria, mas eu me levantei, e isso era o importante. "Onde você está indo?" Kane pediu através de seu riso estúpido. Eu furei meu dedo do meio para ele, em seguida, me virei e sai do quarto. Eu andei rapidamente pelo corredor em direção à escada e acelerei até uma corrida leve quando ouvi passos de Kane vindo depois de mim. "Devagar, Aideen" o disse quando comecei a descer as escadas. Ele não estava mais rindo. "Não me diga o que fazer!" Eu bati e continuei a atacar pelas escadas. Kane resmungou atrás de mim. "Você vai cair". "Eu não vou cair!" Eu bati. "Eu ainda posso porra ver onde estou indo!". Eu cheguei ao segundo andar, mas antes que eu pudesse caminhar até o primeiro andar Kane saltou na minha frente. Suas mãos foram levantadas na frente de seu peito, e ele tinha nenhum vestígio de um sorriso no rosto.


"Se acalme". Eu tremia de raiva. "Eu estou calma" eu cuspi. "Eu estou perfeitamente sangrenta calma, agora vá se foder longe de mim". Kane baixou as mãos nos meus ombros, mas eu dei um tapa fora. "Ai!". Rosnei "Bom. Esperava que isso doesse". Isso trouxe de volta o sorriso bobo de Kane. "Pare de sorrir para mim, eu não estou brincando". Mudei-me em torno dele, em seguida, e desci o resto da escada. "O que é toda a gritaria?" A voz de Nico gritou da sala de ginástica. Ele chegou em casa depois de cerca da hora que ele deixou com Ryder. Eu perguntei onde ele foi, mas ele me disse para cuidar da minha vida. O filho da puta. Eu entrei na sala de ginástica e caminhei diretamente sobre Nico, que estava levantando pesos que eram maiores que minha cabeça. "Eu vou te dar 50 €, se você socar Kane na cara para mim". Nico ria de mim, em seguida, olhou por cima do meu ombro. "O que você fez? Cadela por não conseguir transar?". "A única putaria que ocorreu foi totalmente feito por Aideen não eu... E a última vez que tive sexo, eu engravidei, então eu estou fazendo uma pausa bem merecida". Nico riu de Kane, mas não o fiz. "Eu sou uma boa pessoa, então se eu sou uma cadela para você, você precisa se perguntar por que". "Porque eu sou um alvo fácil?". Eu olhei para a marca vermelha em seu peito e sorri. "Claramente". "O que aconteceu com o seu peito?" Nico perguntou a seu irmão mais velho quando me viu olhando para ele. Kane deu de ombros. "Ela jogou um relógio em mim".


Nico olhou para mim com as sobrancelhas levantadas e de repente eu senti a necessidade de me defender. "Ele me disse para acertá-lo". "Eu quis dizer com suas palavras, sua pequena espertinha". Pequena espertinha? A porra do nervo dele! "Eu estou indo embora. Eu vou esmagar um peso sobre sua cabeça se eu ficar aqui por mais tempo". Kane afastou-se do batente da porta e se concentrou em mim. Num piscar de olhos, ele estava na frente de mim e tudo em meu espaço pessoal. Ele estava tão perto de mim que sua barriga tocara a minha. "Como você poderia levantar um daqueles pesos" Ele sorriu. Meu olho esquerdo se contorceu enquanto minha mente aceitou seu desafio. "Olhe-me!". Eu me virei e pisei sobre Nico, que estava parado na frente do rack que levaram todos os pesos. "Saia da frente, filho. Olhe a Mama colocar um idiota em seu lugar". Nico sorriu largamente para mim, suas covinhas vincando seu rosto. "Não posso fazer, mamãe, você vai machucar você mesmo". Oh, não, não Nico, também. "Mas eu sou forte!". Nico segurou o meu olhar. "Certo de maldição que você é, mas esses pesos são muito pesados, e eu não quero colocar qualquer pressão extra sobre você... E se a sua costa começa a doer mais do que já faz ou você puxa um músculo abdominal?". Engoli em seco. Eu não pensei na minha costa ou minha barriga. "Bem... Minhas costas já doem à noite, eu não gostaria de fazer doer durante o dia também". Nico assentiu com a cabeça. "Exatamente. Se machucar só para provar que uma cadela está errado?".


"Ei!". Eu sorri para objeção da cadela. "Você está certo. Você está tão certo". Nico abriu os braços. "Dê-me um abraço". Eu bufei e dei um passo em seu abraço, em seguida, gritei. "Você está soado!". "Meu mau" Nico riu e me soltou, mas não antes de me dar um grande beijo molhado na bochecha e, é claro, coçar a barriga rápida. Ele tinha uma coisa para minha barriga grávida, toda vez que ele passou por mim ele daria meu estômago uma esfregada rápida. Era como se sua própria maneira pequena de disser olá para o bebê. Foi adorável. E o fato de que ele incomodava Kane me fez amá-lo mais. "Você é feito?" Kane perguntou atrás de mim. "Com você?" Eu questionei quando me virei para encará-lo. "Sim". Kane ficou tenso. "O que isso significa?". "Isso significa que eu já vi o suficiente de sua cara hoje e ter tido mais do que suficiente de sua atitude juntamente. Quero ir para casa". Eu odiava que Kane franziu a testa, e eu odiava que uma carranca estúpida me fez instantaneamente se sentir culpada. "Não olhe para mim assim". Kane sacudiu seus olhos sobre o meu ombro, em seguida, olhou para trás para mim e franziu a testa mais profundo. "Kane". Ele bateu os olhos para mim. "Mãe de Deus!" Eu engasguei. "Não se atreva a tentar me seduzir com os seus olhos. Eu sei quando eu vejo". Apertei os olhos, e quando os olhos de Kane jogaram por cima do meu ombro, eu rapidamente me virei e peguei Nico franzindo a testa e fazendo beicinho. Ele parou tanto quando viu que eu o peguei. "Sup?", Ele sorriu nervosamente. Besteira.


Olhei por cima do meu ombro para Kane, que estava balançando a cabeça e sorrindo antes que eu olhei para trás para Nico e apontei o dedo para ele. "Eu sou o assunto de uma lição Homem da Bíblia agora?". "Eu não tenho ideia do que está falando", disse Nico e ergueu o queixo. Ok, certo. "Não me venhas com tretas, garoto". Nico sorriu para mim, mas não disse nada. Eu coloquei meu rosto em minhas mãos e gemi: "Eu não sou capaz de lidar com tanto de você hoje". Senti as mãos em meus quadris. "Então volte para a cama e apenas lide comigo". "O meu homem" Nico gritou. Rosnei, e fechei a feliz bunda para cima. "Vamos boneca. Prometo que não vou discutir mais, pelo menos até que você tenha a força para isto". Eu ri, embora eu não quisesse. Eu queria ficar brava com ele porque sabia que ele estava tramando algo que era ruim. O que eu vi Kane participar na Darkness todas aquelas semanas atrás me abalou. Eu queria acreditar que ele era uma boa pessoa, mas eu simplesmente não confiava plenamente que ele era. Eu sabia que ele se importava comigo e para o bebê, mas fora do nosso pequeno círculo ele estava claramente envolvido em coisas que eu não queria fazer parte. Eu estava ligada a ele assim com o que ele estava eu tinha uma conexão com ele também, quer ele goste ou não. Eu esperava que eu fosse apenas paranoica, e é por isso que eu deixe Kane levar-me de volta para o seu quarto. Eu disse-me que tudo o que ele estava em realmente era o seu próprio negócio e que ele não estaria envolvido nele se ele iria colocar- me, ou nosso bebê, em perigo. Eu só esperava que confiando não provasse fútil. Quando eu entrei no quarto de Kane, ouvi o riso masculino vindo do andar de baixo e eu sorri para mim mesmo.


Alec e Ryder estavam aqui. Eu ainda estava sorrindo para mim quando Kane saltou para a cama e deu um tapinha no local ao lado dele. Parei na cama e disse: "Eu estou com fome". Kane brincou: "Você não poderia ter dito quando estávamos ao lado da cozinha?". Eu fiz um movimento para furar o dedo em cima de Kane, mas mudei a minha mão muito rápida e bati-o em seu bedpost. Ele enviou dor atirando-se meu dedo e me fez gritar assassinato sangrento. "Oh, Deus! Eu quebrei uma unha!". "Não!" Gritou Kane. Vários passos bateram a subir as escadas, no corredor e depois três corpos explodiram no quarto de Kane. "O quê?" Todos os seus irmãos gritaram quando eles empilharam pela porta. Kane apontou a mão trêmula para mim. "Sua unha! Ela quebrou a unha!". Com um olhar perplexo, eu olhei para Kane, em seguida, para os irmãos que tudo suspiraram e jogaram as mãos sobre suas bocas. Todos eles agarraram nos móveis, ou sobre outro para ficar na posição vertical. Eu estava tão confusa. Eu não tinha ideia do caralho o que estava acontecendo. Nada. "Sua unha?" Alec gritou. Nico colocou as mãos na lateral da cabeça e apertou-a de lado a lado. "Qualquer coisa, mas a sua unha!". Ryder correu para mim e agarrou a mão que eu estava embalando e cuidadosamente examinou, e quando viu a confirmação de que minha unha se foi, ele choramingou. "Se foi. Se foi para sempre!". "Não!" Kane lamentou, caiu de volta para sua cama, e atirou os braços sobre o rosto. "Por que tem que ser sua unha? Por que, meu Deus? Por quê?!". Eu olhei para Kane, então seus irmãos quando eu percebi o que estava acontecendo. Os bastardos estavam tomando a mijar para fora da minha unha quebrada.


"Eu odeio todos vocês" eu disse, em seguida, virei-me, sai do quarto e fui para a cozinha porque mesmo que eu ainda estava em muita dor, eu também estava com muita fome. Eu tinha feito isso no meio da escada antes de ouvir a erupção de barriga roncar em risos masculinos. Mesmo que me agradou muito que eles estavam sorrindo juntos, eu odiava que foi à minha custa. "Irmãos sangrento".


CAPITULO 17

"Você está animada?". Olhei para Kane, quando ele fez a mesma pergunta pela décima vez em duas horas. Encolhi os ombros e olhei pela janela do carro. "Eu acho que sim, eu estou apenas nervosa. Quero dizer... Essa mulher que você contratou é uma corretora de imóveis legal, certo?" Era segunda-feira, e Kane e eu estávamos em nosso caminho para ver alguns apartamentos. Tivemos um total de cinco para checar. Kane contatou um amigo dele no sábado e obteve o número de uma corretora de imóveis que nos ajudaria em tão curto prazo. "Claro" disse Kane, ofendido. "Você acha que eu iria contratar alguém para nos mostrar apartamentos ruins?". Sim. "Gostaria de pensar que não. Seria baixo de você se rebaixar para que eu viva com você". "Eu não abaixo para qualquer nível. Esta corretora é o negócio real. Ela trabalha para Upton Realtors, e Upton é uma área rica... Então eles só iriam produzir o melhor". Eu não sei por que, mas o entusiasmo de Kane não me deu muito incentivo. "Ok, eu só quero encontrar um lugar que é bom para mim e para o bebê. Você disse-lhe dois quartos no apartamento, certo? Oh, e que o meu orçamento era de mil e quatrocentos um mês?". Kane levantou uma mão do volante e arranhou seu pescoço antes de voltar para o volante. "Eu dei-lhe um orçamento de dois mil e quinhentos por mês". Eu devo ter ouvido errado. "Vinte e cinco por cento deles" eu repeti. "Bem, sim". "Vinte e cinco porra de cem?". "Não me bata, eu estou dirigindo!" Kane disse rapidamente e olhou para mim, bem, as minhas mãos.


Eu não estava pensando em bater no idiota, mas foi bom para ver que ele pensou que eu era um pouco senhora louca que iria bater nele indo oito quilômetros por hora para baixo de alimentação manual. Dickhead. "Você tem sorte que você está dirigindo!" Eu cuspi com raiva. "Por que diabos você diria que é dois mil e quinhentos? Isso é meu salário mensal, Kane! Como eu posso pagar minhas contas de serviços públicos, alimentos e todas as coisas que você precisa para o bebê se todo meu contracheque continua porra arrendar?". Kane suspirou: "Porque eu estou pagando a metade de sua renda". Volte novamente? Eu olhei para ele. "Com licença?". "Eu sabia que você não me deixaria pagar por tudo, então eu decidi que iria pagar a metade". "Você decidiu, hein?" Eu assobiei. "Você apenas decidiu que você pagaria metade do meu aluguel, mesmo sem me perguntar?". "Considere a metade do meu pagamento mensal de apoio à criança, a outra metade será para ajudá-la a comprar coisas ás necessidades do bebê". Eu coloquei meus dedos contra as têmporas quando uma profunda dor batendo começou a pulsar distante. "Vamos, Aideen" Kane suspirou. "Um apartamento de dois quartos com nada menos do que vinte e cinco de cem em torno de nossa área será de merda e nós dois sabemos disso. Você disse que queria estar por perto, e desde que eu vivo em Upton, que precisávamos para o preço". Eu sabia que o que ele estava dizendo era verdade, mas eu estava profundamente chateada que ele só decidiu algo que diretamente envolvia minha vida, mesmo sem me consultar. Ele não estava bem. "Tudo bem" eu murmurei e olhei pela janela mais uma vez. O suspiro de Kane era profundo e longo. "Você está louca". "Você é um gênio".


Kane grunhiu e fechou a boca para o restante da viagem de dez minutos para o primeiro apartamento localizado. Ele foi 15 minutos de distância de Upton em uma área de propriedade maior chamado Ballycash. Era uma área áspera e eu já sabia que seria um não de mim quando eu pisei fora do jipe de Kane. Havia um gato morto no caminho em frente a nós e transformou meu estômago. Eu olhei para ele quando Kane contornou o carro para mim. "Esta propriedade, realmente?". Kane ergueu as mãos. "Com o anúncio que eu dei a ela, Cala disse que ela teria cinco apartamentos para nos mostrar. Eu apenas disse a ela que eu queria que fosse perto de Upton. Eu não escolhi esta área". Ballycash era o oposto completo de Upton, então eu não duvido que Kane tenha envolvimento com a localização. Ele não viveria aqui, mesmo se você pagasse a ele para, de forma nenhuma maneira no inferno que ele iria querer seu filho vivendo aqui. "Quem é Cala?" Eu perguntei quando eu mantive meus olhos desviados do gato. "A corretora de imóveis". Eu levantei minha sobrancelha. "Você está na primeira base de nome com a corretora de imóveis?". Kane deu de ombros. "Eu liguei para a senhorita Harding, mas ela me disse para chamá-la de Cala... então eu fiz”. "Uh huh". "Uh huh, o quê?". "Nada". Kane ficou na minha frente. "Nada é alguma coisa. Eu não preciso da Bíblia do Homem para saber disso". Eu zombei "Eu estou bem". "Não você não está. Apenas me diga agora o que está incomodando. Eu não quero você me dando o tratamento de silêncio para as próximas dez horas". Revirei os olhos. "Eu poderia explicar o que você fez de errado, mas você ainda não entenderia". "O que isto quer dizer?".


Eu ia ter que soletrar para ele. "Você é a razão pela qual existem instruções sobre frascos de xampu". "Você está insinuando que eu sou idiota?". "Não, eu só estou dizendo que você é estúpido". "Rude!" Kane agarrou. "Você é tão rude!". Eu não pude deixar de rir. "Desculpe, flor". "Lidar com você e seus hormônios estúpidos levaria um homem para beber" Kane resmungou, não mesmo tentando abafar suas palavras. Eu bufei. "Eu te disse que não deveríamos ter tido relações sexuais. Totalmente sua culpa por me beijar na Darkness". "Minha culpa? Você era a única que estava vestida com um vestido que mal cobria e me enviou um olhar foda-me-agora brilhos. Você queria meu pau, boneca, você simplesmente não queria aceitar que você queria". O que ele dizia era verdade e isso me enfureceu. "Por favor" eu ri "Eu poderia ter ido me pegar qualquer homem naquela noite". Mentira. Kane sorriu. "Então por que você veio para casa comigo?". Abri a boca, mas rapidamente fechei-a quando eu não conseguia pensar em uma resposta arrogante. Ele riu de mim. "Eu vou responder para você. É porque você me queria não Skull ou qualquer outra pessoa, apenas eu" Eu resmunguei: "Sim, bem, você me queria, também". "Não queria quero". Eu corei e dei um tapa no ombro de Kane. "Eu não estou fazendo sexo com você". "Eu vou usar você para baixo, eventualmente, mamãe". Rosnei, "Eu vou te morder". "Por favor, faça" Kane respondeu, com os olhos brilhando.


Eu ri e balancei a cabeça. "Você nunca me deixa a última palavra em". "Porque você mija fora" ele riu. "Diverte-me quando você começa a ficar com todo o rosto vermelho de raiva comigo". "Você gosta de fazer-me zangada?". Kane deu de ombros. "Eu só gosto que eu tenho um efeito em você, mesmo que seja só para irritá-la". "Você é inacreditável". "Eu sei". "Kane!" Eu bati e depois ri. Ele jogou o braço em volta do meu ombro, sorrindo quando ele fez isso. Nós dois caminhamos até a entrada do edifício de apartamentos que Cala disse para Kane para encontrá-la no apartamento. Kane abriu a porta para mim e gesticulou para eu entrar no prédio. Eu ri "O que um cavalheiro". Passei por Kane e gritei quando ele bateu na minha bunda. "Não há nada gentil sobre mim, boneca". Eu direi. Eu balancei a cabeça, rindo, mas imediatamente parei quando eu olhei para a deusa caminhando em direção a Kane e eu com um sorriso branco brilhante. Ela era mais alta do que eu, mas poderia ter sido a mesma altura se ela não tivesse subido em saltos vermelhos em seus pés bronzeados. Seu traje era muito negócio, mas elegante ao mesmo tempo. Ela estava usando uma bem equipada saia lápis cinza e um blazer combinando. Seu cabelo cor de vinho foi puxado para trás em um coque apertado que demostrava o efeito profissional. Não havia um fio de cabelo fora do lugar em sua cabeça intocada. Isso me fez sentir como uma pateta gorda quando eu me comparava a ela. Eu sabia que estava grávida para ter uma barriga havia nada para comparar, mas todo o resto eu não tinha desculpa. Eu estava em um par de calças pretas e uma camiseta branca de grandes dimensões que tinha "Eu acredito em unicórnios" em letras garrafais preta na parte da frente da mesma. Eu também tive um blazer, mas definitivamente o


meu não era equipado. Foi apenas um blazer barato que peguei quando eu estava na Penny há alguns meses com Keela. Foi uma das únicas coisas de meu velho guarda-roupa que eu ainda poderia usar porque não tem que ser abotoado. Eu não queria nem olhar para o meu calçado porque eu sabia que optei por sandálias de dedo e que nunca foi uma boa ideia a menos que houvesse areia e um grande oceano azul envolvido. "Sr. Slater, maravilhoso conhecê-lo, senhor, e você, Senhorita Collins" Cala sorriu, a mão estendida para Kane, em seguida, para mim. Nós dois sacudimos, e eu fiz uma careta quando eu deixei minha mão cair de volta para o meu lado. Ela tinha um realmente bom, aperto de mão firme. Sua voz era perfeita, também. Era macia e suave, e o que eu imagino que um anjo iria soar como se eu nunca ouvi um. Eu estava quente para essa garota? Fiz uma careta para os meus pensamentos e dei um passo mais perto de Kane tentando usar seu corpo grande para ofuscar o meu. Eu me senti como uma adolescente viciada em computador que estava na presença de uma mulher real. Isso me fez sentir muito insegura, e eu não gostei. "O primeiro apartamento para ver é no quarto andar. Se vocês me seguirem, por favor, os elevadores são desta forma". Cala girou nos calcanhares e se afastou. Virei automaticamente minha cabeça e olhei para Kane. Eu balancei minha cabeça quando eu encontrei os olhos grudados na bunda de Cala. "Estou parada aqui, fodido babaca!" Eu assobiei e lhe dei um soco no braço. Eu me virei e andei após Cala com Kane rapidamente me seguindo. "Eu não estava olhando para sua bunda" ele sussurrou. "Eu nunca disse que você estava olhando para sua bunda". Kane gaguejou, "Eu... uh... você tem certeza?". Ele nem sequer me ouviu porque estava perdido em perfeita céu bunda, novamente. Duvido que ele mesmo me sentiu quando eu bati nele.


"Morda-me, Slater". Kane suspirou atrás de mim, mas manteve a boca fechada enquanto nós dois entramos no elevador que Cala estava dentro. Ela bateu o botão para o quarto andar, uma vez que estávamos todos dentro. Ela olhou para o meu estômago e sorriu. "Você sabe o que você está esperando?". Eu balancei minha cabeça. "Não, mas eu estou esperando que seja uma menina. Um menino pode vir como seu pai um porco". Cala piscou os olhos algumas vezes, em seguida, jogou-os entre eu e Kane antes de limpar a garganta quando o elevador parou e as portas se abriram. "Siga-me, por favor". Ela praticamente correu para fora do elevador à frente de Kane e eu. Isso me fez bufar. Kane resmungou por trás de mim, "Estou contente de sua atitude rude me diverte". "Eu também" repliquei sarcasticamente. Eu andei pelo corredor e segui Cala em um apartamento que era maior do que o meu atual, mas absolutamente congelação e poeirento como o inferno. Eu tossi e coloquei minha mão sobre a minha boca. "Vai ser limpo antes de mover-se se você decidir sobre este apartamento". Eu balancei a cabeça para Cala, em seguida, perguntei: "Posso olhar em volta?". "É claro. Demore o tempo que for necessário". Ele não ia demorar muito, minha resposta já houve. Eu andei pelo apartamento e franzi a testa quando vi não só a sujeira, mas mofo nas paredes do banheiro. Entrei no banheiro para obter um olhar mais atento e gritei quando eu olhei para o banheiro e vi a maior aranha que eu já vi em toda a minha vida. Ela foi do tamanho da minha cabeça. "Não!" Eu gritei a todos, e corri para fora do apartamento. "Esse não". "O quê? Você não mesmo-".


"Há uma tarântula na banheira porra. Este lugar é um não!". Kane piscou para mim, em seguida, olhou para Cala. "Uh, este lugar é um não, Cala, me desculpe". "Não se preocupe. O próximo apartamento é no sexto andar. Aqui vamos nós". O segundo apartamento foi neste edifício? Ugh. Nós reentramos no elevador e eu estava me contorcendo e coçando porque eu senti que a aranha estava rastejando em cima de mim. "Aideen?". Eu não olhei para Kane quando eu disse "O que?". "Não se mexa. Há algo em seu cabelo". Eu imediatamente comecei a gritar quando eu chicotei minha cabeça para trás e para frente de uma forma que teria feito Willow Smith orgulhoso. "Tira isso. Tira isso. Obtenha isso fora"; "Isso é o oposto de não se mover!". Eu gritei e enterrei meu rosto no peito de Kane quando ele agarrou-me. Ele trancou seus braços em volta do meu corpo e ele parou meus movimentos. "Fique. Ainda assim" ele ordenou. Eu soluçava em seu peito e me encolhi quando senti a mão na minha cabeça. "Não" disse ele segundos depois. "Se foi". Eu fiquei presa ao chão. "O que era?". "Só um pouquinho de teia de aranha". Aposto que foi realmente grande, ele não teria visto de outra forma. Ele apenas disse que era pequeno para me fazer sentir-se melhor. "Eu não gosto de estar aqui". Kane suspirou "Vamos apenas confira este apartamento, ok?".


Não. "Bem". "Vamos, Cala está segurando as portas abertas para nós". Afastei-me de Kane e caminhei por Cala sem olhar para ela. Eu esperei por ela andar em torno de mim para que eu pudesse segui-la para o apartamento ao lado. Kane estava atrás de mim enquanto caminhávamos, mas ele era muito mais alto e eu estava curiosa para saber o que ou quem ele estava olhando. Eu teria colocado dinheiro que era na bunda de Cala, mas quando eu olhei por cima do ombro, fiquei surpreso ao encontrar os olhos fixos na minha. "O que você está fazendo?" Perguntei irritada. Eu realmente queria sorrir embora. Kane sacudiu os olhos para mim e disse: "Apreciando a vista. Você se importa?". Eu virei meu olhar para frente e balancei a cabeça, um sorriso esticado através de minha face. "O número seis de zero e oito anos, este é apartamento número dois" Cala sorriu quando ela parou em frente desse apartamento. Engoli em seco quando ela abriu a porta e me fez um gesto para o apartamento. Eu estava hesitante, mas quando Kane bufou atrás de mim eu resmunguei e entrei. Era o mesmo layout do apartamento no térreo, mas foi impecável. Muito limpo. "Isso é melhor" murmurei para mim mesmo. "Mais uma vez, tome todo o tempo que você precisa". Ouvi algo que Cala disse a Kane, mas eu não sabia o que era, porque eu já estava andando pelo corredor estreito para o banheiro. Por favor, não há aranhas. Abri lentamente a porta do banheiro e observei a partir do corredor por alguns segundos. Eu planeei andando dentro e certificando-se de que não havia aranhas, mas eu entrei em pânico e me afastei. "Kane" eu gritei. "Eu não posso olhar. Você faz isso por mim, por favor".


Kane andou pelo corredor, rindo e balançando a cabeça para mim. Ele caminhou para a direita no banheiro e lentamente virou-se verificando o quarto inteiro. Ele olhou para mim e encolheu os ombros. "Está limpo". "Verifique a banheira". "Aideen". "Confira". Kane resmungou, mas fez como eu pedi e verificou a banheira. "É limpo". Eu soltei um suspiro aliviado. "Ok, você verificar a sala e cozinha, eu vou ver os quartos". Kane me saudou. "Sim, senhora". Eu bati em sua bunda quando ele passou por mim e ele achou hilário. Sentindo-se bastante satisfeita quando virei-me e caminhei pelo corredor e chequei os quartos. Ambos eram do mesmo tamanho, de casal. Não era enorme, mas era maior que meu apartamento atual, o espaço extra foi ideal para o quarto do bebê também. Eu sorri enquanto eu olhava ao redor. Eu gostei. "Kane, este lugar é". A música estridente súbita me cortou e me levou para pressionar as mãos sobre os ouvidos. Que porra é essa? "Kane!". Kane entrou no quarto, ele tinha as mãos nos ouvidos também. "O que é isso?" Gritei em desespero. Ele apontou para a parede. "Eu acho que é os vizinhos". Eu ampliei meus olhos. "Nós estamos tendo um bebê. Eu não posso ter barulho de música através das paredes!". Ele acenou com a cabeça em concordância. "Vamos contar a Cala que é um não para aqui, também". "Porra, certo!".


Eu sai do quarto e fora do apartamento onde eu encontrei Cala. Ela corou um pouco quando ela olhou para mim. "Peço desculpas". Eu balancei minha cabeça. "É um não para os dois apartamentos deste edifício. Podemos ir para o próximo, por favor?". Cala acenou com a cabeça, em seguida, olhou por cima do meu ombro para Kane. "Próxima localização é mais perto de Upton. É Old Isle Verde e é de quinze minutos, senhor". Bronagh e Dominic vivem em Old Isle Verde. "Ok, vamos lá". Eu corei quando Kane enfiou os dedos nos meus e firmemente segurou minha mão quando nós caminhamos pelo corredor e no elevador. Eu me repreendi mentalmente por ser tão leviana, por que era apenas exploração de mão, mas eu não me importei. Eu gostei. Nós saímos do prédio e voltamos para o jipe de Kane. Seguimos atrás de Cala então até que chegamos para Old Isle Verde cerca de15 minutos mais tarde. Fiquei aliviada ao sair do carro quando vi nenhum animal morto. "Dominic e Bee vivem por perto" Kane murmurou para mim enquanto seguíamos atrás de Cala em um alto complexo de apartamentos. Eu balancei a cabeça, indicando que o ouvi. "Você está pronta?" Perguntou Kane. Eu mordi minha bochecha interior e disse: "Como eu nunca vou ser". Entramos no prédio e fomos direto para o terceiro andar. Cala estava explicando toda a alta dos pontos do apartamento para Kane e eu. Eu deixei-o fazer e escutar enquanto eu silenciosamente rezei para este apartamento ser melhor do que os dois últimos. Quando cheguei ao apartamento, tanto Kane e eu olhamos. Eu não achei nada de errado com ele. Os quartos eram grandes e limpos, e quando eu pressionei minha orelha na parede do quarto eu não podia ouvir um som. Ponto. "Eu gosto deste". Kane sorriu para mim, mas não disse nada.


Eu passei por ele e Cala que estavam no corredor do apartamento. Eu pisei fora e andava para cima e para baixo no corredor do lado de fora só para ver se eu podia ouvir qualquer sinal de vizinhos barulhentos. Eu não ouvi nada, o que me agradou. Meu prazer foi de curta duração, porque enquanto eu caminhava de volta para minha possível casa nova como uma mola em meu passo, eu entrei no apartamento diretamente ao meu lado assim que a porta se abriu. Eu pulei quando uma nuvem de fumaça e um cheiro ruim escaparam. Minha mente gritou fogo, mas quando um grupo de jovens rapazes tropeçou no corredor todos rindo e empurrando um ao outro eu sabia melhor. Os pequenos filhos da puta foram todos apedrejados. "Yes, senhora" um deles falou para mim "Você quer bater?". Um acerto de quê? "Kane!" Gritei. Segundos depois, fui empurrada para trás de seu grande corpo. "Volte para o seu apartamento ou você não vai viver o tempo suficiente para tomar outra batida". Os rapazes explodiram em ataques de riso, mas quando Kane não se moveu eles acalmaram. Um deles mesmo disse: "Eu não quero ficar com o Hulk esmaga, vamos pegar comida em vez disso". O resto deles aplaudiu e amontoados de volta para o apartamento cheio de fumaça. Kane se virou para mim, e eu vi que ele estava tentando não rir. Eu não estava com disposição para rir embora. "Uma casa narcótica... Realmente?". Este dia foi um maldito desastre. "O próximo vai ser bom. Eu tenho um bom sentimento sobre isso" disse Kane, tentando me assegurar. Eu resmunguei: "Vamos apenas ir. Não pode ser pior do que aqui". Eu nem sequer olhei para Cala quando voltei para o elevador. Ela porra sugado em seu trabalho.


Saímos do número três de desastres e se dirigimos para o quarto, que foi há apenas cinco minutos. Eu sai do jipe de Kane e olhei em volta. "Estamos em Upton" murmurei. Kane bufou. "Sim, este é o lugar onde é o próximo apartamento". "Você vive há dois minutos a partir daqui. Keela, também" Eu de repente gritei de emoção. Kane sorriu. "Dedos cruzados é o único". Eu rapidamente cruzei meus dedos juntos e sussurrei: "Por favor, seja o único, por favor, seja o único". Entramos em um edifício que parecia muito novo. O lobby foi enorme e impecável. Ele mesmo teve segurança! Além de enorme. Oh, por favor, seja o único! "Quarto andar" disse Cala e nos fez um gesto para o elevador. Temos dentro e fomos para o nosso destino. Quando eu saí do elevador, eu estava em êxtase. O corredor fora dos apartamentos parecia algo fora de um hotel de cinco estrelas. "Uau" eu murmurei para mim mesmo. Kane levou-me para o corredor impressionante depois de Cala, então ele me levou ao céu. "Oh, Kane" eu respirei. "Isso é lindo!". Nós entramos no apartamento e tinha um olhar ao redor. Eu estava instantaneamente sobrecarregada. Olhei enfeitiçada em torno dos quartos espaçosos. A sala de estar e cozinha foram duas salas separadas! Meu antigo apartamento tinha uma combinação dos dois em uma sala e foi tão pequena que caberia na nova sala de estar. O corredor foi longo e enrolado para a esquerda onde os quartos e casa de banho foram localizados. Sem dizer uma palavra, eu saí da enorme sala de estar e aventurei-me pelo corredor para a cozinha. Eu engasguei quando eu entrei na cozinha recentemente remodelada, que foi acompanhada com armários creme e bancada em mármore preto. Os aparelhos foram de aço inoxidável e novo. Tudo parecia novo. Eu fiquei sem palavras.


Saí da cozinha, em seguida, virei-me e caminhei pelo corredor para verificar os quartos e casa de banho. Eu gritei quando eu espreitei dentro do banheiro. Tudo era preto e branco. Ele tinha uma banheira e um chuveiro. O quarto recordou-me de uma das casas de banho na casa de Keela. Ele foi impressionante. E limpo. Muito limpo. "Eu não posso acreditar neste lugar", eu sussurrei para mim mesmo, em seguida, sai do banheiro. Eu olhei ambos os quartos e descobrir que eles foram ambos grandes com janelas grandes que permitiram uma grande quantidade de luz natural para preencher os quartos. Nenhum dos quartos veio com casa de banho privada, mas isso não me incomodou porque eu tinha a mãe de todas as casas de banho ao lado. Eu gritei quando eu entrei para o que seria o meu novo quarto e olhei para a direita do quarto. Houve um roupeiro que era o comprimento da parede sangrenta. Ele foi enorme. Eu abri uma das portas envernizadas e engasguei quando a porta automaticamente dobrou para o lado e manteve dobrando revelando o guarda-roupa completo. Ouvi passos rápidos passeados vindos do fundo do corredor, em seguida, um grito quando eles chegaram a uma parada. "Tu assustou a merda fora de mim!" A voz de Kane bufou atrás de mim. Eu trouxe as minhas mãos para o meu rosto e funguei. "Olhe para o guarda-roupa" eu sussurrei. Ele riu: "Você gostou?". "Amei", eu corrigi e virei-me para enfrentar Kane com lágrimas nos meus olhos. "Eu amo tanto isso. É perfeito". Os ombros de Kane relaxaram e um sorriso assumiu seu belo rosto. "Então ele é seu, vamos preencher a papelada. Nós podemos obter-lhe as chaves agora Cala tem as chaves para todos os apartamentos. Eles estão todos em movimento imediato também". Eu balancei a cabeça em descrença. "Como este lugar é apenas dois mil e quinhentos por mês?". Kane deu de ombros. "É o locatário um comprador de mercados". "Eu acho, mas isso parece um lugar que Tony Stark ficaria feliz em viver. É incrível".


Kane bufou "Vamos fazer este lugar incrível seu". Eu não poderia formar uma única palavra, então eu apenas balancei a cabeça e levei a mão estendida de Kane quando nós caminhamos pelo corredor de volta para a sala de estar, onde foi Cala. "Ela quer este" Kane declarou a Cala que sorriu. "Eu pensei que você poderia. Este lugar é lindo". Eu ainda não podia falar então eu só pisquei os olhos e tentei o meu melhor para não chorar. Eu estava mudando do apartamento. Piedosos. Porra. Olhei para Cala quando explicou o contrato de arrendamento para mim. Eu preenchi um formulário para o meu banco para informações do meu aluguel poderiam ser tomadas a cada mês, então Cala atravessou os meandros dos termos e condições. Quando eu os entendia, ela me deu uma caneta esferográfica preta, colocada à locação sobre a mesa e apontou para a linha de fundo na página. "Assine aqui, por favor". Olhei para Kane, que estava sorrindo para mim, então eu olhei para baixo, prendi a respiração e assinei meu nome na linha pontilhada. Eu fiz rapidamente em caso de Cala mudar de ideia. "Parabéns, senhorita Collins. Este apartamento é alugado em seu nome. Aqui estão às chaves, você pode mover-se imediatamente. Vou informar as empresas de serviços públicos que você é o destinatário. Todos os serviços são transformados no já-aquecimento, água, eletricidade. Tudo". Piedosos. Porra. Eu estava tão animada que eu gritei: "Obrigado". Cala riu e balançou nossas mãos. "Seja bem vinda". Cala disse adeus e deixou Kane e eu sozinhos. Abracei-o instantaneamente e ele riu e abraçou-me de volta. "Você está feliz?". "Muito!". Kane riu então assobiou, "Merda, eu me esqueci de pagar Cala. Dê-me um minuto".


Ele correu para fora do apartamento depois de Cala, e porque eu queria ver a corretora impressionante fora mais uma vez, eu o segui. Parei na porta quando ouvi vozes conversando. "Funcionou como um encanto. Ela escolheu este apartamento como você disse que faria senhor". O quê? Kane bufou: "Bem feito, você fez um bom trabalho hoje". "Qualquer coisa para o meu chefe". Mais uma vez, o quê? Saí para o corredor. "Kane". Seus olhos presos nos meus enquanto ele deu um passo para trás a partir de Cala. "Aideen". Apertei os olhos. "O que quer dizer com Cala 'funcionou'?". Ele piscou. "Deus, você é tão linda, bebê". "Não", eu o interrompi. "Não evite a pergunta, responda-lhe". Ele fechou a boca. Liguei meus olhos para Cala. "O que você quer dizer com 'funcionou'?". Os olhos de Cala eram selvagens e eles jogaram para trás e para frente entre Kane e eu. Eu tomei um passo para ela e Kane quebrou seu ato inocente. "Corra, Cala!", Ele gritou. "Salve-se!". Eu, então, testemunhei uma mulher de espirito totalmente crescido longe de mim em saltos de seis polegadas como a porra de um chefe. Eu não me mexi ou mesmo gritei atrás dela, eu estava muito impressionada para distraí-la. Kane era uma história diferente embora. "O que você fez?". Nervoso, ele arranhou seu pescoço. "Uma coisa muito doce e atenciosa". Eu brinquei: "Eu duvido seriamente disso".


Ele exalou. "Eu meio que... sabotei as visões de hoje". Eu olhei para ele. "Isso é treta. Como você poderia sabotar os outros apartamentos? Você estava parado próximo a mim em todos eles". Ele olhou em qualquer lugar, menos para o meu rosto. "Eu posso ter pagado algumas pessoas a ser alto, os corretores de imóveis sujar-se alguns apartamentos e ter algumas crianças que conheço do clube de fingir ser drogados que queriam levá-la alto". Eu não sabia se ria ou chorava. "Por favor, me diga que você está brincando". Kane encolheu os ombros largos. "Eu queria que você tivesse uma casa incrível, essa foi à única maneira que eu poderia fazer isso sem dizer abertamente, aqui desfrute deste apartamento livre". Eu recuei e olhei para ele. "O que diabos você quer dizer sem pagar aluguel? E o que quer dizer com Cala chamando você de chefe?". Ele mordeu seu lábio inferior. "Eu possuo o edifício, Aideen". "Você o que?". "Realtors Upton... Este edifício e os cinco outros situados ao longo de Dublin eu possuo-os". Olhei fixamente para ele. "Eu não acredito em você". Kane inclinou a cabeça para o lado. "Sim, você faz". Eu não... eu? Ugh. "Você está ferrando com minha cabeça". "Eu não quero". "Você está me dizendo 'a verdade’?" Perguntei. "Seja honesto". Kane acenou com a cabeça. "Eu estou te dizendo à verdade, eu juro".


Fiquei quieta por alguns momentos tentando tomar esta nova informação. "Quem sabe sobre todas as suas propriedades...?". "Meus irmãos sabem, mas eu não gosto que meu negócio é de conhecimento comum para que eles não falassem a suas namoradas. Elas não precisam saber". "Eu não posso acreditar nisso". Kane fez uma careta. "Desculpe-me, eu te enganei. Eu estava com medo que você pensaria que um apartamento era de pagamento por estar grávida do meu filho". "O quê?", Perguntei pasma. "Eu não sei" Kane suspirou. "Eu estava com medo de explicar isso para você e, em seguida, dando-lhe um apartamento pareceria caridade". "Então você decidiu me dar um apartamento por trickin 'me seria a melhor opção?". Kane correu as duas mãos pelos cabelos. "Foi estúpido, eu sei... Mas para ser justo, você não iria descobri se você não ouvisse Cala". Cala. "Então você é o chefe dela, certo?". Ele deu de ombros e balançou a cabeça. "Você dormiu com ela?". Eu não tinha ideia por que eu estava mesmo fazendo a pergunta. Kane piscou. "O quê?". "Você dormiu com Cala?". Kane ergueu as sobrancelhas. "Sim, mas foi há um longo tempo". "Oh meu Deus!". Virei-me e caminhei em direção aos elevadores do prédio de Kane. "Aideen" Kane agarrou por trás de mim. "Segure o foda on!". Engoli em seco quando Kane atirou em torno de mim e bloqueou meu caminho.


"Mova!". "Não!" Kane bateu de volta para mim. "Ela aconteceu antes de eu sequer saber sobre você. Foi uma vez. Porque diabos você está chateada sobre Cala?". Eu percebi a resposta assim quando Kane fez a pergunta. Eu estava com ciúmes. Eu estava com ciúmes que Cala tinha dormido com Kane. Porra. "Eu não sei", eu respondi e tentei mover-me em torno dele. Kane não me deixou ir. "Tente me responder com uma resposta honesta neste momento". Eu empurrei o seu peito. "Mova-se, Kane". "Fala-me". Eu gritei em aborrecimento, "eu vou gritar e ter alguém chamar os guardas". Kane sorriu para mim. "Grite o quanto quiser, não há inquilinos neste edifício". Eu olhei para ele. "O quê?". "Tecnicamente falando, você é a única pessoa que vive neste edifício". Que porra é essa? "Eu não vivo aqui". Kane sorriu para mim. "O contrato de arrendamento assinado em meu bolso de trás diz de forma diferente". Oh, filho da puta! "É inválido. Eu não sabia". "Você assinou um contrato de arrendamento contratado por 12 meses, boneca. Eu tenho em preto e branco". Eu estava sendo empurrada. "Kane... Você não pode forçar-me a viver aqui".


"Claro que eu posso". Eu coloquei meu rosto em minhas mãos. "Isso não pode ser real". "Claro que é" Kane riu. "Você começa uma nova marca, totalmente mobiliados apartamento de graça. Você não precisa se preocupar com vizinhos barulhentos, ou para a sua segurança, porque eu tenho a segurança trabalhando 24/7 no lobby de todos os meus complexos. Além disso, as suas contas são cobertas pelo seu muito generoso, senhorio. Ele é um cara muito legal e bastante espectador, ou então eu tenho ouvido". Eu o odiava. "Eu quero te machucar tanto agora" eu sussurrei. "Eu não posso acreditar que você fez isso, é louco". "A única coisa louca aqui seria se você lutar comigo sobre isso". "Como eu não posso?", Perguntei. "Você está me dando um lar, e afastando todas as minhas preocupações financeiras. Você espera que eu seja apenas feliz?". "Por uma questão de fato, boneca eu faço". Eu balancei minha cabeça. "É muito". "Não é suficiente", rebateu Kane. "Por favor, deixe-me tratá-la como a rainha que você é para mim. Eu não acho que você entenda o quanto você é importante para mim". "Eu ou o bebê?". Ele fechou o espaço entre nós. "Ambos. Você é minha família, e eu vou cuidar da minha família". Eu não conseguia pensar. "Eu não sei o que dizer" eu chorei. Kane se inclinou e pressionou sua testa na minha. "Digamos que você não vai ser um inquilino problemas para mim. Eu sou uma merda nenhum tipo de senhorio". Eu bufei "Você arrendados a garota errada nesse caso, amigo". Ele riu e colocou os braços em volta de mim. "Sinto muito por ter mentido para você".


Coloquei meus braços firmemente em torno dele. "Você deveria estar. Eu me sinto tão maldita fodida agora eu não sei o que fazer com minha vida. Meu cérebro é um peido no momento". Kane riu quando ele colocou uma mão contra a minha parte inferior das costas e esfregou-a em círculos preguiçosos. "Você se sente um pouco melhor embora? Sabendo que todo o seu contracheque pode ir para a comida, o bebê, e você mesmo?". Minha mente estava uma bagunça. "Eu estou sobrecarregada. Eu nunca não tive contas a pagar ou tinha dinheiro extra em torno de compras impulsivas. Estou em território desconhecido aqui". Kane beijou minha cabeça. "Keela ajustou para Alec ter dinheiro, você vai ajustar para eu tê-lo também". Eu fiz uma careta. "Keela bateu o pé com Alec embora. Ela não quer gastar dinheiro que não fez ganhar". "Você ganhou esta, boneca" Kane me assegurou. "Colocando-se comigo em uma meia base diária você merece tudo isso e muito mais". Eu pensei sobre isso por um segundo, em seguida, disse: "Isso é verdade". Kane deu uma gargalhada, "Você é tão modesta como sempre". Eu suspirei e abracei-o apertado. "Obrigado", eu murmurei. Eu podia ouvir o sorriso em sua voz quando ele disse: "Você é mais que bem-vinda boneca". Eu não podia acreditar que eu tinha um apartamento novo, mas o que eu simplesmente não podia envolver minha cabeça em torno era que Kane disse próprio apartamento. Ele era dono de um prédio inteiro cheio deles, cinco deles. "Eu não posso acreditar que você está correndo um negócio sem qualquer um de nós Catchin diante. Estou chateada na verdade. Eu orgulho-me em minha vida achando coisas para fora, mas eu não tinha ideia". Kane riu e se afastou do nosso abraço.


"Isso aconteceu por acidente, na verdade. Deparei-me com Upton Realtors para vender e três edifícios que possuído por um roubo de um preço. Eu comprei há alguns anos atrás, então este edifício no ano passado e remodelado eles. Eu tenho uma centena de inquilinos, você vai fazer cento e um. Eu tenho muitos apartamentos diferentes para preencher, também". Eu arqueei uma sobrancelha. "É tudo legal, certo?". Kane riu: "Sim, é tudo legal. Eu possuo tudo justo e quadrado". Isso me fez sentir um pouco melhor, mas eu ainda estava sentindo fodida-mente. "Eu não posso acreditar, eu pensei que você estava desempregado!". "Eu sei", respondeu ele, "e eu estava indo para dizer-lhe. Eu só queria que você me conhecesse antes que você soubesse sobre tudo isso". Eu fiz uma careta. "Você estava preocupado que eu iria agir de forma diferente se eu soubesse que você tinha dinheiro?". Ele deu de ombros. "Eu não tinha certeza de nada, então eu mantive para mim mesmo". Fiquei em silêncio por um momento, então eu disse: "Eu entendo. Obrigado por está me dizendo mesmo que apenas porque eu ouvi Cala". "Aideen," Kane suspirou, "Eu estava indo para dizer-lhe quando você ficou resolvido dentro do apartamento, eu juro". Eu acreditei nele. Eu balançava a cabeça para cima e para baixo. "Eu sei. Toda esta situação é simplesmente insana". Kane arranhou seu pescoço. "Enquanto eu estou dizendo a você sobre as propriedades que eu possuo, você conhece o velho centro comunitário no meio da cidade?”. O centro que ele estava falando havia sido vazio há anos. Eu olhei para ele. "Sim?". "Eu tenho isso também", ele admitiu. "Estou pensando em transformálo em um centro de juventude para ajudar a tirar as crianças da rua e longe das gangues e problemas". Eu pisquei. "Oh meu Deus. Kane".


"O quê?", Ele murmurou. "Isso é maravilhoso. Eu poderia beijá-lo por me dizer, eu trabalho com as crianças para que significa muito para mim. Muito obrigado". Kane sorriu. "Beije-me se você quiser". Eu puxei-lhe uma careta, mas tem na ponta do pé e beijei o canto da boca. "Tease", ele respirou. Eu sorri para ele. "Eu me lembro de você dizendo anos atrás que você queria fazer alguma coisa com o centro, eu só não acho que era isso". Ele deu de ombros. "É apenas algo que eu quero fazer. Se eu puder ajudar uma criança, tudo vai valer a pena". Meu coração! "Posso ajudar?", Perguntei. "Quero dizer, com as crianças, quando o centro estiver aberto?". Os olhos de Kane se iluminaram. "Eu adoraria nada mais do que você me ajudando, boneca". Eu sorri. "Vai ser incrível. Eu sei um monte de maneiras de manter a atenção de uma criança, mesmo em adolescentes. Podemos fazer planos, e entrar em voluntários para ajudar..." Parei meu divagar quando eu encontrei Kane sorrindo para mim. "O quê?", Perguntei, timidamente. Ele balançou a cabeça. "Você acabou de me fazer feliz". Oh. "Sim? Bem, você me faz feliz também". Os olhos de Kane aquecidos e eu sabia que precisava mudar de assunto ou este belo corredor seria destruído em fluidos corporais. Eu balancei a cabeça e olhei ao redor do corredor. "Eu não posso acreditar que você possui este lugar. É lindo". Ele sorriu conscientemente para mim. "Obrigado. Ele não está aberto oficialmente ainda porque os apartamentos maiores no andar de cima não estão prontos, mas será em breve".


Olhei para cima e para baixo no corredor. "Eu me pergunto quem meus vizinhos serão". Kane resmungou: "Você não terá vizinhos. Você vai ser a única pessoa neste piso". "O quê? Por quê?". Kane brincou: "Porque eu disse que sim. O elevador só vai abrir neste piso para aqueles com um cartão especial". "Isso é estupido. Existem outros apartamentos aqui que devem ser usados". Kane deu de ombros. "Eu prefiro que você tenha tudo para si mesma". Eu soltei um suspiro. "Eu realmente não sei o que dizer". "Diga obrigado, proprietário e mestre". Rosnei "Obrigado, mestre idiota". Kane riu e colocou os braços em volta em torno de mim e disse: "Foi o suficiente". Eu sorri. Ele era perfeito demais. Eu me afastei de Kane quando meu telefone tocou. Cavei-o para fora do meu bolso e respondi sem olhar para a tela. "Olá?". "Querida encontrou expectativa.

um

apartamento?",

Perguntou

Keela,

com

Revirei os olhos. "Olá, Keela". "Não olá. Encontrou algum lugar?". Eu ri, "Talvez". "Aideen!", Ela resmungou. Olhei para Kane e bufei, "Eu encontrei o novo apartamento". Kane piscou para mim enquanto Keela gritou no meu ouvido. Puxei o telefone longe e sussurrei: "Meu ouvido, cadela!". "Desculpe", disse Keela. "Cadê? Como é?".


"É literalmente a dois minutos da sua casa, e é lindo". Keela gritou. Mais uma vez. "Droga, Keela!". Kane riu. "Eu estou assim foda animada". Eu sorri. "Eu também, e eu posso mover-se de imediato". "Amanhã todos nós podemos ajudá-la a mover-se, mas esta noite?". Keela gargalhou: "Esta noite nós celebramos". Uh oh.


CAPITULO 18

Esta foi uma ideia terrível. Eu estava sentada em um bar recém-inaugurado, 15 minutos abaixo da estrada do Upton, com todos os meus amigos e a família que me rodeia, e tudo que eu queria fazer era ir para casa e ir para a cama. Por mais que eu queria, eu não podia sair porque todo mundo estava comemorando a minha gravidez e o novo apartamento. Era uma noite para mim, e para Kane. Eu tive que chupa-lo e fingir que eu não estava a segundos de distância do rosto plantio em cima da mesa. "Aideen?" James gritou. Sim, meus irmãos estavam aqui. Meu Da também. Eles também foram sentar na mesma mesa que nós, que incluiu os irmãos Slater. Quando eles primeiro chegaram, eu imaginava uma guerra mundial em erupção no pub, mas todo mundo foi surpreendentemente civil. James mesmo se desculpou com Kane. Sim, ele se desculpou. Olhei para ele quando as palavras saíram de sua boca. Eu não confiava que não era um truque para pegar Kane fora de guarda, mas quando eu olhei para James no rosto, vi que ele estava sendo genuíno. Ele não gostava de pedir desculpas, eu podia sentir isso, mas ele estava sendo o homem maior, e eu acho que foi por minha causa. Ele estava colocando de lado suas diferenças com os irmãos Slater por minha causa, e para o meu amor do bebê. Eu estava tão grata que eu abracei meus irmãos longo e difícil, que cada pensamento foi hilariante. "O quê?" Eu respondi ao meu irmão chamando. Ele sorriu. "Você está bem?". Eu balancei a cabeça. "Eu estou bem, por quê?". "Porque" Alec interrompeu, "você está olhando como se você está prestes a adormecer sentada". Eu ri levemente "Eu estou bem, apenas um pouco cansada". Eu tremi quando senti a mão pressionada contra a base da minha espinha.


"Podemos sair agora se você quer?". Eu queria gemer quando Kane falou em meu ouvido. Senti-me bem e relaxada, o que só me fez sentir um pouco mais cansada. Eu me virei e olhei para ele, nossos rostos polegadas distante. Eu balancei minha cabeça. "Eu estou bem". Os olhos de Kane estavam um pouco vermelhos. "Tem certeza?". Havia um leve cheiro de uísque em seu hálito, e isso me fez querer mordisca-lo. "Eu tenho certeza" Eu balancei a cabeça, em seguida, engoli em seco. "Mas me fazer um favor?". "Qualquer coisa", ele murmurou e olhou para minha boca. Pare com isso, Kane. "Não beba mais. Eu dei-lhe uma alta dose de insulina antes, mas não abuse, por favor". Kane piscou. "Terminei". Eu arqueei uma sobrancelha fazendo-o rir. "Eu prometo, eu só tinha uma cerveja e um uísque". Era isso? "Seus olhos contam uma história diferente". Kane resmungou: "Eu nunca fui um grande bebedor, não é preciso muito para me sentir os efeitos disto". Eu balancei a cabeça. "Ok, então, obrigado". Ele sorriu para mim e exalou novamente. Whiskey respiração aparentemente vai me levando. "Tome uma hortelã ou algo assim", eu sussurrei. "Eu vou morde-lo se você não faz". Kane lambeu os lábios. "Você gosta de uísque?". Meu irmão Dante ouviu a pergunta de Kane e isso o fez rir.


"Ela adora whisky, provavelmente o cheiro mais do que o gosto. Se houvesse tal coisa como um uísque vela perfumada, Aideen iria comprar centenas". Eu olhei para o meu irmão, mas não consegui corrigi-lo porque o que ele disse foi completamente verdade. Eu amo o cheiro de uísque. "Isso é bom saber" Kane sorriu. Rosnei para ele. "Não pense que você vai chegar em minhas calcinhas". Kane baixou a voz e disse: "Eu só vou continuar a falar e esperar por você para me implorar para entrar em suas calcinhas". Eu cai na gargalhada e isso chamou a atenção das minhas amigas. "O que é tão engraçado?", Perguntou Bronagh, sorrindo. Eu ri, "Quando um dos irmãos diz a palavra ‘calcinhas’ eu acho que é a coisa mais engraçada que nunca. Seus acentos apenas assassinam a palavra". Nico bufou. "É por isso que dizemos 'calcinha' em vez disso". "Não!" Todas as mulheres à mesa berraram. Nico pulou e rapidamente ergueu as mãos no ar. "Sinto muito". Seus irmãos, e meus, riram de sua bunda sobre como aterrorizado Nico olhou de nós. Divertia-nos meninas também. Eu bocejei e causou os meus amigos para sorrir para mim. "É quase onze, Ado. Vá para casa". Eu gemi a Keela, "Estou pronta para a cama às onze? Há alguns meses atrás eu não saia até as onze! Isto é tão confuso". Todos riram. "Esta é a parte fácil, baby." Meu pai sorriu. "Você não dorme durante os primeiros 18 anos". Eu quase chorei. "Obrigado por me dizendo, Da". Meu pai piscou e sorriu para mim. Eu fiz muito até que a vontade súbita de ir ao banheiro ganhou. Eu gemi e me levantei. "Volto logo". "Onde você está indo?" Harley me perguntou. Eu resmunguei "O vaso sanitário".


Eu olhei para a mesa quando risos foram ouvidos. "Não é engraçado. Você sente que a desova de Satanás está sentada em sua bexiga 24-7!". Virei-me e caminhei ao redor da borda da pista de dança que estava cheio de pessoas. Revirei olhos no riso dos meus amigos e familiares que me seguiram. Eu fiz isso para o banheiro e fui feliz em encontrar uma tenda vazia. Eu rapidamente me aliviei e suspirei ao fazê-lo. Eu odiava ir ao banheiro tantas vezes, mas eu tinha que admitir que fazer xixi era o único alívio que senti recentemente. Eu estava agora 21 semanas e quatro dias grávida e todas as pequenas coisas que eu costumava levar para concedido estavam começando a me acompanhar. Meus pés, por exemplo: eu nunca tive qualquer problema com meus pés. Eu nunca fui correr, mas eu fiz o pé muito e eu nunca senti qualquer dor, mas agora eles foram inchados no final de cada dia e doem como um filho da puta. Eu não sabia o quanto de peso eu ganhei até agora, mas eu tinha certeza que era muito mais do que especialistas diriam que era saudável. Eu sabia muito. Eu também sabia, graças a imagens do Google, que eu tinha uma grande barriga por quase 22 semanas. Isso me assustou porque eu não queria ter um bebê grande, minha vagina não seria capaz de lidar com isso. Era como se meu corpo teve uma reação alérgica a estar grávida. Meus pés incharam meu mal de volta, meus peitos machucam, eu não conseguia dormir muito bem à noite, e eu estava sempre com fome. Ele porra sugava. Eu terminei no banheiro, em seguida, lavei as mãos e os enxuguei com os sumidouros. Eu sai do banheiro e caminhei de volta para o pub, mas quando eu abri a porta eu andei em um homem alto e tropecei para trás. O homem agarrou meus braços e parou minha queda iminente. "Whoa, não!" Disse o homem, seu tom de voz em pânico. Eu soltei um grande suspiro. "Oh meu Deus! Obrigado". "Não tem problema, mel. Jesus, você está grávida, você está bem?" Ele perguntou com um olhar assustado. Olhei para cima e notei que ele era o homem que conheci no hospital há alguns dias. Ele não parecia reconhecer-me, e eu era um pouco


embaraçado para lembrá-lo de que já se reuniu apenas no caso de eu estar enganada. Eu tinha certeza que eu o conhecia, porém, lembrei-me de sua cicatriz facial. Eu não tive a chance de levá-lo quando se encontraram pela última vez, mas desta vez eu fiz. Que eu notei foi um mais velho homem com uma cabeça grossa de cabelo preto, exceto em seu lado esquerdo eram sua cicatriz facial correu para a linha do cabelo. Ele parecia perto da mesma idade de meu pai, que iria colocá-lo na casa dos cinquenta. Eu sorri quando ele deixou-me ir e empurrou os óculos mais para cima do nariz. Eu balançava a cabeça. "Estou muito bem...". "Philip". Eu sorri. "Philip. Eu sou Aideen". Philip piscou. "Você cuida muito bem de si mesma, Aideen. Cuidado onde você coloca seus pés". Eu ri. "Bom conselho, eu vou lembrá-lo". Philip inclinou a cabeça para frente, olhou por cima do ombro, em seguida, virou-se e caminhou em direção ao bar. Eu soltei um suspiro e balancei a cabeça para mim. Cuidado onde você coloca seus pés. Isso foi realmente um bom conselho para mim, este foi o conselho que eu teria de colocar em uso imediato porque eu não podia dar ao luxo de ser tão desajeitada como eu normalmente era ao mesmo tempo estar grávida. Era muito perigoso. Olhei ao redor do pub e decidi que eu preciso ir para casa. Eu sabia que todo mundo estava comemorando minha gravidez e o novo apartamento, mas um pub não era lugar para uma mulher grávida. Era um perigo, um pendente acidente esperando para acontecer. Ele também foi quente como o inferno com todos os órgãos embalado em lá e o calor tornou difícil para recuperar a respiração. Eu precisava sair. Sem um único pensamento, eu me virei e caminhei em direção à saída do pub. Quando eu andei através das portas e fiz fora, o ar frio em volta de mim como um cobertor. Eu profundamente inalei. Que me senti melhor.


"Bem, bem, bem. Se não for me faça desaparecer para sempre exnamorada". Eu me encolhi quando ouvi sua voz, mas estampava um sorriso enquanto eu lentamente virei-me ao redor. "Heeeeey, você. E aí, mano?", Perguntei a Skull enquanto ele estava diante de mim com os braços grandes cruzados em seu peito, e um sorriso esticado através de sua boca. Ele riu, "E aí, mano? Verdade? Onde diabos você estava? Eu tenho tentado entrar em contato com você há muito tempo. Você mudou o seu número?". Eu imediatamente me senti péssima por não chamá-lo para uma conversa como eu normalmente faria. Eu era uma má amiga. "Não, eu estou apenas ocupada". Skull de brincadeira piscou. "Eu pensei que você poderia ter me cortado". Eu fiz uma careta. "Cortar você? Para que?". "A última vez que estivemos juntos decidimos que foram feitas para o real, então eu percebi que você me queria fora de sua vida quando eu não podia entrar em contato com você". Meu rosto caiu. "Isso é a coisa mais distante da verdade, Trevor. Eu te amo, você sabe que eu faço". Eu nunca usei o nome verdadeiro de Skull, a menos que eu estava falando sério, e eu estava sendo muito séria agora. Eu queria que ele soubesse que eu nunca iria tentar cortá-lo fora da minha vida. Sempre. Ele foi uma grande parte da minha vida. O rosto de Skull suavizou. "Eu também te amo". Eu sorri e relaxei minhas características. "O que você está fazendo aqui?". "Eu trabalho fins de semana assim noites dos meus drinques são dias de semana. Estou aqui com alguns rapazes do clube". Eu balançava minha cabeça, mas não disse nada. "Você está bem?". Eu suspirei, "Depende do que você entende por bem".


Skull olhou para mim, duro, enquanto esperava para me explicar. Eu suspirei, "Eu estou bem. As coisas são apenas mental para mim agora". "Vamos voltar para dentro, e eu vou te comprar uma bebida. Podemos falar sobre isso". "Eu iria, mas eu não posso beber". "Por que não?", Perguntou Skull, perplexo. Eu não sabia como dizer ao meu ex-namorado, que a certa altura era o meu mundo, que eu estava grávida com o filho de outro homem. Então eu decidi fazer uma piada com isso. Eu coloquei minha mão em meu estômago, esfreguei-a em círculos e sorri largamente. Skull olhou para as minhas mãos e, em seguida, de volta para o meu rosto. "Por que você está sorrindo e tocando seu estômago assim? Você está com fome? Quer comer alguma coisa?". Eu cai na gargalhada. "Sem fome. Eu tenho um ser humano a pensar sobre lá agora assim não mais bebidas. Não por mais alguns meses de qualquer maneira". Skull riu, mas parou quando eu não fiz nenhum movimento de dizer a ele que eu estava brincando. Ele olhou para os meus olhos e quando viu nenhum vestígio de uma mentira, ele suspirou, "Eu não acredito em você!". Eu dei de ombros. "É verdade". "Cale a boca!". Eu novamente cai na gargalhada: "Agora, isso é apenas rude". "Você está grávida?", Perguntou Skull, seus olhos esbugalhados a cabeça. "Sério?". Ele não podia ver minha barriga grande? Eu balancei a cabeça. "Sim". "De quem?", Ele perguntou preocupado. Eu ri, "Não é você, não se preocupe". Skull relaxou. "Desculpe, não é que eu não quero filhos, eu faço, mas você sabe. Uau".


Eu ri. "Entendo. Eu estava muito chocada quando eu encontrei pela primeira vez, também". "Eu não posso acreditar", disse Skull pasmo. "Você está realmente gravida de uma criança?". "Eu estou" Eu sorri. "Inferno Foda. Um bebezinho é um bebê", ele riu. "Parabéns, querida!". Eu gritei quando Skull se adiantou, passou os braços em volta de mim e me levantou fora do chão. Eu fechei minhas mãos em seus ombros, fechei os olhos e ri. "Quando nasce o pirralho?" Skull perguntou quando ele me colocou de volta no chão por alguns segundos mais tarde. Eu segurei ele porque eu não me sinto totalmente firme em meus pés. "Janeiro" eu disse, sorrindo para ele. "Eu sou devido em mim o aniversário de Ma". "Não!" Skull engasgou e vigas. "É incrível". Ele me deu um grande beijo no rosto que me fez rir. Eu estava prestes a dar um passo atrás para longe dele agora que eu tinha me orientado, mas eu permaneci colocar quando ouvi a comoção da minha direita. "Kane. Não!" Eu ouvi a voz de Nico abaixo. Kane? Olhei para a minha direita e arregalei os olhos quando vi ele vindo para comigo e Skull, seu rosto estava retorcido de raiva, e eu não tinha ideia do porquê. Tudo que eu sabia era que ele estava chateado, e seu foco era completamente no Skull. Porra. Tempo abrandou, em seguida, quando eu pisei para trás, assim quando Kane colidiu com Skull, levando fora de seus pés e espetando-o no chão. O barulho de Skull bater no chão me atingiu como um tapa físico, e ouvi meu grito estridente antes de eu perceber o som ainda saindo da minha boca. "Pare!". Eu estupidamente corri para frente para tentar parar Kane de ferir Skull, mas Nico estava em mim em um segundo.


"Eu não penso assim porra!" Ele virou-se para mim. "Você está grávida, fica para trás!". Pisquei os olhos e acenei para ele. Ele estava certo, e eu odiava que ele tomou outra pessoa para me lembrar a não se apressar em uma briga. Eu deveria já ter conhecido que eu era a única que estava grávida depois de tudo. "Idiota" Eu assobiei para mim mesma. Eu levantei minhas mãos para o meu rosto e cobriu os ouvidos com as palmas das mãos para bloquear os sons de todo o caos ao meu redor. Eu podia ouvir Skull tentando passar para Kane, assim como Nico. Eu ampliei meus olhos quando Nico pulou nas costas do Kane e colocou seu braço em volta do pescoço. Para uma nada alguns segundos aconteceram. Kane continuou a bater Skull, mas depois nunca tão pouco seus movimentos abrandou e eu percebi por quê. Nico estava sufocando-o. "Pare!" Eu gritei. "Você vai matá-lo". Kane saiu de Skull com Nico ainda preso nas suas costas como um macaco, e só quando o seus olhos foram fechados que Nico soltou e se levantou do chão. Kane chiava um pouco quando ele prendeu a respiração para trás e piscou os olhos abertos. Ele olhou para o céu noturno e riu como uma pessoa louca. Olhei para Kane, em seguida, Nico. "Você fodido idiota!", Eu gritei e caminhei para frente, empurrando Nico no peito. "Nunca mais faça isso com ele novamente. Você estava sufocando ele!". Nico grunhiu quando ele tropeçou ligeiramente. "É a única maneira que eu posso fazê-lo parar quando ele começa". "Inicia o quê?", Perguntei. Ele me olhou nos olhos. "Quando ele começa a lutar... Ele desmaia e não parar até que ele é forçado". Como quando ele estava lutando contra James um par de meses atrás. Engoli em seco e desviei o olhar. "Traga-o para casa. Eu tenho que ter certeza que meu amigo está bem".


"Ele tinha algumas bebidas a mais quando você foi ao banheiro. Seus irmãos desafiaram para um concurso de tiro. Ele está bêbado e viu Skull beijá-la na bochecha, ele tem a ideia errada", disse Nico quando ele agarrou meu braço para manter-me colocada na frente dele. "Por que você está me dizendo isso?", Perguntei. Nico deu de ombros. "Então você ir fácil sobre ele quando está sóbrio". "Nenhuma chance disso" eu respondi. Nico sorriu. "Venha comigo, eu vou levá-la para casa". Olhei por cima do meu ombro para Skull, mas ele se foi, e a multidão que se reuniram em frente ao pub já estava terminando. Eu suspirei, "Vim aqui era uma ideia estúpida". "Diga-me sobre isso". "Eu tenho que dizer a todos boa noite". "Eu vou mandar texto para Bronagh para fazer alguma coisa. Ela vai dizer adeus para você e Kane". Eu suspirei, mas balancei a cabeça. Ele se afastou de mim e ajudou seu irmão mais velho estúpido a ficar em seus pés, em seguida, passou um braço em torno de sua cintura enquanto guiava Kane ao seu jipe estacionado no parque de estacionamento. Eu silenciosamente segui atrás deles. Nico tinha resolvido Kane na parte de trás do jipe, afivelou o cinto de segurança e murmurou palavras de maldição quando Kane caiu para a esquerda e imediatamente começou a roncar. "Bastardo pesado", ele resmungou. Sorri para mim mesmo que eu arredondado no lado do passageiro do carro e subi no banco da frente, flambarem-me para cima. Quando Nico foi liquidado no banco do motorista, ele começou a viagem de quinze minutos para nos levar para casa. Para os primeiros minutos, ficamos em silêncio até que Nico começou a falar. "Ele gosta de você. Você sabe disso, certo?". Eu não respondi por que eu não sabia o que dizer. "Ele faz. Ele só tem um jeito engraçado de mostrar isso, mas ele gosta de você".


Meu coração bateu levemente contra o meu peito. "Ele não me suporta, Nico". Nico ri, "Não é verdade Aideen. Ele só discute com você, porque ele não sabe de que outra forma se aproximar de você". Isso foi estúpido. "Então ele é apenas um pau para mim, porque ele gosta de mim? Essa é a coisa mais estúpida que eu já ouvi". "Eu nunca disse que ele era esperto". Eu sorri um pouco com isso, então franzi a testa quando Kane roncava atrás de nós. "Eu... Eu não sei se eu posso passar o tempo com alguém como ele. Seu temperamento... Isso me assusta. Eu gosto dele também, mas eu não sei se é o suficiente". "Ele nunca iria machucá-la" Nico me assegurou. Eu balancei a cabeça. "Eu acredito, mas sua capacidade de ferir outras pessoas me assusta tanto". Nico definiu sua mandíbula. "Não é culpa dele que ele é do jeito que ele é". Eu pisquei. "De quem é a culpa, então?". Suas mãos apertaram no volante do carro. "As pessoas do nosso passado". "Ah" eu disse e estalei os dedos. "Marco? Ele fez você um lutador e Alec um acompanhante, certo?". Nico silenciosamente acenou com a cabeça. "Quais foram os trabalhos da Ryder e Kane para ele?". Ele olhou para mim. "Você não sabe?". Eu bufei, "Não as meninas são tudo sobre 'respeitar' a privacidade de seus homens ou alguma besteira assim". Nico riu, "Eu aposto que mata você". "Você poderia dizer" eu admiti.


Com um sorriso, ele disse: "Você não está perdendo muito por estar no escuro, confie em mim, Ado. Estar no escuro quando se trata de minha família é uma gentileza". Eu gemia "Não quando eu estou tendo um bebê com um homem que se perde na escuridão". "Eu não sei o que você quer que eu diga Ado. Kane é meu irmão, mas mesmo eu não entendo totalmente ou sei as coisas que ele foi posto completamente. Ele não fala sobre isso. Sempre". Comecei a me sentir doente. "Você quer dizer a causa de suas cicatrizes?", Eu perguntei minha voz baixa. Nico assentiu com a cabeça e manteve os olhos na estrada. "Ele não fala sobre como ele consegui-os, e nós não empurrá-lo sobre ele". Eu me inclinei para trás. "Por que não? Se você entendeu o que ele passou, você poderia ajudá-lo agora". "Ele está bem", ele me assegurou. "Ele raramente fica em brigas... É só desde... Bem, desde-". "Desde que eu fiquei grávida?". Nico olhou para mim, em seguida, de volta para a estrada quando ele inclinou a cabeça para cima e para baixo. "Eu sei que você está ajustando a sua vida mudando de repente, Ado, mas você não tem ideia de como enorme isto é para Kane". Eu fiquei em silêncio quando Nico me deu mais detalhes sobre Kane. "Ele tem uma baixa tolerância para as pessoas. Ele aceitou Bronagh, Branna, Keela e até mesmo Alannah porque os meus irmãos e eu as amo, e felizmente ele cresceu a amá-los também. Ele é uma pessoa engraçada e amável... Mas ele é degenerado, Aideen. Eu não estou indo para cobrir com açúcar as coisas não vão ser fáceis com ele. Mas só... Basta lembrar como isso é difícil para ele". Eu levantei minhas mãos para o meu rosto e esfreguei. "Eu preciso saber o que fez ele do jeito que ele é. Não é direito que ele desmaia quando ele luta é perigoso como o inferno. Ele é como uma máquina". Nico ficou em silêncio por alguns minutos até que ele disse: "Pergunte a ele o porquê. Basta escolher o momento certo".


Até que nós totalmente confiássemos entre si para se abrir e falar muito, eu só não tinha certeza se o "momento certo" iria acontecer. Kane tinha um monte de camadas para ele, eu não sabia se ele iria me deixar chegar ao seu centro.


CAPITULO 19

"Eu não posso acreditar que você paga as pessoas para mover tudo do meu apartamento novo para mim. Meu antigo apartamento está vazio, eu só tenho minha cama, algumas roupas e é isso". Eu estava atualmente sentada na minha cama olhando ao redor do meu quarto nu. Eu estaria me movendo para fora do que para bom amanhã, e eu não estava nem triste com isso. Eu estava pronta para estar me movendo para um novo capítulo na minha vida. Keela bufou através do receptor do meu telefone. "Foi ideia toda de Alec, mas sim, eu estava totalmente em acordo com ele porque não havia nenhuma maneira no inferno que estávamos tendo uma repetição do maldito dia. Não obrigado". Eu tremi. "Amém, irmã". Keela foi um pouco tranquila antes que ela disse: "Será que você não falou com seu senhorio ainda?". Eu balancei a cabeça, embora ela não podia me ver. "Sim, eu liguei-lhe esta manhã. Ele sabe que eu estou indo embora daqui amanhã. Ele estava um pouco surpreso que eu não seria renovando meu aluguel, mas ele estava bem com me ter fora do meu contrato atual cedo dois meses ele poderia manter meu deposito. Paguei-lhe quando eu primeiro me mudei". "Eu estou contente que está classificada para você. Estou ainda mais feliz que você estará vivendo em Upton. Dois minutos de distância, demais!". Eu gritei de alegria. "Eu sei! Eu não posso acreditar meu apartamento. Ele é maravilhoso". "Eu não posso esperar para uma festa do pijama". Eu ri, "Nem lata Kane do jeito que ele segue em frente"; Keela murmurou, "Nico disse-nos o que aconteceu com ele na noite passada. Você está brava com ele?". Eu estava? Eu exalei. "Sim e não. Eu sou louca por ele ter machucado Skull que eu ainda tenho que chamar, pelo caminho e como ele se comportou, mas


eu entendo que ele ficou do lado errado da vara. Ele pensou que Skull me beijou". "Bem, ele tem o direito de estar com raiva, se ele pensou que era um beijo de verdade". "O quê?" Eu engasguei. "Você sabe que nós não estamos juntos". "Oficialmente, não" Keela respondeu. "Mas vocês ambos foram agindo como um casal durante semanas, agora vocês apenas não beijam e fazem sexo". "Eu não acho-". "Eu acho que é só pegar com ele já. Você está torturando o pobre rapaz" Keela reclamou quando ela me cortou. "Keela!" Eu bati. "Você deveria estar do meu lado". "Eu disse que estou no lado do amor". Eu gemia, "O que isso quer dizer?". "Isso significa", ela deu uma gargalhada, "que vocês dois gostam claramente entre si, mas são demasiados estúpidos para perceber ou teimosos demais para admitir isso. É um ou o outro". Rosnei, "Você está me chamando de estúpida?". "Sim!" Keela gargalhou. Eu fervi em silêncio até que ela parou de rir de mim. "Sinto muito", disse ela através de seu riso abafado. "Eu adoro que você está nesta posição". "Por quê?", Perguntei chocada. "Porque", ela falou "estar com Kane é o que você quer, no fundo, e como ele age em torno de você é fodido e você o odeia. É interessante para assistir a seu desenrolar". "Você é-uma-fodida incrível". "Eu sei". Eu pressionei minha mão livre para o meu rosto. "Eu bateria em você se eu pudesse". Keela riu, "Eu não duvido".


Eu pensei sobre o que ela disse para um par de segundos e franzi a testa. "Eu não estou indo para mentir, eu gosto dele. Eu gosto muito dele, mas dizer que estamos juntos... E se fode as coisas? Eu não posso arriscar com o bebê que está chegando". "Isso é um grande ‘se’, querida". "Você não esta ajudando ver-me sentir aqui" lamentei. "Eu sou" rebateu Keela "você está apenas tentando convencer a si mesmo o que eu estou dizendo é besteira. Você sabe que não é. Eu não sugeriria ir dando as coisas com Kane se eu não achasse que vocês seriam grandes em conjunto". Eu sabia o que ela estava dizendo era verdade. Keela sempre teve minhas costas. "Eu acho". "Isso significa que você vai dar a você e Kane uma chance?". Eu pensei muito sobre isso. Eu sabia que eu gostava de Kane. Ele me dava borboletas por apenas olhar para mim, e ele me faz tão feliz. Nós ainda argumentamos, mas estávamos tão perto agora que não estar com ele acabaria por se tornar um problema. Meus sentimentos por ele estavam se desenvolvendo rapidamente, e quanto mais tempo eu não dei para ele, o mais difícil que eu era fazendo as coisas por mim mesmo. Eu grunhi para Keela, "eu suponho". "Bom, porque ele deixou de ir para falar com você há dez minutos". "Você é fodida puta!". Eu ouvi a risada de Keela pouco antes que ela desligou. Mal. Ela era pura maldade. Eu balancei a cabeça e joguei meu telefone na minha cama. Eu deitei de volta e suspirei quando eu olhei para o teto. Eu não conseguia ficar confortável, a pessoa que tocou a campainha fez certeza disso. Kane.


Sentei-me na posição vertical, levantei da minha cama, e sai do meu quarto e pelo corredor até a porta. Abri a porta sem olhar pelo olho mágico, porque eu sabia quem seria. Ele entrou no meu apartamento e fechou a porta atrás de si. Virei-me e caminhei até a minha mesa da cozinha. Eu torcia pelo tubo de gloss que Keela deixou na minha bolsa, e para o meu tubo de supercola. "O que você está fazendo?". "Adicionando cola para brilho labial de Keela". Vamos vê-la me enganar novamente. Kane olhou para mim por um momento e depois perguntou: "Por quê?". "Alguma vez já ouviu o termo ‘algumas pessoas precisam de cola em bastão em vez de gloss?’". Kane concordou. "Certo". "Bem, esse termo se aplica aqui. Se Keela não vai calar a boca, vou fechá-la para ela". Kane piscou. "Você pode ser bastante assustadora às vezes, você sabe?". "Mesmo as pessoas mais bonitas têm limites, Kane". Ele engoliu em seco. "Notável". Eu suspirei. "O que você está fazendo aqui?", Perguntei a Kane quando eu colocava ambos os tubos de volta na minha bolsa e virei à cara para ele. “Eu precisava ver você". Eu cruzei os braços sobre o peito. "Por quê?". Kane enfiou as mãos nos bolsos jeans. "Eu tenho que pegar minha injeção de insulina... E eu queria dizer a você que eu sinto muito". Eu ignorei sua diabetes por um minuto. Eu levantei minha sobrancelha. "Você está realmente arrependido?". Ele apertou sua mandíbula. "Por você deixá-lo beijá-la?". Isso foi um não, então.


"Ele me beijou na bochecha, porque ele é um amigo que estava me felicitando a gravidez". Kane piscou. "Oh". "Sim, oh". Ele evitou me olhar nos olhos depois. "Eu pensei que era seus lábios que ele beijou". Eu balancei minha cabeça. "Você sabe que você e eu não estamos juntos, certo? Isso significa que os outros homens poderiam beijar-me se eu permitisse". Kane resmungou, "Pare com isso. Você está apenas tentando me fazer louco". "Não, eu não estou. Eu estou tentando fazer você entender que você não pode simplesmente atacar as pessoas, Kane". Ele piscou. "Eu não faço normalmente. Eu costumo guardar para mim, mas então você aconteceu". Eu fiz uma carranca. "O que isso significa?". Ele deu de ombros. "Não sei o que significa. Eu só sei que eu não quero você com outras pessoas. Homens, mulheres... Qualquer um. Eu não posso explicar isso. Eu estou acostumado a manter para mim mesmo, então agora que estamos amarrados com o bebê, eu quero mantê-la longe das pessoas, também. Eu sei que é estúpido e louco, mas eu não posso ajudá-la. Isto é apenas como eu sou. Eu não confio em pessoas, Aideen, especialmente não com você e nosso bebê". Basta lembrar como isso é difícil para ele. A voz de Nico soou em minha mente e me fez suspirar em voz alta. "Então, o quê?" Perguntei. "Você não quer que eu fale com ninguém? Você sabe que eu sou uma professora, certo?". Ele franziu a testa. "Eu sei disso. Quero dizer fora do trabalho... Quem mais você quer falar além de meus irmãos e as meninas?". Eu dei de ombros. "Skull". Kane rangeu os dentes.


Eu apontei meu dedo para ele. "Ele é meu amigo e, para ser honesto, eu estou mais perto dele do que eu estou para você. Eu o conheço há anos, Kane". O músculo em sua mandíbula rolou para trás e para frente quando ele apertou os dentes. "Eu não gosto dele". Isso me irritou. "Você nem sequer o conhece". "Eu sei que ele sabe sobre você... Toda você. Eu não gosto disso, então por isso eu não gosto dele". "Oh, meu Deus", eu gemi e esfreguei os olhos. "Você está confundindo o inferno fora de mim". "Sinto muito". Olhei para Kane e vi que ele realmente estava arrependido, mesmo que ele não realmente sabe o que ele estava fazendo era errado. "O que você quer?", Perguntei. "Eu quero fazer-nos felizes. Apenas me diga o que você quer". Kane ergueu as sobrancelhas. "Não é óbvio o que eu quero?". "Não para mim". Ele piscou. "Você, Aideen. Eu quero você". O quê? "O que quer dizer que você me quer?", Perguntei pasma. "Você não é estúpida, você sabe o que quero dizer". Eu fiz, mas minha mente recusou-se a acreditar a menos que ele dissesse isso. "Nós só tornou-se amigo de verdade" eu protestei. Eu não sei por que eu estava protestando eu disse a Keela que eu daria as coisas uma chance com Kane. Eu queria dar as coisas um ir com ele, eu estava apenas me envolvendo em um argumento estúpido e desviando do que necessário que acontece para a minha sanidade mental, bem como de Kane.


Kane deu de ombros. "Eu só quero tentar estar com você. Eu provavelmente vou ser um namorado de merda, mas o que se nós não colocarmos um título em nós e só... sair?". Inclinei a cabeça. "Deixe-me ver se entendi. Você quer que fiquemos juntos em um relacionamento sem chamar de um relacionamento?". "Exatamente". "Por quê?". "Menos pressão?" Ele suspirou. "Eu não sei. Eu estou tentando descobrir isso enquanto eu falo boneca". Olhei para Kane por um longo momento. "Isso é só porque eu estou grávida?". "Não", ele respondeu instantaneamente. "Olha, eu conversei com Dominic e ele me fez fazer sentido pelo o que eu acho de você o tempo todo e por que desfruto de discutir com você tanto. É porque eu gosto de você, mas não sei o que fazer sobre isso. Eu não gosto de pessoas, Aideen. Sempre. Às vezes eu não posso estar em torno de meus irmãos, mas eu quero estar perto de você o tempo todo. Você entende isso? Eu quero estar perto de você. Eu preciso de você, boneca. Você me mantém sã, por me deixar louco". Eu pisquei e tentei evitar a parte pesada do que Kane estava dizendo com uma piada. "Ele lhe deu uma aula em sua Bíblia do Homem bem?", perguntei. Eu podia jurar que ele corou. "Sim", ele murmurou. "Ele aprendeu algumas coisas de estar com Bronagh". Eu não poderia ajudar, mas bufei. "Eu não sei o que dizer Kane", eu admiti e mudei a minha posição. "Eu estou com 28 anos de idade, e eu estou grávida de seu bebê. Estar em um relacionamento com você parece ser a coisa lógica a fazer, mas se eu sou honesta, eu estou realmente com medo. E se ele vai mal e nos odiamos mais do que antes?". Kane deu um passo adiante. "Nós não vamos deixar isso acontecer". "Não podemos deixar que isso aconteça" corrigi. "Você me entende? Nós não podemos odiar um ao outro se estamos juntos ou não. Eu não quero que a nossa criança cresça em um ambiente hostil".


O rosto de Kane se suavizou. "Confie em mim, boneca, isso é a última coisa que eu quero também". Eu inspirei e expirei. "Estou muito insegura sobre isso, mas se nós não colocamos um título sobre ele, e apenas continuar do jeito que somos vai ficar mais confortável. Está tudo bem?" perguntei. "É o melhor que posso fazer agora. Eu não posso saltar em um relacionamento com ou sem um título sem confiar em ‘você’". Kane acenou com a cabeça. "Isso é bom para mim, boneca. Estou apenas aliviado que você quer tentar". "Eu faço. Eu gosto tanto de você. Eu estaria mentindo para você e minha vida se eu disser que eu não estava me sentindo para você recentemente". Ele balançou as sobrancelhas. "Que coisas você tem sentindo por mim exatamente? Seja descritiva". "Como descritiva?" Eu sorri. Kane engasgou, "Aideen Collins, você está flertando comigo?". "Flertar? Quer dizer que me estranheza seduz você?”. Ele riu, "Apenas me dê uma olhada vem cá e você vai me seduzir em abundância". Eu cai na gargalhada. "Pervertido sangrento" eu disse enquanto Kane invadiu o meu espaço e cruzou os braços em torno de mim, me puxando contra seu corpo. Eu passei meus braços em torno dele e suspirei com um sorriso no meu rosto. Isso parecia certo. Eu não sabia se ele estava certo, mas me senti bem, e agora que era bom o suficiente para mim. "Eu nunca fui o namorado de alguém antes. Desculpe se eu sou uma merda". Eu ri contra o peito de Kane. "Eu vou facilitar-lhe as coisas". "Isso soa bem para mim, boneca". Revirei os olhos, mas sorri largamente. Eu me senti feliz. Verdadeiramente feliz.


Eu apenas odiava que havia uma voz no fundo da minha cabeรงa que sussurrava, mas por quanto tempo?


CAPITULO 20

"Aideen?". Olhei para o meu irmão mais novo, quando ele chamou meu nome. Gavin e meus outros irmãos estavam no meu novo apartamento para colocar as novas prateleiras e estantes que Kane comprou para o apartamento. Ele estava fora com Nico por isso ele não poderia colocálos para mim, mas eu não me importei, porque me deu a chance de cair fora com a minha família. Eu fui oficialmente totalmente movida fora do meu antigo apartamento e povoada no meu novo. Não demorou por muito tempo para os montadores que Alec contratou para mudar tudo, porque Kane já teve o cuidado de comprar uns novos, móveis caros para o novo apartamento por isso era apenas coisas como a minha roupa e de tal modo que precisava ser movido. "Aideen?" Gavin repetiu. "Hmmm?". "Qual é a diferença entre uma namorada e um amigo de menina?" Ele me perguntou de forma aleatória. Eu dei-lhe toda a minha atenção. "Por quê?" Perguntei. Gavin deu de ombros. "Esse texto dessa garota que eu estive tendo ao redor e perguntou-lhe o que ela era para mim e ela me disse namorada com um espaço entre as letras. Eu não entendo a diferença". Olhei para o texto quando ele mostrou para mim, então dei de ombros e disse "A diferença, irmão mais novo, é o espaço entre menina e amigo que todo mundo chama de zona de amigo". Meus irmãos mais velhos caem na gargalhada enquanto Gavin olhou para mim e disse "Gravidez fez você má". Eu maldosamente sorri "Então eu ouvi". Gavin grunhiu "Eu sinto muito por Kane, ele tem que colocar-se com você 24-7". Revirei os olhos para ele.


Kane e eu estávamos namorando, sem colocar um título, há pouco mais de uma semana e as coisas tem sido grande com a gente. Nós estamos melhores do que nunca. A única coisa que eu tinha feito com ele até agora foi beijar embora. Beijo intenso. Ele queria ter relações sexuais, mas eu estava nervosa sobre isso porque era diferente agora que estávamos juntos. Gavin se inclinou para mim e, em seguida, chamou a minha atenção quando ele colocou a mão no meu estômago. Ele sorriu quando o bebê se moveu sob seu toque. "Ele já me ama". Eu resmunguei "Ela... E você tem apenas sorte". Gavin bufou e retirou a mão. "Ele sempre se move quando eu falo, ou quando eu toco o seu estômago. Ele pode me sentir". "O pobre garoto é provavelmente doente de ouvir sua voz e se vira para ficar longe de você... Você já pensou nisso?". Gavin deu ao nosso irmão mais velho o dedo e ele me fez rir silenciosamente. "Ele me ama" Gavin repetiu, com firmeza. Eu sorri. "É claro que ela faz". Gavin riu "Não há mais meninas, meninas não são permitidas nesta família, só meninos". Eu ri comigo mesma "O que você disser". Gavin sorriu para mim, em seguida, olhou para o seu telefone quando ele buzinou. Ele recebeu uma mensagem de texto e qualquer que seja que leia o levou a ficar de pé. "Eu te ligo mais tarde, sis". Meu estômago revirou. "Onde você está indo?" Eu questionei. Gavin me deu um olhar severo. "Fora". "Não seja um idiota, Gavin" James resmungou enquanto olhava para o nosso irmãozinho.


Gavin levantou uma sobrancelha. "Eu tenho vinte e dois, eu não preciso fazer check-in quando eu vou a algum lugar". "Por quê?" Harley questionou. "É muito legal para deixar sua família saber onde vai estar?". "Não, é apenas nenhum de seus negócios". Apertei os olhos. "Gavin". Ele olhou para mim e arregalou os olhos. "Não se atreva". Ele sabia o que eu estava prestes a fazer. "Você está indo onde eu acho que você está indo?". Ele deu de ombros e fez meu sangue ferver. "Diga aos nossos irmãos mais velhos sobre os seus novos amigos". Dante caminhou até a minha porta da frente e encostou-se a ela com os braços cruzados sobre o peito quando Gavin se virou e caminhou em direção a ele com a intenção de sair. "Mova". Dante sorriu. "Me faz". As mãos de Gavin enroladas em punhos, e todo seu corpo ficaram tensos, mas ele não tentou fazer Dante fazer nada, o que eu sabia que ele não iria. "Pensei assim" Dante sorriu. Gavin rosnou "Dante, basta mover". "Não" respondeu Dante. "Quem são esses 'amigos' que Aideen está falando?". Gavin olhou para mim. "Você é um merda intrometida puta. Porque você não pode apenas manter para si mesma?!". Ele assobiou quando Dante bateu-lhe com força em toda a cabeça. "Não se atreva a falar assim com ela, você é desrespeitoso pouca merda. Você me ouve?". Gavin coçou a cabeça. "Diga-lhe à mente o seu negócio, então!". Eu balancei minha cabeça. "Perdoe-me por porra olhar sobre você!". "Eu estou bem!" Gavin berrou. "Eu não preciso ser olhado".


James olhou para mim. "Diga-nos quem são essas pessoas que ele está pendurado ao redor. Eu não tenho a paciência para esperar por ele para crescer um par de bolas e nos falar". "Oh, minha porra de Deus!" Gavin gritou e caminhou até a minha cadeira, caindo sobre ela. "Eu não posso crer que todos vocês me tratam como uma criança!". Porque você age como uma. Eu o ignorei e olhei para James. "Multidão de Brandon Daley". James olhou para mim por um segundo, em seguida, voltou sua atenção para Gavin. Dante e Harley fizeram a mesma coisa e Gavin ganiu quando os três correram para ele. Dante chegou a ele em primeiro lugar e empurrou de volta para a poltrona, segurando-o lá. "Não me bata!" Gavin gritou para nossos irmãos. Ele não estava com medo deles, ele só sabia o quão duro eles poderia bater, e ele não queria sentir qualquer dor. "Você é burro para explicar o que você se meteu. Agora!". Eu pisquei. James. Foi. Mijado. "Eu não preciso fazer uma maldita coisa: Harley!" Gavin rugiu quando Harley se abaixou e agarrou o que parecia ser o pau de Gavin e suas bolas. Ouch. Eu puxei meu rosto e tentei atravessar as minhas próprias pernas como se eu pudesse sentir a dor de Gavin, mas a minha crescente barriga ficou no caminho. "Que Deus me ajude" Harley resmungou. "Eu vou arrancar o seu orgulho e alegria fora em dez segundos se você não responder a questão". "Espera-me dê um segundo!". Harley puxado ou algo torcido, e ele definitivamente ferido porque a voz de Gavin subiu uma oitava ou dois. Harley maldosamente riu "Calma, irmão mais novo. Agora".


"Ok!" Gavin berrou. Harley liberou suas partes íntimas e se endireitou. Ele olhou para Gavin, que pressionou as mãos entre as pernas e gemeu de dor. "Gav" James pressionou. Gavin olhou para os meus irmãos com os olhos duros. "Vocês não precisam me dizer isso, vocês sabem que eu sou solto". Dante estendeu a mão, e pela segunda vez, ele bateu Gavin em toda a cabeça. "Você apenas tomou a decisão de se juntar a uma gangue porra? Gangue de Brandon Daley? Você é estúpido pouco idiota!". Gavin rosnou: "Está foi a minha escolha porra. Eu não preciso de permissão de você ou qualquer outra pessoa". James foi relâmpago rápido quando bateu Gavin. Ele conseguiu um soco em frente de sua mandíbula e me fez saltar até meus pés. "James!" Eu gritei. Sem se virar meu irmão disse: "Sente-se para baixo, Aideen". Como ele sabia que eu estava de pé? "Não o machuque!" Eu bati. "Ele é estúpido além da medida, mas ele é nosso irmão. Nosso pequeno irmão!". "Que é exatamente por isso que eu estou indo para bater alguns fodido sentido para ele. Agora, sente-se para baixo. Por Favor". Bastardo mandão. Eu grunhi, mas fiz o que ele pediu e voltei a me sentar no meu sofá. "Bata me tudo que você quer nada vai mudar". Todos os três dos meus irmãos olharam para baixo, para Gavin. "Por quê?" Perguntou Dante. "Porque o que?". "Não jogue estúpido, garoto" James resmungou. "Por que participar de uma gangue? Por que fazer algo tão fora do personagem para você? Por que fazer algo simples porra estúpido?". Gavin definiu sua mandíbula. "Porque eu queria, ok?".


"Essa é a sua resposta?" Perguntou Harley, a voz firme. "Porque você queria? Você fodida-mente está brincando?". "Me deixa em paz. Eu não faço nada. Brandon só me tem pendurado ao redor, e é isso. Eu não faço nada "errado". Besteira. "Ainda não" eu murmurei. Gavin trocou seu olhar para mim e olhou. "Cale a boca, Aideen". Sim, como isso iria acontecer. "Você cala e vai ouvir" retruquei. "Estar em uma gangue é perigoso, é administrado por vermes e você não é um babaca. Você tenta difícil ser algo que você não é". Gavin empurrou-se a seus pés e ombros passando Dante e Harley. "Onde você está indo?" Eu bati. "Longe de vocês quatros. Eu não porra preciso dessa merda" ele rosnou, em seguida, bateu a porta do meu apartamento. "Eu vou pegar ele" James rosnou. Eu comecei a chorar. "Deixe-o. Quanto mais forçá-lo a fazer algo que ele não quer, mais vai afastá-lo". "Então, nós estamos apenas aceitando que ele está em uma gangue agora?" Perguntou-me Harley. Eu balancei minha cabeça enquanto as lágrimas caíram pelo meu rosto. "Não, eu estou olhando-o". "Você está grávida". Dante franziu a testa. "Você não deveria estar olhando-o tudo". Eu suspirei. "Apenas confie em mim. Keela pode convencer seu tio para fazer quase tudo. Ela disse que vai tirar Gavin sem um arranhão em sua cabeça". "Quando?" Questionou James. "Logo" eu respondi. Ele assentiu.


Harley franziu a testa para mim quando eu limpei sob meus olhos. "Não chore sis. Vai ficar tudo bem". Eu balancei a cabeça e funguei. Porra, Gavin. Meus irmãos continuaram a franzir a testa para mim, e, em seguida, todos nós olhamos sentados a porta da sala, quando o som da porta da frente abrir e fechar. "Olá?". "Aqui na sala" Harley chamou sem olhar para longe de mim. Kane, Nico, e Alec entraram na minha sala de estar e cada um deles levantaram as sobrancelhas. "Tudo bem?" Nico perguntou quando me viu enxugar os olhos. Eu balancei a cabeça. "Tudo está bem". Eu andei por eles, fora da sala de estar e diretamente para o banheiro. Eu ouvi os rapazes murmurar algumas coisas enquanto eu caminhava pelo corredor, então, assim quando eu entrei no banheiro, eu ouvi passos. Peguei um pouco de tecido e soprou meu nariz. Eu dei um tapinha debaixo dos meus olhos quando um grande corpo encheu o porta. Eu podia vê-lo a partir do reflexo no espelho ao meu lado. "Você está bem?". Eu balancei a cabeça. "Sim". "Olhe para mim". Eu não queria então eu mantive minhas costas voltadas para Kane e funguei. Ele suspirou e entrou no banheiro. Ele colocou seus braços em volta de mim e me abraçou por trás. "O que aconteceu?" Ele murmurou. "James mencionou Gavin". Virei-me em seus braços e apertei meu rosto contra seu peito. "Ele é tão estúpido e teimoso. Como ele não pode ver que eu só quero protegê-lo?".


Kane descansou sua bochecha na coroa da minha cabeça. "Como você disse, ele é estúpido e teimoso. Ele vai perceber a tempo que você e seus irmãos estão fazendo a coisa certa por ser duro com ele". Eu soluçava. "E se algo de ruim acontece com ele?". "Ele não vai, eu posso falar com Brandy-". "Não!" Eu disse e me afastei de Kane. "Eu não quero você envolvido com ele, eu sei de Brandon, eu vou resolver isso sozinha". O lábio de Kane se contraiu. "O que aconteceu com tudo de eu e você?". Meu lábio inferior tremeu. "Por isso, é só comigo. Eu não posso proteger vocês dois ao mesmo tempo". Kane sorriu. "Eu sou o protetor, boneca". "Não, eu já chamei decidi. Desculpe". Ele riu. "Nós podemos proteger uns aos outros". "Certo" murmurei. "Por favor, não chore mais" Kane murmurou. "Faz-me querer bater a merda fora de seu irmão por perturbar você". Eu surpreendentemente ri "Meus irmãos bateu ele". "Achei o máximo". Eu suspirei "Eu senti sua falta". Kane resmungou "Eu só tenho ido um par de horas". "Então? Eu ainda senti sua falta". Ele inclinou a cabeça para que ele pudesse se inclinar para baixo e pressionar seus lábios contra os meus. Nosso beijo começou lento, mas rapidamente se tornou um cheio de fome. Ele me beijou duro e assobiou quando eu mordi seu lábio inferior. "Eu não posso esperar para ter você" ele sussurrou. Eu sorri. "Você tem a mim". "Quero dizer, eu não posso esperar para ter você nua". Em jeito de brincadeira o golpeei. "Nós apenas começamos a namorar. Que tipo de garota você acha que eu sou? Eu tenho moral".


"Eu odeio a sua moral" ele choramingou. Eu ri. "Deixe-me ficar muito confortável com estar com você em primeiro lugar. Eu não quero que isto seja apenas físico". Kane esfregou o nariz contra o meu. "Eu posso esperar. Ele vai me matar, mas eu posso fazer isso". Eu sabia que ele podia, e isso fez esperar mais. Literalmente.

***

Eu estava com dor. O meu foi gostam, e eu estava resmungando por causa disso. "Você quer uma massagem nos pés?" Kane me perguntou. Revirei os olhos. "Eu quero você para chatear e me deixe em paz". "Porra, Aideen" ele murmurou. "Você é irritada hoje". Dei de ombros. "Você vai superar isso". "Você deve ir se foder". Olhei para Kane com as sobrancelhas levantadas. "Com licença?". Ele levantou as mãos. "A masturbação é um calmante comprovado. Se você não vai me deixar-te foder, em seguida, foda-se e acalme o seu rabo grávida". Eu odiava que meu lábio se curvou, e eu odiava que Kane e seus irmãos viram. Meus irmãos deixaram meu apartamento há horas atrás, eu só estava à esquerda com Kane, Nico, e Alec. "Ah ha!" Ele apontou para mim. "Eu fiz você sorrir!". Revirei os olhos. "Então?". "Então!" Kane sorriu. "Eu não sou muito de um bastardo se eu posso fazer você sorrir". Obriguei-me para não rir. "Você é um filho da puta. Um enorme".


"Eu quero jogar uma luz em você". "O quê? Por quê?" Perguntei, com os olhos arregalados. "Porque você precisa para aliviar a boca!" Kane grunhiu e cruzou os braços sobre o peito. Olhei para ele por um momento, em seguida, cai na gargalhada. "O quê? Agora você rir?". Eu ri mais difícil. "Eu nunca vou entender as mulheres, nunca mais!". "Eu estou aqui para orientá-lo, irmão". "Foda-se, Dominic". Eu estava ofegante com tanta força que eu pensei que fosse desmaiar. "Pare!" Eu implorei e cai de lado em Kane, que estava rindo de eu rir. Eu rapidamente me levantei e cambaleei para fora da sala e pelo corredor até o banheiro. Eu mal consegui chegar ao banheiro antes de eu me aliviar. Rir enquanto está grávida é ter a possibilidade de me ter molhada. Quando eu terminei no banheiro, eu voltei para a sala de estar. Eu passei a cozinha e vi que todos os três irmãos estavam lá dentro fazendo sanduíches. Eu não senti fome-para-uma vez para que eu caminhei de volta para a sala e sentei-me. Assim que me sentei, ela acordou e me fez sorrir. "Kane" eu gritei. Ele entrou na sala de estar alguns segundos depois, um sanduíche na mão. "Sim?". "Ela está acordada, pede a seus irmãos se eles querem sentir seu movimento". Kane sorriu e se aproximou de mim. Ele colocou o sanduíche na mesa de café e ajoelhou-se diante de me, empurrando minha camisa para cima e colocando as mãos na minha barriga. "Dominic, Alec" ele chamou. "Venham aqui".


Os dois entraram na sala, sanduíches em suas mãos. "O quê?" Perguntou Alec. "Venha aqui, o bebê está acordado". Eles colocaram seus sanduíches para baixo, em seguida, ladeado Kane em ambos os lados e se ajoelharam ao lado dele. Como Kane, que apenas olhou para o meu estômago. "Coloque a mão em seu estômago" sussurrou Kane, um grande sorriso ainda no lugar em seu rosto bonito transformando-o em uma coisa de beleza. Nico e Alec olharam um para o outro sobre a cabeça de Kane, mas fez o que disse e cuidadosamente atingiu uma mão e hesitante colocou na minha barriga nua. Eu sorri para os dois e mudei minhas mãos a partir de Kane para a deles. Eu ri quando o bebê deu um pontapé gigantesco e Nico gritou um pouco. "Isso é definitivamente um menino!" Declarou ele, com orgulho. Alec assentiu com a cabeça em concordância, mas depois franziu a testa. "Embora, Ado pode chutar muito difícil a si mesma. Assim, pode nossas meninas. Elas podem até mesmo superar-nos alguns dias... Porra pode ser uma menina depois de tudo". Eu suspirei "É uma menina, eu tenho certeza disso". Kane bufou, mas não disse nada. Ele sorriu quando os seus dois irmãos deram um tapinha nas costas dele. "Isso é um bebê Slater lá." Nico sorriu. Alec sorriu. "O primeiro de muitos! Eu não posso esperar para fazer bebês com Keela". Fiquei admirada com os três. Eles foram alguns dos homens mais ferozes que já conheci em toda a minha vida. Eles tinham todas as pessoas severamente tão prejudicadas ou mortas eu tinha ouvido... E ainda lá estavam eles, ajoelhando-se diante de mim e como massa de vidraceiro em minhas mãos, sobre um bebê que nem sequer era aqui ainda. "Vocês estão indo a ser grandes tios" eu disse a Nico e Alec.


Eles olharam para mim e sorriram então se inclinou e beijou meu rosto, ao mesmo tempo o que me fez rir. Eles reorientaram para sentir o bebê chutar. Eles nem sequer se moveram quando a porta do meu apartamento abriu. "Sou eu" Keela gritou. "E eu, e Branna" a voz de Bronagh entrou na conversa. Eu bufei. Elas entraram na sala de estar e uma vez que elas viram o que os rapazes estavam fazendo, elas atiraram repetidamente debruçando-se sobre os rapazes, colocando suas mãos na minha barriga. "Eu amo isso" Bronagh gritou. Eu fiz uma careta. "Estou triste que meu estômago está ficando tão grande todas as suas mãos sangrentas ajusta nisso agora". Todos riram. Alec se levantou e pegou seu sanduíche. "Nós temos que ir então vocês senhoras pode ter mais espaço para sentir de distância". Eu fiz uma careta e olhei para Kane. "Onde você está indo?". Ele se inclinou e me beijou. "Para ajudar Dominic a descobrir algumas coisas para fora". Brandon Daley e Darkness surgiu na minha mente e eu resmunguei. "Meus pensamentos exatamente" Bronagh murmurou. Nico olhou para Bronagh então se inclinou e beijou a bochecha dela. "É apenas um calendário de jogos para as lutas, eu recebo e escolho quais eu quero, isso é tudo". Bronagh assentiu com a cabeça para Nico beijou a bochecha dela novamente fazendo-a ligeiramente sorrir. Ele levantou-se em seguida, e assim o fez Kane. "Tchau" eu murmurei. Kane fez uma careta. "Não, eu te vejo mais tarde". Revirei os olhos. Ele sempre disse isso.


"O que é com toda esta 'te vejo mais tarde’ coisa?", Perguntei a Kane. "Por que você nunca diz adeus?". Kane focou seus olhos em mim. "Adeus é final para mim, então eu nunca digo isso às pessoas, a menos que eu quero dizer isso. Eu particularmente não digo adeus às pessoas de quem gosto. Então, boneca... Eu vou. Ver. Você. Mais tarde" disse ele, em seguida, virou-se e saiu da sala de estar e, em seguida, para fora do apartamento com Alec e Nico no reboque. As coisas ficaram em silêncio por um minuto ou dois até que Keela abriu a boca grande. "Eu disse que ele profundamente cuida de você. Eu não disse a você?". Eu olhei para o chão e sorri, depois olhei de volta com o mesmo sorriso que joguei nos meus lábios quando me virei para enfrentar minhas amigas. "Sim, você me disse isso". As meninas engasgaram. "E você se preocupa com ele! Vocês é um casal real, não apenas tentando!" Bronagh gritou em seguida, aww. Branna bateu palmas. "Vocês fazem o casal mais bonito!". "Esta foi à primeira vez que ele deixou uma sala e eu não sinto que eu queria matá-lo. Vamos apenas dar um respiro e acalmar seus peitões para baixo". Todas as meninas simplesmente sorriram para mim e depois de um minuto, eu rachei e ri. "Ok, vamos fazer o casal mais bonito". "E você está indo para ter o bebê mais lindo. Diga!". Eu ri de Bronagh "Nós estamos indo para ter o bebê mais lindo, também". "Isso menina" Keela falou, em seguida, levantou-se e me abraçou. Eu balancei a cabeça, rindo, "É estranho que nós somos todas amigas e estamos cada uma namorando um irmão a partir da mesma família". Bronagh piscou para mim. "Eu realmente nunca pensei sobre isso desse jeito".


"Nós vamos ter que corrigir Damien com Lana quando ele chegar a casa para completar o círculo" Keela sorriu. Bronagh e Branna trocaram um olhar. "O que foi que perdi?" Eu questionei. Bronagh suspirou, "É uma longa história". "Temos chá e tempo" respondeu Keela. "Eu sempre quis saber a história completa por trás de Alannah e Damien". Eu levantei minha mão. "Estou um pouco cansada para que você possa nos dizer a versão curta, mas com todos os principais detalhes?". Bronagh bufou para mim e olhou para Branna. "Você quer dizer a eles?". "Nah, você é uma boa contadora de histórias. Você faz". Eu aww, "Você é tão boa para sua irmã". Bronagh bufou "Ela é minha irmã, estou suposta a gostar dela". Eu ri quando Branna empurrou sua irmã mais nova com um sorriso no rosto. "Ok" Bronagh riu. "A versão curta é Alannah tinha uma queda por Damien a partir da primeira vez que ela o viu, mas porque ele dormia com tantas meninas bonitas, ela não caiu em sua linha de visão. Isso é o que ela acreditava mesmo". Eu cliquei minha língua. "Deixe-me adivinhar, ele tinha ruim para ela?". "Por seu rosto e corpo?" Bronagh questionou então balançou a cabeça. "Sim". Eu ampliei meus olhos. "Esse é um movimento cabeça-dura". Bronagh deu de ombros. "Damien era um jogador de volta, então ele teve problemas com conectar com as pessoas. Ele só dormia ao redor e não se preocupava com o rastro de corações quebrados que ele deixou atrás de si. Concedido, ele nunca partiu para machucar ninguém, ele deixou claro que ele só queria um relacionamento físico. Isso não muda o fato de que ele foi um pouco de uma cobra... Mas realmente agradável". Eu fiz uma careta. "Não me diga que ele transou com Lana e deixou alto e seco".


Bronagh estalou os dedos para mim. "Bingo". Eu afundei no meu assento. "Pobre Lana". "Sim, ela foi esmagada", murmurou Branna. "Bronagh teve palavras com Damien embora e bateu completamente de volta... Ela foi um pouco dura". Bronagh resmungou: "Eu disse desculpa por isso, mas ele precisava ouvir isso. Eu não estava parada 'para ele machucar' Lana". "Então, quando deixou Damien, eles estavam em condições ruins?". Bronagh assentiu com a cabeça. "Sim. Não é qualquer melhor agora. Eles não falam, e se o fizerem, é olá curtos quando ela está no quarto e ele está no telefone". Eu pisquei. "O que você acha que vai acontecer quando Damien chegar a casa?". "Honestamente?", Perguntou Bronagh. Eu balancei a cabeça. Ela balançou a cabeça. "Eu não tenho nenhuma maldita ideia do que vai acontecer entre eles, mas o que quer que vá para baixo, sem dúvida, vai ser porra louca. Eu espero nada menos de Damien Slater".


CAPITULO 21

Cinco semanas mais tarde... "Sim, eu entendo isso, mas o que eu não entendo é como as mulheres podem sangrar por dias... e não morrer? Isso confunde minha mente". Alec? Eu entrei na cozinha, me encostei à porta, e cruzei os braços sobre o peito. "Nós já passamos por isso" Branna gemeu e passou a mão sobre o rosto cansado. "Aquele sangue de alimentação não é bombeado a partir do seu coração. Ele não vem de umas veias ou artérias”. "Então, onde é que ele vem?" Alec cortar Branna fora em um tom ah-ha como se ele a pegou em algo. O que diabos eu iria em diante? Branna olhou para Alec. "Estou muito sóbria para ter essa conversa com você". Eu suspirei e ele chamou tanto Alec e Branna à atenção. "Preggers!" Alec sorriu quando me viu e ficou de pé. Ele se aproximou de mim e inclinou a cabeça para baixo para o meu estômago, beijou-a e esfregou-a com a sua mão. "Olá, querida." Ele se levantou e esfregou minha cabeça, beijou meu rosto e disse: "Olá, mama". Eu sorri e esfreguei seu peito. "Olá, tio". "Isso é uma coisa nova?" Perguntou Branna da mesa. "Esfregar e beijar partes do corpo quando se cumprimentam?". "Sim!" Alec respondeu instantaneamente. "Sim, é, e para cumprimentos futuros, a minha parte do corpo preferida de ser esfregada e beijada está entre as minhas coxas". "Pervertido" eu disse rindo quando eu brincando golpeei-o antes de caminhar até a mesa onde eu estava sentando em frente à Branna. Eu gemi quando meus pés pulsavam com prazer quando meu peso foi tirado deles.


"Cansada?" Branna me perguntou, sorrindo. Eu balancei a cabeça. "Estou exausta, e meus pés estão me matando. Eu sinto que eu ganhei cinquenta quilos presente semana sozinha. Eu não posso parar de comer pizza. É uma maldição". Branna riu para mim. "Você vai ficar bem, é apenas a sua vontade". Eu fiz uma careta. "Por que não posso almejar frutas ou legumes embora? Por que tem que ser pizza? Eu não tenho força de vontade para ficar longe dele". Alec riu da pia enquanto enchia um copo de água. "Culpa de Kane. Pizza era tudo que ele comera de volta no composto". "O que estamos me culpando?". Falando no diabo. Eu não olhei para Kane quando ele entrou na cozinha, eu estava cansada demais para mexer minha cabeça. "Aideen tem vontade de pizza e pizza é tudo o que você comeu quando erámos crianças, então eu disse a ela para culpá-lo pelo seu ganho de peso" Alec riu. Kane murmurou palavrões para ele, em seguida, atravessou a cozinha para mim, onde ele se agachou perto de mim e cutucou meu braço com a cabeça. "Ganho de peso? Você parece mais quente do que nunca". Rosnei. "Não. Estou muito cansada de bater em você por mentir". Kane riu e se inclinou, bicando meus lábios. Ele esfregou o nariz contra o meu, e só causou-me a inclinar-se para ele ainda mais. Eu suspirei contra sua boca. "Eu já dei a sua segunda injeção? Não me lembro". Kane lambeu meu lábio inferior antes que ele se afastou e disse: "Não, nós podemos ir fazê-lo agora... Então assistir a um filme?". Isso soou perfeito. "Ok. Ajude-me". Kane levantou-se, pegou minhas mãos, e puxou. Minhas costas clicando e eu gemi. "Isso foi brilhante".


Branna riu de mim. "Ele está indo para ser interessante para ver em alguns meses quando você estiver maior". Maior? "Se eu ficar maior, eu vou dividir em dois" eu disse a Branna, meus olhos se estreitaram. Ela caiu na gargalhada. "Você é 27 semanas, e se você é grande para a época escala, espere até que você está quatro semanas a partir de sua data de vencimento. Ou seja, quando o inferno acontece. Você vai ser balão fora, você vai estar constantemente desconfortável, você nunca vai dormir, você vai chorar muito... Todas as coisas boas". Olhei para Branna, meus olhos arregalados. "Eu te odeio". Ela riu quando eu saí da sala com Kane no reboque. "Tchau, preggers!" Alec gritou atrás de mim. Eu grunhi, mas não respondi. Eu andei até o primeiro lance de escadas sem muito esforço, mas a meio da segunda, que quase me matou. "Eu não posso fazê-lo para o seu quarto" eu gemi. Isso era ridículo, eu estava grávida, não desativada, e ainda assim eu mal conseguia andar. Gravidez era difícil, tão difícil. Kane colocou as mãos em meus quadris. "Você está quase lá, você pode tirar uma soneca quando você chegar ao meu quarto". "Ok" eu respirei. Kane manteve suas mãos em meus quadris e eu senti ele me empurrar para cima quando eu tomei as escadas um passo de tempo. Eu aprecio que ele estava me dando um impulso muito necessário. "O que eu posso fazer para torná-lo confortável?" Kane me perguntou quando eu me deitei na cama. Olhei para ele, sentindo-se um pouco envergonhada e eu não tinha certeza do por que. Ele era meu namorado depois de tudo... Mas eu estava cautelosa em torno dele, porque ainda não tinha feito sexo. Eu queria. Deus, eu realmente queria. Mas eu não era suficientemente confortável com o meu corpo agora até mesmo para tentar fazê-lo.


"Você pode me esfregar as costas porque está machucando muito ultimamente". "Ok, vire de lado", Kane murmurou. Fiz o que ele pediu, mas me acalmei quando ele se moveu muito perto de mim. Eu rapidamente relaxei e fiquei enfurecida quando ele pressionou os dedos na base da minha espinha e rodá-las em um círculo. "Aqui?" Perguntou. Era bom, mas não bom o suficiente. Eu mordi meu lábio inferior. "Levante-me minha blusa, o material me machuca quando você esfregar". Kane puxou minha blusa e exposto a minha pele. Eu me senti um pouco insegura com o que eu sabia que ele estava olhando, então eu limpei minha garganta e disse: "Desculpe sobre as estrias. Eu tentei alguns diferente cremes para mantê-las afastadas, mas eles não parecem funcionar em mim". Kane parou. "Não se desculpe por que seu corpo está passando, porque você está crescendo o meu bebê. Nunca". Eu corei quando ele colocou a mão no meu quadril macia e redor para minha frente, onde ele esfregou sobre a minha círculos preguiçosos. "Seu corpo é perfeito, boneca, ainda que você está inchada com o meu bebê. Eu amo que você por causa de mim".

deslizou ao barriga em mais agora olha assim

Oh. Eu precisava para quebrar o aumento súbito da temperatura na sala. "Volte para mim em poucos meses quando meu corpo é enorme, e eu tenho estrias assim roxas que olham como um roteiro para o inferno". Kane vibrou com o riso, em seguida, deu um beijo no meu ombro ainda coberto. "Relaxe, fique quieta, e deixe-me esfregar sua dor". A crescente, dor de dor entre as minhas coxas ou a em minhas costas? Eu sorri para mim mesmo quando eu exalei e me aconcheguei mais profundamente no travesseiro debaixo da minha cabeça. Eu lambia meus lábios quando Kane levou a mão de volta para a base da minha espinha e esfregou. "Forte" eu gemi.


Kane trouxe a cabeça no meu ombro e rosnou. Ele enfiou os dedos em minhas costas e me senti ir vesga com uma sensação incrível, mas inesperada chocou contra o meu corpo. "Sim" eu respirei. "Ali. Mais Duramente". Kane se moveu mais rápido que os dedos contra a minha pele, e eu ofeguei quando o calor quente se espalhou por todo o meu corpo. Fechei os olhos e cantarolava em delírio no relaxamento que se espalhou por todo o meu corpo em água quente formiga. Fiquei em silêncio e atordoado por alguns momentos até que eu abri meus olhos, e depois os ampliei para o ponto de dor quando eu percebi o que aconteceu. Será que eu... Que eu acabei? "Oh meu Deus" eu respirei e arremessando s mão sobre o meu rosto. "Oh meu Deus. Eu sinto muito". Kane ficou em silêncio por um momento e depois ele disse: "Por quê?". Como se ele não soubesse. "Estou mortificada agora. Eu não sabia que eu seria capaz de... a...". "Vim de uma massagem nas costas?" Kane terminar minha frase para mim. "Seu corpo é super sensível, eu não estou surpreso. Além disso, eu sou o homem, para que você não deve se surpreender também". Bem, eu era envergonhada. Eu tive um orgasmo e tudo que ele fez foi amassar minhas costas, por causa de Cristo. Eu estava nunca viver isso. "Boneca, não seja envergonhada. Não sobre isso. Não comigo". Eu bufei "Como eu não posso? Você acabou de me esfregou as costas e eu tive um orgasmo. Um realmente bom, também". Kane beliscado meu ombro com os dentes. "Este é um momento de muito orgulho para mim. Eu me sinto como o rei do mundo por fazer você vim apenas esfregando suas costas. Tomei sua dor nas costas longe e fiz você se sentir bêbado em um orgasmo. Tapinha nas costas para mim ", ele brincou. Eu gemi quando ele me virou de costas e congelei quando ele esfregou seu rosto contra o lado do meu. "Além disso", ele murmurou, "era sexy". Era? "Sério?" Eu sussurrei.


"Oh, sim" ele ronronou. "Senti-me do momento que você deixar ir, boneca". Oh maldito, a dor de antes estava de volta, e ele estava pulsando duro entre minhas coxas. "Pare agora com isto" Eu implorei minha voz baixa. Kane olhou para as minhas pernas e viu o momento em que apertei minhas coxas juntos. Um sorriso diabólico curvou seus lábios enquanto olhava de volta para mim. "Por quê?", Ele perguntou, lambendo os lábios. "Eu posso fazer você se sentir tão bem boneca. Posso esfregar, e de impulso, sua dor. Você sabe que eu posso". Oh, Deus. "Eu quero transar com você durante a luz do dia. Eu quero ver você. Cada polegada". "Pare". "Eu aposto que você olha adorável segurando os lençóis da minha cama". Ele não. "Kane!". "Oh, uma pré-visualização" Ele sorriu. Aquele desgraçado. Eu ia pedir-lhe para me tocar se ele não parar. "Kane", eu sussurrei. "Por Favor". "Diga sim", ele murmurou e trouxe seus lábios até o meu, escovou um beijo sobre eles. "Diga sim, e eu vou amar o seu corpo até que você não possa ver em linha reta. Deixe-me te foder bem, boneca". Oh, maldito. "Sim", eu respirei. "Sim, por favor". Kane grunhiu e pegou a minha boca na sua. O beijo foi lento, sedutor, e perfeito. Tão perfeito. Eu levantei as minhas mãos para que eu pudesse desliza-las em torno de seu pescoço, mas Kane estendeu a mão e pegou as duas antes que eu pudesse tocá-lo.


"Não toque", ele respirou contra a minha boca. O quê? "Kane, por favor" implorei. "Eu preciso de você". Ele sorriu, e a ação transformou seu rosto inteiro. "Você tem a mim, boneca. Tudo de mim", disse ele, em seguida, desapareceu da minha vista. Mudou-se para baixo da cama, agarrou na banda das minhas calças e minhas calcinhas, deslizou pelas minhas pernas, e puxou para fora de meu corpo em um movimento fluido. Eu gritei com surpresa e tentei fechar minhas pernas, mas Kane já estava entre elas e parou meu hidemeu-vagina, reflexo de fechar. Eu olhei para baixo, mas só podia ver o cabelo dele. Isso me fez rir. "O que é engraçado?", Perguntou Kane. "Minha barriga. Ela bloqueia minha vista de você", eu gargalhei. E Branna disse que eu não era tão grande ainda. Liguei besteira sobre isso. "Você não precisa me ver, boneca. Apenas sinta-me". E sentir, foi o que eu fiz. Eu agarrei os lençóis em volta de mim quando ele me espalhou com os dedos, colocou a língua no meu clitóris, e chupou. Meus quadris empurraram então ele agarrou meus quadris com suas mãos fortes e me segurou para baixo enquanto ele dançou em volta do meu clitóris com a língua talentosa. Porra. Respire, apenas respire e você será cada "Oh, foda-se! Kane!" Eu gritei e cortei meus pensamentos quando ele esfregou os lábios para trás sobre o meu clitóris, e em seguida, moveu a cabeça de lado a lado. Mordi o meu lábio inferior e agarrei mais apertado os lençóis da cama. Senti meus olhos se reverter quando Kane se abateu sobre o meu clitóris e chupou como se sua vida dependesse disso. Eu senti minha compilação orgasmo, e pouco antes de ele bater, tudo ficou dormente. Então eu parei de respirar quando o primeiro pulso me bateu.


"Sim!" Eu gritei. Com cada pulso Kane sugado para fora de mim, minhas costas arqueadas. Assim que parou o prazer e todos que foi à esquerda foi o formigamento sensível entre as minhas coxas, eu mexi longe da boca de Kane. Ele riu baixo em sua garganta quando eu empurrei o meu caminho até a cama. "Você está tentando ficar longe de mim?". "Sensível", eu respirei enquanto eu achatava minhas costas na cama. Kane se arrastou até o meu corpo e pairava sobre mim. Olhei para baixo e encontrou o seu toque de estômago meu, e isso me fez rir. "Isso é tão estranho". Kane olhou para minha barriga, em seguida, de voltar para o meu rosto e sorriu. "Você poderia estar sempre no topo, se esta posição incomoda". Engoli em seco. "E se eu olhar horrível a partir desse ângulo embora?". Kane brincou: "Nada sobre você é horrível. Eu amo seu corpo grávida. Você entende isto? Eu amo isso". Ele fez? "Oh". "Sim" Ele sorriu. "Oh". "Eu vou chegar ao topo, em seguida" eu murmurei. Kane rolou de costas, rapidamente livrando-se de suas calças e boxers, e estendeu a mão para me ajudar a sentar-se. Ajoelhei-me ao lado dele e mordi a bala segurando a barra da minha camisa e puxando sobre minha cabeça. "Foda-me" Kane respirava quando se bebeu na visão de mim. Ele sentou-se e pegou as mãos em torno de minhas costas. Ele soltou meu sutiã e eu suspirei de alívio quando caiu do meu corpo. Kane colocou as mãos nas minhas costas, onde as tiras foram e massageou a área em círculos. Eu gemia de prazer. "Se sente melhor?" Kane murmurou.


Eu balancei a cabeça e olhei para ele. Ele estava olhando para mim com uma mistura de luxúria e admiração em seu lindo rosto. Inclinei-me para a minha boca até a dele e beijei-o. Ele gemeu em minha boca, deslizou as mãos para baixo para a minha bunda, e apertou. Rosnei em sua boca e tranquei o lábio inferior, mordiscando-o. Kane bateu na minha bunda e ele me levou a ganir. "Monte-me, boneca" Kane grunhiu em minha boca. Eu pisquei para ele. "Deja Vu". Kane sorriu. "Eu vou mudá-la para cima. Como é que... foda-me, som boneca?". Eu sorri enquanto eu me inclinei e permiti Kane para agarrar seu pênis para que eu pudesse afundar-se nele. Meus olhos se fecharam quando Kane esfregou-se contra o meu clitóris antes de alinhar seu pênis com a minha entrada. Eu apertei seus ombros com minhas mãos enquanto eu me abaixei para baixo em cima dele. "Sim", ele assobiou. "Porra, Aideen. Você é tão apertada". Aproveite o aperto enquanto dura. Eu engoli um gemido e inclinei à cabeça para baixo para Kane, quando comecei a mover para cima e para baixo. Eu suspirei e mordi meu lábio inferior quando choques de prazer disparou jogar em meu corpo. "O que é isso?" Kane respirava. Lambi meus lábios. "A sensação é intensificada. Eu sinto tudo". Kane me observou enquanto eu levantei e me abaixei de volta para baixo em seu pênis. "Isso é uma coisa boa?" Perguntou. Eu balancei a cabeça. "Sim, é tão bom". Kane sorriu e deitou em sua cama. Ele passou as mãos sobre minha barriga grávida, e então ergueu para os meus seios. Eu assobiei quando ele esfregou-os um pouco mais ou menos. "Gentilmente" Eu castiguei. Kane sorriu, mas fez o que pediu.


Ele correu as pontas dos dedos em padrões levemente circulares ao redor dos meus mamilos, e causou arrepios correndo para cima e pela minha espinha. Minha respiração ficou trabalhando quando eu peguei a minha velocidade e bati no pau de Kane como se não houvesse amanhã. "Foda-se!" Gritou Kane e contrariou seus quadris para cima em mim. "Sim" eu respirei. "Oh, por favor, sim!". "Vamos, boneca" Kane grunhiu e bateu minhas coxas. "Vem em cima de mim". Gritei quando eu trazia para baixo e bati em cima dele até que meu corpo explodiu em sensação. Eu senti as mãos de Kane nos meus braços para me impedir de cair o corpo de lado. Minhas entranhas pulsadas, minha pele formigando, e minha cabeça estavam nadando. Pisquei os olhos abertos quando Kane me deitou na cama. Eu podia ver que ele estava prestes a rastejar entre as minhas pernas, mas eu balancei minha cabeça. "De trás" eu respirei e rolei para o meu lado. Eu usei toda a força no meu corpo para me esforçar-se em todos os quatro, mas eu fiz isso. Kane desperdiçado nenhum momento atrás de mim, levantando minha perna e conectando-o sobre suas pernas antes de entrar em meu corpo. Porra. "Estou tão em você, boneca", disse Kane, em seguida, deu um beijo na minha costa. Olhei por cima do meu ombro. "Sim, bem, eu estou em você... Um pouco". Kane sorriu para mim. "Eu sou definitivamente mais para você, também. Muito. Literalmente, na verdade". Revirei os olhos. "Você é um menino, você nunca perde uma oportunidade de fazer um trocadilho sexualmente relacionado". "Nós estamos fazendo sexo... Eu estou dentro de você agora", ele rosnou. "Você espera nada diferentemente de mim?". "Não", eu imediatamente respondi: "Eu não, e isso é realmente triste. Você não é muito alto na minha lista expectativas".


Kane fechou os olhos. "Eu estou ouvindo suas palavras, eu realmente estou, mas eu sou bolas profundamente dentro de você direita agora, então eu apenas não dou a mínima para o que diabos você está dizendo". Eu abri minha boca para dizer a ele, mas ele deslizou para fora do meu corpo e empurrou de volta com tanta força que me fez engasgar com minhas próprias palavras. "Mais difícil?", Perguntou. Eu estava cerca de desmaiar, e uma batida mais difícil pode fazer isso acontecer, mas o que o inferno? "Mais Duramente". Kane enfiou os dedos em meus quadris e apertou a minha carne com o seu impulso dentro de mim. "Sim!" Eu gritei. Ele bateu a minha bunda. "Porra, boneca. Você se sente tão bom em volta do meu pau". Meus olhos se fecharam. "Kane, por favor". "Diga que você é minha" Ele rosnou. "Kane" eu ofegava. Diga. Estocada. Você é. Estocada. Minha. Estocada. "Eu sou sua", eu gritei. Kane deixou escapar um baixo retumbante grunhido quando ele tem um enorme surto de energia e repetidamente bateu em meu corpo fazendo com que meus olhos rolarem para trás. Eu parei de respirar quando ele bateu um terceiro orgasmo inesperado fora de mim. Eu perdi o controle dos meus braços e cai para frente. Torci para que eu caísse de lado. Kane caiu na minha frente em suas costas. "Aquilo foi-". "Brilhante" eu terminei em uma respiração ofegante. "Sexo gravida está apenas porra brilhante".


Kane virou de lado, pressionou o rosto contra a minha bochecha, e jogou o braço sobre o peito. Ele beijou meu rosto e isso me fez sorrir, preguiçosamente. Ele se aninhou contra mim e inclinou a perna sobre a minha. Isto me fez rir. "Eu só posso fazer uma rodada, garotão. Deixe-me ser". Kane riu, "Eu não estou tentando. Estou cansado demais para se mover". Eu rachei-me: "Pelo menos você é honesto". Kane riu levemente, em seguida, suspirou de conteúdo. Eu levantei minhas mãos e passei os dedos para trás e para frente sobre seu braço. Coloquei minha cabeça para o lado, em seguida, ofeguei quando senti seu movimento no meu estômago. Ela realmente mudou. Eu senti seu movimento sobre durante o trabalho, e às vezes durante a noite, mas nunca quando Kane estava ao meu lado. Sentia um pouco na minha sessão quarto com seus irmãos, mas ela estava realmente balançando sobre agora, você podia vê-lo. Engoli em seco. "Kane" murmurei enquanto ela me deu um chute fazendo-me ofegar. Kane se sentou. "O que é isso?", Ele perguntou, em pânico. Olhei para ele com lágrimas nos meus olhos e fiz um gesto dele para mim. "Rapidamente," eu sussurrei. "Ela está movendo". Os olhos de Kane se arregalaram e, por um momento, ele apenas ficou olhando para mim, então de repente ele saiu e se aproximou. "O que eu faço?", Ele me perguntou, enquanto olhava para meu abdômen. Ele parecia perdido. Estendi a mão e tomei suas mãos nas minhas, e as coloquei plana no meu estômago. Eu cubra-los com a minha e esperei. Para um nada aconteceu alguns segundos, e então... Então a mágica aconteceu. "Oh, meu Deus", eu disse e olhei para Kane. "Você pode sentir isso?". Kane olhou para o meu estômago e, em seguida, para mim. "Eu posso senti-lo. Posso realmente senti-lo".


Comecei a chorar e balancei a cabeça. Kane manteve suas mãos em meu estômago e teve um enorme sorriso no rosto. Ele se inclinou e beijou meu estômago, em seguida, ele sussurrou, "Eu sou o seu pai". Oh, Deus. Eu não podia levá-la. As lágrimas eram rápidas e furiosas quando elas escorriam pelo meu rosto. Obriguei-me a acalmar porque eu não queria que o bebê parasse de se mover assim que eu tomei em algumas respirações até que eu não era uma bagunça. "Finalmente, ela se move muito quando você não está por perto", eu ri quando minhas lágrimas de alegria caíram pelo meu rosto. Ela se moveu em torno constantemente quando Kane nunca foi ao redor, e ela se mudou apenas um pouco quando ele estava por perto, mas não grandes movimentos como o direito naquele momento. Kane sorriu e olhou para o meu estômago. "Eu realmente posso sentilo". "Senti-la", corrigi através das minhas lágrimas. Kane balançou a cabeça, sorrindo. "Nosso relacionamento é baseado nessa argumentação". "Este não é um relacionamento". "Então o que é?". "Uma equipe de debate". Kane riu de mim, então abaixou a cabeça e beijou minha barriga. "Eu amo você já". Meu coração! "Eu não posso esperar para conhecê-la", murmurei. Kane olhou para mim e sorriu. "Eu também, boneca. Eu também". Eu sussurrei "Você olha como uma nova pessoa agora. Eu amo isso". Ele piscou os olhos, em seguida, abaixou-os. "Você quer dizer, porque eu estou sorrindo? Eu sei que muda minha face. Eu já ouvi isso antes".


Eu fiz uma careta. "Não. Eu quis dizer você como uma pessoa, e não sua aparência". Kane ingestão. "Oh". Inclinei a cabeça para o lado. "Eu amo o seu corpo do jeito que é, eu só quero deixar isso claro". "Você ama meu corpo?" Ele perguntou, movendo-se de volta para o meu lado agora que a nossa pequena resolveu ter um sono tranquilo. Eu balancei a cabeça. "O que não tem a amar?". "Minhas cicatrizes" Kane respondeu imediatamente. "Suas cicatrizes são lindas. Você é lindo", eu disse enquanto ternamente tracei as muitas cicatrizes em seu braço com os meus dedos. Ele olhou nos meus olhos. "Lindas?", Ele repetiu sua voz baixa. "Lindas" Eu balancei a cabeça e coloquei minhas mãos sobre sua pele estragada, mas impressionante. "Seus ferimentos são fechados, e sua dor é longa. O que é deixado para trás é um projeto, uma foto que mostra como você era mais forte do que sua mágoa. Isso é o que eu vejo quando eu olho para elas. Eu vejo o quão forte você era. Quão forte você é". Kane virou totalmente para mim e me encarou com um olhar que causou a minha respiração a acelerar. "As cicatrizes... Elas fisicamente estão curadas há muito tempo, mas eu tenho revivido como recebi um milhão de vezes na minha cabeça, e então... Então você passou e fez tudo melhor. Você manteve meus demônios na baía apenas por ser você" Kane chegou e colocou as mãos trêmulas nas minhas coxas. "Você me curou, boneca". Oh. "Kane", eu sussurrei sem fôlego. Ele lambeu os lábios. "Sim?". "Beije-me" eu ofegava, "agora". Eu não precisava perguntar a ele duas vezes. Ele cobriu minha boca com a sua e apertou-me de volta contra o seu colchão. Eu tentei o meu melhor para beijá-lo de volta com a mesma intensidade que ele me deu, mas eu estava exausta.


"Você está cansada" Ele sorriu. Eu odiava que minha resistência foi fodeu o nosso momento. "Me desculpe" eu ofegava. Kane beijou minha cabeça. "Não se desculpe, apenas descanse". "Deixe-me sentir você. Todo você". Kane ingestão. "Oh, tudo bem". Sentei-me e tracei meus dedos sobre todas as suas cicatrizes. Parei por um par de vezes para beijá-los também. Eu queria tomar banho no corpo de Kane com amor para que ele nunca duvidasse de meus pensamentos em direção a ele novamente. Eu estava prestes a deitar-se na cama quando eu escovei meus dedos sobre o cabelo que cobria seu pescoço e senti realmente grossos pedaços. Inclinei a cabeça para o lado e eu empurrei o cabelo de Kane para fora do caminho. Quando eu fiz isso, eu congelei. "Kane", eu sussurrei, "ele diz 'Marco'". Ele se afastou de mim. Ele se levantou da cama e colocou um par de calças de treino. "Eu sei o que diz". "Isso não é uma tatuagem" eu continuei. "É uma cicatriz". Kane não iria olhar para mim quando eu disse o óbvio. "Sim. É uma cicatriz, Aideen". Eu balancei minha cabeça. Ele disse quando ele não foi um grande negócio quando foi. Ele realmente era. "Foi esculpida em você? Quem fez isso? Por que- ". "Aideen!". Eu pulei de susto quando Kane gritou meu nome. Eu encolhi de volta contra os travesseiros atrás de mim e bem fechados e os lábios. "Deixe-o em paz". Eu não pude. "Marco fez você fazer o seu trabalho, certo? Eles foram à causa das cicatrizes, não eram?".


"Aideen". Oh, merda. Ele estava furioso. "Ok", eu sussurrei e desviei o olhar. Kane ficou em silêncio por alguns instantes antes de dizer: "Eu vou para uma corrida. Voltarei mais tarde". Olhei para a porta do quarto quando ele saiu e eu pensei, eu não vou estar aqui quando você voltar.


CAPITULO 22

"O que há de errado com você?". Eu estava sentada no meu apartamento novo com as minhas amigas que me cercavam, mas eu não me senti presente na sala com elas. Minha mente estava em outro lugar. Olhei para Bronagh quando ela falou comigo. "O quê?". Bronagh brincou: "Não se faça de boba, algo está acontecendo com você. Você pede-nos para algumas rodadas de chá e um bate-papo, mas você mal fala e chegamos aqui há horas. Derrame". Eu não queria derramar. Eu não quero fazer nada. "Você e Kane tiveram uma briga?" Isto veio de Branna quando eu permaneci em silêncio. Dei de ombros. "Mais ou menos". "Você não pode ter uma briga mais ou menos com um irmão Slater" Keela interrompeu. "Ou você fez ou você não fez". Revirei os olhos. "Eu fiz então". "Por quê?" Perguntou Bronagh, sua voz suave. Eu exalei. "Eu perguntei a ele sobre suas cicatrizes". "Oh, merda", murmurou Branna. Sim. Oh, merda. "Meus sentimentos exatamente" Eu resmunguei. Keela assobiou. "Uma tempestade de merda aconteceu?". Eu balancei a cabeça. "Não houve discussão ou até mesmo muito berrar... Ele simplesmente fechou-me para baixo com o olhar em seus olhos e a maneira como ele disse meu nome. Ele saiu correndo assim que eu cheguei em casa". Bronagh inclinou a cabeça para trás contra o meu sofá. "Nós podemos esperar ele logo em seguida" Foi uma afirmação, não uma pergunta.


Eu dei de ombros. "Ele pode não vir. Ele não estava feliz com a minha pergunta". "Você pode segurar uma arma para sua cabeça e ele ainda viria a você" Keela bufou e as meninas concordaram. Eu fiz uma careta. "Desta vez foi diferente... Eu perguntei sobre uma cicatriz com um nome em seu pescoço e ele apenas... Explodiu". "O nome em seu pescoço?" Bronagh perguntou surpresa. Eu olhei para ela. "Você nunca viu isso?". Ela balançou a cabeça e assim fizeram as outras. "Huh. Seu cabelo deve ter escondido da vista. Ele fica na parte de trás do seu pescoço". "Cujo nome em seu pescoço é?" Perguntou Keela, sua voz apertada. Eu desviei o olhar, quando eu disse, "Marco". "O quê?". Engoli em seco. "É esculpida em seu pescoço. É horrível olhando. Eu só posso imaginar o quanto isso doeu a ele". "Oh, meu Deus", Keela sussurrou. "Porra Kane", Branna choramingou. Ah não. "Não chore. Você vai me pôr fora e se eu começar eu não vou parar". "Desculpe", Branna fungou e limpou debaixo de seus olhos. Eu apertei minhas mãos sobre o meu estômago. "Eu fiz não só perguntar sobre suas cicatrizes...". "Eu não gosto de como você deixou isso aberto", Branna suspirou. Bronagh sentou-se para frente. "Eu perguntei sobre o seu trabalho para Marco, porque eu sei o que quer que ele fosse causou as cicatrizes". "Merdas". Isto veio de Keela. Eu balancei a cabeça. "Sim, é uma tempestade de merda." "Por que você fez as perguntas?", Perguntou Bronagh.


"Porque eu senti como se eu só sei metade de uma pessoa. Eu só quero entender ele... Nico disse- ". "Oh, Jesus Cristo" Bronagh me cortou. "O que aquele bastardo meu dizer-lhe?". Eu não pude deixar de rir. "Ele me disse há algumas semanas para pedir Kane estas perguntas, mas eu tinha que esperar o momento certo. Mais cedo nesta senti como o momento certo". Bronagh esfregou as mãos sobre o rosto. "Conhecer as respostas para suas perguntas é importante?". Eu balancei a cabeça. "Eu desejo que eu possa esquecer as cicatrizes. Eu desejo que eu possa ser essa mulher que não tem que saber o que ele fez do jeito que ele é hoje, mas eu não sou. Eu preciso saber, para que eu possa compreendê-lo totalmente. Isso me faz parecer louca?". "Não, querida", disse Branna e se aproximou de mim. "Isso faz você humana". Eu balancei a cabeça. "Eu só estou com medo... Eu não quero perdê-lo. Este sentimento é exatamente o que eu estava horrorizada. É a razão pela qual eu não queria ficar com ele. Eu não queria desenvolver sentimentos profundos e eu tenho. Eu o amo muito, e isso me parte o coração que alguém o machucou e que ele ainda está machucando ele. Eu quero ajudá-lo, mas eu não sei como". "Você ama Kane?". Eu pisquei. "O quê?". "Você disse que o amava". Eu fiz? Fechei os olhos quando a realização me atingiu. "Eu amo-o. Porra!". "Aideen," Keela murmurou, sua voz suave. Eu virei para ela e passei meus braços em torno de seu corpo. "Você não vai perder Kane", disse ela com firmeza no meu ouvido. Eu soluçava "Como você sabe disso?". "Porque" Bronagh riu, "ele te ama, também". O quê?


Eu me afastei de Keela e olhei para Bronagh. "Ele me ama?". Bronagh estava sorrindo para mim. "Claro, só um idiota iria perdê-la". As meninas assentiram com a cabeça em uníssono. Eu silenciosamente pisquei. Acho que fui uma enorme idiota então porque eu não tinha ideia. Quanto mais eu pensava sobre Kane, mais profundos meus próprios sentimentos se tornou. Isso causou um sentimento doente para encher o meu estômago e uma dor para desenvolver em meu peito. Devo ter vindo a descer com alguma coisa. A gripe provavelmente. "Eu sei que ele realmente odeia". "Besteira", Branna interrompeu "ele te ama. Ele provavelmente não vai dizer isso por um tempo, se alguma vez, mas ele faz". Oh. "Isso é... Um monte a tomar". "Eu sei, mas não levá-la em", disse Keela. "Não ignorá-lo". Eu olhei para baixo. "Isso não muda que eu quero saber sobre o seu passado e é um enorme problema para ele". As meninas suspiraram, mas não disseram nada. Eu olhei para baixo por mais alguns minutos, em seguida, disse: "Eu estou realmente cansada". Keela franziu a testa. "Vai para a cama. Vamos arrumar aqui e trancar depois que sair". Eu não precisava ser contada duas vezes. Eu abracei todas as minhas amigas e me aventurei para fora da sala de estar e pelo corredor até o meu quarto. Eu nem sequer mudei para uma sesta, eu só chutei meus sapatos e subiu na cama. Fechei olhos e deixei minha exaustão assumir. Eu estava fora em segundos.

***


Acordei algum tempo depois e achei que estava escuro lá fora. Empurrei-me quando eu balançava as pernas sobre o lado da minha cama e apenas fiquei lá por alguns segundos. Eu gemia quando minha bexiga exigiu ser esvaziada. Eu esfreguei os olhos, em seguida, me levantei e sai do meu quarto para o meu banheiro. Depois que eu tinha me aliviado, eu lavei as mãos na pia do banheiro e as enxuguei com uma das novas, toalhas de mão macia que eu comprei. Saí do banheiro e caminhei de volta para o corredor. Eu ouvi por quaisquer ruídos geralmente Kane estaria assistindo a televisão ou algo assim, enquanto eu dormia, mas não soava como ele estava aqui. Ele ainda estava com raiva de mim. Eu balancei a cabeça e caminhei até a minha cozinha. Entrei no quarto e rapidamente saltei de volta para o corredor. O frio do piso de cerâmica na cozinha foi um pouco demais para mim assim que eu andei de volta para o meu quarto e acendi a luz para que eu pudesse encontrar meus chinelos. Eu não podia vê-los em torno do meu quarto, então eu caminhei até meu guarda-roupa e abri a porta, em seguida, fiquei para trás quando o resto automaticamente dobrava aberto. Olhei para dentro para meus chinelos e os viu ao lado de um saco. Olhei para saco de ginásio de Kane. Ele trouxe com ele quando ele parou por algumas noites atrás, mas ele se esqueceu de levar com ele quando ele saiu no dia seguinte, então eu coloquei em meu guardaroupa para se manter seguro. Eu esqueci tudo sobre ele porque ele nunca mencionou isso. Mas assim que eu vi, eu percebi que ele tem trabalhado para fora em sua casa e tinha ido correndo com Nico e seus outros irmãos muito desde então. Não teria ele precisado de seu material de dentro do saco? Seus tênis e tal? Curiosidade obteve o melhor de mim, então eu ajoelhei no chão e puxei o saco na minha direção. Eu agarrei para o zip e abri. Eu estufei as laterais do saco para fora para que eu pudesse olhar para dentro e ver o conteúdo. Eu me inclinei para trás um pouco esperando uma falta de cheiro, era um saco de ginásio depois de tudo, mas não houve fedor. Não havia cheiro de nada. Aquilo foi estranho.


Inclinei-me e olhei para dentro do saco, mas eu não conseguia ver nada, graças às sombras do meu guarda-roupa. Eu deslizei um pouco para trás e deslizei a bolsa ao longo do chão comigo. Eu me inclinei para frente novamente, e desta vez quando eu olhei para o saco, eu vi claramente o conteúdo. Engoli em seco quando vi feixes de dinheiro com faixas elásticas envolvidas em torno delas. Nem notas pequenas ou, foi feixes de quinhentas notas de euro. Centenas deles. "Oh, meu Deus", eu sussurrei. Eu não vacilei quando ouvi minha porta da frente abrir e fechar. Nem eu vacilei quando o ouvi chamar meu nome. "Aideen?". Eu continuei a olhar para baixo, para o dinheiro e gritei: "Em meu quarto". Ouvi seus passos então cada um trouxe para perto de mim e minha descoberta. "Olá bebé. Eu só queria dizer eu-" Kane se interrompeu quando ele entrou no meu quarto, e eu sabia que foi por causa do que viu. Ele ficou em silêncio por alguns instantes, em seguida, ele disse: "Eu tenho uma explicação para isso". Eu olhei para ele, meus olhos queimando dentro dele. "Realmente? Porque eu não posso esperar para ouvi-lo".


CAPITULO 23

"Bem?" Eu solicitei a Kane depois de um minuto de olhar fixamente em silêncio. Ele engoliu em seco. "Eu estou tentando pensar em uma maneira correta de palavras para o que eu vou dizer". "Por favor, tome o seu tempo" Eu assobiei sarcasticamente. Kane estreitou os olhos. "Eu quero me explicar corretamente. Apenas me dê um segundo para descobrir como". "Você quer dizer que você quer um segundo para descobrir uma maneira de conseguir seu caminho para fora de mim e dizer como fodase você tem todo esse dinheiro?". Kane definiu sua mandíbula. "Eu não vou mentir para você, por isso não insinue que eu vou". Houve um silêncio 'ou então' no final da frase? Eu ignorei severamente o temperamento de Kane. "Eu estou esperando sua explicação sobre o porquê milhares de euros estão sentados em meu foda guarda-roupa como se isso não é nada mais do que um par de sapatos baratos". "E eu vou te dar a explicação, se você me der uma porra de um segundo para falar". Esforcei-me para os meus pés e bati a mão de Kane, quando ele veio em meu auxílio. "Eu posso fazer isso sozinha" Eu bati e empurrei-me na posição vertical. "Você acabou de falar". Os músculos da mandíbula de Kane rolaram para trás e para frente. "É o meu dinheiro. Ganhei-o. Fim da história". Como diabos ele estava. "Você não porra ouse tentar escovar esta. Você vê quanto dinheiro está nesse saco?" Eu berrei. As mãos de Kane fecharam em punhos. "É o meu dinheiro, eu sei o quanto está lá".


"Por que você está agindo como se isso fosse normal? Não é foda normal!". Ele colocou seu rosto entre as mãos. "Eu não quero discutir, por favor". Seriamente? "Se alguma vez houve uma razão para argumentar é por causa disso, Kane!". Kane virou-se e deu um soco na porta do meu quarto, amassando instantaneamente a madeira. "O que diabos você quer de mim?". Eu não hesitei. "A verdade" eu quis saber. "Pela primeira vez apenas me diga a porra da verdade!". "Por quê?" Gritou Kane fazendo-me tropeçar para trás longe dele. "Por que você tem que saber tudo sobre mim? Por que não posso ter alguns segredos de esquerda que são apenas para mim?". Empurrei a porta do armário fechada e apertei a minha mão contra ele. Eu só precisava de algo para segurar. "Porque eu só encontrei um saco de dinheiro na parte de trás do meu guarda-roupa e eu quero saber onde diabos você conseguiu". Kane ergueu as mãos à cabeça e passou os dedos pelo cabelo. "É o meu dinheiro, ok? À parte da renda dos meus apartamentos, eu não faço contas bancárias com o meu dinheiro. Eu nunca tenho. Eu não lido com as trilhas de papel. Eu só lido em dinheiro". Eu pisquei. "Isso não responde minha pergunta". "Aideen". "Onde é que o dinheiro vem, Kane?". Kane olhou para mim, difícil. "Eu forneço... Meus talentos para algumas pessoas de merda, ok?!". Um nó torcido no meu estômago. "O que isso significa?".


Kane definiu sua mandíbula. "Isso significa que se alguém requer uma batida para baixo, as pessoas me pagam para fazer isso. Eu machuquei uma merda de pessoas para outras pessoas de merda". Eu recuei como se ele tivesse dado um tapa no meu rosto. "Você... Você machuca as pessoas?". Kane não disse nada. Ele nem sequer piscou. "Saia". "Não". Não? "Você não ganha uma palavra a dizer neste processo. Saia do meu apartamento. Agora". "Meu próprio edifício". Eu sabia que ele acabaria por jogar isso na minha cara! "Você pode possuir o edifício, mas eu aluguei esta porra de apartamento assim saia!". Kane ficou pregado ao chão. "Você queria falar sobre isso, então agora vamos falar sobre isso". "Depois do que você acabou de admitir? Eu não penso assim!" Eu bati. Eu tenho o meu telefone do meu bolso e disquei o número de Nico. Eu coloquei para o meu ouvido e olhei Kane morto em seus olhos quando seu irmão respondeu seu telefone. "Tire Kane de meu apartamento agora". A voz de Nico era difícil quando ele perguntou: "O que há de errado?". "Ele é um filho da puta que fere as pessoas para um idiota mentindo. Eu quero ele fora de meu apartamento agora. Estou falando sério, Nico. Venha pegá-lo ou eu estou chamando meus irmãos". Eu gritei quando Kane veio para mim. "Não me toque!" Eu gritei e corri para a direita. Kane deu um soco na minha porta do guarda-roupa, e porque a madeira não era grossa como minha porta, seu punho foi através dela. "Diga ao meu irmão que está tudo bem e desligue o telefone".


Eu não pude deixar de rir. "Não é um acaso em inferno Kane!". Engoli em seco quando Kane atirou para frente, pegou meu telefone e jogou-o contra a minha parede do quarto. Meu iPhone quebrado em pedaços antes mesmo de tocar o solo. Olhei para os fragmentos no chão por um momento, em seguida, sem olhar para Kane eu me virei e sai do meu quarto. "Espere, eu sinto muito", disse Kane por trás de mim. "Eu não queria fazer isso, você só". "Feito com raiva?" Eu gritei e virei-me para encará-lo. "Toda vez que você fica com raiva você parece perdê-lo. Você grita com as pessoas, soca coisas, e agora você atualiza para quebrar as coisas? Quanto tempo vai antes de desmaiar e bater a verdadeira fonte de sua raiva, hein? Quanto tempo até que você leve a sua raiva sobre mim?". Kane arregalou os olhos. "Eu nunca, me ouvi claramente sobre isso, nunca bateria em você". "Eu não posso acreditar que esse é o problema porra". Kane olhou como se eu lhe tivesse dado um soco. "Você não pode acreditar que eu iria machucá-la. Você simplesmente não pode". Engoli em seco. "Eu não sei, Kane. Isso tudo é complicado demais para mim. Você não é honesto comigo, você chicoteia para fora de mim quando eu faço perguntas, e você é limítrofe obcecado por mim quando se trata de outros homens". "Porque você é minha!" Kane agarrou. Eu pulei um pouco, mas rapidamente me recompus. "Eu entendo isso" eu disse minha voz surpreendentemente calma. "Eu realmente faço. Eu sou sua namorada-". "Não, você não entendeu. Você é minha. Tudo sobre você é meu". Eu pisquei. "Você não me possui, Kane". "Sim. Eu Faço". Eu dei um passo para trás. "Eu não sou propriedade".


"Eu sei que você não é" Kane grunhiu e deu um passo em minha direção "mas sendo minha não faz de você um objeto, ela faz com que você seja minha vida. Você é minha vida, Aideen. Eu amo você". Eu parei de respirar. "O quê?" Eu sussurrei. "Eu te amo" Kane repetiu mais alto e mais firme. Meu estômago começou a doer, meu peito apertado, e minha cabeça girava. "O quê?" Eu repeti, mais uma vez. Kane fechou a distância restante entre nós. "EU. AMO. VOCÊ". Foda-se, Bronagh estava certo. Essa foi á única coisa que eu conseguia pensar durante a declaração de Kane de amor para mim. "Eu não posso lidar com isso", eu finalmente disse. Kane não se mexeu. "O que você está dizendo?". "Eu estou dizendo que era o momento errado para me dizer que você me ama. Você não deveria ter dito isso". "Eu não deveria ter dito isso? É o que eu estou sentindo". Engoli em seco. "Você prejudica as pessoas, Kane". "As pessoas maus, Aideen. Nós estamos falando sobre a escória da terra aqui". Eu balancei minha cabeça. "Eu não me importo. Ele não justifica o que você faz". Kane virou-se e começou a andar para cima e para baixo no corredor. "Você já possui apartamentos, uma agência imobiliária. Você tem mais dinheiro do que você precisa. Por que você continuar... Independente?". Ele estava de costas para mim, quando ele parou de se mover. Eu vi os músculos em suas costas tensos quanto eu perguntei a minha questão. "Eu doou todo o dinheiro que eu obtenho de freelancer para diferentes instituições de caridade. Eu não faço isso por dinheiro. Isto nunca foi sobre dinheiro".


Fechei os olhos. "Então por que você fez isso?". "Porque eu tenho". "Por quê?". Ele se virou para mim, um sorriso sádico no rosto. "Não se atreva a me olhar assim. Não acho que ser frio e dizer vai tirar você desta conversa". "Frio e dizer" Kane repetido então sem humor riu. "Isso descreve muito bem o que as pessoas pensam de mim. Um olhar para mim e eles estão com medo. Você está com medo de mim, boneca?". Apenas do jeito que você me faz sentir. "Um filhote de cachorro tem mais chance de assustar-me do que você, Slater" Eu brinquei. Um sorriso iluminou o rosto de Kane, mas apenas por um momento antes de seu olhar taciturno assumir mais uma vez. "Todo mundo está com medo de mim. Eles acham que eu sou um monstro, e você sabe o quê? Talvez eu seja. Não entende desta forma, por ser um anjo, que é de maldição, com certeza". Eu fiz uma careta. "Eu não entendo". "Bom", respondeu Kane. "Eu não quero que você me entenda". "Bem, eu quero!" Gritei. "Eu quero conhecer você". Isso me chocou admissão, bem como Kane. Ele balançou a cabeça. "Se você obtiver respostas para as perguntas sobre sua mente, você vai me deixar. Você não vai me deixar entrar em cinco pés de você e nosso bebê. Eu sei que você não vai". Engoli em seco. "Querido, só me diga o que eu preciso saber nada vai acontecer. Eu não estou indo para deixá-lo". Kane piscou os olhos. "Todo mundo me deixa, Aideen. Todo Mundo". O quê? "Quem deixou você?" Perguntei minhas mãos tremendo. "Você quer a lista?" Kane bufou. "Meus pais, eles me deixaram muito antes que eles morreram por que eram pessoas do caralho de merda.


Meus irmãos significa tudo para mim, mas eles não têm a hora do dia para mim mais uma vez que suas meninas entraram em cena. Damien é esquerda e voltou para os Estados Unidos há quatro anos e não voltou desde então. Quando você não está comigo, eu estou por minha conta. Todo mundo me deixa, mesmo que eu não quero". Fiquei surpresa quando lágrimas quentes encheram meus olhos. "Você deve deixar seus irmãos saberem como você se sente. Você sabe que eles iriam reavaliar tudo o que fazem, se eles pensam por um segundo que você se sentiu sozinho e deixado de lado por eles". Kane sacudiu a cabeça. "Está bem. Eu estou bem". "Não minta para mim" afirmei. "Você não está bem, e você precisa falar com sua família sobre isso". "Eu estou" ele murmurou. "Estou falando com você". Ele me considerava sua família? "Kane" eu sussurrei. Ele balançou a cabeça. "Chega de besteiras emocional pesada, vamos falar de outra coisa". Eu olhei para ele. "Não, a treta emocional pesada precisa ser discutida". Kane piscou. "Por favor, boneca. Eu não quero perder você também, e uma conversa sobre a minha pesada merda vai fazer isso acontecer". Eu mantive minha posição. "Fale sobre sua merda pesada ou eu vou te deixar". Eu não gosto de dizer isso, mas eu tinha também. Kane olhou para mim por um longo momento. "Você não será mais minha uma vez que você saiba das coisas que eu tenho feito. Eu sei que você não vai". Eu coloquei minha mão na sua. "Eu e você?". Kane engoliu em seco e fechou os olhos. "Eu e você". Eu esperei pacientemente, em seguida, para ele falar. Ele silenciosamente me levou para a sala de estar e nos sentamos no sofá. Eu me virei para encará-lo, mas Kane manteve seu corpo reto e olhou para a televisão na frente de nós.


"Você sabe por que eu e meus irmãos estávamos envolvidos com Marco?". Engoli em seco. "Eu sei que ele correu um negócio com seu pai e depois seu pai morreu, ele tomou sobre. É sobre isso. As meninas não gostam de falar sobre ele assim que eu sou curto em informações". "Ok, isso é verdade, mas há muito mais do que isso". Ele suspirou e se preparou para dizer ás palavras que ele não queria dizer. "Marco e meu pai correram um negócio que lhes valeu o título de gangsters. Nada que eles fizeram foi para cima, mesmo a merda legal era corrupto. Tudo a partir de drogas, a armas e prostituição, foi um jogo justo". Uau. "Eu, juntamente com meus irmãos, fomos criado em um composto de volta em Nova York. Estávamos estudando em casa, portanto, nunca saiamos muito. O composto era enorme e havia sempre algo para fazer para que não estivesse entediado... Até que tinham idade suficiente para ser colocado para trabalhar". Eu não gostei do som disso. "Os gêmeos eram ainda crianças quando Ryder, Alec, e eu começamos. Nós fizemos merda pequena por um tempo como movendo produto, entregando, quebrando em novos recrutas. Merdas assim. Marco sempre disse que meu pai tinha grandes planos para nós, mas eu acho que ele nunca fez. Acho que foi Marco, que tinha planos para nós, e quando meu pai o traiu, matando-o e minha mãe deu-lhe acesso a nós. Concedida a três de nós tinham idade suficiente para sair, se queríamos e nós fizemos, mas nós não podíamos sair com os gêmeos rápidos o suficiente". "O que você quer dizer?" Murmurei. Kane inclinou sua cabeça contra a almofada do sofá. "Damien tinha uma namorada chamada Nala. Ela era uma criança asiática bonita e ele a adorava. Isso foi pouco o problema era que ele se importava muito com as pessoas. Ele estava confuso quando nossos pais morreram. Ele entendeu que não poderia atravessar Marco embora. Nós fomos criados em torno de um império que pregou lealdade. Ele foi instilado em nós a partir de uma idade muito jovem. Nós erámos leais ao núcleo uns aos outros, aos nossos pais, e até mesmo para Marco,


mesmo que os três deles não merecia isso. O que nosso pai fez foi errado, ele traiu alguém que ele jurou ser leal, e para nós, isso não está certo. Você não vira as costas para seu próprio país, mas os meus pais fizeram". Eu escutei Kane enquanto falava, e quanto mais eu ouvia, mais assustada eu ficava. "Mesmo que Damien compreendia que nosso pai era um traidor, ele não deixava ninguém conversa merda sobre ele. Um dos sobrinhos de Marco, Trent, fez exatamente isso. Ele disse que nosso pai merecia ser baleado e enterrado, e não era mais do que ele merecia. Isso mandou Damien fora, eles lutaram, mas Trent puxou um arma- ". Cortei Kane fora em um suspiro, mas ele pressionou. "Para encurtar a história, Damien de alguma forma pegou a arma e atirou em Trent. Foi-nos dito que ele morreu, e para proteger Damien por trair um dos nossos, nós começamos a trabalhar para Marco. Trabalho diferente para cada um de nós. Ele nos empurrou em diferentes ambientes, de Dominic a luta, Alec um acompanhante, Ryder em negociação, e eu... eu me tornei um monstro". Eu balancei minha cabeça. "Desacelere. Você disse que foi dito que o garoto Trent morreu?". Kane resmungou: "Sim, até alguns anos atrás, quando a pequena cobra ressurgiu. Descobrimos que Marco nos traiu, então nós saltamos. Estávamos pagando uma dívida que não era válido em primeiro lugar. Damien nunca matou Trent... não pela primeira vez de qualquer maneira". Eu pisquei. "Eu não quero saber o que isso significa". "Bom", Kane resmungou. Liguei meus olhos sobre seu corpo. "Ok, então você tem um trabalho de ferir as pessoas... Como você conseguiu suas cicatrizes?". Kane engoliu em seco e olhou para longe de mim. "Punição". "Punição?" Eu repeti. Kane acenou com a cabeça, ainda olhando para longe.


"Quando eu não fiz um trabalho... Corretamente, eu fui punido. Severamente". Eu não gosto de como isso soou, nem um pouco. "Eu estou confusa, Kane" murmurei. "Que trabalho? Que punição?". "Aideen, você tem que ter uma ideia das pessoas que eu estou envolvido. Mesmo antes de eu explicar a merda, você tinha que saber que no fundo eu não lido com as pessoas em linha reta". Por que não foi formulada no passado? "Eu... eu acho que sim" eu admiti. "Eu sei que Marco era como o tio Brandon de Keela, uma cobra torta... mas é isso. Keela não fala sobre o Marco ou qualquer coisa que desceu com ele. Ele tinha me batido para fora antes que ele disparou em Storm e tomou Keela, Alec, e Bronagh para a Darkness, lembra?". Kane fechou suas mãos em punhos. "Eu achei você inconsciente no chão do apartamento de Keela. É claro que eu me lembro do caralho. Ela me assombra". Ela faz? Fui levada de volta por sua súbita raiva. "Me desculpe, eu não quis dizer". "Não se desculpe" Kane suspirou. "Eu não estou bravo com você, nada disso foi sua culpa. Acabei de ficar irritado por que eu me lembro do que aconteceu com você". Eu sabia que ele me encontrou antes de qualquer outra pessoa no ano passado, quando Marco destruiu o lugar de Keela e levou-a, Alec, e Bronagh presos. Era como algo saído de um filme. Ele me nocauteou ferindo Storm, e apenas tomou os outros. Foi surreal para sequer pensar que isso aconteceu muito menos perceber que eu era parte dela. Kane me encontrou naquela noite, então ele me deixou com Branna enquanto ele e o resto de seus irmãos foram buscar Brandon para que eles pudessem se livrar de Marco de uma vez por todas. Livrando-se de Marco machucou minha amiga embora. Marco não estava mais na Terra, não entre os vivos de qualquer maneira, e ele ainda tinha uma parte de Keela através de seus pesadelos. Eu estava além do prazer de ouvir sua mente estava lutando


para trás e foi lentamente, mas certamente, livrando-a de Marco também. Porra Marco. "Posso te perguntar uma coisa que tem estado em minha mente desde o dia que você acordou no hospital?". Kane deu de ombros. "Atire". "O que é os seus problemas com agulhas?". Kane parou. "Não é a agulha, é o esfaqueamento". Engoli em seco. "O que esfaqueamento?". Ele esfregou o rosto com as mãos. "Quando eu era punido, para me impedir de lutar para trás, meus pulsos estavam amarradas com uma corda e penduradas acima da minha cabeça" Ele parou de tocar as cicatrizes que pareciam como queimaduras circulares em torno de seus pulsos. Queimaduras de corda. "Quando eu estava preso, o chefe levaria uma agulha tão fina que mal se podia vê-lo. Não demorou muito tempo, o suficiente para perfurar quaisquer órgãos, para que ele pudesse me apunhalar pelas costas mais e mais até que eu gritasse. Ele disse se eu estava esfaqueando-o na parte de trás por não trabalhar, então ele me apunhalaria no meu. Literalmente". Meu estômago revirou. Meus olhos foram para o pescoço, em seguida. "E o nome do seu pescoço?". Kane olhou para baixo. "Recusei-me a ferir uma mulher. Ela era uma pessoa horrível e drogava as mulheres que foram traficadas para o composto. O nome dela era Jenna. Ela cruzou Marco e ele me queria a machucá-la, mas eu recusei. Marco tinha me amarrado com cordas e ele esculpiu seu nome em meu pescoço, como a marca dele. Era para ser um lembrete constante de que eu estava possuído por ele". Foi por isso que ele odiava o nome Jenna. Eu queria chorar meus olhos para fora.


Eu odiava Marco Miles, e eu estava feliz que o filho da puta estava morto. "Por que Marco faria isso?", Eu sussurrei. "Por que ele iria esfaqueá-lo e feri-lo tão mal?". Kane ficou tenso por um momento. "Você acha que Marco era o único que me apunhalou?". O quê? "Ele não era o único homem envolvido com você e sua família?" perguntei confusa. Kane riu "Eu desejo. Desejo que Marco era tudo que eu tinha para se preocupar, mas não, Marco era o chefão de mim, mas ele não era o único que me deu empregos". Plural? "Então... Quem mais lhe deu... Postos de trabalho?". Kane resmungou: "Você já sabe quem". Eu fiz? "O quê? Quem?". A voz de Kane não era a sua quando ele rosnou. "Big Phil. Ele era o meu antigo patrão. Ele causou as cicatrizes. Ele causou a dor" Ele fechou seus olhos nos meus e disse: "Ele me criou".


CAPITULO 24

"Big Phil?" Eu questionei. "O homem que Damien tinha mencionado que estava vindo para a Irlanda?". Kane acenou com a cabeça. "Sim. Ele". "O que ele fez você fazer?". Kane olhou para longe de mim então. "Coisas horríveis". "Eu não quero fazer você reviver qualquer coisa, mas você pode me dizer um pouco?". Kane esfregou os olhos. "Big Phil era um cara clean-up. Marco correu tudo e fez os negócios, mas nunca as ofertas foram cumpridas, Big Phil foi o único a ir e descobrir o porquê. Isso significa que se alguém que Marco nunca pagou o dinheiro que era devido, a equipe de limpeza entrou para corrigir isso. Não foi apenas dinheiro, se alguém fez algo errado para Marco, a tripulação entrou. Eu estava apenas sob Big Phil em uma cadeia de comando com a tripulação. Ele disse pule, eu perguntava 'quão alto'". Kane riu, mas não foi bem-humorado. "Eu tive que ferir as pessoas... A dor era uma maneira fácil de levar as pessoas a pagar". Olhei para ele, horrorizada com a vida que ele viveu. Kane olhou para mim e viu a mistura de tristeza e desgosto no meu rosto, e ele entrou em pânico. "Por favor, entenda tudo que tínhamos um papel a desempenhar, e este foi o meu. Eu estava protegendo meu irmão mais novo, Aideen. Eu estava com medo, se eu me afastei muito e não fazer o que eu deveria fazer, em seguida, Marco mataria Damien". "Eu entendo", eu sussurrei. Eu surpreendi Kane com a minha resposta, mas me surpreendeu ainda mais. Eu entendi porque Kane fez o que ele fez, e foi porque eu realmente entendi que ele estava fazendo coisas horríveis para proteger o seu irmão. Se eu fosse colocar em uma posição para salvar uma vida de meu irmão, eu faria isso, não importa a que custo.


Para proteger aqueles que amamos, nós faríamos qualquer coisa, independentemente das consequências. "Havia pessoas teimosas, porém, as pessoas que não querem pagar o que deviam" Kane disse depois engoliu. "Eu tive que prejudicá-los de uma maneira diferente". Ele parou de falar e eu decidi que eu não precisava saber o caminho que ele queria dizer. Eu poderia imaginar as coisas horríveis e eu não sabia mesmo totalmente a extensão do que ele foi forçado a fazer, então eu não preciso de uma descrição detalhada. Eu, então saltei para uma pergunta que foi incompreensível em minha mente. "Por que você estava punido se você fez o seu trabalho? Isso não faz sentido para mim". "Porque eu não fiz sempre". Ele não? "Por que não?". Kane olhou para mim, seus olhos vazios. "Porque eu odiava cada segundo dele. Eu odiava ferir as pessoas. Eu odiei isso". "Ok, querido", eu respirei e me aproximei, esperando que eu oferecesse algum conforto para ele. "Eu conheço você, você não faria nada do que você me disse para fora de sua própria vontade". Os olhos de Kane ficaram escuros, e os músculos de sua mandíbula ficaram tensos. "Eu faço para fora de livre arbítrio agora, mas somente se eles são escória". Eu pisquei quando ele disse isso. Ele não tem que machucar as pessoas, mas ele fez isso de qualquer maneira, mas desta vez eles eram pessoas más? Para mim, isso soou como se ele estivesse tentando compensar todo o mau que ele tinha feito, tentando corrigir um erro da única maneira que sabia. Eu coloquei minhas mãos no rosto tenso de Kane e obriguei-o a olhar para mim. "Você não precisa fazer nada. Você não precisa ferir as pessoas ruins para compensar ferir quaisquer pessoas inocentes. Você pagou a sua dívida. Você não precisa se sobrecarregar com isso mais".


"Eu só queria provar a mim mesmo que eu não sou o monstro que todo mundo acha que eu sou" ele sussurrou. "E se eu paro mesmo um babaca, vai ser o suficiente". Oh, Kane. "Você fez querido" eu murmurei enquanto as lágrimas brotaram em meus olhos. "Você ajudou parar Marco. Ele foi o ser humano horrível, e você parou. Quem sabe o quanto doía, e quantas vidas, você salvo por fazer isso?". Kane piscou para mim. "Eu nunca considerei isso". Eu pressionei minha testa contra a dele. "Você está livre dessas pessoas más. Seu passado não faz quem você é. Todas as coisas horríveis que você foi forçado a fazer não reflete seu caráter. Eu sei que você é um bom homem, e assim como todo o resto". "Você realmente acredita nisso?", Ele murmurou enquanto ele olhou para mim com seus olhos azuis do oceano. Eu balancei a cabeça e disse: "eu faço". Ele engoliu em seco e lambeu os lábios. "Ouvindo isso... Isso significa tudo". "Coisas ruins acontecem a pessoas boas todos os dias, Kane" eu assegurei a ele. "Você só foi pego em algo que você não tinha controle sobre". Ele passou os braços em volta de mim. "Eu te amo tanto, Aideen. Sinto muito por tudo que eu já disse ou fiz que a feriu". A admissão causou as lágrimas em meus olhos a cair. "Você realmente me ama?". "Mais do que qualquer coisa neste imediatamente. "Você é tudo para mim".

mundo"

Kane

respondeu

Meu lábio inferior tremeu. "Eu sou nada para mexer, Kane". "Você não viu a si mesmo através dos meus olhos. Você é definitivamente algo para mexer, boneca. Confie em mim". Eu fiz. Eu confiei em Kane.


"Eu faço", eu sussurrei, "com minha vida". Ele fechou os olhos. "Eu preciso dizer-lhe tudo dentro da minha cabeça para que você obtenha uma imagem clara de como quanto eu preciso de você na minha vida. Ao meu lado". Ele não tem que, eu já tinha conhecido. "Kane-". "Quando nós não falamos, eu não durmo. Eu sou uma bagunça sem você, e eu não tenho medo de admitir isso. Eu receio que se você não voltar para mim eu vou existir apenas sempre sentindo este vazio por dentro". "Kane". Seu domínio sobre mim apertado. "Eu vou fazer o que quiser, eu juro". Eu sabia que ele faria. "Eu ainda acredito em nós, boneca, e eu espero que você também". Suas palavras me bateram mais forte do que eu jamais vou admitir. "Eu sei muito bem que você pode fazer um milhão de vezes melhor do que eu, e você merece Aideen. Você merece tudo o que o mundo tem para lhe oferecer, mas eu sou um bastardo egoísta, que quer você para nada mais do que sua própria felicidade". "Querido" Eu sussurrei enquanto meu coração batia contra o meu peito. Ele levantou a mão para o meu rosto e escovou o polegar sobre meus lábios. "Eu vou passar todos os dias mostrando a você o quanto eu amo e te adoro, boneca. Pode confiar em mim com seu coração. Eu não posso dar-lhe um monte de coisas, mas eu serei amaldiçoado se eu não posso dar-lhe o seu felizes para sempre". Meu Deus. "O que temos boneca... é melhor do que palavras". Ele foi minha ruína. "Eu também te amo" eu respirei. Kane congelou. "Eu não disse tudo isso para fazer você se sentir como se você tinha que dizer isso".


"Eu estou dizendo isso porque o amor é exatamente o que eu sinto por você. Tem sido crescente por semanas e semanas agora. Eu estava com medo de admitir isso para mim mesmo. Eu quero estar com você. Eu juro que eu faço". Kane piscou algumas vezes, em seguida, exibiu seu sorriso perfeito. "Uma relação sem um título, como antes?". "Não", eu respondi, felizmente. Kane levantou uma sobrancelha, então eu disse "Skull... Ele foi o meu Sr. Quase, mas você? Você é o que eu gosto de chamar de senhor dor na bunda e que se traduz para mim Mr. Certo". Ele piscou os olhos. "Então... estamos realmente namorando?". Homens. "Sim", eu ri, "nós estamos realmente namorando. Estamos oficialmente namorado e namorada". Kane sorriu. "Yah." Senti minha boca aberta. "Você nunca deve dizer "yah". Você é grande, assustador, e viril para o núcleo. Homens assustadores grandes não dizem 'yay'". Os olhos de Kane brilharam e ele se inclinou para mim e sussurrou: "Isso se faz". Ok, homens tão grandes, assustadores, e viris para o núcleo poderia dizer "yay" e fazê-lo funcionar, ou pelo menos o meu homem podia.


CAPITULO 25

"Senhorita Collins?". Eu fechei meus olhos quando eu escrevi acima a lição de casa para a minha aula na lousa. Escola foi para fora em cinco minutos, e ouvir 'Srt Collins' era algo que eu poderia ter feito sem desesperadamente. Eu estava cansada, irritadiça, e com fome. Eu só queria ir para casa e estar com Kane. Quem sabia que admitir que você ama alguém poderia fazer você querer ficar perto deles vinte e quatro-foda-sete? Não para mim, isso é certo. Minha súbita necessidade para Kane foi embaraçosa, mas eu não poderia ajudá-la. Nós dissemos aquelas três palavras importantes apenas uma semana atrás, e eu senti que eu precisava para ficar com ele o tempo todo porque o meu coração doía quando eu não estava. Eu não sabia se isso era amor em geral ou meus hormônios multiplicados pelo infinito. Fosse o que fosse ele me transformou em um cachorrinho doente de amor completo. "Sim?" Eu respondi docemente para o queridinho que gritou meu nome. "Sua barriga está esfregando fora na parte inferior do quadro-negro". As risadas que se seguiram essa afirmação causou meu olho a se contorcer. Olhei para baixo e gemi quando eu vi minha barriga grávida que, na verdade, passa para a escrita na metade inferior do quadronegro. Ele me fez um pouco chorosa porque eu tive que dobrar para baixo quando eu porra escrevi ele! "Eu não estou reescrevendo isso", eu anunciei. "Não há esta noite lição de casa. Considerem-se sortudos". Os gritos que enchiam minha sala de aula me fez rir. Virei-me para enfrentar a minha classe e sorri para eles. Eles foram um bom grupo de crianças, e eu adorava ensinar-lhes. "Todos vocês podem fazer as malas e se alinham ao lado da porta. O sino vai tocar em poucos minutos". A conversa que se seguiu rapidamente foi tão alto que me deu uma dor de cabeça instantânea.


"Arrumar em silêncio, por favor" eu disse em voz alta, um olhar severo no lugar no meu rosto. Isso calou a todos, e minha cabeça estava grata por isso. "Senhorita Collins?". Olhei para Niamh, uma garota loira que estava sentada na fileira da frente da minha classe, quando ela falou. "Sim, querida?" Eu perguntei, sorrindo para ela. Ela era tão bonita que eu queria apertar suas bochechas. Ela assentiu com a cabeça para o meu estômago. "Você está animada para ter seu bebê?". Alguns dos meus alunos do sexo masculino gemeram e isso me fez rir. As meninas da minha turma adorava conversar sobre o meu bebê e pedindo a todos os tipos de perguntas sobre a gravidez. Algumas semanas atrás, os meninos se cansaram com ele e zoneada para fora sempre que as meninas me perguntaram sobre estar grávida. Eles usaram o tempo para fechar os olhos ou olhar para o espaço. Eu achava que era hilariante. "Estou muito animada". Niamh sorriu para mim. "Eu aposto. Minha MA é gravida de um bebê também, e eu estou super animada". Eu sorri. "Isso é brilhante, você está indo para ser uma grande irmã mais velha". "Obrigado", Niamh corou. "Eu não posso esperar para ajudar Ma a cuidar do bebê. Ela disse que eu tenho um enorme trabalho para ajudála porque meu papai conseguiu um novo emprego e ele tem que trabalhar duro para que possamos comprar coisas novas para o bebê". Naquele momento, o meu amor por Kane cresceu ainda mais. Ele tirou minhas preocupações sobre o dinheiro, ele também me deu um tempo precioso que poderia ser gasto como uma família. Se eu tivesse que se preocupar com dinheiro, ou uma babá para que eu pudesse trabalhar, eu não sabia como eu iria eu ter lidado. "Você é uma menina muito boa para ajudar sua mãe, e você está indo para ter tanta diversão com o seu novo irmão ou irmã. Você vai ser a única a ensinar-lhe todas as coisas divertidas" Eu pisquei.


Niamh deu uma risadinha, e assim o fez seus amigos. Eu só podia imaginar o que 'coisas divertidas' que pensavam. Poucos segundos depois da escola indicando sino foi sobre tocou alto. Ele não fez nada para a minha dor de cabeça, mas ele fez-me aliviar sabendo que eu poderia ir para casa e ficar lá para o dia. Eu amei sextas-feiras. Saí atrás de meus alunos quando eles saíram da sala de aula, e saiu para o quintal onde cada um alinhou até que seus pais deram-se conhecido. Felizmente levou apenas 10 minutos para eu dizer adeus aos meus alunos e seus pais. Voltei para a minha sala de aula e comecei a arrumar minhas coisas. Peguei meu telefone e seu carregador e coloquei na minha bolsa junto com meu batom e balas. Eu tinha grampeado minha mala fechada, enganchei a correia por cima do meu ombro e sai da sala de aula, trancando a porta com minhas chaves atrás de mim. Os corredores foram liberados rápidos de alunos mais velhos, como sempre faziam na sexta-feira porque era um meio dia. Eu fiz meu caminho pelo corredor e me dirigi para a sala dos professores para que eu pudesse pendurar as chaves da minha sala em cima do rack de chaves. Quando entrei na sala, era tão escasso como o corredor. Funcionários membros queria sair da escola, tanto quanto os estudantes fizeram. Eu pendurei as chaves da minha sala em cima do rack de chaves e deixei o staffroom, sorrindo para mim. Eu estava no meio do corredor principal, dirigindo para a saída da escola, quando eu olhei para cima e vi um homem encostado na parede do lado de fora das portas da escola. Ele só estava ali de pé, esperando por alguma coisa... Ou alguém. Quem era aquele? "Aideen?" Eu olhei por cima do meu ombro quando ouvi a voz de Kiera chamar meu nome. Eu vi Kiera vindo em minha direção, então eu parei de andar e esperei por ela para me alcançar. Enquanto eu esperava, eu virei minha cabeça e olhei para trás para o corredor. Fiquei surpresa quando descobri a área fora da escola das portas estavam vazios. Nenhum homem. "Eu estou ficando louca", eu murmurei e me virei na direção de Kiera. "Ei" Kiera respirou.


"Eu estou feliz que eu peguei você.” Eu empurrei os cabelos dispersos de volta para fora do meu rosto. "Está tudo ok?". "Sim, tudo é perfeito". Perfeito? Eu sorri. "Quem é ele?". Kiera riu: "Como você sabia que era um homem?". Eu dei de ombros. "Você tem esse grande sorriso bobo em seu rosto". "Você teve o mesmo sorriso por um tempo agora, não trapo em mim". Eu ri, "eu felizmente admitir a minha é para Kane, quem é seu?". "Seu nome é Trevor Moore. Eu o conheci em Tesco, de todos os lugares". Eu congelei. "Trevor Moore?" Skull? Kiera franziu a testa. "Você o conhece?". Engoli em seco. "Trevor é Skull, querida". O rosto de Kiera caiu. "Oh". Eu apontei meu dedo para ela. "Não mesmo de pensar sobre o que você está pensando. Skull e eu somos velhas notícias. Eu o amo até a morte, mas apenas como um amigo. Ele sente o mesmo por mim". Kiera gemeu: "Mas ele era seu rapaz durante anos, vai ser estranho se eu-". "É apenas estranho se você torná-lo estranho. Skull é incrível, e eu estou sendo honesta quando digo que você não vai encontrar um rapaz melhor do que ele. Ele é uma joia, Kiera, e como raras são as pedras preciosas?". Ela mordeu o lábio inferior. "Você realmente não se importa se eu for a um encontro com ele?". "Eu realmente não me importo", eu assegurei-lhe. Ela me olhou. "Você está dizendo a verdade?". Eu balancei a cabeça. "Honestamente, se eu pudesse escolher alguém para Skull, seria você".


Ela corou. "É apenas um encontro". "Então por que você está tão tonta sobre isso?". "Porque ele é perfeito", ela emocionou-se. Eu cai na gargalhada. Kiera de brincadeira golpeou meu ombro. "Pare de rir, eu não estive em um encontro em anos. Estou dentro dos meus trinta e poucos anos, eu não deveria ser tão vertiginosa ao longo de um homem". "Skull é o homem, no entanto. Ele é brilhante. Você tem todos os motivos para estar animada". Kiera disse. "Eu realmente estou". Eu estava tão feliz por ela, e por Skull. Kiera era perfeita para ele. "Quando é o seu encontro?", Perguntei. Kiera caiu. "É hoje à noite". Eu fiz uma careta. "Você não está de plantão de detenção esta noite?". Ela sempre fez ontem à noite de detenção. "Eu sou", ela gemeu. "Eu esqueci tudo sobre a detenção". "O que você está indo fazer?", Perguntei. Ela arranhou seu pescoço. "Eu estava indo a pedir-lhe para assumir a detenção para mim esta noite?". Minha resposta já foi um sim. "Como se você ainda tem que perguntar. É claro que eu vou cobrir". Kiera gritou e jogou os braços ao redor do meu corpo, me abraçando com força contra o peito. Eu ri e abracei de volta. "Muito obrigado, é exatamente por isso que eu te amo. Você é brilhante". Eu suspirei "É verdade". Kiera riu, "Ok, então detenção é na minha antiga sala, que é a sua nova sala. Ela começa na metade das quatro e termina às seis horas. Você não tem que fazer nada, as crianças trazem suas próprias coisas para trabalhar. Você apenas assina que eles assistiram".


Ela me entregou uma folha de papel com um único nome. "Detenção de uma criança?” Eu questionei. Kiera ergueu as mãos. "Não me culpe, culpe a bordo". A bordo estavam idiotas. Kiera e eu viramos e caminhamos pelo corredor e pelas portas da escola. "Não se preocupe com isso, eu tenho esse coberto. Quão difícil pode correr detenção com uma criança? Eu vou estar em casa pela metade seis com os pés para cima". "Atta menina", Kiera riu. "Eu vou te dizer tudo na segunda-feira". Dei-lhe um polegar para cima. "Eu não posso esperar. Divirta-se!". Nós dirigimos nossos caminhos separados, Kiera foi para casa, e eu dirigi para a casa de Kane. Ele ficou no meu apartamento a cada noite, mas ele não oficialmente vive lá. Eu pensei que mantê-lo assim durante alguns meses foi melhor. Eu não queria trazer muito sobre nós mesmos uma vez que tudo era ainda tão fresco para nós. "Kane?" Eu chamei quando eu entrei em sua casa. "Na cozinha, querida". Eu bocejei enquanto eu caminhava pelo corredor e entrei na cozinha. Eu encontrei Kane sentado na mesa da cozinha ao lado de Nico, ambos olhando para algo em um laptop. "O que você tanto olha?", Eu perguntei quando eu abri a porta da geladeira e comecei a torcer em torno de dentro por comida. As coisas ficaram em silêncio por um momento até que eu senti braços deslizar em torno da minha cintura e na minha barriga. Eu pulei um pouco e isso o fez rir no meu ouvido. "Você está com medo" ele murmurou e mordeu de leve no meu ouvido. Meus olhos se fecharam por um segundo, mas rapidamente reabri. "Por favor, não", eu gemi. "Sexo na hora do almoço vai me matar com o cansaço e tenho que voltar para trabalhar em poucas horas. Kiera me pediu para cobrir detenção hoje porque ela tem um encontro e eu disse OK".


Kane riu, "Eu só estou brincando. Bem, mais ou menos". Rosnei "homem mau". Ele continuou a morder minha orelha então eu virei e dei de ombros de mim. "Eu posso olhar completamente calmo e à vontade, mas em minha cabeça eu matei você já por duas vezes. Pare". Kane sorriu. "Você tem um pavio curto". Eu bati meus dedos. "Não, eu tenho uma reação rápida à sua besteira". "Woo" Nico disse da mesa da cozinha e estalou os próprios dedos na formação de Z acompanhada com a cabeça balançando de um lado para o outro. "Vai namorada". Tentei não rir, eu realmente fiz, mas era muito difícil não. "Você é um idiota". "Eu tenho essa merda", disse Nico, em seguida, olhou para trás para o laptop. Fui até lá e tentei ver o que ele estava assistindo, mas ele fechou o laptop antes que eu pudesse ver o que estava na tela. "O que foi aquilo?". "Pornô". Mentiroso. Eu olhei para Nico até que ele começou a inquietar-se sob meu olhar. "É um cara que eu estou lutando hoje à noite na Darkness. Eu só estava estudando seu estilo de luta". Eu fiz uma careta e toquei o rosto de Nico. "Você é bonito demais para receber socos na cara". Nico riu e disse: "Irmão, sua menina pensa que eu tenho um rosto bonito". "Então? Ela acha que eu tenho um galo bonito, eu sei qual eu estou mais feliz". Nico rachou de rir enquanto eu revirei os olhos. Homens.


"Eu gostaria de poder ficar aqui o dia todo" Eu suspirei. "Então" Nico disse com um encolher de seu ombro. Revirei os olhos. "Eu não posso. Eu disse a Kiera que eu ia cobrir para ela. Você não estava ouvindo a mim? Eu só disse há alguns minutos atrás". Nico olhou para mim, um olhar pensativo no rosto. "Quem é Kiera?". Eu sorri. "Ela é uma amiga, mas você a conhece como Mrs. McKesson". "Não!" Nico engasgou. "Ela ainda leciona na escola?". Eu balancei a cabeça. "Sim". "Ela ainda está quente?". Eu brinquei "Sério?". "O quê? Se Bronagh nunca tivesse andado em classe no primeiro dia de escola, eu teria feito isso a minha missão de bater senhorita McKesson. Ela é quente demais para ser uma professora". Eu olhei para Nico, longo e difícil. "Ela não teria tocado você". Nico sorriu. "Eu discordo". Eu tremi em desgosto. "Você é feio". "Eu sou um cara". Isso não era desculpa. Eu afastei-me de Nico, em seguida e mais para Kane. Eu testei o seu açúcar no sangue, em seguida, dei-lhe sua última injeção para o dia. Ele me relaxou por saber que ele foi carregado na insulina e bom para ir até amanhã. Quando eu coloquei o seu kit de distância, eu fiz um sanduíche para mim quando ele voltou para assistir o vídeo da luta com Nico. Eu estava encostado no balcão comendo minha comida enquanto eu ouvia a conversa dos irmãos. "Bem ali, seus ataques contrários são fracos. Ele recebe um estouro de dez segundos para socos rápidos, então ele precisa de vinte a trinta esfriar. Ele está dançando ao redor para evitar os grandes hits. Depois que ele faz isso hoje à noite, você contrariar e não parar até que ele cai".


Eu balancei minha cabeça. "Tão violento". Nenhum dos rapazes prestou atenção. "Eu não acho que isso será suficiente", Nico respondeu a Kane. "Ele é enorme. Ele vai levar os meus sucessos e mantêm". "Não se você receber seu ombro no lado direito," Kane argumentou. "Olha como ele protege. Aposto que é uma lesão recorrente. Quando você levá-lo para baixo, aplicar pressão suficiente para a articulação e o osso deve quebrar facilmente se é uma lesão antiga". "Jesus Cristo", eu engasguei. "Isso é realmente necessário?". Mais uma vez, os rapazes me ignoraram. Eu bufei, "Sim, Aideen. É necessário, mas nós somos bárbaros e isso é o que fazemos". Kane olhou para mim então. "Você disse algo?". Rosnei, "Eu estava conversando sozinha". "Por quê?". "Se eu não falar sozinha, quem o fará?". "Uh, eu?". Revirei os olhos. "Por favor, você não me ouve metade do tempo assim que eu poderia muito bem estar falando sozinha". Nico bufou, mas não olhou para cima a partir do laptop. Kane se levantou e andou até mim e me puxou para o seu corpo quando ele estava perto o suficiente para fazer isso. Ele olhou para o meu estômago, então para mim e sorriu "Eu sinto que há algo entre nós". Eu ri, "Sim, uma barriga que vai continuar crescendo". "Quanto maior melhor". "Grande não é melhor quando se trata de minha barriga". Kane riu e me beijou antes de voltar para o lado de Nico. Eu tinha um copo de água e olhei para fora da cozinha e no corredor que levam até a porta da frente quando ouvi uma porta de carro perto. "Ryder ou Branna está em casa", murmurei.


"Vai ser Ry. O farelo de não terminar o trabalho até mais tarde esta noite". Hmmm. Ryder. "Algum de vocês notou quão estranho Ryder tem sido ultimamente?". Kane e Nico trocaram um olhar, em seguida, olhou na minha direção. O que foi aquilo? "O que você quer dizer?". Eu dei de ombros. "Ele tem sido fora de casa muito ultimamente, como... Um monte. Ele não tem um emprego, então eu sou apenas imaginando o que ele tem feito". Kane franziu a testa para mim. "É o seu próprio negócio". Revirei os olhos. "Isso significa nada para mim. É como se você não me conhecessem mesmo". Nico riu, mas cobriu a boca quando Kane lhe deu uma cotovelada. "Não o machuque ele tem uma luta esta noite." "Sim" Nico argumentou "bastardo". Eu bufei então. Kane sacudiu a cabeça e se concentrou em mim. "Não pano na Ryder, por favor? Eu não quero você envolvida em quaisquer problemas que está tendo com Branna, ok?". Oh, pelo amor de Deus. "Aideen?". Diabos. "Ok" eu grunhi e olhei para o corredor quando a porta da frente abriu. Ryder olhou para cima e me viu. Ele fechou a porta atrás dele e sorriu enquanto caminhava pelo corredor e na cozinha. "Hey linda." Ele piscou e me deu um beijo na bochecha em saudação. Kane grunhiu "Chamando-a pelo seu nome não é uma opção para você?".


Ryder sorriu quando ele colocou os braços em volta de mim. "Não". "Ryder" Kane rosnou. Ryder se afastou de mim e até a geladeira, rindo para si mesmo. Bufei também porque era muito fácil ver Kane quando ele veio para mim. Ele facilmente ficou com ciúmes, mas eu tive que admitir que eu gostei. Muito. Olhei para Ryder quando ele cavou um monte de comida da geladeira e colocou em cima do balcão. Eu ri e perguntei: "Com fome?". "Morrendo de fome", respondeu ele enquanto ele trabalhava em fazer um sanduíche enorme. Eu estava prestes a afastar o olhar dele quando vi um pouco de pó branco em seu casaco. Eu alcancei para fora e bati um pouco de pó em meus dedos. "Você tem material branco em cima de você" pensei. Ryder olhou por cima do ombro para mim, depois para os meus dedos. Eu vi seus olhos se arregalam quando eu trouxe os meus dedos para meu nariz para que eu pudesse cheirar meus dedos para ver se eu conseguia identificar o pó que os cobria. Mas, assim quando eu trouxe a minha mão ao meu nariz, Ryder prendeu o braço para fora e bateu na minha mão longe do meu rosto. Eu gritei de susto, e a dor súbita que irradiava da minha mão. "Não cheire!" Ryder berrou e rapidamente agarrou a minha mão. Ele me puxou para a pia e enfiou a mão sob a torneira ele tinha ligado. Ele bombeou alguns detergentes em sua mão e espalhou toda a minha mão e esfregou. Ele terminou de lavar a minha mão até que não havia nenhum vestígio de pó ficou preso na minha pele. "Que porra é o seu problema?" Eu gritei para Ryder e puxei minha mão da dele, embalando contra o meu peito. Senti as mãos sobre os meus ombros, em seguida, um grunhido. "Explique isso. Agora, Ryder". Kane estava com raiva. Ryder olhou para Kane, em seguida, para Nico. "Eu não podia deixá-la cheirar, ela está grávida. Só Deus sabe que teria acontecido com ela".


O aperto de Kane em me solta. "Está tudo bem", ele respirou. Estava tudo bem? "Desculpe-me?" Eu questionei e me virei para enfrentar Kane. "Será que ele bate você e puxá-lo em torno de a mão?". Kane lambeu seu lábio inferior. "Foi para sua própria segurança". O quê? "Como é tudo por minha própria segurança?", Perguntei. "Eu sinto muito se eu te machuquei, Ado. Entrei em pânico". Por que ele iria entrar em pânico? Virei-me para Ryder. "Por quê? Eu só queria ver se eu conhecia o cheiro do pó, isso é tudo". "Você não teria conhecido" Ryder respondeu. "Como você sabe?". "Você já fez coque antes?". Eu recuei. "Não, não tenho. Que tipo de merda de pergunta é essa?". "Uma válida." O que estava acontecendo aqui? Franzi minhas sobrancelhas juntas. "Você está tentando dizer que o pó em seu revestimento é cocaína?". Ryder ficou em silêncio. "Ryder". Ainda assim, ele não disse nada, e que, por sua vez, deu-me a minha resposta. "Oh, meu Deus!" Eu respirei. "Por que você tem cocaína em seu casaco?". Ryder esfregou o rosto. "Kane". "Eu vou falar com ela-". "Estou parada aqui! Não fale sobre mim como se eu não estou!".


"Aideen," Ryder suspirou. "Pela primeira vez, eu vou precisar de você para cuidar da sua vida maldita". Oh infernos não. "Foda-se, Ryder!" Eu bati. Nico tentou mudar de assunto, mas eu estava muito empolgada demais para permitir isso. "Eu porra disse que ele era até algo!" Eu bati para Kane e Nico. Olhei para Ryder, em seguida, e gritei: "Eu não tenho ideia o que diabos você está fazendo muito, mas eu sei que está conectado à sua antiga vida. Isso é uma droga em pó! Eu juro por Deus, Ryder, se você machucar minha amiga com suas besteiras eu nunca vou falar com você de novo, e você nunca vai ser em torno de minha criança". "Aideen!" Kane agarrou. "Não o ameace com o bebê. É o meu filho e meus irmãos também vão estar perto dele". Eu olhei para Kane. "Você quer apostar?". Kane perfurado seus olhos nos meus. "Sim". "Leve-me ao tribunal, então". O rosto de Kane endureceu. "Eu gostaria se ele veio para isso". "Vá em frente. Tenho certeza de que um juiz irá favorecer uma mãe com um emprego bom e estável ao longo de um pai que golpeia as pessoas para uma polpa para um nada". Eu me odiava no instante em que as palavras saíram da minha boca. O olhar de mágoa que se instalou no rosto de Kane quebrou meu coração. "Gente, por favor", implorou Ryder. "Não lute por mim". Eu estava prestes a chorar, e eu não queria fazer isso na frente dos rapazes por isso virei e sai da cozinha. Eu obtive o susto da minha vida quando eu fechei a porta atrás de mim com nenhuma tentativa de Kane para tentar me impedir de sair. Ele nunca me deixa tão facilmente... Mas desta vez ele apenas parecia me deixar ir.


CAPITULO 26

"Senhorita Collins?". Olhei para cima quando Caleb me chamou. Ele era um estudante do sexto ano e também foi o único estudante em detenção esta noite. Eu não gosto em especial do garoto que tinha me sentado na minha sala de aula às cinco horas na noite de um inverno frio. Ele não poderia ter sido um pirralho em outro dia? De preferência um quando eu não estava grávida e me sentindo um lixo total. "Sim, Caleb?" Eu suspirei. "O que é isso?". "Eu acho que a escola deve investir em novas tabelas. Este é realmente antigo e tem um monte de nomes entalhado nele". Eu revirei os olhos para dentro. "Eu vou ter a certeza de trazer isso à tona na próxima reunião de equipe, Caleb". Ele bufou quando ele leu algo sobre a mesa, ele estava sentado. "Eles estão degradando para as mulheres, também". Isso despertou meu interesse. "Vá em frente, em seguida, ler em voz alta o que ele diz". Caleb riu "Ela diz, 'Bronagh Murphy tem uma bunda gorda. É escrito com um "ph" em vez de um 'F'. Isso está correto?". Eu cai na gargalhada, mas rapidamente tive que cobrir minha boca. Nico. Esta foi á sala de aula de Kiera, e ela era ao mesmo tempo tutora de Nico e Bronagh quando eles estavam no sexto ano. Isso deve ter sido uma das suas mesas de idade. "Senhorita, por que você está rindo?". Olhei para Caleb, ainda sorrindo. "Eu sei quem é o rapaz que escreveu isso. Ele sai com a Bronagh escrita na mesa. Eles estão juntos desde que eram no sexto ano". Caleb piscou. "Se ele sai com ela, por que ele chamá-la de gorda?".


Veja? Não era um elogio. "Ele é de Nova York, e, aparentemente, na América, se a palavra gordura é escrito com "ph" no início isso significa que é uma boa grande. Ele realmente gosta da bunda grande dela". Caleb riu: "Tudo bem, isso faz sentido". Não, não o fez! Eu balancei a cabeça e me levantei da minha posição sentada. Fui até a mesa e olhei para a escrita que Caleb estava falando. Bronagh Murphy foi escrita em letras maiúsculas, enquanto o resto foi em letras minúsculas. Eu apostaria minha vida que Bronagh esculpi-o seu nome na mesa ao longo dos anos na escola, e Nico acrescentou o resto para ele quando ele se mudou para cá. O que um filho da puta. Eu ri para mim mesmo que eu peguei meu telefone, tirei uma foto dele, e enviei-o para Nico e Bronagh com o subtítulo: Vandalismo na propriedade da escola. Tenho vergonha de saber tanto de você. Nico respondeu imediatamente com uma tonelada de riso rostos emotions e isso me fez bufar. "Por que você tirou uma foto dele?" Caleb me perguntou. "Então, eu poderia enviá-lo para eles. As possibilidades são Bronagh vai matar Nico por envergonha-la em primeiro lugar". Caleb bufou "Você é uma merda agitadora". Normalmente, eu olho feio para uma criança para usar a linguagem ruim, mas neste caso, Caleb foi certo. "Eu sei. Diverte-me". Caleb riu quando eu voltei para a minha mesa e sentei-me com um suspiro. "Quando é o bebê devido?", Perguntou. Eu contei sobre meus dedos. "Cerca de 10 semanas para a esquerda". "Ah, isso vai voar em". Eu resmunguei: "Não quando você é uma grávida".


Caleb riu, mas não disse nada. "Então," eu comecei, "o que você fez para ficar preso aqui em uma tarde de sexta-feira?". Caleb sorriu. "Fui pego em 'flagrante' na sala das meninas com Charlotte pressa". Apertei os olhos. "Por favor, não me diga que você estava fazendo o que eu acho que você estava fazendo". Caleb levantou as mãos. "O professor que me pegou não viu nada 'porque eu puxei quero dizer saí antes que eles pudessem ver qualquer trapaça. Você não pode ficar em apuros quando não há nenhuma prova. Eu acabei de detenção por estar dentro da sala de meninas, não para transando com "Charlotte". O pequeno bastardo sujo. "Os preservativos são deixados na recepção da escola por uma razão, eu espero que você saiba disso". Caleb continuava a sorrir. "Eu faço". Eu balancei minha cabeça. Os homens eram todos iguais. "Você realmente vai me manter aqui até seis, senhorita?". Olhei para o relógio na parede e vi que era apenas 05:40. Eu queria sair tanto quanto Caleb. Eu peguei seu olhar e dei-lhe um olhar severo. "Se alguém perguntar, você não saiu desta escola até depois das seis. Entendido?". Caleb levantou-se e fez uma saudação. "Você é brilhante, senhorita". "Eu sei". Caleb riu quando ele balançou a bolsa por cima do ombro e se dirigiu para a porta. "Você está andando ou você tem um pai para buscá-lo?", Perguntei para a minha própria paz de espírito. "Meu Da está no parque de estacionamento". Eu balancei a cabeça. "Ok, temos que ir". "See ya, senhorita".


Eu sorri, em seguida, olhei para o meu próprio saco quando Caleb todo, mas saiu correndo da sala. Quando eu não ouvi seus passos pelo corredor, eu juntei todas as minhas coisas. Eu estava me movendo a um passo de lesma porque eu estava cansada. Eu estava pronta para este dia ter acabado. Quando eu tenho minhas coisas juntos, eu enganchei minha alça da mala por cima do meu ombro, gemendo sob o peso. Com um suspiro, eu me afastei da minha mesa e para a porta da sala de aula. Olhei para cima para onde eu estava indo e engasguei quando eu percebi que não estava sozinha. Havia um homem em pé na porta da sala de aula. Um homem familiar. "Olá". O homem sorriu. "Olá, Aideen". Olhei para o homem, e de repente uma sensação de mal estar consumido meu estômago. Eu o reconheci como o homem que eu falei para brevemente no hospital e mais tarde no pub há algumas semanas. Que diabos ele estava fazendo aqui? "Posso ajudá-lo...?". "Philip". Certo, ele já me disse isso antes. "Desculpe, Philip" Eu sorri, forçando sinceridade no meu rosto. "Posso ajudar?". Ele acenou com a cabeça. "Sim. Você pode me ajudar muito, na verdade". Eu poderia? Franzi minhas sobrancelhas juntas. "Ok, o que posso ajudá-lo?". "Você pode sentar-se para que possamos ter um pouco de... Conversa?". Não. Essa foi á primeira coisa que minha mente e intestino gritaram. "Sinto muito, senhor. É depois das horas e como você não tem criança que está sob meus cuidados durante a escola, você terá que marcar uma reunião formal".


Philip riu, "Desculpe, eu expressei como uma pergunta, quando deveria ter sido uma demanda". A demanda? "Eu imploro seu perdão?" Eu perguntei com um aceno de cabeça. Philip olhou para minha mesa e sorriu. "Ah, eu vejo que você recebeu minhas flores". Olhei para as flores que foram entregues para a minha sala semanas atrás. Um monte de flores tinha morrido, mas porque eu gostei da disposição tanto, eu comprei nova flor e manteve olhando muito. "Você mandou?" Perguntei pasma. Philip acenou com a cabeça. "Claro, eu te conheci pela primeira vez no hospital naquela manhã, então eu saí e comprei-lhe flores para felicitar pela sua gravidez. Eu não conseguia acreditar que você estava grávida, embora eu tivesse conhecido por algumas semanas". Eu estava tão assustada naquele momento, eu não tinha ideia de quem era este homem. "Quem é você?". "Se você vai sentar-se, felizmente eu vou responder a sua pergunta". Cada fibra do meu ser me disse para ficar longe deste homem estranho e para fugir rápido. Eu fiquei firme. "Eu não quero me sentar. Eu não sei quem é você e gostaria que você deixasse esta sala imediatamente". "Eu tenho medo que eu não posso fazer isso. Não quando eu finalmente a tenho sozinha". Desculpe? "O quê?" Perguntei, dando um passo para trás. Philip sorriu para mim quando ele pisou na minha sala de aula. Observei o rosto e notei que a cicatriz ao lado do rosto não se mexeu, o que fez o seu sorriso muito mais assustador. "Eu tenho observado você há semanas, mas você não está quase sempre sozinha, e quando você está, é apenas por curtos períodos de tempo". Ele estava me assistindo? Por semanas?


"Por que você foi me olhando?", Perguntei um tremor de medo na minha voz. Eu estava tão assustada que eu pensei que eu iria vomitar. Philip sem humor riu: "É uma história engraçada, na verdade". Engoli em seco. "Eu duvido que eu vou ver o humor". "Você não faria isso" Ele sorriu. Olhei em volta para uma saída. As janelas estavam fora porque eles estavam trancados e fechados, mas a porta da sala estava aberta. Olhei para a porta, que estava a apenas alguns passos de mim, então olhei para trás para Philip, que estava olhando para mim. Ele sorriu maldosamente. "Não faça isso". Eu o ignorei e fiz uma corrida para a porta aberta, mas dentro de segundos Philip estava em mim. Atrás de mim, ele agarrou meus braços. Ele me virou para ele, e quando eu tentei cavar minhas unhas em sua carne, ele pisou no meu joelho. Eu gritei quando a dor explodiu em minha perna direita. "Perguntei-lhe muito bem para se sentar, Aideen, apenas para que pudéssemos conversar", Philip suspirou. "Eu não queria fazer isso". Eu não podia pensar por mim mesmo ou processar o que este homem horrível estava dizendo. Tudo o que eu conseguia pensar era a dor que eu estava sentindo atualmente. "Oh, Deus" lamentei. Philip içou-me contra seu corpo e puxou-me para a minha cadeira onde ele me deixou. Ele forçosamente me deu um tapa no rosto quando suas mãos estavam livres e rosnou "Pare. De gritar". Eu imediatamente fechei a boca, mas não importa o quê, eu não conseguia parar o gemido de dor. Eu não conseguia parar as lágrimas que fluíam de meus olhos também. "Eu não sei por que as mulheres fazem isso", Philip resmungou para si mesmo. "Eu digo a elas para fazer algo, mas elas me desafiam como elas acham que eu não vou puni-las". Punir?


"Eu não sei mesmo quem é você!" Eu gritei. "Por que eu iria ficar e fazer o que você pergunta?". "Porque", Philip piava, "você não quer prejudicar o feto de Kane, não é?". Forcei meus olhos para se concentrar em Philip. "O que você está falando?". Como ele sabia sobre Kane? "O seu namorado e seu bebê, você quer eles mantido seguro, sim?". Pisquei os olhos e balancei a cabeça. "Em seguida, pare de gritar e sente-se lá como uma boa menina". O que aconteceu? "Você me quebrou a perna!" Eu chorei e usei ambas as mãos para segurar a área abaixo do meu joelho. Eu precisava para segurá-la, mas não podia tocá-la diretamente. "Eu não teria se você tivesse feito o que lhe foi dito". "Foda-se!" Eu gritava, em seguida, gemi de dor. Philip riu para si mesmo, em seguida, aproximou-se e fechou a porta da sala de aula. Ele andou até a minha mesa e começou a cavar em torno dentro do meu saco até que ele veio com as chaves da porta. Ele colocou as chaves no bolso, em seguida, puxou uma cadeira de uma das mesas do meu aluno e sentou na minha frente. Ele se inclinou para frente, colocou os cotovelos sobre os joelhos e apenas olhou para minha cara. Eu tentei o meu melhor para olhar para ele, mas eu estava com tanta dor que eu não podia fazer nada além de chorar. "Você está bem?". Ele estava perguntando se eu estava bem? "Eu olho como se eu estou bem? Você sangrento bastardo!". Philip riu e recostou-se na cadeira. "Eu posso ver porque ele está com você". O que ele estava balbuciando falando? "Você pode ver por que está comigo?" Eu assobiei.


Philip sorriu. "Kane é claro". Kane? "Você sabe de Kane?" Eu questionei, forçando-me a pensar na conversa em vez da dor na minha perna. Philip riu: "Sim, Kane e eu ir caminho de volta". Senti uma contração no meu olho enquanto eu olhava. "Você quer esclarecer isso?". Ele gargalhou, "Eu aposto que ele ama a sua atitude. As pessoas estão aterrorizadas com ele, mas eu apostaria minha vida que você fala de volta para ele sempre que pode". Fechei os olhos quando a dor na minha perna tornou-se muito. "Você não passa para fora em mim". Eu gritei quando a pressão de repente agarrou minha perna e dor fresco disparou através do meu corpo. "Boa menina, abra os olhos". Eu bati meus olhos abertos e olhei para o desprezível diante de mim. Ele tirou a mão que ele colocou na minha perna e sentou-se na cadeira. "Diga-me", Philip sorriu, "o que é o sexo do pirralho de Kane?". Eu coloquei minhas mãos em meu estômago de uma forma de proteção. "Nós não sabemos ainda", eu sussurrei. Philip cantarolava para si mesmo, mas não disse nada. "O que você quer comigo?" Eu perguntei meu corpo tremendo. Philip riu: "É uma pena para você, mas eu preciso ferir Kane e para fazer isso, eu preciso de você. Você só acontece de ser uma boa mulher envolvida com um homem mau". Que atingiu um nervo. "Kane é um homem bom, e você não vai machucar ele em tudo". Philip riu: "Você é forte para me parar, não é?". Pode apostar que eu sou.


"Isso faz você se sentir como um homem?", Perguntei. "Ferir uma mulher grávida". O rosto de Philip endurecido. "Eu não vejo sexo - apenas uma pessoa que é minha chave para obter o que eu realmente quero". "Que é o que exatamente?" Eu bati. Philip não hesitou quando ele disse "a miséria de Kane". Eu pisquei. "Por que você quer ferir Kane?". "Porque ele me machucou" Philip assobiou. "Eu tendo a nivelar o campo de jogo". Meus olhos zerados automaticamente sobre as cicatrizes que cobriam metade de seu rosto. Philip chamou meu olhado e sorriu maldosamente, "Sim, ele fez isso". Engoli em seco, mas não disse nada. "Por que fez isso Kane?". Philip rosnou, "Ele fez isso indiretamente". Franzi minhas sobrancelhas em confusão, em seguida, gemi quando uma dor intensa começou a pulsar na minha perna. "Contudo" Eu me cortei para reunir os meus pensamentos. "Como é que ele poderia fazê-lo indiretamente?". Philip definiu sua mandíbula. "Ele colocou o fogo para queimar intencionalmente outra pessoa e me pegou bem como eles. Ele me trancou em um quarto para queimar". Eu pisquei. "Ele não faria isso". Philip sentou-se para frente, estendeu a mão e me deu um tapa no rosto tão difícil que a minha cabeça se ao certo. Eu gritei e levantei as mãos para o meu rosto, protegendo-o. "Você não sabe porra de Kane Slater como eu faço. Eu criei a cobra, eu sei exatamente o que ele é capaz". Eu descobri meu rosto e olhei. Ele o criou. Meus pensamentos voltaram para uma conversa que tive com Kane mais de uma semana atrás, quando ele estava me dizendo sobre o seu


passado. Olhei para o homem diante de mim, irritada comigo mesmo que ele me levou tanto tempo para descobrir isso fora. “Você é Big Phil" murmurei. Ele riu "Big Phil é o que os meus meninos me chamam, você pode me chamar de Philip". "Eu prefiro idiota," Eu resmunguei então arregalei os olhos, porque eu não quis dizer isso em voz alta. Philip riu tanto que teve de limpar debaixo de seus olhos. "Ah, eu gosto de você, querida". Eu grunhi em resposta. "Posso te fazer uma pergunta?". Eu desviei o olhar. "Eu tenho certeza que você vai me perguntar de qualquer maneira para ir para ele". "Por que Kane?". Isso me causou a olhar para ele. "O quê?". "Por que Kane?" Philip repetiu. Eu pisquei. "O que quer dizer com ‘por que Kane'?". "Bem" Philip começou "a maioria das pessoas julga-o com base em sua aparência como eles me fazem. Eles têm medo dele, e julgam como um cara mau. Quero dizer, ele deve ser ruim ter tantas cicatrizes, certo?". Rosnei, "Ele me disse essas cicatrizes são por causa de você e Marco". "Ele forçou minha mão. Ele poderia ter permanecido bonito como uma flor se ele tinha feito o seu trabalho". Eu fervi com raiva. "Sua vida teria sido muito diferente. Ele olha grande e assustador agora, mas ele nem sempre foi assim" Philip pensou, um sorriso no rosto feio. "É divertido para mim como ele tem que olhar como um monstro por tentando fazer a coisa certa". Eu abracei meu corpo. "O que você quer dizer?". "Ele disse como ele conseguiu as cicatrizes, certo?".


Eu balancei a cabeça lentamente minha cabeça. "Ele disse que eram do antigo emprego, a merda que você fez fazer". "Isso é um não, então," Philip gargalhou. "Ele não disse a você os detalhes, porque ele pensou que iria vê-lo como mal. Kane previsível". Isso despertou meu interesse. "Se você está indo para me dizer o que você está falando, cuspa já", eu rosnei. "Eu não tenho o dia todo". Philip gargalhou para si mesmo, "Linda gata infernal". Eu olhei para ele. "Ok, linda miss insistente," Philip riu. "Seu homem é o melhor executor que eu já vi em frente. É como se ele foi criado para trabalhar para Marco, assim como seus irmãos. Alec tem um talento especial para fazer as pessoas vir, Dominic tem um talento especial para bater as pessoas, Ryder tem um talento especial para se mover muito porra grandes carregamentos de produto sem ser detectado, e Kane? Esse menino tem um talento especial para fazer as pessoas gritarem em uma maneira muito terrível". Meus conteúdos do estômago rolaram em torno de meu estômago. "Você vê" Philip sorriu "Kane é muito agressivo quando ele é louco. Ele tem uma tendência para desmaiar durante uma luta. Ele se transforma em um animal sem ter consciência disso, e eu gosto de levar o crédito por isso". "Como você pode levar o crédito por algo assim?". "Bem", ele começou, "era a minha ideia para tentar um tratamento de choque após as chicotadas tornou-se ineficaz". Chicotadas? Tratamento de choque? "Eu-eu não entendo". Philip estalou a língua para mim. "Claro que você faz você é uma mulher inteligente. Pense nisso por um segundo". Foi o que eu fiz. Kane recebeu chicotada e tratamentos de choque de Philip... Mas por quê? Quanto mais eu pensava sobre ele, mais a resposta tornou-se claro para mim.


"Você torturou e transformou em uma arma para você?", Eu perguntei minha voz tão baixa que eu não sabia se Big Phil me ouviu. "Sim e não", ele respondeu. Eu olhei para ele. "O que isso significa?" "No começo, quando Kane recebeu uma surra, era castigo, não tortura". Eu rosnei para ele. "Punição para quê?". Eu não queria fazer essa pergunta, mas eu tinha que saber. "Kane era o homem para entrar e machucar alguém que eu ou Marco fodia. Vamos dizer que um homem devia algum dinheiro para o produto, mas ele não tinha dinheiro para pagar por isso. Kane não iria machucá-lo, ele iria ferir seus entes queridos até que o pagamento foi recebido. Ele sempre apenas machucava a pessoa em questão, às vezes os matou, se nada viria simplesmente para feri-los". Senti lágrimas nos meus olhos. "Se ele fez tudo isso, então por que ele iria ser punido?". Philip sorriu. "Ele não gostava de ferir as crianças e mulher dos canalhas que teve de extrair pagamento. Para cada recusa, ele recebeu uma surra". "Mas ele tem centenas de cicatrizes!" Eu berrava. Philip riu: "Por que você acha que eu disse nós mudamos para chocar o tratamento quando a chicoteá-lo tornou-se ineficaz?". Eu queria vomitar. "Ele se parece com um monstro, mas dentro, ele é realmente um cara legal, que é uma porcaria para ele, porque ninguém vai ficar com ele mais do que algumas horas. Ele é muito fodido, você sabe?". Cuspi na direção de Philip. "Eu estou com ele. Eu amo-o". "E ele te ama", ele respondeu esfregando seu sapato contra a minha mesa lateral para limpar o meu cuspo "e é exatamente por isso que você vai matar quebrá-lo". Eu parei de respirar. "Você... você está indo para me matar?". Philip sorriu para mim. "Sim, eu estou".


"Por quê?", Eu sussurrei. "Kane deixou meu filho queimar até a morte, por isso estou devolvendo o favor". Eu ampliei meus olhos para o ponto de dor. O filho de Philip era a pessoa que Kane trancou em um quarto que estava pegando fogo? Eu balancei a cabeça clara e focada no ponto principal do que ele disse. "O que quer dizer queimar?" Eu gritei. Philip levantou-se e pegou uma garrafa de plástico de seu casaco pocket imaginei que fosse uma garrafa de setecentos e cinquenta mililitro. Ele destampou a garrafa e começou a jorrar o líquido ao redor da sala. Segurei meu joelho quando Philip foi até minha prima de armazenamento. Ele abriu a porta e puxou numerosos livros e caixas de papel em branco. Ele chutou as tampas fora das caixas de papel, pegou punhados e jogou-os ao redor da sala. Em seguida, ele esguichou mais forte do líquido com cheiro no papel. Minhas entranhas agitado e pânico definir em quando ele enfiou a mão no bolso e tirou um isqueiro de prata. Ele bateu-o contra sua coxa e ficou olhando para a chama que ele criou. "Ele matou o meu filho", disse Philip, enquanto olhava para a chama dançando em seguida, acendeu os olhos para mim "então eu estou matando ele e sua namorada. Ele vai saber o que se sente duas vezes. Eu não estou indo para matá-lo, mas estou indo causar tanto mal que ele vai desejar que ele estivesse morto". Ele jogou o isqueiro sobre a mesa mais próxima a mim e o balcão foi instantaneamente em chamas graças a qualquer que seja o líquido derramado sobre ela. As chamas se espalharam ao redor da sala. Onde quer que o líquido fosse esguichado, uma chama estava lá. Eu olhei em volta da minha sala e gritei. Eu não podia ver uma coisa através das chamas e da crescente densa fumaça negra. Eu ouvi uma porta bater, então eu olhei de volta para onde Big Phil foi mantido segundos atrás, mas ele não estava lá. Através das chamas eu vi minha porta da sala estava fechada, então eu gritei o mais alto que pude para ele voltar para mim, mas ele não o fez.


Ele me deixou para queimar. Lágrimas escorriam pelo meu rosto quando me levantei da minha cadeira e tentei caminhar em direção a minha porta da sala de aula. Quando eu coloquei o peso em minha perna machucada, eu imediatamente cai no chão, batendo no chão rígido. Eu gritei tão alto quanto a dor cegam-te assumiu o controle da minha perna. Comecei a tossir, então, e que me bati de volta à realidade. Eu estava indo para queimar até a morte. O pensamento só me estimulou. Eu usei a minha perna boa para empurrar contra o chão enquanto eu usei as minhas mãos para me puxar. Senti-me em torno de minha bolsa com cada polegada ganhei, e eu finalmente peguei a correia do mesmo. Tossi quando eu cavei através dela e me atrapalhei com o meu telefone quando eu agarrei nela com as mãos trêmulas. Eu não podia ver a tela, porque meus olhos ardiam tão ruins e desfocados com a mistura das minhas lágrimas e fumaça que eles preenchido. Concentrei-me e usei o movimento passe para desbloquear o meu telefone. Eu vi a luz crescer brilhante, e eu poderia distinguir o aplicativo de telefone verde-claro que me trouxe para a minha lista de chamadas. Eu pressionei-lo e, em seguida, bati o último da pessoa que me ligou. "Senhorita Collins?" Eu ouvi uma mensagem de fora da porta. Eu gritei, "Ajude-me, por favor!". "Senhorita Collins!" A voz de um jovem do sexo masculino familiarizado gritou. "Você está aí? Eu vejo fumaça". Caleb. "Caleb!" Eu gritei. "Ajude-me". "Senhorita Collins!" Sua voz gritou. "Eu estou indo para tirá-lo de lá!". Eu ouvi bater na porta e eu choraminguei. Ele estava tentando o seu melhor para chutá-la no. "Aideen?" Eu ouvi uma mensagem de voz. Eu não sabia quem era meus ouvidos estavam começando a tocar. Eu gritei enquanto minha mente reorientada para a dor na minha perna. "Ajude-me!" Eu chorei e balbuciou.


"Aideen!". Pisquei os olhos e olhei para o meu celular. Alguém respondeu à minha chamada. "Estou na escola", eu gritei. "Ele está indo a matar-me. Ele colocou fogo em tudo" me isolei quando um acesso de tosse me bateu. "Aideen!" Eu ouvi a sua voz, gritando. Kane? Eu gemi "Kane. É Big Phil. Ele esta tentando me matar". Tossi novamente e deixei cair meu telefone no processo. Eu não podia ver uma coisa assim que eu tentei sentir ao redor para ele, mas eu não poderia encontrá-lo. Eu gritei: "Não!". Eu procurei para o meu telefone quando uma mesa perto de mim entrou em colapso e da madeira queimando caiu contra mim e queimou meu braço. Eu gritei de dor e me chutei para longe do fogo. "Senhorita Collins!" A voz de Caleb gritou. "Eu estou indo para puxar o alarme de fogo. Hey! Solte-me!". Eu olhei para o meu porta da sala se abriu e um corpo foi empurrado para o quarto. A porta bateu fechada mais uma vez e desta vez o riso seguido. "Lá, você tem um moleque para lhe fazer companhia". "Seu filho da puta!" Eu berrava. Philip riu: "Dê lembranças a Marco, senhorita Collins". Eu estava prestes a responder quando de repente senti as mãos nos meus braços. Eu gritei de susto porque eu não podia ver ninguém na minha frente. A sala estava crescendo cheio de fumaça, e estabelece baixo no piso parecia ser a única opção. "Sou eu", uma voz disse então tossiu, "Caleb". Caleb. Oh, Deus. "Caleb," Eu balbuciei. "Saia daqui agora".


"E deixar você?", Perguntou ele, tossindo. "Não. Vamos". Eu chorei, "Minha perna, eu acho que está quebrada". "Porra" Caleb rosnou então enganchou seu braço em volta da minha cintura e puxou. Ele grunhiu enquanto içava-me até meus pés. Eu imediatamente comecei a bufar quando eu ficava em pé. A fumaça era mais grossa, as chamas eram mais elevadas, e minha garganta parecia que estava pegando fogo. "A janela" Tossi. Eu chorei de dor enquanto Caleb me puxou junto com ele. Ele me descansou contra uma mesa que não estava em chamas e tentou abrir a janela mais próxima de nós, mas não se moveu. "Está trancado!", Ele gritou e cobriu a boca e o nariz com as mãos. Eu fiz a mesma coisa. "Tente quebrar", eu disse, tossindo em minhas mãos. Minha garganta começou a se sentir como uma lâmina de barbear fui firmando nele, e quanto mais eu falava e respirava, mais apresentado tornou-se. "Cubra sua cara!" Eu ouvi Celeb falar. Fiz o que ele pediu e cobriu o rosto. Segundos depois, ouvi um estrondo quando Caleb bateu uma das cadeiras para a janela. Eu ouvi o estilhaçar de vidro, em seguida, a voz de Caleb. "Ajude-nos!", Ele gritou para fora da janela. "Por favor, estamos presos! Ajude-nos!". Eu ouvi as vozes das pessoas gritando em reação ao apelo de Caleb. "Há um incêndio na escola!" Gritou uma mulher. "As pessoas estão presas!". Um homem gritou: "Chame 911! Rapidamente!". A escola foi situada no meio de um conjunto habitacional então tudo ao nosso redor eram casas. "Ajude-nos!" Caleb gritou novamente.


Debrucei-me sobre a mesa para descansar um pouco. Foi então que eu percebi que eu não podia sentir a dor na minha perna anymore. Eu não conseguia sentir nada, mas o cansaço avassalador que me encheu. "Senhorita Collins!" Caleb gritou. Senti suas mãos em mim então. "Hey," ele tossiu, "acorde!". Inclinei-me para ele e fechei os olhos. "Ajude-me!" Caleb gritou. "Preciso de ajuda! Por Favor!". Parecia uma eternidade desde que Philip saiu da sala, mas por alguma razão ele se sentiu ainda mais tempo desde que Caleb tinha quebrado a janela. Era como se o tempo abrandou e eu estava experimentando tudo, desde um ponto de vista de terceira pessoa. "Nós vamos tirar você de lá, filho," Eu ouvi um homem gritar quando mais vidro quebrado. Preensão de Caleb apertou em mim. "Não me sinto falta comigo. Ela está grávida". "Foda-se!" Uma voz de homem gritou. "Precisamos tirá-los de lá". Eu ouvi várias vozes então. "A moldura da janela não vai quebrar, eu tentei", disse Caleb então tossiu. Eu agarrei o braço dele. "Você não deveria ter vindo... De volta". Caleb apertou sua cabeça em cima da minha. "Eu estava esperando o meu Da para me pegar, ele não estava no parque de carros. Eu só disse isso para que você me deixar ir cedo". Eu ri levemente, tosse enquanto fazê-lo. "Eu ouvi um grito e estava com medo que você entrou em trabalho ou algo assim. Eu não estava indo para deixá-la em tudo sozinha. Quem era aquele homem que fez isso? Eu não o vi vir atrás de mim". Eu chorei quando eu cobri meu estômago com as mãos. Meu bebê. "Aideen!".


Pisquei os olhos abertos. "Kane?" Eu disse asperamente. "Mate, nos ajudou a quebrar o quadro." "Essa é a minha namorada!", Gritou. "Mova e vamos quebrá-lo". Kane. "Segurem-se, Ado. Nós vamos tirar você em um segundo". Nico. Ouvi estrondos altos então. "Cubra sobre ela, Dominic! Forçá-lo". Tudo aconteceu rapidamente, em seguida. Um barulho alto soou trituração e as pessoas aplaudiram. "Eles podem caber para fora! Rápido, subir e levá-los!" Uma voz de mulher gritou. "Não, tirá-la em primeiro lugar!" Caleb tossiu. Senti alguns pares de mãos me agarrarem então eu estava levantada no ar. Um segundo eu estava dentro de uma ebulição, sala de aula cheia de fumaça quente, o próximo eu estava fora cercado por ar puro frio. Eu avidamente sugado para baixo em meus pulmões. "Aideen?". Gavin? Por que ele estava mesmo aqui? "Oh, Deus!" A voz de Gavin chorou. "Aideen!". "Ela vai ficar bem, cara. Nós a temos". "Olhe para ela!" A voz de Gavin chorou. "Ela não está bem. Eu tenho que chamar meus irmãos". Eu queria estender a mão para o meu irmão, mas o melhor que eu poderia fazer era abrir os olhos e olhar para cima. Eu vi primeiro o rosto de Kane e eu imediatamente comecei a chorar. "Eu sinto muito," Eu balbuciei, "para o que eu disse-". "Pare com isso," ele me cortou. "Você não tem nada que se desculpar". Mas eu fiz. O que eu disse estava errado, e eu o feri.


"Foi ele" Tossi. Kane tentou me levantar, mas eu gritei quando a dor voltou a minha perna. "Não!" Eu chorei. "Ela quebrou". Kane olhou para a minha perna e um olhar de pura raiva encheu. "Eu vou faze-lo se desculpar por fazer isso, boneca. Eu prometo". Eu balancei minha cabeça. "Não me deixe". Kane pegou minha mão. "Nunca". Comecei a tossir duro. Cada tosse sentida como se o vidro estava cortando-se as minhas entranhas. Acho que tossi alguns de sangue que quer que fosse ele veio em pequenos pedaços. "Oh, meu Deus", meu irmão choramingou. "Ela está indo para ficar bem, não é?". Eu queria responder a ele, mas minha garganta parecia que estava queimando. "Sim!" Kane respondeu imediatamente para o meu irmão e me puxou para mais perto dele, limpando minha boca e queixo com a mão. "Ela vai ser perfeitamente porra bem. Onde está a ambulância?". "No caminho, irmão" a voz de Nico gritou. Eu não sabia onde ele estava, e eu não me importava o suficiente para perguntar. "Caleb-" Eu comecei. "Está bem", Kane me cortou. "Dominic está com ele". Oh Deus, isso foi bom. Eu queria perguntar se ele estava bem, mas eu não conseguia pronunciar as palavras. Meu corpo começou a inclinar-se quando o cansaço agarrou-me. Meu peito queimado, minha garganta doía terrivelmente, minha perna estava pulsando com dor, e meus olhos estavam começando a fechar. Eu gritei quando senti meu bebê mexer.


Fiquei aliviada ao senti-la, mas eu estava muito consciente de que algo estava errado comigo. Eu me senti mal, eu senti como... Era o fim para mim. Eu ia morrer. "Salve o bebê!" Eu chorei quando a dor atingiu meu peito. Apertei a mão de Kane tão apertado quanto eu poderia. "Prometa-me que você vai escolher sua vida sobre a minha se tratar de escolher". Minha voz não soava como a minha voz; soou como dois pedaços de lixa esfregando. "Aideen" Kane engasgou e balançou a cabeça quando ele olhou para mim. "Você não vai a qualquer lugar". Eu não acredito nisso. Eu senti como se eu não estava indo para acordar mais uma vez eu me sinto adormecido. Meu corpo não se sentiu bem. Tudo foi pesado, cansado e pronto para desistir. "Prometa-me!", Eu repeti, com lágrimas escorrendo pelo meu rosto quando eu comecei a tossir novamente. "Por favor, não me faça escolher-". "Prometa!" Eu gritei através das minhas tosses. Kane lamentou, "eu prometo!". Apertei o meu domínio sobre ele. "Eu te amo, então muito. Você é perfeito, dentro e fora..." Parei para tossir, mais uma vez, "você me faz tão feliz". "Pare com isso!" Kane gritou para mim. "Pare de falar assim. Simplesmente pare. Por Favor". Eu caí, quando o peso no meu peito ficou mais pesado. "Não vá dormir!" Kane gritou e bateu no meu rosto com força, mas eu não sinto isso. "Mantenha seus olhos abertos". Dormir. Isso soou tão bem. "Aideen!" Eu ouvi a voz de Gavin gemido. "Por Favor!". Eu queria confortá-lo e Kane, mas eu não podia me mover.


"Cansada", eu disse asperamente. "Apenas descanse um pouco, mas não vá para dormir", disse Kane, com a voz embargada. Abri os olhos e olhei para o seu por um longo momento e apenas no caso de eu não acordar e ver o seu rosto, eu disse: "Adeus". A força das minhas palavras o atingiu como um trem, eu vi. Adeus. "Não", ele sussurrou, "nunca é adeus. É eu te vejo mais tarde, lembra?". Eu deslizei minhas pálpebras fechadas quando eles se tornaram demasiado pesado para manter aberta. "Você não acha de me deixar, Aideen Collins. Eu preciso de você. Eu te amo, boneca. Por favor, fique comigo. Você pode fazer isso, eu estou aqui com você. Eu e você?". Eu e você. Eu ouvi o som das sirenes em seguida, um monte de gritos e comoção. Eu não precisava abrir os olhos para confirmar que agora havia um monte de pessoas ao redor de me eu podia sentir a sua presença. "Senhor, por favor, a salve. Eu estou te implorando. Por Favor". Kane. "Ela é quase trinta semanas de gravidez, não prima em seu estômago! Não deixe minha irmã e sobrinho morrer. Guarde-os. Por Favor". Gavin. "Mova para trás. Faremos tudo o que pudermos, mas que ambos têm de ficar para trás". Tudo se tornou ruído. "Aideen!" Eu ouvi a sua voz através da nuvem de nebulosidade. "Vigiai boneca". "Aideen!" Este foi Gavin. Eu queria responder a ambos, eu realmente fiz, mas eu simplesmente não conseguia ficar acordada por mais tempo. Então cai na escuridão, mas pouco antes de minha mente em branco quando eu vi o rosto


sorridente de Kane e ele me colocou na paz. Eu sĂł esperava que se eu nĂŁo acordar, ele poderia de alguma forma, encontrar a paz, tambĂŠm.


CAPITULO 27

Ofuscante luz branca. Isso é o que eu fui cumprimentada quando eu pisquei os olhos abertos. Levou um momento para que os meus olhos se ajustar à luz, mas mesmo quando eles fizeram, eu ainda tinha que piscar muito. Eles piscaram muito ruins. Eu fechei os olhos e tentei levantar minha mão para esfregá-los. Eu fiz uma careta quando eu descobri que eu não podia. Houve algum tipo de fio no meu braço e eu não tinha ideia do que era. Forcei meus olhos abertos e tentei olhar para baixo, mas algo no meu rosto me impedia de ver. Houve uma máscara sobre o nariz e a boca. Que diabos? Fechei os olhos novamente e coloquei minha mão na minha cama e sentia por Kane, mas eu senti o colchão em seguida, um carril? "Kane?". Quando falei, soou mais como uma grossa e doeu como o inferno do caralho. Eu estourei em um ataque de tosse, tosse e cada rasgou minha garganta. Oh, Deus. O que havia de errado comigo? "Aideen, está tudo bem". Kane? Abri os olhos e me concentrei até que eu pudesse ver seu rosto. Ele estava inclinado sobre mim e parecia que ele acabou de acordar. "Onde". "Não fale querida" ele me cortou. "Você está no hospital". O hospital? "O-".


"Houve um incêndio na escola. Você foi preso por um pouco, mas você está seguro agora. Você está segura, Boneca". Um incêndio na escola? Eu tentei pensar em um incêndio, mas eu não podia. Minha mente desenhou um em branco. Franzi minhas sobrancelhas em confusão. "Você não se lembra?" Kane questionou. Tentei pensar duro, mas nada veio a mim para que eu encolhi os ombros. "Ele vai voltar para você" murmurou Kane. Eu balancei a cabeça e tentei me sentar um pouco, mas eu gritei quando a dor subiu pela minha perna. Eu puxei os cobertores da minha metade inferior e olhei para o elenco azul royal que cobria o meio da coxa até meu tornozelo da perna direita. Que diabos? Kane apertou minha mão. "Seu joelho e tíbia foram quebrados. Você vai ter que usar por oito semanas até que esteja boa". Eu pisquei. O que aconteceu comigo? Examinei o resto do meu corpo para quaisquer outros sinais de lesão, e meus olhos se concentrou em branca bandagem que estava enrolada no meu braço esquerdo do meu cotovelo para o meu pulso. Olhei para ele, em seguida, olhei para Kane. Ele franziu a testa. "Segundo grau queimaduras. Você vai precisar de um enxerto de pele". Porra. Inferno. Eu verifiquei para fora o resto do meu corpo, mas não vi nada mais, então eu olhei para Kane. "Você tem um olho negro, e um queixo inchado, mas é só isso. Todo o resto está bem". Eu balancei a cabeça lentamente minha cabeça.


"Você está com dor?". Surpreendentemente não. Doía quando eu tentei falar, mas diferente do que eu estava bem. Eu balancei minha cabeça. "Bom", disse Kane. "analgésicos e alguns fluidos estão no gotejamento IV. Eles tiveram você sobre ele desde que você entrou na noite passada. Você já esteve aqui por 16 horas agora". Eu estive aqui por 16 horas? "Você está bem?" Kane me perguntou. Eu balancei minha cabeça imediatamente. Eu não sabia o que me aconteceu, ou por que eu estava tão presa. Isso me fez sentir como um estranho em meu próprio corpo. Eu não gostei disso. Eu olhei para baixo para as minhas mãos e olhou fixamente para eles. Eu tentei tão difícil pensar sobre o que aconteceu. Eu poderia me lembrar de ir para a escola para a detenção. Eu tinha uma criança para cuidar. Um garoto. Minha sala de aula. Em nosso próprio país. Uma coisa segundo foi enevoado e escuro, e as próximas imagens inundou minha mente. Philip. Fogo. Fumaça. Caleb. Meu bebê. Eu ampliei meus olhos para o ponto de dor. "Bebê", eu disse asperamente, em seguida, cai em um acesso de tosse. "Fácil, querida," Kane acalmou e me deu um pouco de água para beber. "Pequenos goles, engolindo a vontade machuca". Eu gemia de dor quando eu engoli o pouco de água que eu tinha em minha boca. Parecia que lava era deslizando pela minha garganta.


"Lá vai você", ele murmurou e continuou a esfregar a mão para cima e para baixo o meu braço bom. Pisquei os olhos e ergui os braços, embora fosse difícil, porque o meu corpo se sentia tão cansada. Eu apertei as mãos no meu estômago e fiquei aliviada ao sentir que ainda era enorme e difícil. Olhei para Kane, meus olhos selvagens. "Ele está bem, ele ainda está ai dentro de você". O alívio que me inundou quase me fez vomitar. Comecei a chorar e ele chateou Kane. "Boneca", ele respirou. "Vocês dois estão bem, eu juro". Eu balancei minha cabeça. "O bebê está bem. Os médicos não sabem se houve qualquer dano por causa da inalação da fumaça, mas, tanto quanto eles podem dizer tudo parece bem". Minhas lágrimas eram rápidas e furiosas em seguida. E se o bebê tinha danos cerebrais por causa da fumaça cortando meu oxigênio? Todos os tipos de horrores inundaram minha mente, e terror me encheu completamente. Eu não conseguia ouvir Kane falar. Eu percebi por que, é porque eu estava lamentando. "Baby!" Kane pediu. "Ele está bem, eu prometo, ele está bem". "E se... danificar o cérebro do bebê?". "Não pense assim" Kane assobiou. "Você acha pensamentos positivos. Ele está bem!". Estendi a mão e agarrei minha garganta quando a dor o atingiu. Fechei minha boca enquanto lágrimas quentes derramado dos meus olhos e no meu rosto. A dor... Deus, a dor. Eu nunca tinha sentido nada assim em toda a minha vida. Era como se alguém estivesse sendo executando lentamente uma serra sobre a minha garganta. "Eu vou pegar a enfermeira", disse Kane e pulou para fora da cama. Ele correu para o corredor e pediu socorro. "Ela está acordada e com dor. Por favor, se apresse". Pisquei os olhos um par de vezes, e quando eu me concentrei, duas enfermeiras estavam ao meu lado.


"Aideen, você pode me ouvir claramente?", Perguntou a primeira enfermeira. "Não responda verbalmente, apenas acene para sim, e agitar sua cabeça para não. Você entende?". Eu balancei a cabeça. "Bom. É a sua audição está bem? Isso soa como se estivesse em um túnel?". Eu balancei minha cabeça. Minha audição foi boa. "E sobre o seu peito, dói quando você respira?". Eu testei-o para fora e tomei uma respiração profunda, que só resultou em tosse. Rapidamente apontou para a minha garganta, que foi a única dor que eu podia sentir. "A sua garganta?". Eu balancei a cabeça. "Ok, você tem alguma dor no peito?". Eu balancei minha cabeça. "Bom, isso é muito bom". A enfermeira olhou para Kane, em seguida, e disse: "Apenas para sermos seguro, nós vamos fazer uma rodada de hiperbárica a terapia de oxigênio. Ela irá ser colocada dentro de uma câmara de oxigénio pressurizado aqui no hospital. Será acelerar a substituição de monóxido de carbono com o oxigênio em seu sangue". "Isso é seguro?" Kane questionou. "Ela está grávida". A enfermeira assentiu com a cabeça. "É altamente recomendado para mulheres grávidas que estão expostas a envenenamento por monóxido de carbono. Bebês em gestação são mais suscetíveis a danos por isso este vai ser bom para a mãe e o bebê". Eu queria fazê-lo. Se isso eliminaria qualquer dano ao bebê, eu estava completamente a bordo. Eu balancei a cabeça. Kane focado em mim. "Você quer fazer isso?". Novamente, eu balancei a cabeça. "Ela quer fazer isso".


A enfermeira olhou para mim. "Ok, Aideen, nós vamos chegar á câmara preparada. Nós vamos buscá-la em vinte á trinta minutos se você é capaz. Tudo bem?". Eu balancei a cabeça. A enfermeira apertou um botão, em seguida, e que causou a metade de cima da minha cama a subir. Ela levantou o suficiente até que eu ainda estava mantida, mas em uma posição mais ereta. Ela se inclinou para mim, em seguida, e ajustou o oxigênio na máscara no rosto. "Mantenha isso em seu rosto, querida", disse ela e afofou o travesseiro debaixo da minha cabeça. "Ele vai fazer respirar mais fácil". Eu balancei a cabeça, em seguida, olhei para a porta quando abriu e pessoa empilhado após pessoa. Eu dei um sorriso de boca fechada para minha família quando eles se reuniram ao redor da cama. Meu irmão mais novo era a primeira pessoa que rapidamente se inclinou e me abraçou. "Você está bem?" Ele sussurrou em meu ouvido. Coloquei minha cabeça contra o seu e balancei a cabeça. Gavin me apertou com força, beijou meu rosto, e se afastou. Ele rapidamente enxugou os olhos, e só aumentou a necessidade de me para consolá-lo. "Eu estou... bem" eu disse asperamente. "Sem falar" a enfermeira castigou. Eu a ignorei e focado em Gavin, dando-lhe um olhar compreensivo. Ele acenou com a cabeça para mim e mudou-se para o lado para meus outros irmãos poderia abraçar e me beijar. Meu pai, junto com James, saiu para pedir a enfermeira algumas perguntas. Eu sorri quando Keela empurrou seu caminho através de Alec e Nico e quase subiu na cama para agarrar-me. "Eu estava tão assustada" Keela chorou no meu pescoço. "Eu pensei que você tinha ido embora quando Kane ligou e disse-nos o que aconteceu". Eu levantei meu cansado bom braço e coloquei em torno de Keela. "Eu estou bem", eu disse asperamente. "Se você não parar de falar, eu vou dizer a seu pai" Kane me avisou.


Keela riu através das lágrimas e eu sorri. Ela me beijou um monte de vezes no rosto, e, em seguida, desceu da cama. Abracei os irmãos de Kane e as meninas. Alannah foi abalado muito ruim. Ela estava preocupada com o bebê, mas Kane asseguroulhe que estava tudo bem. "Estou tão feliz que você está bem", ela sussurrou para mim quando ela me deu um abraço. Eu sorri para ela quando ela se afastou. Eu olhei para Nico quando ele murmurou para Kane, "Nenhum sinal dele". O corpo de Kane ficou tenso. "Continue olhando". Eu me concentrei em Kane. "Preciso falar com você". "Nós vamos ter palavras, boneca. Apenas descanse sua voz um pouco" Eu precisava ter uma conversa franca com ele sobre Philip. O homem tentou me matar e meu bebê. Eu queria saber o que estava acontecendo. Nico acenou com a cabeça uma vez para Kane, em seguida, olhou para mim e piscou. "O garoto que você ajudou esta bem. Ele está aqui no hospital por mais 24 horas como medida de precaução". Graças A Deus. A notícia de que Caleb foi ok me aliviou bastante. Ele estava um pouco soldado, e sem ele, eu acho que eu teria morrido naquela sala de aula. Imagens de piscar o sorriso de Philip e chamas entraram na minha mente. Apertei meus olhos fechados. "O que há de errado?" Meu irmão, Harley, me perguntou. Engoli em seco e fiz uma careta de dor. "Eu vejo seu rosto" Eu disse asperamente. Harley se inclinou para mim e disse, "Kane disse-nos o que rolou, e nós estamos indo para obter o bastardo. Você me ouve?". Eu balancei a cabeça. Harley sorriu para mim e limpou as lágrimas dos meus olhos sob com os polegares. Todos na sala sentaram e as meninas no colo dos rapazes ou no peitoril da janela. Eu inclinei minha cabeça para trás e olhou para cima para o teto.


Eu engasguei quando senti o movimento dentro de mim. Mais uma vez, eu comecei a chorar quando eu coloquei minhas mãos em meu estômago. Olhei para Kane, quando ele colocou a mão na minha barriga e sentiu o movimento, também. Eu sabia que ele estava tentando manter meu espírito por dizendo-me que ela estava bem, mas eu vi o alívio que atravessou seu rosto quando ele sentiu seu movimento sob as suas palmas. "Graças a Deus", ele respirou e se inclinou para mim. Ele beijou minha boca, em seguida, minhas bochechas e na testa. "Eu te amo tanto". Eu pressionei meu rosto contra o dele. Ele ficou pressionado contra mim por alguns minutos, mas quando ele puxou para trás, ele sentouse e manteve suas mãos em meu estômago. "Ele está bem acordado," Kane murmurou, olhando para o meu estômago quando ela se virou dentro de mim. Você podia ver a forma de seu cotovelo ou joelho picar para fora quando ela se virou. "Isso é assustador pra mim, foda-se", disse a voz de Dante da minha direita. Olhei para o meu irmão e encontrei seus olhos, e todos os outros, no meu estômago. Eu sorri e balancei a cabeça. Ele era um homem assim. "Eu acho que ele parece legal", comentou Bronagh. Eu sorri para ela e encontrei-a a olhar para o meu estômago como se fosse á coisa mais interessante que tinha sempre em sua vida. Eu fiz uma careta, depois, quando seu rosto empalideceu, e de repente ela pulou do colo de Nico. Ela correu para a pia no quarto e vomitou nele. Nico foi à direita atrás dela, esfregando suas costas com a mão. Olhei para Kane, que olhou para mim e sorriu. Exato a mesma coisa aconteceu comigo cerca de vinte semanas impares há.


"Eu estou bem, apenas enjoada", murmurou Bronagh e gargarejou um pouco de água, em seguida, limpou o rosto seco com algum tecido Nico entregou-lhe. Ela sentou-se e abraçou Nico ao seu corpo. "Você está vindo para baixo com alguma coisa?", Perguntou. Ela engoliu em seco e balançou a cabeça. Eu sorri para ela, e ela olhou para mim. Ela sabia que eu sabia. "Não olhe para mim desse jeito, Collins," ela grunhiu para mim. Eu mostrei meus dentes para ela o que a irritou. "Você tem sorte que você está grávida e ferida". Eu continuava a sorrir. "Pare!", Ela retrucou. Kane riu, em seguida, gemeu: "Estou temendo seus hormônios. Eu mal posso tolerar Aideen". Bronagh olhou para Kane, em seguida, olhou para Nico, quando ele se esticou debaixo dela. "Bronagh?". Bronagh levantou-se e virou-se para encará-lo. "Eu estava indo a lhe dizer, mas você foi todo sobre sua luta estúpida toda a semana e eu não queria distraí-lo". Branna estava encostado na porta. "Diga a ele o quê?". Bronagh olhou para a irmã e diz: "Eu estou grávida". "Oh, pelo amor de Deus!" Alec gritou, jogando as mãos no ar. "Todo mundo vai ter filhos antes de mim?". Meus irmãos riram de Alec enquanto eu observava Nico. Ele estava olhando para Bronagh com um olhar de amor e admiração misturados em um só. Ele se levantou e deu um passo em direção a ela. Ela olhou para ele e começou a tocar com os dedos. "Você está louco?". Nico não disse nada.


Bronagh gemeu, "Por favor, Dominic, diga alguma coisa". Ele fez. Ele disse: "Eu te amo". "Aww," Alannah disse do peitoril da janela fazendo Kane sorrir. "Você... Você não é louco?". Nico colocou os braços ao redor Bronagh. "Louco?", Ele questionou. "Nós temos tentado por um tempo. Estou mais feliz do que você jamais poderia imaginar. Nós vamos ter um bebê, menina bonita". Eu comecei a chorar novamente. Kane olhou para mim e sorriu enquanto acariciava seu polegar sobre a minha mão. "Há quanto tempo você sabe?" Branna perguntou a irmã. Bronagh olhou para ela e disse: "Cerca de uma semana". O rosto de Branna caiu. "E você nunca me contou?". "Eu não contei a ninguém além de Alannah porque ela estava na casa quando fiz o teste, Bran". Branna assentiu com a cabeça, mas eu poderia dizer que ela estava machucada. "Ela está bem", disse Ryder para Bronagh, que parecia cheio de culpa quando ela olhou para sua irmã. "Concha supere". Branna olhou para Ryder, e eu vi o momento em que seu coração se partiu. Ela olhou para mim, em seguida, seus olhos se encheram de lágrimas e disse: "Sinto muito, Aideen. Estou feliz por você estar bem, querida, mas eu tenho que sair". Eu mal tive a chance de acenar com a cabeça para mostrar a ela que eu entendi antes que ela abriu a porta e fugiu do quarto. Ryder balançou a cabeça, mas não fez qualquer tentativa para ir atrás dela. Bronagh, por outro lado, não hesitou, ela parou na frente de Ryder e chutou na canela. "Bronagh!", Ele disse irritado e agarrou sua perna.


Ela apontou o dedo para ele e disse: "Isso é por ser um idiota. Será que porra mata você ser bom para ela?". Ryder definir sua mandíbula. "Você não sabe o que você está falando". Bronagh balançou a cabeça. "Quando ela arranca a coragem de deixálo, e encontrar alguém que verdadeiramente ama e cuida dela, você vai finalmente perceber o quão incrível ela realmente é e vai ser tarde demais. Ser um homem e lutar por ela, vale a pena!". Com isso dito, Bronagh saiu da sala com um Nico irritado no reboque. Ryder tinha esperado cerca de vinte segundos antes de ele sair, também. Alannah suspirou do peitoril da janela e empurrou-se a seus pés. "Eu estou indo para obter um pouco de comida, ninguém vem comigo?". Meus irmãos, Keela, e Alec todos responderam "sim" em uníssono. Disseram a Kane que eles iriam pegá-lo alguma coisa, então todos eles saíram da sala. Era só eu e Kane novamente. "Nossas famílias são loucas". Eu balancei a cabeça. "Damien é o único normal". Kane bufou. "Dominic chamou e lhe disse ontem à noite o que aconteceu". Eu fiz uma careta. "Você não deveria tê-lo preocupado". Olhei para o rosto de Kane então. Eu observei seu rosto parecia tão bom em comparação com o pálido e mal-humorado que foi semanas sem a sua insulina. Eu ampliei meus olhos então. "Injeções," Eu disse asperamente. Kane pegou minha mão na sua e sorriu. "Eu mesmo fiz". Eu pisquei em surpresa. "Eu sei", ele riu. "Quando você ainda estava dormindo, esta manhã eu sabia que eu precisava dele ou eu faria ser nada de bom para você quando você acordar. Eu não quero que os meus diabetes lutando contra mim quando eu precisava lutar por você, então eu mordi a bala e injetei a insulina em mim mesmo. Eu não estava com medo... Eu não estou com medo. Não mais. Eu nunca vou ter medo de algo tão mundano novamente, não quando eu experimentei quase perder você".


Lágrimas brotaram nos meus olhos e eu alcancei minhas mãos para ele. Ele sorriu e se inclinou para mim, beijando minha bochecha e serpenteando o braço em volta do meu corpo. "Eu te amo", ele sussurrou. Eu o abracei mais apertado. "Philip", eu sussurrei suavemente "disse-me coisas”. Kane puxou para trás e engoliu. "O que ele te disse?". "Ele estava me olhando por semanas", eu sussurrei. "Eu o conheci no hospital e no pub sem saber. Ele foi quem me comprou as flores que foram enviadas para minha sala de aula". O rosto de Kane endureceu. "Ele deve ter visto você comigo e queria saber quem você era". Eu balancei a cabeça. "Ele me contou sobre seu trabalho e o tratamento de choque". Kane fechou os olhos. "O bastardo". Esperei por ele para abrir os olhos e olhar para mim. "Você não precisa saber essas coisas, boneca. Ninguém precisa saber nada do que eu fui posto através. Nada de bom vem dele". Concordei então eu balancei a cabeça. "Ele me disse que você matou seu filho" Eu dolorosamente ingestão. "Ele disse que estava indo para me matar e o bebê da mesma forma para fazer você se sentir como se estivesse morto”. Veias incharam no pescoço de Kane. "Ele vai morrer por isso. Eu prometo". Eu pisquei. "Você matou seu filho?". Kane segurou o meu olhar. "Sim eu fiz". Oh, Deus. "Por quê?".


Kane ingestão. "O filho de Big Phil, Colin, não era um bom garoto. Ele tinha dezesseis anos na época... E eu o peguei fazendo algo muito, muito errado". Eu não quero saber, mas eu não parei de falar Kane. "Ele tinha uma das filhas do guarda de cinco anos de idade... E ele estava a violentando". Oh, Jesus. Meu estômago revirou. Kane passou as mãos pelo cabelo. "Eu não poderia ajudá-la. Eu fiquei louco. Ela estava muito ferida já violada, ensanguentada, então eu o tranquei na sala encontrei-o, então eu trouxe a menina para seu pai e assegurou-lhe que ia matar Colin. Assim isso é o que eu fiz. Eu não coloquei um dedo sobre ele, mas tenho a certeza que ele iria morrer dolorosamente por ser a pior criatura que ele era. Eu só tinha uma lata de gás e eu derramei em toda a sala tranquei-o e ateei fogo". Eu agarrei a mão de Kane. "Eu não sabia que Big Phil estava no banheiro da sala, mas ele estava. Eu não sabia se ele machucou a menina, mas eu não me importei. Ele tentou salvar Colin, mas eu derramado gás sobre ele para que ele já era morto em poucos minutos. Ele morreu dolorosamente. Big Phil ficou gravemente queimado, mas o fogo foi apagado antes que ele poderia morrer também". Apertei a mão de Kane. "Marco perguntou o que aconteceu porque as câmeras não funcionavam nessa seção do composto. Eu tenho certeza que é a razão que ele pegou a menina lá. Ninguém iria ver o que ele estava fazendo com ela. Eu disse a ele que eu não tinha ideia, e foi isso. Big Phil estava no hospital por um longo tempo depois disso, mas eu esqueci sobre ele, porque era em torno do mesmo tempo de que veio para a Irlanda. Eu não tinha lhe dado um segundo pensamento até que a mensagem de correio de voz de Damien". Eu estremeci. "Quando você acha que ele sabia que era você?".


"Talvez um dos guardas dissesse a ele?" Kane adivinhado. "Eu não sei, o pai da menina não era apenas um em torno de quando eu trouxe para ele. Qualquer um deles poderia ter ouvido o meu plano". Eu esfreguei meu polegar sobre sua mão. "Você fez a coisa certa, Kane". Ele olhou para mim. "Eu sei, eu não poderia deixá-lo viver, não com ela, e outras crianças, que vivem no composto". Eu balancei a cabeça em concordância. "Não pense mais sobre isso, vou mantê-la atualizado sobre tudo, mas não se preocupe. Eu tenho ajuda para pegá-lo". "Ajuda?". Kane concordou. "Meus irmãos, vossos irmãos, seu pai... E Brandy". Fechei os olhos. "Eu preciso de Brandy para encontrá-lo. Paguei-lhe a sua ajuda. Eu não tenho que fazer nada de ruim, eu prometo". Isso me aliviou bastante. "Este não é o fim, boneca. É só o começo". Abri os olhos e olhei para Kane. "Eu amo você". Ele se inclinou e beijou minha testa. "Esta é a mãe de meu sobrinho" James murmurou enquanto a porta do quarto se abriu. "Ela fez sua começa com um Slater 'bom e bem, eu acho que eles são um bando de idiotas". Meu pai riu quando ele contornou a cama e estendeu a mão e pegou a minha mão livre na sua. Eu olhei para ele quando Kane se afastou e sentou-se no assento ao meu lado esquerdo. Os olhos do meu pai brotaram e quando eu estendi a mão para ele, ele inclinou-se e colocou sua bochecha contra a minha. "Você assustou a vida fora de mim, garotinha." Eu o apertei. "Estou tão feliz que você e o bebê estão bem". Meu pai se afastou de mim e não tentou esconder o fato de que ele estava enxugando os olhos.


"Onde foi todo mundo?" Perguntou James. "Para o alimento," Kane respondeu. James olhou para o nosso pai. "Vamos juntar a eles. Eles estão pegando ela para essa coisa de câmara em cinco minutos, e Kane será o único autorizado a ir com ela". Meu pai balançou a cabeça e se inclinou para me beijar mais uma vez antes de ele se levantar. Ele estendeu a mão para Kane que apertou sua mão e apertou-a com firmeza. "Cuide de nossa menina", disse ele. Rompi com amor para o meu pai. Ele disse ‘nossa menina’ 'não minha '. "Eu vou senhor" Kane concordou. "Eu vou chutar o seu traseiro se você não fizer isso, Slater". Eu revirei os olhos para James enquanto Kane bufou. Eles saíram da sala, em seguida, e Kane sentou-se de volta ao meu lado. "Temos alguns minutos antes de as enfermeiras vim para você". Eu sorri. "Você me tem todo para si mesmo, germinador. O que você quer fazer?" Eu sussurrei, apenas estremecendo um pouco com a dor na minha garganta. Kane bloqueou seus olhos nos meus e com um sorriso, ele disse: "Quando você voltar aqui, eu quero voltar no meu laptop e assistir a temporada três dos Sons of Anarchy com você". Porra. Como eu obtive tão afortunada? "Eu adoro quando você fala sujo para mim". Kane riu: "Então se cale e ouvir-me falar. Descanse sua voz a sua garganta não vai curar de outro modo". "Só mais uma coisa, então eu vou parar". "O que é isso?".


"Eu amo você", eu sussurrei. O rosto de Kane se suavizou. "Eu também te amo, Aideen. Você é meu mundo inteiro, boneca, mas se você disser mais uma palavra, eu vou colocar fita adesiva sobre sua boca". "Eu e você?". Ele assentiu. "Eu e você". Eu sorri largamente quanto eu me inclinei para beijá-lo, mas a minha máscara ficou no caminho. Eu, então, suspirei quando a porta do meu quarto se abriu. Eu estava sendo bloqueada. Eu esperava que fosse uma enfermeira ou médico, mas a pessoa que entrou não era um enfermeiro ou um médico. Ele teve um grande buquê de flores, e eu não conseguia ver o rosto dele porque as flores cobriu, mas eu poderia ver que ele tinha cabelo loiro-branco. Meu Deus. Quando as flores foram reduzidas e eu percebi quem era, eu olhava para ele com a minha boca aberta. Eu sacudi a cabeça, e por um momento, eu pensei que eu parei de respirar. Eu não podia acreditar que eu estava vendo. "Kane", eu sussurrei, sem tirar os olhos dele, caso ele desaparecesse. "Aideen, o que a enfermeira lhe disse? Você não pode falar-". "Olhe" eu o interrompi, minha voz embargada e fazendo-me dor. Eu não me importava fui muito surpresa ao se concentrar na dor. Kane ergueu as sobrancelhas para mim, em seguida, levantou-se e virou-se para ver quem estava na porta e quando o fez, ele quase caiu em cima de mim. Ele tropeçou, mas rapidamente se firmou, em seguida, tomou um hesitante passo em frente, abrindo e fechando a boca como um peixe. Ele estava espantado. "Eu sei, eu sou ridiculamente de boa aparência e você não pode ajudar, mas passe sobre a tela que é minha cara impressionante, mas você está indo para obter a sua bunda aqui e me abraçar ou fica aqui parado o dia todo?".


Kane nĂŁo se mexeu uma polegada. Em vez disso, ele piscou vĂĄrias vezes os olhos como se para verificar se eles foram brincando com ele. Quando ele percebeu que estava realmente aqui, e nĂŁo era algum tipo de piada de sua mente estava jogando, Kane deu mais um passo para frente e sussurrou uma palavra. "Damien?"

Fim

Kane slater brothers 03 l a casey  
Kane slater brothers 03 l a casey  
Advertisement