Page 34

EVENTOS

Junho de 2013 - 1ª quinzena

Gastão Vieira, Marta Suplicy e Flávio Dino

34

O ministro do Turismo, Gastão Vieira assina o decreto

Jackson Pitombo, Oreni Braga, Valdir Walendowsky e Jura Filho

Marco Lomanto, diretor da Embratur

Antonio Azevedo, presidente da Abav Nacional

Aparecido Sparapani, Alexandre Passos, Ronald Ázaro, Luiz Fernando Moraes e Elber Batalha

Domingos Leonelli, da Setur BA, e Júlio Oliveira, do Fórum Estadual de Turismo da BA

Alberto Feitosa, da Setur-PE e, Fabio Motta, do MTur

Mtur promove Encontro Nacional e relança Programa de Regionalização Luiz Marcos Fernandes O Mtur promoveu em Brasília o Encontro Nacional do Turismo que teve como destaque a assinatura de relançamento do Programa de Regionalização, em Brasília, com a participação do ministro do Turis-

mo, Gastão Vieira. Na ocasião, o ministro fez um apelo para que as autoridades governamentais tomem consciência da importância do Turismo como atividade econômica. “Precisamos colocar o Turismo na pauta econômica do país e convencer nossos governantes nas mais diversas

esferas, federal, estadual e municipal, da importância e da força desta indústria”, destacou ele. Na ocasião o ministro assinou oficialmente a nova etapa do programa de Regionalização. O ministro confirmou que da parte do MTur existem recursos na ordem de R$ 130 milhões a serem

aplicados nesta nova etada do Programa. A cerimônia contou com toda a diretoria do Mtur, da Embratur, liderada pelo presidente Flávio Dino, presidentes de entidades de classe como Abav, representada por seu presidente Antonio Azevedo, Fornatur, Ronald Ázaro, Associação dos Secretários das Capitais, Claudia Pessoa, Resorts Brasil, com seu presidente Dilson Jatahy, Abremar, representado por seu diretor Flávio Peruzzi, além de secretários estaduais de turismo como Domingos Leonelli, da setur Bahia, Alberto Feitosa, de Pernambuco, Jura Filho, do Maranhão, Jackson Pitombo, do Paraná, Elber Batalha, de Sergipe,Aparecido Sparapani, de Goiás, Cláudio Valverde, de São Paulo, além de Valdir Walendowsky, da Santur, Oreni Braga da Amazonastur. A ministra da Cultura, Marta Suplicy, que já ocupou o cargo no MTur lembrou em sua explanação a diversidade cultural do Brasil como sua maior riqueza e disse que o sucesso do Programa de Regionalização depende em muito do fortalecimento da aviação regional. Já o secretário Nacional de Políticas de Turismo, Vinícius Lummertz destacou a nova etapa do Programa. “Importante termos um diagnóstico de cada região turística para execução das políticas públicas. Reconheço que temos que investir mais”, adiantou. Ele confirmou que o MTur estará anunciando em breve uma parceria com o Sebrae e que o Cadastur passará por mudanças para se tornar mais atraente para o mercado. Ao final da cerimonia foi servido um coquetel aos convidados. Na abertura dos debates do Encontro Nacional do Turismo, nesta manhã, no Centro de Convenções Ulysses

Guimarães, em Brasília, o secretário Nacional do Turismo, Vinícius Lummertz, alertou sobre a necessidade de planejamento estratégico dos municípios para atingir as metas do Programa de Regionalização, que está sendo relançado pelo MTur. “Muitos prefeitos e secretários não têm noção do potencial turístico de suas regiões”, admitiu. O dirigente citou Gramado como modelo bem sucedido. Lummertz afirmou ainda que os prefeitos e secretários precisam cuidar melhor do seu patrimônio e do potencial turístico. “Muitas vezes falta uma estratégia onde estão inseridos os negócios e lembro que o setor de Turismo envolve cadeias complexas. Falta-nos consciência sobre o que pode gerar recursos ao município”. Ele disse também que o MTur está trabalha para que Foz do Iguaçu se transforme numa plataforma turística internacional, melhor estruturada. Dentro do novo programa de Regionalização do Turismo, o MTur já nomeou 27 representantes estaduais e anunciou a criação de um comitê executivo para desenvolver estratégias nas 276 regiões turísticas definidas pelo ministério. A novidade foi anunciada hoje (16/05) durante o Encontro Nacional do Turismo. “A ideia é ampliar essa rede estendendo a ação aos municípios e formando uma rede de cerca de três mil profissionais envolvidos neste processo”, adiantou Italo Mendes, gerente do MTur. O dirigente confirmou também que estão previstas estratégias de ensino a distância de modo a criar capacitadores. “Vamos criar também uma Escola Nacional de Gestores em Turismo e para isso estamos em contato com várias universidades como a UNB”, adiantou.

Confira as novas diretrizes do Programa de Regionalização A nova etapa do Programa de Regionalização do Turismo, apresentada hoje, durante o Encontro Nacional do Turismo, em Brasília, está inserida no Plano Nacional do Turismo, que prevê até 2016 receber um volume de 7,9 milhões de turistas estrangeiros, gerando uma renda de US$10,3 bilhões e 3,6 milhões de empregos diretos e indiretos, além de 250 milhões de viagens domésticas e internacionais no país. Entre os temas de relevâncias apontados no programa estão: abordagem territorial, integração e participação social, inclusão, descentralização, competitivade, inovação e sustentabilidade. O novo modelo está fundamentado em oito eixos básicos: Gestão descentralizada, Planejamento e posicionamento do mercado, Qualificação Profissional, Empreendedorismo, captação e promoção de investimentos, Infraestrutura, Informa-

ção ao Turista, Promoção e Apoio e Comercialização e Planejamento Turístico. O modelo será de gestão compartilhada, nas esferas federal, estadual e municipal. Os eixos de atuação são a gestão descentralizada do turismo, planejamento e posicionamento de mercado, qualificação profissional e produção associada, além de programas de empreendedorismo e investimentos em infraestrutura turística. Prevê ainda ações de promoção e apoio a comercialização, bem como um contínuo monitoramento por parte do MTur. A cartilha do Programa inclui também o nome dos responsáveis para consulta pública nos estados e municípios,bem como um calendário de encontros, reuniões e oficinas. A primeira delas no dia 28 de junho em Brasília que será um Encontro de Interlocutores Estaduais do Programa de Regionalização.

Mercado & Eventos Edição 225  

Mercado & Eventos Edição 225

Mercado & Eventos Edição 225  

Mercado & Eventos Edição 225

Advertisement