Page 27

EVENTOS

Capital Region USA debate mídias online e jornalismo Leila Melo

Embratur define com cidades-sede estratégia de promoção para Copa

Marco Lomanto, da Embratur, se reuniu com representantes das cidades-sede

Luiz Marcos Fernandes A Embratur esteve reunida com os secretários de Turismo das cidades-sede da Copa do Mundo Fifa 2014. O objetivo do encontro foi dar continuidade na parceria inédita, firmada para promover 14 eventos em diferentes países do mundo para divulgar o Brasil como sede do mundial. Além dos representantes estaduais, estiveram presentes o chefe de gabinete da Embratur, Paulo Guilherme de Araújo; o diretor de mercados internacionais da Embratur, Marcelo Pedroso; o diretor de marketing da Embratur, Walter Vasconcelos; e o diretor de produtos e destinos da Embratur, Marco Antonio Lomanto. Cada cidade-sede será anfitriã de uma edição da ação, que acontecerá na Argentina, Chile, Colômbia, Peru, Uruguai, Estados Unidos (com duas edições), México, Alemanha, Espanha, França, Inglaterra, Itália e Portugal. A iniciativa terá um dia de duração, com a realização de workshops e um evento chamado Vivência Brasil. A primeira edição acontecerá em junho, no Chile, e terá Brasília como cidade em destaque. Para o secretário de turismo de Brasília, Luiz Otávio Neves, ter a capital do país como anfitriã do primeiro evento será estratégico. “O Brasil estará em comemoração pelos 50 anos do bicampeonato mundial, conquistado em 17 de junho de 1962, e Brasília estará em contagem regressiva para a abertura da Copa das Confederações, que acontecerá em 15 de junho de 2013”, relatou o secretário. “Nosso objetivo é apresentar para profissionais de turismo, imprensa e formadores de opinião estrangeiros os atrativos turísticos, a gastronomia, a música e a cultura das capitais que receberão jogos da Copa”, explicou o diretor de Mercados Internacionais da Embratur, Marcelo Pedroso. Durante os workshops, serão realizadas apresentações sobre o Brasil e destinos turísticos da Copa do Mundo Fifa 2014. A cidadesede anfitriã terá destaque ao longo de toda a programação. Já no evento Vivência Brasil, haverá degustação de gastronomia brasileira e apresentação cultural da cidade anfitriã. A programação da ação também prevê a realização de coletiva de imprensa, com portavozes do Ministério do Turismo, Embratur, e secretarias de Turismo das 12 cidades-sede.

Heidi Johannesen, do Capital Region USA, Garrett Graff, editor do Washington Magazine e Cristiane Franck, da United Airlines

pouco de sua função se comparado a web. “A internet pode ser um grande aliado de revistas mensais, que oferecem uma análise mais apurada de determinado assunto. Mas quando se tem a notícia online e um jornal diário, o atraso na informação é de, pelo menos 12 horas. É um modelo antigo e que não serve para os dias de hoje”, argumentou. Graff lembrou que aqueles que procuram as mídias online estão atrás de informações com rapidez e uma visão geral do tema. “Essa pessoa

não tem interesse em uma análise aprofundada. E para trabalhar na web, o jornalista deve se especializar para atender a esse público. Esse será um dos desafios para as próximas décadas. O editor revelou ainda que é fundamental saber para qual público a notícia interessa. “Para aquele leitor que vê na informação uma oportunidade de negócios e para o crescimento de um setor da economia, é válido uma publicação cobrar um valor por isso. “Normalmente, as análises valem

Abril de 2012 - 2ª quinzena

Como o jornalismo e suas técnicas mudam com a evolução das mídias online e a globalização? A partir desse questionamento, Garrett Graff, editor do Washington Magazine, apontou caminhos para a profissão de jornalista nos dias atuais e seus principais desafios. O jornalista visitou o Brasil e promoveu no final de março em São Paulo um debate para os profissionais da área. O MERCADO & EVENTOS esteve presente e conheceu mais desse jornalista, que também ficou conhecido como o primeiro blogueiro a ser convidado para a Casa Branca. O evento contou com o apoio da Capital Region USA, órgão de promoção turística de Washington DC, Maryland e Virginia, e da companhia aérea United Airlines. O modo de se comunicar passa por uma revolução, segundo Graff. E essas mudanças acabam por influenciar os relacionamentos com as instituições e os governos. “A sociedade espera que as informações divulgadas nas mídias sociais e nos blogs respondam seus anseios e sirvam como forma de engajamento e interação com os demais”, afirmou. O jornalista ressaltou, no entanto, que a internet deve servir como uma ferramenta para se aplicar o jornalismo midiático. “As pessoas buscam as mídias sociais - twitter, facebook, revistas em formato de Ipads - para se informarem com mais rapidez. Nesse caso, o jornalismo deixa sua função mais sistemática para ganhar uma conotação mais cotidiana”, justificou. Nos Estados Unidos, por exemplo, Graff observa que o jornal diário perde um

mais do que o preço pago para receber o jornal ou a revista”, destacou. Por outro lado, grande parte do leitor online utiliza a internet para entretenimento. “São notícias fast food, que não provocam o engajamento, apenas entretém e por isso são gratuitas”, reforçou, mencionando que esse cenário provocará reflexos nos governos nos próximos anos. Em outro ponto, o editor defende que as mídias online acabam por favorecer o aparecimento de novas “vozes”. Os jornalistas se transformam em marcas e seus artigos, em produtos de valores. “Ele acaba por se tornar mais conhecido que a publicação onde trabalha. Hoje, é muito comum profissionais de grandes jornais partirem para os blogs. É um movimento que não se via há cinco anos”, comentou. O papel das mídias online é crucial para o jornalismo “falar” por todos os canais. As informações de uma revista, de acordo com ele, ganham maior abrangência e importância quando são divulgadas no facebook, twitter, versões para ipads, vídeos e newsletters. “Os próprios leitores se tornam disseminadores dessas notícias ao compartilharem com seus amigos e conhecidos. A comunicação acontece rapidamente”, acrescentou.

27

Mercado & Eventos Edição 198  
Mercado & Eventos Edição 198  

Abril de 2012 - 2ª quinzena - Ano IX - Número 198Moscou - Capital da Rússia quer mais brasileiro

Advertisement