Page 73

EDUCAÇÃO / Education

O preferido dos investidores em 2012 The preferred option for investors in 2012

D

iante de um cenário macroeconômico desafiador, o setor de educação foi um dos destaque, de 2012, na BM&FBovespa. A valorização registrada pelas ações do segmento foi muito superior ao resultado geral da economia brasileira no ano. Enquanto indicadores macroeconômicos como crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) e Produção Industrial ficaram abaixo das expectativas (0,9% e -0,8%), os papéis das empresas de educação acumularam variações expressivas que chegaram a 102,3%, como foi o caso da Kroton. Anhanguera subiu 71% e a Estácio, 99%. Segundo analistas, o ano foi um dos melhores para o setor, em especial no ensino superior, que se beneficiou de uma forte entrada de alunos por causa do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies). De acordo com a Associação Brasileira de Mantenedores de Ensino Superior (ABMES), a média de crescimento em 2012 foi de 4%, incluindo médias e pequenas companhias. Entre as gigantes do ramo, porém, os resultados foram mais expressivos. Outro destaque no setor foi a expansão eficiente das empresas. Preocupadas em não repetir os erros que outros setores cometeram ao se expandir, como foi o caso das incorporadoras, as aquisições foram realizadas com bastante parcimônia e, desta forma, as sinergias se refletiram positivamente nos balanços. O desempenho operacional do segmento foi o que mais se destacou, entre as companhias com ações listadas na Bolsa de Valores de São Paulo. Ao longo do ano passado, o lucro líquido dessas empresas subiu 173,93% e o Ebit 112,49%. Para 2013, o setor não deve repetir a mesma performance, mas os analistas ainda esperam bons resultados.

Faced with a challenging macroeconomic scenario, the education sector was one of the best performers on the BM&FBovespa in 2012. The increase in the value of shares in the sector was well above the general result for the Brazilian economy for the year. While macroeconomic growth indicators like GDP and Industrial Production were lower than expected (0.9% and -0.8%), the securities of education companies showed remarkable growth that reached 102.3% in the case of Kroton. Anhanguera rose 71% and Estácio 99%. According to analysts 2012 was one of the best years for the sector, especially for higher education, which benefitted from the considerable increase in new students as a result of the Student Finance Fund (Fies). According to the Brazilian Association for Conductors of Higher Education (ABMES), the average growth for 2012 was 4%, including medium-sized and small companies. The results were higher, however, for the major companies. Another highlight for the sector was the efficient growth of the companies. Concerned with not repeating the errors committed by other expanding sectors, as for example property developers, acquisitions were undertaken with caution, with the resulting synergy positively affecting the financial statements. The operational performance of the segment was the most outstanding among the companies listed on the Sao Paulo Stock Exchange. During 2012 the net income of these companies rose 173.93% and the Ebit 112.49%. For 2013 the sector is unlikely to perform as well, but analysts forecast good results.

Educação / Education Ativo total / Total assets Capital de giro / Working capital Giro do ativo / Asset turnover Patrimônio líquido / Net Worth Receita líquida / Net revenue Lucro / Prejuízo / Net Profit (-loss) LAJIR / EBIT Grau de endividamento / Debt to equity ratio

2011 (R$1.000) 9.288.838 880.873 0,42 5.740.024 3.887.266 197.369 358.976 0,62

2012 (R$1.000) 10.605.000 1.274.809 0,50 6.208.091 5.279.761 561.902 787.802 0,71

Variação % / variation % 13,34% 7,68% 33,73% 173,93% 112,49% -

73

Anuário Estatístico das Companhias Abertas 2013/2014  

Os dados reunidos neste Anuário mostram claramente os efeitos que a retração econômica de 2012 causou no desempenho das companhias abertas b...

Anuário Estatístico das Companhias Abertas 2013/2014  

Os dados reunidos neste Anuário mostram claramente os efeitos que a retração econômica de 2012 causou no desempenho das companhias abertas b...

Advertisement