Page 22

Notícias do Mar

O ROV Luso proteger, que trabalhamos todos os dias”. “Quando os encontramos temos o desafio dos caracterizar da melhor forma, quer seja através da aquisição de dados que ajudem a compreender as especificidades daquele local, quer através das imagens de alta definição que adquiri-

mos, tentando disponibilizar imagens de qualidade que ajudem a compreender a singularidade do local, quer através da recolha de amostras que em locais como este pretendemos que seja o menos perturbadora possível preservando o local e as suas características”.

Os corais moles são animais coloniais que crescem usualmente em superfícies rochosas. Não têm um esqueleto rígido de carbonato de cálcio que lhes sirva de suporte, ao contrário dos corais duros. Marina Carreiro-Silva, investigadora do IMAR da Universidade dos Açores, es-

Corais moles 22

2019 Agosto 392

pecialista em ecossistemas de corais de profundidade, e investigadora convidada a bordo, refere que “este jardim de corais constitui um novo tipo de habitat nunca antes descrito, contribuindo para aumentar o conhecimento da biodiversidade e mapeamento dos ecossistemas marinhos vulneráveis dos Açores no âmbito de projetos internacionais e nacionais em curso no nosso grupo de investigação. A monitorização deste local constitui ainda uma oportunidade singular para o estudo dos processos de colonização biológica, crescimento e longevidade destes organismos, bem como para a avaliação do potencial de recuperação natural de comunidades de corais impactadas por atividades humanas, como paralelo a um evento geológico”.

Profile for Media 4U

Notícias do Mar n.º 392  

Jornal Notícias do Mar Online, n.º 392, Agosto de 2019.

Notícias do Mar n.º 392  

Jornal Notícias do Mar Online, n.º 392, Agosto de 2019.

Profile for media4u
Advertisement