Page 1

nterc창mbio 2012: EI/Ivoti - EAC/Rio


Rio +20? Nããããão, Rio +31!!!!!

Fazendo pose no Arpoador!!!

Na fila para viajar no 14Bis!


Rรกpido, precisamos descer todos juntos!


“Enquanto aguardávamos para decolar na pista, todos estavam bastante apreensivos. Alguns falavam alto, outros riam de nervosos, outros contavam histórias fantásticas, metiam medo nos colegas; por outro lado havia a turma do "deixa disso", "não vai dar nada." Eles pediam silêncio pelas professoras. Por isso me senti bem confortável no meu papel", conta a professora Gisela Hass Spindler.


O vôo

"Um homem viaja o mundo à procura do que ele precisa e volta para casa para encontrar." George Moore, por Maira Wickert


“Deu um frio na barriga. Curiosidade e medo se misturaram. Foi uma das melhores sensações que já tive”, disse Bruna Fassbinder. Já a aluna Isadora Klipel que, inicialmente, estava nervosa em relação à viagem, conta que o voo acabou sendo tranquilo: "Foi mais tranquilo do que pensei. Ver tudo pequenininho lá embaixo é bem legal. Fiquei preocupada, pois não sabia o que iria acontecer, se iria conseguir me virar sozinha”. Segundo William Roese, o voo chegou a ser decepcionante: "Achei que seria bem mais emocionante.”


Escola EAC

Selando a nossa amizade! Unidos para sempre!

Logo estilizado!!!


Que bolas são estas? É “Rabicó de Macaco”.


Para não sair do ritmo e não correr o risco de se perder na cidade, uma aula de geografia. Adivinha sobre o quê? ...


Canchas na superfície. E embaixo????? Estacionamento! Ideia inovadora para sanar a falta de espaço urbano!


É uma escola ou um zoológico? Uma floresta e animais em extinção bem no centro do Rio? Macacos, tucanos, plantas exóticas? Não, apenas o homem em perfeita harmonia com a natureza!


Praias "E se quiser saber Pra onde eu vou Pra onde tenha Sol É pra lá que eu vou" Trecho da Música "O Sol", Jota Quest, por Maira Wickert Rio de Janeiro sem sol???? E as mulatas??? E o samba da praia?? E os famosos da TV? Não achamos, mas vimos o calçadão de Copacabana, o Arpoador, a estátua do Carlos Drummond de Andrade... E deslumbramos um lindo pôr-do-sol!!


E não é que deu praia, apesar da chuva! Isso é Rio ... Grande do Sul?? Cadê o sol??


Alguém viu o Cristo???

“Estamos com frio aqui no Rio. Ainda não vimos o sol. Subimos ao Corcovado e a visibilidade estava zero. O Cristo só apareceu por alguns minutos entre nuvens, chuviscou durante o dia, por isso a cidade hoje não esteve tããão maravilhosa como dizem, mas não perdemos o humor”, diz Gisela


“Abençoadas por Deus e bonitas por natureza!”

Mesmo de longe ele nos protegeu e nos abençoou! Deu tudo certo!


"Os espelhos são usados para ver o rosto; a arte para ver a alma." George Bernard Shaw, por Maira Wickert.

Será que todos que mostraram a língua ganharam um beijo?????


Centro hist贸rico A turma estava bem interessada...

E...

E o show do super-hiper-mega Alexandre Ristow!!!


Para entrar no clima da nova novela “Lado a Lado” e revivendo os tempos de Carmem Miranda. Donzelas e moçoilos desfilando seus trajes!


Do monumento barroco acima, na Praça XV de Novembro, a Princesa Isabel proclamou, a 13 de maio de 1888, a Lei Áurea, que extinguia a escravidão do Brasil. “Artigo 1º - É declarada extinta desde a data desta lei a escravidão no Brasil; Artigo 2º - Revogam-se as disposições em contrário", dizia o texto que libertou milhões de escravos, que por três séculos serviu de mão-de-obra para o crescimento do país.


SambĂłdromo Vamos fazer o nosso ensaio??? O carnaval estĂĄ aĂ­!! Hora da aula! Sambando com a mulata! Olha o passinho, o molejo, o remelexo ...


Nem no sambódromo o Tiago largou a cuia!!! Eta gauchada!!!

Com pouco samba no pé, mas com o pé na avenida!!!!!! Solta o samba aeeeeeeeee!!!


Morro Dona Marta Vamos subir o morro??? Ah, mas antes, um novo registro!


"É muito diferente ver a favela na TV e ao vivo. Subimos o Morro Dona Marta a pé, andamos por ruelas estreitas, em meio aos casebres, encontramos pessoas que moram lá, conversamos com algumas crianças,


paramos mais vezes para admirar a visão estonteante da parte baixa da cidade, da Lagoa Rodrigo de Freitas, das praias... também para tirar muitas fotografias. Após a escalada de 20 minutos, pelas escadarias, chegamos à Laje do Michel Jackson, em cujo prédio funciona uma escola de música, que recebe o apoio da Escola Alemã Corcovado", relata Gabriela Gausmann. Que tal a laje do Michal Jakson???


Com direito a uma foto junto a uma obra de arte?


E a escola de música do Pierre?? Bela iniciativa!

“Foi uma experiência boa, aprendi bastante sobre as diferenças no modo de viver das pessoas da cidade e sobre a história do Brasil Imperial em Petrópolis. O fato de subir a favela e poder conhecê-la na visão de uma moradora, dos policiais da UPP e do guia Pierre, foi o que eu mais gostei da viagem”, diz Thainá Brum.


E chegando ao topo...

"Fiquei surpresa ao ouvir dos policiais da UPP da Dona Marta, localizada no ponto mais alto do morro, de que nĂŁo se precisa mais de armamento pesado na favela, como o fuzil para combater a criminalidade, pois os delitos atualmente se restringem Ă s brigas de casais, pequenos furtos e eventuais focos de trĂĄfico, como em todas as outras


áreas da cidade. Nestes momentos, as armas de melhor efeito se restringem ao spray de pimenta, à arma paralizante e à pistola, bem mais leve", complementa a professora Greisi Jung.

Diga não à remoção! Queremos ficar!


Hora do jogo com os meninos da Comunidade Que baile, hem gurias?

Quantos fot贸grafos tinha?


Será que a casa resiste? “Pelo depoimento de uma moradora, o povo da favela não se sente muito bem com a chegada dos turistas. Uma vez porque se sentem como animais que são colocados numa vitrine. Também, porque a vinda dos turistas não tem trazido nenhum benefício para a comunidade, pois eles não consomem nada ali, uma vez que as agências de turismo orientam os turistas a não levar nenhum pertence e nada de dinheiro para visitar o Morro”, relata Gisela.


Cidade de contrastes Sheraton e Vidigal

E esta é a magnífica visão de quem mora no morro!


Simples, mas ao mesmo tempo bem alegre, autĂŞntico! Oh, povo feliz!


A cidade sobe o morro!

"Estamos convivendo com realidades contrastantes aqui: por um lado o glamour e a exuberância da zona sul, onde mora a maioria das nossas famílias hospedeiras; por outro, a comunidade de Dona Marta que fica no morro atrás da escola", observa a estudante Natália Popovicz.


Andar de ônibus foi uma aventura. Os “cara” andam adoidado, meu!

Para Nícole Klein, o que chamou sua atenção foi o ritmo agitado do Rio de Janeiro: “Andamos de ônibus por duas horas mais ou menos até a casa dos nossos hospedeiros, em meio a um trânsito intenso, muito doido, correndo demais, vimos cariocas autênticos, com cheiros diferentes, ouvindo diferentes tipos de música, conversando...”.


Santos Dumont O tamanho ĂŠ original??

Que sonho morar assim!


Lembram de uma das engenhocas???? AtĂŠ na escada da casa do Santos Dumont temos que entrar com o pĂŠ direito!!


E aĂ­, a espera foi longa?


Mc´Donalds Huuuuuuuuum, finalmente um lugar para almoçar!!!! Um Mc???? Ist das nicht wunderbar????!!!


Palรกcio de Cristal Uauuuuuu!!!! As palmeiras imperiais estรฃo em crescimento, no pรกtio!!!


Museu Imperial Ops!!! A FamĂ­lia Imperial conta com mais uma integrante!!! Um dia de rainha!


Os fieis guardiões do Império!!!

Charrete Imperial também precisa ser conservada. Vejam o restauro em ação!


Pão de Açúcar No Pão de Açúcar, a diversão foi a brincadeira com esse bichano!!!


Oh achado!! Como é mesmo o teu nome??? Ainda bem que a Gabi perguntou o nome dele. Mas, cá entre nós, não colou essa de “Toni Ramos”, né gurias???


Por que será que todos a chamam de “Cidade Maravilhosa”?

E você aí?????? Qual é a sua graça????


Famílias hospedeiras Ai, ai, ai...está chegando a hora!!! I have to go now, I have to go now! Muss i den, muss I den zum Städtele hinaus!

Famílias, nosso muito obrigado por terem nos acolhido de forma tão carinhosa!

Marilene, o saber à flor da pele!! Aprendemos muito contigo!


Amigas para sempre! "Meu bairro é o mais reservado do Rio, chamado URCA, aos pés do Pãode-Açúcar, nome que recebeu da combinação dos nomes da companhia que construiu este bairro, melhor, que fez o aterro com a demolição do Morro Santo Antônio no centro da cidade, a Urbanizadora Carioca. Lá moram artistas e militares aposentados, também o cantor Roberto Carlos", conta Cristiane Juchem.


Gabriela Klafke relata como sua família hospedeira lhe recebeu bem: “Me sinto bem acolhida pela minha família aqui, todos me tratam com o maior carinho. Eles também tratam bem a empregada, os filhos dela, como tratam os próprios filhos. Isto me tocou.”


Hora dos agradecimentos!!! Não vamos chorar!!!! O nosso anfitrião, cicerone, paizão, amigão, camarada... “Você nosso amigo de fé, nosso irmão camarada..... sorriso e abraço festivo da nossa chegada e da nossa despediiiiiiiidaaaaaa”, adaptação do trecho da Música “Amigo” de Roberto Carlos e Erasmo Carlos. “Você foi simplesmente show! Obrigado por tudo, Valdir!


A guia do Saara foi um “must”!!! Por causa dela voltamos sãos e salvos, e sem dinheiro!!! Ivan, os caminhos do Oscar Niemeyer... tuuuuuuuuuudo de bom! Obrigada!


Aeroporto Hora de acordar!!!! Voltando para casa!!

O voo estรก confirmado???

Fiiiiiiiiiiiiiiim!!!!


Organização do álbum: Greisi Fabiane Griesang Jung e Gisela Hass Spindler Formatação: Mitchell Neis

Maria

do

Carmo

Agradecemos pelas fotos e pelos relatos enviados.

Intercambio rio  

Intercambio IEI ao Rio de Janeiro

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you