Page 1

Clipping Bem equipado, Wolverine não consegue tirar Bravo da lanterna do segmento 4232140 - R7 - WEB - WEB - 17/03/2014 http://iportal.oficinadeclipping.com.br/Login.aspx?id=kPDuJ7YHgSqs6aRdbdnMVsNpL6URowCDjzNG6hVyf1bbhjRCx8N+1A==

http://noticias.r7.com/carros/bem-equipado-wolverine-nao-consegue-tirar-bravo-da-lanternado-segmento-17032014 Ficha Técnica Empresa: FENABRAVE Categoria: Fenabrave Autor: Redação Cidade: WEB Estado: WEB País: BRASIL Disponibilização: 17/03/2014 Tipo Veículo: SITE Palavra Chave: FENABRAVE Arquivo Interno: I:\FENABRAVE\enviados_cliente\2014\03\17\4232140.pdf

Análise Referência: Classificação: Tipo de Publicação: Menções à Marca: Favorabilidade: Exclusiva: Assunto: Palavra-chave: Valor cm/col(fs): 60,00 Fechamento: 03/14 Tiragem: 0,00 Centimetragem Medida: 0,00 Valor: 60,00 Total: 0,0000


17/3/2014

Bem equipado, Wolverine não consegue tirar Bravo da lanterna do segmento - Notícias - R7 Carros

17/3/2014 às 08h58

Bem equipado, Wolverine não consegue tirar Bravo da lanterna do segmento Série especial lançada em julho do ano passado custa a partir de R$ 59.896 Luiz Betti, do R7

Por que falar de um carro

Betti/R7 V ejaLuiz a galer ia completa

Fiat lançou série especial Wolverine em julho do ano passado para tentar alavancar vendas do Bravo no Brasil

lançado há anos e que nunca deslanchou nas vendas? A resposta é simples: bem equipado e com visual (ainda) atraente, o Fiat Bravo acompanhou de camarote a renovação — e encarecimento — dos hatches médios nos últimos anos e, com preço abaixo da maioria dos rivais, é uma opção real para quem busca um exemplar na faixa dos R$ 50 mil com design elegante, lista de série recheada e motor mais animado. De olho nesse público, a montadora italiana lançou em julho passado a linha Wolverine na versão de entrada Essence (R$ 56.730). Inspirada no mutante das histórias emquadrinhos, a série especial é, a exemplo do que ocorre no Uno College, um pacote de itens e adereços visuais a um preço fixo (R$ 3.166). Por esse valor, o carro traz faróis com máscara negra, rodas de 17 polegadas, minissaias laterais, spoiler traseiro, soleira nas portas, adesivos externos e bordados nos bancos e tapetes com referências ao herói. Entre os itens, foram adicionados à lista de série três tipos de sensor (chuva, estacionamento traseiro e crepuscular), retrovisor interno eletrocrômico e sistema multimídia Blue&Me. Tratamento de lorde Por dentro, chama atenção o bom acabamento geral das peças, que vai dos encaixes precisos do painel central ao teto com revestimento estofado — detalhe presente apenas em veículos mais sofisticados. Entre os itens de série, há direção elétrica com comandos de som no http://noticias.r7.com/carros/bem-equipado-wolverine-nao-consegue-tirar-bravo-da-lanterna-do-segmento-17032014

1/3


17/3/2014

Bem equipado, Wolverine não consegue tirar Bravo da lanterna do segmento - Notícias - R7 Carros V eja a galer ia completa

Interior bem acabado do Bravo Wolverine; ar bizone é

Luiz Betti/R7

opcional

volante, computador de bordo, piloto automático, retrovisores elétricos e ar-condicionado com saída aos ocupantes traseiros, que têm bom espaço para a cabeça e nem tanto para os joelhos (sobretudo o terceiro ocupante). O porta-malas, por sua vez, comporta 400 litros. Completam a ampla lista vidros elétricos com sistema um toque nas quatro portas, descansa braço central com compartimento refrigerado e luzes de leitura individuais. Ainda que “trate bem” os ocupantes, o Bravo revela nas virtudes o seu ponto fraco: cadê a pegada esportiva insinuada pelo

visual apimentado? V eja a galer ia completa

Sem emoção Equipado com o propulsor 1.8 litro de 132 cavalos a 5.250 rpm e torque de 18,9 kgfm a 4.500 rpm da versão Essence, o Bravo Wolverine ganhou o mesmo acerto de suspensão das versões Sporting e T-Jet.

Escola italiana: linhas sinuosas e arrojadas marcam design do Bravo

Luiz Betti/R7

Porém, o ajuste esportivo não foi suficiente para transmitir emoção ao volante do modelo. Em curvas, a direção leve prejudica a interação do motorista com o carro, que em entradas mais vigorosas saiu levemente de traseira

Ao pisar no acelerador, o motor demora a embalar e a sensação é de que há menos torque disponível do que o carro dispõe — nesse quesito, falta um câmbio de engates mais curtos (ou uma opção automática pura). Vale o quanto pesa? Design arrojado, bom acabamento interno, ampla lista de itens de série e preço abaixo dos rivais. Nesse momento, alguém levanta a mão: “Mas do que adianta tudo isso, se ele não vende?”. Vejamos as estatísticas da Fenabrave (Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores). Em 2013, o Bravo emplacou 9.060 unidades (curiosamente, após a chegada da série Wolverine as vendas mensais caíram), contra 10.931 emplacamentos do Peugeot 308, o penúltimo colocado da categoria liderada pelo Chevrolet Cruze Hatch, que fechou o ano com 22.462 unidades vendidas. Nesse ponto, dois fatores que independem de suas qualidades e defeitos parecem jogar contra o modelo. O primeiro é a reputação da Fiat no segmento hatches médios, que remonta aos anos 90, quando uma falha no sistema hidráulico da direção do Tipo causou incêndio em centenas de modelos, e transita pelos malsucedidos Brava e Stilo nos anos 2000. Reflexo direto do primeiro, as vendas em baixa tendem a http://noticias.r7.com/carros/bem-equipado-wolverine-nao-consegue-tirar-bravo-da-lanterna-do-segmento-17032014

2/3


17/3/2014

Bem equipado, Wolverine não consegue tirar Bravo da lanterna do segmento - Notícias - R7 Carros V eja a galer ia completa

transmitir a sensação (na maioria dos casos, correta) de maior desvalorização e menor vida útil do modelo — fatores esses que, num país como o Brasil onde a ideia de custo benefício se estende ao pós venda, podem ser determinantes para o (in)sucesso do carro. Dessa forma, recuperar o mercado no segmento dos hatches médios parece depender muito mais de uma reestruturação estratégica da montadora no segmento do que da presença de um popular herói de quadrinhos.

Fiat Bravo Wolverine tem preços a partir de R$ 59.896

Luiz Betti/R7

Todos os direitos reservados - 2009-2014 Rádio e Televisão

PARTICIPE

http://noticias.r7.com/carros/bem-equipado-wolverine-nao-consegue-tirar-bravo-da-lanterna-do-segmento-17032014

SAIBA MAIS SOBRE O R7 PONTOS

3/3


Clipping Venda de carros em SC será maior do que no país 4230134 - DIÁRIO CATARINENSE - FLORIANÓPOLIS - SC - 14/03/2014 http://iportal.oficinadeclipping.com.br/Login.aspx?id=NWSllY1I/OqiI5vz0dbpu8NpL6URowCDjzNG6hVyf1bbhjRCx8N+1A==

http://www.clicrbs.com.br/diariocatarinense/jsp/default2.jsp?uf=2&local=18&source=a444589 0.xml&template=3916.dwt&edition=23912&section=129#3/14/2014/venda_de_carros_em_sc _será_maior_do_que_no_país Ficha Técnica Empresa: FENABRAVE Categoria: Fenabrave Autor: Redação Cidade: FLORIANÓPOLIS Estado: SC País: BRASIL Disponibilização: 17/03/2014 Tipo Veículo: JORNAL Palavra Chave: FENABRAVE Arquivo Interno: I:\FENABRAVE\enviados_cliente\2014\03\17\4230134.pdf

Análise Referência: Classificação: Tipo de Publicação: Menções à Marca: Favorabilidade: Exclusiva: Assunto: Palavra-chave: Valor cm/col(fs): 131,60 Fechamento: 03/14 Tiragem: 38713,00 Centimetragem Medida: 0,00 Valor: 108,60 Total: 0,0000


17/3/2014

DIÁRIO CATARINENSE

Olá, Francisc... Alterar Cadastro | Efetuar Logoff Esportes Meteorologia

">DIÁRIO CATARINENSE

Todos Classificados hagah

14 de março de 2014 | N° 10204

ESTELA BENETTI

Venda de carros em SC será maior do que no país Com número de carro por habitante semelhante ao da Europa, Santa Catarina seguirá com v endas acima da média nacional no setor. Esse cenário foi prev isto ontem, em São Paulo, durante a reunião da Federação Nacional da Distribuição de V eículos Automotores (Fenabrav e), informou o diretor da entidade em SC, Ademir Antônio Saorin. Segundo ele, as v endas do setor dev em crescer 1 % este ano no Estado, enquanto para o país a prev isão é de queda da ordem de 2%. Ano passado, as v endas cresceram 0,55% em SC enquanto no país recuaram 2,29%. A renda média das famílias catarinenses é superior à nacional. Os carros mais adquiridos são da faix a de R$ 30 mil a R$ 40 mil, e como os nov os v êm com freio ABS e airbag, o consumidor do Estado tenderá a trocar de v eículo para ter mais segurança prev ê Saorin. Hoje SC tem frota de 4,2 milhões de v eículos para 6 milhões de habitantes, o que significa uma média de um carro para cada 1 ,4 pessoa, equiv alente a da Europa. Em fev ereiro, as v endas de v eículos no país cresceram 1 0,55% frente ao mesmo mês do ano passado, mas caíram 1 7 ,95% em relação ao mês anterior. Conforme o empresário, o recuo de v endas é normal nesta fase do ano e a v olta do IPI também gera um impacto temporário. Uma motiv ação nov a no país, este ano, é a série de inv estimentos em montadoras. SC terá impulso também com o início da produção da BMW.

Juarez Machado vira nome de vinho

O artista Juarez Machado, catarinense reconhecido no país e ex terior, agora dá nome a um v inho fino de altitude. Elaborado pela V illa Francioni, de São Joaquim, com quatro uv as – Cabernet Sauv ignon, Merlot, Cabernet Franc e Malbec da safra 2007 – o v inho Juarez Machado será lançado dia 26 deste mês, às 1 9h, na Assembleia Legislativ a. Apreciador de v inho, Juarez já fez duas ex posições tendo a bebida como tema.

Referência em inovação O presidente e CEO da International Stanford Research Institute (SRI), Curtis R. Carlson, estará em Florianópolis terça-feira para ev ento da Associação Catarinense de Empresas de Tecnologia. O SRI é uma organização para pesquisa e inov ação que é referência mundial.

Cooper 70 anos A Cooper, Cooperativ a de Produção e Abastecimento do V ale do Itajaí, comemora 7 0 anos de ativ idades dia 1 6. Fundada em 1 944, tem 2,6 mil colaboradores e é a maior cooperativ a de consumo do Sul do Brasil.

Sabores catarinenses A gastronomia do Estado ganha ev idência em Brasília. Entre os dias 1 8 e 21 deste mês, três chefs do Senac em SC lev arão receitas típicas para os restaurantes do Senado e Câmara Federal. Serão pratos com ostra, camarão e linguiça Blumenau.

http://www.clicrbs.com.br/diariocatarinense/jsp/default2.jsp?uf=2&local=18&source=a4445890.xml&template=3916.dwt&edition=23912&section=129#3/14/2…

1/2


17/3/2014

DIÁRIO CATARINENSE

Cassol lidera no Estado

A rede de materiais de construção Cassol Centerlar, com 1 3 lojas, lidera, pelo terceiro ano consecutiv o, o ranking das maiores empresas do segmento no Estado. Também ficou em quinta posição no ranking nacional. Por isso, receberá prêmio da Associação Nacional dos Comerciantes de Materiais de Construção (Anamaco) na semana que v em em São Paulo. Na foto, a primeira loja da rede, em São José.

Leasing americano A nov a sugestão do setor automotiv o ao gov erno para ampliar as v endas de carros é o leasing operacional adotado nos EUA desde o ano passado. Ele prev ê o pagamento de prestações às instituições financeiras, mas permite um residual de 40% para o final. A pessoa pode trocar de carro sem ter pago todo o v eículo.

Precatórios O STF dev e definir em brev e qual será o índice para a correção de precatórios para Estados e municípios. Lev antamento da Folha de S. Paulo de quarta-feira mostra que Santa Catarina é um dos Estados com menor peso de precatórios em relação à receita do ano. Mesmo com as dív idas do ano passado incluídas, SC compromete 1 0,5% de sua receita, enquanto no PR chega a 1 8,5% e no RS, 1 5,3%.

9,4 bilhões de dólares é o saldo positiv o do agronegócio brasileiro no primeiro bimestre do ano.

Modelo de Tigre Asiático Após conhecer os centros de referência que impulsionam o desenv olv imento de Cingapura, a Secretaria de Desenv olv imento e o Sebrae-SC definem as parcerias que v ão firmar com o país. Segundo o secretário Paulo Bornhausen, será assinado um acordo para apoiar os centros de inov ação do Estado e ter acesso a informações sobre planejamento urbano. A atração de empresas também está na pauta.

http://www.clicrbs.com.br/diariocatarinense/jsp/default2.jsp?uf=2&local=18&source=a4445890.xml&template=3916.dwt&edition=23912&section=129#3/14/2…

2/2


Clipping Novo Corolla chega ao mercado brasileiro 4230782 - ABCD MAIOR - WEB - WEB - 15/03/2014 http://iportal.oficinadeclipping.com.br/Login.aspx?id=VQGH+6uIPAol3BBDCI1S18NpL6URowCDjzNG6hVyf1bbhjRCx8N+1A==

http://www.abcdmaior.com.br/noticia_exibir.php?noticia=57776 Ficha Técnica Empresa: FENABRAVE Categoria: Fenabrave Autor: Redação Cidade: WEB Estado: WEB País: BRASIL Disponibilização: 17/03/2014 Tipo Veículo: SITE Palavra Chave: FENABRAVE Arquivo Interno: I:\FENABRAVE\enviados_cliente\2014\03\17\4230782.pdf

Análise Referência: Classificação: Tipo de Publicação: Menções à Marca: Favorabilidade: Exclusiva: Assunto: Palavra-chave: Valor cm/col(fs): 0,00 Fechamento: 03/14 Tiragem: 0,00 Centimetragem Medida: 0,00 Valor: 0,00 Total: 0,0000


17/3/2014

NOTÍCIAS: Economia

Home | Economia

15/03/2014 - AUTOS

NOVO COROLLA CHEGA AO MERCADO BRASILEIRO Por: Evandro Enoshita (evandro@abcdmaior.com.br)

Sedã médio da marca japonesa ganha desenho arrojado e sofisticação para disputar a liderança do segmento Com estilo menos conservador, novidades mecânicas e uma recheada lista de equipamentos, o novo Corolla chegou nesta semana às concessionárias. Lançado no Japão em 1966 e fabricado no Brasil desde 1998, o sedã médio da Toyota já soma onze gerações e mais 40 milhões de unidades vendidas. Corolla cresceu em comprimento e largura e ganhou

Quem conheceu as gerações anteriores linhas arrojadas. Foto: Andris Bovo do japonês vai se impressionar com o modelo atual. Totalmente novo em relação à 10ª geração, o sedã cresceu em comprimento e largura e ganhou linhas arrojadas idênticas ao modelo lançado no mercado europeu no fim do ano passado. Um exemplo dessa nova filosofia é o desenho da dianteira, de faróis afilados combinados a uma grade cromada.

Por dentro a boa impressão continua. O desenho sem sal da geração anterior deu lugar a um painel mais sofisticado, com instrumentos de iluminação azulada no lugar do laranja e peças com detalhes cromados. Marca dos Corollas antigos, o bom acabamento ficou ainda melhor no modelo novo, que além da montagem precisa agora reúne materiais de melhor qualidade. Na parte mecânica permanecem as duas opções de motores flex da geração anterior: o 1.8 Dual VVT- -i de 139 cv e o 2.0 de 143 cv, ambas com sistema de partida a frio que dispensa o tanquinho de gasolina. Na gama de transmissões, além da mecânica de seis velocidades, a principal novidade é a transmissão automática Multi-Drive de sete marchas. Com tecnologia CVT, a caixa substitui o antiquado conjunto de quatro marchas utilizado até então. VERSÕES O modelo está disponível em três versões. Com valor inicial de tabela de R$ 66.570, a básica GLi vem equipada com o propulsor 1.8 e é a único com opção de transmissão mecânica. A intermediária é a XEi, que custa R$ 79.990 e já conta com o motor 2.0. Com preço de R$ 92.900, o Corolla de topo é o Altis, que traz como principal novidade o uso de airbags de cortina e de LEDs no farol baixo. Desde a versão de entrada, o modelo vem de série com airbags frontais, laterais e de joelho (para o motorista), além de sistema de fixação Isofix para cadeiras infantis. Presente na geração anterior, a central multimídia é equipamento de série a partir do modelo intermediário e agora reúne TV digital e capacidade de exibir DVDs. MERCADO O Corolla fechou o primeiro trimestre do ano na segunda posição entre os sedãs médios mais vendidos no mercado brasileiro. De acordo com a Fenabrave (Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores), foram comercializados no período 6.539 unidades do médio da Toyota, ante as 8.978 unidades do líder Honda Civic. Gerson Alves de Souza Júnior, gerente-geral da concessionária Toyota Shogun de Santo André, http://www.abcdmaior.com.br/noticia_imprimir.php?noticia=57776

1/2


17/3/2014

NOTÍCIAS: Economia

destaca que a expectativa é grande em relação ao novo modelo. “Desde o ano passado já existe procura pelo novo carro. Antes mesmo do lançamento vendemos 35 unidades do Novo Corolla”, destaca. Para Souza Júnior, o principal trunfo do modelo é o design mais arrojado. “Mesmo clientes tradicionais achavam o modelo anterior muito conservador.”

http://www.abcdmaior.com.br/noticia_imprimir.php?noticia=57776

2/2


Clipping Motos pagam até cinco vezes mais do que carros para ter seguro 4230781 - O GLOBO ONLINE - WEB - WEB - 16/03/2014 http://iportal.oficinadeclipping.com.br/Login.aspx?id=VQGH+6uIPAqE2Kdm4QFtV8NpL6URowCDjzNG6hVyf1bbhjRCx8N+1A==

http://oglobo.globo.com/economia/motos-pagam-ate-cinco-vezes-mais-do-que-carros-parater-seguro-11888307 Ficha Técnica Empresa: FENABRAVE Categoria: Fenabrave Autor: Redação Cidade: WEB Estado: WEB País: BRASIL Disponibilização: 17/03/2014 Tipo Veículo: SITE Palavra Chave: FENABRAVE Arquivo Interno: I:\FENABRAVE\enviados_cliente\2014\03\17\4230781.pdf

Análise Referência: Classificação: Tipo de Publicação: Menções à Marca: Favorabilidade: Exclusiva: Assunto: Palavra-chave: Valor cm/col(fs): 105,00 Fechamento: 03/14 Tiragem: 86049952,00 Centimetragem Medida: 0,00 Valor: 105,00 Total: 0,0000


17/3/2014

Motos pagam até cinco vezes mais do que carros para ter seguro - Jornal O Globo

16/03/2014 - 08:00

Motos pagam até cinco vezes mais do que carros para ter seguro Extra

Fazer uma apólice de seguro pode custar até 35% do valor de uma moto 0km. É o que mostra uma simulação feita pelo EXTRA, com corretores especializados. Na comparação com os carros, a despesa fica ainda mais pesada. Dois proprietários com perfil igual pagariam praticamente o mesmo — cerca de R$ 1.600 — para proteger bens com preços discrepantes: uma Honda Pop 100, avaliada em R$ 4.652, e um Celta 1.0, de R$ 24.598. Na relação custo-benefício, o seguro para a moto fica até cinco vezes mais caro — pagando a mesma cobertura, o dono do Celta receberá um valor 5,29 vezes maior do que o da Honda Pop, em caso de roubo. — A maior parte das seguradoras nem aceita modelos de baixa cilindrada. E quando aceitam, o preço é absurdo — reclama o presidente da Associação dos Motociclistas do Rio (Amo-RJ), Aloísio Braz. Pelas estimativas do mercado, das cerca de 120 mil motos vendidas por mês, apenas cinco mil têm proteção. Entre os motivos para preços tão assustadores estão os altos índices de acidentes e de roubos de motos de baixa cilindrada. — Vemos casos em que o seguro chega a ser 40% do valor da moto. Mas tudo depende muito do perfil. Já vi moto de R$ 90 mil com seguro igual ao cobrado de um modelo popular — conta o superintendente do Grupo Assurê, de corretagem de seguros, Renato Garrido. Apesar do custo, o técnico em processamento de dados Jorge Lima, de 38 anos, não abre mão da segurança. Ele pagou cerca de R$ 1.300 pela apólice ao comprar sua Dafra 150 por R$ 5.900 há dois anos. Hoje, o seguro está mais leve. — Baixou para cerca de R$ 850. Ainda é caro, mas prefiro pagar pela proteção, que é contra roubo, acidentes e danos. Modelos de baixa cilindrada da Honda são os campeões de vendas de motos no país, mas também são considerados os com maior risco de roubo pelo mercado. Entre as mais “indesejadas” pelas seguradoras estão a CG 150, CG 125 e Biz, justamente as mais vendidas atualmente, de acordo com a Federação Nacional das Distribuidoras de Veículos Automotores (Fenabrave). Segundo corretores ouvidos, são poucas as seguradoras que aceitam esses modelos. Na simulação do EXTRA, apenas a Porto Seguro e a Mapfre fizeram uma cotação. Sérgio Barros, diretor de Automóvel do Grupo Banco do Brasil e Mapfre, o problema não é apenas o risco, mas as especificidades do mercado de motos: — A maior parte dessas motos é comprada em prestações, por pessoas que não podem gastar muito. Para atuar nesse mercado, é preciso ter como oferecer produtos voltados para essa realidade. http://oglobo.globo.com/economia/motos-pagam-ate-cinco-vezes-mais-do-que-carros-para-ter-seguro-11888307

1/2


17/3/2014

Motos pagam até cinco vezes mais do que carros para ter seguro - Jornal O Globo

Morador de Bangu, Fabricio Chagas Teixeira, de 36 anos, tem moto há dez anos, mas nunca fez seguro. — A gente fica louco quando pede o orçamento, é muito caro — conta.

http://oglobo.globo.com/economia/motos-pagam-ate-cinco-vezes-mais-do-que-carros-para-ter-seguro-11888307

2/2


Clipping Lifan X60 está à venda com seguro total grátis REDAÇÃO AB 4230780 - AUTOMOTIVE BUSINESS - WEB - WEB - 14/03/2014 http://iportal.oficinadeclipping.com.br/Login.aspx?id=VQGH+6uIPAoJVEF8fIMHT8NpL6URowCDjzNG6hVyf1bbhjRCx8N+1A==

http://www.automotivebusiness.com.br/noticia_det.aspx?id_noticia=19198 Ficha Técnica Empresa: FENABRAVE Categoria: Fenabrave Autor: Redação Cidade: WEB Estado: WEB País: BRASIL Disponibilização: 17/03/2014 Tipo Veículo: SITE Palavra Chave: FENABRAVE Arquivo Interno: I:\FENABRAVE\enviados_cliente\2014\03\17\4230780.pdf

Análise Referência: Classificação: Tipo de Publicação: Menções à Marca: Favorabilidade: Exclusiva: Assunto: Palavra-chave: Valor cm/col(fs): 7,21 Fechamento: 03/14 Tiragem: 0,00 Centimetragem Medida: 0,00 Valor: 7,21 Total: 0,0000


17/3/2014

Lifan X60 está à venda com seguro total grátis

São Paulo, 17/03/2014 encontre no portal ABbusca

Carreira e Oportunidades

Empresas e Executivos

Mercado e Estatísticas

Eventos

Imprensa

Lançamentos

Publicações

Newsletter

RSS

Mobile

ABTV

Revista

Com partilhar

NOTÍCIAS

encontre notícias no portalbuscar AB

14/03/2014 | 16h17

receber noticias por email | indique esta notícia | tamanho da fonte a- A+

Mercado

Lifan X60 está à venda com seguro total grátis Promoção para o utilitário esportivo vale até o fim de abril REDAÇÃO AB Como forma ampliar vendas, a Lifan passa a oferecer seu utilitário esportivo X60 com um ano de seguro total grátis. A promoção vai até o fim de abril e vale para as duas versões do carro, Talent, de R$ 55.990, e VIP, por R$ 59.250. A diferença entre os dois está em detalhes de acabamento e na presença de teto solar na versão mais cara.

Lifan X60 teve 300 unidades emplacadas ao mês em média desde seu lançamento (foto: Mário Curcio)

Segundo a Lifan, o seguro tem cobertura contra colisão (com franquia), incêndio, roubo, furto e terceiros. “Sabemos que o seguro representa um custo importante e que deve ser considerado na escolha de um veículo”, afirma o diretor comercial da Lifan Motors, Jair Leite de Oliveira.

O Lifan X60 tem origem chinesa, mas chega ao Brasil pelo Uruguai, onde é montado. Tem bom espaço para passageiros, bagagem e utiliza motor 1.8 e transmissão manual. Foi lançado na metade de maio de 2013 e de lá para cá teve média mensal próxima a 300 unidades emplacadas. Este ano ele aparece no ranking da Fenabrave como o 16º utilitário esportivo mais vendido, com 712 carros lacrados. A promoção do seguro grátis coincidiu com a chegada ao mercado da opção automática do Chery Tiggo (leia aqui). Tags:

http://www.automotivebusiness.com.br/noticia_det.aspx?id_noticia=19198

1/1


Clipping Brasil registrou o melhor primeiro bimestre da história, com 571,9 mil unidades licenciadas 4230779 - MEU CARRO NOVO - WEB - WEB - 16/03/2014 http://iportal.oficinadeclipping.com.br/Login.aspx?id=VQGH+6uIPAqCQua50NkyUsNpL6URowCDjzNG6hVyf1bbhjRCx8N+1A==

http://www.meucarronovo.com.br/blog/brasil-registrou-o-melhor-primeiro-bimestre-dahistoria-com-5719-mil-unidades-licenciadas.html Ficha Técnica Empresa: FENABRAVE Categoria: Fenabrave Autor: Redação Cidade: WEB Estado: WEB País: BRASIL Disponibilização: 17/03/2014 Tipo Veículo: SITE Palavra Chave: FENABRAVE Arquivo Interno: I:\FENABRAVE\enviados_cliente\2014\03\17\4230779.pdf

Análise Referência: Classificação: Tipo de Publicação: Menções à Marca: Favorabilidade: Exclusiva: Assunto: Palavra-chave: Valor cm/col(fs): 0,00 Fechamento: 03/14 Tiragem: 0,00 Centimetragem Medida: 0,00 Valor: 0,00 Total: 0,0000


17/3/2014

Brasil registrou o melhor primeiro bimestre da história, com 571,9 mil unidades licenciadas | MeuCarroNovo – Compra e venda de carros, motos e c…

MeuCarroNovo Home Comprar Vender Avaliar Revista Feirões BV Financie com a BV OK

Brasil registrou o melhor primeiro bimestre da história, com 571,9 mil unidades licenciadas Anfavea aponta aumento nos licenciamentos Postado em 16 de março de 2014 |

O mercado automobilístico brasileiro registrou elevação considerável no número de licenciamentos em janeiro e fevereiro de 2014. Segundo levantamento divulgado pela Anfavea (Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores), o Brasil registrou 571,9 mil unidades licenciadas no bimestre, 4,6% a mais que no mesmo período do ano passado. No mês passado, foram vendidas 259,3 mil unidades, o que representa acréscimo de 10,3% em relação a fevereiro de 2013, quando a indústria comercializou 235,1 mil unidades, e retração de 17% ante as 312,6 mil de janeiro deste ano. A produção de automóveis também subiu em fevereiro. Foram produzidas 281,5 mil unidades, contra as 240,8 mil de 2013, o que representa um incremento de 16,9%. Os dados do bimestre, no entanto, mostraram que a produção recuou 2,7%. No total, foram 518,6 mil veículos fabricados nos dois primeiros meses de 2014, recuo ao redor de 14 mil unidades em relação ao primeiro bimestre do ano passado. O levantamento complementa os dados divulgados na semana passada pela Fenabrave, entidade que representa as http://www.meucarronovo.com.br/blog/brasil-registrou-o-melhor-primeiro-bimestre-da-historia-com-5719-mil-unidades-licenciadas.html

1/2


17/3/2014

Brasil registrou o melhor primeiro bimestre da história, com 571,9 mil unidades licenciadas | MeuCarroNovo – Compra e venda de carros, motos e c…

concessionárias, e que também havia apontado crescimento na venda de veículos. Neste caso, o aumento no número de emplacamentos foi de 6,69% na comparação do primeiro bimestre deste ano com o mesmo período de 2013, passando de 799.566 para 853.087 unidades.

Por MassMedia Foto: divulgação

Comentar esta notícia

Quem Somos | Atendimento MCN | Publicidade | Termos e Condições | Financie com a BV | Outros produtos da BV Central de Relacionamento - 3003 1616 ou 0800 701 8600 | SAC - 0800 770 3335 | Deficientes Auditivos e de Fala - 0800 701 8661 | Ouvidoria Copyright © 2014 - MeuCarroNovo. Todos os direitos reservados

http://www.meucarronovo.com.br/blog/brasil-registrou-o-melhor-primeiro-bimestre-da-historia-com-5719-mil-unidades-licenciadas.html

2/2


Clipping Motos pagam até cinco vezes mais do que carros para ter seguro 4230778 - EXTRA NOTICIA - WEB - WEB - 16/03/2014 http://iportal.oficinadeclipping.com.br/Login.aspx?id=VQGH+6uIPAodSTHrUDolKMNpL6URowCDjzNG6hVyf1bbhjRCx8N+1A==

http://extra.globo.com/noticias/economia/motos-pagam-ate-cinco-vezes-mais-do-que-carrospara-ter-seguro-11888267.html Ficha Técnica Empresa: FENABRAVE Categoria: Fenabrave Autor: Redação Cidade: WEB Estado: WEB País: BRASIL Disponibilização: 17/03/2014 Tipo Veículo: SITE Palavra Chave: FENABRAVE Arquivo Interno: I:\FENABRAVE\enviados_cliente\2014\03\17\4230778.pdf

Análise Referência: Classificação: Tipo de Publicação: Menções à Marca: Favorabilidade: Exclusiva: Assunto: Palavra-chave: Valor cm/col(fs): 60,00 Fechamento: 03/14 Tiragem: 0,00 Centimetragem Medida: 0,00 Valor: 60,00 Total: 0,0000


17/3/2014

Motos pagam até cinco vezes mais do que carros para ter seguro notícias esportes entret. vídeos

Fotos

Notícias

ENTRE

Vídeos

Blogs

Promoções

Classificados

O Globo

Princípios Editoriais

Economia

16/03/14 08:00

Tweetar

0

Comentário

Motos pagam até cinco vezes mais do que carros para ter seguro

Clique aqui e seja o primeiro a

comentar Você é responsável pela sua opinião

Publicidade Ana Paula Viana

Leia mais

INSS alerta aposentados e pensionistas contra fraudes

Transporte escolar pode ter desconto de 50% no IPVA

Tática do Gol Seleção é boa, mas série leva cartão amarelo pelo preço

Tamanho do texto A

A

A

Fazer uma apólice de seguro pode custar até 35% do valor de uma moto 0km. É o que mostra uma simulação feita pelo EXTRA, com corretores especializados. Na comparação com os carros, a despesa fica ainda mais pesada. Dois proprietários com perfil igual pagariam praticamente o mesmo — cerca de R$ 1.600 — para proteger bens com preços discrepantes: uma Honda Pop 100, avaliada em R$ 4.652, e um Celta 1.0, de R$ 24.598. Na relação custo-benefício, o seguro para a moto fica até cinco vezes mais caro — pagando a mesma cobertura, o dono do Celta receberá um valor 5,29 vezes maior do que o da Honda Pop, em caso de roubo. — A maior parte das seguradoras nem aceita modelos de baixa cilindrada. E quando aceitam, o preço é absurdo — reclama o presidente da Associação dos Motociclistas do Rio (Amo-RJ), Aloísio Braz. Pelas estimativas do mercado, das cerca de 120 mil motos vendidas por mês, apenas cinco mil têm proteção. Entre os motivos para preços tão assustadores estão os altos índices de acidentes e de roubos de motos de baixa cilindrada. — Vemos casos em que o seguro chega a ser 40% do valor da moto. Mas tudo depende muito do perfil. Já vi moto de R$ 90 mil com seguro igual ao cobrado de um modelo popular — conta o superintendente do Grupo Assurê, de corretagem de seguros, Renato Garrido.

As mais lidas 1

Semana do consumidor: leitor do Extra denuncia fila em banco com espera seis vezes maior do que o permitido

2

Casal com bebê de três meses é detido em Miami após confusão com lugares no voo

3

Motos pagam até cinco vezes mais do que carros para ter seguro

4

Semana do consumidor: conheça seus direitos na hora da compra de um imóvel

5

Como obter uma restituição maior no Imposto de Renda

Primeira página

Apesar do custo, o técnico em processamento de dados Jorge Lima, de 38 anos, não abre mão da segurança. Ele pagou cerca de R$ 1.300 pela apólice ao comprar sua Dafra 150 por R$ 5.900 há dois anos. Hoje, o seguro está mais leve.

http://extra.globo.com/noticias/economia/motos-pagam-ate-cinco-vezes-mais-do-que-carros-para-ter-seguro-11888267.html

CASOS DE POLÍCIA

Viúvo de mulher morta em operação da PM desabafa:

1/5


17/3/2014

Motos pagam até cinco vezes mais do que carros para ter seguro 'Arrastaram o corpo dela'

— Baixou para cerca de R$ 850. Ainda é caro, mas prefiro pagar pela proteção, que é contra roubo, acidentes e danos. Modelos de baixa cilindrada da Honda são os campeões de vendas de motos no país, mas também são considerados os com maior risco de roubo pelo mercado. Entre as mais “indesejadas” pelas seguradoras estão a CG 150, CG 125 e Biz, justamente as mais vendidas atualmente, de acordo com a Federação Nacional das Distribuidoras de Veículos Automotores (Fenabrave). Segundo corretores ouvidos, são poucas as seguradoras que aceitam esses modelos. Na simulação do EXTRA, apenas a Porto Seguro e a Mapfre fizeram uma cotação. Sérgio Barros, diretor de Automóvel do Grupo Banco do Brasil e Mapfre, o problema não é apenas o risco, mas as especificidades do mercado de motos:

FAMOSOS

Renato Aragão teve infarto agudo do miocárdio, diz boletim médico BBB

Marcelo se explica para Angela, que não vê abuso no ‘BBB14’ ESPORTE

Reservas do Flamengo ficam no empate com o Bangu: 2 X 2

— A maior parte dessas motos é comprada em prestações, por pessoas que não podem gastar muito. Para atuar nesse mercado, é preciso ter como oferecer produtos voltados para essa realidade.

CASOS DE POLÍCIA

Traficantes matam menina que estaria namorando bandido de facção rival

Morador de Bangu, Fabricio Chagas Teixeira, de 36 anos, tem moto há dez anos, mas nunca fez seguro. — A gente fica louco quando pede o orçamento, é muito caro — conta.

Publicidade

http://extra.globo.com/noticias/economia/motos-pagam-ate-cinco-vezes-mais-do-que-carros-para-ter-seguro-11888267.html

2/5


17/3/2014

Motos pagam até cinco vezes mais do que carros para ter seguro

CAPA

NOTÍCIAS

POLÍCIA

EMPREGO

FAMOSOS

MULHER

TV E LAZER

ESPORTE

Busque no Extra

Falta de cuidado de moradores coloca em risco quem vive em próximo

fechar

http://extra.globo.com/noticias/economia/motos-pagam-ate-cinco-vezes-mais-do-que-carros-para-ter-seguro-11888267.html

3/5


17/3/2014

Motos pagam até cinco vezes mais do que carros para ter seguro

Acompanhe o noticiário de economia pelo Twitter@AnoteePoupe

Qual seu nível de inglês? culturainglesasp.com.br/teste Faça o Teste na Cultura Inglesa e Descubra o Quanto Você já Sabe! Links Patrocinados

Imprimir

Email

Comentar

Facebook

Twitter

Orkut

Google+

Próximo Falta de cuidado de moradores coloca em risco quem vive em áreas...

Últimas de Economia

Veja isso

Finlândia pode sair do seleto grupo das economias com triplo ‘A’

Bilionário contrata seguro de vida de US$ 201 milhões

Custo de energia no país deve aumentar com leilão do governo

Cinco pessoas são mortas em Rio das Ostras

Bilionário contrata seguro de vida de US$ 201 milhões

‘Em família’: Agatha Moreira chorou na calçada ao saber de oportunidade na TV

Vodafone vai pagar 7,2 bilhões de euros por operadora espanhola de TV a cabo e internet

Reservas do Flamengo ficam no empate com o Bangu

Ler mais de Economia

Shopping Receba busque por produtos busque por produtos

buscar

http://extra.globo.com/noticias/economia/motos-pagam-ate-cinco-vezes-mais-do-que-carros-para-ter-seguro-11888267.html

4/5


Clipping Frota elevada prejudica fluidez do trânsito 4230777 - COMERCIO DE JAHU - WEB - WEB - 16/03/2014 http://iportal.oficinadeclipping.com.br/Login.aspx?id=VQGH+6uIPArBlh6Q/vMpHsNpL6URowCDjzNG6hVyf1bbhjRCx8N+1A==

http://www.comerciodojahu.com.br/noticia.asp?id=1297493&titulo=Frota+elevada+prejudica+ fluidez+do+trânsito Ficha Técnica Empresa: FENABRAVE Categoria: Fenabrave Autor: Redação Cidade: WEB Estado: WEB País: BRASIL Disponibilização: 17/03/2014 Tipo Veículo: SITE Palavra Chave: FENABRAVE Arquivo Interno: I:\FENABRAVE\enviados_cliente\2014\03\17\4230777.pdf

Análise Referência: Classificação: Tipo de Publicação: Menções à Marca: Favorabilidade: Exclusiva: Assunto: Palavra-chave: Valor cm/col(fs): 0,00 Fechamento: 03/14 Tiragem: 0,00 Centimetragem Medida: 0,00 Valor: 0,00 Total: 0,0000


17/3/2014

Frota elevada prejudica fluidez do trânsito

Neste site

Na web (Google)

Pesquisar

JAÚ

REGIÃO

CLASSIFICADOS » Política » Polícia

BRASIL E MUNDO » SOS Bairros

ESPORTES

» Há 100 Anos

SOCIAL

VARIEDADES

» O Comércio Não Esquece

SUPLEMENTOS

» Nossa História

OPINIÃO

» Concursos e Seleções

» Agenda

» Outras Notícias

JAÚ | O utras Notícias | 16/03/2014

Imprimir

Aumentar a Letra

Frota elevada prejudica fluidez do trânsito No ano passado passaram a circular pelas ruas de Jaú mais de 4 mil veículos zero-quilômetro, sem contar os seminovos. Os automóveis representaram mais da metade desse montante (veja quadro). Se o número representa notícia positiva do ponto de vista da conquista individual do consumidor e da cadeia econômica em torno da indústria automobilística, por outro a presença de mais veículos em ruas, avenidas e estradas torna o trânsito cada vez mais complicado. O governo federal dedica atenção especial a esse setor. Recentemente houve diminuição da alíquota do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) para a compra de veículos. O aumento do poder aquisitivo de boa parte da população e a facilidade na obtenção de financiamento também contribuem para o aumento nas vendas. O desejo do consumidor em obter veículo não diminui. A Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave) informou que a venda de veículos no País cresceu 6,69% no primeiro bimestre deste ano em comparação ao mesmo período de 2013. Em Jaú, concessionárias também registraram incremento nos negócios (leia texto). Dados do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) mostram que a frota em Jaú quase dobrou em dez anos (veja quadro). Em contrapartida, a malha viária é praticamente a mesma. Considerando-se a região central do Município, em que o trânsito é mais caótico, a quantidade de ruas e a largura das vias não se alteraram ao longo dos anos. “Não há engenharia de tráfego que vai resolver esses problemas”, afirma o secretário de Mobilidade Urbana de Jaú, Sigefredo Griso. “Vai chegar uma hora em que cada cidade, incluindo as de pequeno porte, terá de fazer um rodízio de carros. Em Jaú, não será uma medida imediatista, mas não está tão longe essa discussão.” Griso aponta que a criação de mais vagas para estacionamento compromete a fluidez no trânsito. Se houver aumento da quantidade de faixas para circulação, quem perde é o motorista que precisa estacionar o carro. Hábito Sobre investimentos em transporte público, o secretário acredita que a medida pode não ser a mais eficaz. O motivo, segundo ele, é que por questão cultural as pessoas em geral preferem o transporte individual. Em curto tempo, a Prefeitura pretende recuperar a malha viária na região central e dotar os semáforos de sistema inteligente. As medidas servirão para o trânsito fluir com maior rapidez. O presidente do Sindicato do Comércio Varejista (Sincomercio) de Jaú, José Roberto Pena, comenta que os problemas no trânsito local repercutem de forma negativa nas vendas dos estabelecimentos. Em sua opinião, há falhas na sinalização, em educação para o trânsito e na efetivação da Área Azul, usada para favorecer o rodízio de carros em Jaú.

http://www.comerciodojahu.com.br/noticia.asp?id=1297493&titulo=Frota+elevada+prejudica+fluidez+do+tr%C3%A2nsito

1/1


Clipping Toyota faz só o necessário ao mudar e ampliar Corolla; leia impressões 4230137 - UOL - WEB - WEB - 14/03/2014 http://iportal.oficinadeclipping.com.br/Login.aspx?id=NWSllY1I/OpcAyXMDa9lPsNpL6URowCDjzNG6hVyf1bbhjRCx8N+1A==

http://carros.uol.com.br/noticias/redacao/2014/03/14/toyota-faz-so-o-necessario-ao-mudar-eampliar-corolla-leia-impressoes.htm Ficha Técnica Empresa: FENABRAVE Categoria: Fenabrave Autor: Redação Cidade: WEB Estado: WEB País: BRASIL Disponibilização: 17/03/2014 Tipo Veículo: SITE Palavra Chave: FENABRAVE Arquivo Interno: I:\FENABRAVE\enviados_cliente\2014\03\17\4230137.pdf

Análise Referência: Classificação: Tipo de Publicação: Menções à Marca: Favorabilidade: Exclusiva: Assunto: Palavra-chave: Valor cm/col(fs): 110,00 Fechamento: 03/14 Tiragem: 0,00 Centimetragem Medida: 0,00 Valor: 110,00 Total: 0,0000


14/3/2014

Toyota faz só o necessário ao mudar e ampliar Corolla; leia impressões - Ultimas Notícias - UOL Carros

LANÇAMENTOS E AVALIAÇÕES

Toyota faz só o necessário ao mudar e ampliar Corolla; leia impressões André Deliberato Do UOL, em São Paulo (SP) 14/03/2014

07h01

O Corolla vendia bem mesmo com o defasado câmbio automático de quatro marchas. Segundo dados da Fenabrave, ele disputou mercado mês a mês com o Honda Civic em 2013 e terminou o ano na segunda colocação do segmento, com 54.103 unidades, enquanto o arquirrival emplacou 60.970. Só para ilustrar o abismo para o "resto", o terceiro lugar foi ocupado pelo Chevrolet Cruze, que vendeu praticamente a metade: 26.525 unidades. Visualmente, o Corolla -- renovado pela última vez em abril de 2011 -- já começava a dar sinais de cansaço, ainda que agradasse ao consumidor padrão (lembre-se que o fiel comprador do sedã é conservador ao extremo, em sua maioria). O que era preciso fazer, então, para que o principal carro da Toyota no país voltasse ao topo da categoria sem arranhar seu extremo tradicionalismo? Basicamente, abandonar tudo o que fosse velho ao extremo sem alterar suas virtudes. Foi isso que a marca fez. Só. E cobrou caro pelas mudanças. RIVAIS DIRETOS DO COROLLA XEI 2.0 CVT, DE R$ 79.990

Honda Civic

Lxr Flex Aut. 2.0 4p 2014 Motor: Potênc ia: Câmbio: Comprimento: Entre-eixos: Largura: Altura: Peso: Porta-malas: Preç o:

2.0 150(G) / 155(A) cv Automático(5m) 4525 mm 2668 mm 1755 mm 1450 mm 1294 kg 449 L R$ 74.490,00

GM Cruze

Lt Ecotec 6 Aut. 1.8 4p 2014 Motor: Potênc ia: Câmbio: Comprimento: Entre-eixos: Largura: Altura: Peso: Porta-malas: Preç o:

1.8 140(G) / 144(A) cv Automático(6m) 4600 mm 2685 mm 1790 mm 1475 mm 1424 kg 450 L R$ 75.690,00

Ford Focus Sedan

Se Flex Aut. 2.0 4p 2014 Motor: Potênc ia: Câmbio: Comprimento: Entre-eixos: Largura: Altura: Peso: Porta-malas: Preç o:

2.0 175(G) / 178(A) cv Automatizado(6m) 4534 mm 2648 mm 1823 mm 1484 mm 1396 kg 421 L R$ 74.990,00

CLIQUE AQUI PARA VER O COMPARATIVO COMPLETO

CONJUNTO ATUALIZADO Os motores não eram motivo de reclamação para os clientes. Mas o câmbio de quatro marchas era um desafeto constante -- para UOL Carros também, é bom dizer. A Toyota manteve os propulsores, que agora não precisam de tanque extra de combustível para partidas a frio, e trocou a antiga caixa automática por uma nova transmissão CVT, que simula até sete marchas (inclusive no modo Drive). Na prática, tanto na cidade quanto na estrada, o novo câmbio agrada. No modo automático, ele pode responder aos comandos do motorista de duas maneiras: aos mais apressados, com aquela tradicional esticada sem troca de marchas; aos mais

http://carros.uol.com.br/noticias/redacao/2014/03/14/toyota-faz-so-o-necessario-ao-mudar-e-ampliar-corolla-leia-impressoes.htm

1/4


14/3/2014

Toyota faz só o necessário ao mudar e ampliar Corolla; leia impressões - Ultimas Notícias - UOL Carros

sossegados, com trocas quase imperceptíveis (afinal não há relação de marchas, apenas simulação) em baixas rpm, visando economia de combustível. Para quem quer alguma... emoção (ainda que artificial), há o modo sequencial, inclusive com o botão Sport, mas que nem chega a mudar o comportamento do câmbio -- as mesmas trocas suaves podem ser feitas pela alavanca ou por borboletas atrás do volante. O comportamento do carro não empolga (a referência de esportividade entre os sedãs médios brasileiro é o Volkswagen Jetta TSI e, um pouco mais abaixo, o Ford Focus Sedan), mas o nivela aos rivais diretos Civic e Cruze. O desempenho do motor 2.0 nunca foi empolgante (lembre-se, esta não é a proposta do carro), mas não deixa a desejar: agora são 154 cv (1 cv a mais de potência) e 20,3 kgfm de torque com etanol. O consumo registrado por UOL Carros foi de 7,6 km/l -usando o combustível vegetal -- em ciclo misto (cidade e estrada). Vale lembrar que o sedã levou nota A no programa de etiquetagem do Inmetro. O desarranjo mecânico da geração anterior, portanto, foi sanado, embora não revolucione. Para ver a ficha técnica e o catálogo do carro, clique aqui (http://download.uol.com.br/carros/corolla_2015.pdf). OPÇÕES COMPLETAS E MAIS EM CONTA

Nissan Sentra

Sl Flex Aut. 2.0 4p 2014 Motor: Potênc ia: Câmbio: Comprimento: Entre-eixos: Largura: Altura: Peso: Porta-malas: Preç o:

2.0 140 (G/A) cv Automático 4625 mm 2700 mm 1761 mm 1513 mm 1348 kg 503 L R$ 73.490,00

Renault Fluence

Citroën C4 Lounge

Privilège X-tronic Hi-flex 2.0 4p 2014 Exclusive Flex Aut. 2.0 4p 2014 Motor: Potênc ia: Câmbio: Comprimento: Entre-eixos: Largura: Altura: Peso: Porta-malas: Preç o:

2.0 140(G) / 143(A) cv Automático(6m) 4620 mm 2700 mm 1810 mm 1470 mm 1372 kg 530 L R$ 79.499,00

Motor: Potênc ia: Câmbio: Comprimento: Entre-eixos: Largura: Altura: Peso: Porta-malas: Preç o:

2.0 143(G) / 151(A) cv Automático(6m) 4621 mm 2710 mm 1789 mm 1505 mm 1512 kg 450 L R$ 74.990,00

CLIQUE AQUI PARA VER O COMPARATIVO COMPLETO

Desempenho do motor 2.0 não empolga, mas agrada: 154 cv e 20,3 kgfm de torque

INVOCADO E ESPAÇOSO Visualmente, o carro também está melhor, reduzindo (ou igualando) a diferença aos rivais. A frente bicuda tem ar malvado e é muito mais ousada que a anterior, se

http://carros.uol.com.br/noticias/redacao/2014/03/14/toyota-faz-so-o-necessario-ao-mudar-e-ampliar-corolla-leia-impressoes.htm

2/4


14/3/2014

Toyota faz só o necessário ao mudar e ampliar Corolla; leia impressões - Ultimas Notícias - UOL Carros

aproximando de Civic. A traseira também está mais harmônica e deixou de lado a lanterna "tuning" da antiga geração -- nesse caso, o Hyundai Elantra parecem ter servido de referência, principalmente ao se observar o carro de lado. Por dentro, espaço de sobra para cinco pessoas, ainda que os passageiros da frente tenham mais de 1,90 metro. O espaço traseiro impressiona -- mesmo com o banco dianteiro na última posição possível do trilho, sobra espaço para o joelho de uma pessoa de 1,80 m no banco de trás. O espaço para a cabeça é bom (os cinco centímetros a menos de altura não foram sentidos). Fato é que o Corolla passa a ser o sedã médio mais espaçoso do Brasil. A diferença na comparação com a concorrência pode ser notada a olho nu, mesmo sem trena.

Mais harmônica, a traseira deixou de lado a lanterna "tuning" da antiga geração

O QUE PESA Nem tudo é alegria. A qualidade interna não justifica, jamais, os R$ 79.990 cobrados pela versão avaliada, a XEi 2.0 Multi-Drive S. Principalmente porque o nível do acabamento interno caiu e faltam equipamentos que são servidos (mesmo como opcionais) nos rivais. A Toyota pede 3,5% a mais (http://carros.uol.com.br/noticias/redacao/2014/03/12/toyota-corolla-muda-encarece-efaz-comprador-pensar-em-carro-alemao.htm) pelo Corolla XEi A/T 2015, em comparação com o anterior, por um sedã que deixa aparentes pontos de fixação e parafusos (na parte de dentro da maçaneta interna) e exagera no plástico duro (como o próprio tampão do porta-malas, que no passado já foi de veludo). Os bancos também estão mais finos e as abas laterais quase não seguram o motorista em curvas mais acentuadas. O painel é harmonioso e bem resolvido, em si. Mas também não parece de um carro "2015". A sensação de habitar o novo Corolla é a mesma que a de conhecer o interior de um sedã do final dos anos 1990, talvez de antes -- as fontes antigas do relógio do console parecem as de um antigo Casio digital (aqueles que já eram usados, lá nos anos 1980, pelo Ford Del Rey...). A tela digital central é tátil e intuitiva, fato que contrasta exatamente com o tamanho das fontes espalhadas pelo painel -- as palavras são sempre grandes, com letras maiúsculas, algo claramente pensado para o consumidor sênior do carro. Outra vez, a sensação de que estamos num carro que poderia ter muitos anos de estrada. Isso tudo sem contar que itens como controles eletrônicos de tração e estabilidade, teto solar, rodas de 17 polegadas e faróis de xenônio, por exemplo, são inexistentes em qualquer versão (os faróis já foram oferecidos pela Altis, a topo de gama, que

http://carros.uol.com.br/noticias/redacao/2014/03/14/toyota-faz-so-o-necessario-ao-mudar-e-ampliar-corolla-leia-impressoes.htm

3/4


14/3/2014

Toyota faz só o necessário ao mudar e ampliar Corolla; leia impressões - Ultimas Notícias - UOL Carros

agora ostenta LEDs). Pare e repense: o preço final de um Corolla topo de linha, que agora custa R$ 92.990, não inclui tais equipamentos, comuns no catálogo da concorrência. Imagine se incluísse...

SEGURANÇA MÁXIMA

(carros/noticias/redacao/2013/09/04/novo-toyota-corolla-leva-nota-maxima-em-testede-seguranca.htm) Novo Corolla levou cinco estrelas nos testes do Euro NCAP; resta aguardar o Latin NCAP

SOMENTE O NECESSÁRIO O resumo da história é que o Corolla melhorou: o novo câmbio é um alívio, o consumo é nota A (http://carros.uol.com.br/noticias/redacao/2014/02/27/novo-toyotacorolla-chega-com-nota-a-de-consumo.htm) e a segurança é cinco estrelas (http://carros.uol.com.br/noticias/redacao/2013/09/04/novo-toyota-corolla-leva-notamaxima-em-teste-de-seguranca.htm) para os ocupantes (ao menos segundo testes do Euro NCAP; resta aguardar o Latin NCAP). E há quase a mesma configuração de equipamentos e tecnologia da concorrência. Mas a opinião final de UOL Carros é que o Corolla, que chega nesta sexta-feira (14) às lojas, deveria mostrar mais que os rivais que já estão no mercado. E isso assusta ainda mais se considerarmos o fato de que a versão mais cara (sem opcionais) do carro nos Estados Unidos, que tem desenho de carroceria mais esportivo e inovador (o Corolla feito no país norte-americano é um sedã compacto voltado aos mais jovens) custa no máximo US$ 20.210 (cerca de R$ 47.600 em conversão direta na cotação da quinta-feira). Por lá, o Corolla surpreendeu. Aqui, faz apenas o necessário.

© 1996-2014 UOL - O melhor conteúdo. Todos os direitos reservados. Hospedagem: UOL Host

http://carros.uol.com.br/noticias/redacao/2014/03/14/toyota-faz-so-o-necessario-ao-mudar-e-ampliar-corolla-leia-impressoes.htm

4/4


Clipping Toyota faz só o necessário ao mudar e ampliar Corolla; leia impressões 4230136 - BOL - WEB - WEB - 14/03/2014 http://iportal.oficinadeclipping.com.br/Login.aspx?id=NWSllY1I/OpRWyZXMqXcesNpL6URowCDjzNG6hVyf1bbhjRCx8N+1A==

http://noticias.bol.uol.com.br/ultimas-noticias/economia/2014/03/14/toyota-faz-so-onecessario-ao-mudar-e-ampliar-corolla-leia-impressoes.htm Ficha Técnica Empresa: FENABRAVE Categoria: Fenabrave Autor: Redação Cidade: WEB Estado: WEB País: BRASIL Disponibilização: 17/03/2014 Tipo Veículo: SITE Palavra Chave: FENABRAVE Arquivo Interno: I:\FENABRAVE\enviados_cliente\2014\03\17\4230136.pdf

Análise Referência: Classificação: Tipo de Publicação: Menções à Marca: Favorabilidade: Exclusiva: Assunto: Palavra-chave: Valor cm/col(fs): 90,00 Fechamento: 03/14 Tiragem: 0,00 Centimetragem Medida: 0,00 Valor: 90,00 Total: 0,0000


14/3/2014

Toyota faz só o necessário ao mudar e ampliar Corolla; leia impressões - Economia - BOL Notícias BATE-PAPO

BUSCA

E-MAIL

ESPORTE

FOTOS

JOGOS ONLINE

NOTÍCIAS

VÍDEOS

ENTRETENIMENTO

MAIS publicidade

@bol.com.br

Login: Senha:

ENTRAR

Economia

Educação

Busca: Palavra-chave

Esqueci minha senha | Ajuda

Enquetes

Entretenimento

NO BOL

Erratas

Esporte

Toyota faz só o necessário ao mudar e ampliar Corolla; leia impressões 14/03/2014

07h01

Enviar por e-m ail

Fórmula 1

NA WEB

OK

PREÇOS

Humor

\

VÍDEOS

Infográficos

Internacional

Cotações Câmbio

Bolsa

Dólar comercial - 14/03/2014 17h00

Com unicar erro

COMENTE

0

André Deliberato Do UOL, em São Paulo (SP)

Fotos exclusivas do lançamento do carro

COMPRA

VENDA

VARIAÇÃO

Dólar com.

2,3595

2,3610

-0,02%

Dólar tur.

2,3400

2,4500

+0,41%

Euro

3,2830

3,2842

+0,21%

Libra

3,9248

3,9268

-0,02%

Pesos arg.

0,2988

0,2989

-0,37%

22 fotos

Na sequência, vem a GLi Multi-Drive, com o mesmo motor 1.8 e câmbio CVT simulando sete marchas a R$ 69.990 Leia mais André Deliberato/UOL

O Corolla vendia bem mesmo com o defasado câmbio automático de quatro marchas. Segundo dados da Fenabrave, ele disputou mercado mês a mês com o Honda Civic em 2013 e terminou o ano na segunda colocação do segmento, com 54.103 unidades, enquanto o arquirrival emplacou 60.970. Só para ilustrar o abismo para o "resto", o terceiro lugar foi ocupado pelo Chevrolet Cruze, que vendeu praticamente a metade: 26.525 unidades. Visualmente, o Corolla -- renovado pela última vez em abril de 2011 -- já começava a dar sinais de cansaço, ainda que agradasse ao consumidor padrão (lembre-se que o fiel comprador do sedã é conservador ao extremo, em sua maioria). O que era preciso fazer, então, para que o principal carro da Toyota no país voltasse ao topo da categoria sem arranhar seu extremo tradicionalismo? Basicamente, abandonar tudo o que fosse velho ao extremo sem alterar suas virtudes. Foi isso que a marca fez. Só. E cobrou caro pelas mudanças.

INFORME PUBLICITÁRIO

A poderosa Anitta fez uma mudança intensa Anitta foi transformada na mais nova loira do Brasil com Koleston

Vagas de emprego Palavra-Chave

São mais de 40 mil vagas anunciadas + ver todas as vagas

cadastre-se agora

Conversor de moedas

Escolha uma moeda

http://noticias.bol.uol.com.br/ultimas-noticias/economia/2014/03/14/toyota-faz-so-o-necessario-ao-mudar-e-ampliar-corolla-leia-impressoes.htm

1/7


14/3/2014

Toyota faz só o necessário ao mudar e ampliar Corolla; leia impressões - Economia - BOL Notícias RIVAIS DIRETOS DO COROLLA XEI 2.0 CVT, DE R$ 79.990

Honda Civic

GM Cruze

Ford Focus Sedan

Converter para

Converter

Digite o valor

Bate-papo Lxr Flex Aut. 2.0 4p 2014 Motor: Potênc ia: Câmbio: Comprimento: Entre-eixos: Largura: Altura: Peso: Porta-malas: Preç o:

2.0 150(G) / 155(A) cv Automático(5m) 4525 mm 2668 mm 1755 mm 1450 mm 1294 kg 449 L R$ 74.490,00

Lt Ecotec 6 Aut. 1.8 4p 2014 Motor: Potênc ia: Câmbio: Comprimento: Entre-eixos: Largura: Altura: Peso: Porta-malas: Preç o:

1.8 Entrar 140(G) / 144(A) cv Automático(6m) 4600 mm Entrar 2685 mm 1790 mm Entrar 1475 mm 1424 kg Entrar 450 L R$ 75.690,00

Se Flex Aut. 2.0 4p 2014 Motor: 2.0 175(G) / 178(A) cv Câmbio: Automatizado(6m) Espiar Comprimento: 4534 mm Entre-eixos: 2648 mm Espiar Largura: 1823 mm Altura: 1484 mm Peso: 1396 kg Espiar Porta-malas: 421 L Preç o: R$ 74.990,00

EspiarPotênc ia:

Entrar Espiar

Nome da sala

Entrar

Espiar

BBB14 Malhados Ombro amigo Curitiba - PR Lutadores de MMA

CLIQUE AQUI PARA VER O COMPARATIVO COMPLETO Outras salas

CONJUNTO ATUALIZADO Os motores não eram motivo de reclamação para os clientes. Mas o câmbio de quatro marchas era um desafeto constante -- para UOL Carros também, é bom dizer. A Toyota manteve os propulsores, que agora não precisam de tanque extra de combustível para partidas a frio, e trocou a antiga caixa automática por uma nova transmissão CVT, que simula até sete marchas (inclusive no modo Drive). Na prática, tanto na cidade quanto na estrada, o novo câmbio agrada. No modo automático, ele pode responder aos comandos do motorista de duas maneiras: aos mais apressados, com aquela tradicional esticada sem troca de marchas; aos mais sossegados, com trocas quase imperceptíveis (afinal não há relação de marchas, apenas simulação) em baixas rpm, visando economia de combustível. Para quem quer alguma... emoção (ainda que artificial), há o modo sequencial, inclusive com o botão Sport, mas que nem chega a mudar o comportamento do câmbio -- as mesmas trocas suaves podem ser feitas pela alavanca ou por borboletas atrás do volante. O comportamento do carro não empolga (a referência de esportividade entre os sedãs médios brasileiro é o Volkswagen Jetta TSI e, um pouco mais abaixo, o Ford Focus Sedan), mas o nivela aos rivais diretos Civic e Cruze. O desempenho do motor 2.0 nunca foi empolgante (lembre-se, esta não é a proposta do carro), mas não deixa a desejar: agora são 154 cv (1 cv a mais de potência) e 20,3 kgfm de torque com etanol. O consumo registrado por UOL Carros foi de 7,6 km/l -- usando o combustível vegetal -em ciclo misto (cidade e estrada). Vale lembrar que o sedã levou nota A no programa de etiquetagem do Inmetro. O desarranjo mecânico da geração anterior, portanto, foi sanado, embora não revolucione. Para ver a ficha técnica e o catálogo do carro, clique aqui.

OPÇÕES COMPLETAS E MAIS EM CONTA

Nissan Sentra

Renault Fluence

Citroën C4 Lounge

Mais clicadas

1

Público grita 'Família maravilhosa' e emociona Nicette e filhos

2

'BBB 14': Clara completa 26 anos; veja fotos da sister como web stripper

3

Internautas ganham destaque pela autoestima no 'Boas do BOL'

4

Surfistas saradas conquistam seguidores com fotos sensuais no Instagram

5

Veja as candidatas dos times do Nordeste no Belas da Torcida

Imposto de Renda 2014

Sl Flex Aut. 2.0 4p 2014 Motor: Potênc ia: Câmbio: Comprimento: Entre-eixos: Largura: Altura: Peso: Porta-malas: Preç o:

2.0 140 (G/A) cv Automático 4625 mm 2700 mm 1761 mm 1513 mm 1348 kg 503 L R$ 73.490,00

Privilège X-tronic Hi-flex 2.0 4p 2014 Exclusive Flex Aut. 2.0 4p 2014 Motor: Potênc ia: Câmbio: Comprimento: Entre-eixos: Largura: Altura: Peso: Porta-malas: Preç o:

2.0 140(G) / 143(A) cv Automático(6m) 4620 mm 2700 mm 1810 mm 1470 mm 1372 kg 530 L R$ 79.499,00

Motor: Potênc ia: Câmbio: Comprimento: Entre-eixos: Largura: Altura: Peso: Porta-malas: Preç o:

2.0 143(G) / 151(A) cv Automático(6m) 4621 mm 2710 mm 1789 mm 1505 mm 1512 kg 450 L R$ 74.990,00

Baixe os programas e tire suas dúvidas sobre o IR 2014

Aprenda, passo a passo, a fazer a declaração do seu imposto

Diversão na web

Entrada permitida para quem curte uma boa risada

CLIQUE AQUI PARA VER O COMPARATIVO COMPLETO

Moda http://noticias.bol.uol.com.br/ultimas-noticias/economia/2014/03/14/toyota-faz-so-o-necessario-ao-mudar-e-ampliar-corolla-leia-impressoes.htm

2/7


14/3/2014

Toyota faz só o necessário ao mudar e ampliar Corolla; leia impressões - Economia - BOL Notícias

Modelo do calçado dita o estilo do look com saia; veja dicas Desempenho do motor 2.0 não empolga, mas agrada: 154 cv e 20,3 kgfm de torque

Solteira cobiçada

INVOCADO E ESPAÇOSO Visualmente, o carro também está melhor, reduzindo (ou igualando) a diferença aos rivais. A frente bicuda tem ar malvado e é muito mais ousada que a anterior, se aproximando de Civic. A traseira também está mais harmônica e deixou de lado a lanterna "tuning" da antiga geração -nesse caso, o Hyundai Elantra parecem ter servido de referência, principalmente ao se observar o carro de lado. Por dentro, espaço de sobra para cinco pessoas, ainda que os passageiros da frente tenham mais de 1,90 metro. O espaço traseiro impressiona -- mesmo com o banco dianteiro na última posição possível do trilho, sobra espaço para o joelho de uma pessoa de 1,80 m no banco de trás. O espaço para a cabeça é bom (os cinco centímetros a menos de altura não foram sentidos). Fato é que o Corolla passa a ser o sedã médio mais espaçoso do Brasil. A diferença na comparação com a concorrência pode ser notada a olho nu, mesmo sem trena.

Grazi mostra o que Cauã perdeu com suposta traição Papo íntimo

Qual é a trilha sonora mais excitante para ouvir a dois? Faça o teste e descubra qual é a sua verdadeira idade sexual

Mais harmônica, a traseira deixou de lado a lanterna "tuning" da antiga geração O QUE PESA Nem tudo é alegria. A qualidade interna não justifica, jamais, os R$ 79.990 cobrados pela versão avaliada, a XEi 2.0 Multi-Drive S. Principalmente porque o nível do acabamento interno caiu e faltam equipamentos que são servidos (mesmo como opcionais) nos rivais. A Toyota pede 3,5% a mais pelo Corolla XEi A/T 2015, em comparação com o anterior, por um sedã que deixa aparentes pontos de fixação e parafusos (na parte de dentro da maçaneta interna) e exagera no plástico duro (como o próprio tampão do porta-malas, que no passado já foi de veludo). Os bancos também estão mais finos e as abas laterais quase não seguram o motorista em curvas mais acentuadas.

Saúde sexual

O painel é harmonioso e bem resolvido, em si. Mas também não parece de um carro "2015". A sensação de habitar o novo Corolla é a mesma que a de conhecer o interior de um sedã do final dos anos 1990, talvez de antes -- as fontes antigas do relógio do console parecem as de um antigo Casio digital (aqueles que já eram usados, lá nos anos 1980, pelo Ford Del Rey...). A tela digital central é tátil e intuitiva, fato que contrasta exatamente com o tamanho das fontes espalhadas pelo painel -- as palavras são sempre grandes, com letras maiúsculas, algo claramente pensado para o consumidor sênior do carro. Outra vez, a sensação de que estamos num carro que poderia ter muitos anos de estrada. Isso tudo sem contar que itens como controles eletrônicos de tração e estabilidade, teto solar, rodas de 17 polegadas e faróis de xenônio, por exemplo, são inexistentes em qualquer versão (os faróis já foram oferecidos pela Altis, a topo de gama, que agora ostenta LEDs). Pare e repense: o preço final de um Corolla topo de linha, que agora custa R$ 92.990, não inclui tais equipamentos,

Depilação íntima total pode aumentar risco de doenças? Belas da Torcida

http://noticias.bol.uol.com.br/ultimas-noticias/economia/2014/03/14/toyota-faz-so-o-necessario-ao-mudar-e-ampliar-corolla-leia-impressoes.htm

3/7


14/3/2014

Toyota faz só o necessário ao mudar e ampliar Corolla; leia impressões - Economia - BOL Notícias comuns no catálogo da concorrência. Imagine se incluísse...

SEGURANÇA MÁXIMA

Conheça as candidatas dos times do Nordeste no concurso 'Boys do BOL'

Novo Corolla levou cinco estrelas nos testes do Euro NCAP; resta aguardar o Latin NCAP SOMENTE O NECESSÁRIO O resumo da história é que o Corolla melhorou: o novo câmbio é um alívio, o consumo é nota A e a segurança é cinco estrelas para os ocupantes (ao menos segundo testes do Euro NCAP; resta aguardar o Latin NCAP). E há quase a mesma configuração de equipamentos e tecnologia da concorrência. Mas a opinião final de UOL Carros é que o Corolla, que chega nesta sexta-feira (14) às lojas, deveria mostrar mais que os rivais que já estão no mercado. E isso assusta ainda mais se considerarmos o fato de que a versão mais cara (sem opcionais) do carro nos Estados Unidos, que tem desenho de carroceria mais esportivo e inovador (o Corolla feito no país norte-americano é um sedã compacto voltado aos mais jovens) custa no máximo US$ 20.210 (cerca de R$ 47.600 em conversão direta na cotação da quinta-feira).

Internauta Thiago posa com pinta de galã; envie sua foto Atriz em apuros

Por lá, o Corolla surpreendeu. Aqui, faz apenas o necessário.

Letícia Spiller e familiares são feitos reféns em assalto Surfistas saradas

História do Corolla

36 fotos

Primeira geração do sedã Corolla estreou há 47 anos, em 1966; objetivo da Toyota era produzir um carro para o povo, mas modelo trouxe recursos comparáveis ao de modelos mais sofisticados, com muita tecnologia embarcada Leia mais Divulgação

Enviar por e-m ail

Link: http://zip.net/bsmMMM

Atletas conquistam seguidores com fotos no Instagram

Veja também 14/03 | 14h14

14/03 | 14h13

Bolsa de Frankfurt: DAX 30 fecha em alta de 0,43%

Bolsa de Madri: IBEX-35 fecha em baixa de 1,39%

Frankfurt, 14 mar (EFE).- O índice seletivo DAX 30, da Bolsa de Valores de Frankfurt, fechou nesta sexta-feira em alta de 0,43%, aos 9.056,41

principal indicador da Bolsa de Valores de Madri, o IBEX-35, fechou nesta sexta-feira em baixa de 1,39%, aos 9.812 pontos.

14/03 | 14h05

Pacote elétrico não convence e reforça tom de cautela nos Madri, 14 mar (EFE).- O mercados Os mercados tiveram o apetite por risco comprometido mais uma vez nesta sextafeira, movidos tanto por questões externas

14/03 | 14h05

TSE determina que Facebook retire perfil de propaganda do Aécio O ministro do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) Humberto Martins determinou ao Facebook que retire

Procura vaga de trabalho?

http://noticias.bol.uol.com.br/ultimas-noticias/economia/2014/03/14/toyota-faz-so-o-necessario-ao-mudar-e-ampliar-corolla-leia-impressoes.htm

4/7


Clipping Palestra em Foz do Iguaçu com Cláudio Tomanini abordará tudo o que um profissional de vendas precisa saber 4230132 - BRAND PRESS - WEB - WEB - 14/03/2014 http://iportal.oficinadeclipping.com.br/Login.aspx?id=NWSllY1I/OqLtgoo4U+fAcNpL6URowCDjzNG6hVyf1bbhjRCx8N+1A==

http://www.brandpress.com.br/central-de-releases/educacao/treinamentos/42261/palestraem-foz-do-iguacu-com-claudio-tomanini-abordara-tudo-o-que-um-profissional-de-vendasprecisa-saber.html Ficha Técnica Empresa: FENABRAVE Categoria: Fenabrave Autor: Redação Cidade: WEB Estado: WEB País: BRASIL Disponibilização: 17/03/2014 Tipo Veículo: SITE Palavra Chave: FENABRAVE Arquivo Interno: I:\FENABRAVE\enviados_cliente\2014\03\17\4230132.pdf

Análise Referência: Classificação: Tipo de Publicação: Menções à Marca: Favorabilidade: Exclusiva: Assunto: Palavra-chave: Valor cm/col(fs): 1,00 Fechamento: 03/14 Tiragem: 0,00 Centimetragem Medida: 0,00 Valor: 1,00 Total: 0,0000


14/3/2014

BrandPress - Release It! - Palestra em Foz do Iguaçu com Cláudio Tomanini abordará tudo o que um profissional de vendas precisa saber | BrandP…

CADASTRE-SE

CIÊNCIA

Documentário sobre projeto inédi…

1º Fórum dos Estudantes debate a…

“Pela faixa etária das c...

Evento gratuito acontece...

CULTURA

MEIO AMBIENTE

EDUCAÇÃO

MÍDIA

ESPORTES

NEGÓCIOS

SETORES

ESTILO DE VIDA SOCIEDADE

GOVERNO

JURÍDICO

MEDICINA

TECNOLOGIA

Home / Press-Releases / Educação / Treinamentos / Palestra em Foz do Iguaçu com Cláudio Tomanini abordará tudo o que um profissional de vendas precisa saber

Palestra em Foz do Iguaçu com Cláudio Tomanini abordará tudo o que um profissional de vendas precisa saber Sexta, 14 Março 2014 10:06

Empresa Floter & Schauff

tamanho da fonte

Categoria: Treinamentos Lido 32 vezes

Floter & Schauff

Imprimir

w w w .flotereschauff.com.br/

E-mail Tw eet

clipping@flotereschauff.com.br

0

Contato End.

Rua Jequitaí,43

Cidade

São Paulo

Estado

São Paulo

País

Brazil

Tel.

(11) 3085 6583

Cel.

(11) 99581 6969

Informações adicionais Estado: Cidade: Press-Release Exclusivo?:

Paraná

Não

Evento será realizado pela FENABRAVE E SINCODIV PR para seus funcionário e gestores no dia 15 de março http://www.brandpress.com.br/central-de-releases/educacao/treinamentos/42261/palestra-em-foz-do-iguacu-com-claudio-tomanini-abordara-tudo-o-que-u…

1/8


14/3/2014

BrandPress - Release It! - Palestra em Foz do Iguaçu com Cláudio Tomanini abordará tudo o que um profissional de vendas precisa saber | BrandP…

O Profissional de Vendas precisa estar em constante aperfeiçoamento

e

antenado

nas

tendências

de

mercado. Pensando nisso, A Fenabrave e Sincodiv PR contarão com Cláudio Tomanini, Professor no MBA da FGV e Palestrante Consultor de Gestão em Vendas, para apresentar sua palestra em um evento para

Social News Rooms prezly.com/news-rooms Create a stunning news room Share beautiful stories on mobile

aproximadamente 100 pessoas no dia 15 de março às 10h em Foz do Iguaçu.

Este anúncio só aparece em press-release sem imagem

A palestra abordará tudo o que um profissional de vendas precisa ouvir, compreender e mudar dentro desse novo contexto de vendas. Temas como: “Competência para Competir” Nova Mercados Novas Competências” serão amplamente discutidos. Cláudio Tomanini tem mais de 30 anos de experiência nas áreas de venda e marketing, atuou em empresas de grande porte e tem se apresentado para mais de 180 mil pessoas em todo o Brasil. Além disso é autor do sucesso “Venda Muito Mais” – Editora Gente.

EVENTO: PALESTRA CLÁUDIO TOMANINI –FOZ DO IGUAÇU DATA E HORÁRIO: 15/03 das 10:10 às 12:10 PARTICIPAÇÃO: EVENTO FECHADO PARA FENABRAVE E SICODIV PR

Sobre Cláudio Tomanini: Pós

graduado

em

marketing

pela

ESPM-SP,

Up

date

em

Marketing

pela

WhartonSchoolofPensylvania, é Professor no MBA da Fundação Getulio Vargas. Com mais de 30 anos de experiência nas áreas de vendas e marketing, atuou em empresas como Johnson & Johnson, ADP Systems, Rodobens e VR. Atualmente é Sócio Diretor da New Marketing, empresa especializada em estratégias e resultados de mercado. Em sua carreira de palestrante e consultor de Gestão de BVendas atendeu empresas como Oi, Telemar, Vivo, Telefônica, Pretrobrás, Gol, Roche, BASF, Bradesco, Itaú/Unibanco, Cargill, Citroen, Ericsson, Fiat, Correios, SBT, Saint Gobain, Schering, MSD entre outros, tendo se apresentado para mais de 180 mil pessoas em todo o Brasil. Autor do Venda Muito Mais - Editora Gente.

MAIS PRESS-RELEASES: FLOTER & SCHAUFF Proteção internacional de marcas, invenções e patentes: “Os brasileiros precisam saber que podem proteger suas marcas e invenções nos EUA de maneira global” Sexo traz benefícios para o corpo Copa do mundo alavanca uso de helicópteros no Brasil http://www.brandpress.com.br/central-de-releases/educacao/treinamentos/42261/palestra-em-foz-do-iguacu-com-claudio-tomanini-abordara-tudo-o-que-u…

2/8

Clipping Fenabrave 17.03.2014  

Clipping Fenabrave 17.03.2014

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you