Issuu on Google+

Título: A dura briga do mês a mês Autor: Coluna: MERCADO RANKING FENABRAVE Nome do Veículo: MOTOCICLISMO MAGAZINE Cidade: SÃO PAULO País: BRASIL Data de Capa: NOV/2013 - Nº 191 Nome do Cliente: FENABRAVE Categoria: Fenabrave Disponibilização: 11/11/2013

Tipo de Veículo: REVISTA Página: 90 E 91 Estado: SP Origem: On Line Palavra Chave: FENABRAVE


Título: Emplacamento em 2013 caem em Minas e no país Autor: Coluna: ECONOMIA Nome do Veículo: O TEMPO Cidade: BELO HORIZONTE País: BRASIL Data de Capa: 05/11/2013 Nome do Cliente: FENABRAVE Categoria: Fenabrave Disponibilização: 11/11/2013

Tipo de Veículo: JORNAL Página: 14 Estado: MG Origem: On Line Palavra Chave: FENABRAVE


Título: Design tem sete agências premiadas Autor: Coluna: COLUNISTAS SÃO PAULO 2013 Nome do Veículo: JORNAL PROPAGANDA & MARKETING Cidade: SÃO PAULO País: BRASIL Data de Capa: 11/11/2013 Nome do Cliente: FENABRAVE Categoria: Fenabrave Disponibilização: 11/11/2013

Tipo de Veículo: JORNAL Página: 23 Estado: SP Origem: On Line Palavra Chave: FENABRAVE


Título: Fiesta e Golf são destaques em vendas Autor: Coluna: JORNAL DO CARRO Nome do Veículo: O ESTADO DE S. PAULO Cidade: SÃO PAULO País: BRASIL Data de Capa: 09/11/2013 Nome do Cliente: FENABRAVE Categoria: Fenabrave Disponibilização: 11/11/2013

Tipo de Veículo: JORNAL Página: 2 Estado: SP Origem: On Line Palavra Chave: FENABRAVE


2

%HermesFileInfo:Ca-2:20131109:

JornaldoCarro1

OESTADODES.PAULO

SÁBADO,9DENOVEMBRODE2013

SERGIO CASTRO/ESTADÃO

Fiesta e Golf são destaques em vendas

Fiesta. Modelo novo chegou no segundo trimestre

Em outubro, Ford foi o 4º mais emplacado no ranking geral e o VW, o 2º do segmento Ford Fiesta e Volkswagen Golf foram os destaques do ranking de vendas em outubro. O hatch compacto feito em São Bernardo do Campo, cuja atual geração foi lançada no segundo trimestre, registrou 13.265 emplacamentos e foi o quarto carro mais emplacado no mês, ultrapassandoo Fiat Siena. Osdados foramdivulgadospelaFenabrave,federaçãoquereúneassociações de concessionárias. Noacumuladodejaneiroaoutubro, o Fiesta (cujas vendas incluema versão Rocam, comcarroceriaantiga) aparecena quinta posição, atrás do Volkswagen Fox. O Ford soma 107.781 emplacamentos, ante 108.643 do outro hatch compacto. Ostrêsprimeiroslugares,tanto em outubro quanto no acumuladodo ano,são deVolkswagen Gol, Fiat Uno e Fiat Palio, respectivamente.

● Números

13.265

é o total de emplacamentos do Fiesta em outubro no mercado nacional

50%

é a participação de cada uma das carrocerias (atual e antiga, Rocam) nas vendas do Fiesta

1.830

unidades dos Golf 7 e 4 foram comercializadas em outubro no mercado brasileiro

Golf. Sétima geração do VW chegou ao Brasil em setembro

Novatos. A estreia da sétima geração do Golf no País impulsionou as vendas do Volkswagen, que fechou o mês como o segundo hatch médio mais vendido. Ele ficou atrás apenas do Chevrolet Cruze Sport6, que mantém a posição de mais ven-

MARCIO FERNANDES/ESTADÃO

pectivamentenaterceiraequarta colocações. Noacumuladodejaneiroaoutubro, o Focus continua na liderançadevendas,com18.120emplacamentos, apenas 30 unida-

dido do segmento desde setembro. O VW registrou 1.830 emplacamentos, ante 2.193 do líder. Assim, ultrapassou Ford Focus e Peugeot 308, que ficaram res-

des à frente do Cruze Sport6. O Golf, com o resultado de outubro, passou de quarto para terceiro, rebaixando o 308. As vendas do Golf somam as daantigageração,queéproduzi-

da no Paraná. O argentino Focus também mudou em setembro e oferece a versão sedã no mercado brasileiro. Utilitários. Dos comerciais le-

ves, a Fiat Strada continua na liderança entre as picapes pequenas. A Chevrolet S10 é a primeiradasmédiaseoFord EcoSport, o utilitário-esportivo mais emplacado em outubro. A Ranger vem se destacando no ranking das picapes médias. No acumulado do ano, é quinta colocada. Em setembro e outubro, contudo, o modelo aparece em terceiro lugar, à frente de VW Amarok e Mitsubishi L200 e atrás de S10 e Toyota Hilux.

FIQUE ATENTO Pedágios nas principais rodovias do Estado

$ PEDÁGIO

SENTIDO DA VIA

Agenda

Outros postos de pedágio

Os preços referem-se a automóveis, picapes e utilitários com dois eixos.

Inspeção veicular

SENTIDO CAPITAL

SENTIDO INTERIOR

Anhanguera $

$

$

$

$ Km 118 N. Odessa R$ 6,40

$ Km 152 Limeira R$ 4,90

$ Km 182 Leme R$ 6,10

$

$ $ Km 26 Km 81/82 Perus Valinhos R$ 7,30 R$ 7,20

$ $ Km 215 Pirassununga R$ 6,10

Castelo Branco $

$

$

$

$

$ Km 32 Itaquaquecetuba R$ 2,70

$

$ Km 253 S. Rita R$ 5,80

$ Km 281 S. Simão R$ 5,80

$

$

$ $ $ $ $ $ Km 18 Km 20 Km 33 Km 74 Km 111 Km 158 Km 208 Km 278 Marginal Marginal Itapevi Itu Boituva Quadra Itatinga Iaras R$ 3,30 R$ 3,30 R$ 6,60 R$ 9,00 R$ 7,50 R$ 10,30 R$ 10,30 R$ 7,00

Ayrton Senna

$

$

$ $ Km 350 Km 405 Sales Oli. Ituverava R$ 8,80 R$ 10,70

$

$ Km 39 Campo Limpo R$ 7,30

$

$

$

$ Km 77 Itupeva R$ 7,20

$ Km 115 Sumaré R$ 6,40

$ Km 159 Limeira R$ 4,90

$

$

$

$

$

$

$

$ $ $ $ $ $ $ $ Km 46,5 Km 79 Km 111 Km 135,3 Km 413,4 Km 453,5 Km 512,3 Km 541,5 Km 590,7 Km 639 S. Roque Alumínio Araçoiaba Alambari Palmital Assis Rancharia R. Feijó P. Bernardes Caiuá R$ 7,20 R$ 6,60 R$ 3,00 R$ 8,80 R$ 5,80 R$ 5,70 R$ 3,50 R$ 4,50 R$ 5,20 R$ 3,70

Marechal Rondon $

$

$

$

$

$

$

$

$

$

$

$

$

$

$

$ $ $ $ $ $ $ $ $ $ $ $ $ $ $ $ Km 76 Km 136,6 Km 192 Km 228 Km 259,3 Km 285 Km 314 Km 367 Km 400,8 Km 455,5 Km 497,9 Km 560 Km 590,4 Km 621,2 Km 655 Km 57 Pirajuí Promissão Glicério Rubiácea Lavínia Guaraçaí Castilho Guararema Itupeva P. Feliz Conchas Anhembi Botucatu Areiópolis Agudos Avaí R$ 2,60 R$ 5,70 R$ 5,90 R$ 5,00 R$ 5,60 R$ 3,90 R$ 4,40 R$ 4,30 R$ 4,10 R$ 3,80 R$ 4,60 R$ 5,10 R$ 4,30 R$ 3,40 R$ 3,30 R$ 2,50

CAPITAL

LITORAL

Anchieta

$ Km 16 Saída/Diadema R$ 1,60

CAPITAL

SUL

Piaçaguera Régis Bittencourt

Imigrantes

$ Km 31 Riacho Grande R$ 21,20

$ Km 20 Saída/Eldorado R$ 3,00

$ Km 26 Saída/Batistini R$ 4,80

$ Km 32 Piratininga R$ 21,20

CAPITAL

RIO

Dutra

$

$

Km 250 Santos R$ 9,80

$ Km 298 I. da Serra R$ 1,80

$

$

$ Km 370 Miracatu R$ 1,80

$ Km 426 Juquiá R$ 1,80

CORDEIRÓPOLIS

$ $ Km 485 Cajati R$ 1,80

$ $ Km 542 B. do Turvo R$ 1,80

ILHA SOLTEIRA

Washington Luís

$ $ Km 204 Arujá (SP) R$ 2,50

$

Km 36/Caieiras R$ 6,1

Raposo Tavares $

$

RODOVIA

Bandeirantes

$ $ Km 180 Parateí (SP) R$ 2,50

$ $ Km 165 Jacareí (SP) R$ 4,40

$

$

$ Km 78 M.César (SP) R$ 10,10

$ Km 318 Itatiaia (RJ) R$ 10,10

$ $ Km 207 Viúva Graça (RJ) R$ 10,10

$

$

$

$

$ Km 181 Rio Claro R$ 6,90

$ Km 216 Itirapina R$ 4,20

$ Km 282 Araraquara R$ 12,90

$ Km 346 Agulha R$ 8,60

$ $ Km 398 Catiguá R$ 12,20

Rodoanel Mário Covas $

Km 0 R. P. de Magalhães (interna) R$ 1,50

$ Km 3 Bandeirantes (externa) R$ 1,50

$

$

$

$

$

$

Km 3,6 Bandeirantes (interna) R$ 1,50

$ Km 6 Anhanguera (externa) R$ 1,50

Km 6,7 Anhanguera (interna Norte) R$ 1,50

Km 7 Anhanguera (interna Sul) R$ 1,50

$ $ Km 14 Km 15,6 Km 19,5 C. Branco C. Branco Padroeira (externa) (interna) (externa) R$ 1,50 R$ 1,50 R$ 1,50

Km 21 Padroeira (interna) R$ 1,50

$ $ Km 24 R. Tavares (externa) R$ 1,50

Km 24,7 R. Tavares (interna) R$ 1,50

$ Km 25,3 R. Bittencourt (externa) R$ 1,50

Informações ● Autoban (Anhanguera e Bandeirantes): 0800-555550 www.autoban.com.br ● Autovias (São Simão, Batatais, Itarapuã, Araraquara e São Carlos): 0800-7079000 www.autovias.com.br ● CCR (Rodoanel): 0800-7736699 www.rodoaneloeste.com.br ● Centrovias (São Carlos, Rio Claro, Limeira, Brotas, Jaú e Bauru): 0800-178998 www.centrovias.com.br ● Dersa e DER (Ayrton Senna, Carvalho Pinto e Marechal Rondon): 0800-555510 www.dersa.sp.gov.br ● Ecovias (Anchieta, Imigrantes e Piaçaguera): 0800-197878 www.ecovias.com.br

● Intervias (Limeira, Araras, Piracicaba e São Carlos): 0800-7071414 www.intervias.com.br ● Nova Dutra (Via Dutra): 0800-0173536 www.novadutra.com.br ● Renovias (Campinas, Mococa, Aguaí, Rio Pardo, Jaguariúna e Águas da Prata): 0800-559696 www.renovias.com.br ● Rodovia das Colinas (Tatuí, Rio Claro, Sorocaba, Campinas, Tietê e Jundiaí): 0800-7035080 www.rodoviadascolinas.com.br ● SP Vias (Tatuí, Avaré, Itapetininga, Araçoiaba da Serra e Itatinga): 0800-7035030 www.spvias.com.br

● Tebe

(Bebedouro, Catanduva, Barretos e Taquaritinga): 0800-551167 www.tebe.com.br ● Triângulo do Sol (S. Carlos, Matão, Araraquara, S.J. R. Preto, Catanduva, Bebedouro, Jaboticabal, Taquaritinga e Sertãozinho): 0800-7011609 www.triangulodosol.com.br ● Vianorte (Ribeirão Preto, Bebedouro, Orlândia, Sertãozinho, Igarapava e Pitangueiras): 0800-7013070 www.vianortesa.com.br ● Viaoeste (Castelo Branco, Castelinho e Raposo Tavares): 0800-7015555 www.viaoeste.com.br ● Rota das Bandeiras: 0800-7708070 www.rotadasbandeiras.com.br

KM

Engº João Tosello 52 Engº João Tosello 91 Dep. Laércio Corte 91,3 Wilson Finardi 27 Wilson Finardi 59 Dr. Paulo Lauro 65 Dr. Paulo Lauro 104 Engº Paulo N. Romano 106 Engº Paulo N. Romano 144 Com. João R. Barros 199 Carlos Tonani 110 Cândido Portinari 344 Cândido Portinari 374 Gov. Adhemar P. Barros 123 Dep. Mário Beni 192 Prof. Boanerges N. Lima 221 Prof. José André Lima 254 Gov. Adhemar P. Barros 240 Fausto Santomauro 12 Cornélio Pires 58 Antônio R. Schincariol 128 Antônio R. Schincariol 133 Pe Manoel da Nóbrega 279 Prof. Francisco S. Pontes 196 Francisco Alves Negrão 250 Francisco Alves Negrão 326 João Mellão 240 Faria Lima 407 Com. Pedro Monteleone 184 Orlando Chesini Ometto 19 Atílio Balbo 327,5 Armando de S. Oliveira 363,5 Laurentino Mascari 179 Brig. Faria Lima 307 Brig. Faria Lima 357 Ermênio O. Penteado 60 Ermênio O. Penteado 62 Antônio M. Sant’Anna 46 Dom Tomas Vaqueiro 219 Dom Tomas Vaqueiro 230 Gov. Adhemar P. Barros 191 Dep. Eduardo V. Nasser 252 Dom Pedro I 26,5 Dom Pedro I 79,9 Dom Pedro I 110,1 Fernão Dias 7 Fernão Dias 65,7 Fernão Dias 66,7 Rod. do Açúcar 109,3 Rod. do Açúcar 147,3 Jornalista Fco. Proença 29,7 Jornalista Fco. Proença 55,8 Romildo Prado 10,4 Gal. Milton T. Souza 135,5 Gal. Milton T. Souza 132,5 Gal. Milton T. Souza 159,7 Carvalho Pinto 92 Carvalho Pinto 114 Eng. João Cabral Renno 251,9 Eng. João Cabral Renno 300,9 Orlando Quagliato 14,5 Castelinho 12,5

CIDADE

TARIFA (R$)

5,80 Mogi Mirim 4,30 Limeira 4,50 Iracemápolis 4,60 Araras 2,40 Rio Claro Sta. C. Palmeiras 4,50 4,60 Descalvado 5,60 Brotas 6,50 Dois Córregos 8,40 Jaú 10,00 Jaboticabal 7,10 Batatais 7,10 Restinga 9,10 Jaguariúna 5,40 Estiva Gerbi 4,80 Casa Branca 4,60 Mococa 2,70 Águas da Prata 4,60 Rio Claro 7,40 Rio das Pedras 8,10 Morro do Alto 8,10 Morro do Alto 5,80 São Vicente 7,20 Gramadão 7,50 Buri 4,70 Itararé 4,90 Avaré 6,70 Colina 6,60 Pirangi 4,40 Monte Alto 4,65 Sertãozinho 6,70 Pitangueiras 5,40 Itápolis 5,70 Dobrada 5,90 Taiuva 10,10 Indaiatuba 10,10 Indaiatuba 11,00 Guatapará 3,40 Aguaí 3,50 S. J. Boa Vista 6,70 Pinhal 6,60 Itobi 6,50 Igaratá 5,20 Atibaia 6,30 Itatiba 1,30 Vargem 1,30 Mairiporã 1,30 Mairiporã 2,40 Salto 3,60 Rio das Pedras 4,50 Monte Mor 3,50 Rafard 1,30 Louveira 5,90 Paulínia A 8,20 Paulínia B 3,90 Eng. Coelho 2,40 S. J. Campos 1,90 Caçapava 3,40 Piratininga S. Cruz R. Pardo 3,80 4,60 Ourinhos 4,80 Sorocaba

INÍCIO DO AGENDAMENTO FINAL DA PLACA

JAN.

FEV.

MAR.

LICENCIAMENTO

PRAZO DE INSPEÇÃO ABR.

MAI.

JUN.

JUL.

AGO.

SET.

OUT.

NOV.

DEZ.

1 2 3 4 5e6 7 8 9 0

Postos de inspeção

DE SEGUNDA A SÁBADO, DAS 7H ÀS 19H

● Anchieta

R. Francisco Bautista, 163 ● Aricanduva - Av. Aricanduva, 8.095 ● Barra Funda - R. Gustav Willi Borghoff, 450 ● Casa Verde - Av. Eng. Caetano Álvares, 349 ● Cidade Dutra - Av. Irma Dulce, 200 ● Itaquera - R. Sabbado D´ Angelo, 1.300 ● Jaguaré - Av. Eng. Billings, 2.100

● Pq.

do Estado - R. Alexandre Aliperti, 351 ● Pq. São Jorge - Av. Cond. Elizabeth de Robiano, 1.822 ● Pirituba - Av. Raimundo Pereira de Magalhaes, 11.701 ● Raposo Tavares - R. Joaquim Lapas Veiga, 339 ● São Miguel - R. Cembira, 422 ● Vila Medeiros - R. Soldado Claudino Pinheiro, 160

MAIS INFORMAÇÕES www.controlar.com.br ou pelo telefone 3545-6868

Detran – onde está cada serviço Centro Av. do Estado, 900 Bom Retiro

Sede Rua Boa Vista, 209 e Rua João Brícola, 32 - Centro

Centro ● Verificação de pontos na carteira ● Verificação de multas existentes ● Renovação de CNH ● Pré-cadastro de candidatos a CNH ● Emissão de CNH ● Transferência interestadual de CNH ● Registro de veículo zero km ● Entrega de documentação ● Cálculo de IPVA ● Transferência de veículos usados ● Abertura de processo para dublê ● Recurso contra multas ● Defesa de pontuação de CNH ● Indicação de condutor de veículo ● Resultados de provas para CNH ● Agendamento de prova de renovação de CNH ● Alteração de data de prova da CNH ● Licenciamento anual de veículo ● Comunicação de venda de veículo ● Liberação de veículos apreendidos pela PM nas regiões norte, oeste e centro

Vistoria e lacração Av. Aricanduva, 5.555 - Aricanduva Av. do Estado, 900 - Bom Retiro Av. Interlagos, 2.225 - Interlagos Sede ● Recurso contra multas ● Denúncia de fraude ● Transferência interestadual ● Microfilmagem de multas aplicadas pela PM ● Liberação de veículos apreendidos pela PM nas regiões sul, leste Poupatempo ● Verificação de pontos na carteira ● Verificação de multas existentes ● Renovação de CNH ● Emissão de CNH ● Registro de veículo zero km ● Transferência veículos usados ● Recurso contra multas ● Defesa de pontuação de CNH ● Indicação de condutor de veículo ● Certidão negativa de furto ou roubo

de veículo ● Licenciamento anual de veículo ● Comunicação de venda de veículo


Título: Fiesta é o 4º mais vendido de outubro Autor: Coluna: VEÍCULOS Nome do Veículo: FOLHA DE S.PAULO Cidade: SÃO PAULO País: BRASIL Data de Capa: 10/11/2013 Nome do Cliente: FENABRAVE Categoria: Fenabrave Disponibilização: 11/11/2013

Tipo de Veículo: JORNAL Página: 8 Estado: SP Origem: On Line Palavra Chave: FENABRAVE


Título: Vendas de automóveis e comerciais leves sobem 6,65%, diz Fenabrave Autor: Renan Carreira Coluna: GERAL Nome do Veículo: O IMPARCIAL Cidade: PRESIDENTE PRUDENTE País: BRASIL Data de Capa: 02/11/2013 Nome do Cliente: FENABRAVE Categoria: Fenabrave Disponibilização: 11/11/2013

Tipo de Veículo: JORNAL Página: 4a Estado: SP Origem: On Line Palavra Chave: FENABRAVE


Título: 3 milhões vendas de veículos crescem Autor: Coluna: ECONOMIA Nome do Veículo: TRIBUNA DA BAHIA Cidade: SALVADOR País: BRASIL Data de Capa: 02 a 03/11/2013 Nome do Cliente: FENABRAVE Categoria: Fenabrave Disponibilização: 11/11/2013

Tipo de Veículo: JORNAL Página: 16 Estado: BA Origem: On Line Palavra Chave: FENABRAVE


Título: Estilo urbano Autor: Coluna: LANÇAMENTOS Nome do Veículo: MOTO SHOP Cidade: SÃO PAULO País: BRASIL Data de Capa: 07 a 13/11/2013 Nome do Cliente: FENABRAVE Categoria: Fenabrave Disponibilização: 11/11/2013

Tipo de Veículo: JORNAL Página: 02 Estado: SP Origem: On Line Palavra Chave: FENABRAVE


Título: Licenciamentos de caminhões crescem mais de 4% em outubro Autor: Coluna: BALANÇO Nome do Veículo: TRANSPO SHOP Cidade: SÃO PAULO País: BRASIL Data de Capa: 06 a 12/11/2013 Nome do Cliente: FENABRAVE Categoria: Fenabrave Disponibilização: 11/11/2013

Tipo de Veículo: JORNAL Página: 10 Estado: SP Origem: On Line Palavra Chave: FENABRAVE


Título: Mototeste: Suzuki GSX-R750 Autor: Redação Coluna: Nome do Veículo: WEB MOTORS Cidade: WEB País: BRASIL Data de Capa: 08/11/2013 Nome do Cliente: FENABRAVE Categoria: Fenabrave Disponibilização: 11/11/2013

Tipo de Veículo: SITE

Estado: WEB Origem: On Line Palavra Chave: FENABRAVE


Motos 08-11-13 | Texto: Roberto Brandão Filho / Infomoto | Foto: Mario Villaescusa / Divulgação

Voltar

Mototeste: Suzuki GSX-R750 Ela tem potência de uma 'mil' e a agilidade de uma 600 cm³ Tweetar

+14 Recomende isto no

Com partilhar

quase três décadas surgia uma das motocicletas mais emblemáticas da Suzuki, a superesportiva GSX-R 750. Desde 1985, a moto foi uma das melhores de sua categoria. Por inúmeros motivos, a GSX-R foi um sucesso de vendas e criou uma série de aficionados leais pela moto três quartos de litro da Suzuki.

Mas, não foi apenas a lealdade dos consumidores que a transformou em um ícone mundial. O principal motivo para a moto continuar saindo das concessionárias da Suzuki a caminho das ruas, mesmo nos dias de hoje, é o fato de o modelo oferecer a agilidade e leveza das motos de 600cc, com desempenho muito próximo das potentes superbikes de 1000cc. A semelhança maior com uma superesportiva média se deve ao fato dela partilhar a maioria dos componentes do chassi com sua irmã menor, GSX-R 600, que não é vendida no Brasil. Por isso, a 750 da Suzuki consegue uma vantagem, pois oferece um pacote com bastante potência, mas que não assusta o condutor. Segundo dados divulgados pela Fenabrave (entidade que contabiliza a distribuição de veículos no Brasil), de janeiro a setembro, a GSX-R 750 foi a sexta motocicleta mais vendida da categoria “Sport”, com 555 unidades emplacadas. Se contarmos apenas com modelos acima de 600cc, ela fica atrás das Honda CBR 600F e CBR 1000RR. Ou seja, mesmo sem muita tecnologia embarcada como freios ABS ou controle de tração, tão comuns nas superbikes, a GSX-R agrada o consumidor. Motor A Suzuki GSX-R 750 traz motor de quatro cilindros em linha, DOHC (duplo comando de válvula) e arrefecimento líquido, capaz de gerar 148 cavalos de potência a 13.200 rpm e torque máximo de 8,80 kgf.m a 11.200 rpm. A potência é transferida para a roda traseira por meio de corrente e câmbio sequencial de seis marchas. A superesportiva nipônica conta com o sistema SDTV (Suzuki Dual Throttle Valve), que, segundo a Suzuki, utiliza oito orifícios de jato finos de injetores. O resultado é um melhor rendimento em função de uma combustão mais completa. Sim, o propulsor dessa máquina é um dos pontos altos. Acima dos 3.000 giros, o motor responde de forma progressiva sem “buracos” e, quando passa das 7.000 rotações, ganha mais vigor e a agressividade aumenta. Para controlar o quanto de potência o condutor quer usar, a GSX-R 750 oferece o S-DMS (Sistema de seleção de modo de pilotagem da Suzuki). O equipamento eletrônico conta com dois modos: “A” e “B”. O modo “B” libera toda a potência da moto, mas mantém uma resposta do acelerador mais controlada, principalmente na fase inicial. Ideal para a utilização no dia-a-dia e em terrenos mais escorregadios. Para um uso mais esportivo, dentro dos circuitos ou nas autoestradas, o ideal é o modo “A”, no qual toda a potência da motocicleta está disponível logo na primeira “enrolada” de cabo. Por falar em enrolar o cabo, uma das melhores sensações na “Srad 750” é ver o ponteiro do conta-giro bater na faixa vermelha. À medida que a velocidade aumenta a moto parece instigar o piloto a trocar de marchar e chegar ao seu


limite. Mas ela nem é sempre tão radical quanto uma 1.000 cc ou tão “comedida” como uma 600cc, já que esta 750 pode ser pilotada de outra maneira. Assim como as outras, ela ainda prefere trabalhar em altos giros, mas pode, muito bem, rodar em baixa rotação sem excessivas trocas de marcha. De acordo com a Suzuki, isso se deve ao fato do sistema de escapamento 4-1 (construído em aço inoxidável). Equipado com uma válvula de controle de fluxo de gases (SET Suzuki Exhaust Tuning), o sistema maximiza o torque e melhora a resposta do acelerador, principalmente em baixos e médios giros. Chassi e ciclística O desenvolvimento da nova versão da GSX-R 750 teve foco no chassi, onde quase tudo foi renovado, incluindo o quadro e balança traseira. Com as alterações, a Suzuki conseguiu diminuir o peso dessa superesportiva em 8 quilos: agora são 190 kg em ordem de marcha. Comparando com outra 750 cc do Brasil como a aposentada naked Kawasaki Z750 (que pesa 226 kg) a esportiva da Suzuki é uma “pena”. Detalhes como o compacto chassi, construído por cinco peças de alumínio fundido, e a balança traseira - também feita em alumínio fundido - fazem parte da dieta. Os freios são de alto desempenho e utilizam pinças da grife italiana Brembo, que mordem os dois discos dianteiros e o disco simples traseiro com eficiência. Cabe ao piloto modulá-los nas diversas situações – claro que um sistema ABS seria muito bem vindo. O conjunto de suspensões – formado por garfos telescópicos invertidos do tipo Big Piston Forks, da Showa, na dianteira e por monoamortecedor hidráulico na traseira – tem regulagem entre a esportividade e o conforto. Dessa forma, as suspensões conseguem absorver sem dificuldades as irregularidades da pista, mas, sem se mostrarem “macias” demais. O condutor consegue sentir bem onde o pneu dianteiro “pisa”, assim como a traseira é capaz de transferir toda a potência com eficácia para o solo. A medida que o condutor evolui na pilotagem, pode fazer uso das regulagens na suspensão e adequar a moto à sua tocada. Para auxiliar nas manobras de baixa velocidade e também no desempenho nos circuitos ou em estradas, a Suzuki equipou a GSX-R 750 com amortecedor de guidão eletrônico. Um equipamento muito bem vindo para evitar a temível oscilação do guidão, muito comum ao passar por emendas de ponte em alta velocidade. A posição de pilotagem é agradável para uma superesportiva. Acima de tudo, a ergonomia tenta ser a mais democrática possível, pois oferece regulagem nas pedaleiras e no pedal do cambio em três posições. O curto tanque de combustível e o perfeito encaixe das pernas do condutor ao redor da moto compõem uma posição de pilotagem confortável (dentro dos limites da categoria, claro). Conclusão e concorrentes A Suzuki GSX-R 750 consegue combinar, quase com perfeição, um motor de alto desempenho a um chassi compacto e ágil de uma motocicleta menor. Ou seja, fica perfeitamente encaixada entre as 600cc e 1000cc. A potência que esta Suzuki produz é compatível com seu tamanho e a moto é extremamente rápida tanto nas retas, quanto nas curvas. Essa 750 nipônica é muito divertida em todos os tipos de estradas. Apesar de não ter perfil “citadino”, não faz feio nos centros urbanos, por conta de sua ciclística bem acertada. É uma receita antiga, mas com garantia de sucesso. Atualmente, a GSX-R 750 é a única motocicleta superesportiva de 750 cc do mercado mundial e, por isso, briga com motos entre 600cc e 1000cc. Seu preço público sugerido é de R$ 49.900 (nas cores branca e azul, e preta), sem auxílios eletrônicos como ABS e controle de tração. Por valores próximos, o consumidor brasileiro pode encontrar algumas opções. São elas: a Honda CBR 600RR na versão standard (sem ABS) por R$ 46.613, a Honda CBR 1000RR sem ABS por R$ 59.620; a Triumph Daytona 675R, com ABS de fábrica por R$ 48.690; a Kawasaki Ninja ZX-6R 636, também sem ABS, por R$ 49.990; a Kawasaki Ninja ZX-10R por R$ 62.222, e a Yamaha R1 por R$ 58.990. Por ficar entre as 1000cc e as 600cc e oferecer um preço competitivo, apesar de não ter os auxílios eletrônicos, por enquanto, consideramos uma escolha sensata na categoria das superesportivas. Ela é uma moto desafiadora e sua fama está associada a pilotos que gostam de performance pura, seria essa a receita dessa 750 solitária?


Título: Vendas de carros recuam, mas o faturamento sobe Autor: Redação Coluna: Nome do Veículo: VALOR ECONÔMICO ONLINE Cidade: WEB País: BRASIL Data de Capa: 11/11/2013 Nome do Cliente: FENABRAVE Categoria: Fenabrave Disponibilização: 11/11/2013

Tipo de Veículo: SITE

Estado: WEB Origem: On Line Palavra Chave: FENABRAVE


11/11/2013 às 00h00

Vendas de carros recuam, mas o faturamento sobe Por Eduardo Laguna | De São Paulo

Mesmo com a queda nas vendas de carros, o faturamento das montadoras cresce R$ 1 bilhão neste ano, como resultado da evolução no padrão de consumo de automóveis no país. Diante de uma notável inflexão da demanda para produtos de maior valor agregado, com avanços na motorização e no nível de equipamentos dos veículos, o brasileiro está, na média, pagando R$ 1 mil a mais na compra de carros. Levantamento feito pela consultoria Oikonomia, com base nas 15 Galante, da Oikonomia: pesquisa da consultoria mostra que b rasileiro está marcas mais vendidas no mercado brasileiro, revela que o tíquete pagando R$ 1 mil a mais na compra do carro médio dos carros subiu. O valor pago, na média, por cada veículo passou de R$ 44,6 mil, entre janeiro e outubro de 2012, para R$ 45,6 mil em igual período deste ano. Isso permitiu ao setor compensar o recuo superior a 1% nas vendas e elevar para R$ 131,3 bilhões o faturamento acumulado nos dez primeiros meses deste ano, 0,75% a mais do que os R$ 130,3 bilhões de um ano antes. Os preços dos carros pouco subiram em 2013 - a inflação medida nas concessionárias ficou em apenas 0,6% entre janeiro e setembro, segundo pesquisa feita pela agência Autoinforme. O descompasso entre volume e receita se deve, principalmente, à sofisticação no padrão dos veículos comercializados no país. A despeito da desaceleração da indústria, o mercado tem claramente evoluído para um segundo nível dentro do segmento de automóveis compactos, o maior do país. Os carros mais espaçosos e equipados, com forte apelo de design, estão ganhando o terreno dos modelos mais espartanos que estão na "porta de entrada" do mercado automotivo. Os tradicionais Gol (Volkswagen), Uno e Palio, ambos da Fiat, seguem como os mais vendidos no país, mas perderam espaço para os lançamentos feitos pela concorrência para preencher essa nova faixa do mercado, chamada de "compacto premium" por alguns dos executivos da indústria. Os principais modelos lançados sob esse conceito - que vão do HB20, da Hyundai, o Onix, da General Motors (GM), o Etios, da Toyota, a nova geração do Fiesta, da Ford, ao 208, da Peugeot - já respondem por quase 14% das vendas de automóveis neste ano. Não à toa, exceção à Peugeot, todas as demais montadoras desses lançamentos conseguem melhorar suas vendas no ano. Além de trazerem um novo tipo de design, esses carros adicionaram ao mercado popular itens antes disponíveis apenas a um público restrito, como sistemas multimídia e computador de bordo. Paralelamente, observa-se uma evolução, de forma geral, no consumo de equipamentos de conforto, como ar-condicionado, e de segurança - até por força da lei que torna obrigatória a produção de veículos com airbags e freios ABS. Toda essa transformação está mudando o conceito do que é carro popular no Brasil. Automóveis de motor 1.0, por exemplo, deixaram de ser os mais emplacados há algum tempo. Hoje, mais de 62% das vendas de automóveis estão acima dessa motorização, como mostram números da Fenabrave, entidade que representa as concessionárias de veículos. Já fora do segmento de compactos, seguem em alta as vendas de utilitários esportivos, minivans e picapes. Da mesma forma, carros de luxo de marcas como BMW, Mercedes-Benz, Audi e Land Rover avançam a um ritmo de dois dígitos em 2013.


É claro que esse novo padrão de consumo tem um preço e, por isso, a indústria automobilística ainda consegue melhorar sua receita em momentos de desaceleração das vendas como o atual. Mas graças à ascensão da renda, a disponibilidade de crédito e incentivos fiscais do governo, o consumidor tem hoje maior facilidade de acesso a veículos melhores. De outro lado, a escalada do consumo, que colocou o Brasil entre os quatro maiores mercados automotivos do mundo, abriu caminho para a introdução de novas tecnologias veiculares. "A tendência natural do consumidor é buscar produtos melhores, que proporcionem satisfação e status", diz Raphael Galante, analista da Oikonomia, ao justificar por que os brasileiros estão gastando mais em automóveis.


Título: Vendas de veículos passam de 2,9 mil unidades no ano em Sorriso Autor: Redação Coluna: Nome do Veículo: SÓ NOTÍCIAS Cidade: WEB País: BRASIL Data de Capa: 11/11/2013 Nome do Cliente: FENABRAVE Categoria: Fenabrave Disponibilização: 11/11/2013

Tipo de Veículo: SITE

Estado: WEB Origem: On Line Palavra Chave: FENABRAVE


09:42:08

Segunda-feira, 11 de Novembro de 2013

Pesquisar

ECONOMIA 11 de Novembro de 2013 - 07:09

Vendas de veículos passam de 2,9 mil unidades no ano em Sorriso Fonte: Só Notícias/Weverton Correa (foto: assessoria/arquivo)

As vendas de veículos na capital do agronegócio continuam em alta. Novo Levantamento da Federação Nacional de Distribuidores de Veículos (Fenabrave) aponta terem sido comercializadas 2.947 unidades entre janeiro e outubro deste ano, o que representou incremento de 5,06% em relação ao mesmo período do ano passado, quando foram cerca de 2.805. Os carros de passeio somaram cerca de 935 unidades ante 773 no ano anterior com crescimento

de 20,96%. Os negócios

na categoria

comerciais leves

(caminhonetes) atingiram 638, com decréscimo de 1,69%, ante os 649 registrados no mesmo período do ano passado. 213 caminhões foram vendidos, representando incremento de 58,96% ante 134 de 2012. As motos sofreram um decréscimo de 7,32%. Foram vendidas 1.152 contra 2.805. Em todo Estado foram emplacados 9.346 novos veículos em outubro. Isso demonstra uma queda de 5,3% em relação a setembro, quando foram comercializados 9.875 unidades. Se comparado ao mesmo período do ano passado a queda é ainda maior, com retração de 13,4%.

Compartilhe:

C opyright © 1999- Só Notícias. É proibida a re produção do conte údo e m qualque r m e io de com unicação se m autorização e x pre ssa de Só Notícias Te m po de Proce ssam e nto: 0,013 se gundos


Título: Sucesso de vendas: Yamaha Fazer 150 estreia na quarta posição Autor: Redação Coluna: Nome do Veículo: MIDIACON NEWS Cidade: WEB País: BRASIL Data de Capa: 09/11/2013 Nome do Cliente: FENABRAVE Categoria: Fenabrave Disponibilização: 11/11/2013

Tipo de Veículo: SITE

Estado: WEB Origem: On Line Palavra Chave: FENABRAVE


Motos 9 de Novembro de 2013 - 15:8

Sucesso de vendas: Yamaha Fazer 150 estreia na quarta posição Em seu primeiro mês completo de vendas, a Yamaha Fazer 150 (leia avaliação) emplacou 2.393 unidades, que lhe garantiram o quarto lugar na categoria Street até 150cc no mês de outubro. Publicidade

A liderança de vendas ficou com a CG 125cc (14.338), seguida pela CG 150cc (30.584) e pela Factor 125 (5.903). Apenas para dar um exemplo, a Suzuki Yes 125, quinta colocada no ranking, vendeu apenas 477 unidades. Enquanto isso, na categoria Custom, a Harley-Davidson domina com sete modelos entre os dez mais vendidos. Os destaques foram a Fat Boy, 1200 Custom, 883 e Night Road Special. No mês de outubro, foram emplacadas 123.547 motocicletas de acordo com os dados da FENABRAVE, um aumento de 4,1% em relação ao mês anterior. No acumulado do ano, foram 1.252.877 unidades, um número 9% inferior ao mesmo período de 2012.

Fonte: UOL motos

© Copyright 2006 - Midiacon - Todos os direitos reservados info@midiacon.com.br - Tel.: +55 11 3796 2965 Desenvolvimento mastermedia


Título: Indústria terá projeto único para renovação de frota de caminhões Autor: Redação Coluna: Nome do Veículo: LOG WEB Cidade: SÃO PAULO País: BRASIL Data de Capa: 08/11/2013 Nome do Cliente: FENABRAVE Categoria: Fenabrave Disponibilização: 11/11/2013

Tipo de Veículo: REVISTA

Estado: SP Origem: On Line Palavra Chave: FENABRAVE


Receba informações da Logw eb

O

K

Home

Assine

Contato

anuncie

Indústria terá projeto único para renovação de frota de caminhões Matéria | 08 de Novembro de 2013

A+

A-

Na próxima semana, representantes da Anfavea e de outras oito entidades voltarão a se reunir para dar continuidade à proposta de unificação do projeto de renovação de frota de caminhões no Brasil. A primeira reunião ocorreu no dia 30 de outubro durante a 19ª edição da Fenatran, Salão Internacional do Transporte, no estande da Anfavea. “Cada associação tinha um projeto diferente, nossa proposta é apresentar uma única proposta do setor privado e entregar ao governo no início da segunda quinzena de novembro”, informou Luiz Moan, presidente da Anfavea, durante a apresentação dos resultados de mercado na quarta-feira, 6, em São Paulo. Segundo o executivo, o grupo já concordou em alguns pontos, entre eles, que o programa seja permanente e que seja oferecido e garantido acesso facilitado ao crédito para financiamentos, incluindo condições para autônomos. “Essas medidas visam a não geração de uma bolha de consumo e depois uma queda”, reforça Moan. Segundo ele, deverá haver ainda indicações sobre como se dará a reciclagem dos veículos antigos e cursos de capacitação para motoristas, em uma parceria da Confederação dos Transportes com o Sest-Senat: “Não adianta o caminhoneiro entregar um caminhão com 30 anos de uso se não sabe operar caminhões mais modernos”. Nesta primeira fase, o projeto contemplará o segmento de caminhão, cuja frota circulante brasileira é composta por 44% de veículos com mais de 20 anos de uso, segundo dados da ANTT, Agência Nacional de Transportes Terrestres. A segunda fase, revela Moan, será focada nos ônibus e uma terceira fase será destinada aos veículos leves. Além da Anfavea, participam do grupo de unificação da proposta a Fenabrave, Federação das Distribuidoras de Veículos, Sindipeças, Sindicato Nacional da Indústria de Componentes para veículos Automotores, CNT, Confederação Nacional dos Transportes, NTC e Logística, Associação Nacional de Transporte de Carga e Logística, Instituto Aço Brasil e Inesfa, Instituto Nacional das Empresas de Sucata de Ferro e de Aço. Parcerias em prol da saúde do mercado Visando a manutenção do crescimento das vendas do setor de caminhão, a Anfavea também se uniu à Anfir, Associação das fabricantes de implementos rodoviários, e NTC para pleitear junto ao BNDES e Ministério da Fazenda a continuidade do Finame PSI em 2014, com taxas mais atrativas. “Foi um trabalho forte que fizemos para primeiro: prorrogar o programa para o ano que vem e, segundo, garantir os recursos necessários para o financiamento de caminhões, ônibus, implementos e máquinas agrícolas. O mercado desses segmentos vai continuar muito bem não só neste ano, mas também em 2014”, enfatizou. Lei dos Portos não beneficia expansão do modal ferroviário, alerta especialista

Sustentado pelas taxas de juros a 3,5% ao ano no primeiro semestre e 4% no segundo no Finame PSI, as vendas de caminhões cresceram 12,8% em dez meses sobre mesmo período de 2012, para 128,4 mil unidades. O segmento de pesados exerceu a maior influência positiva no resultado global, com alta de 36,4% na mesma base de comparação, para um total de 45,6 mil unidades. Para este ano, a Anfavea espera incremento de 8% nos emplacamentos de caminhões, para algo como 170 mil unidades. A entidade fará projeções para 2014 só em janeiro, quando já deverão estar em vigor as novas taxas de juros do Finame PSI, que ainda não foram divulgadas. Fonte.: Automotive Business

Matéria | 04 de Novembro de 2013

Telemetria contribui para educação e segurança de motoristas nas estradas brasileiras

Matéria | 04 de Novembro de 2013 link http://www.logweb.com.br/novo/conteudo/materia/33539/indstria-ter-projeto-nico-para-renovao-de-frota-de-caminhes

Essenca Logística melhora produtividade com dispositivos móveis


Título: Venda de carros cresceu 6,5% em outubro Autor: Redação Coluna: Nome do Veículo: JORNAL DE BELTRÃO Cidade: WEB País: BRASIL Data de Capa: 08/11/2013 Nome do Cliente: FENABRAVE Categoria: Fenabrave Disponibilização: 11/11/2013

Tipo de Veículo: SITE

Estado: WEB Origem: On Line Palavra Chave: FENABRAVE


Tornar o JdeB minha página inicial

Negócios

Venda de carros cresceu 6,5% em outubro Fale com o repórter

Assessoria e JdeB

Publicado em: 08/11/2013 - 08:57 | Atualizado em: 08/11/2013 - 08:58

Segundo a Federação Nacional de Distribuidores de Veículos Automotores (Fenabrave), o mês de outubro registrou um aumento de 6,56% nas vendas de veículos em relação ao mês de setembro deste ano. Se compararmos com o mês de outubro de 2012, houve queda de 3,35%. Ainda de acordo com a Fenabrave, no mês de outubro foram emplacados 330 mil veículos, Com a aproximação do fim do IPI, vendas devem aumentar considerando carros, caminhões e ônibus. neste fim de ano. "Foram 22 dias, contra 21 no mês anterior. Vale ressaltar que não consideramos o dia 28 de outubro, data em que é comemorado o Dia do Funcionário Público, quando Detrans não funcionaram em todo o país. Caso contrário, seriam 23 dias úteis", afirmou Flávio Meneghetti, presidente da Fenabrave. Porém, os dados acumulados do ano de 2013 registram ligeira queda de 0,65%, com 3.110.485 veículos vendidos, em relação aos meses de janeiro a outubro de 2012. A expectativa é que as vendas cresçam no fim do ano, com a aproximação do fim do desconto no IPI. IPI permanecerá o mesmo até 31 de dezembro Segundo Luiz Moan, presidente da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), a alíquota atual do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) para o setor automotivo permanecerá a mesma até 31 de dezembro. Tal informação foi divulgada após uma recente reunião do presidente da Anfavea com Guido Mantega, ministro da Fazenda, e Luciano Coutinho, presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). O ajuste acontecerá a partir de 1º de janeiro de 2014. "Não me pergunte de quanto será este ajuste. Para nós, o ideal seria manter a alíquota inalterada durante todo o ano que vem. Mas o ministro só prometeu até 31 de dezembro de 2013", disse Luiz. 0

Publicidade


Título: Fiesta é o 4º mais vendido de outubro Autor: Redação Coluna: Nome do Veículo: FOLHA DE S.PAULO ONLINE Cidade: WEB País: BRASIL Data de Capa: 10/11/2013 Nome do Cliente: FENABRAVE Categoria: Fenabrave Disponibilização: 11/11/2013

Tipo de Veículo: SITE

Estado: WEB Origem: On Line Palavra Chave: FENABRAVE


Assine 0800 703 3000SAC Bate-papo E-mail BOL Notícias Esporte

Entretenimento Mulher Rádio TV UOL Shopping SÃO PAULO 24.6°C

LOGOUT

OUTRAS CIDADES

Compare preços:

ASSINE A FOLHA ATENDIMENTO

Site SEGUNDA-FEIRA, 11 DE NOVEMBRO DE 2013

OK

09H33

Chevrolet Agile

Opinião

Política

Mundo

Economia

Cotidiano

Esporte

Cultura

F5

Tec

Classificados

ÚLTIMAS NOTÍCIAS Miley Cyrus fuma cigarro de maconha na premiação da MTV europeia

Blogs

+SEÇÕES

EN

ES

DOMINGO, 10 DE NOVEMBRO DE 2013

Navegue por editoria Edição São Paulo

Edição Nacional

Diversos anos, a partir

TV TAMANHO DA LETRA

TEXTO ANTERIOR

COMUNICAR ERROS

IMPRIMIR

LINK

EXPERIMENTE A VERSÃO DIGITAL SÓ PARA ASSINANTES DA FOLHA

COMPARTILHAR

PRÓXIMO TEXTO

EM ALTA

Fiesta é o 4º mais vendido de outubro

Com Função Futebol, a R$ 38,50

O Fiesta foi o quarto automóvel de passeio mais vendido em outubro, com 13.265 unidades. O número é a soma dos emplacamentos do New Fiesta e da linha Rocam. A liderança é VW Gol (21.722), seguidos pelo Uno (14.410) e Palio (13.316). Os dados são da Fenabrave (Federação dos Distribuidores de Veículos). TEXTO ANTERIOR

Home Theater

A ba Motors C las s ic 2 0 1 4 a partir de 2 9 .9 0 0 . A r.dir.A irbag e A BS

PRÓXIMO TEXTO

FitoPlena Saúde P ilula do H omem T adalafil 2 0 mg 3 0 c aps R$ 1 4 8 .

Ventishop Ltda

Fac-símile da capa

V entiladores de T eto, R$ 2 7 0 , Frete G rátis todo Bras il.

Poder Mundo Ciência + Saúde Mercado Cotidiano Esporte

Casa Santa Luzia C es tas de N atal P ers onalizadas c / E ntrega Segura!

Ilustrada Quadrinhos Corrida Ribeirão

Home Theater A partir de R$ 1 6 9 em até 1 2 x

Editoriais Tendências/Debates Painel do Leitor Erramos Semana do leitor

Tec The New York Times Equilíbrio Comida Turismo Folhinha Ilustríssima

Netbooks A partir de 1 2 X R$ 6 3 . C onfira!


Título: Os destaques do ranking em outubro Autor: Redação Coluna: Nome do Veículo: ESTADÃO ONLINE Cidade: WEB País: BRASIL Data de Capa: 09/11/2013 Nome do Cliente: FENABRAVE Categoria: Fenabrave Disponibilização: 11/11/2013

Tipo de Veículo: SITE

Estado: WEB Origem: On Line Palavra Chave: FENABRAVE


09.11.2013 - 13:04

Os destaques do ranking em outubro Volkswagen Golf e os Ford Fiesta ganham posições na lista dos mais vendidos. Ranger evolui

A+ A-

Tweetar

Com partilhar

Ford Fiesta e Volkswagen Golf foram os destaques do ranking de vendas em outubro. O hatch compacto feito em São Bernardo do Campo, cuja atual geração foi lançada no segundo trimestre, registrou 13.265 emplacamentos e foi o quarto carro mais emplacado no mês, ultrapassando o Fiat Siena. Os dados foram divulgados pela Fenabrave, federação que reúne associações de concessionárias. Márcio Fernandes/Estadão Ford Fiesta foi o quarto mais vendido

No acumulado de janeiro a outubro, o Fiesta (cujas vendas incluem a versão Rocam, com carroceria antiga) aparece na quinta posição, atrás do Volkswagen Fox. O Ford soma 107.781 emplacamentos, ante 108.643 do outro hatch compacto. (Foto: Sergio Castro/Estadão) Os três primeiros lugares, tanto em outubro quanto no acumulado do ano, são de Volkswagen Gol, Fiat Uno e Fiat Palio, respectivamente. NOVATOS A estreia da sétima geração do Golf no País impulsionou as vendas do Volkswagen, que fechou o mês como o segundo hatch médio mais vendido. Ele ficou atrás apenas do Chevrolet Cruze Sport6, que mantém a posição de mais vendido do segmento desde setembro. O VW registrou 1.830 emplacamentos, ante 2.193 do líder. Assim, ultrapassou Ford Focus e Peugeot 308, que ficaram respectivamente na terceira e quarta colocações. No acumulado de janeiro a outubro, o Focus continua na liderança de vendas, com 18.120 emplacamentos, apenas 30 unidades à frente do Cruze Sport6. O Golf, com o resultado de outubro, passou de quarto para terceiro, rebaixando o 308. As vendas do Golf somam as da antiga geração, que é produzida no Paraná. O argentino Focus também mudou em setembro e oferece a versão sedã no mercado brasileiro. UTILITÁRIOS Dos comerciais leves, a Fiat Strada continua na liderança entre as picapes pequenas. A Chevrolet S10 é a primeira das médias e o Ford EcoSport, o utilitário-esportivo mais emplacado em outubro. A Ranger vem se destacando no ranking das picapes médias. No acumulado do ano, é quinta colocada. Em setembro e outubro, contudo, o modelo aparece em terceiro lugar, à frente de VW Amarok e Mitsubishi L200 e atrás de S10 e Toyota Hilux.


Título: Novo Renault Logan sobe de nível com mesmos preços entre R$ 28.990 e R$ 42.100 Autor: Redação Coluna: Nome do Veículo: CLICNEWS Cidade: WEB País: BRASIL Data de Capa: 08/11/2013 Nome do Cliente: FENABRAVE Categoria: Fenabrave Disponibilização: 11/11/2013

Tipo de Veículo: SITE

Estado: WEB Origem: On Line Palavra Chave: FENABRAVE


Portal Interativo de Notícias Segunda-feira, 1 1 de nov embro de 201 3

INÍCIO

COLUNISTAS

Últimas Notícias

Agropecuária

Artigos

Busca no site

PIADAS Cultura

CENTRAL DE MÍDIA

Economia

Educação

Esporte

ENVIE SUA NOTÍCIA

Eventos

Gastronomia

Geral

Jurídica

Tecnologia

Moda & Beleza

FALE CONOSCO Política

Saúde

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Novo Renault Logan sobe de nível com mesmos preços entre R$ 28.990 e R$ 42.100 Sex t a -feir a , 8 de n ov em br o de 2 0 1 3 Foto: Di v u l gação Ren au l t

IMÓVEIS

Depois de mais de 290 mil unidades produzidas e cerca de 21 0 mil v endidas em sua última v ersão, finalmente chegou a hora do Renault Logan ganhar sobrev ida no mercado brasileiro. O sedã compacto que tem disputado mercado entre os “cheap space” desde 2007 (carros que oferecem espaço de sedã médio, mas com preço e conteúdo de compacto) está totalmente renov ado, por fora e por dentro. Ganhou plataforma com 7 2% dos componentes nov os. E continua a oferecer o que sempre tev e de melhor: amplo espaço interno (são 2.635 mm de entreeix os e porta-malas de 51 0 litros), robustez, três anos de garantia e baix o custo de manutenção. Tudo isso agora aliado à linhas arredondadas, que conferem ao modelo estilo mais moderno.

Produzido desde outubro na fábrica da Renault de São José dos Pinhais (PR) e disponív el nas concessionárias da marca a partir desta semana, o nov o Logan subiu de nív el, mas sem elev ar seu preço às alturas. V ersões e preços A v ersão mais barata, a Authentic (que em 2007 era v endida por R$ 27 .990), no nov o Logan, com airbag e ABS (itens de segurança obrigatórios a partir de 201 4), sai por R$ 28.990. É equipada com motor 1 .0, de 1 6V Hi-Power, já utilizado no nov o Clio e que tem nota “A” no Programa Brasileiro de Etiquetagem V eicular. Produz 80 cv de potência com etanol ou 7 7 cv com gasolina. O seu consumo na cidade é de 8,1 km/l com etanol e 1 1 ,9 km/l com gasolina. Na estrada, fica em 9,2 km/l com álcool e 1 3,4 km/l, abastecido com o combustív el fóssil. A intermediária Ex pression com o mesmo motor 1 .0 é v endida por R$ 33.390. Já a Ex pression com arcondicionado de série e o propulsor 1 .6 8V Hi-Power, disponív el na linha Renault desde 201 2 e que alcança 1 06 cv com etanol e 98 cv com gasolina, é ofertada por R$ 39.440. A top da linha é a Dy namique. É v endida apenas com motor 1 .6, por a partir de R$ 42.1 00. Se acrescentados opcionais como ar-condicionado, sensor de estacionamento e sistema multimídia Media NAV , o preço da Dy namique sobe para R$ 43.200. Todas as v ersões do nov o Logan lev am transmissão manual e indicador de troca de marcha, um dispositiv o no painel que mostra o momento em que o condutor dev e reduzir ou aumentá-la.

Tecnologia

pu bl i ci dade

Jéssica Amaral v ence a primeira etapa do Miss BumBum Moradores e PM selam parceria para pôr fim à desordem e insegurança nos Altos da Afonso Pena Polícia Militar div ulga nota sobre desv io de combustív el em Sidrolândia Sul-Brasileiro tem decisão mais equilibrada de todos os tempos Concurso Miss Penitenciária 201 3 será realizado no dia 28 de nov embro Peritos confirmam que Neruda morreu de câncer e não env enenado Felipão: aniv ersário neste sábado, 9 de nov embro Primeiro brasileiro a correr no TT ganha ex posição em shopping de SP Confira o resultado da Mega-Sena do dia 09/1 1 /201 3 Com a chegada do V erão, algumas mudanças podem ser feitas na decoração ÚLTIMAS NOTÍCIAS EM DESTAQUE

Estados Unidos vencem Brasil por 4 a 1 Como em todas as v ezes que a Seleção Feminina enfrenta os Estados Unidos, o amistoso deste domingo, em Orla... 07:53 - 11 de novem bro de 2013

V endas Na opinião de Gustav o Schmidt, v ice-presidente comercial da Renault do Brasil, o modelo chega com preços competitiv os para enfrentar Fiat Grand Siena, Chev rolet Classic, Ford Fiesta Rocan, V olkswagen V oy age, Chev rolet Cobalt e Toy ota Etios sedã. O ex ecutiv o acredita que em 201 4 o nov o Logan estará v endendo 20% a mais do que a sua v ersão anterior, que tev e emplacadas 1 9,2 mil unidades de janeiro a outubro, segundo dados da Fenabrav e, a federação dos distribuidores. Em 201 3, ele espera que cerca de 4 mil Logan sejam comercializados. Segundo Schmidt, a v ersão mais procurada dev erá ser a Ex pression. Ela dev erá responder por 50% das v endas. A Dy namique dev e abocanhar de 35% a 40% do total emplacado. Os 1 0% restantes dev erão ser preenchidos pela a mais básica, a Authentic. “O nov o Logan é o primeiro de uma nov a geração de v eículos que a Renault produzirá no Brasil, com características específicas para o mercado nacional. Até 201 6, teremos nov e lançamentos seguindo esta mesma linha. O nosso propósito, com estes nov os produtos com a cara dos brasileiros, é chegar a 8% participação de mercado”, comenta Schmidt. Em 2007 , quando a Renault lançou a primeira geração do Logan no País, seu market share era de 3,1 %. Hoje, a marca já detém 7 % de participação e quer conquistar clientes das marcas mais tradicionais: Fiat, V olkswagen, GM e Ford, que estão à sua frente. (Automotiv e Business) Dados Técnicos Motor Renault K7 M 1 .6L 8v Hi-Power aspirado, Injeção Elêtronica Multiponto Seqüencial

Leia m ais

Clarindo completa o Desafio 600K em 22 horas e comemora na Cycle Fair Ultraciclista completou o percurso entre Rio e São Paulo duas horas antes do tempo estabelecido... 15:31 - 10 de novem bro de 2013

Leia m ais

Em casa”, Wesley Dantas vence e fatura o título da mirim na final A comemoração não poderia ser melhor. Literalmente ���em casa”, Wesley Dantas v enceu a 4ª e últim... 14:36 - 10 de novem bro de 2013

Leia m ais

Mercedes-Benz lança CLA AMG de corrida no Brasil A AMG, div isão de carros de alta performance da Mercedes-Benz, preparou com ex clusiv idade para competir no Bra... 12:39 - 10 de novem bro de 2013

Leia m ais


Combustív el: Gasolina/Alcool Tipo: 4 cilindors em linha V álv ulas: 8 (2 por cilindro) Potência: 98cv (G), 1 06cv (A) Torque: 1 4,5 kgfm (G), 1 5,5 kgfm (A) Posição: Transv ersal/Dianteiro Transmissão: Manual de 5 v elocidades Tração: Dianteira Direção: Hidráulica

A Bailarina do Faustão Raquel Guarini faz aniversário e ganha presente especial Nesta sábado, 9 de nov embro, a bailarina do Faustão Raquel Guarini fez aniv ersário e ganhou um presente que... 12:04 - 10 de novem bro de 2013

Suspensão Suspensão dianteira: Tipo McPherson, triângulos inferiores, amortecedor hidraulicos telescopicos com molas helicoidais e barra estabilizadora Suspensão traseira: Semi-independente, molas helicoidais e amortecedores hidraulicos telescópicos v erticais com barra estabilizadora Freios Freio dianteiro: Discos v entilados de 259mm Freio traseiro: Tambores com 203mm Rodas e Pneus Roda: Liga lev e 1 5" Pneu: 1 85/65 R1 5 Dimensões e capacidades Comprimento: 4349 mm Largura: 1 7 33/1 994 mm Altura: 1 529 mm Entreeix os: 2635 mm Porta-malas: 51 0 litros Carga útil: 446 kg Ocupantes: 5 Tanque combustiv el: 50 litros Peso: 1 07 0 kg em ordem de marcha Desempenho 0 a 1 00km/h: 1 1 ,9 segundos (G), 1 1 ,6 segundos (A) V el. Máx ima: 1 7 8 km/h (G), 1 80 km/h (A) Consumo urbano: Consumo rodov iário: Consumo médio: *** A intenção deste catálago é meramente informativ a, sendo assim não nos responsabilizamos por possív eis erros de informações contidas no mesmo.

Access has been denied 127.0.0.1! Access to the page: http://www.youtube.com/embed/0Q_Cig-Dcr8?feature=player_embedded ... has been denied for the following reason: Banned site: youtube.com You are seeing this error because what you attempted to access appears to contain, or is labeled as containing, material that has been deemed inappropriate.

cl i qu e em ci m a da i m agem para am pl i ar

Fon t e:

ShopcarNews Con t a t o: r eda ca o@sh opca r n ew s.com .br O CLICNEW S n ã o se r espon sa biliza pelo con t eú do a cim a pu blica do. A r espon sa bilida de é ú n ica e ex clu siv a m en t e da fon t e n ele m en cion a da .

Env iar por E-mail

Imprimir

Mais matérias desta fonte

V oltar

Leia m ais


Clipping Fenabrave 11.11.2013