Issuu on Google+

Título: Retorno da exportação ajuda setor automotivo Autor: Coluna: BRASIL Nome do Veículo: VALOR ECONÔMICO Cidade: SÃO PAULO País: BRASIL Data de Capa: 23/09/2013 Nome do Cliente: FENABRAVE Categoria: Fenabrave Disponibilização: 23/09/2013

Tipo de Veículo: JORNAL Página: A3 Estado: SP Origem: On Line Palavra Chave: FENABRAVE


Jornal Valor --- Página 3 da edição "23/09/2013 1a CAD A" ---- Impressa por ccassiano às 22/09/2013@20:33:02 Jornal Valor Econômico - CAD A - BRASIL - 23/9/2013 (20:33) - Página 3- Cor: BLACKCYANMAGENTAYELLOW Enxerto

Segunda-feira, 23 de setembro de 2013

|

Valor

|

A3

Brasil CLAUDIO BELLI/VALOR

Conjuntura Investimento e incentivos explicam ritmo maior

Retorno da exportação ajuda setor automotivo

Um quarto da indústria cresce mais de 5% no ano Arícia Martins e Tainara Machado De São Paulo O aumento de 6% dos investimentos no primeiro semestre e o forte desempenho da indústria automotiva no período levaram alguns segmentos a apresentar taxas de crescimento bem mais expressivas do que a média do setor manufatureiro de janeiro a julho deste ano. Entre altas e baixas mensais, a produção industrial avançou 2% na comparação com os mesmos meses de 2012, mas dez dos 27 setores pesquisados pelo IBGE cresceram mais. Dentre estes, sete conseguiram elevar sua produção em mais de 5%. A fabricação de veículos, por exemplo, saltou 13,2%, incentivada por benefícios tributários e também por um importante incremento das exportações. Outros equipamentos de transporte, no qual estão caminhões e ônibus, se beneficiaram da retomada de investimentos e da baixa base de comparação e expandiram sua produção em 8%. O aumento da formação de capital fixo nos últimos dois trimestres também impulsionou o setor de máquinas e equipamentos, que subiu 5,1%, e de máquinas e materiais elétricos, com alta de 7,7% no período. Na análise por categorias de uso da indústria, a maior variação foi observada nos bens de capital, cuja produção subiu 14,2% nos primeiros sete meses do ano. Segundo Rodrigo Baggi, analista do setor da Tendências Consultoria, o bom desempenho é explicado principalmente pelo subgrupo equipamentos de transporte, que contribuiu com quase 60% dessa alta, mas também foi disseminado entre os demais segmentos que compõem a atividade industrial: a produção de máquinas agrícolas aumentou 13% no período, enquanto a de bens de capital para fins industriais subiu

10% e a de bens de uso misto, 4%. Baggi aponta três fatores por trás da reação acentuada dos equipamentos de transporte no primeiro semestre: o Programa de Sustentação do Investimento (PSI), do BNDES, que estimulou a demanda por veículos pesados ao oferecer juros reais negativos para financiamento dos bens; a necessidade de renovação da frota para reduzir perdas de produtividade e, por fim, as supersafras de grãos, que também explicam a produção maior de máquinas agrícolas. No caso das compras de máquinas que ampliaram a capacidade produtiva, o analista da Tendências afirma que, além da redução de custos com o PSI, expectativas mais otimistas para o crescimento no início do ano elevaram a demanda do setor, movimento que foi observado com maior intensidade até maio. A partir de junho, porém, já houve perda de fôlego da produção e das vendas, trajetória que deve se aprofundar ao longo do segundo semestre. “Quando a confiança cai, os projetos de investimento são engavetados”, disse. Baggi ainda acrescenta que a maior volatilidade cambial também aumenta o nível de incertezas e deve moderar a produção do setor. A Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos (Abimaq), que viu seu faturamento recuar 7,7% de janeiro a julho, não se animou com os resultados da indústria de bens de capital na mesma comparação. Para Mario Bernardini, assessor econômico da Abimaq, a alta de dois dígitos foi muito concentrada nos veículos pesados e não atingiu as empresas associadas, que, segundo um recorte do IBGE fornecido à entidade, produziram apenas 0,1% a mais na primeira metade do ano. “O investimento está poluído por dados que não são investimentos produtivos”, diz Bernardini. Com periodicidade semestral, o

De São Paulo A produção de veículos teve o melhor desempenho entre os 27 segmentos industriais pesquisados pelo IBGE entre janeiro e julho deste ano, na comparação com igual período do ano anterior. Além dos incentivos já concedidos pelo governo, como redução de Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) e o programa InovarAuto, que beneficia montadoras instaladas no país, a inesperada retomada das vendas externas do setor automotivo, que cresceram 27% até julho, deu um impulso a mais para a atividade no setor em um ano de crescimento menor das vendas. A Anfavea, entidade que representa as montadoras, elevou a estimativa de crescimento da produção em 2013, de 4,5% para 11,9%, diante do bom resultado da produção em agosto. Já as vendas domésticas devem crescer menos, segundo a Fenabrave, que reúne as concessionárias. A atividade mais aquecida no setor automotivo também contribuiu para aumentar a produção em outros ramos industriais. De acordo com o Boletim Econômico da Associação Brasileira da Indústria de Plásticos (Abiplast), o setor tem sido beneficiado pela alta dos pedidos de peças e acessórios plásticos para veículos. O segmento de artefatos diversos registrou aumento de 5,1% da atividade nas fábricas entre janeiro e julho, ante um avanço de 4,9% da produção de borrachas e plásticos. Já o setor de embalagens teve um avanço menor, de 1,6%, em razão do desempenho da indústria de alimentos e bebidas no ano, de acordo com a entidade. Para Cristina Reis, economista do Instituto de Estudos para o Desenvolvimento Industrial (Iedi), os setores menos intensivos em tecnologia têm alta dependência em relação ao nível de consumo no país, que vem perdendo ímpeto desde o início do ano, o que explica o desempenho mais fraco. O Iedi calcula que o segmento industrial de baixa tecnologia, que reúne setores bem distintos — madeira e seus produtos, papel e celulose; alimentos, bebidas e tabaco e têxteis, couro e calçados — reduziu sua produção em 1,5% entre janeiro e julho. (Colaborou Eduardo Laguna)

Para Cristina Reis, do Iedi, setor de média-alta tecnologia puxou produção da indústria nacional até julho deste ano

Desempenho mais forte

Indústrias que cresceram acima da média entre janeiro e julho* - em % Veículos automotores Refino de petróleo e produção de álcool Outros equipamentos de transporte Máquinas, aparelhos e materiais elétricos Equips. de instrum. méd.-hops., ópticos e outros Calçados e artigos de couro Máquinas e equipamentos Borracha e plástico Mobiliário Madeira Indústria total

13,2 8,9 8,0 7,7 7,7 6,1 5,1 4,9 4,6 3,6 2

Fonte: IBGE. * Sobre igual período de 2012

Instituto de Estudos para o Desenvolvimento Industrial (Iedi) calcula a variação da produção industrial dividida por faixas tecnológicas. Entre janeiro e junho deste ano, o destaque foi o segmento de média-alta intensidade tecnológica — composto pela indústria química, exclusive farmacêutica; montadoras de material de transporte e máquinas e equipamentos mecânicos e elétricos — com alta de 7% sobre igual período de 2012. Segundo a economista Cristina Reis, uma baixa base de comparação impulsionou a produção nos dois últimos segmentos, mas os estímulos do governo também são explicações para a boa performance dessa parte da indústria. Já o setor químico, de acordo com Cristina, tem um elevado nível de correlação com a atividade econômica, que teve desempenho razoável no primeiro semestre. Ainda entre os setores de maior intensidade tecnológica, a indústria de equipamentos médico-hospitalares e ópticos produziu 7,7% a mais nos sete primeiros meses deste ano. Para Ruy

Baumer, diretor da Abimo, associação que reúne as empresas do setor, o bom desempenho do segmento ainda está bastante relacionado à demanda reprimida na área da saúde. “O mercado brasileiro de produtos médicos cresce entre 6% e 7% ao ano, diante do aumento de investimentos privados e públicos na saúde.” Para Baumer, o setor também tende a ser beneficiado pela desvalorização do câmbio, que encarece o produto importado e dá mais competitividade ao similar nacional. Ainda assim, no primeiro semestre, as exportações do setor recuaram 9%, enquanto as importações aumentaram 14%. A produção de calçados, que cresceu 6,1% no acumulado deste ano, já sentiu o impulso de uma melhora no saldo da balança comercial. De acordo com a Fundação Centro de Estudos do Comércio (Funcex), as vendas externas de couros e calçados aumentaram 10,4% nos sete primeiros meses do ano, em valor, sobre igual período de 2012, avanço bem maior do que o das importações,

que subiram 1,1% no período. Heitor Klein, presidente da Associação Brasileira das Indústrias de Calçados (Abicalçados), no entanto, não mostra otimismo em relação aos dados e atribui parte do avanço da produção a calçados mais simples, como sandálias de borracha. Para Klein, um sinal de que a atividade no segmento não está tão aquecida são os indicadores de emprego do setor. Segundo o IBGE, houve queda de 5,4% da população ocupada nesta atividade entre janeiro e julho, sempre na comparação com igual período do ano anterior, apesar da desoneração da folha de pagamentos. Para a Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica (Abinee), os resultados mais favoráveis vistos neste ano são resultado de uma mudança na composição dos itens fabricados, com aumento da produção de itens de maior valor agregado, como tablets e smartphones. Já na área elétrica, são os investimentos em modernização de fábricas que estimularam a atividade no setor. “Houve um aumento da produção de equipamentos industriais de prateleira, mais voltados para a reposição e a manutenção de peças”, afirmou Luiz Cezar Rochel, gerente de economia da associação. Para ele, a demanda por sistemas industriais de maior porte continua fraca, já que os empresários estão cautelosos em relação às expectativas para a economia. “As incertezas ainda permanecem e os empresários têm dificuldade em se basear em um cenário favorável e consistente para a atividade, em função da inflação perto do teto da meta, da volatilidade do câmbio, de certo abandono das metas para o setor público, juros em alta”.

Câmbio intensifica efeito de tarifa antidumping Marta Watanabe De São Paulo A desvalorização do real em relação ao dólar tem contribuído para intensificar a redução da importação de alguns produtos que foram alvo de sobretaxa antidumping no período em que a moeda nacional estava mais apreciada. De 2010 a 2011 o direito antidumping foi aplicado em 18 produtos de origens determinadas. Dos casos em que foi aplicado o direito antidumping em 2010 e 2011, em 10 houve redução do valor importado de janeiro a agosto de 2013, na comparação com igual período de 2012. Em sete destes casos, o recuo das importações foi maior nos produtos com origem no país que foi sobretaxado do que no total importado da mesma mercadoria, levando em conta todas as origens. O direito antidumping é uma sobretaxa aplicada a produtos de determinados países cujos fornecedores estejam praticando preços abaixo dos de mercado, segundo avaliação do Ministério do Desenvolvimento (Mdic). A sobretaxa pode ser um percentual calculado sobre o produto ou um valor em dólar adicionado ao preço da mercadoria. A medida antidumping é aplicada por prazo determinado, mas pode ser prorrogada. O levantamento levou em consideração

também os casos de sobretaxas prorrogadas de 2010 a 2011. José Augusto de Castro, presidente da Associação de Comércio Exterior do Brasil (AEB), explica que a sobretaxa acaba perdendo eficácia quando o câmbio é mais vantajoso para a importação, como foi o período de 2010 a 2011. A desvalorização da moeda acaba tendo um efeito duplo sobre o produto sobretaxado. Ao mesmo tempo em que a depreciação do real torna a importação mais cara, a sobretaxa encarece mais ainda o produto, tornando mais eficaz a ideia do direito antidumping, que é tornar os demais fornecedores estrangeiros ou a indústria nacional mais competitiva. Levando em conta o preço médio do dólar, houve, de 2011 para 2012, depreciação cambial de cerca de 17%. “É um percentual significativo, que faz diferença principalmente para quem está sobretaxado.” Segundo Castro, como existe um prazo de cerca de seis meses entre a contratação da importação e o desembarque da mercadoria, a redução de importação dos produtos sob direito antidumping no primeiro semestre deste ano reflete ainda a desvalorização do real no ano passado. Roberto Barth, membro da Comissão de Defesa da Indústria Brasileira (Cdib), tem opinião semelhante. Para ele, o efeito da desvalorização do real ao longo

de 2013 somente irá se refletir nas importações ao fim deste ano ou em 2014. A evolução das importações de produtos sobretaxados este ano, diz, já mostra o impacto da desvalorização que aconteceu em 2012. Barth cita o exemplo dos imãs de ferrite vindos da China, que tiveram a sobretaxa antidumping renovada em maio de 2010. A medida aplicada, lembra, foi de 43% sobre o valor da mercadoria no desembaraço. “Quando a sobretaxa foi aplicada para o produto, não houve grande reação porque o real estava mais valorizado”, diz Barth. De janeiro a agosto de 2013, a importação dos imãs não chegou a ter queda, contra mesmo período do ano passado. Houve elevação de 5,4%. Essa alta, porém, significa redução no ritmo de importação. Levando em conta os mesmos meses, a alta de 2011 para 2012 foi de 30%. “A desvalorização do real torna a sobretaxa mais eficaz não só no caso do imã, mas também de vários produtos que estão com taxa antidumping.” Welber Barral, ex-secretário de comércio exterior, lembra que a velocidade de reação à medida antidumping depende do produto e de outros fatores, como existência de produção nacional mais competitiva ou de outros fornecedores externos. Em alguns casos em que não houve re-

Produtos sobretaxados

Variação de importação - jan-ago13/jan-ago12 - em % Produto

Origem

Borracha estireno-butadieno (sbr)x Calçados Canetas esferográficas Cobertores sintéticos Éter (ebmeg) fosfato monocálcico Garrafa térmica Imãs em forma de anel Magnésio em pó Malhas de viscose N-butanol Objetos de vidro para mesa Papel supercalandrado PVC-S Resinas de polipropileno Sacos de juta Sal grosso Tubos de aço carbono sem costura

Coreia do Sul China China China* Estados Unidos Argentina China China China China Estados Unidos Indonésia, China e Argentina Hungria, França e Itália Estados Unidos e México Estados Unidos Índia e Bangladesh Chile China

Origem sobretaxada

Total da importação 38,4

61,9 5,3

19,3

-37,3

-32,6

-99,9

-33,3 -0,2

-23

-50,6

-57,3

-30,4

-27,7 5,4

0,2

-9,5

1,2 -62,0

-86,0 3,8

-26,8

29,9**

2,4 -59,0

-88,3** 276,3

20,8

78,8

12,6

41,9** -13,0 -76,9

50,0 -13,6 -84,3

Fonte: Mdic.* Sobretaxas ampliadas para outros países em 2012. **soma de todas as origens que foram sobretaxadas

dução na importação neste ano, diz Barral, é possível que a sobretaxa já houvesse sido mais eficiente assim que foi aplicada. A eficácia da medida também depende do país sobretaxado. “Depende da política cambial do país de origem ou de outros incentivos.” A China, cita ele, eleva o estímulo tarifário para a exportação, o que pode acaba amenizando ou neutralizando uma sobretaxa aplicada sobre determinado produto no país de destino.

As malhas de viscose da China estão entre os produtos que tiveram reação mais imediata à sobretaxa antidumping. Alvo da medida desde abril de 2011, a importação das malhas de origem China caiu de US$ 36,05 milhões de janeiro a agosto de 2011 para US$ 2,68 milhões no mesmo período do ano passado. Neste ano, a importação caiu ainda mais, para US$ 372 mil, com redução de 86%. A importação do mesmo produto, levando em

conta todas as origens, caiu 62%. As canetas esferográficas, também da China, reagiram mais rapidamente à medida antidumping, aplicada desde abril de 2010. De janeiro a agosto de 2010 para os mesmos meses do ano seguinte, a importação do produto com origem China caiu de US$ 5,7 milhões para US$ 3,5 milhões. Em 2012, porém, os desembarques aumentaram para US$ 6 milhões e este ano voltaram a cair, para US$ 3,8 milhões.


Título: Retorno da exportação ajuda setor automotivo Autor: Redação Coluna: Nome do Veículo: VALOR ECONÔMICO ONLINE Cidade: WEB País: BRASIL Data de Capa: 23/09/2013 Nome do Cliente: FENABRAVE Categoria: Fenabrave Disponibilização: 23/09/2013

Tipo de Veículo: SITE

Estado: WEB Origem: On Line Palavra Chave: FENABRAVE


Não foi possível carregar o plug-in.

V ídeos

Home

Brasil

Macroeconomia

Política

Finanças

Setor Externo

Empresas

Agronegócios

Internacional

Opinião

Carreira

Cultura & Estilo

Valor Data

Infraestrutura

23/09/2013 às 00h00

Retorno da exportação ajuda setor automotivo

Brasil Últimas Lidas Comentadas Compartilhadas

Por De São Paulo

Mercado mantém projeção de alta de 2,40% para o PIB em 201 3

A produção de veículos teve o melhor desempenho entre os 27 segmentos industriais pesquisados pelo IBGE entre janeiro e julho deste ano, na comparação com igual período do ano anterior. Além dos incentivos já concedidos pelo governo, como redução de Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) e o programa InovarAuto, que beneficia montadoras instaladas no país, a inesperada retomada das vendas externas do setor automotivo, que cresceram 27% até julho, deu um impulso a mais para a atividade no setor em um ano de crescimento menor das vendas. A Anfavea, entidade que representa as montadoras, elevou a estimativa de crescimento da produção em 2013, de 4,5% para 11,9%, diante do bom resultado da produção em agosto. Já as vendas domésticas devem crescer menos, segundo a Fenabrave, que reúne as concessionárias. A atividade mais aquecida no setor automotivo também contribuiu para aumentar a produção em outros ramos industriais. De acordo com o Boletim Econômico da Associação Brasileira da Indústria de Plásticos (Abiplast), o setor tem sido beneficiado pela alta dos pedidos de peças e acessórios plásticos para veículos. O segmento de artefatos diversos registrou aumento de 5,1% da atividade nas fábricas entre janeiro e julho, ante um avanço de 4,9% da produção de borrachas e plásticos. Já o setor de embalagens teve um avanço menor, de 1,6%, em razão do desempenho da indústria de alimentos e bebidas no ano, de acordo com a entidade. Para Cristina Reis, economista do Instituto de Estudos para o Desenvolvimento Industrial (Iedi), os setores menos intensivos em tecnologia têm alta dependência em relação ao nível de consumo no país, que vem perdendo ímpeto desde o início do ano, o que explica o desempenho mais fraco. O Iedi calcula que o segmento industrial de baixa tecnologia, que reúne setores bem distintos - madeira e seus produtos, papel e celulose; alimentos, bebidas e tabaco e têxteis, couro e calçados reduziu sua produção em 1,5% entre janeiro e julho. (Colaborou Eduardo Laguna)

ANFAVEA

AUTOMÓVEL

08h57

IPC-S sobe 0,27 % na 3ª semana de setembro, indica FGV 08h24

Leia as manchetes de hoje dos principais jornais brasileiros 07h52

V isita suspensa, como ficam Brasil e EUA 00h00

V er todas as notícias

Indicadores Brasil Variação em % Indicador

set

ago

jul

12 m*

IPCA

-

0,24

0,03

6,09

IGP-M

-

0,15

0,26

3,85

1,05

0,15

0,43

4,13

Prod. Industrial**

-

-

-2,0

0,6

IBC-BR**

-

-

-0,33

2,60

IGP-10

Veja as tabelas completas no ValorData Fonte: IBGE, FGV e BC. Elaboração Valor Data. * Acumulado até o último mês indicado ** Dessazonalizado

Edição Impressa 23/09/2013

0

Share

ALIMENTO

Legislação

Jornal

BEBIDA

CALÇADO

CONSUMO

Mostrar todas as tags

Seleção

RECOMENDADO PARA VOCÊ

Acesse o índice do jornal impresso e selecione as editorias e matérias que quer ler. Conteúdo ex clusiv o para assinantes.

18/09/2013

20/09/2013

17/09/2013

Newsletter


Título: GM poderá produzir compacto em São José Autor: Coluna: INDÚSTRIA Nome do Veículo: DCI Cidade: SÃO PAULO País: BRASIL Data de Capa: 23/09/2013 Nome do Cliente: FENABRAVE Categoria: Fenabrave Disponibilização: 23/09/2013

Tipo de Veículo: JORNAL Página: A7 Estado: SP Origem: On Line Palavra Chave: FENABRAVE


Título: GM poderá produzir compacto em São José Autor: Redação Coluna: Nome do Veículo: DCI ONLINE Cidade: WEB País: BRASIL Data de Capa: 23/09/2013 Nome do Cliente: FENABRAVE Categoria: Fenabrave Disponibilização: 23/09/2013

Tipo de Veículo: SITE

Estado: WEB Origem: On Line Palavra Chave: FENABRAVE


Panorama Brasil

JORNAL DCI

TVB

RÁDIO CENTRAL AM

RÁDIO NOVA BRASIL FM

SHOPPING NEWS

Olá, OFICINA PAULISTA DE INFORMACAO E DADOS LTDA

6/10 Sair

Buscar

Opinião Política Econômica

Indústria

Política

Agronegócios Internacional Finanças Serviços Legislação Comércio + Canais

patrocínio:

Cadernos Especiais

Indústria 23/09/2013 - 00h00

0

Assuntos relacionados: automóveis

GM poderá produzir compacto em São José SÃO PAULO - A novela sobre a definição dos planos da General Motors (GM) para a unidade de São José dos Campos (SP) ganhou mais um capítulo. A planta disputa globalmente a prod...

DCI no iPad, iPhone e Android

juliana estigarríbia 0

Tweet SÃO PAULO A novela sobre a definição dos planos da General Motors (GM) para a unidade de São José dos Campos (SP) ganhou mais um capítulo. A planta disputa globalmente a produção de um novo compacto. O projeto inicial previa a fabricação de um popular em substituição ao Celta. No entanto, os planos mudaram, informou uma fonte que preferiu não se identificar. "A montadora estuda fabricar um carro maior que o Celta e não mais um 'popular'. O consumidor brasileiro pede isso", disse a fonte. Hoje, o Celta é produzido na planta de Gravataí (RS) e é o quarto veículo de entrada mais emplacado do País, segundo a Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave). "O projeto do carro pequeno já foi cancelado", ressaltou a fonte.

Conecte-se ao DCI

A GM Brasil está na disputa para receber um investimento de R$ 2,5 bilhões da matriz norte-americana. A cifra seria usada para montar uma nova linha na unidade de São José, uma das maiores da marca no mundo. Porém, o embate com o sindicato local continua e tem dado mais dor de cabeça à companhia do que o esperado. Isso porque, em julho deste ano, a diretoria da empresa no País decidiu encerrar a linha de produção do Classic, que já está defasada. No entanto, sem chegar a um acordo com o sindicato, a montadora voltou atrás e resolveu manter a produção, porém, em menor escala. A GM afirmou que abriu um Programa de Demissão Voluntária (PDV), que visa o desligamento de pouco mais de 800 funcionários. A montadora informou, em meados de junho deste ano, que a decisão do aporte bilionário - que será tomada pelo board da companhia em Detroit, nos EUA - seria divulgada entre o final de julho e o início de agosto. Porém, com o impasse criado em São José, este anúncio ainda não saiu, o que mostra a inclinação da matriz em escolher o Brasil para receber os recursos. Caso o aporte se confirme, a GM está estudando como deve aplicar a cifra. Modernizar a linha do Classic é aparentemente a primeira e única opção, uma vez que construir uma totalmente nova deverá custar o dobro do valor.

226

Recomendam no Google

Siga @jornaldci

Share

145

Shopping News

E, ao menos por enquanto, a decisão de produzir um modelo compacto da Peugeot no Vale do Paraíba ainda está sendo avaliada pela GM. A montadora norte-americana e a francesa fizeram uma joint venture global, recentemente, para otimizar custos, o que incluiria a produção de carros de forma conjunta.

Versão eletrônica (23/09/2013)


Título: "Os preços dos seguros dos 20 SUVs mais vendidos" Autor: Redação Coluna: Nome do Veículo: EXAME Cidade: WEB País: BRASIL Data de Capa: 20/09/2013 Nome do Cliente: FENABRAVE Categoria: Fenabrave Disponibilização: 23/09/2013

Tipo de Veículo: SITE

Estado: WEB Origem: On Line Palavra Chave: FENABRAVE


Os preços dos seguros dos 20 SUVs mais vendidos Veja os preços dos seguros dos 20 utilitários esportivos mais vendidos em agosto, segundo a Fenabrave, em cinco diferentes regiões da capital paulista Dói no bolso São Paulo – A pedido da EXAME.com, a corretora online Minuto Seguros realizou em torno de 500 cotações em 11 seguradoras para calcular o valor médio dos seguros para os 20 SUVs mais vendidos em agosto de 2013, segundo a Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave). Foram considerados os carros classificados pela Fenabrave como SUVs. O levantamento mostra que quem quer ter um SUV precisa ter bala na agulha, e não só para comprar o veículo. Os preços dos seguros podem chegar a mais de 10% do valor do veículo zero quilômetro, o que pode ser considerado um seguro caro, dado que um seguro normal costuma ficar entre 3% e 4% do preço do carro. O preço do seguro pode variar muito entre modelos de uma mesma categoria ou de uma mesma faixa de preço, e mesmo entre diferentes seguradoras. Algumas jogam o preço lá para cima ou mesmo se recusam a fazer seguro para carros que pernoitam em regiões de índices de roubo mais alto, como é o caso da Zona Leste paulistana. Uma série de variáveis influencia o preço do seguro, desde o perfil do motorista ao local onde ele mora, passando por onde o carro


costuma ficar estacionado e o quanto ele é usado. Também são cruciais a incidência de roubos e furtos do veículo e o preço de suas peças de reposição. Perfil do motorista considerado: homem, de 35 anos, casado, com garagem em casa e no trabalho, morando em um apartamento com portão automático. Todos os carros cotados possuem alarme e são zero quilômetro. E para efeito do teste, foram usados CEPs de pernoite de cinco regiões da cidade de São Paulo. Seguradoras: Allianz, Azul, Bradesco, HDI, Itaú, Liberty, Mitsui, Porto Seguro, Tokio, Yasuda e Zurich. Cobertura: Cobertura total do valor do carro, com cobertura de até 50.000 reais para danos materiais e até 100.000 reais de danos corporais a terceiros, assistência 24 horas, cobertura de vidros e garantia de até seis meses de reposição do valor de um carro novo. Os SUVs do ranking foram listados do mais para o menos vendido. Clique nas fotos para ver os modelos e os preços de seus seguros.


Título: Fim de semana recheado de blitz por toda Capital Autor: Redação Coluna: Nome do Veículo: MS NOTÍCIAS Cidade: WEB País: BRASIL Data de Capa: 21/09/2013 Nome do Cliente: FENABRAVE Categoria: Fenabrave Disponibilização: 23/09/2013

Tipo de Veículo: SITE

Estado: WEB Origem: On Line Palavra Chave: FENABRAVE


Fim de semana recheado de blitz por toda Capital Neste fim de semana serão realizadas blitz em pontos da Capital, com a parceria da Agetran, Bptran, PRE e PRF. Durante as abordagens é realizadeo a verificação dos documentos, nas motos checagem dos equipamentos. Também está sendo passado um filme de cinco minutos para grupos de 15 pessoas sobre os efeitos causados pelas imprudências. Programação Sábado 8h às 11h Blitz Educativa Agetran, BPTRAN, PRF e PRE. Apoio Fenabrave 9h às 9h40 teatro interativo e boneco Setinha e camaradinhas ambos na: Rua Barão do Rio Branco entre a rua 13 de Maio e rua 14 de Julho. 9h Palestra "Álcool e outras substâncias no trânsito: escolhas e consequências" na empresa REAL H. Domingo 8h às 11h Blitz Educativa Agetran, BPTRAN, PRF e PRE, apoio Fenabrave Mirante da avenida Duque de Caxias.


Título: Hyundai: um ano de produção no Brasil CAMILA FRANCO, AB Autor: Redação Coluna: Nome do Veículo: AUTOMOTIVE BUSINESS Cidade: WEB País: BRASIL Data de Capa: 20/09/2013 Nome do Cliente: FENABRAVE Categoria: Fenabrave Disponibilização: 23/09/2013

Tipo de Veículo: SITE

Estado: WEB Origem: On Line Palavra Chave: FENABRAVE


São Paulo, 23/09/2013 encontre no portal AB

Carreira e Oportunidades

NOTÍCIAS

Empresas e Executivos

Estatísticas e Projeções

encontre notícias no portal AB

20/09/2013 | 19h25

Eventos

Imprensa

Lançamentos

Publicações

buscar

receber noticias por email | indique esta notícia | tamanho da fonte a- A+

Indústria

Hyundai: um ano de produção no Brasil Piracicaba poderá fazer motor e câmbio da linha HB20, que já teve 121 mil unidades vendidas C AMILA FRANC O, AB A Hyundai comemorou na sexta-feira, 20, um ano do início da produção oficial do HB20 em sua fábrica de Piracicaba, no interior de São Paulo. Desde 10 de outubro de 2012, quando começaram as vendas, foram emplacadas 103.855 unidades do HB20 (hatch) e HB20X (com apelo aventureiro) até agosto último, além de 17.243 do HB20S, sedã comercializado desde abril de 2013, segundo dados da Fenabrave. A Hyundai não revela quanto já produziu do modelo, mas o volume é praticamente o mesmo de emplacamento, já que a fábrica não exporta. A alta procura pelo HB20 fez a Hyundai triplicar sua participação de mercado de um ano para outro, de 2,22% para 6,09%, se consolidando como a quinta marca mais vendida no País, determinou a adoção de um segundo turno em outubro de 2012 e de um terceiro em setembro deste ano na planta. O número de empregados subiu com a contratação de 700 pessoas para operação na madrugada, chegando aos atuais 2,7 mil funcionários. A planta sempre fez 34 a 35 carros por hora. Agora, com os três turnos, produz 150 mil HB20 por ano, volume que tende a crescer. Maurício Jordão, gerente de relações públicas e imprensa da Hyundai Motor Brasil, diz que o próximo passo a ser dado na unidade será a fabricação de motores e câmbios da família HB20, atualmente importados da C oreia do Sul. Mas ainda não há prazo definido para o início da produção dos componentes. Atualmente, segundo Jordão, mais de 75% das peças do HB20 são feitas no Brasil.

Tags: Hyundai, Piracicaba, HB20, fábrica, produção. [

voltar ]

Comente essa notícia Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de questões técnicas ou comerciais. Os comentários serão publicados após análise. É obrigatório informar nome e e-mail (que não será divulgado ao público leitor). Não são aceitos textos que contenham ofensas, palavras chulas ou digitados inteiramente em letras maiúsculas. Também serão bloqueados currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Newsletter

RSS

Mobile

busca

ABTV

Revista


Título: Otimismo eficiênte da França e, logística marcam a abertura de feiras do setor em SP Autor: Redação Coluna: Nome do Veículo: INTELOG Cidade: WEB País: BRASIL Data de Capa: 22/09/2013 Nome do Cliente: FENABRAVE Categoria: Fenabrave Disponibilização: 23/09/2013

Tipo de Veículo: SITE

Estado: WEB Origem: On Line Palavra Chave: FENABRAVE


Pesquisa no Portal Intelog »

23 DE SETEMBRO DE 2013

seu papel na companhi...

Notícias

23/9/2013 Infraero suspende voos matinais do aeroporto de Foz do Iguaçu, no PR - Devido a obras, pista ficará interditada de 23 de setembro a abril...

HOME

I níc io > N ews L og > N otíc ias > E ventos E C urs os > Notícia

QUEM SOMOS CAPACITAÇÃO CONSULTORIA PESQUISAS NEWS LOG NOTÍCIAS Editorial De staque s

22/9/2013

Artigos / Entre vistas Trânsito

OTIMISMO E EFICIÊNCIA DA FRANÇA EM LOGÍSTICA MARCAM A ABERTURA DE FEIRAS DO SETOR EM SP

Multim odalidade

Eventos e C ursos

Logística

Em pre sas C om e x - Mundo Econom ia Me rcosul / C one Sul Te cnologia Política Le gislação Eve ntos e C ursos

ASSINE GRÁTIS TODAS EDIÇÕES INTELOG WIDGET INTELOG TICKER

França é o país convidado da primeira edição da feira Transporte & Logística Brasil, realizada simultaneamente à 28ª Movimat, VUC Expo e XVII Conferência Nacional de Logística

Nota

? 0 votos

FOTOS PODEM SER BAIXADAS PELO LINK http://w w w .flickr.com/photos/feiramov imat/

São Paulo, 16 de setembro de 2013 - No início da tarde desta terçafeira foram abertas oficialmente as feiras Movimat 2013, Transporte & Logística Brasil e VUC Expo, que ocorrem simultaneamente à XVII Conferência Nacional de Logística nos pavilhões do Expo Center Norte até o dia 19 de setembro.

RSS ENTRE EM CONTATO

“A sinergia entre esses eventos permite que o profissional encontre soluções integradas e completas em tecnologia, intralogística e distribuição para o seu negócio”, afirmou o presidente da ABRALOG – Associação Brasileira de Logística, Pedro Moreira, que destacou a

23/9/2013 Mais 71 localidades rurais do


Opções da Página Tornar página inicial

Associação Brasileira de Logística, Pedro Moreira, que destacou a eficiência do sistema de logística da França, país convidado da primeira edição da feira Transporte & Logística Brasil.

Adicionar aos favoritos Mapa do Portal R e com e ndar Im prim ir e sta página Translate This Page

Tempo

O vice-presidente da Reed Exhibitions Alcantara Machado, Paulo Octávio Pereira de Almeida, falou sobre a necessidade e os desafios que o setor logístico enfrentará nos próximos anos e da importância em se ter eventos como estes ajudando a encontrar soluções para o setor. Almeida lembrou, ainda, que no portfólio da Reed Exhibitions, está a SITL (Semana Internacional do Transporte e da Logística), evento promovido em Paris, na França, reconhecido como um dos maiores do mundo no setor, cujo formato inspira a Transporte & Logística Brasil. A abertura dos eventos contou com a presença do Cônsul Geral da França em São Paulo, Damien Loras; do Presidente da SETCESP, Manoel S. Lima Jr; do Presidente da ANFIR, Alcides Braga; do Presidente da NTC, Flávio Benatti; do Presidente Executivo da FENABRAVE, Alarico Assumpção Júnior; do Presidente do SICAP/ANDAP, Renato Giannini; do Diretor do IMAM, Eduardo Banzato e do Conselheiro em Construção, Infraestrutura, Transportes, Logística, Aeronaútica - UBIFRANCE, Jean-François Ambrósio.

Você está satisfeito com o nível de serviço de sua transportadora? Sim Não

Ver resultados

Votar >>

Audio 1 - Ecologia - 30 seg

Audio 2 - PIB - 30 seg

O utras C idades

França é destaque do primeiro dia da Conferência Nacional de Logística O primeiro dia da XVII Conferência Nacional de Logística foi dedicado à França, país referência em transporte e logística e os investimentos do país no mercado brasileiro. “A França é o sétimo investidor em fluxo no Brasil e o quinto em estoque. Hoje são 550 empresas francesas no Brasil, o que representa mais de 500.000 empregos. Investe-se 20 vezes mais no Brasil que na Rússia”, afirmou o Conselheiro de Infraestrutura e Transporte da Ubrifance, Jean-François Ambrósio, que conduziu o primeiro painel da Conferência. Ferramentas

Pesquisa de Mercado

Segundo Ambrósio, a França é o 1º país europeu no desenvolvimento de projetos de Logística, com um ecossistema favorável para inovações, pois sua situação geográfica privilegiada é uma porta de entrada natural para as exportações nos mercados europeus. Segundo Ambrosio, um dos grandes diferenciais da atuação francesa são os investimentos em inovação, potencializados pela proximidade entre universidades, laboratórios e empresas, com 2,25% do PIB destinados

Audio 3 - Segurança - 30 seg


universidades, laboratórios e empresas, com 2,25% do PIB destinados para Pesquisa e Desenvolvimento (P&D). Com um crescimento do setor de 10% ao ano, a França possui infraestrutura portuária, aeroportuária, rodoviária, ferroviária e hidroviária das mais modernas da Europa, que transportam diariamente toneladas de mercadoria. A experiência francesa para garantir a eficiência logística nos processos de e-commerce em varejo foi outro tema abordado na Conferência Nacional de Logística. “90% dos internautas da França compram pela internet. A economia de tempo e dinheiro do deslocamento é uma das motivações para a compra online. Logo, recomenda-se ter um estoque dedicado para e-commerce, pois se você não atende as expectativas do seu cliente, o negócio morre. Por isso, é importante otimizar os estoques de acordo com o número de vendas”, afirma Olivier Dubouis, sócio-proprietário da Diagma, consultoria francesa em Supply Chain Management e em logística que atua no Brasil. Ele apresentou algumas modalidades em comércio eletrônico que estão despontando na França, como a demonstração de produtos em lojas físicas, mas que são comprados online pelos clientes e compra online com retirada na loja mais próxima, ressaltando, porém, o conflito que existe tanto no Brasil quanto na França entre vendedor de loja física e online. Outra novidade que está crescendo na França, segundo o empresário, é a modalidade “drive”, operação de varejo em que o cliente faz a compra online e passa somente para retirar no supermercado, colocada em prática por redes como Casino e Carrefour.

D es envolvimento

Sobre os eventos

Mega Gestão Empresarial

Os anúncios de investimentos de cerca de R$ 253 bilhões em 30 anos em infraestrutura e o crescimento econômico do Brasil colocam em evidência o potencial dos setores de transporte, logística e distribuição no País, que são o foco de quatro eventos simultâneos promovidos no Expo Center Norte, em São Paulo, (SP), de 17 a 19 de setembro. A 28ª Movimat (Feira Internacional de Intralogística), Transporte & Logística Brasil by STIL, VUC Expo – Salão Internacional de Veículos Urbanos de Carga e XVII Conferência Nacional de Logística, promovida pela ABRALOG - Associação Brasileira de Logística devem receber um

Digi-Tron Balanças


Empresarial Mega.com.br/Sistem…

Gestão Inteligente para Aperfeiçoar o Seu Negócio. Ligue já e conheça!

pela ABRALOG - Associação Brasileira de Logística devem receber um público qualificado de 40 mil profissionais nos quatro dias de eventos.

Balanças

Em sua 28ª edição, a Movimat reúne 200 marcas dos principais representantes de produtos e serviços voltados para a área de Armazenagem, Elevação, Automação, Embalagem, Movimentação e Empilhadeiras.

Menor preço com a melhor qualidade Balanças para Pesagens Diversas

Realizada pela primeira vez no país, a Transporte & Logística Brasil leva a assinatura da SITL (Semana Internacional do Transporte e da Logística), evento promovido em Paris, na França, e reconhecido como um dos maiores do mundo no setor. Cento e cinquenta marcas nacionais e internacionais apresentarão suas novidades no evento, que terá a França como país convidado, com um pavilhão dedicado exclusivamente aos principais players de transporte e logística franceses.

Consultoria em Logística

Pós em Gestão Educacional

Porta-paletes FERRARIS

Anúncios Google

► Caminhões ► Logistica

Também pela primeira vez ocorre a VUC Expo – Salão Internacional de Veículos Urbanos de Carga, primeira feira exclusiva de VUCs no país. Expositores apresentam suas novidades ao público, que tem à disposição uma área para test drive, onde os interessados podem dirigir os VUCs e avaliar o desempenho dos veículos. A VUC Expo nasce com a bagagem da Fenatran - Salão Internacional do Transporte, principal evento do setor, que está em sua 19ª edição. Para completar, será promovida a XVII Conferência Nacional de Logística, em parceria com a Abralog – Associação Nacional de Logística, com o tema “Eficiência logística e excelência na gestão de resultados”. “A realização de quatro eventos desse porte demonstra a importância o setor de transporte e logística vem ganhando no país. A sinergia entre as empresas e público dos eventos torna o principal encontro de negócios do setor no país em movimentação, transporte e logística”, afirma Rodrigo Rumi, diretor do portfólio automotivo da Reed Exhibitions Alcantara Machado, promotora do evento. Além da NTC&Logística, os eventos contam com a parceria da ABRALOG, SETCESP – Sindicato das Empresas de Transporte de Carga de São Paulo e região, apoio da ABIMEI – Associação Brasileira dos Importadores de Máquinas e Equipamentos Industriais, ANFIR Associação Nacional dos Fabricantes de Implementos Rodoviários, SIMEFRE – Sindicato Interestadual da Indústria de Materiais e Equipamentos Ferroviários e Rodoviários, Andap - Associação Nacional

www.digitronbalancas.co…

Consultoria em Logística UNIP Vestibular 2014 Anuncie no Google Gp Brasil F1


► Caminhão

Equipamentos Ferroviários e Rodoviários, Andap - Associação Nacional dos Distribuidores de Autopeças e SICAP – Sindicato do Comércio Atacadista, Importador, Exportador, Distribuição de Peças, Rolamentos, Acessórios e Componentes para Indústria e para Veículos no Estado de São Paulo.

Portfólio global de eventos em Transporte e Logística A Reed Exhibitions Alcantara Machado conta com um amplo portfólio de eventos na área de transporte e logística pelo mundo. A empresa promove em Paris, na França, os eventos Sitl Europe, Supply Chain Event, Eco Transport & Logistic, Intralogistics Paris e Sitl Logistics Solution. Na Índia, realiza os eventos India Warehousing Show e India Transport & Logistica Show, em Nova Délhi e India Cold Chain Show, em Bombaim. A Reed Exhibitions é responsável ainda pelo Supply Chain & Transportation USA, em Atlanta (EUA) e Material Handling, em Bangok (Tailândia). No Brasil, além da Movimat, Transporte & Logística Brasil e VUC Expo, a empresa é responsável pela organização da Fenatran – Salão Internacional do Transporte, que está em sua 19ª edição. Mais informações XVII Conferência Nacional de Logística 28ª Movimat - Feira Internacional de Intralogística Transporte & Logística Brasil by STIL VUC EXPO 2013 Data: 17 a 19 de setembro Local: Expo Center Norte – São Paulo (SP) www.expomovimat.com.br www.vucexpo.com.br

Por Attuale C omunicação

Link(s) Relacionado(s): www.abralog.org.br www.antf.org.br www.anptrilhos.org.br

Qual a sua avaliação?


Título: Case IH apresenta reconstrução da unidade Sorocaba/SP Autor: Redação Coluna: Nome do Veículo: AGROLINK Cidade: WEB País: BRASIL Data de Capa: 20/09/2013 Nome do Cliente: FENABRAVE Categoria: Fenabrave Disponibilização: 23/09/2013

Tipo de Veículo: SITE

Estado: WEB Origem: On Line Palavra Chave: FENABRAVE


A cesse conteúdos exclusivos

E ntrar cadastre-se | esqueci senha

COTAÇÕES Frango 1Kg Maringá (PR)

Encontre no AGROLINK... Home Agricultura AgrolinkFito Armazenagem Aviação Agrícola Fertilizantes Fórum Problemas Sementes Culturas Arroz Milho Soja Cereais de Inverno Negócios Agromáquinas

Notícias

com partilhar

por Leonardo Gottems

Agrobusca Agrotempo Conversor Colunistas Eventos Feiras e Fotos

Conteúdo gratuito

Conteúdo GRÁTIS Cadastre-se e tenha acesso gratuito a diversos serviços especiais. Inicial Notícias Clipping Busca Avançada Eventos Coopavel 2013

Também fica nesta cidade do interior paulista o Centro de Distribuição da Case IH, que adota um sistema de armazenagem e logística dos mais avançados e modernos da indústria brasileira. Para se ter uma ideia, o tempo de resposta para substituições de peças é imediato em até 98% dos casos. A empresa dispõe de um sistema que calcula e projeta a disponilidade necessária de itens conforme os números de vendas de máquinas e as estatísticas de demanda – segundo padrões históricos e sazonais (como a época de colheita e o tipo de cultura, por exemplo).

Serviços

Serviços

Visitas: 483

20/09 CBOT BM&F Soja US$ 13,14 (nov13) R$ 68,95 (ago13) Milho US$ 4,52 (dez13) R$ 23,58 (nov13 )

Com uma área de 526.000 m², sendo 160.000 m² cobertos e operados por nada menos que 1713 funcionários, a unidade de Sorocaba ostenta modernidade e eficiência. Possui uma fábrica que produz atualmente 12 tratores por dia, mas com capacidade instalada para 20. Segundo os executivos da empresa, o objetivo é estar preparado para o aumento exponencial de demanda da agricultura brasileira.

Notícias

Mídias

m ais

A Case IH abriu suas portas na última terça-feira (18.09) ao Portal Agrolink e pudemos conhecer de perto, ‘in loco’, a estrutura dessa gigante mundial da mecanização agrícola. Completando cinco anos do início da “reconstrução” da unidade de Sorocaba (2008), a empresa comemora conquistas que a transformaram na “Marca mais desejada” na categoria “Tratores e Máquinas Agrícolas”, segundo eleição promovida pela Fenabrave (Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores).

Notícias

Comercial

Tweet

20/09/13 - 11:03

Oportunidades

Vídeos

-2,61 %

Case IH apresenta reconstrução da unidade Sorocaba/SP

Cotações

Georreferenciamento

R$ 2,24

“Quando a Fiat comprou a Case, a marca detinha apenas 1% de participação no mercado. Hoje é a marca que mais cresce, atingindo mais de 7% do ‘share’ e sendo a única que de fato aumentou seu percentual em 2012. Fomos os primeiros a apostar na tecnologia axial, quando essa não passava de 10% do mercado, e hoje detém mais de 70%. São números importantes para quem, há apenas dez anos, não produzia nada no Brasil”, salientou Mirco Romagnoli, vicepresidente da Case IH para a América Latina.

Veterinária Febre Aftosa Saúde Animal Vacinas Fale Conosco

Agrolink Autor: Leonardo Gottems

Notícias Relacionadas

compartilhar

Tweet

mais

23/09/13 » Russos demonstram interesse em aumentar volume de negócios com Tocantins 23/09/13 23/09/13 23/09/13 23/09/13

» Audiência discutirá uso de gás liquefeito de petróleo no agronegócio » Rússia irá fornecer trigo ao Egito » Missão baiana vai à Europa e Ásia concretizar investimentos no agro » Terceiro leilão de Opção para o café será dia 27

Comentários Comente esse conteúdo preenchendo o formulário abaixo e clicando em enviar Nome: Mensagem: E-mail:

Desejo receber as atualizações dessa página em meu email. - Opiniões expressas nesse ambiente são de exclusiva responsabilidade do autor e não necessariamente representam o posicionamento do Portal Agrolink. Até o m om ento não houv e nenhum com entário para esse conteúdo.

Agrolinkfito | Agromáquinas | Oportunidades | Cotações | Notícias

Siga o Agrolink também nos seguintes sites

Colunistas | Eventos | Cadastre-se | Agrotempo | Feiras e Fotos | Vídeos Tw itter

Orkut


Título: Kits para participantes do Atravecity Campo Grande estarão disponíveis amanhã Autor: Redação Coluna: Nome do Veículo: TECNODATA EDUCACIONAL Cidade: WEB País: BRASIL Data de Capa: 20/09/2013 Nome do Cliente: FENABRAVE Categoria: Fenabrave Disponibilização: 23/09/2013

Tipo de Veículo: SITE

Estado: WEB Origem: On Line Palavra Chave: FENABRAVE


Notícia Completa 20:21

20/09/2013

Clic News Home Semana Nac. de Trânsito Notícias Busca de Notícias Palavra do Especialista Blog do Trânsito Rádio Trânsito Fórum do Trânsito Legislação Projetos de Lei Estatística Curiosidade CFCs / A uto-Escolas CFCs Indicados Eventos Educação de Trânsito Campanhas de Trânsito Motocicletas Busca Publicações

Secretária Virtual

Kits para participantes do A travecity Campo Grande estarão disponíveis amanhã C am po Grande (MS) - Ne ste sábado (21), e starão disponíve is para re tirada os k its para os participante s do Atrave city - um a gincana de bicicle ta para com e m orar o Dia Mundial Se m C arro. O Atrave city C am po Grande vai m isturar fotografia e ciclism o com pre m iação e sorte io aos participante s. A e ntre ga dos k its se rá re alizada na e ntrada principal do Shopping Pátio C e ntral, das 8h30 às 20h. No dom ingo (22) os k its não se rão e ntre gue s. C onform e o De partam e nto Estadual de Trânsito (Detran-MS) é ne ce ssário que os participante s já e ste jam com a blusa da gincana, as bicicle tas, capace te s, m áquina fotográfica e com docum e nto de ide ntificação. Se rá pre ciso tam bé m que pe lo m e nos, um inte grante da e quipe com pare ça ao local para faze r a re tirada dos k its, portando um docum e nto oficial com foto. O k it conté m as placas de ide ntificação para a dupla, cam ise tas e brinde s. O Atrave city aconte ce às 8 horas do dom ingo, com conce ntração na praça do R ádio. A gincana conta com a pre se nça do cicloativista Tom C ox , que criou o e ve nto e m 2004 na capital paulista. O e ve nto é um a re alização do Detran-MS e Sopa Pe dra C icloave nturas, com apoio do Gabine te de Ge stão Inte grada de Trânsito (GGIT), Shopping Pátio C e ntral, Agê ncia Municipal de Trânsito (Age tran), Fe nabrave , Pe rk ons e Fle x park . .:: Voltar para página anterior ::.


Título: Audiência pública no Procon-MG discute problemas relacionados a veículos Autor: Redação Coluna: Nome do Veículo: PORTAL DO TRÂNSITO Cidade: WEB País: BRASIL Data de Capa: 20/09/2013 Nome do Cliente: FENABRAVE Categoria: Fenabrave Disponibilização: 23/09/2013

Tipo de Veículo: SITE

Estado: WEB Origem: On Line Palavra Chave: FENABRAVE


Tocando agora: Carregando...

Segunda-feira, 23 de Setembro de 2013

Veja os podcasts anteriores

Notícias:

Pesquisar no Portal Pesquisas recentes: Notícias

PORTAL

DESTAQUES

SERVIÇOS

DICAS

MULTIMÍDIA

Pesquisar Trânsito

VIDA NO TRÂNSITO

Postado em 20/09/2013 09:42

Audiência pública no Procon-MG discute problemas relacionados a veículos

Divulgação - 375x55

DESTAQUES

RECENTES

MAIS LIDAS

Comissão aprova antecipação de multa para pessoas… Fonte Sincor - MG

Tweetar

0

Encontro contará com a participação do presidente da FenSeg, Paulo Marraccini O presidente da FenSeg, Paulo Marraccini, participa no dia 23, em Belo Horizonte, de audiência pública realizada pela 14ª Promotoria de Justiça do Procon estadual, do Ministério Público de Minas Gerais, para discutir problemas relacionados a veículos. Contando com a participação de especialistas de diversas áreas relacionadas ao tema, agentes públicos e consumidores, o evento pretende envolver o público no debate, ao final de cada um dos quatro painéis que compõem a programação, visando uma melhoria das relações de consumo. O encontro é iniciativa do promotor de Justiça Amauri Artimos da Matta, que reuniu reclamações relacionadas a defeitos de veículos que chegaram ao Procon do MP nos últimos anos, além de reportagens publicadas na imprensa no ano passado. O primeiro painel, o mais amplo, pretende discutir questões legais relacionadas a leis e regulamentos aplicáveis ao certificado de registro e licenciamento de veículo (CRLV), duplicidade e oxidação de chassi, troca de motor, produção de veículos e peças de reposição, denominação de ano/modelo, entre outras questões. Para participar das discussões foram convidados representantes do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea) e Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe), responsável pela elaboração da tabela de preços que virou referência no mercado de seguros e de negociação de carros usados no Brasil. O segundo painel tratará de vícios ocultos e defeitos de fábrica por meio de exposição de casos recentes e manifestação de consumidores, contando com a participação de representantes da Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon), órgão do Ministério da Justiça, e do Instituto Brasileiro de Avaliações e Perícias de Engenharia (Ibape), além do editor do caderno Vrum do Estado de Minas, Boris Feldman. O recall será o tema do terceiro painél. Dele participarão o defensor público, engenheiro e ex-perito Fernando Martelleto, o também engenheiro e perito João Valentim Bin e o presidente da Associação Nacional das Vítimas de Montadoras e Concessionárias Automobilísticas (Anvemca), Jailton de Jesus Silva. Fechando o evento, o quarto painel tratará de garantias, legal e contratual, peças originais e de reposição, publicidade enganosa, seguros, venda casada e outros temas relacionados. Participarão o presidente da Federação Nacional de Seguros Gerais (Fenseg), Paulo Marraccini; o diretor-superintendente da Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave), Paulo Engler; e o professor da Fundação Getulio Vargas do Rio de Janeiro, Ricardo Morishita, ex-diretor do Departamento de Proteção e Defesa do Consumidor (DPDC), do Ministério da Justiça. A audiência pública será realizada das 8h30 às 18h, na Avenida Álvares Cabral, 1.690, Lourdes, sendo aberto a qualquer pessoa que queira participar. As inscrições devem ser feitas com antecedência, pelo e-mail audienciadeprodutos@mpmg.mp.br ou pelo telefone (31) 3250-4626. Consumidores que desejarem podem, inclusive, já enviar sua reclamações para o mesmo e-mail. A ata da audiência está no site do MP (www.mp.mg.gov.br) e pode ser acessada também no portal Vrum (www.vrum.com.br). Fonte: CNseg

Quando o condutor não está apto a dirigir Jornal da Rádio Trânsito 21-10-2011 Quando o condutor não está apto a dirigir Jornal da Rádio Trânsito 21-10-2011 veja m ais »

EMPRESAS E SERVIÇOS


Título: Atividades da Semana Nacional do Trânsito começam em todo o país . Autor: Redação Coluna: Nome do Veículo: BAND SC Cidade: WEB País: BRASIL Data de Capa: 20/09/2013 Nome do Cliente: FENABRAVE Categoria: Fenabrave Disponibilização: 23/09/2013

Tipo de Veículo: SITE

Estado: WEB Origem: On Line Palavra Chave: FENABRAVE


TEMPO EM SC Florianópolis - 16°

Bem-vindo! Segunda, 23/09/2013.

INÍCIO

PROGRAMAS

NOTÍCIAS

ESPORTES

TRÂNSITO

AGORA NA TV 09:10h BAND KIDS / 11:10h JOGO ABERTO / + programas

Tubarão - 12°

VARIEDADES

BUSCA

Joinville - 17°

VÍDEOS

Rss

Palavra-chave

TRÂNSITO Home

Lages - 11°

Grande Florianópolis

Trânsito

Última atualização: 20/09/2013 11:51h

VÍDEOS

20/09/2013

Trânsito

Atividades da Semana Nacional do Trânsito começam em todo o país Por Redação Band SC

Alunos da rede púb lica de ensino são os principais alvos da ação

Arquivo Band SC

Em Santa Catarina já são mais de 4 milhões de carros circulando pelo estado, segundo a Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores. No Brasil estimasse que a cada cinco habitantes, pelo menos um tem carro. Números que contribuem para o aumento de acidentes. A cada 30 segundos uma pessoa morre nas estradas do país. Hoje o trânsito é a segunda maior causa de morte no Brasil.

Para tentar reduzir esses números que acontece todos os anos no país a Semana Nacional de Trânsito, visa conscientizar a importância de respeitar as leis de trânsito, e para isso nada melhor que começar a ensinar os futuros motoristas.

1

503 Service Temporarily

2

Unavailable Clique e veja a programação completa

COLUNISTAS JAIME AMBRÓSIO A galinha desmilinguida

Hoje os carros deram lugar as bicicletas, e veículos de brinquedo. De forma divertida, crianças de quatro á onze anos de idades puderam aprender um pouco mais sobre as leis de trânsito. Com placas, sinais e faixas a regra aqui era obedecer à sinalização.

Pedro comprou uma galinha caipira aparentemente grande, pra mais de cinco quilos. Não era sempre...

Rodrigo Pereira é um dos agentes mirins que participou da atividade, e esse pequeno grande homem já mostra que entende um pouco das leis, quando o assunto é trânsito.

GUSTAVO BOSSLE

O tema deste ano é "Álcool, outras drogas e a segurança no trânsito: efeitos, responsabilidades e escolhas". As

Drone sobrevoa a Ressacada durante treino e causa tumulto

atividades vão até o dia 25 em todo o estado , com palestras, ações educativas de conscientização e atividades de promoção.

Jogadores, comissão técnica, cartolas azurras e jornalistas foram surpreendidos nesta manhã de... Ver todos

PUBLICIDADE


Título: Audiência pública no Procon-MG discute problemas relacionados a veículos Autor: Redação Coluna: Nome do Veículo: SINCOR (MG) Cidade: WEB País: BRASIL Data de Capa: 20/09/2013 Nome do Cliente: FENABRAVE Categoria: Fenabrave Disponibilização: 23/09/2013

Tipo de Veículo: SITE

Estado: WEB Origem: On Line Palavra Chave: FENABRAVE


Audiência pública no Procon-MG discute problemas relacionados a veículos Encontro contará com a participação do presidente da FenSeg, Paulo Marraccini O presidente da FenSeg, Paulo Marraccini, participa no dia 23, em Belo Horizonte, de audiência pública realizada pela 14ª Promotoria de Justiça do Procon estadual, do Ministério Público de Minas Gerais, para discutir problemas relacionados a veículos. Contando com a participação de especialistas de diversas áreas relacionadas ao tema, agentes públicos e consumidores, o evento pretende envolver o público no debate, ao final de cada um dos quatro painéis que compõem a programação, visando uma melhoria das relações de consumo. O encontro é iniciativa do promotor de Justiça Amauri Artimos da Matta, que reuniu reclamações relacionadas a defeitos de veículos que chegaram ao Procon do MP nos últimos anos, além de reportagens publicadas na imprensa no ano passado. O primeiro painel, o mais amplo, pretende discutir questões legais relacionadas a leis e regulamentos aplicáveis ao certificado de registro e licenciamento de veículo (CRLV), duplicidade e oxidação de chassi, troca de motor, produção de veículos e peças de reposição, denominação de ano/modelo, entre outras questões. Para participar das discussões foram convidados representantes do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea) e Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe), responsável pela elaboração da tabela de preços que virou referência no mercado de seguros e de negociação de carros usados no Brasil. O segundo painel tratará de vícios ocultos e defeitos de fábrica por meio de exposição de casos recentes e manifestação de consumidores, contando com a participação de representantes da Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon), órgão do Ministério da Justiça, e do Instituto Brasileiro de Avaliações e Perícias de Engenharia (Ibape), além do editor do caderno Vrum do Estado de Minas, Boris Feldman. O recall será o tema do terceiro painél. Dele participarão o defensor público, engenheiro e ex-perito Fernando Martelleto, o também engenheiro e perito João Valentim Bin e o presidente da Associação Nacional das Vítimas de Montadoras e Concessionárias Automobilísticas (Anvemca), Jailton de Jesus Silva. Fechando o evento, o quarto painel tratará de garantias, legal e contratual, peças originais e de reposição, publicidade enganosa, seguros, venda casada e outros temas relacionados. Participarão o presidente da Federação Nacional de Seguros Gerais (Fenseg), Paulo Marraccini; o diretor-superintendente da Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave), Paulo Engler; e o professor da Fundação Getulio Vargas do Rio de Janeiro, Ricardo Morishita, ex-diretor do Departamento de Proteção e Defesa do Consumidor (DPDC), do Ministério da Justiça. A audiência pública será realizada das 8h30 às 18h, na Avenida Álvares Cabral, 1.690, Lourdes, sendo aberto a qualquer pessoa que queira participar. As inscrições devem ser feitas com antecedência, pelo e-mail audienciadeprodutos@mpmg.mp.br ou pelo telefone (31) 3250-4626. Consumidores que desejarem podem, inclusive, já enviar sua reclamações para o mesmo e-mail. A ata da audiência está no site do MP (www.mp.mg.gov.br) e pode ser acessada também no portal Vrum (www.vrum.com.br).


Título: Os preços dos seguros dos 20 SUVs mais vendidos Autor: Redação Coluna: Nome do Veículo: CQCS Cidade: WEB País: BRASIL Data de Capa: 20/09/2013 Nome do Cliente: FENABRAVE Categoria: Fenabrave Disponibilização: 23/09/2013

Tipo de Veículo: SITE

Estado: WEB Origem: On Line Palavra Chave: FENABRAVE


segunda-feira, 23 set 2013 cadastre-se

entre

Só se consegue a simplicidade através de muito trabalho CLARICE LISPECTOR

quem somos notícias

eventos top 10

cursos tv cqcs

aniversários fatos e fotos

fale conosco colunas

facebook debate

twitter

8 pontos

instagram dpvat

notícias

Os preços dos seguros dos 20 SUVs mais vendidos 20/09/2013 / Fonte: Exame.com

Veja os preços dos seguros dos 20 utilitários esportivos mais vendidos em agosto, segundo a Fenabrave, em cinco diferentes regiões da capital paulista A pedido da EXAME.com, a corretora online Minuto Seguros realizou em torno de 500 cotações em 11 seguradoras para calcular o valor médio dos seguros para os 20 SUVs mais vendidos em agosto de 2013, segundo a Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave). Foram considerados os carros classificados pela Fenabrave como SUVs. O levantamento mostra que quem quer ter um SUV precisa ter bala na agulha, e não só para comprar o veículo. Os preços dos seguros podem chegar a mais de 10% do valor do veículo zero quilômetro, o que pode ser considerado um seguro caro, dado que um seguro normal costuma ficar entre 3% e 4% do preço do carro. O preço do seguro pode variar muito entre modelos de uma mesma categoria ou de uma mesma faixa de preço, e mesmo entre diferentes seguradoras. Algumas jogam o preço lá para cima ou mesmo se recusam a fazer seguro para carros que pernoitam em regiões de índices de roubo mais alto, como é o caso da Zona Leste paulistana. Uma série de variáveis influencia o preço do seguro, desde o perfil do motorista ao local onde ele mora, passando por onde o carro costuma ficar estacionado e o quanto ele é usado. Também são cruciais a incidência de roubos e furtos do veículo e o preço de suas peças de reposição. Perfil do motorista considerado: homem, de 35 anos, casado, com garagem em casa e no trabalho, morando em um apartamento com portão automático. Todos os carros cotados possuem alarme e são zero quilômetro. E para efeito do teste, foram usados CEPs de pernoite de cinco regiões da cidade de São Paulo. Seguradoras: Allianz, Azul, Bradesco, HDI, Itaú, Liberty, Mitsui, Porto Seguro, Tokio, Yasuda e Zurich. Cobertura: Cobertura total do valor do carro, com cobertura de até 50.000 reais para danos materiais e até 100.000 reais de danos corporais a terceiros, assistência 24 horas, cobertura de vidros e garantia de até seis meses de reposição do valor de um carro novo. Compartilhe:

< anterior

Facebook

listagem

Twitter

Google

próximo >

faça um comentário

nenhum comentário

Tweetar envie para um amigo

imprima

ok

busca tv cqcs


Título: Kits para participantes do Atravecity Campo Grande estarão disponíveis amanhã Autor: Redação Coluna: Nome do Veículo: MS REPORTER ONLINE Cidade: WEB País: BRASIL Data de Capa: 20/09/2013 Nome do Cliente: FENABRAVE Categoria: Fenabrave Disponibilização: 23/09/2013

Tipo de Veículo: SITE

Estado: 0 Origem: On Line Palavra Chave: FENABRAVE


Seguir @msreporternews

Capital Meio ambiente

MS

Brasil

Polícia

Cultura

Internacional Economia

Saúde

Página Inicial

Especial Geral

Esporte

Vídeos

Educação

Trânsito

Promoções

Anuncie Conosco

Buscar

Pesquisar

23/09/2013

Política

Entrevistas

Rural

20 de setembro de 2013 às 19h30 | Esporte

Kits para participantes do Atravecity Campo Grande estarão disponíveis amanhã O Atravecity acontece às 8 horas do domingo, com concentração na praça do Rádio. A gincana conta com a presença do cicloativista Tom Cox, que criou o evento em 2004 na capital paulista

Por: Leide Laura Meneses/Com informações do Notícias MS

Tweetar

Neste sábado (21), estarão disponíveis para retirada os kits para os participantes do Atravecity - uma gincana de bicicleta para comemorar o Dia Mundial Sem Carro. O Atravecity Campo Grande vai misturar fotografia e ciclismo com premiação e sorteio aos participantes. A entrega dos kits será realizada na entrada principal do Shopping Pátio Central, das 8h30 às 20h. No domingo (22) os kits não serão entregues. Conforme o Departamento Estadual de Trânsito (Detran-MS) é necessário que os participantes já estejam com a blusa da gincana, as bicicletas, capacetes, máquina fotográfica e com documento de identificação. Será preciso também que pelo menos, um integrante da equipe compareça ao local para fazer a retirada dos kits, portando um documento oficial com foto. O kit contém as placas de identificação para a dupla, camisetas e brindes. O Atravecity acontece às 8 horas do domingo, com concentração na praça do Rádio. A gincana conta com a presença do cicloativista Tom Cox, que criou o evento em 2004 na capital paulista. O evento é uma realização do Detran-MS e Sopa Pedra Cicloaventuras, com apoio do Gabinete de Gestão Integrada de Trânsito (GGIT), Shopping Pátio Central, Agência Municipal de Trânsito (Agetran), Fenabrave, Perkons e Flexpark.

Comente esta Noticia

width=300&height=290&colorscheme=light&show

Notícias Relacionadas Esporte

Jones vence luta épica com Gustafsson e quebra recorde como campeão do UFC Com mais essa vitórias, Jon Jones se tornou o maior campeão da história dos meio-pesados do UFC

Previsão do Tempo

Campo Grande/MS

Sol com muitas nuvens durante o dia. Períodos de nublado, com chuva a qualquer hora. máxima

25º C Esporte

Por refrigerante, Messi teria humilhado Guardiola diante do elenco do Barça Pelo menos é o que afirma o técnico sueco Hans Backe. Em entrevista ao canal TV4, de seu país, ele afirmou que o argentino humilhou o treinador na frente de seus companheiros

mínima

13º C


Título: Kits para participantes do Atravecity Campo Grande estarão disponíveis amanhã Autor: Redação Coluna: Nome do Veículo: CLICNEWS Cidade: WEB País: BRASIL Data de Capa: 20/09/2013 Nome do Cliente: FENABRAVE Categoria: Fenabrave Disponibilização: 23/09/2013

Tipo de Veículo: SITE

Estado: WEB Origem: On Line Palavra Chave: FENABRAVE


Portal Interativo de Notícias Segunda-feira, 23 de setembro de 201 3

INÍCIO Últimas Notícias

COLUNISTAS Agropecuária

Busca no site

PIADAS

Artigos

Cultura

CENTRAL DE MÍDIA

Economia

Educação

Esporte

ENVIE SUA NOTÍCIA

Eventos

Gastronomia

Geral

Jurídica

Esporte

Moda & Beleza

FALE CONOSCO Política

Saúde

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Kits para participantes do Atravecity Campo Grande estarão disponíveis amanhã Sex t a -feir a , 2 0 de set em br o de 2 0 1 3

Campo Grande (MS) - Neste sábado (21 ), estarão disponív eis para retirada os kits para os participantes do Atrav ecity - uma gincana de bicicleta para comemorar o Dia Mundial Sem Carro. O Atrav ecity Campo Grande v ai misturar fotografia e ciclismo com premiação e sorteio aos participantes. A entrega dos kits será realizada na entrada principal do Shopping Pátio Central, das 8h30 às 20h. No domingo (22) os kits não serão entregues.

Vagas na Ambev www.Catho.com.br/Vagas+Na+Ambev

Ambev Contrata Aqui! Veja o Número de Vagas na Ambev.

Conforme o Departamento Estadual de Trânsito (Detran-MS) é necessário que os participantes já estejam com a blusa da gincana, as bicicletas, capacetes, máquina fotográfica e com documento de identificação. Será preciso também que pelo menos, um integrante da equipe compareça ao local para fazer a retirada dos kits, portando um documento oficial com foto. O kit contém as placas de identificação para a dupla, camisetas e brindes. O Atrav ecity acontece às 8 horas do domingo, com concentração na praça do Rádio. A gincana conta com a presença do cicloativ ista Tom Cox , que criou o ev ento em 2004 na capital paulista. O ev ento é uma realização do Detran-MS e Sopa Pedra Cicloav enturas, com apoio do Gabinete de Gestão Integrada de Trânsito (GGIT), Shopping Pátio Central, Agência Municipal de Trânsito (Agetran), Fenabrav e, Perkons e Flex park. Fon t e: Not icia s.MS O CLICNEW S n ã o se r espon sa biliza pelo con t eú do a cim a pu blica do. A r espon sa bilida de é ú n ica e ex clu siv a m en t e da fon t e n ele m en cion a da .

Env iar por E-mail

IMÓVEIS

Imprimir

Mais matérias

V oltar

Tecnologia

pu bl i ci dade

Hemosul está com baix o estoque e conv oca população a doar sangue de todas as tipage Acareação entre diretores do Hospital do Câncer traz informações importantes para CPI Rodov ia pav imentada encurta distância e abre caminho para o turismo na serra de Rio Negro Rede de Combate ao Câncer homenageia personalidades de MS Academia Ev angélica de Letras e Artes apresenta musical infantil “Festa na Floresta” no Centro Cultural Prazo para estudantes retirarem prêmios do Programa Escola para o Sucesso termina no dia 30 Niltinho Marron e Sampri no Som da Concha Almir Sater faz show no Centro de Conv enções Rubens Gil de Camillo neste domingo Guilherme Clezar está na final do Campeonato Internacional de Tênis de Campinas PM de Mundo Nov o detém autor de seqüestro relâmpago no Paraná ÚLTIMAS NOTÍCIAS EM DESTAQUE

"Choro da Alma” será apresentado no Centro Cultural Campo Grande (MS) - Com a ideia de fomentar a dança e estimular a formação de plateia, o grupo cuiabano Dig... 08:33 - 23 de s etem bro de 2013

Leia m ais

Três vitórias e uma derrota na estreia do vôlei de praia do Brasil em Lima O v ôlei de praia brasileiro abriu sua participação nos Jogos Sulamericanos da Juv entude Lima 201 3, neste d... 19:10 - 22 de s etem bro de 2013

Leia m ais

9º Festival da Canção dos Servidores Públicos de MS Campo Grande (MS) – Publicado no Diário Oficial do Estado do dia 1 2 o edital da Secretaria de Estado ... 18:17 - 22 de s etem bro de 2013

Leia m ais

Inscrições para 3ª Corrida da Saúde Cassems Campo Grande (MS) - Serv idores Públicos


Título: Marcas desejadas Autor: Coluna: DIESEL MAIS ESSA Nome do Veículo: MAIS DIESEL Cidade: SÃO PAULO País: BRASIL Data de Capa: SET/2013 - Nº 52 Nome do Cliente: FENABRAVE Categoria: Fenabrave Disponibilização: 23/09/2013

Tipo de Veículo: REVISTA Página: 14 Estado: SP Origem: On Line Palavra Chave: FENABRAVE


Título: Scania aposta no Euro 5 para a recuperação do mercado no Brasil Autor: Coluna: MOMENTO CONSTRUCTION CAMINHÕES Nome do Veículo: GRANDES CONSTRUÇÕES Cidade: SÃO PAULO País: BRASIL Data de Capa: AGO/2013 - Nº 40 Nome do Cliente: FENABRAVE Categoria: Fenabrave Disponibilização: 23/09/2013

Tipo de Veículo: REVISTA Página: 45 Estado: SP Origem: On Line Palavra Chave: FENABRAVE



Clipping Fenabrave 23.09.2013