Page 1

Título: DNA piracicabano Autor: Juliana Franco Coluna: CIDADES Nome do Veículo: GAZETA DE PIRACICABA Cidade: PIRACICABA País: BRASIL Data de Capa: 25/08/2013 Nome do Cliente: FENABRAVE Categoria: Fenabrave Disponibilização: 05/09/2013

Tipo de Veículo: JORNAL Página: 16 Estado: SP Origem: On Line Palavra Chave: FENABRAVE


Título: Vendas caem, mas previsão é de alta Autor: Coluna: JORNAL MOTOR Nome do Veículo: A TRIBUNA Cidade: SANTOS País: BRASIL Data de Capa: 04/09/2013 Nome do Cliente: FENABRAVE Categoria: Fenabrave Disponibilização: 05/09/2013

Tipo de Veículo: JORNAL Página: 2 Estado: SP Origem: On Line Palavra Chave: FENABRAVE


Título: Indústria recua 2% e volta a ameaçar o PIB de 2013 Autor: Coluna: ECONOMIA Nome do Veículo: CORREIO POPULAR Cidade: CAMPINAS País: BRASIL Data de Capa: 04/09/2013 Nome do Cliente: FENABRAVE Categoria: Fenabrave Disponibilização: 05/09/2013

Tipo de Veículo: JORNAL Página: B1 Estado: SP Origem: On Line Palavra Chave: FENABRAVE


Título: Fenabrave apura primeira queda anual nas vendas Autor: Coluna: ECONOMIA Nome do Veículo: DIÁRIO REGIONAL DO ABCD Cidade: DIADEMA País: BRASIL Data de Capa: 03/09/2013 Nome do Cliente: FENABRAVE Categoria: Fenabrave Disponibilização: 05/09/2013

Tipo de Veículo: JORNAL Página: 7 Estado: SP Origem: On Line Palavra Chave: FENABRAVE


Título: Nem papa Francisco salva vendas do Idea Autor: Eduardo Laguna Coluna: EMPRESAS Nome do Veículo: VALOR ECONÔMICO Cidade: SÃO PAULO País: BRASIL Data de Capa: 05/09/2013 Nome do Cliente: FENABRAVE Categoria: Fenabrave Disponibilização: 05/09/2013

Tipo de Veículo: JORNAL Página: B6 Estado: SP Origem: On Line Palavra Chave: FENABRAVE


Jornal Valor --- Página 6 da edição "05/09/2013 2a CAD B" ---- Impressa por dprado às 04/09/2013@22:31:56 Jornal Valor Econômico - CAD B - EMPRESAS - 5/9/2013 (22:31) - Página 6- Cor: BLACKCYANMAGENTAYELLOW Enxerto

B6

|

Valor

|

Quinta-feira, 5 de setembro de 2013

Empresas | Indústria Veículos Carro utilizado pelo pontífice na visita ao Brasil teve em agosto o resultado mais baixo em seis meses

Nem papa Francisco salva vendas do Idea MARCO ANTONIO TEIXEIRA/UOL

Eduardo Laguna De São Paulo Já se passou mais de um mês, mas a cena permanece nítida na memória de muita gente. O papa Francisco, em sua primeira visita ao Brasil desde a eleição no conclave, desembarca na Base Aérea do Galeão e, após cumprimentar autoridades, entra a bordo de um Idea em direção ao centro do Rio de Janeiro. No meio do trajeto, o carro para em um congestionamento na avenida Presidente Vargas, sendo cercado por centenas de fiéis. Com os vidros abertos, Francisco saúda o povo, que tenta tocar e tirar fotos do pontífice. Alguns conseguem apertar sua mão e, em dado momento, o papa chega a beijar um bebê. Para os organizadores da visita, o episódio foi motivo de constrangimento. Já para a Fiat — a fabricante do carro “ilhado” no congestionamento do Rio —, foi um momento de impagável exposição às câmeras que transmitiram as imagens para todo o mundo. O efeito comercial de ter um papa como garoto-propaganda foi, contudo, praticamente nulo — pelo menos até o momento. Números divulgados na segunda-feira pela Fenabrave, a entidade que representa as concessionárias de veículos, mostram que as vendas do Idea, o “carro do papa”, caíram em agosto para o nível mais baixo em seis meses (veja gráfico ao lado). A escolha do pontífice pela minivan compacta foi incapaz de inverter a trajetória de queda do modelo, assim como não impediu que a Fiat acompanhasse a inflexão de todo o mercado ao terreno negativo em agosto. No acumulado de janeiro a agosto, as vendas do Idea recuaram quase 9%. Quando se acrescenta os

Papa Francisco utilizou a minivan da Fiat no deslocamento ao centro do Rio e ficou preso em congestionamento, mas a grande exposição da marca não se refletiu em aumento de vendas do carro

Efeito Papa

Emplacamentos da minivan em 2013 — em mil unidades 2,5

2,38 2,26

2,2

1,99

2,02

2

2,09

1,9

1,71 1,6

1,36 1,3

1,0

Janeiro

Fevereiro

Março

Abril

Maio

Junho

Julho

Agosto

Fonte: Fenabrave

demais modelos de seu portfólio, a Fiat, líder no mercado brasileiro, registrou queda de 5,7% em igual período, mais do que a retração média de quase 2% de toda a indústria de veículos leves.

Marcos Morita, especialista em marketing e professor da Universidade Mackenzie, diz que o Idea já é um modelo em fase de declínio no chamado “ciclo de vida do produto”. “Isso pode ser compro-

vado não apenas pelas vendas em declínio, mas também pelo tempo que o modelo está no mercado e a falta de investimento da montadora em novas versões ou mudanças mais profundas”, afirma. Mas diante da desaceleração do consumo de veículos no país, a queda da Fiat não seria evitada por mais que o papa estimulasse o interesse pelo Idea. O modelo, embora seja o segundo em seu segmento, não tem escala para determinar crescimento ou queda da marca italiana. Suas vendas, de pouco mais de 26 mil unidades no ano passado, são muito inferiores às dos carros mais populares da montadora, caso do Uno e do Palio — cujos volumes somaram 255,8 mil e 186,4 mil carros em 2012, respectivamente. A montadora diz que o interes-

se dos consumidores pelo carro cresceu, mas o efeito nas vendas não foi imediato porque os estoques do modelo nas concessionárias estavam baixos. Segundo Marco Antônio Lage, diretor de comunicação e sustentabilidade da Fiat, o contato com a equipe encarregada pelo deslocamento do papa no Brasil foi relativamente rápido. Uma semana antes da chegada da comitiva, a montadora colocou toda sua linha à disposição e entregou os veículos na noite anterior ao desembarque de Francisco no Galeão. A Fiat chegou a propor o utilitário esportivo Freemont, mas a opção foi vetada pela equipe do Vaticano, que considerou o carro sofisticado demais para o estilo espartano transmitido pelo pontífice. O Idea agradou por seu bom espaço

interno e ampla área envidraçada da janela traseira, valorizada por permitir um melhor contato visual com o público. “Entregamos os carros sem qualquer preparação especial, acessórios ou opcionais. Exatamente iguais aos encontrados nas concessionárias e disponíveis para o público”, afirma Lage. A Fiat foi discreta nas ações de marketing e não explorou o caso em grandes campanhas publicitárias. Agiu apenas nas redes sociais, onde a repercussão do episódio atingiu mais de 1 milhão de pessoas, segundo a própria empresa. No dia 22 de julho, quando as imagens do papa preso no congestionamento do Rio retratavam sua chegada ao país, a marca publicou uma foto do carro em sua página no Facebook com a mensagem “Boa Idea, Francisco”.

Vender é sua especialidade. Entregar é a nossa.

Há 25 anos atendendo diversos segmentos do mercado, a Transfolha garante soluções singulares e eficientes nos processos de logística, armazenagem e distribuição para todo o Brasil. Como resultado de um trabalho feito com originalidade, competência e, acima de tudo, confiabilidade, foi eleita a “Melhor Empresa de Logística” pelo prêmio eAwards Braspag 2013 e “Melhor Courrier” no encontro anual de parceiros logísticos de 2012 da Nova Pontocom (empresa de comércio eletrônico do Grupo Pão de Açúcar) e foi a primeira colocada na categoria “Qualidade em transporte em 2012” em premiação da Dafiti, empresa de e-commerce de moda no país. Garanta a melhor entrega para seu produto. Consulte-nos.

www.transf w olha.com.br


Título: Com vendas em baixa, Chery puxa o preço do QQ par ao piso do país Autor: Coluna: MERCADO Nome do Veículo: FOLHA DE S.PAULO Cidade: SÃO PAULO País: BRASIL Data de Capa: 05/09/2013 Nome do Cliente: FENABRAVE Categoria: Fenabrave Disponibilização: 05/09/2013

Tipo de Veículo: JORNAL Página: B11 Estado: SP Origem: On Line Palavra Chave: FENABRAVE


Título: (OP) Chery diminui preço do popular Autor: Redação Coluna: Nome do Veículo: CDL FORTALEZA Cidade: WEB País: BRASIL Data de Capa: 05/09/2013 Nome do Cliente: FENABRAVE Categoria: Fenabrave Disponibilização: 05/09/2013

Tipo de Veículo: SITE

Estado: WEB Origem: On Line Palavra Chave: FENABRAVE


Título: Caem vendas do "carro do papa Francisco" Autor: Redação Coluna: Nome do Veículo: VALOR ECONÔMICO ONLINE Cidade: WEB País: BRASIL Data de Capa: 05/09/2013 Nome do Cliente: FENABRAVE Categoria: Fenabrave Disponibilização: 05/09/2013

Tipo de Veículo: SITE

Estado: WEB Origem: On Line Palavra Chave: FENABRAVE


Título: O carro mais barato do Brasil Autor: Redação Coluna: Nome do Veículo: BEM PARANÁ Cidade: WEB País: BRASIL Data de Capa: 04/09/2013 Nome do Cliente: FENABRAVE Categoria: Fenabrave Disponibilização: 05/09/2013

Tipo de Veículo: SITE

Estado: WEB Origem: On Line Palavra Chave: FENABRAVE


Título: Veículos: vendas desaceleram 8,6% Autor: Redação Coluna: Nome do Veículo: DIÁRIO DO NORDESTE Cidade: WEB País: BRASIL Data de Capa: 05/09/2013 Nome do Cliente: FENABRAVE Categoria: Fenabrave Disponibilização: 05/09/2013

Tipo de Veículo: SITE

Estado: WEB Origem: On Line Palavra Chave: FENABRAVE


Título: Volume de emplacamento cai 10,78% no Paraná Autor: Redação Coluna: Nome do Veículo: FOLHA DE LONDRINA Cidade: WEB País: BRASIL Data de Capa: 05/09/2013 Nome do Cliente: FENABRAVE Categoria: Fenabrave Disponibilização: 05/09/2013

Tipo de Veículo: SITE

Estado: WEB Origem: On Line Palavra Chave: FENABRAVE


Título: Com vendas em baixa, Chery puxa o preço do QQ para o piso do país Autor: Redação Coluna: Nome do Veículo: FOLHA DE S.PAULO ONLINE Cidade: WEB País: BRASIL Data de Capa: 05/09/2013 Nome do Cliente: FENABRAVE Categoria: Fenabrave Disponibilização: 05/09/2013

Tipo de Veículo: SITE

Estado: WEB Origem: On Line Palavra Chave: FENABRAVE


Título: Nem papa Francisco salva vendas do Idea Autor: Redação Coluna: Nome do Veículo: VALOR ECONÔMICO ONLINE Cidade: WEB País: BRASIL Data de Capa: 05/09/2013 Nome do Cliente: FENABRAVE Categoria: Fenabrave Disponibilização: 05/09/2013

Tipo de Veículo: SITE

Estado: WEB Origem: On Line Palavra Chave: FENABRAVE


Título: Vendas de veículos da Fiat caem 5,6% no acumulado até agosto Autor: Redação Coluna: Nome do Veículo: DIÁRIO DO COMÉRCIO BH ONLINE Cidade: WEB País: BRASIL Data de Capa: 05/09/2013 Nome do Cliente: FENABRAVE Categoria: Fenabrave Disponibilização: 05/09/2013

Tipo de Veículo: SITE

Estado: WEB Origem: On Line Palavra Chave: FENABRAVE


Assine | Anuncie | Links Úteis | Fale Conosc

uinta -fe ira, 05 de Se te m bro de 2013

Assinante OFICINA BRA SILEIRA LIPPING LT A lterar dados NewsLetter

: Página Inicial:: Economia:: Publicada em 05-09-2013

Vendas de veículos da Fiat caem 5,6% no acumulado até agosto

A ssinaturas ALISSON J. SILVA

Sair

Editorias Opinião Economia Internacional Política Negócios DC RH A gronegócio Finanças Indicadores Fórum Legislação DC Mais

Indicadores ovespa ow Jones sdaq &P 500 erval

+0.18% +1.01% +0.81% +0.95%

Câmbio ólar ro bra ne

R$2,3624 R$3,12 R$3,6956 R$0,0236

$ Conversor Qtd. 1 De: EUA (Dólar ara: Brasil (R e a Converter

Edições Ant. 05-09-2013

Compartilhe

S omente no mês pas s ado, foram emplac adas 6 6 mil unidades da montadora no país

As ve ndas da Fiat Autom óve is (Fiasa) caíram 5,6% no acum ulado de jane iro a a gosto na com pa ra ção com o m e sm o inte rvalo do ano passado. O s e m placam e ntos de ve ículos da m arca totaliza ra m 513.276 unida de s, contra 544.067 unidade s e m 2012, conform e dados da Fe de raçã o Nacional da Distribuição de Ve ículos Autom otore s (Fe nabrave ).

P or outro lado, a com panhia italiana, com planta e m Be tim , na R e gião Me tropolitana de Be lo Horizonte (RMBH), m ante ve a lide rança do m e rcado bra sile iro de autom óve is e com e rcia is le ve s, com 21,11% de pa rticipação na s ve ndas. Em se guida e stá a Ge ne ral Motors, com 18,71%. No se gm e nto de ve ículos pe sados, a Ive co Latin Am e rica, subsidiária do grupo Fia t, re gistrou o e m placam e nto de 11,5 m il unida de s no Brasil e ntre jane iro e agosto. O re sultado re pre se nta que da de 4,6% na com paração com o m e sm o inte rva lo do a no passado, quando foram com e rcializa das 11,690 m il unidade s da m arca.

Clique na capa para acessar a nova VERSÃ O ELETRÔNICA

Minas 2032

Já a Me rce rde s-Be nz, com pla nta e m Juiz de Fora, na Zona da Mata, re gistrou cre scim e nto de 11,8% nas ve ndas de cam inhõe s nos prim e iros oito m e se s de ste a no na com paração com o m e sm o pe ríodo de 2012. O s e m placam e ntos no m e rcado dom é stico pa ssaram de 23.383 unida de s para 26.020 unidade s. No últim o m ê s, os e m placam e ntos de cam inhõe s da com panhia ale m ã som aram 3.572 unidade s. O re sultado é 24,5% supe rior ao ve rificado no m e sm o inte rva lo do a no passado, quando atingiu 2.868 ve ículos. Já na com paração com o m ê s im e diatam e nte ante rior (3.888 unidade s) houve re tra ção de 8,1%. O s últim os dados divulgados pe la Fe nabrave apontam que pe la prim e ira ve z no a cum ulado do ano, o se tor autom otivo re gistrou re tra ção ante igual pe ríodo de 2012. Nos prim e iros oito m e se s de 2012, foram com e rcia lizadas 2,344 m ilhõe s de unida de s de autos e com e rciais le ve s, que da de 1,87% sobre o acum ulado de jane iro a a gosto do e x e rcício passado, quando havia m sido e m placados 2,389 m ilhõe s de ve ículos. Em Minas, tam bé m foi re gistrada re dução. Entre jane iro e agosto foram e m placados 397.529 ve ículos, o que re pre se nta que da de 4,5% na com pa ra ção com o m e sm o inte rvalo de 2012, conform e le va ntam e nto do Sindicato dos C once ssioná rios e Distribuidore s de Ve ículos de Minas Ge rais (Sincodiv-MG).

Indicar Notícia

Edições CIEE

Institucional

Capa

Em agosto, a m ontadora , com planta e m Se te Lagoa s (re gião C e ntral), re gistrou a ve nda de 1.849 ve ículos, e ntre com e rciais le ve s, cam inhõe s e ônibus, contra 1.667 no m e sm o m ê s de 2012, o que re pre se nta a lta de 10,9%. Na com paração com julho, qua ndo os e m placam e ntos totalizaram 1.519 unidade , houve incre m e nto de 21,7%, conform e os da dos da Fe nabra ve .

DC RH

Se le cione ...

avança da

Som e nte e m agosto foram e m placados 66 m il ve ículos da m ontadora no país. O re sulta do é 32,7% infe rior ao ve rificado no m e sm o inte rvalo do e x e rcício passa do, quando totalizou 98.210 unidade s. Em re laçã o ao m ê s im e diatam e nte ante rior (67.170 ve ículos) houve re tra ção de 1,74%.

RA FA EL TOMA Z

05-09-2013

Busca

Mais notícias

DC Análise


Título: Produção industrial volta a cair em julho Autor: Redação Coluna: Nome do Veículo: MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO Cidade: WEB País: BRASIL Data de Capa: 04/09/2013 Nome do Cliente: FENABRAVE Categoria: Fenabrave Disponibilização: 05/09/2013

Tipo de Veículo: SITE

Estado: WEB Origem: On Line Palavra Chave: FENABRAVE


Título: Trimestre ruim para a indústria Autor: Redação Coluna: Nome do Veículo: ABINEE Cidade: WEB País: BRASIL Data de Capa: 04/09/2013 Nome do Cliente: FENABRAVE Categoria: Fenabrave Disponibilização: 05/09/2013

Tipo de Veículo: SITE

Estado: WEB Origem: On Line Palavra Chave: FENABRAVE


Trimestre ruim para a indústria Depois da repercussão positiva em torno dos números do Produto Interno Bruto (PIB), a produção industrial devolveu ao mercado o pessimismo de semanas atrás. Apesar da queda de 2% em julho, o que mais tem incomodado são as perspectivas para agosto. Baseado em dados preliminares, como o índice de Confiança, calculado pela FGV, a produção deve amargar mais um mês de queda, estima a LCA. Segundo a consultoria, o oitavo mês do ano registrará uma retração de 0,8%.

Caso se confirme a projeção, o acumulado nos dois primeiros meses do terceiro trimestre complicam o resultado para o período e, consequemente, o resultado na indústria no ano. Setembro teria que registrar uma expansão da ordem de 2,9% para que o trimestre apresentasse uma produção estagnada. O resultado para um único mês não é alcançado desde março de 2010.

O desempenho da produção de bens de capital e insumos típicos da construção, segundo a LCA, também sugere uma retração de 1% da Formação Bruta de Capital Fixo no terceiro trimestre.

Entre as explicações para a má perspectiva está a alta do dólar, que em um primeiro momento encarece parte da produção industrial, e a inflação que diminui o poder de compra da população, avalia Ernesto Lozardo, economista da Fundação Getúlio Vargas. Com isso, industriais continuam produzindo de acordo com os níveis de estoque. No caso da indústria automotiva, o estoque das revendedoras se aproximam de 50 dias. Um nível muito elevado, segundo a Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave). O recomendável é um estoque entre 25 e 30 dias.

A resposta da indústria está na redução da produção. De acordo com a Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), caiu 3% a produção entre julho e junho deste ano.


Segundo Fernando Parmagnani, economista da consultoria Rosenberg, setores que tiveram o Imposto sobre Produto Industrializado (IPI) reduzido estão sentindo falta do incentivo. Embora o benefício não tenha sido completamente retirado, as vendas caíram 9,9% entre julho deste ano e igual mês de 2012, quando o setor gozava do "IPI zero" para carros populares. "Além do fim do incentivo, houve uma antecipação do consumo", avalia.

A produção de bens de consumo duráveis, que incluem os artigos de linha branca e marrom, além dos automóveis, caiu 7,2% no mês de julho ante junho, e 1,6% ante igual período do ano passado.

Lozardo, no entanto, espera uma curva ascendente a partir de setembro. Segundo ele, a produção industrial no último trimestre do ano apresentará uma expansão de 1,5% ante o trimestre anterior. "As exportações começarão a ajudar e o mercado ficará fechado às importações.", acredita.


Título: Os carros mais vendidos em agosto de 2013 Autor: Redação Coluna: Nome do Veículo: SINCOR (MG) Cidade: WEB País: BRASIL Data de Capa: 04/09/2013 Nome do Cliente: FENABRAVE Categoria: Fenabrave Disponibilização: 05/09/2013

Tipo de Veículo: SITE

Estado: WEB Origem: On Line Palavra Chave: FENABRAVE


Título: Montadora chinesa reduz preço do "carro mais barato do Brasil" Autor: Redação Coluna: Nome do Veículo: BEM PARANÁ Cidade: WEB País: BRASIL Data de Capa: 04/09/2013 Nome do Cliente: FENABRAVE Categoria: Fenabrave Disponibilização: 05/09/2013

Tipo de Veículo: SITE

Estado: WEB Origem: On Line Palavra Chave: FENABRAVE


05/09/13

Montadora chinesa reduz preço do "carro mais barato do Brasil" - Bem Paraná

CURITIBA PR, 5 DE SET. SIGA-NOS BUSQUE NO BEM PARANÁ

VIRGEM

24/08 23/09

NOTÍCIAS GUIA CULTURAL ESPORTES SERVIÇOS Nesta quinta Supremo deve encerrar julgamento dos recursos do mensalão

HOME

Mistura Fina INSS com 300 vagas de analista do seguro

Bizarro Casal é flagrado fazendo sexo em táxi e quase causa acidente

CARROS

CARROS QQ

Montadora chinesa reduz preço do "carro mais barato do Brasil" Lote de 600 veículos do modelo QQ já estão a venda por R$ 19.990 04/09/13 às 19:34

Redação Bem Paraná com agências online

Motor 1.1 equipado a gasolina de 68 cavalos. Carro com ar-condicionado, direção hidráulica, air bag dupo, vidros e travas elétricos, freios ABS, mp3 player e garantia de três anos. Este é o QQ, anunciado pela montadora chinesa Chery como “o carro zero mais barato do Brasil". (foto: Bufalos/Divulgação)

Um lote de 600 veículos do modelo QQ já estão a venda. O preço foi reduzido pela Chery de R$ 23.990 para R$ 19.990.

Antes do desconto, foram vendidas 1.403 unidades do modelo, segundo a federação dos distribuidores (Fenabrave). "Nunca antes na história do Brasil houve um veículo 0 km completo por este valor, pelo menos não nos últimos 10 anos. A Chery é a primeira a anunciar uma ação como essa", afirmou o CEO da Chery no Brasil, Luis Curi, em nota. Uma nova geração do compacto, inclusive, será fabricada no Brasil, o que foi apontado pela Chery como motivo da promoção para o QQ atual. O veículo será produzido no país a partir de 2015, em Jacareí (SP).

www.bemparana.com.br/noticia/275165/montadora-chinesa-reduz-preco-do-carro-mais-barato-do-brasil

1/1


Título: Trimestre ruim para a indústria Autor: Redação Coluna: Nome do Veículo: RIOPRETANA Cidade: WEB País: BRASIL Data de Capa: 04/09/2013 Nome do Cliente: FENABRAVE Categoria: Fenabrave Disponibilização: 05/09/2013

Tipo de Veículo: SITE

Estado: WEB Origem: On Line Palavra Chave: FENABRAVE


Riopretana Distribuidora de Medicamentos e Perfumaria

1 de 2

http://www.riopretanaonline.com.br/noticias/Index.asp?Textos_ID=35780

Bem-vindo ao nosso Portal

Esqueceu sua senha, clique aqui

Bom dia visitante (Faça o login para ver sua página personalizada)

Pedidos sendo realizados:

0

0

0

6

6

Trimestre ruim para a indústria 04/09/2013 - 1º Seminário “Logística

Fonte: Brasil Econômico Notícia publicada em: 04/09/2013 Autor: Gustavo Machado

Farmacêutica e de Produtos para Saúde”

Depois da repercussão positiva em torno dos números do Produto Interno Bruto (PIB), a produção

Seminário “Logística Farmacêutica e de

industrial devolveu ao mercado o pessimismo de semanas atrás. Apesar da queda de 2% em julho, o que

04/09/2013 - Pague Menos troca abertura de

mais tem incomodado são as perspectivas para agosto. Baseado em dados preliminares, como o Índice de

capital por emissão de títulos

Confiança, calculado pela FGV, a produção deve amargar mais um mês de queda, estima a LCA. Segundo

Após desistir de se listar na Bolsa no ano

a consultoria, o oitavo mês do ano registrará uma retração de 0,8%.

passado, a rede de farmácias Pague M

Caso se confirme a projeção, o acumulado nos dois primeiros meses do terceiro trimestre complicam o resultado para o período e, consequemente, o resultado na indústria no ano. Setembro teria que registrar uma expansão da ordem de 2,9% para que o trimestre apresentasse uma produção estagnada. O resultado para um único mês não é alcançado desde março de 2010.

ANFARLOG REALIZA EM GOIÂNIA - GO 1º

04/09/2013 - Rating da BR Pharma A agência de classificação de risco Fitch atribuiu o rating nacional de longo pr 04/09/2013 - Pague Menos avalia emitir debêntures em 2014

O desempenho da produção de bens de capital e insumos típicos da construção, segundo a LCA, também

Após desistir de se listar na bolsa em 2012, a

sugere uma retração de 1% da Formação Bruta de Capital Fixo no terceiro trimestre.

rede de farmácias Pague Menos av 04/09/2013 - Receita de laboratórios do país já

Entre as explicações para a má perspectiva está a alta do dólar, que em um primeiro momento encarece parte da produção industrial, e a inflação que diminui o poder de compra da população, avalia Ernesto Lozardo, economista da Fundação Getúlio Vargas. Com isso, industriais continuam produzindo de acordo com os níveis de estoque. No caso da indústria automotiva, o estoque das revendedoras se aproximam de

é 50% do setor O faturamento dos laboratórios nacionais já representa 50% das vendas totais do

50 dias. Um nível muito elevado, segundo a Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores

04/09/2013 - Desistências continuam em

(Fenabrave). O recomendável é um estoque entre 25 e 30 dias.

diversos Estados Dos seis profissionais do Mais Médicos que já

A resposta da indústria está na redução da produção. De acordo com a Associação Nacional dos

deveriam estar trabalhando em Mesq

Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), caiu 3% a produção entre julho e junho deste ano.

04/09/2013 - Questões jurídicas e comerciais ainda em debate

Segundo Fernando Parmagnani, economista da consultoria Rosenberg, setores que tiveram o Imposto

A partir do segundo semestre de 2014, os

sobre Produto Industrializado (IPI) reduzido estão sentindo falta do incentivo. Embora o benefício não

medicamentos genéricos e similares serã

tenha sido completamente retirado, as vendas caíram 9,9% entre julho deste ano e igual mês de 2012, quando o setor gozava do “IPI zero” para carros populares. “Além do fim do incentivo, houve uma antecipação do consumo”, avalia.

04/09/2013 - País despenca em ranking de competitividade Segundo publicação do World Economic Forum, o

A produção de bens de consumo duráveis, que incluem os artigos de linha branca e marrom, além dos

Brasil perdeu oito posições no Índ

automóveis, caiu 7,2% no mês de julho ante junho, e 1,6% ante igual período do ano passado. Próxima Pagina Lozardo, no entanto, espera uma curva ascendente a partir de setembro. Segundo ele, a produção

Total de notícias: 32.248

industrial no último trimestre do ano apresentará uma expansão de 1,5% ante o trimestre anterior. “As exportações começarão a ajudar e o mercado ficará fechado às importações.”, acredita.

RIOPRETANA: O portal de e-commerce B2B da distribuidora de medicamentos Riopretana é o sistema desenvolvido pela Visão Tecnologia, empresa da Visão Grupo, para a DISTRIBUIDORA DE MEDICAMENTOS RIOPRETANA, que também opera na modalidade online. O portal da distribuidora de medicamentos Riopretana, destina-se exclusivamente a Farmácias e Drogarias devidamente cadastradas, identificadas no sistema e com o funcionamento autorizado pelo órgão competente. Os produtos e preços de medicamentos aqui apresentados são referenciais para venda ao varejo farmacêutico e não ao consumidor final. Resolução Mínima de 1024x768 © 2013 - Visão Tecnologia Ltda. - Todos os direitos reservados. Riopretana é uma das distribuidoras de medicamentos que operam com o sistema de e-commerce B2B online desenvolvido pela Visão Tecnologia

5/9/2013 09:08


Título: Varejo tem reação tímida em agosto Autor: Redação Coluna: Nome do Veículo: SINCOPEÇAS Cidade: WEB País: BRASIL Data de Capa: 04/09/2013 Nome do Cliente: FENABRAVE Categoria: Fenabrave Disponibilização: 05/09/2013

Tipo de Veículo: SITE

Estado: WEB Origem: On Line Palavra Chave: FENABRAVE


Portal da Autopeça - Sincopeças-SP, Aftermarket, Carro 100%, Associa...

1 de 1

http://www.portaldaautopeca.com.br/noticias/ver.php?mod=1&id=3381

Varejo tem reação tímida em agosto 04/09/2013 Depois do tombo nas vendas a prazo registrado no varejo em junho e julho por causa das manifestações, o comércio varejista da capital paulista reagiu moderadamente em agosto, reforçando as indicações de que o modelo de crescimento com base no consumo não deve dar grande impulso à economia neste ano. No mês passado, as consultas para vendas a prazo e à vista cresceram, em média, 2,5% na comparação anual, segundo pesquisa da Associação Comercial de São Paulo (ACSP) com base em uma amostra de dados de clientes da Boa Vista Serviços, que administra o Serviço Central de Proteção ao Crédito (SCPC). Só as consultas para negócios à vista aumentaram 1,7% em agosto deste ano, ante o mesmo mês de 2012. Já os registros para compras no crediário tiveram acréscimo de 3,3% no mês passado, nas mesmas bases de comparação. Apesar da reação do varejo em agosto, o crescimento acumulado no ano é pífio: foi de 0,9% na venda a prazo e de 0,4% na venda à vista em relação a igual período de 2012. Na média, a elevação foi de 0,65%. Na avaliação do economista da ACSP Emílio Alfieri, as manifestações prejudicaram as vendas acumuladas no ano. Além desse fator, inflação pressionada, juros em alta e crédito ao consumidor em desaceleração contribuíram para a reação moderada do consumo. "O modelo de crescimento baseado no consumo privado está temporariamente esgotado", diz ele. Carros. Pesquisa de vendas da Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave), que reúne 7 mil concessionárias de veículos no País, confirma a perda de ímpeto do consumo. Em agosto, as vendas de automóveis e veículos comerciais leves caíram 3,5% na comparação com julho, que teve um dia útil a mais. Na média diária de julho e agosto, as vendas foram mantidas em cerca de 14 mil unidades. Outro dado relevante que a pesquisa da Fenabrave mostra é a força do corte do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) para a venda de carros. Quando se compara as vendas de agosto deste ano com as do mesmo mês de 2012, há uma retração de quase 23%. "Após as medidas de incentivo adotadas pelo governo, em maio de 2012, o número de emplacamentos cresceu nos meses seguintes e, em agosto, foi registrado recorde em automóveis e comerciais leves. Isso demonstra que a desoneração fiscal e de custos dos financiamentos impactou favoravelmente o setor, mas a situação este ano é diferente", explica o presidente da Fenabrave, Flavio Meneghetti.

Calote Além da inflação alta e do crédito mais contido, outra trava às compras é a inadimplência do consumidor, que se mantém em níveis elevados. Em agosto,a inadimplência líquida medida pela ACSP ficou em 5,9%, ligeiramente acima da taxa de 5,8% registrada em julho, mas abaixo do resultado de agosto de 2012, que havia sido 6,5%. A taxa de inadimplência líquida é o saldo entre as dívidas em atraso e renegociadas no mês, em relação às vendas a prazo de três meses anteriores.

Fonte: O Estado de S. Paulo - Autor(es): Márcia De Chiara (http://clippingmp.planejamento.gov.br/cadastros/noticias/2013/9/3/varejo-tem-reacao-timida-em-agosto)

5/9/2013 09:01


Título: Hyundai baixa preço do Elantra Flex Autor: Redação Coluna: Nome do Veículo: QUATRO RODAS Cidade: WEB País: BRASIL Data de Capa: 04/09/2013 Nome do Cliente: FENABRAVE Categoria: Fenabrave Disponibilização: 05/09/2013

Tipo de Veículo: SITE

Estado: WEB Origem: On Line Palavra Chave: FENABRAVE


Hyundai baixa preço do Elantra Flex - Notícias - QUATRO RODAS

http://quatrorodas.abril.com.br/noticias/fabricantes/hyundai-baixa-prec...

1 Golf VII 2 Novo Corolla 3 HB 20 4 Novo Prisma 5 Tracker 6 HB20S 7 208 8 Onix 9 Civic 10 Gol | Carros A-Z |

Notícias > Fabricantes

TEXTO

| RSS

Sedã agora sai por R$ 83.900 Por Vitor Matsubara | 04/09/2013

Lançado no Brasil por mais de 96 mil reais, o Elantra Flex está sendo vendido com um generoso desconto nas concessionárias Hyundai. O Grupo CAOA, importador oficial da marca sul-coreana, anuncia o carro por 83.900 reais. >> Veja a galeria de fotos do Hyundai Elantra Flex As vendas da versão flexível do Elantra nunca decolaram. Em agosto, foram apenas 247 unidades emplacadas, segundo o último relatório mensal da Fenabrave. Se o cliente pesquisar, aliás, é capaz de encontrá-lo por um valor ainda menor: há relatos de algumas revendas pedindo menos de 80 mil reais. O valor salgado deixava o Elantra bastante próximo do “irmão maior” Sonata, cujo preço tabelado é de 105 mil reais. Além disso, todos os seus concorrentes diretos não custam mais do que 85 mil reais, caso do Toyota Corolla Altis 2.0. Até modelos mais potentes, como o Volkswagen Jetta TSI (com motor 2.0 turbo de 200 cv), não passam dos 90 mil reais. Bem equipado, o Elantra Flex oferece itens como ar-condicionado digital bizona, direção com assistência eletrohidráulica, piloto automático, bancos de couro com ajustes elétricos, sistema multimídia com tela touchscreen de sete polegadas, GPS, câmera de ré, Bluetooth, airbags frontais, laterais e do tipo cortina, freios a disco nas quatro rodas com sistema antitravamento (ABS) e distribuição de frenagem (EBD) e controles de tração e de estabilidade. O motor de 2-litros do Elantra Flex rende até 178 cv e torque máximo de 21,5 mkgf se abastecido com etanol. Se o combustível for gasolina, estes números caem para 169 cv e 19,9 mkgf, respectivamente.

Links Patrocinados

Civic 2014 Novo Honda Civic 2014 As melhores taxas do mercado www.hayasa.com.br Cotação em 30 Segundos Simule na Hora o Seguro do Seu Auto em Dezenas de Seguradoras! www.bidu.com.br/Cotacao-Online Consórcio Carros Toyota Prazos 30, 60 e 75 meses. Adquira Já. consorcionet.com.br/Toyota

+ Notícias

Assine a Newsletter 04/09/2013 -

Ford lança EcoSport Limited Edition na Europa

2 de 5

5/9/2013 08:59


Título: "Balanço aponta queda nos emplacamentos de veículos" Autor: Redação Coluna: Nome do Veículo: A TRIBUNA ONLINE SANTOS Cidade: WEB País: BRASIL Data de Capa: 04/09/2013 Nome do Cliente: FENABRAVE Categoria: Fenabrave Disponibilização: 05/09/2013

Tipo de Veículo: SITE

Estado: WEB Origem: On Line Palavra Chave: FENABRAVE


Jornal A Tribuna

1 de 2

http://www.atribuna.com.br/noticias.asp?idnoticia=202275&idDepart...

Santos, 5 de setembro de 2013

Últimas

Cidades

Polícia

Esportes

Santos FC

Porto & Mar

Brasil

Mundo

Economia

Cultura

Fonte CMA

Busca de notícias

9:00IGPM MES;0.15;+0.00;IGP-M Mes (FGV)POUP

Veículos

Veículos

Turismo

Blogs

Empregos

Imóveis

Diversos

Você está em: Veículos

Curtir

0

Compartilhe:

Quarta-feira, 4 de setembro de 2013 - 15h03

Caiu

Balanço aponta queda nos emplacamentos de veículos Da Redação

Levantamento da Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave) apontou que o total de emplacamentos no mês de agosto foi 3,55% menor que o de julho. Foram comercializados 481.239 automóveis, comerciais leves, caminhões, ônibus, motos, máquinas agrícolas e implementos rodoviários. No comparativo entre agosto de 2013 e o mesmo mês de 2012, a queda foi de 22,87%. Segundo Flavio Meneghetti, presidente da Fenabrave, a queda se explica pelos incentivos concedidos com o fim da cobrança de IPI no ano passado. Na ocasião, a medida resultou no recorde histórico de 405 mil unidades emplacadas. Apesar dos números negativos, a Fenabrave mantém a previsão divulgada no início de agosto. De acordo com a entidade, se considerados e somados os segmentos de automóveis, comerciais leves, caminhões, ônibus e implementos rodoviários, o ano de 2013 deverá apresentar crescimento de cerca de 1,53% no total, com mais de 3,8 milhões de veículos emplacados.

(0) comentário(s)

Compartilhe:

Veículos 04/09/2013 15:54:55 'Inflação do Carro' cai e facilita manutenção em agosto 04/09/2013 15:10:49 Renault investe no marketing ecológico 04/09/2013 15:03:14 Balanço aponta queda nos emplacamentos de veículos 04/09/2013 14:54:10 Queda nos preços facilita manutenção de carros em agosto

5/9/2013 09:03


Título: "Os 50 carros mais vendidos em agosto no Brasil" Autor: Redação Coluna: Nome do Veículo: EXAME Cidade: WEB País: BRASIL Data de Capa: 04/09/2013 Nome do Cliente: FENABRAVE Categoria: Fenabrave Disponibilização: 05/09/2013

Tipo de Veículo: SITE

Estado: WEB Origem: On Line Palavra Chave: FENABRAVE


Os 50 carros mais vendidos em agosto no Brasil - EXAME.com

Veja

Info

Quatro Rodas

Alfa

Runners

Bravo!

http://exame.abril.com.br/negocios/noticias/os-50-carros-mais-vendido...

Revistas e sites

Assine

Loja

SAC

Grupo A

Login

Home Negócios Mercados Economia Brasil Mundo Tecnologia Marketing Carreira Seu Dinheiro PME Mais Notícias | Aquisições & Fusões | Melhores e Maiores | Gestão | Galerias | Setores | 100 maiores empresas | 200 maiores grupos

Home / Negócios

Ranking

04/09/2013 11:44

Comentários (1)

Views (186641) Salvar notícia

Os 50 carros mais vendidos em agosto no Brasil No período, 241.701 unidades foram comercializadas no país, segundo dados da Fenabrave Daniela Barbosa, de

Tweetar

9

Share

foto 1/52

1

próxima

Stock.xchng

São Paulo - As vendas de carros em agosto no Brasil caíram 25,8% na comparação com o mesmo período de 2012, totalizando 241.701 unidades comercializadas. Os dados são da Fenabrave. Alguns modelos, no entanto, tiveram queda muito maior que a do mercado total. As vendas do Gol - o número um no ranking da Fenebrave- caíram 30,6%. Já as do Uno despencaram 53,6%. Veja a seguir os modelos mais emplacados no Brasil em agosto.

1 de 3

5/9/2013 09:06


Os 50 carros mais vendidos em agosto no Brasil - EXAME.com

http://exame.abril.com.br/negocios/noticias/os-50-carros-mais-vendido...

Tags: Carros, Carros 0K, Carros mais vendidos, Chevrolet Celta, Chevrolet Onix, Fiat Palio, Fiat Siena, Fiat Uno, Ford Fiesta, Hyundai HB, Montadoras, Renault Sandero, VW Fox, VW Gol, VW Voyage

Comentários (1) Para deixar um comentário você precisa se identificar. Escolha um dos tipos de identificação abaixo:

Termos de uso | Comentários sujeitos a moderação

PATROCINADORES ABRIL NA COPA

Pedro Evandro Montini Gosto muito deste ranking mensal da Exame, mas tenho que fazer uma crítica. O site tem a "mania" de postar fotos de carros que ainda não foram lançados no mercado nacional, podendo levar alguns leitores ao erro. Dois exemplos desta matéria são os Renault Clio e Logan, que nas suas respectivas fotos estão a uma geração de diferença dos modelos vendidos aqui. Embora as fotos possuam legendas informativas ao se passar o mouse sobre elas, seria melhor que fossem colocadas as fotos dos veículos corretos.

Boletim da Copa 04.09.2013 |

Plano de previdência: conheça a carreira de ex-jogadores após a t Seleção brasileira

Outras Galerias

Zagueiro australiano prevê dificuldades, mas promete endurecer jogo Eliminatórias 2014

Conheça o Pink Fleet, iate de Eike que vai virar sucata

A queda da Nokia contada pelos grandes números

Sonhos que voam: feira de aviação reúne jatinhos milionários

Nove seleções podem garantir vaga para a Copa nessa "data Fifa"

Os negócios fundados e comprados por Henry Ford

Seleção Brasileira

De volta após dois anos, M i

Veja mais 60 minutos

24 horas

7 dias

Últimas

As 30 empresas com maior valor de mercado Conheça o Pink Fleet, iate de Eike que vai virar sucata Mercados 10 notícias para lidar com os mercados nesta quinta-feira

Mundo G20 vai se concentrar em temas econômicos e na crise Síria

Mundo Aiatolá do Irã alerta para derrota dos EUA em intervenção

Negócios AT&T, Móvil e Sawiris rondam investidores Da Tel Italia

Galaxy Gear, da Samsung, vira realidade. Veja fotos

Os 6 maiores fracassos da Nokia

2 de 3

5/9/2013 09:06


Título: Vendas de caminhões recuam em agosto, mas ainda estão 12% maiores que as de 2012 Autor: Redação Coluna: Nome do Veículo: GUIA DO TRANSPORTADOR Cidade: WEB País: BRASIL Data de Capa: 04/09/2013 Nome do Cliente: FENABRAVE Categoria: Fenabrave Disponibilização: 05/09/2013

Tipo de Veículo: SITE

Estado: WEB Origem: On Line Palavra Chave: FENABRAVE


Guia do Transportador - Vendas de caminhões recuam em agosto, mas a...

1 de 2

--TABELAS DE FRETE

Cursos

Caminhão

Pedágio

AET

Indicadores

Guindastes

Impostos

Seguros

------ESCOLA DE TRANSPORTES

EDITORIAS

http://www.guiadotrc.com.br/noticias/not.asp?id=25725&areas=not

CONSULTORIA

SUB-SITES

GESTÃO DE RH

PRODUTOS E SERVIÇOS

busca por notícias----

WIDGET

ASSINATURA

MIDIA KIT

CONTATO

FALE CONOSCO ok

quarta-feira, 4 de setembro de 2013 Economia e Mercado

Tweet

Recomendar

Imprimir

-

Vendas de caminhões recuam em agosto, mas ainda estão 12% maiores que as de 2012

Livros a venda

Recuperação no setor de implementos rodoviários é maior: 30% Em agosto, foram vendidos 13.377 caminhões novos em todo o País. O número representa uma redução de 12% na comparação com julho. Por outro lado, significa um crescimento na mesma proporção (12%) quando se compara o acumulado deste ano, com o mesmo período do ano passado. De janeiro a agosto de 2012, foram vendidos 91.612 caminhões novos. E de janeiro a agosto de 2013, foram 102.977 (ver quadro). Os números foram divulgados pela Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave). Segundo a entidade, o setor de caminhões deve alcançar 154.380 unidades este ano, uma elevação de 12,10% sobre 2012. Se isso ocorrer, o total de vendas será apenas 10% inferior ao de 2011, quando houve o recorde histórico do mercado de caminhões, devido às antecipações de compra provocadas pela entrada em vigor do Euro V, em janeiro de 2012. Implementos – O setor de implementos rodoviários está apresentando uma recuperação maior que o de caminhões. Com 6.305 unidades vendidas em agosto, o acumulado deste ano fica em 44.650, contra 34.385 de 2012, ou seja, crescimento de praticamente 30%.

FONTE: Revista Carga Pesada - PR

5/9/2013 09:10


Título: Hyundai abre novo turno em Piracicaba Autor: Redação Coluna: Nome do Veículo: QUATRO RODAS Cidade: WEB País: BRASIL Data de Capa: 04/09/2013 Nome do Cliente: FENABRAVE Categoria: Fenabrave Disponibilização: 05/09/2013

Tipo de Veículo: SITE

Estado: WEB Origem: On Line Palavra Chave: FENABRAVE


Hyundai abre novo turno em Piracicaba - Notícias - QUATRO RODAS

http://quatrorodas.abril.com.br/noticias/mercado/hyundai-abre-novo-tur...

1 Golf VII 2 Novo Corolla 3 HB 20 4 Novo Prisma 5 Tracker 6 HB20S 7 208 8 Onix 9 Civic 10 Gol | Carros A-Z |

Notícias > Mercado

TEXTO

| RSS

Decisão deve aumentar produção do HB20 Por Vitor Matsubara | 04/09/2013

A Hyundai iniciou na última segunda-feira, 2 de setembro, o terceiro turno da produção da linha HB20 em sua fábrica de Piracicaba (SP). O novo turno foi aberto cerca de um ano após a inauguração da planta, erguida pela marca especialmente para a produção de sua nova família de compactos. A decisão foi tomada no começo do ano, após o Sindicato dos Metalúrgicos de Piracicaba ter se queixado de excesso de jornada de trabalho dos dois primeiros turnos da planta. Para trabalhar no novo turno, a Hyundai contratou mais 700 trabalhadores, elevando o total de funcionários para aproximadamente 2.600 empregados. Inicialmente, a montadora esperava fabricar o HB20 em dois turnos, chegando a 150 mil veículos fabricados por ano. No entanto, a grande demanda pelo modelo fez a empresa abrir um segundo período de trabalho apenas um mês após o lançamento do carro. De janeiro a agosto deste ano, as vendas do HB20 hatch somam 81.802 emplacamentos, segundo dados do último relatório da Fenabrave (Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores). Além do HB20 (e de sua versão aventureira HB20X), a marca também produz em Piracicaba o sedã HB20S, que totaliza 17.243 unidades vendidas até o oitavo mês de 2013.

Links Patrocinados

Vagas na Ambev Ambev Contrata Aqui! Veja o Número de Vagas na Ambev. www.Catho.com.br/Vagas+Na+Ambev Tradition forms Future ILLIG: world market leader thermo forming & packaging technology! www.illig.de Grupo Master Security 18 Anos Fornecendo Segurança Armada e Desarmada.Ligue Já (11) 3225-1200 www.MasterSecurity.net

+ Notícias

Assine a Newsletter 04/09/2013 -

Ford lança EcoSport Limited Edition na Europa 04/09/2013 -

Hyundai baixa preço do Elantra Flex 04/09/2013 -

Produção do Maserati Levante começa em 2014

2 de 4

5/9/2013 09:04


Título: Queda na produção industrial esfria expectativas por PIB Autor: Redação Coluna: Nome do Veículo: CRUZEIRO DO SUL Cidade: WEB País: BRASIL Data de Capa: 04/09/2013 Nome do Cliente: FENABRAVE Categoria: Fenabrave Disponibilização: 05/09/2013

Tipo de Veículo: SITE

Estado: WEB Origem: On Line Palavra Chave: FENABRAVE


Queda na produção industrial esfria expectativas por PIB - ATIVIDADE...

1 de 7

http://www.cruzeirodosul.inf.br/materia/499621/queda-na-producao-in...

CLASSIFICADOS ASSINATURAS COMERCIAL EXPEDIENTE FALE CONOSCO

Acessar a versão móvel

Tênis Adidas CC R$299,90 - Netshoes Netshoes - Artigos Esportivos em até 12x

05/09/13 | Sorocaba SP

Twitter RSS Facebook Tumblr SOROCABA REGIÃO BRASIL EXTERIOR POLÍTICA POLÍCIA EDITORIAL ESPORTES ECONOMIA O PAPA NO BRASIL MAIS CRUZEIRO

Imprimir Enviar Tweet

04/09/13 | ATIVIDADE

5/9/2013 09:07


Queda na produção industrial esfria expectativas por PIB - ATIVIDADE...

2 de 7

http://www.cruzeirodosul.inf.br/materia/499621/queda-na-producao-in...

O forte recuo de 2% na produção industrial em julho varreu as expectativas positivas de que o Produto Interno Bruto (PIB) do segundo trimestre, divulgado na última sexta-feira, poderia levantar sobre a economia brasileira este ano. Puxada pelos altos estoques, sobretudo no setor automotivo, a retração na atividade industrial medida pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) revelou quedas disseminadas na produção de bens de capital (-3,3%), bens intermediários (-0,7%) e bens de consumo (-2,6%).

Os resultados indicam um período turbulento e "um sinal amarelo" para o PIB do próximo trimestre, segundo analistas. "A economia não está consistente", afirmou Rogério Cesar Souza, do Instituto de Estudos para o Desenvolvimento da Indústria (Iedi). "Não esperávamos uma queda tão forte. O resultado começa a comprometer a produção industrial deste ano e isso vai se refletir no PIB", disse.

Para a economista Alessandra Ribeiro, da Tendência Consultoria Integrada, há uma "visão pessimista na confiança da indústria". "O fato de a indústria ter ficado abaixo deixa um carry over (carregamento) ruim para o resto do trimestre", completou.

O novo tombo na produção reforça a trajetória errática desde janeiro de 2011: foram 16 altas e 15 quedas. Em julho, o indicador zerou a alta do mês anterior, de 2,1%. "Não me recordo de uma indústria tão volátil e com tamanha magnitude nos últimos dez anos", afirmou André Macedo, coordenador da Pesquisa Industrial Mensal Produção Física (PIM), pelo IBGE.

Veículos

O resultado de julho sofreu influência, sobretudo, da adequação dos estoques das indústrias. "Os empresários estão ajustando dia a dia, mês a mês a sua produção. Não está claro qual a demanda e a situação do mercado, tanto interno quanto externo", avalia Rogério Souza.

O setor automotivo registrou a principal queda, de 5,4% em relação a junho. Dados da Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave) também indicam um segundo semestre de apreensão. Entre janeiro e agosto, o volume de emplacamentos caiu 1,87% sobre o mesmo período do ano anterior, a primeira queda após nove anos de crescimento.

"É um setor importante, com peso de 10% na indústria. Mas não é o único responsável pela queda. Será preciso esperar os dados da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), para avaliar o impacto", afirma André Macedo. A associação divulga amanhã o balanço de julho.

A queda na produção de automóveis pesou tanto sobre os segmentos de bens de capital (-3,3%), para ônibus e caminhões, quanto para bens de consumo duráveis (-7,2%), no caso dos veículos de passeio. A retração é tida como reflexo da lenta recuperação da confiança dos empresários no cenário geral da economia. O Índice de Confiança da Indústria (ICI), medido pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), caiu 0,6% em agosto ante julho, menor nível desde julho de 2009.

5/9/2013 09:07


Queda na produção industrial esfria expectativas por PIB - ATIVIDADE...

3 de 7

http://www.cruzeirodosul.inf.br/materia/499621/queda-na-producao-in...

Investimentos

"O comportamento deste segmento está diretamente relacionado aos investimentos da indústria", explica o economista Rogério Souza, do Iedi. "Ainda assim, a queda não elimina os ganhos de 14,2% no acumulado do ano", completa. O baixo patamar de comparação, entretanto, influenciou o desempenho positivo do indicador. Em 2012, o segmento registrou queda de 11,8%, a maior desde 2009.

Notícia publicada na edição de 04/09/13 do Jornal Cruzeiro do Sul, na página 001 do caderno B - o conteúdo da edição impressa na internet é atualizado diariamente após as 12h. Imprimir Enviar

Publicidade

Ambulâncias/Remoções SP dezemergencias.com.br/(11)3348-1… Simples e Uti, Neonatal, Idosos, Viagens, Eventos, Maca p/ Obesos

TorreTelli

www.torretelli.com.br Torres de resfriamento de água. Ass. Técnica e peças (11) 2672-5500

Sistema | Gestão Empresa

Mega.com.br/Sistema_Gestao_Empr… Sistema de Gestão Integrado Ideal para Sua Empresa. Conheça!

Caminhao Munck

www.sidcartransportes.com.br Movimentação de Máquinas, Cesto Aéreo, Içamentos ID 9*45532

Publicidade

5/9/2013 09:07


Título: Caem vendas do "carro do papa Francisco" Autor: Redação Coluna: Nome do Veículo: FELIPE VIEIRA Cidade: WEB País: BRASIL Data de Capa: 05/09/2013 Nome do Cliente: FENABRAVE Categoria: Fenabrave Disponibilização: 05/09/2013

Tipo de Veículo: SITE

Estado: WEB Origem: On Line Palavra Chave: FENABRAVE


FELIPE VIEIRA | jornalismo on-line

1 de 3

http://www.felipevieira.com.br/Site/MostraConteudo/MostraConteudo....

Porto Alegre, quinta-feira, 5 de setembro de 2013 Cadastre-se aqui para SETEM BRO / 2 0 1 3 D

S

T Q

Q

S

S

1

2

3

5

6

7

4

8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30

Cae m v e ndas do 'carro do papa Francisco'

periodicamente receber nossa newsletter.

Estrela coadjuvante da passagem do papa Francisco pelo Brasil, há um mês, o Idea, o carro da Fiat usado pelo pontífice em sua chegada ao Rio, brilhou por muitos minutos de exposição na mídia mundial, ainda mais que a comitiva papal enfrentou congestionamentos no trajeto. A divulgação dessas imagens teve, no entanto, pouco ou nenhum efeito sobre as vendas do Idea. Dados divulgados pela Fenabrave mostram que as vendas do "carro do Papa" caíram em agosto para o nível mais baixo em seis meses. (Valor Econômico)

imprimir enviar por email voltar

Conce ssionárias cobram passiv o de R$ 3 bilhõe s do gov e rno; Ale x andre Le boutte / Jornal do Com ércio

O presidente da Associação Gaúcha de Concessionárias de Rodovias (AGCR), Egon Schunck Júnior, afirma que o governo estadual deverá quitar uma dívida de R$ 3 bilhões até dezembro, relativa a desequilíbrios econômico-financeiros pelo não cumprimento de cláusulas contratuais. De acordo com o representante das empresas, a dívida foi reconhecida por vários órgãos públicos reguladores, e, se não for quitada até o final do ano, as concessionárias deverão permanecer administrando os sete polos do Programa Estadual de Concessão Rodoviária (PECR, cujos contratos foram assinados em 1998, no governo de Antônio Britto — na época no PMDB -, e engloba os polos de Carazinho, Metropolitano, Caxias do Sul, Lajeado,

5/9/2013 09:13

Clipping Fenabrave 05.09.2013  

Clipping Fenabrave 05.09.2013

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you