Page 1

Clipping Compartilhar é para valer? 8213923 - CARRO HOJE - São Paulo - SP - 16/04/2019

Maior parte do mundo corre para diminuir emissões de gás carbônico (CO2) no intuito de limitar o aquecimento da atmosfera e consequentes mudanças climáticas. Ritmo e intensidade não são os mesmos em todos os países. Automóveis respondem por até 20% do efeito estufa, da produção primária do combustível ao que sai pelos escapamentos. Países europeus querem impor solução elétrica a um custo demasiadamente alto e cercado de incertezas. Há, porém, soluções racionais e a preço menor. Uma delas é carona solidária preconizada pela empresa francesa BlaBlaCar, atuante também no Brasil. Ela apresentou um estudo sobre o potencial de parte dos carros trafegar com quatro pessoas a bordo. Apenas 1,6% a mais de automóveis na estrada permite transportar três vezes mais passageiros com 26% menos emissões de CO2. Outra possibilidade é ampliar serviços de carona paga, por aplicativos de transporte. Podem ajudar a retirar veículos das ruas, mas como rodam um bom tempo vazios desconfia-se que ajudariam pouco a diminuir o consumo de combustível e, por consequência, o principal gás de efeito estufa. Também existe a possibilidade de trocar a propriedade de um veículo por uso compartilhado e há dezenas de empresas no mundo oferecendo tais serviços. Deixando, agora, o aspecto ambiental de lado para focar na mudança de hábitos. Será que existe mesmo esse desejo latente e ardente de olhar para um carro que é seu, mas fica até 80% do tempo parado, e trocá-lo simplesmente por um serviço de transporte em que cada vez se dirige um carro diferente? Europeus simpatizam com a ideia, porém americanos bem menos, como ficou demonstrado em matéria de capa da revista Dealer, da Fenabrave. No Brasil, para cada veículo novo vendem-se entre 4 e 4,5 usados. Isso gera grande receita para portais e sites especializados em anúncios on line. Seria o compartilhamento uma ameaça para concessionárias, lojistas e comércio eletrônico? Veja a opinião de quatro executivos deste último setor: Caio Ribeiro (Mercado Livre) – “Hoje o carro é o meio de transporte preferido pelos brasileiros e esse cenário deve se manter por muitos anos. Há interesse, ainda que limitado, por aluguel de automóveis por curtos períodos, inclusive via compartilhamento. E estamos preparados para essa demanda.” Eduardo Jurcevic (Webmotors, do Santander) – “Pessoas podem continuar a ter carro e ainda usar diferentes modais de mobilidade. Isso varia de cidade para cidade. Tentar dar mais acesso é o nosso papel e investiremos nisso. A experiência de compartilhamento pode despertar também o desejo de compra.” Giselle Tachinardi (OLX Brazil) – “Nós permanecemos atentos às oportunidades em veículos compartilhados, mas o amadurecimento da ideia será demorado aqui. Na cidade de São Paulo pode vir mais forte. Estive nos EUA e vi que também lá os cenários não apontam para guinadas.” Ricardo Bonzo (iCarros, do Itaú Unibanco) – “Enxergamos os movimentos de mudanças no que se refere à mobilidade, mas temos convicção de que concessionárias continuarão sendo parte fundamental. Uma opção seria locação de carros usados em seus estoques ou mesmo assinaturas para uso em diferentes prazos.” ALTA RODA PRIMEIRO trimestre fechou com alta de 11,4% nas vendas de veículos leves e pesados sobre o mesmo período de 2018. Queda de 42% nas exportações (impactadas pela colossal queda do mercado argentino) levou a 1% de declínio na produção e 1.000 empregos a menos. Estoques totais de 41 dias estão cerca de 20% acima do normal (35 dias), mas devem melhorar em abril. SEGUNDO dados do Banco Central, a indústria automobilística respondeu no ano passado por 25% de todo o modesto crescimento de 1,1% do PIB (Produto Interno Bruto, soma de tudo gerado pela economia brasileira). Em 2018, as vendas totais subiram 14,5% sobre 2017. Em 2019, Anfavea prevê 11,4% acima do ano passado. Fenabrave mantém previsão semelhante. FORD ainda não decidiu se oferecerá, opcionalmente, pneus que rodam vazios (run flat) para outras versões do EcoSport além da topo de linha Titanium. Visual fica mais limpo na


parte traseira sem estepe pendurado. Pequenos ajustes nas suspensões mantiveram conforto de rodagem no dia a dia, apesar dos flancos dos pneus mais rígidos que resistem bem aos buracos. TANTO Jeep quanto Mitsubishi não deixaram passar em branco o dia 4/4 (4 de abril), tornado símbolo da tração total (4×4) ao redor do mundo. Marca americana lançou série especial Compass S, com teto preto e pintura grafite nas rodas, por R$ 187.990. Curso básico de 4×4, na Fazenda Coronel Jacinto, São Paulo foi relembrado pela marca japonesa. SEMPRE bom insistir sobre a eficácia dos cintos de segurança para preservar vidas. Dados do Cesvi, a partir de estatísticas de órgãos de segurança viária dos EUA, apontam as chances de sobrevivência em acidentes potencialmente fatais: somente airbags, 12%; somente cintos de segurança, 45%; proteção combinada cinto de segurança-airbags, 51%. Colunas Previous PostChevrolet Onix Next PostAudi RS5 DTM (2019) http://carrohoje.com/2019/04/16/compartilhar-e-para-valer/ Ficha Técnica Empresa: FENABRAVE Autor: CarroHoje.com Estado: SP Disponibilização: 17/04/2019 Palavra Chave: FENABRAVE Arquivo Interno:

Categoria: Fenabrave Cidade: São Paulo País: Tipo Veículo: Revista


Clipping Fernando Calmon | Compartilhar é para valer? 8213924 - PORTAL MECÂNICA ONLINE - Recife - PE - 16/04/2019

Maior parte do mundo corre para diminuir emissões de gás carbônico (CO2) no intuito de limitar o aquecimento da atmosfera e consequentes mudanças climáticas. Ritmo e intensidade não são os mesmos em todos os países. Automóveis respondem por até 20% do efeito estufa, da produção primária do combustível ao que sai pelos escapamentos. Países europeus querem impor solução elétrica a um custo demasiadamente alto e cercado de incertezas. Há, porém, soluções racionais e a preço menor. Uma delas é carona solidária preconizada pela empresa francesa BlaBlaCar, atuante também no Brasil. Ela apresentou um estudo sobre o potencial de parte dos carros trafegar com quatro pessoas a bordo. Apenas 1,6% a mais de automóveis na estrada permite transportar três vezes mais passageiros com 26% menos emissões de CO2. Outra possibilidade é ampliar serviços de carona paga, por aplicativos de transporte. Podem ajudar a retirar veículos das ruas, mas como rodam um bom tempo vazios desconfiase que ajudariam pouco a diminuir o consumo de combustível e, por consequência, o principal gás de efeito estufa. Também existe a possibilidade de trocar a propriedade de um veículo por uso compartilhado e há dezenas de empresas no mundo oferecendo tais serviços. Deixando, agora, o aspecto ambiental de lado para focar na mudança de hábitos. Será que existe mesmo esse desejo latente e ardente de olhar para um carro que é seu, mas fica até 80% do tempo parado, e trocá-lo simplesmente por um serviço de transporte em que cada vez se dirige um carro diferente? Europeus simpatizam com a ideia, porém americanos bem menos, como ficou demonstrado em matéria de capa da revista Dealer, da Fenabrave. No Brasil, para cada veículo novo vendem-se entre 4 e 4,5 usados. Isso gera grande receita para portais e sites especializados em anúncios on line. Seria o compartilhamento uma ameaça para concessionárias, lojistas e comércio eletrônico? Veja a opinião de quatro executivos deste último setor: Caio Ribeiro (Mercado Livre) – “Hoje o carro é o meio de transporte preferido pelos brasileiros e esse cenário deve se manter por muitos anos. Há interesse, ainda que limitado, por aluguel de automóveis por curtos períodos, inclusive via compartilhamento. E estamos preparados para essa demanda.” Eduardo Jurcevic (Webmotors, do Santander) – “Pessoas podem continuar a ter carro e ainda usar diferentes modais de mobilidade. Isso varia de cidade para cidade. Tentar dar mais acesso é o nosso papel e investiremos nisso. A experiência de compartilhamento pode despertar também o desejo de compra.” Giselle Tachinardi (OLX Brazil) – “Nós permanecemos atentos às oportunidades em veículos compartilhados, mas o amadurecimento da ideia será demorado aqui. Na cidade de São Paulo pode vir mais forte. Estive nos EUA e vi que também lá os cenários não apontam para guinadas.” Ricardo Bonzo (iCarros, do Itaú Unibanco) – “Enxergamos os movimentos de mudanças no que se refere à mobilidade, mas temos convicção de que concessionárias continuarão sendo parte fundamental. Uma opção seria locação de carros usados em seus estoques ou mesmo assinaturas para uso em diferentes prazos.” ALTA RODA-PRIMEIRO trimestre fechou com alta de 11,4% nas vendas de veículos leves e pesados sobre o mesmo período de 2018.


Queda de 42% nas exportações (impactadas pela colossal queda do mercado argentino) levou a 1% de declínio na produção e 1.000 empregos a menos. Estoques totais de 41 dias estão cerca de 20% acima do normal (35 dias), mas devem melhorar em abril. SEGUNDO dados do Banco Central, a indústria automobilística respondeu no ano passado por 25% de todo o modesto crescimento de 1,1% do PIB (Produto Interno Bruto, soma de tudo gerado pela economia brasileira). Em 2018, as vendas totais subiram 14,5% sobre 2017. Em 2019, Anfavea prevê 11,4% acima do ano passado. Fenabrave mantém previsão semelhante. FORD ainda não decidiu se oferecerá, opcionalmente, pneus que rodam vazios (run flat) para outras versões do EcoSport além da topo de linha Titanium. Visual fica mais limpo na parte traseira sem estepe pendurado. Pequenos ajustes nas suspensões mantiveram conforto de rodagem no dia a dia, apesar dos flancos dos pneus mais rígidos que resistem bem aos buracos. TANTO Jeep quanto Mitsubishi não deixaram passar em branco o dia 4/4 (4 de abril), tornado símbolo da tração total (4×4) ao redor do mundo. Marca americana lançou série especial Compass S, com teto preto e pintura grafite nas rodas, por R$ 187.990. Curso básico de 4×4, na Fazenda Coronel Jacinto, São Paulo foi relembrado pela marca japonesa. SEMPRE bom insistir sobre a eficácia dos cintos de segurança para preservar vidas. Dados do Cesvi, a partir de estatísticas de órgãos de segurança viária dos EUA, apontam as chances de sobrevivência em acidentes potencialmente fatais: somente airbags, 12%; somente cintos de segurança, 45%; proteção combinada cinto de segurança-airbags, 51%. ____________________________________________________ fernando@calmon.jor.br e www.facebook.com/fernando.calmon2 http://mecanicaonline.com.br/wordpress/2019/04/16/fernando-calmon-compartilhar-e-paravaler/ Ficha Técnica Empresa: FENABRAVE Autor: Equipe Mecânica Online® Estado: PE Disponibilização: 17/04/2019 Palavra Chave: FENABRAVE Arquivo Interno:

Categoria: Fenabrave Cidade: Recife País: Tipo Veículo: Blog


Clipping Cartel dos cegonheiros impõe no primeiro trimestre prejuízo de R$ 424 milhões a consumidores de 17 montadoras 8213925 - LIVRE CONCORRÊNCIA - 17/04/2019

O fraco combate ao chamado cartel dos cegonheiros, deflagrado por parte das autoridades brasileiras, não consegue reduzir o prejuízo permanente causado aos compradores de veículos novos em todo o país. Só no primeiro trimestre de 2019, a associação criminosa que controla com mãos de ferro o setor levou os consumidores a amargar um prejuízo de R$ 424,4 milhões. O montante é calculado sobre o ágio de 25% cobrado pelas transportadoras acusadas de participação no esquema. A diferença entre o valor real do frete e o valor tabelado por operadores gananciosos decorre principalmente da falta de livre concorrência no bilionário mercado. A ação do cartel foi detectada pela Polícia Federal, Ministério Público Federal e Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) de São Bernardo do Campo. Das 20 montadoras instaladas no país, 16 contratam só empresas acusadas de formação de cartel para o escoamento da produção. Na Volkswagen, por exemplo, contratos datados de 2.002 só sofreram aditamento 14 anos depois. Os dados estão consolidados no Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), após a autoridade antitruste intimar as fábricas a prestar esclarecimentos a respeito das empresas responsáveis por levar os veículos zerosquilômetros até a rede de concessionários. Inquérito administrativo tramita desde 2016. Só três indústrias (Caoa-Hyundai, Caoa-Chery e Troller) e uma grande importadora, a Kia Motors, não utilizam as transportadoras que detêm 93,4% do mercado e cuja projeção de faturamento para este ano supera a marca de R$ 7,4 bilhões. R$ 1,6 bilhão vai para o cartel Só no primeiro trimestre deste ano, segundo dados revelados pela Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave), de janeiro a março, foram emplacados 576.431 automóveis e comerciais leves. Desse total, nada menos do que 538.409 foram transportados por empresas acusadas de participação no cartel. Transportadoras que têm o Sindicato Nacional dos Cegonheiros (Sinaceg) como braço político embolsaram R$ 1,697 bilhão a título de frete. Só de ágio (equação montada pelo MPF na Ação Civil Pública contra a General Motors) foram cobrados a mais dos compradores R$ 424,466 milhões. A cada mês, os consumidores pagam um sobrepreço igual a R$ 141,488 milhões, o equivalente a R$ 4,716 milhões a cada 24 horas. Às transportadoras que não estão alinhadas ao cartel dos cegonheiros coube a fatia de 38.022, o que representa 6,596%. Em termos de faturamento, o valor chega aos R$ 81,6 milhões. O ágio cobrado pelo cartel dos cegonheiros é cinco vezes maior do que faturamento bruto de transportadoras independentes. Equação O cálculo feito pelo site Livre Concorrência usou a equação montada pelo Ministério Público Federal (MPF), autor da primeira ação contra o cartel. Nos autos o custo do frete representa 4% do valor do veículo. Sobre o resultado é aplicado o percentual de 25% de sobrepreço por conta da falta de livre concorrência no setor, cobrado pelas transportadoras acusadas de formação de cartel, segundo o MPF. Somente em 2017 e 2018, o prejuízo à economia popular excedeu a cifra de R$ 3,2 bilhões. Cartel fatura alto em outros segmentos A fórmula utilizada pelo site só considera os veículos emplacados no Brasil. Os fretes para países vizinhos ou áreas portuárias também são dominados quase na totalidade pelo cartel. A organização criminosa também controla o transporte de caminhões e máquinas agrícolas. Logo, o faturamento do grupo investigado pelo MPF e PF é muito maior que os números apresentados na tabela acima. https://livreconcorrencia.com.br/2019/04/17/cartel-dos-cegonheiros-enraizado-em-17montadoras-impoe-prejuizo-de-r-443-milhoes-aos-consumidores-no-primeiro-trimestre-de2019/ Ficha Técnica Empresa: FENABRAVE Autor: Redação Estado: Disponibilização: 17/04/2019

Categoria: Fenabrave Cidade: País: Tipo Veículo: Site


Palavra Chave: FENABRAVE Arquivo Interno:


Clipping Fenabrave prepara maior evento do setor de distribuição de veículos – Prefeitura de Curitiba/PR 8213926 - PORTAL DO MAGISTRADO - São Paulo - SP - 16/04/2019

O 29º Congresso & ExpoFenabrave, considerado o maior evento anual do setor de distribuição de veículos da América Latina, acontece nos dias 6 e 7 de agosto, no Transamerica Expo Center, em São Paulo. Realizado pela Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave), o evento reuniu três mil pessoas na edição de 2018. Nesta terça-feira (16/4), o presidente da instituição, Alarico Assumpção Júnior, esteve em Curitiba para convidar o prefeito Rafael Greca para o evento. O ex-governador de São Paulo, Luiz Antônio Fleury Filho, participou. “Estamos muito honrados com o convite e com a surpresa da vinda do governador Fleury”, disse Greca. O prefeito recebeu também um relatório do setor com dados de Curitiba. De acordo com o documento, a cidade possui 93 concessionárias, 1.424.000 veículos e corresponde a 2% de emplacamentos de toda a frota nacional. No encontro ainda foi discutida a possibilidade de uma parceria com a Fenabrave para a realização de cursos de capacitação no Liceu de Ofícios. A Fenabrave já oferece cursos em vários níveis de ensino. “Na Fundação de Ação Social nós oferecemos para os jovens formações profissionais, podemos oferecer cursos presenciais ou à distância, nós queremos preparar os jovens para o mercado”, disse Greca. Sobre a Fenabrave A Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores reúne 52 associações de marcas de automóveis, veículos comerciais leves, caminhões, ônibus, implementos rodoviários, tratores e máquinas agrícolas, e motocicletas. A federação representa mais de sete mil concessionários de veículos no Brasil que, juntos, são responsáveis pela geração de 305 mil empregos diretos, correspondendo a 3,5% do Produto Interno Bruto (PIB) do País. Realizado anualmente pela entidade, o Congresso & ExpoFenabrave é considerado o segundo maior evento da distribuição automotiva no mundo e o primeiro da América Latina. Presenças Também participaram da reunião o presidente da Associação Comercial do Paraná (ACP) e também vice-presidente da Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave), Gláucio José Geara; o secretário do Governo, Luiz Fernando Jamur; a chefe de gabinete do prefeito, Cibele Fernandes Dias, a procuradora-geral do município, Vanessa Volpi, e a secretária do Meio Ambiente, Marilza Dias. https://portaldomagistrado.com.br/2019/04/16/fenabrave-prepara-maior-evento-do-setor-dedistribuicao-de-veiculos-prefeitura-de-curitiba-pr/ Ficha Técnica Empresa: FENABRAVE Autor: Decisao Estado: SP Disponibilização: 17/04/2019 Palavra Chave: FENABRAVE Arquivo Interno:

Categoria: Fenabrave Cidade: São Paulo País: Tipo Veículo: Site


Clipping Como comprar ou vender carro usado? 8213927 - MIX VALE - 17/04/2019

Benefícios Publicado por Redação Mix Vale Posted on 16 de abril de 2019 Como comprar ou vender carro usado? A procura por carros usados é quase cinco vezes maior do que por zero km. A relação entre automóvel usado para cada carro novo comercializado no Brasil ficou em 4,7 no mês de janeiro de 2019, segundo relatório divulgado pela Fenabrave (Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores). Apesar de mais atrativo pelo custo-benefício, é preciso tomar alguns cuidados ao comprar um veículo usado. Para ajudar os motoristas a evitarem dor de cabeça futura, o Departamento Estadual de Trânsito (Detran.SP) listou dez dicas importantes na hora de fechar o negócio. Confira abaixo: 1) Antes de fechar negócio, faça uma consulta sobre possíveis débitos, bloqueios, restrições e histórico de vistorias do veículo no site do Detran.SP (www.detran.sp.gov.br). Basta inserir a placa e o número do Renavam. Não precisa de cadastro prévio. Não aceite relatório ou laudo apresentado em papel, pois não terá como confirmar a autenticidade do documento; 2) Desconfie de “ofertas imperdíveis” e “preços muito baixos”. Golpes são aplicados, principalmente pela internet, atraindo compradores com preços bem abaixo do praticado no mercado. Consulte a tabela Fipe para verificar valores atuais de veículos; 3) Não finalize a compra apenas por fotos na internet nem pague qualquer quantia sem antes ver pessoalmente o veículo. É aconselhável ainda levar o carro a um mecânico de confiança para verificar o funcionamento do motor, do sistema de iluminação, entre outros itens no veículo; 4) Ao vender, não entregue o documento de transferência do veículo em branco. Colha a assinatura e os dados do comprador no Certificado de Registro de Veículo (CRV) e faça a comunicação de venda no cartório de registros da sua cidade. Isso evitará problemas futuros com cobranças de débitos ou mesmo responsabilidade civil e criminal após a venda; 5) Após a comunicação de venda, fique com uma cópia autenticada e entregue o CRV original ao novo proprietário do veículo. É necessário o reconhecimento da assinatura do vendedor e do comprador por autenticidade no documento. O prazo para providenciar a transferência de propriedade é de 30 dias corridos. Se for transferido depois, o novo dono será multado em R$ 195,23 e receberá cinco pontos na CNH (infração grave); 6) Em até cinco dias da data de ida ao cartório, o antigo dono do veículo pode acompanhar no site do Detran.SP se a comunicação de venda foi efetiva pelo cartório. Em caso negativo, o cidadão pode notificar a venda ao departamento por meio do site ou então pessoalmente numa unidade, apresentando a cópia autenticada do CRV; 7) Se o veículo foi vendido sem a comunicação de venda e não foi transferido pelo novo proprietário, o antigo dono pode solicitar no Detran.SP um bloqueio administrativo que permitirá a remoção do veículo ao pátio quando for parado numa blitz; 8) Para a transferência do veículo, é necessário que o comprador submeta o carro a uma vistoria de identificação veicular. Há empresas credenciadas pelo Detran.SP em todo o Estado (veja endereços no site do Detran.SP). Procure a melhor opção; 9) Preste atenção nos principais documentos solicitados na hora da transferência: cópia e original da CNH atualizada, comprovante de residência atualizado (por exemplo, água ou luz) e os documentos do veículo (CRV e CRLV, documento de compra e venda e o licenciamento anual, respectivamente); 10) Se o proprietário do veículo não puder comparecer nas unidades do Detran.SP, um parente próximo (mãe, pai ou irmão) pode representá-lo, desde que apresente o original e cópia simples de um documento que comprove o parentesco, além de uma cópia do documento do dono do veículo; No site do Detran.SP (www.detran.sp.gov.br), você também encontra todo o passo a passo


para compra ou venda de um veículo, além de localizar endereços e horários de atendimento das unidades, e de empresas credenciadas para serviços. Ranking dos usados De acordo com a Fenabrave, em janeiro de 2019 foram comercializados 1.157.775 veículos (todos os tipos) usados no país. O número representa alta de 1,5% nas vendas se comparado com o mesmo mês do ano passado, quando foram registradas 1.40.134 compras de usados. A entidade divulgou, ainda, a relação dos automóveis mais negociados neste mês de janeiro: 1. Gol 2. Pálio 3. Uno 4. Celta 5. Fox 6. Fiesta 7. Corsa 8. Siena 9. Corolla 10. Ka https://www.mixvale.com.br/2019/04/16/como-comprar-ou-vender-carro-usado/ Ficha Técnica Empresa: FENABRAVE Autor: Redação Estado: Disponibilização: 17/04/2019 Palavra Chave: FENABRAVE Arquivo Interno:

Categoria: Fenabrave Cidade: País: Tipo Veículo: Site


Clipping Hilux se mantém à frente da Saveiro em abril 8213928 - ICARROS - 17/04/2019

A Toyota Hilux permaneceu como a picape média mais vendida na primeira quinzena de abril. Os dados são da Fenabrave (Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores). Apesar de ficar em terceiro na classificação geral, a picape ainda vendeu mais que um modelo compacto e bem mais em conta: a Volkswagen Saveiro. Leia mais: VW Amarok Trendline é trocada pela Comfortline e encarece Fiat Toro vira “Dodge RAM” na América Latina Toyota Hilux diesel e SW4 aumentam de preço em 2019 Toro e Strada vedem mais que todas as médias somadas Somando as vendas das Fiat Strada e Toro, líderes do período, tem-se 6.169 unidades. O número é superior ao das vendas de todas as picapes médias do ranking somadas (5.370). E ainda sobram 799 unidades, o que é mais que os números registrados pelas quatro últimas colocadas do ranking. Simule aqui o quanto gastar nas parcelas de seu próximo carro VW Amarok encosta na Chevrolet S10 A Volkswagen Amarok vem mostrando uma curva crescente nas vendas desde a introdução da versão V6. Assim como já ocorreu no fechamento do mês de março, a picape encostou na Chevrolet S10, modelo mais antigo e conhecido em nosso mercado. A Volkswagen Amarok também ficou à frente da Ford Ranger. Veterana, Chevrolet Montana segue à frente de rivais Com anos de estrada (sem trocadilhos), a Chevrolet Montana conseguiu se manter mais uma vez à frente da Renault Duster Oroch. O que serve também para mostrar que a fórmula do sucesso da Fiat Toro não está apenas em seu porte intermediário. Se assim fosse, o modelo da Renault estaria mais acima na tabela. Veja as picapes mais vendidas da primeira quinzena de abril 1) Fiat Strada - 3.441 unidades – Veja ofertas 2) Fiat Toro - 2.728 unidades – Veja ofertas 3) Toyota Hilux - 1.926 unidades – Veja ofertas 4) Volkswagen Saveiro - 1.761 unidades – Veja ofertas 5) Chevrolet S10 - 1.060 unidades – Veja ofertas 6) Volkswagen Amarok - 888 unidades – Veja ofertas 7) Ford Ranger - 839 unidades – Veja ofertas 8) Chevrolet Montana – 559 unidades – Veja ofertas 9) Renault Duster Oroch - 461 unidades – Veja ofertas 10) Mitsubishi L200 - 370 unidades – Veja ofertas 11) Nissan Frontier - 287 unidades – Veja ofertas Acompanhe as novidades do mundo automotivo pelo iCarros no: Facebook (facebook.com/iCarros) Instagram (instagram.com/icarros_oficial) YouTube (youtube.com/icarros)


https://www.icarros.com.br/noticias/top-10/hilux-se-mantem-a-frente-da-saveiro-emabril/26368.html Ficha Técnica Empresa: FENABRAVE Autor: Redação Estado: Disponibilização: 17/04/2019 Palavra Chave: FENABRAVE Arquivo Interno:

Categoria: Fenabrave Cidade: País: Tipo Veículo: Site


Clipping Com XRE, CG, Biz e Bros, Honda domina ranking em abril 8213929 - ICARROS - 17/04/2019

A Honda mais uma vez dominou mais uma vez o ranking de vendas de motocicletas no Brasil, conforme mostraram os números de emplacamentos de motocicletas na primeira quinzena de 2019. Os dados são da Fenabrave (Federação Nacional da Distribuição de Veículos automotores. Nas sete primeiras posições estão apenas motocicletas Honda, como CG, Biz, Bros e Pop. Leia mais: Veja como foram as vendas de motocicletas em março Confira o que mudou na Honda XRE 300 2019 Nova Yamaha Lander já é 2020. Veja o que muda Honda CG vende o dobro de todo mundo A Honda CG, agora vendida apenas com motor 160, continua vendendo praticamente o dobro da segunda colocada a Honda Biz, que soma as vendas das versões 110 e 125. Da CG até a sétima colocação, todas as posições são ocupadas por modelos da Honda, sendo que a sétima não é exatamente uma pechincha: a XRE 300. Honda para de produzir a CG 125 após 42 anos Entre a Lander e a XRE tem uma Fazer As motocicletas Yamaha, historicamente a segunda maior força de nosso mercado, aparecem apenas a partir da oitava colocação, com a YBR 150 Factor. Na nona e décima posições aparecem a street Fazer 250 e a pequena trail XTZ 150 Crosser. Dafra Apache 200 RTR: veja o que a nova rival de Fazer e Twister traz A nova Yamaha Lander, apesar de um início de ano com boas vendas inclusive passando sua principal rival, a Honda XRE 300, ficou mais para trás na quinzena. A diferença de vendas entre as duas é praticamente equivalente ao total de vendas da Yamaha Fazer 150. Veja as motos mais vendidas da primeira quinzena 1) Honda CG 160 - 14.129 unidades 2) Honda Biz - 7.602 unidades 3) Honda NXR 160 Bros - 5.420 unidades 4) Honda Pop 110i - 5.343 unidades 5) Honda CB 250F Twister - 1.581 unidades 6) Honda PCX 150 - 1.465 unidades 7) Honda XRE 300 - 1.194 unidades 8) Yamaha YBR 150 Factor - 1.089 unidades 9) Yamaha Fazer 250 - 1.082 unidades 10) Yamaha XTZ 150 Crosser - 1.056 unidades 11) Honda XRE 190 – 914 unidades 12) Yamaha XTZ 250 Lander – 797 unidades 13) Honda Elite 125 – 765 unidades 14) Yamaha NMAX – 670 unidades 15) Yamaha YBR 125 Factor – 497 unidades


16) Yamaha NEO 125 – 479 unidades 17) Yamaha YS150 Fazer – 471 unidades 18) Shineray XY 50 – 400 unidades 19) Honda CB 500 – 366 unidades 20) Yamaha MT03 - 331 unidades Acompanhe as novidades do mundo automotivo pelo iCarros no: Facebook (facebook.com/iCarros) Instagram (instagram.com/icarros_oficial) YouTube (youtube.com/icarros) https://www.icarros.com.br/noticias/top-10/com-xre,-cg,-biz-e-bros,-honda-domina-rankingem-abril/26369.html Ficha Técnica Empresa: FENABRAVE Autor: Redação Estado: Disponibilização: 17/04/2019 Palavra Chave: FENABRAVE Arquivo Interno:

Categoria: Fenabrave Cidade: País: Tipo Veículo: Site


Clipping Na primeira quinzena de abril, o destaque é do Ka Sedan 8213930 - GARAJE - 17/04/2019

Últimas Notícias » Home » Buscar notícias » Voltar Na primeira quinzena de abril, o destaque é do Ka Sedan16 Abril 2019 Na primeira quinzena de abril, o Chevrolet Onix não teve o mesmo desempenho conhecido, embora mantenha mais de 2 mil unidades de diferença para o HB20. Este, isolou-se na segunda posição, tendo o Ka em terceiro e igualmente folgado em relação ao próximo na lista, o Gol. O hatch da VW superou o Prisma, que sempre vem emplacando mais. Depois do sedã compacto da GM, aparece o Argo, que superou em muito seu arquirrival Polo, que saiu do Top 10. Em sétimo, o destaque ficou mesmo para o Ka Sedan, que subiu muito de posição nesta quinzena. O Renegade continua sendo o SUV mais emplacado em 2019, seguido neste Top 10 pelo Corolla, que voltou ao grupo. O Kwid fechou em décimo. Logo depois, vem Polo e Creta, tendo o Compass na 13ª posição. O Yaris Sedan vem bem e superou o rival Virtus, assim como emplacando mais que o hatch, que fechou o Top 20. Kicks e Mobi ficaram bem próximos, tendo o HR-V bem mais distante do Top 10. O veterano Fox vendeu mais que o Virtus, que ficou em 19º lugar. Nos comerciais leves, Strada e Toro não mudam, com a Hilux passando novamente a Saveiro. S10 ficou isolada e a Amarok sem mantém à frente da Ranger. Fiorino e Montana aparecem logo depois, com a Oroch fechando o Top 10. A van Master emplacou mais que a L200, enquanto a Frontier continua próxima desta. Ducato e Sprinter ficam mais distantes e vem acompanhadas do caminhão leve Delivery Express, que assumiu a liderança em seu segmento. O HR voltou a vender bem, seguido de perto pela van Expert, seguida da irmã Jumpy e da multivan Partner. Confira abaixo os 20 automóveis e 20 comerciais leves mais vendidos na primeira quinzena de abril de 2019: Automóveis Partner – 92 [Fonte: Fenabrave] https://www.garaje.com.br/noticias/automotivas/na-primeira-quinzena-de-abril-o-destaque-edo-ka-sedan/4399 Ficha Técnica Empresa: FENABRAVE Autor: Redação Estado: Disponibilização: 17/04/2019 Palavra Chave: FENABRAVE Arquivo Interno:

Categoria: Fenabrave Cidade: País: Tipo Veículo: Site


Clipping Fenabrave prepara maior evento do setor de distribuição de veículos 8213931 - DIÁRIO INDÚSTRIA & COMÉRCIO - Curitiba - PR - 17/04/2019

O 29º Congresso & ExpoFenabrave, considerado o maior evento anual do setor de distribuição de veículos da América Latina, acontece nos dias 6 e 7 de agosto, no Transamerica Expo Center, em São Paulo. Realizado pela Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave), o evento reuniu três mil pessoas na edição de 2018. Nesta terça-feira (16/4), o presidente da instituição, Alarico Assumpção Júnior, esteve em Curitiba para convidar o prefeito Rafael Greca para o evento. O ex-governador de São Paulo, Luiz Antônio Fleury Filho, participou. “Estamos muito honrados com o convite e com a surpresa da vinda do governador Fleury”, disse Greca. O prefeito recebeu também um relatório do setor com dados de Curitiba. De acordo com o documento, a cidade possui 93 concessionárias, 1.424.000 veículos e corresponde a 2% de emplacamentos de toda a frota nacional. No encontro ainda foi discutida a possibilidade de uma parceria com a Fenabrave para a realização de cursos de capacitação no Liceu de Ofícios. A Fenabrave já oferece cursos em vários níveis de ensino. “Na Fundação de Ação Social nós oferecemos para os jovens formações profissionais, podemos oferecer cursos presenciais ou à distância, nós queremos preparar os jovens para o mercado”, disse Greca. Também participaram da reunião o presidente da Associação Comercial do Paraná (ACP) e também vice-presidente da Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave), Gláucio José Geara; o secretário do Governo, Luiz Fernando Jamur; a chefe de gabinete do prefeito, Cibele Fernandes Dias, a procuradora-geral do município, Vanessa Volpi, e a secretária do Meio Ambiente, Marilza Dias. + Populares https://www.diarioinduscom.com/fenabrave-prepara-maior-evento-do-setor-de-distribuicaode-veiculos/ Ficha Técnica Empresa: FENABRAVE Autor: Redação Estado: PR Disponibilização: 17/04/2019 Palavra Chave: FENABRAVE Arquivo Interno:

Categoria: Fenabrave Cidade: Curitiba País: Tipo Veículo: Site


Clipping Mais de 111 mil emplacamentos na primeira quinzena – AutoIndústria 8213932 - AUTO INDÚSTRIA - 16/04/2019

O mercado de veículos segue firme em sua trajetória de alta este ano. Abril registra a melhor primeira quinzena de 2019, com quase 111,2 mil unidades comercializadas no período, o que sinaliza um mês com recorde de vendas no ano. Com 11 dias úteis, a média diária de licenciamentos ficou em 10,1 mil unidades, um cresciamento de 8,4% em relação à média de 9.329 veículos do mesmo período do mês passado, quando foram negociadas total de 83.960 unidades. Os dados do Renavam relativos à primeira quinzena, fornecidos por uma fonte do setor, incluem automóveis, comerciais leves, caminhões e ônibus. Apesar do feriado da próxima sexta-feira, 19, os concessionários estão apostando que abril será encerrado com algo em torno de 230 mil veículos novos emplacados no País. Se a projeção for confirmada, o mercado encerraria o mês com alta próxima de 10% em relação a março e também um crescimento, de quase 6%, no comparativo com abril de 2018. Em janeiro foram emplacadas 199,8 mil unidades e em fevereiro, que teve menos dias úteis, total de 198,6 mil. Em março, mesmo com o carnaval no início do mês, o mercado, segundo dados da Fenabrave, atingiu 209,2 mil licenciamentos. LEIA MAIS ?Produção de veículos fica estável no trimestre ?Locadoras respondem por 1/5 das vendas das montadoras ?Mercado segue aquecido, com alta de 11,4% no trimestre A média de venda diária da primeira quinzena de abril é superior à do mês de fevereiro inteiro, que ficou em 9,9 mil unidades, e próxima da registrada em março como um todo, que foi de 11 mil. Como a segunda metade do mês é sempre melhor do que a primeira, tudo indica que abril confirmará um quadrimestre positivo para o setor. Imagem: Pixabay Atualizar assinatura Cancelar atualização de assinatura https://www.autoindustria.com.br/2019/04/16/mais-de-111-mil-emplacamentos-na-primeiraquinzena/amp/ Ficha Técnica Empresa: FENABRAVE Autor: Redação Estado: Disponibilização: 17/04/2019 Palavra Chave: FENABRAVE Arquivo Interno:

Categoria: Fenabrave Cidade: País: Tipo Veículo: Site


Clipping Fenabrave prepara maior evento do setor de distribuição de veículos 8213933 - PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA - Curitiba - PR - 16/04/2019

O 29º Congresso & ExpoFenabrave, considerado o maior evento anual do setor de distribuição de veículos da América Latina, acontece nos dias 6 e 7 de agosto, no Transamerica Expo Center, em São Paulo. Realizado pela Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave), o evento reuniu três mil pessoas na edição de 2018. Nesta terça-feira (16/4), o presidente da instituição, Alarico Assumpção Júnior, esteve em Curitiba para convidar o prefeito Rafael Greca para o evento. O ex-governador de São Paulo, Luiz Antônio Fleury Filho, participou. "Estamos muito honrados com o convite e com a surpresa da vinda do governador Fleury”, disse Greca. O prefeito recebeu também um relatório do setor com dados de Curitiba. De acordo com o documento, a cidade possui 93 concessionárias, 1.424.000 veículos e corresponde a 2% de emplacamentos de toda a frota nacional. No encontro ainda foi discutida a possibilidade de uma parceria com a Fenabrave para a realização de cursos de capacitação no Liceu de Ofícios. A Fenabrave já oferece cursos em vários níveis de ensino. “Na Fundação de Ação Social nós oferecemos para os jovens formações profissionais, podemos oferecer cursos presenciais ou à distância, nós queremos preparar os jovens para o mercado”, disse Greca. Sobre a Fenabrave A Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores reúne 52 associações de marcas de automóveis, veículos comerciais leves, caminhões, ônibus, implementos rodoviários, tratores e máquinas agrícolas, e motocicletas. A federação representa mais de sete mil concessionários de veículos no Brasil que, juntos, são responsáveis pela geração de 305 mil empregos diretos, correspondendo a 3,5% do Produto Interno Bruto (PIB) do País. Realizado anualmente pela entidade, o Congresso & ExpoFenabrave é considerado o segundo maior evento da distribuição automotiva no mundo e o primeiro da América Latina. Presenças Também participaram da reunião o presidente da Associação Comercial do Paraná (ACP) e também vice-presidente da Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave), Gláucio José Geara; o secretário do Governo, Luiz Fernando Jamur; a chefe de gabinete do prefeito, Cibele Fernandes Dias, a procuradora-geral do município, Vanessa Volpi, e a secretária do Meio Ambiente, Marilza Dias. http://www.curitiba.pr.gov.br/noticias/fenabrave-prepara-maior-evento-do-setor-dedistribuicao-de-veiculos/50052 Ficha Técnica Empresa: FENABRAVE Autor: Redação Estado: PR Disponibilização: 17/04/2019 Palavra Chave: FENABRAVE Arquivo Interno:

Categoria: Fenabrave Cidade: Curitiba País: Tipo Veículo: Site


Clipping Venda a prazo de veículos leves zero 8213934 - AUTOMOTIVE BUSINESS - São Paulo - SP - 16/04/2019

Reportagem atualizada às 17h20. A venda a prazo de automóveis e comerciais leves zero-quilômetro no primeiro trimestre somou 298,3 mil veículos e registrou pequena alta de 2,1% sobre o mesmo período do ano passado. O número foi divulgado pela B3, empresa de infraestrutura do mercado financeiro, e inclui vendas parceladas por CDC (Crédito Direto ao Consumidor), consórcio e, em menor parte, por leasing. - dos dados da B3 - Veja outras estatísticas em Já a negociação de motos teve crescimento mais significativo em volume e porcentual. Segundo a B3 foram entregues 177,7 mil unidades, 13,6% a mais que no período de janeiro a março de 2018. No caso das motocicletas, os principais motivos para a ampliação dos negócios estão na que responderam por 29% das unidades entregues no começo do ano. Para os veículos pesados foi o aquecimento da economia que motivou a alta nas vendas. As 26,1 mil unidades zero-quilômetro negociadas a prazo registraram alta de 37,7% sobre o primeiro trimestre de 2018. O setor vem sendo puxado pela e renovações de frotas de ônibus municipais e rodoviários. O transporte de passageiros levou até mesmo a Fenabrave a revisar para cima parte de suas projeções. De acordo com a B3, o CDC respondeu por 86,2% de todas as vendas a prazo no primeiro trimestre. A parcela dos consórcios foi de 12,4%. A fatia do leasing foi de apenas 0,5%. EM USADOS LEVES, CRESCIMENTO DE 6,5% Ainda segundo a B3, de janeiro a março foram vendidos a prazo 825,4 mil autos e comerciais leves usados, 6,5% a mais que no mesmo período do ano passado. Entre os segmentos, a maior alta no trimestre, de 15,5%, foi anotada entre as motos, com 40,7 mil unidades negociadas. Os caminhões e ônibus usados negociados a prazo somaram 34 mil unidades no trimestre, anotando crescimento de 12,9%. http://www.automotivebusiness.com.br/noticia/29064/venda-a-prazo-de-veiculos-leves-zerokm-cresce-so-2-no-trimestre Ficha Técnica Empresa: FENABRAVE Autor: Redação Estado: SP Disponibilização: 17/04/2019 Palavra Chave: FENABRAVE Arquivo Interno:

Categoria: Fenabrave Cidade: São Paulo País: Tipo Veículo: Site


Clipping Venda a prazo de veículos novos cresce 7,4% no trimestre 8213935 - AUTOMOTIVE BUSINESS - São Paulo - SP - 16/04/2019

A venda a prazo de veículos novos neste primeiro trimestre somou 504,1 mil unidades e cresceu 7,4% sobre o mesmo período do ano passado. Os dados consideram automóveis, comerciais leves, motos, caminhões e ônibus. O maior volume de transações ocorreu entre os leves: 298,3 mil veículos e pequena alta de 2,1% na comparação interanual. Os números foram divulgados pela B3, empresa de infraestrutura do mercado financeiro, e incluem vendas parceladas por CDC (Crédito Direto ao Consumidor), consórcio e, em menor parte, por leasing. - dos dados da B3 - Veja outras estatísticas em As motos zero-quilômetro tiveram papel importante na alta das vendas a prazo. Segundo a B3 foram entregues 177,7 mil unidades, 13,6% a mais que no período de janeiro a março de 2018. No caso das motocicletas, os principais motivos para a ampliação dos negócios estão na maior oferta de crédito e na ajuda dos consórcios, que responderam por 29% das unidades entregues no começo do ano. Para os veículos pesados foi o aquecimento da economia que motivou a alta nas vendas. As 26,1 mil unidades zero-quilômetro negociadas a prazo registraram alta de 37,7% sobre o primeiro trimestre de 2018. O setor vem sendo puxado pela e renovações de frotas de ônibus municipais e rodoviários. O transporte de passageiros levou até mesmo a Fenabrave a revisar para cima parte de suas projeções. De acordo com a B3, o CDC respondeu por 86,2% de todas as vendas a prazo no primeiro trimestre. A parcela dos consórcios foi de 12,4%. A fatia do leasing foi de apenas 0,5%. VENDA A PRAZO DE USADOS CRESCE EM MÉDIA 7,1% De acordo com a B3, de janeiro a março foram vendidos a prazo 902,3 mil veículos usados, também na soma de modelos leves, pesados e motocicletas. A maior alta no trimestre, de 15,5%, foi anotada entre as motos, com 40,7 mil unidades negociadas. Para os automóveis e comerciais leves a venda a prazo somou 825,4 mil veículos, 6,5% de alta. Os caminhões e ônibus usados negociados a prazo somaram 34 mil unidades no trimestre, anotando crescimento de 12,9%. http://www.automotivebusiness.com.br/noticia/29064/venda-a-prazo-de-veiculos-novoscresce-74-no-trimestre Ficha Técnica Empresa: FENABRAVE Autor: Redação Estado: SP Disponibilização: 17/04/2019 Palavra Chave: FENABRAVE Arquivo Interno:

Categoria: Fenabrave Cidade: São Paulo País: Tipo Veículo: Site


Clipping As 20 motos mais emplacadas no trimestre - Portal Lubes 8213936 - PORTAL LUBES - Rio de Janeiro - RJ - 16/04/2019

Facebook Twitter Google+ Pinterest WhatsApp Motos mais emplacadas Com base nos números de emplacamento de veículo, divulgados pela Fenabrave (Federação Nacional Distribuição Veículos Automotores), separamos aqui os 20 produtos do segmento de motos que tiveram maior volume de emplacamentos, que foram para as ruas do Brasil nesse primeiro trimestre de 2019, de janeiro até março. posição marca modelo categoria emplacamentos 1ª Honda CG 160 FAN city 32.369 2ª Honda Bros 160 ESDD trail 24.873 3ª Honda Pop 110i city 24.392 4ª Honda Biz 125 cub 22.684 5ª Honda CG 160 Start city 20.736 6ª Honda Biz 110i cub 15.200 7ª Honda CG 160 Titan city 15.149 8ª Honda CB Twister CBS city 7.565 9ª Yamaha Fazer 250 city 5.426 10ª Yamaha Factor 150 ED city 4.724 11ª Honda XRE 190 trail 4.456 12ª Honda CG 125i FAN city 4.415 13ª Honda BROS 160 trail 4.200 14ª Honda XRE 300 trail 4.128 15ª Yamaha Nmax scooter 3.436 16ª Honda PCX scooter 3.281 17ª Yamaha Crosser 150 Z trail 3.281 18ª Honda Elite 125 scooter 3.203 19ª Yamaha Lander 250 trail 2.950 20ª Yamaha Factor 125i ED city 2.888 O total de emplacamentos de motocicletas no trimestre foi de 258.725 unidades. A Honda, líder isolada de vendas no Brasil, emplacou 203.438 motos no período e a Yamaha, a única marca além da Honda nessa relação das 20 mais emplacadas, com seis modelos, teve no trimestre exatas 35.527 unidades emplacadas, um pouco acima (3.158 motos) do volume de emplacamentos do modelo CG 160 Fan da Honda! Continuando a análise desses 20 modelos com mais emplacamentos no trimestre, vemos que a preferência nacional ainda são as motos city, pensadas para o uso nas cidades, no


asfalto, com nove modelos nessa lista e o topo do pódio. Na sequência vem as motos trail, com seis modelos — e o segundo lugar no pódio com a Bros 160 ESDD —, os scooter, com três modelos e as cub, com dois modelos. Na Yamaha, curiosamente, a moto mais emplacada no trimestre foi a Fazer 250, superando aFactor 150, uma moto mais acessível. Na guerra dos scooter, mesmo com uma rede de concessionárias bem maior da Honda, no trimestre a Yamaha superou o PCX e o Elite da Honda com o NMax, o scooter mais vendido do Brasil no período. http://portallubes.com.br/2019/04/motos-mais-emplacadas-no-trimestre/ Ficha Técnica Empresa: FENABRAVE Autor: Redação Estado: RJ Disponibilização: 17/04/2019 Palavra Chave: FENABRAVE Arquivo Interno:

Categoria: Fenabrave Cidade: Rio de Janeiro País: Tipo Veículo: Site


Clipping Arquivos Motos mais emplacadas - Portal Lubes 8213937 - PORTAL LUBES - Rio de Janeiro - RJ - 16/04/2019

As 20 motos mais emplacadas no trimestre 16/04/2019 Motos mais emplacadas Com base nos números de emplacamento de veículo, divulgados pela Fenabrave (Federação Nacional Distribuição Veículos Automotores), separamos aqui os 20 produtos do segmento de motos que tiveram maior volume de... http://portallubes.com.br/tag/motos-mais-emplacadas/ Ficha Técnica Empresa: FENABRAVE Autor: Redação Estado: RJ Disponibilização: 17/04/2019 Palavra Chave: FENABRAVE Arquivo Interno:

Categoria: Fenabrave Cidade: Rio de Janeiro País: Tipo Veículo: Site


Clipping Home - Jornal Brasil Peças 8213938 - BRASIL PEÇAS - Rio de Janeiro - RJ - 14/04/2019

Mercado Nacional de Autopeças recupera volume pre-crise Com aumento acumulado de 42,7% no último biênio, as Autopeças se recuperam da recessão que castigou o Setor. O Sindipeças – …

Mercado Automotivo: entre a dúvida e o investimento O início de 2019 tem sido um misto de sensações entre as montadoras. Ao mesmo tempo que investimentos relevantes são previstos … Produção e venda de veículos crescem A FENABRAVE – Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores divulgou, no início de janeiro, os emplacamentos de todos os … Últimas Notícias Últimas Notícias Logística reversa para filtros de óleo é obrigatória 14/04/201912/04/2019 admin2 Comment(0) Desde outubro de 2018, a logística reversa em diversos segmentos, entre os quais os filtros usados do óleo lubrificante automotivo, passou a ser exigência técnica ambiental para a emissão ou renovação das licenças de operação no Estado de São Paulo, conforme determina a Decisão de Diretoria CETESB n°076/2018/C. Em paralelo, a logística reversa dos filtros […] Vendas da VW tem como destaque o Brasil e América do Sul 14/04/201912/04/2019 admin2 Comment(0) KS amplia quantidade de treinamentos para reparação de veículos 13/04/201912/04/2019 admin2 Comment(0) Volvo Cars limitará seus carros a 180 km/h 13/04/201912/04/2019 admin2 Comment(0) Estímulo à inovação 12/04/201912/04/2019 admin2 Comment(0) Publicidade Calendário de Feiras Leia nossas edições gratuitamente, Basta escolher sua edição. Curta nossa Página Curta nossa Página Pesquisar por: https://jornalbrasilpecas.com.br/ Ficha Técnica Empresa: FENABRAVE Autor: Redação Estado: RJ Disponibilização: 17/04/2019 Palavra Chave: FENABRAVE Arquivo Interno:

Categoria: Fenabrave Cidade: Rio de Janeiro País: Tipo Veículo: Site


Clipping [Parcial] Os carros mais vendidos em abril de 2019 8213939 - AUTOPAPO - Belo Horizonte - MG - 16/04/2019

A Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave) divulgou a parcial dos carros mais vendidos em abril. Nos primeiros quinze dias de mês, chamam atenção a ascensão do Ford Ka Sedan e do Volkswagen Gol. O Ka Sedan passou do 18º lugar da tabela para sétimo. Em 2019, na categoria sedã, apenas o Chevrolet Prisma tinha alcançado uma posição entre os 10 mais vendidos. O Gol, modelo mais emplacado pela marca alemã no mês, ultrapassou o Prisma, que tinha alcançado mais vendas que o hatch em março. O irmão Polo caiu três posições nos 15 primeiros dias de abril. Os primeiros colocados seguem sendo Chevrolet Onix, Hyundai HB20 e Ford Ka. O SUV mais vendido também continua sendo o Jeep Renegade. Os carros mais vendidos em abril Ranking Modelo Emplacamentos 1 Chevrolet Onix 7.373 2 Hyundai HB20 5.228 3 Ford Ka 4.485 4 Volkswagen Gol 3.249 5 Chevrolet Prisma 2.858 6 Fiat Argo 2.737 7 Ford Ka Sedan 2.657 8 Jeep Renegade 2.626 9 Toyota Corolla 2.516 10 Renault Kwid 2.462 11 Volkswagen Polo 2.432 12 Hyundai Creta 2.335 13 Jeep Compass 2.307 14 Toyota Yaris Sedan 2.233 15 Nissan Kicks 2.137 16 Fiat Mobi 2.114 17 Honda HR-V 2.012 18 Volkswagen Fox 1.866 19 Volkswagen Virtus 1.734 20 Toyota Yaris 1.650 SUVs mais vendidos na primeira quinzena do mês No ranking dos SUVs mais vendidos no país, o Hyundai Creta cresceu bastante. Modelo passou de quinto mais vendido para segundo. O Nissan Kicks, por sua vez, caiu de segundo colocado para quarto. Ranking Modelo Emplacamentos 1 Jeep Renegade 2.626


2 Hyundai Creta 2.335 3 Jeep Compass 2.307 4 Nissan Kicks 2.137 5 Honda HR-V 2.012 Os comerciais leves mais vendidos em abril Confira, por fim, o ranking dos comerciais leves mais vendidos no Brasil na primeira quinzena de abril. Fiat lidera ocupando as duas primeiras posições. Ranking Modelo Emplacamentos 1 Fiat Strada 3.441 2 Fiat Toro 2.728 3 Toyota Hilux 1.926 4 Volkswagen Saveiro 1.761 5 Chevrolet S10 1.060 6 Volkswagen Amarok 888 7 Ford Ranger 839 8 Fiat Fiorino 586 9 Chevrolet Montana 559 10 Renault Oroch 461 11 Renault Master 394 12 Mitsubishi L200 370 13 Nissan Frontier 287 14 Fiat Ducato 168 15 Mercedes-Benz Sprinter 313 133 16 Volkswagen Delivery Express 127 17 Hyundai HR 117 18 Peugeot Expert 100 19 Citroën Jumpy 97 20 Peugeot Partner 92 Confira nossas impressões sobre o Ka Sedan Foto Alexandre Carneiro | AutoPapo https://autopapo.com.br/noticia/parcial-os-carros-mais-vendidos-em-abril-de-2019/ Ficha Técnica Empresa: FENABRAVE Autor: Redação Estado: MG Disponibilização: 17/04/2019 Palavra Chave: FENABRAVE Arquivo Interno:

Categoria: Fenabrave Cidade: Belo Horizonte País: Tipo Veículo: Site


Clipping Veja 5 modelos do Salão de Xangai 2019 que serão vendidos futuramente no Brasil 8213940 - PORTAL MT - 16/04/2019

Carros e Motos Publicado 16/04/2019 - 13:04 por Equipe de Redação Share Tweet O Salão de Xangai 2019 é um dos maiores eventos do universo automotivo. Desde 1985, foi conquistando espaço entre os mais importantes, ao lado de Frankfurt, Genebra, Paris e Tóquio. Claro, muito disso se deve ao status que o mercado chinês ganhou nas estratégias globais de todas as fabricantes. Uma marca que não é forte na China dificilmente pode ser considerada grande em uma larga escala. LEIA MAIS: Nissan Versa: nova geração é apresentada, e deve chegar ao Brasil em 2020 Apesar de acontecer literalmente do outro lado do mundo, o Salão de Xangai 2019 ainda conta com alguns lançamentos e conceitos que interessam ao noss mercado. Para que você não fique perdido no meio de tantos carros, a reportagem do iG enumera os cinco modelos mostrados no evento asiático que dizem respeito ao Brasil. 1 – VW I.D. Roomzz Concept Todas as fabricantes estão preparando seus arsenais contra a Tesla. A marca americana ganhou as ruas de todo o mundo com seus veículos elétricos, luxuosos e conectados. Claro que a Volkswagen não ficaria de fora, apresentando o novo SUV conceitual Roomzz no Salão de Xangai. O modelo integra a mesma família I.D. do VW Crozz, mostrado no Salão do Automóvel de São Paulo no ano passado. A diferença fica por conta do status: o Roomzz é maior (com 5 metros de comprimento) e mais luxuoso que o Crozz. Com bateria de 82 kWh, tem autonomia de 450 km com apenas uma carga. Ainda que não tenha sido confirmado oficialmente para o Brasil, o plano da Volkswagen é que a família I.D. de elétricos seja uma linha global. Veja Mais: VW mostra novo teaser de bugue elétrico que estará no Salão de Genebra 2 – Chevrolet Onix Sedan Talvez este seja o maior mistério da última semana. Ao menos na China, o Chevrolet Prisma se tornou Onix Sedan . Isso também deverá acontecer no Brasil, onde o modelo já está sendo testado. A intenção é utilizar a força do nome “Onix” para alavancar as vendas do compacto com motor 1.0 turbo. LEIA MAIS: Vazam fotos do novo VW Virtus GTS antes da estreia nacional Conforme afirmou Gregório Del Rio, engenheiro-chefe global da nova família de veículos da GM, o carro chegará ao Brasil no fim de 2019, com o mais novo motor de três cilindros, turbo, bem como aços mais leves e resistentes para uma composição estrutural com mais qualidade. Será o mesmo que já foi revelado para o mercado chinês e será posicionado entre o Prisma atual e o Cobalt. Ao contrário do que se imaginava, nenhum modelo atual sairá de linha. 3 – Audi AI:ME Concept O novo protótipo da marca das quatro argolas traz a visão sobre como será a mobilidade urbana no futuro. O AI:ME é compacto, conectado e autônomo, visando um “refúgio de alta tecnologia durante congestionamentos”. Veja Mais: Salão de Genebra: muitos supercarros, mas quase semnovidades para o Brasil Como seu nome sugere, o AI (de inteligência artificial) é capaz de aprender e pensar com seus passageiros. O modelo pode interagir com as redondezas e passageiros, adaptando-se


ante a necessidade de quem está no habitáculo. Assim como a família I.D. da Volkswagen, os novos carros elétricos da Audi também serão projetos globais. 4 – Mercedes-Benz GLB Concept A Mercedes viu a necessidade de criar uma ponte entre os utilitários GLA e GLC. Com isso em mente, o GLB é atração da marca para o Salão de Xangai 2019, com visual off-road e a capacidade de levar até sete passageiros. LEIA MAIS: Toyota apresenta robô que não erra cestas de 3 pontos no basquete Fato interessante é que a marca, acostumada a acentuar o luxo de seus utilitários, optou por uma característica mais descolada. Lanternas, grades e inserções ganham formato mais quadriculado, contando ainda com pneus de terra da BF Goodrich e rack no teto com iluminação nativa. Entre as marcas do trio de ferro alemão, a Mercedes-Benz é a única que disponibiliza toda a sua gama internacional no Brasil. Dificilmente deixariam de trazer um utilitário deste porte para cá. 5 – Renault City K-ZE A marca francesa tem um plano ambicioso para alavancar suas vendas na China. E uma das etapas contará com o lançamento do novo Renault Kwid elétrico, mostrado como o protótipo K-ZE. Veja Mais: Chevrolet Onix é tetracampeão e fatura mais de R$ 10 bilhões para a GM Com vários modos de carregamento, o modelo é compatível com diversos tipos de tomadas domésticas de 220V. De acordo com a marca, uma carga de 80% no protótipo do Salão de Xangai 2019 leva apenas 50 minutos para acontecer. Perguntada sobre a possibilidade de um Kwid elétrico para o Brasil, a Renault respondeu à nossa reportagem que “nada impede sua venda no País”. Você compraria? Deixe a resposta nos comentários. Fonte: IG Carros ","nextFontIcon":""}" data-theiapostslider-onchangeslide=""""> Carros e Motos Publicado 16/04/2019 - 13:04 por Equipe de Redação Uma das novidades que a GM apresenta no Salão de Xangai (China), entre os próximos dias 16 e 25, é a nova geração do Chevrolet Tracker, que será fabricada no Brasil a partir do ano que vem, como parte de uma nova família de modelos feitos em parceria com a SAIC, braço da marca americana no mercado chinês. LEIA MAIS: GM mostra teaser dos novos Tracker e Trailblazer, que estarão em Xangai Na comparação com o Chevrolet Tracker atual o novo muda bastante. O carro ficou 2 cm maior com 4,27 metros de comprimento, 1,79 m de largura, 1,60 m de altura e 2,57 m de entre-eixos. Como comparação, o modelo atual tem 4,25 m de comprimento e 2,55 m de entre-eixos. Curiosamente, o entre-eixos é menor do que o do novo Onix Sedan, que medirá 2,60 m. O novo Chevrolet Tracker será feito com a mesma base que será usada em cinco tipos de carrocerias, com oito variações regionais. Todos os modelo seguirão a mesma linguagem de estilo, com linhas modernas e que dão certa esportividade, mas sem muito arrojo. No caso do SUV , as lanternas em posição elevada e as luz de neblina embutida no para-choque estão entre os detalhes que chamam atenção. LEIA MAIS: Novos Onix, Prisma e Tracker nacional conseguirão manter a GM na liderança? Veja Mais: Dafra anuncia a chegada da nova Apache 200 RTR para abril, por R$ 15.200 A frente vem com vincos no capô, faróis com luz diurna de LED contínuo, para-choque, ampla entrada de ar no para-choque dianteiro e alta linha de cintura. Para condizer com o aspecto esportivo, pelo menos uma das opções do conjunto mecânico devertá ser o motor 1.0 turbo, 115 cv, que a GM deverá fabricar em Joinville (SC), a partir do final deste ano. LEIA MAIS: Hyundai Creta quebra hegemonia do rival Honda HR-V e lidera em 2018


A GM adiantou que o novo Tracker poderá vir também com câmbio automático de nove marchas ou CVT, pelo menos no mercado chinês. Outra novidade fica por conta da nova central multimídia com sistema eConnet 2.0 e tecnologia avançada de assistência ao dirigir, o que deve incluir alertas de mudanças indevidas de faixa ou se veículos passando pelo ponto cego, controle de velocidade adaptativo, frenagem de emergência, entre outros itens. Antes do novo Chevrolet Tracker No segundo semestre chega ao Brasil o primeiro modelo da nova família de carros da GM no País. Trata-se do Onix Sedan, que a reportagem de iG Carros teve a oportunidade de ver de perto, ainda camuflado. O carro ficou mais encorpado que o Prisma atual e vai se tornar um dos principais rivais do VW Virtus. Veja Mais: Range Rover Velar 2019 vem com novo motor e mais equipamentos de série Ainda não foi possível ver como ser´å o interior do Onix Sedan, mas espera-se mais itens de segurança e tecnologias atuais, como os air bags laterais e de cortina, além dos controles de estabilidade e tração entre os equipamentos disponíveis. LEIA MAIS: Chevrolet Tracker Midnight: como anda a versão descolada do SUV compacto De acordo com a fabricante, é possível que o carro receba algumas inovações, o que é propício levando em conta as trasformações do mercado e da forte concorrência no segmento de modelos compactos no Brasil. Junto com o novo Chevrolet Tracker, deverá ser um dos carros mais vendidos da GM. Fonte: IG Carros ","nextFontIcon":""}" data-theiapostslider-onchangeslide=""""> Continue lendo Carros e Motos Publicado 15/04/2019 - 19:26 por Equipe de Redação Com uma morte e 17 feridos já confirmados, a coleção multimilionária de 80 carros da Porsche — considerada por muitos como “a melhor das Américas” — ficou parcialmente destruída após uma explosão de gás em um em Durham, na Carolina do Norte (Estados Unidos). Ainda sem confirmação sobre o número de carros danificados, no total, pelo menos 15 edifícios nas redondezas do prédio — que inclui o local onde está a coleção — também foram afetados pela explosão. LEIA MAIS: Dez carros da Porsche, que são do co-fundador do WhatsApp, vão a leilão; veja Para se ter uma ideia do quão importante era essa coleção, há algum tempo, a própria Porsche a descreveu como “uma visão de tirar o fôlego sobre a história do design automotivo”. Conforme lamentou o proprietário dos Porsche Bob Ingram: “Os nossos sentimentos e orações vão para as famílias afetadas por esse desastre. Desejamos uma recuperação rápida para todos os feridos”. LEIA MAIS: Porsche 911 Turbo S 993 é fabricado do zero, com peças originais Vale lembrar que, apesar do acidente ter sido inevitável, houve uma mobilização das forças de segurança, bem como alertas para a evacuação dos que estavam na zona de perigo. Os efeitos da explosão sobre a garagem resultaram em danos no telhado, ocasionando o seu colapso e os danos materiais. Até onde se sabe, um 918 Spyder e o terceiro 356 mais antigo remanescente foram atingidos. Veja Mais: Salão de Genebra: muitos supercarros, mas quase semnovidades para o Brasil LEIA MAIS: Primeiro carro da Porsche é refeito pela fabricante. Veja fotos e detalhes Outra calamidade automotiva do tipo nos EUA Aos que se lembram, em fevereiro de 2014, 8 exemplares do Corvette caíram em um buraco que se abriu no Museu Nacional do Corvette, em Kentucky. A vala, de cerca de 12 metros de largura para 9 metros de profundidade, apareceu por volta das 5h30 (do horário local). A coleção é a mais relevante para a GM, devido à exclusividade e a raridade dos exemplares.


LEIA MAIS: Porsche 901 raro é restaurado e vai para o museu da fabricante, na Alemanha Entre os modelos que despencaram, estavam um Corvette C1 preto 1962 última série, ZR-1 Blue Devil 2009, PPG Pace Car 1984, ZR-1 Spyder 1993, White 1 Millionth 1992 (a unidade 1 milhão produzida), a unidade 1,5 milhão de 2009, Z06 Mallet Hammer 2001, e um Ruby Red 1993 — modelo comemorativo dos 40 anos do Corvette. LEIA MAIS: Novo Porsche 911: lendário cupê beira a perfeição na linha 2020 Na época, Strode, o diretor do museu, afirmou que não é possível avaliar o valor total dos carros danificados. Dos oito carros que caíram, seis foram doados ao museu por fãs e dois pertencem à GM – o ZR-1 Spyder e o Blue Devil. O museu possui uma frota de mais de 30 Corvettes exclusivos. Felizmente — tal como esperamos que ocorra com os Porsche — muitos deles já foram restaurados e foram colocados de volta à exposição. Veja Mais: Range Rover Velar 2019 vem com novo motor e mais equipamentos de série Fonte: IG Carros ","nextFontIcon":""}" data-theiapostslider-onchangeslide=""""> Continue lendo Carros e Motos Publicado 15/04/2019 - 19:26 por Equipe de Redação Antes de falar dos híbridos seminovos, um passeio pelo mundo. Um levantamento publicado pela Reuters indica que 52% dos carros novos vendidos na Noruega são híbridos ou elétricos. Trata-se do melhor resultado da comercialização de “carros verdes” no planeta, onde os grandes destaques ficam por conta de VW Golf GTE, BMW i3 e Toyota RAV4 Hybrid. Portanto, entre as boas escolhas hoje em dia estão incluídos os híbridos seminovos. LEIA MAIS: Veja 5 hatches aventureiros seminovos que custam até R$ 45 mil A situação é bem diferente no Brasil, onde o petróleo sempre foi um patrimônio idolatrado. Mas aos poucos, o cenário vai mudar. De acordo com a Fenabrave (Federação Nacional de Distribuição de Veículos), o segmento de carros eletrificados cresceu 14% em 2018, apontando que a população já considera um estilo de vida mais sustentável e econômico. O valor ainda é alto, obrigando os entusiastas a partirem para os híbridos seminovos . Entre suas vantagens, você não terá que lidar com a desvalorização abrupta. Só de encostar as superfícies emborrachadas de um veículo híbrido novo na rua, você perderá uma boa grana. No caso do Volvo XC90, isso chega a -18% do valor no primeiro ano. 1 – Lexus CT200h 2017 – entre R$ 98 mil e R$ 105 mil Gostamos de dizer que, em breve, todos os hatches médios serão como o Lexus CT200h . Enquanto modelos que bebem combustível fóssil e etanol começam a desaparecer, perdendo espaço para os SUVs, fabricantes encontraram neste segmento a oportunidade de atingir um público mais descolado (o futuro Golf híbrido não nos deixa mentir). No caso do CT, você poderá encontrá-lo por valores entre R$ 98 mil e R$ 105 mil. Veja Mais: VW Virtus 1.6 MSI: modelo automático anda bem na cidade LEIA MAIS: Veja os 5 melhores SUVs médios que dirigimos nos últimos anos Ele traz o confiável 1.8 a gasolina do Prius (com 99 cv de potência), junto de outra unidade elétrica que gera a força combinada de 136 cv..Por conta do ciclo Atkinson, o conjunto retarda ao máximo o fechamento das válvulas de admissão, reduzindo o esforço do pistão para chegar ao seu ponto mais alto. Dessa forma, o Inmetro diz que o CT200h é capaz de aferir números como 15,7 km/l na cidade – onde se sente mais confortável – e honestos 14,2 km/l na estrada . 2 – Mitsubishi Outlander PHEV 2015 – entre R$ 140 mil e R$ 150 mil Se Lexus e Nissan querem investir na categoria dos SUVs híbridos no Brasil, devem isso ao


primeiro esforço da Mitsubishi com o Outlander PHEV. Além delas, SUVs totalmente elétricos já estão nos planos da Volvo (com o XC40) e Audi (através do e-tron, mostrado no Salão do Automóvel). O modelo japonês já pode ser encontrado nos classificados online por valores que alternam entre R$ 140 mil e R$ 150 mil. O Outlander CVT híbrido possui três motores. A unidade 2.0 que bebe combustível fóssil abaixo do capô desenvolve 121 cv de potência, trabalhando em conjunto com outros dois propulsores elétricos de 82 cv (dianteiro e traseiro). Neste caso, a potência combinada é de 285 cv, conforme fabricante. Através do sistema de regeneração, o Outlander híbrido ignora os 1.810 kg de seu corpanzil e marca 12 km/l na cidade e 13 km/l na estrada. Números de modelos compactos, conforme o Inmetro. Veja Mais: Salão de Genebra: muitos supercarros, mas quase semnovidades para o Brasil 3 – Ford Fusion Hybrid 2016 – entre R$ 96 mil e R$ 102 mil Quer um carro mais confiável para ser o seu primeiro híbrido? Por que não um sedã de luxo do porte do Ford Fusion ? O modelo eletrificado e carro oficial da presidência é tão adorado que foi utilizado tanto por Dilma Rousseff quando Michel Temer em Brasília. No mercado de seminovos, ele já surge por um preço bem competitivo, ainda mais comparando com o modelo zero quilômetro. Vai de R$ 96 mil e pode chegar aos R$ 102 mil. Seu motor 2.0 desenvolve 143 cv de potência e 18 kgfm de torque, entregando 190 cv quando combinado ao propulsor elétrico. O câmbio é sempre do tipo CVT. Por meio da regeneração, o Fusion híbrido pode aferir 16,6 km/l na cidade e 15,1 km/l na estrada , conforme o Inmetro. Boa opção para quem procura um sedã de luxo no mercado de seminovos. 4 – Toyota Prius 2018 – entre R$ 94 mil e R$ 100 mil Claro que o híbrido mais vendido do mundo não poderia ficar de fora. Em meados de 2017, tive a oportunidade de pedir uma corrida com um taxista que já havia utilizado o Prius para trabalhar. O rapaz não demorou para desferir elogios ao compacto da Toyota, exaltando não apenas o bom consumo de combustível, mas também o conforto. Quando trouxemos o carro para nossa redação, também comprovamos o conjunto acertado dos japoneses. O modelo seminovo está disponível por valores que alternam entre R$ 94 mil e R$ 100 mil. Veja Mais: Range Rover Velar 2019 vem com novo motor e mais equipamentos de série LEIA MAIS: Veja os 10 carros mais estranhos que se tem notícia até hoje Como mencionamos, o modelo vem equipado com o motor 1.8 de 99 cv do Lexus CT200h. Individualmente, a unidade elétrica produz mais 72 cv de potência que levam à força combinada de 123 cv, com transmissão CVT. Neste caso, o consumo é de 18,9 km/l na cidade e 17 km/l na estrada . Em breve, ainda teremos a versão flex do Prius. 5 – Porsche Cayenne S E-Hybrid 2017 – entre R$ 360 mil e R$ 380 mil Vamos finalizar a lista chutando o pau da barraca. O Porsche Cayenne híbrido é o representante da categoria dos modelos ultraluxuosos, sendo um dos primeiros pilares da marca alemã no caminho da eletrificação. Graças ao trabalho que começou no SUV, o futuro Taycan será possível. Ele já surge por valores que partem de R$ 360 mil nos classificados online. O conjunto mecânico é respeitável entre os híbridos seminovos : 3.0 V6 de 333 cv de potência, com um motor elétrico que eleva sua força combinada para estrondosos 416 cv. A aceleração de 0 a 100 km/h acontece em abruptos 5,9 segundos, com 246 km/h de velocidade máxima. Seu consumo marca 12,1 km/l na cidade e 12,2 km/l na estrada , conforme o Inmetro. Fonte: IG Carros ","nextFontIcon":""}" data-theiapostslider-onchangeslide="""">


Continue lendo Últimas Notícias Carros e Motos 16/04/2019 - 13:04 Carros e Motos 16/04/2019 - 13:04 Saúde 16/04/2019 - 13:04 Mato Grosso 16/04/2019 - 12:31 Mato Grosso 16/04/2019 - 12:31 Artigos 09/04/2019 - 21:49 Apesar das mulheres representarem 52% da força de trabalho no mercado brasileiro, apenas 38% dos cargos de chefia... Artigos 08/04/2019 - 09:54 “Eu me orgulho de ser cuiabana de ‘tchapa e cruz’ confesso e não me engano”. Com esse hino da cuiabania,... Artigos 03/04/2019 - 11:40 Para ampliar a conscientização de todos, alguns temas devem estar sempre em pauta. Um deles é o autismo, que atinge... Rondonópolis Rondonópolis 16/04/2019 - 01:37 A partir desta terça-feira (16/04) os corredores interessados em participar na 1ª Corrida de Rua Caiçara Tênis Clube já podem... Rondonópolis 16/04/2019 - 01:27 As obras de duplicação da Avenida Poguba, região da Vila Goulart, em Rondonópolis, foi lançada oficialmente pelo prefeito Zé Carlos... Polícia Policial 16/04/2019 - 11:52 Os suspeitos atiraram contra os policiais e espalharam objetos pontiagudos na via que danificaram pneus de viaturas A Polícia Rodoviária... Policial 16/04/2019 - 01:56 Sebastião Gomes dos Santos, de 79 anos, foi morto com dois tiros na cabeça. O corpo foi encontrado por familiares... Esportes Esportes 16/04/2019 - 11:16 Cristiano Ronaldo é a arma que a Juventus terá contra o Ajax, na tarde desta terça-feira, às 16h (de Brasília),... Esportes 16/04/2019 - 10:38 Reprodução Lei que rebaixa clubes devedores no futebol pode ser considerada inconstitucional Na última quinta-feira (12), a maioria dos ministros do STF... Famosos Famosos 16/04/2019 - 08:38 No capítulo desta terça-feira (16) de “O Sétimo Guardião”, Sampaio (Marcello Novaes) levará Murilo (Eduardo Moscovis) para a delegacia. No... Famosos 16/04/2019 - 08:38 Completando três meses no ar, “Verão 90”, a passos curtos, vem superando sua


antecessora, “O Tempo Não Para”, no quesito... Mais Lidas da Semana Policial 14/04/2019 - 22:33 Mulher morre atropelada durante racha entre veículos na tarde deste domingo (14) em Rondonópolis Mato Grosso 12/04/2019 - 16:34 Interdição total: tráfego da BR-364 será interrompido domingo (14) Policial 11/04/2019 - 20:27 Após pegar droga de carro envolvido em acidente na BR-163 dois são presos por tráfico em Rondonópolis Nacional 11/04/2019 - 20:02 “Botou minha mão na calça dela”, acusa homem com paralisia abusado por cuidadora Policial 11/04/2019 - 14:33 Veículo carregado com drogas envolve em acidente na BR-163 em Rondonópolis Policial 10/04/2019 - 15:35 Homem é detido com mandado de prisão em aberto no centro de Rondonópolis Policial 14/04/2019 - 20:05 Onze pessoas são presas e 28 carros e motos recolhidos em operação neste domingo Política MT 12/04/2019 - 11:21 Partido Democracia Cristã organiza diretoria buscando a implantação de uma nova politica em Pedra Preta-MT http://portalmt.com.br/veja-5-modelos-do-salao-de-xangai-2019-que-serao-vendidosfuturamente-no-brasil/ Ficha Técnica Empresa: FENABRAVE Autor: Redação Estado: Disponibilização: 17/04/2019 Palavra Chave: FENABRAVE Arquivo Interno:

Categoria: Fenabrave Cidade: País: Tipo Veículo: Site


Clipping GM mostra novo Tracker na China. SUV chegará ao Brasil em 2020 8213941 - PORTAL MT - 16/04/2019

Carros e Motos Publicado 16/04/2019 - 13:04 por Equipe de Redação Share Tweet Uma das novidades que a GM apresenta no Salão de Xangai (China), entre os próximos dias 16 e 25, é a nova geração do Chevrolet Tracker, que será fabricada no Brasil a partir do ano que vem, como parte de uma nova família de modelos feitos em parceria com a SAIC, braço da marca americana no mercado chinês. LEIA MAIS: GM mostra teaser dos novos Tracker e Trailblazer, que estarão em Xangai Na comparação com o Chevrolet Tracker atual o novo muda bastante. O carro ficou 2 cm maior com 4,27 metros de comprimento, 1,79 m de largura, 1,60 m de altura e 2,57 m de entre-eixos. Como comparação, o modelo atual tem 4,25 m de comprimento e 2,55 m de entre-eixos. Curiosamente, o entre-eixos é menor do que o do novo Onix Sedan, que medirá 2,60 m. O novo Chevrolet Tracker será feito com a mesma base que será usada em cinco tipos de carrocerias, com oito variações regionais. Todos os modelo seguirão a mesma linguagem de estilo, com linhas modernas e que dão certa esportividade, mas sem muito arrojo. No caso do SUV , as lanternas em posição elevada e as luz de neblina embutida no para-choque estão entre os detalhes que chamam atenção. LEIA MAIS: Novos Onix, Prisma e Tracker nacional conseguirão manter a GM na liderança? Veja Mais: Confira a lista dos 7 carros mais caros de se manter, de acordo com o Proteste A frente vem com vincos no capô, faróis com luz diurna de LED contínuo, para-choque, ampla entrada de ar no para-choque dianteiro e alta linha de cintura. Para condizer com o aspecto esportivo, pelo menos uma das opções do conjunto mecânico devertá ser o motor 1.0 turbo, 115 cv, que a GM deverá fabricar em Joinville (SC), a partir do final deste ano. LEIA MAIS: Hyundai Creta quebra hegemonia do rival Honda HR-V e lidera em 2018 A GM adiantou que o novo Tracker poderá vir também com câmbio automático de nove marchas ou CVT, pelo menos no mercado chinês. Outra novidade fica por conta da nova central multimídia com sistema eConnet 2.0 e tecnologia avançada de assistência ao dirigir, o que deve incluir alertas de mudanças indevidas de faixa ou se veículos passando pelo ponto cego, controle de velocidade adaptativo, frenagem de emergência, entre outros itens. Antes do novo Chevrolet Tracker No segundo semestre chega ao Brasil o primeiro modelo da nova família de carros da GM no País. Trata-se do Onix Sedan, que a reportagem de iG Carros teve a oportunidade de ver de perto, ainda camuflado. O carro ficou mais encorpado que o Prisma atual e vai se tornar um dos principais rivais do VW Virtus. Veja Mais: Mercedes-Benz A35 AMG é o novo esportivo puro-sange de entrada da marca Ainda não foi possível ver como ser´å o interior do Onix Sedan, mas espera-se mais itens de segurança e tecnologias atuais, como os air bags laterais e de cortina, além dos controles de estabilidade e tração entre os equipamentos disponíveis. LEIA MAIS: Chevrolet Tracker Midnight: como anda a versão descolada do SUV compacto De acordo com a fabricante, é possível que o carro receba algumas inovações, o que é propício levando em conta as trasformações do mercado e da forte concorrência no segmento de modelos compactos no Brasil. Junto com o novo Chevrolet Tracker, deverá ser um dos carros mais vendidos da GM.


Fonte: IG Carros ","nextFontIcon":""}" data-theiapostslider-onchangeslide=""""> Carros e Motos Publicado 16/04/2019 - 13:04 por Equipe de Redação O Salão de Xangai 2019 é um dos maiores eventos do universo automotivo. Desde 1985, foi conquistando espaço entre os mais importantes, ao lado de Frankfurt, Genebra, Paris e Tóquio. Claro, muito disso se deve ao status que o mercado chinês ganhou nas estratégias globais de todas as fabricantes. Uma marca que não é forte na China dificilmente pode ser considerada grande em uma larga escala. LEIA MAIS: Nissan Versa: nova geração é apresentada, e deve chegar ao Brasil em 2020 Apesar de acontecer literalmente do outro lado do mundo, o Salão de Xangai 2019 ainda conta com alguns lançamentos e conceitos que interessam ao noss mercado. Para que você não fique perdido no meio de tantos carros, a reportagem do iG enumera os cinco modelos mostrados no evento asiático que dizem respeito ao Brasil. 1 – VW I.D. Roomzz Concept Todas as fabricantes estão preparando seus arsenais contra a Tesla. A marca americana ganhou as ruas de todo o mundo com seus veículos elétricos, luxuosos e conectados. Claro que a Volkswagen não ficaria de fora, apresentando o novo SUV conceitual Roomzz no Salão de Xangai. O modelo integra a mesma família I.D. do VW Crozz, mostrado no Salão do Automóvel de São Paulo no ano passado. A diferença fica por conta do status: o Roomzz é maior (com 5 metros de comprimento) e mais luxuoso que o Crozz. Com bateria de 82 kWh, tem autonomia de 450 km com apenas uma carga. Ainda que não tenha sido confirmado oficialmente para o Brasil, o plano da Volkswagen é que a família I.D. de elétricos seja uma linha global. Veja Mais: Relembre 5 marcas de motos que abandonaram o Brasil 2 – Chevrolet Onix Sedan Talvez este seja o maior mistério da última semana. Ao menos na China, o Chevrolet Prisma se tornou Onix Sedan . Isso também deverá acontecer no Brasil, onde o modelo já está sendo testado. A intenção é utilizar a força do nome “Onix” para alavancar as vendas do compacto com motor 1.0 turbo. LEIA MAIS: Vazam fotos do novo VW Virtus GTS antes da estreia nacional Conforme afirmou Gregório Del Rio, engenheiro-chefe global da nova família de veículos da GM, o carro chegará ao Brasil no fim de 2019, com o mais novo motor de três cilindros, turbo, bem como aços mais leves e resistentes para uma composição estrutural com mais qualidade. Será o mesmo que já foi revelado para o mercado chinês e será posicionado entre o Prisma atual e o Cobalt. Ao contrário do que se imaginava, nenhum modelo atual sairá de linha. 3 – Audi AI:ME Concept O novo protótipo da marca das quatro argolas traz a visão sobre como será a mobilidade urbana no futuro. O AI:ME é compacto, conectado e autônomo, visando um “refúgio de alta tecnologia durante congestionamentos”. Veja Mais: Volkswagen T-Cross tem detalhes do interior revelados em novo teaser Como seu nome sugere, o AI (de inteligência artificial) é capaz de aprender e pensar com seus passageiros. O modelo pode interagir com as redondezas e passageiros, adaptando-se ante a necessidade de quem está no habitáculo. Assim como a família I.D. da Volkswagen, os novos carros elétricos da Audi também serão projetos globais. 4 – Mercedes-Benz GLB Concept A Mercedes viu a necessidade de criar uma ponte entre os utilitários GLA e GLC. Com isso


em mente, o GLB é atração da marca para o Salão de Xangai 2019, com visual off-road e a capacidade de levar até sete passageiros. LEIA MAIS: Toyota apresenta robô que não erra cestas de 3 pontos no basquete Fato interessante é que a marca, acostumada a acentuar o luxo de seus utilitários, optou por uma característica mais descolada. Lanternas, grades e inserções ganham formato mais quadriculado, contando ainda com pneus de terra da BF Goodrich e rack no teto com iluminação nativa. Entre as marcas do trio de ferro alemão, a Mercedes-Benz é a única que disponibiliza toda a sua gama internacional no Brasil. Dificilmente deixariam de trazer um utilitário deste porte para cá. 5 – Renault City K-ZE A marca francesa tem um plano ambicioso para alavancar suas vendas na China. E uma das etapas contará com o lançamento do novo Renault Kwid elétrico, mostrado como o protótipo K-ZE. Veja Mais: Mercury 51 blindado, com motor V8 de 560 cv, chama atenção no Salão do Automóvel Com vários modos de carregamento, o modelo é compatível com diversos tipos de tomadas domésticas de 220V. De acordo com a marca, uma carga de 80% no protótipo do Salão de Xangai 2019 leva apenas 50 minutos para acontecer. Perguntada sobre a possibilidade de um Kwid elétrico para o Brasil, a Renault respondeu à nossa reportagem que “nada impede sua venda no País”. Você compraria? Deixe a resposta nos comentários. Fonte: IG Carros ","nextFontIcon":""}" data-theiapostslider-onchangeslide=""""> Continue lendo Carros e Motos Publicado 15/04/2019 - 19:26 por Equipe de Redação Com uma morte e 17 feridos já confirmados, a coleção multimilionária de 80 carros da Porsche — considerada por muitos como “a melhor das Américas” — ficou parcialmente destruída após uma explosão de gás em um em Durham, na Carolina do Norte (Estados Unidos). Ainda sem confirmação sobre o número de carros danificados, no total, pelo menos 15 edifícios nas redondezas do prédio — que inclui o local onde está a coleção — também foram afetados pela explosão. LEIA MAIS: Dez carros da Porsche, que são do co-fundador do WhatsApp, vão a leilão; veja Para se ter uma ideia do quão importante era essa coleção, há algum tempo, a própria Porsche a descreveu como “uma visão de tirar o fôlego sobre a história do design automotivo”. Conforme lamentou o proprietário dos Porsche Bob Ingram: “Os nossos sentimentos e orações vão para as famílias afetadas por esse desastre. Desejamos uma recuperação rápida para todos os feridos”. LEIA MAIS: Porsche 911 Turbo S 993 é fabricado do zero, com peças originais Vale lembrar que, apesar do acidente ter sido inevitável, houve uma mobilização das forças de segurança, bem como alertas para a evacuação dos que estavam na zona de perigo. Os efeitos da explosão sobre a garagem resultaram em danos no telhado, ocasionando o seu colapso e os danos materiais. Até onde se sabe, um 918 Spyder e o terceiro 356 mais antigo remanescente foram atingidos. Veja Mais: VW Virtus 1.6 MSI: modelo automático anda bem na cidade LEIA MAIS: Primeiro carro da Porsche é refeito pela fabricante. Veja fotos e detalhes Outra calamidade automotiva do tipo nos EUA Aos que se lembram, em fevereiro de 2014, 8 exemplares do Corvette caíram em um buraco que se abriu no Museu Nacional do Corvette, em Kentucky. A vala, de cerca de 12 metros de largura para 9 metros de profundidade, apareceu por volta das 5h30 (do horário local). A coleção é a mais relevante para a GM, devido à exclusividade e a raridade dos exemplares.


LEIA MAIS: Porsche 901 raro é restaurado e vai para o museu da fabricante, na Alemanha Entre os modelos que despencaram, estavam um Corvette C1 preto 1962 última série, ZR-1 Blue Devil 2009, PPG Pace Car 1984, ZR-1 Spyder 1993, White 1 Millionth 1992 (a unidade 1 milhão produzida), a unidade 1,5 milhão de 2009, Z06 Mallet Hammer 2001, e um Ruby Red 1993 — modelo comemorativo dos 40 anos do Corvette. LEIA MAIS: Novo Porsche 911: lendário cupê beira a perfeição na linha 2020 Na época, Strode, o diretor do museu, afirmou que não é possível avaliar o valor total dos carros danificados. Dos oito carros que caíram, seis foram doados ao museu por fãs e dois pertencem à GM – o ZR-1 Spyder e o Blue Devil. O museu possui uma frota de mais de 30 Corvettes exclusivos. Felizmente — tal como esperamos que ocorra com os Porsche — muitos deles já foram restaurados e foram colocados de volta à exposição. Veja Mais: GM lança linha 2019 do Cruze com sérieespecial Black Bow Tie Fonte: IG Carros ","nextFontIcon":""}" data-theiapostslider-onchangeslide=""""> Continue lendo Carros e Motos Publicado 15/04/2019 - 19:26 por Equipe de Redação Antes de falar dos híbridos seminovos, um passeio pelo mundo. Um levantamento publicado pela Reuters indica que 52% dos carros novos vendidos na Noruega são híbridos ou elétricos. Trata-se do melhor resultado da comercialização de “carros verdes” no planeta, onde os grandes destaques ficam por conta de VW Golf GTE, BMW i3 e Toyota RAV4 Hybrid. Portanto, entre as boas escolhas hoje em dia estão incluídos os híbridos seminovos. LEIA MAIS: Veja 5 hatches aventureiros seminovos que custam até R$ 45 mil A situação é bem diferente no Brasil, onde o petróleo sempre foi um patrimônio idolatrado. Mas aos poucos, o cenário vai mudar. De acordo com a Fenabrave (Federação Nacional de Distribuição de Veículos), o segmento de carros eletrificados cresceu 14% em 2018, apontando que a população já considera um estilo de vida mais sustentável e econômico. O valor ainda é alto, obrigando os entusiastas a partirem para os híbridos seminovos . Entre suas vantagens, você não terá que lidar com a desvalorização abrupta. Só de encostar as superfícies emborrachadas de um veículo híbrido novo na rua, você perderá uma boa grana. No caso do Volvo XC90, isso chega a -18% do valor no primeiro ano. 1 – Lexus CT200h 2017 – entre R$ 98 mil e R$ 105 mil Gostamos de dizer que, em breve, todos os hatches médios serão como o Lexus CT200h . Enquanto modelos que bebem combustível fóssil e etanol começam a desaparecer, perdendo espaço para os SUVs, fabricantes encontraram neste segmento a oportunidade de atingir um público mais descolado (o futuro Golf híbrido não nos deixa mentir). No caso do CT, você poderá encontrá-lo por valores entre R$ 98 mil e R$ 105 mil. Veja Mais: Veja galeria de fotos das principais novidades do Salão doAutomóvel 2018 LEIA MAIS: Veja os 5 melhores SUVs médios que dirigimos nos últimos anos Ele traz o confiável 1.8 a gasolina do Prius (com 99 cv de potência), junto de outra unidade elétrica que gera a força combinada de 136 cv..Por conta do ciclo Atkinson, o conjunto retarda ao máximo o fechamento das válvulas de admissão, reduzindo o esforço do pistão para chegar ao seu ponto mais alto. Dessa forma, o Inmetro diz que o CT200h é capaz de aferir números como 15,7 km/l na cidade – onde se sente mais confortável – e honestos 14,2 km/l na estrada . 2 – Mitsubishi Outlander PHEV 2015 – entre R$ 140 mil e R$ 150 mil


Se Lexus e Nissan querem investir na categoria dos SUVs híbridos no Brasil, devem isso ao primeiro esforço da Mitsubishi com o Outlander PHEV. Além delas, SUVs totalmente elétricos já estão nos planos da Volvo (com o XC40) e Audi (através do e-tron, mostrado no Salão do Automóvel). O modelo japonês já pode ser encontrado nos classificados online por valores que alternam entre R$ 140 mil e R$ 150 mil. O Outlander CVT híbrido possui três motores. A unidade 2.0 que bebe combustível fóssil abaixo do capô desenvolve 121 cv de potência, trabalhando em conjunto com outros dois propulsores elétricos de 82 cv (dianteiro e traseiro). Neste caso, a potência combinada é de 285 cv, conforme fabricante. Através do sistema de regeneração, o Outlander híbrido ignora os 1.810 kg de seu corpanzil e marca 12 km/l na cidade e 13 km/l na estrada. Números de modelos compactos, conforme o Inmetro. Veja Mais: Estudo diz: 59% dos acidentes do Brasil são causados por distrações no trânsito 3 – Ford Fusion Hybrid 2016 – entre R$ 96 mil e R$ 102 mil Quer um carro mais confiável para ser o seu primeiro híbrido? Por que não um sedã de luxo do porte do Ford Fusion ? O modelo eletrificado e carro oficial da presidência é tão adorado que foi utilizado tanto por Dilma Rousseff quando Michel Temer em Brasília. No mercado de seminovos, ele já surge por um preço bem competitivo, ainda mais comparando com o modelo zero quilômetro. Vai de R$ 96 mil e pode chegar aos R$ 102 mil. Seu motor 2.0 desenvolve 143 cv de potência e 18 kgfm de torque, entregando 190 cv quando combinado ao propulsor elétrico. O câmbio é sempre do tipo CVT. Por meio da regeneração, o Fusion híbrido pode aferir 16,6 km/l na cidade e 15,1 km/l na estrada , conforme o Inmetro. Boa opção para quem procura um sedã de luxo no mercado de seminovos. 4 – Toyota Prius 2018 – entre R$ 94 mil e R$ 100 mil Claro que o híbrido mais vendido do mundo não poderia ficar de fora. Em meados de 2017, tive a oportunidade de pedir uma corrida com um taxista que já havia utilizado o Prius para trabalhar. O rapaz não demorou para desferir elogios ao compacto da Toyota, exaltando não apenas o bom consumo de combustível, mas também o conforto. Quando trouxemos o carro para nossa redação, também comprovamos o conjunto acertado dos japoneses. O modelo seminovo está disponível por valores que alternam entre R$ 94 mil e R$ 100 mil. Veja Mais: Relembre 5 marcas de motos que abandonaram o Brasil LEIA MAIS: Veja os 10 carros mais estranhos que se tem notícia até hoje Como mencionamos, o modelo vem equipado com o motor 1.8 de 99 cv do Lexus CT200h. Individualmente, a unidade elétrica produz mais 72 cv de potência que levam à força combinada de 123 cv, com transmissão CVT. Neste caso, o consumo é de 18,9 km/l na cidade e 17 km/l na estrada . Em breve, ainda teremos a versão flex do Prius. 5 – Porsche Cayenne S E-Hybrid 2017 – entre R$ 360 mil e R$ 380 mil Vamos finalizar a lista chutando o pau da barraca. O Porsche Cayenne híbrido é o representante da categoria dos modelos ultraluxuosos, sendo um dos primeiros pilares da marca alemã no caminho da eletrificação. Graças ao trabalho que começou no SUV, o futuro Taycan será possível. Ele já surge por valores que partem de R$ 360 mil nos classificados online. O conjunto mecânico é respeitável entre os híbridos seminovos : 3.0 V6 de 333 cv de potência, com um motor elétrico que eleva sua força combinada para estrondosos 416 cv. A aceleração de 0 a 100 km/h acontece em abruptos 5,9 segundos, com 246 km/h de velocidade máxima. Seu consumo marca 12,1 km/l na cidade e 12,2 km/l na estrada , conforme o Inmetro. Fonte: IG Carros


","nextFontIcon":""}" data-theiapostslider-onchangeslide=""""> Continue lendo Últimas Notícias Carros e Motos 16/04/2019 - 13:04 Carros e Motos 16/04/2019 - 13:04 Saúde 16/04/2019 - 13:04 Mato Grosso 16/04/2019 - 12:31 Mato Grosso 16/04/2019 - 12:31 Artigos 09/04/2019 - 21:49 Apesar das mulheres representarem 52% da força de trabalho no mercado brasileiro, apenas 38% dos cargos de chefia... Artigos 08/04/2019 - 09:54 “Eu me orgulho de ser cuiabana de ‘tchapa e cruz’ confesso e não me engano”. Com esse hino da cuiabania,... Artigos 03/04/2019 - 11:40 Para ampliar a conscientização de todos, alguns temas devem estar sempre em pauta. Um deles é o autismo, que atinge... Rondonópolis Rondonópolis 16/04/2019 - 01:37 A partir desta terça-feira (16/04) os corredores interessados em participar na 1ª Corrida de Rua Caiçara Tênis Clube já podem... Rondonópolis 16/04/2019 - 01:27 As obras de duplicação da Avenida Poguba, região da Vila Goulart, em Rondonópolis, foi lançada oficialmente pelo prefeito Zé Carlos... Polícia Policial 16/04/2019 - 11:52 Os suspeitos atiraram contra os policiais e espalharam objetos pontiagudos na via que danificaram pneus de viaturas A Polícia Rodoviária... Policial 16/04/2019 - 01:56 Sebastião Gomes dos Santos, de 79 anos, foi morto com dois tiros na cabeça. O corpo foi encontrado por familiares... Esportes Esportes 16/04/2019 - 11:16 Cristiano Ronaldo é a arma que a Juventus terá contra o Ajax, na tarde desta terça-feira, às 16h (de Brasília),... Esportes 16/04/2019 - 10:38 Reprodução Lei que rebaixa clubes devedores no futebol pode ser considerada inconstitucional Na última quinta-feira (12), a maioria dos ministros do STF... Famosos Famosos 16/04/2019 - 08:38 No capítulo desta terça-feira (16) de “O Sétimo Guardião”, Sampaio (Marcello Novaes) levará Murilo (Eduardo Moscovis) para a delegacia. No... Famosos 16/04/2019 - 08:38


Completando três meses no ar, “Verão 90”, a passos curtos, vem superando sua antecessora, “O Tempo Não Para”, no quesito... Mais Lidas da Semana Policial 14/04/2019 - 22:33 Mulher morre atropelada durante racha entre veículos na tarde deste domingo (14) em Rondonópolis Mato Grosso 12/04/2019 - 16:34 Interdição total: tráfego da BR-364 será interrompido domingo (14) Policial 11/04/2019 - 20:27 Após pegar droga de carro envolvido em acidente na BR-163 dois são presos por tráfico em Rondonópolis Nacional 11/04/2019 - 20:02 “Botou minha mão na calça dela”, acusa homem com paralisia abusado por cuidadora Policial 11/04/2019 - 14:33 Veículo carregado com drogas envolve em acidente na BR-163 em Rondonópolis Policial 10/04/2019 - 15:35 Homem é detido com mandado de prisão em aberto no centro de Rondonópolis Policial 14/04/2019 - 20:05 Onze pessoas são presas e 28 carros e motos recolhidos em operação neste domingo Política MT 12/04/2019 - 11:21 Partido Democracia Cristã organiza diretoria buscando a implantação de uma nova politica em Pedra Preta-MT http://portalmt.com.br/gmmostra-novo-tracker-na-china-suv-chegara-ao-brasil-em-2020/ Ficha Técnica Empresa: FENABRAVE Autor: Redação Estado: Disponibilização: 17/04/2019 Palavra Chave: FENABRAVE Arquivo Interno:

Categoria: Fenabrave Cidade: País: Tipo Veículo: Site


Clipping Na primeira quinzena de abril, o destaque é do Ka Sedan 8213942 - NOTÍCIAS AUTOMOTIVAS - 16/04/2019

Na primeira quinzena de abril, o Chevrolet Onix não teve o mesmo desempenho conhecido, embora mantenha mais de 2 mil unidades de diferença para o HB20. Este, isolou-se na segunda posição, tendo o Ka em terceiro e igualmente folgado em relação ao próximo na lista, o Gol. O hatch da VW superou o Prisma, que sempre vem emplacando mais. Depois do sedã compacto da GM, aparece o Argo, que superou em muito seu arquirrival Polo, que saiu do Top 10. Em sétimo, o destaque ficou mesmo para o Ka Sedan, que subiu muito de posição nesta quinzena. O Renegade continua sendo o SUV mais emplacado em 2019, seguido neste Top 10 pelo Corolla, que voltou ao grupo. O Kwid fechou em décimo. Logo depois, vem Polo e Creta, tendo o Compass na 13ª posição. O Yaris Sedan vem bem e superou o rival Virtus, assim como emplacando mais que o hatch, que fechou o Top 20. VEJA TAMBÉM: Sprinter 2019: preço, consumo, motor, revisão, custos Renault Master 2019: preço, consumo, revisão, motor, detalhes Fiat Ducato 2019: preço, consumo, revisão, motor e detalhes Kicks e Mobi ficaram bem próximos, tendo o HR-V bem mais distante do Top 10. O veterano Fox vendeu mais que o Virtus, que ficou em 19º lugar. Nos comerciais leves, Strada e Toro não mudam, com a Hilux passando novamente a Saveiro. S10 ficou isolada e a Amarok sem mantém à frente da Ranger. Fiorino e Montana aparecem logo depois, com a Oroch fechando o Top 10. A van Master emplacou mais que a L200, enquanto a Frontier continua próxima desta. Ducato e Sprinter ficam mais distantes e vem acompanhadas do caminhão leve Delivery Express, que assumiu a liderança em seu segmento. O HR voltou a vender bem, seguido de perto pela van Expert, seguida da irmã Jumpy e da multivan Partner. Confira abaixo os 20 automóveis e 20 comerciais leves mais vendidos na primeira quinzena de abril de 2019: Automóveis Onix – 7.373 unidades HB20 – 5.228 Ka – 4.485 Gol – 3.249 Prisma – 2.858 Argo – 2.737 Ka Sedan – 2.657 Renegade – 2.626 Corolla – 2.516 Kwid – 2.462 Polo – 2.432 Creta – 2.335 Compass – 2.307 Yaris Sedan – 2.233


Kicks – 2.134 Mobi – 2.114 HR-V – 2.012 Fox – 1.866 Virtus – 1.734 Yaris – 1.650 Comerciais Leves Strada – 3.441 unidades Toro – 2.728 Hilux – 1.926 Saveiro – 1.761 S10 – 1.060 Amarok – 888 Ranger – 839 Fiorino – 586 Montana – 559 Oroch – 461 Master – 394 L200 – 370 Frontier – 287 Ducato – 168 Sprinter 313 – 133 Delivery Express – 127 HR – 117 Expert – 100 Jumpy – 97 Partner – 92 [Fonte: Fenabrave] Este texto lhe foi útil?? COMPARTILHE Twitter Facebook WhatsApp Google+ Buffer LinkedIn Pin It https://www.noticiasautomotivas.com.br/na-primeira-quinzena-de-abril-o-destaque-e-do-kasedan/ Ficha Técnica Empresa: FENABRAVE Autor: Redação Estado: Disponibilização: 17/04/2019 Palavra Chave: FENABRAVE Arquivo Interno:

Categoria: Fenabrave Cidade: País: Tipo Veículo: Site


Clipping Vendas da 1ª quinzena de abril: Ka Sedan é top 10 8213943 - MOTOR 1 - 16/04/2019

Vendas da 1ª quinzena de abril: Ka Sedan é top 10 Abr 16, 2019 em 10:26 Por: Thiago Parísio, Analista de Mercado Toyota emplaca os dois Yaris no top 20, sendo o Sedan à frente do Virtus O principal destaque nas vendas de veículos novos na 1ª quinzena de abril foi o Ka Sedan. Com 2.657 emplacamentos registrados no período, o modelo da Ford assegurou um incomum sétimo lugar, muito próximo do Chevrolet Prisma (2.858), líder entre os sedãs que fechou o top 5. Mercado: Vendas de hatches premium em março: o fim melancólico do Focus Vendas de sedãs premium em março: BMW Série 3 é vice-líder com nova geração O mês também está sendo positivo para o vice-líder entre os automóveis. Com 5.228 unidades, o Hyundai HB20 abriu vantagem sobre o Ford Ka (4.485) e mostra potencial para superar as 10 mil unidades pela 1ª vez desde agosto passado. Na ponta, o Chevrolet Onix (7.373) teve um começo de mês melhor do que em março. Atrás do VW Gol (3.249) e do Prisma, o Fiat Argo (2.737), que havia ficado fora do pelotão de elite na parcial de março, subiu para o sexto lugar. Único SUV na parte de cima da tabela, o Jeep Renegade foi o preferido por 2.626 consumidores, pouco acima do Toyota Corolla (2.516), que voltou a marcar presença no top 10. Sétimo na 1ª quinzena do mês passado, o VW Polo (2.432) caiu para 11º, mas muito próximo do Renault Kwid (2.462). Numa disputa acirrada pelo 12º lugar, o Hyundai Creta (2.335) levou a melhor sobre o Jeep Compass (2.307). Já a Toyota conseguiu emplacar mais dois modelos no top 20: o Yaris Sedan (2.233) em 14º, novamente à frente do VW Virtus, e o Yaris Hatch (1.650) no 20º lugar. POS. MODELO PARC. ABR. 19 1º CHEVROLET ONIX 7.373 2º HYUNDAI HB20 5.228 3º FORD KA 4.485 4º VW GOL 3.249 5º


CHEVROLET PRISMA 2.858 6º FIAT ARGO 2.737 7º FORD KA SEDAN 2.657 8º JEEP RENEGADE 2.626 9º TOYOTA COROLLA 2.516 10º RENAULT KWID 2.462 11º VW POLO 2.432 12º HYUNDAI CRETA 2.335 13º JEEP COMPASS 2.307 14º TOYOTA YARIS SEDAN 2.233 15º NISSAN KICKS 2.137 16º FIAT MOBI 2.114 17º HONDA HR-V 2.012


18º VW FOX 1.866 19º VW VIRTUS 1.734 20º TOYOTA YARIS HATCH 1.650 COMERCIAIS LEVES Dupla liderança para a Fiat entre os comerciais leves mais uma vez, com a Strada (3.441) abrindo vantagem sobre a Toro (2.728). Se estivesse no ranking de automóveis, a Strada estaria em quarto lugar, à frente do VW Gol (3.249). Invertendo as posições da parcial de março, a Toyota Hilux (1.926) vai levando a melhor sobre a VW Saveiro (1.761). A Chevrolet S10 (1.060) manteve o quinto lugar, mas desta vez com menos folga em relação à VW Amarok (888) e à Ford Ranger (839). Muito próximas, Fiat Fiorino (586) e Chevrolet Montana (559) vieram na sequência. Mais uma vez fechando o top 10, a Renault Duster Oroch (461) demonstra condições de reagir após o péssimo desempenho de março. POS. MODELO PARC. ABR. 19 1º FIAT STRADA 3.441 2º FIAT TORO 2.728 3º TOYOTA HILUX 1.926 4º VW SAVEIRO 1.761 5º CHEVROLET S10 1.060 6º VW AMAROK 888 7º FORD RANGER


839 8º FIAT FIORINO 586 9º CHEVROLET MONTANA 559 10º RENAULT DUSTER OROCH 461 Fonte: Fenabrave Fotos: Divulgação e Arquivo CARPLACE / MOTOR1 Galeria: Ford Ka e Ka Sedan 2019 Ka Sedan 2019 Ford Ka e Ka Sedan 2019 Ford Ka e Ka Sedan 2019 Ford Ka e Ka Sedan 2019 Ford Ka e Ka Sedan 2019 Ford Ka e Ka Sedan 2019 Ford Ka e Ka Sedan 2019 Ford Ka e Ka Sedan 2019 Ford Ka e Ka Sedan 2019 Ford Ka e Ka Sedan 2019 Ford Ka e Ka Sedan 2019 Ford Ka e Ka Sedan 2019 Ford Ka e Ka Sedan 2019 Ford Ka e Ka Sedan 2019 Ford Ka e Ka Sedan 2019 Ford Ka e Ka Sedan 2019 Ford Ka e Ka Sedan 2019 Ford Ka e Ka Sedan 2019 Ford Ka e Ka Sedan 2019 Ford Ka e Ka Sedan 2019 Ford Ka e Ka Sedan 2019 Ford Ka e Ka Sedan 2019 Ford Ka e Ka Sedan 2019 Ford Ka e Ka Sedan 2019 Ford Ka e Ka Sedan 2019 Ford Ka e Ka Sedan 2019 Ford Ka e Ka Sedan 2019 Ford Ka e Ka Sedan 2019 Ford Ka e Ka Sedan 2019 Ford Ka e Ka Sedan 2019 Ford Ka e Ka Sedan 2019 Ford Ka e Ka Sedan 2019 Ford Ka e Ka Sedan 2019 Ford Ka e Ka Sedan 2019 Ford Ka e Ka Sedan 2019 Ford Ka e Ka Sedan 2019 Ford Ka e Ka Sedan 2019 Ford Ka e Ka Sedan 2019 Ford Ka e Ka Sedan 2019 Ford Ka e Ka Sedan 2019 Ford Ka e Ka Sedan 2019 Ford Ka e Ka Sedan 2019 Ford Ka e Ka Sedan 2019 Ford Ka e Ka Sedan 2019 Ford Ka e Ka Sedan 2019 Ford Ka e Ka Sedan 2019 Ford Ka e Ka Sedan 2019 Ford Ka e Ka Sedan 2019 Ford Ka e Ka Sedan 2019 Ford Ka e Ka Sedan 2019 Ford Ka e Ka Sedan 2019 Ford Ka e Ka Sedan 2019 Ford Ka e Ka Sedan 2019 Ford Ka e Ka Sedan 2019 Ford Ka e Ka Sedan 2019 Ford Ka e Ka Sedan 2019 Ford Ka e Ka Sedan 2019 Ford Ka e Ka Sedan 2019 Ford Ka e Ka Sedan 2019 Ford Ka e Ka Sedan 2019 Ford Ka e Ka Sedan 2019 Ford Ka e Ka Sedan 2019 Ford Ka e Ka Sedan 2019 Ford Ka e Ka Sedan 2019 Ford Ka 2019 Bombando Novo Nissan Versa se torna o "Kicks sedã" e chega ao Brasil em 2020 Vendas de SUVs premium em março: Volvo XC90 e BMW X2 batem recorde Fiat Toro estreia como RAM 1000 no Chile, Panamá e Costa Rica Vendas de picapes em março: Toro cresce mais de 40% Vendas de SUVs médios em março: a derrocada do Hyundai ix35 https://motor1.uol.com.br/news/344918/ka-sedan-no-top-10-confira-mais-vendidos-na-1quinzena-de-abril/amp/ Ficha Técnica Empresa: FENABRAVE Autor: Redação Estado: Disponibilização: 17/04/2019 Palavra Chave: FENABRAVE Arquivo Interno:

Categoria: Fenabrave Cidade: País: Tipo Veículo: Site


Clipping Saiba quais foram as 20 motos mais emplacadas no trimestre 8213944 - MOTOCICLISMO - 16/04/2019

Saiba quais foram as 20 motos mais emplacadas no trimestre Marcelo Barros 10 minutos ago Com base nos números de emplacamento de veículo, divulgados pela Fenabrave (Federação Nacional Distribuição Veículos Automotores), separamos aqui os 20 produtos do segmentos de motos que tiveram maior volume de emplacamentos, que foram para as ruas do Brasil nesse primeiro trimestre de 2019, de janeiro até março. posição marca modelo categoria emplacamentos 1ª Honda CG 160 FAN city 32.369 2ª Honda Bros 160 ESDD trail 24.873 3ª Honda Pop 110i city 24.392 4ª Honda Biz 125 cub 22.684 5ª Honda CG 160 Start city 20.736 6ª Honda Biz 110i cub 15.200 7ª Honda CG 160 Titan city 15.149 8ª Honda CB Twister CBS city 7.565 9ª Yamaha Fazer 250 city 5.426 10ª Yamaha Factor 150 ED city 4.724 11ª Honda XRE 190 trail 4.456 12ª Honda CG 125i FAN city 4.415 13ª Honda BROS 160 trail 4.200 14ª Honda XRE 300 trail 4.128 15ª Yamaha Nmax scooter 3.436 16ª Honda PCX scooter 3.281 17ª Yamaha Crosser 150 Z trail 3.281 18ª Honda Elite 125 scooter 3.203 19ª Yamaha Lander 250 trail 2.950 20ª Yamaha Factor 125i ED city 2.888 O total de emplacamentos de motocicletas no trimestre foi de 258.725 unidades. A Honda, líder isolada de vendas no Brasil, emplacou 203.438 motos no período e a Yamaha, a única marca além da Honda nessa relação das 20 mais emplacadas, com seis modelos, teve no trimestre exatas 35.527 unidades emplacadas, um pouco acima (3.158 motos) do volume de emplacamentos do modelo CG 160 Fan da Honda! Veja também: Testamos a Honda CG 160 Fan, a mais vendida do Brasil Leia o teste com a Yamaha Lander ABS, agora ainda mais acertada Tudo sobre os novos scooter Honda PCX Sport e DLX 2019


Continuando a análise desses 20 modelos com mais emplacamentos no trimestre, vemos que a preferência nacional ainda são as motos city, pensadas para o uso nas cidades, no asfalto, com nove modelos nessa lista e o topo do pódio. Na sequência vem as motos trail, com seis modelos — e o segundo lugar no pódio com a Bros 160 ESDD —, os scooter, com três modelos e as cub, com dois modelos. Na Yamaha, curiosamente, a moto mais emplacada no trimestre foi a Fazer 250, superando a Factor 150, uma moto mais acessível. Na guerra dos scooter, mesmo com uma rede de concessionárias bem maior da Honda, no trimestre a Yamaha superou o PCX e o Elite da Honda com o NMax, o scooter mais vendido do Brasil no período. COMPARTILHE NAS REDES SOCIAS: Categorias: Notícias Tags: emplacamentos, Fenabrave, mais vendidas, mercado, mercado de motos, moto, moto mais vendida, motociclismo, motociclismo online, motos Deixar um comentário https://motociclismoonline.com.br/noticias/as-20-motos-mais-vendidas-no-trimestre/amp/ Ficha Técnica Empresa: FENABRAVE Autor: Redação Estado: Disponibilização: 17/04/2019 Palavra Chave: FENABRAVE Arquivo Interno:

Categoria: Fenabrave Cidade: País: Tipo Veículo: Site


Clipping Detran ensina como comprar e vender de veículos para não ser enganado 8213946 - MIX VALE - 16/04/2019

Benefícios Publicado por Redação Mix Vale Posted on 16 de abril de 2019 Detran ensina como comprar e vender de veículos para não ser enganado. A procura por carros usados é quase cinco vezes maior do que por zero km. A relação entre automóvel usado para cada carro novo comercializado no Brasil ficou em 4,7 no mês de janeiro de 2019, segundo relatório divulgado pela Fenabrave (Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores). Apesar de mais atrativo pelo custo-benefício, é preciso tomar alguns cuidados ao comprar um veículo usado. Para ajudar os motoristas a evitarem dor de cabeça futura, o Departamento Estadual de Trânsito (Detran.SP) listou dez dicas importantes na hora de fechar o negócio. Confira abaixo: 1) Antes de fechar negócio, faça uma consulta sobre possíveis débitos, bloqueios, restrições e histórico de vistorias do veículo no site do Detran.SP (www.detran.sp.gov.br). Basta inserir a placa e o número do Renavam. Não precisa de cadastro prévio. Não aceite relatório ou laudo apresentado em papel, pois não terá como confirmar a autenticidade do documento; 2) Desconfie de “ofertas imperdíveis” e “preços muito baixos”. Golpes são aplicados, principalmente pela internet, atraindo compradores com preços bem abaixo do praticado no mercado. Consulte a tabela Fipe para verificar valores atuais de veículos; 3) Não finalize a compra apenas por fotos na internet nem pague qualquer quantia sem antes ver pessoalmente o veículo. É aconselhável ainda levar o carro a um mecânico de confiança para verificar o funcionamento do motor, do sistema de iluminação, entre outros itens no veículo; 4) Ao vender, não entregue o documento de transferência do veículo em branco. Colha a assinatura e os dados do comprador no Certificado de Registro de Veículo (CRV) e faça a comunicação de venda no cartório de registros da sua cidade. Isso evitará problemas futuros com cobranças de débitos ou mesmo responsabilidade civil e criminal após a venda; 5) Após a comunicação de venda, fique com uma cópia autenticada e entregue o CRV original ao novo proprietário do veículo. É necessário o reconhecimento da assinatura do vendedor e do comprador por autenticidade no documento. O prazo para providenciar a transferência de propriedade é de 30 dias corridos. Se for transferido depois, o novo dono será multado em R$ 195,23 e receberá cinco pontos na CNH (infração grave); 6) Em até cinco dias da data de ida ao cartório, o antigo dono do veículo pode acompanhar no site do Detran.SP se a comunicação de venda foi efetiva pelo cartório. Em caso negativo, o cidadão pode notificar a venda ao departamento por meio do site ou então pessoalmente numa unidade, apresentando a cópia autenticada do CRV; 7) Se o veículo foi vendido sem a comunicação de venda e não foi transferido pelo novo proprietário, o antigo dono pode solicitar no Detran.SP um bloqueio administrativo que permitirá a remoção do veículo ao pátio quando for parado numa blitz; 8) Para a transferência do veículo, é necessário que o comprador submeta o carro a uma vistoria de identificação veicular. Há empresas credenciadas pelo Detran.SP em todo o Estado (veja endereços no site do Detran.SP). Procure a melhor opção; 9) Preste atenção nos principais documentos solicitados na hora da transferência: cópia e original da CNH atualizada, comprovante de residência atualizado (por exemplo, água ou luz) e os documentos do veículo (CRV e CRLV, documento de compra e venda e o licenciamento anual, respectivamente); 10) Se o proprietário do veículo não puder comparecer nas unidades do Detran.SP, um parente próximo (mãe, pai ou irmão) pode representá-lo, desde que apresente o original e cópia simples de um documento que comprove o parentesco, além de uma cópia do documento do dono do veículo;


No site do Detran.SP (www.detran.sp.gov.br), você também encontra todo o passo a passo para compra ou venda de um veículo, além de localizar endereços e horários de atendimento das unidades, e de empresas credenciadas para serviços. Ranking dos usados De acordo com a Fenabrave, em janeiro de 2019 foram comercializados 1.157.775 veículos (todos os tipos) usados no país. O número representa alta de 1,5% nas vendas se comparado com o mesmo mês do ano passado, quando foram registradas 1.40.134 compras de usados. A entidade divulgou, ainda, a relação dos automóveis mais negociados neste mês de janeiro: 1. Gol 2. Pálio 3. Uno 4. Celta 5. Fox 6. Fiesta 7. Corsa 8. Siena 9. Corolla 10. Ka https://www.mixvale.com.br/2019/04/16/detran-ensina-como-comprar-e-vender-de-veiculospara-nao-ser-enganado/ Ficha Técnica Empresa: FENABRAVE Autor: Redação Estado: Disponibilização: 17/04/2019 Palavra Chave: FENABRAVE Arquivo Interno:

Categoria: Fenabrave Cidade: País: Tipo Veículo: Site


Clipping Vai comprar ou vender carro este ano? Confira as dicas do DETRAN 8213948 - MIX VALE - 16/04/2019

Benefícios Publicado por Redação Mix Vale Posted on 16 de abril de 2019 Vai comprar ou vender carro este ano? Confira as dicas do DETRAN. A procura por carros usados é quase cinco vezes maior do que por zero km. A relação entre automóvel usado para cada carro novo comercializado no Brasil ficou em 4,7 no mês de janeiro de 2019, segundo relatório divulgado pela Fenabrave (Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores). Apesar de mais atrativo pelo custo-benefício, é preciso tomar alguns cuidados ao comprar um veículo usado. Para ajudar os motoristas a evitarem dor de cabeça futura, o Departamento Estadual de Trânsito (Detran.SP) listou dez dicas importantes na hora de fechar o negócio. Confira abaixo: 1) Antes de fechar negócio, faça uma consulta sobre possíveis débitos, bloqueios, restrições e histórico de vistorias do veículo no site do Detran.SP (www.detran.sp.gov.br). Basta inserir a placa e o número do Renavam. Não precisa de cadastro prévio. Não aceite relatório ou laudo apresentado em papel, pois não terá como confirmar a autenticidade do documento; 2) Desconfie de “ofertas imperdíveis” e “preços muito baixos”. Golpes são aplicados, principalmente pela internet, atraindo compradores com preços bem abaixo do praticado no mercado. Consulte a tabela Fipe para verificar valores atuais de veículos; 3) Não finalize a compra apenas por fotos na internet nem pague qualquer quantia sem antes ver pessoalmente o veículo. É aconselhável ainda levar o carro a um mecânico de confiança para verificar o funcionamento do motor, do sistema de iluminação, entre outros itens no veículo; 4) Ao vender, não entregue o documento de transferência do veículo em branco. Colha a assinatura e os dados do comprador no Certificado de Registro de Veículo (CRV) e faça a comunicação de venda no cartório de registros da sua cidade. Isso evitará problemas futuros com cobranças de débitos ou mesmo responsabilidade civil e criminal após a venda; 5) Após a comunicação de venda, fique com uma cópia autenticada e entregue o CRV original ao novo proprietário do veículo. É necessário o reconhecimento da assinatura do vendedor e do comprador por autenticidade no documento. O prazo para providenciar a transferência de propriedade é de 30 dias corridos. Se for transferido depois, o novo dono será multado em R$ 195,23 e receberá cinco pontos na CNH (infração grave); 6) Em até cinco dias da data de ida ao cartório, o antigo dono do veículo pode acompanhar no site do Detran.SP se a comunicação de venda foi efetiva pelo cartório. Em caso negativo, o cidadão pode notificar a venda ao departamento por meio do site ou então pessoalmente numa unidade, apresentando a cópia autenticada do CRV; 7) Se o veículo foi vendido sem a comunicação de venda e não foi transferido pelo novo proprietário, o antigo dono pode solicitar no Detran.SP um bloqueio administrativo que permitirá a remoção do veículo ao pátio quando for parado numa blitz; 8) Para a transferência do veículo, é necessário que o comprador submeta o carro a uma vistoria de identificação veicular. Há empresas credenciadas pelo Detran.SP em todo o Estado (veja endereços no site do Detran.SP). Procure a melhor opção; 9) Preste atenção nos principais documentos solicitados na hora da transferência: cópia e original da CNH atualizada, comprovante de residência atualizado (por exemplo, água ou luz) e os documentos do veículo (CRV e CRLV, documento de compra e venda e o licenciamento anual, respectivamente); 10) Se o proprietário do veículo não puder comparecer nas unidades do Detran.SP, um parente próximo (mãe, pai ou irmão) pode representá-lo, desde que apresente o original e cópia simples de um documento que comprove o parentesco, além de uma cópia do documento do dono do veículo;


No site do Detran.SP (www.detran.sp.gov.br), você também encontra todo o passo a passo para compra ou venda de um veículo, além de localizar endereços e horários de atendimento das unidades, e de empresas credenciadas para serviços. Ranking dos usados De acordo com a Fenabrave, em janeiro de 2019 foram comercializados 1.157.775 veículos (todos os tipos) usados no país. O número representa alta de 1,5% nas vendas se comparado com o mesmo mês do ano passado, quando foram registradas 1.40.134 compras de usados. A entidade divulgou, ainda, a relação dos automóveis mais negociados neste mês de janeiro: 1. Gol 2. Pálio 3. Uno 4. Celta 5. Fox 6. Fiesta 7. Corsa 8. Siena 9. Corolla 10. Ka https://www.mixvale.com.br/2019/04/16/vai-comprar-ou-vender-carro-este-ano-confira-asdicas-do-detran/ Ficha Técnica Empresa: FENABRAVE Autor: Redação Estado: Disponibilização: 17/04/2019 Palavra Chave: FENABRAVE Arquivo Interno:

Categoria: Fenabrave Cidade: País: Tipo Veículo: Site


Clipping Venda de novos veículos em SC fecha com alta de 2,83% no trimestre, calcula Fenabrave 8213949 - TUNAPORÃ - 16/04/2019

(Foto: Diorgenes Pandini / Diario Catarinense) Dados da Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave-SC) mostram que venda de carros novos no primeiro trimestre do ano teve alta de 2,83%. Ao todo, foram 43.918 emplacamentos entre janeiro e março. Hoje, a frota circulante em SC é de 5 milhões de veículos, sendo a maioria (2,8 milhões) de carros. Apesar do saldo positivo no acumulado, em março a venda de veículos novos registrou queda de 0,25% em comparação ao desempenho observado em fevereiro. No total, foram emplacados 14,6 mil unidades ao longo do último mês. Se comparado ao resultado de março do ano passado o decréscimo é ainda maior, 10,51%. No último mês, os licenciamentos de automóveis e comerciais leves tiveram a alta mais expressiva, 2,80%, totalizando 9.722 unidades, contra 9.457 em fevereiro 2019. No mesmo período de 2018, o resultado foi de queda: -15,26%. Esses segmentos também tiveram baixa de -3,61% no trimestre desde ano se comparado com o mesmo período do ano passado. Durante o primeiro trimestre, o mercado de caminhões foi destaque no aumento de vendas, 35,29% em comparação ao mesmo período do ano passado, com o total de 1,8 mil unidades emplacadas. Apesar disso, as vendas de março, tiveram queda de -2,78%. Foram licenciados 678 caminhões, contra 698 no mês anterior. Na comparação com março de 2018, a alta foi de 9%. O emplacamento de motocicletas acumulou alta nos três primeiros meses do ano, somando 9,2 mil unidades, o equivalente a 14,44% sobre o mesmo período de 2018. Já se comparadas as vendas de março em relação a fevereiro houve retração de -5,05%, totalizando 2.950 unidades emplacadas. Na comparação com março do ano passado houve decréscimo de -0,84%. Os números nacionais também são positivos. No acumulado do ano houve alta de 13,42% na comparação com o ano passado. http://www.tunapora.com.br/noticia/104587/venda-de-novos-veiculos-em-sc-fecha-com-altade-283--no-trimestre-calcula-fenabrave-sc Ficha Técnica Empresa: FENABRAVE Autor: Redação Estado: Disponibilização: 17/04/2019 Palavra Chave: FENABRAVE Arquivo Interno:

Categoria: Fenabrave Cidade: País: Tipo Veículo: Site


Clipping Venda de novos veículos em SC fecha com alta de 2,83% no trimestre, calcula Fenabrave 8213950 - RÁDIO PROGRESSO AM 640 - 16/04/2019

(Foto: Diorgenes Pandini / Diario Catarinense) Dados da Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave-SC) mostram que venda de carros novos no primeiro trimestre do ano teve alta de 2,83%. Ao todo, foram 43.918 emplacamentos entre janeiro e março. Hoje, a frota circulante em SC é de 5 milhões de veículos, sendo a maioria (2,8 milhões) de carros. Apesar do saldo positivo no acumulado, em março a venda de veículos novos registrou queda de 0,25% em comparação ao desempenho observado em fevereiro. No total, foram emplacados 14,6 mil unidades ao longo do último mês. Se comparado ao resultado de março do ano passado o decréscimo é ainda maior, 10,51%. No último mês, os licenciamentos de automóveis e comerciais leves tiveram a alta mais expressiva, 2,80%, totalizando 9.722 unidades, contra 9.457 em fevereiro 2019. No mesmo período de 2018, o resultado foi de queda: -15,26%. Esses segmentos também tiveram baixa de -3,61% no trimestre desde ano se comparado com o mesmo período do ano passado. Durante o primeiro trimestre, o mercado de caminhões foi destaque no aumento de vendas, 35,29% em comparação ao mesmo período do ano passado, com o total de 1,8 mil unidades emplacadas. Apesar disso, as vendas de março, tiveram queda de -2,78%. Foram licenciados 678 caminhões, contra 698 no mês anterior. Na comparação com março de 2018, a alta foi de 9%. O emplacamento de motocicletas acumulou alta nos três primeiros meses do ano, somando 9,2 mil unidades, o equivalente a 14,44% sobre o mesmo período de 2018. Já se comparadas as vendas de março em relação a fevereiro houve retração de -5,05%, totalizando 2.950 unidades emplacadas. Na comparação com março do ano passado houve decréscimo de -0,84%. Os números nacionais também são positivos. No acumulado do ano houve alta de 13,42% na comparação com o ano passado. http://www.progresso.am.br/noticia/104587/venda-de-novos-veiculos-em-sc-fecha-com-altade-283--no-trimestre-calcula-fenabrave-sc Ficha Técnica Empresa: FENABRAVE Autor: Redação Estado: Disponibilização: 17/04/2019 Palavra Chave: FENABRAVE Arquivo Interno:

Categoria: Fenabrave Cidade: País: Tipo Veículo: Site


Clipping Atividade recua em março e não entusiasma em abril 8213962 - VALOR ECONÔMICO - BRASIL - São Paulo - SP - 17/04/2019 - Pág A2

Os indicadores coincidentes disponíveis para março sugerem que houve queda na produção industrial no mês, o que deve levar o setor a encerrar o trimestre em retração ante o trimestre anterior. Com isso, o Índice de Atividade Econômica do Banco Central (IBC-Br) também tende a fechar o período de janeiro a março em baixa, na margem. Nesse cenário, já há quem aposte em PIB negativo no primeiro trimestre e nem quem tem número positivo está otimista. https://www.valor.com.br/brasil/6215045/atividade-recua-em-marco-e-nao-entusiasma-emabril Ficha Técnica Empresa: FENABRAVE Autor: Redação Estado: SP Disponibilização: 17/04/2019 Palavra Chave: FENABRAVE Arquivo Interno:

Categoria: Fenabrave Cidade: São Paulo País: Tipo Veículo: Jornal

Profile for MCE Comunicação

Clipping Fenabrave - 17/04/2019  

Clipping Fenabrave - 17/04/2019

Clipping Fenabrave - 17/04/2019  

Clipping Fenabrave - 17/04/2019

Profile for mcepress
Advertisement