Page 1

Leitura de bordo

Edição 18

VOCÊ JÁ PAROU PARA BRINCAR? Aproveite o mês de outubro e faça dos brinquedos uma boa brincadeira

Cruzeiros Marítimos

Um verdadeiro mergulho na natureza com todo o glamour

Viveiro Manequinho LOPES

O lugar na cidade onde a primavera chega primeiro

e mais

> Concentre-se e melhore o seu desempenho > A rica cozinha espanhola


O melhor caminho da informação

EXPEDIENTE

Diretoria

Edição 18

M

Brinquedos, brincadeiras, muita tecnologia e trabalho sério.

ais do que uma oportunidade para consumir, o Mês da Criança pode ser um espaço para que os adultos possam refletir sobre o modo e a qualidade da relação que estabelecem com suas crianças. A responsabilidade de formar adultos equilibrados e comprometidos com suas comunidades é uma tarefa muito peculiar, onde, mais do que discursos, contam as ações que tomamos no nosso cotidiano.

Aproveitando que o assunto é qualidade de vida, lembramos que, nessa edição, levamos aos leitores uma das alternativas de turismo que mais têm crescido no mercado brasileiro: os Cruzeiros Marítimos. Muito mais acessíveis, as badaladas viagens têm sido alvo de diferentes promoções, permitindo que um enorme contingente de pessoas se permitam realizar o sonho de realizar esse verdadeiro mergulho na natureza, com todo glamour.

Um exemplo coerente com essa proposta é a reportagem sobre o trabalho desenvolvido pela ONG Trevo, que, através da coleta e reciclagem do óleo de cozinha, contribuiu duplamente para a qualidade de vida na cidade: promove a preservação do meio ambiente e garante uma renda de até 2 mil reais para 50 famílias no bairro da Mooca.

Para os nossos parceiros taxistas realizamos uma reportagem onde especialistas e também usuários falam sobre a importância crescente da tecnologia para proporcionar um maior nível de excelência na gestão do negócio táxi, aliada a uma melhor qualidade de vida para o motorista e seu passageiro.

Boa viagem e boa leitura. Os Editores

Adilson Souza de Araújo Davi Francisco da Silva Fábio Martucci Fornerón Isabella Basto Poernbacher (editora@portodasletras.com.br)

Redação Edição Waldir Martins MTB 19.069

Edição de Arte Flávio Francisco Rodrigues Reportagem Antônio Carlos Bento, Camila Silva, Miriam Nogueira, Miro Gonçalves, Pedro Junqueira, Valéria Calixto Colaboradores Fernando Lemos, Daniel Pulino, Fernanda Monteforte, Ivan Forneron e Vanessa Pereira Fotografia de capa Davi Francisco da Silva Fotografias Davi Francisco da Silva Ilustrações Vinicius Savron Designers estagiários Carolina Samoura e Rodrigo Souza Revisão Naira Uehara

Publicidade Diretor Fábio Martucci Fornerón Executiva de contas Maria Inês Ferreira

Assessoria jurídica

Paulo Henrique Ribeiro Floriano

Comercial

ESPAÇO DO LEITOR Comentários e sugestões sobre a Revista Táxi! e sua cidade

Suporte Administrativo Ana Maria S. Araújo Silva Mayara da Silva Dias Assinaturas e mailling (assinatura@portodasletras.com.br)

Impressão Parma

Tiragem

Pagamento com cartão

Prezado Pedro

Quando li a reportagem sobre o uso dos cartões como forma de pagamento das corridas, perguntei ao motorista do carro em que viajava se poderia fazer o pagamento dessa forma e ele respondeu que não. Acredito que essa poderia ser uma alternativa para popularizar os táxis na cidade. Pedro Correa

O segmento taxista tem apresentado um processo de evolução continuado, e o uso da tecnologia é uma ferramenta que a cada dia vai conquistando mais espaço junto aos profissionais do setor, mas é um processo ainda em andamento. A redação

20.000 exemplares Distribuição Gratuita edição 18, é uma publicação da Editora Porto das Letras Ltda. Redação, publicidade, administração e correspondência: Rua do Bosque, 896, casa 24, CEP 01136-000. Barra Funda, São Paulo (SP). Telefone (11) 3392-1524, Fax (11) 3392-5208. E-mail revistataxi@portodasletras.com.br. Proibida a reprodução parcial ou total dos textos e das imagens desta publicação, exceto as imagens sob a licença do Creative Commons. As opiniões dos entrevistados publicadas nesta edição não expressam a opinião da revista. Os anúncios veiculados nessa revista são de inteira responsabilidade dos anunciantes.


4

tÁxi! EDIÇÃO 18


sumário

Onde fica? Um desafio para testar os seus conhecimentos

Fique ligado Notas e notícias sobre a metrópole

Lá fora A diversidade ao redor do mundo

Paulistanos Uma história de reciclagem e qualidade de vida

capa 24 Bandeira Livre Cruzeiros Marítimos

Você já parou para brincar? Nesse mês de outubro, aproveite para ficar com suas crianças e transformar os brinquedos em boas brincadeiras.

15

Um verdadeiro mergulho na natureza com o máximo em conforto e glamour

20

6

tÁxi! EDIÇÃO 18

15

22

Concentre-se e melhore seu desempenho!

CAPA Você já parou para brincar?

São Paulo tem

24 28

O que vai agitar a metrópole nas próximas semanas

29

Suplemento Taxista

33

A hora e a vez da tecnologia

Taxi Cultura Mais informações e serviços para o taxista

O Vigilante Rodoviário

28

14

Qualidade de vida

Marcha a ré

São Paulo Tem

12

20

As melhores opções da capital Mundial da Gastronomia

Agenda

São Paulo: um mundo todo

10

São Paulo: um mundo todo

Viveiro Manequinho Lopes

Peixes e frutos do mar são as grandes paixões da cozinha espanhola

Viveiro Manequinho Lopes oferece mudas para quem deseja plantar uma árvore na sua casa

Bandeira Livre Um mergulho na natureza com todo o glamour

08

Horizonte vertical Histórias de uma São Paulo que ninguém vê

52 54 58


onde ? fica? Um desafio para testar os

seus conhecimentos

Promoção Vá ao Teatro

A Revista Táxi! quer que você vá ao teatro Os primeiros 10 leitores que identificarem a localização da foto abaixo ganharão um par de ingressos para o teatro. Sua resposta deverá ser enviada para o e-mail: redacao@portodasletras.com.br. O resultado sairá na próxima edição junto com os nomes dos ganhadores. Davi Francisco da Silva

Empurra-Empurra

O

imigrante italiano Victor Brecheret foi trazido pelos tios maternos para São Paulo, cidade onde o artista esculpiu seu nome no hall dos grandes escultores do Modernismo brasileiro. Brecheret responde pela criação de um dos maiores cartões-postais de São Paulo. O monumento mede 43 metros de comprimento por oito metros de largura e cinco de altura. As 37 pessoas esculpidas representam uma expedição de reconhecimento do território brasileiro e diversidade do povo paulista, formada por portugueses, índios, negros e mamelucos. Tamanha escultura levou 17 anos para ser construída. Entretanto, algumas pessoas não respeitam a obra do italiano modernista e sem qualquer cuidado ou zelo pelo bem público escalam a obra, sem nem ao menos retirar seus sapatos. Um verdadeiro crime.

Promoção Vá ao Teatro Avenida Doutor Arnaldo, Rebouças, Paulista e Rua da Consolação. “Caminhos” de Lílian Amaral e Jorge Bassani representa a gigantesca gama de destinos da metrópole e para consolidar seu significado, a obra foi instalada próxima aos destinos mais procurados do centro de São Paulo, na Praça Marechal Cordeiro de Farias.

Veja o nome dos ganhadores da 17ª edição a seguir: 1. Patrícia Limeira 2. Antônio Carlos Marcheti 3. José Luis dos Anjos 4. Wagner Prado 5. Tatiana Zolli 6. Regina Virgínio 7. Paola Silveira 8. João Carlos Ribeiro 9. Adriano Camargo 10. Claudia Peralva

8

tÁxi! EDIÇÃO 18


A

29ª edição da Bienal de Artes de São Paulo traz diversas novidades. A primeira é que as exposições não se concentram apenas nas artes plásticas. Dança, cinema e teatro compartilham o espaço com quadros e esculturas de artistas brasileiros e latino-americanos.

N

A

Nove jardins compõem a mostra, que tem como tema a alimentação do corpo ou do espírito. Os franceses Louis Benech e Florence Mercier e os artistas brasileiros Ernesto Neto, Daisy Cabral e Beatriz Milhazes são alguns nomes que assinam os mais novos jardins do parque. A exposição é gratuita. tÁxi! EDIÇÃO 18

Em entrevista para o Estado de São Paulo, o curador-chefe da mostra, Moacir dos Anjos, afirmou que o objetivo desta edição é “mostrar tudo aquilo que nos ajuda a pensar o mundo de hoje”. Desta maneira, trechos de poesia se fazem presentes assim como a política também está representada na exposição. A Bienal de Artes fica em cartaz no Parque do Ibirapuera até 12 de dezembro e a entrada é gratuita. Albano

Dia Mundial sem Carro?

em uma campanha internacional faz o paulistano deixar o carro em casa e aderir ao transporte público da cidade. No Dia Mundial sem Carro, comemorado em 22 de Setembro, a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) registrou pico de 112 quilômetros de congestionamento e médias que ficaram um pouco abaixo do trânsito cotidiano. Pela manhã, por exemplo, o trânsito atingiu 75 quilômetros, enquanto o normal é 77 quilômetros de engarrafamento.

primavera 2010 será mais sofisticada e florida. O Museu de Arte Moderna de São Paulo promove o Festival de Jardins, exposição que faz parte do Festival Internacional de Jardins de Chaumont-sur-Loire, um dos mais importantes eventos de paisagismo no mundo. É a primeira vez que o festival francês será realizado em outro país. A mostra, aberta ao público desde 22 de setembro, ficará em exposição até 31 de dezembro.

10

Três meses de arte

O Dia Mundial Sem Carro foi criado na França, em 1990 e tem por objetivo de desmotivar o uso do automóvel como meio de locomoção, reduzindo a emissão de gases do efeito estufa.

Empresas conectadas

M

ais de 90% das empresas atuantes no Brasil têm perfis no Twitter, Facebook ou Orkut. O país divide com a Espanha e a Índia as maiores porcentagens de empresas com perfis virtuais, de acordo com uma pesquisa realizada por uma fabricante de softwares. A pesquisa apontou que 58% das empresas têm clientes que exigem páginas das empresas nas redes sociais. Mas esta adaptação é bem proveitosa para as instituições, pois nove em cada dez companhias lucram com seus perfis, agilizando a realização de novos negócios.

Albano

Douglas Garcia

Mais flores no Ibirapuera

Notas e notícias sobre a metrópole Empezar de Cero - Creative Commons

Fique ligado


UETOOTH é um tipo de conexão sem fio para uso em dispositivos como telefones celulares, gps, notebooks, impressoras e câmeras fotográficas. Com ela, é possível a comunicação entre 2 dispositivos para troca de informações, como imagens, arquivos de músicas ou mesmo usar da funcionalidade de viva-voz. Essa Tecnologia usa uma frequência de rádio de curto alcance e normalmente vem desabilitada nos dispositivos por serem pouco seguras. Para um dispositivo ser “reconhecido” por outro é preciso habilitar a função BlueTooth.

Twitter “ www.twitter.com ” é uma ferramenta de muito sucesso no mundo todo. Agindo como um microblog, permite que as pessoas expressem seus pensamentos e idéias em mensagens de até 140 caracteres. Várias outras ferramentas e sites estão surgindo ao redor do Twitter. Nesse universo, um muito interessante é o

“ www.followerwonk.com ”, onde você informa algumas palavras ou assuntos que te interessam e ele retorna todos os usuários do Twitter que tenham essas palavras no seu perfil. Assim, você consegue identificar rapidamente pessoas ou projetos interessantes a serem “seguidos” no Twitter.

Novidade

N

esse ano de 2010, a Tecnologia avançou muito na área da terceira dimensão. Mas o foco tem sido nas imagens em 3D. Uma novidade agora é a Tecnologia BINAURAL, que tem a idéia de trazer o universo do 3D para o áudio. É uma técnica de gravação interessante, que recria o efeito do som ambiente com dois microfones acoplados à cabeça de um manequim, na posição das orelhas (por isso do nome). E depois de gravado, o som quando é reproduzido, passa a sensação exata do som ambiente.

O melhor caminho da informação

Divulgação

O

Divulgação

Site legal

Anuncie!

B

A cada edição, São Paulo acontece nas páginas da

Conceito

Divulgação

O consultor Fernando Lemos dá dicas e orientações para que você possa aproveitar o melhor da tecnologia

REVISTA

www.twitter.com/tecnoparatodos

Fone: (11)3392-1524 publicidade@portodasletras.com.br


REVISTA

O melhor caminho da informação

Lá fora

assinatura pelo e-mail:

M

anel Torres, cientista e estilista espanhol, quer revolucionar o mundo da moda. Em parceria com Paul Luckan, especialista em tecnologia de partículas do Imperial College London, Torres criou um tecido aerosol. Quando borrifado sobre a pele, o tecido seca instantaneamente, formando a nova peça de roupa, que poderá ser lavada e vestida outras vezes. O projeto denominado Fabrican Spray-on permite que o cliente renove o guarda-roupa e também os móveis de casa, já que o produto pode ser aplicado sobre móveis e cortinas também. Torres garante que o cliente ainda pode utilizar vários tipos de texturas e de fibras, como linho, lã e acrílico.

Marco Gomes

assinatura@portodasletras.com.br

Roupa do Futuro

Imperial College of London // Caroline Pew

Solicite sua

Notas e notícias ao redor do mundo

Gordon Murray

Além da moda e decoração, o Fabrican Spray-on poderá ser utilizado para curativos médicos.

Incentivo aos criadores

Q 10 edições R$ 65,00 a vista ou em 3x de R$ 27,00

www.portodasletras.com.br 12

tÁxi! EDIÇÃO 18

uer ganhar U$ 30 milhões? Basta ter uma boa equipe e ser o primeiro a enviar um carrinho de controle remoto para a Lua. Os Estados Unidos voltaram a financiar a criatividade de cientistas, para que estes criem projetos inovadores. No caso do carrinho, o objetivo é criar um mini veículo que explore a superfície lunar. No início do mês de setembro, três equipes dividiram o prêmio de U$ 10 milhões por inventar um automóvel que percorre 100 milhas por galão ou equivalente. A prática de incentivar a criatividade dos cientistas começou em 1714, em Londres. Um dos nomes consagrados pelas premiações foi Thomas Edison, o criador da lâmpada elétrica, do fonógrafo e da máquina de cinema.

Combate ao engarrafamento

E

m 1908, Henry Ford causou uma revolução no mercado automobilístico com a criação do Ford T, o primeiro carro de valor acessível do mundo. Mais de 100 anos depois, Gordon Murray, exprojetista da Mclaren, agora quer criar uma revolução no congestionamento das grandes cidades. O T25 é compacto e ecológico. Construído com materiais reciclados, o carrinho ocupa um terço do espaço ocupado por carros convencionais em estacionamentos e metade do espaço ocupado nas vias. Embora compacto, o projeto comporta o motorista e mais dois passageiros. A criação de Murray também traz o design da Fórmula-1 para as ruas da cidade. O T25 não tem portas. Para entrar no carrinho é preciso erguer a cabine do motorista, assim como nos modelos que disputam a corrida.


Paulistanos

Por Camila Silva Davi Francisco da Silva

Os negócios verdes Além de contribuir para a melhoria do meio ambiente, a ONG Trevo garante geração de renda para 50 famílias no bairro da Mooca.

O convite de um amigo, somado à dificuldade de encontrar um emprego, foram os marcos iniciais que fizeram com que o jovem nascido na Vila Zelina, Zona Leste de São Paulo, descobrisse nesse processo de reciclagem uma maneira de não necessitar do auxílio financeiro do pai. O óleo recolhido nas residências se transformava em sabão. “Na época eu comecei a prestar atenção. Na época, ninguém falava que seria um bom negócio, mas pensei: ‘vou encarar esta, vou ver no que vai dar’”, relembra Costacoi. Depois de um período de sucesso, quando chegou a ter 18 Kombis para coleta e grande atuação na cidade, o sonho da adolescência chegou ao fim: problemas financeiros fizeram com que o jovem empresário e seu sócio fechassem as portas no ano de 1992.

Oportunidade de trabalho e renda para a comunidade Contudo, a paixão pelo trabalho continuou presente e terminou por envolver também sua família. Desse modo, no ano de 2007, em parceria com seus dois irmãos João Alberto e Ricardo, o ambientalista fundou a ONG Trevo. Localizada no coração do Bairro da Mooca, no número 690 da avenida Henry Ford, a instituição tem como 14

tÁxi! EDIÇÃO 18

proposta levar para a comunidade uma nova e rentável alternativa de trabalho. Focado na coleta, tratamento e comercialização de óleo usado em residências e restaurantes, o trabalho realizado pela Trevo, gera emprego direto para 50 famílias, que conseguem um ganho mensal de aproximadamente R$ 2 mil. O sucesso da iniciativa é resultado de uma parceria com a Sabesp, que possibilitou a instalação de pontos de coleta em lugares estratégicos pela cidade.

Compromisso com o resultado Entretanto, nem tudo são flores no dia a dia dos participantes do projeto. “É um trabalho árduo. Entrar em prédios e condomínios hoje em dia, por questão da segurança, é super difícil; carregar uma bomba enorme de óleo

nas costas não é para qualquer um, as pessoas têm que ter disposição”, comenta o diretor da instituição. Mesmo com a rotina intensa de trabalho, Roberto Costacoi não desanima. Inspirado por países como a França, Alemanha e Japão, onde nenhum litro de óleo é despejado diretamente na natureza, Costacoi sonha com o dia em a qualidade da água permita a reprodução de peixes nos rios, para que ele possa fazer o seu hobby preferido: pescar.

Confira os pontos de entrega de óleo em: www.trevo.org.br Márcio Garcia

V

ocê sabia que um litro de óleo despejado no ralo contamina até 20 mil litros de água? Roberto Costacoi também não imaginava o tamanho do dano que um simples litro de óleo é capaz de provocar no meio ambiente, quando iniciou, aos 17 anos, a coleta desse aparentemente inofensivo ingrediente de cozinha.


Divulgação Costa Cruzeiros

Bandeira Livre Suplemento Turismo

Cruzeiros Marítimos Roteiros e Diversão Pacotes acessíveis para os mais diferentes gostos e bolsos

Escolha certa Dicas para a escolha do seu pacote

Mercado em expansão

Um número recorde de transatlânticos estará percorrendo as costas brasileiras

tÁxi! EDIÇÃO 18

15


Divulgação MSC Orchestra

Cruzeiros Marítimos Um verdadeiro mergulho na natureza com o máximo em conforto e glamour

N

16

Resorts flutuantes

a hora de preparar o roteiro de viagem diversas questões passam pela cabeça do futuro viajante: onde se hospedar, onde comer, programas e atrações para adultos e crianças, como encontrar melhor alternativa de transporte e muitas outras. Ao decidir-se por realizar um cruzeiro marítimo, o consumidor abre a possibilidade de contratar um pacote capaz de oferecer alternativas para todas essas questões.

Piscinas, quadras, academias, teatros, cassinos, restaurantes, pistas de dança e de corrida, palcos com shows diários. Ao participar de um cruzeiro o turista encontra uma enorme infraestrutura, normalmente suportada por um serviço profissional e eficaz. Outro diferencial que os cruzeiros oferecem aos seus passageiros é a possibilidade de, em uma única viagem, conhecer diferentes e belas praias.

Preocupado com o preço? Relaxe. O mito que realizar um Cruzeiro é apenas para pessoas endinheiradas não corresponde mais à realidade desse segmento. A cada dia surgem novas alternativas de roteiros acessíveis para os mais diferentes gostos e bolsos. Além disso, as agências de viagens têm oferecido diversas facilidades com o objetivo específico de conquistar mais clientes.

Segundo Francisco Ancona Lopez, consultor de marketing da Costa Cruzeiros, a proposta das empresas de cruzeiro é oferecer ao passageiro um pacote capaz de suprir todas as suas aspirações. “Ele vai encontrar excelente atendimento, música ao vivo, lounge, rampa, artistas nacionais e internacionais, trabalho de recreação para crianças e adultos, sempre oferecido por uma equipe especializada”.

tÁxi! EDIÇÃO 18

Divulgação Costa Cruzeiros

Por Waldir Martins


Divulgação MSC Orchestra

Além de uma incrível estrutura, com piscinas, academias, teatros e até cassinos,os modernos transatlânticos oferecem ainda uma diversificada programação de festas, shows e espetáculos.

Um turismo ao gosto do brasileiro

car algumas das alternativas disponíveis para a temporada 2010/2011. É possível encontrar roteiros sobre arte, fitness, qualidade de vida, gastronomia e muitos outros. Isso sem contar os realizados por grupos profissionais ou ainda aqueles exclusivos com artistas como Roberto Carlos e a dupla Zezé de Carmargo e Luciano.

A ampliação das alternativas de roteiros de curta duração, os chamados minicruzeiros, viagens de apenas dois ou três dias, que garantem custos bem mais acessíveis para os consumidores, aliada à continuada desvalorização do dólar frente ao real, são apontados por especialistas como dois fatores determinantes no processo de consolidação dos cruzeiros marítimos entre nós.

Divulgação

Para o consultor da Costa Cruzeiros, os minicruzeiros são uma alternativa indicada para quem irá realizar sua primeira viagem em um transatlântico. “A pessoa que participa pela primeira vêz entra em contato com um universo novo e, ao realizar uma viagem de curta duração, pode avaliar as vantagens dessa opção de turismo. Importante dizer que aproximadamente 90% das pessoas que realizam o seu primeiro cruzeiro retornam para uma segunda viagem”, ressalta Ancona.

A designer de interiores Solange Tinelli é um exemplo de consumidora que adentrou a um cruzeiro por conta de sua especificidade temática. “Na verdade o pacote surgiu através de um grupo de profissionais da área de design. Através destes amigos é que eu tive conhecimento da viagem. Passamos cinco dias no navio MSC Orquestra. Embarcamos em Santos, fomos para Ilha Bela, Búzios e voltamos para Santos”, conta a profissional.

Diversão e diversidade Além dessas vantagens, o setor vem apostando na diversidade na hora de disponibilizar os roteiros como estratégia para popularizar a atividade. Isso pode ser confirmado ao verifi-

A designer Solange Tinelli à bordo do MSC Orchestra

Contudo, segundo Tinelli, além desse interesse inicial, a própria mística que envolve realizar uma viagem em um transatlântico de luxo também mobiliza as pessoas. “Claro que tem também esse glamour, essa coisa que gira em torno de uma viagem como essa. E isso é real, você desfruta desse glamour, desse conforto. Mas, de tão à vontade que você fica dentro do navio, tudo acaba acontecendo de uma forma simples, com muita naturalidade”.

O trabalho em alto mar Trabalhando na área de marketing de uma confecção voltada para o desenvolvimento de trajes para atletas de alto desempenho, a jornalista Bruna Caires também terminou por ter que enfrentar sete dias no mar em um cruzeiro temático. Adorou a experiência por completo. “Viajei no navio Costa Mágica, na primeira viagem que ele fez pela costa brasileira. Saímos de Santos, fomos até o Rio de Janeiro, subimos para Salvador, Ilhéus, voltamos para Ilha Bela e finalizamos em Santos. Foi uma das experiências mais incríveis da minha vida. O mar é muito bonito. Eu simplesmente amei, o navio é maravilhoso, o atendimento é incrível. Tudo é maravilhoso”, relata emocionada.


De acordo com informações da Associação Brasileira de Cruzeiros Marítimos – Abremar, as expectativas para a temporada de 2010 são excelentes, com a confirmação de diversos novos roteiros, além de cinco navios de bandeira internacional que virão pela primeira vez ao País. Simultaneamente, outras 20 embarcações estarão navegando pela costa brasileira - dois a mais que na temporada passada. A expectativa da Abremar é que cerca 886 mil cruzeiristas aproveitem os mais de 400 roteiros que irão percorrer 21 cidades do litoral brasileiro até maio do ano que vem, número que corresponde a um crescimento de 23% sobre a temporada 2009/2010. Nem mesmo a crise financeira internacional conseguiu estancar essa tendência de alta do segmento. A temporada de Cruzeiros 2009/2010 registrou crescimento de 38% sobre a anterior (2008/2009) que teve mais de 520 mil passageiros. Foram 407 atracações em 21 portos nacionais ao longo de quase sete meses.

Turismo e desenvolvimento

Divulgação MSC Orchestra

Tal volume de passageiros tem representado um significativo incremento nas economias das cidades onde as embarcações fazem escala. De maneira geral, durante a temporada, os cruzeiros são responsáveis por um crescimento de até 40% em atividades como varejo, alimentação, entretenimento e transporte.

18

tÁxi! EDIÇÃO 18

Para uma cidade como Ilha Bela/SP, que tem toda sua economia voltada para o turismo, esse aumento é fundamental, conforme declara Yuri Tomanik, assistente do receptivo da Secretaria de Turismo da cidade. “A presença dos Cruzeiros Marítimos é fundamental para a economia da cidade. Os setores que mais se beneficiaram foram os receptivos turísticos (jipes, lanchas, vans) e o comércio do centro histórico (lojas e restaurantes). Em média, cada turista gastou U$ 65,00 na cidade”, relatou. Além do consumo provocado pelos turistas, os navios também repõem muitos dos insumos, o que favorece ainda mais a realização de negócios e contribui para a geração de novos empregos, principalmente em cidades maiores Divulgação Costa Cruzeiros

Mercado em expansão

como Santos/SP. “A temporada de cruzeiros trouxe um número expressivo de turistas, muitos dos quais sem intenção anterior de visitar a cidade. A receita gerada por esta temporada de cruzeiros foi da ordem de R$ 230 milhões e houve a criação de 1.100 postos diretos de trabalho, além de 8 mil indiretos”, comemora Wânia Seixas, Secretária de Turismo de Santos.

Cuidados para evitar frustrações Mas é importante que você adote cuidados para que as planejadas e tão desejadas férias não se tornem uma frustração. Segundo Paulo Gustavo Cortez, da Nornan Tur, agência especializada na realização desse tipo de pacote, um erro muito comum, principalmente entre os “marinheiros de primeira viagem” é não ficar atento aos detalhes do pacote que está adquirindo. E os resultados podem ser constrangedores. “É preciso verificar o que está incluído e o que não está incluído no seu pacote. As empresas oferecem diferentes alternativas e o consumidor tem que estar atento. Nos navios que não oferecem bebidas inclusas no pacote é preciso verificar se existem pacotes de bebidas para se comprar à parte. Além disso, é fundamental certificar-se sobre o tipo de cabine você está escolhendo, se é interna, externa, externa com varanda, suíte e suíte com varanda e, principalmente, sua localização dentro do navio”, ensina o executivo da Norman Tur.


Os navios possuem lojas do tipo “free shop”. Os preços podem valer à pena. Kit medicamentos Leve uma farmácia básica consigo. Existem médicos e farmácia à bordo, mas o preço dos medicamentos é bem alto. Não esqueça: saltos muito altos e excessos na hora de comer e beber podem provocar enjôos.

Escolha sua turma Escolha um cruzeiro que se encaixe no seu perfil. Para quem gosta de música Axé, participar de um cruzeiro voltado para designers e decoradores pode ser um mico. E vice versa. Saiba escolher a sua turma. Planeje com antecedência Pesquise sempre e bastante. A web é uma importante aliada. Quando for falar com o seu agente leve o que pesquisou e faça com que ele apresente alternativas interessantes. Confira se a operadora ou agência tem cadastro na Embratur ou é membro da Abav – Associação Brasileira de Agências de Viagem.

Protetor solar

Taxas portuárias Elas variam de acordo com o cruzeiro e é importante que façam parte do pacote que você está adquirindo. Transporte até o navio Vale chamar os parentes e amigos. Assim, além de poder se despedir, poderá contar com uma carona. Se for sozinho não se esqueça de verificar os traslados oferecidos pelas empresas. Bebidas

Custo x benefício

Divulgação MSC Orchestra

Compare os preços entre as agências não só para descartar aqueles produtos muito caros, mas também para desconfiar daqueles muito baratos.

Verifique se o seu pacote inclui o consumo de bebidas. Elas são cobradas em dólar e podem ter preços indigestos. Além disso, não é permitido levar bebida à bordo. Se forem encontradas serão confiscadas.

Boa parte das áreas comuns do navio é ao ar livre, portanto cuide da sua pele. Cartões de Crédito Você só vai precisar de dinheiro se desembarcar do navio. No mais poderá pagar todas as despesas com cartões. A maior parte das embarcações não aceita cheques. Equipamentos eletro-eletrônicos Cuidado ao ligar equipamentos nas tomadas. Pode haver diferença na voltagem disponível nos navios que vêem da Europa ou Caribe. Fale com o mundo Verifique as tarifas para uso de telefones e internet. Nos portos pode ficar mais barato falar ao celular.

Divulgação MSC Orchestra

Divulgação Costa Cruzeiros

Veja a seguir algumas dicas e cuidados fundamentais para que você possa escolher um pacote dentro do que você busca, com o navio adequado ao seu perfil, no valor e formas e pagamentos que caibam no seu bolso e destinos e portos de acordo com a sua expectativa. Fique de olho.

Hora das compras

Divulgação MSC Orchestra

Faça a escolha correta


Fotos: Divulgação - Restaurante Arábia Divulgação Los Molinos

O fattouch com chá hortelã é um exemplo da enorme variedade de opções da gastron

A Paella é um dos pratos mais conhecidos no mundo.

São Paulo:

um mundo todo Por Camila Silva

La rica cocina española Peixes e frutos do mar são grandes paixões dos adeptos desta culinária tão cosmopolita.

L

ocalizada na Península Ibérica, a Espanha sofreu no decorrer da sua história invasões de vários povos, como os romanos, fenícios e árabes, que terminaram por deixar na sua gastronomia o costume de consumir pão, azeite, vinho, arroz, açafrão, canela, alho, noz moscada, entre outros. “A culinária espanhola é composta de diferentes tipos de pratos devido à sua grande variedade geográfica, cultural e climática”, define a chef Talita Leite Martin. Contudo, apesar de ser uma cozinha composta por diferentes tipos de pratos, a principal característica da mesa ibérica vem do mar. “A comida espanhola é fortemente influenciada pela variedade de frutos do mar disponíveis nas águas em volta do país. Vale lembrar que atualmente a Espanha é o segundo maior consumidor de peixes do mundo, atrás apenas do Japão”, continua Martin. 20

tÁxi! EDIÇÃO 18

La conocida Paella Por volta dos séculos XVI e XVII, os camponeses da região de Valência, em uma panela redonda ampla e rasa, juntavam arroz, azeite, sal, coelho ou pato selvagem, camarões, caracóis nativos e legumes para preparar aquele que se tornou o prato espanhol mais conhecido no mundo: a paella.

“A boa paella tem que ter equilíbrio” Fábio Benedetti Prato festivo, que os espanhóis saboreiam em batizados, casamentos, feriados religiosos e fins de semana, a paella exige uma seleção rigorosa de cada um dos seus ítens. Para o chef Fábio Benedetti, do restaurante Paellas Pepe, o segredo está na

dose certa dos ingredientes. “A boa paella tem que ter equilíbrio; o arroz deve ser soltinho e úmido, além de ter ponto certo do sal. Nada pior que uma paella sem sal, ou salgada”, afirma o chef.

Mucho más que la paella Mas nem só de paella vive a cozinha espanhola. “É uma culinária com bastante sabor, bem temperada, como o tradicional presunto Jamón Serrano, uma particularidade que todo mundo reverencia”, afirma chef Flávio Miyamura, responsável pelo restaurante Eñe. Outros pratos que fazem a cabeça dos paulistanos são o leitão crocante, as tapas, que são tira-gostos que podem ser servidos frios ou quentes antes das refeições, e ainda as vieiras com purê de batata e espuma de salsinha. E as referências da sobremesa são os churros com creme catalão.


Divulgação Don Pepe

O Chef Fábio Benedetti do Paella Pepe. À direita o Creme de Cará com Jamón.

Fruto das oliveiras

Sangria

O azeite de oliva dá o toque saudável na cozinha espanhola. Saladas, molhos, assados, frituras e até doces. Quase todos os pratos recebem um fio de sabor desse que é um dos principais ítens de exportação do país.

Todo bom prato pede um acompanhamento à altura, cargo geralmente ocupado pelo vinho. Na Espanha, a melhor e mais conhecida bebida espanhola é ideal também para o clima tropical do Brasil. “A sangria é uma bebida típica da Espanha, elaborada com um pouco de vinho tinto, um pouco de vinho espumante, que lá geralmente usam cava, e frutas. É uma bebida muito refrescante e que é ideal para acompanhar as tapas”, define Miyamura. “É uma coisa muito tradicional e muito típica deles. Cada um tem a sua receita e a sua porcentagem de vinho. Acho que a sangria na Espanha seria a nossa caipirinha”, finaliza o chef. Divulgação

Divulgação

Atualmente a Espanha produz cerca de 800 mil toneladas de azeite de oliva, produto extraído das 190 milhões de oliveiras plantadas no país e que representam 25% do cultivo mundial. O fato faz dos espanhóis os maiores vendedores de azeite de oliva, uma refinada iguaria que conquistou paladares em mais de 100 países dos cinco continentes.

Onde Comer

Don Curro

Rua Alves Guimarães, 230 - Pinheiros Tel.: (11) 3062-4712 www.doncurro.com.br

Don Mariano

Rua João Cachoeira, 178 - Itaim Tel.: (11) 3079-5964 www.donmariano.com.br

Maripili

Rua Alexandre Dumas, 1152 Chacara Sto Antonio Tel.: (11) 5181-4422 www.maripili.com.br

Paellas Peppe

Rua Bom Pastor, 1660 - Ipiranga Tel.: (11) 3798-7616 / 2843-0642 www.paellaspepe.com.br

Eñe Restaurante

Rua Dr. Mario Ferraz, 213 Jd. Europa Tel.: (11) 3816-4333 www.enerestaurante.com.br

Los Molinos

As deliciosas croquetas de carne de sol e o conhecido gazpacho, uma sopa fria de tomate e pepino.

Rua Vasconcelos de Drummond, 526 Ipiranga Tel.: (11) 2215-8211 www.losmolinos.com.br tÁxi! EDIÇÃO 18

21


de vida

Juliana Coutinho

Qualidade Concentre-se e melhore seu desempenho! Manter o foco naquilo que está realizando é fundamental para alcançar objetivos

Trabalhe com satisfação onde quer que você esteja Não é por acaso que acompanhamos relatos de executivos que ficam enclausurados por mais de 12, 14 ou 16 horas em empresas, em prejuízo não apenas do seu tempo, mas principalmente das suas necessidades e aspirações pessoais. Além disso, boa parte das vezes, totalmente insatisfeitos com sua performance e com os resultados dos projetos realizados. Situações como estas, quando recorrentes, são capazes de gerar um alto nível de stress. Nada contra dedicar um maior tempo a uma atividade, desde que essa seja uma escolha pautada na motivação e não por falta de organização pessoal.

Aproveite seu tempo Se aprimorar sua capacidade de concentração, você poderá aproveitar bem melhor o seu tempo, desenvolver alta performance e vislumbrar novas oportunidades. Entretanto, é fundamental que jamais subestime suas necessidades essenciais. Uma má alimentação, o sedentarismo e 22

tÁxi! EDIÇÃO 18

o descanso inadequado constituem grande ônus para a saúde e para os relacionamentos, inibindo o progresso pessoal e deixando sua mente mais instável. Concentre-se, aproveite melhor o seu tempo e viva com mais plenitude.

Divulgação

Fernanda Monteforte é consultora de qualidade de vida e há mais de 10 anos ministra aulas do Método DeRose. Informações: Tel.: 4125-6658. fernanda.monteforte @metododerose.org

Otubo

V

ocê já percebeu que quando temos algo por fazer, uma decisão a tomar ou problema a ser resolvido, enquanto não começamos a agir, tendemos a conferir ao assunto uma dimensão maior do que a real? Normalmente esses debates internos que inibem a capacidade de ação, são reflexos da dispersão. Isso normalmente ocorre quando não conseguimos estabelecer nossas prioridades e focar a atenção. Se dispersos, levamos muito mais tempo para concluir uma empreitada e, o pior disso tudo, é que permanecemos com aquela pedrinha rolando no sapato, gerando desconforto, sorvendo energia e queimando os nossos valiosos momentos de descanso e lazer.

Por Fernanda Monteforte

Acompanhe algumas dicas:

1. Estabeleça suas prioridades; 2. Evite dispersar tempo divagando e

comece a agir logo;

3.

Seja constante no que faz e exigente com si próprio;

4.

Sempre que possível, finalize as tarefas pendentes; seja constante no que faz e exigente com si próprio;

5. Coloque a atenção naquilo que

realiza; focado no momento presente, atenuam-se as preocupações, ansiedades e lembranças;

6. Seja disciplinado e descontraído; 7. Arrisque, só acerta quem erra. Não se

deixe tolher pelo medo;

8.

Capriche. Faça do momento presente sua matéria prima para um futuro de sucesso.


Davi Francisco da Silva

Você já parou para brincar? Cada vez mais ativas como consumidoras, nesse mês de outubro as crianças podem ter uma ótima oportunidade para aprender transformar os brinquedos em boas brincadeiras

Nessa batida, o ato de brincar, fundamental no processo de descoberta e inserção no mundo por parte das crianças, cada vez mais vai sendo alienado dos seus pequenos protagonistas. As brincadeiras vão perdendo o seu caráter lúdico e se transformam em qualquer outra coisa: atividade, aprendizado, preparação para o mundo do trabalho, lição, tarefa e 24

tÁxi! EDIÇÃO 18

mais uma série de atribuições que deixaram de ser “apenas” brincadeira, para se tornar parte de um mundo de compromissos e avaliação de desempenho.

O perigo de brincar de consumir Logo após aprenderem articular as primeiras palavras, as crianças já começam a manifestar seus desejos de consumo e qualquer saída de casa implica em ouvir expressões como “compra”, “me dá”, “eu quero”, “todos os meus amigos têm” e muitas outras. E o quadro geral preocupa, pois, desse contexto, onde o ato de consumir passa a ser a atividade que mais mobiliza as crianças, resulta uma situação bastante peculiar: o aumento exponencial de crianças que têm a sua infância reduzida é acompanhado pelo crescimento no número de

adultos infantilizados e tomados pela compulsão em consumir. Davi Francisco da Silva

I

nserido em um tempo que supervaloriza as ações práticas e utilitárias, o homem moderno vai perdendo contato com o prazer descompromissado de simplesmente brincar. Essa busca por resultados, que norteia todas as ações no mundo adulto, vai também, e de forma inexorável, ocupando o cotidiano das crianças que, via de regra, passam a se comportar como adultos em miniatura e, o pior, isso bem antes da hora.

Por Waldir Martins


Divulgação

“Um bom brinquedo é aquele que não induz a uma única forma de brincar” Luciana Fevorini A vida que chega pela televisão e web

Negociar e estabelecer limites

Para enfrentar essa situação, pais e mães têm se apoiado em diferentes estratégias, em um processo intenso, mas que, segundo Regianne, não precisa ser ruim. “Às vezes os adultos perdem as oportunidades que a relação com os filhos oferece, como se apenas brincar fosse pouco, e não é. Sentar para brincar ou mesmo fazer um bolo, podem ser oportunidades para ótimas brincadeiras. Além disso, estabelece vínculos e estreita a relação. A gente sempre pensa que conhece os filhos, mas eles são uma surpresa constante, como nós também já fomos”, ensina. Nesse universo de acordos, conversas, regras e negociação, tudo vale para garantir e preservar a integridade dos pequenos. “Às vezes estamos no shopping, ela quer entrar na loja de brinquedos; eu digo que é entrar apenas para ver, porque não tenho dinheiro. Se comprar apenas porque os outros têm, termina por não dar valor”, argumenta Érika Borges, mãe da Letícia, de sete anos e do Gustavo, com dois anos.

Fernanda Grandino

Angela Cristina Hossaka, mãe do Pedro, com seis anos de idade e da Ana, com quatro anos, confirma os problemas resultantes dessa luta desigual. “Basta ficarem na frente da televisão que já começa: ‘Mãe, mãe, mãe, vem ver, vem ver, vem ver, rápido!’, para mostrar qual é o brinquedo que eles querem e que estão anunciando. A toda hora é um brinquedo diferente. Ao mesmo tempo que eles querem tudo, ficam cinco minutos com o brinquedo, brincou uma vez e perdeu o encanto. Aí é outro brinquedo, não dá”, reflete Hossaka.

Davi Francisco da Silva

Cada vez mais o processo de formação e socialização das crianças vem ganhando novos contornos, com a inserção de outros atores sociais. Entre esses novos elementos, a televisão e a internet cumprem um papel decisivo e é preciso entender sua interação com o mundo infantil para estabelecer limites. A chegada de datas especiais, como o Dia da Criança e Natal, abrem espaço para que um verdadeiro bombardeio publicitário abata sobre as crianças. A televisão ainda é o veículo mais utilizado. “Não se trata de ser contra o consumo, afinal não existe vida sem consumo. Todo mundo tem que se vestir, se alimentar, se divertir; o problema surge quando esse consumo assume um espaço desproporcional na vida das pessoas, principalmente quando se trata de crianças”, afirma a psicóloga Cláudia Reggianne, mãe de Ana, uma adolescente de 15 anos, e professora da pré-escola do Clube Atlético Pinheiros.

Essa situação tem sido enfrentada na prática pela fonoaudióloga Maira Lima, mãe de Rodrigo, de cinco anos e Roberto, com oito anos, mas não sem dificuldades e alguns conflitos. “A televisão apresenta os brinquedos e em casa nós tentamos dar uma norteada. Definimos o que achamos legal e o que não achamos legal. Tentamos fazer uma mediação, mas é difícil”, relata Maira.

As atividades lúdicas são fundamentais para o desenvolvimento da criatividade.

Marcos e Maira Lima, com os filhos Rodrigo e Roberto depois de comprarem os presentes.

tÁxi! EDIÇÃO 18

25


Davi Francisco da Silva

O que realmente importa em um brinquedo é sua capacidade de estimular a criatividade das crianças.

Para as orientadoras educacionais do Colégio Equipe de São Paulo, Ana Marotto e Luciana Fevorini, o faz de conta também está presente dentro da prática pedagógica, como uma ferramenta para um desenvolvimento equilibrado. “É comum na brincadeira do faz de conta a criança repetir, para seus brinquedos ou companheiros, frases e comportamentos que seus pais, irmãos ou mesmo professores fazem ou falam para ela. Esse momento também é importante para o desenvolvimento afetivo e da personalidade. Envolvida com outras crianças ela desenvolve a capacidade de negociar, assumir papéis e ainda abrir mão das suas próprias vontades”, ressaltam.

A importância do “faz de conta” Nesse embate entre o mundo dos desejos infantis e a inserção no mundo adulto, a psicopedagoga e psicanalista infantil Deborah Ramos, destaca a importância do espaço da imaginação e do faz-de-conta, primordiais no desenvolvimento da criança. “O faz de conta é uma atividade de grande complexidade, que desencadeia a imaginação criadora da criança. Através desta brincadeira ela pode reviver situações que lhe causam excitação, alegria, medo, tristeza, raiva e ansiedade. Neste espaço mágico, ela pode expressar e trabalhar fortes emoções, que muitas vezes são difíceis para ela suportar”, informa.

26

tÁxi! EDIÇÃO 18

Divulgação

Acostumada a lidar com o universo infantil, a professora Naira Uherara, mãe de Lucas, com oito anos, destaca a importância de mostrar de forma concreta a diferença entre o brincar e o consumir. “Na hora de arrumar o quarto, vamos separando e revirando a caixa de brinquedos. Enquanto fazemos isso vou mostrando como ele deixou de lado todos os brinquedos. E mostro a ele que o prazer da hora da compra é maior que o brinquedo. E vou exemplificando em todos os brinquedos. Isso é rotina em casa, da mesma maneira que outros temas como sustentabilidade e reciclagem”, relata.

Deborah Ramos, psicopedagoga e psicanalista.

O que seria um bom brinquedo? Para a Luciana Fevorini a resposta sobre o que seria um bom brinquedo é simples: “Um bom brinquedo é aquele que não induz a uma única forma de brincar” e continua. “Por exemplo: bonecas que cantam e batem palma induzem as crianças a brincar de ver a boneca cantar e bater palmas. Outras brincadeiras que a criança poderia imaginar com a boneca como fazê-la dormir, comer ou viajar, podem não ser tão exploradas. O bom brinquedo pode ser “brincado” de diversas maneiras. Nesse contexto, junto com as bonecas mais simples, blocos de madeira, lego, massinha, bola, que facilitam o acesso da criança ao espaço da sua própria imaginação, os livros infantis também têm conquistado seu espaço junto às crianças. Ivone Moraes, mãe de Renan, 6 anos, tornou-se uma habitual freqüentadora de livrarias, e pasme, sempre a convite do filho. “Na hora de comprar eu sempre levo em consideração o que ele gosta. Ele gosta de livraria, ele gosta de livro assim, grande, bonito. Ele não gosta de livro pequeno, com poucas histórias. Às vezes passamos um tempo enorme por aqui. Mas isso é muito bom, ficamos muito juntos”, revela sentada com o pequeno ao colo, folheando um exemplar do clássico Peter Pan, com “pop-ups” ilustrativos.


Davi Francisco da Silva

Quais cuidados adotar na hora de comprar brinquedos? Mas não temos como escapar, todos nós adoramos dar brinquedos para as crianças. Segundo a consultora da Associação Brasileira dos Fabricantes de Brinquedos, Cecilia Aflo, esse momento de escolher o que comprar para os pequenos é também uma oportunidade de manifestar o nosso cuidado e interação com o universo infantil. “Entre os pontos que merecem destaque os pais devem se preocupar com a segurança e se o brinquedo é adequado para a faixa etária. Brinquedos com peças pequenas para criança que ainda põe tudo na boca, por exemplo, é um erro grave”, explica.

Ana Morotto, orientadora educacional do Colégio Equipe em São Paulo.

Os eletrônicos É inevitável que cada vez mais o computador e os jogos eletrônicos passem a fazer parte do dia a dia das crianças. Ainda bem pequenas, a partir de três ou quatro anos já se interessam e demons-tram um ótimo desempenho nestes aparelhos. Que, se bem utilizados, podem estimular a coordenação motora manual, a percepção visual para detalhes e até a criatividade dos pequenos. Cabe sempre aos pais e responsáveis intermediar estas atividades, proporcionando o que há de melhor para a criança.

Para Ana Marotto, os adultos também podem participar e contribuir para uma boa e bem divertida brincadeira. Contudo, é importante que ele possa ter uma percepção clara das diferenças de perfil e características de cada grupo para definir quais intervenções irá usar ou que papel irá assumir. “A participação do adulto é uma situação delicada de analisar, pois ela tem diversas compreensões ou interpretações.” explica. “Ao mesmo tempo em que ele não pode se impor a ponto de reger a brincadeira o tempo todo, coibindo a expressividade da criança, sua participação pode ser fundamental para encorajar uma criança a experimentar outras formas ou temáticas de brincar. Pode também ajudar uma criança que seja muito tímida, ou tenha dificuldade de interação, de lidar com as regras, de dividir, a estar no grupo. Para tanto, ele precisa estar desprovido de preconceitos e com os ouvidos muito atentos ao que as crianças falam, como falam e como agem”, continua Marotto.

Mais que brinquedos: brincadeiras Para crescer e tornar-se um adulto equilibrado e socialmente centrado, mais do que brinquedos, as crianças precisam de adultos que se responsabilizem por elas e as amem. Em um clima de segurança e tranquilidade nada irá impedir uma criança de exercitar o seu fascinante poder de criação. “O brincar não tem onde e não precisa de nenhum material. Basta querer brincar. Pode ser no quarto, na sala, no quintal, numa praça, num cantinho qualquer, ao ar livre ou num espaço fechado. Claro que os locais públicos e coletivos desempenham um papel fundamental. O que é ruim são os pais nunca interagirem e brincarem com seus filhos. Aí, não tem brinquedo que resolva”, conclui Ana Marotto.

Davi Francisco da Silva

Fernanda Grandino

Eletrônicos ou não, o que realmente importa em um brinquedo é sua capacidade de estimular a criatividade das crianças é o que afirma a psicanalista Deborah Ramos. “Existem programas de computador e jogos que cumprem este papel, enquanto outros não. Carrinhos que andam sozinhos e fazem barulhos sozinhos, muitas vezes não permitem um brincar criativo. Sempre que possível, devemos conciliar as tecnologias com brinquedos tradicionais”, avalia.

Adulto em brincadeira de criança

Outro ponto apresentado por Aflo como fundamental na hora da escolha é procurar pelo selo do INMETRO, uma vez que brinquedos importados, especialmente da China, podem não ter o selo, assim como produtos piratas. Tais produtos podem trazer riscos à segurança e saúde da criança.

A mãe Ivone Moraes, com Renan de 6 anos: “Ele gosta de livro assim, grande, bonito.”

O pequeno Henrique se diverte na área de recreação da creche.

tÁxi! EDIÇÃO 18

27


O berçário das plantas

Por Miriam Nogueira Por Camila Silva

Davi Francisco da Silva

São Paulo tem

Davi Francisco da Silva

Responsável por suprir escolas, parques e praças da cidade com diferentes espécies de plantas, o Viveiro Manequinho Lopes oferece mudas para quem deseja plantar uma árvore na sua casa.

No prédio da estação da Luz o MLP mescla história e modernidade

A

Primavera começou no dia 23 de setembro. Porém, há algumas semanas já era possível ver as cores e a beleza da estação mais romântica do ano. Para isso bastava realizar uma visita ao Viveiro Manequinho Lopes. Localizado no Parque do Ibirapuera, este berçário de plantas ajuda a arborizar a cidade de São Paulo há mais de 82 anos. No ano de 1927, o então prefeito da cidade, José Pires do Rio, percebeu que São Paulo precisava de novas e mais bem cuidadas áreas verdes. O município já dispunha de um viveiro, localizado na Água Branca. Porém, Pires do Rio acreditava que a cidade, que engatinhava em seu processo de expansão e crescimento, precisava de um viveiro maior.

O início da formação do principal parque da cidade No ano seguinte, já na gestão do prefeito Fábio da Silva Prado, a proposta de transferir o viveiro para a Vila Clementino e criar um parque nos moldes dos parques europeus, em uma várzea que se chamava, em tupi, Ypy-ra-ouêra, ou pau podre, começou a se viabilizar. Foi então que 28

tÁxi! EDIÇÃO 18

entrou em cena o jornalista e entomologista Manoel Lopes de Oliveira Filho, mais conhecido como Manequinho Lopes. Nomeado Diretor da Divisão de Matas, Parques e Jardins e profundo conhecedor da área, Manequinho Lopes iniciou o trabalho de recuperação do solo pantanoso com a plantação de eucaliptos australianos. Em seguida iniciou o cultivo de diversas espécies ornamentais nativas e exóticas, como Pau-ferro, Ipê, Pau-Brasil, Tipuana, Paujacaré e Sibipiruna, além de plantas arbustivas e herbáceas, notadamente floríferas, destinadas à arborização da cidade e de seus parques e jardins.

A cidade mais verde e mais florida Atualmente instalado em área de 48mil m2 dentro Parque do Ibirapuera, o viveiro é dividido em 32 quadras, 10 estufas, 97 estufins (pequenas canteiros construídos em tijolos, para proteger sementeiras da ação do sol e da chuva) e dois orquidários. “A produção do Viveiro é responsável por abastecer escolas, parques, praças e mesmo outros viveiros existentes na cidade”, explica Ana Cláudia,

responsável pelo atendimento do público da unidade. Para quem deseja contribuir com o trabalho de ampliar a área verde da cidade, o viveiro está realizando a campanha de arborização urbana, que disponibiliza até cinco mudas de diferentes espécies de árvores aos interessados. “A pessoa deverá trazer documentos pessoais, comprovante de endereço e fornecer informações sobre o local onde irá realizar o plantio”, avisa Ana Cláudia. Dentre as plantas que o paulistano pode levar para casa estão mudas de pitanga, jabuticaba, diversas modalidades de ypês, como o amarelo e o branco, entre outras.

Para saber mais Parque do Ibirapuera, portão 7A Horário de func.: das 7h às 18h Tel.: (11) 3887-7723 ou (11)3887-6761 Email: depave2@prefeitura.sp.gov.br


O que vai agitar a metrópole nas próximas semanas

eventos em outubro Confira a agenda dos principais eventos da cidade que é tudo de bom! Programe-se para aproveitar o melhor de São Paulo. Para mais informações, acesse o site: visitesaopaulo.com

sábado domingo

18 a 22 de outubro 12º CONGRESSO DE TECNOLOGIA DA FATEC-SP / 12º SIMPÓSIO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA Local: FATEC-SP - Faculdade de Tecnologia de São Paulo

quarta quinta

20 a 24 de outubro VIRADA IMOBILIÁRIA Local: Expo Center Norte

22 de outubro APF - 5º ENCONTRO PAULISTA DE FUNDAÇÕES Local: Renaissance São Paulo Hotel

domingo

17

19 20 21

25 a 28 de outubro FUTURECOM - 12ª EXPOSIÇÃO DE PRODUTOS E SERVIÇOS DE TELECOMUNICAÇÕES Local: Transamerica Expo Center

24 25

terça

26 25 a 29 de outubro SEMANA MESA SÃO PAULO Local: Faculdade de Gastronomia Senac - Santo Amaro

27

23 a 28 de outubro JOINT CONFERENCE - IV SIMPÓSIO LATINO-AMERICANO DE ROBÓTICA / COMPETIÇÃO LATINO AMERICANA DE ROBÔS/ SBIA - XX SIMPÓSIO BRASILEIRO DE INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL/ JRI - IV JORNADA DE ROBÓTICA INTELIGENTE/ SBRN - 11º SIMPÓSIO BRASILEIRO DE REDES NEURAIS Local: Centro Universitário da FEI Faculdade de Engenharia Industrial

28

quinta sexta

21 de outubro III SIMPÓSIO INTERNACIONAL DE LUBRIFICANTES E ADITIVOS Local: Centro de Convenções Milenium

23

segunda

quarta

20 a 23 de outubro FESQUA 2010 - VIII FEIRA INTERNACIONAL DE ESQUADRIAS, FERRAGENS E COMPONENTES Local: Centro de Exposições Imigrantes

22

sexta sábado

16

18

segunda terça

Uma parceria com o taxista e um serviço a mais para o passageiro

27 de outubro a 7 de novembro SALÃO DO AUTOMÓVEL - 26º SALÃO INTERNACIONAL DO AUTOMÓVEL Local: Pavilhão de Exposições do Anhembi

29 30

28 a 30 de outubro 16ª FEIRA INTER GIFT Local: Expo Center Norte - Pavilhão Amarelo

tÁxi! EDIÇÃO 18

29


eventos em novembro 1

segunda

terça

quarta

25 de setembro a 12 de dezembro 29º BIENAL DE SÃO PAULO Local: Parque Ibirapuera Pavilhão Ciccillo Matarazzo

2 1 a 6 de novembro V FASHION DOWTOWN Local: Praça do Patriarca

sábado

domingo

segunda

terça

5 a 6 de novembro III JORNADA DE ENFERMAGEM CARDIOVASCULAR Local: Instituto Dante Pazzanese de Cardiologia

5 a 7 de novembro 39º GP BRASIL DE FÓRMULA 1 Local: Autódromo José Carlos Pace - Interlagos

8 de novembro FÓRUM DE HUMANIZAÇÃO DA SAÚDE Local: Hospital Santa Marcelina

8 a 11 de novembro CIARP 2010 – 15TH IBEROAMERICAN CONGRESS ON PATTERN RECOGNITION Local: Auditório Prof. Francisco Romeu Landi – USP 9 a 10 de novembro 1º CONGRESSO NACIONAL SOBRE MERCADOS EMERGENTES Local: Renaissance São Paulo Hotel

9 a 10 de novembro 6º CONGRESSO NACIONAL DE CRÉDITO E COBRANÇA / 8º CONGRESSO LATINO-AMERICANO DE CRÉDITO E COBRANÇA / 1º CONGRESSO NACIONAL DE PROMOÇÃO DE CRÉDITO Local: Hotel Transamérica São Paulo

9 a 11 de novembro FIMAI / SIMAI - XII FEIRA E SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE MEIO AMBIENTE INDUSTRIAL E SUSTENTABILIDADE Local: Expo Center Norte - Pavilhão Azul

30

tÁxi! EDIÇÃO 18

3 4

quinta

sexta

1 a 3 de novembro 5º BIKE EXPO BRASIL 2010 Local: Expo Center Norte - Pavilhão Amarelo

3 a 5 de novembro BIOFACH AMÉRICA LATINA - 8ª FEIRA INTERNACIONAL DE NEGÓCIOS E CONFERÊNCIA DO SETOR ORGÂNICO/6º EXPOSUSTENTAT / CONFERÊNCIA BIOFACH AMÉRICA LATINA Local: Transamerica Expo Center 5 a 6 de novembro 1ª JORNADA PAULISTA DE OFTALMOLOGIA Local: Centro de Convenções Frei Caneca

5

6 de novembro CURSO DE ALERGIA E IMUNOLOGIA APLICADAS À PEDIATRIA Local: Hospital Israelita Albert Einstein

6 7 8

8 a 30 de novembro CASA COR TRIO / CASA BOA MESA / CASA OFFICE / CASA FESTA Loc al: Jockey Club de São Paulo

9 9 de novembro ECONOMIST CONFERENCES BRAZIL SUMMIT 2010 Local: Sheraton São Paulo WTC Hotel

8 e 10 de novembro T&D2010 LATIN AMERICA - CONGRESSO DE TRANSMISSÃO E DISTRIBUIÇÃO DA IEEE/PES/ INDUSCON 2010 - IX CONFERÊNCIA INTERNACIONAL DE APLICAÇÕES INDUSTRIAIS Local: Centro de Convenções Frei Caneca

9 a 10 de novembro CONFERÊNCIA DA INTEGRAÇÃO DA CADEIA DE SAÚDE Local: Hotel Pergamon

9 a 11 de novembro BRAZIL AUTOMATION ISA 2010 - 14º CONGRESSO INTERNACIONAL E EXPOSIÇÃO DE AUTOMAÇÃO, SISTEMAS E INSTRUMENTAÇÃO Local: Expo Center Norte - Pavilhão Branco 9 a 13 de novembro FEILEITE - 4ª FEIRA INTERNACIONAL DA CADEIA PRODUTIVA DO LEITE/ EXPOSIÇÃO DE PEQUENOS E MÉDIOS ANIMAIS Local: Centro de Exposições Imigrantes


eventos em novembro quarta

10 a 12 de novembro 3º TRANSPOQUIP LATIN AMERICA 2010 Local: Expo Center Norte – Pavilhão Amarelo

11

quinta

sexta

sábado

domingo

segunda

terça

quarta

quinta

sexta

sábado

12 a 13 de novembro 1° CONGRESSO INTERNACIONAL DO HOSPITAL SÃO CAMILO Local: Hotel Unique

13

16 a 17 de novembro 4º SIMPÓSIO INTERNACIONAL DE USABILIDADE E EXPERIÊNCIA DO USUÁRIO Local: Centro Fecomercio de Eventos

14

16 a 18 de novembro FEINOX 2010 - FEIRA DE TECNOLOGIA DE TRANFORMAÇÃO DO AÇO INOXIDÁVEL / X SEMINÁRIO BRASILEIRO DO AÇO INOXIDÁVEL Local: Centro de Exposições Imigrantes 17 a 19 de novembro 51ª FEIRA BIJÓIAS SP Local: Centro de Convenções Frei Caneca

18 a 20 de novembro COPAC - 10º CONGRESSO PAULISTA DE CIRURGIA E TRAUMATOLOGIA BUCOMAXILOFACIAL Local: Palácio das Conveções Anhembi

19 a 20 de novembro IMASTERS INTERCON 2010 Local: Sheraton São Paulo WTC Hotel

15 16 17 18 19 20 21

19 e 20 de novembro CURSO GESTÃO FINANCEIRA: COMO MELHORAR O RESULTADO DA INSTITUIÇÃO DE ENSINO Local: Sonesta São Paulo Ibirapuera

19 a 21 de novembro CIAD 2010 - 9º CONGRESSO INTERDISCIPLINAR DE ASSISTÊNCIA DOMICILIAR Local: Centro de Convenções Rebouças

10 a 12 de novembro FEIPLAR COMPOSITES & FEIPUR 2010 - 6ª feira E CONGRESSO INTERNACIONAIS DE COMPOSITES, POLIURETANO E PLÁSTICOS DE ENGENHARIA Local: Expo Center Norte - Pavilhão Verde

12

12 a 15 de novembro FIEL - 11º FESTIVAL INTERNACIONAL DAS ESCOLAS LUXOR Local: Complexo APCD

domingo

segunda

10

22

12 a 13 de novembro 15º ENCONTRO NACIONAL DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE NEUROLOGIA INFANTIL/ 5º CONGRESSO BRASILEIRO DE NEUROLOGIA INFANTIL Local: Espaço APAS

15 a 21 de novembro FEIRA DA PECHINCHA DA GESTANTE, BEBÊ E CRIANÇA Local: Centro de Exposições Imigrantes 16 a 17 de novembro THE WORLD SEAMING CONFERENCE 2010 Local: Sofitel São Paulo 16 a 19 de novembro LATINDISPLAY / IDRC 2010 – INTERNATIONAL DISPLAY RESEARCH CONFERENCE Local: Teatro Tuca 17 a 20 de novembro FEIRA DO EMPREENDEDOR Local: Expo Center Norte - Pavilhão Vermelho

18 a 21 de novembro XII CONGRESSO BRASILEIRO DE IRIDOLOGIA / XI CONGRESSO INTERNACIONAL DE IRISDIAGNOSE Local: Comfort Suites Oscar Freire

20 de novembro 6º CONGRESSO NACIONAL DE LIDERANÇA E EMPREENDEDORISMO Local: Hotel Transamérica São Paulo

22 a 24 de novembro II JORNADA DE ESTOMATERAPIA EM ONCOLOGIA / III SIMPÓSIO BRASILEIRO DE ESTOMATERAPIA / IV ENCONTRO DE PESQUISA EM ESTOMATERAPIA Local: Centro de Aprimoramento Profissional de Enfermagem

tÁxi! EDIÇÃO 18

31


eventos em novembro segunda terça

22

22 a 26 de novembro SENDI - XIX SEMINÁRIO NACIONAL DE DISTRIBUIÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA/ EXPO SENDI Local: Transamerica Expo Center

23 24

quarta quinta sexta sábado

24 a 27 de novembro VII CONGRESSO DO DEPARTAMENTO DE HIPERTENSÃO ARTERIAL Local: Maksoud Plaza Hotel 25 a 27 de novembro JPM 2010 - VI JORNADA PAULISTA DE MASTOLOGIA Local: Centro de Convenções Frei Caneca

terça

26

26 a 27 de novembro XVII SIMPÓSIO INTERNACIONAL DE VENTILAÇÃO MECÂNICA Local: Anfiteatro do Hospital Israelita Albert Einstein

25 a 27 de novembro ONG BRASIL - FEIRA E CONGRESSO INTERNACIONAL PARA ONG´S BRASILEIRAS Local: Expo Center Norte Pavilhão Vermelho

27 28

domingo segunda

25

24 a 25 de novembro SECURITY LEADERS - CONGRESSO, EXPOSIÇÃO E PREMIAÇÃO DE LÍDERES E PROFISSIONAIS DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO E RISCO Local: Centro Fecomercio de Eventos

22 a 25 de novembro 3RD ANNUAL MEETING OF THE INTERNATIONAL SOCIETY OF PSYCHOANALYSIS AND PHILOSOPHY Local: Universidade de São Paulo - USP

29 30

26 a 27 de novembro 13º CONGRESSO DE OFTALMOLOGIA / 12º CONGRESSO DE AUXILIAR DE OFTALMOLOGIA DA USP Local: Centro de Convenções Rebouças

26 a 27 de novembro 12º ENCONTRO DOS RESIDENTES DO ESTADO DE SÃO PAULO Local: Centro Fecomercio de Eventos

26 a 28 de novembro VII FESTIVAL E EXPO BRASIL OFF- ROAD Local: Centro de Exposições Imigrantes

29 a 30 de novembro EPI CVE 2010 - CONFERÊNCIA INTERNACIONAL EM EPIDEMIOLOGIA Local: Centro de Convenções Rebouças

27 a 28 de novembro ITAIPAVA GT BRASIL - FIA GT1 BRAZILIAN ROUND Local: Autódromo de Interlagos

29 de novembro a 01 de dezembro EEF LATAM 2010 - ENERGY EFFICIENCY FORUM LATIN AMERICA Local: Blue Tree Premium Morumbi

Agenda de eventos: O São Paulo Convention & Visitors Bureau é uma Fundação sem fins lucrativos mantida pela iniciativa privada, sua missão é promover, captar, gerar e incrementar eventos que aumentem o fluxo de visitantes a São Paulo. As datas e locais dos eventos podem ser alterados, consulte sempre a agenda de eventos no site do São Paulo Convention & Visitors Bureau: visitesaopaulo.com - atendimento@visitesaopaulo.com 32

tÁxi! EDIÇÃO 18

Uma parceria com o taxista e um serviço a mais para o passageiro


Divulgação

A HORA DA TECNOLOGIA Serviços e acessórios aumentam a produtividade e qualidade de vida

Previdência Prepare uma boa aposentadoria

Administre seu negócio O tempo como um bem administrável

Manutenção Escapamentos: um estouro pode desvalorizar o seu carro


Divulgação

A hora e a vez da

tecnologia

Serviços e acessórios aumentam a produtividade do setor e a qualidade de vida dos profissionais e passageiros. Por Pedro Junqueira

R

esponsáveis por um serviço fundamental para a vida da cidade, que a cada dia tem nos táxis uma alternativa mais viável para o transporte público, o segmento taxista está em pleno processo de transformação. Nessa trajetória de evolução

34

EDIÇÃO 18

permanente, a tecnologia passa a ser um elemento fundamental dentro da categoria. Dona de uma das frotas mais modernas e bem cuidadas do mundo, a frota paulistana apresenta uma média de renovação de carros estimada em torno de

dois anos. Junto com isso, o setor vai se sofisticando e buscando novas alternativas, tanto para aprimorar o conforto e o atendimento do passageiro, como para obter uma gestão moderna e profissional para o negócio.


36

EDIÇÃO 16


“hoje muitos motoristas decidiram trabalhar menos” Pedro Eyler A busca pela funcionalidade Entre as principais vantagens que um sistema de gestão de frotas deve oferecer, Martins destaca a capacidade de identificar quais veículos estão mais próximos para atender um passageiro e qual é a disponibilidade para corridas. “O sistema possibilita saber quantos carros estão on-line, isto é, quantos carros estão trabalhando, onde e há quanto tempo. Estas são informações que, até recentemente, nossos clientes nem imaginavam poder contar” relata. Outro representante do setor, Roberto Nakamura, da Sim Rastreamento, enfatiza a importância para as empresas de poder contar com um sistema capaz de gerar relatórios gerenciais de rotas percorridas, velocidade e criação de cercas de raio. “Graças ao uso de tecnologia GSM, o monitoramento pode ser realizado em qualquer local onde houver cobertura de telefones celulares, garantindo segurança, agilidade e redução de custos para o taxista”, informa Nakamura. “Além disso, investimos em segurança e somos capazes de bloquear e localizar o veículo em caso de furto ou roubo, facilitando a recuperação pela polícia”, afiança. 38

EDIÇÃO 18

Falar em rádio táxi sem sistema de despacho é como falar de uma empresa sem internet ou sem conta de e-mails

O máximo em integração e serviços Alcançar o máximo de integração entre todos os sistemas utilizados dentro de uma empresa ou cooperativa de táxi é outro problema que reclama solução dos estrategistas em tecnologia. Segundo Edgar Coronatto, diretor de operações da Clarity Soft, empresa especialista no desenvolvimento de softwares de gestão, é fundamental que o profissional e o empresário do segmento taxista possam contar com uma solução completa.

Jorge Martins - Orbital Sistemas

táxi e a central - acabou com todos os problemas corriqueiros”, relata o empresário. Eyler destaca ainda uma fundamental melhoria na qualidade de trabalho dos motoristas, graças à agilidade oferecida pela nova estrutura. “Hoje muitos motoristas decidiram trabalhar pelo menos três horas a menos sem comprometer sua renda, outros, decidiram aumentar ainda mais seus ganhos, isso graças à capacidade e agilidade no envio das corridas e a rapidez operacional”.

“É preciso uma estrutura capaz de englobar um sistema financeiro, despacho de corridas, módulo gerencial, monitoramento e até mesmo telefonia, tudo integrado. Somente desta forma, poderá haver um ganho significativo em toda a sua operação e gestão”, enfatiza Coronatto.

Divulgação

Garantir que o táxi se torne um negócio rentável e viável é um desafio que exige um cuidado e atenção permanentes. No caso das empresas e cooperativas, além de um bom carro, com uma manutenção adequada e combustível de qualidade, o sistema de gestão é um elo fundamental para garantir uma prestação de serviço com alto nível de excelência e consequente sucesso no empreendimento. Nesse universo crescem as empresas de tecnologia, que vem desenvolvendo softwares capazes de oferecer o melhor custo x benefício para o segmento. Utilizando avançadas plataformas de trabalho, os novos sistemas têm como foco proporcionar uma maior funcionalidade e maximizar os resultados. Para Jorge Martins, diretor comercial da Orbital Sistemas esse processo é irreversível. “Falar em rádio táxi sem sistema de despacho é como falar de uma empresa sem internet ou sem conta de e-mails. Hoje, nossos clientes, trouxeram a frota para dentro da empresa e assim podemos considerar que cada taxista está conectado na mesma rede”, avalia o executivo.

Divulgação

Gestão de frotas

Palavra de quem sabe Segundo Pedro Eyler, diretor presidente da Táxi Pontual, da cidade do Rio de Janeiro, o investimento em tecnologia foi um fator fundamental para que a empresa superasse uma situação de estagnação que enfrentava há tempos. “Além do ganho real, a troca do rádio pelo novo sistema - como veículo de comunicação entre o

Modernas e funcionais estruturas de trabalho garantem mais eficácia na prestação de serviço


ANĂšNCIO renault


Divulgação

Divulgação

De olho no Futuro O executivo da Clarity Soft Edgar Coronatto se anima ao falar do grande número de inovações e lançamentos que o setor prepara para os próximos meses. “Ainda em 2010, colocaremos no mercado o pedido e acompanhamento do taxi via celular. Para o primeiro trimestre de 2011, serão lançadas três novas opções de terminais de dados para o taxista e também um sistema ainda mais avançado de atendimento eletrônico via telefone. A idéia é revolucionar o segmento”, comemora Coronatto. Seguindo o mesmo caminho, a Orbital também promete novidades para dinamizar ainda mais o setor. “Ainda esse ano disponibilizaremos o Teclado para Boleto Eletrônico. Este teclado com visor permitirá ao passageiro confirmar o valor da corrida e a utilização do serviço digitando sua senha. Isto representará enorme economia e agilidade no processamento das cobranças e também comodidade aos motoristas eliminando a necessidade de visitas para entrega dos atuais boletos de papel”. Para o próximo ano o representante da Orbital anuncia ainda a inclusão, nos mapas do escritório e também nos táxis, de informações de trânsito, capazes oferecer a rota mais rápida nos horários de congestionamento. “É um trabalho realizado em parceria com empresas de mapas, para solucionar esse que é o problema da maioria das rádio táxis que já superaram as questões de despachos e informações para os clientes”.

40

EDIÇÃO 18

Conforto e qualidade para todos Para além do processo de gerenciamento de frotas, o trabalho no táxi coloca diversos outros desafios para o motorista. Com uma jornada de trabalho que pode chegar até a dezesseis horas, investir em equipamentos capazes de oferecer um pouco mais de conforto para o motorista e para o passageiro - como geladeiras, frigobar, GPS com DVDS - não é mais luxo, mas terminou por se tornar uma necessidade. Atenta a esse movimento do mercado a gigante americana Black&Decker tem intensificado o desenvolvimento de equipamentos capazes de atender com qualidade o setor automotivo, particularmente o segmento de táxis. Segundo Antônio Gonçalvez, gerente de marketing da empresa, além de conforto, o motorista passa a contar com ferramentas que agregam tecnologia e praticidade na rotina de trabalho. “Mais do que carregador de bateria que conecta e dá carga, esses equipamentos têm a capacidade de estudar a bateria do veículo para estabelecer a melhor utilização de todo o seu potencial. A geladeira, por exemplo, não vai acabar com a bateria do táxi, pois é capaz de perceber quando está baixa e desliga automaticamente”, explica o executivo. Trabalhando no ponto localizado defronte à IBM, na Rua Tutóia, o motorista Luiz Antônio dos Santos aderiu à nova onda tecnológica e tem colhido bons resultados. “Entre outros equipamentos eu tenho um GPS com DVD, além de

O novo frigobar da Black&Decker, estuda o nível de bateria do veículo e desliga automaticamente.

geladeira e frigobar. As pessoas ficam curiosas ao verem o equipamento e se surpreendem quando digo que é um frigobar para os passageiros. Todos me elogiam e parabenizam por essa inovação e conforto. Muitas pessoas não têm tempo de nem tomar uma água, de tão corrido que é o dia a dia”, relata. Além de comemorar algumas gorjetas que recebe pela qualidade do serviço, Santos ressalta que a iniciativa tem sido responsável pela conquista de clientes fiéis. “Sempre dizem - ‘nunca peguei um táxi como o seu’. Em seguida pedem o meu cartão e quando precisam me ligam”, finaliza. Divulgação

Uma inovadora linha de periféricos proporciona uma melhor qualidade de trabalho para empresas e motoristas

O motorista Luiz Antônio também aderiu à tecnologia.


42


De olho na

manutenção

Por Antônio Carlos Bento

Sistema de escapamento Nesse quesito, um estouro pode desvalorizar o seu carro

M

anter o sistema de escapamentos do automóvel perfeitamente revisado é uma medida fundamental para quem tem no seu veículo a sua principal ferramenta de trabalho. Composto por peças interligadas - tubo dianteiro, catalisador, silencioso intermediário e silencioso traseiro – o sistema de exaustão tem a função de filtrar e reduzir a emissão de gases provenientes do motor, além de controlar seu ruído. O mau funcionamento do sistema colabora diretamente com o aumento no consumo de combustível, prejudica o sistema de injeção e provoca o desgaste prematuro de peças.

Identificação dos problemas mais comuns Apontados como um dos maiores vilões do sistema de escapamento, os vazamentos contribuem para o aumento da poluição sonora e do ar, comprometendo a saúde dos passageiros e motoristas. Esse tipo de problema pode ser provocado por diversas razões, como uma braçadeira solta, junta ou encaixe rompido, tubos quebrados ou silencioso furado. Para resolver o problema, muitas vezes basta realizar o aperto necessário das braçadeiras, a fixação dos suportes e coxins (sem forçar o conjunto), além de usar corretamente o vedador em todas as flanges e juntas, ou ainda substituir a peça danificada por uma nova. O mais provável é que a causa do problema esteja no suporte, que pode estar quebrado ou trincado. Outra opção é o conjunto do escapamento estar batendo no assoalho do carro. A solução é trocar a peça danificada por uma nova e alinhar corretamente o conjunto. Lembre-se sempre que a manutenção pode evitar o agravamento do problema. Para você garantir uma maior vida útil para o seu automóvel apresentamos, a seguir, algumas dicas que ajudarão você identificar as ocorrências mais comuns e prevenir-se contra eles.

44

EDIÇÃO 18

Dicas simples que irão garantir sua segurança na hora de rodar 1) Excesso de ruído: Normalmente acontece quando o miolo do silencioso ou abafador estão soltos ou corroídos pela ferrugem. Outra causa possível é o esvaziamento da lã de vidro do miolo do silencioso. Verifique o nível do líquido de arrefecimento uma vez por semana. 2) Vazamento de gases: Pode ser provocado pela falta de aperto em alguma braçadeira, rompimento de alguma junta ou encaixe. 3) Quebra de parte do sistema de escape: as prováveis causas são braçadeiras, suporte ou coxins quebrados, conjunto torcido, corrosão por ferrugem ou danos por acidente. 4) Vibrações na carroceria: Via de regra, estão relacionadas a suporte quebrado ou trincado, ou conjunto muito próximo do assoalho do veículo. Verifique todos os suportes, coxins e braçadeiras. Posicione o conjunto na distância adequada do fundo do veículo. 5)Estouros: a causa está relacionada provavelmente a furos no sistema de escapamento. A solução é substituir a peça furada por uma nova. 6) Aquecimento do assoalho do carro: Alguma parte do sistema pode estar trincada ou muito próxima do assoalho.


CONFERIR ANUNCIO


Administre

seu negócio Por Miro Gonçalves

Não adie.

Tempo: o seu bem mais precioso Você já parou para pensar que o tempo da sua vida é limitado e depois que passou fica irrecuperável?

Faça da primeira vez.

Quando der atenção a um assunto resolva e o tire da sua frente. De que adianta você verificar seus e-mails e não respondê-los de imediato? Faça o que mais te aborrece primeiro.

As outras tarefas parecerão mais fáceis! Aprenda a decidir.

N

ão importam quais sejam as atividades em que esteja envolvido, nem a hora que escolha para realizá-las - manhã, tarde, noite ou madrugada – o dia continuará a ter somente 24 horas. Portanto, precisamos aprender a utilizar o nosso tempo com inteligência. Desenvolver disciplina e capacidade para evitar ao máximo as interrupções e interferências externas são dois requisitos básicos para estabelecer uma eficaz administração do tempo. Esses cuidados são uma necessidade fundamental para quem deseja ganhar uma maior produtividade no trabalho, estudar para desenvolver novas competências, além de aumentar seus momentos de lazer e convívio familiar.

46

Não deixe para depois aquelas tarefas que não são muito prazerosas. Desse modo você mantém sua agenda em dia e evita situações de estresse.

EDIÇÃO 18

O segredo de administrar Tempo é um recurso prioritário para a realização de qualquer tarefa e, se você não for capaz administrá-lo adequadamente, não será capaz de administrar mais nada de modo satisfatório.

Como nos tornarmos mais produtivos? Novamente a resposta está na forma como gerenciamos o nosso tempo. Para tornar isso mais claro, apresentamos a seguir algumas orientações simples, mas que podem ser muito eficientes se você se propuser a cumpri-las com determinação. Seja pró-ativo, você é o único responsável pelo seu próprio tempo. Administre.

O ato de decidir é muitas vezes mais importante do que a qualidade da decisão. Manter situações em suspenso serve apenas para distrair sua atenção do que importa. Ganhar ou perder faz parte da vida. Organize seu espaço.

Um dos problemas mais comuns que sempre afetam a eficiência é, sem dúvida, a desorganização de sua posição de trabalho. Tenha sempre à mão tudo o que precisa para realizar sua atividade. Se repetir constantemente qualquer ação, você irá realizá-la cada vez melhor. Por exemplo: Onde você anota o contato de seus clientes?


Volante

seguro

Por miriam Nogueira

s iv

a

OA

aZ

da d

i re ç ã o d e

fe n

Cinto de segurança no banco traseiro Proteja você, sua família e seus passageiros: exija o uso do cinto de segurança no banco traseiro.

A

Preserve a vida:

use o cinto de segurança sempre que viajar de automóvel.

pesar de todas as estatísticas comprovarem a eficácia do cinto de segurança, classificando o equipamento como responsável por uma redução de até 30% nas conseqüências fatais em acidentes, o seu uso pelos passageiros que viajam do banco traseiro, inexplicavelmente, ainda enfrenta muitas resistências na população.

Dados divulgados pela Rede Sarah de Hospitais, especializada no trabalho de reabilitação de pacientes com lesões do aparelho locomotor, revelam um aumento de cerca de 4% o no risco de morte, para os ocupantes do assento dianteiro, caso os passageiros do banco de trás não utilizem o equipamento.

Uma tonelada em queda livre

A rede destaca ainda que sete de cada dez pessoas que chegam às suas unidades, vítimas de acidentes onde viajavam no banco traseiro sem cinto, sofreram lesão medular no acidente em que foram vítima. Isso porque, o ocupante do banco traseiro geralmente é lançado simultaneamente para cima e para frente e, dependendo de sua altura, baterá com a cabeça contra o teto do carro, propiciando a ocorrência desse grave tipo de lesão neurológica.

No caso de colisão frontal, a uma velocidade de 60km/h, se o ocupante do banco traseiro não estiver usando o cinto de segurança, poderá se chocar contra o encosto do banco dianteiro com um peso que pode chegar até 1 tonelada. Como resultado, o passageiro do banco da frente, mesmo que esteja usando o cinto, ficará exposto a um esmagamento fatal ou com graves consequências.

Lesões medulares

Você sabia que: • Colidir com um objeto fixo a uma velocidade de 60km/h equivale a cair de uma altura de, aproximadamente, 14 metros? • Se a velocidade for de 80 km/h, o impacto equivale ao de uma queda livre de 25 metros? • Mesmo que o veículo esteja numa veloci-dade de apenas 20 km/h, o impacto sob um objeto fixo resulta numa força de até 15 vezes o peso da pessoa?

EDIÇÃO 16

• Quando dois veículos a 25km/h se chocam, as velocidades se somam, resultando num impacto correspondente a 50km/h? • 40% das mortes em acidentes são causadas por choque contra o párabrisas ou painel de instrumentos? • 30% das lesões fatais em colisões foram causadas porque a vítima bateu contra o volante?

• Uma em cada cinco lesões aconteceu porque os ocupantes de um veículo bateram-se uns contra os outros? • Oito em cada 10 pessoas que não usavam o cinto de segurança morreram em acidentes com pelo menos um dos veículos a menos de 20km/h?. Fonte: DETRAN/ PR


Espaço Previdência

A hora e a vez da boa aposentadoria

Por Valéria Calixto

Garantir uma aposentadoria feliz é um processo que vai além de planejamentos financeiros. Pale - Galeria SXC

A

hora de decidir pela aposentadoria é um dos momentos cruciais na vida de qualquer pessoa e deve ser cercada de todos os cuidados. Um dia após ter se aposentado você terá deixado para traz toda uma trajetória e irá assumir um novo posto na sua vida.

Veja algumas dicas:

1.

Comece a planejar sua aposentadoria com pelo menos cinco anos de antecedência. Estabeleça projetos realizáveis e acerte dívidas, de modo que possa viver com a sua nova renda mensal;

2.

Ter um plano de previdência pode ser estratégico nesse momento;

Dessa forma, é preciso que a pessoa possa ter clareza sobre suas escolhas para poder driblar graves problemas, como a depressão pós aposentadoria, que atinge um número expressivo de pessoas que se sentem fragilizadas e “sem ter o que fazer”. Apesar de não existir uma fórmula mágica, alguns cuidados podem ajudar você a encarar esse novo desafio da sua vida.

3.

Estabeleça atividades que irá realizar. Trabalhe para ganhar dinheiro e também por realização pessoal;

4.

Sempre procure dar o melhor de si naquilo que faz, mas evite exageros, lembrese que qualidade de vida é tudo;

5. Não se esqueça de avisar a sua família

8.

que pretende se aposentar. Todos precisam se preparar para a nova situação. Tanto no aspecto econômico, como na rotina do dia a dia. Assim você evita tornar-se um estorvo. Garanta o seu espaço;

Que tal passar acordar sem o despertador e estabelecer compromissos de acordo com o seu relógio biológico? Isso pode significar muito mais saúde;

6. Mantenha seus vínculos sociais, mesmo

Saia do pijama. Nada pode ser mais depressivo do que passar o dia de pijama pela casa. Vá arrumar o que fazer! Veja a possibilidade de começar a treinar para a próxima meia maratona que irá acontecer na cidade. É a sua vez, campeão! Aproveite;

com os amigos que continuam na ativa. Mas faça isso fora do horário de trabalho. Desfilar seus dotes gastronômicos em um almoço realizado em casa pode ser uma satisfação e alegria para todos. E nem será preciso gastar muito;

EDIÇÃO 16

7.

Talvez você possa ter tempo para iniciar novas atividades e encontrar pessoas com uma condição parecida com a sua. Aproveite, pois todo mundo tem sua particularidade. Forme um novo grupo social. Você pode ser uma referência;

9.


Binhone

Por Valéria Calixto

Bienal de Arte Urbana Binhone

Binhone

Inicialmente taxado de poluição visual, o graffiti conquista status de arte e ganha sua primeira Bienal em São Paulo Brown, Flip, Graphis, Gueto, Highraff e BTS, a Bienal do MUBE recebeu obras de artistas da Alemanha, Austrália, Argentina, Estados Unidos, África do Sul, Espanha, entre outros.

Arte popular

Para Binho Ribeiro, curador-geral do evento, a Bienal de Fine Art mostra um mútuo amadurecimento, tanto por parte dos artistas, como também do público, que hoje se mostra capaz de captar e reconhecer a qualidade e expressão desse novo conceito de arte. “No museu as pessoas conseguiram ter ideia de como a produção foi feita, conhecem as técnicas, estilos e conteúdos espalhados pelo mundo inteiro, além de participar de discussões e debates”, afirmou. 52

Representantes de todo mundo Nick Alive, 29 anos, dos quais 13 dedicados ao graffiti, é um dos artistas que participaram do evento. “É um espaço importante que foi conquistado pelo graffiti e que precisávamos ter. Eu conheço artistas renomados que nunca participaram de uma exposição em um museu”, declarou. Junto com importantes nomes do graffiti nacional como Anjo, Os Gêmeos, Tikka, Boleta,

Mube

Museu Brasileiro de Escultura Rua Alemanha, 221 Telefone: (11) 2594-2601 www.mube.art.br

Binhone

D

urante um mês (de 03/09 até 03/10), o público paulistano pôde conferir uma mostra com 65 trabalhos de arte urbana em um único local: Rua Alemanha, número 221, Jardim Europa. Endereço do Museu Brasileiro de Escultura, o MuBE, responsável pela realização da 1ª Bienal de Arte Urbana de São Paulo, que trouxe para a cidade o que há de melhor no mundo do graffiti, através de telas, painéis, fotografias e filmes.

O evento artístico tem atraído público recorde para o MuBE. “A abertura contou com cinco mil pessoas, o museu nunca teve algo semelhante. Nós temos uma visitação diária de mil pessoas, isso para um museu, onde a visitação tem em média em torno de 50 pessoas por dia, é uma valorização da exposição”, finalizou Binho Ribeiro.


Marcha Uma viagem ao passado do

a ré transporte urbano

O Vigilante Rodoviário Sempre trajando seu tradicional uniforme de vigilante, o ator Carlos Miranda é a memória viva de um dos melhores momentos da TV brasileira. Por miriam Nogueira

N

ascido em 29 de julho de 1933, este paulistano - que iniciou sua carreira artística no circo - depois de superar uma resistência filosófica frente ao processo de implantação da TV no Brasil, tornou-se um verdadeiro ícone da telinha, ao interpretar o Inspetor Carlos, do seriado “Vigilante Rodoviário”. “A televisão foi um veículo criado para levar cultura e entretenimento para a população. Contudo, a minha primeira impressão é que ela chegava para derrubar o cinema. Depois pude entender que poderíamos conviver muito bem: TV e cinema. Mas ainda assim parecia um negócio meio inatingível”, relembra Miranda.

Recorde de audiência Escrita e dirigida pelo cineasta Ary Fernandes, a série foi ao ar pela primeira vez no dia 3 de janeiro de 1962, na extinta TV Tupi. E o sucesso foi retumbante. “A idéia 54

EDIÇÃO 16

A identificação com o trabalho de policial rodoviário foi tamanha que, após o término do programa e uma breve incursão pelo ci-nema, Carlos Miranda voltou de vez para as estradas de São Paulo. Mas dessa vez era oficial: no ano de 1965 o ator prestou concurso na corporação e entrou para a Polícia Rodoviária do Estado, onde permaneceu até 1990. Davi Francisco da Silva

Segundo Miranda, a satisfação pelo trabalho realizado era o principal ingrediente que movia a equipe de produção e os atores. Foram 38 episódios, boa parte dos quais gravados na altura do Km 38 da Via Anhanguera, no interior de São Paulo, onde o Inspetor Carlos e seu fiel cão Lobo enfrentavam o crime, à bordo de um Simca Chambord 1959 ou em uma motocicleta Harley-Davidson 1952. “Chegávamos a trabalhar de 10 a 12 horas por dia. Mas o esforço valeu à pena. Além disso, fazíamos realmente por amor à arte”.

Um herói na vida real

O Vigilante na internet A mudança na direção de marketing da Nestlé, patrocinadora oficial da série, pôs fim ao programa. Contudo, depois de muito tempo fora do ar, o querido vigilante voltou para a TV, graças a uma parceria firmada entre o diretor Ary Fernandes, a produtora Procitel e o Canal Brasil, que voltou a exibir os episódios da dupla de heróis. No ano seguinte, em 2009, foi a vez da distribuidora de vídeos Spectra Nova lançar um box com 35 episódios recuperados da série, para a satisfação de velhos e novos fãs. “Hoje têm crianças que acompanham a série na TV a cabo ou compraram o Box com os episódios. Acabei de chegar de uma palestra que fiz em uma escola que atende crianças do pré-primário até primeiro ano. Muitas delas já tinham assistido o vigilante e sabiam meu nome”.

Davi Francisco da Silva

Davi Francisco da Silva

era fazer uma série para crianças. Mas à medida que os episódios iam sendo exibidos, os adultos começaram a acompanhar também. Chegamos a 67% de audiência”, conta o protagonista.

Maiores informações: www.vigilantecarlosmiranda.com.br contato@vigilantecarlosmiranda.com.br


Perfil Taxista Por Camila Silva

Profissional Saúde! Em busca de uma melhor qualidade de vida, o taxista José Rodrigues encontra tempo para cuidar do corpo

E

Davi Francisco da Silva

le levanta todos os dias às 5h30 da manhã. Pega o seu táxi e às 6h inicia uma longa jornada de corridas no ponto localizado na Rua Tutóia, nas imediações do Ginásio do Ibirapuera. Depois de mais de 13 horas de trabalho, José Rodrigues, de 42 anos, ainda tem pique para encarar uma hora de atividades físicas duas vezes por semana.

Davi Francisco da Silva

Na verdade Rodrigues comemora o fato de trabalhar ao lado do Ibirapuera e se aproveita disso. Há pouco mais de um ano o motorista se inscreveu na academia do Ginásio e todas as segundas e quartas realiza sessões de musculação. “O período de treino é mesmo de 1 hora por dia. Se sobra um tempinho ainda faço um pouco de alongamento e exercícios aeróbicos”, revela Rodrigues. Adepto de uma vida mais saudável o taxista ainda vai ao parque aos sábados ou domingos para praticar caminhada.

O segredo de administrar

Cotidiano mais saudável

Apaixonado por dirigir, José Rodrigues não vacilou na hora que decidiu aderir ao volante do táxi. Contudo, o profissional alerta que apenas a paixão pelo trabalho não basta. Na praça há um ano e meio, Rodrigues ressalta a importância de buscar alternativas para enfrentar os transtornos provocados pelo trânsito caótico.

Além do relaxamento mental e emocional que as atividades físicas proporcionam aos praticantes, Rodrigues fala com entusiasmo da melhoria geral que vem conquistando em sua condição física, contribuindo de maneira expressiva para um melhor desempenho profissional e pessoal. “Antigamente eu sentia muitas dores nas pernas por causa da circulação e hoje eu não sinto mais estas dores. E ainda durmo mais tranquilo. A qualidade de vida melhorou bastante.”

Davi Francisco da Silva

“Dirigir o dia inteiro cansa bastante. Se contar quantas vezes muda de marcha e enfrenta congestionamentos, tudo cansa. Então, fazer atividades físicas ajuda, dá uma espairecida na mente”, afirma Rodrigues.

para os taxistas “ falo que nunca é tarde para começar “ EDIÇÃO 16

Apoiado por esse novo modo de vida, que prioriza a saúde e o bem estar, Rodrigues tornou-se um divulgador de boas práticas para quem atua atrás do volante. “Eu falo para os taxistas que são sedentários que nunca é tarde para começar. Para mim foi muito bom em todos os sentidos. Hoje sinto mais disposição para trabalhar e também para fazer outras tarefas do dia a dia”, finaliza.


Horizonte vertical

Por Ivan Fornerón

Nós temos muito mais igualdades do que diferenças, e a necessidade que temos uns dos outros é a única coisa inabalável das nossas convicções em permanente dúvida.

CALEIDOSCÓPIO PAULISTANO

N

a cidade de São Paulo, por onde quer que se ande, riqueza e pobreza estão visivelmente tão entrelaçadas que a interdependência entre as imagens de ambas é inegável. É a contraposição de imagens extremas que a cidade possui que a torna tão atraente, insuportável e sedutora. Em São Paulo tudo o que nos repele está ao lado do que nos atrai. A cidade inexplicável de beleza multiforme é também a cidade de lixo e caos, e por aqui o que vemos todos os dias, ao mesmo tempo em que nos exaspera, também nos consola. Dentro dessa beleza sem nome que a cidade exibe incansavelmente, é possível se deparar com imagens compondo cenários que desafiam nossa idéia de ficção e realidade. A imagem de um velho carroceiro com sua trupe de cães percorrendo a avenida Faria Lima, reduz, por um instante, a imponência alinhada dos edifícios que conta uma única história de organização e prosperidade, enquanto a errância do velho catador de objetos gastos e mutilados conta mais de uma história que a imaginação quer decifrar. Isso sem falar na fidelidade dos cães que lhe acompanham, virtude que poucos homens alcançaram. São cenas que estamos cansados de ver, mas que de repente, como se fossem uma fotografia interna, contemplamos com olhos de nunca mais esquecer. É o caso também da imagem de crianças pedindo ‘centavos’ na ladeira Porto Geral, no centro, tendo ao fundo uma loja de cores carnavalescas onde vendem-se artigos para fantasias e festas. Contrastes já tão explorados em documentários, filmes e fotografias, acabam se tornando inusitados ao ver a infância mendiga realçada em cores que lhe foram

58

negadas. Entender o que se vê é identificar-se com o que se vê. Parece que é isso o que nos ensina essa sucessão interminável de imagens contrastantes que não percebemos na maior parte dos dias, até que uma hora elas te encaminham por reflexões que nunca mais te abandonarão. O mesmo, às vezes de tanto mesmo, nos ilumina com o novo. Nós temos muito mais igualdades do que diferenças, e a necessidade que temos uns dos outros é a única coisa inabalável das nossas convicções em permanente dúvida. São raras as oportunidades que temos para construir e reconstruir nosso entendimento da vida nesse mundo sem nos machucar tanto e sem correr o risco de enlouquecer. Boa parte dessas oportunidades nos é dada por imagens desse caleidoscópio, paulistano e improvável, que alimenta nossos sentidos.

Tenho um grande amigo que é ator e que não gosta do ‘lugar-comum’. A ele e a todos os que também não gostam do lugar-comum, deixo essa pergunta: uma imagem é pra se falar ou pra se calar?


ANÚNCIO PORTO SEGURO

60

tÁxi! EDIÇÃO 18

Revista Táxi - Edição 18  

a Revista do taxista

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you