Page 1

Edição 25

A Revista do Taxista www.revistataxi.com.br

Os embaixadores da cidade

Uma frota moderna e profissionais cada vez mais qualificados estão transformando o perfil da categoria.

Administre

Você sabe quanto custa para manter o seu táxi rodando?

MUNDO TÁXI

Prefeitura irá sortear mais 1200 novos alvarás

e mais

Descubra o prazer da dança na Galeria Olido Cuide da bateria do seu carro para não ficar à pé


A revista do Taxista

EXPEDIENTE

Diretoria

Edição 25

A revista do segmento taxista O Dia do Taxista

N

o dia 8 de julho - Dia do Taxista - é preciso dar os mais efusivos parabéns para todos os profissionais que fazem parte da categoria na nossa cidade. Nenhum outro segmento profissional experimentou um processo de qualificação tão intenso como os taxistas de São Paulo. De uma frota velha e mal cuidada de alguns anos atrás, o que vemos hoje circulando pelas ruas de São Paulo são carros novos e muito bem equipados e, em sua grande maioria, dirigidos por profissionais preparados e preocupados em prestar um atendimento com excelência para os seus clientes. Claro que problemas e dificuldades ainda existem e será preciso um esforço continuado para que possam ser superados. É preciso sensibilizar o poder público para garantir a transformação também das condições de trabalho que os taxistas enfrentam nas ruas. Não é possível que um profissional tão fundamental dentro da estrutura de transporte público da cidade, não possa contar sequer com um banheiro para o seu uso pessoal. Mas é preciso mais que isso. Alvos de uma fiscalização rigorosa por parte das autoridades de trânsito, os taxistas são tratados de maneira injusta quando se fala da pontuação

da carteira nacional de habilitação. Não defendemos que ocorra uma impunidade, mas um profissional que trabalha o tempo todo dentro de um trânsito caótico como o de São Paulo, não pode ser tratado, por exemplo, como se fosse um cidadão que uma ou duas vezes por dia se desloca pela cidade. As propostas encaminhadas no Congresso Nacional precisam ser acompanhadas para que a legislação do trânsito possa ser aplicada, mas com justiça. Dentro da nossa proposta de oferecer o melhor para o negócio do táxi, apresentamos ainda uma pesquisa para que o motorista possa saber, na prática, quanto custa colocar o seu carro para circular todo dia. Abordamos também a importância de cuidar da bateria para evitar problemas e um guia com uma relação de oficinas para quem precisa fazer reparos pré ou pós inspeção veicular. Como ninguém é de ferro e cuidar da saúde é fundamental, na editoria de Lazer e Cultura, convidamos os taxistas e as taxistas para descobrirem o Espaço da Dança na Galeria Olido, onde, diariamente, centenas de pessoas desfrutam do prazer de dançar.

Boa viagem e boa leitura. Os Editores

Adilson Souza de Araújo Davi Francisco da Silva Fábio Martucci Fornerón Isabella Basto Poernbacher (editora@portodasletras.com.br)

Redação Editor Waldir Martins MTB 19.069

Edição de Arte Carolina Samora da Graça Mauro Bufano Reportagem Fernanda Grandino, Carolina Mendes, Miro Gonçalves e Valéria Calixto Colaboradores Fernanda Monteforte, Fernando Lemos e Maria José Cataldi Fotografia de capa Davi Francisco da Silva Fotografias Davi Francisco da Silva Projeto Gráfico Editora Porto das Letras Revisão Naira Uehara

Publicidade Diretor Fábio Martucci Fornerón publicidade@portodasletras.com.br

Assessoria jurídica

Paulo Henrique Ribeiro Floriano

ESPAÇO DO LEITOR

Comentários e sugestões sobre a Revista Táxi! e sua cidade O desafio do trabalho coletivo

Prezado Caio,

O que acha do taxista abordar o passageiro no desembarque e fazer o seu marketing, com diferencial e uma forma de empreendedorismo? Quando o passageiro voltar ao ponto ele não precisa necessariamente pegar o primeiro carro da fila e pode pegar o seu, já que ele é o consumidor, concorda?

Acreditamos que desenvolver um trabalho coletivo no ponto é realmente um desafio e enfrenta muitos obstáculos. Alguns profissionais ainda não entendem a importância de qualificar e profissionalizar o atendimento a ser oferecido ao passageiro. Isso complica e pode trazer consequências ruins para todos que trabalham no local, afugentando clientes. Mesmo assim, entendemos que esse é o melhor caminho a ser trilhado. Qualquer ponto pode formar uma associação com seus participantes e estabelecer um padrão de qualidade no trabalho oferecido. Algo como um ISO do segmento taxista. Todos iriam ganhar.

Caio Kanashiro

Atenciosamente, A redação

Comercial Suporte Administrativo Ana Maria S. Araújo Silva Mayara da Silva Dias Bruna Donaire Bissi Assinaturas e mailling assinatura@portodasletras.com.br

Impressão Wgráfica

Tiragem

20.000 exemplares Distribuição Gratuita edição 25, é uma publicação da Editora Porto das Letras Ltda. Redação, publicidade, administração e correspondência: Rua do Bosque, 896, casa 24, CEP 01136-000. Barra Funda, São Paulo (SP). Telefone (11) 3392-1524. E-mail revistataxi@portodasletras. com.br. Proibida a reprodução parcial ou total dos textos e das imagens desta publicação, exceto as imagens sob a licença do Creative Commons. As opiniões dos entrevistados publicadas nesta edição não expressam a opinião da revista. Os anúncios veiculados nessa revista são de inteira responsabilidade dos anunciantes.


sumário Os embaixadores da cidade

capa 30

Uma frota moderna e profissionais qualificados transformam o perfil da categoria

Dicas e Serviços Ajuda na Inspeção Veicular

Previdência Volte à ativa e melhore os benefícios da Previdência Social

Administre Os custos para manter o táxi rodando

Manutenção

18

Administre Quanto custa o seu táxi?

Aumente a durabilidade das baterias

Agenda O que vai agitar a metrópole nas próximas semanas

Lazer e Cultura

Pesquisa aponta os custos para manter o táxi rodando

Dança de Salão na Galeria Olido

22 Manutenção Baterias automotivas Aumente a durabilidade com alguns novos hábitos

Risque o chão da Galeria Olido

4

tÁxi! EDIÇÃO 25

28

18 22 23 28

Capa

30

Mundo Táxi

36

Mais informações e serviços para o taxista

Como reagir frente a um acidente?

Dança de Salão

16

Os embaixadores da cidade: Frota moderna e profissionais qualificados transformam o perfil da categoria

Volante Seguro

Lazer & Cultura

08

Roda Solta Curiosidades e humor

40 42


6

tÁxi! EDIÇÃO 25


Dicas e Serviços

Cuide da saúde do seu carro

Programa de seleção de oficinas do Sindirepa e da Secretaria Municipal do Verde e Meio Ambiente pode ajudar o motorista na hora da Inspeção Veicular

O

programa de seleção de oficinas criado pelo Sindirepa - Sindicato da Indústria de Reparação de Veículos e Acessórios, com o apoio da Secretaria do Verde e Meio Ambiente da Prefeitura de São Paulo, tem como proposta selecionar oficinas que sejam capacitadas a oferecer um serviço de excelência para quem já realizou ou vai realizar a inspeção veicular obrigatória. Segundo a assessoria do Sindirepa, o programa conta hoje com um total de 380 oficinas, das quais ao menos 132 são especializadas em automóveis e contam com toda estrutura exigida pelo Inmetro - Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial para realizar os diferentes testes de emissões de poluentes e oferecer a assistência técnica necessária para o reparo dos veículos, antes mesmo de serem reprovados. 8

tÁxi! EDIÇÃO 25

Por Waldir Martins

Cuidados básicos Para Pedro Luiz Scopino, mecânico do SENAI e professor da UMEC - Universidade do Mecânico, a manutenção preventiva do veículo é a forma mais econômica de mantê-lo em bom estado de conservação, pronto para enfrentar a inspeção veicular, além de garantir um maior valor na hora da troca. “A inspeção veicular está fazendo com que as pessoas aprendam a cuidar melhor do carro. Os taxistas em especial, por rodar demasiadamente com o carro, devem revisar seus automóveis a cada seis meses ou então a cada 10 mil km rodados”, afirma. Scopino ressalta ainda que uma manutenção periódica permite ao motorista agendar adequadamente suas revisões, evitando quebras inesperadas que comprometem o orçamento de forma significativa. Além disso, um carro ecologicamente correto garantirá uma me-

lhoria na qualidade do ar que respiramos. “Quanto menos o carro poluir, menos combustível ele vai consumir, ou seja, carro que polui muito, gasta muito. Se estiver dentro das regularidades, o carro pode consumir até 40% menos combustível”, afirma o especialista.

Como realizar a inspeção? Verifique no site da Controlar (www.controlar.com.br), responsável pela realização da inspeção veicular na cidade de São Paulo, as datas limites para a inspeção. Para o mês de junho e julho deverão passar as placas de final 2 e 3. Agende a inspeção no próprio site da empresa Controlar, pague a taxa de R$ 61,98 e vá até um dos postos autorizados da empresa. Acompanhe a seguir uma relação com as oficinas selecionadas pelo Sindirepa e Secretaria do Verde e Meio Ambiente e faça sua revisão com toda segurança.


Dicas e Serviços

Programa de Seleção de Oficinas Centro

Aclimação ACLIMAUTO SOLUÇÕES AUTOMOTIVAS Endereço: R. Castro Alves, 304 Fone: (11) 3209-2069 Bom Retiro EVOLUTION CENTRO AUTOMOTIVO Endereço: R. Dos Italianos, 708 Fone: (11) 3225-3200 Manut.GNV: Não Cambuci MECÂNICA MATSUBA Endereço: Av. Lins de Vasconcelos, 475 Fone: (11) 3207-4730 Manut.GNV: Não CRUZ AZUL Endereço: R. Dom Duarte Leopoldo, 833 Fone: (11) 3209-4511 Campos Elíseos CENTRO AUTOMOTIVO HÉLIO Endereço: Al. Nothmann, 621 Fone: (11) 3361-4748 Jd. Glória LA MACCHINA Endereço: R. Cel. Diogo, 897 Fone: (11) 2215-4773 Luz PAL CAR Endereço: Av. Cruzeiro Do Sul, 607 Fone: (11) 3313-1818 Manut.GNV: Não

Zona Leste

Cangaíba

CARBU SERVICE Endereço: Av. Cangaíba, 1820 Fone: (11) 2641-2236 Chác. Califórnia AUTO MECANICA DETROIT Endereço: R. Júlio Colaço, 890 Fone: (11) 2296-1297 Manut.GNV: Sim Guaiaúna MULT INJECTION Endereço: R. Guaiaúna, 737 Fone: (11) 2296-6065 | (11) 2296-5256 Manut.GNV: Sim Itaquera PNEUS ITAQUERA Endereço: Av. Pires Do Rio, 4172 Fone: (11) 2052-7218 BOTURUSSU PNEUS Endereço: Av. Boturussu, 1477 Fone: (11) 2545-5044

10

tÁxi! EDIÇÃO 25

Zona Leste

Zona Leste

IV Parada

Vl. Alpina

TECNICAR Endereço: R. Pe. Adelino, 1059 Fone: (11) 2605-5171 Jd. Iguatemi

RODALL CENTRO TECNICO AUTOMOTIVO Endereço: R. Costa Barros, 1820 Fone: (11) 2917-5400 Manut.GNV: Sim Vl. Carrão

GRUPO SAHARA Endereço: Av. Ragueb Chohfi, 3120 Fone: (11) 2731-2000 Manut.GNV: Sim Moóca MECANICA DO GATO LTDA Endereço: R. Bixira, 233 Fone: (11) 2028-0288 DYNAMICO REP AUTOM LTDA Endereço: R. João Antonio De Oliveira, 787 Fone: (11) 2618-3136 Manut.GNV: Não CENTRO AUTOMOTIVO CABRELLI Endereço: R. Pres. Barão De Guajara,258 Fone: (11) 2272-5481 Manut.GNV: Não Pd. XV de Novembro ELETRICAR Endereço: Est. Itaquera-Guaianazes, 669 Fone: (11) 2071-8800 Manut.GNV: Sim Penha de França CARBURAMA Endereço: Av. Amador Bueno Da Veiga, 4001 Fone: (11) 2957-8744 Pq. Boturussu BOTURUSSU PNEUS Endereço: Av. Boturussu, 1477 Fone: (11) 2545-5044 MECÂNICA CHIQUINHO NARAKI Endereço: Av. São Miguel, 5355 Fone: (11) 2041-0607 Pq. Vl. Prudente DELTA MEC Endereço: R. Pinheiro Guimarães, 230 Fone: (11) 2345-5137 Manut.GNV: Não São Miguel Paulista

JM CHAVES Endereço: Av. Guilherme Giorgi, 451 Fone: (11) 2093-2040 Manut.GNV: Não BAQUIÁ AUTO CENTER Endereço: R. Baquiá, 199 Fone: (11) 2092-9005 Manut.GNV: Não Vl. Ema MASTER TEAM Endereço: Av. Vila Ema, 3725 Fone: (11) 2216-1220 Vl. Prudente NINIM Endereço: R. Fidelis Papini, 280 Fone: (11) 2914-5657 Vl. Robertina CARBUCLINIC Endereço: Av. João Batista De Oliveira, 310 Fone: (11) 2546-7337 Manut.GNV: Sim Vl. Zelina TECNOCAR AUTO SERVICE Endereço: Av. Zelina, 291 Fone: (11) 2341-1163 Manut.GNV: Não

Zona Oeste

Água Branca TOP STOP Endereço: R. Faustolo, 783 Fone: (11) 3877-5555 Manut.GNV: Sim MOTOR POINT Endereço: R. Faustolo, 834 Fone: (11 ) 3672-3133 Manut.GNV: Sim

CAROLL CAR Endereço: R. Antonio Ribeiro Junior, 56 Fone: (11) 2956-1426 Manut.GNV: Sim Tatuapé

Butantã

RALLY SCAP Endereço: R. Antonio de Barros, 1017 Fone: (11) 2941-3178 Manut.GNV: Não

MECÂNICA LUNAR Endereço: R. M.M.D.C, 475 Fone: (11) 3814-6667 Manut.GNV: Não

MECÂNICA G CAR Endereço: Av. Elizeu de Almeida, 1187 Fone: (11) 3722-2794 Manut.GNV: Sim


tÁxi! EDIÇÃO 25

11


Zona Oeste

Zona Norte

Vl. Andrade

Lauzane Paulista

ROSEDIESEL Endereço: R. M.M.D.C, 542 Fone: (11) 3571-6000 Manut.GNV: Não

AUTO CENTER SERVICE MOTORS Endereço: Av. Giovanni Gronchi, 6065 Fone: (11) 3744-6489

MECÂNICA LAUZANE Endereço: Av. Cel. Manoel Py 282 Fone: (11) 2231-6421 Manut.GNV: Sim

Jaguaré NM - NIVALDO MOTORES Endereço: Av. Bolonha, 59 Fone: (11) 3714-7477 PATOLA Endereço: Av. Jaguaré, 496 Fone: (11) 3719-4031 Manut.GNV: Não Jd. Peri - Peri ANCAR SERVIÇOS AUTOMOTIVOS Endereço: Av. Min. Laudo Prereira De Camargo, 458 Fone: (11) 3507-0403 G PAUTO MECÂNICA Endereço: R. Dom Henrique Mourão, 182 Fone: (11) 3771-4435 Manut.GNV: Não Jd. Regina POSTO DE FREIOS JARAGUÁ Endereço: Av. Agenor Couto De Magalhães, 413 Fone: (11) 3904-1103 Manut.GNV: Sim Jd. Trussardi GREAT CAR Endereço: R. Santa Albina, 370 Fone: (11) 3721-0755 Manut.GNV: Sim Lapa GIL MOTOR Endereço: R. Clélia, 1746 Fone: (11) 3763-7644 DECOD AUTOMOTIVE Endereço: R. Gomes Freire, 106 Fone: (11) 3831-6532 Manut.GNV: Sim Morumbi GRUPO UZEDA Endereço: Av. Giovanni Gronchi, 2729 Fone: (11) 3772-0045 Manut.GNV: Não MOTOR CAR MORUMBI Endereço: Av. Morumbi, 6945 Fone: (11) 3758-0205 Manut.GNV: Não Pinheiros CAMP SERVICE- CAPS Endereço: R. Dep. Lacerda Franco, 317 Fone: (11) 3815-5696 | (11) 3814-8046 Manut.GNV: Não Pq. Anhanguera WHT SERVICE Endereço: Av. Anastácio, 1409 Fone: (11) 3903-6601 Sumarezinho CARBOFREIO Endereço: R. Heitor Penteado, 980 Fone: (11) 3872-0244 Manut.GNV: Não CARBOFREIO Endereço: R. Heitor Penteado, 1021 Fone: (11) 3872-0244 Manut.GNV: Não

12

Zona Oeste

Butantã

tÁxi! EDIÇÃO 25

TEC CAR Endereço: R. José Ramón Urtiza, 770 Fone: (11) 3744-7530 Manut.GNV: Não Vl. Anglo Brasileira MECÂNICA DRIVER Endereço: R. Dr. Miranda de Azevedo, 254 Fone: (11) 3862-2065 Manut.GNV: Não Vl. Estér RETÍFICA MIRO Endereço: R. José de Andrade Maciel, 151 Fone: (11) 3781-2588 Manut.GNV: Não Vl. Jaguaré CENTRO AUTOMOTIVO TANIGUTI LTDA Endereço: Av. Corifeu De Azevedo Marques, 4790 Fone: (11) 3766-8950 Vl. Progredior MAKMOTORS Endereço: R. José Jannarelli, 400 Fone: (11) 3722-0995 Manut.GNV: Não Vl. Sônia AUTO TÉCNICA NACIONAL Endereço: R. André Saraiva, 600 Fone: (11) 3742-5002 Manut.GNV: Não SILCAR CENTRO AUTOMOTIVO Endereço: R. Dr. Silvio Dante Bertacchi, 713 Fone: (11) 3772-4192 Manut.GNV: Sim Vl. Suzana NET’ S CAR Endereço: R. Profº José Horácio De Meirelles Teixeira, 546 Fone: (11) 3746-6910

Zona Norte Carandiru AQUARIUS II Endereço: Av. Conceição, 1370 Fone: (11) 2337-4959 Manut.GNV: Não Casa Verde JAGUARAUTO Endereço: Av. Casa Verde, 2164 Fone: (11) 3858-4788 Manut.GNV: Não Jd. das Laranjeiras TERMO PONTO AUTO MECÂNICA Endereço: R. Xiró, 94 Fone: (11) 3856-0907 Jd. Japão AUTO CHECK UP Endereço: Av. Das Cerejeiras, 601 Fone: (11) 2954-5103

PEGHASUS POWERED MOTORS Endereço: R. Dr. Paulo Meirelles, 120 Fone: (11) 2233-7279 Pq. Casa da Pedra MIE - KEN SERV. AUTOMOTIVOS Endereço: Av. Josino Vieira de Goes, 120 Fone: (11) 2953-0787 Manut.GNV: Sim STILLUS CENTRO AUTOMOTIVO Endereço: Av. Josino Vieira de Goes, 467 Fone: (11) 2203-1869 Manut.GNV: Não Pq. Edu Chaves HEBI CAR MECÂNICA Endereço: Av. Edu Chaves, 1089 Fone: (11) 2242-7131 Manut.GNV: Sim Pq. Peruche AUTO MECÂNICA SCOPINO Endereço: R. Santa Eudóxia, 508 Fone: (11) 3955-2086 Manut.GNV: Não Santana AUTO SM Endereço: Av. Ehg. Caetano Álvares, 4612 Fone: (11) 2238-6800 PLINIO CAR Endereço: R. Dr. Zuquim, 912 Fone: (11) 2977-9865 | (11) 2973-5556 BOX 1 Endereço: R. Ezequiel Freire, 268 Fone: (11) 2971-3136 Sta. Teresinha HOMEM DE MELLO AUTOMOTIVA Endereço: R. Itaici, 415 Fone: (11) 2950-2003 Manut.GNV: Não Tucuruvi SUZUKI SERVIÇOS AUTOMOTIVOS Endereço: Av. Nova Cantareira, 987 Fone: (11) 2950-8782 Manut.GNV: Não Vl. Arcádia KIVISÃO Endereço: Av. Gal Edgar Faco, 707 Fone: (11) 3991-2416 Manut.GNV: Sim Vl. Constança MARTINSLEX SISTEMAS AUTOMOTIVOS Endereço: Av. Luis Stamatis, 384 Fone: (11) 2241-0004 Vl. Ester BOX 33 Endereço: R. Maria Curupaiti, 840 Fone: (11) 2950-6867 Vl. Maria PRIMUS AUTO MECÂNICA Endereço: R. Da Gávea, 635 Fone: (11) 2955-5924 Manut.GNV: Não


Zona Norte Vl. Maria AUTO TÉCNICA PARDAL MOTORES Endereço: R. Araritaguaba, 247 Fone: (11) 2955-0093 AQUARIUS Endereço: R. Curuça, 25 Fone: (11) 2954-2594 Manut.GNV: Não CENTRO AUTOMOTIVO CONFIANÇA Endereço: R. Curuça, 422 Fone: (11) 2507-9372 Manut.GNV: Sim Vl. Medeiros TOYÓCAR SERVIÇOS AUTOMOTIVOS Endereço: Av. Roland Garros, 501 Fone: (11) 2201-7246 Manut.GNV: Sim Vl. Pereira Cerca AUTO ELÉTRICO BONI Endereço: R. Pedra Do Baú, 71 Fone: (11) 3976-4624 Manut.GNV: Sim

Zona Sul

Americanópolis JOCASP Endereço: R. Sebastião Sisson, 417 Fone: (11) 5563-5943 Manut.GNV: Sim Brooklin Paulista AUTOFIX SERVIÇOS AUTOMOTIVOS Endereço: R. Guararapes, 1697 Fone: (11) 5506-8984 Manut.GNV: Não Campo Belo VARGAS SERVIÇOS Endereço: R. Vieira de Moraes, 1205 Fone: (11) 5543-2623 | (11) 5096-3784 Manut.GNV: Não Chác. Santo Antonio COBEIO CAR Endereço: R. Américo Brasiliense, 1208 Fone: (11) 5181-8447 Manut.GNV: Sim Cid. Monções MOTOR FAST Endereço: R. Pensilvânia, 1272 Fone: (11) 5505-6741 Manut.GNV: Não Guarapiranga PREMYER MECÂNICA ESPECIALIZADA Endereço: Av. Guarapiranga, 1921 Fone: (11) 5515-2020 Indianópolis SERCAR Endereço: Al. Dos Maracatins, 891 Fone: (11) 5055-4182 Manut.GNV: Não Interlagos INTERLAGOS HOME CAR Endereço: Av. Interlagos, 7378 Fone: (11) 5666-8505 Manut.GNV: Não Ipiranga CRIS CAR CENTRO AUTOMOTIVO Endereço: R. Do Manifesto, 1856 Fone: (11) 2061-6056 Manut.GNV: Não

14

tÁxi! EDIÇÃO 25

Zona Sul Ipiranga JC MECÂNICA ESPECIALIZADA Endereço: R. Silva Bueno, 2762 Fone: (11) 5044-2508 Manut.GNV: Não Itaim Bibi DI NILO AUTO Endereço: R. Bandeira Paulista, 1160 Fone: (11) 3849-8767 Manut.GNV: Não Jd. Colonial REDE QUALITY Endereço: R. Elói Pontes, 128 Fone: (11) 5663-4455 Jd. das Acácias A K AUTO CENTER Endereço: R. Das Margaridas, 266 Fone: (11) 5687-3986 Manut.GNV: Não Jd. Marajoara ROMA SERV AUTOM LTDA Endereço: Av. Interlagos, 2338 Fone: (11) 5631-4100 Manut.GNV: Sim Jd. Prudência SAMUCAR CENTRO AUTOMOTIVO Endereço: Av. Cupecê, 2516 Fone: (11) 5562-6708 Jd. Regis AUTO MECÂNICA SUMINAMI Endereço: Av. Rubens Montanaro De Borba, 145 Fone: (11) 5666-7252 Moema NAVEGA MECÂNICA Endereço: R. Gaivota, 860 Fone: (11) 5055-9992 Manut.GNV: Não Pq. Das Nações ARI INJECTION Endereço: R. Jequirituba, 1523 Fone: (11) 5928-5094 Manut.GNV: Sim Santo Amaro ARAGÃO MOTORES Endereço: Al. Sto. Amaro, 683 Fone: (11) 5687-5304 Manut.GNV: Sim S. P. C. B. - CAPS Brooklin Endereço: Av. Morumbi, 8456 Fone: (11) 5543-0921 | (11) 2384-2623 Manut.GNV: Não AUTOBAN Endereço: Av. Washington Luis, 1107 Fone: (11) 5522-3618 OFICINA DO DIMAS Endereço: R. Do Estilo Barroco, 695 Fone: (11) 5183-5543 | (11) 2679-3133 Manut.GNV: Não Saúde TOKIO CAR SERVICE Endereço: Av. Do Cursino, 723 Fone: (11) 2577-8983 Manut.GNV: Sim TOMODATI Endereço: Av. Do Cursino, 1999 Fone: (11) 5073-5641

Zona Sul Saúde CHECK SAÚDE Endereço: Av. Do Cursino, 2012 Fone: (11) 5058-0601 Manut.GNV: Sim AFRONCAR Endereço: R. Dr. Samuel Porto, 117 Fone: (11) 2578-0043 Manut.GNV: Sim Vl. Almeida AUTOHAZ - BOSCH CAR SERVICE Endereço: Av. Das Nações Unidas, 22540 Fone: (11) 5523-5250 Manut.GNV: Não Vl. Clementino NIKOLAUS Endereço: R. Sena Madureira, 52 Fone: (11) 5084-8941 Manut.GNV: Não Vl. Cruzeiro WASHINGTON MOTORS Endereço: R. Dr. Fritz Martin, 240 Fone: (11) 5521-6856 Manut.GNV: Sim Vl. D. Pedro I REVISECAR Endereço: R. Dr. Mario Vicente, 131 Fone: (11) 2274-1463 Manut.GNV: Não Vl. Guarani LUCKY CAR Endereço: R. Botelho, 220 Fone: (11) 5012-5839 Manut.GNV: Não Vl. Mariana ESPECIALIZADA JOSMAR LTDA Endereço: R. Sta. Cruz, 896 Fone: (11) 5571-8568 Manut.GNV: Não Vl. Mascote AUTOTOKI Endereço: Av. Sta. Catarina, 1172 Fone: (11) 5564-3022 Manut.GNV: Não Vl. Moinho Velho GNV LANDI Endereço: Av. Pres. Tancredo Neves, 89 Fone: (11) 2272-5874 Manut.GNV: Sim Vl. Monte Alegre NEW POWER REPARAÇÃO AUTOMOTIVA Endereço: Av. Fagundes Filho, 745 Fone: (11) 5581-9940 Vl. Olímpia CARFIX Endereço: R. Ribeirão Claro, 431 Fone: (11) 3849-9047 Manut.GNV: Não Vl. Vera MECÂNICA BRUNO Endereço: Av. Cel. José Pires De Andrade, 386 Fone: (11) 2969-7476 Manut.GNV: Sim

Maiores informações: www.sindirepa-sp.org.br Fone: (11) 5594-1010


publicidade@portodasletras.com.br tÁxi! EDIÇÃO 25 15


Espaço Previdência Por Maria José Gianella Cataldi

Desaposente-se e ganhe mais! Deixar a condição de aposentado e voltar a contribuir pode ser um caminho para que você possa melhorar os benefícios que recebe da Previdência Social

O

objetivo principal da Desaposentação, ou seja, ato de renúncia à aposentadoria, é conseguir benefícios mais vantajosos na previdência social ou em outro regime previdenciário. O pedido de desaposentação - que vem sendo feito perante os Juizados Especiais Federais Previdenciários ou nas Varas Previdenciárias da Justiça Federal - é possível quando a pessoa que já recebe o benefício de aposentadoria permanece trabalhando e contribuindo para o INSS.

Dessa forma, em virtude das contribuições pagas após a aposentadoria, é possível obter novo beneficio em condições melhores, em função do novo tempo de contribuição. Contudo, é importante observar alguns detalhes para obter o máximo de benefício com essa nova condição de aposentado. A melhoria será certa quando a pessoa que contribuiu pelo teto máximo antes de se aposentar volta a contribuir, mesmo que pelo valor mínimo.

Outra vantagem de voltar a contribuir com o INSS é conseguir diminuir o impacto do fator previdenciário nos rendimentos, uma vez que, ao solicitar sua nova aposentadoria, o contribuinte terá uma idade mais avançada e poderá refazer esses cálculos.

Direitos preservados É importante observar que não existe no sistema previdenciário brasileiro qualquer norma proibitiva, tanto no tocante a desaposentação, quanto à nova contagem do tempo referente ao período utilizado na aposentadoria anterior. Na ausência de expressa proibição legal, subsiste a permissão. Isso porque a limitação da liberdade individual deve ser tratada explicitamente, não podendo ser reduzida ou diminuída por omissão. Assim, é realizado um pedido de cancelamento da aposentadoria atual, condiciona-

do com a imediata obtenção de um novo benefício em condições mais favoráveis, somando o novo período de contribuição àquele anterior ao da aposentadoria. É importante ressaltar que o artigo 201, parágrafo 11º da Constituição Federal, dispõe que os ganhos habituais do empregado a qualquer título devem ser incorporados aos salários para efeito de contribuição previdenciária e, consequentemente, repercute em seus benefícios. Se as contribuições efetuadas após a aposentadoria não forem computadas, o artigo constitucional acima citado estará sendo infringido. O Judiciário, inclusive, vem se manifestando favoravelmente à possibilidade de renunciar à aposentadoria visando benefício mais vantajoso, sendo importante destacar que seus efeitos têm início a partir do requerimento, não importa quando, como e para qual juízo a ação será encaminhada. Nesse caso, é indispensável fazer o cálculo de simulação, para analisar eventuais vantagens no pedido. Vale lembrar que a revisão de desaposentação é reconhecida por alguns juízes, mas não existe jurisprudência nesse sentido.

Maria José Gianella Cataldi advogada de Direito do Trabalho e Previdenciário, sócia fundadora do escritório Gianella Cataldi Advogados Associados mj@giannellacataldi.com.br 16

tÁxi! EDIÇÃO 25


Administre

seu negócio Por Miro Gonçalves

Quanto Custa seu táxi? Para administrar o próprio negócio é preciso que o taxista saiba responder com objetividade a uma pergunta fundamental: quanto custa manter o carro na rua? lo. Mas isso é apenas parte de tudo o que envolve o negócio do táxi. Para ter um controle mais preciso dos seus gastos, é importante que você possa discriminar tudo o que se refere ao trabalho do dia a dia, como alimentação, seguro do carro, impostos e muitos outros. Davi Francisco

S

em ter clareza de tudo o que envolve e qual será o valor necessário a desembolsar no final de cada mês para garantir que seu carro esteja em perfeitas condições de uso, o taxista autônomo pode acabar perdendo dinheiro e inviabilizando a sua própria atividade. Se levarmos em conta ainda que, a cada dia, aumentam as exigências dos passageiros por carros mais confortáveis e melhor equipados, além daquelas dos órgãos fiscalizadores, esse cuidado se torna vital para quem quer ter no táxi uma atividade rentável e promissora. De modo geral, apenas três quesitos básicos são incluídos nessa conta: combustível, gastos de manutenção e a depreciação do veícu-

As contas na ponta do lápis Para responder a essas inúmeras questões, a Revista Táxi entrou em contato com Luis Maranhão, presidente da Artasp - Associação das Rádio Táxi de São Paulo e Paulo Oliveira, presidente da Cooperativa Chame Táxi, que se disponibilizaram a realizar uma detalhada pesquisa, para identificar os mais variados Período Troca Preço Unitário (*) Gasto Anual (*) Gasto Mensal (*) custos que envolvem o trabalho do taxista. “A ideia é Óleo / filtro do motor 75,00 150,00 2 meses 900,00 contribuir para melhorar a 3 meses 140,00 560,00 47,00 Velas / cabos cada dia o negócio do táxi”, Embreagem mecânica 50,00 600,00 600,00 1 ano afirma Maranhão.

Manutenção

Para a realização desses

4 meses

60,00

180,00

15,00

cálculos foi considerado que

Amortecedores

1 ano

450,00

450,00

38,00

cada táxi percorre, em média,

Correia dentada

1 ano

70,00

70,00

6,00

Bomba d’água

1 ano

200,00

200,00

17,00

Rolamento de correia

1 ano

110,00

110,00

9,10

cerca de 200 km por dia, seis dias por semana. Além disso, os dados referentes aos diferentes itens de consumo

Pneus

10 meses

920,00

1.104,00

92,00

também foram considerados

Rolamento, alinhamento, balanceamento, cambagem

10 meses

480,00

576,00

48,00

na média. Acompanhe a ta-

Lavagem

6 ao mês

25,00

1.800,00

150,00

e manutenção do automóvel

bela e faça suas contas.

18

Pastilha de freios

tÁxi! EDIÇÃO 25

Gasto Total Mês: R$ 547,10

(*) Valores em Reais


Divulgação

A depreciação do automóvel Um fator que merece atenção especial e que impacta fortemente nas contas, principalmente na hora de trocar de carro, é a depreciação do veículo. Economistas e pesquisadores apontam diferentes valores e porcentagens na hora de calcular essa depreciação. Para o consultor financeiro Francis Hesse, da consultoria MacroHead, basta pegar o valor de um carro novo e dividir por 36 meses. Desta conta resultará o “custo” mensal da depreciação. Contudo, outras pesquisas apontam, em média, que esse índice chega à casa dos 10% no primeiro ano, variando entre 2% e 4% no segundo ano e aumentando nos anos seguintes, de acordo com o uso do veículo, seu estado geral de conservação e quilometragem.

Consumo

Consumo Médio Gasto / Dia (*) Gasto Mensal (*)

Preço (*)

Consumo Dia

Gasolina

2,50 por litro

26,66 litros

7,5 km/l

66,66

1.600,00

Etanol

1,70 por litro

36,36 litros

5,5 km/l

61,81

1.483,63

Gás natural Outros gastos

1,50 por m3

25 m3

8 km/m3

37,50

900,00

300,00 ao ano

-

-

-

25,00

(Consertos de pneus, rodas, taxímetro, bancos, retrovisores, cargas de gás para ar condicionado)

(*) Valores em Reais

Gasto Total Mês: Gasolina: R$ 1.625,00 Etanol: R$ 1.508,63

Taxas, impostos e contribuições

GNV: R$ 925,00

Preço Unitário (*) Gasto Mensal (*)

Renovação de documento público anual DTP, IPEM, INMETRO, CONTROLAR

300,00

25,00

-

15,00

Seguro do veículo (média)

2.000,00

167,00

Colisão (mesmo quem tem seguro tem que pagar a franquia)

1.500,00

125,00

Multa de trânsito (média)

2.400,00

200,00

Contribuição SEST / SENAT (sobre 1 salário mínimo)

-

INSS (sobre 1 salário mínimo)

109,00 (*) Valores em Reais

Gasto Total Mês: R$ 641,00

Gasto Total Geral Mês A diferença no valor dos combustíveis é um fator decisivo nos custos mensais de um táxi

Gasolina Etanol Gás Natural

R$ 2.813,10 R$ 2.696,73 R$ 2.113,10

tÁxi! EDIÇÃO 25

19


correias goodyear

20

tÁxi! EDIÇÃO 25


correias goodyear

tÁxi! EDIÇÃO 25

21


De olho na

manutenção

Por Miro Gonçalves

Baterias automotivas Alguns hábitos podem ajudar a aumentar a durabilidade da bateria do seu carro

R

Fotos Clepa

esponsáveis por gerar e fornecer a energia do automóvel, o alternador e a bateria são essenciais para o bom funcionamento e segurança do carro e devem ser alvo de um permanente processo de manutenção preventiva. Para o engenheiro de aplicação das baterias Heliar, Adilson Ramos, no caso dos táxis, essa manutenção deve ser mais intensa, pois a frequência de uso é muito maior. “É importante verificar sempre a condição de terminais e polos, evitando formação de zinabre, que causa mau contato e recarga deficiente da bateria”, avisa. Outro ponto indicado por Ramos para proporcionar uma maior durabilidade da bateria é verificar se ela está devidamente instalada e trabalha sem trepidações: “Quando uma bateria trabalha solta no suporte tem sua vida útil reduzida até pela metade”.

Equilibrar o sistema Outro especialista em baterias, Adriano Ananias, engenheiro de desenvolvimento das baterias Moura, destaca a importância de controlar a quantidade de energia fornecida pelo alternador para que a recarga da bateria ocorra sem problemas. “O regulador de tensão do alternador deve ser ajustado para o valor de 13,8V a 14,8V para garantir o bom funcionamento da bateria. Além disso, devem ser verificadas periodicamente as conexões dos terminais, se estão bem apertadas e limpas”, alerta. Hoje em dia, os veículos possuem cada vez mais dispositivos elétricos que aumentam o esforço do alternador e da bateria, quando este não suporta toda demanda. Por isso, evite utilizar dispositivos eletrônicos com o motor desligado. Nesta condição há um consumo de energia muito grande da bateria, que pode não ser reposta completamente se a corrida for curta.

22

tÁxi! EDIÇÃO 25

Veja no Box algumas dicas para evitar desgaste e aumentar a durabilidade da sua bateria 1. Evite manter acessórios como faróis, ventilador ou som ligados sem ligar o veículo. Também não acione o motor de arranque com esses equipamentos em funcionamento.

2. Evite partidas constantes sem tempo para recarga; o ideal é que o motor fique ligado de 10 a 15 minutos para repor apenas a energia consumida na partida.

3. Não “force” a partida. Acione a chave por no máximo 5 segundos, se o veículo não funcionar, aguarde 1 minuto e tente novamente.

4. Ao ligar o veículo, verifique se a “luz da bateria” no painel acendeu corretamente. Ela deve apagar assim que o motor começar a funcionar. Se identificar algum problema, procure um eletricista.

5. Antes de instalar acessórios elétricos não originais, procure um especialista capacitado, pois o excesso deles pode causar um desequilíbrio elétrico, prejudicando a reposição de carga da bateria.

6. Sempre que precisar de uma nova bateria, instale outra de capacidade igual ou superior à original do veículo, nunca de capacidade inferior.


O que vai agitar a metrópole nas próximas semanas

eventos em julho Confira a agenda dos principais eventos da cidade que é tudo de bom! Programe-se para aproveitar o melhor de São Paulo. Para mais informações, acesse o site: visitesaopaulo.com

1 e 2 de julho 9º CURSO DE ENFERMAGEM EM ENDOSCOPIA GASTROINTESTINAL Local: Tivoli São Paulo Mofarrej

sexta

segunda

quinta

2 a 5 de julho IN - CONGRESSO LATINO AMERICANO DE IMPLANTODONTIA / EXPO IN - EXPOSIÇÃO INTERNACIONAL DE PRODUTOS E SERVIÇOS PARA IMPLANTODONTIA / Local: Expo Center Norte

03

3 de julho 2º CIRCUITO DAS ESTAÇÕES ADIDAS Local: Estádio do Pacaembú

3 de julho 25ª CONVENÇÃO NACIONAL DA SEICHO-NO-IE Local: Palácio das Convenções do Anhembi

04 05

terça quarta

01 02

sábado domingo

Uma parceria com o taxista e um serviço a mais para o passageiro

4 e 5 de julho CROP WORLD SOUTH AMERICA 2011 -CONGRESSO INTERNACIONAL E EXPOSIÇÃO Local: Blue Tree Premium Morumbi

sexta

06 5 a 8 de julho PROMO BRÍNDICE 18ª FEIRA DE BRINDES, PROMOÇÃO E RELACIONAMENTO Local: Expo Center Norte

07 08

5 a 8 de julho ELETROLAR SHOW 6ª FEIRA DE NEGÓCIOS PARA A INDÚSTRIA E O VAREJO DE ELETRODOMÉSTICOS E ELETROELETRÔNICOS Local: Transamerica Expo Center

5 a 7 de julho BRASIL BRAU - XI FEIRA INTERNACIONAL DE TECNOLOGIA EM CERVEJA / XII CONGRESSO BRASILEIRO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA CERVEJEIRA Local: Transamerica Expo Cente

7 a 9 de julho 21ª SEMANA RACINE / 21º EXPO FARMÁCIA / 2º ENCONTRO INTER-NACIONAL DE FARMACÊUTICOS MAGISTRAIS Local: Expo Center Norte

5 a 8 de julho GASTRÃO - 38º CURSO DE ATUALIZAÇÃO EM CIRURGIA DO APARELHO DIGESTIVO E COLOPROCTOLOGIA / SIMPÓSIO DE CIRURGIA ONCOLÓGICA DO APARELHO DIGESTIVO / SIMPÓSIO DE VÍDEOS EM CIRURGIA DO APARELHO DIGESTIVO Local: Centro de Convenções Rebouças

6 e 7 de julho CONGRESSO CORPORATIVO 12º CONGRESSO NACIONAL DE GESTÃO CORPORATIVA Local: Centro Fecomercio de Eventos

7 a 9 de julho CONSULFARMA - 6º CONGRESSO INTERNACIONAL DE FARMÁCIA E COSMÉTICOS Local: Palácio das Convenções do Anhembi 8 a 17 de julho 4ª FEIRA DO CIRCUITO DAS MALHAS Local: Centro de Eventos São Luís

de 8 a 10 e de 15 a 17 de julho ANIME FRIENDS 2011 Local: Centro de Exposições Mart Center

7 a 10 de julho EXPOCATÓLICA - 8ª FEIRA INTERNACIONAL DE PRODUTOS E SERVIÇOS PARA IGREJAS, LIVRARIAS E LOJAS DE ARTIGOS RELIGIOSOS / SALÃO ANEC DE EDUCAÇÃO CATÓLICA / PEREGRINUS - SALÃO INTERNACIONAL DE TURISMO RELIGIOSO / EXPO VOCACIONAL - FEIRA DE CONGREGAÇÕES E COMUNIDADES RELIGIOSAS / CONAGE - 7º CONGRESSO NACIONAL DE GESTÃO ECLESIAL Local: Expo Center Norte

tÁxi! EDIÇÃO 25

23


eventos em julho 09

sábado

domingo

segunda

terça

9 a 14 de julho 8º CONGRESSO PANAMERICANO DE ESPERANTO / 46º CONGRESSO BRASILEIRO DE ESPERANTO / 31º CONGRESSO JUVENIL ESPERANTISTA BRASILEIRO / FESTIVAL DE CINEMA ESPERANTISTA Local: Faculdade Santa Marcelina

quarta

quinta

sexta

10 10 de julho XXX - CENÁCULO DA RENOVAÇÃO CARISMÁTICA CATÓLICA Local: Praça da Sé

14 15

14 a 16 de julho VII ANNUAL MEETING OF AESTHETIC PROCEDURES / EXPOESTÉTICA 2011 - VII EXPOSIÇÃO PROMOCIONAL DE PRODUTOS E SERVIÇOS PARA MEDICINA ESTÉTICA Local: Centro Fecomercio de Eventos

segunda 15 a 17 de julho XXIX CAMPEONATO BRASILEIRO DE KENDO Local: Ginásio de Esportes do ACE Piratininga / Conjunto Desportivo Baby Barioni

24

tÁxi! EDIÇÃO 25

11 e 12 de julho EXPOPIZZARIA - 1ª FEIRA E CONGRESSO DA CADEIA PRODUTIVA E NEGÓCIOS DA PIZZA Local: Holiday Inn Parque Anhembi

13

24 de maio a 12 de julho 25ª CASA COR SÃO PAULO 2011 / 5º CASA HOTEL / CASA KIDS / CASA TALENTO Local: Jockey Club de São Paulo

18 a 21 de julho SICONBIOL 12º SIMPÓSIO DE CONTROLE BIOLÓGICO Local: Palácio das Convenções do Anhembi

11 12

11 e 12 de julho 13º ENCONTRO NACIONAL DE RELAÇÕES COM INVESTIDORES E MERCADO DE CAPITAIS Local: Sheraton São Paulo WTC Hotel

sábado

domingo

9 de julho II SIMPÓSIO INTERNACIONAL DE ATUALIZAÇÃO EM ANAFILAXIA, URTICÁRIA E ALERGIA A FÁRMACOS Local: IEP - Instituto de Pesquisa Hospital Sírio Libanês

16 17 18

18 a 21 de julho ENEMET - 11º ENCONTRO NACIONAL DE ESTUDANTES DE ENGENHARIA METALÚRGICA, DE MATERIAIS E DE MINAS Local: Universidade Mackenzie

12 a 14 de julho EXPO PREDIALTEC 2011 / HABITAR - 10º CONGRESSO DE AUTOMAÇÃO RESIDENCIAL E TECNOLOGIAS PARA HABITAÇÃO / 2º CONGRESSO BRASILEIRO DE TRANSPORTE VERTICAL Local: Centro de Exposições Imigrantes

13 a 17 de julho 6º SALÃO DO TURISMO ROTEIROS DO BRASIL Local: Pavilhão de Exposições do Anhembi

15 e 16 de julho V SIMPÓSIO SOBRE RONCO E APNEIA OBSTRUTIVA DO SONO E SUAS PESQUISAS RECENTES Local: Auditório Moise Safra do Hospital Israelita Albert Einstein 18 a 22 de julho 66º CONGRESSO ABM Local: Centro de Convenções Frei Caneca

18 de julho SEMINÁRIO MELHORES PRÁTICAS PARA CUMPRIR A REGULAMENTAÇÃO E GERENCIAR OS RESÍDUOS SÓLIDOS HOSPITALARES Local: Park Inn Ibirapuera


eventos em julho 19

terça

quarta

quinta

19 de julho a 21 de agosto FILE - FESTIVAL INTERNACIONAL DE LINGUAGENS ELETRÔNICAS Local: Centro Cultural Fiesp - Galeria de Arte do Centro Cultural Ruth Cardoso

20 21 22

sexta

sábado

domingo

segunda

terça

19 a 22 de julho ABOP - III CONGRESSO LATINOAMERICANO DE ORIENTAÇÃO PROFISSIONAL / X SIMPÓSIO BRASILEIRO DE ORIENTAÇÃO VOCACIONAL E OCUPACIONAL Local: Instituto de Psicologia da Universidade de São Paulo

19 a 22 de julho FIPAN - FEIRA INTERNACIONAL DA PANIFICAÇÃO, CONFEITARIA E DO VAREJO INDEPENDENTE E ALIMENTOS Local: Expo Center Norte

20 e 21 de julho 4ª PREMIÈRE VISION BRASIL Local: Transamerica Expo Center

23 24

21 e 22 de julho EXPON 2011 Local: Teatro Frei Caneca

21 a 24 de julho BIO BRAZIL FAIR - 7ª FEIRA INTERNACIONAL DE PRODUTOS ORGÂNICOS E AGROECOLOGIA / NATURAL TECH - 7ª FEIRA INTERNACIONAL DE ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL, PRODUTOS NATURAIS E SAÚDE Local: Pavilhão da Bienal do Ibirapuera

23 e 24 de julho XII ENCONTRO LATINOAMERICANO DE LÍDERES Local: Sheraton São Paulo WTC Hotel

25 26

25 a 27 de julho 2º BRAZIL WORLD CUP TRANSPORTATION CONGRESS Local: Pullman São Paulo Ibirapuera

26 a 28 de julho INSPIRAMAIS - 4º SALÃO DE DESIGN E INOVAÇÃO DE COMPONENTES PARA COURO, CALÇADOS E ARTEFATOS Local: Centro de Convenções Frei Caneca

20 a 23 de julho SERIGRAFIA - XXI FEIRA INTERNACIONAL DE MÁQUINAS, EQUIPAMENTOS, PRODUTOS E SERVIÇOS PARA A SERIGRAFIA / FUTURETEXTIL - II FEIRA INTERNACIONAL DE MÁQUINAS, EQUIPAMENTOS PRODUTOS E SERVIÇOS PARA A INDÚSTRIA TÊXTIL / SIGN - XXI FEIRA INTERNACIONAL DE MÁQUINAS, EQUIPAMENTOS, PRODUTOS E SERVIÇOS PARA COMUNICAÇÃO VISUAL E IMPRESSÃO DIGITAL Local: Expo Center Norte

25 e 26 de julho 1º BRAZIL MPS CONFERENCE 2011 Local: Sheraton São Paulo WTC Hotel

26 a 28 de julho SALEX - 22ª EXPOSIÇÃO SULAMERICANA DA INDÚSTRIA DE DIVERSÃO Local: Transamerica Expo Center

26 a 28 de julho AGRINSUMOS EXPO&BUSINESS / 8º CONGRESSO BRASILEIRO DE MARKETING RURAL E AGRONEGÓCIO / 1º CONGRESSO ANDAV FÓRUM DE DISTRIBUIÇÃO DE INSUMOS AGROPECUÁRIOS / OCB ENCONTRO DE NEGÓCIOS Local: Transamerica Expo Center

26 a 28 de julho FIBOPS - 4ª FEIRA INTERNACIONAL PARA INTERCÂMBIO DAS BOAS PRÁTICAS SOCIOAMBIENTAIS / CIBOPS - II CONGRESSO INTERNACIONAL DE BOAS PRÁTICAS SOCIOAMBIENTAIS Local: Centro de Eventos São Luís

tÁxi! EDIÇÃO 25

25


eventos em julho quarta quinta

27

27 a 30 de julho ABIMAD - 10ª FEIRA BRASILEIRA DE MÓVEIS E ACESSÓRIOS DE ALTA DECORAÇÃO Local: Centro de Exposições Imigrantes

28 29

sexta sábado domingo

27 e 28 de julho IT HEALTHCARE INVESTIMENTOS EM INOVAÇÃO E TECNOLOGIA PARA O SETOR DE SAÚDE Local: Staybridge Suítes São Paulo

28 e 29 de julho 11º CONGRESSO USP CONTROLADORIA E CONTABILIDADE / 8° CONGRESSO USP INICIAÇÃO CIENTÍFICA EM CONTABILIDADE Local: Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da USP

30 31

28 de julho BPM - 8º SEMINÁRIO DE GESTÃO DE PROCESSOS Local: Mercure Hotel São Paulo Paulista

28 de julho SEMINÁRIO COMPLIANCE AMBIENTAL: COMO IMPLEMENTAR UM PROGRAMA EFICAZ PARA EVITAR AUTUAÇÕES E MULTAS Local: Hampton Park

28 a 31 de julho SOBECC - 10º CONGRESSO BRASILEIRO DE ENFERMAGEM EM CENTRO CIRÚRGICO, RECUPERAÇÃO ANESTÉSICA E CENTRO DE MATERIAL E ESTERILIZAÇÃO Local: Palácio das Convenções do Anhembi

28 de julho SANTOSINFRA - FÓRUM DE DESENVOLVIMENTO DE SANTOS E REGIÃO Local: Golden Tulip Paulista Plaza

29 e 30 de julho JAM - 3ª JORNADA ACADÊMICA MULTIDISCIPLINAR / ENCORF - 6º ENCONTRO NACIONAL DE RECÉMFORMADOS DAAPCD CENTRAL Local: Sede da APCD Associação Paulista de Cirurgiões Dentistas

29 a 31 de julho 4º PALADAR COZINHA DO BRASIL Local: Grand Hyatt São Paulo

29 a 31 de julho 16º EXPOSIÇÃO NACIONAL DE PRODUTOS E ALIMENTOS PARA PORTADORES DE DIABETES / 16º CONGRESSO BRASILEIRO MULTIDISCIPLINAR MULTIPROFISSIONAL EM DIABETES Local: UNIP - Universidade Paulista

31 de julho V CONGRESSO CIÊNCIA E ESPÍRITO Local: Centro de Convenções Rebouças

28 a 30 de julho XVIII CONGRESSO BRASILEIRO DE EDUCAÇÃO INFANTIL DA OMEP Local: Universidade Anhembi Morumbi

30 de julho MIOCARDIO ATUALIZAÇÃO EM ICC E MIOCARDIOPATIAS Local: Pullman São Paulo Ibirapuera

Agenda de eventos: O São Paulo Convention & Visitors Bureau é uma Fundação sem fins lucrativos mantida pela iniciativa privada, sua missão é promover, captar, gerar e incrementar eventos que aumentem o fluxo de visitantes a São Paulo. As datas e locais dos eventos podem ser alterados, consulte sempre a agenda de eventos no site do São Paulo Convention & Visitors Bureau: visitesaopaulo.com - atendimento@visitesaopaulo.com 26

tÁxi! EDIÇÃO 25

Uma parceria com o taxista e um serviço a mais para o passageiro


tÁxi! EDIÇÃO 25

27


Carolina Mendes

Lazer & Cultura

Dança de Salão na Galeria Olido Chega a ser fascinante como algumas horas dedicadas ao prazer da dança podem abrir novas perspectivas em relação a nós mesmos e ao modo de ver e perceber o mundo Por Carolina Mendes

Carolina Mendes

ral ao permitir que os bailarinos entrem em contato com ritmos e danças oriundos de diferentes regiões e países. Frequentadores assíduos da Vitrine da Dança, Maria Aparecida Constantino e João José Bur vão longe quando se trata de dançar. “Visitamos com frequência a cidade de Buenos Aires para dançar tango. O essencial é que o parceiro também tenha gosto pela dança, assim facilita o aprendizado. O difícil sempre acaba sendo o começo; depois de aprender o básico você o repete em quase todas as danças”, explica Maria Aparecida.

A magia do samba Outro bailarino sempre presente na Vitrine, Francisco Pereira da Silva tem no samba uma referência de vida: “onde tem samba eu tô dentro”, declara o alegre dançarino. Além de contribuir para sua saúde, ele, que já passou por uma arriscada operação de ponte de safena, destaca que o prazer de sambar também contribui para trabalhar as emoções e a mente. “Aqui não se pensa em problemas enquanto se dança; tem que se entregar totalmente”, afirma.

Sem contraindicações e indicada para todas as idades, a dança de salão ajuda na prevenção de doenças circulatórias e articulares como artrose ou artrite, devido à ativa circulação do sangue que acontece, principalmente, nas pernas. Para quem passa o dia todo sentado, realizando movimentos repetitivos como dirigir um automóvel, pode ser um santo remédio para prevenir problemas de saúde.

O

espaço dedicado à dança de salão existente na Galeria Olido, conhecido como Vitrine da Dança, surpreende ao criar um misto de magia e encantamento para quem passa pela Avenida São João, na altura do nº 473. Ali é possível acompanhar até uma centena de casais deslizando ao som de diferentes ritmos como samba, salsa, samba-rock, merengue, forró, gafieira, cháchá-chá e muitos outros.

Além disso, pode ajudar até a perder peso, pois pesquisas estimam um gasto de até mil calorias em uma hora de aula. E o melhor: estimula a produção de endorfina, um neurotransmissor também conhecido como hormônio da felicidade, essencial para o combate da depressão.

Responsável pelas aulas do projeto Vitrine até o próximo mês de agosto, Renato de Assis, que teve sua formação de bailarino na Companhia Aérea de Dança do Rio de Janeiro, ressalta as virtudes da dança e como sua prática pode fortalecer a essência do relacionamento de um casal. “Aquele movimento que você faz, com uma harmonia bacana, informando à dama o caminho que você quer que ela vá... pode ser só um dois pra lá, dois pra cá, mas a dança vai chamar a atenção de alguma forma”, afirma. Além de incentivar a socialização, a dança de salão contribui com a diversidade cultu28

tÁxi! EDIÇÃO 25

Renato de Assis, professor da Galeria Olido, destaca como a dança pode contribuir para fortalecer a relação de um casal

Carolina Mendes

Diversidade cultural

Acervo da Galeria Olido

A dança da saúde

SERVIÇO: Galeria Olido Avenida São João, 473, Centro Fones: 3331-8399 ou 3397-0171


tÁxi! EDIÇÃO 25

29


Os embaixadores da cidade Donos de trajetórias tão particulares em suas vidas, os taxistas encontram no trabalho o seu denominador comum Davi Francisco

Por Waldir Martins

P

oucos profissionais mantêm um contato tão próximo com seus clientes como os taxistas. Muito mais do que um simples motorista, o taxista assume os mais variados papéis na sua rotina de trabalho: conselheiro, guia, socorrista, orientador vocacional, mensageiro e muitos outros. Sempre para prestar serviços e atender os passageiros e a cidade.

30

dade e seus cidadãos. Cada cliente traz uma situação nova, exigindo que esse profissional desenvolva essa variedade de habilidades ao tratar com o seu público. Junte-se a isso um trânsito caótico e violento, vias de tráfego em péssimo estado de conservação e com sinalização deficiente, uma fiscalização severa e nem sempre justa, e um quase total abandono por parte das autoridades para garantir um mínimo de estrutura, como um banheiro minimamente higienizado para usar nas horas de aperto.

Donos de trajetórias tão particulares, esses cidadãos e cidadãs encontram no táxi o seu denominador comum. Contudo, mesmo partindo de diferentes situações de vida, a motivação para iniciar o trabalho no táxi geralmente desemboca na busca por um trabalho diferenciado, capaz de proporcionar autonomia, estabilidade e retorno financeiro.

Está montado o cenário onde esse profissional é cobrado a oferecer o melhor de si e a investir de maneira continuada na sua qualificação profissional e na sua ferramenta de trabalho, o automóvel.

A selva de cimento e asfalto

A força de uma categoria

Mas os desafios são imensos. Além de enfrentarem uma extensa jornada de trabalho, os profissionais do táxi mantêm um permanente, e nem sempre fácil, diálogo com a ci-

Mesmo diante de tantas dificuldades, os profissionais do táxi têm empreendido uma verdadeira revolução no segmento. A frota paulistana é hoje uma das mais modernas

tÁxi! EDIÇÃO 25

do mundo, com carros novos e mais confortáveis. Da mesma maneira, existe hoje uma premente preocupação dos taxistas em aprimorarem a sua qualificação como prestadores de serviços. Nesse sentido, motoristas autônomos, empresas, cooperativas e associações de taxistas têm investido em programas de qualificação. A proximidade da Copa do Mundo de 2014, por exemplo, já tornou comum a oferta de cursos de idiomas para os motoristas, com a formalização de parcerias com as mais diferentes escolas especializadas. Para entender e partilhar com seus leitores um pouco mais desse tão rico universo, a Revista Táxi conversou com alguns profissionais da categoria, para contaram um pouco de suas trajetórias , do trabalho que realizam, seus sonhos, aspirações e luta para continuar prestando um serviço de excelência para os paulistanos e a nossa cidade. Acompanhe.


tÁxi! EDIÇÃO 25

31


Francisco das Chagas Sousa Gomes Nascido na cidade de Novo Horizonte/ Maranhão. Há 27 anos que mora em São Paulo e há três anos e meio que trabalha com táxi – Ponto Cerro Cora.

Uma alternativa para a moto

Alcançar objetivos

Trabalhei como motoboy por 12 anos, não tinha medo de trabalhar de moto, na verdade eu gostava, mas, depois de certo tempo comecei a ter medo. Vi tantos acidentes na minha frente que comecei a temer e vi que era hora de parar. Comecei a pensar mais nos meus filhos, de repente poderia acontecer alguma coisa e eles ficariam sem apoio. Como eu não tinha uma profissão, passei a analisar o que poderia fazer para usar meus conhecimentos e, como conheço bastante São Paulo, optei pelo táxi.

Desde quando iniciei, me propus a trabalhar com regras. Eu coloquei na cabeça que quero o meu próprio táxi e ando atrás do dinheiro para isso. Cumpro minhas regras e não tem essa de “hoje eu vou mais tarde”. Tenho horário para entrar e tenho horário para sair, tenho minhas metas. Chego no ponto às 8h da manhã - na Cerro Cora, perto do Pão de Açúcar - e costumo sair às 22h.

Mais que uma profissão

O mais difícil por eu trabalhar demais é a distância das pessoas que gosto, do filho, da esposa. Essa distância, esse tempo que você passa muito longe não é muito legal. Teria que ter uma jornada de trabalho menor, pra que tenha tempo pra outras coisas, porque o trabalho é muito cansativo.

No início, ser taxista era só mais uma profissão, mas, depois descobri que ser taxista é algo bem diferente. Você aprende muita coisa, convive com todas as classes sociais e descobre como tirar proveito disso para sua própria vida. Você acaba obtendo bastante conhecimento com o próprio ser humano. São tantas conversas dentro do táxi, acompanhando tantas pessoas, que você acaba observando o problema de muita gente e aprende muito com isso. Ser taxista para mim, hoje, é uma boa profissão. Gosto dessa liberdade de poder mandar em mim mesmo, de criar o meu espaço dentro das possibilidades do táxi. Você é sua firma, você é quem cria as regras, as normas, tudo.

A distância da família

Mas agora estou começando a criar um espaço para ficar mais com a família; meu filho menor cobra muito isso e eu preciso administrar bem, porque é um tempo que você não recupera mais, essa convivência com o filho, de ficar junto, de brincar, depois ele cresce e não tem como repor e eu acho que isso é muito importante para o futuro dele.

A melhor coisa da vida Para ser sincero eu não tive infância. No dia 11 de junho de 1970 mataram meu pai e eu fiquei com seis irmãos pra sustentar. Minha avó morava aqui em São Paulo, mais especificamente em São Bernardo do Campo. Eu fiquei trabalhando em uma padaria, de ajudante de padeiro.

Luis Maranhão Da cidade de Timon/Maranhão. Há 41 anos que mora em São Paulo e há 25 que atua no segmento taxista. Presidente da Artasp Associação das Rádios Táxis de São Paulo

32

tÁxi! EDIÇÃO 25

Desse modo, ser taxista foi a melhor coisa que aconteceu na minha vida, porque no táxi eu consegui tudo, criei meus filhos, tenho minha casa própria. Na época eu tinha três empregos, dirigia ônibus, trabalhava com o táxi e tinha uma banca de jornal. Ser taxista foi uma coisa maravilhosa. Terminei me demitindo do ônibus em 1992 e, de lá para ca, só fiquei no táxi.

O profissional do táxi O taxista hoje tem que estar muito prepa-


rado, mas a experiência conta muito também. O profissional tem que ter uma boa formação, a cidade cresceu e o número de passageiros também aumentou. Além disso, hoje existem outras demandas para quem dirige um táxi, não basta saber dirigir. Taxista, hoje, tem que ser como funcionário público, não pode ter nenhuma restrição na sua ficha, ou processo. E o perfil da categoria vem mudando muito, hoje nós temos taxista que é advogado, administrador e outros profissionais de nível superior.

A demora do táxi para passageiros Isso não é um problema do táxi, é um problema da cidade. Pra melhorar o trânsito em São Paulo, seria preciso fazer metrô e estacionamento nos bairros, aí sim acho que melhoraria. Mesmo assim é complicado; veja o caso da zona leste: há metrô e o pior trânsito que temos em São Paulo

é na Radial Leste. O taxista poder andar com passageiro no corredor de ônibus é muito importante e nos ajuda demais. Mas, também seria importante que pudesse andar sem o passageiro, porque tudo que vai, volta. Se você leva o passageiro e não tem condições de voltar para o seu ponto, você fica preso no trânsito e deixa de atender outros passageiros. Nós trabalhamos com o público, então o público precisa de táxi, seja porque ele tem um compromisso, uma reunião, quer ir pro trabalho, quer chegar mais cedo. Além disso, ele está deixando o carro na casa dele, colaborando. Eu até sou de acordo que a tarifa seja um pouco razoável, mas, os custos do táxi também são muito altos, para isso seria preciso pensar em algum tipo de compensação ou benefício, como, por exemplo, fornecer combustível mais barato para o táxi.

“ A cidade cresceu e o número de passageiros também aumentou. Além disso, hoje existem outras demandas para quem dirige um táxi, não basta saber dirigir.“

A mulher taxista Antes de trabalhar com o táxi eu já dirigia o meu fusquinha. E é muito mais fácil para uma mulher dirigir um táxi do que um carro particular, você acredita? Não sei se é porque não olham se é mulher ou não, mas não tenho problemas no trânsito na hora de dirigir. Agora, mulher dirigir na rua é mais complicado, com o táxi as pessoas respeitam mais.

A escolha do táxi O que me trouxe para o táxi não foi logo um interesse, mas opção de horário. Eu trabalhava em dois hospitais e, se bater cartão em um trabalho já é difícil, bater em dois então, nem se fala. E não tinha tempo para nada. E apesar de não ter filhos, eu criei uma família de nove irmãos, porque minha mãe faleceu muito moça. Então eu fui o pai e a mãe dos meus irmãos, criei todos eles.

Maria Apparecida Ficherolli Nasceu na cidade de Motuca/São Paulo. Há 39 anos que mora em São Paulo e há 36 anos que trabalha com o táxi - Ponto Sumaré

tÁxi! EDIÇÃO 25

33


Um ponto diferenciado O nosso ponto hoje é muito bem cuidado, mas, no começo, ali não tinha nada, só o telefone. Ali era o local onde o Metrô jogava o entulho da construção da estação. Quando chovia a enxurrada não deixava nem andar por ali. Então, conversando com os colegas, tivemos a ideia de usar um bloco para evitar que a chuva tomasse o local e, ao mesmo tempo, aproveitamos para usar essa estrutura como se fosse um vaso. Fomos muito ao Ceasa. Comprei grama, comprei diversos tipos de plantas, batalhei muito para conseguir água. A única coisa que falta por lá agora é um banheiro. Cuidar do ponto, deixar ele bonito cheio

de plantas e flores ajuda muito no nosso trabalho na região. Quando fomos para lá, houve uma reação muito ruim do pessoal do bairro. Falaram muito desaforo para a gente.

Falta o banheiro Um grave problema que enfrentamos é a falta de banheiros. Isso dificulta demais o nosso trabalho. Acabamos tendo que incomodar os outros e, quando não fazemos isso, terminamos por usar banheiros em péssimo estado. É lamentável. Além disso, por exemplo, no meu ponto, não temos nada por perto. Isso é muito difícil.

Maria Apparecida com seus colegas Marco António e Sérgio Almeida no ponto da Avenida Sumaré

cando, mas 15 dias depois estava fazendo o curso. Quando falei na faculdade que tinha entrado no táxi todo mundo tomou um susto, porque para os caras, um universitário no táxi era inacreditável, estava ficando louco. Na verdade, precisava de dinheiro, não de espaço. E o táxi me ajudou a formar meus filhos, minha nova família, e nunca faltou arroz e feijão com o táxi. É um negócio maravilhoso.

Muito mais do que digirir

Davi Francisco da Silva Nasceu na cidade de Promissão/São Paulo. Há 39 anos que mora em São Paulo e há oito anos e meio que atua no segmento taxista. Além de taxista é professor da PUC/SP e diretor da Revista Táxi

Uma nova alternativa de vida Estava em uma arapuca: na época já era professor da PUC/SP, meus filhos começando a faculdade, ao mesmo tempo iniciando meu segundo casamento, quando diminuíram as minhas aulas. Tive que procurar uma alternativa. Conversando com um taxista amigo meu, perguntei como é que era o negócio do táxi. Ele falou: “o dinheiro é certo”. Então me interessei e perguntei o que é que eu tinha que fazer. Ele achou que eu tava brin-

34

tÁxi! EDIÇÃO 25

Saber dirigir é fácil, mas para ser um bom taxista é preciso gostar da cidade e entender qual o seu papel social; então ele vai ser um bom taxista, mesmo se não conhecer muito bem a cidade. O táxi tem seu papel muito definido, conseguir levar a pessoa de uma empresa a outra com o menor tempo possível e em segurança, e, ao mesmo tempo, sem quebrar a harmonia do trabalho dele. Então, o taxista tem um papel muito importante na cidade de São Paulo. Agora, se ele estiver só atrás do dinheiro, ele vai ser um motorista qualquer, e acho que ser taxista é muito mais que ser motorista.

Contar com uma melhor estrutura Não acho a cidade de São Paulo violenta, acho que acidentes podem acontecer com qualquer um. O trabalho de taxista é um trabalho seguro; é um trabalho duro e cansativo, porque o trânsito exige muitas horas de trabalho, mas, o pior inimigo dos taxistas não é a violência, mas sim a falta de banheiros limpos, a falta de uma

estrutura decente para atender necessidades básicas. Só pra você ter uma ideia, o taxista tem dificuldade para estacionar, para se alimentar, dificuldade pra ter um banheiro limpo, dificuldade pra lavar as mãos, você está ali o tempo todo trabalhando com dinheiro, tratando com diferentes pessoas e não tem um lugar para lavar as mãos, para lavar o rosto, para recomeçar. Essa é a pior parte do taxista, porque os pontos não oferecem essa estrutura. Seria importante repensar isso. Mas, mesmo assim, acredito que se as coisas estão ruins, se o trânsito está ruim, você tem que pensar em como melhorar aquilo, em encontrar uma saída. Perceber os diferentes tráfegos, em diferentes horários, de cada rua por onde passa, se a região está livre, se não está. Acompanhar a dinâmica da cidade, isso é muito importante pra quem quer ser taxista.

Conciliar trabalho com a família A primeira coisa é ter o trabalho como um meio, não como um fim. É muito complicado porque às vezes você fica horas sem fazer nada e, de repente, começa a trabalhar, tem uma corrida atrás da outra, mas você tem que ter aquele senso para saber a hora de parar. Então, deu 20h, começo a encerrar, acabo me deslocando por conta de uma determinação minha. Com relação à família, todo fim de semana o cara tem que reservar um espaço pra família dele, ou trabalha no sábado, ou trabalha no domingo, mas um dos dias é para família, não pode ficar pensando só em trabalho.


Mundo

Táxi

Prefeitura abre vagas para 1200 novos táxis Davi Francisco

A Secretaria Municipal dos Transportes divulgou os critérios e regras para a realização dos sorteios para os novos 1.200 alvarás

N

o período de 01 a 31 de julho estarão abertas as inscrições para os interessados em participar dos sorteios para os novos 1200 alvarás para estacionamento de táxi na cidade de São Paulo. Segundo a portaria divulgada pela prefeitura, somente poderá se inscrever, e por uma única vez, pessoa física que não seja titular de alvará e que já tenha o seu condutax cadastrado no DTP - Departamento de Transportes Públicos. Ao mesmo tempo,

tÁxi! EDIÇÃO 25

as inscrições para obter um novo condutax estão suspensas até o final do mês de julho, incluindo-se nesta restrição os motoristas que tiveram os seus cadastros cancelados ou que não tenham viabilizado a sua renovação no prazo legal. Os sorteios, que terão seu início no próximo dia 17 de agosto, serão realizados com base nos resultados da Loteria Federal e só se encerrarão quando forem contemplados 1.200 inscritos.

SERVIÇO: As inscrições poderão ser realizadas na sede do Departamento de Transportes Públicos - DTP ou através do site da prefeitura, nos endereços abaixo. Departamento de Transportes Públicos Rua Joaquim Carlos, 655 – Pari 11 2692-3302 www.prefeitura.sp.gov.br/cidade/ secretarias/transportes


tÁxi! EDIÇÃO 25

37


Mundo

Táxi

Punição desigual Adilson Souza de Araújo

Proposta no Congresso Nacional prevê diferenciar motoristas profissionais em relação à pontuação na CNH

O

Ao alcançar ou ultrapassar esse limite de 20 pontos no período de um ano, o condutor fica sujeito a penas que vão desde a suspensão temporária (por 30 dias) até a suspensão definitiva da Carteira Nacional de Habilitação - CNH.

O contato diário com o trânsito Tendo em vista que motoristas profissionais (taxistas, motorista de ônibus, van escolar e tantos outros) passam maior parte do dia em contato com o trânsito, têm ocorrido várias sugestões junto ao poder legislativo, no sentido de que esses profissionais possam ser enquadrados em uma tabela de pontuação diferenciada.

38

tÁxi! EDIÇÃO 25

Para aprofundar esse debate e ampliar sua ressonância para toda sociedade brasileira, uma concorrida assembleia foi realizada no dia 28 de maio, na sede do Sindicato dos Taxistas de São Paulo. Segundo o presidente da categoria, Natalício Bezerra, é preciso encontrar uma forma que não promova a impunidade, mas, que também, não impeça os motoristas de exercerem a sua atividade profissional.

A proposta aponta medidas de redução de 50% na penalidade das multas a motoristas profissionais que estiverem no exercício da profissão. Adilson Souza de Araújo

código de trânsito brasileiro aplica punições para condutores que infringem a legislação, em busca de diminuir o índice de acidentes em todo território. A última alteração do código, que já está em vigor desde janeiro de 1998, estabelece que o infrator seja punido através de uma tabela de pontos que varia de acordo com a gravidade de cada infração: gravíssima (7 pontos), grave (5 pontos), média (4 pontos) e leve (3 pontos), que, ao serem computadas, não devem ultrapassar o número máximo de 20 pontos.

Proposta legislativa Para o deputado do PT-SP Jilmar Tatto, a solicitação dos motoristas faz todo sentido e, para corrigir essa distorção do Código Nacional de Trânsito, recentemente apresentou um projeto de lei, ainda em tramitação nas comissões da câmara e aguardando aprovação, que defende a diferenciação de pontuação para os motoristas profissionais. “Condutores profissionais que passam muito tempo no trânsito ficam mais sujeitos ao cometimento das infrações. Nesses casos, tais condutores, mesmo que cuidadosos e não cometam infrações graves, estão sujeitos a alcançarem o patamar de 20 pontos”, afirma Tatto.

A diretoria do sindicato argumentou no sentido de buscar formas para garantir o exercício da profissão


tÁxi! EDIÇÃO 25

39

Lidi Faria

Divulgação


Volante

seguro s iv

a

OA

aZ

da d

i re ç ã o d e

Por Gabriel de Servi

fe n

Como agir frente a um acidente? Em meio ao trânsito dos grandes centros urbanos é importante que o motorista saiba como proceder ao testemunhar um acidente grave Divulgação

A

gir com rapidez e clareza diante de uma grave colisão entre veículos, ou mesmo em uma situação de atropelamento, é fundametal para minimizar danos e até mesmo salvar vidas. Além de preservar os envolvidos no acidente, uma ação consciente e imediata permite viabilizar cuidados capazes de evitar novos acidentes. Para o Dr. Dirceu Rodrigues Alves Jr, da Abramet - Associação Brasileira da Medicina do Tráfego, além de oferecer ajuda às vítimas é preciso avaliar toda a situação. “A primeira medida é o motorista saber parar em um local seguro, em que ele próprio não seja motivo de outro acidente. O ideal é estacionar após o acidente, saindo da estrada, rua ou avenida, parando em uma travessa ou via secundária” previne.

Garanta uma boa sinalização do local Em seguida é importante realizar uma adequada sinalização, colocando o triângulo a, pelo menos, 50 metros do local do acidente. O especialista da Abramet afirma ainda ser recomendável encontrar outros tipos de sinalizadores, como galhos de árvores e madeiras, para colocar ainda antes do local do triângulo, aumentando a visibilidade dos motoristas em relação ao acidente. “Quanto maior a sinalização, menor é o risco para que novos acidentes venham a ocorrer com outros veículos que transitam no local, principalmente em vias de trânsito rápido ou estradas. Em curvas, o cuidado com a sinalização deve ser ainda maior para chamar a atenção de quem vem em velocidade”, enfatiza Alves Jr.

40

tÁxi! EDIÇÃO 25

Tenha cuidado e ofereça proteção Manter a calma no momento de prestar o socorro e não se precipitar para tentar, muitas vezes de maneira afoita, fazer aquilo que julga ser o melhor para a pessoa vitimada, mas que poderá apenas agravar a situação, é outro ponto indicado como fundamental pelo diretor da Abramet. “O socorro deve ter como objetivo central oferecer proteção ao indivíduo vitimado e garantir que nada mais venha a comprometer sua saúde e segurança. Apenas em situações limites, como a possibilidade da ocorrência de um incêndio, pode ser exigida uma ação mais imediata e radical, como a sua retirada de dentro do veículo. Todo acidentado de trânsito é sempre suspeito de lesões na coluna e no pescoço, assim, fora dessas condições excepcionais, apenas o pessoal especializado deve realizar a locomoção da vítima”, finaliza.

Cuidados para realizar socorro de vítimas 1. Pare seu veículo em local seguro, alguns metros depois do acidente;

2. Avalie a situação e evite pânico e aglomeração;

3. Ligue imediatamente para 193 informando todos os dados;

4. Sinalize o local. A distância mínima para a sinalização é de 50 metros. Em vias de trânsito rápido deve ser de 100 metros;

5. Todo cuidado com incêndios. Verifique se existem fios elétricos, desabamentos, tráfego intenso ou vazamento de combustível. Nunca utilize fósforos ou isqueiros para iluminar, utilize somente lanternas e os faróis do carro.


Roda Solta

Por Paulo Roberto Araújo

Sampa Street Avenida Doutor Arnaldo Considerada uma das principais vias da Zona Oeste de São Paulo, a Avenida Doutor Arnaldo carrega o nome de um revolucionário da medicina brasileira: Arnaldo Augusto Vieira de Carvalho, nascido na cidade de Campinas em 5 de janeiro de 1867, e que veio a falecer em 5 de junho de 1920, na cidade de São Paulo. Médico excepcional, foi diretor da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo. No ano

Curiosidades

de 1895 fundou a Sociedade de Medicina e Cirurgia de São Paulo, uma instituição que prestava serviços gratuitos à população, e que posteriormente se tornou a Faculdade de Medicina da USP. Em 1931, onze anos depois da morte de Carvalho, a rua da Faculdade de Medicina deixou de se chamar Avenida Municipal e foi rebatizada com o nome do médico.

Responda rápido:

Táxi de Marne Foi um automóvel fabricado pela montadora Renault no começo do século XX e que era normalmente utilizado como táxi. Contudo, o nome Táxi de Marne surgiu depois da eclosão da Primeira Guerra Mundial, quando o exército francês encomendou 1,2 mil desses automóveis para transportar 5 mil soldados para o famoso primeiro combate de Marne, que mudou o destino da guerra. Desde então, os táxis passaram a ser chamados por esse nome.

Qual a semelhança entre um táxi sem passageiros e um prisioneiro saído da prisão? Resposta no rodapé

Piada Um dia um menino entra em um táxi e ao final da viagem deixa para o motorista 10 reais de gorjeta, e o homem agradece. No dia seguinte, entra no mesmo táxi o pai do menino, que se tratava de um homem muito rico. Ao final da viagem deixa para o motorista apenas 1 real de gorjeta. O motorista estranha a diferença e questiona: — Ontem mesmo eu busquei o seu filho na escola e ele me deixou 10 reais de gorjeta, e hoje, você que é o pai só deixa 1 real? E o homem explica: — É que ele tem um pai rico, já eu, não!

Quadrinho

Resposta do responda rápido: ambos estão livres.

42

tÁxi! EDIÇÃO 25


44

tÁxi! EDIÇÃO 25

revista Táxi Edição 25  

Revista Táxi

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you