Page 1

Leitura de bordo

Educação e Tecnologia

Ações inovadoras mostram como a tecnologia está mudando a cara da educação Florianópolis: a ILHA DA MAGIA

Com uma vida cultural intensa e centenas de praias, Floripa é roteiro ideal para o verão

Suplemento Taxista: cuidado com as MULTAS Veja como evitar esse problema

Administre seu negócio

Sua Majestade, o passageiro!

e mais

Delícias do verão que você pode saborear sem culpa Cuidado: apneia do sono pode matar

Edição 21


EXPEDIENTE O melhor caminho da informação

Diretoria

Edição 21

Adilson Souza de Araújo Davi Francisco da Silva Fábio Martucci Fornerón Isabella Basto Poernbacher (editora@portodasletras.com.br)

Redação Edição Waldir Martins

Acreditar e investir no novo

MTB 19.069

A

o início de todo ano letivo uma série de propostas e promessas do poder público anunciam transformações e inovações que irão colocar a educação como uma real e efetiva prioridade nas administrações municipais, estaduais e federal. E nada muda. Nossos estudantes continuam a apresentar um desempenho sofrível em provas como o PISA – Programa Internacional de Avaliação de Estudantes, quando o Brasil ficou na 54ª posição. Para tentar mudar esse cenário, empresas e instituições, como Microsoft, Senac e Instituto Ayrton Senna têm colocado em prática uma série de projetos, em parceria com Secretarias Estaduais e Municipais de Educação, onde a tecnologia começa a ter um verdadeiro diálogo com o processo

educativo, integrando comunidades, pais, alunos e professores. Mais do que uma mudança de superfície, estamos diante do estabelecimento do um novo paradigma, que poderá garantir um novo cenário na educação brasileira. Também pensando no começo do ano, apresentamos aos nossos parceiros taxistas dicas e sugestões para melhorar sua performance profissional, oferecendo um atendimento de excelência para os seus clientes. Além disso, para encarar a temporada de calor, fomos buscar alternativas na variada e saborosa gastronomia paulistana alguns pratos onde o paulistano poderá saborear todo prazer do verão sem abusar das calorias.

Boa viagem e boa leitura. Os Editores

Edição de Arte Flávio Francisco Rodrigues Reportagem Antônio Carlos Bento, Fernanda Grandino, Gabriel S. de Servi , Miriam Nogueira, Miro Gonçalves, Pedro Junqueira e Valéria Calixto Colaboradores Fernando Lemos, Daniel Pulino, e Fernanda Monteforte Fotografia de capa Leo Drumond Fotografias Davi Francisco da Silva Designers estagiários Carolina Samora Revisão Ivan Forneron

Publicidade Diretor Fábio Martucci Fornerón publicidade@portodasletras.com.br

Assessoria jurídica

Paulo Henrique Ribeiro Floriano

ESPAÇO DO LEITOR Comentários e sugestões sobre a Revista Táxi! e sua cidade Prezado Valter,

Moro na cidade de Botucatu, mas venho a São Paulo com freqüência e acho muito interessante a forma como vocês tratam a questão da cultura. Como posso ter acesso à programação de atividades em São Paulo.

Agradecemos a sua mensagem. Segue abaixo uma pequena relação de sites e blogs onde você poderá ter acesso a um pouco da programação cultural da cidade.

Valter Carrega

Suporte Administrativo Ana Maria S. Araújo Silva Mayara da Silva Dias Assinaturas e mailling assinatura@portodasletras.com.br

Impressão

Cultura em São Paulo

Comercial

Catraca Livre http://catracalivre.folha.uol.com.br/ Centro Cultural São Paulo http://www.centrocultural.sp.gov.br/index.asp Cultura Grátis em São Paulo http://gratisemsp.blogspot.com/

Atenciosamente, A redação

Wgráfica

Tiragem

20.000 exemplares Distribuição Gratuita edição 21, é uma publicação da Editora Porto das Letras Ltda. Redação, publicidade, administração e correspondência: Rua do Bosque, 896, casa 24, CEP 01136-000. Barra Funda, São Paulo (SP). Telefone (11) 3392-1524. E-mail revistataxi@portodasletras. com.br. Proibida a reprodução parcial ou total dos textos e das imagens desta publicação, exceto as imagens sob a licença do Creative Commons. As opiniões dos entrevistados publicadas nesta edição não expressam a opinião da revista. Os anúncios veiculados nessa revista são de inteira responsabilidade dos anunciantes.


Onde fica?

sumário

Um desafio para testar os seus conhecimentos

Fique ligado Notas e notícias sobre a metrópole

Lá fora A diversidade ao redor do mundo

Educação e tecnologia

Paulistanos A receita para praticar cidadania e felicidade

Bandeira Livre

Ações inovadoras mostram como a tecnologia está mudando a cara da educação

Florianópolis: A Ilha da Magia

Qualidade de vida

Apneia do sono é uma doença e pode matar

capa 28 Bandeira Livre

São Paulo: um mundo todo A estação mais quente do ano pode guardar surpresas agradáveis para a hora das refeições

CAPA

19

Educação e tecnologia - Ações inovadoras mostram como a tecnologia está mudando a educação

A Feirinha da Liberdade

Florianópolis

Agenda

Uma metrópole cosmopolita e cultural cercada de praias

26

São Paulo tem

O que vai agitar a metrópole nas próximas semanas

São Paulo: um mundo todo As delícias do verão no seu prato As agradáveis surpresas da estação mais quente do ano

Suplemento Taxista Cuidado com as multas: Seja atento e evite problemas

Mundo Taxi Mais informações e serviços para o taxista

Táxi Cultura Projeto Guri - A música a serviço da cidadania

Suplemento Taxista Cuidado com as multas Seja atento e evite problemas 4

tÁxi! EDIÇÃO 21

Marcha a ré Puma: o conversível de fibra de vidro

37

Horizonte vertical Histórias de uma São Paulo que ninguém vê

06 08 14 18 19 24 26 28 32 33 37 54 60 62 66


onde ? fica? Um desafio para testar os

seus conhecimentos

Promoção Vá ao Teatro

A Revista Táxi! quer que você vá ao teatro

Davi Francisco da Silva

Os primeiros 10 leitores que identificarem a localização da foto abaixo ganharão um par de ingressos para o teatro. Sua resposta deverá ser enviada para o e-mail: redacao@portodasletras.com.br. O resultado sairá na próxima edição junto com os nomes dos ganhadores.

Q

Arte na rua

uem circula pelo centro da cidade provavelmente já se deparou com esta bela obra da arquitetura de São Paulo. O edifício projetado pelo alemão Franz Heep em 1947 era ousado para a época e foi inaugurado em 1954, dentro das comemorações pelo quarto centenário da cidade. Tornou-se símbolo da modernidade de São Paulo, ostentando curvas que se completam com o desenho das vias à sua volta, dois pisos no subsolo e mais 21 andares. Nas suas dependências alojou o jornal O Estado de São Paulo, a rádio Eldorado e o Hotel Jaraguá, que ocupavam o edifício na época. No topo, um suntuoso relógio que pode ser visto à distância e, como característica do projeto moderno, a integração com a arte foi valorizada, contando com diversas obras espalhadas pelo edifício. No grande painel da fachada, intitulado “Imprensa”, Di Cavalcanti abusa da geometria e das cores, montado grandes desenhos com pequenas pastilhas de vidro. À sua frente há um espelho d’água, o que tráz ainda mais arrojo ao design. É uma homenagem aos veículos de comunicação e um presente aos olhos atentos dos paulistanos e seus visitantes. 6

tÁxi! EDIÇÃO 21

Promoção Vá ao Teatro

Cavalo Gigante No desafio da edição 20, o monumento, construído em homenagem ao patrono do exercito brasileiro, Duque de Caxias, é obra do escultor italiano Victor Brecheret. Foi inaugurado na Praça Princesa Isabel, região central, em 25 de agosto de 1960, data do aniversário do homenageado e que depois passou a ser o Dia do Soldado.

Veja o nome dos ganhadores da 20ª edição, a seguir: 1. Richard Menezes Carvalho

6. Osmar Paiva

2. André Coutinho

7. Evandro Sudrè

3. Mayara Patrão

8. Rodolfo Oliveira

4. Solange Tinelli

9. Eduardo Kakisaki

5. Vania Montagner

10. Inês Regassine


Notas e notícias sobre a metrópole

Gov/Ba

Fique ligado Educação

Volta às aulas

C

omeço de ano letivo, e o gasto com material escolar é sempre uma preocupação para os pais. Por essa razão, o Procon-SP fez um levantamento em dez estabelecimentos comerciais espalhados pelas cinco regiões da cidade.

A pesquisa indicou que os preços das mesmas mercadorias podem variar até 163% de uma loja para a outra. É o caso do lápis preto nº 2, item garantido em todas as listas, que pode custar desde R$0,38 até R$1,00. A pesquisa apurou os valores de 137 produtos, dos quais 71 tiveram variação de preço entre as lojas abaixo de 51%, 51 itens apresentaram diferença nos valores entre 50% e 100%, e em 15 produtos o preço variou mais de 100%.Por isso, atenção, calma e paciência para pesquisar e encontrar as melhores condições!

Diversão

Vá de Balada!

Diversão

Bar em novo estilo

P

Divulgação

arece uma sobreposição de LEGOS gigantes, mas o nBOX é um bar-restaurante moderno e sofisticado, instalado no interior de doze contêineres grandes e coloridos. O projeto é de autoria de Alê Jordão, artista contemporâneo e designer, que investiu no conceito de sustentabilidade abrangente, de forma a aliar reciclagem e arte. A instalação, no Jardim América, conta com intervenções e obras do próprio designer. A decoração do ambiente dá a sensação de viagem no tempo, por mesclar o retro com peças atuais, dando ao nBOX um estilo ímpar e irreverente.

U

Divulgação

No cardápio, variedade de petiscos majoritariamente com toques da culinária espanhola combinam com o agito do lounge e o som do DJ residente.

ma idéia para quem gosta de se divertir e está atrás de novidade: o Party Bus, uma balada que acontece dentro de um ônibus é a grande sensação do momento.

Desenvolvida por Maurício Somlo, a “balada ambulante” já é conhecida nos EUA, e pode ser utilizada para realizar vários tipos de festa, desde uma simples balada com os amigos até eventos mais sofisticados, como festas de 15 anos e despedidas de solteiro. Pelo design arrojado muito se assemelha a uma limusine, e portanto também pode ser contratado por empresas para buscar executivos em aeroportos, levá-los a eventos e até realizar tours pela cidade. O preço varia de acordo com o tipo de festa que se quer realizar, número de pessoas e duração. 8

tÁxi! EDIÇÃO 21


Fique ligado

Notas e notícias sobre a metrópole

Urbanidade

Perigo: Risco de morte

Burocracia

Novo sistema da CNH

É

de conhecimento geral que o sujeito disposto a tirar sua carteira de habilitação (CNH) está sujeito a uma espera lenta e burocrática. O governo do Estado de São Paulo pretende agilizar o processo, mas as medidas para tal feito já foram adiadas duas vezes.

Divulgação

O novo sistema para retirada da CNH não exige que o cidadão faça o pré-cadastro no Detran, Avenida do Estado. Para maior facilidade, ele poderá preencher os dados de um computador qualquer, em casa mesmo. Divulgação

Porém, devido a mudança de secretaria do Detran, a efetivação do sistema, que ocorreria em Janeiro, foi adiada pela segunda vez e não tem previsão para entrar em vigor.

Higiene

Divulgação

Pastel de feira em extinção?

O

s famosos pastéis de feira paulistanos podem estar com dias contados. Pelo menos é o que ocorrerá caso os comerciantes não tenham a higiene necessária para cuidar de seus estabelecimentos. Segundo determinação da Secretaria de Coordenação de Subprefeituras de São Paulo, os vendedores de pastéis nas feiras da cidade terão até março para comprovar a boa procedência da massa utilizada. Para contribuir com a formação adequada dos comerciantes, a Secretaria de Coordenação de Subprefeituras, está oferecendo gratuitamente o curso de Boas Práticas de Manipulação de Alimentos para Feiras Livres, que passa a ser obrigatório para os feirantes. As inscrições podem ser realizadas pelo telefone (11) 3313-2444, ramal 265.

S

egundo mapeamento realizado pelo IPT - Instituto de Pesquisas Tecnológicas, a cidade de São Paulo tem 115 mil pessoas vivendo em áreas de risco alto e muito alto. O levantamento aponta 407 áreas de risco do município, localizadas em 26 subprefeituras. Em 2010, a Secretaria das Subprefeituras investiu R$ 29,6 milhões em ações para redução de risco geológico. Foram executadas 74 intervenções em toda a cidade, beneficiando 29 mil pessoas. Para este ano de 2011, a Prefeitura pretende realizar 110 intervenções de pequeno e médio porte nos setores mais críticos. O objetivo é investir R$ 100 milhões, incluindo as obras do PAC-2.

Fiscalização Divulgação

Salários na Internet

O

s salários de funcionários públicos da prefeitura de São Paulo estão novamente sendo publicados no site “De Olho nas Contas”. A ideia faz parte do projeto “Portal da Transparência”, lançado em 2009 pela prefeitura da capital. Desde o dia 5 de janeiro desse ano, por ordem judicial, os dados haviam sido retirados da rede. A cidade alega que a divulgação rende alguns problemas em casos individuais, e já teve que indenizar 20 servidores. Por enquanto, os salários podem continuar sendo divulgados na internet até que a Fasp - Federação das Associações Sindicais e Profissionais de Servidores da Prefeitura, apresente os nomes dos associados cujos dados estão isentos de exibição pública.

10

tÁxi! EDIÇÃO 21


Fique ligado

Notas e notícias sobre a metrópole

Acessibilidade

AF Rodrigues

Samba para todos

Q

uem disse que os cegos também não caem no samba? No carnaval paulistano desse ano, 45 deficientes visuais irão acompanhar de perto os ensaios, a concentração e os desfiles de três escolas de samba de São Paulo. A iniciativa é um projeto piloto da Prefeitura de São Paulo, Sp Turismo (SPTuris) e Complexo Educacional FMU. O grupo será levado às quadras das escolas algumas horas antes dos ensaios começarem, poderá tocar os instrumentos e aprender como funcionam antes de curtir a folia. Uma semana antes dos desfiles, os deficientes serão levados para a concentração no sambódromo do Anhembi (zona norte), onde poderão tocar com as mãos maquetes dos carros alegóricos e miniaturas das roupas e fantasias dos cursos de arquitetura e moda da FMU.

Tecnologia

Taller Hikar

Eric LBC

Compras Virtuais

O

Ibope Mídia realizou uma pesquisa para analisar dados sobre compras virtuais no Brasil. Os resultados mostraram que as classes A e B são as que têm maior participação na área, com 61% dos consumidores. A classe C abrange uma parcela de 35% enquanto apenas 4% restam às classes D e E. Dentre os principais objetivos dos consumidores que adquirem produtos nas lojas online, aproximadamente 80% dos internautas afirmam que usam a internet para comparar preços, 25% procuram um novo carro e 18% fazem compras de cunho pessoal. A liderança nas vendas online continua sendo os livros seguidos por telefones e acessórios para o mesmo, em terceiro, eletrodomésticos e, por último, os produtos de tecnologia pessoal. 12

tÁxi! EDIÇÃO 21

Cultura

Papel de bala

A

partir do dia 20 de janeiro, o Museu Paulista da Universidade de São Paulo (USP), mais conhecido por Museu do Ipiranga, concederá seu espaço para a exposição da mostra “Papel de Bala”. São 206 rótulos de balas, chicletes, pirulitos, bombons entre outras guloseimas que sempre fizeram a alegria das crianças. As embalagens fazem parte da Coleção Egydio Colombo Filho, doada em 2003 e conta com 5.266 unidades e data da segunda metade do século XX. A mostra durará até o dia 20 de março.

SERVIÇO: Período: 20 Janeiro a 20 de março de 2011 Local: Museu Paulista da USP Parque da Independência, s/n Visitação: 3a. a domingo, das 9 às 17 horas Ingressos: R$6,00 / estudantes R$3,00 www.mp.usp.br Informações.: 2065-8001


w w w.t w i tt e r. c o m / t e c n o p a r a t o d o s

R

EDES SOCIAIS são ambientes virtuais onde é possível se encontrar e criar uma relação dos nossos contatos, outras pessoas, instituições ou marcas de produtos e serviços. O relacionamento é horizontal, sem hierarquia, para atender a nossos interesses imediatos ou necessidades futuras. Por exemplo: ao procurar por uma pessoa, você pode identificar se ela é parte dos contatos de algum contato seu. E assim definimos uma grande teia, uma Rede Social. Vários sites na Internet permitem que

estruturemos nossas redes de contatos, como Facebook, Orkut e Myspace para relacionamentos pessoais ou LinkedIn para interesses profissionais. E todos tem em comum o compartilhamento de informações, conhecimentos, interesses e esforços em busca de objetivos comuns.

Site legal

S

e Sites de busca na web são fundamentais. Em algum momento todos acabamos precisando deles. YAHOO, BING, GOOGLE e tantos outros. Mas muitas vezes os links que aparecem nas respostas são antigos, e podem trazer informações obsoletas. Sem relevância. Por isso o site www. NOWRELEVANT.com

é uma ótima alternativa aqui porque faz uma busca diferente. Você define na linha do tempo quantos dias para traz quer incluir na sua pesquisa. E recebe os links de conteúdos mais recentes. Criados há no máximo 14 dias. Assim não se perde mais tempo para obter conteúdo de fato relevante na web.

Divulgação

Novidade

V

em aí um novo conceito em teclados para computadores. O teclado modificável. Um novo gadget chamado RAZER SWITCHBLADE. Um netbook pequeno, com pouco mais de 17 por 11 centimetros, e 45 teclas que podem ser alteradas, porque agora são pequenos visores coloridos que reconhecem o toque dos dedos. Assim, games e apli-

Divulgação

Conceito

Divulgação

O consultor Fernando Lemos dá dicas e orientações para que você possa aproveitar o melhor da tecnologia

cações quando sao executados, definem o que deve aparecer em cada tecla. Fontes diferentes, símbolos ou gráficos, a possibilidade de se usar cada tecla como um comando específico, conforme a sua necessidade.

publicidade@portodasletras.com.br


Lá fora

Notas e notícias ao redor do mundo

Egito

Táxis oferecem bibliotecas para incentivar leitura

O

Michelle Dennis

“Táxi do Conhecimento” é a mais nova proposta nas caóticas ruas do Cairo. Ao mesmo tempo em que incentiva a leitura em um país com cerca 17 milhões de analfabetos, a iniciativa leva literatura e entretenimento aos passageiros nos percursos realizados. Em uma etapa inicial, cinquenta veículos da capital egípcia terão uma pequena biblioteca no banco de trás. A expectativa é que em breve será possível disponibilizar o serviço para dois mil táxis, inclusive em carros de outras cidades do país.

Divulgação

Suécia

Divulgação

Radar dá prêmio em dinheiro

Estados Unidos

U

ma iniciativa inovadora foi colocada em prática no mês passado em Estocolmo, capital da Suécia, para levar os motoristas a respeitarem os limites de velocidade. Concebida pelo americano Kevin Richardson, a chamada “Loteria do Radar” funciona da seguinte forma: ao passar pelo radar, o motorista que respeitar o limite de velocidade de 30 km/h automaticamente é inserido no sorteio de um prêmio em dinheiro. Antes da intervenção, a velocidade média dos veículos era de 32 km/h. com a implantação do projeto, essa velocidade caiu para 25 km/h. Essa intervenção urbana faz parte da ação educativa “The Fun Theory Award”, promovida pela Volkswagen Sueca, que premia atitudes sociais admiráveis e com base na diversão. 14

tÁxi! EDIÇÃO 21

Telefones e celulares podem indicar a qualidade do ar

P

esquisadores da Nexleaf Analytics, uma empresa sem fins lucrativos desenvolveram um filtro para celulares que ficam escuros ao absorver partículas poluidoras do ar. O filtro pode ser fotografado por qualquer tipo de aparelho e posteriormente enviado a um centro de dados on-line, capaz de avaliar a qualidade do ar no ambiente pesquisado. O aplicativo é útil para mostrar individualmente a exposição de uma pessoa à poluição ambiental, chamado de carbono negro. As partículas do carbono negro estão relacionadas a várias doenças respiratórias e câncer de pulmão. Segundo a Organização Mundial da Saúde, cerca de 1,5 milhão de pessoas são vitimas fatais desses problemas todos os anos.


tÁxi! EDIÇÃO 21

15


16

tÁxi! EDIÇÃO 21


Paulistanos A receita para praticar Cidadania e Felicidade

Por Adilson Souza de Araújo

Depois de uma consulta com Dr. Daniel Ferreira você provavelmente irá um parque ou centro cultural com uma receita para praticar cidadania Divulgação

falar com muita gente e conhecer a cidade que vivemos. Mas a medicina me proporcionou isso, e conheço muita gente e praticamente toda a cidade, oferecendo meu trabalho”.

Investir em cidadania e felicidade Se cidadania é uma palavra chave, a outra é felicidade. E foi pensando nisso que ele criou o Grupo do Bem Estar e da Felicidade, que reune pessoas - freqüentadores ou não da UBS República - para fazer atividades sociais, culturais, artísticas e esportivas que permitam a promoção da saúde, o exercício da cidadania e uma reflexão sobre tudo isso.

Culto, amável e dono de uma memória prodigiosa, que lhe permite chamar pelo nome a maioria de seus pacientes e colegas de trabalho – inclua aí: médicos, seguranças, faxineiros, escriturários e outros – esse paulistano tem oferecido alternativas inteligentes e atrativas para cuidar da saúde da comunidade do centro de São Paulo. Suas atividades podem incluir desde uma caminhada, uma exposição fotográfica, o plantio de uma árvore, uma refeição coletiva discutindo o valor nutritivo e simbólico dos alimentos, ou mesmo uma receita e a confecção de pães caseiros pelos próprios pacientes.

De pacientes a agentes Mais que “pacientes”, em uma consulta com Ferreira, todos são estimulados a se tornarem “agentes” de sua própria saúde, o que implica em assumir que investir em cidadania é a chave do processo. E ele crê bastante nisso, faz uso da 18

tÁxi! EDIÇÃO 21

internet nos telecentros municipais, anda, em geral, à pé ou de bicicleta e, sempre que precisa, é também um usuário do SUS, Sistema Unificado de Saúde. A história do Dr. Daniel começou nos bancos da Faculdade de Medicina da USP e, depois , em especialização na Fundação Getúlio Vargas e mestrado na Faculdade de Saúde Pública, também da USP. Tanto estudo para tentar entender as pessoas, uma curiosidade e desejo que existia muito antes de formar o “doutor” que já habitava o Daniel. “Por um tempo, eu pensei em ser motorista de táxi, uma profissão que me permitiria

Multifacetado, o desejo atual do Dr. Daniel é fazer um documentário sobre a saúde pública em São Paulo, porque ele crê que a comunicação deve ser uma ferramenta na promoção de uma vida melhor e mais saudável. E se você é daqueles que precisam ver para crer, visite www.twitter.com/grupodobemestar e participe do Grupo do Bem Estar e da Felicidade. Divulgação

Q

ual a diferença entre um consultório médico e as ruas do centro de São Paulo, suas praças e seus equipamentos culturais? Se você fizer essa pergunta ao Dr. Daniel Ferreira, médico da Unidade Básica e Saúde República (UBS – República), provavelmente a resposta será “nenhuma!”.

O Grupo se reúne todas as sextas, às 13h30 na Galeria Olido(av.São João com Rua Dom José de Barros), mas muitas de suas atividades acontecem pela cidade afora, em lugares como o MASP, Parques do Ibirapuera, Trianon ou Água Branca, Praça Princesa Isabel, realizando bicicletadas, participando de vernissages ou de reuniões para discutir melhores formas de aproveitamento e participação de espaços culturais públicos.


Suplemento Turismo

Florianópolis: a Ilha da Magia Uma metrólope cosmopolita e cultural rodeada por praias paradisíacas

A cidade que é uma festa!

Atrações para todos os gostos: Shows de Rock, MPB, Forró, Samba, Pagode, Blues, Música Latina

Gastronomia

Uma cozinha onde o tempero português se mistura com a tradição nativa

Divulgação

Bandeira Livre


Florianópolis: a Ilha da Magia Linda e sofisticada, a cidade de Florianópolis é tomada por uma verdadeira febre durante a alta temporada de verão Por Mirian Nogueira

C

onhecida como Ilha da Magia, herança dos portugueses que a colonizaram e trouxeram consigo crenças, tradições e costumes relacionados a benzimentos e rezas, Floripa é hoje um dos principais destinos turísticos do país e apresenta uma fascinante combinação: uma metrópole cosmopolita com inúmeras atrações – onde história, lazer e cultura se mesclam – rodeada por praias paradisíacas, algumas selvagens. A cidade possui características climáticas inerentes ao litoral sul brasileiro, tendo as estações do ano bem caracterizadas. Além disso, a ilha oferece mais de cem praias e uma excelente infraestrutura urbana. São hotéis, bares, restaurantes, antigas casas e construções açorianas – boa parte tombada pelo Patrimônio Histórico, como o grande Mercado Público construído em 1898 –, além de praças, museus e teatros, que contam a história da ilha.

20

tÁxi! EDIÇÃO 21

De norte à sul tudo é maravilha

Joaquina, Mole, Barra da Lagoa e Moçambique. Uma paradinha nos restaurantes que ficam ao longo do canal da Barra também é uma alternativa que vale a pena!

Ao norte da Ilha ficam as praias de águas mais tranquilas e quentes, como Daniela, Forte, Jurerê e Ponta das Canas. A praia de Jurerê Internacional é um atrativo à parte, com suas ruas arborizadas e mansões em estilo americano. Ao Sul estão as praias de águas mais frias e com ondas, e onde a natureza pode ser admirada de forma mais intocada. Boas dicas são passeios nas praias do Campeche, Morro das Pedras, Armação, Matadeiro, Pântano do Sul e Solidão. No caminho, vale a pena conhecer a Lagoa do Peri, um santuário ecológico.

Para quem busca conhecer um pouco da história da cidade através de sua arquitetura, a visita deve se estender aos bairros de Santo Antônio de Lisboa e Ribeirão da Ilha. Neles é possível admirar o casario açoriano preservado e o dia-a-dia dos habitantes, que ainda preservam costumes dos colonizadores açorianos, como a renda de bilro.

Rumo ao Leste, o turista vai conhecer o lado mais badalado da Ilha. É onde está a famosa Lagoa da Conceição, destino obrigatório dos visitantes. No local é servido um dos pratos mais tradicionais da região: a deliciosa sequência de camarão. No mesmo caminho estão as praias da

Nestes dois bairros é possível ainda degustar outra iguaria que também faz sucesso entre os turistas: as ostras. Produzidas no próprio local – Florianópolis é o maior produtor do país, com cerca de 80% do total –, o prato é fresco, gostoso e acessível.

Influência açoriana

Divulgação

Ponte Hercílio Luz Com um comprimento de 819,47m, é a maior ponte pensil do Brasil.


Norberto Cidade - Santur

Para conhecer a Ilha de outro ângulo – do mar – existem passeios de barco e escuna, que levam inclusive aos fortes históricos. Com um pouco de sorte, o passeio pode ser brindado com a visita de golfinhos.

Uma cidade histórica No centro da cidade ficam outras atrações irresistíveis ao turista: a catedral construída no ano de 1753, a Praça XV com a sua centenária figueira, o Palácio Cruz e Souza, Largo da Alfândega, Mercado Público e o calçadão. Dentro do Mercado Público está o charmoso bar Box 32, um dos bares mais tradicionais da cidade. A Ponte Hercílio Luz construída em 1926 para fazer a ligação entre a ilha e o continente, é um dos cartões postais da cidade; gigantesca e maravilhosa, sua estrutura encanta tanto de dia quanto de noite. A Fortaleza de São José da Ponta Grossa começou a ser construída em 1740, segundo projeto original do Brigadeiro Silva Paes, e atuava como um dos vértices do sistema triangular de defesa da Barra Norte da Ilha de Santa Catarina. Em 1938, foi tombada como Patrimônio Histórico e Artístico Nacional e, em 1992, após a sua restauração, passou a ser gerenciada pela Universidade Federal de Santa Catarina.

A cidade que é uma festa Quando a noite cai, outra Florianópolis surge: a festeira. O morador da Ilha aprecia a vida boêmia, com boa música e comida. Prova disso, é que existem opções de baladas e casas noturnas para todos os dias da semana. O agito se concentra principalmente na Lagoa da Conceição, onde se localizam vários bares. Há atrações para todos os gostos: shows de Rock, MPB, Forró, Samba, Pagode, Blues e Música Latina. A cidade conta ainda com excelentesdan-

ceterias – a maioria no centro da cidade e bairros próximos - onde milhares de jovens se reúnem nos finais de semana para curtir o melhor da música eletrônica e bandas. Florianópolis também é conhecida por ser um dos destinos preferidos pelo público GLBTS. A cidade acolhe sem preconceitos a diversidade sexual e oferece várias casas noturnas específicas para este público. Seja qual for a programação, uma coisa é certa: quem vem, se apaixona e quer voltar sempre! Divulgação

Em conjunto com a Bateria de São Caetano, construída posteriormente a leste da fortaleza, é palco de um dos mais belos cenários arquitetônicos e paisagísticos da Ilha de Santa Catarina.

Inaugurada em 29 de junho de 1876, Alfândega é um tradicional representante da arquitetura em estilo neoclássico

Sushi de Iguarias

Lagoa do Peri - Vista do Sertão - Próximo à Lagoa existem ruínas de dois engenhos do século XIX, um movido à força hidráulica e movido por juntas de boi

tÁxi! EDIÇÃO 21

21


A Ilha possui mais de 100 praias! Divirta-se! Praias do Norte

Praias do Sul • Armação

• Matadeiro • Campeche • Ribeirão da Ilha • Morro das Pedras • Açores • Pântano do Sul • Solidão • Naufragados • Lagoinha do Leste

Praias do Leste • Joaquina • Mole • Moçambique • Galheta • Barra da Lagoa

Fotos acervo Adrenailha

• Canasvieiras • Brava • Ingleses • Cachoeira do Bom Jesus • Cacupé Pequeno e Grande • Jurerê • Ponta das Canas • Santinho • Daniela • Praia do Forte • Santo Antônio de Lisboa • Lagoinha • Sambaqui

Aula de Surf - Praia dos Ingleses

Um litoral com centenas de praias Nas dunas das praias Joaquina e Santinho, quem busca emoção pode se aventurar com o Sandboard, a adrenalina de surfar e curtir a paisagem de um deserto que é quase impossível de imaginar nessa região de contrastes e cores. Na Lagoa da Conceição – a maior da Ilha – o Kitesurf e o Windsurf são os esportes preferidos dos visitantes. No Pântano do Sul, o turista pode apreciar a boa culinária e deliciosos petiscos no Bar do Arantes, e ainda deixar o seu registro em papel na parede ou pendurado no teto. 22

tÁxi! EDIÇÃO 21

A casa é um lugar interessante onde o cliente será sempre lembrado, com sua assinatura ao lado de personalidades e famosos. A Praia Mole é o principal point da galera jovem, com muita badalação, surfe e vôos de parapente. Em Canasvieira o f luxo de estrangeiros é intenso na alta temporada, uma linda praia de águas verdes e calmas. Trilhas, pesca e passeios de barco também são boas opções para quem quer um passa-tempo diferente na ilha. Em Jurerê, os veleiros

e lanchas do Iate Clube de Santa Catarina dão um toque sofisticado ao visual. Em Naufragados, a pesca da tainha através da rede de arrasto jogada ao mar pelos pescadores, é um espetáculo à parte. Para quem busca aventura e esportes radicais, a Região da Grande Florianópolis oferece muitas opções. O turista pode optar por trilhas, canoagem, surfe, windsurfe, rafting, arborismo, surfe nas dunas, rapel, cavalgada, parapente, entre outros.


Nicko Del Guercio

Gastronomia Simples e saborosa, a gastronomia típica é o resultado da combinação da mesa portuguesa e nativa. Os elementos principais são: os peixes e os camarões e, como não poderia deixar de ser, a farinha de mandioca, que os colonizadores açorianos herdaram dos nativos Tupi-Guaranis. As ostras, outro atrativo gastronômico da cidade são desenvolvidas na própria Ilha, já que a região é responsável por grande parte da produção nacional, que corresponde a 70%. A sequência de camarão é o prato que não falta no cardápio dos turistas que visitam Florianópolis.

A gastronomia da região sofreu uma forte influência de imigrantes portugueses vindos das ilhas dos Açores

Atualmente “Floripa” concentra um grande número de restaurantes das mais variadas especialidades. Come-se bem na Ilha de Santa Catarina, pelo simples fato de que aqui está o maior viveiro de frutos do mar do país. A utilização de grande quantidade de temperos verdes, de fortes doses de vinagre, e a mistura do salgado com o doce dão à gastronomia local um sabor único e delicioso.

Como chegar Avião O Aeroporto Internacional Hercílio Luz está localizado em Florianópolis e opera com as principais companhias aéreas do país e do Mercosul. Foi projetado para receber com conforto 980 mil passageiros por ano, mas já bate a marca de 1,5 milhão de passageiros anuais. Há no aeroporto serviço de táxi, locadoras de automóveis, ponto de embarque para ônibus urbanos e de transporte executivo.

Carro Norte - Para quem vem do norte de Santa Catarina o caminho é feito pela BR 101, rodovia que corta todo o litoral do Estado. Adriana Brazil

Fotos acervo Adrenailha

Floripa cada vez mais assume um papel cosmopolita. A cidade recebe pessoas das mais variadas idades e culturas que trazem na bagagem novos gostos e temperos. Toda essa miscigenação transforma a cidade em uma diversidade gastronômica impressionante que reflete no prato do dia-a-dia.

Sul - Quem vem do Sul do Estado toma a BR 101. O acesso à entrada de Florianópolis fica no quilômetro 206 da rodovia, no município de São José. Deve-se tomar o acesso pela direita, de acordo com as placas de sinalização, pegando a Via Expressa (BR 282).

Onde ficar Em Floripa o visitante poderá contar com uma estrutura hoteleira diferenciada, capaz de atender visitantes de diferentes perfis. Desde quem busca acampar e viver a vida selvagem junto à natureza, até aqueles que buscam o melhor em requinte e sofisticação.

Escolha sua hospedagem Campings • www.guiafloripa.com.br/campingdosacores • www.pousadaecampinglagoadaconceicao.com

Pousadas • www.pousadasdefloripa.com.br

Hotéis • www.guiafloripa.com.br/servicos/ hoteis-florianopolis.php3

Restaurantes • www.guiafloripa.com.br/servicos/restaurantes.php3 • http://bares-e-restaurantes.hagah.com.br/ especial/sc/gastronomia-sc/

Rapel - Parque Municipal da Galheta

Fortaleza de Santa Cruz de Anhatomirim

tÁxi! EDIÇÃO 21

23


Qualidade

de vida

Por Valéria Calixto

A família reclama dos roncos? Cuidado! A apneia do sono é caracterizada por interrupções na respiração durante o repouso e pode até matar

C

Nadya Smolskaya

aracterizada por breves e repetidas interrupções da respiração durante o sono – e que podem chegar a mais de 10 segundos de duração – a apneia torna-se um problema sério quando não identificada e tratada de forma adequada.

A sequência destes ciclos, que podem se repetir até centenas de vezes durante o repouso resulta em uma fragmentação do sono, que repercute de modo bastante negativo, com a ocorrência de quadros de sonolência diurna excessiva, além da sensação de cansaço permanente.

Maja Lampe

Durante uma ocorrência, o paciente sofre uma redução progressiva da oxigenação sanguínea, que só é interrompida por um microdespertar. Esse microdespertar consiste numa ativação cerebral rápida, não percebida pelo paciente, mas que é capaz de restaurar o tônus da faringe, propiciando a retomada da respiração. Contudo, logo após, ocorre um novo ciclo de relaxamento, seguido pelo ronco e nova apneia.

Fatores de risco

24

Entre os principais fatores de risco têm destaque a hipertensão arterial, a obesidade especialmente quando os indivíduos possuem um perímetro do pescoço aumentado - e também histórico de casos de apneia na família. Outros fatores de risco incluem: anormalidades estruturais das vias aéreas superiores, anomalias ósseas da face, além do abuso de fumo e álcool. Segundo o pneumologista Flávio Magalhães, do Laboratório de Distúrbios do Sono, do Rio de Janeiro, a apneia do sono não tratada pode ser potencialmente fatal. “As consequências incluem complicações cardiovasculares (hipertensão arterial, arritmias cardíacas, angina, infarto, insuficiência cardíaca e AVC – mais conhecido como derrame cerebral), refluxo gastroesofágico, certos tipos de glaucoma e piora de condições pré-existentes como asma, enfisema ou hipertensão”. 


mento incluem mudanças no estilo de vida, uso de dispositivos intra-orais e cirurgia, esta cada vez mais rara. Hoje, no entanto, o CPAP nasal - aparelho portátil semelhante a um aspirador de pó - é o tratamento mais comum para apneia obstrutiva do sono. O sistema CPAP fornece ar que é empurrado para dentro da via aérea numa pressão alta o suficiente para mantê-la aberta, inibindo as irregularidades respiratórias durante o sono, inclusive o ronco”, relata.



Os danos do sono fragmentado

A importância do diagnóstico

Ainda de acordo com Magalhãoes, a identificação do tratamento mais apropriado depende da história clínica de cada pessoa e da severidade da problema.
”Os tipos de trata-

Magalhães ressalta ainda que do ponto de vista comportamental, as pessoas com apneia do sono costumam relatar cansaço, fadiga, sonolência, problemas de memória ou

tÁxi! EDIÇÃO 21

Quase todos os pacientes que sofrem da Síndrome da Apneia do Sono têm um histórico de ronco alto de julgamento, irritabilidade, dificuldade de atenção e alteração da personalidade. “Motoristas profissionais que sofrem de sonolência excessiva, roncam e tem pressão arterial elevada e/ou estão em tratamento devem se submeter a polissonografia noturna - exame que avalia o sono e suas variáveis fisiológicas - para confirmar ou afastar o diagnóstico de apneia do sono”, enfatiza o pneumologista.


tÁxi! EDIÇÃO 21

25


Fotos: Divulgação - Restaurante Arábia Divulgação Los Molinos

O fattouch com chá hortelã é um exemplo da enorme variedade de opções da gastron

Medalhão ao bordelaise com risoto de amêndoas

São Paulo:

um mundo todo Por Fernanda Grandino

As delícias do verão no seu prato A estação mais quente do ano pode guardar surpresas agradáveis para a hora das refeições

No período do calor, o organismo diminui seu metabolismo, por isso a quantidade calórica ingerida deve ser reduzida para evitar o risco de ganhar peso nessa época do ano. Além disso, o aumento da temperatura faz com que nosso organismo perca uma maior quantidade de água e sais minerais através do suor, exigindo maiores cuidados com a hidratação. Para equilibrar essa tendência do verão, entram em cena as folhas, os peixes e frutos do mar, grelhados de legumes e carnes magras, além de acompanhamentos e molhos menos cremosos, elaborados mais à base de frutas, iogurtes, coalhada seca ou azeite, assim como grãos e cereais. 26

tÁxi! EDIÇÃO 21

Folhas, legumes e frutas

Divulgação

É

poca do ano em que as pessoas mais se empenham para conquistar e manter a boa forma, o verão não precisa ser marcado como um período de pobreza na hora das refeições. Basta adotar alguns cuidados básicos, para garantir uma alimentação saborosa, onde o prazer de uma boa mesa se completa com bem estar e disposição após as refeições.

Responsável pela cozinha do charmoso La Degu Gastronomia, localizado na Chácara Santo Antônio, a chef Jane Lee ressalta a importância de um cardápio sutil e agradável para quando o tempo está mais quente. “A melhor opção é investir em receitas com folhas, legumes e frutas. Existem formas saborosas de transformar esses alimentos em pratos muito atrativos ao paladar. Além disso, evitar frituras e diminuir a quantidade de ingestão de carboidratos como massas, pães e arroz garantem uma melhor digestão”, ensina a chef. Entre as estrelas da mesa de verão, Jane Lee aponta duas delícias do cardápio do La Degu Gastronomia como ótimas opções: mix de folhas verdes, mussarela de bufala, peito de peru, manga e nozes e a de scalope de frango ao molho de cogumelos com mix de folhas verdes, queijo gruyère e tomate seco. “As saladas, nutritivas e leves, são a melhor opção. Para deixá-las mais saborosas

Legumes e verduras dão um colorido saudável no seu prato


La Degu Gastronomia

invisto em uma mistura com frutas secas, como damasco e passas, e in natura, como manga e maçã verde”, recomenda Jane.

Os maravilhosos crepes No cardápio da casa, os crepes também ganham espaço nessa época do ano e em versões mais leves como os de frango com alho poró, ricota, abobrinha com azeitonas chilenas, caviar de berinjela, com cogumelos shimeji, shitake e paris e ainda de bacalhau. Todos acompanham salada de folhas verdes, cenoura, tomate, croutons e azeite de ervas. Quem quiser pode completar o prato com um molho de tomate fresco ou bechamel. Para beber, o La Degu reserva opções criativas e refrescantes. Entre os sucos a boa pedida fica por conta dos de água de coco com uva verde, manga com gengibre, melancia com maracujá e o de abacaxi com água de coco e hortelã. Se a intenção for dar uma esticadela no almoço, vale à pena experimentar as deliciosas caipirinhas de banana ou açaí.

Carpaccios & Cia Outro representante dessa cozinha que sublima os sabores do verão é o aconchegante Bar e Restaurante São Pedro e São Paulo. Estabelecido no Itaim Bibi, a casa comandada pela chef Renata Braune, abre seu cardápio de verão com uma refrescante linha de carpaccios – de carne, de peixes e de legumes –, mas o restaurante oferece também

Para sobremesa o gelado de manga pode ser uma excelente alternativa

diversas outras opções para quem busca alternativas de pratos. Braune destaca que não é complicado conseguir montar uma refeição adequada ao verão e recomenda, para quem quer uma refeição leve e saborosa, uma boa salada com legumes crus e verdes, acompanhada por um grelhado ou uma carne fria com legumes. Para a sobremesa, frutas grelhadas ou batidas com iogurte ou sorvete. Pavês gelados também podem ser um sucesso.

“O correto, em relação à digestão, é apresentar um menu leve, mas nem sempre precisa ser de baixas calorias. Batatas e grãos são ótima pedida para complementar pratos de verão”, argumenta Braune.

O prazer das ostras Apontado como um dos raros locais na cidade que serve ostras o ano todo, o São Pedro São Paulo aproveita a temporada de calor para levar aos apreciadores três versões desse exótico prato: com limão, sal tabasco e um molhinho japonês; com molho de raiz forte; e com molho de cebolinha. Há também uma opção quente, gratinada, com molho provençal à base de alho, salsinha e manteiga. Super versátil, a ostra vai bem com uma grande variedade de bebidas: caipirinha, Dry Martini, cerveja, chope, vinho branco ou espumante. É um alimento de alto valor nutritivo, baixa caloria e, reza a lenda, um afrodisíaco natural.

Onde Comer La Degu Gastronomia www.ladegu.com.br

Bar e Restaurante São Pedro e São Paulo www.saopedrosaopaulo.com.br A ostra tem alto valor nutritivo e, segundo a lenda, é um afrodisíaco natural

tÁxi! EDIÇÃO 21

27


Educação e Tecnologia Dois universos que até há pouco tempo existiam e se desenvolviam separadamente vão estabelecendo fundamentais pontos de contato e conexão. as últimas décadas passamos a viver em um mundo onde as ações mais simples que realizamos envolvem variados e complexos processos tecnológicos. Seja acender a luz, beber um refrigerante, escolher a roupa que vai comprar, enviar e-mails ou participar de comunidades virtuais: a tecnologia sempre está presente. Esse novo paradigma fez surgir nos ambientes corporativos uma nova vertente tecnológica, que passou a fazer parte do nosso dia a dia e que, de uma ou outra forma, nos toca a todos: a Tecnologia da Informação. O processo, que em seu início teve o objetivo exA partir do crescente processo de inclusão digital, o universo da tecnologia passa a interagir com o universo da educação plícito de aumentar a produtividade, reduzir custos, Apesar disso, por mais genial que seja Instituições de Ensino equipavam labodinamizar ações e intensificar a sinergia esse profissional, ou por melhor que sejam ratórios com computadores, mas o objetivo entre os profissionais, de modo a contribuir os modelos pedagógicos, as estratégias, téc- era tratar a tecnologia como uma nova dispara que as empresas pudessem conquistar nicas ou didáticas empregadas, o fato é que ciplina. Contudo, rapidamente se percebeu crescentes patamares de competitividade alunos são seres humanos, com individu- que, particularmente, a Tecnologia da Inem seus mercados, também começa a maralidades, talentos e interesses particulares. formação poderia ser um instrumento facicar sua presença no universo da educação. Cada qual com um tempo próprio de apren- litador do trabalho do professor e assim, as salas de aula foram sendo informatizadas, dizagem e absorção de novas informações. Um mundo em transição para suportar novas formas de ensino. Há 50 anos, médicos, engenheiros, ad- Uma nova aprendizagem Hoje o desenvolvimento tecnológico, an- O trabalho em sala de aula vogados, administradores e profissionais Surgiu então a segunda fase com foco no de tantas outras áreas, trabalhavam e de- tes focado nas corporações, está vivendo senvolviam suas funções de maneira to- uma mudança natural, apontando também professor e na classe como um todo. Um PC talmente diferente de como fazem hoje. para o consumidor final. Grandes fabri- em sala de aula, lousas digitais, projetores e Paradoxalmente, os professores – que são cantes mundiais investem cada vez mais telões que aproximam professores e alunos responsáveis pela transmissão do conheci- nesse mercado, que busca a inclusão digital e melhoram a qualidade do ensino de todas mento - têm mantido ao longo do tempo ba- em todos os níveis. E é nesse ponto que o as disciplinas. Em um terceiro momento surgiram sicamente a mesma forma de trabalhar: um universo da tecnologia encontra com o unisoluções com foco em grupos de alunos. Em professor para vários pontos receptores - os verso da Educação. No início da expansão tecnológica, as especial, a tecnologia “multiponto” tem alunos. Em um sistema “um para muitos”. 28

tÁxi! EDIÇÃO 21

Leo Drumond

N

Por Fernando Lemos


Ewout

“A lousa eletrônica é um recurso bastante importante e que tem contribuído para esse novo contexto educacional” . Marcos Bianchi, Gerente de Desenvolvimento de Negócios do SENAC. feito uma diferença importante. A ideia é permitir que alguns computadores na sala de aula, ou mesmo apenas o do professor, se conectem a conjuntos de periféricos como mouses, monitores e teclados, formando ilhas nas salas de aula. Uma inovação importante porque os alunos passam de espectadores a atores. Uma evolução clara, uma vez que essas soluções permitem a interação direta dos alunos.

gem. “Hoje estamos colocando em todas as salas de aula o computador do professor com acesso a internet. Ele pode usar para fazer projeções, pegar um power point e apresentar durante a aula, ou navegar na internet, ir ao youtube e pegar um vídeo sobre o tema que esteja discutindo”, destaca Marcos Bianchi, Gerente de Desenvolvimento de Negócios da instituição.

então com o seu dedo ou com a canetinha, como quiser, o professor faz todos os comandos na tela, inclusive navegar na internet”, enfatiza. “Imagine uma tela em branco, o professor risca, rabisca, ou escreve um texto. Então ele abre uma outra página, mas aquilo que ele escreveu continua lá guardado. Quando ele terminar a aula, vai ter 10 páginas que ele escreveu que, se quiser, poderá salvar na pasta dos alunos, ou enviar para o e-mail deles”, continua Bianchi.

Apontado como um tradicional centro de excelência em ensino nas mais diversas áreas do conhecimento, com cursos de moda, saúde, economia, administração, o SENAC é um exemplo de como a tecnologia está revolucionando o ensino e a aprendiza-

Bianchi destaca ainda outras importantes inovações que fazem o cidadão comum pensar que está entrando em um filme de ficção científica. “A lousa eletrônica é um recurso bastante importante e que tem contribuído para esse novo contexto educacional. O tamanho pode variar de 60 até mais de 120 polegadas. Imagine a tela do seu computador. Imagine que ela seja como a do iPhone,

O Gerente de Desenvolvimento do Senac, Marcos Bianchi

Novas tecnologias contribuem para a excelência do processo educativo nas mais diferentes áreas do conhecimento humano

Formação permanente

Divulgação

Diante dessa verdadeira revolução tecnológica, o professor termina por demandar atenção e cuidados especiais. Vale lembrar que, além do processo tecnológico, a

Divulgação

Tecnologia, conhecimento e excelência

tÁxi! EDIÇÃO 21

29


Divulgação

Instituto Ayrton Senna: Fábio Corrêa

O programa Escola Conectada, do Instituto Ayrton Senna, prepara alunos e professores para uma sociedade de informação

assimilar aquela informação, para atingir a competência e os resultados de uma forma mais rápida e eficaz”, completa Bianchi. O novo cenário, sem dúvida, aponta o professor não mais como o dono da informação, mas um profissional que tem o papel de Coacher, não necessariamente trazendo a informação, mas dirigindo o aprendizado.

Ensinando a ensinar Atualmente várias iniciativas de inclusão e programas de crédito impulsionam a nova tendência de se ter um PC por aluno nas salas de aula, o que seria a situação ideal. É interessante também verificar como essas iniciativas têm recebido apoio dos Governos, que, muitas vezes com o apoio da iniciativa privada, têm começado a levar esse

Divulgação

imensa disponibilidade da informação que hoje é uma vantagem no processo educativo, também pode se tornar um concorrente do professor dentro da sala de aula. Uma vez que, mais do que outros profissionais, professores ficam expostos a questionamentos sobre seu conhecimento e performance, tornando importante a conscientização desses profissionais sobre essa nova realidade e a necessidade de uma formação contínua. O desafio agora é maior: prender a atenção dos alunos e buscar a sua atenção e participação, num cenário moderno, que muda a cada dia. “Os recurso tecnológicos não podem dificultar a ação pedagógica do professor, ao contrário, é preciso que ele perceba que aquilo que ele faz pode ser feito de outra forma e que o aluno seja capaz de

conceito às Secretarias de Educação estaduais e municipais. Mais do que permitir estudar a Tecnologia, um computador para cada aluno é um passo importante na direção de transformar a Educação. Mudar a forma pela qual se ensina. Nessa linha, também apoiada na constante evolução dos sistemas acadêmicos, a Tecnologia da Informação está possibilitando a consolidação de um conceito global chamado Ensino Personalizado. A idéia é permitir que seja tratado como um indivíduo. Desse modo, as instituições podem atuar diretamente nas necessidades específicas de cada um, respeitando as suas individualidades, planejando, executando e controlando a evolução do aprendizado. Sistemas apoiando a pedagogia.

A escola conectada

O professor assume o papel de facilitador e parceiro na busca e construção do conhecimento

30

Adriana Silva, idealizadora do projeto Escola nas Nuvens – Soluções Inovadoras na Educação

tÁxi! EDIÇÃO 21

Idealizado pelo instituto Ayrton Senna e desenvolvido em seu estágio inicial através de uma parceria com a Microsoft, o Programa Escola Conectada é um importante exemplo de ações realizadas em parceria entre a iniciativa privada e diversas Secretarias Municipais de Educação. O objetivo é preparar professores e alunos para atuarem com desenvoltura e excelência em uma sociedade de informação. Atualmente contando com aliados como HP, Intel, Lenovo e Dell, além da própria Microsoft, o Programa adota uma metodologia que propõe projetos de aprendizagem, que são desenvolvidos em sala de aula. Segundo


Mauricio Oppitz

Um novo conceito pedagógico começa a ser desenhado através da integração de todos os atores envolvidos no processo educativo: alunos, professores, pais e comunidade

Divulgação

Kátia Ramos, coordenadora do programa, esse tipo de ação coloca um novo paradigma que, entre outras coisas, permite organizar situações de aprendizagem capazes de promover o desenvolvimento de competências, onde o aluno aprende e se desenvolve interagindo consigo mesmo, com os outros e com o entorno social. “Quando implantamos esse programa nas escolas, ele exige algumas mudanças na prática pedagógica do professor e também na gestão escolar. O currículo não é mais voltado apenas para a questão do conteúdo, mas com um olhar do educador voltado para o desenvolvimento de competências e habilidades; com a tecnologia entrando como uma ferramenta de aprendizagem para melhorar a qualidade da educação desse aluno”, avalia Ramos.

Inovações e desenvolvimento de tecnologias Cada vez mais as instituições de ensino usam das tecnologias disponíveis hoje para integrar e estar em contato direto com seus professores e alunos. Já perceberam o poder das Redes Sociais como Facebook, Linkedin, Orkut e Twitter. E para atrair cada vez mais alunos, oferecem tecnologias como benefícios adicionais e diferenciais no processo pedagógico. A começar por portais de conteúdo, que ajudam a integrar alunos, professores e pais. Sintonizada com todo o processo de inovação tecnológica, a professora capixaba Adriana Silva de Oliveira, da EEEFM Prof. Francisco Coelho Ávila Junior, de Cachoeiro de Itapemirim/ES, desenvolveu um projeto educacional que, em agosto de 2010, chegou a conquistar o primeiro lugar na 5ª edição do Prêmio Microsoft Educadores Inovadores: “Escola nas nuvens – Soluções Inovadoras na Educação”. Segundo a professora, o trabalho faz uma abordagem ao novo conceito tecnológico do cloud computing - computação nas

Um computador para cada aluno é um passo importante para tranformar a educação

nuvens -, que é aplicado no projeto através das ferramentas do Windows Live, como o SkyDrive e o Office Online, permitindo que alunos e educadores conquistem uma grande independência, inclusive econômica, em relação aos tradicionais pen-drivers, hds e mídias cd-dvd, no momento de armazenar suas informações. O projeto também está ligado a unificar alunos e educadores através do blog da escola, que é gerenciado por alunos - sob a orientação de professores – e reune uma série de serviços que ampliam a visão da aprendizagem. Além disso, as redes sociais e serviços da internet, favorecem os educadores no ensino de sua disciplina. Alunos, educadores, pais e comunidade escolar podem acompanhar tarefas, projetos, curiosidades e exercicios através do facebook e twitter, também gerenciados pelos alunos, comemora Oliveira.

A propagação do ensino à distância Os cursos e treinamentos que usam de técnicas de Ensino a Distancia (EaD), fortemente embasados em tecnologia, estão entre as áreas que mais crescem dentro do mundo acadêmico. Muito criticadas no início, hoje comprovam ser uma opção eficiente, que considera a disponibilidade de tempo diferenciado dos alunos, com alto nível de aproveitamento, qualidade e f lexibilidade para quem quer levar o treinamento a sério, democratizando o acesso ao conhecimento. Há dois anos, o Brasil já registrava mais de 2.5 milhões de alunos nessa modalidade, sendo 40% em cursos autorizados pelo MEC. Grandes Instituições crescem a cada ano em ofertas de EaD, por causa dos atrativos aos seus futuros alunos. Poder organizar o próprio tempo, estudando onde quiser. Sem as barreiras geográficas que foram eliminadas pela Internet. Estudos do IBGE, por exemplo, apontam que por volta de 42% dos alunos de EaD no Brasil estão matriculados em cursos oferecidos por Instituições de outros estados. Em todos esses casos a união dos universos está trazendo ganhos imensos às pessoas e as corporações. O objetivo? A Educação. A ferramenta? A Tecnologia.

tÁxi! EDIÇÃO 21

31


São Paulo tem

Por Fernanda Grandino Por Camila Silva

Feira da Liberdade

Tradicional marco da cultura oriental no centro de São Paulo, durante os finais de semana, a Praça da Liberdade irradia toda diversidade paulistana

C

Davi Francisco da Silva

riada pelo empresário japonês, Sr. Tsuyoshi Mizumoto, em 1975, a Feirinha da Liberdade nasceu com o objetivo de valorizar o artesanato típico das culturas orientais que a partir de 1969 passaram a predominar no Bairro da Liberdade. Contudo, se nos primeiros anos da feira as barraquinhas traziam exclusivamente produtos que representavam as etnias japonesa, chinesa, coreana, entre outras, com o passar do tempo diversas outras manifestações de cultura e artesanato chegaram para ocupar os espaços das barracas na praça.

O crescimento da feira

Com o sucesso da feira, conseguir um espaço para expor seus produtos ficou mais difícil. Segundo Alice Nakamura, que expõe miniaturas de porcelanas, é preciso cumprir diversos requisitos para obter a licença de expositor. “Passamos por um teste, para garantir que somos nós mesmos que fazemos as mercadorias, e depois vamos para a seleção. São muitos candidatos e poucas vagas.”

Cultura e diversidade A variedade de produtos que os visitantes têm à sua disposição chega a surpreender. Os visitantes podem encontrar ítens como os tradicionais bonsais, bonecas que representam gueixas, artigos para aquários ornamentais, bijuterias ornamentadas com os famosos tsurus (passarinhos feitos de dobradura de papel), utensílios domésticos 32

tÁxi! EDIÇÃO 21

feitos em bambú, e também toalhinhas de renda, bonecos de fadas e duendes, imagens de santos e camisetas de bandas. Lado a lado é possível encontrar um sacerdote xintoísta e uma baiana que joga búzios. Na hora de comer a diversidade continua. Quitutes como yakissoba, tempurás, guiozas, espetinhos de camarão, raspadinhas, acarajés e churrasquinhos, desafiam o paladar dos visitantes. As filas podem ficar bastante longas e confusas, por isso é recomendado que se chegue cedo. As porções são fartas, e come-se em pé no meio da praça. A Praça da Liberdade é também o palco onde ocorrem as festas típicas das culturas do bairro. Em abril a festa das flores, em junho a festa do sumô, julho marca o festival das estrelas e em dezembro a festa oriental. Nos final do mês janeiro será comemorado o Ano Novo Chinês, que dará boas vindas ao Ano do Coelho, com realização de rituais para trazer sorte e prosperidade. Então aproveite e tenha um Sun Nin Fy Lok! Ou se preferir: Feliz Ano Novo!

Davi Francisco da Silva

“No início quase não havia barraquinhas e os visitantes também eram poucos. Tem coisa de japonês; além disso, brasileiros e americanos também gostam de comida de japonês. A feira tem muitas coisas para comprar, então muita gente vêm para cá”.

Davi Francisco da Silva

Aos 91 anos de idade, a Sra Akame Tanaka há mais de 20 anos trabalha na Feirinha vendendo bonecas de gueixas. Segundo a comerciante, só recentemente – cerca de 10 anos – e devido ao crescimento do turismo na cidade e também à chegada de outros artistas e expositores, a feira alcançou a sua projeção atual, atraindo milhares de visitantes a cada fim de semana.


O que vai agitar a metrópole nas próximas semanas

eventos em janeiro Confira a agenda dos principais eventos da cidade que é tudo de bom! Programe-se para aproveitar o melhor de São Paulo. Para mais informações, acesse o site: visitesaopaulo.com 17 a 22 de janeiro CAMPUS PARTY BRASIL 2011 Local: Centro de Exposições Imigrantes

segunda

quinta

17 a 20 de janeiro COUROMODA 2011 38ª FEIRA INTERNACIONAL DE CALÇADOS, ARTIGOS ESPORTIVOS E ARTEFATOS DE COURO Local: Pavilhão de Exposições do Anhembi

18 a 21 de janeiro FIT 0/16 - 36ª FEIRA INTERNACIONAL DO SETOR INFANTOJUVENIL/TEEN E BEBÊ - PRIMAVERA/VERÃO Local: Expo Center Norte

25 a 30 de janeiro FEIRA DA GESTANTE, BEBÊ E CRIANÇA Local: Expo Center Norte - Pavilhão Verde

terça quarta quinta sexta sábado

20

19 e 20 de janeiro 3ª PREMIÈRE VISION BRASIL Local: Transamerica Expo Center

18 a 21 de janeiro SÃO PAULO PRÊT-A-PORTER - 1ª FEIRA INTERNACIONAL DE MODA, CONFECÇÕES E ACESSÓRIOS Local: Expo Center Norte

22

24

26 a 28 de janeiro 4ª CONFERÊNCIA GESTÃO POR PROCESSOS Local: Amcham - Câmara Americana de Comércio

25 de janeiro 457º ANIVERSÁRIO DA CIDADE DE SÃO PAULO Local: Diversos locais da cidade 25 de janeiro XIV TROFÉU CIDADE DE SÃO PAULO 10 KM Local: Obelisco - Ibirapuera

25 28 de janeiro a 02 de fevereiro SPFW - 28º SÃO PAULO FASHION WEEK Local: Pavilhão da Bienal do Ibirapuera

31 de janeiro e 01 de fevereiro WTA 2011 - V WORKSHOP DE TECNOLOGIA ADAPTATIVA Local: POLI - Escola Politécnica da USP

26 27 28 29 30

domingo segunda

19

23

domingo segunda

17 a 20 de janeiro 6º SHARED SERVICES BRASIL 2011 Local: Amcham Business Center

21

sexta sábado

17 18

terça quarta

Uma parceria com o taxista e um serviço a mais para o passageiro

31 de janeiro a 02 de fevereiro BRIDGES BRAZIL 2011 Local: Hotel Golden Tulip Paulista Plaza

29 de janeiro a 01 de fevereiro CIOSP - 29º CONGRESSO INTERNACIONAL DE ODONTOLOGIA DO CENTENÁRIO DA APCD / FIOSP - 14ª FEIRA INTERNACIONAL DE ODONTOLOGIA DE SÃO PAULO Local: Expo Center Norte

31 de janeiro a 11 de fevereiro IPSA - 2º INTERNATIONAL POLITICAL SCIENCE ASSOCIATION SUMMER SCHOOL Local: USP - Universidade de São Paulo

31 tÁxi! EDIÇÃO 21

33


eventos em fevereiro terça

01 a 03 de fevereiro INSPIRAMAIS - 3º SALÃO DE DESIGN E INOVAÇÃO DE COMPONENTES PARA COURO, CALÇADOS E ARTEFATOS Local: Centro de Convenções Frei Caneca

1

quarta

2

quinta

3

sexta

02 a 04 de fevereiro REAL ESTATE INVESTMENT WORLD Local: Sofitel São Paulo

segunda

07 de fevereiro VI ENCONTRO DO SETOR DE FEIRAS E EVENTOS Local: Sheraton São Paulo WTC Hotel

07 a 11 de fevereiro SMW/SP 2011 - 2º SOCIAL MEDIA WEEK SÃO PAULO 2011 Local: FAAP - Fundação Armando Álvares Penteado

08 a 10 de fevereiro WIND FORUM BRAZIL 2011 3º FÓRUM NACIONAL PARA A GERAÇÃO EÓLICA Local: Holiday Inn Parque Anhembi

9 de fevereiro CONFERMAR - CONFERÊNCIA PARA O TURISMO MARÍTIMO DO BRASIL Local: Hotel Golden Tulip Belas Artes

08 a 10 de fevereiro 12º CONGRESSO DE COMPRAS 2011 Local: Mercure Grand Hotel São Paulo Ibirapuera

10 11

sexta

07 a 11 de fevereiro SEQEP - VI SEMANA DE ENGENHARIA QUÍMICA ESCOLA POLITÉCNICA DA USP Local: Escola Politécnica da USP

7

9

quarta

sábado

6

8

terça

quinta

03 a 06 de fevereiro EXPO NOIVAS & FESTAS 2011 Local: Centro de Exposições Imigrantes

5

sábado

domingo

4

02 a 05 de fevereiro SBFCV - XV SIMPÓSIO BRASILEIRO DE FISIOLOGIA CARDIOVASCULAR Local: USP - Universidade de São Paulo

09 a 12 de fevereiro FENINJER - 52ª FEIRA NACIONAL DA INDÚSTRIA DE JÓIAS, RELÓGIOS E AFINS Local: Transamerica Expo Center

12 09 de fevereiro 3º WORKSHOP MUNDO AGAXTUR Local: Expo Barra Funda

11 de fevereiro III SEMINÁRIO EM CENTRO CIRÚRGICO E CENTRO DE MATERIAL DE ESTERILIZAÇÃO Local: Hospital AC Camargo

34

tÁxi! EDIÇÃO 21

12 de fevereiro XIX ENCONTRO DE CIRURGIA VASCULAR HOSPITAL BENEFICÊNCIA PORTUGUESA DE SÃO PAULO Local: Mercure Grand Hotel São Paulo Ibirapuera


eventos em fevereiro sábado

15 e 16 de fevereiro SEMINÁRIO GESTÃO INTEGRADA DE RISCOS Local: Golden Tulip Park Plaza

13

domingo

segunda

15 a 17 de fevereiro SUPER RETURN LATIN AMERICA 2011 Local: Renaissance São Paulo Hotel

16

quarta 16 a 19 de fevereiro ABIMAD 2011 - 9ª FEIRA BRASILEIRA DE MÓVEIS E ACESSÓRIOS DE ALTA DECORAÇÃO Local: Centro de Exposições Imigrantes

15 a 17 de fevereiro CONFERÊNCIA GESTÃO ESTRATÉGICA DA SAÚDE CORPORATIVA Local: Golden Tulip Paulista Plaza

17 18

sexta

sábado

14

12 e 13 de fevereiro I SIMPÓSIO DE HEMATOLOGIA APLICADA À ANESTESIOLOGIA Local: Auditório Kleinberger do Hospital Israelita Albert Einstein

15

terça

quinta

12

17 a 19 de fevereiro SIMASP 2011 XXXIV SIMPÓSIO INTERNACIONAL MOACYR ÁLVARO - CONTROVÉRSIAS E CONSENSOS NA PRÁTICA OFTALMOLÓGICA Local: Maksoud Plaza Hotel

19

16 e 17 de fevereiro BRIEF - FÓRUM DE FINANCIAMENTO DE PROJETOS PARA OS SETORES DE ENERGIA E INFRAESTRUTURA Local: Blue Tree Premium Faria Lima

16 a 19 de fevereiro IPSA-ECPR - JOINT CONFERENCE: WHATEVER HAPPENED TO NORTH-SOUTH? Local: Escola Politécnica - USP

17 e 18 de fevereiro WORKSHOP ANÁLISE E DISCUSSÃO DE DADOS QUALITATIVOS E O PREPARO DA PUBLICAÇÃO EM PERIÓDICO INTERNACIONAL Local: Escola de Enfermagem da USP

18 de fevereiro 11º PRÊMIO CAIO 2011 Local: Expo Center Norte

tÁxi! EDIÇÃO 21

35


eventos em fevereiro 19

sábado domingo segunda

20

19 e 20 de fevereiro Salão do Estudante 18º Feira de Educação Internacional Local: Centro de Eventos São Luis

21 22

terça quarta quinta

22 a 24 de fevereiro CONFERÊNCIA GESTÃO DA MUDANÇA NO CHÃO DE FÁBRICA Local: Blue Tree Premium Faria Lima

sábado domingo segunda

23 24 25

sexta

20 a 22 de fevereiro LACTTE 2011 - 6º ENCONTRO LATINO-AMERICANO DE VIAGENS CORPORATIVAS E TECNOLOGIA Local: Grand Hyatt São Paulo

22 a 24 de fevereiro 52ª FEIRA BIJÓIAS SP Local: Centro de Convenções Frei Caneca

26

23 e 24 de fevereiro 17º WORKSHOP TRADE & SHOW CVC 2011 Local: Expo Center Norte - Pavilhão Branco

27 28

24 a 26 de fevereiro LATIN MOOT CORP COMPETITION Local: FGV - Fundação Getúlio Vargas

24 e 25 de fevereiro 5º CONGRESSO DO DESC - DEPARTAMENTO E SERVIÇOS CREDENCIADOS Local: Maksoud Plaza Hotel

Agenda de eventos: O São Paulo Convention & Visitors Bureau é uma Fundação sem fins lucrativos mantida pela iniciativa privada, sua missão é promover, captar, gerar e incrementar eventos que aumentem o fluxo de visitantes a São Paulo. As datas e locais dos eventos podem ser alterados, consulte sempre a agenda de eventos no site do São Paulo Convention & Visitors Bureau: visitesaopaulo.com - atendimento@visitesaopaulo.com 36

tÁxi! EDIÇÃO 21

Uma parceria com o taxista e um serviço a mais para o passageiro


MULTAS Tenha atenção e evite problemas Administre seu negócio Sua majestade o passageiro

De olho na manutenção Cuide da pintura do carro e proteja seu patrimônio


Você já foi multado? A partir de novembro desse ano, haverá mais fiscalização e controle na transferência de pontos na carteira de habilitação Por Gabriel S. de Servi

O

condutor que quiser transferir as penalidades de uma multa de trânsito para a carteira de outra pessoa passará a enfrentar maiores dificuldades e burocracia. Segundo uma resolução do Conselho Nacional de Trânsito, para realizar essa operação será necessário que o proprietário do veículo e o infrator façam o reconhecimento de firma das assinaturas no Formulário de Identificação do Condutor Infrator, ou assinem pessoalmente o Formulário no órgão de trânsito. A medida entra em vigor no próximo mês de novembro. Um trânsito caótico e violento Normalmente todos os motoristas reclamam que existem muitas regras e restrições no trânsito e o que o objetivo é apenas gerar uma indústria da multa. Contudo, a violência no trânsito, o excesso de infrações cometidas pelos motoristas e, principalmente, o crescente número de vítimas em acidentes, terminam por justificar o rigor da legislação. Para evitar possíveis constrangimentos diante da nova legislação, redobre sua atenção às regras de trânsito e evitar cometer infrações. O excesso de infrações De acordo com as estatísticas mais recentes da Companhia de Engenharia de Tráfico (CET), o número de multas de trânsito na cidade de São Paulo, em 2009, atingiu a fantástica marca de 6.254.256, superando em 33% o número de autuações realizadas no ano anterior. Dessas, os tipos mais autuados foram desrespeito ao rodízio municipal de placas, excesso de velocidade, estacionamento irregular, falar ao celular enquanto dirige e avançar o semáforo vermelho. Juntos, responderam por 81% das multas aplicadas em 2009. 38

EDIÇÃO 21

Veja como funciona hoje para realizar a comunicação de real infrator Prazo: Até 15 dias após o recebimento da notificação. Requisitos: Ser proprietário do veículo.

A) Documentação Necessária: Carteira de Habilitação do infrator: original e cópia; Documento de identidade ou equivalente: original e cópia;

B) Procedimentos: 1º Preencher o formulário de Comunicação de Real Infrator,

informando: Nome do infrator, Número da habilitação e Endereço atualizado. 2º Assinar e recolher a assinatura do infrator; 3º Enviar ao DETRAN, via Correios (com Aviso de Recebimento), sede do DETRAN.

Como recorrer da multa de trânsito No caso de receber uma multa ilegal, como por ter furado farol em uma localidade onde você não estava com seu automóvel, que pode ocorrer no caso de veículos que tiveram suas placas clonadas, será preciso juntar as informações que provem a ilegalidade da cobrança e procurar – no máximo 30 dias após o recebimento da notificação – o órgão responsável pela multa, Detran ou Agência Municipal, e retirar um formulário de recurso. Faça um preenchimento cuidadoso e dê entrada no órgão emissor da multa, juntamente com os documentos exigidos.

Veja a lista de documentos obrigatórios: • Cópia de identidade (RG ou equivalente); • Cópia do CPF; • Cópia da Carteira Nacional de Habilitação (CNH); • Cópia dos documentos do carro – CRLV (Certificado de Re-

gistro e Licenciamento do Veículo. Não confundir com o CRV);

• Cópia da notificação da multa – Na ausência desta, cópia

do AIT (Auto de Infração de Trânsito), registro fotográfico ou extrato informativo de multas;

• Cópia de comprovante de residência (contas de água, luz, telefone);

• As duas vias do seu recurso, além de cópias de com-

provantes com informações que possam contestar a sua infração, como atestados, declarações notas, recibos, entre outros.


Quantidade de multas

Autuações por tipo de infração

(em mil)

Fonte: CET - Companhia de Engenharia e Tráfego

Características das infrações

Principais motivos que podem invalidar uma multa

Acompanhe abaixo todas as qualificações,custos e pontos das principais infrações de trânsito. Infração Leve – multa de R$ 53,20 3 pontos na carteira São infrações simples. Exemplos: Estacionar muito longe da guia ou estacionar em acostamento.

Infração Média – multa de R$ 85,13 4 pontos na carteira São infrações com grau de gravidade um pouco maior e suas multas também. Exemplos: Estacionar veículo na contramão, distribuir placas sem autorização ou transitar com lotação excedente.

Infração Grave – multa de R$ 127,69 5 pontos na carteira Infrações que não podem ser cometidas por pessoas na fase de experiência, sob custo de apreensão da carteira. A multa também fica mais salgada. Exemplos: estacionar em fila dupla, exceder um pouco a velocidade permitida, dirigir sem o cinto de segurança.

Infração Gravíssima – multa a partir de R$ 191,54 7 pontos na carteira Este tipo de infração é assim chamada por causar extremo risco ao trânsito. Exemplos: Dirigir muito acima do limite de velocidade permitido, dirigir sem a devida autorização.

40

EDIÇÃO 21

1) Erros de data, local e hora quando comprovados pelo requerente; 2) Falta ou incorreto enquadramento da infração cometida; 3) Falta ou modelo do veículo diferente ao que consta no auto

de infração;

4) Falta ou marca do veículo diferente ao que consta no auto de infração; 5) Falta ou cor do veículo diferente ao que consta no auto de infração; 6) Falta de identificação ou assinatura da autoridade ou agente

de trânsito;

7) Qualquer dado obrigatório que não esteja constado ou apresente

erros;

8) Rasuras; 9) Falta ou incorreto preenchimento da placa do veículo; 10) Infração cometida por incorreta, insuficiência ou falta de sinalização

(inclusive gestos e sons);

11) Por infração não prevista no Código de Trânsito; 12) Notificação fora dos prazos estabelecidos; 13) Outras que a junta julgar improcedentes.


42


De olho na

manutenção

Por Fernanda Grandino

Cuidados com a pintura do carro

N

a hora de comprar o seu carro novo você pode escolher com tranquilidade qualquer um dos três tipos de tintas disponíveis no mercado: a sólida; a metálica, ou a perolizada. Isso porque, no que diz respeito à durabilidade, todas são desenvolvidas dentro do mesmo padrão de qualidade. A diferença está nos cuidados que você irá adotar para garantir uma melhor conservação da lataria e pintura do seu automóvel. A boa aparência do seu carro será sempre proporcional aos cuidados que dedicar a ele. Se você deixá-lo diariamente exposto às intempéries do tempo, mesmo com o grande avanço da indústria de tintas automotivas, que produzem materiais resistentes às diferentes condições climáticas, ele terminará sofrendo um desgaste maior. O desafio dos táxis Segundo José Onésimo, especialista em pintura de automóveis da Fiat Ventuno Morumbi, os taxistas enfrentam um desafio ainda maior para garantir a manutenção da lataria dos seus carros. “Por passarem muitas horas na rua, a grande quantidade de sol queima a pintura do carro e desbota a cor original da tinta. Além disso, a cor branca pode ser considerada mais sensível do que as demais e pode ficar com um tom amarelado”, afirma o técnico. 44

EDIÇÃO 21

Divulgação

Para o gerente de desenvolvimento de produtos da linha automotiva da indústria Sherwin Williams, André Cruz, as resinas produzidas por árvores e os excrementos de pássaros são outros fatores de risco para a pintura dos veículos. “Ambos são muito ácidos e se permanecerem sobre o carro, corroem aos poucos a pintura. O ideal é que seja feita a lavagem o mais rápido possível, ou pelo menos uma pequena limpeza, feita pelo próprio motorista, na área afetada”, ensina.

André Cruz, gerente de desenvolvimento da Sherwin Williams Divulgação

Divulgação

Cuidar para que seu carro fique com cara de novo é mais do que uma paixão ou um hobby, trata-se de valorizar o seu patrimônio

Atenção na hora de lavar Cruz ressalta ainda que o momento de lavar o carro também deve ser revestido de cuidados para evitar danos á pintura. E diz ser preciso ter atenção na hora de levar o carro ao lava-rápido, evitando aqueles que utilizam máquinas equipadas com escovas, pois as cerdas geralmente acumulam sujeira e isso pode arranhar a pintura. “Geralmente os carros possuem uma grande camada de sujeira, que muitas vezes fica imperceptível aos olhos, mas que está lá. Por isso, antes

de qualquer limpeza, o carro deve estar muito bem molhado para que não ocorram de atrito entre panos e esponjas com a sujeira”, ressalta.

Dicas para preservar a pintura do seu carro 1) Realize o polimento uma vez ao mês. Serve para eliminar a camada de poluição e realçar o brilho do carro novamente; 2) Faça cristalização a cada três meses. Confere uma maior duração do polimento no carro; 3) Sempre que possível, aplique silicone nas partes de borracha/plástico; 4) Nunca utilize produtos que sejam solventes; 5) Evite o uso de shampoo que não seja neutro, pois elimina o efeito do polimento/cristalização; 6) No caso de excrementos de pássaros na lataria do carro, lavar o mais rápido possível.


Administre

seu negócio Por Miro Gonçalves

Sua majestade, o passageiro Divulgação

Quer diminuir o tempo de espera parado no ponto ou rodando pela cidade? Encante seu cliente.

A

pesar da crescente profissionalização que vem tomando todo segmento taxista, ainda existe um número expressivo de profissionais que não despertaram para a importância do atendimento ao cliente como uma estratégia fundamental, para garantir uma maior produtividade – isso é: ficar menos tempo parado no ponto ou rodando vazio atrás de passageiros. Cada vez que um usuário entra no seu táxi, ele poderá sair com uma impressão positiva, negativa ou indiferente sobre o serviço que você prestou a ele. A decisão em buscar formas de cativá-lo para que ele volte a solicitar os seus serviços é sua. Inúmeras são as oportunidades para viabilizar isso, mas o primeiro passo – e o mais importante - é que você passe a olhar o passageiro, como um cliente que poderá retornar para muitas outras viagens.

A comunicação boca a boca Além de voltar a utilizar dos seus serviços, clientes satisfeitos realizam um fundamental trabalho de divulgação do seu trabalho, indicando novos clientes por meio da comunicação boca a boca.Esse um jogo de ganha-ganha, onde o usuário fica feliz por ser bem atendido 46

EDIÇÃO 21

e você por conquistar novos clientes e aumentar a lucratividade de seu táxi. E não se trata de realizar uma coisa chata e enfadonha, mas de colocar para si o desafio de fazer o próprio negócio prosperar. Se o atendimento ao cliente não fizesse diferença no resultado final, as grandes corporações globais não investiriam verdadeiras fortunas para conhecer e estudar os clientes e descobrir seus interesses.

Marketing de relacionamento Nesse aspecto o taxista mais uma vez é um privilegiado, pois poucos profissionais têm uma relação tão próxima com o cliente do que ele: ao alcance dos olhos pelo retrovisor. Em boa parte dos casos, os taxistas já realizam esse tipo de observação e abordagem, mas não utilizam a informação adquirida para melhorar seu faturamento. O importante é aperfeiçoar a cada dia o atendimento oferecido ao passageiro a partir das percepções do dia a dia. Tratar esse ponto como um procedimento, como uma norma, estabelecer uma espécie de ISO 9000 do táxi, que resultará em novas ações para colocar em prática.

Em um mercado cada vez mais competitivo, onde o valor da tarifa é igual para todos, os clientes irão buscar satisfação, qualidade e bom atendimento. Desse modo o objetivo é descobrir exatamente o que eles buscam e oferecer isso de uma maneira exclusiva. Cada cliente é um indivíduo especial e deseja ser tratado como tal, por isso descubra e satisfaça suas necessidades.

Dicas para um atendimento eficaz 1. Aprenda a observar e busque

melhorar sempre a sua comunicação interpessoal;

2. Seja profissional e entenda que o relacionamento com o cliente poderá fazer a diferença para o seu negócio; 3. Aprenda a se colocar no lugar do outro e ofereça o atendimento que gostaria de receber; 4. Respeite cada cidadão.


Volante

seguro s iv

a

OA

aZ

da d

i re ç ã o d e

Por Miriam Nogueira

fe n

Cuidados na estrada

O

Divulgação

grande número de acidentes nas estradas durante os períodos de férias e feriados prolongados demonstra que nunca é demais alertar sobre a importância de realizar uma direção defensiva. Muitos motoristas, por vezes tomados pela euforia da viagem, terminam por assumir um excesso de confiança ao volante, que pode trazer resultados trágicos. Fique atento a alguns cuidados básicos na hora de dirigir e poderá curtir os prazeres da estrada com toda segurança.

Nunca utilize o celular enquanto dirige Pesquisas realizadas em todo o mundo comprovam que um motorista falando ao celular enquanto dirige é tão perigoso quanto um motorista alcoolizado. Embora muitos motoristas acreditem que dirigir envolve apenas as atividades motoras, o uso do telefone celular, mesmo que com viva-voz ou fone de ouvido, aumenta de forma exponencial o risco de acidentes.

agentes de trânsito, sirenes de viaturas e ambulâncias, além do som do próprio carro.

Segundo especialistas, motoristas que fazem uso do telefone celular enquanto estão dirigindo têm um risco de 3 a 9 vezes maior de se envolverem em acidentes fatais, quando comparados com aqueles que não fazem uso de celulares.

Os medicamentos que agem diretamente no sistema nervoso, como ansiolíticos, antidepressivos, antialérgicos, antigripais e medicamentos para diabetes nunca devem ser utilizados na hora de dirigir.

Enviar mensagens e torpedos aumenta ainda mais as situações de risco no trânsito.

Rádio apenas com som moderado Ouvir música no carro também deve ser feito com moderação, uma vez que pode aumentar o risco de acidentes. O som em volume alto pode fazer com que o motorista não consiga ouvir os sons do trânsito, como buzinas, apitos de 50

EDIÇÃO 21

Lembre que o Código de Trânsito Brasileiro proíbe o uso do aparelho celular ou fones de ouvido conectados a aparelhagem sonora.

Os riscos dos medicamentos

Contudo, qualquer medicamento pode causar algum tipo de transtorno para o paciente e comprometer sua atenção e concentração. Por isso, sempre consulte seu médico se for usar algum tipo de medicação antes de dirigir.

Lugar de dormir é na cama Sonolência – Dirigir com sono é uma das principais causas de acidentes nas estradas em todo o mundo. De acordo com pesquisas

internacionais, cerca de 32% dos acidentes são provocados por um motorista que dormiu ao volante. Desse total de ocorrências, 19% têm vítimas fatais. O cansaço reduz de forma intensa os reflexos e a capacidade de reação do motorista, comprometendo seu desempenho ao volante. Se estiver com sono ou cansado, pare e descanse.

Paz no trânsito e nas estradas Fortes emoções – O momento de dirigir faz com que algumas pessoas passem por uma transformação – por vezes inexplicável, mas sempre muito perigosa–, extravasando ao volante as tensões e situações de estresse decorrentes do trabalho, dificuldades econômicas ou mesmo com a família. Pratique a paz no trânsito e busque sempre reagir com tranquilidade. Lembre-se que você não está em uma competição: seja cordial e mude sua atitude.


Espaço Previdência Capemisa

informe publicitário

Plano gerador de benefício livre Aproveite o presente para investir no seu futuro e de sua família

O

início de um novo ano sempre traz esperança e vontade de mudanças. Pensando nisso, os planos se multiplicam para os próximos meses e até mesmo para um futuro mais distante. E é nesse momento que traçamos nossos caminhos e nos preocupamos com a garantia de um futuro estável.

Aproveitando a reflexão, uma aposentadoria mais tranquila, com algo além do que podemos adquirir com a previdência social, é sempre lembrada. A CAPEMISA Seguradora de Vida e Previdência, trabalhando para que o futuro seja agradável para todos, dispõe de uma excelente dica nesse

sentido: o Plano Gerador de Benefício Livre (PGBL). No PGBL, contratante e seguradora determinam um período para o acúmulo de recursos. Durante esse prazo, o dinheiro depositado é investido e rentabilizado. Essa é a chamada “fase de investimento” para, em um segundo momento, o segurado desfrutar do benefício.

Um plano para quem procura o melhor da vida Fica a critério do contribuinte escolher a partir de quando e como receberá o que aplicou no PGBL. É possível resgatar o patrimônio acumulado de uma única vez ou recebê-lo por períodos específicos – por toda a vida ou alguns anos – de acordo com o que for contratado com a seguradora. Além de uma excelente alternativa para quem busca uma segurança para o momento da aposentadoria, o plano PGBL pode ser contratado para financiar momentos importantes da sua vida e da sua família, como, por exemplo, investir em um imóvel ou financiar a universidade dos filhos.

Mais vantagens e menos imposto Na hora de declarar o Imposto de Renda, no caso dos contribuintes que optam pela declaração completa, o PGBL oferece uma vantagem a mais, uma vez que essa modalidade de investimento abre a possibilidade de pagar menos Imposto de Renda (até o limite de 12% de rendimento).

Divulgação

O início de 2011 é um bom estímulo para colocar em ação o plano de metas traçado para o ano, o que pode incluir a contratação de um plano de previdência. E, quanto mais cedo for o início dessa aplicação, mais tranquilo será o futuro do investidor.

52

EDIÇÃO 21


Mundo

Táxi

Por Gabriel S. de Servi

Confraternização da Fetacesp Representantes do setor taxista se reúnem em almoço especial para a comemoração de mais um ano de trabalho e dedicação

N

Divulgação

o dia 15 de dezembro de 2010, a Federação dos Taxistas Autônomos do Estado de São Paulo - Fetacesp realizou uma confraternização de final de ano, que contou com a presença de presidentes e diretores de diversos sindicatos, federações e órgãos relacionados aos taxistas do Estado. Responsável pela organização do evento, José Fioravante, presidente da Fetacesp, ressaltou a importância do encontro, onde os profissionais e representantes do setor taxista puderam interagir e se conhecer um pouco melhor, contribuindo para dinamizar ainda mais os laços de união do segmento. “Esse encontro para mim é muito importante, porque durante o ano lutamos para o benefício da categoria e hoje pudemos festejar nesse almoço de confraternização. Para mim isto é mais do que um presente de Natal, pois estar reunido com meus amigos e as pessoas que eu gosto é maravilhoso” disse.

José Fioravante cumprimenta todos os presentes durante evento da Fetacesp

samos estar todos novamente reunidos aqui, porque vocês são amigos de verdade, ajudam o motorista, ajudam a nossa classe e agradecemos a todos”, agradeceu o presidente. Entre os participantes, o presidente da Associação das Empresas de Táxis de Frota do Município de São Paulo-Adetax, Ricardo Auriemma , ressaltou o espírito de equipe de Fioravanti. “Ele [Fioravanti] sempre se interessou em reunir o grupo dos taxistas para que exista uma união maior no setor. Um evento desses ref lete sua capacidade de

Reconhecimento para a categoria Durante o encontro, José Fioravante destacou ainda a aprovação pela Comissão de Constituição e Justiça da Câmara Federal do Projeto de Lei 5509, anexado ao projeto 3232/2004, que trata da legalização da profissão de taxista e confere diversos outros direitos aos profissionais do Táxi.

FETACESP

Divulgação

Divulgação

Trabalho para unir a categoria Incansável em seu trabalho para fortalecer a categoria, Fioravante destacou a importância da união e participação de todos na conquista de melhores resultados na luta do dia a dia. “Espero que no ano que vem pos-

congregar o mercado e fazer com que seja criada uma convergência entre todos, para que o mercado evolua e caminhe de forma positiva” definiu Auriemma.

A Federação dos Taxistas Autônomos do Estado de São Paulo é uma entidade sindical de segundo grau que representa a categoria de taxistas autônomos em todo o estado de São Paulo há mais de 20 anos. Seu atual presidente é o Sr. José Fioravanti que também é vice-presidente da CNT Confederação Nacional do Transporte. João Marcos Mantovan, José Fioravante e Ricardo Auriema

54

EDIÇÃO 21

Familiares e amigos puderam estreitar laços de amizade


Mundo

Táxi

Por Adilson Araújo

USE TÁXI comemora 2011 Representantes do setor taxista se reúnem em almoço especial para a comemoração de mais um ano de trabalho e dedicação

56

21 EDIÇÃO 19

Diretoria da USE TÁXI trabalha para integrar a equipe

“Hoje não há divergências entre as rádio-taxi; todo mundo quer trabalhar, ganhar seu dinheiro; e tem espaço para todos crescerem” Alice Regina dos Santos

compareceram, revelando a importância do fortalecimento de laços afetivos e profissionais para o setor taxista. Foi o caso de Paulo de Oliveira, Presidente da CHAME TÁXI, que prestigiou o evento da USE TÁXI e ressaltou a importância da união entre todos os profissionais do segmento. “É preciso que todos estejam puxando para o mesmo lado; presidentes e diretores de cooperativas têm se reunido para fortalecer as rádio-táxi e o táxi de modo geral, na busca de melhor qualificação, profissionalização e estruturação do setor”, finalizou.

na dos Santos, também estiveram presentes. “Eu trabalhei no início das atividades da USE, ainda na Rua Dr. Tito Martins. Eram 30 carros e veja a potência que é hoje. Saí, mas mantenho contato com muita gente – inclusive porque meu marido trabalha lá – e sempre trabalhei em rádio táxi”. Atualmente, Alice está na VIP e, após muitos anos no setor, ela destaca a profissionalização: “hoje não há divergências entre as rádiotaxi; todo mundo quer trabalhar, ganhar seu dinheiro; e tem espaço para todos crescerem”. O campeão de doações Ronaldo Olivieri (à esq.) é saudado pelo presidente Outros parceiros da USE também da USE TÁXI, Eder Souza

Divulgação

Campeão em solidariedade O destaque ficou para o campeão de doação do dia, Ronaldo Olivieri (prefixo 332 da USE), que atingiu a marca de 150 quilos, conseguidos de modo bastante peculiar, já que, além de seu esforço pessoal, Olivieri teve também a ajuda providencial de sua esposa e de seus clientes, conforme ele explicou: “a minha parte pessoal foi de 80 quilos e o restante veio da ajuda de minha esposa, que juntou latinhas de alumínio das caixinhas dos clientes”. Em 2009, Olivieri doou 80 kg, quase dobrando o número em 2010, “e a meta para 2011 é conseguir ainda mais”. O esforço de Olivieri foi recompensado, tendo ganhado, em sorteio, o prêmio mais cobiçado dentre aqueles oferecidos pela USE aos participantes, uma TV LCD de 32 polegadas. Ex-colaboradores da USE, que mantêm um vínculo de respeito e admiração pela Cooperativa e suas realizações, como Alice Regi-

Divulgação

A

festa de confraternização de final de ano da USE TAXI foi um absoluto sucesso, reunindo diretoria, funcionários, cooperados e seus familiares e as palavras do seu presidente, Eder Wilson Souza não deixam dúvidas quanto ao objetivo da ação: “Nossa intenção, sempre, é integrar a equipe como um todo, e isso contribui para que cada um ofereça o melhor de si do dia a dia do trabalho e mesmo com sua família”. Numa chácara com excelente infra-estrutura, boa comida, músicas de diferentes gêneros e clima de diversão, houve também espaço para a solidariedade, pois, como em anos anteriores, os participantes foram convidados a colaborar para a doação de alimentos não perecíveis para entidades assistenciais.


58


Divulgação

Por Gabriel S. de Servi

Projeto Guri: música e transformação Em noite de gala, Projeto Guri celebra 15º aniversário do programa que leva música, cultura e educação a crianças e adolescentes de comunidades carentes do Estado de São Paulo

L

evar o ensino de música com qualidade à população mais carente do estado através de aulas específicas oferecidas a meninos e meninas que tenham interesse na área: esse é o objetivo central da atuação do Projeto Guri. Missão que vem sendo cumprida ao longo dos anos, com alto nível de excelência e muitos resultados positivos.

Divulgação

Prova disso foi o show em comemoração ao aniversário de 15 anos do projeto, que, além de convidados especiais como a atriz e cantora Thalma de Freitas e o rapper Rappin’ Hood, teve como protagonistas 80 de jovens artistas, selecionados entre os mais de 51 mil guris que participam do projeto, em centenas de pólos distribuídos por todo Estado de São Paulo.

Divulgação

Andrea Matarazzo, secretário de Cultura do Estado de São Paulo, presente no evento, destacou a importância levar cultura para comunidades carentes. “O Projeto Guri - que hoje funciona para inclusão social e iniciação musical - ensina e desenvolve o que a criança tem de melhor: sensibilidade”.

Exemplos Para a diretora executiva do projeto, Alessandra Costa, o trabalho de difusão social realizado é uma ferramenta fundamental para abrir novas perspectivas de vidas para os jovens participantes. “Esses programas culturais acrescentam e ajudam muito no fortalecimento dos jovens em uma fase complicada, em que estão estruturando a base de suas vidas”, argumentou.

“Eu fui salvo pela música”, diz Rapin Hood. O cantor de Hip-Hop, que participou do show, é um exemplo dos milhares de jovens brasileiros que nascem em meio a condições sociais adversa, que dificultam o caminho para a realização pessoal. Conseguiu entrar para o mundo da musica e fugiu do lugar comum: crimes e drogas. “Acredito que a música é um dos grandes instrumentos de mudança da sociedade; é isso que o Projeto Guri faz”, afirmou o rapper.

Em noite de festa, a diretora comemorou o sucesso e reconhecimento que o projeto vem alcançando em sua trajetória. “É muito raro que uma iniciativa pública dure tanto tempo

“As crianças que conseguem a oportunidade de desfrutar chances como essas jamais esquecerão o que irão aprender”, diz Vanessa Carvalho, violinista e aluna do Projeto Guri

Democratizar a cultura

60

tÁxi! EDIÇÃO 21 EDIÇÃO 21

há seis anos. “Eu não apenas adquiri conhecimento musical, mas cresci como pessoa”, declarou. O show foi sua penúltima participação com o grupo, pois está com a idade limite [18] e não esconde a tristeza. “Já chorei bastante e saio com um aperto no coração; mas sou extremamente grata ao Guri por ter me mostrado o caminho da minha vida”, declarou. Vanessa pretende seguir carreira musical e é mais um exemplo de uma vida transformada pela música.

Divulgação

quanto o Guri [15 anos]; isso já é motivo de alegria sem contar a efetividade e prestígio que temos diante da população”, festeja Costa.


tÁxi! EDIÇÃO 21

61


Marcha Uma viagem ao passado do

a ré transporte urbano

Puma: o esportivo de fibra de vidro Lançado na década de 60 o esportivo foi uma sensação e continuou na ativa por mais 30 anos.

Divulgação

Por miriam Nogueira

Linha de montagem Puma 1972

Design e tecnologia O arrojado e inovador design, criado por Anísio Campos, lembrava muito a Ferrari 250 GTO daquela época. A mecânica era DKW Vemag 1.0, com tração dianteira. Com o fechamento da Vemag, em 1968, Malzoni passou a negociar com Volkswagen a utilização do conjunto mecânico da empresa e, no ano de 1971, teve início a produção da linha GTS/GTE. O Puma foi o primeiro veículo no Brasil com motor boxer, com pistões contrapostos, paralelos ao chão, a utilizar a dupla carburação. Conhecido do grande público como “Puminha”, foi o carro produzido com capital nacional que alcançou o maior sucesso de público até hoje. 62

tÁxi! EDIÇÃO 21 EDIÇÃO 21

O começo do fim Apesar do sucesso da marca, no ano de 1985 a Puma foi vendida para a empresa Araucária Veículos e teve sua produção interrompida. Ainda em 1987, o empresário Nívio de Lima, proprietário da metalúrgica Alfa Metais, comprou a marca e construiu uma nova fábrica na Cidade Industrial de Curitiba. Em 1988 o GTB foi relançado, com desenho revisado e acabamento ainda mais sofisticado e passou a chamar-se AMV. Em 1989 veio o AM-3, o novo “Puminha”, agora com novo chassi tubular e motor VW 1.6 a água. A empresa passou ainda a diversificar, iniciando a produção de pequenos caminhões. Contudo, em 1989, com a abertura do mercado, os carros japoneses ofuscaram o brilho dos novos esportivos da Puma, que encerrou sua produção.

Roberto Octavio

A partir de um projeto realizado pelo fazendeiro Rino Malzoni, em parceria com o designer Anísio Campos, um grupo de apaixonados por automobilismo decidiu montar na cidade de Matão, no interior de São Paulo, a fabrica Puma. Era o ano de 1964 e no ano seguinte os primeiros protótipos de “GT Malzoni” chegavam às ruas. Em 1967 o modelo entrou em produção industrial e foi rebatizado como Puma.

Puma gte1974 - o design arrojado fez o sucesso da marca

Entre os modelos mais raros está o GT-4R, projetado para uma promoção da revista 4 Rodas em 1969, quando apenas 5 veículos foram fabricados. Três foram entregues para os ganhadores da promoção e os outros dois ficaram para uso da diretoria da fábrica. Outro modelo especial é o Puma Rally 1972 a 1973, uma pequena série fabricada para homologação do veículo no Campeonato Brasileiro. Hoje apenas dois sobrevivem.

J. Carlos de Carvalho

N

ascido nas pistas e com toda a tecnologia utilizada nos protótipos de corrida, o Puma era um carro leve, com boa estabilidade, rodas de magnésio com 13 polegadas, bancos reclináveis, painel sofisticado, escapamento esportivo, construído em fibra de vidro e com um design inovador, que dominou o imaginário de uma legião de fãs durante mais de três décadas.

Valor de carro zero Hoje os valores de um veículo Puma variam entre modelo e grau de restauração. É possível comprar um bom carro por R$ 15 mil ou um mais completo por R$ 35 mil. Os primeiros veículos da fábrica, com restauração completa, chegam a custar R$ 50 mil.

Exposição - Puma GT


tÁxi! EDIÇÃO 21

63


Perfil Taxista Por Gabriel S. de Servi

Forrozeiro do leva e traz Para realizar seu sonho de criança, taxista divide seu tempo entre o trabalho com o carro e a carreira musical

Taxi-música

Capa do Cd “Vou te conquistar”

N

os momentos de folga, Nelson Rezendi desliga o taxímetro, deixa o carro na garagem, veste seu chapéu de boiadeiro, pega o violão e faz aquilo que mais lhe dá prazer na vida: “sempre gostei de cantar”, afirma.

História O taxista, de 39 anos, é um exemplo dos milhares de nordestinos que migraram para a região sudeste, especialmente para a cidade de São Paulo, em busca de uma vida melhor. Oriundo da cidade de Paramirim, no interior da Bahia, o menino que trabalhava na roça não era nem um pouco acostumado com a cidade grande. Começou a trabalhar como camelô para ajudar os pais no sustento da família, formada por mais 12 irmãos.

Atualmente, Nelsinho Rezendi é chefe de família, pai de três meninas e bem estruturado na vida. Presente no mundo do táxi e também da música há quinze anos, ele divide o seu tempo entre as duas atividades. “Hoje em dia trabalho tanto como taxista quanto músico; mas gosto mais da música”, confessa. “O táxi é o ganha-pão, e a música é um hobbie que me dá prazer” declara. Depois de muitos anos trilhando o mundo

da música, Rezendi desabafa sobre as dificuldades para conseguir alavancar uma carreira musical. O violeiro ressalta que, além de força de vontade, talento e determinação, o sucesso depende de uma boa rede de contatos. E foi através de bons contatos, que Nelsinho conseguiu recentes avanços em sua carreira musical. A fama de cantor também ajuda no trabalho com o táxi. “Algumas pessoas vem somente para conhecer o Nelsinho Rezendi. Certa vez, um homem até comprou uns quatro CDs para levar para os Estados Unidos” exclama, vaidoso. Além disso, a música e a cultura também fazem parte do dia a dia do táxi. “Você gosta de música? Gosta da Bahia?”, é o que geralmente pergunta aos passageiros para iniciar conversa. Caso as respostas sejam positivas, Rezendi aproveita para apresentar seu trabalho como músico, tornando a viagem mais alegre e divertida.

“O táxi é o ganha-pão, e a música é um hobbie que me dá prazer”

Desde pequeno, Nelsinho Rezendi – seu nome artístico – descobriu a paixão pela música. Acredita que talvez tenha sido a forte influência do pai e de irmãos mais velhos: “Meu pai é sanfoneiro e um dos irmãos é tecladista; sempre os acompanhava nas cantorias”, conta. Ao chegar a São Paulo, iniciou sua carreira musical realizando pequenos shows de forró, com mais dois amigos. Durante o dia, trabalhava como camelô e à noite, investia na carreira de cantor. 64

tÁxi! EDIÇÃO 21

Nelsinho Resendi consegue conciliar o trabalho na praça com o prazer da música

Gabriel S. de Servi

Divulgação

Apesar de gostar do fazia, o vendedor ambulante e aspirante a artista, precisava de dinheiro. Foi então que descobriu no trabalho como taxista uma alternativa para conciliar um trabalho remunerado e sua vocação artística. “O pessoal, com quem trabalhava como ambulante, me deu a dica para ser taxista, pelo fácil envolvimento que tenho com as pessoas”, explica Rezendi.


EDIÇÃO 18

tÁxi! EDIÇÃO 21

65


Horizonte vertical

Por Ivan Fornerón

N

ós somos aquilo que comemos? O que é que comemos na cidade de São Paulo? Quero dizer, entre um bar e outro, uma lanchonete aqui e uma barraquinha acolá, nos restaurantes, nas padarias e em tantos “deliveries” que o nosso estômago sem fundo criou, de que forma é produzida a comida que ingerimos? De onde vem a matéria-prima com que são feitos os bifes, as feijoadas, as coxinhas, o ‘churrasquinho de gato’ e tantos outros? A questão da origem do que comemos é muito ampla pra ser abordada nesse breve espaço. No entanto, quero dividir com o leitor uma expressão que ouvi recentemente e que tem sido usada amiúde, e que trata da divisão animal que o homem estabeleceu: “Animais de produção e animais de estimação”. Sobre estes últimos muito se diz e se faz, e o nosso cuidado e atenção com eles garante uma vida feliz e digna, mesmo que em alguns casos a debilidade dos fúteis cometa lá os seus excessos. E justamente por estarem bem longe dos maus tratos é que desejo me referir aos seus outros irmãos, os que não têm a mesma sorte e são catalogados como “Animais de produção”, vidas que são criadas com o único objetivo de encher nossas barrigas. São muitos os documentários e reportagens que abordam o tema de como são criados os animais que nos servem de alimento, e por serem pouco divulgados — já que contrariam um forte poder econômico que vive da exploração animal — acabam caindo na vala de assuntos bizarros ou mais uma dessas debochadas teorias conspiratórias. O fato é que

66

tÁxi! EDIÇÃO 21

a forma como são criados e abatidos os animais que nos servem de sustento alimentar, principalmente bovinos, suínos e aves, impõem-nos uma reflexão incômoda que a nossa fome prefere evitar. O furacão da nossa fome não é dado a reflexões na hora de saciar suas vontades, e acaba por nos fazer ingerir as ordens do apetite. Nossa fome se nega a encarar que os chamados “animais de produção” vivem confinados e tristes, submetidos a um cotidiano infernal de estresse, obrigados a produzir leite, ovos, e a engordar

Gabriel Stippe

O FURACÃO DA NOSSA FOME

num ritmo bem acima da sua capacidade natural, com uma alimentação estimulantemente nociva e, como se não bastasse essa vida de suplício, muitos ganham uma morte cruel e violenta, como as marretadas nos crânios dos bovinos e os choques elétricos nas aves. Tudo para atender às demandas da nossa fome e as irracionalidades dos nossos desejos de lucro, transformando nossa alimentação numa necessidade estúpida e gulosa. A partir da vida e da morte que têm os “animais de produção”, e todos nós que nos alimentamos deles, podemos afirmar que é um estresse alimentando outro. O churrasquinho das esquinas, o leite cansado e repasteurizado de vacas esgotadas, os ovos sem cor com claras cada vez mais líquidas, o frango morto com choque elétrico, a carne de porcos trancafiados que de tão nervosos mordem as tábuas que os cercam... qual a influência dessa alimentação no nosso comportamento? Nós somos aquilo que comemos?


tÁxi! EDIÇÃO 21

67


68

tÁxi! EDIÇÃO 21


Revista Táxi - Edição 21  

A Revista do Taxista

Advertisement
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you