Issuu on Google+

foto Luca Lunardi

7 de dezembro de 2012 - #120

VocĂŞ poderia morar sozinho?


2 mazup

Presentes de Natal:

Calendários da Apasfa

por Kátia Eckert

4

1 1

2

2 3

Elvis Gorgen

1. Camiseta divertida para os fãs de Chaves. Nesta está escrito: “Meu nome é Tripa Seca, Racha Cuca, Alma Negra, Rasga Bucho... e não lhes pago o aluguel” referente a outros personagens do seu Madruga. 2. As alpargatas são confortáveis e por isso são a cara do verão, não importa se o modelo é masculino ou feminino, elas estão cheias de personalidade! Grandes marcas (até mesmo Chanel) estão lançando modelos de diferentes estilos, em cores neon, candy, inclusive rendadas, certamente uma vai combinar com você.

Joana Bolsi

1. A bata candy com aplicação de metal é sofisticada e pode ser usada à noite. A Jo ainda acrescentou acessórios de cruz em strass, porém, eles são discretos e não competem com o metal utilizado na peça. 2. A saia cinza-moletom equilibra o look, deixando-o mais urbano. 3. A rasteira tem detalhes em cristais e pode ser usada durante o dia tranquilamente. 4. Coques feitos de forma natural e batom vermelho serão muito bem-vindos no verão. Mas atenção, batons escuros diminuem o lábio.

Revista Mazup

O lado b da marca Sim, chegou o dia mais blaster para a marca Mazup. Não, não é mais uma revista na cidade. Será “a” revista com um lado “b”. Lado “b” é para fazer referência a todo o potencial de ousadia de uma equipe jovem em abordar temas com um olhar crítico e diferente. É uma revista que nasce sem medo de se posicionar, ácida e que, acreditamos, vai deixar aquele gostinho de quero a próxima, agora! De acordo com o diretor do Mazup, Maico Eckert, a revista preenche uma lacuna no interior do Estado ao apresentar um material com conteúdo ousado e relevante ao público jovem. “A revista Mazup surge para mostrar nosso lado mais descontrolado.

Despimos a roupa engomada e vestimos algo mais ao vento, deixamos o cabelo na cara e a barba por fazer. Assim é este material que passa a circular a partir de hoje. Ele revela um Mazup diferente de tudo que já mostramos até agora.” Na primeira edição, a matéria de capa aborda a tatuagem na terceira idade. O texto literário prende a atenção do leitor e acompanha o momento de mais uma tatuagem de uma senhora de 65 anos. O que ela pensa? Por que essa manifestação? O que pensa a família? A revista poderá ser encontrada no Vale do Taquari, Rio Pardo e Porto Alegre.

Quem me conhece, mesmo que só um pouquinho, sabe que sou apaixonada por cachorros e gatos! Meu pai sempre diz que daqui a algumas décadas vou ser como aquela velha dos gatos dos Simpsons, sabe? Pois é, vai saber. Acho que não vou ser tão louca, acho que vou pentear os cabelos. A Apasfa, Associacão Protetora dos Animais São Francisco de Assis, daqui de Lajeado, realiza um trabalho muito bom tentando minimizar o estrago feito pela irresponsabilidade humana para com os indefesos animais. Com o intuito de arrecadar uma grana para comprar ração e medicamentos para os cães e gatos, a instituição está vendendo um calendário que foi patrocinado por diversas empresas da região. O calendário é tão lindo, mas tão lindo, que acho um ótimo presente de Natal. E o melhor, custa só R$ 10! Sabe aquele mimo que você estava procurando para dar ao colega de serviço? Ou até mesmo o presente

baratinho do amigo-secreto do time de vôlei? Sabe, um presente quase simbólico, mas que diz: “Lembrei de você!”. E útil também, afinal, é um calendário! Cada mês do ano traz uma foto linda de um dos cães da entidade, alguns já foram adotados, outros ainda sonham com um lar cheio de amor! Cada foto apresenta elementos que remetem ao mês do ano, por exemplo, setembro, que é o mês Farroupilha, traz um cão “pilchado”, uma graça. Sei que o ano nem começou, mas o meu calendário já está sobre a minha mesa de trabalho, deixando assim o meu dia mais bonito. Aqui em Lajeado, o calendário é vendido pelos voluntários da associação e na fruteira Casa Velha (próximo do Ceat); em Arroio do Meio tem na estética DentoBell. Você estará presenteando duas vezes: o seu amigo e os animais da Apasfa!


4 mazup

As facilidades e dificuldades de morar sozinho Lajeado tem quase quatro mil pessoas que moram sozinhas, segundo o IBGE. O designer Doug C é o típico “single” moderno. Comida congelada, música e um apartamento planejado se encaixam no modo de viver dele.

Morar sozinho pode ser bom, ruim

ou mais ou menos. Para a galera moderna que prima pelo individualismo, liberdade turbinada de vitória pessoal e financiamento que vem com a glória do Minha Casa Minha Vida, dificilmente vai ser os dois últimos. Assim, o bloco do “eu sozinho” é vitória pública, nunca fracassou por carência e solidão. Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), mais de 14 mil pessoas no Vale têm apenas as paredes como companhia. Em Lajeado, quase quatro mil pessoas moram sozinhas. Mas o que querem esses humanos? Comida congelada, lazer e música. Os singles são apressados, chegam em casa para acessar a internet, ligar o micro-ondas e sair com os amigos. Gostam de fazer tudo do jeito deles e não dar explicação para ninguém. Com o avanço salarial, se dão ao luxo de alguns confortos. Eles são sozinhos, mas solitários, nunca. Dono de agência de comunicação e deejay, Douglas Corbellini tem o perfil exato de um single moderno. Com 25 anos, deu o grito de liberdade definitivo há meio ano. Ele já tinha o apartamento há um ano, mas conta que a mudança definitiva ocorreu só depois que mudou o roupeiro da casa dos pais e fez a cozinha planejada. Aliás, todos os móveis de Doug serão planejados. O designer tem um gosto incrível para a modernidade. O apê de um quarto tem a cara dele e um estilo bem diferente, como prateleiras irregulares; um relojão na parede com horário local, de Londres e Nova York; um cofre grandão com as palavras “Keep calm and carry on” e acessórios arrojados, com cromado e design diferencial. Projeto feito para otimizar espaço. Doug fechou a sacada. E a cozinha está integrada com lavanderia. O ambiente é ótimo, e ele sente-se bem porque fez do jeito que planejou, como profissional criativo. Mas tem os dois lados. “Gosto de ficar ali. Estou livre para fazer o que quero. As coisas são do jeito de que gosto. Mas ainda durmo na casa da minha mãe ou corro para pegar minha namorada só para dormir comigo.”

A grana

O grande salto da liberdade foi proporcionado pelo financiamento do governo federal. Há dois anos, ele aproveitou a chance de parcelamento em um prédio bacana e

Texto Andréia Rabaiolli conteudo@mazup.com.br

fazer o apartamento planejado. “Tudo o que eu coloco ali são coisas que eu realmente quero, desde a torneira até o piso de madeira, que é encaixado.” A maioria dos amigos do designer ainda está na casa dos pais. Ele diz que sair do ninho foi um processo natural. Ao terminar a faculdade e a pós-graduação, surgiu o desejo de independência. Como montou a agência cedo e conseguiu angariar clientes, logo conseguiu também autonomia de poder ter o seu “canto”.

Era um apê muito engraçado, não tinha nada, só tinha música

Solteiros que vivem sozinhos podem fazer tudo e têm liberdade no livre arbítrio. Mas Doug fazia isso antes de morar sozinho. Ele é DJ há seis anos. E antes de ter móveis, possuía internet dentro da morada. Então passava as madrugadas ouvindo e fazendo música no computador. Por isso, nunca experimentou a solidão de uma “família só”. Ele vive conectado. Trabalha com fone de ouvido, MacBook e iPad. A música é o seu cachorro de estimação. “Vivo mexendo e produzindo, entro madrugada adentro, não consigo dormir cedo.” O micro-ondas o ajuda no aperto e na fome rápida. A mãe esta lhe ensinado o básico: feijão, arroz e carne. Mas lavar louça, jamais. A diarista faz isso a cada semana. Ele armazena os pratos e os deixa sujos até que ela venha, na semana seguinte. Confessa: “Sou bagunceiro. Tenho um enxoval maior que é justamente para isso”, sorri.

Comida fracionada

Os supermercados estão preparados para receber o cliente que vai às compras sozinho. Meia dúzia de ovos, frutas divididas, embalagens com unidades menores. Doug participa dessa fração de consumo. A geladeira é quase vazia. Tem energético, refrigerante e congelados. Não compra leite porque vai fora. Quanto ao aprendizado de morar só: “Valorizar algumas coisas que antes, quando estava na casa dos pais, ganhava de mão beijava. Hoje eu sei o preço de tudo.” O apartamento é seu hotel, onde ele tem uma boa cama e um chuveiro. Solidão não. Tem solteiro que não tem o mesmo equilíbrio emocional do Doug para conviver com as quatro paredes. Nesse caso, é bom seguir o conselho que está no cofre do Doug: keep calm and carry on, na tradução literal é: tenha calma e siga em frente.


foto Luca Lunardi

♫ leia ouvindo DonavonFrankenreiter/Jack Johnsonm - Free ♪

Curiosidades sobre os singles \\\ O fato de morar só não significa que a pessoa não tenha capacidade afetiva, mas revela um movimento cada vez mais na moda: o individualismo. \\\ Em Lajeado, apartamentos de um dormitório são os mais alugados. Há pessoas que alugam com dois quartos para abrigar o animal de estimação. \\\ Os singles são apressados, tudo tem que ser feito ao mesmo tempo, agora.


6 mazup

Luxúria: o último canguru perneta do mundo

s a c i n ô t i p

por Andréia Rabaiolli conteudo@mazup.com.br

ilustração Joana Heck

O Vaticano “abriu a guarda” há três anos e reco-

nheceu que a luxúria é o pecado mais cometido pelos homens, minha gente. Eles ficaram sabendo disso com base no que os padres ouviam no confessionário. Imagina quanta traição sendo confessada “em nome do Senhor”. Agora que o apocalipse está perto, é preciso dar um ligeirão na igreja e contar para o frei, rezar o terço e ajoelhar nas espigas de milho mentalmente, zerar os pecados e voltar a fazer lascívia. Já a mulher peca de forma diferente. O pecado mais comum para elas é o orgulho. Segundo a pesquisa do Vaticano, a soberba é o pecado mor feminino. Sei não, algo está errado aí. Desconfio que elas escondem o jogo e que elas enveredam também para a concupiscência. Bela forma de acabar o mundo: com uma gozada. Talvez o calendário maia seja uma gozação mesmo. Quem lê Pitônicas sabe que sou fã do filósofo Arthur Schopenhauer. Ele diz que os genitais são o verdadeiro foco de vontade do mundo e do ser humano. É por causa da atração, da paixão e do prazer que as pessoas se envolvem. Eis aí a verdadeira força de vontade do planeta. A vontade é instinto e está aonde? Na luxúria. Não é à toa que é o pecado mais frequente e mais confessado. Uma vontade íntima e direta do corpo que nós conhecemos imediatamente. Essa vontade a gente vê no cachorro copulando na rua, mas a gente vira a cara. Mas a luxúria do cachorro é a mesma da nossa. Os detetives estão ganhando dinheiro investigando esposas e maridos infiéis. Basta ver que anunciam nos classificados de jornal. Eu já entrevistei um, e ele me disse que leva 15 dias para confirmar a traição. Faz campana no trabalho do suspeito ou o segue pelos destinos onde possa ir. O infiel encontra o amante ao meio-dia ou após o expediente. Os empresários têm horário flexível e traem a qualquer hora do dia. Dificilmente um amante fica sem ver a parceira por mais de uma semana. Mesmo em caso de sexo casual, o adúltero não aguenta tanto tempo sem pular a cerca. É aí que ele entra. E aí, vai fazer o último canguru perneta do fim do mundo? Ou vai deixar que o orgulho da mulher o impeça? De qualquer forma, você, depois, pode confessar ao padre e zerar os pecados. E começar tudo de novo.

Mesmo em caso de sexo casual, o adúltero não aguenta tanto tempo sem pular a cerca.


Intervalo

Mazup arrebentou

no Senac

Esta semana foi a vez do Senac, de Lajeado, ter a presença do interv intervalo Mazup, ação com promoção do parceir com a Vonpar Alimentos e escolas. Mazup em parceira A galera presente na segunda à noite curtiu o interde valo ao som do deejay Douglas Kerber, brincadeiras e experimentou os n novos sabores de Bib’s, o Bib’s Yogurt e o Bib’s Sensation Sensation. Confira alguns clicks abaixo e a cobertura comple completa em mazup.com.br

Fotos Tiago Bortolotto

Marcelo Carlos Mariani, ganhador da dança das cadeiras, levou dois displays dos lançamentos de Bib’s


8 mazup

Amanhã é dia de brilhar os olhos com Pixote #quemnunca

se pegou cantando “É o brilho do seu olhar, que me leva a loucura, pode ser minha cura, essa febre de amar, faz o que quer de mim, faz um bem, faz um mal, nosso amor será sempre assim, um brilho de cristal”. Agora imagina cantando ao vivo esse sucesso com o grupo Pixote? Nada melhor que começar os trabalhos de verão pagodeando na comemo-

ração do seis anos da Promo Eventos. Para marcar a data, a turma do Tiago Nicaretta, responsável pela Promo, traz a Lajeado o pagode do grupo Pixote. A noite rola no Clube Tiro e Caça, em Lajeado, a partir das 23h30min deste sábado. Além do show, a festa tem no line up os deejays Mel Marcarini, Do Santos, DougC, Maurício K, Gui Santos e Cris Neguer.

O show tem a promoção do Mazup, jornal O Informativo e rádio Tropical FM. Para garantir, te liga nos pontos de vendas: lojas Prata (Lajeado/Estrela), Subway (Lajeado), Chilli Beans (Shopping Lajeado), Brother’s (Av. Pasqualini - Lajeado), posto Fascina (Lajeado), DCE Univates (Lajeado), Ritt’s (Arroio do Meio) e Kakak’s Bar (Teutônia).

foto divulgação

Pixote # 08/12/12 # CTC - Lajeado # Ingressos a partir de R$ 30

Sorteio de ingressos: Tem promoção de sorteio de oito ingressos para o show do Pixote e dois ingressos vip. Te liga no Facebook e n zo Twitter do Mazup.


Caderno Mazup, de 07.12.12, ed 120