Page 1

um

do Vale

19 de outubro de 2012 - #113


2 mazup

Vai ficar tudo rosa!

por Kátia Eckert 1

2 1

2

3

3

Eduardo Mantovani

1. O casaco tem uma estampa de padronagem chevron que também é conhecida como espinha de peixe (ganhou esse nome por lembrar o esqueleto do animal). Geralmente essa padronagem é confeccionada em lã, algodão ou seda. 2. Talvez por ter esse nome, o gato Zen gosta de passear pelo bolso do casaco. 3. O calçado de lona é fácil de calçar por não ter cadarços, ideal para quem procura praticidade.

May Lima

1. O cabelo com corte assimétrico é uma característica das pessoas nonmainstream (não comuns), ou seja, autênticas. Está também relacionado com a cultura hipster, que busca tudo o que é diferente. 2. Dois tipos de estampas podem ser misturadas, desde que fiquem em harmonia como estas do casaco e da manta. 3. A calça jeans com descoloração cloudy (lembra nuvens) vai ser tendência no verão.

Antes que outubro chegue ao fim preciso falar de um assunto muito sério, o câncer de mama. Tá, Julia, mas o que tem outubro a ver com câncer de mama? Provavelmente você já deve ter ouvido falar do Outubro Rosa, não? Neste mês, muitas ONGs, empresas e pessoas físicas estão participando de um grande movimento visando divulgar ao máximo a importância do autoexame, da mamografia e dos cuidados com a saúde da mulher como forma de descobrir e tratar tumores nas mamas. Para despertar a atenção para o tema, o Museu de Arte de São Paulo (Masp), o Cristo Redentor, alguns prédios da Esplanada, como a Câmara dos Deputados e o Senado Federal, em Brasília, entre outros prédios de destaque, adotaram a iluminação cor-de-rosa durante o mês. Imagino que você já deve ter lido e ouvido muita coisa sobre o assunto, mas nunca é demais

lembrar. Tirar um tempinho para cuidar da sua saúde pode determinar o seu futuro. Quando detectado precocemente, as chances de cura aumentam em 90%, e gente, isso realmente é muito! Então, não dá pra ficar de braços cruzados vendo tantas mulheres morrendo em decorrência de uma doença como essa. É preciso alertar! Comente com suas amigas, fale para as mulheres da família. Observe seu corpo, suas mamas e, se achar algo diferente, consulte um médico. Sobre o autoexame: deve ser feito uma vez por mês, normalmente de cinco a dez dias após a menstruação por todas as mulheres acima de 21 anos de idade. Aquelas acima de 40 anos devem fazer a mamografia anualmente. Então fica a dica: tire um tempinho e cuide de você! Beijo.


tiro curto

Mendigo top model Tá rolando no Face uns memes com um mendigo que pediu para ser fotografado por uma radialista em Curitiba. Ele queria a foto para ficar famoso na rádio. Indy Zanardo, que fez a foto, decidiu colocar no seu mural a foto, e a galera já começou a fazer memes do mendigo. Mais de dez mil pessoas compartilharam o post em menos de 24 horas e foi trend topics também. A história real é que o cara era modelo e fugiu de casa há uns cinco anos por causa das drogas.

Bicicleta de papelão O israelense Izar Gafni construiu uma bicicleta que é praticamente feita quase toda de papelão. O cara é inventor e foi ao Moshav Ahituv, em Israel, para mostrar sua invenção. Em Lajeado, bem que podia ter estrutura pra galera pegar a mania de andar mais de bicicleta para cumprir seus compromissos diários, né? E nem precisaria ser de papelão.

Parkour na visão de quem pratica Tá bombando no YouTube um vídeo de Phil Doyle que acoplou uma câmera em seu corpo e foi praticar parkour na cidade de Cambridge, no Reino Unido. Parkour é uma atividade praticada no meio urbano ou rural com a finalidade de usar o próprio corpo para vencer os obstáculos. Veja em mazup.com.br o vídeo que já tem mais de 300 mil visualizações.

Bronze

diferente O fisiculturista nº 49, da competição Arnold Classic Europe 2012, em Madri, na Espanha, se tornou hit na web. O cara fez um bronzeamento para competição e simplesmente esqueceu de bronzear a cabeça.

Caderno produzido pela empresa Mazup Entretenimento Ltda. e encartado semanalmente no jornal O Informativo.

51 3726-6741 www.mazup.com.br contato@mazup.com.br Contato comercial: Diogo Bertussi comercial@mazup.com.br | 51 8150-5219 A empresa Mazup quer produzir seus conteúdos em parceria com você. Faça contato! facebook.com/tonomazup twitter.com/tonomazup youtube.com/tonomazup

Idosos cultivavam maconha em casa

O fato aconteceu na Grã-Bretanha. Um casal de idosos criou um pé de maconha gigante no jardim da sua casa. Os velhinhos alegaram que compraram sem saber em uma feirinha de usados de suas cidades. Eles não serão processados, e toda a maconha será queimada pelos policiais.


4 mazup


♫ leia ouvindo Don’t Stop Believin’, Glee ♪

No coral da escola, a menina ousou cantar, exatamente como incentiva a popular série americana Glee. Agora, ela está entre os 15 finalistas do Ídolos, da TV Record, e não para de acreditar

Há três anos,

uma série americana começou a chamar a atenção do mundo, e uma música voltou a ser cantada pelos jovens motivada por Glee - Don’t Stop Believin’. Nunca pare de acreditar. Os jovens do coral Glee cantam com alma, assim como Betânia Bersch Delazeri, que tem 17 anos e sim, adora a produção americana. “Mesmo sendo ‘atores’, a gente percebe que eles cantam com alma, que estão emocionados com o que estão fazendo.” Para quem não sabe, Glee é um dos maiores fenômenos da TV contemporânea. O seriado está na terceira temporada com sucesso e chegou a ser transmitido na Globo aos sábados pela manhã. Os jovens amam o programa que traz estudantes que buscam mostrar seu talento por meio da música. São muito bem afinados e vivem treinando no coral da escola. Um pouco assim, meio jeito “ídolos” de ser. É aí que Betânia se encaixa. Ela não para de sonhar. E agora mais ainda. A garota de Arroio do Meio viu a vida dar uma reviravolta quando desbancou 11 mil candidatos no programa da Rede Record e hoje está entre os top 15 finalistas. Betânia nasceu para cantar. Desde os 8 anos, afina a garganta com os tons das cordas vocais. “Quando eu canto em qualquer lugar que seja, canto com alma e emoção. Por mais simples que seja. Em apresentações grandes ou pequenas, ou em casa mesmo, só para mim.” É aí que se identifica com o coral Glee. Betânia tem a pulsação do talento dentro de si. O talento que um ídolo precisa para seguir adiante. Mesmo que não ganhe, será vitoriosa por haver tentado. “O que mais me emociona é quando estou no palco, e a galera canta junto, aí percebo que estou agradando e sendo aplaudida. É a melhor sensação do mundo.”

No coral da escola

A paixão pela música vem da infância. No coralzinho da escola, a garota já esquentava a garganta. Um dia pediu ao professor se podia solar uma música, ele ficou meio indeciso, mas deixou, não dando muita atenção. “Quando comecei a cantar, todos

se espantaram.” E a partir daí, cantava em todos os eventos da escola, depois em programações do município e por aí foi. Começou a tocar violão há três anos e ter aulas com o professor e superamigo Leandro Lages, que sempre a incentivou e a ajudou muito. Hoje, dá aulas para iniciantes. Mas e quanto ao estrelato? Depois que apareceu pela primeira vez no Ídolos, Betânia viu o número de solicitações de amizade no Facebook triplicar. Achou gratificante, pois percebeu que as pessoas gostaram do que viram. Ela sabe que a fama pode subir a cabeça, pois não é fácil de ser conquistada e não dura para sempre. A garota de voz afinada e potencial vocal se prepara para a próxima fase. Embarcou ontem para São Paulo. Se não passar, volta para casa. Se continuar, fará treinamento vocal com professores altamente treinados do programa. De qualquer forma, já ganhou e promete fazer o seu melhor para deixar a galera do Vale muito orgulhosa. Seu gosto musical é de deixar qualquer um de cair o queixo: Ana Carolina, Maria Gadu, Elis Regina, Marisa Monte, Cartola, Pouca Vogal, Tribalistas e por aí vai. Sempre direcionado ao MPB, rock e pop rock. Com tanto gosto, dá gosto torcer por Betânia. Don’t stop believe, Betânia.

O desejo de Eros e Tanatos O sociólogo Renato Zanella salienta que o jovem é pulsão. Cada um de nós nasce com o desejo de Eros e Tanatos. Em Eros, há pulsão sexual com tendência à preservação da vida. Em Tanatos, há a pulsão da morte. Para fugir do desejo de morte, o jovem quer gritar para o mundo o seu desejo de vida. Como ele faz isso? Com música, arte e pintura. Expressão artística. “Tudo é expressão.” No momento em que uma pessoa como Betânia coloca para o mundo seu talento, não é futilidade, merece ser reverenciada. “Na antiga Grécia, era o máximo cultuar esses talentos; na era medieval, isso foi abafado, agora estamos resgatando esses valores, não é pecado querer mostrar os talentos. Estamos vivendo na era do Panteon. A juventude é Eros. O desejo de ser popular não é fútil, é produtivo.

Texto Andréia Rabaiolli conteudo@mazup.com.br foto Luca Lunardi make: Luana Rohr locação: Apple Club e Estúdio-X


6 mazup

Permissão para mudar o discurso

s a c i n ô t i p

por Andréia Rabaiolli pita@mazup.com.br

Dá licença gente, eu vou mu-

dar o discurso. Andei dizendo todo o tempo que a gente tem que protestar, lutar e contestar mais. Sempre me orgulhei de ser o contrapoder. Mudei de ideia desde ontem. Nunca disse que era para me levarem a sério. Nunca disse: escrevam o que eu digo, só queria que vocês me lessem. E continuo querendo. E continuo querendo protestos. Acontece que eu sou muito barulhenta comigo mesma. Domingo reencontrei o taoísmo e tive o “clique”. Sou apaixonada por filosofia e mergulho nela para me resolver. Então eu tive um encontro com o “Tao” na internet. É uma filosofia criada por Lao-Tsé, 600 anos antes de Cristo. Eu já sabia, mas agora sei mais. É que li uma frase que deu um insight. Foi esta: “Quanto menos o homem pensa, menos egoísta o homem é. Menos convulsões emocionais e mentais ele sofre, e maior é a quietude do homem”. Quero tanto ter menos convulsões mentais que me apaixonei completamente pela ideia. Estou sempre cheia de barulhos internos. Meus “eus” interiores não me deixam dormir. Estão sempre discutindo uns com os outros. Eles são um bando de histéricos. Eu praticamente vivo em voz alta. Chegou a hora de anular esse excesso de atividade e entrar em contato com o Tao - a filosofia de Lao-Tsé. Eu não sei como eu vou fazer isso, talvez com desejo, necessidade e vontade. Existe um livrinho que ele escreveu, o Tao Te Ching. São só 81 versinhos. É fino, mas tenta ler para ver, é superconcentrado e complicado de entender, são versos profundos. Colocar em prática é que são outros quinhentos. O taoísmo ensina o caminho da não ação. Por isso que vou deixar de ser uma combatente a partir de agora. Não confundir não ação com não fazer nada. Não ação é não premeditar, é agir com naturalidade. Creio que na linguagem do marketing é o que os guris do Mazup chamam de “prototipar”. Não ficar planejando, enchendo a cabeça de minhoca, ativando a mente com muitas ideias, mas fazer o que tem de ser feito na hora. É caminhando que se faz o caminho. O Tao diz que a consciência é uma mente

“Só se pode encher um vaso até a borda, nem uma gota a mais”

ilustração Joana Heck

(Tao Te Ching)

sem pensamentos. E a mente é uma consciência com pensamentos. Eu quero ter menos eus internos falando. Um leitor anônimo disse-me: “Ame um graveto, mas não exagere na dose. Até água em demasia mata”. Tudo tem seu equilíbrio no universo. A lição que o Tao deixa é que o homem precisa ser maleável. Tudo que é duro, um dia quebra. Ensina também que até o conhecimento gera prepotência porque a pessoa que lê demais, se acha. Já me senti assim. Quero me esvaziar do meu barulho. Que Lao-Tsé me ajude. Porque o Amplictil só me engordou e não adiantou. Joguei fora. Agora é não ação. Tô nessa. É Tao.

PROGRAMAÇÃO DE CURSOS CARGA HORÁRIA

INÍCIO

DIAS

Dicção Desinibição e Oratória

30h

19/11

2ª, 4ª, 5ª e 6ª

Noite

Inteligência Emocional*

20h

19/10

Noite

COMUNICAÇÃO

TURNO

GESTÃO

CARGA HORÁRIA

INÍCIO

DIAS

Recepção e Atendimento Telefônico*

21h

5/11

Rotinas Financeiras e Fiscais

36h

10/11

Sábados

TURNO Noite Manhã

*Curso em parceria com a prefeitura de Lajeado.

Senac Lajeado

Av. Senador Alberto Pasqualini, 421 Fone: 3748.4644

MATRÍCULAS ABERTAS

facebook.com/senaclajeado @senacrs


curtimos

fotos divulgação

Rima, remo e rumo A galera da agência de comunicação Mero Inventiva completou, recentemente, três anos de ideias inventivas. Para comemorar, lançou uma nova campanha para explicar o conceito de comunicação da agência: rima, remo e rumo. A rima é a comunicação eficiente; remo é a união da galera para fazer as coisas acontecerem; e rumo é a estratégia adotada. Além de lançar uma campanha, os caras foram para Três Coroas fazer rafting e sentir na pele a necessidade dos três conceitos andarem alinhados! Parabéns, galera ;)

Ganha-ganha Quanto o mundo seria melhor se todos tivessem livre acesso a todos os tipos de conhecimento? Para fazer isso de forma democrática, Samyr Paz criou o Captou, um conceito de crowdsourcing. Funciona assim: cada pessoa tem habilidades e conhecimentos únicos que, com certeza, outras pessoas têm interesse em aprender. Então por que não se organizar e fazer algumas oficinas para passar esses conhecimentos adiante? Toda essa ideia não envolve grana, apenas troca de ideias. Passe no mazup.com.br e saiba mais da novidade.

#london Nosso amigo e colega de trabalho do Mazup Douglas Kerber juntou a família e está em Londres para visitar a irmã Carol, que se formou recentemente como chef de cozinha. Doug tem observado muito as manifestações de cultura, mistura de nacionalidades e já planejou levar a família toda para visitar outros países da Europa. Boa trip, Doug! Fique ligado no Facebook do guri pra curtir os cliques que ele tá fazendo.

Curtimos muito! Nesta semana, estivemos com o Intervalo Mazup na Escola Guararapes, em Arroio do Meio. Foi superlegal estar junto dessa moçada, ouvindo aquele som, fazendo poses pra fotos e curtindo os produtos da Vonpar. Qualquer dia desses tem mais!


8 mazup

5ª Gincana Ules/DCE Univates movimentou o feriado Desde agosto diversos gincaneiros receberam tarefas e começaram a entrar no clima da 5ª Gincana Ules/DCE Univates. Mas foi no último finde, nos dias 12, 13 e 14, que centenas de pessoas, divididas em seis grandes equipes, entraram pra valer na disputa pelo primeiro lugar da competição. No dia 12, a maioria dos integrantes foi até o complexo da Univates, onde participou de rapidinhas, tarefas, apresentações musicais, escolha de rei, rainha e melhor torcida. Já sábado, sem folgas, os competidores puderam quebrar a cabeça para desvendar diversos enigmas e tarefas que foram encerradas às 17h de domingo. E o resultado final? Isso somente na semana que vem, no sábado. Até lá fica o mistério de quem levará o troféu.

A corte Rainha: Aline Bruxel Rei: Vinícius Schardong Ruschel

Caderno Mazup do dia 19.10.12, #ed 113  

Nesta edição batemos um papo com a arroiomeense Betânia Bersch Delazeri, top 15 na final do programa Ídolos, da Record.