Page 1

O INFORMATIVO DO VALE

sexta-feira, 12 de novembro de 2010

www.mazup.com.br

#024

Shows nacionais baixam na Expovale Luana Rohr - Bora pro tradicionalismo! Na segunda tem show com Cesar Oliveira e Rogério Melo, os caras são ótimos! Nada melhor que dizer “Ah, eu sou gaúcho!” em um show tradicionalista! #adoro. Fica a dica! @deboraf_RS A #Expovale domingo vai bombar com o show do Nenhum de Nós #presençaconfirmada :P @maite_oliveira Chimarruts, com certeza. Adoro reggae. A vibe do show é demais e cada música passa uma mensagem diferente, positiva!

As irmãs Isabel e Martha, de Lajeado, são superfãs da Banda Strike e não veem a hora de a banda subir ao palco da Expovale.

A Expovale 2010, que começa hoje, traz inúmeras atrações musicais para os diferentes tipos de público. A variedade de estilos promete levar milhares de pessoas para o pavilhão de shows. Hoje, os caras do Acústicos e Valvulados abrem os shows da feira. Os mineiros da Banda Strike, que lançam música nova, sobem ao palco amanhã. A banda de Minas Gerais adota um estilo de música que mistura elementos eletrônicos com punk rock e hip hop, canta hits como Paraíso Proibido, Caiu na Babilônia e Pra Ela Voltar. No domingão é a vez de Nenhum de Nós. O grupo gaúcho

soma mais de um milhão de discos vendidos, participações em grandes festivais e vários prêmios. No dia 19 ocorre o show sertanejo de Gian e Giovani. Eles estão com mais de 20 anos de carreira e trazem para a região sucessos do passado e os destaques do 17º álbum, que leva o nome da dupla. O dia 20 terá a atração Chimarruts, que em 2009 foi escolhida a Melhor Banda de Reggae do Brasil pela MTV. Esses shows iniciam-se sempre às 23h. O ingresso para qualquer um dos eventos custa R$ 5 e dá acesso para todos os espaços da feira.

Isabel Cyrne, de 12 anos.

Curto Strike e com certeza há algo que diferencia essa banda das outras. O estilo dos guris é diferente. É o show mais esperado! Quando fiquei sabendo que estariam em Lajeado não acreditei. No sábado estarei lá, certo!

Martha Cyrne, 12 anos

A banda tem um clima descontraído, muito bom. Faz tempo que procuro uma oportunidade de poder vê-los. Vai ficar na memória com muito carinho! A banda é diferente, tem algo contagiante, dá uma energia ao escutar as músicas. Só resta esperar por esse dia tão especial!


2

O INFORMATIVO DO VALE. Sexta-feira, 12 de novembro de 2010

e-papo DJ A S

foto divulgação

Som e Luz

C S

carine@informativo.com.br

Vontade de fazer! O desemprego é uma realidade que assusta milhões de pessoas. Quantos chefes de famílias (e aqui estão incluídas mulheres) sofrem por não ter dinheiro sequer para colocar comida na mesa. Mas, ultimamente, tenho visto a situação um pouco diferente. Não é que esteja faltando tantos empregos. Está faltando gente qualificada e com vontade de trabalhar. No primeiro caso, pode ser reflexo da falta de grana mesmo, de famílias que não têm como fazer um curso de qualificação. Mas o pior, ao meu ver, é a falta de vontade. Sabe, quando o funcionário tem mais motivos para não trabalhar do que para ir trabalhar. Quando nunca ou dificilmente consegue cumprir uma tarefa ou sempre tem dificuldade para fazê-la. Não é apenas a competência que qualifica uma pessoa. É a vontade que demonstra na sua atividade. Ambas devem caminhar juntas. Digo que conhecimento recolhido é o mesmo que não o ter. Prefiro “mil vezes” alguém com ânimo, força de vontade e capacidade de inovação. Profissionais bons, em muitos segmentos, é raridade. Profissionais comprometidos, então... nossa! Conheci pessoas com extrema inteligência e competência (até porque passaram pelos melhores colégios), mas quando “cansaram de brincar” (leiase trabalhar), decidiram trocar de função ou de emprego. Penso muito nisso na hora de educar meus filhos. Eles precisam de limites. Para o bem deles. Jamais me perdoaria ao ver um de meus filhos com arrogância de sabichão. O mais imbecil dos homens é aquele que acha que sabe tudo. A bem da verdade é que não temos as respostas certas. A vida é um eterno aprendizado. Mas não adianta o jargão se ele não for visto como uma grande verdade. Dizer e não aplicar é o mesmo que não saber. Mas acredito que admitir nossas falhas e buscar a melhoria é o maior passo que podemos dar. O problema é conseguir. Não é fácil admitir que erramos, que não fizemos o nosso melhor, que poderíamos ter feito mais, que poderíamos trabalhar com mais vontade, com mais disposição, com mais bom humor. Ah! Como o mundo seria melhor. Para aquele que muda, e para o mundo em seu redor. Eu estou tentando fazer a minha parte. Para melhorar o meu mundo e dos que estão a minha volta.

Olá, galera. Hoje no E-papo vamos falar um pouco de dois motivos que contribuem muito para que a noite, em uma pista eletrônica, ou mesmo em um show, seja inesquecível ou passe despercebido ou até mesmo se torne um saco ficar mais de meia hora no ambiente. O que a maioria do público não se dá conta é de que inconscientemente, sem mesmo entender de qualidade técnica de som, o cara que vai para uma balada vai aproveitar melhor o trabalho do DJ, aproveitar mais a noite, vai dançar mais, e, de tabela, vai comentar bem sobre a casa e voltar novamente, se nesse ambiente o som for de boa qualidade técnica, ou, como prefiro dizer, um som redondo. Você provavelmente já saiu de uma balada com o ouvido zunindo ou quase surdo. Ou no meio da pista não consegue conversar com ninguém, tem que gritar como um louco para moça poder lhe ouvir, ou não entende nem a letra da música que o DJ ou a banda toca. Se você já passou por isso tenha certeza de que sua experiência naquela pista teria sido bem melhor se o sound system da casa fosse mais profissional. Som de qualidade não é sinônimo de volume alto; um grave bem definido, com peso; um médio bem dosado, sem ter aquela gritaria que tem umas músicas, que não da para entender nem a letra de tão alto que está; e um agudo sem exagero para não machucar os ouvidos. Com esses parâmetros bem equalizados, você vai sentir melhor o que cada música tem a oferecer, mesmo com o volume alto vai conseguir conversar sem gritar no meio da pista, o trabalho do DJ vai ser muito mais valorizado, pois o que ele tocar vai ter realmente resultado na pista. Isso tudo não vai funcionar da melhor maneira sem uma luz decente. Não estou falando em quantidade; às vezes, um strobo só (aquela luz que fica piscando) já tem um resultado perfeito se bem trabalhado. O cara que cuida da luz (LD) tem que entender de música tanto quanto o DJ. A comunhão entre som, luz, um bom DJ, e um pessoal a fim de festa é inesquecível. Com certeza com som e luz de qualidade o tempo médio do público em uma pista vai aumentar. O DJ consegue trabalhar melhor e as pessoas se divertem mais. Fica aí a dica para os promoters de eventos e público em geral se ligar mais nesses detalhes. Um abraço a todos e até a próxima.

E você, o que pensa sobre os assuntos abordados nas colunas acima? Te expressa! Deixe seu comentário nos links das colunas em www.mazup.com.br


3

O INFORMATIVO DO VALE. Sexta-feira, 12 de novembro de 2010

orkuteiros

Estuda? Sim, faço Administração na Univates. (Em quais dias?) Nas segundas, quartas e quintas-feiras. (Está no início ou em reta final?) Passei da metade, faltam 17 cadeiras. Mas demora ainda para me formar, parece que não acaba nunca. (Mais ou menos quanto tempo?) Dois ou três anos, por aí. (Administração é um cur-

Taila Ariana Krein

so bem disputado, né?) É, tem bastante gente que começa, mas alguns desistem depois. O mercado é bem amplo e oferece muitas oportunidades, mas mesmo assim tem que gostar do curso. (Qual a parte mais difícil do curso?) Acho que os estágios devem ser bem difíceis, mas não cheguei lá ainda. (Já trabalha no ramo?) Sim, sou auxiliar administrativo. (Onde?) Na Univates. Trabalho na Secretaria de Pesquisa. (Ah, então trabalha com a Carol Sulzbach, nossa fotógrafa?) Isso, ela é muito querida. Curte sair para festas? Sim! (Quando sai para festas, onde costuma ir?) Ultimamente estou indo mais para o Café Virtual. (Quem lhe acompanha nas baladas?) Minhas amigas. Saio com a Pati e com umas outras que nem sempre vão. Minha mana e meu cunhado também são parceria para sair. (Vocês ficam mais pela pista principal ou curtem música eletrônica?) Quando a banda não é muito boa vou para pista eletrônica. Gostamos bastante de eletrônica também. (Uma boa banda deve tocar qual estilo, na sua opinião?) Rock! (Quais do rock você mais curte?) Adoro Linkin Park, Green Day, Avril, Rock Gaúcho e outras.

fotos divulgação

Olá, Taila. Onde mora? Oi, moro em Cruzeiro do Sul. (Com teus pais?) Sim. (Mora há bastante tempo em Cruzeiro do Sul?) Sempre morei aqui. (Qual sua idade?) 21 anos. (É filha única?) Não, tenho uma irmã mais velha. (Mora com você também?) Sim. (Como é o relacionamento de vocês?) Bem legal. Temos pouca diferença de idade, isso facilita bastante. (Ela tem quantos anos?) 22. (Vocês são daquelas que trocam roupas e tudo mais, ou cada uma com suas coisas?) De vez em quando, sim. Mas normalmente, não. Não temos o mesmo tamanho... huahuahua. (Mas parceiras sempre?) Ahã, isso com certeza! (Já passaram por histórias engraçadas juntas?) Com certeza, mas nada assim tão engraçado, que eu me lembre. Quando ela era solteira saíamos juntas, era muito bom.

www.mazup.com.br

Nada como registrar todos os momentos, né, Taila?

depoimento Laucia Ananda Krein

A Tai é minha irmã (quase gêmea...hehe), amiga e parceira em qualquer momento. Ela contagia a todos ao seu redor pela alegria, entusiasmo, criatividade, força de vontade e boas, muito boas gargalhadas! Na real, é um tanto teimosa e nervosinha (mas quem não tem defeitos, né?) Pra mim ela é “mara”! Amo tu “pentenha”... Bjus.

Taila é uma guria que curte fazer festa. Para ela, uma boa banda deve tocar muito rock and roll. Mora em Cruzeiro do Sul, mas seu trabalho e saídas ocorrem em Lajeado.

Para participar deste quadro basta você fazer parte da nossa comunidade no Orkut e se cadastrar no tópico ORKUTEIROS.


4

O INFORMATIVO DO VALE. Sexta-feira, 12 de novembro de 2010

Expediente S

C O  R 

Q      E   

C

N  N

Os artigos assinados não correspondem necessariamente à opinião do Mazup e/ou de O Informativo.

anúncios e parcerias: 51 3726-6741 atendimento@mazup.com.br um produto: Maico Eckert

Douglas Kerber

Filipe Stacke

Cássio Bonfandini

gestor de marca maico@mazup.com.br @maicoeckert

relacionamento conteúdo on-line douglas@mazup.com.br @douglaskerber

diretor de arte contato@mazup.com.br @stackinho

repórter cassio@mazup.com.br @cbonfandini

msn: contato@mazup.com.br www.mazup.com.br twitter.com/tonomazup

Caderno Mazup do dia 12.11, edição 24  

Confira mais uma edição do caderno Mazup com grandes dicas de festas na região. Acesse também o nosso site - www.mazup.com.br

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you