Page 1


Sumário Apresentação Vila Olímpica Moradores da Comunidade aprovam a Vila Olímpica Infraestrutura Completa Projetos: Primeiro Emprego Pense Verde Horta na Comunidade Idoso na Escola Cenação Pai e Filho

pagina 4 pagina 5 pagina 7 pagina 8 pagina 10 pagina 11 pagina 12 pagina 13 pagina 14 pagina 15 pagina 16


Apresentação Admirada por muitas pessoas pelo seu trabalho, sua dedicação como parlamentar e, principalmente, pela sua fé religiosa, Graça Pereira, Deputada Estadual desde 1999, cumpre atualmente o seu quarto mandato legislativo. Graduada em Arquitetura e Urbanismo, com pós-graduação em Engenharia de Segurança pela UERJ, ela é evangélica e membro da Igreja Presbiteriana das Américas.

Uma parlamentar atuante Graça é vice-presidente da Comissão da Defesa dos Direitos da Mulher, integra a Comissão de Pessoas com Deficiência e a Comissão de Normas Internas e Proposições Externas, e ainda a Frente Parlamentar Feminina da ALERJ. Trabalha pela educação, saúde e tudo o que diz respeito à qualidade de vida da população. Vem se destacando com uma das mais atuantes parlamentares na Alerj, sendo autora de diversas leis e projetos, frutos de demandas que identifica em conversas com amigos e família. E o mais importante: está sempre atenta às solicitações da população. Para a Deputada, a família é a célula mais importante da sociedade, na qual se constrói um cidadão. “Uma sociedade que valoriza a família com certeza é uma sociedade melhor”, afirma Graça Pereira.

4


Vila Olímpica Uma reivindicação da Deputada Graça Pereira Anos e anos de luta e dedicação para a conclusão do projeto esportivo mais esperado pelos moradores da Ilha do Governador: a Vila Olímpica. As obras que foram executadas em ritmo acelerado pela Prefeitura do Rio, são uma reivindicação da Deputada Graça Pereira desde 2006 quando, em reunião com o Vice-Almirante Castro Leal, Comandante do 1º Distrito Naval, no dia 6 de março, foi entregue à subprefeitura cópia da ata com o relato do histórico para cessão de terreno no Saco Jequiá, junto ao muro da Colônia Z-10, com o objetivo de implantação, no local, de um Centro Poliesportivo. Através do Ofício nº 386/2006 G/CA-Ilha, de 8 de março de 2006, foi encaminhado o processo com a ata de reunião para posterior reconhecimento da área - feito na companhia do Comandante Delamare, à frente da Estação Rádio da Marinha naquela época -, visando a elaboração do projeto, conforme determinação do prefeito do Rio de Janeiro.

5


Deputada Graça Pereira acompanhou o andamento das obras da Vila Olímpica


Moradores da Comunidade aprovam a Vila Olímpica O presidente da Associação de Moradores do Bairro Nossa Senhora das Graças, Josemar da Silva Sales, tem certeza de que a Vila Olímpica irá trazer muitos benefícios, não só para a comunidade, mas para todos que moram no entorno. Para ele, a Vila Olímpica trará melhorias urbanísticas para a Ilha, assim como para a população insulana de todas as faixas etárias. “Os jovens, por exemplo, receberão uma escola de referência que está inserida no projeto, assim como os benefícios decorrentes do esporte, que irão afastá-los das ruas. E esporte é saúde! Já os idosos terão um espaço para lazer e atividades físicas, o que irá aumentar a autoestima e, consequentemente, melhorar a saúde dessa parcela da população”, disse Josemar. Já Edna Maria Francisco diz que a Vila Olímpica será muito bem-vinda, porque a Ilha não tem só uma comunidade, são diversas. “A Vila Olímpica vai tirar muitos jovens da rua. Vejo este projeto de forma muito positiva, porque os dirigentes governamentais estão dando atenção à população insu-

lana, principalmente Graça Pereira, que lutou pelo projeto, e o prefeito Eduardo Paes, que está executando. Juntos estão trazendo emprego para muitas pessoas”, reforçou.

7


Infraestrutura Completa O terreno onde foram concluídas as obras da Vila Olímpica, na Estrada Rio Jequiá, próximo à comunidade Nossa Senhora das Graças, tem 26.928 m2. A área construída é de 2.093 m2 e foram investidos quase R$ 20 milhões. O Projeto da Prefeitura do Rio de Janeiro prevê uma Escola Padrão em dois pavimentos, com 13 salas, ginásio com quadra polivalente e palco, ciclovia, pista de atletismo, campo de futebol em grama sintética, áreas de ginástica ao ar livre para adultos e para a 3ª idade, quadra de vôlei de areia, piscina semiolímpica com vestiários, parquinho infantil, churrasqueiras, lanchonete, prédio administrativo com salas multiuso e amplo estacionamento.

8


A área construída é de 2.093 m2


Público Alvo Jovens de 18 a 25 anos, moradores de comunidades carentes da Ilha do Governador.

O Projeto O Projeto Primeiro Emprego irá cadastrar jovens, moradores de comunidades carentes da Ilha do Governador, que serão preparados para o primeiro emprego. Especialistas irão orientá-los de acordo com a área pretendida e dar dicas de como se comportar numa entrevista e no ambiente profissional, como se vestir, como montar uma rede de relacionamentos, fazer marketing pessoal e valorizar o próprio trabalho.

11


Público Alvo Moradores de comunidades carentes da Ilha do Governador.

O Projeto Moradores das comunidades carentes cadastradas poderão participar de palestras, painéis, exposições e outras ações e atividades do projeto Pense Verde, que tem como objetivo conscientizar os moradores das comunidades sobre a importância do ambiente sustentável, sobre a necessidade de usar os recursos naturais de forma inteligente para que não acabem num futuro próximo. É preciso atender às necessidades da sociedade hoje, mas sem comprometer o futuro das próximas gerações.

12


Público Alvo Crianças e jovens até 18 anos, moradores de comunidades da Ilha do Governador.

O Projeto O Programa Horta na Comunidade visa incentivar o cultivo de hortas em pequenos espaços e conscientizar crianças e jovens sobre os benefícios de práticas agrícolas em suas comunidades. Trabalhando na horta, essas crianças e esses jovens, além de colaborarem na economia familiar, contribuem para a qualidade da alimentação na sua região.

12


Público Alvo Pessoas com mais de 65 anos, moradoras de áreas carentes da Ilha do Governador.

O Projeto A ocupação e o aprendizado estão diretamente ligados à qualidade de vida das pessoas da terceira idade. Por isso, a volta do idoso à sala de aula, visando seu bem-estar e a interação social é o objetivo principal do Projeto Idoso na Escola. Esse programa, que vai avaliar as pessoas cadastradas e encaminhá-las para a escola, vai contribuir para que os idosos possam aproveitar o que a modernidade oferece nos dias de hoje, ajudando-os a compreender e agir criticamente no seu cotidiano, melhorando sua autoestima e qualidade de vida.

14


Público Alvo Jovens de 12 a 18 anos, moradores de comunidades da Ilha do Governador.

O Projeto O Projeto Encenação – Exposição Social vai cadastrar jovens das comunidades carentes da Ilha do Governador, interessados em estudar artes cênicas. Todos serão chamados para participar das oficinas de teatro, que irão oferecer aulas de desinibição, expressão corporal, interpretação em grupo, construção de personagens, improviso, jogos teatrais e interpretação de textos de teatro. Além de desenvolver possíveis talentos, o Programa Encenação também ajuda a melhorar a autoestima, a espontaneidade, a comunicação e a apresentação pessoal.

13


Público Alvo Jovens pais, dos 18 aos 25 anos.

O Projeto Ser pai, principalmente na juventude, acarreta uma transformação radical na vida de qualquer pessoa. O Projeto Pai e Filho vai orientar rapazes que mal saíram da adolescência e já assumem a responsabilidade de cuidar de uma família. O objetivo é fazer com que esse jovem passe por essa etapa da vida de forma tranquila e dê apoio à mãe do bebê – desde o acompanhamento nas consultas do pré-natal até a administração da casa e os cuidados com a criança.

15

Folder olimpiadas e projetos 3  

Projeto Teste

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you