Issuu on Google+

Histórias em quadrinhos

Nota de Falecimento É com grande pesar que comunicamos o falecimento da eternamente lembrada Tia Chica. Não tinha filhos, mas deixa órfãos inúmeros sobrinhos: Maumau Azeitona rafael Corrêa Eugênio Neves Samanta Flôor Carlos Soares Ruben Castillo Mateus Santolouco

ilustrações

cartuns por R$5,00

No ZERO / maio 2009


Adeus, Tia Chica!

começando pelo começo

expediente

Adeus, Tia Chica! - Forma de declarar que deu pra bolinha (v.) do que quer que seja, definitivamente, para nunca mais. “Se a gente conseguir a grana, aí adeus, tia chica”, por exemplo. Pode ser usada como comentário tanto de horrores como de maravilhas.

Editores

maumau e azeitona

créditos do conteúdo

(Dicionário de Portoalegrês, de Luis Augusto Fischer) projeto gráfico, diagramação e redação

capa e contracapa - maumau

maumau

Pg 2 e 3 - Eugênio neves

colaboradores

pg 6 - maumau

a revista “Adeus, tia chica!“ número zero é uma publicação do coletivo traço todas, idealizada pelos editores, e produzida através de sistema cooperativado entre os colaboradores.

pg 28 - samanta flôor

pg 32 a 36 - carlos soares

O projeto original “Adeus, Tia Chica!” nasceu há muito tempo, nos idos de 2002, entre um grupo de universitários, estudantes de jornalismo e publicidade que queriam ver algo acontecer, que queriam estremecer as bases sociais e políticas nas quais estavam inseridos. Era ano de eleição. A ideia de fazer um jornal com esse nome surgiu e morreu antes que o segundo turno chegasse. Anos depois surge uma oportunidade de reunir outras pessoas em torno de um novo projeto. Originada do evento Traço Todas – criado em setembro de 2007 pelos editores desta publicação, Maumau e Azeitona –, a revista “Adeus, Tia Chica!” chega para concretizar uma vontade reprimida de ambos, seja por falta de tempo, de dinheiro, de colaboradores etc. A partir da notícia recente sobre um festival de quadrinhos na Argentina, o sonho da produção de HQs parecia estar mais próximo, uma vez que outro grupo de amigos iria promover o lançamento de sua revista nesse evento. Faltava pouco tempo, menos de um mês, mas por que não tentar publicar algo também? Pois bem, foram os 20 dias mais corridos dos últimos tempos... Foram editados materiais engavetados, criados materiais novos, diagramadas as páginas, aprovados orçamentos, compradas as passagens de avião, divulgado o lançamento... Enfim... deu pra bolinha, foi pelada a coruja...

tiragem desta edição: 500 exemplares

pg 38 e 39 - eugênio neves

Agora é adeus, Tia Chica!

maumau azeitona carlos soares eugênio neves mateus santolouco rafael corrêa ruben castillo samanta Flôor

Pg 7 - Samanta flôor Pg 8 a 12 - ruben castillo pg 13 - rafael corrêa pg 14 e 15 - Azeitona pg 16 e 17 - Samanta flôor pg 18 a 24 - Mateus santolouco e azeitona pg 25 - rafael corrêa pg 26 - eugênio neves pg 27 - maumau

pg 29 e 30 - rafael corrêa pg 31 - maumau


OS SOBRINHOS DA TIA CHICA Azeitona (www.azeitonailustrador.blogspot.com e http://www.azeitona.deviantart.com) Natural de Passo Fundo/RS, Azeitona já atua no ramo da ilustração há mais de 10 anos, já foi também editor de video e efeitos por 4 anos e estuda para ser Designer Gráfico. Ao chegar em Porto Alegre, em 2007, começou a organizar, junto com seu grande amigo Maumau, o evento Traço Todas, que agora evolui e ganha o formato de uma publicação. Esta será a sua estréia em publicação de fanzines/revistas, mas já imagina como sendo algo viciante.

Maumau

(http://quiosquedautopia.blogspot.com) Nascido em Pelotas/RS e residindo em Porto Alegre há mais de 3 anos, também é conhecido como Maurício Gonçalves por algumas pessoas. Designer e publicitário por formação, atua principalmente como ilustrador atualmente. Fudador, junto com o amigo Azeitona, do Coletivo Traço Todas, e um dos editores do blog Tinta China. Sua experiência mais concreta com quadrinhos começou através da série HanarQuia, publicada no Quiosque da Utopia, e evoluiu para o material que hoje faz parte do “Adeus, Tia chica!”.

Rafael Corrêa (http://www.vespo.blogspot.com/) Nascido em Rosário do Sul / RS, é formado em Publicidade & Propaganda e trabalha como cartunista e designer na Cooperativa Catarse em Porto Alegre. É autor das tirinhas do Artur, o arteiro com as quais já publicou dois livros: Direto pro SOE! (2006) e Piolhos Invaders (2007), ambos pela Razão Bureau Editorial.

Ruben Eduardo Castillo Colonia del Sacramento – Uruguay. Depois de morar alguns anos em Montevideo, migrou para Porto Alegre onde vive atualmente, trabalhando com desenho animado, caricatura, ilustração editorial e cartum.

Eugênio Neves Eugênio de Faria Neves, 55 anos, iniciou suas atividades profissionais como artista gráfico em 1974, numa fábrica de embalagens plásticas. Posteriormente, trabalhou como programador visual, publicitário e como ilustrador editorial. Atualmente trabalha como bonequeiro, ilustrador autônomo e editor, prestando serviços para publicações de empresas, jornais de sindicatos, boletins, etc. Hoje em dia, não sabe se desenha por satisfação, por compulsão ou porque está velho demais para mudar de vida...

Samanta Flôor (www.cornflake.com.br e www.toscomics.com.br) Natural de Pelotas/RS, com 28 anos (quase 29!), mora atualmente em Porto Alegre. Estudou arquitetura mas trabalha como ilustradora. O mundo dos quadrinhos não é novidade para ela, mas apenas recentemente começou a arriscar-se a fazê-los. Suas principais tirinhas se chamam Toscomics e são autobiográficas.

Carlos Soares (http://oidocucomics.blogspot.com/) Nascido no Rio de Janeiro e radicado em Canoas/RS, Carlos começou a desenhar desde cedo. Daí, para os fanzines foi um passo. Resolveu levar a sério e então fez um Curso de História em Quadrinhos, ministrado no Margs no final da década de 90. Lançou alguns fanzines, como Aríete e A Barata Chipada, ao mesmo tempo em que se firmou como ilustrador para o mercado editorial brasileiro. Voltou de vez aos quadrinhos com o lançamento dos minicomics O Olho, A Boca e O Nariz, que fazem parte do projeto 5cologia dos Sentidos.

Mateus Santolouco (http://www.santolouco.com/) Nascido em Porto Alegre/RS, Mateus formou-se em publicidade e trabalhou na área (sempre com foco na ilustração) até 2006, quando jogou tudo pro alto e resolveu produzir o que mais gostava: Quadrinhos. Desde então já publicou diversas minisséries pelas editoras Boom! Studios, Image Comics e Marvel Comics. Atualmente trabalha no lançamento da revista Cabaret, a última parte da trilogia Sexo, Drogas e Rock n’ Roll de seu grupo Mondo Urbano.


Histórias em quadrinhos

Nota de Falecimento É com grande pesar que comunicamos o falecimento da eternamente lembrada Tia Chica. Não tinha filhos, mas deixa órfãos inúmeros sobrinhos: Maumau Azeitona rafael Corrêa Eugênio Neves Samanta Flôor Carlos Soares Ruben Castillo Mateus Santolouco

ilustrações

cartuns por R$5,00

No ZERO / maio 2009


Adeus, Tia Chica! - Vol. 0